Simulado/2015 CNSG 1º Ano Ensino Médio BLOCO II. Língua Espanhola. 01 a a a a a a a 70

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Simulado/2015 CNSG 1º Ano Ensino Médio BLOCO II. Língua Espanhola. 01 a 10 11 a 20 21 a 30 31 a 40 41 a 50 51 a 60 61 a 70"

Transcrição

1 BLOCO II Língua Portuguesa Literatura Língua Inglesa Língua Espanhola Arte Álgebra Geometria 01 a a a a a a a 70 Série Data Horário Nº de Questões 1º Ano 06/03/ h30 às 18h30 70 INSTRUÇÕES: INSTRUÇÕES: Para a realização deste Simulado você está recebendo Maneira este correta caderno de contendo as questões do referido Bloco de preenchimento Disciplinas do com cartãoresposta: 5 alternativas Para a realização cada, onde deste somente Simulado uma você será a correta. está recebendo este caderno contendo as Confira questões se do este referido CADERNO Bloco de DE Disciplinas QUESTÕES contém a quantidade de questões com 5 alternativas especificadas cada, acima onde e somente se estão na ordem. Caso esteja incompleto uma será a peça correta. ao aplicador da sala substituí-lo. Verifique, Confira se no não CARTÃO-RESPOSTA, existem folhas faltando se os ou seus dados Maneira estão registrados errada de corretamente. rasuradas. Caso Caso possua, haja peça alguma ao fiscal divergência, preenchimento comunique-a do cartãoresposta: imediatamente para substituí-lo. ao aplicador da sala. Após a conferência, assine seu nome no espaço apropriado do seu CARTÃO-RESPOSTA. Após 60 (sessenta) minutos, você receberá um cartão-resposta. A correção A correção das provas será efetuada considerando exclusivamente as das provas será efetuada considerando exclusivamente as marcações marcações do CARTÃO-RESPOSTA. do CARTÃO-RESPOSTA. Não será permitida qualquer espécie de consulta, nem uso de Não será permitida qualquer espécie de consulta, nem uso de aparelho de comunicação, cálculo e/ou de registro de dados; aparelho de comunicação, cálculo e/ou de registro de dados; Ao sair da sala, não esqueça de assinar a folha de frequência; Ao sair da sala, não esqueça de assinar folha de frequência; Marque apenas uma alternativa para cada questão, utilizando caneta Marque apenas uma alternativa para cada questão, utilizando caneta esferográfica, tinta azul ou preta, escrita grossa. Não deixe questão esferográfica, tinta azul ou preta, escrita grossa. Não deixe questão sem resposta. sem resposta. Aluno(a): Aluno(a): Bloco II 1ª Etapa Pág. 1/15 Data: 06/03/2015

2 LÍNGUA PORTUGUESA Profª. Joseane Galeno 01. (Enem) Venho solicitar a clarividente atenção de Vossa Excelência para que seja conjurada uma calamidade que está prestes a desabar em cima da juventude feminina do Brasil. Refiro-me, senhor presidente, ao movimento entusiasta que está empolgando centenas de moças, atraindo-as para se transformarem em jogadoras de futebol, sem se levar em conta que a mulher não poderá praticar este esporte violento sem afetar, seriamente, o equilíbrio fisiológico das suas funções orgânicas, devido à natureza que dispôs a ser mãe. Ao que dizem os jornais, no Rio de Janeiro, já estão formados nada menos de dez quadros femininos. Em São Paulo e Belo Horizonte também já estão se constituindo outros. E, neste crescendo, dentro de um ano, é provável que em todo o Brasil estejam organizados uns 200 clubes femininos de futebol: ou seja: 200 núcleos destroçados da saúde de 2,2 mil futuras mães, que, além do mais, ficarão presas a uma mentalidade depressiva e propensa aos exibicionismos rudes e extravagantes. ditas famílias se fala é a dos Índios, e a portuguesa a vão os meninos aprender à escola. A identidade de uma nação está diretamente ligada à cultura de seu povo. O texto mostra que, no período colonial brasileiro, o Português, o Índio e o Negro formaram a base da população e que o patrimônio linguístico brasileiro é resultado da: a) Contribuição dos índios na escolarização dos brasileiros. b) Diferença entre as línguas dos colonizadores e as dos indígenas. c) Importância do padre Antônio vieira para a literatura de língua portuguesa. d) Origem das diferenças entre a língua portuguesa e as línguas tupi. e) Interação pacífica no uso da língua portuguesa e da língua tupi. 03. Observe os textos a seguir: Apague o cigarro, ou o cigarro apaga você. Quem sabe o que quer, quer saúde. Não fume. O trecho é parte de uma carta de um cidadão brasileiro, José Fuzeira, encaminhada, em abril de 1940, ao então presidente da República Getúlio Vargas. As opções linguísticas de Fuzeira mostram que seu texto foi elaborado em linguagem: a) Regional, adequada à troca de informações na situação apresentada. b) Jurídica, exigida pelo tema relacionado ao domínio do futebol. c) Coloquial, considerando-se que ele era um cidadão brasileiro comum. d) Culta, adequando-se ao seu interlocutor e à situação de comunicação. e) Informal, pressupondo o grau de escolaridade de seu interlocutor. 02. (Enem) Leia o texto. Quando os portugueses se instalaram no Brasil, o país era povoado de índios. Importaram, depois, da África, grande número de escravos. O Português, o Índio e o Negro constituem, durante o período colonial, as três bases da população brasileira. Mas no que se refere à cultura, a contribuição do Português foi de longe a mais notada. Durante muito tempo o português e o tupi viveram lado a lado como línguas de comunicação. Era o tupi que utilizavam os bandeirantes nas suas expedições. Em 1694, dizia o Padre Antônio Vieira que as famílias dos portugueses e índios de São Paulo estão tão ligadas hoje umas com as outras, que as mulheres e os filhos se criam mística e domesticamente, e a língua que nas Bom conselho Ouça um bom conselho Eu lhe dou de graça Inútil dormir que a dor não passa Espere sentado Ou você se cansa Está provado, quem espera nunca alcança Venha meu amigo Deixe esse regaço Brinque com meu fogo Venha se queimar Faça como eu digo Faça como eu faço Aja duas vezes antes de pensar Corro atrás do tempo Vim de não sei onde Devagar é que não se vai longe Eu semeio vento na minha cidade Vou pra rua e bebo a tempestade (Chico Buarque) Qual a função da linguagem predominante nos textos? a) Poética. b) Conativa. c) Emotiva. d) Referencial. e) Fática. Bloco II 1ª Etapa Pág. 2/15 Data: 06/03/2015

3 04. (Enem) Texto 1 O professor deve ser um guia seguro, muito senhor de sua língua; se outra for a orientação, vamos cair na língua brasileira, refúgio nefasto e confissão nojenta de ignorância do idioma pátrio, recurso vergonhoso de homens de cultura falsa e de falso patriotismo. Como havemos de querer que respeitem a nossa nacionalidade se somos os primeiros a descuidar daquilo que exprime e representa o idioma pátrio? Texto 2 (ALMEIDA, N. M.) Alguns leitores poderão achar que a linguagem desta Gramática se afasta do padrão estrito usual neste tipo de livro. Assim, o autor escreve tenho que reformular, e não tenho de reformular; pode-se colocar dois constituintes; e não podem-se colocar dois constituintes; e assim por diante. Isso foi feito de caso pensado, com a preocupação de aproximar a linguagem da gramática do padrão atual brasileiro presente nos textos técnicos e jornalísticos de nossa época. (REIS, N. Nota do editor. Perini, M. A.) Confrontando-se as opiniões defendidas nos dois textos, conclui-se que: a) Ambos os textos tratam da questão do uso da língua com o objetivo de criticar a linguagem do brasileiro. b) Os dois textos defendem a ideia de que o estudo da gramática deve ter o objetivo de ensinar as regras prescritivas da língua. c) A questão do português falado no Brasil é abordada nos dois textos, que procuram justificar como é correto e aceitável o uso coloquial do idioma. d) O primeiro texto enaltece o padrão estrito da língua, ao passo que o segundo defende que a linguagem jornalística deve criar suas próprias regras gramaticais. e) O primeiro texto prega a rigidez gramatical no uso da língua, enquanto o segundo defende uma adequação ao padrão atual brasileiro. 05. (Enem) Entre os seguintes ditos populares, qual deles melhor corresponde à figura? a) Com perseverança tudo se alcança. b) Cada macaco no seu galho. c) Nem tudo que balança cai. d) Quem tudo quer, tudo perde. e) Deus ajuda quem cedo madruga. 06. Leia estes versos, de Mário de Andrade: Ode ao burguês Eu insulto o burguês! O burguês-níquel, o burguês-burguês! A digestão bem-feita de São Paulo! O homem-curva! o homem-nádegas! O homem que sendo francês, brasileiro, italiano, é sempre um cauteloso pouco-a-pouco! Eu insulto as aristocracias cautelosas! Os barões lampiões! os condes Joões! os duques zurros! que vivem dentro de muros sem pulos; e gemem sangues de alguns mil-réis fracos para dizerem que as filhas da senhora falam o francês e tocam os "Printemps" com as unhas! Eu insulto o burguês-funesto! O indigesto feijão com toucinho, dono das tradições! Fora os que algarismam os amanhãs! Olha a vida dos nossos setembros! Fará Sol? Choverá? Arlequinal! Mas à chuva dos rosais o èxtase fará sempre Sol! (Poesias completas. São Paulo: Círculo do livro, 1982.) Nesse conhecido poema modernista, podemos perceber pelo menos duas funções. Assinale a alternativa correta: a) Referencial e fática. d) Poética e emotiva. b) Conativa e metalinguística. e) Emotiva e referencial. c) Poética e metalinguística. 07. (FUVEST-SP) Meu caro Mário, Estou te escrevendo rapidamente, se bem que haja muitíssima coisa que eu quero te falar (a respeito da Conferência, que acabei de ler agora). Vem-me uma vontade imensa de desabafar com você tudo o que ela me fez sentir. Mas é longo, não tenho o direito de tomar seu tempo e te chatear. Fernando Sabino. Bloco II 1ª Etapa Pág. 3/15 Data: 06/03/2015

4 Neste trecho de uma carta de Fernando Sabino a Mario de Andrade, o emprego de linguagem informal é bem evidente em: a) se bem que haja. b) que acabei de ler agora. c) vem-me uma vontade. d) tudo o que ela me fez sentir. e) tomar seu tempo e te chatear. 08. Leia. 10. Os vocábulos destacados em Na banca da feira da vinte e cinco, havia cupuaçu, bacuri, taperebá e outras frutas regionais., têm relação entre si por possuírem o mesmo campo semântico, isto é, todos são frutas inclusive típicas da Amazônia. Tais termos grifados, em relação à palavra fruta, são designados como: a) Hiperônimos. b) Sinônimos. c) Hipônimos. d) Polissêmicos. e) Homônimos LITERATURA Profª. Franci Cleide 11. (FUVEST) Indique a afirmação correta sobre o Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente: a) É intricada a estruturação de suas cenas, que surpreendem o público com o inesperado de cada situação. b) O moralismo vicentino localiza os vícios, não nas instituições, mas nos indivíduos que as fazem viciosas. c) É complexa a critica aos costumes da época, já que o autor é o primeiro a relativizar a distinção entre Bem e o Mal. d) A ênfase desta sátira recai sobre as personagens populares mais ridicularizadas e as mais severamente punidas. e) A sátira é aqui demolidora e indiscriminada, não fazendo referência a qualquer exemplo de valor positivo. Observamos na tirinha Mafalda, de Quino, que a palavra cultura adquiriu uma multiplicidade de sentidos. Essa multiplicidade de sentidos que uma mesma palavra pode apresentar, em diferentes contextos de uso, chama-se: a) Hiperonímia. d) Ambiguidade. b) Polissemia. e) Sinonímia. c) Hiponímia. 09. (Fuvest) - Assinale a única frase em que a ordem de colocação das palavras NÃO produz ambiguidade. a) Rossi pede ao STF processo por calúnia contra Motta. b) É só colocar as moedas, girar a manivela e ter a escova já com pasta embalada nas mãos. c) Casal procura filho sequestrado via internet. d) Câmara torna crime porte ilegal de armas. e) Regressou a Brasília depois de uma cirurgia cardíaca com cerimonial de chefe de Estado. 12. (FUVEST) Diabo, Companheiro do Diabo, Anjo, Fidalgo, Onzeneiro, Parvo, Sapateiro, Frade, Florença, Brígida Vaz, Judeu, Corregedor, Procurador, Enforcado e Quatro Cavaleiros são personagens do Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente. Analise as informações abaixo e selecione a alternativa incorreta cujas características não descrevam adequadamente a personagem. a) O Onzeneiro idolatra o dinheiro, é agiota e usurário; de tudo que juntara, nada leva para a morte, ou melhor, leva a bolsa vazia. b) O Frade representa o clero decadente e é subjugado por suas fraquezas: mulher e esporte; leva a amante e as armas de esgrima. c) O Diabo, capitão da barca do inferno, é quem apressa o embarque dos condenados; é dissimulado e irônico. d) O Anjo, capitão da barca do céu, é quem elogia a morte pela fé; é austero e inflexível. e) O Corregedor representa a justiça e luta pela aplicação integra e exata das leis; leva papéis e processos. Bloco II 1ª Etapa Pág. 4/15 Data: 06/03/2015

5 13. (PUC) Considerando a peça Auto da Barca do Inferno como um todo, indique a alternativa que melhor se adapta à proposta do teatro vicentino. a) Preso aos valores cristãos, Gil Vicente tem como objetivo alcançar a consciência do homem, lembrando-lhe que tem uma alma para salvar. b) As figuras do Anjo e do Diabo, apesar de alegóricas, não estabelecem a divisão maniqueísta do mundo entre o Bem e o Mal. c) As personagens comparecem nesta peça de Gil Vicente com o perfil que apresentavam na terra, porém apenas o Onzeneiro e o Parvo portam os instrumentos de sua culpa. d) Gil Vicente traça um quadro crítico da sociedade portuguesa da época, porém poupa, por questões ideológicas e políticas, a Igreja e a Nobreza. e) Entre as características próprias da dramaturgia de Gil Vicente, destaca-se o fato de ele seguir rigorosamente as normas do teatro clássico. 14. (Uniube-MG) Assinale a afirmativa CORRETA a respeito do Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente: a) O que mais se evidencia é o propósito de sátira social, de tal modo que a intenção religiosa vê-se sufocada ou pelo menos minimizada pelo gosto de sátira da própria sociedade. b) O elemento religioso oferece apenas um pretexto, um quadro exterior para a apresentação no palco de sátiras ou caricaturas profanas. c) A sátira social se liga de modo nítido ao objetivo de edificação espiritual, colocando-se a questão da salvação post mortem (após a morte), o que demostra que a intenção religiosa é ainda aqui dominante. d) As personagens são personificações alegóricas (tipos reais caricaturizados), o que evidencia o propósito de sátira social que, nesta peça, substitui o propósito de edificação espiritual. 15. (UFRS) Em relação ao Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente, considere as seguintes afirmações. 16. O autor do mais antigo documento da literatura portuguesa é: a) D. Dinis. d) Paio Soares de Taveirós. b) Fernão Lopes. e) Fernão Lopes. c) D. Afonso Henriques. 17. Uma das diferenças fundamentais entre as cantigas de amor e as de amigo é: a) A autoria. d) O caráter épico. b) O eu-lírico. e) O caráter dramático. c) A língua em que eram escritas. 18. (Mack-2005) Assinale a afirmativa CORRETA sobre o texto. Texto I Ondas do mar de Vigo, se vistes meu amigo! E ai Deus, se verrá cedo! Ondas do mar levado, se vistes meu amado! E ai Deus, se verrá cedo! Martim Codax Obs.: verrá = virá levado = agitado a) Nessa cantiga de amigo, o eu lírico masculino manifesta a Deus seu sofrimento amoroso. b) Nessa cantiga de amor, o eu lírico feminino dirige-se a Deus para lamentar a morte do ser amado. c) Nessa cantiga de amigo, o eu lírico masculino manifesta às ondas do mar sua angústia pela perda do amigo em trágico naufrágio. d) Nessa cantiga de amor, o eu lírico masculino dirige-se às ondas do mar para expressar sua solidão. e) Nessa cantiga de amigo, o eu lírico feminino dirige-se às ondas do mar para expressar sua ansiedade com relação à volta do amado. 19. A obra de Fernão Lopes tem um caráter: I. Trata-se de um grande painel que satiriza a sociedade portuguesa do seu tempo. II. III. Representa a transição da Idade Média para o Renascimento, guardando traços dos dois períodos. Sugere que o diabo, ao julgar justos e pecadores, tem poderes maiores que Deus. Quais estão corretas? a) Apenas I. b) Apenas I e II. c) Apenas I e III. d) Apenas II e III. e) I, II e III. a) Puramente científico, pelo tratamento documental da matéria histórica; b) Essencialmente estético pelo predomínio do elemento ficcional; c) Basicamente histórico, pela fidelidade à documentação e pela objetividade da linguagem científica; d) Histórico-literário, aproximando-se do moderno romance histórico, pela fusão do real com o imaginário. e) Histórico-literário, pela seriedade da pesquisa histórica, pelas qualidades do estilo e pelo tratamento literário, que reveste a narrativa histórica de um tom épico e compõe cenas de grande realismo plástico, além do domínio da técnica dramática de composição. Bloco II 1ª Etapa Pág. 5/15 Data: 06/03/2015

6 20. (FUVEST-SP) Caracteriza o teatro de Gil Vicente: 23. Choose the appropriate title for the text. a) A revolta contra o cristianismo. b) A obra escrita em prosa. c) A elaboração requintada dos quadros e cenários apresentados. d) A preocupação com o homem e com a religião. e) A busca de conceitos universais. a) International Diversity Shocking Culture. b) Increasing Global Barriers. c) Associating Multiculturalism in the Workplace. d) Bridging Cultural Differences. e) Reading about Language Difficulties. Text 2 LÍNGUA INGLESA Profª. Larrise Amorim Text 1 It s everywhere. Global markets, diversity in the workplace, multiculturalism. We hear and read daily about international trade issues, racial and ethnic tensions, or some other form of international or ethnic concern that affects us as individuals, consumers or professionals. We can find many similarities between cultures, but usually the differences are what may look like barriers to us. When this happens, we talk about communication gap, culture shock, language difficulties, and other labels we learned to associate with these matters. However, I suggest we think of cultures and languages as bridges rather than gaps, as gates and links rather than barriers. After all, diversity is here to stay (show me a place in the world where racial, ethnic or linguistic diversity is not increasing), and we need bridges and gates to let us cross over to worlds previously unknown. Adapted from intl-ethnic. com/isw/swcudif. htm. 21. After reading the text, we can say that a) People have to accept similarities between cultures. b) Culture diversity only happens in some places. c) Differences between cultures may keep people apart. d) Language diversity reduces racial problems. e) Social differences may explain people s daily work. 22. Which idea from the text is best illustrated by the picture? a) Culture shock. b) Communication gap. c) Ethnic tensions. d) Social barriers. e) Linking worlds. Adapted from http: //www.oskweb.co.uk/namorada/cultdiffer.htm 24. The people in the text are: a) Parents b) Close c) Rivals d) Colleagues e) Divorced. 25. According to the text, the couple. a) Don t worry about their differences anymore. b) Hardly ever admit working together. c) Always talk in Portuguese. d) Don t understand each other at all. e) Never experience new things. 26. The sentence one day I will understand all the slang he says and everything else means that Simone will definitely: a) Refuse to accept Mike s language and ideas. b) Speak to Mike about the relationship between English and Portuguese. c) Learn about Mike s everyday language and culture. d) Teach Mike all about her language and customs. e) Give less importance to Mike s language and attitudes. Bloco II 1ª Etapa Pág. 6/15 Data: 06/03/2015

7 27. Marque a alternativa cuja frase esteja no modo Imperativo: a) There is a good film on TV tonight. b) Help yourself with that chocolate bar. c) What is your brother like? d) You have to clean your bedroom. e) There isn1t a bad film tonight. 28. Marque a alternativa que completa corretamente a frase watch TV. There is a good film tonight : a) Not. d) Let s. b) Don t. e) Does. c) Do. 29. Marque a alternativa cuja frase esteja no modo Imperativo: a) Not turn on the radio. b) No, I don t need your help. c) Don t buy that newspaper. d) She doesn t sleep here. e) She is not sleep here. 30. Baseado no uso da forma do imperativo, marque e a alternativa incorreta: a) Don t talk to me! b) Stop the car! c) Don t walk on the grass! d) To drink water! e) To Don t the car! LÍNGUA ESPANHOLA Profª. Luciana CARTAS AL DIRECTOR Qué sentido tiene? El parque móvil ha experimentado una vertiginosa renovación, y por ende unos vehículos con unas mejoras considerables en cuanto a seguridad carrocerías, airbag, frenos ABS y también en cuanto a la mecánica, con unos motores mucho más potentes, capaces de alcanzar velocidades de vértigo, muy por encima de las permitidas en cualquiera de las carreteras europeas. Cabe entonces preguntarse: Qué sentido tiene fabricar un vehículo capaz de alcanzar velocidades de más de 200 kilómetros por hora cuando el límite de velocidad máximo permitido está establecido en 120 kilómetros por hora? Para cuándo la imposición a los fabricantes de limitación en la potencia de los motores? Por desgracia me temo que en este caso, como en el de muchos otros, seguirán prevaleciendo los intereses económicos a los de las vidas humanas. Sebastián Navarrete Molina Fuenlabrada, Madrid EL PAÍS, domingo, 5 de septiembre de Carreteras: estradas Percances: percalços Por ende: portantotratan: tentam Marque lo que corresponde a lo dicho por el autor: a) Los responsables de Tráfico no toman las medidas necesarias para evitar los percances. b) Los conductores no son afectados por las irregularidades cometidas. c) Hay mucho que hacer para mejorar la calidad de las carreteras. d) Los vehículos no ofrecen las medidas de protección que alardean. e) El dinero, al fin y al cabo, seguirá, como en muchos casos, dictando las normas de conducta. 32. El autor de la carta con respecto al futuro muestra una postura: a) Optimista. d) Pesimista. b) Resignada. e) Esperanzada. c) Equilibrada. 33. Una de las opciones abajo está vinculada a la pregunta que encabeza la carta: Según nos informa Tráfico buena parte de los accidentes que se producen en España son provocados por un exceso de velocidad. Los responsables de este organismo como no podría ser de otra forma tratan de tomar medidas encaminadas a reducir el número de personas fallecidas o accidentadas como consecuencia de estos percances. Estas medidas, al margen de la mejora de las carreteras en general, afectan siempre al conductor: endurecimiento de las multas, carné por puntos, mayor vigilancia, limitaciones de velocidad, etcétera, etcétera. a) Hay incoherencia entre la velocidad permitida y la que alcanzan los coches. b) Hay muchas muertes causadas por irresponsabilidad de los conductores. c) Las carreteras les permiten a los conductores desarrollar altas velocidades d) Los vehículos han adquirido muchos sistemas de seguridad. e) Tráfico intenta imponer límites a los conductores. Bloco II 1ª Etapa Pág. 7/15 Data: 06/03/2015

8 34. Considerando-se as saudações de despedida, qual das alternativas não completa corretamente a frase: Adiós, hasta. a) Luego. d) Siempre. b) Mañana. e) Chau. c) Pronto. 35. Observe o diálogo informal abaixo e marque a alternativa que completa de forma correta as lacunas. - Hola! - Hola! tal? - Bien. te llamas? - Yo me llamo Juan. Y? - Soy Pablo. De eres? Soy de Madrid, pero ahora vivo en Porto Alegre. a) Qué Cómo tú dónde. b) Que Como tú donde. c) Qué Cómo tu dónde. d) Que Cómo tu dónde. e) Qué Como tu dónde. 36. Leia o diálogo FORMAL a seguir: - Buenos días, señor director.? - Pase, Marta, cómo puedo ayudarla? - Tendría algunos minutos? -, dispongo de unos minutos. - Gracias, señor director. Qual das alternativas completa as lacunas corretamente? a) Permisso usted si. b) Permiso usted sí. c) Permiso tú si. d) Permisso usted sí. e) Permisso tú sí. 37. Susanita responde às perguntas de Mafalda dizendo que: a) Não fez as tarefas, nem se justificou. b) Não fez as tarefas, mas se justificou. c) Não respondeu às perguntas de Mafalda. d) Fez as tarefas e não se justificou. e) Fez as tarefas, porque é muito responsável. 38. No diálogo entre Mafalda e Susanita, elas se tratam: a) De tú. b) De usted. c) De vos. d) De gente. e) De vosotros. 39. Se Mafalda e Susanita se tratassem formalmente, a pergunta de Mafalda ficaria: a) Hice los deberes que nos pediste la maestra para mañana? b) Hizo los deberes que nos pediste la maestra para mañana? c) Hiciste los deberes que nos pediste la maestra para mañana? d) Hicisteis los deberes que nos pidió la maestra para mañana? e) Hizo los deberes que nos pidió la maestra para mañana? 40. La opción que presenta voseo es: a) Eres. b) Sos. c) Sois. d) Son. e) Erés. Bloco II 1ª Etapa Pág. 8/15 Data: 06/03/2015

9 ARTE Prof. João Carlos 41. A música pode ser definida como a combinação de sons ao longo do tempo. Cada produto final oriundo da infinidade de combinações possíveis será diferente dependendo da escolha das notas, de suas durações, dos instrumentos utilizados do estilo de música, da nacionalidade do compositor e do período em que as obras foram compostas. Das figuras que representam os grupos musicais em ação, pode-se concluir que o(s) grupo(s) mostrado(s) na(s) figura(s): a) 1 executa um gênero característico de música brasileira, conhecido como chorinho. b) 2 executa um gênero característico de música clássica, cujo compositor mais conhecido é Tom Jobim. c) 3 executa um gênero característico de música europeia, que tem como representantes Beethoven e Mozart. d) 4 executa um tipo de música caracterizada por instrumentos acústicos, cuja intensidade e nível de ruído permanecem na faixa dos 30 aos 40 decibéis. e) 1 a 4 apresentam um produto final bastante semelhante, uma vez que as possibilidades de combinações sonoras ao longo do tempo são limitadas. 42. O grafite contemporâneo, considerado em alguns momentos como uma arte marginal, tem sido comparado às pinturas murais de várias épocas e às escritas pré-históricas. Observando as imagens apresentadas, é possível reconhecer elementos comuns entre os tipos de pinturas murais, tais como: a) A preferência por tintas naturais, em razão de seu efeito estético. b) A inovação na técnica de pintura, rompendo com modelos estabelecidos. c) O registro do pensamento e das crenças das sociedades em várias épocas. d) A repetição dos temas e a restrição de uso pelas classes dominantes e) O uso exclusivista da arte para atender aos interesses da elite. 43. O folclore é o retrato da cultura de um povo. A dança popular e folclórica é uma forma de representar a cultura regional, pois retrata seus valores, crenças, trabalho e significados. Dançar a cultura de outras regiões é conhecê-la, é de alguma forma se apropriar dela, é enriquecer a própria cultura. (BREGOLATO, R. A. Cultura Corporal da Dança. São Paulo: Ícone, 2007.) As manifestações folclóricas perpetuam uma tradição cultural, é obra de um povo que a cria, recria e a perpetua. Sob essa abordagem deixa-se de identificar como dança folclórica brasileira. a) O Bumba-meu-boi, que é uma dança teatral onde personagens contam uma história envolvendo crítica social, morte e ressurreição. b) A Quadrilha das festas juninas, que associam festejos religiosos a celebrações de origens pagãs envolvendo as colheitas e a fogueira. c) O Congado, que é uma representação de um reinado africano onde se homenageia santos através de música, cantos e dança. d) O Balé, em que se utilizam músicos, bailarinos e vários outros profissionais para contar uma história em forma de espetáculo. e) O Carnaval, em que o samba derivado do batuque africano é utilizado com o objetivo de contar ou recriar uma história nos desfiles. Bloco II 1ª Etapa Pág. 9/15 Data: 06/03/2015

10 44. A linguagem utilizada pelos chineses há milhares de anos é repleta de símbolos, os ideogramas, que revelam parte da história desse povo. Os ideogramas primitivos são quase um desenho dos objetos representados. Naturalmente, esses desenhos alteraram-se com o tempo, como ilustra a seguinte evolução do ideograma, que significa cavalo e em que estão representados cabeça, cascos e cauda do animal. 47. Em Artes Visuais nos utilizamos de elementos visuais na produção de uma composição, mas na música a variância e ainda maior. São exemplos desses elementos que compõe o som: a) Forma, cor e design. b) Intensidade, timbre, volume. c) Vírgula, ponto e exclamação. d) Som, música, distorção. e) Tambores, ruídos, decibéis. a) b) Considerando o processo mencionado acima, escolha a sequencia que poderia representar a evolução do ideograma chinês para a palavra luta. 48. Um dos períodos mais fascinantes da história da humanidade é a Pré História... tudo que sabemos dos homens que viveram nesse período é resultado da pesquisa de antropólogos e historiadores, que reconstituíram a cultura do homem da Idade da Pedra a partir de objetos encontrados em várias partes do mundo, e de pinturas achadas no interior de muitas cavernas na Europa, Norte da África e Ásia. c) d) e) 45. Entre as esculturas do Paleolítico, nota-se o predomínio de figuras femininas e ausência de figuras masculinas. O fato de elas serem representadas com ancas largas e seios grandes levam os historiadores a supor a sua ligação: a) À valorização da sexualidade. b) À valorização do erotismo. c) À necessidade de sobrevivência. d) Ao culto da fertilidade. e) Ao padrão estético de beleza da época. 46. Assinale a única alternativa que NÃO apresenta uma técnica artística característica do período da Pré- História. a) Arte rupestre. b) Esculturas em baixo-relevo. c) Pinturas que mostram o cotidiano. d) Mãos em negativo. e) Utensílios em pedra e cerâmica. Pintura rupestre Caverna de Lascaux Vênus de Willendorf Analisando o texto e as imagens acima é correto afirmar: I. A representação escultórica das Vênus do Período Paleolítico buscava uma simbologia ligada ao culto de fertilidade feminina através da exageração das formas do corpo. II. III. IV. A principal característica dos desenhos da Idade da Pedra Lascada é o naturalismo, ou seja, a natureza representada conforme sua vista captava. As representações femininas do Paleolítico mostram a realidade estética das mulheres desse período. O homem da Pré-História buscava um caráter mítico na pintura de animais nas paredes das cavernas. V. O homem pré-histórico não era nômade e usava a representação pictórica como manifestação estética. a) Somente a alternativa I está correta. b) Somente a alternativa III está correta. c) As alternativas II, III e IV estão corretas. d) As alternativas I, II e III estão corretas. e) As alternativas I, II e IV estão corretas. Bloco II 1ª Etapa Pág. 10/15 Data: 06/03/2015

11 49. Hoje em dia as danças voltaram-se muito para o lado da sensualidade, sendo mais divulgadas e aceitas por todo o mundo. Nos países do Oriente Médio, a dança do ventre é muito difundida, e no Brasil, o funk e o samba. Além desses gêneros, o strip-tease tem tido grande repercussão, principalmente se unido à dança inglesa, mais conhecida popularmente como dança do cano. 52. Uma pesquisa realizada com 245 atletas, sobre as atividades praticadas nos seus treinamentos, constatou que 135 desses atletas praticam natação, 200 praticam corrida e 40 não utilizavam nenhuma das duas modalidades no seu treinamento. Então, o número de atletas que praticam natação e corrida é: Desses estilos, que consiste em ritmo brasileiro, tipicamente da Bahia: a) Street dance. b) Pole dance. c) Folk. d) Samba. e) Hip hop. a) 70. b) 95. c) 110. d) 125. e) Quadrilha, Reisado, Ratoeira, Samba, Fandango, Lundu, Catira e Carimbo são danças ligadas a quais manifestações? a) Contemporâneas. b) Rurais. c) Folclóricas. d) Profanas. e) Ecléticas. ÁLGEBRA Prof. Adailson 51. Em uma enquete, com 500 estudantes, sobre a preferência de cada um com três tipos diferentes de sucos (laranja, manga e acerola), chegou-se ao seguinte resultado: 300 estudantes gostam do suco de laranja; 200 gostam do suco de manga; 150 gostam do suco de acerola; 75 gostam dos sucos de laranja e acerola; 100 gostam dos sucos de laranja e manga; 10 gostam dos três sucos e 65 não gostam de nenhum dos três sucos. a) 40. b) 60. c) 120. d) 50. e) 100. O número de alunos que gosta dos sucos de manga e acerola é: 53. Um evento cultural ofereceu três atrações ao público: uma apresentação de dança, uma sessão de cinema e uma peça de teatro. O público total de participantes que assistiu a pelo menos uma das atrações foi de 200 pessoas. Sabe-se, também, que 115 pessoas compareceram ao cinema, 95 à dança e 90 ao teatro. Além disso, constatou-se que 40% dos que foram ao teatro não foram ao cinema, sendo que destes 25% foram apenas ao teatro. Outra informação levantada pela organização do evento foi que o público que assistiu a mais de uma atração é igual ao dobro dos que assistiram somente à apresentação de dança. Se apenas 2 pessoas compareceram a todas as atrações, então a quantidade de pessoas que assistiu a somente uma das atrações é: a) 102. b) 114. c) 98. d) 120. e) 152. Bloco II 1ª Etapa Pág. 11/15 Data: 06/03/2015

12 54. Uma pesquisa foi realizada com 200 pacientes em diversos consultórios médicos quanto ao uso dos seguintes aplicativos para celulares: A Informações sobre alimentação, B Registro de níveis de estresse físico e psicológico e C Controle do horário da medicação. Essa pesquisa revela que apenas 10% dos entrevistados não fazem uso de nenhum dos aplicativos; 30% dos entrevistados utilizam apenas o aplicativo A; 10 pacientes utilizam apenas o aplicativo a) 21. b) 30. c) 36. d) 48. e) 60. B; 1 4 dos pacientes utilizam apenas o aplicativo C e 36 pacientes fazem uso dos três aplicativos. Texto Adaptado: Revista Época, nº 795. Sabe-se que a quantidade de pacientes que utilizam apenas os aplicativos A e B, A e C e B e C é a mesma, portanto, o número de pacientes entrevistados que fazem uso de pelo menos dois desses aplicativos é: 56. Uma ONG Antidrogas realizou uma pesquisa sobre o uso de drogas em uma cidade com 200 mil habitantes adultos. Os resultados mostraram que 11% dos entrevistados que vivem na cidade pesquisada são dependentes de álcool, 9% são dependentes de tabaco, 5% são dependentes de cocaína, 4% são dependentes de álcool e tabaco, 3% são dependentes de tabaco e cocaína, 2% são dependentes de álcool e cocaína e 1% dependente das três drogas mencionadas na pesquisa. O número de habitantes que não usa nenhum tipo de droga mencionada na pesquisa é: a) b) c) d) e) Na figura, R é um retângulo, T é um triângulo e H é um hexágono. 57. Uma Instituição de Ensino Superior oferece os cursos A e B. Em seu processo seletivo o candidato pode optar por inscrever-se nos dois cursos ou apenas em um curso. Ao final, o número de inscrições por curso e o número total de candidatos inscritos pode ser observado no quadro que segue: Número de Inscrições no Curso A Número de Inscrições no Curso B Número total de candidatos inscritos a) H T b) T H Então, é CORRETO afirmar que a região destacada em cinza é dada por: R c) (R T ) (T H ) d) (R T ) a) 80. b) 168. c) 312. d) 480. e) 560. Com base nas informações acima e nas possibilidades de inscrições, pode se afirmar que o número de candidatos que optaram por inscrever-se somente no curso A foi: Bloco II 1ª Etapa Pág. 12/15 Data: 06/03/2015

13 58. Ao se aproximar a data de realização de certo concurso, uma escola que se dedica a preparar candidatos a cargos públicos deu três aulas de revisão intensiva para seus alunos. a) 165. b) 191. c) 204. d) 230. e) 345. Do total T de alunos, sabe-se que 80 compareceram à primeira aula, 85, à segunda e 65 compareceram à terceira aula de revisão. Dos alunos que assistiram à primeira aula, 36 não retornaram para as duas aulas seguintes, 15 retornaram apenas para a segunda e 20 compareceram às três aulas. Dos alunos que não estavam presentes na primeira aula, 30 compareceram à segunda e à terceira aulas. Com base nessas informações, se 1 do total de alunos 3 não compareceu às aulas de revisão, então o valor de T é: 60. Se x = 0, e y = 0, , então x + y é igual a: a) 1,01. b) 1,11. c) d) e) GEOMETRIA Prof. Thiago 61. Três homens, Luís, Carlos e Paulo, são casados com Lúcia, Patrícia e Maria, mas não sabemos quem é casado com quem. Eles trabalham com engenharia, advocacia e medicina, mas também não sabemos quem faz o quê. Entretanto é sabido que: I. O médico é casado com Maria. II. III. IV. Paulo é advogado. Patrícia não é casada com Paulo Carlos não é médico. Com base nas informações, pode-se afirmar que: 59. Segundo o matemático Leopold Kronecker ( ), Deus fez os números inteiros, o resto é trabalho do homem. Os conjuntos numéricos são, como afirma o matemático, uma das grandes invenções humanas. Assim, em relação aos elementos desses conjuntos, é correto afirmar que: a) O produto de dois números irracionais é sempre um número irracional. b) A soma de dois números irracionais é sempre um número irracional. c) Entre os números reais 3 e 4 existe apenas um número irracional. d) Entre dois números racionais distintos existe pelo menos um número racional. e) A diferença entre dois números inteiros negativos é sempre um número inteiro negativo. a) Carlos é engenheiro e é casado com Lúcia. b) Paulo não é advogado e é casado com Lúcia. c) Luís não é casado com Lúcia e é engenheiro. d) O advogado é o Luis que é casado com Patrícia. e) Paulo é advogado e não é casado com Patrícia. 62. Se todo marinheiro é republicano e nenhum republicano é ateu, é possível concluir corretamente, que: a) Nenhum republicano é marinheiro. b) Todo marinheiro é ateu. c) Todo ateu é republicano. d) Nenhum marinheiro é ateu. e) Todo republicano é marinheiro. 63. (ESAF-AFC) Uma professora de matemática faz as três seguintes afirmações: X > Q e Z < Y ; X > Y e Q > Y, se e somente se Y > Z ; R Q, se e somente se Y = X. Bloco II 1ª Etapa Pág. 13/15 Data: 06/03/2015

14 Sabendo-se que todas as afirmações da professora são verdadeiras, conclui-se corretamente que: a) X > Y > Q > Z. b) X > R > Y > Z. c) Z < Y < X < R. d) X > Q > Z > R. e) Q < X < Z < Y. 66. (CMF-CE) Considerando-se a figura abaixo, podemos concluir que a medida ( AB + BD ), em centímetros, é de: 64. A prefeitura de uma cidade fez uma campanha que permite trocar 4 garrafas de 1 litro vazias por uma garrafa de 1 litro cheia de leite. Até quantos litros de leite pode obter uma pessoa que possua 43 dessas garrafas vazias? a) 14 litros de leite ao todo. b) 15 litros de leite ao todo. c) 16 litros de leite ao todo. d) 17 litros de leite ao todo. e) 18 litros de leite ao todo. a) 8. b) 5. c) 19. d) 2 5 ) (. e) 5 2 ) (. 65. Na figura abaixo, temos dois triângulos equiláteros ABC e A'B'C' que possuem o mesmo baricentro, tais que AB A ' B ', AC A ' C ' e BC B ' C '. Se a medida dos lados de ABC é igual a 3 3 cm e a distância entre os lados paralelos mede 2 cm, então a medida das alturas de A'B'C' é igual a: A' A B B' 67. (Fuvest-SP) Um lateral L faz um lançamento para um atacante A, situado 32 m à sua frente em uma linha paralela à lateral do campo de futebol. A bola, entretanto, segue uma trajetória retilínea, mas não paralela à lateral e quando passa pela linha de meio do campo está a uma distância de 12 m da linha que une o lateral ao atacante. Sabendo-se que a linha do meio do campo está à mesma distância dos dois jogadores, a distância mínima que o atacante terá que percorrer para encontrar a trajetória da bola, será de: a) 11,5 cm. b) 10,5 cm. c) 9,5 cm. d) 8,5 cm. e) 7,5 cm. C C' a) 18,8 m. b) 19,2 m. c) 19,6 m. d) 20 m. e) 20,4 m. Bloco II 1ª Etapa Pág. 14/15 Data: 06/03/2015

15 68. (Udesc 2009) No paralelogramo ABCD, conforme mostra a figura, o segmento CE é a bissetriz do ângulo DCB. 70. (PUC- SP) Sendo: A = {x / x é quadrilátero} B = {x / x é quadrado} C = {x / x é retângulo} D = {x / x é losango} E = {x / x é trapézio} F = {x / x é paralelogramo} Então, vale a relação: a) 26. b) 16. c) 20. d) 22. e) 24. Sabendo que AE = 2 e AD = 5, então o valor do perímetro do paralelogramo ABCD é: a) A D E. b) A F D B. c) F D A. d) A F B C. e) B D A E. 69. (UFMG) Observe a figura: a) 2 ϴ. b) 5 Nessa figura, os segmentos AB e BC são perpendiculares, respectivamente, às retas r e s. Além disso, AP = PB, BQ = QC e a medida do ângulo PÔQ é ϴ. Considerando-se essas informações, é correto afirmar que a medida do ângulo interno AÔC do quadrilátero AOCB é: 2 ϴ. c) 3 ϴ. d) 3 ϴ. 2 Bloco II 1ª Etapa Pág. 15/15 Data: 06/03/2015

LÍNGUA PORTUGUESA BOM CONSELHO

LÍNGUA PORTUGUESA BOM CONSELHO LÍNGUA PORTUGUESA BOM CONSELHO Ouça um bom conselho Que eu lhe dou de graça Inútil dormir que a dor não passa Espere sentado Ou você se cansa Está provado, quem espera nunca alcança Venha, meu amigo, Deixe

Leia mais

AUTO DA BARCA DO INFERNO GIL VICENTE

AUTO DA BARCA DO INFERNO GIL VICENTE AUTO DA BARCA DO INFERNO GIL VICENTE Para se compreender o Auto da Barca do Inferno deve-se ter em mente que essa obra foi escrita em um período da história que corresponde à transição da Idade média

Leia mais

ARTE NA PRÉ-HISTÓRIA HISTÓRIA DA ARTE. Colégio Einstein. A evolução do conhecimento. Aluno (a): 9º ano: A [ ] B [ ] Professor: Lucas Salomão

ARTE NA PRÉ-HISTÓRIA HISTÓRIA DA ARTE. Colégio Einstein. A evolução do conhecimento. Aluno (a): 9º ano: A [ ] B [ ] Professor: Lucas Salomão HISTÓRIA DA ARTE Aluno (a): Professor: Lucas Salomão Data: / /2015 9º ano: A [ ] B [ ] ARTE NA PRÉ-HISTÓRIA Há milhares de anos os povos antigos já se manifestavam artisticamente. Embora ainda não conhecessem

Leia mais

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO Cargos: Auxiliar de Serviços Gerais, Coveiro, Vigia, Merendeira, Servente, Jardineiro, Gari e Piloto de Lancha

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO Cargos: Auxiliar de Serviços Gerais, Coveiro, Vigia, Merendeira, Servente, Jardineiro, Gari e Piloto de Lancha CONCURSO PÚBLICO - PREFEITURA MUNICIPAL DE JACAREACANGA PROVA OBJETIVA: 13 de maio de 2012 NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO Cargos: Auxiliar de Serviços Gerais, Coveiro, Vigia, Merendeira, Servente, Jardineiro,

Leia mais

História da Arte. Exercícios de Sala de Aula

História da Arte. Exercícios de Sala de Aula História da Arte Exercícios de Sala de Aula A arte é um conjunto de procedimentos que são utilizados para realizar obras, e no qual aplicamos nossos conhecimentos. Apresenta-se sob variadas formas como:

Leia mais

A Dança é a arte de mexer o corpo, através de uma cadência de movimentos e ritmos, criando uma harmonia própria. Não é somente através do som de uma

A Dança é a arte de mexer o corpo, através de uma cadência de movimentos e ritmos, criando uma harmonia própria. Não é somente através do som de uma Dança Desde 1982, no dia 29 de abril, comemora-se o dia internacional da dança, instituído pela UNESCO em homenagem ao criador do balé moderno, Jean- Georges Noverre. A Dança é a arte de mexer o corpo,

Leia mais

VERDADEIROS FALSOS CORRETA

VERDADEIROS FALSOS CORRETA Arte Pré-Histórica Questão 01 A religiosidade é um item de bastante relevância no estudo da arte na pré-história. Que alternativa abaixo marca CORRETAMENTE fatos que atestam esta realidade? a) ( ) As pinturas

Leia mais

DATAS COMEMORATIVAS. FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro

DATAS COMEMORATIVAS. FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro As festas juninas fazem parte da tradição católica, mas em muitos lugares essas festas perderam essa característica.

Leia mais

Guião E. 1.º MOMENTO Intervenientes e tempos

Guião E. 1.º MOMENTO Intervenientes e tempos Proposta de Guião para uma Prova Disciplina: Espanhol, Nível de Iniciação, 11.º ano (A2) Domínio de Referência: Viajes y Transportes Duração da prova: 15 a 20 minutos Guião E 1.º MOMENTO Intervenientes

Leia mais

INSTRUÇÕES NÃO AMASSE, NÃO DOBRE, NÃO SUJE, NÃO RASURE ESTE MATERIAL.

INSTRUÇÕES NÃO AMASSE, NÃO DOBRE, NÃO SUJE, NÃO RASURE ESTE MATERIAL. INSTRUÇÕES Para a realização destas provas, você recebeu este Caderno de Questões e duas Folhas de Respostas. NÃO AMASSE, NÃO DOBRE, NÃO SUJE, NÃO RASURE ESTE MATERIAL. 1. Caderno de Questões Verifique

Leia mais

Objetivas 2012. Qual dos números abaixo é o mais próximo de 0,7? A) 1/2 B) 2/3 C) 3/4 D) 4/5 E) 5/7 *

Objetivas 2012. Qual dos números abaixo é o mais próximo de 0,7? A) 1/2 B) 2/3 C) 3/4 D) 4/5 E) 5/7 * Objetivas 01 1 Qual dos números abaixo é o mais próximo de 0,7? A) 1/ B) /3 C) 3/4 D) 4/5 E) 5/7 * Considere três números, a, b e c. A média aritmética entre a e b é 17 e a média aritmética entre a, b

Leia mais

QUESTÕES. t = 7, o valor de t é o número: SIMULADO. Olá pessoal! Como vocês estão?

QUESTÕES. t = 7, o valor de t é o número: SIMULADO. Olá pessoal! Como vocês estão? Olá pessoal! Como vocês estão? Nesse artigo apresento a vocês um simulado com questões de Raciocínio Lógico, Matemática e Matemática Financeira. Para os candidatos aos cargos de Auditor e Analista Tributário

Leia mais

HISTÓRIA DA ARTE REVISÃO PARA O ENEM 2015. Profº Uriel Bezerra

HISTÓRIA DA ARTE REVISÃO PARA O ENEM 2015. Profº Uriel Bezerra HISTÓRIA DA ARTE REVISÃO PARA O ENEM 2015 Profº Uriel Bezerra QUESTÃO 91 (ENEM - 2009) Os melhores críticos da cultura brasileira trataram-na sempre no plural, isto é, enfatizando a coexistência no Brasil

Leia mais

Salvador da Bahia Leitura: atividades RESPOSTAS. A festa é do povo

Salvador da Bahia Leitura: atividades RESPOSTAS. A festa é do povo Salvador da Bahia Leitura: atividades RESPOSTAS A festa é do povo 1. 2. A) O casamento na roça faz parte dos festejos juninos e antigamente era considerado um sacramento, já que em muitos locais isolados

Leia mais

COLÉGIO MARISTA DE BRASÍLIA Educação Infantil e Ensino Fundamental Aluno(a): 8º Ano: Nº Professor(a): Data: / / Componente Curricular: HISTÓRIA

COLÉGIO MARISTA DE BRASÍLIA Educação Infantil e Ensino Fundamental Aluno(a): 8º Ano: Nº Professor(a): Data: / / Componente Curricular: HISTÓRIA COLÉGIO MARISTA DE BRASÍLIA Educação Infantil e Ensino Fundamental Aluno(a): 8º Ano: Nº Professor(a): Data: / / Componente Curricular: HISTÓRIA 2011/HIST8ANOEXE2-PARC-1ºTRI-I AVALIAÇÃO PARCIAL 1º TRIMESTRE

Leia mais

PROFESSOR: Daniel. ALUNO (a): Data da prova: 09/05/15

PROFESSOR: Daniel. ALUNO (a): Data da prova: 09/05/15 GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: Daniel DISCIPLINA: Literatura SÉRIE: 2 ano ALUNO (a): Data da prova: 09/05/15 No Anhanguera você é + Enem LISTA DE EXERCÍCIOS P1 2 BIMESTRE O Barroco - a arte que predominou

Leia mais

Arte da Pré-História

Arte da Pré-História ALUNO(A) Nº SÉRIE: 6º. Ano TURMA: DATA: / /2013 Profª Ana Lúcia Leal - DISCIPLINA: ARTE Ficha de Aula - III Trimestre Arte da Pré-História As primeiras expressões artísticas As mais antigas figuras feitas

Leia mais

Centro Educacional Juscelino Kubitschek

Centro Educacional Juscelino Kubitschek Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / / ENSINO: ( x ) Fundamental ( ) Médio SÉRIE: _5ª_ TURMA: TURNO: DISCIPLINA: HISTÓRIA PROFESSOR(A): Equipe de História Roteiro e Lista de recuperação

Leia mais

Composição de pequenas músicas a partir de outras já existentes e de versos; a partir de objetos, da voz, do corpo, do silêncio.

Composição de pequenas músicas a partir de outras já existentes e de versos; a partir de objetos, da voz, do corpo, do silêncio. MÚSICA A música é uma linguagem expressiva importante a ser incentivada desde os primeiros anos de vida. O trabalho com música na escola de Educação Infantil deve respeitar as diferenças regionais e suas

Leia mais

PROVA MULTIDISCIPLINAR I

PROVA MULTIDISCIPLINAR I COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II SEÇÃO TÉCNICA DE ENSINO PROVA MULTIDISCIPLINAR I Matemática, CFB, Filosofia, Arte 1º bimestre de 2014 2ª Chamada 6º ano Ensino Fundamental Aluno: Série: 6º ANO Turma: Data:

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE CONCURSO VESTIBULAR

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE CONCURSO VESTIBULAR PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE CONCURSO VESTIBULAR T E A T R O LEIA COM ATENÇÃO 01. Ao receber este caderno de prova verifique se contém 20 questões. Caso contrário, reclame ao fiscal da sala

Leia mais

1. Com base na leitura do texto, escreva Certo (C) ou Errado (E) para as afirmações a seguir.

1. Com base na leitura do texto, escreva Certo (C) ou Errado (E) para as afirmações a seguir. Salvador da Bahia Leitura: atividades A festa é do povo 1. Com base na leitura do texto, escreva Certo (C) ou Errado (E) para as afirmações a seguir. A) O casamento na roça faz parte dos festejos juninos

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO VESTIBULAR/2015

CONCURSO PÚBLICO VESTIBULAR/2015 ESCOLA DE GOVERNO PROFESSOR PAULO NEVES DE CARVALHO FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO Governo de Minas Gerais CONCURSO PÚBLICO VESTIBULAR/2015 2ª ETAPA Provas abertas: Matemática, História e Redação em Língua Portuguesa.

Leia mais

EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C

EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C CONTEÚDOS DO EXAME Líderes religiosos, Motivação e Liderança Convivência com o grupo; Amizade e sentido de grupo Os projetos Solidários; O que é um projeto? Olhares sobre

Leia mais

Português. Índice de aulas. Tipologias textuais

Português. Índice de aulas. Tipologias textuais Índice de aulas Tipologias textuais Texto narrativo em prosa Ação Personagens Narrador Espaço Tempo Modalidades do discurso A consequência dos semáforos, de António Lobo Antunes História sem palavras,

Leia mais

Conteúdo Programático Anual

Conteúdo Programático Anual INGLÊS 1º BIMESTRE 5ª série (6º ano) Capítulo 01 (Unit 1) What s your name? What; Is; My, you; This; Saudações e despedidas. Capítulo 2 (Unit 2) Who s that? Who; This, that; My, your, his, her; Is (afirmativo,

Leia mais

Processo Seletivo 2015-1 RV Vestibular de Acesso aos Cursos ENGENHARIA

Processo Seletivo 2015-1 RV Vestibular de Acesso aos Cursos ENGENHARIA Processo Seletivo 2015-1 RV Vestibular de Acesso aos Cursos ENGENHARIA LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES 1 - A duração da prova é de 3 horas, já incluído o tempo de preenchimento do cartão de respostas e

Leia mais

Família. Escola. Trabalho e vida econômica. Vida Comunitária e Religião

Família. Escola. Trabalho e vida econômica. Vida Comunitária e Religião Família Qual era a profissão dos seus pais? Como eles conciliavam trabalho e família? Como era a vida de vocês: muito apertada, mais ou menos, ou viviam com folga? Fale mais sobre isso. Seus pais estudaram

Leia mais

Lição 40: deve, não deve, não deveria

Lição 40: deve, não deve, não deveria Lesson 40: must, must not, should not Lição 40: deve, não deve, não deveria Reading (Leituras) You must answer all the questions. ( Você deve responder a todas as We must obey the law. ( Nós devemos obedecer

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURUÁ CONCURSO PÚBLICO. PROVA OBJETIVA: 22 de setembro de 2013 NÍVEL ALFABETIZADO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURUÁ CONCURSO PÚBLICO. PROVA OBJETIVA: 22 de setembro de 2013 NÍVEL ALFABETIZADO PREFEITURA MUNICIPAL DE CURUÁ CONCURSO PÚBLICO PROVA OBJETIVA: 22 de setembro de 2013 NÍVEL ALFABETIZADO CARGO: AGENTE DE LIMPEZAS PÚBLICAS, OPERADOR DE MÁQUINA, SERVENTE, VIGIA Nome do Candidato: Nº de

Leia mais

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro;

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro; EIXO TEMÁTICO: 1 TEXTO LITERÁRIO E NÃO LITERÁRIO 1) Analisar o texto em todas as suas dimensões: semântica, sintática, lexical e sonora. 1. Diferenciar o texto literário do não-literário. 2. Diferenciar

Leia mais

Prova Objetiva Prova de Redação

Prova Objetiva Prova de Redação CAp - FUNEMAC 2014 1ª série do Ensino Médio Prova Objetiva Prova de Redação 10/11/2013 Este caderno, com 20 páginas numeradas, contém 40 questões objetivas de Língua Portuguesa e de Matemática, além da

Leia mais

Guião A. Descrição das actividades

Guião A. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Ponto de Encontro Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO

Leia mais

Edital de Abertura do Concurso Público Prefeitura de Morro Agudo de Goiás - GO n o 01/2014 CARGO

Edital de Abertura do Concurso Público Prefeitura de Morro Agudo de Goiás - GO n o 01/2014 CARGO IBEG Instituto Brasileiro deeducação egestão Edital de Abertura do Concurso Público Prefeitura de Morro Agudo de Goiás - GO n o 01/2014 CARGO Operador de Máquinas Pesadas de Médio Porte, Trator de Pneus

Leia mais

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação I - Proposta de Redação INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação A proposta de redação do vestibular do ITA pode ser composta de textos verbais, não verbais (foto ou ilustração,

Leia mais

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO PREFEITURA MUNICIPAL DE ALENQUER CONCURSO PÚBLICO PROVA OBJETIVA: 09 de dezembro de 2012 NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO CARGOS: Agente de Manipulação de Alimentos Escolar, Agente de Segurança do Patrimônio

Leia mais

Processo Seletivo 2016-1 Vestibular de Acesso aos Cursos ENGENHARIA CADERNO: 1 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES AGENDA

Processo Seletivo 2016-1 Vestibular de Acesso aos Cursos ENGENHARIA CADERNO: 1 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES AGENDA ENGENHARIA Processo Seletivo 2016-1 Vestibular de Acesso aos Cursos LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES CADERNO: 1 AGENDA 1 - A duração da prova é de 3 (três) horas, já incluído o tempo de preenchimento do

Leia mais

Processo Seletivo 2016-1 Vestibular de Acesso aos Cursos ENGEMHARIA CADERNO: 2 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES AGENDA

Processo Seletivo 2016-1 Vestibular de Acesso aos Cursos ENGEMHARIA CADERNO: 2 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES AGENDA ENGEMHARIA Processo Seletivo 2016-1 Vestibular de Acesso aos Cursos LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES CADERNO: 2 AGENDA 1 - A duração da prova é de 3 (três) horas, já incluído o tempo de preenchimento do

Leia mais

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Professor: Claudia S. N. Vieira Disciplina: LPO Série: 1ª Tema da aula: O Trovadorismo Objetivo da aula: Trabalhar as principais características do estilo

Leia mais

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL SUGESTÃO DE CELEBRAÇÃO DE NATAL 2013 ADORAÇÃO Prelúdio HE 21 Dirigente: Naqueles dias, dispondo-se Maria, foi apressadamente à região montanhosa, a uma cidade de Judá, entrou na casa de Zacarias e saudou

Leia mais

Av. Moaci, 965 Moema São Paulo SP CEP: 04083-002 Tel. +55 (11) 2532-4813 www.geekie.com.br. Prezados colégios,

Av. Moaci, 965 Moema São Paulo SP CEP: 04083-002 Tel. +55 (11) 2532-4813 www.geekie.com.br. Prezados colégios, Prezados colégios, Buscando atender a demanda por GeekieTestes para o 1º e 2º anos do Ensino Médio, elaboramos nossa Matriz Geekie de Avaliação para 2014. Nela, buscamos contemplar os principais conteúdos

Leia mais

Teoria da Comunicação Funções da Linguagem

Teoria da Comunicação Funções da Linguagem Teoria da Comunicação Funções da Linguagem Professor Rafael Cardoso Ferreira O que é linguagem? A linguagem é o instrumento graças ao qual o homem modela seu pensamento, seus sentimentos, suas emoções,

Leia mais

4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS 1ª etapa Professoras Regentes: Alessandra / Ana Paula / Solange

4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS 1ª etapa Professoras Regentes: Alessandra / Ana Paula / Solange 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS 1ª etapa Professoras Regentes: Alessandra / Ana Paula / Solange LÍNGUA PORTUGUESA Leitura: Meu nome não é esse (Notícia); Pesquisa de opinião (entrevista); Aprofundamento

Leia mais

Versão 1. Identifica claramente, na folha de respostas, a versão do teste (1 ou 2) a que respondes.

Versão 1. Identifica claramente, na folha de respostas, a versão do teste (1 ou 2) a que respondes. Teste Intermédio de Matemática Versão 1 Teste Intermédio Matemática Versão 1 Duração do Teste: 90 minutos 11.05.2011 8.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro Identifica claramente,

Leia mais

QUESTÃO 16 (UNICAMP) Três planos de telefonia celular são apresentados na tabela abaixo:

QUESTÃO 16 (UNICAMP) Três planos de telefonia celular são apresentados na tabela abaixo: Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA A 1 ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 2015 Disciplina: MaTeMÁTiCa Prova: desafio nota: QUESTÃO 16 (UNICAMP) Três planos de telefonia celular

Leia mais

Lesson 17: Can, Cannot, Can...? Lição 17: Poder, Não Poder +?

Lesson 17: Can, Cannot, Can...? Lição 17: Poder, Não Poder +? Lesson 17: Can, Cannot, Can...? Lição 17: Poder, Não Poder +? Reading (Leituras) I can walk. (Eu posso andar.) He can write an email. (Ele pode escrever um e-mail.) You can dance. (Você pode dançar.) They

Leia mais

1. (Unesp 2003) Cinco cidades, A, B, C, D e E, são interligadas por rodovias, conforme mostra

1. (Unesp 2003) Cinco cidades, A, B, C, D e E, são interligadas por rodovias, conforme mostra GEOMETRIA PLANA: SEMELHANÇA DE TRIÂNGULOS 2 1. (Unesp 2003) Cinco cidades, A, B, C, D e E, são interligadas por rodovias, conforme mostra a figura. A rodovia AC tem 40km, a rodovia AB tem 50km, os ângulos

Leia mais

Nome: Turma: Unidade: 1º SIMULADO - 9º ANO LÓGICA, CONTEÚDO. 45 Questões Dia: 07 de Maio - quinta-feira EDUCANDO PARA SEMPRE

Nome: Turma: Unidade: 1º SIMULADO - 9º ANO LÓGICA, CONTEÚDO. 45 Questões Dia: 07 de Maio - quinta-feira EDUCANDO PARA SEMPRE Nome: 015 Turma: Unidade: 1º SIMULADO - 9º ANO LÓGICA, CONTEÚDO. 45 Questões Dia: 07 de Maio - quinta-feira EDUCANDO PARA SEMPRE Nome: Turma: Unidade: 3 5 1. A expressão 10 a) 5. 11 b) 5. c) 5 d) 30 5

Leia mais

QUESTÃO 04 QUESTÃO 05

QUESTÃO 04 QUESTÃO 05 QUESTÃO 01 Arte abstrata é uma arte: a) que tem a intenção de representar figuras geométricas. b) que não pretende representar figuras ou objetos como realmente são. c) sequencial, como, por exemplo, a

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE FRUTA DE LEITE / MG - EDITAL 12014

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE FRUTA DE LEITE / MG - EDITAL 12014 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE FRUTA DE LEITE / MG - EDITAL 12014 ESTE CADERNO DE PROVAS DESTINA-SE AOS CANDIDATOS AOS SEGUINTES CARGOS: Auxiliar de Serviços

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S. Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 3 EDUCAÇÃO INFANTIL

Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S. Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 3 EDUCAÇÃO INFANTIL Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 3 EDUCAÇÃO INFANTIL Prezado(a) aluno(a): Novo ano, novas expectativas, novos desejos, novos anseios e um novo caminho

Leia mais

Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM. Cabelos de axé: identidade e resistência Raul Lody. Editora SENAC

Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM. Cabelos de axé: identidade e resistência Raul Lody. Editora SENAC ÁFRICA Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM Ricamente ilustrada por fotos e desenhos, esta obra traça um painel detalhado da vida dos habitantes da África do Oeste: sua tradição oral, detalhes

Leia mais

Respostas: 02. 03. 01. 3º P34 M B 27/08/2008. Esta prova contém 10 questões.

Respostas: 02. 03. 01. 3º P34 M B 27/08/2008. Esta prova contém 10 questões. 3º P34 M B 27/08/2008 Esta prova contém 10 questões. INSTRUÇÕES: Verifique se sua prova está completa. Preencha corretamente todos os dados solicitados no cabeçalho. Resoluções e respostas somente a tinta,

Leia mais

É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR

É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR Introdução: Aqui nesse pequeno e-book nós vamos relacionar cinco super dicas que vão deixar você bem mais perto de realizar o seu sonho

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRASILÉIA AC CARDERNO DE PROVAS CONCURSO PÚBLICO 001/2015 PROVA PARA PROVIMENTO DO CARGO DE ASSESSOR JURIDICO TIPO DE PROVA 2

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRASILÉIA AC CARDERNO DE PROVAS CONCURSO PÚBLICO 001/2015 PROVA PARA PROVIMENTO DO CARGO DE ASSESSOR JURIDICO TIPO DE PROVA 2 PROVA PARA PROVIMENTO DO CARGO DE ASSESSOR JURIDICO TIPO DE PROVA 2 INSTRUÇÕES: Deixe sobre a carteira apenas o documento de identificação e a caneta esferográfica de tinta preta ou azul, de material transparente.

Leia mais

Áreas e Aplicações em Geometria

Áreas e Aplicações em Geometria 1. Introdução Áreas e Aplicações em Geometria Davi Lopes Olimpíada Brasileira de Matemática 18ª Semana Olímpica São José do Rio Preto, SP Nesse breve material, veremos uma rápida revisão sobre áreas das

Leia mais

Guião M. Descrição das actividades

Guião M. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Inovação Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO Guião M Intervenientes

Leia mais

CAp-UERJ Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira

CAp-UERJ Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira CAp-UERJ Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira INSTRUÇÕES Você está recebendo um caderno de prova com 12 (doze) folhas numeradas. As partes I e II contêm 16 (dezesseis) questões de Língua

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE FRUTA DE LEITE / MG - EDITAL 12014

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE FRUTA DE LEITE / MG - EDITAL 12014 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE FRUTA DE LEITE / MG - EDITAL 1014 ESTE CADERNO DE PROVAS DESTINA-SE AOS CANDIDATOS AOS SEGUINTES CARGOS: Agente Comunitário

Leia mais

RESPOSTAS AOS RECURSOS IMPRETADOS POR CANDIDATOS DO VESTIBULAR 2012

RESPOSTAS AOS RECURSOS IMPRETADOS POR CANDIDATOS DO VESTIBULAR 2012 RESPOSTAS AOS RECURSOS IMPRETADOS POR CANDIDATOS DO VESTIBULAR 2012 1º DIA Prova de Língua Portuguesa Questão 2 Na questão 2, o enunciado diz claramente que o que se está avaliando é o significado que

Leia mais

Processo Seletivo Salesiano

Processo Seletivo Salesiano COLÉGIO SALESIANO NOSSA SENHORA AUXILIADORA Processo Seletivo Salesiano Concurso de Bolsas de Estudos Nome do(a) aluno(a): Número de Inscrição: Série: 7º Ano Ensino Fundamental II ORIENTAÇÕES Ao receber

Leia mais

Agente de Vigilância Previdenciária Auxiliar de Serviços Gerais Motorista ITAPREVI. Nível Fundamental Completo 22.01.2012 - MANHÃ

Agente de Vigilância Previdenciária Auxiliar de Serviços Gerais Motorista ITAPREVI. Nível Fundamental Completo 22.01.2012 - MANHÃ Agente de Vigilância Previdenciária Auxiliar de Serviços Gerais Motorista ITAPREVI Nível Fundamental Completo 22.01.2012 - MANHÃ AG. DE VIGILÂNCIA PREVIDENCIÁRIA / AUX. DE SERVIÇOS GERAIS / MOTORISTA

Leia mais

24 junho a.c 1545-1563 1584 1627 1641 1769 1808 1950. Acontecimento 1641 Ano da proibição do uso de fogueiras e fogos de artifício.

24 junho a.c 1545-1563 1584 1627 1641 1769 1808 1950. Acontecimento 1641 Ano da proibição do uso de fogueiras e fogos de artifício. Salvador da Bahia Leitura: atividades RESPOSTAS Pula a fogueira, João! 1. 24 junho a.c 1545-1563 1584 1627 1641 1769 1808 1950 Data Acontecimento 1641 Ano da proibição do uso de fogueiras e fogos de artifício.

Leia mais

PROVA ESCRITA DE EDUCAÇÃO MUSICAL. PRIMEIRA PARTE - QUESTÕES DISCURSIVAS (70 pontos)

PROVA ESCRITA DE EDUCAÇÃO MUSICAL. PRIMEIRA PARTE - QUESTÕES DISCURSIVAS (70 pontos) COLÉGIO PEDRO II DIRETORIA GERAL SECRETARIA DE ENSINO CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSORES DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO = 2002 = PRIMEIRA PARTE - QUESTÕES DISCURSIVAS (70 pontos) 1) Escreva uma notação rítmica

Leia mais

SITE_INEP_PROVA BRASIL - SAEB_MT_9ºANO (OK)

SITE_INEP_PROVA BRASIL - SAEB_MT_9ºANO (OK) 000 IT_005267 A figura a seguir é uma representação da localização das principais cidades ao longo de uma estrada, onde está indicada por letras a posição dessas cidades e por números as temperaturas registradas

Leia mais

HUMANISMO 1434-1527. Gil Vicente

HUMANISMO 1434-1527. Gil Vicente HUMANISMO 1434-1527 Gil Vicente HUMANISMO É UMA ÉPOCA DE TRANSIÇÃO DA IDADE MÉDIA PARA O RENASCIMENTO. CONTEXTO HISTÓRICO (SEGUNDA METADE DO SÉCULO XIV) FEUDALISMO ENTRA EM DECLÍNIO CRESCIMENTO DO COMÉRCIO

Leia mais

COLÉGIO MILITAR DE BELO HORIZONTE CONCURSO DE ADMISSÃO 2008 / 2009 PROVA DE MATEMÁTICA 1º ANO DO ENSINO MÉDIO

COLÉGIO MILITAR DE BELO HORIZONTE CONCURSO DE ADMISSÃO 2008 / 2009 PROVA DE MATEMÁTICA 1º ANO DO ENSINO MÉDIO COLÉGIO MILITAR DE BELO HORIZONTE CONCURSO DE ADMISSÃO 2008 / 2009 PROVA DE MATEMÁTICA 1º ANO DO ENSINO MÉDIO CONFERÊNCIA: Chefe da Subcomissão de Matemática Chefe da CEI Dir Ens CPOR / CMBH PÁGINA 2 RESPONDA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COLÉGIO PEDRO II DIRETORIA-GERAL SECRETARIA DE ENSINO EXAME DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE CANDIDATOS PROVA DE MATEMÁTICA 2009

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COLÉGIO PEDRO II DIRETORIA-GERAL SECRETARIA DE ENSINO EXAME DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE CANDIDATOS PROVA DE MATEMÁTICA 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COLÉGIO PEDRO II DIRETORIA-GERAL SECRETARIA DE ENSINO EXAME DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE CANDIDATOS À MATRÍCULA NA 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO REGULAR DIURNO PROVA DE MATEMÁTICA 2009

Leia mais

Linguagem Visual e Intertextualidade

Linguagem Visual e Intertextualidade Aula n ọ 06 Linguagem Visual e Intertextualidade 01. (ENEM) De acordo com a história em quadrinhos protagonizada por Hagar e seu filho Hamlet, pode-se afirmar que a postura de Hagar a) valoriza a existência

Leia mais

Congada PROJETOS CULTURAIS. 3 0 a O - fu dame tal. Justificativa

Congada PROJETOS CULTURAIS. 3 0 a O - fu dame tal. Justificativa Congada 3 0 a - fu dame tal Justificativa J CL Brasil é um país com grande diversidade étnica e cultural. É preciso dar importância e valorizar a cultura dentro e fora da escola, criando manifestações

Leia mais

Neoclassicismo. Segundo a leitura acima analise os itens e marque uma ÚNICA alternativa:

Neoclassicismo. Segundo a leitura acima analise os itens e marque uma ÚNICA alternativa: Neoclassicismo Questão 01 De acordo com a tendência neoclássica, uma obra de arte só seria perfeitamente bela na medida em que imitasse não as formas da natureza, mas as que os artistas clássicos gregos

Leia mais

ENSINO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO NA FORMA DE ORGANIZAÇÃO ARTICULADA: INTEGRADA

ENSINO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO NA FORMA DE ORGANIZAÇÃO ARTICULADA: INTEGRADA Edital 02-2016-1 ENSINO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO NA FORMA DE ORGANIZAÇÃO ARTICULADA: INTEGRADA CADERNO: 1 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES AGENDA 1 - A duração da prova é de 4 horas, já incluído o tempo de

Leia mais

Teatro O Santo e a Porca ( 1957)

Teatro O Santo e a Porca ( 1957) Modernismo Teatro O Santo e a Porca ( 1957) Biografia Ariano Suassuna (1927-2014) foi um escritor brasileiro. "O Auto da Compadecida", sua obra prima, foi adaptada para a televisão e para o cinema. Sua

Leia mais

Como dizer quanto tempo leva para em inglês?

Como dizer quanto tempo leva para em inglês? Como dizer quanto tempo leva para em inglês? Você já se pegou tentando dizer quanto tempo leva para em inglês? Caso ainda não tenha entendido do que estou falando, as sentenças abaixo ajudarão você a entender

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DO QUADRO DE PESSOAL DO MUNICÍPIO DE JANAÚBA EDITAL 1/2012

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DO QUADRO DE PESSOAL DO MUNICÍPIO DE JANAÚBA EDITAL 1/2012 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DO QUADRO DE PESSOAL DO MUNICÍPIO DE JANAÚBA EDITAL 1/2012 ESTE CADERNO DE PROVAS DESTINA-SE AOS CANDIDATOS AO SEGUINTE CARGO: Advogado PROVAS DE CONHEC.

Leia mais

Patrimônios na BR-135

Patrimônios na BR-135 Patrimônios na BR-135 Conhecer para preservar e valorizar nossas riquezas! Gestão Ambiental da nova BR-135 2 Patrimônios Cartilha de Educação Ambiental Tema: Patrimônios na BR-135 Ano III, número 1, I

Leia mais

proporcionam tarde cultural para mais de 400 jovens da rede pública de ensino Sexta, 22 Novembro 2013 22:49 Empresa Josy Goncalves tamanho da fonte

proporcionam tarde cultural para mais de 400 jovens da rede pública de ensino Sexta, 22 Novembro 2013 22:49 Empresa Josy Goncalves tamanho da fonte CADASTRE-SE Arlindo Lima apresenta a arte mu O cantor, compositor e v... Especialista dá dicas para não e Com a melhoria da qualid... EMCANTAR lança DVD Escutatória e Lançamento será realizad... CIÊNCIA

Leia mais

(a) 9. (b) 8. (c) 7. (d) 6. (e) 5.

(a) 9. (b) 8. (c) 7. (d) 6. (e) 5. 41. Num supermercado, são vendidas duas marcas de sabão em pó, Limpinho, a mais barata, e Cheiroso, 30% mais cara do que a primeira. Dona Nina tem em sua carteira uma quantia que é suficiente para comprar

Leia mais

A soma será feita da seguinte forma:

A soma será feita da seguinte forma: TESTE VOCACIONAL Teste sua vocação Testes vocacionais não fazem milagres, não têm poder de apontar uma única profissão a ser seguida, mas são um bom norte acerca de aptidões e interesses. O questionário

Leia mais

Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio

Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio 1º ANO - ENSINO MÉDIO Objetivos Conteúdos Expectativas - Conhecer a área de abrangência profissional da arte e suas características; - Reconhecer e valorizar

Leia mais

Professor Jailton. www.professorjailton.com.br

Professor Jailton. www.professorjailton.com.br Professor Jailton www.professorjailton.com.br Regra Geral O artigo, a adjetivo, o pronome adjetivo e o numeral concordam em gênero e número com o nome a que se referem: Aqueles dois meninos estudiosos

Leia mais

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês 3 Truques Para Obter Fluência no Inglês by: Fabiana Lara Atenção! O ministério da saúde adverte: Os hábitos aqui expostos correm o sério risco de te colocar a frente de todos seus colegas, atingindo a

Leia mais

Verbs - Simple Tenses

Verbs - Simple Tenses Inglês Prof. Davi Verbs - Simple Tenses Simple Present Simple Past Simple Future Simple Present - Formação Infinitivo sem o to Ausência do auxiliar (usa-se to do ) Inclusão de s na 3ª pessoa do singular

Leia mais

VESTIBULAR UFSC/2010/LIBRAS PROVA DE LIBRAS E DE LÍNGUA PORTUGUESA (LICENCIATURA E BACHARELADO)

VESTIBULAR UFSC/2010/LIBRAS PROVA DE LIBRAS E DE LÍNGUA PORTUGUESA (LICENCIATURA E BACHARELADO) VESTIBULAR UFSC/2010/LIBRAS PROVA DE LIBRAS E DE LÍNGUA PORTUGUESA (LICENCIATURA E BACHARELADO) O tempo total concedido para a resolução das provas (LIBRAS e Língua Portuguesa) é de 4 (quatro) horas, incluindo

Leia mais

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS Programa de Certificação de Qualidade Curso de Graduação em Administração

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS Programa de Certificação de Qualidade Curso de Graduação em Administração FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS Programa de Certificação de Qualidade Curso de Graduação em Administração PROVA DE COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL 1º Semestre / 2010 - P2 - TIPO 1 DADOS DO ALUNO: Nome: Assinatura INSTRUÇÕES:

Leia mais

PRUEBA DE ACCESO A LA UNIVERSIDAD CONVOCATORIA DE SEPTIEMBRE DE 2012

PRUEBA DE ACCESO A LA UNIVERSIDAD CONVOCATORIA DE SEPTIEMBRE DE 2012 PRUEBA DE ACCESO A LA UNIVERSIDAD CONVOCATORIA DE SEPTIEMBRE DE 2012 EJERCICIO DE: LENGUA EXTRANJERA II - PORTUGUÉS TIEMPO DISPONIBLE: 1 hora 30 minutos PUNTUACIÓN QUE SE OTORGARÁ A ESTE EJERCICIO: (véanse

Leia mais

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga?

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga? Abdias Aires 2º Ano EM Arthur Marques 2º Ano EM Luiz Gabriel 3º Ano EM Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam

Leia mais

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO PREFEITURA MUNICIPAL DE CANAÃ DOS CARAJÁS CONCURSO PÚBLICO PROVA OBJETIVA: 13 de abril de 2014 NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO AGENTE DE SERVIÇOS DE ARTÍFICE DE MANUTENÇÃO, AGENTE DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA

Leia mais

QUEM É ALICE CAYMMI? >> www.alicecaymmi.com.br

QUEM É ALICE CAYMMI? >> www.alicecaymmi.com.br QUEM É ALICE CAYMMI? A cantora e compositora carioca Alice Caymmi nasceu no dia 17 de março de 1990, na cidade do Rio de Janeiro. Neta de Dorival Caymmi, a musicista compõe desde os dez anos e começou

Leia mais

Versão 1. Nome do aluno: N.º: Turma: Atenção! Não vires esta página até receberes a indicação para o fazeres.

Versão 1. Nome do aluno: N.º: Turma: Atenção! Não vires esta página até receberes a indicação para o fazeres. Teste Intermédio de Inglês Parte III Compreensão do oral Versão 1 Teste Intermédio Inglês Versão 1 Duração do Teste: 15 minutos 22.02.2013 9.º Ano de Escolaridade Escola: Nome do aluno: N.º: Turma: Classificação

Leia mais

QUESTÃO 1 ALTERNATIVA B

QUESTÃO 1 ALTERNATIVA B 1 QUESTÃO 1 ALTERNATIVA B A diferença entre o que há na primeira balança e o que há a balança do meio é exatamente o que há na última balança; logo, na última balança deve aparecer a marcação 64 41 = 23

Leia mais

Lindo e Triste Brasil

Lindo e Triste Brasil SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 07 / / 0 II AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 5.º ANO/EF UNIDADE: ALUNO(A): Nº: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR: 0,0 MÉDIA:

Leia mais

ATENDENTE DE CRECHE. 05 Matemática. 05 Conhecimentos Específicos. 30 Total de questões 40

ATENDENTE DE CRECHE. 05 Matemática. 05 Conhecimentos Específicos. 30 Total de questões 40 CONCURSO PÚBLICO Nº 002/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHEIRO PRETO - SC ATENDENTE DE CRECHE Nome do (a) Candidato (a) Número de Inscrição Este caderno de questões está assim constituído: DISCIPLINAS Nº

Leia mais

SIMULADO DE VERIFICAÇÃO 7º ANO C 10/08

SIMULADO DE VERIFICAÇÃO 7º ANO C 10/08 Nome: nº: SIMULADO DE VERIFICAÇÃO º ANO C /08 INSTRUÇÕES A prova consta de questões. Em cada teste, há 4 alternativas, sendo correta apenas uma. Não marque duas ou mais alternativas na questão, pois a

Leia mais

Simulado OBM Nível 1. Gabarito Comentado

Simulado OBM Nível 1. Gabarito Comentado Simulado OBM Nível 1 Gabarito Comentado Questão 1. Renata digitou um número em sua calculadora, multiplicou-o por 3, somou 12, dividiu o resultado por 7 e obteve o número 15. O número digitado foi: a)

Leia mais

Seu Tempo é Precioso. Volume I. Charlles Nunes

Seu Tempo é Precioso. Volume I. Charlles Nunes APRENDA INGLÊS EM CASA Seu Tempo é Precioso Volume I Charlles Nunes Aprenda Inglês em Casa ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 3 LESSON 1... 5 LESSON 2... 10 LESSON 3... 16 LESSON 4... 21 2 Charlles Nunes APRESENTAÇÃO

Leia mais

208. Assinale a única frase correta quanto ao uso dos pronomes pessoais: 209. Assinale o exemplo que contém mau emprego de pronome pessoal:

208. Assinale a única frase correta quanto ao uso dos pronomes pessoais: 209. Assinale o exemplo que contém mau emprego de pronome pessoal: 207. Complete com eu ou mim : CLASSES DE PALAVRAS PRONOME: - eles chegaram antes de. - há algum trabalho para fazer? - há algum trabalho para? - ele pediu para elaborar alguns exercícios; - para, viajar

Leia mais

Searching for Employees Precisa-se de Empregados

Searching for Employees Precisa-se de Empregados ALIENS BAR 1 Searching for Employees Precisa-se de Empregados We need someone who can prepare drinks and cocktails for Aliens travelling from all the places in our Gallaxy. Necessitamos de alguém que possa

Leia mais