Faculdade Sagrada Família

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Faculdade Sagrada Família"

Transcrição

1 AULA 1 - INTRODUÇÃO DADOS ESTATÍSTICOS Toda informação devidamente coletada e registrada quer seja na forma de contagem ou de medição é um dado estatístico. Ex: indústria, lojas, empresa contábil, secretaria de uma escola. TIPO DE DADOS Dados Primários: São os dados publicados ou comunicados pela própria pessoa ou organização que os tenha recolhido. Ex: censo demográfico, pesquisa inédita, diagnóstico socioeconômico. Dados Secundários São aqueles originalmente coletados para um projeto ou pesquisa, mas que podem ser utilizados para outros propósitos. São aqueles publicados ou comunicados oficialmente por uma organização. Os dados são secundários para quem deseja utilizar-se de dados primários em alguma pesquisa. VARIÁVEIS A cada fenômeno corresponde um número de resultados possíveis, que constituem os dados. Todo dado se refere a uma variável. Assim, definimos: Variável é, convencionalmente, o conjunto de resultados possíveis de um experimento. São representados pelas letras latinas: R, S, U, V,, Y,, W. Exemplo: Um pesquisador está interessado em fazer um levantamento sobre alguns aspectos socioeconômicos dos empregados da seção de orçamentos da Companhia MB. Usando informações obtidas do departamento pessoal: REPRESENTAÇÃO Estado civil Grau de instrução Y Número de filhos Salário S Idade U Região de procedência V MÉTODOS QUANTITATIVOS 1

2 Tipos de Variáveis Variáveis Qualitativas São aquelas que apresentam como possíveis realizações uma qualidade, categorias ou atributo do fenômeno pesquisado. Ex: sexo, educação, estado civil, classe social, cor, forma de um produto. -Variável qualitativa nominal: quando os elementos são classificados em determinado número de categorias mutuamente exclusivas. Exemplo: (Categoria) Estado civil 1 Casado 2 Solteiro 3 Divorciado 4 Separado 5 Amasiado 6 Outro Y Sexo Y1 Masculino Feminino Nacionalida de Brasileiro Argentino 3 Uruguaio Paraguaio 5 Chileno 6 Peruan o W Cor dos olhos W1 Preto W2 Castanho W3 Azul W4 Verde V Cor dos Sapatos V1 Preto V2 Marrom V3 Branco V4 Azul Marinho V5 Bege V6 Laranja - Variável qualitativa ordinal: são aquelas que apresentam uma certa ordenação nos possíveis resultados. (atributo) Grau de Instrução 1 Fundamental 2 Médio 3 Superior 4 Pós-graduação Y Conceitos Y1 Excelente Bom Regular Ruim Classe Social A MÉTODOS QUANTITATIVOS 2 B 3 C D

3 Variáveis Quantitativas São aquelas que apresentam como possíveis realizações números resultantes de uma contagem ou mensuração. - Variável discreta ou descontínua: é a variável que só pode assumir valores pertencentes a um conjunto finito ou enumerável de números, resultando frequentemente de uma contagem. Ex: funcionários de uma empresa, operários de uma fábrica, peças produzidas por determinada máquina, nº de filhos, x N={ 0,1,2,3,4,... }. (atributo) Peças produzidas Y Filhos Y Alunos de um Curso Variável Contínua: é a variável que pode assumir, teoricamente, qualquer valor entre dois limites de números reais, resultantes geralmente de mensuração. Ex: Diâmetro das Peças produzidas 1 0,250cm 2 0,251cm 3 0,252cm 4 0,253cm Y Altura dos Filhos Y1 1,45m 1,49m 1,50m 1,51m Peso dos Alunos Curso 40,2Kg 41,7kg 3 42,1kg 43,5 Kg W Lucro Mensal W1 753,15u.m. W2 21,98u.m. W3 764,16u.m. W4 835,28 u.m. MÉTODOS QUANTITATIVOS 3

4 Esquematizando: Nominal Qualitativa Ordinal Quantitativa Discreta Contínua Exercícios Classifique as variáveis em qualitativas ou quantitativas, especificando o tipo: a) População: alunos de uma escola Variável: cor dos cabelos. b) População: casais residentes em uma cidade. Variável: nº de filhos: c) População: peças produzidas por certa máquina. Variável: diâmetro externo. d) População: Casais residentes em uma cidade. Variável: sexo dos filhos. e) População: propriedades agrícolas do Brasil. Variável: produção de algodão. f) População: casas do bairro ABC Variável: área em metros quadrados. g) População: Bibliotecas da cidade de Ponta Grossa Variável: número de volumes. h) População: aparelhos produzidos em uma linha de montagem. Variável: número de defeitos por unidade. MÉTODOS QUANTITATIVOS 4

5 i) População: Notas fiscais emitidas mensalmente. Variável: quantidades de notas emitidas de forma incorreta. j) População: Vendas mensais da empresa ABC Variável: valor das vendas por tipo de produto. k) População: Estação meteorológica de uma cidade Variável: precipitação pluviométrica durante um ano. l) População: Estação meteorológica de uma cidade. Variável: Temperaturas máximas e mínimas diárias. m) População: Funcionários de uma empresa. Variável: Salários n) População: Funcionários de uma empresa. Variável: Escolaridade o) População: Pregos produzidos por uma máquina. Variável: Comprimento p) População: as jogadas de um dado. Variável: o ponto obtido em cada jogada. MÉTODOS QUANTITATIVOS 5

QUALITATIVA VARIÁVEL QUANTITATIVA

QUALITATIVA VARIÁVEL QUANTITATIVA NOMINAL ORDINAL QUALITATIVA VARIÁVEL QUANTITATIVA DISCRETA CONTÍNUA - Variável qualitativa nominal = valores que expressam atributos, sem nenhum tipo de ordem. Ex: cor dos olhos, sexo, estado civil, presença

Leia mais

ESTATÍSTICA. Prof. Ari Antonio, Me. Ciências Econômicas. Unemat Sinop 2012

ESTATÍSTICA. Prof. Ari Antonio, Me. Ciências Econômicas. Unemat Sinop 2012 ESTATÍSTICA Prof. Ari Antonio, Me Ciências Econômicas Unemat Sinop 2012 1. Introdução Concepções de Estatística: 1. Estatísticas qualquer coleção consistente de dados numéricos reunidos a fim de fornecer

Leia mais

Estatística Aplicada às Ciências Sociais e Ambientais. Organização da Disciplina. Conteúdo da Aula. Contextualização. Farmácia Industrial UFPR

Estatística Aplicada às Ciências Sociais e Ambientais. Organização da Disciplina. Conteúdo da Aula. Contextualização. Farmácia Industrial UFPR Estatística Aplicada às Ciências Sociais e Ambientais Apresentação Aula 1 Prof. Daniel de Christo Farmácia Industrial UFPR Mestrado em Genética UFPR Lecionando no Ensino Superior desde 2003 Organização

Leia mais

Objecto da Estatística

Objecto da Estatística Objecto da Estatística ESTATÍSTICA "Ciência que dispõe de processos apropriados para recolher, organizar, classificar, apresentar e interpretar conjuntos de dados" A Estatística Descritiva é o segmento

Leia mais

O Que São Dados? Mundo sensorial: Provar um alimento Medir: aroma Instrumento de medição: provadores Medida: ruim, regular bom excelente

O Que São Dados? Mundo sensorial: Provar um alimento Medir: aroma Instrumento de medição: provadores Medida: ruim, regular bom excelente O Que São Dados? Dados são observações documentadas ou resultados da medição. A disponibilidade dos dados oferece oportunidades para a obtenção de informações. Os dados podem ser obtidos pela percepção

Leia mais

Centro Universitário Franciscano Material elaborado por: Professora Leandra Anversa Fioreze e Professor Clandio Timm Marques.

Centro Universitário Franciscano Material elaborado por: Professora Leandra Anversa Fioreze e Professor Clandio Timm Marques. Conceitos Introdutórios 1. Definindo Estatística: Ciência que fornece métodos para a coleta, organização, descrição, análise e interpretação de dados, utilizando-os na tomada de decisões. 2. Divisão da

Leia mais

Elementos de Estatística

Elementos de Estatística Elementos de Estatística Lupércio F. Bessegato & Marcel T. Vieira UFJF Departamento de Estatística 2013 Apresentação Lupércio França Bessegato lupercio.bessegato@ufjf.edu.br Departamento de Estatística

Leia mais

1. Tipos de variáveis e organização dos dados

1. Tipos de variáveis e organização dos dados 1. Tipos de variáveis e organização dos dados 2012 1.1 ARREDONDAMENTO Algarismo significativo é qualquer algarismo sobre o qual temos certeza na sua determinação. Em inglês: significant digit ou significant

Leia mais

ESTATÍSTICA. O que é Estatística? É o ramo da Matemática que se encarrega de coletar dados sobre determinado assunto,

ESTATÍSTICA. O que é Estatística? É o ramo da Matemática que se encarrega de coletar dados sobre determinado assunto, ESTATÍSTICA O que é Estatística? É o ramo da Matemática que se encarrega de coletar dados sobre determinado assunto, organizá-los e expôlos na forma de tabelas ou gráficos. Apresentando uma estatística

Leia mais

EXERCÍCIOS EXERCÍCIOS. Definições Básicas. Definições Básicas. Definições Básicas. Introdução à Estatística. Dados: valores de variáveis observadas.

EXERCÍCIOS EXERCÍCIOS. Definições Básicas. Definições Básicas. Definições Básicas. Introdução à Estatística. Dados: valores de variáveis observadas. Definições Básicas Introdução à Estatística ESTATÍSTICA: estudo dos métodos para coletar, organizar, apresentar e analisar dados. População: conjunto constituído por todos os indivíduos que apresentem

Leia mais

Após essa disciplina você vai ficar convencido que a estatística tem enorme aplicação em diversas áreas.

Após essa disciplina você vai ficar convencido que a estatística tem enorme aplicação em diversas áreas. UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA INTRODUÇÃO Departamento de Estatística Luiz Medeiros http://www.de.ufpb.br/~luiz/ CONCEITOS FUNDAMENTAIS DE ESTATÍSTICA O que a Estatística significa para você? Pesquisas

Leia mais

PROBABILIDADE. Aula 5

PROBABILIDADE. Aula 5 Curso: Psicologia Disciplina: Métodos Quantitativos Profa. Valdinéia Data: 28/10/15 PROBABILIDADE Aula 5 Geralmente a cada experimento aparecem vários resultados possíveis. Por exemplo ao jogar uma moeda,

Leia mais

Programas C com Repetição

Programas C com Repetição Programas C com Repetição 1. Escrever um programa C que lê 5 valores para a, um de cada vez, e conta quantos destes valores são negativos, escrevendo esta informação. 2. Escrever um programa C que lê um

Leia mais

Análise Exploratória de Dados

Análise Exploratória de Dados Análise Exploratória de Dados Profª Alcione Miranda dos Santos Departamento de Saúde Pública UFMA Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva email: alcione.miranda@gmail.com Introdução O primeiro passo

Leia mais

NOTAS DE AULA Capítulo 1 Introdução à Análise Exploratória de dados

NOTAS DE AULA Capítulo 1 Introdução à Análise Exploratória de dados NOTAS DE AULA Capítulo 1 Introdução à Análise Exploratória de dados 1) Estatística: o O que é? o Para que serve? o Qual a importância para o meu trabalho? o Qual a importância no dia a dia?? 2) Abordagem:

Leia mais

Caderno 1: 30 minutos. Tolerância: 10 minutos. (é permitido o uso de calculadora)

Caderno 1: 30 minutos. Tolerância: 10 minutos. (é permitido o uso de calculadora) Prova Final de Matemática 2.º Ciclo do Ensino Básico Prova 62/1.ª Fase/2015 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ALUNO Nome completo Documento de identificação Assinatura do Aluno CC

Leia mais

2ª Lista de Exercícios

2ª Lista de Exercícios Faculdade Novo Milênio Engenharia da Computação Engenharia de Telecomunicações Processamento de Dados 2006/1 2ª Lista de Exercícios Obs.: Os programas devem ser implementados em C++. 1. Escrever um algoritmo

Leia mais

Estatística. Considerações Gerais

Estatística. Considerações Gerais Estatística Considerações Gerais Considerações Gerais Importância da Estatística Administração Engenharia Medicina Economia Turismo... Definição A Estatística é uma coleção de métodos para planejar experimentos,

Leia mais

Probabilidade. Renata Souza. Introdução. Tabelas Estatísticas. População, Amostra e Variáveis. Gráficos e Distribuição de Freqüências

Probabilidade. Renata Souza. Introdução. Tabelas Estatísticas. População, Amostra e Variáveis. Gráficos e Distribuição de Freqüências Probabilidade Introdução Tabelas Estatísticas População, Amostra e Variáveis Gráficos e Distribuição de Freqüências Renata Souza Conceitos Antigos de Estatística stica a) Simples contagem aritmética Ex.:

Leia mais

Exercícios para a Prova 1 de Química - 1 Trimestre

Exercícios para a Prova 1 de Química - 1 Trimestre Exercícios para a Prova 1 de Química - 1 Trimestre 1. Seja o esquema: Entre as alternativas abaixo, indique as corretas sobre o esquema: a) Temos 5 componentes. b) É formado por 2 substâncias simples.

Leia mais

Revisão de Estatística Básica:

Revisão de Estatística Básica: Revisão de Estatística Básica: Estatística: Um número é denominado uma estatística (singular). Ex.: As vendas de uma empresa no mês constituem uma estatística. Estatísticas: Uma coleção de números ou fatos

Leia mais

A Estatística, um ramo da Matemática, é aplicada em diferentes áreas, como Administração, Engenharia, Medicina, Psicologia, Ciências Sociais etc.

A Estatística, um ramo da Matemática, é aplicada em diferentes áreas, como Administração, Engenharia, Medicina, Psicologia, Ciências Sociais etc. ESTATÍSTICA DESCRITIVA MÓDULO 1 - INTRODUÇÃO À ESTATÍSTICA DESCRITIVA A Estatística, um ramo da Matemática, é aplicada em diferentes áreas, como Administração, Engenharia, Medicina, Psicologia, Ciências

Leia mais

Estatística Descritiva II

Estatística Descritiva II Estatística Descritiva II Bacharelado em Economia - FEA - Noturno 1 o Semestre 2015 Gilberto A. Paula G. A. Paula - MAE0219 (IME-USP) Estatística Descritiva II 1 o Semestre 2015 1 / 47 Objetivos da Aula

Leia mais

Rua Canavieiras, 243 - Grajaú - Rio de Janeiro - RJ - Telefone: 3624-9589 / /Nextel: 97009-0503

Rua Canavieiras, 243 - Grajaú - Rio de Janeiro - RJ - Telefone: 3624-9589 / /Nextel: 97009-0503 Página: 1/04 R E QU I S I TO S G E R A I S PA R A AT L E TA S O Ranking da FJJD-RIO - 2016 - vai ser disputado em 05 (cinco) competições: Desafio Verão Rio 2016, Campeonato Estadual 2016, Taça Rio 2016,

Leia mais

Educação Física Componente Escrita

Educação Física Componente Escrita Informação Prova de Equivalência à Frequência / Prova Final de Ciclo Educação Física Componente Escrita Prova 26 2015 9.º Ano de Escolaridade Duração da Prova: 45 minutos 3º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ESTATÍSTICA

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ESTATÍSTICA INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ESTATÍSTICA Prof. Dr. Ivan Bezerra Allaman Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC Cronograma Introdução 1 Introdução 2 3 Você associa a estatística ao que? Qual a importância

Leia mais

INTRODUÇÃO À ESTATÍSTICA

INTRODUÇÃO À ESTATÍSTICA INTRODUÇÃO À ESTATÍSTICA O objecto da estatística Ciência que dispõe de processos apropriados para recolher, organizar, classificar, apresentar e interpretar conjunto de dados. 13-03-2002 Margarida Pocinho

Leia mais

Maternal. Material de uso. coletivo. Material de uso. individual. Início das aulas 29/01/14. Fardamento. Material didático. Documentos para os novatos

Maternal. Material de uso. coletivo. Material de uso. individual. Início das aulas 29/01/14. Fardamento. Material didático. Documentos para os novatos Maternal Todo material de uso O1-Sabonete infantil 01-Roupãp com o nome da criança 03-Pacotes de fraldas descartáveis (caso a criança use) 01-Toalhinha de rosto (com o nome) 01-Pasta polionda azul O1-brinquedo

Leia mais

Preparação para o teste intermédio de Matemática 8º ano

Preparação para o teste intermédio de Matemática 8º ano Preparação para o teste intermédio de Matemática 8º ano Conteúdos do 7º ano Conteúdos do 8º ano Conteúdos do 8º Ano Teorema de Pitágoras Funções Semelhança de triângulos Ainda os números Lugares geométricos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MATEMÁTICA 1 a LISTA DE EXERCÍCIOS Bioestatística Professor: Ednaldo Carvalho Guimarães

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MATEMÁTICA 1 a LISTA DE EXERCÍCIOS Bioestatística Professor: Ednaldo Carvalho Guimarães UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MATEMÁTICA a LISTA DE EXERCÍCIOS Bioestatística Professor: Ednaldo Carvalho Guimarães ) Um pesquisador obteve os seguintes valores de umidade (%) em casa

Leia mais

Estatística I Aula 1. Prof.: Patricia Maria Bortolon, D. Sc.

Estatística I Aula 1. Prof.: Patricia Maria Bortolon, D. Sc. Estatística I Aula 1 Prof.: Patricia Maria Bortolon, D. Sc. Estatística Estatística

Leia mais

ESTATÍSTICA. Professor: Ricardo Vojta

ESTATÍSTICA. Professor: Ricardo Vojta ESTATÍSTICA Ciências Contábeis Professor: Ricardo Vojta RAMOS DA ESTATÍSTICA A estatística dedutiva (também conhecida como Estatística Descritiva) se encarrega de descrever o conjunto de dado desde a elaboração

Leia mais

Opinião da População Sobre a Cobrança das Sacolas Plásticas Reutilizáveis. Agosto de 2015

Opinião da População Sobre a Cobrança das Sacolas Plásticas Reutilizáveis. Agosto de 2015 Opinião da População Sobre a Cobrança das Sacolas Plásticas Reutilizáveis Agosto de 2015 2 A Lei nº 15.374 de 2011 proíbe a disponibilização de sacolas plásticas descartáveis nos estabelecimentos comerciais

Leia mais

Boletim Oficial 017/11. Rio de Janeiro, 19 de maio de 2011

Boletim Oficial 017/11. Rio de Janeiro, 19 de maio de 2011 Circuito Alto Rendimento [ 02 de julho - Sábado Sub 17 (1996/1995) Masculino Verde a Preta Feminino Amarela a Preta Sênior (1996 e anteriores) Masculino Roxa a Preta Feminino Laranja a Preta Sub 13 (2000/1999)

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO REGINELLA DA 22ª FESTITÁLIA

REGULAMENTO DO CONCURSO REGINELLA DA 22ª FESTITÁLIA REGULAMENTO DO CONCURSO REGINELLA DA 22ª FESTITÁLIA 1. DO OBJETIVO: 1.1. O concurso Reginella da 22ª Festitália tem como objetivo principal a eleição da Reginella, 1ª e 2ª Principessas, representantes

Leia mais

CURVA DE GAUSS. Bruno Vaz Hennemann (03) Gabriel Gustavo Ferrarini (10) Murillo Henrique de Mello Peteffi (25) Paulo Renan Schmitt Pereira (26)

CURVA DE GAUSS. Bruno Vaz Hennemann (03) Gabriel Gustavo Ferrarini (10) Murillo Henrique de Mello Peteffi (25) Paulo Renan Schmitt Pereira (26) FUNDAÇÃO ESCOLA TÉCNICA LIBERATO SALZANO VIEIRA DA CUNHA CURSO TÉCNICO EM MECÂNICA PRIMEIRA SÉRIE DO ENSINO MÉDIO Turma 3111 Grupo E Projeto Reconstrução de uma Experiência do MCT-PUC CURVA DE GAUSS Bruno

Leia mais

Estatística Aplicada ao Serviço Social Módulo 1:

Estatística Aplicada ao Serviço Social Módulo 1: Estatística Aplicada ao Serviço Social Módulo 1: Introdução à Estatística Importância da Estatística Fases do Método Estatístico Variáveis estatísticas. Formas Iniciais de Tratamento dos Dados Séries Estatísticas.

Leia mais

O que é a estatística?

O que é a estatística? Elementos de Estatística Prof. Dr. Clécio da Silva Ferreira Departamento de Estatística - UFJF O que é a estatística? Para muitos, a estatística não passa de conjuntos de tabelas de dados numéricos. Os

Leia mais

TOPOGRAFIA O LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO

TOPOGRAFIA O LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO 200784 Topografia I TOPOGRAFIA O LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO Prof. Carlos Eduardo Troccoli Pastana pastana@projeta.com.br (14) 3422-4244 AULA 2 1. AS GRANDEZAS MEDIDAS Lineares 200784 Topografia I 2 1. AS

Leia mais

EDITAL FATEC SENAI Nº 02/2014

EDITAL FATEC SENAI Nº 02/2014 1 EDITAL FATEC SENAI Nº 02/2014 Processo Seletivo 2015 FATEC SENAI Campo Grande 1. Das disposições preliminares: 1.1 A Faculdade de Tecnologia SENAI Campo Grande, tendo em vista o disposto nas Leis nº

Leia mais

Análise Descritiva de Dados

Análise Descritiva de Dados 19% 7% 48% 12% Análise Descritiva de Dados 14% Parte I: Organizando e apresentando os dados de variáveis qualitativas Loiro 12,60 7,87 74,02 5,51 Ruivo Castanho 10,14 19,72 18,88 19,72 29,37 23,94 36,62

Leia mais

Apresentação. E&L ERP Gestão Educacional. PostgreSQL 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0

Apresentação. E&L ERP Gestão Educacional. PostgreSQL 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0 Apresentação 1 PostgreSQL 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Introdução Sejam públicas ou privadas, as entidades educacionais têm o mesmo objetivo: maximizar o lucro sem, no entanto, comprometer a qualidade

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. 1.4. Ensino Médio, maior parte: Regular Supletivo Técnico Telecurso Outros:

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. 1.4. Ensino Médio, maior parte: Regular Supletivo Técnico Telecurso Outros: I - DADOS DE Curso Pré-Vestibular do Campus Araras da UFSCar Ficha para Caracterização Socioeconômica do Candidato Processo Seletivo 2011 ADOS DE CARACTERIZAÇÃO SOCIAL I.A. SOBRE A ESCOLARIDADE DO(A) CANDIDATO(A)

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE ESTATÍSTICA

NOÇÕES BÁSICAS DE ESTATÍSTICA Curso de Capacitação em Epidemiologia Básica e Análise da Situação de Saúde Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde NOÇÕES BÁSICAS DE ESTATÍSTICA Gleice Margarete de Souza Conceição Airlane

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE TECNOLOGIA MESTRADO PROFISSIONAL EM PROCESSOS CONSTRUTIVOS E SANEAMENTO URBANO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE TECNOLOGIA MESTRADO PROFISSIONAL EM PROCESSOS CONSTRUTIVOS E SANEAMENTO URBANO EDITAL 01/2012 PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM PROCESSOS PPCS A Universidade Federal do Pará, através da Coordenação do Programa de Pós- Graduação em Processos Construtivos e

Leia mais

RESUMO DE DADOS. Lucas Santana da Cunha Universidade Estadual de Londrina. 24 de abril de 2017

RESUMO DE DADOS. Lucas Santana da Cunha  Universidade Estadual de Londrina. 24 de abril de 2017 RESUMO DE DADOS Lucas Santana da Cunha lscunha@uel.br http://www.uel.br/pessoal/lscunha/ Universidade Estadual de Londrina 24 de abril de 2017 e gráficos Apresentação de dados A apresentação de dados estatísticos

Leia mais

Formulário para Diagnóstico da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no Espírito Santo Levantamento do perfil dos Sujeitos da EJA

Formulário para Diagnóstico da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no Espírito Santo Levantamento do perfil dos Sujeitos da EJA Pesquisa do Programa Observatório da Educação OBEDUC/UFES Formulário para Diagnóstico da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no Espírito Santo Levantamento do perfil dos Sujeitos da EJA Caros educandos

Leia mais

ORGANIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS Nome: N.º Turma / /201

ORGANIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS Nome: N.º Turma / /201 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA BOA ÁGUA 172388 Escola Básica Integrada da Boa Água EB1 n.º2 da Quinta do Conde EB1/JI do Pinhal do General JI do Pinhal do General Departamento

Leia mais

EDITAL Nº 01/2014 EDITAL Nº 01/2014 DO PROCESSO SELETIVO DA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI CUIABÁ INGRESSO EM 2015/1

EDITAL Nº 01/2014 EDITAL Nº 01/2014 DO PROCESSO SELETIVO DA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI CUIABÁ INGRESSO EM 2015/1 CUIABÁ CUIABÁ CUIABÁ CUIABÁ UNIDADE PARCELAS MENSALIDADE (R$) TURNO VAGAS DURAÇÃO DO CURSO EDITAL Nº 01/2014 EDITAL Nº 01/2014 DO PROCESSO SELETIVO DA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI CUIABÁ INGRESSO EM 2015/1

Leia mais

Esses slides são parte de um

Esses slides são parte de um Esses slides são parte de um projeto de extensão apresentado na UEMS em 2011, no campus de Maracaju pelas professoras, Simone Estigarribia de Lima e Nataly Gomes Ovando. Esses slides foram elaborados por

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DE CENTROS DE TREINAMENTO Dispõe sobre os requisitos para certificação dos Centros de Treinamento das entidades filiadas à CBTM

CERTIFICAÇÃO DE CENTROS DE TREINAMENTO Dispõe sobre os requisitos para certificação dos Centros de Treinamento das entidades filiadas à CBTM Dispõe sobre os requisitos para certificação dos Centros de Treinamento das entidades filiadas à CBTM O Comitê Executivo, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pela CBTM, conforme disposto no

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO ESCOLA DE ENGENHARIA CIVIL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO ESCOLA DE ENGENHARIA CIVIL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO ESCOLA DE ENGENHARIA CIVIL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO DE RECURSOS HÍDRICOS (CEPG-RH)

Leia mais

REGULAMENTO DE UNIFORMES

REGULAMENTO DE UNIFORMES POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS ANEXO III REGULAMENTO DE UNIFORMES TÍTULO I Generalidades Art. 1º O presente Regulamento

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ.

RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ. RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ. Apresentação Este relatório contém os resultados da 1ª pesquisa de Qualidade de Vida na cidade de Aracruz solicitada pela FACE. O objetivo

Leia mais

Estatística Aplicada ao Serviço Social

Estatística Aplicada ao Serviço Social Estatística Aplicada ao Serviço Social Prof a. Juliana Freitas Pires Departamento de Estatística Universidade Federal da Paraíba - UFPB juliana@de.ufpb.br Introdução O que é Estatística? Coleção de métodos

Leia mais

12/07 MANHÃ GINÁSIO Disputa de sete metros Categorias 4, 5 e 6 (6º ano ao Ens. Médio)

12/07 MANHÃ GINÁSIO Disputa de sete metros Categorias 4, 5 e 6 (6º ano ao Ens. Médio) 12/07 MANHÃ GINÁSIO Disputa de sete metros Categorias 4, 5 e 6 (6º ano ao Ens. Médio) 7:30h Azul x Vermelha (cat. 4,5,6) Verde x Amarela (cat. 4,5,6) Handebol feminino II Categoria 4 (6º e 7º anos) 8:00h

Leia mais

CONCEITOS. Evento: qualquer subconjunto do espaço amostral. Uma primeira idéia do cálculo de probabilidade. Eventos Teoria de conjuntos

CONCEITOS. Evento: qualquer subconjunto do espaço amostral. Uma primeira idéia do cálculo de probabilidade. Eventos Teoria de conjuntos INTRODUÇÃO À PROAILIDADE Exemplos: O problema da coincidência de datas de aniversário O problema da mega sena A teoria das probabilidade nada mais é do que o bom senso transformado em cálculo A probabilidade

Leia mais

I Lista de Exercícios

I Lista de Exercícios MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA I Lista de Exercícios 1. Faça um algoritmo que receba o salário-base de

Leia mais

CATEGORIAS GRADUAÇÃO IDADE PESO ALTURA ESTILO CATEGORIES GRADES/BELTS AGE WEIGHT HEIGHT STYLE

CATEGORIAS GRADUAÇÃO IDADE PESO ALTURA ESTILO CATEGORIES GRADES/BELTS AGE WEIGHT HEIGHT STYLE CATEGORIAS GRADUAÇÃO IDADE PESO ALTURA ESTILO CATEGORIES GRADES/BELTS AGE WEIGHT HEIGHT STYLE KATA MASCULINO INDIVIDUAL KATA MALE INDIVIDUAL 1 MIRIM A (CHILDREN A) 5 A 6 ANOS (5 TO 6 2 MIRIM B (CHILDREN

Leia mais

Estatística Descritiva I

Estatística Descritiva I Estatística Descritiva I Bacharelado em Economia - FEA - Noturno 1 o Semestre 2016 Profs. Fábio P. Machado e Gilberto A. Paula MAE0219 (Economia-FEA-Noturno) Estatística Descritiva I 1 o Semestre 2016

Leia mais

FORMULÁRIO PARA RECADASTRAMENTO DAS BIBLIOTECAS PÚBLICAS MUNICIPAIS

FORMULÁRIO PARA RECADASTRAMENTO DAS BIBLIOTECAS PÚBLICAS MUNICIPAIS GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA SUPERINTENDÊNCIA DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS E SUPLEMENTO LITERÁRIO FORMULÁRIO PARA RECADASTRAMENTO DAS BIBLIOTECAS PÚBLICAS MUNICIPAIS DO

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 2º edição de 2013

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 2º edição de 2013 Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 2º edição de 2013 1 - Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior - IES

Leia mais

ESTATÍSTICA. Aula 1 Introdução, Tipos de Variáveis, Tipos de Dados e Tabela de Frequência. Fernando Arbache

ESTATÍSTICA. Aula 1 Introdução, Tipos de Variáveis, Tipos de Dados e Tabela de Frequência. Fernando Arbache ESTATÍSTICA Aula 1 Introdução, Tipos de Variáveis, Tipos de Dados e Tabela de Frequência Fernando Arbache 2 INTRODUÇÃO A Estatística engloba os conceitos de organização, descrição, análise e interpretação

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL MARINHA

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL MARINHA MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL MARINHA CONCURSO PARA ADMISSÃO DE VOLUNTÁRIOS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO NOS QUADROS PERMANENTES NA CATEGORIA DE PRAÇAS DA CLASSE DE MÚSICOS NORMAS DO CONCURSO Marinha Sistema

Leia mais

Matemática Ficha de Trabalho/Apoio Tratamento de Dados

Matemática Ficha de Trabalho/Apoio Tratamento de Dados Matemática Ficha de Trabalho/Apoio Tratamento de Dados Constrói um gráfico de barras que represente a informação sobre os animais domésticos dos alunos da turma A. 7ºano Organização e análise de dados

Leia mais

EDITAL CEPS 004/2015 2º PROCESSO SELETIVO UNIFICADO CESUC 2015/1

EDITAL CEPS 004/2015 2º PROCESSO SELETIVO UNIFICADO CESUC 2015/1 2º PROCESSO SELETIVO UNIFICADO CESUC 2015/1 O Presidente da Comissão Especial do Processo Seletivo Unificado - CEPS, torna público por meio do presente Edital, que serão recebidas as inscrições referentes

Leia mais

13. Assinala com X o número que deves adicionar ao número 797,95 para obteres o número inteiro mais próximo.

13. Assinala com X o número que deves adicionar ao número 797,95 para obteres o número inteiro mais próximo. Prova Final de Matemática 1.º Ciclo do Ensino Básico Prova 42/Época Especial/2015 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ALUNO Nome completo Documento de identificação Assinatura do Aluno

Leia mais

LAYOUT FINAL DE PEDIDOS

LAYOUT FINAL DE PEDIDOS LAYOUT FINAL DE PEDIDOS Página 1 de 12 INDICE INDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 3 OBJETIVOS DO LAYOUT... 3 DESCRIÇÃO DOS CAMPOS... 3 PRODUTO VISA VALE... 4 ORGANIZAÇÃO DOS REGISTROS...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA. Projeto de GDI. Definição do Minimundo

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA. Projeto de GDI. Definição do Minimundo UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA Projeto de GDI Definição do Minimundo Tomer de Lima Simis - tls@cin.ufpe.br Marlon Reghert Alves dos Santos - mras@cin.ufpe.br Samuel Paz Mendes

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA INFORMATIVO DO ALUNO

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA INFORMATIVO DO ALUNO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA INFORMATIVO DO ALUNO INSTRUÇÃO DE NIVELAMENTO DE CONHECIMENTO DO EFETIVO CONVOCADO PELO DFNSP - 57ª EDIÇÃO DEPARTAMENTO DA FORÇA NACIONAL

Leia mais

Universidade Federal da Paraíba Departamento de Estatística 1 a. Lista de Exercícios de Estatística III 2005.2

Universidade Federal da Paraíba Departamento de Estatística 1 a. Lista de Exercícios de Estatística III 2005.2 1) Defina com as suas palavras: Universidade Federal da Paraíba Departamento de Estatística 1 a. Lista de Exercícios de Estatística III 2005.2 a) Estatística b) População c) Amostra d) Parâmetro e) Estimador

Leia mais

Plano de Curso Não Regulamentado - Qualificação Profissional

Plano de Curso Não Regulamentado - Qualificação Profissional PERFIL PROFISSIONAL / IDENTIFICAÇÃO DA OCUPAÇÃO: Ocupação: Educação Profissional: Nível da Qualificação: Área Tecnológica: Competência Geral: Requisitos de Acesso: Carpinteiro de Estruturas de Telhado

Leia mais

Probabilidade - Conceitos Básicos. Anderson Castro Soares de Oliveira

Probabilidade - Conceitos Básicos. Anderson Castro Soares de Oliveira - Conceitos Básicos Castro Soares de Oliveira é o ramo da matemática que estuda fenômenos aleatórios. está associada a estatística, porque sua teoria constitui a base de estatística inferencial. Conceito

Leia mais

REGULAMENTO VII JOGOS INTERNOS ED.FÍSICA VII JIEFI 2015.

REGULAMENTO VII JOGOS INTERNOS ED.FÍSICA VII JIEFI 2015. REGULAMENTO VII JOGOS INTERNOS ED.FÍSICA VII JIEFI 2015. Regulamento Geral / JIEFI 2015 I FUNDAMENTAÇÃO Art. 1º - Este Regulamento é o conjunto de normas e disposições que regem as competições dos JOGOS

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA DE CONCLUSÃO DE ESTÁGIO

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA DE CONCLUSÃO DE ESTÁGIO Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil Subsecretaria de Gestão Coordenadoria de Gestão de Pessoas Coordenação de Desenvolvimento Pessoal Gerência de Desenvolvimento

Leia mais

Uma alternativa para chegar mais perto dos clientes

Uma alternativa para chegar mais perto dos clientes PREMIO NACIONAL DE QUALIDADE EM SANEAMENTO PNQS 2012 Relatório de Descrição de Prática de Gestão Uma alternativa para chegar mais perto dos clientes Categoria: Inovação da Gestão em Saneamento IGS Setembro

Leia mais

EDITAL Nº 2/2015 TÍTULO I DO PROCESSO SELETIVO

EDITAL Nº 2/2015 TÍTULO I DO PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº 2/2015 O Diretor da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV), no uso de suas atribuições, torna público o presente Edital contendo as normas referentes ao Processo Seletivo para o

Leia mais

(Real Archivo Militar/1808) NORMAS PARA UTILIZAÇÃO E REPRODUÇÃO DE ACERVO DO ARQUIVO HISTÓRICO DO EXÉRCITO

(Real Archivo Militar/1808) NORMAS PARA UTILIZAÇÃO E REPRODUÇÃO DE ACERVO DO ARQUIVO HISTÓRICO DO EXÉRCITO MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx DPHCEx ARQUIVO HISTÓRICO DO EXÉRCITO (Real Archivo Militar/1808) NORMAS PARA UTILIZAÇÃO E REPRODUÇÃO DE ACERVO DO ARQUIVO HISTÓRICO DO EXÉRCITO 1. FINALIDADE

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER RECURSO DICIPLINA MATEMÁTICA

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER RECURSO DICIPLINA MATEMÁTICA 19) Leia o texto a seguir. VESTIBULAR DE VERÃO - 0 de dezembro de 010 Índice de Massa orporal e ingestão alimentar Segundo a recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde) de 1998 deve-se utilizar

Leia mais

Índice. Sumário Executivo 2. Índice de Tabelas e Gráficos 5. Introdução 12. Argentina 17. Brasil 31. Chile 45. Colômbia 58. México 72.

Índice. Sumário Executivo 2. Índice de Tabelas e Gráficos 5. Introdução 12. Argentina 17. Brasil 31. Chile 45. Colômbia 58. México 72. Índice Sumário Executivo 2 Índice de Tabelas e Gráficos Introdução 12 Argentina 17 Brasil 31 Chile 4 Colômbia 8 México 72 Conclusão 86 Notas Metodológicas 96 É proibida a reprodução parcial ou total de

Leia mais

Digitalização do acervo da Delegacia Regional do Trabalho 1933-1940: Dados Quantitativos e a Construção de um Perfil do Trabalhador

Digitalização do acervo da Delegacia Regional do Trabalho 1933-1940: Dados Quantitativos e a Construção de um Perfil do Trabalhador 1707 X Salão de Iniciação Científica PUCRS Digitalização do acervo da Delegacia Regional do Trabalho 1933-1940: Dados Quantitativos e a Construção de um Perfil do Trabalhador SCHNEIDER, Kate M.¹; BEM,

Leia mais

Professor conteudista: Maurício Martins do Fanno

Professor conteudista: Maurício Martins do Fanno Estatística Professor conteudista: Maurício Martins do Fanno Sumário Estatística Unidade I 1 COLETA DE DADOS...7 1.1 Dados e variáveis estatísticas...7 1.2 Classificações das variáveis... 1.3 Amostragem...11

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO A ANIMAIS PERTENCENTES A FAMÍLIAS CARENCIADAS

PROGRAMA DE APOIO A ANIMAIS PERTENCENTES A FAMÍLIAS CARENCIADAS 1/5 PROGRAMA DE APOIO A ANIMAIS PERTENCENTES A FAMÍLIAS CARENCIADAS FORMULÁRIO DE CANDIDATURA (nº SM) Exmo Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sintra 1. Identificação (nome completo), Masculino Feminino

Leia mais

LOCAL: Vila Olímpica do Mato Alto (Av. Cândido Benício, 2973 Jacarepaguá/RJ) INSCRIÇÕES ATÉ O DIA 14/09

LOCAL: Vila Olímpica do Mato Alto (Av. Cândido Benício, 2973 Jacarepaguá/RJ) INSCRIÇÕES ATÉ O DIA 14/09 INSCRIÇÕES ATÉ O DIA 14/ Sub 20 (1993/1994/1995) Masculino Roxa a Preta Feminino Laranja a Preta Circuito de Veteranos (1982 e anteriores) Masculino Sub 13(2000/20) Masculino Azul a verde Feminino Cinza

Leia mais

FORMULÁRIO DE AVALIAÇÃO DA ANTROPOMETRIA REALIZADA NA ATENÇÃO BÁSICA

FORMULÁRIO DE AVALIAÇÃO DA ANTROPOMETRIA REALIZADA NA ATENÇÃO BÁSICA FORMULÁRIO DE AVALIAÇÃO DA ANTROPOMETRIA REALIZADA NA ATENÇÃO BÁSICA IDENTIFICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO (ID) [ ] ( ) Questionário [ ] ( ) Entrevistador (bolsista): [ ] ( ) Pesquisador (professor orientador):

Leia mais

ANÁLISE ESTATÍSTICA Uanderson Rebula de Oliveira

ANÁLISE ESTATÍSTICA Uanderson Rebula de Oliveira ANÁLISE ESTATÍSTICA de Oliveira uanderson@csn.com.br www.uandersonrebula.blogspot.com CADERNO DE EXERCÍCIOS Tabelas e Gráficos Estatísticos 1) Classifique as Séries abaixo: ) Construção de tabelas: a)

Leia mais

Exercícios Importância das Unidades

Exercícios Importância das Unidades Exercícios Importância das Unidades 1. Tenho na carteira 3 notas de 5 reais e 2 moedas de 50 centavos. Quantos reais tenho em minha carteira? Quantos centavos tenho em minha carteira? 16 reais ou 1600

Leia mais

FORMULÁRIO DE AVALIAÇÃO SOCIOECONÔMICA PARA INCLUSÃO NOS PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL PRACE PNAES- UNIFAL-MG

FORMULÁRIO DE AVALIAÇÃO SOCIOECONÔMICA PARA INCLUSÃO NOS PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL PRACE PNAES- UNIFAL-MG FORMULÁRIO DE AVALIAÇÃO SOCIOECONÔMICA PARA INCLUSÃO NOS PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL PRACE PNAES- UNIFAL-MG Categoria do estudante em relação à UNIFAL -MG: ( ) Ingressante ( ) Veterano ou 2º ingresso

Leia mais

Análises de resultados da pesquisa

Análises de resultados da pesquisa 1 of 9 30/03/2010 13:19 Idiomas: Español English Português Italiano Français Deutsch Análises de resultados da pesquisa MOSTRE NOVA PESQUISA MINHAS PESQUISAS MINHAS LISTAS MINHA CONTA Visualização dos

Leia mais

EDITAL N.º 10/2014. Dispõe sobre o Processo de Matrícula para o Curso de Extensão: Instrumentação Cirúrgica.

EDITAL N.º 10/2014. Dispõe sobre o Processo de Matrícula para o Curso de Extensão: Instrumentação Cirúrgica. 1 EDITAL N.º 10/2014 Dispõe sobre o Processo de Matrícula para o Curso de Extensão: Instrumentação Cirúrgica. O - TECPUC, mantido pela Associação Paranaense de Cultura, torna pública a abertura do processo

Leia mais

Para proteção completa contra chuva, está disponível em lojas de varejo uma capa de chuva ABC Design.

Para proteção completa contra chuva, está disponível em lojas de varejo uma capa de chuva ABC Design. MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO ABC DESIGN PRIMO Moldura de Alumínio leve Alças giratórias em 360 graus 4 posições de regulagem de encosto Rodas dianteiras giratórias e bloqueáveis. toldo removível Testado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA POLÍTICA CURSO DE GESTÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA POLÍTICA CURSO DE GESTÃO PÚBLICA 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA POLÍTICA CURSO DE GESTÃO PÚBLICA Professor: Ernesto Friedrich de Lima Amaral Disciplina: Avaliação

Leia mais

PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS Faculdade de Mantena

PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS Faculdade de Mantena PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS Faculdade de Mantena MANTENA - MG OBJETIVO GERAL O Programa de Acompanhamento de Egressos da FAMA tem o objetivo geral de criar mecanismos que permitam a contínua

Leia mais

MÓDULO 1. I - Estatística Básica

MÓDULO 1. I - Estatística Básica MÓDULO 1 I - 1 - Conceito de Estatística Estatística Técnicas destinadas ao estudo quantitativo de fenômenos coletivos e empíricamente observáveis. Unidade Estatística nome dado a cada observação de um

Leia mais

I. TRAJECTÓRIA PROFISSIONAL. I. 1. Trajectória profissional externa anterior à entrada na empresa. Profissão/ Tipo de actividade

I. TRAJECTÓRIA PROFISSIONAL. I. 1. Trajectória profissional externa anterior à entrada na empresa. Profissão/ Tipo de actividade I. TRAJECTÓRIA PROFISSIONAL I. 1. Trajectória profissional externa anterior à entrada na empresa Sector de actividade Profissão/ Tipo de actividade na profissão Categoria profissional/ Titularidade profissional

Leia mais

Estatística Básica. Introdução à Análise Exploratória de Dados. Renato Dourado Maia. Instituto de Ciências Agrárias

Estatística Básica. Introdução à Análise Exploratória de Dados. Renato Dourado Maia. Instituto de Ciências Agrárias Estatística Básica Introdução à Análise Exploratória de Dados Renato Dourado Maia Instituto de Ciências Agrárias Universidade Federal de Minas Gerais Organização de Dados Hoje, serão discutidos alguns

Leia mais

Revisão: Noções básicas de estatística aplicada a avaliações de imóveis

Revisão: Noções básicas de estatística aplicada a avaliações de imóveis Curso de Avaliações Prof. Carlos Aurélio Nadal cnadal@ufpr.br 1 AULA 03 Revisão: Noções básicas de estatística aplicada a avaliações de imóveis 2 OBSERVAÇÃO: é o valor obtido durante um processo de medição.

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE PROVAS E TÍTULOS PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR EDITAL N 016/2015 UNEMAT

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE PROVAS E TÍTULOS PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR EDITAL N 016/2015 UNEMAT PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE PROVAS E TÍTULOS PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR EDITAL N 016/2015 UNEMAT A, no uso de suas atribuições legais e em cumprimento das normas

Leia mais