Respostas: º P34 M B 27/08/2008. Esta prova contém 10 questões.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Respostas: 02. 03. 01. 3º P34 M B 27/08/2008. Esta prova contém 10 questões."

Transcrição

1 3º P34 M B 27/08/2008 Esta prova contém 10 questões. INSTRUÇÕES: Verifique se sua prova está completa. Preencha corretamente todos os dados solicitados no cabeçalho. Resoluções e respostas somente a tinta, azul ou preta. Utilize os espaços determinados para respostas, não ultrapassando seus limites. Evite rasuras e o uso de corretivos. Resoluções com rasuras ou corretivo não serão revisadas. Resoluções e respostas que estiverem a lápis não serão corrigidas. Erros de Português serão descontados em 0,1. Boa prova! Respostas:

2 Sobre Poemas completos de Alberto Caeiro, responda: 01. (FUVEST) Leia o seguinte poema de Alberto Caeiro: Ponham na minha sepultura Aqui jaz, sem cruz, Alberto Caeiro Que foi buscar os deuses... Se os deuses vivem ou não isso é convosco. A mim deixei que me recebessem. Relacione a referência a "deuses" (plural), no poema, com o seguinte verso, extraído de outro poema de Alberto Caeiro: "A natureza é partes sem um todo". 02. (UFSCAR) O luar através dos altos ramos, Dizem os poetas todos que ele é mais Que o luar através dos altos ramos. Mas para mim, que não sei o que penso, O que o luar através dos altos ramos É, além de ser O luar através dos altos ramos, É não ser mais Que o luar através dos altos ramos. (Fernando Pessoa, "Obra Poética".) As bolas de sabão que esta criança Se entretém a largar de uma palhinha São translucidamente uma filosofia toda. Claras, inúteis e passageiras como a Natureza, Amigas dos olhos como as cousas, São aquilo que são Com uma precisão redondinha e aérea, E ninguém, nem mesmo a criança que as deixa, Pretende que elas são mais do que parecem ser. (...) (Fernando Pessoa, "Obra Poética".) Ambos esses poemas são atribuídos a Alberto Caeiro, um dos heterônimos de Fernando Pessoa. O que caracteriza esse heterônimo? 03. Leia o trecho do poema abaixo e identifique com uma palavra a idéia que norteou Alberto Caeiro na a escrita do mesmo. Mas se Deus é as árvores e as flores E os montes e o luar e o sol, Para que lhe chamo eu Deus? Chamo-lhe flores e árvores e montes e sol e luar; Porque, se ele se fez, para eu o ver, Sol e luar e flores e árvores e montes, Se ele me aparece como sendo árvores e montes E luar e sol e flores, É que ele quer que eu o conheça Como árvores e montes e flores e luar e sol. Sobre Sagarana, de Guimarães Rosa, responda as próximas três questões: 04. Apesar de ser um livro de contos, podemos dizer que há uma estrutura que norteia a composição da obra. Explique-a sucintamente. 05. Em Sarapalha, há uma oposição forte entre o novo e o velho. Indique um par opositor que revele essa situação.

3 06. No conto Sarapalha, qual personagem representa: a) a manutenção da vida? b) a ruína do lugar? 07. (PUC- adaptada) Sobre o romance Iracema, de José de Alencar são feitas as seguintes afirmações. Aprecie-as e diga quais são verdadeiras e quais são falsas. (Obs- não deixe respostas em branco. Uma resposta errada ou em branco anulará uma correta). O trecho inicial de Iracema a) é exemplo do descritivismo ultra-romântico, que idealiza a paisagem rude e agreste do sertão brasileiro. b) remete o leitor para as paisagens brasileiras, sem que haja qualquer interferência do narrador e de seus pontos de vista. c) revela características essencialmente românticas com a idealização da paisagem brasileira. d) embora essencialmente descritivo, revela a parcialidade do narrador, de modo a tornar falsa a apresentação da paisagem brasileira. e) revela um narrador extremamente presente, que caracteriza a paisagem brasileira sob seu ponto de vista. 08. Em que medida o final do romance Memórias de um sargento de milícias, de Manuel Antonio de Almeida, corrobora para a sua classificação como pré-realista? 09. O romance Dom Casmurro, de Machado de Assis, tem com o conto Sarapalha, de Guimarães Rosa, uma intertextualidade temática. Qual o elemento de conjunção dessas duas narrativas em relação a esse aspecto? 10. Em o Auto da barca do inferno, Gil Vicente cria uma situação que não seria comum na Idade Média ao determinar as atribuições críticas do Anjo e do Diabo. Qual seria essa situação?

4 a) b) 07. a) b) c) d) e) BOA PROVA!!! Lisângela

5

FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MONTES CLAROS. VESTIBULAR 2012 I Processo Seletivo PROVA II

FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MONTES CLAROS. VESTIBULAR 2012 I Processo Seletivo PROVA II FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MONTES CLAROS VESTIBULAR 2012 I Processo Seletivo PROVA II SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Este caderno contém uma prova de redação no valor de 40 (quarenta) pontos. 1.

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 6 PORTUGUÊS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao segundo bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do livro do Aluno. Avaliação - Língua Portuguesa NOME: TURMA: escola:

Leia mais

Turma: 3º ano FG e ADM

Turma: 3º ano FG e ADM COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 2ª Etapa 2013 Disciplina: Literatura Ano: 2013 Professor (a): Felipe Amaral Turma: 3º ano FG e ADM Caro aluno, você está recebendo o conteúdo

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2015. PROFESSOR: Daniel. ALUNO(a): Data da prova: 08/05/15.

GOIÂNIA, / / 2015. PROFESSOR: Daniel. ALUNO(a): Data da prova: 08/05/15. GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: Daniel DISCIPLINA: Literatura SÉRIE: 3 ano ALUNO(a): Data da prova: 08/05/15. No Anhanguera você é + Enem LISTA DE EXERCÍCIOS P1 2 BIMESTRE Análise de textos de autores da

Leia mais

LISTA DE MATERIAL ESCOLAR 2016 6º ANO ENSINO FUNDAMENTAL

LISTA DE MATERIAL ESCOLAR 2016 6º ANO ENSINO FUNDAMENTAL 6º ANO ENSINO FUNDAMENTAL transtorno para seu (sua) filho (a) no decorrer do ano. A escola comercializará os livros com preços inferiores aos da tabela das papelarias. Leitura e Escrita Todos os Textos.

Leia mais

Prova Final de Língua Portuguesa

Prova Final de Língua Portuguesa PROVA FINAL DO 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO Decreto-Lei n.º 6/200, de 8 de janeiro Prova Final de Língua Portuguesa 3.º Ciclo do Ensino Básico Prova 9/2.ª Chamada 3 Páginas Duração da Prova: 90 minutos.

Leia mais

desses que tocam trombeta, anunciou: só os cabelos pretíssimos e uma beleza Aceito os subterfúgios que me cabem, Foi-se com uma bandeira

desses que tocam trombeta, anunciou: só os cabelos pretíssimos e uma beleza Aceito os subterfúgios que me cabem, Foi-se com uma bandeira LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURAS EM LÍNGUA PORTUGUESA 1 Compare os poemas Com licença poética e Enredo para um tema, de Adélia Prado. Com licença poética Enredo para um tema Quando nasci um anjo esbelto,

Leia mais

Língua Portuguesa RESOLUÇÃO

Língua Portuguesa RESOLUÇÃO PROCESSO SELETIVO/2009 CADERNO 2 Respostas da 2. a Fase Língua Portuguesa RESOLUÇÃO FGVS-2.ªFase/2.ºCad-Língua Portuguesa-Resolução-manhã 2 LÍNGUA PORTUGUESA Leia o texto para responder às questões de

Leia mais

A Literatura em um curso especifico de comunicação

A Literatura em um curso especifico de comunicação A Literatura em um curso especifico de comunicação Mateus Pavan de Moura Leite Graduando em Comunicação Social com Habilitação em Midialogia pela Unicamp Segunda Feira, 7 de maio de 2007. Resumo: Este

Leia mais

a) Com base na queixa da andorinha-de-barriga-branca, reformule o provérbio Uma andorinha não faz verão.

a) Com base na queixa da andorinha-de-barriga-branca, reformule o provérbio Uma andorinha não faz verão. Colégio Academia Aula de Literatura sobre a Segunda Fase da Fuvest exercícios selecionados Prof. Ms. Emilio Giachini Neto 1) FUVEST 2005 Leia o seguinte texto: Verão excessivo Eu sei que uma andorinha

Leia mais

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos.

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Português 12.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 639/2.ª Fase 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

Redação Avaliação Seletiva 9º ano - 2014-2015 Preparatório para as boas Escolas Públicas

Redação Avaliação Seletiva 9º ano - 2014-2015 Preparatório para as boas Escolas Públicas 1 Questão 1 (1,5 pontos) Os irmãos Luiz e Lúcio compraram um terreno cercado por um muro de 340 metros. Eles construíram um muro interno para dividir o terreno em duas partes. A parte de Luiz ficou cercada

Leia mais

FIGURAS DE LINGUAGEM

FIGURAS DE LINGUAGEM FIGURAS DE LINGUAGEM Figuras de linguagem: São estratégias que o escritor pode aplicar no texto para conseguir um efeito determinado na interpretação do leitor. É muito usada no dia-a-dia das pessoas,

Leia mais

1. A TRADIÇÃO REALISTA

1. A TRADIÇÃO REALISTA 1. A TRADIÇÃO REALISTA Se você alguma vez passou os olhos por um livro chamado Raízes do Brasil (1936)*, talvez tenha lido uma passagem famosa, que refere uma característica portuguesa que Sérgio Buarque

Leia mais

Conteúdo para avaliações do 4º Bimestre1º ano E.M

Conteúdo para avaliações do 4º Bimestre1º ano E.M Conteúdo para avaliações do 4º Bimestre1º ano E.M Produção/gramática Matemática Química Biologia História Geografia Gramática- Módulo 6 Formação de palavras Capítulo 1 Derivação Capítulo 2 Composição e

Leia mais

SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO.

SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FILOSOFIA 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este Caderno de Prova contém cinco questões, abrangendo um total de

Leia mais

E agora, José? A difusão da literatura brasileira no exterior, ontem, hoje e amanhã Guilherme Magalhães

E agora, José? A difusão da literatura brasileira no exterior, ontem, hoje e amanhã Guilherme Magalhães E agora, José? A difusão da literatura brasileira no exterior, ontem, hoje e amanhã Guilherme Magalhães A pergunta que dá início ao poema de Carlos Drummond de Andrade, um dos maiores poetas em língua

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA

LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este caderno contém seis questões, abrangendo um total de sete

Leia mais

ATIVIDADE CURRICULAR: LITERATURA BRASILEIRA MODERNA PROFESSOR: TÂNIA MARIA PEREIRA SARMENTO-PANTOJA

ATIVIDADE CURRICULAR: LITERATURA BRASILEIRA MODERNA PROFESSOR: TÂNIA MARIA PEREIRA SARMENTO-PANTOJA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE CASTANHAL FACULDADE DE LETRAS CURSO LETRAS- HABILITAÇÃO PORTUGUÊS PLANO DE CURSO ATIVIDADE CURRICULAR: LITERATURA BRASILEIRA MODERNA PROFESSOR: TÂNIA

Leia mais

COLÉGIO S MARQUÊS DE MONTE ALEGRE

COLÉGIO S MARQUÊS DE MONTE ALEGRE Lista de Materiais 1 a série do Ensino Médio 2010. Atenção: 1-Em 2010 o Colégio manterá o serviço de compra e entrega de materiais escolares. Trata-se de kits escolares de livros didáticos, cujo valor

Leia mais

Emília Amaral. Ricardo Silva Leite

Emília Amaral. Ricardo Silva Leite coleção Nov s P l vr s N O V A E D I Ç Ã O Nov s P l vr s Nov e ıç o 2 Ricardo Silva Leite Emília Amaral Mestre em Teoria Literária e doutora em Educação pela Unicamp, professora do Ensino Médio e Superior

Leia mais

Resumo e análise da obra: O guardador de rebanhos - Alberto Caeiro (heterônimo de Fernando Pessoa)

Resumo e análise da obra: O guardador de rebanhos - Alberto Caeiro (heterônimo de Fernando Pessoa) Resumo e análise da obra: O guardador de rebanhos - Alberto Caeiro (heterônimo de Fernando Pessoa) Síntese Considerado o mestre dos demais heterônimos e o próprio ortônimo de Fernando Pessoa, calmo, naturalmente

Leia mais

PROVA DE SELEÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA SÉRIE: 8 ANO. Candidato (a):

PROVA DE SELEÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA SÉRIE: 8 ANO. Candidato (a): PROVA DE SELEÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA SÉRIE: 8 ANO Data: 12/01/2015 Candidato (a): Valor: 10 Obtido: Analise o cartaz da propaganda. QUESTÃO 1 (1 PONTO) - Observe o texto principal da propaganda. Que estratégia

Leia mais

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha Ensino Fundamental Turma: PROJETO INTERPRETA AÇÂO (INTERPRETAÇÃO) Nome do (a) Aluno (a): Professor (a): DISCIPLINA:

Leia mais

AS QUESTÕES OBRIGATORIAMENTE DEVEM SER ENTREGUES EM UMA FOLHA À PARTE COM ESTA EM ANEXO. O PORCO-ESPINHO

AS QUESTÕES OBRIGATORIAMENTE DEVEM SER ENTREGUES EM UMA FOLHA À PARTE COM ESTA EM ANEXO. O PORCO-ESPINHO ENSINO FUNDAMENTAL Conteúdos do 6º Ano 3º/4º Bimestre 2014 Trabalho de Dependência Nome: N. o : Turma: Professor(a): Monique Data: / /2014 Unidade: Cascadura Mananciais Méier Taquara Redação Resultado

Leia mais

ROMANTISMO EM PORTUGAL E NO BRASIL

ROMANTISMO EM PORTUGAL E NO BRASIL AULA 10 LITERATURA PROFª Edna Prado ROMANTISMO EM PORTUGAL E NO BRASIL I - CONTEXTO HISTÓRICO Na aula passada nós estudamos as principais características do Romantismo e vimos que a liberdade era a mola

Leia mais

NOTA: Leia com muita atenção os textos a seguir: Texto 1 Todas as cartas de amor são. Ridículas. Não seriam de amor se não fossem. Ridículas.

NOTA: Leia com muita atenção os textos a seguir: Texto 1 Todas as cartas de amor são. Ridículas. Não seriam de amor se não fossem. Ridículas. GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: Daniel DISCIPLINA: LITERATURA SÉRIE: 1º ANO ALUNO (a): NOTA: No Anhanguera você é + Enem LISTA DE EXERCÍCIOS - P1 3º BIMESTRE Leia com muita atenção os textos a seguir: Texto

Leia mais

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES OBJETIVO Assegurar a satisfação do cliente no pós-venda, desenvolvendo um relacionamento duradouro entre o vendedor e o cliente, além de conseguir indicações através de um sistema de follow-up (acompanhamento).

Leia mais

Pedro Almeida Filho. Maternidade da Vida

Pedro Almeida Filho. Maternidade da Vida Maternidade da Vida Pedro Almeida Filho Maternidade da Vida Editor responsável Zeca Martins Projeto gráfico e diagramação Juliana Smeers Controle editorial Manuela Oliveira Capa Pedro Brondi Revisão Bruna

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE LITERATURA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE LITERATURA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE LITERATURA Nome: Nº 1 a. Série Data: / /2015 Professores: Fernando, Roberto Nota: (valor: 1,0) Introdução Caro aluno. 3º bimestre Neste semestre, você obteve média inferior a

Leia mais

02 de Fevereiro de 2010

02 de Fevereiro de 2010 Pontifícia Universidade Católica do Paraná Transferência Externa Medicina 1º Semestre 2010 02 de Fevereiro de 2010 1ª FASE CONHECIMENTOS GERAIS N.º DO CARTÃO NOME (LETRA DE FORMA) ASSINATURA INFORMAÇÕES

Leia mais

Quem tem boca vai a Roma

Quem tem boca vai a Roma Quem tem boca vai a Roma AUUL AL A MÓDULO 14 Um indivíduo que parece desorientado e não consegue encontrar o prédio que procura, aproxima-se de outro com um papel na mão: - Por favor, poderia me informar

Leia mais

Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2

Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 3ª Etapa 2013 Disciplina: PORTUGUÊS Professor (a): Cris Souto Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Colégio Crescer de Jundiaí. Diário de Bordo 1 ano C 2 Semestre 2012

Colégio Crescer de Jundiaí. Diário de Bordo 1 ano C 2 Semestre 2012 Colégio Crescer de Jundiaí Nome: n Diário de Bordo 1 ano C 2 Semestre 2012 Instruções: - Este documento contém as atividades para nota mensal que o aluno deverá fazer ao longo do 2 semestre. - As atividades

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE 2a Instruções ao candidato O tempo disponível para realizar as provas dos dois cadernos que você recebeu o das provas específicas e o da redação é de quatro horas e trinta

Leia mais

O livro que falava com o vento e outros contos

O livro que falava com o vento e outros contos LER a partir dos 10 anos GUIA DE LEITURA MARIAALZIRACABRAL O livro que falava com o vento e outros contos JOSÉ JORGE LETRIA Ilustrações de Alain Corbel Apresentação da obra O Livro Que Falava com o Vento

Leia mais

CORRA, BERNARDO, CORRA!

CORRA, BERNARDO, CORRA! SINOPSE Bernardo precisa sair do prédio onde mora o mais rápido possível, mas o elevador não funciona, e então ele precisa descer as escadas. Como o garoto conhece quase todo mundo no prédio, os moradores

Leia mais

Figuras de Linguagem

Figuras de Linguagem Figuras de Linguagem Aspectos semânticos Metáfora: transposição de significado com base em semelhanças. Você é um bicho, Fabiano. (Graciliano Ramos) Itabira é apenas um retrato na parede (...) (Drummond)

Leia mais

Figuras de linguagem

Figuras de linguagem Figuras de linguagem FIGURAS DE LINGUAGEM FIGURAS DE PALAVRAS(TROPOS) FIGURAS DE CONSTRUÇÃO(SINTAXE) FIGURAS DE PENSAMENTO FIGURAS DE SOM(OU DE HARMONIA) Figuras de palavras(tropos) Emprego de um termo

Leia mais

Leia o seguinte texto: Verão excessivo

Leia o seguinte texto: Verão excessivo 1 Leia o seguinte texto: Verão excessivo Eu sei que uma andorinha não faz verão, filosofou a andorinha-de-barriga-branca. Está certo, mas agora nós somos tantas, no beiral, que faz um calor terrível, e

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO 2013/2014 PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA (Prova 1) 6º Ano / Ensino Fundamental

CONCURSO DE ADMISSÃO 2013/2014 PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA (Prova 1) 6º Ano / Ensino Fundamental Leia atentamente o texto 1 e responda às questões de 01 a 12 assinalando a única alternativa correta. Texto 1 Uma história de Dom Quixote Moacyr Scliar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA BÁSICA PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA BÁSICA DE PORTO ALTO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA BÁSICA PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA BÁSICA DE PORTO ALTO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA BÁSICA PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA BÁSICA DE PORTO ALTO Prova Extraordinária de Avaliação INGLÊS 3º Ciclo - 8.º Ano de Escolaridade Despacho Normativo

Leia mais

Todos os dias Leitura: atividades

Todos os dias Leitura: atividades Todos os dias Leitura: atividades 1. Escreva Certo (C) ou Errado (E) para as afirmações a seguir. A) O marido acorda a esposa todos os dias de manhã. ( ) B) Às seis da tarde ele volta para casa depois

Leia mais

PARALELISMO SINTÁTICO E SEMÂNTICO Prof. Esp. Volney Ribeiro

PARALELISMO SINTÁTICO E SEMÂNTICO Prof. Esp. Volney Ribeiro PARALELISMO SINTÁTICO E SEMÂNTICO Prof. Esp. Volney Ribeiro O paralelismo consiste na apresentação de idéias similares, coordenadas, equivalentes, numa forma gramatical ou semântica idêntica. Assim, pode-se

Leia mais

Curso:... Prova de Sistemas de Informação para Bibliotecas (21105) Nome:... Nº de Estudante:... B. I. nº... Assinatura do Vigilante:...

Curso:... Prova de Sistemas de Informação para Bibliotecas (21105) Nome:... Nº de Estudante:... B. I. nº... Assinatura do Vigilante:... Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Curso:... Prova de Sistemas de Informação para Bibliotecas (21105) Data: [Modelo] Nome:... Nº de Estudante:... B. I. nº... Assinatura do Vigilante:...

Leia mais

b) Descreva esse deslizamento quadro a quadro, mostrando a relação das imagens como que é dito.

b) Descreva esse deslizamento quadro a quadro, mostrando a relação das imagens como que é dito. LÍNGUA PORTUGUESA NOTA PAULO CAMILO - THALES ALUNO(A): 04 03 2011 MARQUE COM LETRA DE FORMA A SUA TURMA 2º ANO INSTRUÇÕES: Usar somente caneta esferográfica (azul ou preta) Não usar calculadora Não fazer

Leia mais

(Vem um Onzeneiro, e pergunta ao Arrais do Inferno, dizendo:)

(Vem um Onzeneiro, e pergunta ao Arrais do Inferno, dizendo:) Língua Portuguesa 9 º ano EBI da Charneca de Caparica FICHA DE AVALIAÇÃO FORMATIVA Nome: N.º: Turma: Data: / / Enc. Educação: Apreciação: Professor: Competências a avaliar: compreensão e expressão escritas;

Leia mais

A um poeta Olavo Bilac

A um poeta Olavo Bilac A um poeta Olavo Bilac Longe do estéril turbilhão da rua, Beneditino, escreve! No aconchego Do claustro, na paciência e no sossego, Trabalha, e teima, e lima, e sofre, e sua! Mas que na forma se disfarce

Leia mais

Língua Portuguesa. 1º ano. Unidade 1

Língua Portuguesa. 1º ano. Unidade 1 Língua Portuguesa 1º ano Unidade 1 Linguagem Linguagem, língua, fala Unidade 4 - capítulo 12 Linguagem verbal e não verbal Unidade 4 - capítulo 12 e 13 Signo linguístico Unidade 4 - capítulo 12 Denotação

Leia mais

VERIFICAÇÃO GLOBAL 4 HISTÓRIA 2ª ETAPA 7 a SÉRIE OLÍMPICA ENSINO FUNDAMENTAL

VERIFICAÇÃO GLOBAL 4 HISTÓRIA 2ª ETAPA 7 a SÉRIE OLÍMPICA ENSINO FUNDAMENTAL 1. Analise os quesitos a seguir e assinale, nos itens I e II, a única opção correta: (1,0 ponto) I. Observe a tirinha do Hagar e o texto de Alberto Caeiro: Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode

Leia mais

anos GUIA DE LEITURA Manuela Lapa Gosto deles porque sim Lara Xavier Ilustrações de Rute Reimão

anos GUIA DE LEITURA Manuela Lapa Gosto deles porque sim Lara Xavier Ilustrações de Rute Reimão GUIA DE LEITURA Manuela Lapa Gosto deles porque sim Lara Xavier Ilustrações de Rute Reimão +8 anos Apresentação da obra Uma criança fala-nos de companheiros de escola por quem sente particular admiração.

Leia mais

Processo Seletivo Salesiano

Processo Seletivo Salesiano COLÉGIO SALESIANO NOSSA SENHORA AUXILIADORA Processo Seletivo Salesiano Concurso de Bolsas de Estudos Nome do(a) aluno(a): Número de Inscrição: Série: 7º Ano Ensino Fundamental II ORIENTAÇÕES Ao receber

Leia mais

NAP NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO I

NAP NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO I NAP NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO I EDUCADORA: SILVANA CAMURÇA DISCIPLINA: PORTUGUÊS EDUCANDO: Nº. ANO TURMA: DATA: / / TRIMESTRE: II REVISÃO GERAL PARA A PARCIAL SOM DO /S/ - FAMÍLIA DE PALAVRAS DERIVADAS

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA BÁSICA PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA BÁSICA DE PORTO ALTO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA BÁSICA PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA BÁSICA DE PORTO ALTO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA BÁSICA PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA BÁSICA DE PORTO ALTO Prova Extraordinária de Avaliação INGLÊS 2º Ciclo - 6.º Ano de Escolaridade Despacho Normativo

Leia mais

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 3º TRIMESTRE 2 ANO DISCIPLINA: GRAMÁTICA

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 3º TRIMESTRE 2 ANO DISCIPLINA: GRAMÁTICA ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 3º TRIMESTRE 2 ANO DISCIPLINA: GRAMÁTICA Observações: 1- Antes de responder às atividades, releia o material entregue sobre Sugestão de Como Estudar. 2 - Os exercícios

Leia mais

000/000. Instruções PROVA DE SEGUNDA FASE 1º DIA FUVEST 2014 05/01/2014 (DOMINGO)

000/000. Instruções PROVA DE SEGUNDA FASE 1º DIA FUVEST 2014 05/01/2014 (DOMINGO) / / FUVEST ª Fase Primeiro Dia (5//) NOME IDENTIDADE MATÉRIAS NO TERCEIRO DIA (7//). Sóabraestecadernoquandoofiscalautorizar.. Verifique,nacapadestecaderno,seseunome estácorreto.. Antesdeiniciaraprova,verifiqueseocaderno

Leia mais

Inglês Abril de 2016. Quadro 1 Valorização dos domínios Cotação (em pontos) I Leitura/ Compreensão 40 II Gramática 40 III Escrita 20

Inglês Abril de 2016. Quadro 1 Valorização dos domínios Cotação (em pontos) I Leitura/ Compreensão 40 II Gramática 40 III Escrita 20 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Inglês Abril de 2016 Prova 06 2016 2.º Ciclo do Ensino Básico (Despacho Normativo 1-G/2016, de 6 de Abril) O presente documento divulga informação relativa

Leia mais

O ENSINO DE LITERATURA NO ENSINO MÉDIO: UMA TENTATIVA DE ALIAR O CONHECIMENTO AO PRAZER DA LEITURA.

O ENSINO DE LITERATURA NO ENSINO MÉDIO: UMA TENTATIVA DE ALIAR O CONHECIMENTO AO PRAZER DA LEITURA. O ENSINO DE LITERATURA NO ENSINO MÉDIO: UMA TENTATIVA DE ALIAR O CONHECIMENTO AO PRAZER DA LEITURA. JULIANA SYLVESTRE DA SILVA CESILA (UNICAMP). Resumo O desafio do professor de colocar o aluno em contato

Leia mais

Prova Final/Prova de Exame Nacional de Português Língua Não Materna (A2)

Prova Final/Prova de Exame Nacional de Português Língua Não Materna (A2) PROVA FINAL DO 2.º E do 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO E EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO PLNM (A2) Prova 63 93/2.ª Chamada/2012 PLNM (A2) Prova 739/2.ª Fase/2012 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de janeiro,

Leia mais

Novos itens disponíveis para empréstimo na biblioteca. Mês de referência: Junho de 2014

Novos itens disponíveis para empréstimo na biblioteca. Mês de referência: Junho de 2014 Novos itens disponíveis para empréstimo na biblioteca Mês de referência: Junho de 204 Capa do livro Obra Quantidade MACEDO, Joaquim Manuel de. A moreninha. São Paulo: O Estado de São Paulo, 997. (Ler é

Leia mais

Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2

Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação 1ª Etapa 2014 Disciplina: PORTUGUÊS Professor (a): Cris Souto Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

EDITAL Nº 48/2015 CONVOCAÇÃO PARA O 3º CURSO DE FORMAÇÃO

EDITAL Nº 48/2015 CONVOCAÇÃO PARA O 3º CURSO DE FORMAÇÃO EDITAL Nº 48/2015 CONVOCAÇÃO PARA O 3º CURSO DE FORMAÇÃO O Diretor-Presidente da, no uso de suas atribuições, torna pública a CONVOCAÇÃO para o 3º Curso de Formação referente ao concurso público para provimento

Leia mais

Importante autor da literatura portuguesa, fundador do teatro em SUPLEMENTO DE ATIVIDADES AUTO DA BARCA DO INFERNO GIL VICENTE NOME: SÉRIE/ANO:

Importante autor da literatura portuguesa, fundador do teatro em SUPLEMENTO DE ATIVIDADES AUTO DA BARCA DO INFERNO GIL VICENTE NOME: SÉRIE/ANO: SUPLEMENTO DE ATIVIDADES AUTO DA BARCA DO INFERNO GIL VICENTE NOME: Nº: ESCOLA: SÉRIE/ANO: 1 Importante autor da literatura portuguesa, fundador do teatro em Portugal, Gil Vicente é um dos mais célebres

Leia mais

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa O PASTOR AMOROSO Alberto Caeiro Fernando Pessoa Este texto foi digitado por Eduardo Lopes de Oliveira e Silva, no Rio de Janeiro, em maio de 2006. Manteve-se a ortografia vigente em Portugal. 2 SUMÁRIO

Leia mais

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro;

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro; EIXO TEMÁTICO: 1 TEXTO LITERÁRIO E NÃO LITERÁRIO 1) Analisar o texto em todas as suas dimensões: semântica, sintática, lexical e sonora. 1. Diferenciar o texto literário do não-literário. 2. Diferenciar

Leia mais

Abrindo o coração para compreender a vontade de Deus

Abrindo o coração para compreender a vontade de Deus Abrindo o coração para compreender a vontade de Deus Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável

Leia mais

José Aerton Rodrigues da Silva

José Aerton Rodrigues da Silva José Aerton Rodrigues da Silva Redação fácil para o Enem concursos públicos civis e militares Nilópolis RJ 2014 Edição do autor p. 1 Revisão: José Aerton Capa: Roberta Dias Aerton, José, Redação fácil

Leia mais

Lista de livros FUVEST:

Lista de livros FUVEST: Nome: Nº: Ano/Série: 9 Ano Disciplina: Língua Portuguesa Professor: Aliny Horvath Barbosa Orientação de Trabalho Bimestre: 3º Data: Os grandes vestibulares do Estado de São Paulo publicam, todo ano, uma

Leia mais

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: NOME COMPLETO:

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: NOME COMPLETO: DISCIPLINA: FILOSOFIA PROFESSOR: ENRIQUE MARCATTO DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2ª TURMA: Nº: I N S T R U Ç Õ E S 1. Este trabalho contém

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA - LÍNGUA E LITERATURAS DE LÍNGUA PORTUGUESA- Grupos D, E, F, G e L TEXTO I

PADRÃO DE RESPOSTA - LÍNGUA E LITERATURAS DE LÍNGUA PORTUGUESA- Grupos D, E, F, G e L TEXTO I PADRÃO DE RESPOSTA - LÍNGUA E LITERATURAS DE LÍNGUA PORTUGUESA- Grupos D, E, F, G e L TEXTO I 5 Eu estava deitado num velho sofá amplo. Lá fora, a chuva caía com redobrado rigor e ventava fortemente. A

Leia mais

Português 3 Módulo 5 COMENTÁRIOS ATIVIDADES PROPOSTAS COMENTÁRIOS ATIVIDADES PARA SALA O ROMANTISMO NO BRASIL

Português 3 Módulo 5 COMENTÁRIOS ATIVIDADES PROPOSTAS COMENTÁRIOS ATIVIDADES PARA SALA O ROMANTISMO NO BRASIL Português 3 Módulo 5 O ROMANTISMO NO BRASIL 1. a) O poeta defende o menosprezo pelas regras de metrificação enquanto mera convenção. O poeta a- firma usar todas as metrificações, baseado apenas em sua

Leia mais

Colégio Adventista Portão EIEFM Lista de Exercícios 1-4º Bimestre Relação das palavras - Sujeito

Colégio Adventista Portão EIEFM Lista de Exercícios 1-4º Bimestre Relação das palavras - Sujeito Colégio Adventista Portão EIEFM Lista de Exercícios 1-4º Bimestre Relação das palavras - Sujeito Professor: Sulamita Martins Domingues Disciplina: Língua Portuguesa Série: 3 EM Turma: 131 Visto: Aluno(a):

Leia mais

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/MG

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/MG Sobre o Cancelamento de Gravames Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/MG Procedimentos para Solicitação do Desbloqueio de Cancelamento de Gravame De acordo com a portaria 96.603 de 30 de agosto

Leia mais

DATA: / / 2014 ETAPA: 3ª VALOR: 20,0 pontos NOTA:

DATA: / / 2014 ETAPA: 3ª VALOR: 20,0 pontos NOTA: DISCIPLINA: Física PROFESSORES: Fabiano Vasconcelos Dias DATA: / / 2014 ETAPA: 3ª VALOR: 20,0 pontos NOTA: NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 3ª SÉRIE EM TURMA: Nº: I N S T R

Leia mais

CORREÇÃO PRIMEIRO DIA Língua Portuguesa, Literaturas de Língua Portuguesa e Matemática

CORREÇÃO PRIMEIRO DIA Língua Portuguesa, Literaturas de Língua Portuguesa e Matemática CORREÇÃO PRIMEIRO DIA Língua Portuguesa, Literaturas de Língua Portuguesa e Matemática Questão 01 Há notícias que são de interesse público e há notícias que são de interesse do público. Se a celebridade

Leia mais

Natureza: TD de Gramática 1 o Bimestre

Natureza: TD de Gramática 1 o Bimestre Natureza: TD de Gramática 1 o Bimestre Aluno(a): Turma: 8 o Professor(a): Edla / Arnaldo Ano: 8 o /EF II N o Questões: 10 Data: 01. Leia o texto. Vivendo e... Eu sabia fazer pipa e hoje não sei mais. Duvido

Leia mais

Colégio Crescer de Jundiaí. Diário de Bordo 2 ano A, B e C 2 Semestre 2012

Colégio Crescer de Jundiaí. Diário de Bordo 2 ano A, B e C 2 Semestre 2012 Colégio Crescer de Jundiaí Nome: n Turma: Diário de Bordo 2 ano A, B e C 2 Semestre 2012 Instruções: - Este documento contém as atividades para nota mensal que o aluno deverá fazer ao longo do 2 semestre.

Leia mais

CMRJ - LINGUA PORTUGUESA 7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL. 1. Observe a imagem abaixo e responda as perguntas a seguir:

CMRJ - LINGUA PORTUGUESA 7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL. 1. Observe a imagem abaixo e responda as perguntas a seguir: CMRJ - LINGUA PORTUGUESA 7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL NOTA DE AULA: ATIVIDADE DE PORTUGUÊS SOBRE VARIAÇÃO LINGUÍSTICA 1. Observe a imagem abaixo e responda as perguntas a seguir: a) Qual tipo de linguagem

Leia mais

12/11/2015 Quinta-feira. 1º ano do Ensino Fundamental I

12/11/2015 Quinta-feira. 1º ano do Ensino Fundamental I 1º Ano - C 1º Ano - B 1º Ano - A Artes 12/11/2015 Quinta-feira 1º ano do Ensino Fundamental I 1º ano A - Antes de executar suas tarefas, revise a parte teórica Atividade recreativa, desenvolvendo a concentração

Leia mais

Pré Exame Literatura

Pré Exame Literatura Pré Exame Literatura Romantismo Macedo Álvares de Azevedo Gonçalves Dias Alencar Castro Alves Manuel Antônio de Almeida Romantismo Características Subjetivismo Sentimentalismo Culto à natureza Escapismo

Leia mais

Convite. Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião. Só que bola, papagaio, pião de tanto brincar se gastam.

Convite. Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião. Só que bola, papagaio, pião de tanto brincar se gastam. Convite Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião. Só que bola, papagaio, pião de tanto brincar se gastam. As palavras não: quanto mais se brinca com elas mais novas ficam.

Leia mais

Língua Portuguesa 10º ano. Planificação anual e trimestral

Língua Portuguesa 10º ano. Planificação anual e trimestral Língua Portuguesa 10º ano Planificação anual e trimestral Ano lectivo: 2010 / 2011 As competências e objectivos que a seguir se indicam foram escolhidos e extraídos do Programa, no âmbito da Leitura, da

Leia mais

Vania Azamor. cristal rutilado

Vania Azamor. cristal rutilado Vania Azamor cristal rutilado sumário Prefácio 11 o que parece sagrado O atributo do amor i 15 O atributo do amor ii 16 Caravançarai 17 Felicidade 18 Cordão umbilical 19 Abraço 20 A missa prometida 21

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014

PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014 PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014 CARGO E UNIDADES: Técnico Operacional II Administração Atenção: NÃO ABRA este caderno antes do início da prova. Tempo total para resolução desta prova: 3 (três) horas.

Leia mais

Programa de Curso de Formação de Monitores do Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita

Programa de Curso de Formação de Monitores do Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita Agosto de 2012 Programa de Curso de Formação de Monitores do Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita EQUIPE PEDAGÓGICO- ADMINISTRATIVA DO ESDE FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA EQUIPE PEDAGÓGICO-ADMINISTRATIVA

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE LINGUA PORTUGUESA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE LINGUA PORTUGUESA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE LINGUA PORTUGUESA Nome: Nº 7º ano / /2015 Professora: Nota: (valor: 1,0) 3º e 4º bimestres A - Introdução Você estudou vários conteúdos gramaticais e realizou atividades para

Leia mais

ENTREVISTA CONCEDIDA AO ESCRITOR FLÁVIO IZHAKI Realizada em 21.VII.08 A PROPÓSITO DE RETRATO DESNATURAL (diários 2004 a 2007) Evando Nascimento

ENTREVISTA CONCEDIDA AO ESCRITOR FLÁVIO IZHAKI Realizada em 21.VII.08 A PROPÓSITO DE RETRATO DESNATURAL (diários 2004 a 2007) Evando Nascimento ENTREVISTA CONCEDIDA AO ESCRITOR FLÁVIO IZHAKI Realizada em 21.VII.08 A PROPÓSITO DE RETRATO DESNATURAL (diários 2004 a 2007) Evando Nascimento Renomado professor universitário, autor de títulos de não

Leia mais

ROMANTISMO NO BRASIL - PROSA

ROMANTISMO NO BRASIL - PROSA AULA 12 LITERATURA PROFª Edna Prado ROMANTISMO NO BRASIL - PROSA Na aula passada nós estudamos as principais características da poesia romântica no Brasil.Vimos o fenômeno das três gerações românticas:

Leia mais

JOSÉ DE ALENCAR: ENTRE O CAMPO E A CIDADE

JOSÉ DE ALENCAR: ENTRE O CAMPO E A CIDADE JOSÉ DE ALENCAR: ENTRE O CAMPO E A CIDADE Thayanne Oliveira Rosa LUCENA¹, Dr. Gustavo Abílio Galeno ARNT² 1. Bolsista PIBIC/IFB - Instituto Federal de Brasília- Campus: São Sebastião- DF thayanne.001@gmail.com

Leia mais

FUVEST 2003. Língua Portuguesa Segunda Fase 05/01/2003

FUVEST 2003. Língua Portuguesa Segunda Fase 05/01/2003 FUVEST 2003 Língua Portuguesa Segunda Fase 05/01/2003 Q.01 BR. Contribuindo para o cinema brasileiro rodar cada vez melhor. A Petrobras Distribuidora sempre investiu na cultura do País e acreditou no potencial

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Prof. Dr. Waldyr Antônio Jorge Superintendente do Hospital Universitário Universidade de São Paulo

APRESENTAÇÃO. Prof. Dr. Waldyr Antônio Jorge Superintendente do Hospital Universitário Universidade de São Paulo APRESENTAÇÃO O Hospital Universitário da Universidade de São Paulo foi construído pela Universidade de São Paulo e inaugurado em 1981 pelo Magnífico Reitor Waldyr Muniz Oliva, com a finalidade contínua

Leia mais

A amizade abana o rabo

A amizade abana o rabo RESENHA Leitor iniciante Leitor em processo Leitor fluente ILUSTRAÇÕES: Marina relata, nessa história, seu encontro com cães especiais, que fazem parte de sua vida: Meiga, Maribel e Milord. A história

Leia mais

Vestibular Comentado - UVA/2010.2

Vestibular Comentado - UVA/2010.2 LÍNGUA PORTUGUESA Comentários: Profs. Evaristo, Crerlânio, Vicente Júnior Texto 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 Flor voltara a embalar-se

Leia mais

AULÃO DE LITERATURA XIV SIMULADO DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA DA URI

AULÃO DE LITERATURA XIV SIMULADO DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA DA URI AULÃO DE LITERATURA XIV SIMULADO DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA DA URI Professora: Marinice Argenta Movimentos Literários 1-Trovadorismo 2-Humanismo 3-Classicismo 4-Quinhentismo 5-Barroco 6-Arcadismo 7-Romantismo

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Paraná Prefeitura Municipal de Fazenda Rio Grande. 11 de Abril de 2010 AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS

Pontifícia Universidade Católica do Paraná Prefeitura Municipal de Fazenda Rio Grande. 11 de Abril de 2010 AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS Pontifícia Universidade Católica do Paraná Prefeitura Municipal de Fazenda Rio Grande 11 de Abril de 2010 CARGO Nº 30 AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS N.º DO CARTÃO NOME (LETRA DE FORMA) ASSINATURA INFORMAÇÕES

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia de Porto Alegre

Colégio Santa Dorotéia de Porto Alegre Art. 1 Apresentação Com o objetivo de estimular em seus alunos o prazer e o hábito da escrita, além de proporcionar espaço para a revelação de jovens talentos, o Colégio Santa Dorotéia de Porto Alegre

Leia mais

ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA PROVA OBJETIVA PROCESSO SELETIVO DE AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE Prezado candidato(a), você recebeu o seguinte material: - um caderno de questões contendo 30 (trinta) questões

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Visita às Obras da Vila Brejal Minha

Leia mais

ENTREVISTAS/ENTRETIENS

ENTREVISTAS/ENTRETIENS Antonio Brasileiro: A poesia é a única maneira de ser lúcido Entrevista concedida a Dominique Stoenesco No mês de maio passado, em Paris, tivemos o grande prazer de entrevistar Antonio Brasileiro, professor

Leia mais