PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE"

Transcrição

1 OBJETIVO DO PROGRAMA PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE O objetivo do Programa de Proteção ao Pedestre, da Secretaria Municipal de Transportes SMT é criar a cultura de respeito ao pedestre, resgatando os valores de proteção ao pedestre, de maneira a ampliar a segurança destes e reduzir os índices de acidentalidade por atropelamentos. O pedestre é o personagem mais frágil no trânsito e consequentemente sua maior vítima. Aproximadamente 50% das vítimas fatais em acidentes de trânsito na cidade de São Paulo são pedestres. Em 2010 foram registrados 7.007atropelamentos e 630 pessoas mortas. Estes dados evidenciem a necessidade de reformular o tratamento que é dado ao pedestre no trânsito de nossa cidade. Por este motivo, cabe ao Poder Público provocar uma nova circunstância que possibilite à população reconhecer que existem outras formas de conduta com melhores resultados do que aquelas que estão sendo praticadas no cotidiano de nossa cidade. INFORMAÇÕES ESTATÍSTICAS TODA A CIDADE Com relação aos veículos envolvidos nos atropelamentos 51% são automóveis; 30,3% são motocicletas; 10,4% são ônibus; 2,4% são caminhões O,4% são bicicletas; e 5,5% não têm informações. Situação 83% dos pedestres mortos estavam atravessando a rua; 10% parados ou andando na pista; 7% sobre a calçada. Outras informações 36% dos mortos são idosos; São atropelados mais homens do que mulheres (24,5% a mais); 16% dos mortos tinham idade entre 20 e 29 anos; O horário de maior concentração de atropelamentos é entre 18h00 e 20h00. Há mais atropelamentos nas madrugadas de sábados e domingos do que nas madrugadas de outros dias. Há mais atropelamentos nas sextas feiras e nos sábados do que nos outros dias da semana (12,5% a mais). 1

2 CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO Companhia de Engenharia de Tráfego Artigos do Código de Trânsito Brasileiro que tratam da proteção ao pedestre Artigo 29: em seu inciso XII, 2º:...em ordem decrescente, os veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados pelos não motorizados e, juntos, pela incolumidade do pedestre. Artigo 31:... o condutor que pretenda ultrapassar um veículo de transporte coletivo que esteja parado, efetuando embarque ou desembarque de passageiros, deverá reduzir a velocidade, dirigindo com atenção redobrada ou parar o veículo com vistas à segurança dos pedestres. Artigo 44:... Ao se aproximar de qualquer tipo de cruzamento, o condutor do veículo deve demonstrar prudência especial, transitando em velocidade moderada, de forma que possa deter seu veículo com segurança para dar passagem a pedestre e a veículos que tenham o direito de preferência. Artigo 38: Já o artigo 38, em seu parágrafo único, diz que... antes de entrar à direita ou à esquerda, em outra via ou em lotes lindeiros, o condutor deverá ceder passagem aos pedestres e ciclistas, aos veículos que transitem em sentido contrário pela pista da via da qual vai sair, respeitadas as normas de preferência de passagem. Artigo 70:,... os pedestres que estiverem atravessando a via sobre as faixas delimitadas para esse fim terão prioridade de passagem, exceto nos locais com sinalização semafórica, onde deverão ser respeitadas as disposições deste código. Acrescenta ainda em parágrafo único que... nos locais onde houver sinalização semafórica de controle de passagem será dada preferência aos pedestres que não tenham concluído a travessia, mesmo em caso de mudança do semáforo liberando a passagem dos veículos. ZONA DE MÁXIMA PROTEÇÃO AO PEDESTRE - ZMPP O Programa Zona de Máxima Proteção ao Pedestre será lançado, inicialmente, na região compreendida pelo centro expandido até a Av. Paulista, conforme ilustra o mapa, a seguir: Nesta área, existem 300 cruzamentos semaforizados, sendo que 224 deles possuem estágio ou tempo exclusivo para travessia de pedestres. Nos outros 76 cruzamentos, as conversões dos veículos deverão ser realizadas de forma compartilhada, onde os condutores deverão respeitar a prioridade de passagem do pedestre. Serão adotadas as seguintes intervenções físicas: Manutenção e implantação de novas faixas de travessia; Implantação de 470 placas educativas com a 2

3 mensagem: Na conversão a preferência é do pedestre ; Iluminação de faixas de travessia; Limpeza da calçada (remoção do lixo); Remoção de bancas de jornal e ambulantes; Rebaixamento de guias; Durante a fase de implantação do Programa, serão realizadas ações educativas: Orientação de travessia; Apresentação de peça teatral de rua; Realização de artes-cênicas (mímicos) nas travessias; Apresentação de peça teatral em escolas do Ensino Médio da região; Atendimento às Escolas/Instituições com atividades educativas realizadas no CETET Realização de palestras de educação de trânsito em empresas; Quando iniciar a fiscalização, esta observará os seguintes aspectos: Fiscalização de trânsito nos artigos específicos à segurança do pedestre, conforme descrição no próximo item. Fiscalização pelas Subprefeituras do uso inadequado da calçada (mesas de bares, lojas, avanço de mercadoria, mobiliário urbano); Ao lado destas medidas, haverá uma ampla divulgação do Programa em todos os segmentos da sociedade, por meio de campanha de mídia, distribuição de material gráfico, no novo portal da CET, dentre outras. FISCALIZAÇÃO No início da implantação do Programa os agentes de trânsito irão orientar condutores e pedestres a respeito das regras de convivência. Após esta fase inicial, cuja duração se definirá no decorrer do Programa, será iniciada a fiscalização de trânsito também nos enquadramentos relacionados com o respeito ao pedestre, nos seguintes enquadramentos do art. 214: Art. 214 Deixar de dar preferência de passagem a pedestres e a veículo não motorizado: Que se encontre na faixa a ele destinada; Que não haja concluído a travessia mesmo que ocorra sinal verde para o veículo; Que esteja atravessando a via transversal para onde se dirige o veículo. Continuam sendo fiscalizados os seguintes artigos do Código: Art. 181 Estacionar o veículo no passeio ou sobre faixa destinada a pedestres; Art. 183 Parar o veículo sobre a faixa de pedestres na mudança de sinal luminoso. Art. 196 deixar de indicar com antecedência, mediante gesto regulamentar de braço ou luz indicadora de direção do veículo, o início da marcha, a realização da manobra de parar o veículo, a mudança de direção ou de faixa de circulação. Iniciada a fiscalização do artigo 214, ela abrangerá tanto os cruzamentos semaforizados quanto os não semaforizados. ORIENTAÇÕES GERAIS PARA CONDUTORES E PEDESTRES Motoristas Regras Gerais em Cruzamentos Ao aproximar-se de um cruzamento, reduza a velocidade; Pare no semáforo vermelho antes da linha de retenção; Não pare sobre a faixa de pedestre; 3

4 Na mudança do semáforo vermelho para o verde, não acelere o veículo abruptamente; Mesmo com o sinal verde, espere o pedestre concluir a travessia; Certifique-se que não há pedestres encobertos por outros veículos; Os idosos precisam de mais tempo para atravessar a via; As pessoas com deficiência também precisam de mais tempo; Outras regras gerais Não permita que o passageiro do seu veículo desembarque pela parte voltada para a pista; Não estacione sobre a calçada. Este espaço é do pedestre; Respeite a velocidade da via. Reconheça a fragilidade do pedestre; Regras específicas para conversão Sinalize com antecedência a intenção de conversão para alertar o pedestre e condutor do veículo de trás; Reduza a velocidade; Dê prioridade ao pedestre que, na faixa, já iniciou a travessia; Aguarde pedestre deixar livre a frente do veículo; Após siga em frente em velocidade reduzida. Regras específicas para motociclistas Além das regras para motoristas, outras específicas para motociclistas: A moto entre veículos nos corredores, não é visível para o pedestre; Motociclista: cuidado redobrado na aproximação de locais de travessia de pedestres e nas conversões. Para Pedestres Regras Gerais em Cruzamentos Aguarde sobre a calçada sua vez de atravessar; Atravesse na faixa de pedestre; Antes de atravessar, olhe para os dois lados e verifique se terá tempo de fazer a travessia. Não corra! Atravesse em linha reta; Aguarde no canteiro central caso não consiga realizar totalmente a travessia; Nas faixas de pedestres em que não há semáforo para veículos, observe a distância e a velocidade e só inicie a travessia com segurança; Ao atravessar, redobre a atenção com as motocicletas. Elas são mais rápidas que os demais veículos; Regras Gerais em Cruzamentos Semaforizados Atravesse quando o semáforo para pedestre estiver verde; Nas faixas de pedestres com semáforo de botoeira, aperte o botão e aguarde o fechamento do semáforo para os veículos; Antes de iniciar a travessia, certifique-se que o veículo parou no semáforo vermelho; Regras Gerais para Pontos de Parada Em pontos de ônibus atravesse a rua depois que o ônibus partir; 4

5 Regras específicas para conversão Companhia de Engenharia de Tráfego Ao atravessar, observe as indicações do veículo que se aproxima: a distância, a velocidade, o movimento do veículo e a luz indicadora de intenção (luz de seta); Nas conversões, a prioridade é do pedestre. Sinalize ao motorista, com gestos de mão sua intenção de atravessar a rua; Assegure-se que o condutor do veículo deu prioridade para sua travessia e atravesse sem demora; Se durante a travessia o semáforo ficar verde para os veículos, certifique-se de que há tempo suficiente para concluir a travessia; Sinalize com gesto de mão ao condutor e prossiga a travessia até outro lado da via; Treinamento Os condutores de transporte público receberão um treinamento para mudança de atitude em relação ao pedestre. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, o pedestre tem a prioridade de passagem quando se encontra na faixa a ele destinada e também enquanto não concluir a travessia, mesmo que ocorra sinal verde para o veículo. Para que essa regra seja prontamente aceita e respeitada pelo condutor, acostumado às tensões e pressões no trânsito, é fundamental que se conscientize a respeito da fragilidade do pedestre e da importância da comunicação entre os usuários da via, como, por exemplo, sinalizar as intenções para garantir mais segurança para todos. Além disso, é preciso abordar no treinamento a necessidade do respeito ao direito de circulação de todos os cidadãos, independente de estarem dentro ou não de um veículo. Lembrar que, no trânsito, em algum momento todos são pedestres. Os condutores de veículos de transporte público são, provavelmente, os que mais dirigem diariamente e, por isso, são profissionais de grande importância para o processo de mudança de comportamento em relação aos pedestres. Estes condutores detêm a responsabilidade diária de levar muitas pessoas em segurança aos seus destinos, e podem contribuir enormemente com a melhoria da qualidade de vida para toda a população. 5

SÃO PAULO GANHA PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE PARA REDUZIR ATROPELAMENTOS

SÃO PAULO GANHA PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE PARA REDUZIR ATROPELAMENTOS SÃO PAULO GANHA PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE PARA REDUZIR ATROPELAMENTOS Em 2010, a cidade de São Paulo registrou 7.007 atropelamentos resultando na morte de 630 pedestres. Apesar de representar uma

Leia mais

NOVO SIMULADO DE SINALIZAÇÃO 2012

NOVO SIMULADO DE SINALIZAÇÃO 2012 1 O procedimento do pedestre diante da sinalização semafórica, identificada na cartela pelo código SS-07 é: a) Atenção; b) Pode seguir; c) Pare o veículo; d) Proibido a travessia; 2 São placas utilizadas

Leia mais

Manual do Ciclista. Ciclovia. Pronta pra você curtir uma vida mais saudável.

Manual do Ciclista. Ciclovia. Pronta pra você curtir uma vida mais saudável. Manual do Ciclista Ciclovia. Pronta pra você curtir uma vida mais saudável. Pedala BH. O programa que vai mudar a cara da cidade. Pedala BH é o programa criado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio

Leia mais

SUMÁRIO A PRIORIDADE DOS PEDESTRES SEGUNDO O CTB CAPÍTULO IV - DOS PEDESTRES E CONDUTORES DE VEÍCULOS NÃO MOTORIZADOS

SUMÁRIO A PRIORIDADE DOS PEDESTRES SEGUNDO O CTB CAPÍTULO IV - DOS PEDESTRES E CONDUTORES DE VEÍCULOS NÃO MOTORIZADOS TEMPO DE VERMELHO INTERMITENTE/PISCANTE EM SEMÁFOROS DE PEDESTRES, SEGUNDO O CTB CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO E A BOA PRÁTICA DE SEGURANÇA NA ENGENHARIA DE TRÁFEGO Sergio Ejzenberg SUMÁRIO APRESENTAÇÃO

Leia mais

Normas gerais de circulação e conduta

Normas gerais de circulação e conduta Normas gerais de circulação e conduta É muito importante a leitura do Capítulo III Normas Gerais de Circulação e Conduta, que vai dos artigos 26 ao 67, contidos no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Leia mais

Manual Brasileiro de Fiscalização de Trânsito (27/09/2011) Infrações referentes a sinais, bloqueios e prioridades (Artigos 208 a 217 do CTB)

Manual Brasileiro de Fiscalização de Trânsito (27/09/2011) Infrações referentes a sinais, bloqueios e prioridades (Artigos 208 a 217 do CTB) Manual Brasileiro de Fiscalização de Trânsito (27/09/2011) Fichas individuais dos enquadramentos Infrações referentes a sinais, bloqueios e prioridades (Artigos 208 a 217 do CTB) Art. 208. Avançar o sinal

Leia mais

Guia Multilíngüe de Informações Cotidianas

Guia Multilíngüe de Informações Cotidianas 4 Regras de Trânsito 4-1 Regras de trânsito no Japão No Japão, as regras de trânsito são estabelecidas respectivamente para, automóveis e motos, bicicletas. Recomenda-se a assimilação rápida e correta

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PEDESTRES O PEDESTRE NO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO. São Paulo, setembro de 2.007

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PEDESTRES O PEDESTRE NO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO. São Paulo, setembro de 2.007 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PEDESTRES O PEDESTRE NO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO São Paulo, setembro de 2.007 2 CODIGO DE TRANSITO BRASILEIRO -PEDESTRES- INDICE 2 CAPITULO I (Artigos 1 a 4) sem citação de

Leia mais

Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo

Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo Nota Técnica 232 2014 Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo Max Ernani Borges De Paula Banco de dados de vítimas dos acidentes de trânsito fatais A Companhia de Engenharia de Tráfego realiza

Leia mais

Regras de Trânsito do Japão

Regras de Trânsito do Japão Regras de Trânsito do Japão (Versão para pedestres e bicicletas) ~ Para não sofrer acidentes de trânsito ~ Supervisão: Polícia da Província de Gifu Edição / Publicação: Província de Gifu Regras básicas

Leia mais

PROPOSTAS MOBILIDADE PROPOSTAS DE MÉDIO E LONGO PRAZO

PROPOSTAS MOBILIDADE PROPOSTAS DE MÉDIO E LONGO PRAZO PROPOSTAS MOBILIDADE PROPOSTAS DE MÉDIO E LONGO PRAZO AGENDA DO DEBATE: Pedestres Bicicleta Transporte público: ônibus e trilhos Circulação viária carros, motos e caminhões Acessibilidade Educação e trânsito

Leia mais

Guia de Boas Práticas para o Ciclista

Guia de Boas Práticas para o Ciclista Guia de Boas Práticas para o Ciclista Sumário Guia de Boas Práticas para o Ciclista Fortaleza - CE Dezembro de 2014 Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará Sinduscon-CE www.sindusconce.com.br

Leia mais

Legislação de Trânsito

Legislação de Trânsito Prova simulada do DETRAN 11 Legislação de Trânsito 1) O julgamento das penalidades de trânsito se dará através de um: a) Identificação do infrator. b) Notificação de autuação. c) Processo administrativo.

Leia mais

Vamos começar pelas recomendações mais gerais e obrigatórias.

Vamos começar pelas recomendações mais gerais e obrigatórias. Normas gerais de circulação ABETRAN Detalhadas pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) em mais de 40 artigos, as Normas Gerais de Circulação e Conduta merecem atenção especial de todos os usuários da

Leia mais

Pedestres x Transporte Coletivo x Ciclistas x Transporte Individual x Entrega de Carga Urbana

Pedestres x Transporte Coletivo x Ciclistas x Transporte Individual x Entrega de Carga Urbana Sugestões para a elaboração do Plano de Mobilidade Sustentável de São Paulo Pedestres x Transporte Coletivo x Ciclistas x Transporte Individual x Entrega de Carga Urbana Melhor Qualidade de vida Diminuição

Leia mais

PARECER Nº 010/09 I INTRODUÇÃO

PARECER Nº 010/09 I INTRODUÇÃO 1 PROCESSO Nº: 125416209 INTERESSADO: Superintendência Municipal de Trânsito de Jataí ASSUNTO: Legalidade do Estacionamento de viaturas Policiais sobre passeios e calçadas. PARECER Nº 010/09 I INTRODUÇÃO

Leia mais

2 Quais os tipos de cinto de segurança que temos? Qual o cinto é o mais seguro?

2 Quais os tipos de cinto de segurança que temos? Qual o cinto é o mais seguro? 1 Quais são os 5 elementos da direção defensiva? 2 Quais os tipos de cinto de segurança que temos? Qual o cinto é o mais seguro? 3 O que significa DIREÇÃO DEFENSIVA? 4 Cite um exemplo de condição adversa

Leia mais

Mergulhão da Praça XV está interditado e a Av. Rio Branco opera em mão dupla, do Aterro à Av. Presidente Vargas

Mergulhão da Praça XV está interditado e a Av. Rio Branco opera em mão dupla, do Aterro à Av. Presidente Vargas Mergulhão da Praça XV está interditado e a Av. Rio Branco opera em mão dupla, do Aterro à Av. Presidente Vargas A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR), da CET-Rio,

Leia mais

SP 01/11/86 NT 112/86. Algumas Considerações Sobre Travessias e Brechas no Fluxo Veicular. Jaques Mendel Rechter. Introdução

SP 01/11/86 NT 112/86. Algumas Considerações Sobre Travessias e Brechas no Fluxo Veicular. Jaques Mendel Rechter. Introdução SP 01/11/86 NT 112/86 Algumas Considerações Sobre Travessias e Brechas no Fluxo Veicular. Jaques Mendel Rechter Introdução O problema da brecha no fluxo veicular, que possibilita a travessia da via pelo

Leia mais

Dia Mundial em Memória das Vidas Perdidas no Trânsito

Dia Mundial em Memória das Vidas Perdidas no Trânsito 15 de novembro Dia Mundial em Memória das Vidas Perdidas no Trânsito Pare! Pense! Siga com mais segurança! 15 de Novembro - Dia Mundial em Memória das Vidas Perdidas no Trânsito Os acidentes de trânsito

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE TRÂNSITO

POLÍTICA NACIONAL DE TRÂNSITO POLÍTICA NACIONAL DE TRÂNSITO INTRODUÇÃO A Associação Brasileira de Pedestres ABRASPE apresenta aqui sua sugestão para revisão do texto original de Política Nacional de Trânsito apresentado pelo Departamento

Leia mais

Ver e ser visto no trânsito

Ver e ser visto no trânsito matéria de capa Ver e ser visto no trânsito CESVI realizou estudo para apontar as condições em que pedestres, motos e carros são mais bem visualizados à noite Por José Antonio Oka Segurança Viária Ver

Leia mais

Lei nº 946, de 28 de Janeiro de 2011

Lei nº 946, de 28 de Janeiro de 2011 Lei nº 946, de 28 de Janeiro de 2011 "Institui o Estatuto do Pedestre e dá outras providências" Processo: 499/09 Projeto: 039/09 Promulgação: 28/01/2011 Publicação: BOM 442, de 05/02/2011 Decreto: Alterações:

Leia mais

FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES

FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES 1 FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES Londrina (PR) 2009 Caro cidadão londrinense: 2 Londrina quer um trânsito mais seguro. E convida você para entrar nesta campanha. Esta cartilha traz informações sobre como

Leia mais

Sou obrigado a parar e a ceder a passagem ao veículo de tracção animal. a) Certo. b) Errado. c) d)

Sou obrigado a parar e a ceder a passagem ao veículo de tracção animal. a) Certo. b) Errado. c) d) 39 BA 82.60.9 Sou obrigado a parar e a ceder a passagem ao veículo de tracção animal. 38 BA 82.60.10 Nesta situação, sou obrigado a parar e a ceder a passagem ao velocípede. 40 BA 82.60.11_a Ao saír do

Leia mais

Medidas para a Humanização do Tráfego. A Cidade que Queremos

Medidas para a Humanização do Tráfego. A Cidade que Queremos Medidas para a Humanização do Tráfego A Cidade que Queremos Objetivo Publicação com o objetivo de divulgar, junto aos municípios, soluções técnicas para a humanização do trânsito. Estrutura Introdução

Leia mais

A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem.

A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem. A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem. A ambulância deve: Avançar. Ceder a passagem apenas ao meu veículo. Ceder a passagem apenas ao veículo

Leia mais

11 ideias para ciclovias mais seguras

11 ideias para ciclovias mais seguras 11 ideias para ciclovias mais seguras Legislação Política Nacional de Mobilidade Urbana A Política Nacional de Mobilidade Urbana é orientada pelas seguintes diretrizes: II prioridade dos modos de transportes

Leia mais

Inicie a disciplina apresentando novamente o objetivo geral e agora os específicos para esta aula que estão no Plano

Inicie a disciplina apresentando novamente o objetivo geral e agora os específicos para esta aula que estão no Plano Inicie a disciplina apresentando novamente o objetivo geral e agora os específicos para esta aula que estão no Plano de Aula Teórica da disciplina de Legislação de Trânsito 14, neste material. 115 Para

Leia mais

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE LEGISLAÇÃO

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE LEGISLAÇÃO Um dos equipamentos obrigatórios a ser vistoriado na inspeção de segurança veicular é o(a): 1 rádio toca-fitas. 2 farol de milha. 3 pneu para chuva. 4 buzina. Entre vários aspectos a serem observados,

Leia mais

RELATÓRIO QUADRIMESTRAL - LEI MUNICIPAL Nº 8.291/ 2007 - PERÍODO DE 01/05/14 A 31/08/14. I - Multas por Enquadramento

RELATÓRIO QUADRIMESTRAL - LEI MUNICIPAL Nº 8.291/ 2007 - PERÍODO DE 01/05/14 A 31/08/14. I - Multas por Enquadramento 74550 Excesso de velocidade superior em até 20% ao permito na via 17.344 85,13 1.476.494,72 73662 Dirigir veículo utilizando-se de telefone celular 4.366 85,13 371.677,58 60503 Avançar o sinal vermelho

Leia mais

APOSTILA. Transporte de Produtos Perigosos

APOSTILA. Transporte de Produtos Perigosos 11 APOSTILA Transporte de Produtos Perigosos Caros Colegas, A nova apostila do Programa Olimpíadas da Segurança trata de assuntos do nosso cotidiano. Já falamos de movimentação de cargas, postura, análise

Leia mais

Directrizes para o exame de condução de automóveis ligeiros de. transmissão automática

Directrizes para o exame de condução de automóveis ligeiros de. transmissão automática Directrizes para o exame de condução de automóveis ligeiros de transmissão automática 1. Prova no parque de manobras (1) Antes de iniciar a marcha Antes de ligar o motor, o candidato deve verificar se

Leia mais

Prova de Conhecimentos. Questões de carater geral. (de entre 6 questões serão sorteadas 2 questões)

Prova de Conhecimentos. Questões de carater geral. (de entre 6 questões serão sorteadas 2 questões) PROCEDIMENTO CONCURSAL COMUM PARA CONSTITUIÇÃO DE RELAÇÃO JURÍDICA DE EMPREGO PÚBLICO POR TEMPO INDETERMINADO, TENDO EM VISTA O PREENCHIMENTO DE UM POSTO DE TRABALHO NA CARREIRA/CATEGORIA DE ASSISTENTE

Leia mais

A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem.

A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem. A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem. A ambulância deve: Avançar. Ceder a passagem apenas ao meu veículo. Ceder a passagem apenas ao veículo

Leia mais

ÍNDICE DE ACIDENTES NO PERÍMETRO URBANO DE CÁCERES

ÍNDICE DE ACIDENTES NO PERÍMETRO URBANO DE CÁCERES ÍNDICE DE ACIDENTES NO PERÍMETRO URBANO DE CÁCERES Rodrigo Barretto Vila 1 RESUMO Glaidson de Souza Pezavento Tatiani Nascimento Santos Miriam Nascimento Santos Ashley da Silva Costa 2 Com a finalidade

Leia mais

CIRCULAÇÃO EM ROTUNDAS

CIRCULAÇÃO EM ROTUNDAS CIRCULAÇÃO EM ROTUNDAS DEFINIÇÃO Define-se como rotunda um espaço de circulação rodoviária, com forma geralmente circular, de encontro de várias vias de tráfego onde o trânsito se processa em sentido giratório,

Leia mais

www.detran.pr.gov.br

www.detran.pr.gov.br www.detran.pr.gov.br INFELIZMENTE, A MAIOR PARTE DOS ACIDENTES COM MORTES NO TRÂNSITO BRASILEIRO ENVOLVEM MOTOCICLISTAS. POR ISSO, O DETRAN PREPAROU ALGUMAS DICAS IMPORTANTES PARA VOCÊ RODAR SEGURO POR

Leia mais

Aplicação do dispositivo CAIXA DE SEGURANÇA (Safety Box) para Travessias de Pedestres em vias simples e mão dupla

Aplicação do dispositivo CAIXA DE SEGURANÇA (Safety Box) para Travessias de Pedestres em vias simples e mão dupla NT2162011 AplicaçãododispositivoCAIXADESEGURANÇA(SafetyBox)para TravessiasdePedestresemviassimplesemãodupla LuizAlbertoGonçalvesRebelo MarcosCézarZaccaria MarceloGuidolin MariaMargaridaNunesSobral 1 Apresentação

Leia mais

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE INFRAÇÃO

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE INFRAÇÃO O veículo estacionado, afastado da guia da calçada (meio fio) a mais de um metro, faz do seu condutor um infrator cuja punição será: 1 retenção do veículo e multa, infração média. 2 apreensão do veículo

Leia mais

Interseções. Lastran/Ufrgs

Interseções. Lastran/Ufrgs Interseções Lastran/Ufrgs 1 Noções Gerais Interseção é o local onde 2 ou mais vias se interceptam. Local de grande número de acidentes: 53% dos acidentes em vias rurais; 78% dos acidentes em vias urbanas;

Leia mais

NOVA PAULISTA - UMA QUEBRA DE PARADIGMAS NO TRATAMENTO DAS TRAVESSIAS DE PEDESTRES.

NOVA PAULISTA - UMA QUEBRA DE PARADIGMAS NO TRATAMENTO DAS TRAVESSIAS DE PEDESTRES. NOVA PAULISTA - UMA QUEBRA DE PARADIGMAS NO TRATAMENTO DAS TRAVESSIAS DE PEDESTRES. Wlamir Lopes da Costa; Marcelo Espel; Lili Lucia Bornsztein; Ager Pereira Gomes. CET - Companhia de Engenharia de Tráfego

Leia mais

Proposta de portaria para regulamentar o controle de acesso ao Campus João Pessoa

Proposta de portaria para regulamentar o controle de acesso ao Campus João Pessoa Proposta de portaria para regulamentar o controle de acesso ao Campus João Pessoa Estabelece normas e procedimentos para o controle do acesso de pessoas e de veículos às instalações do IFPB Campus João

Leia mais

ESCOLA DE CONDUÇÃO INVICTA Resumo das principais regras rodoviárias alteradas pela Proposta de Lei n.º 131/XII

ESCOLA DE CONDUÇÃO INVICTA Resumo das principais regras rodoviárias alteradas pela Proposta de Lei n.º 131/XII 1. Foi criado o conceito de «Utilizadores vulneráveis»: Peões e velocípedes, em particular, crianças, idosos, grávidas, pessoas com mobilidade reduzida ou pessoas com deficiência. (artigo 1.º) Tendo em

Leia mais

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Introdução Este material surge como resultado do acompanhamento das apresentações do Plano de Mobilidade

Leia mais

7. PROGRAMAÇÃO DE SINALIZAÇÃO SEMAFÓRICA ISOLADA DE TEMPO FIXO

7. PROGRAMAÇÃO DE SINALIZAÇÃO SEMAFÓRICA ISOLADA DE TEMPO FIXO 7. PROGRAMAÇÃO DE SINALIZAÇÃO SEMAFÓRICA ISOLADA DE TEMPO FIXO 7.1 Etapas de programação A programação do semáforo deve ser elaborada de acordo com as etapas apresentadas a seguir. Vale lembrar que esta

Leia mais

Segurança do trânsito 9. Velocidade e distância de parada Fevereiro 2010

Segurança do trânsito 9. Velocidade e distância de parada Fevereiro 2010 9. Velocidade e distância de parada Aula Interdisciplinar Indicação: 6º ao 9º Ano do Ensino Fundamental Ilustração do Manual de Direção Defensiva do DENATRAN A velocidade é um dos maiores fatores de risco

Leia mais

Minirrotatória. Um projeto simples e eficiente para redução de acidentes

Minirrotatória. Um projeto simples e eficiente para redução de acidentes Minirrotatória Um projeto simples e eficiente para redução de acidentes Introdução A minirrotatória é um dispositivo de segurança utilizado em cruzamento não muito movimentado, para organizar a circulação

Leia mais

TRANSITO CUIDADO. Eliana Cristofolo MOTORISTA TENHA MUITA ATENÇÃO, AO DIRIGIR O SEU CARRÃO. PARE SEMPRE NA ESQUINA PARA VER SE VEM CARRO NÃO.

TRANSITO CUIDADO. Eliana Cristofolo MOTORISTA TENHA MUITA ATENÇÃO, AO DIRIGIR O SEU CARRÃO. PARE SEMPRE NA ESQUINA PARA VER SE VEM CARRO NÃO. CUIDADO NO TRANSITO MOTORISTA TENHA MUITA ATENÇÃO, AO DIRIGIR O SEU CARRÃO. PARE SEMPRE NA ESQUINA PARA VER SE VEM CARRO NÃO. AS CRIANÇAS DEVEM RESPEITAR PARA OS LADOS DEVEM OLHAR. SE NÃO VIER NENHUM AUTOMÓVEL

Leia mais

Interdição dos túneis do Joá e São Conrado para obras, domingo (21)

Interdição dos túneis do Joá e São Conrado para obras, domingo (21) Sexta-feira 38 22 Informações sobre o trânsito em tempo real no Twitter: www.twitter.com/operacoesrio BRT TransBrasil Interdição total da pista central da Av. Brasil, sentido Centro No domingo (21), às

Leia mais

Túnel do Joá será fechado, sentido São Conrado, na quinta (14/01) Avenida Brasil tem novo trecho em obras para obras do BRT TransBrasil

Túnel do Joá será fechado, sentido São Conrado, na quinta (14/01) Avenida Brasil tem novo trecho em obras para obras do BRT TransBrasil Quarta-Feira 37 23 Informações sobre o trânsito em tempo real no Twitter: www.twitter.com/operacoesrio Túnel do Joá será fechado, sentido São Conrado, na quinta (14/01) A CET-Rio informa que na próxima

Leia mais

CAPÍTULO V. Da Garagem e Estacionamento

CAPÍTULO V. Da Garagem e Estacionamento CAPÍTULO V Da Garagem e Estacionamento Art 37. Cada unidade autônoma tem direito a uma vaga de estacionamento, perfazendo um total de 967 (novecentos e sessenta e sete) vagas, distribuídas de acordo com

Leia mais

Como se prevenir Procure usar um carro que não chame a atenção. Mantenha os vidros fechados e as portas travadas por dentro. parar, alin seu retrov

Como se prevenir Procure usar um carro que não chame a atenção. Mantenha os vidros fechados e as portas travadas por dentro. parar, alin seu retrov Como se prevenir Procure usar um carro que não chame a atenção. Mantenha os vidros fechados e as portas travadas por dentro. Não dê carona a desconhecidos. Evite transportar objetos de valor quando estiver

Leia mais

3. Os pedestres e o trânsito

3. Os pedestres e o trânsito 3. Os pedestres e o trânsito Aula Interdisciplinar Indicação: 6º ao 9º Ano do Ensino Fundamental A cada ano, no país, mais de 13.000 pedestres morrem vítimas do trânsito e mais de 60.000 são feridos. Por

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Leia o texto a seguir para responder às questões de 01 a 07. QUESTÃO 06

LÍNGUA PORTUGUESA. Leia o texto a seguir para responder às questões de 01 a 07. QUESTÃO 06 UFG/CS CMTC - 2010 LÍNGUA PORTUGUESA Leia o texto a seguir para responder às questões de 01 a 07. País cumpre só 1/3 das metas para a educação Relatório feito sob encomenda para o Ministério da Educação

Leia mais

A Câmara Municipal de São José dos Pinhais, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei:

A Câmara Municipal de São José dos Pinhais, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1.714, DE 25 DE ABRIL DE 2011 Institui o Sistema de Estacionamento Rotativo pago, nas vias e logradouros públicos denominado Zona Azul São José dos Pinhais. A Câmara Municipal de São José dos Pinhais,

Leia mais

MANUAL DOS PAIS UM PROJETO DESTINADO ÀS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

MANUAL DOS PAIS UM PROJETO DESTINADO ÀS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 UM PROJETO DESTINADO ÀS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL É hora de promover a segurança e a harmonia no trânsito. E os pais podem dar o exemplo. No Brasil, o índice

Leia mais

No meio urbano o desenvolvimento econômico passa pela relação entre os indivíduos, as edificações e os meios de deslocamento.

No meio urbano o desenvolvimento econômico passa pela relação entre os indivíduos, as edificações e os meios de deslocamento. No meio urbano o desenvolvimento econômico passa pela relação entre os indivíduos, as edificações e os meios de deslocamento. Pólos Geradores de Tráfego As cidades brasileiras vivem um momento de mudança

Leia mais

SP 28/07/78 NT 017/78. Controlador de Semáforos Atuado pelo Tráfego. Eng.º José Antonio Telles Guerra. Introdução

SP 28/07/78 NT 017/78. Controlador de Semáforos Atuado pelo Tráfego. Eng.º José Antonio Telles Guerra. Introdução SP 28/07/78 NT 017/78 Controlador de Semáforos Atuado pelo Tráfego Eng.º José Antonio Telles Guerra Introdução A CET através da Divisão de Sistemas de Controle vem desenvolvendo em convênio com a Empresa

Leia mais

Engenharia de segurança viária salva vidas! Brenda Medeiros Coordenadora de Projetos de Transporte

Engenharia de segurança viária salva vidas! Brenda Medeiros Coordenadora de Projetos de Transporte Engenharia de segurança viária salva vidas! Brenda Medeiros Coordenadora de Projetos de Transporte IMPORTÂNCIA DA ESCOLHA MODAL PARA A SEGURANÇA VIÁRIA Source: ANTP Tendência no Brasil 65 TI 35 TC Divisão

Leia mais

SP 09/95 NT 193/95. Subsídios para Legislação de Trânsito sobre Veículos de Emergência. Arqº Luis Fernando C. Figueiredo. 1.

SP 09/95 NT 193/95. Subsídios para Legislação de Trânsito sobre Veículos de Emergência. Arqº Luis Fernando C. Figueiredo. 1. SP 09/95 NT 193/95 Subsídios para Legislação de Trânsito sobre Veículos de Emergência Arqº Luis Fernando C. Figueiredo 1. Introdução Apresentam-se neste artigo as disposições referentes aos veículos policiais,

Leia mais

I Fórum Nacional sobre Travessia Acessível

I Fórum Nacional sobre Travessia Acessível I Fórum Nacional sobre Travessia Acessível dias 5, 6 e 7 de novembro de 2007 Centro Cultural Banco do Brasil Rua da Quitanda,18-3 o andar São Paulo - SP DEFINIÇÃO Lombofaixas: É uma lombada mais larga

Leia mais

Segurança do trânsito 8. A sinalização rodoviária Fevereiro 2010. 8. A sinalização

Segurança do trânsito 8. A sinalização rodoviária Fevereiro 2010. 8. A sinalização 8. A sinalização Aula Interdisciplinar Indicação: 6º ao 9º Ano do Ensino Fundamental Ilustração do Manual de Direção Defensiva do DENATRAN Através da sinalização, os responsáveis pelo trânsito transmitem

Leia mais

O PAPEL DA PROVA NA AFERIÇÃO DO RESPONSÁVEL POR ACIDENTE DE TRÂNSITO

O PAPEL DA PROVA NA AFERIÇÃO DO RESPONSÁVEL POR ACIDENTE DE TRÂNSITO O PAPEL DA PROVA NA AFERIÇÃO DO RESPONSÁVEL POR ACIDENTE DE TRÂNSITO Por Fernando Oliva Palma 1) Introdução Os acidentes de trânsito, hoje em dia, constituem um dos principais motivos do elevado número

Leia mais

MORADORES DO ASFALTO TÊM VISÃO PRECONCEITUOSA EM RELAÇÃO A FAVELAS

MORADORES DO ASFALTO TÊM VISÃO PRECONCEITUOSA EM RELAÇÃO A FAVELAS CONHECIMENTOS GERAIS de 01 a 20 Leia atentamente o texto a seguir para responder às questões de 01 a 15. TEXTO: MORADORES DO ASFALTO TÊM VISÃO PRECONCEITUOSA EM RELAÇÃO A FAVELAS 5 10 15 20 25 30 Pesquisa

Leia mais

Atropelamentos. Não seja mais uma vítima! Gestão Ambiental da nova BR-135

Atropelamentos. Não seja mais uma vítima! Gestão Ambiental da nova BR-135 Atropelamentos Não seja mais uma vítima! Gestão Ambiental da nova BR-135 2 Atropelamentos 3 Cartilha de Educação Ambiental Tema: Atropelamentos Ano II, número 1, III trimestre de 2011 Redação, Diagramação

Leia mais

COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO Certificação de Competências

COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO Certificação de Competências COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO Certificação de Competências CARGO TÉCNICO DE SINALIZAÇÃO DE TRÂNSITO Área de Concentração: Sinalização Semafórica 1. Na condução de veículos da frota da CET/DSV, em

Leia mais

Tabela de Codificação de Multas

Tabela de Codificação de Multas AMPARO CÓDIGO DA DESCRIÇÃO DA INFRAÇÃO INFRAÇÃO 501-0 502-9 Tabela de Codificação de Multas PORTARIA Nº 01/98, DE 05 DE FEVEREIRO DE 1998 Anexo IV da Portaria Nº 1/98 Dirigir veículo sem possuir Carteira

Leia mais

TESTE DE TEORIA DE CONDUÇ Ã O

TESTE DE TEORIA DE CONDUÇ Ã O DIRECÇ Ã O DOS SERVIÇ OS PARA OS ASSUNTOS DE TRÁ FEGO TESTE DE TEORIA DE CONDUÇ Ã O Fascículo I Sinais de Trânsito ADVERTÊNCIA Encontram-se publicadas, nestes 5 fascículos, todas as perguntas, e repectivas

Leia mais

Restrição de transporte de cargas em áreas urbanas. Estudo de caso: avenida Morangueira

Restrição de transporte de cargas em áreas urbanas. Estudo de caso: avenida Morangueira PLANEJAMENTO E GESTÃO DO TRÂNSITO AN P Restrição de transporte de cargas em áreas urbanas. Estudo de caso: avenida William Cestari Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Urbana da Universidade

Leia mais

semana nacional do trânsito educando nossos condutores e pedestres, visto que o trânsito da cidade é precário.

semana nacional do trânsito educando nossos condutores e pedestres, visto que o trânsito da cidade é precário. SEJA VOCÊ A MUDANÇA NO TRÂNSITO PROJETO: Leticia Garroni Felix Martins Justificativa: O projeto está na sua 3 edição e foi criado para apoiar a semana nacional do trânsito educando nossos condutores e

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. Onofre Santo Agostini)

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. Onofre Santo Agostini) PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. Onofre Santo Agostini) O CONGRESSO NACIONAL decreta: Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para

Leia mais

Plano de ações para segurança no corredor ferroviário

Plano de ações para segurança no corredor ferroviário Plano de ações para segurança no corredor ferroviário Fase 3 Elaboração das propostas Etapa 3.1, 3.2 e 3.4 Concepção, análise e detalhamento das propostas Página 1 de 10 Sumário 2.5. Plano de ações para

Leia mais

GUIA DE SEGURANÇA PARA CICLISTAS

GUIA DE SEGURANÇA PARA CICLISTAS GUIA DE SEGURANÇA PARA CICLISTAS Começar a pedalar é uma ó ma opção para quem se preocupa com o meio ambiente e com a sua própria saúde. Mas, antes das primeiras pedaladas, é preciso seguir alguns passos

Leia mais

Graduada de Ciência Sociais; Rua General Jardim, 522 CEP 01223-010 Vila Buarque São Paulo/SP; (11) 3123-7800 www.fespsp.org.br 4

Graduada de Ciência Sociais; Rua General Jardim, 522 CEP 01223-010 Vila Buarque São Paulo/SP; (11) 3123-7800 www.fespsp.org.br 4 TÍTULO: Ensaio acadêmico de aplicação do método PES - Planejamento Estratégico Situacional, na estratégia de formulação de uma de política de segurança viária AUTORES: Danielle Penha 1 ; Marinalva da Silva

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014

PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014 PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014 CARGO E UNIDADES: Técnico Operacional - Motorista (Natal) Atenção: NÃO ABRA este caderno antes do início da prova. Tempo total para resolução desta prova: 3 (três) horas.

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DA ÁREA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DA ÁREA CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DA ÁREA 1 - Nas vias urbanas em que não há sinalização regulamentadora, a velocidade máxima permitida é de: a) 30 km/h para ônibus e microônibus. b) 60 km/h quando se trata de

Leia mais

SP 06/04/79 NT 036/79. Educação Para o Trânsito. Profº. Paulo Roberto Amaral Barbosa

SP 06/04/79 NT 036/79. Educação Para o Trânsito. Profº. Paulo Roberto Amaral Barbosa SP 06/04/79 NT 036/79 Educação Para o Trânsito. Profº. Paulo Roberto Amaral Barbosa É possível garantir maior fluidez ao trânsito através de um trabalho de engenharia de tráfego. Muito embora a engenharia

Leia mais

CTCCT / SESMT ORDEM DE SERVIÇO Nº 02 DIREÇÃO SEGURA / MOTORISTAS

CTCCT / SESMT ORDEM DE SERVIÇO Nº 02 DIREÇÃO SEGURA / MOTORISTAS CTCCT / SESMT ORDEM DE SERVIÇO Nº 02 DIREÇÃO SEGURA / MOTORISTAS A ORDEM DE SERVIÇO Nº 02 - DIREÇÃO SEGURA / MOTORISTAS, É DESTINADA AOS SRS. CONDUTORES (MOTORISTAS) DE VEÍCULOS LEVES E PESADOS DO DEMLURB.

Leia mais

1º TRIATLO DA FLORESTA (Integrado na Expo Mortágua)

1º TRIATLO DA FLORESTA (Integrado na Expo Mortágua) REGULAMENTO DA PROVA 1º TRIATLO DA FLORESTA (Integrado na Expo Mortágua) APRESENTAÇÃO A ABAADV Associação Beira Aguieira de Apoio ao Deficiente Visual, propõe-se realizar uma prova desportiva a que deu

Leia mais

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Introdução A proposta de Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes

Leia mais

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR LESTE GOVERNO. DECRETO LEI N.º 8/2003, de 18 de Junho 2003 REGULAMENTO DE ATRIBUI ÇÃO E USO DOS VEÍCULOS DO ESTADO

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR LESTE GOVERNO. DECRETO LEI N.º 8/2003, de 18 de Junho 2003 REGULAMENTO DE ATRIBUI ÇÃO E USO DOS VEÍCULOS DO ESTADO REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR LESTE GOVERNO DECRETO LEI N.º 8/2003, de 18 de Junho 2003 REGULAMENTO DE ATRIBUI ÇÃO E USO DOS VEÍCULOS DO ESTADO O Governo decreta, nos termos da alínea d) do artigo 116.º

Leia mais

PRIMEIRA SEMANA MUNDIAL DAS NAÇÕES UNIDAS DE SEGURANÇA VIÁRIA 23 a 29 de abril de 2007. Mensagens chave

PRIMEIRA SEMANA MUNDIAL DAS NAÇÕES UNIDAS DE SEGURANÇA VIÁRIA 23 a 29 de abril de 2007. Mensagens chave PRIMEIRA SEMANA MUNDIAL DAS NAÇÕES UNIDAS DE SEGURANÇA VIÁRIA 23 a 29 de abril de 2007 (Documento da OMS traduzido e adaptado pela Coordenação de Doenças e Agravos Não Transmissíveis/Departamento de Análise

Leia mais

LEI Nº 3.743, de 30 de novembro de 2012

LEI Nº 3.743, de 30 de novembro de 2012 LEI Nº 3.743, de 30 de novembro de 2012 EMENTA: Institui o Sistema de Estacionamento Rotativo Pago nas vias e logradouros públicos ora denominados ZONA AZUL no âmbito deste Município da Vitória de Santo

Leia mais

SINALIZAÇÃO HORIZONTAL. Profa. Mariana de Paiva

SINALIZAÇÃO HORIZONTAL. Profa. Mariana de Paiva SINALIZAÇÃO HORIZONTAL Profa. Mariana de Paiva 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DE TRÁFEGO 3.2 SINALIZAÇÃO CLASSIFICAÇÃO Sinalização Vertical Sinalização Horizontal Sinais Luminosos Dispositivos de Sinalização

Leia mais

para todos. BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta tem espaço para todos #respeiteabicicleta Apoio:

para todos. BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta tem espaço para todos #respeiteabicicleta Apoio: BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta BH tem espaço para todos. BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta Apoio: Índice Quando você estiver pedalando. 04 Quando você estiver dirigindo. 10 Algumas

Leia mais

MOTORISTA CONHECIMENTOS GERAIS

MOTORISTA CONHECIMENTOS GERAIS MOTORISTA CONHECIMENTOS GERAIS PORTUGUES 1. Leia o texto e observe com atenção os espaços em branco: relação do homem com ele mesmo, com os outros e com natureza precisa ser construída como território

Leia mais

Concurso de Motorista - 2014

Concurso de Motorista - 2014 PORTUGUÊS MATEMÁTICA 01 QUESTÃO Analise as alternativas abaixo e assinale a alternativa correta na divisão silábica. A ( ) par aná; sá-ba-do. B ( ) ó cu-los; sa-la-da. C ( ) ci-garro; ca-na. D ( ) Todas

Leia mais

A CRIANÇA E O AMBIENTE RODOVIÁRIO

A CRIANÇA E O AMBIENTE RODOVIÁRIO A educação rodoviária deve começar o mais cedo possível. Ensine, com antecedência, as normas básicas de segurança rodoviária ao seu filho. Para ele, os pais constituem referências e modelos que procura

Leia mais

VEÍCULO DE MONITORAMENTO UTILIZADO COMO INSTRUMENTO DE SEGURANÇA E APOIO NA FISCALIZAÇÃO DE TRÂNSITO, TRANSPORTE E BLITZ NA CIDADE DE CAMPINAS.

VEÍCULO DE MONITORAMENTO UTILIZADO COMO INSTRUMENTO DE SEGURANÇA E APOIO NA FISCALIZAÇÃO DE TRÂNSITO, TRANSPORTE E BLITZ NA CIDADE DE CAMPINAS. VEÍCULO DE MONITORAMENTO UTILIZADO COMO INSTRUMENTO DE SEGURANÇA E APOIO NA FISCALIZAÇÃO DE TRÂNSITO, TRANSPORTE E BLITZ NA CIDADE DE CAMPINAS. Marcio Alexandre Ribeiro Gerência de Controle de Infrações

Leia mais

Lei complementar Nº122, de 14 de Março de 2005 Autoria vereadores Jair Gomes de Toledo e Marilda Prado Yamamoto

Lei complementar Nº122, de 14 de Março de 2005 Autoria vereadores Jair Gomes de Toledo e Marilda Prado Yamamoto Lei complementar Nº122, de 14 de Março de 2005 Autoria vereadores Jair Gomes de Toledo e Marilda Prado Yamamoto Dispõe sobre a regulamentação de posicionamento de caçambas usadas na remoção de entulhos,

Leia mais

ORIENTADORES DE TRÂNSITO PROJETO OPERAÇÃO DE TRÁFEGO

ORIENTADORES DE TRÂNSITO PROJETO OPERAÇÃO DE TRÁFEGO Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) ORIENTADORES DE TRÂNSITO PROJETO OPERAÇÃO DE TRÁFEGO Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano do Recife (SEMOC) Implantação 11 de dezembro,

Leia mais

1. O QUE É O ISPS - CODE 2. OBJETIVO 4. LOCAIS DE ACESSO

1. O QUE É O ISPS - CODE 2. OBJETIVO 4. LOCAIS DE ACESSO 1. O QUE É O ISPS - CODE Trata-se de uma nova estrutura de normas internacionais, elaboradas pela Organização Marítima Internacional (IMO), pertencente à Organização das Nações Unidas (ONU) e aprovada

Leia mais

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE - SINALIZAÇÃO

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE - SINALIZAÇÃO A placa A-1a informa ao motorista a existência de: 1 curva à esquerda. 2 pista sinuosa à esquerda. 3 curva acentuada à esquerda. 4 curva acentuada em "S" à esquerda. A placa A-1b informa ao motorista a

Leia mais

LEI MUNICIPAL COMPLEMENTAR Nº 003/2007

LEI MUNICIPAL COMPLEMENTAR Nº 003/2007 LEI MUNICIPAL COMPLEMENTAR Nº 003/2007 DISPÕE SOBRE O PLANO VIÁRIO DO MUNICÍPIO DE GOIOERÊ EM CONFORMIDADE COM A LEI MUNICIPAL COMPLEMENTAR Nº 001/2007 LEI DO PLANO DIRETOR, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A

Leia mais

Direção Defensiva 1. Plano de Aula Teórica do Curso de Formação de Condutores

Direção Defensiva 1. Plano de Aula Teórica do Curso de Formação de Condutores Direção Defensiva 1 Compreender as principais causas de acidentes de trânsito. Identificar os principais envolvidos em acidentes de trânsito. Introdução Introdução. Estatísticas. Responsabilidade. sobre

Leia mais

XIV PRÊMIO DENATRAN DE EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO

XIV PRÊMIO DENATRAN DE EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO XIV PRÊMIO DENATRAN DE EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO PROJETO: TRÂNSITO RUMO CERTO NA EDUCAÇÃO 2015 2 SUMÁRIO Pg 1. Ficha de Inscrição...03 2. Objetivo do Trabalho...04 3. Justificativa...05 4. Metodologia...06

Leia mais

CAPÍTULO 08 SEMÁFOROS PARTE II

CAPÍTULO 08 SEMÁFOROS PARTE II CAPÍTULO 08 SEMÁFOROS PARTE II DIMENSIONAMENTO DE SEMÁFOROS ISOLADOS O bom desempenho do tráfego, em termos de fluidez e segurança, está diretamente relacionado com a regulagem dos semáforos existentes

Leia mais

Job 150904 Setembro / 2015

Job 150904 Setembro / 2015 Job 50904 Setembro / Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 6 anos ou mais de

Leia mais

Ciclistas e pedestres disputam espaço nas ciclovias de Porto Alegre

Ciclistas e pedestres disputam espaço nas ciclovias de Porto Alegre Menu Capa ZH Porto Alegre Convivência no trânsito Ciclistas e pedestres disputam espaço nas ciclovias de Porto Alegre Vias demarcadas pela cor vermelha são exclusivas para o deslocamento em bicicleta,

Leia mais