ANÁLISE ESTATÍSTICA Uanderson Rebula de Oliveira

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANÁLISE ESTATÍSTICA Uanderson Rebula de Oliveira"

Transcrição

1 ANÁLISE ESTATÍSTICA de Oliveira CADERNO DE EXERCÍCIOS

2 Tabelas e Gráficos Estatísticos 1) Classifique as Séries abaixo: ) Construção de tabelas: a) Verificou-se, em 199, a seguinte quantidade de Importação de Máquinas Agrícolas (Dados fictícios) 1. oriundas dos Estados Unidos; 11. oriundas da Inglaterra; 9. oriundas do México; 1. oriundas da China b) A empresa Automobil tem um registro estatístico da quantidade de carros defeituosos entre 199 e. No ano de 199 foram registrados carros defeituosos e, para cada ano seguinte, reduziram-se de carros. Dados fictícios.

3 ) Construção de Gráficos a) Represente as tabelas utilizando gráficos em linhas: PRODUÇÃO DE SOFÁS BRASIL ANOS QUANTIDADE Fonte: dados fictícios PRODUÇÃO DE AÇO SUDESTE ANOS QUANTIDADE (Ton.) Fonte: dados fictícios b) Represente as tabelas utilizando gráficos em colunas: PRODUÇÃO DE ELETRÔNICOS BRASIL ANOS QUANTIDADE Fonte: dados fictícios PRODUÇÃO DE PAPEL SUDESTE ANOS QUANTIDADE (Ton.) Fonte: dados fictícios

4 c) Represente as tabelas utilizando gráficos em barras: PRODUÇÃO DE VEÍCULOS BRASIL TIPOS QUANTIDADE Motocicletas 1.. Automóveis. Comerciais leves. Comerciais pesados 7. Fonte: ANFAVEA PRODUÇÃO DE AÇO BRASIL - 1 EMPRESA QUANTIDADE (Ton.) CSN 7 USIMINAS 1 AÇOMINAS 9 COSIPA TUBARÃO Fonte: dados fictícios d) Represente as tabelas utilizando gráficos em setores: ACIDENTES DO TRABALHO SÃO PAULO CIDADES PORCENTAGEM São Paulo 1% Guarulhos % Campinas % Osasco % Santos % Fonte: dados fictícios ACIDENTES DO TRABALHO BRASIL - 1 REGIÕES PORCENTAGEM Norte % Nordeste % Sudeste % Sul % Centro-oeste % Fonte: dados fictícios

5 e) Represente a tabela utilizando histograma: Pesos de peças Coletadas para análise i Pesos (Kg) f f= f) Elabore dois gráficos para a tabela abaixo: Estaturas de funcionários de uma empresa. i Estaturas (cm) f f= a) Histograma b) Ogiva

6 6 REVISÃO DE MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL Média simples 1.Calcule a média salarial dos empregados de uma empresa, abaixo: $ $9 $ $ $ $1 $. R = $7.. Uma empresa exige que a Média do comprimento de determinada peça esteja entre cm e cm. A tabela abaixo representa amostras de peças. Calcule a média simples e informe se a exigência foi atendida. R = cm Peça A B C D E F G H I J Cm cm cm cm cm 6cm cm 1cm cm cm 1cm Média ponderada 1) Uma escola adota como critério de aprovação a média 6,, sendo as provas com pesos, 1, e, respectivamente para o 1º bim, º bim, º bim e º bim. Considerando as notas de Felipe (na ordem bimestral crescente), informe se foi aprovado. R= Notas:, 9,,, ) Um feirante possuía Kg de maça para vender em uma manhã. Começou a vender por R$,/Kg e, com o passar das horas, reduziu o preço para não haver sobras. A tabela informa a quantidade de maçãs vendidas em cada período, bem como os diferentes preços cobrados pelo feirante. Período Preço/Kg Nº de Kg de maçã vendidos Até às h R$, Das h às 11h R$, 1 Das 11h às 1h R$1, Naquela manhã, por quantos R$ foi vendido, em média, o Kg da maçã? R = R$,6 ) Uma empresa é constituída de funcionários, sendo os seus salários representados pela tabela abaixo. Qual o salário médio dos empregados dessa empresa? R = R$76 N funcionários Salário R$ ) Suponha que os Custos de Produção e as Quantidades produzidas por três filiais A, B e C constam na tabela abaixo. O custo médio de produção para a empresa em seu conjunto é: R = R$ 1,16 Filial Custo de Quantidade produção R$ produzida A 1, B 1,6 C 1, 9 ) Sou dono de uma agência. Comprei carros no RJ por R$ 1.9 cada, carros em SP por R$17.7 cada, carros em MG por R$. cada, 1 carros em ES por R$ 11. cada. Qual o preço médio do carro? R = R$ 1.,

7 7 Média de distribuição de frequência 1. Calcule a média das distribuições de frequências abaixo: a) Pesos de 6 alunos R =,77kg Pesos (Kg) f f=6 b) Pesos de peças coletadas para análise R = 7,67kg Pesos (Kg) f 7 7 f= c) Estaturas de funcionários de uma empresa. R = 167, cm Estaturas (cm) f f= d) Tamanho de peças coletadas para análise da qualidade. R = 166,1 mm (mm) f f=. Analise os histogramas abaixo: Quantidade de dias 1 6 Registros das temperaturas de Resende - julho a) Qual a temperatura média de Resende em Julho? R =,1 C 7 Temperaturas ( C) 9 Quantidade de veículos Resultados dos veículos registrados por um radar Velocidade (Km/h) b) Qual a velocidade média dos veículos? R = 9 km/h Renda mensal de familias em Resende Quantidade de famílias Nº de salários mínimos Qual o nº de salários mínimo médio que as famílias recebem mensalmente? R = 6, salários mínimos 19 1

8 Mediana 1.Determine o salário mediano dos empregados de uma empresa: $1 $ $ $. $ $ $9 R = $. Uma empresa exige que a mediana do comprimento das peças esteja entre cm e cm. A tabela abaixo representa amostras de peças. Informe se a exigência foi atendida. R = cm não. Peça A B C D E F G H I J Cm cm cm cm 1cm 6cm cm 1cm cm cm cm.calcule a mediana das distribuições de frequências, abaixo: a) Pesos de 6 alunos da turma A R =,66 kg Pesos (Kg) f f=6 c) Estaturas de funcionários de uma empresa. R = 16,6 cm Estaturas (cm) f f= b) Pesos de peças coletadas para análise R = 7 kg Pesos (Kg) f 7 f= d) Tamanhos de 1 peças coletadas para análise.r = 16 mm (mm) f f=1. Analise os histogramas abaixo: Quantidade de dias 1 6 Registros das temperaturas de Resende - julho a) Qual a temperatura mediana de Resende em Julho? R =,71 C 7 Temperaturas ( C) 9 Quantidade de veículos Resultados dos veículos registrados por um radar Velocidade (Km/h) b) Qual a velocidade mediana dos veículos? R = 9 km/h

9 9 c) O histograma abaixo apresenta o número de salários mínimos que as famílias de Resende recebem mensalmente: Quantidade de famílias Renda mensal de familias em Resende Nº de salários mínimos Qual o nº de salários mínimo mediano que as famílias recebem mensalmente? R =,7 salários mínimo. Moda 1.Determine o salário modal dos empregados de uma empresa: $1 $ $ $. $ $ $1 $9 R 1.Determine a idade modal dos alunos de uma Universidade, abaixo: R = 19 e (Bimodal). Analise as distribuições de frequência abaixo. a) Calcular o peso modal (moda bruta e de Czuber) dos alunos da escola A. Pesos (Kg) f f=6 R = Bruta kg Czuber,kg c) Calcular a estatura modal (moda bruta e Czuber) dos empregados da empresa X. Estaturas (cm) f f= R = Bruta 171 cm Czuber 17 cm b) Aponte o peso modal de peças coletadas para análise. Pesos (Kg) f 7 f= R = 7 kg d) Aponte o tamanho modal de peças coletadas para análise. (mm) f f=1 R = 16 mm. Analise os histogramas abaixo: Quantidade de dias 1 6 Registros das temperaturas de Resende - julho a) Qual a temperatura modal (Bruta e Czuber) de Resende? R = bruta,ºc Czuber 7,7 C 7 Temperaturas ( C) 9 Quantidade de veículos Resultados dos veículos registrados por um radar Velocidade (Km/h) b) Qual a velocidade modal dos veículos? R = 9 km/h

10 c) O histograma abaixo apresenta o número de salários mínimos que as famílias de Resende recebem mensalmente: Quantidade de famílias Renda mensal de familias em Resende Nº de salários mínimos Qual o nº de salários mínimo modal (Bruta e de Czuber) que as famílias recebem mensalmente? R = Bruta = salários mínimo. Czuber =, salários mínimo MEDIDAS DE VARIAÇÃO Variância e Desvio padrão 1. Durante o ano letivo de 11, as notas de Luis Fabiano, Dunga e Felipe Melo tiraram estão listadas abaixo. Aluno Notas Luis Fabiano, 9,, 7, a) Calcule o Desvio padrão das notas de cada aluno; Dunga, 9, 6, b) Interprete o desvio padrão de cada aluno; Felipe Melo 7,,6 6, 7,7 c) Informe o aluno com maior e com menor variação. Cálculo do Luis Fabiano Resp.: S = 1, Cálculo do Dunga Resp.: S =,79 Cálculo do Felipe Melo Resp.: S =,9

11 11. A tabela abaixo apresenta o comprimento de peças coletadas por lotes, para análise no laboratório de qualidade. Lote Comprimento das peças (mm) Serão aprovados para venda os lotes com Desvio padrão máximo de mm. A a) Calcule o desvio padrão de cada lote; B b) Interprete o desvio padrão de cada lote; C c) Quais os lotes aprovados? Cálculo do Lote A Resp.: S =,9 Cálculo do Lote B Resp.: S =,7 Cálculo do Lote C Resp.: S =,. Constam abaixo as temperaturas das cidades da região em uma semana comercial (Seg à Sex): Cidades temperaturas a) Calcule o Desvio padrão das temperaturas de cada cidade; Barra Mansa,, 7,, b) Interprete os resultados Desvio padrão; Volta Redonda,,,, 6 c) Informe a cidade com menor variação. BM = S = 1,7 VR = S = 1,

12 1 Coeficiente de variação 1. Usando os dados do exercício 1 (desvio padrão da notas dos alunos): a. Calcule o Coeficiente de variação de cada aluno; b. Interprete o Coeficiente de variação de cada aluno; c. Elabore a Distribuição de variabilidade. (Luis Fabiano Cv = 1,6%, moderada) (Dunga Cv = 7,%, grande) (Felipe Melo Cv = 1,%, pequena).usando os dados do exercício (desvio padrão dos lotes A, B e C): a. Calcule o Coeficiente de variação de cada lote; b. Interprete o Coeficiente de variação de cada lote; c. Elabore a Distribuição de variabilidade. (Lote A Cv =,%, pequena) (Lote B Cv=,6%, pequena) (Lote C Cv = 1,61%, moderada).usando os dados do exercício (desvio padrão das temperaturas de Barra Mansa e Volta Redonda): a. Calcule o Coeficiente de variação de cada cidade; b. Interprete o Coeficiente de variação de cada cidade; c. Elabore a Distribuição de variabilidade. (BM Cv = 7,79%, pequena) (VR Cv = 6,, pequena)

13 1 MEDIDAS DE ASSIMETRIA E CURTOSE Assimetria R =, Curtose R =,6 (com mediana),6 (com moda) R =, Média = 7, kg Moda = 7, kg Desvio padrão = 11,7 hg CURTOSE R =,1 CURTOSE R =,;,6;,7 R =, 1º quartil = 66 º quartil =, Percentil 9 = 9 Percentil =

14 1 PROBABILIDADE 1. Marque os números abaixo que NÃO podem representar a probabilidade de um evento: a), b) 97 / c) % d) -,1 e) 19,% f) 1 / 1.. No lançamento de um dado, qual a probabilidade de o resultado ser: P(A) = n(a) n(s) a) um número menor que? R = 66% b) um número ímpar? R = % c) um número divisível por? R= %. Quando retiramos uma carta de um baralho de cartas qual a probabilidade de o resultado: a) Sair um valete? R = 7,69% b) Sair um 6 de ouros? R = 1,9% c) Sair uma figura? R =,7% d) Sair um carta de ouros, que não seja figura? R = 19,%. Em um lote de 1 peças produzidas, são defeituosas. Sendo retirada uma peça, qual a probabilidade de essa peça: a) Seja defeituosa? R=, b) Seja de qualidade? R=,66. O quadro abaixo representa a classificação por sexo e por estado civil, de um conjunto de pessoas presentes em uma reunião. Qual a probabilidade de uma pessoa escolhida ao acaso seja: Sexo Estado civil Casado Solteiro Desquitado Divorciado Homem 7 Mulher Total a) Ser uma pessoa casada R =,6 ou 6% b) Ser homem casado R =, ou % c) Ser uma pessoa desquitada R =, ou % d) Ser mulher solteira R =,6 ou 6% 6. Use o gráfico em colunas a seguir, que mostra o maior nível educacional dos funcionários de uma empresa: Número de funcionários NÍVEL EDUCACIONAL Doutorado Mestrado Graduado Tecnólogo Técnico 1ºgrau Qual a probabilidade de que o nível educacional de um funcionário escolhido ao acaso seja: a) Doutorado R =,9 ou 9% b) Mestrado R =,9 ou,9% Nível educacional mais alto 7. Use a distribuição de frequência, que mostra o número de eleitores americanos (em milhões) de acordo com a idade: Idade dos eleitores f a anos, 1 a anos, a anos 1,7 a anos 7,7 a 6 anos 1,7 Acima de 6 anos 6,7 Encontre a probabilidade que um eleitor escolhido esteja: a) entre 1 e anos R =,6 ou 6% b) entre e anos R =,19 ou 19,%. Uma roleta tem 7 posições numeradas (,1,,...,6). Suponhamos que a bola caia em cada posição com probabilidades iguais. Qual é a probabilidade de a bola cair em: a) um número maior que? R =,161 ou 16,1% b) um número maior que e menor que 1? R =,19 ou 1,9%

15 1 9. Numa urna estão bolas, sendo verdes, 7 brancas e 1 Vermelhas. Pegando-se uma bola qualquer dessa urna, determine a probabilidade: a) de ela ser verde? R= 6,66% b) de ela ser vermelha R= %. Numa gaveta há canetas que escrevem em azul, em preto, em verde e que não possuem carga. Escolhendo ao acaso, uma dessas canetas, ache a probabilidade de que a caneta: a) escreva R =,7 ou 7% b) não escreva R =, ou % c) escreva em azul R =, ou % 11. Um banco de sangue cataloga os tipos de sangue, incluindo fator Rh, dado por doadores, conforme tabela abaixo: Fator Rh Tipo sanguíneo O A B AB Positivo (+) Negativo (-) 6 Total Um doador é selecionado ao acaso. Encontre a probabilidade de que o doador: a) tenha sangue do tipo O negativo. R = 6,% b) tenha sangue com fator Rh negativo. R = 1,9% c) tenha sangue tipo AB positivo. R =,9% Eventos complementares (aquele que não faz parte de A) P( A ) = 1 P(A) 1. Se P(A) =,, ache P( A ) Se P(A) =,, ache P( A ) Se P(A) =, ache P( A ). No lançamento de um dado, qual a probabilidade de o resultado: a) Não ser o número R =,% b) Não ser um número menor que R =,%. Quando retiramos uma carta de um baralho de cartas qual a probabilidade de o resultado: a) não sair um Reis R = 9,% b) não sair uma figura R = 76,9% c) não sair um de ouros R = 9,7%. Em um lote de 1 peças, são defeituosas. Sendo retirada uma peça, calcule a probabilidade de essa peça: a) não ser defeituosa R =,67 ou 67%. Numa urna estão bolas, sendo pretas (P) e brancas (B). Pegando-se uma bola qualquer dessa urna, qual a probabilidade de: a)ela não ser branca? R = % b) ela não ser preta? R = % 6. Use a distribuição de frequência, que mostra o número de eleitores americanos (em milhões) e acordo com a idade. Idade dos eleitores Frequência Encontre a probabilidade que um eleitor, escolhido ao acaso: a anos a) não esteja entre e anos R =,% 1 a anos b) não esteja acima de 6 anos R = 1,1% a anos 1 a anos 7 a 6 anos 1 Acima de 6 anos O quadro abaixo representa a classificação por sexo e por estado civil, de um conjunto administradores presentes em uma reunião. Uma pessoa é sorteada ao acaso. Determine a probabilidade dos eventos: Sexo Estado civil Casado Solteiro Desquitado Divorciado Homem 7 Mulher Total a) Não ser uma mulher R =,6 b) Não ser uma pessoa casada R =,6 c) Não ser uma pessoa desquitada R =,76 d) Não ser homem casado R =,

16 16 Eventos mutuamente exclusivos (ou ocorre A ou ocorre B) P (A ou B) = P(A) + P(B) 1. No lançamento de um dado, qual a probabilidade de o resultado: a. ser o número ou R =,% b. ser o número par ou R = 66,66% c. ser um número ímpar ou ou R =,% d. ser um número divisível por ou o número R = %. Quando retiramos uma carta de um baralho de cartas, qual a probabilidade de: a) sair um 7 de Paus ou de Ouros ou um Valete. R= 11,% b) sair um Rei ou Dama ou Valete ou Ás. R=,76% c) sair um de Paus ou 7 ou R= 17,%. O quadro abaixo representa a classificação por sexo e por estado civil, de um conjunto de administradores presentes em uma reunião. Qual a probabilidade de uma pessoa escolhida ao acaso seja: Sexo Estado civil Casado Solteiro Desquitado Divorciado Homem 7 Mulher Total a) Solteiro ou casado R =, ou % b) Casado ou uma mulher desquitada R =,6 ou 6% c) Solteiro ou um homem casado R =,6 ou 6% d) Divorciado ou uma mulher solteira R =, ou %. Um lote de 16 peças é formado por peças boas, com pequenos defeitos e com defeitos graves. Uma peça é escolhida ao acaso. Calcule a probabilidade de que essa peça: a. seja boa ou tenha defeitos graves. R = 7% b. seja boa ou tenha pequenos defeitos. R = 7,% c. tenha defeito. R = 7,%. Um banco de sangue cataloga os tipos de sangue, incluindo fator Rh, dado por doadores, conforme tabela abaixo: Um doador é selecionado. Encontre a probabilidade de que o doador tenha sangue do: Fator Rh Tipo sanguíneo O A B AB Positivo (+) Negativo (-) Total a) tipo O ou B positivo(+). R =,% b) tipo A negativo (-) ou AB. R =,% c) tipo negativo (-) ou A positivo(+). R = 9,7% d) tipo positivo(+) ou B negativo(-). R = 6,6% 6. Uma caixa contém 1 bolas numeradas de 1 a 1. Extraindo-se uma bola, qual a probabilidade de que seu número seja: a) par ou o número R =,% b) impar ou um número par que seja maior que R = 66,66% c) menor que ou um número maior que 9 R=1,66% Eventos independentes P(A e B) = P(A) x P(B) 1) Ao jogar dois dados simultaneamente, qual a probabilidade de: a) Obter o número e maior que? R =,% b) Obter o número e menor que? R =,% c) Obter um número menor que e maior que? R =,% ) Ao jogar três dados simultaneamente, qual a probabilidade de: a) Obter um número maior que e maior que e? R =,7% b) Obter um número par e ímpar e? R =,16% c) Obter o número e maior que 1 e menor que? R = 9,% ) Uma moeda é jogada e um dado é lançado simultaneamente. Qual a probabilidade de obter cara e um 6 R =,%

17 17 ) De dois baralhos de cartas, cada, retiram-se, simultaneamente, uma carta do primeiro baralho e uma carta do segundo. Qual a probabilidade de: a) Obter um Rei e um de paus? R =,1% b) Obter um Valete e um Ás? R =,9% c) Obter uma figura e uma dama? R = 1,77% d) Obter uma figura e uma figura? R =,% ) Uma urna A contém: bolas brancas e 6 pretas (S=9). Uma urna B contém bolas brancas e pretas (S=7). Uma bola é retirada de cada urna simultaneamente. Qual a probabilidade de as duas bolas retiradas das urnas A e B serem, respectivamente, branca e preta? R = 9,% Urna A Urna B 6) Uma urna A contém: bolas brancas, pretas e verdes. Uma urna B contém bolas brancas, pretas e 1 verde. Uma urna C contém bolas brancas, pretas e verdes. Uma bola é retirada de cada urna simultaneamente. Qual a probabilidade de as três bolas retiradas das urnas A e B e C serem, respectivamente: a) branca e preta e verde? R =,7% b) preta e verde e branca? R = 1,% c) verde e preta e verde? R =,7% d) preta e preta e preta? R =,7% e) verde e verde e verde? R = 1,% Distribuição Binomial NOTA: As respostas são aproximadas. O resultado pode diferir devido o uso da calculadora e arredondamentos. Urna A Urna B Urna C 1. Cirurgias do coração têm % de chance de sucesso em pacientes com problemas cardíacos. A cirurgia é realizada em pacientes. Encontre a probabilidade de a cirurgia: a) Ser um sucesso em pacientes R, b) Não ser um sucesso R,. Um levantamento estatístico realizado pelo IBOPE constatou que a taxa de aprovação do governo federal é de 6%. Ao selecionarmos pessoas ao acaso, qual a probabilidade de: a) pessoas aprovarem o governo R, b) 1 pessoas reprovarem o governo R,1. Uma caixa contém bolas, sendo brancas e 1 pretas. Tirando-se bolas, qual a probabilidade de: a) bolas serem pretas R,1 b) bolas serem brancas R,11. Um lote contém peças, sendo boas e ruins. Se um inspetor de qualidade extrair peças desse lote, qual a probabilidade de saírem: a) peças boas R,1 b) peças ruins R,676. Um dado é lançado 9 vezes. Qual a probabilidade de que o apareça vezes? R, 6. Dois times, Flamengo e Vasco, jogam entre si vezes. Qual a probabilidade de o Flamengo ganhar jogos? R, Em uma fábrica, 1 em cada peças são defeituosas. Uma remessa a um determinado cliente possui 1 peças. Determine a probabilidade de que, nesta remessa: a) 1 estejam perfeitas R,1 b) estejam defeituosas R,7

18 1. Em uma empresa, % das faturas de compras de equipamentos emitidas são pagas com atraso. Ao tomarmos uma amostra de faturas, com reposição, determine a probabilidade de: a) faturas serem pagas com atraso R,1 b) faturas serem pagas sem atraso R, Após diversas vendas durante o ano, uma revendedora de veículos chegou a conclusão que, ao realizar um feirão, 1 em cada veículos eram vendidos. Sabendo-se que neste final de semana será realizado um feirão, ao tomarmos uma amostra de veículos disponíveis nessa feira, determine a probabilidade de: a) veículos serem vendidos R,19 b) veículos não serem vendidos R, 99. Um inspetor de qualidade extrai uma amostra de tubos aleatoriamente de uma carga muito grande de tubos que se sabe que contém % de tubos defeituosos. Determine a probabilidade de esses tubos: a) serem defeituosos R, b) Todos não serem defeituosos R,7 Distribuição Normal 1.Considerando a média do tempo de vida útil das lâmpadas produzidas pela OSRAM de 6 horas com desvio padrão de horas, ache a probabilidade de a lâmpada ter vida útil entre: a) P(6 < z < 6) R, b) P( < z < 6) R,9 c) P( < z < 6) R,766 d) P(66 < z < 76) R, e) Menor que horas R, f) Maior que horas R,9.Os salários semanais dos operários industriais são distribuídos normalmente em torno da média de R$, com desvio padrão de R$. Encontre a probabilidade de o operário ter um salário semanal situado entre: a) R$ e R$ R,17 b) R$1 e R$ R,7 c) R$9 e R$ R,9 d) R$9 e R$7 R,6 e) Menor que R$ R,9 f) Maior que R$ R,17.Um analista de produção concluiu que o tempo médio que os trabalhadores levam para montar uma peça é de 7 segundos com desvio padrão de 6 segundos. Ache a probabilidade de o trabalhador montar a peça entre os tempos: a) 71s e s R,1 b) 7s e s R,167.Dos testes reais de estrada com os pneus, a equipe de engenharia da Pirelli estima que a durabilidade média dos pneus seja. km e que o desvio padrão é. km. Calcule a probabilidade dos pneus terem durabilidade entre: a) 9.km e 6.km R,6 b) 9.km e 61.km R,96.As contas mensais de telefone do Sr. Alberto tem média de R$7 com desvio padrão de R$6. Uma conta é selecionada aleatoriamente. Determine a probabilidade de a conta ter o valor entre: a) R$7, e R$76, R, b) R$6 e R$6 R,166 c) R$6 e R$,6 R,17 d) R$7 e R$76 R,66.

19 19 Correlação e Regressão Linear simples 1. Consideremos na tabela abaixo uma amostra formada por alunos de uma classe, pelo número de horas de estudo (x) e as notas obtidas (y). Pede-se: a. Calcular o coeficiente de correlação r. Respostas: x=7 y= x =1 y =6, xy= e r =,99 b. Interprete o resultado. Aluno Número de horas de estudo versus notas obtidas X (horas de estudo) Y (notas obtidas) Joel 9h 7 Rose 1h Mário 7h 7, Joana h Aldo h 6 José h Maria 6h Paulo h, X Y XY c. Desenhar o diagrama de dispersão. d. Calcular a reta ajustada e inserir a reta no diagrama de dispersão. (nº arbitrário = ) Respostas: a=,7 b=, y=,6

20 . Consideremos na tabela abaixo o aumento do preço de venda de um produto (x) e a o número de unidades vendidas (y). a. Calcular o coeficiente de correlação r. Respostas: x= y=7 x =1 y =116 xy=11 e r = -,9 b. Interprete o resultado. X (Preço venda) Y (unid. vendidas) $1, 9 $1, 1 $1, 1 $, 6 $1, $1, 17 X Y XY c. Desenhar o diagrama de dispersão. Preço de venda x unid. vendidas y Unid. vendidas 1 Série1 1 x Preço de venda d. Calcular a reta ajustada e inserir a reta no diagrama de dispersão. (nº arbitrário = 1) Respostas: a= - 1,1 b=, y=1,9. Considere uma rede de lojas de confecções que coletou uma amostra de dados passados referentes e seus gastos com publicidade ($mil) e seu volume de vendas ($mil), conforme tabela abaixo: a. Calcular o coeficiente de correlação r. Respostas: x=1 y=96 x =9 y =7 xy=91 e r =,977

21 1 b. Interprete o resultado. X (Gastos com publicidade) Y (volume de vendas) X Y XY c. Desenhar o diagrama de dispersão. Gastos com publicidade x vendas y Vendas 1 Série x Gastos publicidade d. Calcular a reta ajustada e inserir a reta no diagrama de dispersão. (nº arbitrário = ) Respostas: a= -, b=, y=1,7

Lista 2 - Probabilidade. Probabilidade. 1. Uma letra é escolhida entre as letras da palavra PROBABILIDADE

Lista 2 - Probabilidade. Probabilidade. 1. Uma letra é escolhida entre as letras da palavra PROBABILIDADE Estatística 2 a LISTA DE EXERCÍCIOS Prof. Ânderson Vieira Probabilidade Espaço Amostral Em cada um dos exercícios a 0. Determine o espaço amostral.. Uma letra é escolhida entre as letras da palavra PROBABILIDADE

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS VARIÁVEIS ALEATÓRIAS

LISTA DE EXERCÍCIOS VARIÁVEIS ALEATÓRIAS LISTA DE EXERCÍCIOS VARIÁVEIS ALEATÓRIAS 1. Construir um quadro e o gráfico de uma distribuição de probabilidade para a variável aleatória X: número de coroas obtidas no lançamento de duas moedas. 2. Fazer

Leia mais

Unidade 11 - Probabilidade. Probabilidade Empírica Probabilidade Teórica

Unidade 11 - Probabilidade. Probabilidade Empírica Probabilidade Teórica Unidade 11 - Probabilidade Probabilidade Empírica Probabilidade Teórica Probabilidade Empírica Existem probabilidade que são baseadas apenas uma experiência de fatos, sem necessariamente apresentar uma

Leia mais

FCHS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS PRIAD PROGRAMA DE REVISÃO INTENSIVA EM ADMINISTRAÇÃO

FCHS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS PRIAD PROGRAMA DE REVISÃO INTENSIVA EM ADMINISTRAÇÃO FCHS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS PRIAD PROGRAMA DE REVISÃO INTENSIVA EM ADMINISTRAÇÃO TEMA PRIAD PROBABILIDADES E APLICAÇÕES PRÁTICAS DATA / / ALUNO RA TURMA 1) Num levantamento realizado

Leia mais

UNITAU APOSTILA PROBABILIDADES PROF. CARLINHOS

UNITAU APOSTILA PROBABILIDADES PROF. CARLINHOS ESCOLA DE APLICAÇÃO DR. ALFREDO JOSÉ ALI UNITAU APOSTILA PROAILIDADES ibliografia: Curso de Matemática Volume Único Autores: ianchini&paccola Ed. Moderna Matemática Fundamental - Volume Único Autores:

Leia mais

Professor Mauricio Lutz PROBABILIDADE

Professor Mauricio Lutz PROBABILIDADE PROBABILIDADE Todas as vezes que se estudam fenômenos de observação, cumpre-se distinguir o próprio fenômeno e o modelo matemático (determinístico ou probabilístico) que melhor o explique. Os fenômenos

Leia mais

PROBABILIDADE PROFESSOR: ANDRÉ LUIS

PROBABILIDADE PROFESSOR: ANDRÉ LUIS PROBABILIDADE PROFESSOR: ANDRÉ LUIS 1. Experimentos Experimento determinístico: são aqueles em que o resultados são os mesmos, qualquer que seja o número de ocorrência dos mesmos. Exemplo: Um determinado

Leia mais

CAPÍTULO 04 NOÇÕES DE PROBABILIDADE

CAPÍTULO 04 NOÇÕES DE PROBABILIDADE CAPÍTULO 0 NOÇÕES DE PROBABILIDADE. ESPAÇO AMOSTRAL É o conjunto de todos os possíveis resultados de um experimento aleatório. No lançamento de uma moeda perfeita (não viciada) o espaço amostral é S =

Leia mais

PROBABILIDADE. Aula 5

PROBABILIDADE. Aula 5 Curso: Psicologia Disciplina: Métodos Quantitativos Profa. Valdinéia Data: 28/10/15 PROBABILIDADE Aula 5 Geralmente a cada experimento aparecem vários resultados possíveis. Por exemplo ao jogar uma moeda,

Leia mais

RESUMO TEÓRICO. n(a) P(A) = n(u) 0 P(A) 1

RESUMO TEÓRICO. n(a) P(A) = n(u) 0 P(A) 1 RESUMO TEÓRICO Experimentos aleatórios: são aqueles que, mesmo repetidos várias vezes sob condições semelhantes, apresentam resultados imprevisíveis. Exemplo: Lançar um dado e verificar qual é a face voltada

Leia mais

A probabilidade representa o resultado obtido através do cálculo da intensidade de ocorrência de um determinado evento.

A probabilidade representa o resultado obtido através do cálculo da intensidade de ocorrência de um determinado evento. Probabilidade A probabilidade estuda o risco e a ocorrência de eventos futuros determinando se existe condição de acontecimento ou não. O olhar da probabilidade iniciou-se em jogos de azar (dados, moedas,

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA CONTEÚDO: PROBABILIDADE 3 a SÉRIE ENSINO MÉDIO

EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA CONTEÚDO: PROBABILIDADE 3 a SÉRIE ENSINO MÉDIO EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA CONTEÚDO: PROBABILIDADE a SÉRIE ENSINO MÉDIO ======================================================================= ) (UF SC) Em uma caixa há 8 bombons, todos com forma,

Leia mais

Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística - SEPLAG-2010 - APO

Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística - SEPLAG-2010 - APO Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística - SEPLAG-010 - APO 11. O Dia do Trabalho, dia 1º de maio, é o 11º dia do ano quando o ano não é bissexto. No ano de 1958, ano em que o Brasil ganhou,

Leia mais

Conjunto de todos os resultados possíveis de um experimento aleatório.

Conjunto de todos os resultados possíveis de um experimento aleatório. VII Probabilidades Em todos os fenômenos estudados pela Estatística, os resultados, mesmo nas mesmas condições de experimentação, variam de uma observação para outra, dificultando a previsão de um resultado

Leia mais

Unidade de Ensino Descentralizada de Colatina Coordenadoria de Informática Disciplina: Probabilidade e Estatística Prof. Leandro Melo de Sá

Unidade de Ensino Descentralizada de Colatina Coordenadoria de Informática Disciplina: Probabilidade e Estatística Prof. Leandro Melo de Sá Unidade de Ensino Descentralizada de Colatina Coordenadoria de Informática Disciplina: Probabilidade e Estatística Prof. Leandro Melo de Sá 2006/2 Unidade 2 - PROBABILIDADE Conceitos básicos * Probabilidade:

Leia mais

MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 18 PROBABILIDADE DE MAIS DE UM EVENTO

MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 18 PROBABILIDADE DE MAIS DE UM EVENTO MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 18 PROBABILIDADE DE MAIS DE UM EVENTO Como pode cair no enem (ENEM) Em um jogo disputado em uma mesa de sinuca, há 16 bolas: 1 branca e 15 coloridas, as quais, de acordo com

Leia mais

CAPÍTULO I - ELEMENTOS DE PROBABILIDADE

CAPÍTULO I - ELEMENTOS DE PROBABILIDADE CAPÍTULO I - ELEMENTOS DE PROBABILIDADE 1.1 INTRODUÇÃO Em geral, um experimento ao ser observado e repetido sob um mesmo conjunto especificado de condições, conduz invariavelmente ao mesmo resultado. São

Leia mais

Raciocínio Lógico Exercícios. Prof. Pacher A B P(A B) P(A/B) = P(B) n(a) P(A) = n(s) PROBABILIDADE DECORRÊNCIA DA DEFINIÇÃO

Raciocínio Lógico Exercícios. Prof. Pacher A B P(A B) P(A/B) = P(B) n(a) P(A) = n(s) PROBABILIDADE DECORRÊNCIA DA DEFINIÇÃO PROBBILIDDE Introdução teoria da probabilidade é o ramo da matemática que cria, desenvolve e em geral pesquisa modelos que podem ser utilizados para estudar experimentos aleatórios ou não determinísticos.

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 3

LISTA DE EXERCÍCIOS 3 DISCIPLINA: CÁLCULO DAS PROBABILIDADES E ESTATÍSTICA I PERÍODO: 2013.2 LISTA DE EXERCÍCIOS 3 1) Uma empresa fabricante de pastilhas para freio efetua um teste para controle de qualidade de seus produtos.

Leia mais

elementos. Caso teremos: elementos. Também pode ocorrer o seguinte fato:. Falsa. Justificativa: Caso, elementos.

elementos. Caso teremos: elementos. Também pode ocorrer o seguinte fato:. Falsa. Justificativa: Caso, elementos. Soluções dos Exercícios de Vestibular referentes ao Capítulo 1: 1) (UERJ, 2011) Uma máquina contém pequenas bolas de borracha de 10 cores diferentes, sendo 10 bolas de cada cor. Ao inserir uma moeda na

Leia mais

O comportamento conjunto de duas variáveis quantitativas pode ser observado por meio de um gráfico, denominado diagrama de dispersão.

O comportamento conjunto de duas variáveis quantitativas pode ser observado por meio de um gráfico, denominado diagrama de dispersão. ESTATÍSTICA INDUTIVA 1. CORRELAÇÃO LINEAR 1.1 Diagrama de dispersão O comportamento conjunto de duas variáveis quantitativas pode ser observado por meio de um gráfico, denominado diagrama de dispersão.

Leia mais

A Estatística, um ramo da Matemática, é aplicada em diferentes áreas, como Administração, Engenharia, Medicina, Psicologia, Ciências Sociais etc.

A Estatística, um ramo da Matemática, é aplicada em diferentes áreas, como Administração, Engenharia, Medicina, Psicologia, Ciências Sociais etc. ESTATÍSTICA DESCRITIVA MÓDULO 1 - INTRODUÇÃO À ESTATÍSTICA DESCRITIVA A Estatística, um ramo da Matemática, é aplicada em diferentes áreas, como Administração, Engenharia, Medicina, Psicologia, Ciências

Leia mais

Módulo VIII. Probabilidade: Espaço Amostral e Evento

Módulo VIII. Probabilidade: Espaço Amostral e Evento 1 Módulo VIII Probabilidade: Espaço Amostral e Evento Suponha que em uma urna existam cinco bolas vermelhas e uma branca. Extraindo-se, ao acaso, uma das bolas, é mais provável que esta seja vermelha.

Leia mais

Faculdade Tecnológica de Carapicuíba Tecnologia em Logística Ênfase em Transportes Notas da Disciplina de Estatística (versão 8.

Faculdade Tecnológica de Carapicuíba Tecnologia em Logística Ênfase em Transportes Notas da Disciplina de Estatística (versão 8. Faculdade Tecnológica de Carapicuíba Tecnologia em Logística Ênfase em Transportes Notas da Disciplina de Estatística (versão 8.) PROBABILIDADE Dizemos que a probabilidade é uma medida da quantidade de

Leia mais

CAPÍTULO 5 - Exercícios

CAPÍTULO 5 - Exercícios CAPÍTULO 5 - Exercícios Distibuições de variáveis aleatórias discretas: Binomial 1. Se 20% dos parafusos produzidos por uma máquina são defeituosos, determinar a probabilidade de, entre 4 parafusos escolhidos

Leia mais

Módulo X. Querido aluno(a)!!!

Módulo X. Querido aluno(a)!!! 1 Módulo X Querido aluno(a)!!! É o que deseja a equipe www.somaticaeducar.com.br 2 Exercícios 1) Um grupo de 15 elementos apresenta a seguinte composição: Um elemento é escolhido as acaso. Pergunta-se:

Leia mais

Os gráficos estão na vida

Os gráficos estão na vida Os gráficos estão na vida A UUL AL A Nas Aulas 8, 9 e 28 deste curso você já se familiarizou com o estudo de gráficos. A Aula 8 introduziu essa importante ferramenta da Matemática. A Aula 9 foi dedicada

Leia mais

Processos Estocásticos

Processos Estocásticos Processos Estocásticos Segunda Lista de Exercícios 01 de julho de 2013 1 Uma indústria fabrica peças, das quais 1 5 são defeituosas. Dois compradores, A e B, classificam os lotes de peças adquiridos em

Leia mais

UNIDADE 3 MEDIDAS DE POSIÇÃO E DISPERSÃO OBJETIVOS ESPECÍFICOS DE APRENDIZAGEM

UNIDADE 3 MEDIDAS DE POSIÇÃO E DISPERSÃO OBJETIVOS ESPECÍFICOS DE APRENDIZAGEM Unidade 2 Distribuições de Frequências e Representação Gráfica UNIDADE 3 MEDIDAS DE POSIÇÃO E DISPERSÃO OBJETIVOS ESPECÍFICOS DE APRENDIZAGEM Ao finalizar esta Unidade, você deverá ser capaz de: Calcular

Leia mais

Primeira Lista de Exercícios de Estatística

Primeira Lista de Exercícios de Estatística Primeira Lista de Exercícios de Estatística Professor Marcelo Fernandes Monitor: Márcio Salvato 1. Suponha que o universo seja formado pelos naturais de 1 a 10. Sejam A = {2, 3, 4}, B = {3, 4, 5}, C =

Leia mais

Probabilidade - Conceitos Básicos. Anderson Castro Soares de Oliveira

Probabilidade - Conceitos Básicos. Anderson Castro Soares de Oliveira - Conceitos Básicos Castro Soares de Oliveira é o ramo da matemática que estuda fenômenos aleatórios. está associada a estatística, porque sua teoria constitui a base de estatística inferencial. Conceito

Leia mais

Lista de Exercícios 3 Estrutura Condicional

Lista de Exercícios 3 Estrutura Condicional 1 Lista de Exercícios 3 Estrutura Condicional 1. A nota final de um estudante é calculada a partir de três notas atribuídas respectivamente a um trabalho de laboratório, a uma avaliação semestral e a um

Leia mais

Lista 05. Devemos calcular a probabilidade de ser homem dado que é loiro, sendo:

Lista 05. Devemos calcular a probabilidade de ser homem dado que é loiro, sendo: Lista 05 Questão 1: Em uma turma escolar 60% dos alunos são homens e 40% são mulheres. Dentre os homens, 25% são loiros, enquanto que 45% das mulheres são loiras. Um aluno desta turma foi sorteado de maneira

Leia mais

O conceito de probabilidade

O conceito de probabilidade A UA UL LA O conceito de probabilidade Introdução Nesta aula daremos início ao estudo da probabilidades. Quando usamos probabilidades? Ouvimos falar desse assunto em situações como: a probabilidade de

Leia mais

Universidade Federal do Paraná Departamento de Informática. Reconhecimento de Padrões. Revisão de Probabilidade e Estatística

Universidade Federal do Paraná Departamento de Informática. Reconhecimento de Padrões. Revisão de Probabilidade e Estatística Universidade Federal do Paraná Departamento de Informática Reconhecimento de Padrões Revisão de Probabilidade e Estatística Luiz Eduardo S. Oliveira, Ph.D. http://lesoliveira.net Conceitos Básicos Estamos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MATEMÁTICA 1 a LISTA DE EXERCÍCIOS Bioestatística Professor: Ednaldo Carvalho Guimarães

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MATEMÁTICA 1 a LISTA DE EXERCÍCIOS Bioestatística Professor: Ednaldo Carvalho Guimarães UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MATEMÁTICA a LISTA DE EXERCÍCIOS Bioestatística Professor: Ednaldo Carvalho Guimarães ) Um pesquisador obteve os seguintes valores de umidade (%) em casa

Leia mais

(c) 2a = b. (c) {10,..., 29}

(c) 2a = b. (c) {10,..., 29} 11 Atividade extra UNIDADE CONJUTOS Fascículo 4 Matemática Unidade 11 Conjuntos Exercı cio 11.1 Sejam os conjuntos A = {a, 7, 0} e B = {0, 1, b}, tal que os conjuntos A e B sejam iguais. Qual é a relação

Leia mais

FUNÇÃO DE 1º GRAU. = mx + n, sendo m e n números reais. Questão 01 Dadas as funções f de IR em IR, identifique com um X, aquelas que são do 1º grau.

FUNÇÃO DE 1º GRAU. = mx + n, sendo m e n números reais. Questão 01 Dadas as funções f de IR em IR, identifique com um X, aquelas que são do 1º grau. FUNÇÃO DE 1º GRAU Veremos, a partir daqui algumas funções elementares, a primeira delas é a função de 1º grau, que estabelece uma relação de proporcionalidade. Podemos então, definir a função de 1º grau

Leia mais

UFMS - PRÓ ENEM Matemática Estatística e Médias

UFMS - PRÓ ENEM Matemática Estatística e Médias 1. (Ufsm 01) O Brasil é o quarto produtor mundial de alimentos, produzindo mais do que o necessário para alimentar sua população. Entretanto, grande parte da produção é desperdiçada. O gráfico mostra o

Leia mais

Atividade à Distância Avaliativa - Probabilidade. 1 Probabilidade - Operações e Propriedades

Atividade à Distância Avaliativa - Probabilidade. 1 Probabilidade - Operações e Propriedades Universidade Estadual de Santa Cruz UESC Professora: Camila M. L Nagamine Bioestatística Atividade à Distância Avaliativa - Probabilidade Se ouço, esqueço; se vejo, recordo; se faço, aprendo. (Provérbio

Leia mais

4) Quais dos seguintes pares de eventos são mutuamente exclusivos:

4) Quais dos seguintes pares de eventos são mutuamente exclusivos: INE 7002 LISTA DE EXERCÍCIOS PROBABILIDADE Lista de Exercícios - Probabilidade 1 1) Lâmpadas que se apresentam em perfeitas condições são ensaiadas quanto ao tempo de vida. Um instrumento é acionado no

Leia mais

INSTITUTO DE APLICAÇÃO FERNANDO RODRIGUES DA SILVEIRA (CAp/UERJ) MATEMÁTICA ENSINO MÉDIO - PROF. ILYDIO SÁ CÁLCULO DE PROBABILIDADES PARTE 1

INSTITUTO DE APLICAÇÃO FERNANDO RODRIGUES DA SILVEIRA (CAp/UERJ) MATEMÁTICA ENSINO MÉDIO - PROF. ILYDIO SÁ CÁLCULO DE PROBABILIDADES PARTE 1 1 INSTITUTO DE APLICAÇÃO FERNANDO RODRIGUES DA SILVEIRA (CAp/UERJ) MATEMÁTICA ENSINO MÉDIO - PROF. ILYDIO SÁ CÁLCULO DE PROBABILIDADES PARTE 1 1. Origem histórica É possível quantificar o acaso? Para iniciar,

Leia mais

7- Probabilidade da união de dois eventos

7- Probabilidade da união de dois eventos . 7- Probabilidade da união de dois eventos Sejam A e B eventos de um mesmo espaço amostral Ω. Vamos encontrar uma expressão para a probabilidade de ocorrer o evento A ou o evento B, isto é, a probabilidade

Leia mais

Matemática, Raciocínio Lógico e suas Tecnologias

Matemática, Raciocínio Lógico e suas Tecnologias Matemática, Raciocínio Lógico e suas Tecnologias 21. (UFAL 2008) Uma copiadora pratica os preços expressos na tabela a seguir: Número de cópias Preço unitário (em reais) 1 a 10 0,20 11 a 50 0,15 51 a 200

Leia mais

I.MATEMÁTICA FINANCEIRA

I.MATEMÁTICA FINANCEIRA I.MATEMÁTICA FINANCEIRA 1. CONCEITOS BÁSICOS Aplicações: no atual sistema econômico, como financiamentos de casa e carros, realizações de empréstimos, compras a crediário ou com cartão de crédito, aplicações

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE SETÚBAL DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA PROBABILIDADES E ESTATÍSTICA

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE SETÚBAL DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA PROBABILIDADES E ESTATÍSTICA INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE SETÚBAL DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA PROBABILIDADES E ESTATÍSTICA 1 o Semestre Ficha de Exercícios - Teoria das Probabilidades 2009/2010

Leia mais

Faculdade Sagrada Família

Faculdade Sagrada Família AULA 1 - INTRODUÇÃO DADOS ESTATÍSTICOS Toda informação devidamente coletada e registrada quer seja na forma de contagem ou de medição é um dado estatístico. Ex: indústria, lojas, empresa contábil, secretaria

Leia mais

UNIVERSIDADE DOS AÇORES Cursos de Sociologia e de Serviço Social Estatística I 1º Semestre 2006/2007

UNIVERSIDADE DOS AÇORES Cursos de Sociologia e de Serviço Social Estatística I 1º Semestre 2006/2007 UNIVERSIDADE DOS AÇORES Cursos de Sociologia e de Serviço Social Estatística I 1º Semestre 2006/2007 Ficha de Exercícios nº 5 Distribuições Importantes 1. A probabilidade de os doentes de uma determinada

Leia mais

Noções de Probabilidade

Noções de Probabilidade Noções de Probabilidade Bacharelado em Economia - FEA - Noturno 1 o Semestre 2015 Gilberto A. Paula G. A. Paula - MAE0219 (IME-USP) Noções de Probabilidade 1 o Semestre 2015 1 / 59 Objetivos da Aula Sumário

Leia mais

Teoria das Probabilidades

Teoria das Probabilidades Teoria das Probabilidades Qual a probabilidade de eu passar no vestibular? Leandro Augusto Ferreira Centro de Divulgação Científica e Cultural Universidade de São Paulo São Carlos - Abril / 2009 Sumário

Leia mais

1. Registou-se o número de assoalhadas da população de 100 apartamentos vendidos num bairro residencial

1. Registou-se o número de assoalhadas da população de 100 apartamentos vendidos num bairro residencial Escola Superior de Tecnologia de Viseu Fundamentos de Estatística 2010/2011 Ficha nº 1 1. Registou-se o número de assoalhadas da população de 100 apartamentos vendidos num bairro residencial 0; 0; 0; 1;

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE ESTATÍSTICA

NOÇÕES BÁSICAS DE ESTATÍSTICA Curso de Capacitação em Epidemiologia Básica e Análise da Situação de Saúde Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde NOÇÕES BÁSICAS DE ESTATÍSTICA Gleice Margarete de Souza Conceição Airlane

Leia mais

a) ½ b) 1/3 c) 14 d) 1/5 e) 1/6

a) ½ b) 1/3 c) 14 d) 1/5 e) 1/6 PROBABILIDADE 1) (ANEEL) Ana tem o estranho costume de somente usar blusas brancas ou pretas. Por ocasião de seu aniversário, Ana ganhou de sua mãe quatro blusas pretas e cinco brancas. Na mesma ocasião,

Leia mais

Espaços Amostrais e Eventos. Probabilidade 2.1. Capítulo 2. Espaço Amostral. Espaço Amostral 02/04/2012. Ex. Jogue um dado

Espaços Amostrais e Eventos. Probabilidade 2.1. Capítulo 2. Espaço Amostral. Espaço Amostral 02/04/2012. Ex. Jogue um dado Capítulo 2 Probabilidade 2.1 Espaços Amostrais e Eventos Espaço Amostral Espaço Amostral O espaço amostral de um experimento, denotado S, é o conjunto de todos os possíveis resultados de um experimento.

Leia mais

Noções de Probabilidade e Estatística CAPÍTULO 2

Noções de Probabilidade e Estatística CAPÍTULO 2 Noções de Probabilidade e Estatística Resolução dos Exercícios Ímpares CAPÍTULO 2 Felipe E. Barletta Mendes 8 de outubro de 2007 Exercícios da seção 2.1 1 Para cada um dos casos abaixo, escreva o espaço

Leia mais

C Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 7

C Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 7 RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 7 TEORIA DAS PROBABILIDADES Vamos considerar os seguintes experimentos: Um corpo de massa m, definida sendo arrastado horizontalmente por uma força qualquer, em um espaço definido.

Leia mais

ESTATÍSTICA APLICADA À ADMINISTRAÇÃO

ESTATÍSTICA APLICADA À ADMINISTRAÇÃO ESTATÍSTICA APLICADA À ADMINISTRAÇÃO Thiago Marzagão 1 1 marzagao.1@osu.edu PROBABILIDADE Thiago Marzagão (IDP) ESTATÍSTICA APLICADA À ADMINISTRAÇÃO 1/2016 1 / 51 o que é probabilidade? Thiago Marzagão

Leia mais

Cálculo das Probabilidades e Estatística I

Cálculo das Probabilidades e Estatística I Cálculo das Probabilidades e Estatística I Prof a. Juliana Freitas Pires Departamento de Estatística Universidade Federal da Paraíba - UFPB juliana@de.ufpb.br Introdução a Probabilidade Existem dois tipos

Leia mais

Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Análise Combinatória 2º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO

Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Análise Combinatória 2º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Análise Combinatória 2º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO Professor: Hermes Jardim Disciplina: Matemática Lista 5 3º Bimestre/2013 Aluno(a): Número: Turma: 1) Resolva

Leia mais

Exercícios resolvidos sobre Função de probabilidade e densidade de probabilidade

Exercícios resolvidos sobre Função de probabilidade e densidade de probabilidade Exercícios resolvidos sobre Função de probabilidade e densidade de probabilidade Você aprendeu o que é função probabilidade e função densidade de probabilidade e viu como esses conceitos são importantes

Leia mais

CPV 82% de aprovação na ESPM

CPV 82% de aprovação na ESPM CPV 8% de aprovação na ESPM ESPM julho/010 Prova E Matemática 1. O valor da expressão y =,0 é: a) 1 b) c) d) e) 4 Sendo x =, e y =,0, temos: x 1 + y 1 x. y 1 y. x 1 1 1 y + x x 1 + y 1 + x y xy = = = xy

Leia mais

Probabilidade Condicional

Probabilidade Condicional PROBABILIDADES Probabilidade Condicional BERTOLO Exemplo Introdutório Vamos introduzir a noção de probabilidade condicional através de um exemplo. Consideremos 250 estudantes que cursam o 4º ano de Ciências

Leia mais

NOÇÕES DE PROBABILIDADE

NOÇÕES DE PROBABILIDADE NOÇÕES DE PROBABILIDADE ? CARA? OU? COROA? ? Qual será o rendimento da Caderneta de Poupança até o final deste ano??? E qual será a taxa de inflação acumulada em 011???? Quem será o próximo prefeito de

Leia mais

(Testes intermédios e exames 2007/2008)

(Testes intermédios e exames 2007/2008) (Testes intermédios e exames 2007/2008) 14. Uma caixa 1 tem uma bola verde e três bolas amarelas. Uma caixa 2 tem apenas uma bola verde. Considere a experiência que consiste em tirar, simultaneamente e

Leia mais

MATEMÁTICA A - 12o Ano Probabilidades - Noções gerais Propostas de resolução

MATEMÁTICA A - 12o Ano Probabilidades - Noções gerais Propostas de resolução MATEMÁTICA A - 12o Ano Probabilidades - Noções gerais Propostas de resolução Exercícios de exames e testes intermédios 1. Como o zero é o elemento neutro da multiplicação, o produto dos números saídos

Leia mais

ORGANIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS Nome: N.º Turma / /201

ORGANIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS Nome: N.º Turma / /201 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA BOA ÁGUA 172388 Escola Básica Integrada da Boa Água EB1 n.º2 da Quinta do Conde EB1/JI do Pinhal do General JI do Pinhal do General Departamento

Leia mais

Recife 14 de setembro de 2015 segunda-feira

Recife 14 de setembro de 2015 segunda-feira Recife 14 de setembro de 01 segunda-feira I Matemática e suas Tecnologias Com este fascículo, encerramos o estudo da área de Matemática e suas Tecnologias por meio de questões das competências 6 e 7.

Leia mais

Exercícios Sugeridos Variáveis Aleatórias Discretas e Contínuas

Exercícios Sugeridos Variáveis Aleatórias Discretas e Contínuas Exercícios Sugeridos Variáveis Aleatórias Discretas e Contínuas 1. (Paulino e Branco, 2005) Num depósito estão armazenadas 500 embalagens de um produto, das quais 50 estão deterioradas. Inspeciona-se uma

Leia mais

1 Axiomas de Probabilidade

1 Axiomas de Probabilidade 1 Axiomas de Probabilidade 1.1 Espaço amostral e eventos seja E um experimento aleatório Ω = conjunto de todos os resultados possíveis de E. Exemplos 1. E lançamento de uma moeda Ω = {c, c} 2. E retirada

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ALGARVE

UNIVERSIDADE DO ALGARVE UNIVERSIDADE DO ALGARVE ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA C.E.T. EM TOPOGRAFIA E CADASTRO REGIME DIURNO - 2º SEMESTRE - 1º ANO - 2007 / 2008 DISCIPLINA DE NOÇÕES DE PROBABILIDADES E ESTATÍSTICA Ficha nº2 -

Leia mais

Estatística Descritiva

Estatística Descritiva Estatística Descritiva Como construir uma distribuição de freqüências. Como construir gráficos de freqüências. Como encontrar medidas de tendência central. Como encontrar medidas de variabilidade. Como

Leia mais

Matemática. Apostila. Prof. Pedro. www.conquistadeconcurso.com.br. Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.

Matemática. Apostila. Prof. Pedro. www.conquistadeconcurso.com.br. Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM. Matemática Apostila Prof. Pedro UMA PARCERIA Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.BR Visite a loja virtual www.conquistadeconcurso.com.br MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO PARA ALUNOS

Leia mais

sendo as componentes dadas em unidades arbitrárias. Determine: a) o vetor vetores, b) o produto escalar e c) o produto vetorial.

sendo as componentes dadas em unidades arbitrárias. Determine: a) o vetor vetores, b) o produto escalar e c) o produto vetorial. INSTITUTO DE FÍSICA DA UFRGS 1 a Lista de FIS01038 Prof. Thomas Braun Vetores 1. Três vetores coplanares são expressos, em relação a um sistema de referência ortogonal, como: sendo as componentes dadas

Leia mais

Distribuição de probabilidades

Distribuição de probabilidades Luiz Carlos Terra Para que você possa compreender a parte da estatística que trata de estimação de valores, é necessário que tenha uma boa noção sobre o conceito de distribuição de probabilidades e curva

Leia mais

MATEMÁTICA IV PROBABILIDADE DISCURSIVAS SÉRIE AULA AULA 03

MATEMÁTICA IV PROBABILIDADE DISCURSIVAS SÉRIE AULA AULA 03 MATEMÁTICA IV PROBABILIDADE DISCURSIVAS SÉRIE AULA AULA 03 1 1) (FGV-SP 2008) Há apenas dois modos de Cláudia ir para o trabalho: de ônibus ou de moto. A probabilidade de ela ir de ônibus é 30% e, de moto,

Leia mais

CONCEITOS. Evento: qualquer subconjunto do espaço amostral. Uma primeira idéia do cálculo de probabilidade. Eventos Teoria de conjuntos

CONCEITOS. Evento: qualquer subconjunto do espaço amostral. Uma primeira idéia do cálculo de probabilidade. Eventos Teoria de conjuntos INTRODUÇÃO À PROAILIDADE Exemplos: O problema da coincidência de datas de aniversário O problema da mega sena A teoria das probabilidade nada mais é do que o bom senso transformado em cálculo A probabilidade

Leia mais

Lista de Exercícios 1 - Estatística Descritiva

Lista de Exercícios 1 - Estatística Descritiva 1. O arquivo satisfaçãocomuniversidade.xlsx contém informações de uma amostra de 400 alunos de uma universidade. Deseja-se construir um histograma para a variável desempenho acadêmico, com intervalos de

Leia mais

Oitava Lista de Exercícios Assuntos: Estatística Descritiva

Oitava Lista de Exercícios Assuntos: Estatística Descritiva Oitava Lista de Exercícios Assuntos: Estatística Descritiva 1. (Apostila 4 - ex.2.7) Na Tabela abaixo tem-se as médias dos alunos de 2 turmas de Introdução à Estatística Econômica da Faculdade de Economia

Leia mais

1. Cinco cartas são extraídas de um baralho comum (52 cartas, 13 de cada naipe) sem reposição. Defina a v.a. X = número de cartas vermelhas sorteadas.

1. Cinco cartas são extraídas de um baralho comum (52 cartas, 13 de cada naipe) sem reposição. Defina a v.a. X = número de cartas vermelhas sorteadas. GET007 Métodos Estatísticos Aplicados à Economia I Lista de Exercícios - variáveis Aleatórias Discretas Profa. Ana Maria Farias. Cinco cartas são extraídas de um baralho comum ( cartas, de cada naipe sem

Leia mais

Capítulo 5 Apresentação Estatística - Gráficos e Tabelas.

Capítulo 5 Apresentação Estatística - Gráficos e Tabelas. Capítulo 5 Apresentação Estatística - Gráficos e Tabelas. 5.1 - OBJETIVO DO CAPÍTULO Um dos objetivos da Estatística é sintetizar os valores que uma ou mais variáveis podem assumir, para que tenhamos uma

Leia mais

É o conjunto de todos os resultados possíveis de um experimento aleatório. A notação que vamos usar é S.

É o conjunto de todos os resultados possíveis de um experimento aleatório. A notação que vamos usar é S. PROBABILIDADES Historicamente, a teoria da probabilidade começou com o estudo de jogos de azar, como a roleta e as cartas. O cálculo das probabilidades nos permite encontrar um número que mostra a chance

Leia mais

Revisão ENEM. Conjuntos

Revisão ENEM. Conjuntos Revisão ENEM Conjuntos CONJUNTO DOS NÚMEROS NATURAIS N Números naturais são aqueles utilizados na contagem dos elementos de um conjunto. N = {0,1,2,3,...} N* = {1,2,3,4,...} CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS

Leia mais

RQ Edição Fevereiro 2014

RQ Edição Fevereiro 2014 RQ Edição Fevereiro 2014 18. Um noivo foi postar os convites de casamento nos Correios. Durante a pesagem das cartas, percebeu que todas tinham 0,045 kg, exceto uma, de 0,105 kg. Em um primeiro instante,

Leia mais

ESTATÍSTICA. Prof. Ari Antonio, Me. Ciências Econômicas. Unemat Sinop 2012

ESTATÍSTICA. Prof. Ari Antonio, Me. Ciências Econômicas. Unemat Sinop 2012 ESTATÍSTICA Prof. Ari Antonio, Me Ciências Econômicas Unemat Sinop 2012 1. Introdução Concepções de Estatística: 1. Estatísticas qualquer coleção consistente de dados numéricos reunidos a fim de fornecer

Leia mais

Aula 1: Introdução à Probabilidade

Aula 1: Introdução à Probabilidade Aula 1: Introdução à Probabilidade Prof. Leandro Chaves Rêgo Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção - UFPE Recife, 07 de Março de 2012 Experimento Aleatório Um experimento é qualquer processo

Leia mais

Exercícios Resolvidos da Distribuição Binomial

Exercícios Resolvidos da Distribuição Binomial . a. Estabeleça as condições exigidas para se aplicar a distribuição binomial? b. Qual é a probabilidade de caras em lançamentos de uma moeda honesta? c. Qual é a probabilidade de menos que caras em lançamentos

Leia mais

Probabilidades: Função massa de probabilidades ou função distribuição de probabilidade ou modelo de probabilidade:

Probabilidades: Função massa de probabilidades ou função distribuição de probabilidade ou modelo de probabilidade: Exame MACS- Probabilidades Probabilidades: Função massa de probabilidades ou função distribuição de probabilidade ou modelo de probabilidade: Nos modelos de probabilidade: há uma primeira fase em que colocamos

Leia mais

Apresentação de Dados em Tabelas e Gráficos

Apresentação de Dados em Tabelas e Gráficos Apresentação de Dados em Tabelas e Gráficos Os dados devem ser apresentados em tabelas construídas de acordo com as normas técnicas ditadas pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Leia mais

Universidade da Beira Interior Departamento de Matemática

Universidade da Beira Interior Departamento de Matemática Universidade da Beira Interior Departamento de Matemática ESTATÍSTICA Ano lectivo: 2007/2008 Curso: Ciências do Desporto Ficha de exercícios nº1: Análise Exploratória de dados: Redução e Representação

Leia mais

André Ito ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO

André Ito ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO Pág. 1 de 7 Aluno (: Disciplina Matemática Curso Professor Ensino Fundamental II André Ito ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO Série 8º ANO Número: 1 - Conteúdo: Equações de 1º grau (Operações,

Leia mais

Distribuição Binomial

Distribuição Binomial Distribuição Binomial Exemplo Na manufatura de certo artigo, é sabido que um entre dez artigos é defeituoso. Qual a probabilidade de que uma amostra casual de tamanho quatro contenha: (a) Nenhum defeituoso?

Leia mais

RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE MATEMÁTICA

RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE MATEMÁTICA RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE MATEMÁTICA Caro aluno, Disponibilizo abaixo a resolução das questões de MATEMÁTICA da prova para o cargo de Técnico Judiciário do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ/RO) 2015.

Leia mais

Omatematico.com ESTATÍSTICA DESCRITIVA

Omatematico.com ESTATÍSTICA DESCRITIVA Omatematico.com ESTATÍSTICA DESCRITIVA 1. Classifique as variáveis abaixo: (a) Tempo para fazer um teste. (b) Número de alunos aprovados por turma. (c) Nível sócio-econômico (d) QI (Quociente de inteligência).

Leia mais

3ª lista de exercícios sobre cálculo de probabilidades, axiomas, propriedades, teorema da probabilidade total e teorema de Bayes

3ª lista de exercícios sobre cálculo de probabilidades, axiomas, propriedades, teorema da probabilidade total e teorema de Bayes 3ª lista de exercícios sobre cálculo de probabilidades, axiomas, propriedades, teorema da probabilidade total e teorema de Bayes 1) Quatro moedas são lançadas e observa-se a seqüência de caras e coroas

Leia mais

PROVA RESOLVIDA E COMENTADA DO BANCO DO BRASIL - 2010 - FCC MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO.

PROVA RESOLVIDA E COMENTADA DO BANCO DO BRASIL - 2010 - FCC MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO. PROVA RESOLVIDA E COMENTADA DO BANCO DO BRASIL - 2010 - FCC MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO. Professor Joselias - http://professorjoselias.blogspot.com/. MATEMÁTICA 16. Segundo a Associação Brasileira de

Leia mais

MÉDIA ARITMÉTICA MÉDIA PONDERADA MODA MEDIANA

MÉDIA ARITMÉTICA MÉDIA PONDERADA MODA MEDIANA MÉDIA ARITMÉTICA MÉDIA PONDERADA MODA MEDIANA Em um amostra, quando se têm os valores de uma certa característica, é fácil constatar que os dados normalmente não se distribuem uniformemente, havendo uma

Leia mais

COMENTÁRIOS DA PROVA DE MÉTODOS QUANTITATIVOS E RACIOCÍNIO LÓGICO BNDES 2011 ENGENHEIRO PROF PIO

COMENTÁRIOS DA PROVA DE MÉTODOS QUANTITATIVOS E RACIOCÍNIO LÓGICO BNDES 2011 ENGENHEIRO PROF PIO COMENTÁRIOS DA PROVA DE MÉTODOS QUANTITATIVOS E RACIOCÍNIO LÓGICO BNDES 2011 ENGENHEIRO PROF PIO Prezados concurseiros, segue abaixo os comentários das questões de métodos quantitativos, matemática financeira

Leia mais

2ª LISTA DE EXERCÍCIOS

2ª LISTA DE EXERCÍCIOS DISCIPLINA: ESTATÍSTICA VITAL PROF. TARCIANA LIBERAL PERÍODO: 2014.2 2ª LISTA DE EXERCÍCIOS 1) Descreva o espaço amostral para cada um dos seguintes experimentos: a) Lançamento de um dado e de uma moeda;

Leia mais

CAP5: Amostragem e Distribuição Amostral

CAP5: Amostragem e Distribuição Amostral CAP5: Amostragem e Distribuição Amostral O que é uma amostra? É um subconjunto de um universo (população). Ex: Amostra de sangue; amostra de pessoas, amostra de objetos, etc O que se espera de uma amostra?

Leia mais