ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO PARTICIPANTES BENEFÍCIOS REQUISITOS PARA CERTIFICAÇÃO POLÍTICA COMERCIAL...

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. PARTICIPANTES... 3 3. BENEFÍCIOS... 3 4. REQUISITOS PARA CERTIFICAÇÃO... 8 5. POLÍTICA COMERCIAL..."

Transcrição

1

2 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO PARTICIPANTES BENEFÍCIOS REQUISITOS PARA CERTIFICAÇÃO POLÍTICA COMERCIAL PERDA DE BENEFÍCIOS REGRAS GERAIS ANEXO A - METODOLOGIA GERAL PARA CÁLCULO DO MOTOMONEY ANEXO B PROCESSOS DE AUDITORIA MOTOROLA e o logotipo M estilizado são registrados no Escritório de Marcas e Patentes Americano. Todos os outros nomes de produtos ou serviços são de propriedade de seus proprietários registrados. Motorola, Inc Todos os direitos reservados.

3 1. INTRODUÇÃO O programa de certificação Revendas Premium é uma iniciativa da Motorola e seus distribuidores autorizados que tem por objetivo identificar, reconhecer, capacitar e certificar como Revenda Premium revendas de rádios e acessórios do Brasil. Receber a certificação Revenda Premium significa transforma-se em um parceiro de negócio apto a prover ao mercado as melhores e mais confiáveis soluções em radiocomunicação, sendo reconhecido por isso Período O processo de certificação como Revenda Premium para o ano de 2011 acontece no período de março de 2010 a fevereiro de 2011, com apuração de pontuação entre 1 Janeiro 2010 até 31 de Dezembro PARTICIPANTES São participantes todas as revendas certificadas como Revendas Premium para o ano de 2010, desde que formalizem sua inscrição e escolham um dos distribuidores autorizados Motorola como preferencial, preenchendo formulário on-line. Para fins do programa, a revendas Premium estão segmentadas em Ouro, Prata e Bronze. Revendas que não tenham a certificação Premium, podem participar como Revendas Candidatas nas condições e com os benefícios estabelecidos para este nível. 3. BENEFÍCIOS Os participantes do programa Motorola Revendas Premium tem acesso a benefícios conforme o nível que possui no programa Revendas Premium Descontos diferenciados para compra nos distribuidores O desconto base máximo é outorgado para revendas Premium de acordo com os metais abaixo. DESCONTO METAL DESCONTO DESCONTO CONDICIONAL BASE TOTAL [1] OURO 33% 2% 35% PRATA 30% 2% 32% BRONZE 27% 2% 29% (*) Descontos válidos a partir de 1 de Maio de [1] Adicionalmente, poder ser concedido um desconto de 2%, caso a Revenda seja filiada a associações de rádios e/ou entidades de classe, devidamente aprovadas e conveniadas com a 3

4 Motorola. Para usufruir deste desconto todas as revendas que compõem um Grupo Empresarial devem estar filiadas com as associações de rádio individualmente. O desconto adicional de 2% está sujeito aos seguintes itens: a) Adimplência da Revenda junto a Associação e/ou entidade de classe; b) Adimplência com o Distribuidor; c) Fidelidade e volume de compras com o distribuidor a ser definido pelos próprios distribuidores. Para que uma Revenda Ouro usufrua do desconto descrito acima, ela deve ser considerada uma revenda exclusiva Motorola, caso contrário será considerada uma revenda Prata, vigente a partir de Q3/2010. Nas compras no cartão BNDES a tabela acima deve ser seguida sem desconto adicional. Para compras à vista o distribuidor pode ofertar 1% adicional ao desconto total da revenda. Caso uma Revenda Premium atinja a quota total (ano) de seu próximo metal da região, ela poderá usufruir do próximo nível de desconto no trimestre seguinte. Este benefício será valido somente a partir da atualização da Lista de Revendas Premium 2010 no Portal de Parceiros de Canal MOTOMONEY O MOTOMONEY é uma forma simples e rápida de reconhecer e incentivar as revendas Premium que se destacarem no trimestre, utilizando o SalesForce. O crédito do MOTOMONEY é calculado multiplicando os produtos vendidos nas oportunidades registradas no SalesForce pela pontuação equivalente, conforme tabela de conversão de produtos em pontos (vide item 4.1.1). Caso a revenda bata sua quota trimestral acumulada, os pontos serão convertidos em crédito no distribuidor, conforme tabela abaixo: VALOR DO METAL PONTO OURO R$ 20,00 PRATA R$ 15,00 BRONZE R$ 10,00 O crédito tem um limite máximo e deve ser utilizado para compras novas de Rádios e Acessórios, em apenas um dos distribuidores e no período determinado pela Motorola. 4

5 Além disso, a cada USD em indicação de negócio fechado para a divisão de Mobilidade (Enterprise Mobility Solutions - EMB) vale 1 ponto (cross selling). Cada ponto é transformado em crédito de acordo com o Metal da Revenda para ser revertido em equipamentos demo Verba cooperada de marketing As revendas Premium contam com o apoio da Motorola e dos distribuidores autorizados para realizarem atividades de marketing, por meio da verba cooperada 1/3 Motorola, 1/3 distribuidor, 1/3 revenda. Visando a geração de demanda, cada revenda conta com um orçamento pré-definido e diferenciado por segmento: METAL MULTIPLICADOR OURO 2,5X PRATA 1,5X BRONZE 1X A verba cooperada é liberada em lotes trimestrais, não cumulativos e deve ser utilizada para financiar atividades de marketing que tenham impacto direto no usuário final como: feiras, workshops, seminários e outros eventos de relacionamento SalesForce - Funil de Oportunidades O Funil de Oportunidades, benefício exclusivo para Revendas Premium, é a principal ferramenta para gestão das atividades no canal que permite proteger o trabalho realizado previamente pelas revendas, divulgando os produtos e a marca Motorola. A premissa básica para registro no SalesForce é que a Revenda Premium consiga comprovar, caso solicitado pela Motorola, total controle da oportunidade junto ao cliente final. Exemplo: carta de intenção de compra, estudo de cobertura e/ou trabalho feito junto ao cliente. No Funil Público e Privado não existe valor mínimo, porém todas as oportunidades maiores que R$ devem ser registradas para assegurar suporte do Gerente de Canais da Motorola. Com objetivo de salvaguardar investimento da Revenda Premium em oportunidades de empresas privadas, uma vez registrada no SalesForce, a Revenda Premium pode ofertar preços para o usuário final em até 5% inferiores a lista de preços mínimos sugeridos. Em oportunidades de empresas privadas, os distribuidores não estão autorizados a participar diretamente, podendo perder os benefícios do programa caso o façam. Em oportunidades públicas, os distribuidores podem participar diretamente acima do valor de R$80.000,00 (valor final de venda), mediante prévia aprovação no SalesForce. 5

6 Revendas que não consultarem o SalesForce, diretamente ou via distribuidor, e participarem em oportunidades de empresas privadas, previamente registradas por outra revenda e/ou prejudicarem o bom andamento da mesma estão sujeitas a perda de benefícios do programa. O funil parceiro estratégico visa incentivar a venda incremental em novos nichos de mercado projetos de integração ou novos canais de venda. Um parceiro estratégico é definido como uma empresa que compra do distribuidor para revenda, não para uso próprio. Por sua característica, este parceiro não se enquadra como revendedor, uma vez que integra o rádio em sua solução ou possui canal de vendas próprio Portal de Parceiros de Canal Trata-se de um website exclusivo com ferramentas para desenvolver os negócios, acompanhar quotas e matriz de avaliação, realizar treinamentos e muito mais. Este site está disponível no endereço e é de acesso restrito aos parceiros de canal reconhecidos pela Motorola Treinamentos Somente as revendas Premium tem acesso a uma série de treinamentos técnicos e comerciais, presenciais e via web, que tem como objetivo a capacitação e o desenvolvimento profissional de seus gestores e colaboradores Utilização do logotipo identificador de parceiro de canal da Motorola Autorização para utilização do logotipo de Revenda Premium Motorola, associado ao próprio logotipo da revenda, em materiais de divulgação (papelaria, cartões, home page, etc.). A utilização está vinculada ao cumprimento de regras específicas, aceitas na inscrição Participação em eventos exclusivos A Motorola promove diversos eventos de relacionamento exclusivos para revendas Premium, tais como: convenção de canais, programa de visitas à fábrica, mesas redondas, seminários, palestras comerciais e etc Abertura de filiais Com o intuito de aumentar a cobertura de parceiros Motorola em território nacional, as revendas Premium possuem incentivos especiais para abertura de filiais e formação de grupo empresarial. Para manter status de filial e/ou grupo empresarial, a revenda deve cumprir no mínimo a quota Bronze da região. 6

7 Exclusividade de Portfólio MOTOTRBO Trunking Desde que previamente registradas no SalesForce, Revendas Premium Ouro tem acesso e exclusividade para trabalhar nas oportunidades onde o rádio MOTOTRBO Trunking seja necessário Revendas Candidatas As revendas denominadas candidatas têm acesso a desconto de 18% na compra com os distribuidores autorizados, mediante cadastramento prévio cujos requisitos são: 1) Contrato Social deverá mencionar que é uma empresa de Telecom; 2) Código CNAE Serviços de Telecomunicações sem fio ou código que esteja relacionado ao negócio de radiocomunicação; 3) Ter interesse em ser certificada como Revenda Premium e não para fazer uma compra pontual. Adicionalmente, poderá concedido um desconto de 2%, caso a Revenda seja filiada a associações de rádios devidamente aprovadas e conveniadas com a Motorola. Os requisitos para certificação são: 1) cumprimento da quota BRONZE de sua respectiva região, sendo que 50% das compras devem ser com um distribuidor preferencial; 2) obediência às regras vigentes do Programa; 3) possuir infra-estrutura adequada para comercialização de produtos Motorola; 4) estar situado em local estratégico onde haja necessidade de cobertura; 5) ser indicado por um distribuidor autorizado Motorola, ao final do período do programa. Revendas Premium Ouro estão autorizadas a vender para revendas candidatas, desde que respeitados os seguintes itens: 1) Desconto máximo de 18% + 2%, caso revenda seja filiada a associações de rádios devidamente aprovadas e conveniadas com a Motorola; 2) A Revenda Candidata deve estar previamente listada no Portal de Parceiros de Canal; 3) Cabe a Revenda Ouro assegurar-se que a Revenda não é considerada usuário final. programa. Desrespeito às regras acima a Revenda Ouro estará sujeita a perda de benefícios no 7

8 4. REQUISITOS PARA CERTIFICAÇÃO Para renovar sua certificação como Revenda Premium, os seguintes requisitos deverão ser atendidos pelo participante: a. Compra acima da quota metal mínima da sua região, sendo que os pontos pela compra de acessórios não poderão ser inferiores a 20% de seu total de pontos; b. Cumprimento de 50% da quota de compra de produtos, em pontos, individualmente, com seu distribuidor preferencial; c. Registro e venda de oportunidades no funil no SalesForce acima de 15% dos pontos totais realizados na compra com o distribuidores; d. Pagamento em dia com todos os distribuidores autorizados Motorola; e. Regularidade jurídico-fiscal da empresa, para concessão e análise de crédito; f. Nota igual ou superior a 7 (sete) pontos na Matriz de Avaliação Pontuação As Revendas Premium inscritas no programa recebem pontos sempre que: comprarem nos Distribuidores Autorizados, conforme tabela de Conversão de produtos em pontos ; venderem em oportunidades previamente registradas no Sales Force conforme tabela de Conversão de produtos em pontos ; efetuarem vendas cruzadas do Portfólio de Rádios e Acessórios, Banda larga sem fio e Mobilidade; participarem de atividades incentivadas como pesquisas, promoções e outras atividades (Pontos Extra). 8

9 Tabela de conversão de produtos em pontos para o ano de pontos Rádios e Acessórios 0,5 XTN 1 EP150 / EP450 2,5 Cada R$ (mil) reais em acessórios ou partes ou peças de reposição 3 DTR620 / PRO3100/ EM200, EM PRO5150, CEPEL, PRO5150 Elite, PRO5350, PRO5450, PRO5550 / PRO7150, PRO9150, PRO7350, PRO7450, PRO7550/ PRO5100 e PRO7100 MOTOTRBO DGP 4150, DGP 6150 / MOTOTRBO DGP 4100, DGM 6100 / MOTOTRBO DGR MTR Tabela de Quotas Mínina por Região ESTADO BRONZE PRATA OURO Acre AC Alagoas AL Amapá AP Amazonas AM Bahia Capital BA Bahia Interior BA Ceará CE Distrito Federal DF Espírito Santo ES Goiás GO Maranhão MA Mato Grosso MT Mato Grosso do Sul MS Minas Gerais Capital MG Minas Gerais Interior MG Pará PA

10 ESTADO BRONZE PRATA OURO Paraíba PB Paraná Capital PR Paraná Interior PR Pernambuco PE Piauí PI Rio de Janeiro RJ Rio Grande Norte RN Rio Grande Sul RS Rondônia RO Roraima RR Santa Catarina SC São Paulo Capital SP São Paulo Interior SP Sergipe SE Tocantins TO Acompanhamento e avaliação O cumprimento dos requisitos para certificação será avaliado trimestralmente pelos gerentes de canal dos distribuidores, através da Matriz de Avaliação e outras ferramentas como o Plano de Negócios. Eventuais alterações nestas ferramentas poderão ser realizadas durante o período do programa, sendo sempre comunicadas previamente às revendas participantes Matriz de Avaliação Preencher e atualizar a Matriz de Avaliação é uma responsabilidade conjunta da revenda e de seu distribuidor preferencial. Para isso, o programa disponibiliza mensalmente as informações consolidadas de compra aos Distribuidores Autorizados Motorola. A omissão ou apresentação de dados/informações não válidas poderão acarretar no descredenciamento do Revendedor do programa Plano de Negócios A apresentação de um Plano de Negócios, com as propostas de investimentos para o ano de 2010 é requerida para confirmar a inscrição. A execução das atividades propostas no plano será acompanhada trimestralmente pelos gerentes de canal dos distribuidores e da Motorola. 10

11 4.5. Validade do Certificado O Certificado de Revenda Premium 2010 é válido por 12 meses de março de 2010 a fevereiro de 2011 podendo ser revogado imediatamente no caso de qualquer infração ou descumprimento que desclassifique a revenda durante este período. 5. POLÍTICA COMERCIAL 5.1. Lista de preços mínimos sugeridos para usuário final A lista de preços mínimos sugeridos para usuário final em reais é a fonte oficial para cálculo do preço venda aos usuários finais. Contêm os preços mínimos sugeridos por produto, embutindo todos os impostos e contribuições, independente do estado de origem e destino e regime tributário da revenda. Sugere-se que não sejam praticados preços inexequíveis, estabelecendo uma margem que possa cobrir os custos da empresa, assim como impostos e contribuições Órgãos públicos ou sociedades de economia mista A lista de preços mínimos sugeridos não é válida para os casos em que se aplique a Lei Licitações de Contratos Públicos de 21/06/1993. Sugere-se que sejam praticados preços possíveis, estabelecendo uma margem que cubra os custos da empresa, assim como impostos e contribuições Listas de preços promocionais Vantagens de promoções concedidas por meio de descontos ou bonificações, na forma de produtos ou acessórios, podem ser repassadas às revendas sem prejuízo da política de distribuição, desde que autorizadas previamente pela Motorola e após comunicação oficial do programa Lista de preços dos distribuidores para revendas Para faturamento às revendas, os Distribuidores Autorizados devem utilizar o dólar PTAX venda do dia anterior ao faturamento, obtido no site do Banco Central do Brasil PERDA DE BENEFÍCIOS As revendas Premium que praticarem atos que prejudiquem o bom andamento do Programa Revendas Premium ou assumam posturas prejudiciais ao mercado, poderão perder benefícios de acordo com os seguintes critérios: 1ª Penalização - Suspensão dos benefícios como Verba Cooperada e MOTOMONEY por três meses; 2ª Penalização - Rebaixamento de Metal (nível) e respectivo desconto durante 2010; 3ª Penalização - Descredenciamento do Programa de Revendas Premium. 11

12 Revendas penalizadas perderão o benefício de participar de campanhas de incentivo ou qualquer atividade de reconhecimento e premiação durante o período do programa. Denúncias sobre o desrespeito à lista de preços mínimos sugeridos para usuários finais ou sobre outros atos que prejudiquem o bom andamento do programa devem ser encaminhadas exclusivamente para o sempre acompanhadas de evidências (cópia da nota fiscal ou proposta ao cliente, com data de emissão ou validade a partir de 01 de janeiro de 2010). 7. REGRAS GERAIS A Motorola reserva-se ao direito de, a qualquer tempo ou quando julgar necessário, cancelar ou suspender temporária ou definitivamente este programa e/ou descredenciar revendedores Premium que firam diretamente os interesses da Motorola, assim como modificar suas regras, sem, com isso, incorrer em qualquer tipo de responsabilidade. A Motorola pode credenciar a seu julgamento e em qualquer tempo, uma empresa como Revenda Premium, por reconhecer a infra-estrutura e potencial ou por trazer um negócio muito significativo à mesma. Este regulamento é válido até divulgação de nova versão e seus anexos podem ser alterados através de comunicados oficiais do programa, inclusive alterando as regras existentes. As revendas desde já, autorizam a Motorola a utilizar gratuitamente seus nomes, vozes, imagens e marcas, em fotos, cartazes, filmes e/ou spots a serem publicados em todos e quaisquer tipos de mídia ou peças promocionais para divulgação e pelo prazo de duração deste programa. A participação neste programa é voluntária e implica no total conhecimento e aceitação deste regulamento. Questionamentos sobre o programa e atualização de dados cadastrais devem ser encaminhados para 12

13 ANEXO A - METODOLOGIA GERAL PARA CÁLCULO DO MOTOMONEY 2010 Funil de Oportunidades Para ter direto ao MOTOMONEY 2010 a Revenda Premium precisa, em primeiro lugar, ultrapassar, com suas compras acumuladas, sua quota INDIVIDUAL proporcionada Publicado ao em mesmo 5/3/2009 período (gatilho). Veja a forma como a quota é proporcionada: GATILHO Realizado Quota Individual Q1 Versus Quota x 1/ 4 Q1 + Q2 Versus Quota x 2/4 Q1 + Q2 + Q3 Versus Quota x 3/4 Q1 + Q2 + Q3 + Q4 Versus Quota x 4/4 Q=trimestre A base para calcular a realização da quota (gatilho) são as compras de rádios e acessórios (incluindo partes e peças) realizadas em qualquer distribuidor autorizado Motorola, independente deste ser o preferencial, convertidas a pontos, utilizando a tabela de conversão de produtos em pontos para o ano de 2010 item Em segundo lugar, a Revenda Premium deve registrar e vender em oportunidades previamente registradas no SalesForce (válido para registros efetuados a partir de 1/4/2010). A base de cálculo para o valor monetário do MOTOMONEY são as vendas de rádios e acessórios (incluindo partes e peças de reposição) registradas no SalesForce (funil de oportunidades) convertidas a pontos de acordo com a tabela de conversão de produtos a pontos para o ano de 2010 item do regulamento. Em ambos os casos, os valores e pontos correspondentes ao portfólio de Banda Larga sem Fio não serão considerados para o cálculo do MOTOMONEY. 13

14 Quando houver direito ao MOTOMONEY, o valor monetário corresponde ao total em pontos das vendas em oportunidades lançadas no SalesForce até o trimestre em questão, multiplicado pelo valor do ponto atribuído ao Metal da Revenda. Funil de Oportunidades METAL VALOR DO PONTO Publicado em 5/3/2009 OURO R$ 20,00 PRATA R$ 15,00 BRONZE R$ 10,00 Veja um exemplo de como fica o cálculo do Valor Monetário do MOTOMONEY para revendas localizadas em SP Capital: GATILHO METAL Valor Ponto Quota Q1 Realizado 2010 Vendas SalesForce Racional Valor Monetário OURO R$ 20, x20 R$ ,00 PRATA R$ 15, x15 R$ 7.500,00 BRONZE R$ 10, x10 R$ 3.000,00 O Valor Máximo de MOTOMONEY que uma revenda poderá receber em 2010, equivale a 20% do total de pontos acumulados em 2009, convertido para reais (R$) pelo valor ponto do metal da revenda. Caso a revenda não tenha movimentos em 2009, o Valor Máximo do MOTOMONEY em pontos será calculado como sendo 20% da sua quota de 2010, convertido para reais (R$) pelo valor ponto do seu metal. O Crédito do MOTOMONEY em cada trimestre é o Valor Monetário ou o Valor Máximo proporcional ao trimestre em questão, dos dois o menor. O MOTOMONEY a pagar em cada trimestre é o valor do Crédito menos o valor já pago no ano. As Revendas Premium que constituem um grupo empresarial matriz e filiais ou empresas coligadas- e exclusivamente aos efeitos do cálculo do MOTOMONEY terão pontos e quotas de todas as empresas do grupo consolidados. 14

15 PROCEDIMENTOS COM RELAÇÃO AO MOTOMONEY Funil de Oportunidades 1. Após verificação da auditoria os valores a pagar serão informados aos distribuidores e logo depois o MOTOMONEY será disponibilizado pelo site do Programa para negociação. O título Publicado em 5/3/2009 emitido é nominal ao revendedor e conterá o valor a pagar, o vencimento e a possibilidade de imputar os documentos fiscais de compra (data, número e valor) nos quais será aplicado. 2. Ao final de cada trimestre, os distribuidores informarão à Motorola o número total de rádios e valores em acessórios, partes e peças. 3. O MOTOMONEY somente poderá ser utilizado para novas compras de rádios, acessórios, partes e peças, com qualquer distribuidor autorizado, desde que seja aplicado integralmente, em um único distribuidor. Com a exigência de ser nova compra, a data da emissão da(s) nota(s) fiscal(is) pelo distribuidor deverá ser sempre posterior à data do processamento indicado no MOTOMONEY. 4. A revenda com restrições financeiras junto a um Distribuidor que se manifeste e justifique esta situação até o momento em que o MOTOMONEY é disponibilizado para negociação, perderá o direito ao crédito relativo ao citado período, podendo recuperá-los somente após notificação, por parte do Distribuidor, das devidas regularizações. REGRAS GERAIS 1 A Motorola poderá, a seu critério, determinar mudanças no valor ponto, mudanças na pontuação dos produtos e cancelar ou suspender este benefício a qualquer tempo ou quando julgar necessário. 2 Para acompanhar os valores envolvidos no pagamento do MOTOMONEY, entre em contato com seu Distribuidor, acesse a seção MEU NEGÓCIO do site do programa ou utilize o suporte pelo 15

16 ANEXO B PROCESSOS DE AUDITORIA Funil de Oportunidades A auditoria independente foi estabelecida com o intuito de controlar situações nas quais a marca Motorola e a competitividade do Programa de Revendas Premium possam ser Publicado em 5/3/2009 prejudicadas. Para formalizar seu parecer, a empresa auditora poderá solicitar informações às revendas participantes na forma de Mapa de Vendas ou cópias autenticadas de documentos como Notas Fiscais, assim como realizar visitas in loco ou efetuar eventuais diligências. Para isso ficam estabelecidos os seguintes processos: MAPA DE VENDAS Poderá ser solicitado à revenda o preenchimento de um mapa de vendas, contendo informações sobre sequências de NFs contendo número, data de emissão, preço unitário, descrição do produto, números de série e valor total. A auditoria selecionará as NFs para que a revenda encaminhe uma cópia autenticada. A falta de atendimento desta exigência, transcorridos os prazos estipulados, será considerado ato não ético. CONTATOS E COMUNICAÇÕES A auditoria entrará em contato com as revendas preferencialmente via . Vale salientar que a empresa de auditoria contratada pela Motorola, segue princípios e convenções contábeis normalmente aceitas e conhece as regras do Programa de Revendas Premium. AUDITORIA PROATIVA A auditoria tomará a iniciativa nos casos em que verifique propostas com valores inferiores aos da Lista de Preços Mínimos Sugeridos para Usuários Finais, especialmente em páginas na web ou em campanhas de marketing, solicitando a revenda a retificação imediata da proposta comercial, campanha ou lista de preços divulgados em valor inferior a lista de preços. ADVERTÊNCIAS Advertências serão enviadas, nos casos em que se verifique: Atraso no atendimento às solicitações da auditoria, tais como no envio dos mapas de vendas ou no fornecimento de documentos ou suas cópias. O prazo é de 10 dias corridos para a primeira solicitação e 5 dias corridos a partir da segunda solicitação; Ofertas em cotações, páginas na web ou campanhas de , com preços inferiores aos da Lista de Preços Mínimos Sugeridos para Usuários Finais; 16

17 Divulgar informações sigilosas ou confidenciais do programa; Outras situações que possam representar risco ao andamento do Programa, conforme resultado de avaliação específica. Funil de Oportunidades Publicado em 5/3/2009 Duas (2) advertências originam a perda de benefícios conforme estabelecido no item 6 do regulamento. ÉTICA NOS NEGÓCIOS Os casos de revendas que comprovadamente cometerem atos considerados não-éticos, ou seja, que comprometam a marca ou a competitividade do programa serão avaliados por um colegiado. Dependendo da gravidade, eventualmente, serão aplicadas as medidas estabelecidas conforme item 6 - perda de benefícios. Conheça alguns dos os atos que acarretam perda de benefícios: Desrespeitar a política comercial nos atos a seguir ou similares: Quotar ou promover abaixo da Lista de Preços Mínimos Sugeridos para Usuários Finais; Adicionar acessórios a propostas, fora do período de promoções; Utilizar a Lista de Preços Mínimos Sugeridos na NF, concedendo desconto financeiro na duplicata correspondente; Não repassar as promoções realizadas pela Motorola, quando solicitado; Vender através de outras revendas, com ou sem vínculo societário; Não informar na NF a correta descrição do produto, seu part-number e seu número de série; Comercializar rádios novos como semi-novos; Relacionar na NF um produto e entregar outro; Não atender as solicitações da Auditoria. Não respeitar o Funil de Oportunidades Não registrar no Funil oportunidade acima de R$ ,00 (produtos Motorola, excluindo serviços e manutenção); Recurso interposto por Distribuidor Autorizado ou Revendedor Premium para desqualificar proposta de outro Distribuidor Autorizado ou revenda Premium, independente do resultado do julgamento do recurso. Se a desqualificação for solicitada por um Distribuidor Autorizado, a penalidade será de acordo com as regras 17

18 do contrato de distribuição. Trabalhar em contas selecionadas sem autorização prévia da Motorola Agir de forma não ética, em atos como os seguintes ou similares: Funil de Oportunidades Publicado em 5/3/2009 Vínculo societário não informado com outra empresa, para venda de produtos concorrentes; Venda de produtos concorrentes da marca Motorola em licitações ou empresas privadas; Venda de produtos não CEPEL em área de segurança intrínseca; Venda de produtos Motorola adquiridos fora da rede de distribuidores oficiais do Brasil; Má-utilização de declarações em certames; Fornecimento para auditoria de informações inidôneas, documentos adulterados (originais ou cópias), Omissão da verdade, ou outras situações que impliquem na distorção ou manipulação dos fatos sobre análise. A aplicação de 2 (duas) advertências recomendadas em relatório de auditoria DÚVIDAS E DENÚNCIAS Eventuais denúncias sobre descumprimentos da lista de preços mínimos sugeridos e outros atos puníveis, deverão ser encaminhadas exclusivamente através do O processo somente será avaliado quando houver evidências de pelo menos uma NF ou proposta ao cliente, com data de emissão ou validade a partir de 01 de janeiro de

Sublimites estaduais de enquadramento para. Nacional 2012/2013. Vamos acabar com essa ideia

Sublimites estaduais de enquadramento para. Nacional 2012/2013. Vamos acabar com essa ideia Sublimites estaduais de enquadramento para o ICMS no Simples Nacional 2012/2013 Vamos acabar com essa ideia 4 CNI APRESENTAÇÃO Os benefícios do Simples Nacional precisam alcançar todas as micro e pequenas

Leia mais

LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX

LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX SUMÁRIO 1 ICMS 1.1 CONTRIBUINTE 1.2 FATO GERADOR DO IMPOSTO 1.3 BASE DE CÁLCULO DO IMPOSTO 1.4 REDUÇÃO DA BASE DE CÁLCULO 1.5 CARTA DE CORREÇÃO 1.6 CÓDIGO DA SITUAÇÃO TRIBUTÁRIA

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Setembro/14) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

REGULAMENTO Promoção Novo Vivo Sempre

REGULAMENTO Promoção Novo Vivo Sempre REGULAMENTO Promoção Novo Vivo Sempre VIVO PRÉ SP, RJ, ES, MG, PR, SC, RS, DF, GO, TO, MT, MS, AC, RO, PA, AM, RR, AP e MA Antes de participar da Promoção, o usuário deve ler o presente Regulamento. A

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Junho/14) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (dezembro/13) Janeiro de 2014 Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda

Leia mais

REGULAMENTO Promoção Vivo ON

REGULAMENTO Promoção Vivo ON REGULAMENTO Promoção Vivo ON VIVO CONTROLE DF, SP, RJ, ES, BA, SE,RS, PR, SC, GO, RO, RR, TO, AP, MA, MS,PA, MG, MT, AM, AC, CE, PE, PB, AL, RN, PI Antes de participar da Promoção, o usuário deve ler o

Leia mais

REGULAMENTO Promoção Vivo Tudo Turbo 200MB

REGULAMENTO Promoção Vivo Tudo Turbo 200MB REGULAMENTO Promoção Vivo Tudo Turbo 200MB VIVO PRÉ AL, CE, PB, PE, PI e RN Antes de participar da Promoção, o usuário deve ler o presente Regulamento. A adesão à Promoção implica no entendimento e na

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica

Nota Fiscal Eletrônica Receita Federal do Brasil Ricardo Rezende Barbosa nfe@sefaz.pi.gov.br 06 de dezembro de 2007 Secretaria da Fazenda do Estado do Piauí Nota Fiscal Eletrônica Nota Fiscal Eletrônica Luiz Antonio Baptista

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA SOBRE AS Micro e pequenas empresas RANKING DOS ESTADOS 2012

CARGA TRIBUTÁRIA SOBRE AS Micro e pequenas empresas RANKING DOS ESTADOS 2012 CARGA TRIBUTÁRIA SOBRE AS Micro e pequenas empresas RANKING DOS ESTADOS 2012 Tributos incluídos no Simples Nacional Brasília 19 de setembro de 2013 ROTEIRO 1 2 3 4 O PROJETO RESULTADOS DIFERENÇA NAS ALÍQUOTAS

Leia mais

Edital do Processo Seletivo para o Curso Micropolítica da Gestão e Trabalho em Saúde Ênfase na Gestão Estadual do Sistema Único de Saúde

Edital do Processo Seletivo para o Curso Micropolítica da Gestão e Trabalho em Saúde Ênfase na Gestão Estadual do Sistema Único de Saúde 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO COORDENADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Rio de Janeiro, em 06 de outubro

Leia mais

AS COMPRAS GOVERNAMENTAIS E O SEBRAE. Denise Donati Coordenadora do Projeto Compras Governamentais Sebrae Nacional

AS COMPRAS GOVERNAMENTAIS E O SEBRAE. Denise Donati Coordenadora do Projeto Compras Governamentais Sebrae Nacional AS COMPRAS GOVERNAMENTAIS E O SEBRAE Denise Donati Coordenadora do Projeto Compras Governamentais Sebrae Nacional Desafio Fomentar o Uso do Poder de Compra do Governo Junto aos Pequenos Negócios para Induzir

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (julho/2015) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

PROMOÇÃO VIVO CONTROLE MÓVEL COM CARTÃO DE CRÉDITO

PROMOÇÃO VIVO CONTROLE MÓVEL COM CARTÃO DE CRÉDITO PROMOÇÃO VIVO CONTROLE MÓVEL COM CARTÃO DE CRÉDITO DISPOSIÇÕES GERAIS DA PROMOÇÃO 1.1. A promoção Vivo Controle Móvel no Cartão de Crédito é realizada pela Telefônica Brasil S/A, que oferece os benefícios

Leia mais

Regulamento Prêmio Sebrae de Jornalismo 6ª edição Nacional

Regulamento Prêmio Sebrae de Jornalismo 6ª edição Nacional Regulamento Prêmio Sebrae de Jornalismo 6ª edição Nacional 1. DOS OBJETIVOS DO PRÊMIO 1.1. O Prêmio Sebrae de Jornalismo (PSJ) é um concurso jornalístico instituído pelo Sebrae Nacional Serviço Brasileiro

Leia mais

Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações: SIPNI (nominal e procedência)

Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações: SIPNI (nominal e procedência) Imunizações: SIPNI (nominal e procedência) Desenvolvido a partir de 2009: integra as bases de dados dos Sistemas de registros de aplicadas doses (SI-API), Eventos adversos (SI-EAPV), usuários de imunobiológicos

Leia mais

FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing

FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing Edson José de Lemos Júnior Ermeson Gomes da Silva Jardson Prado Coriolano da Silva Marcos Antonio Santos Marinho Rosinaldo Ferreira da Cunha RELATÓRIO GERENCIAL

Leia mais

TELEFONIA FIXA E MÓVEL

TELEFONIA FIXA E MÓVEL DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TELEFONIA FIXA E MÓVEL NOVEMBRO DE 2015 PRODUTOS PLANTA DE TELEFONIA NO BRASIL 2011 Acessos fixos 14,4% Acessos móveis 85,6% FONTE: ANATEL dez/10 PLANTA

Leia mais

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica Emissão de Nota Fiscal Eletrônica DANFE - Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica. É um documento que serve para acobertar a circulação da mercadoria. Impresso em via única; Validade em meio digital

Leia mais

Estratégia de fortalecimento dos Pequenos Negócios Maria Aparecida Bogado

Estratégia de fortalecimento dos Pequenos Negócios Maria Aparecida Bogado Estratégia de fortalecimento dos Pequenos Negócios Maria Aparecida Bogado Consultor Sebrae Nacional PARCERIAS MPOG - Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão/SLTI CONSAD Conselho Nacional de Secretários

Leia mais

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Novembro/2015

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Novembro/2015 Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Novembro/2015 Copyright Boa Vista SCPC 1 Objetivo, metodologia e amostra o Objetivo: Pesquisa para mapear os hábitos de consumo e compras para época

Leia mais

Release Notes. A seguir são apresentadas as funções implementadas na linha de produto TOTVS Service SOA, expedidas neste pacote de atualização.

Release Notes. A seguir são apresentadas as funções implementadas na linha de produto TOTVS Service SOA, expedidas neste pacote de atualização. TSS Notas de Release 2.26 Produto TOTVS Service SOA Versão 11 Data 10/02/14 A seguir são apresentadas as funções implementadas na linha de produto TOTVS Service SOA, expedidas neste pacote de atualização.

Leia mais

REGULAMENTO OFERTA PAIS 2013 - OI INTERNET MÓVEL SEM FIDELIZAÇÃO

REGULAMENTO OFERTA PAIS 2013 - OI INTERNET MÓVEL SEM FIDELIZAÇÃO TNL PCS S.A., sociedade com sede na Rua Jangadeiros, n.º 48, cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, inscrita no CNPJ sob o nº. 04.164.616/0001-59, doravante denominada simplesmente Oi, autorizatária

Leia mais

Índice da apresentação

Índice da apresentação Cenário da reparação de veículos 2013 Índice da apresentação 1. Indicadores 2. Ameaças e oportunidades 3. Cenário futuro Indicadores Total 5.565 Municípios NORTE 449 Amazonas 62 Pará 143 Rondônia 52 Acre

Leia mais

As Compras Públicas, Simplificação, Sustentabilidade e Micro e Pequenas Empresas. Maurício Zanin Consultor SEBRAE Nacional

As Compras Públicas, Simplificação, Sustentabilidade e Micro e Pequenas Empresas. Maurício Zanin Consultor SEBRAE Nacional As Compras Públicas, Simplificação, Sustentabilidade e Micro e Pequenas Empresas Maurício Zanin Consultor SEBRAE Nacional OBJETIVO DAS NORMAS (linhas da esquerda para a direita) 8.666/93 Lei Geral de

Leia mais

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015. Perspectivas da economia / Comprometimento de renda. Novembro/2015. Copyright Boa Vista SCPC 1

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015. Perspectivas da economia / Comprometimento de renda. Novembro/2015. Copyright Boa Vista SCPC 1 Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Perspectivas da economia / Comprometimento de renda Novembro/2015 Copyright Boa Vista SCPC 1 Objetivo, metodologia e amostra o Objetivo: Pesquisa para

Leia mais

NÚMERO DE ACIDENTES POR DIA DA SEMANA

NÚMERO DE ACIDENTES POR DIA DA SEMANA RODOVIÁRIAS Quadro 13 - UF: ACRE Ano de 211 82 5 6 8 9 5 3 14 4 11 9 4 4 63 2 4 7 6 6 9 4 8 4 4 3 6 68 4 2 8 3 1 8 4 9 2 6 7 5 63 3 6 3 2 13 9 8 7 5 1 5 1 67 4 2 9 6 8 5 5 7 6 6 4 5 85 3 7 1 1 4 7 9 6

Leia mais

REGULAMENTO CONTROLE WHATSAPP EXPRESS

REGULAMENTO CONTROLE WHATSAPP EXPRESS REGULAMENTO CONTROLE WHATSAPP EXPRESS Controle Whatsapp é uma Oferta do Plano Pós-Pago Alternativo de Serviço "Controle Web" (082/PÓS/SMP - TIM Celular Região I, 077/PÓS/SMP - TIM Celular Região II, 077/PÓS/SMP

Leia mais

Departamento de Pesquisas Judiciárias RELATÓRIO DE DADOS ESTATÍSTICOS. SEMANA PELA CONCILIAÇÃO META 2 Período: 14 a 18 de setembro de 2009

Departamento de Pesquisas Judiciárias RELATÓRIO DE DADOS ESTATÍSTICOS. SEMANA PELA CONCILIAÇÃO META 2 Período: 14 a 18 de setembro de 2009 RELATÓRIO DE DADOS ESTATÍSTICOS SEMANA PELA CONCILIAÇÃO META 2 Período: 14 a 18 de setembro de 2009 1. Introdução O presente relatório objetiva apresentar os resultados estatísticos obtidos durante o período

Leia mais

REGULAMENTO Promoção Vivo ON

REGULAMENTO Promoção Vivo ON REGULAMENTO Promoção Vivo ON VIVO CONTROLE DF, SP, RJ, ES, BA, MG, RS, SE, PR, SC, GO, RO, RR, TO, AP, MA, MS,PA, MT, AM, AC, CE, PE, PB, AL, RN, PI Antes de participar da Promoção, o usuário deve ler

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL 11/1/2010

ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL 11/1/2010 ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL PROFESSORES DAS REDES ESTADUAIS NO BRASIL A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO SINDICATO APEOC DE CONSTRUIR A ADEQUAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA DOS TRABALHADORES

Leia mais

Governança Pública. O Desafio do Brasil. Contra a corrupção e por mais desenvolvimento. Governança de Municípios. Março/2015

Governança Pública. O Desafio do Brasil. Contra a corrupção e por mais desenvolvimento. Governança de Municípios. Março/2015 Governança Pública O Desafio do Brasil Contra a corrupção e por mais desenvolvimento Governança de Municípios Março/2015 João Augusto Ribeiro Nardes Ministro do TCU Sumário I. Introdução-OTCUeocombateàcorrupção

Leia mais

1. Consulta de Certificado Digital 1. 2. Modelo de faturamento por Central de Serviços 3. 3 Configuração de informações para Faturamento de pedidos 4

1. Consulta de Certificado Digital 1. 2. Modelo de faturamento por Central de Serviços 3. 3 Configuração de informações para Faturamento de pedidos 4 CONFIGURAÇÃO PEDIDOS 1. Consulta de Certificado Digital 1 2. Modelo de faturamento por Central de Serviços 3 3 Configuração de informações para Faturamento de pedidos 4 4 Faturamento de NF-e pela SEFAZ

Leia mais

Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde - SIOPS: Instrumentos Legais

Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde - SIOPS: Instrumentos Legais Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde - SIOPS: Instrumentos Legais I Seminário Estadual do SIOPS João Pessoa / PB 07 de maio de 2014 O que é o SIOPS? Sistema de informação que coleta,

Leia mais

Impactos da Lei Geral (LG) nas Micro e Pequenas Empresas no Brasil

Impactos da Lei Geral (LG) nas Micro e Pequenas Empresas no Brasil Impactos da Lei Geral (LG) nas Micro e Pequenas Empresas no Brasil Observatório das MPEs SEBRAE-SP Março/2008 1 Características da pesquisa Objetivos: Identificar o grau de conhecimento e a opinião dos

Leia mais

TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS

TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS SETEMBRO DE 2015 1 2 PRODUTOS PARTICIPAÇÃO NO PIB 2013 Outros Serviços 33,7% Administração, saúde e educação públicas

Leia mais

Inventar com a diferenca,

Inventar com a diferenca, Inventar com a diferenca, cinema e direitos humanos PATROCÍNIO APOIO REALIZAÇÃO Fundação Euclides da Cunha O que é Inventar com a diferença: cinema e direitos humanos O projeto visa oferecer formação e

Leia mais

Relatório Gerencial TECNOVA

Relatório Gerencial TECNOVA Relatório Gerencial TECNOVA Departamento de Produtos Financeiros Descentralizados - DPDE Área de Apoio à Ciência, Inovação, Infraestrutura e Tecnologia - ACIT Fevereiro de 2015 Marcelo Nicolas Camargo

Leia mais

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1)

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) ANEXO I BICICLETA ESCOLAR Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) Assunto: Adesão à ata de registro de preços nº 70/2010 do pregão eletrônico nº 40/2010. 1 2 BICICLETA 20 - AC,

Leia mais

TERMO DE USO VIVO EASY. Vivo SP, RJ, ES, PR, MG, BA, GO, MT, CE, PB, PE, AL, RN, PI, PR, SC RR, TO, AM, AP, PA, DF, RS, MS, SE, AC, MA e RO.

TERMO DE USO VIVO EASY. Vivo SP, RJ, ES, PR, MG, BA, GO, MT, CE, PB, PE, AL, RN, PI, PR, SC RR, TO, AM, AP, PA, DF, RS, MS, SE, AC, MA e RO. TERMO DE USO VIVO EASY Vivo SP, RJ, ES, PR, MG, BA, GO, MT, CE, PB, PE, AL, RN, PI, PR, SC RR, TO, AM, AP, PA, DF, RS, MS, SE, AC, MA e RO. As seguintes disposições regulam a utilização do serviço Vivo

Leia mais

Contas Regionais do Brasil 2010

Contas Regionais do Brasil 2010 Diretoria de Pesquisas Contas Regionais do Brasil 2010 Coordenação de Contas Nacionais frederico.cunha@ibge.gov.br alessandra.poca@ibge.gov.br Rio, 23/11/2012 Contas Regionais do Brasil Projeto de Contas

Leia mais

Regulamento OFERTA DO PLANO DE SERVIÇO Oi Velox 3G + mini modem Wi-fi"

Regulamento OFERTA DO PLANO DE SERVIÇO Oi Velox 3G + mini modem Wi-fi Oi MÓVEL S.A., autorizatária do Serviço Móvel Pessoal com sede no Setor Comercial Norte, quadra 03, Bloco A, Ed. Estação Telefônica Térreo Parte 2, Brasília, inscrita no CNPJ sob o nº 05.423.963/0001-11,

Leia mais

Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C. 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1

Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C. 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1 Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1 Índice Objetivo, metodologia e amostra... 03 Perfil dos Respondentes... 04 Principais constatações sobre os hábitos de consumo

Leia mais

1.2.2. Para participar, é necessário realizar cadastro prévio, optando por um dos canais abaixo:

1.2.2. Para participar, é necessário realizar cadastro prévio, optando por um dos canais abaixo: REGULAMENTO Promoção Mega Mais Total 200MB MAIS PRÉ SP, DF São partes deste regulamento o CLIENTE, qualificado no Termo de Solicitação de Serviço, e a TELEFÔNICA BRASIL S/A, doravante denominada simplesmente

Leia mais

Comunicação por meio de dispositivos móveis ainda tem muito para crescer no país

Comunicação por meio de dispositivos móveis ainda tem muito para crescer no país Comunicação por meio de dispositivos móveis ainda tem muito para crescer no país Atualmente, não dá para falar em mídias digitais sem considerar o mobile. Se por um lado os acessos móveis ganham força,

Leia mais

Proposta de Ação nº 987/2014 (Processo nº 48610.008961/2014-14) e nº 988/2014 (Processo nº 48610.006853/2014-15)

Proposta de Ação nº 987/2014 (Processo nº 48610.008961/2014-14) e nº 988/2014 (Processo nº 48610.006853/2014-15) Nota Técnica n o 151 /SAB Rio de Janeiro, 18 de maio de 2015 Assunto: Minutas de resoluções que estabelecem os requisitos necessários à autorização para o exercício da atividade de distribuição e de revenda

Leia mais

Regulamento Programa. de Canais Allied Partner. 24 de fevereiro

Regulamento Programa. de Canais Allied Partner. 24 de fevereiro Regulamento Programa de Canais Allied Partner 24 de fevereiro 2015 O Programa de Canais Allied Partner tem por objetivo fortalecer o relacionamento entre a indústria e os canais de venda, promovendo a

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (setembro/13) outubro de 2013 Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda

Leia mais

REVENDEDOR Conheça os benefícios de ser um Revendedor Grupo Positiva

REVENDEDOR Conheça os benefícios de ser um Revendedor Grupo Positiva Conheça os benefícios de ser um Revendedor Grupo Positiva Prezado Revendedor Seja bem-vindo! O Grupo Positiva conta com você para crescer no mercado e se tornar a empresa número 1 no segmento de soluções

Leia mais

2014 DEZEMBRO. Caderno de Informação da Saúde Suplementar. Beneficiários, Operadoras e Planos

2014 DEZEMBRO. Caderno de Informação da Saúde Suplementar. Beneficiários, Operadoras e Planos 2014 DEZEMBRO Caderno de Informação da Saúde Suplementar Beneficiários, Operadoras e Planos Elaboração, distribuição e informações: MINISTÉRIO DA SAÚDE Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) Diretoria

Leia mais

CISPED 2013. Álvaro Bahia. Coord Técnico Sistema NF-e. Coordenação Técnica

CISPED 2013. Álvaro Bahia. Coord Técnico Sistema NF-e. Coordenação Técnica CISPED 2013 Álvaro Bahia Coord Técnico Sistema NF-e Coordenação Técnica Tema de Nossa Palestra! Projeto A Terceira Geração da NF-e O Que há de novo por vir? Projeto Visão da Diretoria e Controladores das

Leia mais

Regulamento OFERTA DO PLANO DE SERVIÇO Oi EMPRESA CONTROLE

Regulamento OFERTA DO PLANO DE SERVIÇO Oi EMPRESA CONTROLE Oi MÓVEL S.A., no Setor Comercial Norte, quadra 03, Bloco A, Ed. Estação Telefônica Térreo Parte 2, Brasília, inscrita no CNPJ sob o nº 05.423.963/0001-11, doravante em conjunto denominada simplesmente

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE SEGURANÇA DE BARRAGENS. Lei 12.334/2010. Carlos Motta Nunes. Dam World Conference. Maceió, outubro de 2012

POLÍTICA NACIONAL DE SEGURANÇA DE BARRAGENS. Lei 12.334/2010. Carlos Motta Nunes. Dam World Conference. Maceió, outubro de 2012 POLÍTICA NACIONAL DE SEGURANÇA DE BARRAGENS Lei 12.334/2010 Carlos Motta Nunes Dam World Conference Maceió, outubro de 2012 Características da barragem para enquadramento na Lei 12.334/10 I - altura do

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. As Políticas Públicas de Emprego no Brasil

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. As Políticas Públicas de Emprego no Brasil As Políticas Públicas de Emprego no Brasil 1 Índice 1. Mercado de Trabalho no Brasil 2. FAT Fundo de Amparo ao Trabalhador 2.1. Programas e Ações 2.2. Principais avanços na execução dos Programas e Ações

Leia mais

RANKING NACIONAL DO TRABALHO INFANTIL (5 a 17 ANOS) QUADRO COMPARATIVO DOS DADOS DA PNAD (2008 e 2009)

RANKING NACIONAL DO TRABALHO INFANTIL (5 a 17 ANOS) QUADRO COMPARATIVO DOS DADOS DA PNAD (2008 e 2009) NACIONAL DO TRABALHO INFANTIL (5 a 17 ANOS) QUADRO COMPARATIVO DOS DADOS DA PNAD (2008 e 2009) População Ocupada 5 a 17 anos 2008 Taxa de Ocupação 2008 Posição no Ranking 2008 População Ocupada 5 a 17

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS

Leia mais

REGULAMENTO Promoção Vivo ON

REGULAMENTO Promoção Vivo ON REGULAMENTO Promoção Vivo ON VIVO PRÉ DF, SP, RJ, ES, BA, SE, RS, PR, SC, GO, RO, RR, TO, AP, MA, MS, PA, MG, MT, AM, AC, CE, PE, PB, AL, RN, PI Antes de participar da Promoção, o usuário deve ler o presente

Leia mais

EDITAL BOLSA FUNARTE DE INCENTIVO À CRIAÇÃO OU AO APERFEIÇOAMENTO DE NÚMEROS CIRCENSES

EDITAL BOLSA FUNARTE DE INCENTIVO À CRIAÇÃO OU AO APERFEIÇOAMENTO DE NÚMEROS CIRCENSES EDITAL BOLSA FUNARTE DE INCENTIVO À CRIAÇÃO OU AO APERFEIÇOAMENTO DE NÚMEROS CIRCENSES O Presidente da Fundação Nacional de Artes - Funarte, no uso das Atribuições que lhe confere o inciso V artigo 14

Leia mais

recarga realizada***

recarga realizada*** 27/09/12 Site da Claro - Regulamentos - Pernambuco Regulamento - Pais 2010: Claro Cartão REGULAMENTO PROMOÇÃO CLARO CARTÃO " DIA DOS PAIS" RJ DDD21, DF, GO, MS, TO, RO, AC, AP, PA, AM, RR, MA, BA, AL,

Leia mais

Levantamento Nacional do Transporte Escolar Dados por Região: NORTE

Levantamento Nacional do Transporte Escolar Dados por Região: NORTE Levantamento Nacional do Transporte Escolar Dados por Região: NORTE Um total de 131 municípios da região Norte participou do Levantamento Nacional do Transporte Escolar. No Acre, 36% dos municípios responderam

Leia mais

PROGRAMAS HABITACIONAIS DESENVOLVIMENTO PARA OS MUNICIPIOS. Moradia para as famílias Renda para os trabalhadores Desenvolvimento para Alagoas

PROGRAMAS HABITACIONAIS DESENVOLVIMENTO PARA OS MUNICIPIOS. Moradia para as famílias Renda para os trabalhadores Desenvolvimento para Alagoas Superintendência Regional Alagoas PROGRAMAS HABITACIONAIS DESENVOLVIMENTO PARA OS MUNICIPIOS Moradia para as famílias Renda para os trabalhadores Desenvolvimento para Alagoas ALTERNATIVAS DE SOLUÇÕES PARA

Leia mais

Página 1 de 8 IPI - Jurisdição - Regiões fiscais 18 de Maio de 2012 Em face da publicação da Portaria MF nº 203/2012 - DOU 1 de 17.05.2012, este procedimento foi atualizado (novas disposições - tópico

Leia mais

Regulamento OFERTA DO PLANO DE SERVIÇO Oi EMPRESA CONTROLE sem fidelização

Regulamento OFERTA DO PLANO DE SERVIÇO Oi EMPRESA CONTROLE sem fidelização TELEMAR NORTE LESTE S/A, com sede na cidade e estado do Rio de Janeiro, na Rua do Lavradio, n 71 Centro, inscrita no CNPJ sob o n 33.000.118/0001-79, Oi S.A., sociedade anônima, com sede na Cidade do Rio

Leia mais

Boletim Informativo. Junho de 2015

Boletim Informativo. Junho de 2015 Boletim Informativo Junho de 2015 Extrato Geral Brasil 1 EXTRATO BRASIL ÁREA ** 397.562.970 ha 227.679.854 ha 57,27% Número de Imóveis cadastrados: 1.727.660 Observações: Dados obtidos do Sistema de Cadastro

Leia mais

OFERTA MÃES OI INTERNET MÓVEL SEM FIDELIZAÇÃO. Dados Pessoais do CLIENTE: Nome Completo:... Data de nascimento:.. /.. /...

OFERTA MÃES OI INTERNET MÓVEL SEM FIDELIZAÇÃO. Dados Pessoais do CLIENTE: Nome Completo:... Data de nascimento:.. /.. /... Via do Cliente O Oferta válida de 24/04/2013 a 13/06/2013 OFERTA MÃES OI INTERNET MÓVEL SEM FIDELIZAÇÃO Certificamos a sua adesão à OFERTA MÃES OI INTERNET MÓVEL SEM FIDELIZAÇÃO que consiste na aquisição

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

REGULAMENTO TIM LIBERTY WEB

REGULAMENTO TIM LIBERTY WEB REGULAMENTO TIM LIBERTY WEB O plano TIM Liberty Web é composto por seis pacotes para utilização em computadores, notebooks ou tablets com as seguintes características. Pacote de dados Volume de Valor do

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

Leia mais

14ª Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro Supermercados

14ª Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro Supermercados 14ª Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro Supermercados Apresentação Este relatório apresenta os resultados da 14ª Avaliação de Perdas realizada com os principais supermercados do Brasil. As edições

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO DE LANÇAMENTO DO NOVO PRODUTO CONEXÃO À INTERNET EM BANDA LARGA 3G COM IP PROFISSIONAL

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO DE LANÇAMENTO DO NOVO PRODUTO CONEXÃO À INTERNET EM BANDA LARGA 3G COM IP PROFISSIONAL REGULAMENTO DA PROMOÇÃO DE LANÇAMENTO DO NOVO PRODUTO CONEXÃO À INTERNET EM BANDA LARGA 3G COM IP PROFISSIONAL 1. Das Partes, das Definições da Promoção: 1.1. 14 BRASIL TELECOM CELULAR S.A., autorizatária

Leia mais

SINDCONT-SP PALESTRA ICMS NO COMÉRCIO ELETRONICO DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS OPERAÇÕES INTERESTADUAIS

SINDCONT-SP PALESTRA ICMS NO COMÉRCIO ELETRONICO DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS OPERAÇÕES INTERESTADUAIS SINDCONT-SP PALESTRA ICMS NO COMÉRCIO ELETRONICO DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS OPERAÇÕES INTERESTADUAIS TRÊS TIPOS DE DIFERENCIAIS (não confunda!!!) 1 Diferencial clássico 2 Diferencial S.T. 3 Diferencial nas

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE RELACIONAMENTO VIVO VALORIZA

REGULAMENTO PROGRAMA DE RELACIONAMENTO VIVO VALORIZA REGULAMENTO PROGRAMA DE RELACIONAMENTO VIVO VALORIZA AL, CE, RN, PE, PB, PI, AM, PA, RR, MA A TELEFÔNICA BRASIL S/A, inscrita no CNPJ sob o nº 02.558.157/0001-62, com sede na Av. Engenheiro Luiz Carlos

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006 SELEÇÃO E CREDENCIAMENTO DE PARCEIROS PARA OPERAÇÃO DESCENTRALIZADA DO PROGRAMA DE APOIO À PESQUISA EM EMPRESAS NA MODALIDADE SUBVENÇÃO A MICRO E PEQUENAS

Leia mais

PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA

PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA Ministério da Saúde Ministério da PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA Fevereiro 2013 Ministério da Ministério da CRONOGRAMA 2013 Semana Saúde na Escola Adesão de 20/02 a 10/03 Ações nas escolas entre os dias 11 e

Leia mais

AGRADECIMENTOS... 4 PREFÁCIO... 5 SUMÁRIO EXECUTIV O...

AGRADECIMENTOS... 4 PREFÁCIO... 5 SUMÁRIO EXECUTIV O... ÍNDICE AGRADECIMENTOS... 4 PREFÁCIO... 5 SUMÁRIO EXECUTIV O... 6 1 O ATUAL ESTÁGIO DE IMPLANTAÇÃO DA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NO SETOR PÚBLICO... 7 2 VARIÁVEIS E DADOS UTILIZADOS... 8 VARIÁVEL I... 8 VARIÁVEL

Leia mais

REGULAMENTO PROMOÇÃO VIVO FIXO ILIMITADO LOCAL

REGULAMENTO PROMOÇÃO VIVO FIXO ILIMITADO LOCAL REGULAMENTO PROMOÇÃO VIVO FIXO ILIMITADO LOCAL Válido para os Estados de RS, ES, MG, GO, PR, SC, BA, PE, CE, RN, PI, AP, MA, PA, DF, MS, RR e AM, AC, MT, RJ, RO e TO. Antes de participar da Promoção, o

Leia mais

Promoção Vivo Fixo + Vivo Internet Móvel REGULAMENTO

Promoção Vivo Fixo + Vivo Internet Móvel REGULAMENTO TELEFÔNICA BRASIL S/A, com sede na Rua Martiniano de Carvalho, nº 851, São Paulo/SP, e inscrita no CNPJ/MF sob o nº 02.558.157/0001-62, doravante denominada Vivo ; prestadora dos serviços VIVO INTERNET

Leia mais

Boletim Informativo. Maio de 2015. * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado

Boletim Informativo. Maio de 2015. * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado Boletim Informativo Maio de 2015 * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado Extrato Geral Brasil EXTRATO BRASIL ÁREA ** 397.562.970 ha 212.920.419 ha 53,56 % Número de Imóveis cadastrados: 1.530.443

Leia mais

Análise Demográfica das Empresas da IBSS

Análise Demográfica das Empresas da IBSS CAPÍTULO 4 Análise Demográfica das Empresas da IBSS Apresentação A demografia de empresas investiga a estrutura do estoque de empresas em dado momento e a sua evolução, como os movimentos de crescimento,

Leia mais

TELESSAÚDE BRASIL REDES NA ATENÇÃO BÁSICA

TELESSAÚDE BRASIL REDES NA ATENÇÃO BÁSICA MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA TELESSAÚDE BRASIL REDES NA ATENÇÃO BÁSICA MANUAL INSTRUTIVO Sumário Introdução... 3 Atividades a serem desenvolvidas dentro

Leia mais

OI INTERNET MÓVEL - PNBL PLANO NACIONAL BANDA LARGA - OI INTERNET MÓVEL

OI INTERNET MÓVEL - PNBL PLANO NACIONAL BANDA LARGA - OI INTERNET MÓVEL Via do Cliente Oferta válida de 20/10/2015 a 23/11/2015 OI INTERNET MÓVEL - PNBL PLANO NACIONAL BANDA LARGA - OI INTERNET MÓVEL Certificamos a sua adesão à OFERTA OI INTERNET MÓVEL PNBL que consiste na

Leia mais

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr Imagem: Santa Casa de Santos fundada em 1543 Atualização: 26/outubro Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr ópicos Filantró Hospitais e Entidades Filantrópicas - CMB Objetivos do Projeto Governança

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO 8º CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE ANALISTA E DE TÉCNICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO 8º CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE ANALISTA E DE TÉCNICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO Cargo 1: Analista do MPU Área de Atividade: Apoio Técnico-Administrativo Especialidade: Arquivologia Distrito Federal / DF 596 4 149,00 Especialidade: Biblioteconomia Acre / AC 147 1 147,00 Especialidade:

Leia mais

Anuncie na revista oficial da raça Campolina Marchador. Midia Kit

Anuncie na revista oficial da raça Campolina Marchador. Midia Kit Anuncie na revista oficial da raça Campolina Marchador. Midia Kit Foto: Mairo Wellington Criada em 1870 por Cassiano Campolina para ser utilizada pela guarda do Imperador D. Pedro II, a raça Campolina

Leia mais

Manual Identidade Visual CFC - CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE

Manual Identidade Visual CFC - CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE Partindo da figura da engrenagem, presente na logo atual do CFC, o novo logo desenvolvido mantém uma relação com o passado da instituição, porém com um olhar no presente e no futuro, na evolução e ascensão

Leia mais

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA ( 44.ª EDIÇÃO ) AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PRESIDENTE Ronaldo Mota Sardenberg CONSELHEIROS Emília

Leia mais

Jamboree on the air 2005 União dos Escoteiros do Brasil - UEB Rádio Escotismo

Jamboree on the air 2005 União dos Escoteiros do Brasil - UEB Rádio Escotismo Jamboree on the air 2005 União dos Escoteiros do Brasil - UEB Rádio Escotismo EQUIPE NACIONAL DE RADIOESCOTISMO EQUIPE REGIONAL DE RADIOESCOTISMO UEB /RS DATA E DURAÇÃO: 3º final de semana de outubro de

Leia mais

Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy

Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy Tabulação dos Resultados da Pesquisa Objetivos: Diagnosticar a situação atual dos municípios

Leia mais

Alteração Item I.II Oferta prorrogada até 31/05/2013

Alteração Item I.II Oferta prorrogada até 31/05/2013 Alteração Item I.II Oferta prorrogada até 31/05/2013 I. DIOSIÇÕES GERAIS DA PROMOÇÃO PROMOÇÃO VIVO VOCÊ ILIMITADO REGULAMENTO VIVO I.I. Descrição Geral: A Promoção Vivo Você Ilimitado (doravante Promoção

Leia mais

REGULAMENTO OFERTA TIM BETA

REGULAMENTO OFERTA TIM BETA REGULAMENTO OFERTA TIM BETA A oferta TIM BETA é valida para os clientes pessoa física que possuam o plano pré-pago Jovem ativado. Eles estarão aderindo automaticamente ao benefício promocional de efetuar

Leia mais

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Estados Norte 0 0,00 0 0 0 0,00 Rondônia

Leia mais

RESOLUÇÃO STJ N. 1 DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014.

RESOLUÇÃO STJ N. 1 DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014. RESOLUÇÃO STJ N. 1 DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014. Dispõe sobre o pagamento de custas judiciais e porte de remessa e retorno de autos no âmbito do Superior Tribunal de Justiça. O PRESIDENTE DO SUPERIOR TRIBUNAL

Leia mais

Grandes Regiões e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos

Grandes Regiões e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos Unidades da Federação 1980 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002

Leia mais

e renda Superintendência Nacional Estratégia Competitividade das MPE Associação e a cooperação Micro e Pequeno Empreendedorismo

e renda Superintendência Nacional Estratégia Competitividade das MPE Associação e a cooperação Micro e Pequeno Empreendedorismo e renda Superintendência Nacional Estratégia Competitividade das MPE Micro e Pequeno Empreendedorismo e renda Superintendência Nacional Estratégia Competitividade das MPE Micro e Pequeno Empreendedorismo

Leia mais

REGULAMENTO PROMOÇÃO VIVO FIXO ILIMITADO LOCAL

REGULAMENTO PROMOÇÃO VIVO FIXO ILIMITADO LOCAL REGULAMENTO PROMOÇÃO VIVO FIXO ILIMITADO LOCAL Válido para os Estados de RS, ES,MG, GO, PR, SC, BA, PE, CE, RN, PI, AP, MA, PA, DF, MS, RR e AM, AC, MT, RJ, RO e TO Antes de participar da Promoção, o usuário

Leia mais

CONTRATO DE PERMANÊNCIA E REGULAMENTO DA PROMOÇÃO BANDA LARGA SEM FIXO DA OI REGIÕES DE BAIXA DENSIDADE ADESÃO DE 01/01/2016 a 31/01/2016

CONTRATO DE PERMANÊNCIA E REGULAMENTO DA PROMOÇÃO BANDA LARGA SEM FIXO DA OI REGIÕES DE BAIXA DENSIDADE ADESÃO DE 01/01/2016 a 31/01/2016 Via Oi CONTRATO DE PERMANÊNCIA E REGULAMENTO DA PROMOÇÃO BANDA LARGA SEM FIXO DA OI REGIÕES DE BAIXA DENSIDADE ADESÃO DE 01/01/2016 a 31/01/2016 DADOS DO CLIENTE TITULAR DO PLANO: Nome Completo:........................._.....

Leia mais

Manual de Orientação do Cliente Padrões Técnicos de Importação

Manual de Orientação do Cliente Padrões Técnicos de Importação Manual de Orientação do Cliente Padrões Técnicos de Importação Versão 1.0 22/09/2014 15:30 Pág. 1 / 14 REGISTROS Bloco Descrição Registro Nível 0 Abertura do arquivo de importação e identificação da Empresa

Leia mais