Desafio National Geographic 2010 CADERNO DE CAMPO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Desafio National Geographic 2010 CADERNO DE CAMPO"

Transcrição

1 Realização: Patrocínio: Desafio National Geographic 2010 CADERNO DE CAMPO

2 2 São Paulo em movimento: os sistemas de circulação na cidade Em 1872, São Paulo tinha 31 mil habitantes. Quase um século depois, em 1970, sua população se aproximava de 6 milhões de habitantes. Hoje são quase 11 milhões de pessoas no município e cerca de 18 milhões na Grande São Paulo. Em um século, sua população cresceu quase duzentas vezes, crescimento que ultrapassa largamente as mais otimistas previsões de crescimento populacional de qualquer região ou cidade do mundo. Esse fenômeno fez com que a cidade fosse reconstruída várias vezes. Além disso, ela foi se expandindo para horizontes inimagináveis no século 19. Para percorrer a cidade do século 21 é necessário enfrentar o desafio de trafegar por dezenas de quilômetros de ruas e avenidas, muitas delas congestionadas. Pode-se fazer isso de carro, ônibus ou metrô. Encontraremos ainda locais históricos como a Estação da luz, raros casarões na Paulista, derrubados para serem erguidos grandes arranhacéus. Veremos também riqueza e pobreza lado a lado. Quanto mais formos em direção à periferia, encontraremos favelas e habitações populares que contrastam com os novos condomínios de luxo com suas grandes muralhas de proteção. Circular em uma cidade como essa não é tarefa fácil. Pode ser necessário tomar um trem, depois metrô e ônibus para se deslocar de um ponto ao outro. Um trajeto desses pode demorar mais de duas horas. Cabe então perguntar: em que medida a maneira como as pessoas circulam no espaço urbano interfere no modo como as pessoas vivem e se relacionam em uma cidade? Observe os mapas a seguir que mostram a evolução da ocupação urbana da cidade entre 1881 e Cabe lembrar que entre 1880 e 1930 chegaram a São Paulo cerca de 4 milhões de imigrantes vindos da Europa e do Japão. Depois disso, a cidade recebeu grande número de nordestinos que fugiam das secas e vinham buscar melhor sorte em São Paulo. Isso explica o enorme crescimento da cidade ao longo do século 20. DENSIDADE DEMOGRÁFICA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO 1950 a 2000 Anos POPULAÇão total Área em km 2 Densidade hab/km Fonte: IBGE, Censos Demográficos e Emplasa OBS.: Somente a partir de 1964 o IGC passou a calcular a área do MSP

3 Mapas disponíveis em: Acesso em 20 set

4 Mapas disponíveis em: Acesso em 20 set

5 Mapas disponíveis em: Acesso em 20 set

6 6 Roteiro de observação e registro durante o trabalho de campo Ponto 1 Estação da Luz Até a última década do século 19, o transporte urbano em São Paulo era realizado por meio de veículos de tração animal. Em 1900 foi instalada a primeira usina hidrelétrica e começou a ser construída uma rede de bondes. Em 1905, como vemos na imagem abaixo, já podiam ser observados os bondes na paisagem urbana. Também os trens já estavam presentes, levando e trazendo viajantes do interior e do litoral. Fonte: A Cidade da Light ( ). São Paulo: Eletropaulo, A Estação da Luz em 1905 Abaixo, a estação na atualidade, após reforma que devolveu parte de sua feição original. No presente, serve como estação que interliga o transporte urbano. Bia Parreiras E em 2008

7 7 MUDANçAS NA LUZ Em 1860 é organizada em Londres a São Paulo Railway Company Limited, que passaria a ser conhecida aqui com o nome de Companhia Inglesa (depois Companhia Paulista), com o objetivo de construir uma estrada de ferro unindo Santos à cidade de Jundiaí, então centro da produção cafeeira do interior paulista. Em 1865, essa estrada de ferro já unia Santos a São Paulo. Três anos depois atingiria Jundiaí. Finalmente, em 1872 chegaria a Campinas, criando assim todas as condições favoráveis à expansão das fazendas de café pelos sertões além de Rio Claro. (...) Todas acabavam de uma maneira ou de outra unindo-se aos trilhos da Inglesa, que, antes de chegar até Santos, passava por São Paulo, onde havia um ponto de parada: a Estação da Luz. Nos primeiros tempos, era uma pequena edificação de dois andares com cinco janelas em cada pavimento. Modesta, a Estação da Luz passaria a adquirir imensa importância para a cidade, exercendo um grande impacto em todo o bairro da Luz, valorizando-o e fazendo com que os olhos da administração pública se voltassem para aquela porção norte da cidade, realizando obras de melhoria no local e integrando o bairro à área central da cidade. Mas a Luz não seria a única estação do bairro. Pouco tempo depois ganharia uma vizinha, a Estação Sorocabana, que também contribuiria para a relevância assumida pelo bairro no contexto urbano. Embarcando na Sorocabana, viajava-se até as cidades de Barueri, São Roque, Mairinque e Sorocaba, atingindo a fábrica de ferro lpanema. A presença desses equipamentos ferroviários gera um processo de mudanças profundas na área. Até o fim do século 19, o entorno imediato das estações define o seu perfil como o de um centro de comércio diversificado e de serviços voltados ao viajante, especialmente restaurantes e hotéis. Na virada do século, o bairro da Luz é um dos mais bem atendidos por infraestrutura da cidade, com iluminação e energia elétrica, rede de água e esgoto, bem como transporte coletivo por bondes. SIMÕES JR., José Geraldo; RIGHI, Roberto. O bairro da Luz: das origens aos tempos atuais. In: Um Século de Luz. São Paulo: Scipione, 2001, p Atualmente, a Estação da Luz faz parte de um sistema integrado de trens metropolitanos, rede de metrô e ônibus. No recinto da estação, que foi totalmente restaurada, funciona também o Museu da Língua Portuguesa. Os 119 trens metropolitanos que compõem essa rede transportam cerca de 1,6 milhão de pessoas todos os dias e ainda são insuficientes para suprir a demanda. Alguns trens estão em estado precário. Como é um sistema metropolitano, os trens atendem 89 estações em 22 municípios da Grande São Paulo, com cerca de 260 km de linhas.

8 8

9 9 Ponto 2 Metrô (Estação da Luz-Trianon/Av. Paulista) O Metrô de São Paulo entrou em operação em 1974, colocando em funcionamento um trecho de 7 km de linha, entre as estações Jabaquara e Vila Mariana. Ele hoje opera uma rede de 61,3 km de linhas e 55 estações. As maiores redes de metrô do mundo são as de Londres (268 estações e 400 km de linhas), Nova York (468 estações e 370 km de linhas) e Tóquio (224 estações e 286 km de linhas). O Metrô de São Paulo é o terceiro maior do mundo em densidade operacional, com 9,4 milhões de passageiros transportados por km de linha (2006), ficando atrás somente de Tóquio (11,5 milhões) e Hong Kong (10,6 milhões) e igual ao de Moscou. O recorde do Metrô é de 3,7 milhões de passageiros transportados num só dia, em dezembro de Sua rede é integrada às linhas de trens (CPTM Cia. Paulista de Trens Metropolitanos) e aos ônibus (EMTU Empresa Metropolitana de Transporte Urbano). O metrô é o sistema de transporte coletivo de massa mais bem avaliado pelo paulistano. Por outro lado, sua expansão tem sido lenta e de custos elevados, já que ocorre em áreas densamente edificadas e ocupadas. O metrô atende parte significativa das regiões mais centrais e alguns bairros periféricos, mas a maior parte dos bairros pobres da cidade não tem acesso a ele. Alguns são atendidos por trens urbanos que se ligam ao metrô. Uma de suas linhas, a Verde, atravessa toda a Avenida Paulista, que se constituiu em fins do século 19 e nos primeiros anos do século 20 como local de moradia da elite enriquecida com o café. Era uma região nova da cidade, ocupada por aqueles que já não queriam permanecer na região central. Nesta última viviam muitos imigrantes vindos da Europa e grande parte da população pobre. Tratava-se de uma expansão que ganharia fôlego com a chegada dos bondes e pouco depois dos carros. Cartaz anunciando a chegada do bonde a regiões novas da cidade, o que permitiria a expansão imobiliária para as adjacências da Avenida Paulista, Fonte: A Cidade da Light ( ). São Paulo: Eletropaulo, 1990.

10 Fonte: Metrô de São Paulo. Disponível em: Acesso em: 20 set

11 11 Ponto 3 Avenida Paulista / Masp / Parque Trianon Mário Rodrigues Avenida Paulista em dois momentos: 1902 e Ao longo do século 20, a Avenida Paulista sofreu um incrível processo de mutação. Até o início dos anos 1950, continuou a ser uma avenida de casarões de estilo europeu, mas já ocupada por um número considerável de carros. Nessa década, contudo, começaram a ser construídos os arranha-céus que mudariam a paisagem da avenida. Novas residências seriam construídas, adensando o número de moradores da cidade. Também surgiriam edifícios comerciais, transformando aos poucos a avenida em um importante centro comercial, empresarial e financeiro da cidade. Nos anos 1990, contudo, novos centros empresariais começaram a surgir, fazendo com que na atualidade a taxa de ocupação dos edifícios seja bem menor do que anos antes. Presença do bonde na Avenida Paulista sentido Avenida da Consolação, Fonte: A Cidade da Light ( ). São Paulo: Eletropaulo, 1990.

12 12 A cidade e o trânsito Dados do Departamento Nacional de Trânsito mostram que em julho de 2010 São Paulo tinha uma frota de cerca de 6,8 milhões de veículos 5,7 milhões de automóveis e utilitários, 42 mil ônibus, 160 mil caminhões e 850 mil motos e congêneres. De julho de 2009 a julho de 2010, mais 300 mil veículos novos passaram a circular na cidade, contribuindo para aumentar os já famosos congestionamentos. Em dias críticos, são mais de 200 km de vias congestionadas, incluindo ruas e avenidas importantes, como a Avenida Paulista, que se mantém como centro financeiro e sedes de escritórios de grandes empresas e liga a área central a bairros da Zona Sul da cidade. Desde 1997 a cidade conta com rodízio de veículos nos dias úteis, retirando cerca de 20% da frota de circulação. Há debates na cidade acerca do pedágio urbano, já instituído em cidades como Londres, Oslo e Estocolmo. Estima-se que 1,8 milhão de veículos circulem ilegalmente. Gradativamente, as principais avenidas da cidade foram alargadas para dar passagem ao automóvel, como as radiais que ligam o centro aos bairros. Foram construídas vias expressas como as marginais dos rios Tietê e Pinheiros. Está em construção o Rodoanel, um anel viário que, estando pronto, deverá circundar a área metropolitana e atingir 178 km de extensão. Hoje funcionam apenas os trechos oeste e sul, com cerca de 80 km e já com sinais de congestionamento. O principal objetivo do Rodoanel é desviar o tráfego de caminhões dos anéis interiores da cidade. Os ônibus respondem pelo transporte diário de cerca de 8 milhões de pessoas. Parte deles trafega em corredores exclusivos, que ainda apresentam baixa velocidade média, de apenas 12 km/h. Recentemente foi instituída a restrição de caminhões das 5h às 21h em dias úteis na parte central da cidade e em algumas vias expressas. Dados da Pesquisa Origem-Destino, realizada pela Cia. do Metrô a cada dez anos, mostram ainda que houve aumento de automóveis, mas igualmente dos ônibus na cidade. Há também muitos paulistanos que, por variadas razões (em especial o custo e as insuficiências do transporte coletivo), deslocam-se a pé pela cidade, mesmo cumprindo longas distâncias. Segundo dados da Companhia de Engenharia de Tráfego, a cidade dispõe de apenas 35 km de ciclovias. Organizações e movimentos sociais reivindicam a construção de pelo menos 500 km de ciclovias. Ainda há riscos, hoje, para trafegar com bicicletas nas ruas da cidade. O trânsito de São Paulo é responsável por muitas mortes violentas, entre as quais aquelas envolvendo motociclistas. Dados da Prefeitura apontam que pessoas morreram no trânsito na cidade em 2009, uma queda lenta em relação aos anos anteriores. A privatização das cidades pelo automóvel Não é difícil atualmente encontrar quem afirme que as cidades são organizadas fundamentalmente em função dos carros. Por exemplo, ¼ do espaço de Londres está a serviço do automóvel, enquanto em Los Angeles o resultado já era avassalador nos anos 1970, onde 60% a 70% do espaço é dedicado aos carros (ruas, estacionamentos e freeways). O carro devora espaços nos quais as pessoas poderiam se reunir. Parques, calçadas, tudo vai para o automóvel. A pressão por estacionamento é particularmente transformadora das edificações. E é crescente e de forma muito evidente em várias cidades e particularmente impressionante em São Paulo. Três vagas por apartamento é algo trivial, o que faz os edifícios se transformarem em grandes garagens. (...) Cidades novas foram originalmente concebidas para o uso generalizado do automóvel. Mas cidades importantes sofreram reestruturações que as reordenaram radicalmente, visando a instalar uma nova cultura urbana baseada no automóvel. OLIVA, Jaime T.. O consumo dos espaços das cidades: a automobilização. In: ANTAS JR., Ricardo M. (Org.). Desafios do Consumo. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007, p , 328.

13 13 FONTES Companhia do Metropolitano de São Paulo Companhia Paulista de Trens Metropolitanos CPTM A cidade da Light ( ). São Paulo: Eletropaulo, Fundação SEADE. Cia do Metropolitano. Pesquisa Origem-Destino Prefeitura do Município de São Paulo Revista Veja, edições 2176, de 4/8/2010; 2067, de 2/7/2008.

uma reportagem do jornal O Estado de S. Paulo afirmava que os 18 000 habitantes de Cidade Líder, um loteamento que surgiu em 1945, não possuíam água

uma reportagem do jornal O Estado de S. Paulo afirmava que os 18 000 habitantes de Cidade Líder, um loteamento que surgiu em 1945, não possuíam água HistAmbZL_1.indd 33 12/12/04 12:39:47 AM uma reportagem do jornal O Estado de S. Paulo afirmava que os 18 000 habitantes de Cidade Líder, um loteamento que surgiu em 1945, não possuíam água encanada, nem

Leia mais

O tráfego na Avenida Caxangá e a problemática do crescimento desordenado da frota automobilística na cidade do Recife - PE

O tráfego na Avenida Caxangá e a problemática do crescimento desordenado da frota automobilística na cidade do Recife - PE O tráfego na Avenida Caxangá e a problemática do crescimento desordenado da frota automobilística na cidade do Recife - PE INTRODUÇÃO Recife-Pernambuco tem uma densidade demográfica bastante alta se comparada

Leia mais

PROPOSTAS MOBILIDADE PROPOSTAS DE MÉDIO E LONGO PRAZO

PROPOSTAS MOBILIDADE PROPOSTAS DE MÉDIO E LONGO PRAZO PROPOSTAS MOBILIDADE PROPOSTAS DE MÉDIO E LONGO PRAZO AGENDA DO DEBATE: Pedestres Bicicleta Transporte público: ônibus e trilhos Circulação viária carros, motos e caminhões Acessibilidade Educação e trânsito

Leia mais

Desafios do Rio de Janeiro para a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016: transporte

Desafios do Rio de Janeiro para a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016: transporte Nº 1 de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016: transporte A escolha do Rio de Janeiro para ser a sede dos Jogos Olímpicos coroou o bom momento vivido pela cidade e pelo estado, que irá receber investimentos

Leia mais

-Esta apresentação foi realizada no âmbito do projeto Moradia é Central durante a Oficina 3 - Financiamento para habitação social em Centros.

-Esta apresentação foi realizada no âmbito do projeto Moradia é Central durante a Oficina 3 - Financiamento para habitação social em Centros. -Esta apresentação foi realizada no âmbito do projeto Moradia é Central durante a Oficina 3 - Financiamento para habitação social em Centros. -Data: 05/12/2008 -Local: Instituto Pólis MORADIA É CENTRAL

Leia mais

GEOGRAFIA LISTA DE RECUPERAÇÃO - 7º ANO RECUPERAÇÃO FINAL 2015 1. Objetivas:

GEOGRAFIA LISTA DE RECUPERAÇÃO - 7º ANO RECUPERAÇÃO FINAL 2015 1. Objetivas: GEOGRAFIA Objetivas: 01 No último século, o Brasil deixou de ser um país essencialmente rural e se tornou um país urbano-industrial. Nesse processo, foram muitas as mudanças em seu espaço geográfico, especialmente

Leia mais

MOBILIDADE URBANA: OS MODAIS DE TRANSPORTE

MOBILIDADE URBANA: OS MODAIS DE TRANSPORTE Engº Emiliano Affonso Neto 20 de Setembro de 2013 Realização: ASPECTOS A SEREM ABORDADOS 1. A Escolha do Modo de Transporte 2. Modos de Transporte 3. Recomendações ASPECTOS A SEREM ABORDADOS 1. A Escolha

Leia mais

Urban View. Urban Reports. Operações urbanas: Lapa-Brás e o novo traçado ferroviário

Urban View. Urban Reports. Operações urbanas: Lapa-Brás e o novo traçado ferroviário Urban View Urban Reports Operações urbanas: Programa Falando em dinheiro, coluna Minha cidade, meu jeito de morar e investir Rádio Estadão ESPN Operações urbanas: Com o intuito de direcionar o crescimento

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

Mobilidade Caminhos para o Futuro

Mobilidade Caminhos para o Futuro EVENTO DIÁLOGOS CAPITAIS: METRÓPOLES BRASILEIRAS O FUTURO PLANEJADO Mobilidade Caminhos para o Futuro Ricardo Young PPS Vereador Município de SP ricardoyoungvereador http://www.ricardoyoung.com.br/ 21/JULHO/2014

Leia mais

DESAFIOS PARA A MOBILIDADE URBANA JOÃO BRAGA

DESAFIOS PARA A MOBILIDADE URBANA JOÃO BRAGA DESAFIOS PARA A MOBILIDADE URBANA JOÃO BRAGA Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano Recife Caso você fosse o gestor, quais seriam suas principais intervenções no trânsito do Recife? SE A SITUAÇÃO

Leia mais

Organização do Espaço na Cidade de São Paulo

Organização do Espaço na Cidade de São Paulo Organização do Espaço na Cidade de São Paulo A Copa do Mundo e o Desenvolvimento da Zona Leste Arq. Alberto Fasanaro Lauletta Setembro / 2011 Histórico da Expansão Urbana Até 1929 LEGENDA São Paulo Região

Leia mais

I Fórum Nacional sobre Travessia Acessível

I Fórum Nacional sobre Travessia Acessível I Fórum Nacional sobre Travessia Acessível dias 5, 6 e 7 de novembro de 2007 Centro Cultural Banco do Brasil Rua da Quitanda,18-3 o andar São Paulo - SP DEFINIÇÃO Lombofaixas: É uma lombada mais larga

Leia mais

7º Encontro de Logística e Transportes

7º Encontro de Logística e Transportes 7º Encontro de Logística e Transportes Transportes Metropolitanos na RMSP Roberto Arantes Filho Coordenador de Relações Institucionais da STM Fiesp-SP,21/05/2012 Módulo 1 Contexto de Atuação Regiões metropolitanas

Leia mais

A Curitiba de 2024. Entenda

A Curitiba de 2024. Entenda Emendas ao Plano Direitor propõem a paulistinização do trânsito em Curitiba Gazeta do Povo - Curitiba/PR - HOME - 04/10/2015-21:49:00 Modelo em gestão de mobilidade urbana para o restante do país nas décadas

Leia mais

transporte lugar adequado morar, trabalhar e viver dignidade acesso à habitação mobilidade trânsito seguro serviços e equipamentos urbanos

transporte lugar adequado morar, trabalhar e viver dignidade acesso à habitação mobilidade trânsito seguro serviços e equipamentos urbanos INFRAESTRUTURA VIÁRIA, APRESENTANDO O SISTEMA DE TELEFÉRICO NO COMPLEXO DO ALEMÃO COMO ALTERNATIVA, BEM SUCEDIDA PARA TRANSPORTE MASSIVO PARA BAIXA RENDA. O transporte por teleférico para o complexo do

Leia mais

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL MEDIATECA RS Autor: Pedro Arthur Câmara O terreno está localizado na cidade de Porto Alegre, no Bairro Centro Histórico. Á área é de uso misto, tendo uma grande concentração de atividades comerciais e

Leia mais

APRESENTAÇÃO SMT Copa 2014 - São Paulo

APRESENTAÇÃO SMT Copa 2014 - São Paulo APRESENTAÇÃO SMT Copa 2014 - São Paulo A cidade de São Paulo em números 11 milhões de habitantes 6ª maior cidade do mundo 145 milhões de m² de área verde 1 Feira/Exposição a cada 3 dias (US$ 1,2 bilhão

Leia mais

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras nº 342 outubro 2014 Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras Odebrecht 70 anos: projetos que contribuem para melhorar as opções de mobilidade urbana das comunidades Odebrecht Infraestrutura Brasil

Leia mais

Depto. Engenharia Industrial Estudo sobre a Mobilidade Sustentável Diretrizes para o Município do Dr. Madiagne Diallo, Prof. Coordenador do Laboratório de Apoio à Decisão Coordenador de Assessoria Técnica

Leia mais

O trajeto. Podemos dividir o trajeto em 4 partes:

O trajeto. Podemos dividir o trajeto em 4 partes: 01 O que é? A Rota Marcia Prado é uma proposta de caminho cicloturístico que possa ser percorrida por todo tipo de ciclista por um trajeto de São Paulo a Santos, pedalando pelo mínimo de rodovias possíveis,

Leia mais

PARA MUDAR DE VERDADE

PARA MUDAR DE VERDADE PARA MUDAR DE VERDADE os transportes Nos 20 anos de sucessivos governos, o PSDB foi incapaz de enfrentar o colapso da mobilidade urbana com políticas compatíveis com a gravidade do problema, sobretudo

Leia mais

Transporte fluvial Mobilidade com Desenvolvimento Turístico Urbano e Inclusão Social

Transporte fluvial Mobilidade com Desenvolvimento Turístico Urbano e Inclusão Social Transporte fluvial Mobilidade com Desenvolvimento Turístico Urbano e Inclusão Social O Rio Capibaribe já foi navegável e suas águas limpas serviam para banhos medicinais. Ele serviu de escoamento para

Leia mais

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO GOOGLE MAP MAKER

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO GOOGLE MAP MAKER TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO GOOGLE MAP MAKER 2 Sumário 1. INÍCIO... 3 2. ADICIONAR VIAS... 4 3. EDITAR NOME DA VIA... 8 4. EDITAR NUMERAÇÃO DA VIA...12 5. EDITAR SENTIDO DA VIA...16 6. BOAS PRÁTICAS DE MAPEAMENTO...

Leia mais

Maria-fumaça leva turistas a distrito em SP que parece cenário de novela

Maria-fumaça leva turistas a distrito em SP que parece cenário de novela Maria-fumaça leva turistas a distrito em SP que parece cenário de novela Distrito de Luís Carlos, em Guararema, que passou por processo de reestruturação; casas foram transformadas em comércios. Fotos:

Leia mais

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES JULHO 2015 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS URBANO Fonte: Pesquisa de mobilidade 2012 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS

Leia mais

A cidadedo futuro. Marcus Quintella marcus.quintella@fgv.br

A cidadedo futuro. Marcus Quintella marcus.quintella@fgv.br A cidadedo futuro Marcus Quintella marcus.quintella@fgv.br O transporte público multimodal é chave para cidades eficientes e sustentáveis Integraçãoé a base da multimodalidade Fonte: Capima (capima.com.br)

Leia mais

Pesquisa Origem e Destino 2007 Região Metropolitana de São Paulo. Síntese das Informações Pesquisa Domiciliar Dezembro de 2008

Pesquisa Origem e Destino 2007 Região Metropolitana de São Paulo. Síntese das Informações Pesquisa Domiciliar Dezembro de 2008 Pesquisa Origem e Destino 2007 Região Metropolitana de São Paulo Síntese das Informações Pesquisa Domiciliar Dezembro de 2008 PESQUISA ORIGEM E DESTINO 2007 SÍNTESE DAS INFORMAÇÕES PESQUISA DOMICILIAR

Leia mais

MOBILIDADE URBANA. André Abe Patricia Stelzer

MOBILIDADE URBANA. André Abe Patricia Stelzer MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL André Abe Patricia Stelzer Atualmente, a mobilidade urbana é parte da política de desenvolvimento urbano sustentável. Trata do deslocamento de bens e pessoas e do atendimento

Leia mais

A palavra transporte vem do latim trans (de um lado a outro) e portare (carregar). Transporte é o movimento de pessoas ou coisas de um lugar para

A palavra transporte vem do latim trans (de um lado a outro) e portare (carregar). Transporte é o movimento de pessoas ou coisas de um lugar para A palavra transporte vem do latim trans (de um lado a outro) e portare (carregar). Transporte é o movimento de pessoas ou coisas de um lugar para outro. Os transportes podem se distinguir pela possessão:

Leia mais

História da Habitação em Florianópolis

História da Habitação em Florianópolis História da Habitação em Florianópolis CARACTERIZAÇÃO DAS FAVELAS EM FLORIANÓPOLIS No início do século XX temos as favelas mais antigas, sendo que as primeiras se instalaram em torno da região central,

Leia mais

Mobilidade no Campus Faixa Exclusiva de Ônibus e Ciclofaixa na CUASO

Mobilidade no Campus Faixa Exclusiva de Ônibus e Ciclofaixa na CUASO Mobilidade no Campus Faixa Exclusiva de Ônibus e Ciclofaixa na CUASO A Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira (CUASO), no Butantã, tem uma média de circulação de 40 mil veículos por dia. Inserida

Leia mais

Manual Prêmio Mobilidade

Manual Prêmio Mobilidade Manual Prêmio Mobilidade 1. Qual o objetivo do Prêmio Mobilidade? O Prêmio Cidades Sustentáveis, categoria "Mobilidade", pretende reconhecer políticas públicas sustentáveis e bem sucedidas de melhoria

Leia mais

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE ÁREAS PÚBLICAS. Cartilha de orientação sobre o Programa de Regularização Urbanística e Fundiária

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE ÁREAS PÚBLICAS. Cartilha de orientação sobre o Programa de Regularização Urbanística e Fundiária REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE ÁREAS PÚBLICAS Cartilha de orientação sobre o Programa de Regularização Urbanística e Fundiária APRESENTAÇÃO Esta Cartilha foi desenvolvida como suporte ao trabalho da Prefeitura

Leia mais

indústria automobilística

indústria automobilística Investimentos Os ventos da internacionalização da economia e a necessidade de modernizar estruturas e reduzir custos levaram à reordenação da indústria. 30 indústria automobilística no Brasil elegeu o

Leia mais

MOBILIDADE URBANA: UM DESAFIO PARA GESTORES PÚBLICOS

MOBILIDADE URBANA: UM DESAFIO PARA GESTORES PÚBLICOS MOBILIDADE URBANA: UM DESAFIO PARA GESTORES PÚBLICOS ARTIGO Manoel Reis Coordenador de projetos da FGV Projetos Manoel Reis é engenheiro naval, mestre em engenharia pela Escola Politécnica da USP e tem

Leia mais

Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana

Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana O Desafio da CET 7,2 milhões de veículos registrados 12 milhões de habitantes 7,3 milhões de viagens a pé 156 mil viagens de bicicleta 15 milhões de viagens

Leia mais

Mobilidade Urbana. Linhas gerais, resultados e desafios selecionados

Mobilidade Urbana. Linhas gerais, resultados e desafios selecionados Mobilidade Urbana Linhas gerais, resultados e desafios selecionados Apresentação A política de desenvolvimento urbano é estratégica para a promoção de igualdade de oportunidades, para a desconcentração

Leia mais

BALANÇO DO SETOR METROFERROVIÁRIO 2011/2012

BALANÇO DO SETOR METROFERROVIÁRIO 2011/2012 BALANÇO DO SETOR METROFERROVIÁRIO 2011/2012 Pela 1ª vez o setor se reúne para divulgar seus números, que refletem a importância dos trilhos para a mobilidade dos brasileiros Aumento de 20% no número de

Leia mais

GESTÃO COM TRANSPARÊNCIA

GESTÃO COM TRANSPARÊNCIA 01 de março de 2013 - nº06 GESTÃO COM TRANSPARÊNCIA Ampliamos os nossos canais de comunicação. Esta é a nova formatação do informativo DR que trará, além das notícias do clipping, informações sobre assuntos

Leia mais

Mobilidade Urbana. GT de Infraestrutura do CREA-ES, 22/dez/2014

Mobilidade Urbana. GT de Infraestrutura do CREA-ES, 22/dez/2014 Mobilidade Urbana GT de Infraestrutura do CREA-ES, 22/dez/2014 Mobilidade Urbana É quando todos os modais de tráfego têm ou podem ter movimento e acessibilidade. Mobilidade não é distância percorrida,

Leia mais

Urban View. Urban Reports. Fielzão e seu impacto na zona Leste

Urban View. Urban Reports. Fielzão e seu impacto na zona Leste Urban View Urban Reports Fielzão e seu impacto na zona Leste Programa Falando em dinheiro, coluna Minha cidade, meu jeito de morar e investir Rádio Estadão ESPN Itaquera acordou com caminhões e tratores

Leia mais

TRANSFORMAÇÃO DE VAGÃO TRADICIONAL DE LASTRO DE BRITA EM VAGÃO AUTOMÁTICO DE ACIONAMENTO HIDRÁULICO

TRANSFORMAÇÃO DE VAGÃO TRADICIONAL DE LASTRO DE BRITA EM VAGÃO AUTOMÁTICO DE ACIONAMENTO HIDRÁULICO TRANSFORMAÇÃO DE VAGÃO TRADICIONAL DE LASTRO DE BRITA EM VAGÃO AUTOMÁTICO DE ACIONAMENTO HIDRÁULICO RESUMO: A modernização do vagão Hopper de brita do sistema de Metrô englobou a mudança de sua estrutura

Leia mais

Jardim América, o subúrbiojardim em versão brasileira

Jardim América, o subúrbiojardim em versão brasileira Jardim América, o subúrbiojardim em versão brasileira Jardim América, Brazilian version of the garden suburb neighbourhood TITO FLÁVIO RODRIGUES DE AGUIAR Arquiteto. Doutorando em História, UFMG Resenha

Leia mais

A organização do espaço na América Latina

A organização do espaço na América Latina Tifonimages/ Dreamstime.com Joetex1/ Dreamstime.com A organização do espaço na América Latina Vista da cidade de Santiago, capital e maior cidade do Chile. Monocultura de milho na Argentina. Andresr/ Shutterstock

Leia mais

QUAL O NÚMERO DE VEÍCULOS QUE CIRCULA EM SÃO PAULO?

QUAL O NÚMERO DE VEÍCULOS QUE CIRCULA EM SÃO PAULO? QUAL O NÚMERO DE VEÍCULOS QUE CIRCULA EM SÃO PAULO? RESENHA Carlos Paiva Qual o número de veículos que circula em um dia ou a cada hora do dia na Região Metropolitana, no município e no centro expandido

Leia mais

São Paulo/SP - Planejamento urbano deve levar em conta o morador da rua

São Paulo/SP - Planejamento urbano deve levar em conta o morador da rua São Paulo/SP - Planejamento urbano deve levar em conta o morador da rua Pesquisa traz reflexões para melhorar a situação da população de rua e indica falhas nas políticas públicas. Moradores de rua na

Leia mais

Tema: Avaliação e perspectivas sobre a mobilidade na cidade de São Paulo

Tema: Avaliação e perspectivas sobre a mobilidade na cidade de São Paulo SEMINÁRIO Os desafios da mobilidade na cidade de São Paulo: avaliação e indicadores Tema: Avaliação e perspectivas sobre a mobilidade na cidade de São Paulo Movimento Nossa São Paulo Local: Câmara Municipal

Leia mais

Lista de Exercícios CINEMÁTICA I Unidade PROF.: MIRANDA

Lista de Exercícios CINEMÁTICA I Unidade PROF.: MIRANDA Lista de Exercícios CINEMÁTICA I Unidade PROF.: MIRANDA Física Aplicada BIOCOMBUSTÍVES ELETRO INFORMÁTICA 01. Um carro com uma velocidade de 80 Km/h passa pelo Km 240 de uma rodovia às 7h e 30 mim. A que

Leia mais

Job 150904 Setembro / 2015

Job 150904 Setembro / 2015 Job 50904 Setembro / Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 6 anos ou mais de

Leia mais

AVALIAÇÃO DE VIAGENS POR BICICLETAS: PESQUISA SOBRE OS HÁBITOS DOS CICLISTAS

AVALIAÇÃO DE VIAGENS POR BICICLETAS: PESQUISA SOBRE OS HÁBITOS DOS CICLISTAS AVALIAÇÃO DE VIAGENS POR BICICLETAS: PESQUISA SOBRE OS HÁBITOS DOS CICLISTAS Pablo de Barros Cardoso Professor, Universidade do Grande Rio, Brasil Vânia Barcellos Gouvêa Campos Professora, Instituto Militar

Leia mais

A reforma urbana e o subúrbio carioca na historiografia 1

A reforma urbana e o subúrbio carioca na historiografia 1 A reforma urbana e o subúrbio carioca na historiografia 1 CRISTIANE REGINA MIYASAKA 2 Ainda que a historiografia a respeito das reformas urbanas empreendidas no Rio de Janeiro no início do século XX seja

Leia mais

CAPA. Transporte público,

CAPA. Transporte público, Transporte público, insatisfação c O Idec testou os ônibus e o metrô de Belo Horizonte e de São Paulo e constatou demora, superlotação e outros problemas que desrespeitam os direitos do usuário Shutterstock/Montagem

Leia mais

Adensamento do tecido urbano e drenagem de águas pluviais Arquiteto Prof. Nestor Goulart Reis

Adensamento do tecido urbano e drenagem de águas pluviais Arquiteto Prof. Nestor Goulart Reis Adensamento do tecido urbano e drenagem de Arquiteto Prof. Nestor Goulart Reis Enchentes, no campo, são problemas naturais. Em áreas urbanas, são problemas sociais Nosso primeiro objetivo: origem dos problemas.

Leia mais

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana. Relatório Geral 2012

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana. Relatório Geral 2012 Sistema de Informações da Mobilidade Urbana Relatório Geral 2012 Julho/2014 Relatório Geral 2012 1 Sumário executivo... 3 2 Mobilidade... 25 2.1 Valores para Brasil (municípios acima de 60 mil habitantes)...

Leia mais

Revista da ESPM Janeiro/Fevereiro de 2002. Aera da mídia exterior ORLANDO MARQUES

Revista da ESPM Janeiro/Fevereiro de 2002. Aera da mídia exterior ORLANDO MARQUES Aera da mídia exterior ORLANDO MARQUES 27 No mundo urbano em que vivemos, passamos mais tempo fora de casa, que dentro. Quando estamos em casa, são tantas as alternativas de comunicação, que o tempo de

Leia mais

Situação Geográfica e Demográfica

Situação Geográfica e Demográfica Guarulhos História A memória é a base para a construção da identidade, da consciência do indivíduo e dos grupos sociais de um determinado local. A maioria das fontes de memória de Guarulhos traz que sua

Leia mais

Compreendendo o espaço

Compreendendo o espaço Módulo 1 Unidade 2 Compreendendo o espaço Para início de conversa... A forma como você se locomove na cidade para ir de um lugar a outro tem a ver com as direções que você toma e com o sentido para o qual

Leia mais

erceiro município mais populoso do interior paulista e o quarto mercado consumidor do Estado, fora da região metropolitana de São Paulo.

erceiro município mais populoso do interior paulista e o quarto mercado consumidor do Estado, fora da região metropolitana de São Paulo. T erceiro município mais populoso do interior paulista e o quarto mercado consumidor do Estado, fora da região metropolitana de São Paulo. Ao longo dos últimos 12 anos, Sorocaba vem crescendo expressivamente

Leia mais

Santos 23/09/09. Sistema Integrado Metropolitano SIM. Veículo Leve sobre Trilhos VLT (Metrô Leve)

Santos 23/09/09. Sistema Integrado Metropolitano SIM. Veículo Leve sobre Trilhos VLT (Metrô Leve) Santos 23/09/09 Sistema Integrado Metropolitano SIM Veículo Leve sobre Trilhos VLT (Metrô Leve) 1 1 2 Secretaria dos Transportes Metropolitanos - STM Três regiões metropolitanas do Estado de São Paulo:

Leia mais

ANEXO II DIRETRIZES PARA A REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE COLETIVO DO RIO DE JANEIRO

ANEXO II DIRETRIZES PARA A REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE COLETIVO DO RIO DE JANEIRO ANEXO II DIRETRIZES PARA A REESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE COLETIVO DO RIO DE JANEIRO 1. Perspectiva para o Sistema de Transporte Futuro 1.1. Introdução 1.2. Definições 2. Política Tarifária 3. Tecnologias

Leia mais

O CUSTO DOS DESLOCAMENTOS NAS PRINCIPAIS ÁREAS URBANAS DO BRASIL

O CUSTO DOS DESLOCAMENTOS NAS PRINCIPAIS ÁREAS URBANAS DO BRASIL PUBLICAÇÕES SISTEMA FIRJAN PESQUISAS E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS AMBIENTE DE NEGÓCIOS O CUSTO DOS DESLOCAMENTOS NAS PRINCIPAIS ÁREAS URBANAS DO BRASIL Setembro/2015 Esta publicação contempla os seguintes

Leia mais

Município de Mauá- SP

Município de Mauá- SP Município de Mauá- SP Estrutura Viária e o transporte na cidade de Mauá O sistema de transporte na cidade de Mauá é feito por diferentes modais: transporte coletivo rodoviário local; transporte coletivo

Leia mais

MURAL- SETEMBRO DE 2014. Compromisso. O que uma empresa espera de seus colaboradores?

MURAL- SETEMBRO DE 2014. Compromisso. O que uma empresa espera de seus colaboradores? Compromisso O que uma empresa espera de seus colaboradores? Várias são as qualidades que uma empresa espera de um colaborador nos dias de hoje: iniciativa, desempenho, resultados, bom relacionamento, criatividade,

Leia mais

Guia de Boas Práticas para o Ciclista

Guia de Boas Práticas para o Ciclista Guia de Boas Práticas para o Ciclista Sumário Guia de Boas Práticas para o Ciclista Fortaleza - CE Dezembro de 2014 Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará Sinduscon-CE www.sindusconce.com.br

Leia mais

XII-015 ORÇAMENTO PARTICIPATIVO E SANEAMENTO AMBIENTAL A EXPERIÊNCIA DE SANTO ANDRÉ (SP) DE 1998 A 2003

XII-015 ORÇAMENTO PARTICIPATIVO E SANEAMENTO AMBIENTAL A EXPERIÊNCIA DE SANTO ANDRÉ (SP) DE 1998 A 2003 XII-015 ORÇAMENTO PARTICIPATIVO E SANEAMENTO AMBIENTAL A EXPERIÊNCIA DE SANTO ANDRÉ (SP) DE 1998 A 2003 Marcelo Bispo (1) Projetista Industrial Pós Graduado em Gestão Ambiental pela Faculdade de Saúde

Leia mais

Mergulhão da Praça XV está interditado e a Av. Rio Branco opera em mão dupla, do Aterro à Av. Presidente Vargas

Mergulhão da Praça XV está interditado e a Av. Rio Branco opera em mão dupla, do Aterro à Av. Presidente Vargas Mergulhão da Praça XV está interditado e a Av. Rio Branco opera em mão dupla, do Aterro à Av. Presidente Vargas A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR), da CET-Rio,

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 3.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 3.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 3.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

o poder econômico da região de Barueri.

o poder econômico da região de Barueri. Você vai conhecer de perto o principal polo de compras, alimentação, serviços e entretenimento da região de Barueri. A exemplo da cidade, que vive um dos mais fortes ciclos de desenvolvimento do país,

Leia mais

Trabalho que dá resultado!

Trabalho que dá resultado! BOLETIM INFORMATIVO Trabalho que dá resultado! Foto: Edson Lopes Jr. Meu compromisso é com a população, trabalhando para trazer recursos às nossas cidades e investimentos nos serviços essenciais ao ser

Leia mais

Curitiba/PR - Palacete do Batel será restaurado

Curitiba/PR - Palacete do Batel será restaurado Curitiba/PR - Palacete do Batel será restaurado O Palacete do Batel está em obras. Um projeto, encomendado pelos proprietários do imóvel, com o aval do Conselho Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico

Leia mais

Em R$ milhões. empresas empresas. fiscal. fiscal 5.723 5.440 4.824 3.469 1.398 15.769 16.474 15.797 1.281 1.634 11.535 8.067 6.491 5.266 22.197 21.

Em R$ milhões. empresas empresas. fiscal. fiscal 5.723 5.440 4.824 3.469 1.398 15.769 16.474 15.797 1.281 1.634 11.535 8.067 6.491 5.266 22.197 21. Evolução dos Investimentos Em R$ milhões 20.593 22.197 21.237 15.004 4.824 5.723 5.440 7.772 6.900 1.281 1.634 6.491 5.266 9.465 1.398 8.067 3.469 11.535 15.769 16.474 15.797 empresas empresas fiscal fiscal

Leia mais

Oportunidades criadas pelo Plano Diretor Estratégico

Oportunidades criadas pelo Plano Diretor Estratégico A CRIAÇÃO DE TERRITÓRIOS DE OPORTUNIDADE JUNTO AO SISTEMA METRO-FERROVIÁRIO: EM PROL DE UMA PARCERIA MAIS EFETIVA NOS PROCESSOS DE TRANSFORMAÇÃO URBANA NO ENTORNO DAS ESTAÇÕES. ABSTRACT Ao longo dos trinta

Leia mais

Fazenda Dumont (Dumont, SP) Fazenda Dumont

Fazenda Dumont (Dumont, SP) Fazenda Dumont Fazenda Dumont (Dumont, SP) Fazenda Dumont A E. F. Dumont percorria diversas seções da fazenda Dumont com sua linha principal e três ramais, no meio dos cafeeiros. Suprimida em 1940, apenas restam dela

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO DE INFRAESTRUTURA E MOBILIDADE URBANA

GRUPO DE TRABALHO DE INFRAESTRUTURA E MOBILIDADE URBANA DESENVOLVIMENTO DE LAY-OUT DE PROPOSTA ALTERNATIVA PARA O SISTEMA G DE TRANSPORTE PÚBLICO MULTIMODAL PARA A REGIÃO METROPOLITANA DA GRANDE VITÓRIA GRUPO DE TRABALHO DE INFRAESTRUTURA E MOBILIDADE URBANA

Leia mais

Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte

Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte Seminário de Mobilidade Urbana Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte Celio Bouzada 23 de Setembro de 2015 Belo Horizonte População de Belo Horizonte: 2,4 milhões de habitantes População da

Leia mais

TRANSPORTE II ENARTE Guia de Embarque-Desembarque, Traslado e Estacionamento

TRANSPORTE II ENARTE Guia de Embarque-Desembarque, Traslado e Estacionamento TRANSPORTE II ENARTE Guia de Embarque-Desembarque, Traslado e Estacionamento LOCAL DO EVENTO: ESCOLA ESTADUAL DOM PEDRO I Rua Américo Gomes da Costa, 59 - Vila Americana distrito São Miguel Paulista São

Leia mais

A consolidação da rede de BRS do Rio de Janeiro.

A consolidação da rede de BRS do Rio de Janeiro. A consolidação da rede de BRS do Rio de Janeiro. Aline Leite 1 ; Diego Mateus da Silva 1 ; Eduardo Tavares da Silva 2 ; Luciana Brizon 2 ; Luciana Pires 2 ; Marcelo Mancini 1 ; Miguel Ângelo de Paula 2

Leia mais

Avaliação do desempenho de rotas de tráfego utilizando informações coletadas através de GPS.

Avaliação do desempenho de rotas de tráfego utilizando informações coletadas através de GPS. Avaliação do desempenho de rotas de tráfego utilizando informações coletadas através de GPS. Vinícius de Magalhães 1 ; Marcelo Vinícius de Magalhães Ribeiro 2 1 Empresa de Transportes e Trânsito de Belo

Leia mais

Experiências em Transportes Cenário Atual. Apresentação Paraisópolis Junho/2014 Bianca Bianchi Alves

Experiências em Transportes Cenário Atual. Apresentação Paraisópolis Junho/2014 Bianca Bianchi Alves + Experiências em Transportes Cenário Atual Apresentação Paraisópolis Junho/2014 Bianca Bianchi Alves + Cidades Realidade 50% população vivendo em cidades atualmente 70% em 2050 (Nações Unidas) Concentração

Leia mais

ESPELHO DE EMENDAS DE INCLUSÃO DE META

ESPELHO DE EMENDAS DE INCLUSÃO DE META S AO PLN 0002 / 2007 - LDO Página: 2133 de 2393 ESPELHO DE S DE INCLUSÃO DE META AUTOR DA 34560001 1216 Atenção Especializada em Saúde 8535 Estruturação de Unidades de Atenção Especializada em Saúde Unidade

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL TATUQUARA 03/04/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Realizações no dia

Leia mais

Simpósio Tróleibus Instituto de Engenharia

Simpósio Tróleibus Instituto de Engenharia Simpósio Tróleibus Instituto de Engenharia Histórico do Transporte Público em São Paulo O Papel do Tróleibus Engº Adriano Murgel Branco São Paulo 22/03/2011 1.A - Evolução do Transporte Público em São

Leia mais

MOBILIDADE EM SALVADOR: PARA ONDE VAMOS?

MOBILIDADE EM SALVADOR: PARA ONDE VAMOS? MOBILIDADE EM SALVADOR: PARA ONDE VAMOS? UM PLANO DE MOBILIDADE URBANA DEVE PARTIR DA FORMULAÇÃO DE UM DESEJO: UM DESEJO DE CIDADE. QUAL A SALVADOR QUE DESEJAMOS UMA METRÓPOLE COMPETITIVA, SAUDÁVEL, EQUILIBRADA,

Leia mais

Refuncionalização do Vale do Anhangabaú. São Paulo, 2005

Refuncionalização do Vale do Anhangabaú. São Paulo, 2005 Refuncionalização do Vale do Anhangabaú São Paulo, 2005 REFUNCIONALIZAÇÃO DO VALE DO ANHANGABAÚ Apresentação A nova configuração proposta pela Associação Viva o Centro A obra que resultou no atual Vale

Leia mais

Uma faceta do problema de abastecimento de água na cidade de São Paulo: o (sub)aproveitamento da produção hídrica do rio Aricanduva.

Uma faceta do problema de abastecimento de água na cidade de São Paulo: o (sub)aproveitamento da produção hídrica do rio Aricanduva. Marcia Regina Fracaro dos Santos Geógrafa DG/FFLCH/USP E-mail: mrfracaro@usp.br Uma faceta do problema de abastecimento de água na cidade de São Paulo: o (sub)aproveitamento da produção hídrica do rio

Leia mais

MÉTODOS DE ANÁLISE E INVESTIGAÇÃO QUALITATIVA DO ESPAÇO URBANO

MÉTODOS DE ANÁLISE E INVESTIGAÇÃO QUALITATIVA DO ESPAÇO URBANO MÉTODOS DE ANÁLISE E INVESTIGAÇÃO QUALITATIVA DO ESPAÇO URBANO CAIS DO PORTO, VICENTE PINZÓN E PRAIA DO FUTURO I E II UNIVERSIDADE DE FORTALEZA Arquitetura e Urbanismo Disciplina: Planejamento Urbano 1

Leia mais

PROJETO CENTRAL ACELERAÇÃO DO TRANSPORTE FERROVIÁRIO RIO NO RIO DE JANEIRO

PROJETO CENTRAL ACELERAÇÃO DO TRANSPORTE FERROVIÁRIO RIO NO RIO DE JANEIRO PROJETO CENTRAL ACELERAÇÃO DO TRANSPORTE FERROVIÁRIO RIO NO RIO DE JANEIRO Custo Econômico Implantação Manutenção Operação $ CUSTO SOCIAL Externalidades Poluição Acidentes Ocupação do solo Ruído Congestionamento

Leia mais

Mobilidade Urbana e Direitos Humanos Maria Rosa Ravelli Abreu Universidade de Brasília/DEX/FE/CidadeVerde

Mobilidade Urbana e Direitos Humanos Maria Rosa Ravelli Abreu Universidade de Brasília/DEX/FE/CidadeVerde Senado Federal Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa CDH ---------------------------------------------------------------------------------- Mobilidade Urbana e Direitos Humanos Maria

Leia mais

Fuvest 2014 Geografia 2ª Fase (Segundo Dia) A região metropolitana do litoral sul paulista é constituída pelos municípios representados no mapa:

Fuvest 2014 Geografia 2ª Fase (Segundo Dia) A região metropolitana do litoral sul paulista é constituída pelos municípios representados no mapa: QUESTÃO 3 (Ocupação do território brasileiro) A região metropolitana do litoral sul paulista é constituída pelos municípios representados no mapa: Ao longo do tempo, essa região conheceu diferentes formas

Leia mais

Apresentação Zonas 30 e Ruas Completas Rede Vida no Trânsito 11 de Março de 2015

Apresentação Zonas 30 e Ruas Completas Rede Vida no Trânsito 11 de Março de 2015 Apresentação Zonas 30 e Ruas Completas Rede Vida no Trânsito 11 de Março de 2015 O PLAMUS foi elaborado por consórcio de três empresas Logit Engenharia, Strategy& e Machado Meyer Advogados, com cinco parceiros

Leia mais

Município de Juiz de Fora. 1. Aspectos Gerais

Município de Juiz de Fora. 1. Aspectos Gerais Município de Juiz de Fora 1. Aspectos Gerais Além da sede, Juiz de Fora possui quatro distritos. A população total do município, segundo a contagem do IBGE de 1996, é de 424.479 habitantes sendo que desses,

Leia mais

A MOBILIDADE ELÉCTRICA

A MOBILIDADE ELÉCTRICA A MOBILIDADE ELÉCTRICA Contextualização As significativas alterações climáticas e o aumento do preço dos combustíveis sustentam um dos maiores desafios do século XXI - fiabilidade, segurança e sustentabilidade

Leia mais

Princípios da nova visão de Mobilidade Urbana Mobilidade Sustentável

Princípios da nova visão de Mobilidade Urbana Mobilidade Sustentável Princípios da nova visão de Mobilidade Urbana Mobilidade Sustentável Diminuir a necessidade de viagens motorizadas: Posicionando melhor os equipamentos sociais, descentralizando os serviços públicos, ocupando

Leia mais

REVITALIZAÇÃO DA ÁREA DA CASA DAS RETORTAS PROJETO DE TFG APRESENTADO À UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

REVITALIZAÇÃO DA ÁREA DA CASA DAS RETORTAS PROJETO DE TFG APRESENTADO À UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Revista Brasileira de Arqueometria, Restauração e Conservação. Vol.1, No.4, pp. 200-205 Copyright 2007 AERPA Editora REVITALIZAÇÃO DA ÁREA DA CASA DAS RETORTAS PROJETO DE TFG APRESENTADO À UNIVERSIDADE

Leia mais

Revitalização Urbana / Demolindo Viadutos e Construindo Parques - I Enviado por Javier Vergara Petrescu (27.05.07 @ 18:30 )

Revitalização Urbana / Demolindo Viadutos e Construindo Parques - I Enviado por Javier Vergara Petrescu (27.05.07 @ 18:30 ) 01/06/2007 Revitalização Urbana / Demolindo Viadutos e Construindo Parques - I Enviado por Javier Vergara Petrescu (27.05.07 @ 18:30 ) Por aqui transitavam mais de160.000 carros por dia Podem imaginar

Leia mais

NOTA TÉCNICA 0037_V1_2014 TRANSPORTE COLETIVO URBANO LINHAS CIRCULARES

NOTA TÉCNICA 0037_V1_2014 TRANSPORTE COLETIVO URBANO LINHAS CIRCULARES NOTA TÉCNICA 0037_V1_2014 TRANSPORTE COLETIVO URBANO LINHAS CIRCULARES Jaraguá do Sul (SC), Abril de 2014. ALINHAMENTO ESTRATÉGICO Jaraguá Ativa: Cidade inteligente e sustentável, cidade para pessoas.

Leia mais

A cada dia, há mais gente nas cidades...

A cada dia, há mais gente nas cidades... 05/12/2012 A cada dia, há mais gente nas cidades... População urbana e rural no mundo: 1950-2050 urbana rural Cidades com mais de 1 milhão de habitantes no mundo: Em 1950: 86 cidades Em 2008: 400 cidades

Leia mais

Pedestres x Transporte Coletivo x Ciclistas x Transporte Individual x Entrega de Carga Urbana

Pedestres x Transporte Coletivo x Ciclistas x Transporte Individual x Entrega de Carga Urbana Sugestões para a elaboração do Plano de Mobilidade Sustentável de São Paulo Pedestres x Transporte Coletivo x Ciclistas x Transporte Individual x Entrega de Carga Urbana Melhor Qualidade de vida Diminuição

Leia mais