Cubismo. 9º Ano º Bimestre Artes Prof. Juventino

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cubismo. 9º Ano 2015 1º Bimestre Artes Prof. Juventino"

Transcrição

1 Cubismo 9º Ano º Bimestre Artes Prof. Juventino

2 Guernica Cidade... Loucura... Ou...Arte?

3 Pablo Picasso Nome: Pablo Picasso Nascimento : Andaluzia 1881 Filho de: José Ruiz Blasco E de: Maria Picasso y Blasco. casados em 1880.

4 Quem nunca ouviu falar nesse nome? Ele faleceu em 8 de abril de 1973 em Mougin, França, aos 91 anos. Em sua carreira, são mais de 20 mil obras, entre pintura, esculturas e trabalhos em cerâmica, todos símbolos do desenvolvimento artístico do século passado e da arte moderna contemporânea.

5 Sobre Guernica... No dia 26 de abril de 1937, o povoado de Guernica, de 6 mil habitantes, era bombardeado pelos aviões da Legião Condor da aviação alemã, em apoio às forças nacionalistas do general Francisco Franco, meses após o início da Guerra Civil espanhola ( ).

6 O bombardeio às cegas, ao cair da tarde, num dia de mercado, provocou incêndios que destruíram três quartos da cidade e deixou centenas de mortos. Foi assim que Guernica, se converteu na primeira cidade da História destruída por um ataque aéreo dirigido contra alvos civis.

7 Cidade de Guernica - Espanha

8

9 O processo criador de Picasso O governo espanhol, em 1937, no mês de janeiro, havia encomendado a Picasso algumas obras que seriam expostas em Paris. O artista trabalhava na encomenda quando a pequena cidade de Guernica, centro da cultura basca, foi bombardeada e destruída por aviões de Hitler em 26 de abril daquele ano. Tal acontecimento abalou a população espanhola.

10 Mobilizado pela tragédia, chocado pela notícia tanto quanto o povo, ele pôs-se a trabalhar paralelamente às obras encomendadas. Registrou em esboços idéias que representavam a dor, a angústia, a destruição que o bombardeio causara.

11 O processo de cria e recriar seus personagens resultou numa obra expressiva, dramática. Dos 45 desenhos produzidos, somente alguns configuraram na tela. As cores são neutras; certamente para provocar mais impacto sobre o espectador. Ele trabalhou 34 dias na produção na produção dos gestos, das formas, das pessoas retorcidas, expressando dor e desespero (obs. Alguns dizem que foram 32 dias)

12 Comentário de Pablo Picasso No quadro em que trabalho, e q u e c h a m a r e i G u e r n i c a, exprimo claramente meu horror pela casta militar que fez a Espanha mergulhar num oceano de dor e de morte.

13

14 Guernica Pablo Picasso

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36 As Características do painel de Guernica são Cubistas

37 Cubismo Analítico O século XX se caracteriza por movimentos que tiveram uma duração pequena, de poucos anos. Acompanhando essa evolução o Movimento Cubista dialoga com o desconhecido no qual os objetos são visto de vários ângulos ao mesmo tempo Imagens Multifacetadas. Para os cubistas, as crianças praticam realismo intelectual quando desenham uma casa e mostram os moradores como se as paredes fossem transparentes.

38 Cubismo Sintético Conservam os princípios do Analítico - a ilusão ótica. Usa a colagem de outros materiais como: madeira, jornal, páginas musicais, metal...

39 Reguernica Luciano Martins Reguernica é um retorno, contando a ida e vinda que essas imagens sempre fazem dentro de mim. E pintá-la foi como exorcizar o episódio real, o bombardeio de horror, para reter o impacto da arte do mestre, relata o artista. Longe, muito longe da minha intenção, reproduzir o manifesto político do grande Picasso. Não seria sequer caricatura do espetacular painel.

40 Reguernica Luciano Martins

41 Outros...

42

43

44

45

46

47 Uma figurinha e uma historinha Continua...

48 Pablo Picasso pintou Guernica em 1937, deixando um registro do bombardeio alemão na cidade espanhola que dá nome ao quadro. Até aqui, é história... Agora, a historinha. O pintor teria sido interpelado tempos depois, por um oficial da SS: - Foi senhor que fez isso? Picasso respondeu: - Não! Foram os senhores... (É para se pensar...)

49

50 É preciso muito tempo para tornarse jovem.

51 A arte é uma mentira que diz a verdade...

52 Toda criança é artista. O problema é como permanecer artista depois de crescer.

53 Toda a minha vida de artista não passou de uma luta constante contra a reação e contra a morte da arte.

54 A pintura é mais forte que eu. Eu faço o que ela quer

55

56 Alguns pintores transformam o sol em mancha amarela. Outros, transformam a mancha amarela em sol.

57 A 3D Exploration of Picasso s Guernica Youtube (assista)

58 Obrigado

Quem Foi Pablo Picasso?

Quem Foi Pablo Picasso? FICHA Nº3 Pablo PICASSO Quem Foi Pablo Picasso? Você está para conhecer como surgiram os desenhos, pinturas e esculturas de Picasso. Quem foi esse homem? Picasso era um homem baixinho, gordo e muito inteligente.

Leia mais

Os principais produtos artísticos da África tropical são máscaras e esculturas em madeira. Esses objetos têm forma angulosa, assimétrica e

Os principais produtos artísticos da África tropical são máscaras e esculturas em madeira. Esses objetos têm forma angulosa, assimétrica e Os principais produtos artísticos da África tropical são máscaras e esculturas em madeira. Esses objetos têm forma angulosa, assimétrica e distorcida. Para os membros da sociedade africana, eram objetos

Leia mais

LISTA DE ARTE. Quais são os elementos construídos no quadro, pelo artista em questão, que enfatizam os acontecimentos em destaque?

LISTA DE ARTE. Quais são os elementos construídos no quadro, pelo artista em questão, que enfatizam os acontecimentos em destaque? Ensino Médio Unidade Parque Atheneu Professor (a): Elias Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2015. LISTA DE ARTE 1) Após analisar a obra a seguir, responda o que se pede. Os fuzilamentos de 3 de Maio de 1808.

Leia mais

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES. Conteúdo: - Cubismo e Abstracionismo

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES. Conteúdo: - Cubismo e Abstracionismo CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I Conteúdo: - Cubismo e Abstracionismo 2 CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I Habilidades: - Conhecer e distinguir diferentes momentos

Leia mais

Semana de Arte Moderna

Semana de Arte Moderna Semana de Arte Moderna 8º Ano 4º Bimestre 2015 Professor Juventino Introdução Ano foi marcado de 1922 por grandes mudanças na política e na cultura. Transformações no mundo. 1º centenário da independência.

Leia mais

TEMA 3 UMA EXPERIÊNCIA

TEMA 3 UMA EXPERIÊNCIA TEMA 3 UMA EXPERIÊNCIA DOLOROSA: O NAZISMO ALEMÃO A ascensão dos nazistas ao poder na Alemanha colocou em ação a política de expansão territorial do país e o preparou para a Segunda Guerra Mundial. O saldo

Leia mais

ARTES 9 ANO PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª ARLENE CALIRI ENSINO FUNDAMENTAL

ARTES 9 ANO PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª ARLENE CALIRI ENSINO FUNDAMENTAL ARTES 9 ANO PROF.ª ARLENE CALIRI ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª GABRIELA DACIO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Tecnologia - Corpo, movimento e linguagem na era da informação. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula

Leia mais

OBRAS-PRIMAS DE PICASSO E OUTROS GRANDES NOMES DO MODERNISMO ESPANHOL CHEGAM AO BRASIL EM MOSTRA INÉDITA NO CCBB

OBRAS-PRIMAS DE PICASSO E OUTROS GRANDES NOMES DO MODERNISMO ESPANHOL CHEGAM AO BRASIL EM MOSTRA INÉDITA NO CCBB OBRAS-PRIMAS DE PICASSO E OUTROS GRANDES NOMES DO MODERNISMO ESPANHOL CHEGAM AO BRASIL EM MOSTRA INÉDITA NO CCBB PEÇAS DO ACERVO DO REINA SOFÍA, DE MADRI, SERÃO EXPOSTAS EM SÃO PAULO E NO RIO DE JANEIRO

Leia mais

INSTRUÇÕES NÃO AMASSE, NÃO DOBRE, NÃO SUJE, NÃO RASURE ESTE MATERIAL.

INSTRUÇÕES NÃO AMASSE, NÃO DOBRE, NÃO SUJE, NÃO RASURE ESTE MATERIAL. INSTRUÇÕES Para a realização destas provas, você recebeu este Caderno de Questões e duas Folhas de Respostas. NÃO AMASSE, NÃO DOBRE, NÃO SUJE, NÃO RASURE ESTE MATERIAL. 1. Caderno de Questões Verifique

Leia mais

VANGUARDA DISCIPLINA: ARTES PROFESSORA: ANA PRISCILA

VANGUARDA DISCIPLINA: ARTES PROFESSORA: ANA PRISCILA VANGUARDA DISCIPLINA: ARTES PROFESSORA: ANA PRISCILA Em seu sentido literal, vanguarda (vem do francês Avant Garde, guarda avante ) faz referência ao batalhão militar que precede as tropas em ataque durante

Leia mais

TURMA 801. Aula 07 PERSPECTIVA LINEAR

TURMA 801. Aula 07 PERSPECTIVA LINEAR TURMA 801 Aula 07 PERSPECTIVA LINEAR Nós habitamos um mundo tridimensional. Ou seja, vemos o mundo em três dimensões: a altura, a largura e a profundidade. É por conta da profundidade que dizemos a árvore

Leia mais

Vanguardas Históricas I

Vanguardas Históricas I Vanguardas Históricas I As transformações do início do século XX e as vanguardas históricas Os avanços da ciência realizados a partir do século XIX mudaram a percepção da realidade e conduziram, no campo

Leia mais

Principais características:

Principais características: Cubismo Definição Movimento artístico cuja origem remonta à Paris e a 1907, ano do célebre quadro de Pablo Picasso, Les Demoiselles d'avignon. Considerado um divisor de águas na história da arte ocidental,

Leia mais

Habilidades Específicas em Artes Visuais. Prova de História da Arte

Habilidades Específicas em Artes Visuais. Prova de História da Arte Habilidades Específicas em Artes Visuais Prova de História da Arte I. Analise as duas obras cujas reproduções foram fornecidas, comentando suas similaridades e diferenças no que se refere aos aspectos

Leia mais

Arte abstrata ou abstracionismo é um estilo artístico moderno em que os objetos ou pessoas são representados, em de pinturas ou esculturas, através

Arte abstrata ou abstracionismo é um estilo artístico moderno em que os objetos ou pessoas são representados, em de pinturas ou esculturas, através Arte abstrata ou abstracionismo é um estilo artístico moderno em que os objetos ou pessoas são representados, em de pinturas ou esculturas, através de formas irreconhecíveis. O formato tradicional (paisagens

Leia mais

06. Explique o método de pintura impressionista. Neste texto, correlacione a escolha da cor com o formato da pincelada?

06. Explique o método de pintura impressionista. Neste texto, correlacione a escolha da cor com o formato da pincelada? Estudo dirigido para o segundo ano do ensino médio, Artes Milton Gomes Coelho A arte do Impressionismo 01. Liste fatos que modificaram o ritmo das cidades no século XIX. Resposta: pág. 223 02. Relacione,

Leia mais

COM CONTA, PESO E MEDIDA!

COM CONTA, PESO E MEDIDA! COM CONTA, PESO E MEDIDA! Poderemos nós medir uma obra de arte Terão as ideias e as sensações que ela nos provoca um peso certo O que teremos de utilizar para medir as obras muito pequeninas e as muito

Leia mais

Centro Educacional Juscelino Kubitschek

Centro Educacional Juscelino Kubitschek Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / / ENSINO: Fundamental II 8ª série) DISCIPLINA: Artes PROFESSOR (A): Equipe de Artes TURMA: TURNO: Roteiro e Lista de estudo para recuperação

Leia mais

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA ARTES. Aula 4.2 Conteúdo: Romantismo Realismo Impressionismo

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA ARTES. Aula 4.2 Conteúdo: Romantismo Realismo Impressionismo Aula 4.2 Conteúdo: Romantismo Realismo Impressionismo 1 Habilidades: Reconhecer diferentes funções da arte, do trabalho de produção dos artistas em seus meios culturais. 2 Romantismo Designa uma tendência

Leia mais

EXPRESSIONISMO FAUVISMO CUBISMO SÉC. XX

EXPRESSIONISMO FAUVISMO CUBISMO SÉC. XX EXPRESSIONISMO FAUVISMO CUBISMO SÉC. XX História da Arte Profª Natalia Pieroni IDADE CONTEMPORÂNEA LINHA DO TEMPO - HISTORIOGRAFIA Período PRÉ-HISTÓRIA Origens do homem até 40000 a. C IDADE ANTIGA 40000

Leia mais

TURMA 601. Aula 07. Formas Geométricas

TURMA 601. Aula 07. Formas Geométricas TURMA 601 Aula 07 Formas Geométricas As figuras geométricas sempre chamaram a atenção dos artistas plásticos. As composições com figuras geométricas é um trabalho de buscar o equilíbrio entre as formas.

Leia mais

OBJETIVOS: ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL PRÉ II DATA: PERÍODO:

OBJETIVOS: ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL PRÉ II DATA: PERÍODO: ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL PRÉ II DATA: PERÍODO: CONTEÚDO: Gênero: Retrato /Fotografia Técnica: Pintura óleo sobre tela Elementos formais: cor e luz Os recursos formais de representação: figuração

Leia mais

CAIXAS DE MEMÓRIAS. O que guarda o Centro de Arte Moderna? Quem pensa e faz obras de arte? escultor. Sobre o que nos fala uma obra de arte?

CAIXAS DE MEMÓRIAS. O que guarda o Centro de Arte Moderna? Quem pensa e faz obras de arte? escultor. Sobre o que nos fala uma obra de arte? CAIXAS DE MEMÓRIAS No CAM existem muitas obras de arte, cheias de ideias e histórias para nos contar, tantas que nem sempre nos conseguimos lembrar de todas... a não ser que elas se transformem em memórias!

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO 8º ANO

LISTA DE RECUPERAÇÃO 8º ANO 1 Nome: nº Data: / /2012 ano bimestre Profa.: Denise LISTA DE RECUPERAÇÃO 8º ANO Nota: 1) A arte barroca ganhou espaço e passou a inaugurar um novo período na arte européia, que já havia experimentado

Leia mais

A DISCIPLINA DE MÚSICA E ARTE NO ENSINO E APRENDIZAGEM NO CURSO DE PEDAGOGIA: relato de experiência RESUMO

A DISCIPLINA DE MÚSICA E ARTE NO ENSINO E APRENDIZAGEM NO CURSO DE PEDAGOGIA: relato de experiência RESUMO A DISCIPLINA DE MÚSICA E ARTE NO ENSINO E APRENDIZAGEM NO CURSO DE PEDAGOGIA: relato de experiência CAMARGO, Neuci Leme de 1 RESUMO Este trabalho objetiva realizar uma breve apresentação da disciplina

Leia mais

Vanguardas. Prof. Adriano Portela

Vanguardas. Prof. Adriano Portela Vanguardas Prof. Adriano Portela O que significa Vanguarda? Do francês avant-garde Termo militar que designa aquele que, durante uma campanha, vai à frente da unidade. No campo das artes e ideias, aqueles

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO. Artes

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO. Artes COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO. Artes Aluno (a): 5º ano: Turma: Professor (a): Valor: 20 pontos Este trabalho deverá ser entregue IMPRETERIVELMENTE no dia da prova. Prezado(a)

Leia mais

Curso: Estudos Diversificados 1 História da Arte Visual - Turma: 04 Professora: Dária Aluno: Wagner Kimura n USP: 6891465

Curso: Estudos Diversificados 1 História da Arte Visual - Turma: 04 Professora: Dária Aluno: Wagner Kimura n USP: 6891465 Curso: Estudos Diversificados 1 História da Arte Visual - Turma: 04 Professora: Dária Aluno: Wagner Kimura n USP: 6891465 Uma análise pessoal sobre obras abstracionistas Obras em observadas: Obra 1 Namorados

Leia mais

História da Arte - Linha do Tempo

História da Arte - Linha do Tempo História da Arte - Linha do Tempo PRÉ- HISTÓRIA (1000000 A 3600 a.c.) Primeiras manifestações artísticas. Pinturas e gravuras encontradas nas paredes das cavernas. Sangue de animais, saliva, fragmentos

Leia mais

Tyll, o mestre das artes

Tyll, o mestre das artes Nome: Ensino: F undamental 5 o ano urma: T ata: D 10/8/09 Língua Por ortuguesa Tyll, o mestre das artes Tyll era um herói malandro que viajava pela antiga Alemanha inventando golpes para ganhar dinheiro

Leia mais

A PROFUSÃO DE IMAGENS EM AS MENINAS DE DIEGO VELÁSQUEZ

A PROFUSÃO DE IMAGENS EM AS MENINAS DE DIEGO VELÁSQUEZ A PROFUSÃO DE IMAGENS EM AS MENINAS DE DIEGO VELÁSQUEZ JOÃO MARIA CLAUDINO UFRN O mundo se faz de imagens. Imagens de representação, imagens além da representação, além da referência e além da estética.

Leia mais

MATERIAL COMPLEMENTAR PARA ESTUDOS HISTÓRIA DA ARTE- 2ª SÉRIE ENSINO MÉDIO

MATERIAL COMPLEMENTAR PARA ESTUDOS HISTÓRIA DA ARTE- 2ª SÉRIE ENSINO MÉDIO Arte Moderna Expressionismo A busca por expressar os problemas da sociedade da época e os sentimentos e emoções do homem no inicio do século xx Foi uma reação ao impressionismo, já que o movimento preocupou-se

Leia mais

PESADELOS DE MARIANNA GARTNER PUBLICADO EM ARTES E IDEIAS POR CAROLINA CARETTIN

PESADELOS DE MARIANNA GARTNER PUBLICADO EM ARTES E IDEIAS POR CAROLINA CARETTIN PESADELOS DE MARIANNA GARTNER PUBLICADO EM ARTES E IDEIAS POR CAROLINA CARETTIN Pintura e fotografia numa inspiradora mistura artística Marianna Gartner, "Diablo Baby" (óleo sobre tela). A arte é capaz

Leia mais

Antoine de Saint-Exupéry, O Principezinho tradução de Joana Morais Varela, Editorial Presença

Antoine de Saint-Exupéry, O Principezinho tradução de Joana Morais Varela, Editorial Presença o Principezinho Uma vez, tinha eu seis anos, vi uma imagem magnífica num livro sobre a Floresta Virgem chamado "Histórias Vividas". Era uma jibóia a engolir uma fera. Copiei o desenho para vocês poderem

Leia mais

TER NOÇÃO DA CONSTRUÇÃO DE UMA NAÇÃO

TER NOÇÃO DA CONSTRUÇÃO DE UMA NAÇÃO TER NOÇÃO DA CONSTRUÇÃO DE UMA NAÇÃO Por: Edson Incopté * 18.05.2008 Como se pode desejar o desenvolvimento sem termos a real noção do que de facto aconteceu, acontece e o que realmente queremos?!

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado da Educação Superintendência Regional de Ensino de Carangola Diretoria Educacional

SERVIÇO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado da Educação Superintendência Regional de Ensino de Carangola Diretoria Educacional SERVIÇO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado da Educação Superintendência Regional de Ensino de Carangola Diretoria Educacional Sequencia Didática destinada aos Anos Finais do Ensino

Leia mais

Questão 1 <> 1.ª TF e 1.ª DCS de 2015 1 ARTES PLÁSTICAS BACHARELADO/LICENCIATURA

Questão 1 <<T0700984_1254_140481>> 1.ª TF e 1.ª DCS de 2015 1 ARTES PLÁSTICAS BACHARELADO/LICENCIATURA Questão É um truísmo que os jovens carecem de conhecimento histórico geral. Mas, na minha experiência, para muitos jovens, o passado se achatou em uma grande nebulosa indiferenciada. É por isso

Leia mais

A pintura de natureza-morta (com temática de arranjos de frutas, legumes e utensílios domésticos) surgiu como um gênero mais simplório, no início do

A pintura de natureza-morta (com temática de arranjos de frutas, legumes e utensílios domésticos) surgiu como um gênero mais simplório, no início do A pintura de natureza-morta (com temática de arranjos de frutas, legumes e utensílios domésticos) surgiu como um gênero mais simplório, no início do Barroco, derivado das pinturas que representavam cenas

Leia mais

TEATRO DE MARIONETES DE PAUL KLEE E A PRODUÇÃO DE BONECOS.

TEATRO DE MARIONETES DE PAUL KLEE E A PRODUÇÃO DE BONECOS. TEATRO DE MARIONETES DE PAUL KLEE E A PRODUÇÃO DE BONECOS. Amanda Cristina de Sousa amandita_badiana@hotmail.com E.M. Freitas Azevedo Comunicação Relato de Experiência Resumo: O presente relato trata da

Leia mais

Prova de conhecimentos específicos de de HISTÓRIA DA CULTURA E ARTES

Prova de conhecimentos específicos de de HISTÓRIA DA CULTURA E ARTES Provas Especialmente Adequadas Destinadas a Avaliar a Capacidade para a Frequência dos Cursos Superiores do Instituto Politécnico de Leiria dos Maiores de 23 Anos 2013 Prova de conhecimentos específicos

Leia mais

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE A ESTÉTICA DO CARTAZ DE GUERRA NA EUROPA 1914-1918

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE A ESTÉTICA DO CARTAZ DE GUERRA NA EUROPA 1914-1918 ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE A ESTÉTICA DO CARTAZ DE GUERRA NA EUROPA 1914-1918 Prof. Dr. Vanessa Bortulucce A proposta desta comunicação é realizar uma reflexão acerca dos elementos que constituem a estética

Leia mais

A SEMANA DE ARTE MODERNA FEVEREIRO DE 1922

A SEMANA DE ARTE MODERNA FEVEREIRO DE 1922 A SEMANA DE ARTE MODERNA FEVEREIRO DE 1922 1822 1922 100 anos da Independência do Brasil ANTECEDENTES DA SEMANA DE ARTE MODERNA 1912 CHEGADA DE OSWALD DE ANDRADE DA EUROPA Oswald de Andrade retorna de

Leia mais

1º bimestre 3ª série Contemporânea Guerra Civil Espanhola / Ditadura de Franco Ditadura de Salazar / Portugal. Roberson de Oliveira

1º bimestre 3ª série Contemporânea Guerra Civil Espanhola / Ditadura de Franco Ditadura de Salazar / Portugal. Roberson de Oliveira 1º bimestre 3ª série Contemporânea Guerra Civil Espanhola / Ditadura de Franco Ditadura de Salazar / Portugal Roberson de Oliveira Guerra Civil Espanhola (1936/39) 1. Antecedentes Espanha no pós-guerra

Leia mais

Delicadezas Chris Cysneiros 1

Delicadezas Chris Cysneiros 1 Delicadezas Chris Cysneiros 1 2 Delicadezas Chris Cysneiros CHRIS CYSNEIROS 4 Delicadezas Chris Cysneiros Delicadezas Chris Cysneiros 5 Chris Cysneiros nasceu no Recife e é formada em Design Gráfico pela

Leia mais

Como ponto de partida para esse trabalho, considerem o texto a seguir. [ ] Mas a fotografia é arte? Claro que é! Pois o fotógrafo não se limita a

Como ponto de partida para esse trabalho, considerem o texto a seguir. [ ] Mas a fotografia é arte? Claro que é! Pois o fotógrafo não se limita a A arte da fotografia Ao longo do tempo, novas formas de arte foram surgindo. Os antigos não conheceram o cinema e a fotografia, por exemplo, que hoje são manifestações artísticas importantes. A proposta

Leia mais

MESTRES DAS ARTES SUPLEMENTO DIDÁTICO. Elaborado por

MESTRES DAS ARTES SUPLEMENTO DIDÁTICO. Elaborado por MESTRES DAS ARTES PABLO PICASSO De Mike Venezia (Formado em Belas-Artes pelo Instituto de Artes de Chicago, EUA. Desde 1978 escreve e ilustra livros sobre arte, música e história para crianças e jovens.)

Leia mais

Fauvismo. 9ºAno 2015 1º Bimestre Artes - Juventino. Fauve = Fera

Fauvismo. 9ºAno 2015 1º Bimestre Artes - Juventino. Fauve = Fera Fauvismo 9ºAno 2015 1º Bimestre Artes - Juventino Fauve = Fera Fauves (feras) foi a palavra utilizada pelo crítico de arte Louis Vauxcelles para caracterizar um grupo de jovens pintores que expuseram em

Leia mais

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / NOME:

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / NOME: 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / NOME: Quando os portugueses chegaram ao Brasil, em 1500, observaram que os índios expressavam-se através da pintura em seus corpos, em objetos e em paredes. A arte

Leia mais

QUESTÃO 04 QUESTÃO 05

QUESTÃO 04 QUESTÃO 05 QUESTÃO 01 Arte abstrata é uma arte: a) que tem a intenção de representar figuras geométricas. b) que não pretende representar figuras ou objetos como realmente são. c) sequencial, como, por exemplo, a

Leia mais

Reflexões de Fernando Peixoto sobre o texto teatral Caminho de Volta (Consuelo de Castro)

Reflexões de Fernando Peixoto sobre o texto teatral Caminho de Volta (Consuelo de Castro) Reflexões de Fernando Peixoto sobre o texto teatral Caminho de Volta (Consuelo de Castro) Victor Miranda Macedo Rodrigues Universidade Federal de Uberlândia Orientadora: Rosangela Patriota Ramos O escritor,

Leia mais

Culturas e Imagens IMAGENS E REALIDADE. Alice Casimiro Lopes. Pinto o que sei, não o que vejo. [PABLO PICASSO]

Culturas e Imagens IMAGENS E REALIDADE. Alice Casimiro Lopes. Pinto o que sei, não o que vejo. [PABLO PICASSO] Culturas e Imagens IMAGENS E REALIDADE Alice Casimiro Lopes Pinto o que sei, não o que vejo. [PABLO PICASSO] Claude Monet, Impressão, sol nascente, Museu Marmottan, Paris Joan Miró, Noturno, coleção privada.

Leia mais

Anexo F Grelha de Categorização da Entrevista à Educadora Cooperante

Anexo F Grelha de Categorização da Entrevista à Educadora Cooperante Anexo F Grelha de Categorização da Entrevista à Educadora Cooperante CATEGORIAS SUBCATEGORIAS INDICADORES 1.1. Tempo de serviço docente ( ) 29 anos (1) 1.2. Motivações pela vertente artística ( ) porque

Leia mais

CARTILHA D. JOTINHA A ORIENTAÇÃO DO PROFESSOR DE ARTES VISUAIS SOBRE A CONSERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO ARTÍSTICO E CULTURAL

CARTILHA D. JOTINHA A ORIENTAÇÃO DO PROFESSOR DE ARTES VISUAIS SOBRE A CONSERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO ARTÍSTICO E CULTURAL CARTILHA D. JOTINHA A ORIENTAÇÃO DO PROFESSOR DE ARTES VISUAIS SOBRE A CONSERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO ARTÍSTICO E CULTURAL Universidade Federal de Goiá/Faculdade de Artes Visuais Rodrigo Cesário RANGEL Rodrigoc_rangel@hotmail.com

Leia mais

Ampliando o olhar sobre a Arte

Ampliando o olhar sobre a Arte Ampliando o olhar sobre a Arte A Arte reflete a história da humanidade. Desde as primeiras expressões artísticas (Arte rupestre) até os dias de hoje, podemos compreender o desenvolvimento do homem em cada

Leia mais

MÓDULO 5 O SENSO COMUM

MÓDULO 5 O SENSO COMUM MÓDULO 5 O SENSO COMUM Uma das principais metas de alguém que quer escrever boas redações é fugir do senso comum. Basicamente, o senso comum é um julgamento feito com base em ideias simples, ingênuas e,

Leia mais

EUROPA CONFLITOS ÉTNICOS RELIGIOSOS

EUROPA CONFLITOS ÉTNICOS RELIGIOSOS EUROPA CONFLITOS ÉTNICOS RELIGIOSOS A Questão do País Basco Espaço: A etnia separatista basca habita o noroeste da Espanha e sudoeste da França. Os Fatores do Conflito A singularidade do povo basco que

Leia mais

I CFD. Área: ARTE Série: 6º ANO 1º TRIMESTRE ARTE VISUAL

I CFD. Área: ARTE Série: 6º ANO 1º TRIMESTRE ARTE VISUAL Série: 6º ANO 1º TRIMESTRE ARTE VISUAL. Arte Rupestre. Arte Africana. Arte Indígena Brasileira Valorizar o(s) autor (es) dos objetos culturais apreciados, conhecendo aspectos de suas principais obras;

Leia mais

Curso de capista Cabral Designer Design de interiores

Curso de capista Cabral Designer Design de interiores JOSÉ VIEIRA CABRAL http://cabralverissimo.loja2.com.br cabralverissimo@yahoo.com.br DESCRIÇÃO DO CURSO: 1) O Significado de Design e Designer; 2) Como usar o Microsoft Power Point 2010; 3) Exemplos de

Leia mais

Histórico O surrealismo surgiu na França na década de 1920. Este movimento foi significativamente influenciado pelas teses psicanalíticas de Sigmund

Histórico O surrealismo surgiu na França na década de 1920. Este movimento foi significativamente influenciado pelas teses psicanalíticas de Sigmund Histórico O surrealismo surgiu na França na década de 1920. Este movimento foi significativamente influenciado pelas teses psicanalíticas de Sigmund Freud, que mostram a importância do inconsciente na

Leia mais

Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação.

Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação. A A Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação. 2 A A Aula 1.2 Conteúdo: Semana de Arte Moderna. 3 A A Habilidade: Reconhecer, diferenciar e saber utilizar diversas técnicas

Leia mais

Só pelos 40.000 anos a.c. é que o ser humano começou a produzir formas que recriavam a realidade em que ele vivia e exprimiam, desse modo, suas

Só pelos 40.000 anos a.c. é que o ser humano começou a produzir formas que recriavam a realidade em que ele vivia e exprimiam, desse modo, suas Só pelos 40.000 anos a.c. é que o ser humano começou a produzir formas que recriavam a realidade em que ele vivia e exprimiam, desse modo, suas angústias e seus pavores. São manifestações artísticas escultóricas.

Leia mais

II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA: LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA

II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA: LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR LÉO KOHLER ENSINO FUNDAMENTAL II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA: LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA PROJETO: Arte Popular Professora Orientadora: Graciele Moreira Turma: 7ª

Leia mais

CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES

CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES Silvia Eula Muñoz¹ RESUMO Neste artigo pretendo compartilhar os diversos estudos e pesquisas que realizei com orientação do Prof. Me. Erion

Leia mais

Futurismo. 1ºAno 2015 4º Bimestre Artes - Juventino

Futurismo. 1ºAno 2015 4º Bimestre Artes - Juventino Futurismo 1ºAno 2015 4º Bimestre Artes - Juventino A modernidade trouxe grandes modificações no modo de viver como: o capitalismo do consumo, as indústrias, as cidades, os automóveis, a velocidade. Via-se

Leia mais

SÉRIE 7: Trabalho. para olhar. pensar, imaginar... e fazer. Jean-François Millet As respigadeiras 1857 Óleo sobre tela.

SÉRIE 7: Trabalho. para olhar. pensar, imaginar... e fazer. Jean-François Millet As respigadeiras 1857 Óleo sobre tela. 27 The Bridgeman Art Library SÉRIE 7: Trabalho Jean-François Millet As respigadeiras 1857 Óleo sobre tela. 28 Ministério da Cultura e Endesa Brasil apresentam: Arteteca:lendo imagens (PRONAC 09-7945).

Leia mais

TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS

TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS 1 TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS Profa. Teresa Cristina Melo da Silveira (Teca) E.M. Professor Oswaldo Vieira Gonçalves SME/PMU 1 Comunicação Relato de Experiência Triangulação de Imagens foi o nome escolhido

Leia mais

Sobre a arte contemporânea, é correto afirmar que

Sobre a arte contemporânea, é correto afirmar que QUESTÃO 01 A arte contemporânea está consolidada no contexto atual das artes, mesmo sendo diversas vezes apontada como esquisita pelo público geral. Essa reação ocorre porque a arte contemporânea a) passou

Leia mais

EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO

EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO TEXTO O termo Renascimento é comumente aplicado à civilização européia que se desenvolveu entre 1300 e 1650. Além de reviver a antiga cultura greco-romana, ocorreram nesse

Leia mais

ARTES: A TRANSIÇÃO DO SÉCULO XVIII PARA O SÉCULO XIX

ARTES: A TRANSIÇÃO DO SÉCULO XVIII PARA O SÉCULO XIX ARTES: A TRANSIÇÃO DO SÉCULO XVIII PARA O SÉCULO XIX Neoclassicismo ou Academicismo: * Últimas décadas do século XVIII e primeiras do XIX; * Retoma os princípios da arte da Antiguidade grecoromana; * A

Leia mais

Contexto do Dadaísmo

Contexto do Dadaísmo O Movimento Dadá Contexto do Dadaísmo O Movimento Dadá O movimento Dadá ou Dadaísmo foi uma vanguarda moderna iniciada em Zurique, em 1916, no chamado Cabaret Voltaire, por um grupo de escritores e artistas

Leia mais

OLHAR GLOBAL. Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas. A poeira do. renascimento. Fotografe Melhor n o 207

OLHAR GLOBAL. Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas. A poeira do. renascimento. Fotografe Melhor n o 207 OLHAR GLOBAL Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas A poeira do renascimento 36 Fotografe Melhor n o 207 Olivier convida pessoas que encontra na rua ou na internet para posarem

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO FUNDAMENTAL. DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO ARTE

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO FUNDAMENTAL. DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO ARTE CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO FUNDAMENTAL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO ARTE OBJETIVOS GERAIS Conhecimento da Arte enquanto auto expressão e conhecimento, apreensão e comunicação

Leia mais

Produção de vídeos e educação musical: uma proposta interdisciplinar

Produção de vídeos e educação musical: uma proposta interdisciplinar Produção de vídeos e educação musical: uma proposta interdisciplinar Marcus J. Vieira Universidade Estadual de Londrina Uel marcus.musico@bol.com.br Resumo. Este relato descreve uma experiência em educação

Leia mais

PREFEITURA DO RECIFE PRONASCI GOVERNO FEDERAL

PREFEITURA DO RECIFE PRONASCI GOVERNO FEDERAL SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS E SEGURANÇA CIDADÃ PREFEITURA DO RECIFE PRONASCI GOVERNO FEDERAL RELATÓRIO DA OFICINA DE GRAFFITI NOS VIADUTOS DA CIDADE DE RECIFE/PE Períodos: Comunidade: Joana Bezerra

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES I PORTFÓLIO. Aluno:

ATIVIDADES COMPLEMENTARES I PORTFÓLIO. Aluno: ATIVIDADES COMPLEMENTARES I PORTFÓLIO Aluno: RA: Curso: Campus: Período: Turma: Semestre: Coordenador (a):...,.../.../... Observações: 1-) O aluno deverá utilizar ao longo do curso (2 anos) para a realização

Leia mais

Raimundo Cela um mestre brasileiro

Raimundo Cela um mestre brasileiro CARTA DO SETOR EDUCATIVO MAB/FAAP ÀS ESCOLAS Exposição Raimundo Cela um mestre brasileiro Ação Educativa entre 12 de junho e 24 de julho de 2016 Raimundo Cela, Jangada rolando para o mar, 1950. Óleo sobre

Leia mais

Músicos, Ministros de Cura e Libertação

Músicos, Ministros de Cura e Libertação Músicos, Ministros de Cura e Libertação João Paulo Rodrigues Ferreira Introdução Caros irmãos e irmãs; escrevo para vocês não somente para passar instruções, mas também partilhar um pouco da minha experiência

Leia mais

DATAS COMEMORATIVAS. FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro

DATAS COMEMORATIVAS. FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro As festas juninas fazem parte da tradição católica, mas em muitos lugares essas festas perderam essa característica.

Leia mais

Casamento da Virgem, Matias de Arteaga- Barroco espanhol.

Casamento da Virgem, Matias de Arteaga- Barroco espanhol. Apresentação: A pintura escolhida para a leitura analítica intitula-se Casamento da Virgem, de Matias de Arteaga (1633-1703), pintor pertencente ao barroco espanhol. Entre suas obras estão Uma aparição

Leia mais

Língua Portuguesa 4 º ano. A camponesa sábia *

Língua Portuguesa 4 º ano. A camponesa sábia * Avaliação 3 o Bimestre NOME: N º : CLASSE: Na sétima unidade você leu algumas histórias com príncipes e princesas em seus majestosos castelos. O texto a seguir é mais uma dessas histórias. Ele nos conta

Leia mais

trata de um problema com a cor. Se você examinar cuidadosamente as 24 peças, verá que as quatro reconstruídas têm outro tipo de madeira.

trata de um problema com a cor. Se você examinar cuidadosamente as 24 peças, verá que as quatro reconstruídas têm outro tipo de madeira. js Isso aconteceu quando comecei a sentir necessidade de introduzir o espaço real. O Muro blanco, de 1952-53, por exemplo [17], que ainda é uma construção serial, pode ser associado a Rotación, de 1952.

Leia mais

Comunicação Relato de Experiência

Comunicação Relato de Experiência 1 A CARA DA GENTE... Teresa Cristina Melo da Silveira teca.ensinodearte@centershop.com.br Prefeitura Municipal de Uberlândia / Secretaria Municipal de Educação Comunicação Relato de Experiência A CARA

Leia mais

PRINCÍPIOS FRAGMENTADOS, UMA RELEITURA SUSPENSA

PRINCÍPIOS FRAGMENTADOS, UMA RELEITURA SUSPENSA Anais da Semana de Pedagogia da UEM ISSN Online: 2316-9435 XX Semana de Pedagogia da UEM VIII Encontro de Pesquisa em Educação / I Jornada Parfor PRINCÍPIOS FRAGMENTADOS, UMA RELEITURA SUSPENSA GODINHO,

Leia mais

Movimentos Modernos Vanguardas Européias. Olhares e Mimeses Parte 1

Movimentos Modernos Vanguardas Européias. Olhares e Mimeses Parte 1 Movimentos Modernos Vanguardas Européias Olhares e Mimeses Parte 1 Vanguarda Etimologia avant-garde 'vanguarda', inicialmente do vocabulário militar, 'do lado da frente, em frente' Que exerce ou procura

Leia mais

EMMANUEL NASSAR Figura 1 Foto de Emmanuel Nassar. Acervo pessoal de Emmanuel Nassar

EMMANUEL NASSAR Figura 1 Foto de Emmanuel Nassar. Acervo pessoal de Emmanuel Nassar EMMANUEL NASSAR Figura 1 Foto de Emmanuel Nassar. Acervo pessoal de Emmanuel Nassar Acho que criatividade não é uma qualidade exclusiva dos artistas. Viver é um exercício de criatividade. Por Marialba

Leia mais

O trabalho escravo no Brasil Algumas imagens

O trabalho escravo no Brasil Algumas imagens O trabalho escravo no Brasil Algumas imagens Jean Baptiste Debret nasceu em Paris, na França, em 18 de abril de 1768. Formado pela Academia de Belas Artes de Paris, Debret foi um dos membros da Missão

Leia mais

Leitura de textos não verbais e de quadrinhos

Leitura de textos não verbais e de quadrinhos Nome: Nº: Turma: Português 3º ano Análise de textos não verbais Wilton Jun/10 Leitura de textos não verbais e de quadrinhos Analisaremos um texto não-verbal e três tirinhas. O primeiro texto é um quadro

Leia mais

Exposição Mandela: de Prisioneiro a Presidente Angola 2014

Exposição Mandela: de Prisioneiro a Presidente Angola 2014 Exposição Mandela: de Prisioneiro a Presidente Angola 2014 1 Eu sou dono e senhor de meu destino; Eu sou o comandante de minha alma. Invictus - William E Henley «Nos ficávamos um bocado aborrecidos com

Leia mais

Fauvismo, Cubismo, Surrealismo, Futurismo, Dadaísmo, Expressionismo e Suprematismo VANGUARDAS EUROPÉIAS

Fauvismo, Cubismo, Surrealismo, Futurismo, Dadaísmo, Expressionismo e Suprematismo VANGUARDAS EUROPÉIAS Fauvismo, Cubismo, Surrealismo, Futurismo, Dadaísmo, Expressionismo e Suprematismo VANGUARDAS EUROPÉIAS CONTEXTO HISTÓRICO As vanguardas européias foram manifestações artístico-literárias surgidas na Europa,

Leia mais

Matéria: literatura Assunto: pintura - di cavalcanti Prof. IBIRÁ

Matéria: literatura Assunto: pintura - di cavalcanti Prof. IBIRÁ Matéria: literatura Assunto: pintura - di cavalcanti Prof. IBIRÁ Literatura DI CAVALCANTI Introdução Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque e Melo, mais conhecido como Di Cavalcanti, foi um importante

Leia mais

PLANO DE EXECUÇAO DE USO DO MATERIAL EM ATIVIDADES EXTRAS 6º ANO 1 FOLHA DE CARTOLINA DUPLA FACE PRETA; 02 METROS DE TECIDO ALGODÃOZINHO

PLANO DE EXECUÇAO DE USO DO MATERIAL EM ATIVIDADES EXTRAS 6º ANO 1 FOLHA DE CARTOLINA DUPLA FACE PRETA; 02 METROS DE TECIDO ALGODÃOZINHO PLANO DE EXECUÇAO DE USO DO MATERIAL EM ATIVIDADES EXTRAS 6º ANO MÊS DATA COMEMORATIVA MATERIAL JUSTIFICATIVA OBJETIVO JANEIRO FEVEREIRO MARÇO ABRIL 14/02- DIA DA AMIZADE; 21/03- DIA DO TEATRO; 27/03-

Leia mais

A imagem da guerra: arte como síntese de uma catástrofe. Nos últimos anos, dezenas de exposições de Picasso ocorreram no mundo.

A imagem da guerra: arte como síntese de uma catástrofe. Nos últimos anos, dezenas de exposições de Picasso ocorreram no mundo. A imagem da guerra: arte como síntese de uma catástrofe Claudia Musa Fay (PUCRS) Todos nós sabemos que a Arte não é a verdade. A Arte é uma mentira que nos faz compreender a verdade, pelo menos a verdade

Leia mais

ExpressARTE Recursos Didácticos para Aprender a Ser Mais. Aprender pela Arte

ExpressARTE Recursos Didácticos para Aprender a Ser Mais. Aprender pela Arte ExpressARTE Recursos Didácticos para Aprender a Ser Mais Aprender pela Arte Introdução A arte sempre foi e será um meio de elevar e valorizar o homem. O acto criativo é um fazer que contribui para a projecção

Leia mais

Sticker Art: Uma ferramenta de inclusão e conscientização do valor da arte

Sticker Art: Uma ferramenta de inclusão e conscientização do valor da arte Sticker Art: Uma ferramenta de inclusão e conscientização do valor da arte Priscila de Macedo Pereira e Souza Resumo: Uma experiência numa escola pública de Goiânia, usando da técnica Sticker Art para

Leia mais

Concurso Arte na Capa 2011

Concurso Arte na Capa 2011 Concurso Arte na Capa 2011 Roteiro de participação O Concurso Arte na Capa 2011 terá como atividade principal o exercício de releitura dos grandes movimentos artísticos, tendo como tema paisagens naturais

Leia mais

Emil Nolde Emil Nolde Emil Nolde Emil Nolde Emil Nolde Emil Nolde O Expressionismo de Die Brücke não se restringiu à pintura e à gravura, tendo tido expressão, igualmente na literatura, na música e arquitectura.

Leia mais

como a arte pode mudar a vida?

como a arte pode mudar a vida? como a arte pode mudar a vida? LONGE DAQUI, AQUI MESMO 1 / 2 Longe daqui, aqui mesmo 1 Em um caderno, crie um diário para você. Pode usar a escrita, desenhos, recortes de revista ou jornais e qualquer

Leia mais

MODERNISMO NO BRASIL Cap. 1 e 2 - séculos XIX e XX FELIPE HARRISBERGER DE GODOY

MODERNISMO NO BRASIL Cap. 1 e 2 - séculos XIX e XX FELIPE HARRISBERGER DE GODOY MODERNISMO NO BRASIL Cap. 1 e 2 - séculos XIX e XX FELIPE HARRISBERGER DE GODOY Os seis passos para a modernidade Chegada da Família Real Portuguesa (1808); Missão Artística Francesa; Academia Imperial

Leia mais

Paletas. Episódio: Pintado por Eufrônio. Palavras-chave Arte grega, cerâmica, mitologia grega, utensílios.

Paletas. Episódio: Pintado por Eufrônio. Palavras-chave Arte grega, cerâmica, mitologia grega, utensílios. Paletas Episódio: Pintado por Eufrônio Resumo Este episódio, de Paletas, aborda a análise de um antigo utensílio cerâmico grego, produzido e pintado por volta dos anos 515-510 a.c, chamado Cratera de Héracles

Leia mais