UMA ANÁLISE DAS PUBLICAÇÕES DE ARTIGOS INTERNACIONAIS SOBRE A EDUCAÇÃO DE PESSOAS COM IMPLANTE COCLEAR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UMA ANÁLISE DAS PUBLICAÇÕES DE ARTIGOS INTERNACIONAIS SOBRE A EDUCAÇÃO DE PESSOAS COM IMPLANTE COCLEAR"

Transcrição

1 Londrina de 05 a 07 novembro de ISSN X UMA ANÁLISE DAS PUBLICAÇÕES DE ARTIGOS INTERNACIONAIS SOBRE A EDUCAÇÃO DE PESSOAS COM IMPLANTE COCLEAR Nome dos Autores: REGIANE DA SILVA BARBOSA MARIA DA PIEDADE RESENDE DA COSTA 2. INTRODUÇÃO O presente estudo consiste em uma pesquisa bibliográfica sobre as tendências da pesquisa internacional sobre Implante Coclear (IC) na área da educação. Alguns pesquisadores, como Hyppolito; Bento (202) e Tanamati; Bevilacqua; Costa (202) consideram o IC como a prótese auditiva mais efetiva da medicina, sendo indicada para pessoas com surdez neurossensorial bilateral severa ou profunda. Os incentivos em novas tecnologias e em pesquisas e divulgações de estudos na área já permitem que o IC seja realizado ainda no primeiro ano de vida da criança (MORET, BEVILACQUA, COSTA FILHO, 2007). Considerando o atual paradigma da inclusão em que todos devem ter igualdade de oportunidades e direito a uma educação de qualidade destaca-se a educação que pessoas com surdez usuárias de IC tem vivenciado, pois mesmo sendo implantadas elas continuam surdas, ou seja, são sujeitos da educação especial como estabelecido na Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva de É cada vez mais comum crianças surdas com IC na sociedade, e como destacam alguns pesquisadores como Pinheiro; Yamada; Bevilcqua; Crenitte (202) é preciso investir em estudos sobre a educação de pessoas com IC, mas no Brasil há um déficit de pesquisas na área, logo a pesquisa internacional, mais avançada, deve ser considerada. Sendo assim, a presente pesquisa tem como questão norteadora: Quais as tendências da pesquisa internacional sobre educação de pessoas com IC? O objetivo geral desta pesquisa consiste em conhecer e analisar as tendências da pesquisa internacional sobre IC. E o objetivo específico é identificar os temas de pesquisa internacional relacionados a educação de pessoas com surdez usuária de IC. MÉTODO Trata-se de uma pesquisa bibliográfica, de caráter qualitativo e quantitativo, desenvolvida a partir de artigos científicos sobre IC indexados no Banco de Dados ERIC, referencia na área da educação. Pesquisas bibliográficas que utilizam publicações como fonte de informação, caso desta pesquisa, de acordo com Marconi e Lakatos (990) podem ser desenvolvidas a partir de: - identificação reconhecimento do assunto; - localização busca da fonte das publicações sobre o tema; Doutoranda do PPGEEs na UFSCar, bolsista CAPES. 2 Prof.ª Dr.ª do PPGEEs da UFSCar

2 Londrina de 05 a 07 novembro de ISSN X - compilação sistematização do material encontrado; - fichamento transcrição dos dados nas fichas bibliográficas; Estas etapas foram desenvolvidas na realização da presente pesquisa. Delimitou-se a busca de artigos publicados e indexados em Bancos de Dados no período de 2009 a 203, ou seja, nos últimos cinco anos. A busca dos artigos foi feita utilizandose o termo: Cochlear Implant, o qual representa o tema central desta pesquisa. A partir da localização dos artigos indexados realizou-se a sistematização das informações encontradas, organizando-as em fichas onde foram registrados: autor, título, ano de publicação, local de publicação e organização dos temas pesquisados. Dentre os artigos encontrados foram selecionados aqueles que desenvolvem temas ligados à área da educação, os quais são objetos da presente pesquisa. As informações coletadas foram organizadas em quadros descrevendo os temas estudados e pontuando o número de artigos desenvolvendo cada tema. Estes quadros foram submetidos à apreciação de três juízes com o intuito de dar confiabilidade e veracidade aos temas e suas respectivas descrições. RESULTADOS A busca por artigos em ERIC resultou em um total de 39 artigos publicados e indexados nos últimos cinco anos, conforme representado no gráfico. Gráfico Número de artigos internacionais sobre IC de 2009 a 203. Dentre o total de artigos internacionais sobre IC destacou-se os artigos que discorrem sobre a educação de pessoas com IC, como representado no gráfico

3 Londrina de 05 a 07 novembro de ISSN X Gráfico 2 Porcentagem de artigos internacionais sobre educação de pessoas com IC. Os artigos indexados no período foram publicados em diferentes periódicos, da área da saúde, psicologia, educação, e outras, como é possível visualizar a partir do Quadro. Quadro Número de artigos publicados em periódicos internacionais Periódico de indexação Número de artigos Journal of deaf studies and deaf education 28 Journal of speech, language and hearing research 28 Deafness and education international 5 Clinical linguistics & Phonetics 0 Volta Review 7 American annals of the deaf 5 Communication Disorders quarterly 3 International Journal of Bilingual education and Bilinguism 3 Journal of Communication Disorders 3 Odyssey: New Directions in deaf education 3 Research in Developmental Disabilities: a multidisciplinary journal 3 Applied Psycholinguistics 2 Developmental Science 2 International Journal of language & Communication 2 American Journal of Speech language pathology Brain: a journal of neurology Developmental Medicine & Child Neurology Disability & Society Discourse: Studies in the cultural politics of education 624

4 Londrina de 05 a 07 novembro de ISSN X Early Child Development and care European Journal of Psychology of education European Journal of Special needs education IEEE Transaction on Education Journal of Access Services Journal of experimental Psychology applied Journal of experimental Psychology: human perception and performance Journal of multilingual and multicultural Development Journal of the international association of special education Language and Speech Language Policy Language Sciences Language, Speech and hearing services in school Mind, Brain and education Music Education Research Music Educators Journal Qualitative Inquiry Scientific studies of reading Support of learning Turkish online Journal of qualitative inquiry Os artigos internacionais que abordam o tema educação de pessoas com IC foram lidos e organizados de acordo com tema estudado, conforme representado no quadro 2. Quadro 2 Temas dos artigos internacionais sobre Educação de pessoas com IC Tema Descrição Número de artigos Leitura Analisa e descreve o processo de aquisição de leitura por crianças com implante coclear 0 Educação de Surdos com IC Educação musical de Crianças com Implante Coclear Estímulo visual Habilidade para contar histórias em comparação às crianças ouvintes. Descreve e avalia a educação de surdos com implante coclear em escolas regulares, comparando-a com a educação de ouvintes. Descreve atividades musicais realizadas com crianças surdas com implante coclear e a importância destas ao desenvolvimento e aprendizagem da criança. Investiga a importância de estímulos visuais ao ensino e a aprendizagem de crianças surdas com implante coclear. Analisa a capacidade de crianças com implante coclear em contar histórias,

5 Londrina de 05 a 07 novembro de ISSN X respeitando a cronologia, a sequência dos fatos. Inclusão Descreve como se dá a inclusão de crianças surdas com implante coclear no ensino regular. Formação de Analisa a formação inicial e o preparo de professores de crianças professores para ensinar crianças com com implante coclear implante coclear. Alfabetização Descreve e analisa o processo de alfabetização da criança com implante coclear em comparação à criança ouvinte. Comparação numérica Avalia o uso de comparação e associação na verbal e não verbal relação números e quantidade em situações cotidianas. Escolas Especiais Descreve os serviços e educação oferecidos por uma escola especial de surdos para crianças com implante coclear. Escrita Analisa o desenvolvimento da escrita e a Graduação intervenção precoce para oral Preparação acadêmica de pessoas com implante coclear para a faculdade Serviços de biblioteca TDAH 3 em crianças com implante coclear ortografia de crianças surdas com I.C Descreve o currículo e as perspectivas da implantação de um curso de Graduação para intervenção oral precoce da Universidade do Mississipi e sua importância no atendimento das necessidades de pessoas com implante coclear. Descreve um serviço de acompanhamento e orientação educacional à jovens com implante coclear com o intuito de preparalos para a faculdade. Descreve o desenvolvimento de um serviço de biblioteca oferecido exclusivamente à pessoas com implante coclear. Relata casos de crianças com implante coclear diagnosticadas com TDAH. 3 3 DISCUSSÃO A busca por artigos internacionais sobre IC demonstra que este tema tem sido bastante pesquisado nos últimos anos, pois há um número relevante de artigos sendo publicados todos os anos. 3 Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade. 626

6 Londrina de 05 a 07 novembro de ISSN X Dentre os 39 artigos internacionais sobre IC, 30.9% tratam de temas relacionados a educação, ou seja, 43 artigos. Número expressivo, que demonstra a preocupação com a temática e o consequente investimento em pesquisas. A partir dos títulos de indexação dos periódicos encontrados no período é possível perceber que o tema implante coclear tem sido foco de pesquisa não apenas na área da saúde, mas também em psicologia, linguística, educação e arte, como é o caso dos periódicos de música que têm artigos sobre IC indexados. A organização dos artigos internacionais encontrados no período evidencia a amplitude de temas na área da educação. Há um número significativo de pesquisas internacionais discorrendo sobre a leitura e a educação de crianças com IC, temas com maior número de pesquisas publicadas, o que significa que a leitura e a educação de crianças com IC merecem destaque e precisam ser pesquisados e divulgados. A educação musical e o uso de estímulos visuais como recursos no aprendizado de crianças com IC são temas com número de pesquisas relevantes, demonstrando que na educação das crianças com IC há diversas possiblidades de trabalho e intervenção que podem contribuir com o processo de educação. Além dos referidos temas há artigos internacionais discorrendo sobre a inclusão e escolas especiais para pessoa com IC, evidenciando que o debate atual sobre o melhor paradigma educacional para pessoas com necessidades especiais também se faz presente na realidade de pessoas surdas com IC. Ainda dentre os artigos internacionais encontrados há pesquisas sobre a formação de professores que atuam com crianças surdas com IC o que demonstra a importância destes profissionais na educação dessas crianças. Os temas: alfabetização, escrita e habilidade para contar histórias demonstram que os anos iniciais de escolarização de crianças com IC são foco de pesquisa, e as crianças implantadas precisam de acompanhamento e atenção às suas necessidades e dificuldades como qualquer outra criança. Alguns dos temas encontrados são específicos, mas comprovam o investimento na área da educação de pessoas com IC, como é caso dos temas: Graduação para intervenção precoce, curso voltado para formação de profissionais para trabalhar com pessoas com IC, atendendo suas dificuldades e necessidades; Serviços de biblioteca, com um atendimento especializado a pessoas com IC. As pesquisas internacionais estão tão avançadas que já há artigo investigando a associação da surdez a transtornos globais, no caso o Transtorno de Déficit de Atenção/Habilidades (TDAH). CONCLUSÕES A busca de artigos em ERIC permitiu conhecer as tendências da pesquisa internacional sobre a educação de pessoas com IC, as quais são amplas e tem temas bastante variados, demonstrando preocupação com a educação de pessoas com IC, desde o início da educação, fase de alfabetização, aprendizado de leitura e escrita, até o ingresso em cursos de ensino superior. 627

7 Londrina de 05 a 07 novembro de ISSN X As pesquisas encontradas no período podem servir de incentivo para desenvolvimento de pesquisas nacionais, contribuindo não somente para o sucesso do IC, mas com a educação das pessoas implantadas e sua inclusão em sociedade. REFERÊNCIAS BANCO DE DADOS ERIC. Disponível em: eric.ed.gov Acesso em: Ago BRASIL, Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Disponível em: portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/politica.pdf Acesso: Ago.203. HYPPOLITO, M.A.; BENTO, R.F. Directions of the bilateral Cochlear Implant in Brazil. Braz J Otorhinolaryngol, 202, p MARCONI, M. A.; LAKATOS, E.M. Técnicas de Pesquisa. São Paulo: Atlas, 990, p MORET, A. L. M.; BEVILACQUA, M. C.; COSTA, O. A. Implante coclear: audição e linguagem em crianças deficientes auditivas pré-linguais. Pró-Fono Revista de Atualização Científica, Barueri, v. 9, n. 3, 2007, p PINHEIRO, A.B.S.M.; YAMADA, M.O.; BEVILACQUA, M.C.; CRENITTE, P.A. P. Avaliação das habilidades escolares de crianças com implante coclear. Rev. CEFAC, 202, p TANAMATI, L.F; BEVILACQUA, M.C.; COSTA, O.A. Cochlear implant in post lingual children: functional results 0 years after the surgery. Brazilian Journal of Otorrinolaryngology 78 (2), 202, p

Formação do professor do aluno surdo usuário de implante coclear: uma proposta em parceria com o fonoaudiólogo

Formação do professor do aluno surdo usuário de implante coclear: uma proposta em parceria com o fonoaudiólogo Formação do professor do aluno surdo usuário de implante coclear: uma proposta em parceria com o fonoaudiólogo Ana Claudia Tenor Secretaria Municipal de Educação de Botucatu e-mail: anatenor@yahoo.com.br

Leia mais

ANÁLISE DA INTERAÇÃO COMUNICATIVA DO PROFESSOR COM O ALUNO DEFICIENTE AUDITIVO

ANÁLISE DA INTERAÇÃO COMUNICATIVA DO PROFESSOR COM O ALUNO DEFICIENTE AUDITIVO ANÁLISE DA INTERAÇÃO COMUNICATIVA DO PROFESSOR COM O ALUNO DEFICIENTE AUDITIVO PALAVRAS CHAVE: DEFICIENCIA AUDITIVA, EDUCAÇÃO, COMUNICAÇÃO. INTRODUÇÃO Discute-se no panorama nacional, na área da Educação,

Leia mais

O IMPLANTE COCLEAR E A COMUNIDADE SURDA: DESAFIO OU SOLUÇÃO?

O IMPLANTE COCLEAR E A COMUNIDADE SURDA: DESAFIO OU SOLUÇÃO? O IMPLANTE COCLEAR E A COMUNIDADE SURDA: DESAFIO OU SOLUÇÃO? Ida LICHTIG*, Fabiola F. D. N. MECCA **, Felipe BARBOSA***, Mariana GOMES**** *Livre Docente, Curso de Fonoaudiologia da FMUSP/ São Paulo-SP

Leia mais

PRODUÇÃO CIENTÍFICA E PESQUISA COLABORATIVA SOBRE ALFABETIZAÇÃO DE ESCOLARES COM DÉFICIT INTELECTUAL

PRODUÇÃO CIENTÍFICA E PESQUISA COLABORATIVA SOBRE ALFABETIZAÇÃO DE ESCOLARES COM DÉFICIT INTELECTUAL PRODUÇÃO CIENTÍFICA E PESQUISA COLABORATIVA SOBRE ALFABETIZAÇÃO DE ESCOLARES COM DÉFICIT INTELECTUAL Resumo Ana Luísa dias Tatit 1 - FFC/UNESP Jáima Pinheiro de Oliveira 2 - FFC/UNESP Grupo de Trabalho

Leia mais

Educação a Distância: Proposta de Ensino e Aprendizagem Musical de pessoas com deficiência visual

Educação a Distância: Proposta de Ensino e Aprendizagem Musical de pessoas com deficiência visual Educação a Distância: Proposta de Ensino e Aprendizagem Musical de pessoas com deficiência visual Brasília - DF - 05/2015 Elias do Nascimento Melo Filho - Universidade de Brasília eliasmelofilho@globomail.com

Leia mais

SABERES E PRÁTICAS SOBRE A FORMA DE COMUNICAÇÃO AO PACIENTESURDO PELOS PROFISSIONAIS DE ODONTOLOGIA EM CACOAL-RO

SABERES E PRÁTICAS SOBRE A FORMA DE COMUNICAÇÃO AO PACIENTESURDO PELOS PROFISSIONAIS DE ODONTOLOGIA EM CACOAL-RO Revista Eletrônica FACIMEDIT, v2, n2, jul/dez 2015 ISSN 1982-5285 ARTIGO ORIGINAL SABERES E PRÁTICAS SOBRE A FORMA DE COMUNICAÇÃO AO PACIENTESURDO PELOS PROFISSIONAIS DE ODONTOLOGIA EM CACOAL-RO KNOWLEDGE

Leia mais

Diretrizes Operacionais Referentes à Rede de Apoio à Inclusão. Gerência de Ensino Especial

Diretrizes Operacionais Referentes à Rede de Apoio à Inclusão. Gerência de Ensino Especial Diretrizes Operacionais Referentes à Rede de Apoio à Inclusão Gerência de Ensino Especial I - Equipe multiprofissional Profissionais: psicólogo, fonoaudiólogo, assistente social. Lotação: Nos Centros de

Leia mais

Inscrições abertas até 31/Março/2016

Inscrições abertas até 31/Março/2016 Curso de Pós-Graduação Lato Sensu (nível especialização) em Educação de Pessoas com Transtorno do Espectro Autista e / ou com Atraso no Desenvolvimento: Contribuições da Análise do Comportamento aplicada

Leia mais

A Educação Especial na Perspectiva Inclusiva

A Educação Especial na Perspectiva Inclusiva A Educação Especial na Perspectiva Inclusiva Instituto Paradigma O Instituto Paradigma é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), dedicada a desenvolver e implementar projetos nas

Leia mais

O impacto da atuação do intérprete de LIBRAS no contexto de uma escola pública para ouvintes

O impacto da atuação do intérprete de LIBRAS no contexto de uma escola pública para ouvintes O impacto da atuação do intérprete de LIBRAS no contexto de uma escola pública para ouvintes Célia Regina Rossi (UNESP Rio Claro célia@claretinas.com.br) Ida Lichtig (USP S.P. idalichtig@yahoo.com.br)

Leia mais

III SEMINÁRIO EM PROL DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA Desafios Educacionais

III SEMINÁRIO EM PROL DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA Desafios Educacionais III SEMINÁRIO EM PROL DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA Desafios Educacionais TEXTOS ESCRITOS POR ALUNOS SURDOS: AS MARCAS DA INTERLÍNGUA MARTINS, Tânia Aparecida 1 PINHEIRO, Valdenir de Souza 2 NOME DO GT: Educação

Leia mais

O ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO: DA POLITICA À PRATICA NA ESCOLARIZAÇÃO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIAS

O ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO: DA POLITICA À PRATICA NA ESCOLARIZAÇÃO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIAS O ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO: DA POLITICA À PRATICA NA ESCOLARIZAÇÃO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIAS Tamara França de Almeida; Roberta Pires Corrêa; Márcia Denise Pletsch Universidade Federal Rural

Leia mais

O PAPEL DA TECNOLOGIA ASSISTIVA NO ENSINO SUPERIOR: UM OLHAR ÀS POSSIBILIDADES E DIFICULDADES

O PAPEL DA TECNOLOGIA ASSISTIVA NO ENSINO SUPERIOR: UM OLHAR ÀS POSSIBILIDADES E DIFICULDADES O PAPEL DA TECNOLOGIA ASSISTIVA NO ENSINO SUPERIOR: UM OLHAR ÀS POSSIBILIDADES E DIFICULDADES ANDREZA APARECIDA POLIA 1 MARIA DA CONCEIÇÃO NARKHIRA PEREIRA 2 LEILANE BENTO DE ARAÚJO MENESES 3 KARL MARX

Leia mais

INCLUSÃO SOCIAL DE SURDOS PELA CIÊNCIA: DESENVOLVIMENTO DE UMA ABORDAGEM EXPERIMENTAL DE ENSINO

INCLUSÃO SOCIAL DE SURDOS PELA CIÊNCIA: DESENVOLVIMENTO DE UMA ABORDAGEM EXPERIMENTAL DE ENSINO INCLUSÃO SOCIAL DE SURDOS PELA CIÊNCIA: DESENVOLVIMENTO DE UMA ABORDAGEM EXPERIMENTAL DE ENSINO CRUZ 1, Anne Izbelle Soares; SILVA 2, Palloma Farias; RODRIGUES-MASCARENHAS 3, Sandra. Centro de Biotecnologia/

Leia mais

ROSSI, Tereza Ribeiro de Freitas. Brincar: uma opção para a interação entre mãe ouvinte/filho surdo. Campinas: Unicamp, 2000. 169p.

ROSSI, Tereza Ribeiro de Freitas. Brincar: uma opção para a interação entre mãe ouvinte/filho surdo. Campinas: Unicamp, 2000. 169p. CADER, Fatima Ali Abdalah Abdel,; FÁVERO, Maria Helena (orientadora) - Leitura e escrita na sala de aula: uma pesquisa de intervenção com crianças surdas. UNB. Resumo Este trabalho descreve e analisa etapas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS LICENCIATURA EM PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS LICENCIATURA EM PEDAGOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS LICENCIATURA EM PEDAGOGIA UMA ANÁLISE DE ARTIGOS SOBRE SURDEZ ( DEFICIÊNCIA AUDITIVA) EM PERIÓDICOS NACIONAIS INDEXADOS NO PERÍODO

Leia mais

IDENTIFICANDO TENDÊNCIAS TEMÁTICAS DIVULGADAS NOS ANAIS DO V CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL UFSCAR

IDENTIFICANDO TENDÊNCIAS TEMÁTICAS DIVULGADAS NOS ANAIS DO V CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL UFSCAR 790 IDENTIFICANDO TENDÊNCIAS TEMÁTICAS DIVULGADAS NOS ANAIS DO V CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL UFSCAR Suzana Sirlene da Silva Leandro Osni Zaniolo UNESP Faculdade de Ciências e Letras Campus

Leia mais

METODOLOGIA CIENTÍFICA PATRÍCIA ALVAREZ RUIZ

METODOLOGIA CIENTÍFICA PATRÍCIA ALVAREZ RUIZ METODOLOGIA CIENTÍFICA PATRÍCIA ALVAREZ RUIZ ORGANIZAÇÃO DOS ESTUDOS O que se entende por estudo Estudar é realizar experiências submetidas à análise crítica e à reflexão com o objetivo de aprender informações

Leia mais

Educação especial: um novo olhar para a pessoa com deficiência

Educação especial: um novo olhar para a pessoa com deficiência Educação especial: um novo olhar para a pessoa com deficiência INOCÊNCIO, Sibelle Williane Dias dos Santos DAXENBERGER, Ana Cristina Silva Universidade Federal da Paraíba Centro de Ciências Agrárias Departamento

Leia mais

Palavras-chave: Deficiência Visual. Trabalho Colaborativo. Inclusão. 1. Introdução

Palavras-chave: Deficiência Visual. Trabalho Colaborativo. Inclusão. 1. Introdução PROFESSOR DE SALA COMUM E PROFESSOR ESPECIALISTA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: POSSIBILIDADE DE TRABALHO COLABORATIVO NO ENSINO DE CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL Karen Regiane Soriano Simara Pereira da Mata Flaviane

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPIRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRARIAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA E FÍSICA KARINA DA SILVA FERNANDES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPIRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRARIAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA E FÍSICA KARINA DA SILVA FERNANDES UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPIRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRARIAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA E FÍSICA KARINA DA SILVA FERNANDES A INCLUSÃO DE ALUNOS PÚBLICO ALVO DA EDUCAÇÃO ESPECIAL NA EDUCAÇÃO DE JOVENS

Leia mais

Implante Coclear e Meningite - estudo da percepção de fala com amostras pareadas

Implante Coclear e Meningite - estudo da percepção de fala com amostras pareadas Implante Coclear e Meningite - estudo da percepção de fala com amostras pareadas Descritores: implante coclear, meningite, percepção de fala. Introdução: O Implante Coclear (IC) é um dispositivo capaz

Leia mais

Palavras-chave: Educação Especial; Educação Escolar Indígena; Censo Escolar

Palavras-chave: Educação Especial; Educação Escolar Indígena; Censo Escolar INTERFACE DA EDUCAÇÃO ESPECIAL NA EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA: ALGUMAS REFLEXÕES A PARTIR DO CENSO ESCOLAR SÁ, Michele Aparecida de¹ ¹Doutoranda em Educação Especial - UFSCar CIA, Fabiana² ²Professora Adjunta

Leia mais

TRADUTOR E INTERPRETE DE LINGUA DE SINAIS: preleção a cerca de sua atuação e formação

TRADUTOR E INTERPRETE DE LINGUA DE SINAIS: preleção a cerca de sua atuação e formação - 310 - TRADUTOR E INTERPRETE DE LINGUA DE SINAIS: preleção a cerca de sua atuação e formação Uiara Vaz Jordão 1 Sempre que a condição lingüística do surdo é respeitada, crescem as chances de ele desenvolver-se

Leia mais

TÍTULO: A IMPORTÂNCIA DA INCLUSÃO NO AMBIENTE ESCOLAR CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PEDAGOGIA

TÍTULO: A IMPORTÂNCIA DA INCLUSÃO NO AMBIENTE ESCOLAR CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PEDAGOGIA TÍTULO: A IMPORTÂNCIA DA INCLUSÃO NO AMBIENTE ESCOLAR CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PEDAGOGIA INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA DE CAMPINAS AUTOR(ES): DENISE CRISTINA

Leia mais

8558 Diário da República, 2.ª série N.º 63 31 de março de 2014

8558 Diário da República, 2.ª série N.º 63 31 de março de 2014 8558 Diário da República, 2.ª série N.º 63 31 de março de 2014 Na profissionalização em serviço, na Universidade de Coimbra: as disciplinas de Psicologia Educacional e Desenvolvimento curricular, entre

Leia mais

Curso de Pedagogia Ementário da Matriz Curricular 2010.2

Curso de Pedagogia Ementário da Matriz Curricular 2010.2 1ª FASE 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL A Biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão neurológica nos processos básicos: os sentidos

Leia mais

Cochlear Implants in Children Diagnosed with CHARGE Syndrome

Cochlear Implants in Children Diagnosed with CHARGE Syndrome 424 Relato de Caso Cochlear Implants in Children Diagnosed with CHARGE Syndrome Implante Coclear em Criança Portadora da Síndrome de Charge Carolina Costa Cardoso 1 Michelle Sales de Meneses 1 Isabella

Leia mais

INCLUSÃO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO ENSINO REGULAR

INCLUSÃO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO ENSINO REGULAR INCLUSÃO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO ENSINO REGULAR OLIVEIRA, Linda Marques Pedadoga e acadêmica do Curso de Formação Psicologia da ACEG/FASU-Garça/SP linda_faculdade@yahoo.com.br Souza, Selma

Leia mais

DEFICIÊNCIA AUDITIVA: ÊNFASE NA REABILITAÇÃO PRECOCE

DEFICIÊNCIA AUDITIVA: ÊNFASE NA REABILITAÇÃO PRECOCE Texto de apoio ao Curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde rof. Dr. Luzimar Teixeira DEFICIÊNCIA AUDITIVA: ÊNFASE NA REABILITAÇÃO RECOCE Clay Rienzo Balieiro Altair C. upo Luisa B. Ficker

Leia mais

Projetos e ações da IASLl International Association of School Librarianship Associação Internacional de Bibliotecas Escolares

Projetos e ações da IASLl International Association of School Librarianship Associação Internacional de Bibliotecas Escolares Projetos e ações da IASLl International Association of School Librarianship Associação Internacional de Bibliotecas Escolares Katharina B.L. Berg BIbliotecária Diretora Regional da IASL para América Latina

Leia mais

ANEXO IV QUESTIONÁRIO TEMÁTICO

ANEXO IV QUESTIONÁRIO TEMÁTICO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL M I N I S T É R I O D A E D U C A Ç Ã O INSTITUTO NACIONAL DE EDUCAÇÃO DE SURDOS DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO, CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO COORDENAÇÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS

Leia mais

Equivalência de Estímulos e Autismo: Uma Revisão de Estudos Empíricos 1. Stimulus Equivalence and Autism: A Review of Empirical Studies

Equivalência de Estímulos e Autismo: Uma Revisão de Estudos Empíricos 1. Stimulus Equivalence and Autism: A Review of Empirical Studies Psicologia: Teoria e Pesquisa Out-Dez 2010, Vol. 26 n. 4, pp. 729-737 Equivalência de Estímulos e Autismo: Uma Revisão de Estudos Empíricos 1 Camila Graciella Santos Gomes André Augusto Borges Varella

Leia mais

Marcia Cristina de Oliveira Sousa ASPECTOS PRÁTICOS DA INCLUSÃO ESCOLAR DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA NA CIDADE DE BELO HORIZONTE

Marcia Cristina de Oliveira Sousa ASPECTOS PRÁTICOS DA INCLUSÃO ESCOLAR DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA NA CIDADE DE BELO HORIZONTE Marcia Cristina de Oliveira Sousa ASPECTOS PRÁTICOS DA INCLUSÃO ESCOLAR DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA NA CIDADE DE BELO HORIZONTE Trabalho apresentado à Banca Examinadora para conclusão do curso de

Leia mais

TÍTULO: AUTISMO INFANTIL: UM ESTUDO DA LEGISLAÇÃO ACERCA DA INCLUSÃO NO ENSINO REGULAR

TÍTULO: AUTISMO INFANTIL: UM ESTUDO DA LEGISLAÇÃO ACERCA DA INCLUSÃO NO ENSINO REGULAR Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: AUTISMO INFANTIL: UM ESTUDO DA LEGISLAÇÃO ACERCA DA INCLUSÃO NO ENSINO REGULAR CATEGORIA: EM

Leia mais

Qualis e repercursão na avaliação de Programas de Pós-Graduação em Odontologia

Qualis e repercursão na avaliação de Programas de Pós-Graduação em Odontologia Qualis e repercursão na avaliação de Programas de Pós-Graduação em Odontologia Isabela Almeida Pordeus Novembro 2009 A Produção Científica Brasileira (Zorzetto et al., 2006) (Zorzetto et al., 2006) Produção

Leia mais

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ ANGELA R. L. PORTELLA EVOLUÇÃO AUDIOLÓGICA DE CRIANÇAS COM SURDEZ PRÉ- LINGUAL IMPLANTADAS TARDIAMENTE CURITIBA 2015

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ ANGELA R. L. PORTELLA EVOLUÇÃO AUDIOLÓGICA DE CRIANÇAS COM SURDEZ PRÉ- LINGUAL IMPLANTADAS TARDIAMENTE CURITIBA 2015 1 UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ ANGELA R. L. PORTELLA EVOLUÇÃO AUDIOLÓGICA DE CRIANÇAS COM SURDEZ PRÉ- LINGUAL IMPLANTADAS TARDIAMENTE CURITIBA 2015 2 UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ ANGELA R. L. PORTELLA

Leia mais

Surdez: Desafios para o Próximo Milênio Mônica Pereira dos Santos 1

Surdez: Desafios para o Próximo Milênio Mônica Pereira dos Santos 1 Surdez: Desafios para o Próximo Milênio Mônica Pereira dos Santos 1 Introdução O presente trabalho objetiva se constituir em um ensaio a respeito das contradições com que o discurso pela igualdade se reflete

Leia mais

O PROGRAMA EDUCAÇÃO INCLUSIVA: DIREITO À DIVERSIDADE E O COORDENADOR PEDAGÓGICO

O PROGRAMA EDUCAÇÃO INCLUSIVA: DIREITO À DIVERSIDADE E O COORDENADOR PEDAGÓGICO O PROGRAMA EDUCAÇÃO INCLUSIVA: DIREITO À DIVERSIDADE E O COORDENADOR PEDAGÓGICO Marcelo Messias Rondon 1 Universidade Federal de São Carlos -UFSCar Palavras-chave: Políticas Públicas, Coordenador Pedagógico,

Leia mais

PERMANÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR: UMA QUESTÃO DE DIREITO

PERMANÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR: UMA QUESTÃO DE DIREITO PERMANÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR: UMA QUESTÃO DE DIREITO Autora: Simone Silvestre Santos Freitas, Pedagoga/UFS silvestrebb@hotmail.com Co-autora: Caroline Santos Siqueira, Curso Pedagogia/UFS carol18.siqueira@bol.com.br

Leia mais

ANEXO II - CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

ANEXO II - CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANEXO II - CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CARGOS: PROFESSOR DO ENSINO FUNDAMENTAL (ANOS INICIAIS 1º AO 5º ANO); PROFESSOR ADJUNTO PARA EDUCAÇÃO ESPECIAL; PROFESSOR DE ARTES; PROFESSOR DE LINGUAGEM ARTÍSTICA E NATURAL;EDUCADOR

Leia mais

QUADRO DE EQUIVALENTES, CONTIDAS E SUBSTITUTAS DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO

QUADRO DE EQUIVALENTES, CONTIDAS E SUBSTITUTAS DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO 28380 Antropologia Teológica A 1 34 28380 Antropologia Teológica A 1 34 A partir de conceitos teológicos, estimula o aluno a problematizar e analisar, criticamente, Equivalente Estuda a cultura humana,

Leia mais

Programas Brasileiros de Pós-Graduação em Educação Especial

Programas Brasileiros de Pós-Graduação em Educação Especial Programas Brasileiros de Pós-Graduação em Educação Especial FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS DE ALTO NÍVEL EM EDUCAÇÃO ESPECIAL* Deisy das Graças de Souza e Nivaldo Nale** Quando foi proposto, em 1977, o Programa

Leia mais

IBE. A Alfabetização e o Ambiente Alfabetizador 300. A arte de contar histórias 200. A arte de escrever bem 180. A arte na educação 180

IBE. A Alfabetização e o Ambiente Alfabetizador 300. A arte de contar histórias 200. A arte de escrever bem 180. A arte na educação 180 Governo do Distrito Federal Secretaria de Estado de Educação Subsecretaria de Gestão dos Profissionais da Educação Coordenação de Administração de Pessoas Instituição A Alfabetização e o Ambiente Alfabetizador

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 13/2015 Campus São João del-rei

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 13/2015 Campus São João del-rei Tema 01: ASPECTOS HISTÓRICOS DA EDUCAÇÃO DOS SURDOS NO BRASIL Imbricada em relações de poder, a educação dos surdos vem sendo pensada e definida, historicamente, por educadores ouvintes, embora possamos

Leia mais

Secretaria Municipal de Educação Claudia Costin Subsecretária Helena Bomeny Instituto Municipal Helena Antipoff Kátia Nunes

Secretaria Municipal de Educação Claudia Costin Subsecretária Helena Bomeny Instituto Municipal Helena Antipoff Kátia Nunes Secretaria Municipal de Educação Claudia Costin Subsecretária Helena Bomeny Instituto Municipal Helena Antipoff Kátia Nunes Instituto Municipal Helena Antipoff Educação Especial no Município do Rio de

Leia mais

Inclusão de Estudantes com Necessidades Educacionais Especiais no Ensino Superior

Inclusão de Estudantes com Necessidades Educacionais Especiais no Ensino Superior MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE Inclusão de Estudantes com Necessidades Educacionais Especiais no Ensino Superior Prof. Francisco Ricardo Lins V. de Melo Departamento

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO PSICOMOTOR EM CRIANÇAS COM DISLEXIA DESENVOLVIMENTAL

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO PSICOMOTOR EM CRIANÇAS COM DISLEXIA DESENVOLVIMENTAL AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO PSICOMOTOR EM CRIANÇAS COM DISLEXIA DESENVOLVIMENTAL RESUMO A dislexia é um transtorno no déficit linguístico que dificulta a aprendizagem de leitura, escrita, soletração e decodificação

Leia mais

Aquisição do segundo idioma e bilinguismo na primeira infância e seu impacto sobre o desenvolvimento cognitivo inicial

Aquisição do segundo idioma e bilinguismo na primeira infância e seu impacto sobre o desenvolvimento cognitivo inicial Aquisição do segundo idioma e bilinguismo na primeira infância e seu impacto sobre o desenvolvimento cognitivo inicial ELLEN BIALYSTOK, PhD York University, CANADÁ (Publicado on-line, em inglês, em 9 de

Leia mais

Avaliação da Articulação em Português Europeu: As Provas Sons em Palavras e Estimulação do Teste CPUP

Avaliação da Articulação em Português Europeu: As Provas Sons em Palavras e Estimulação do Teste CPUP Originalmente publicado em: MACHADO, C.; ALMEIDA, L.; GONÇALVES, M. e RAMALHO, V. (Org.) (Outubro de 2006). Actas da XI Conferência Internacional de Avaliação Psicológica: Formas e Contextos. Braga: Universidade

Leia mais

Universidade Estadual de Londrina/Departamento de Ciência da Informação/Londrina, PR.

Universidade Estadual de Londrina/Departamento de Ciência da Informação/Londrina, PR. 1 A RELAÇÃO ENTRE A COMPETÊNCIA INFORMACIONAL E A APRENDIZAGEM NO ENSINO SUPERIOR Poline Fernandes Thomaz 1 ; Linete Bartalo 2 (Orientadora), e-mail: linete@uel.br. Universidade Estadual de Londrina/Departamento

Leia mais

NEAPI UMA PROPOSTA DE SUPORTE

NEAPI UMA PROPOSTA DE SUPORTE NEAPI UMA PROPOSTA DE SUPORTE PEDAGÓGICO NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DOS ALUNOS COM DEFICIÊNCIA, TRANSTORNOS GLOBAIS DO DESENVOLVIMENTO E ALTAS HABILIDADES/SUPERDOTAÇÃO VANESSA PINHEIRO profvanessapinheiro@gmail.com

Leia mais

X Encontro Gaúcho de Educação Matemática

X Encontro Gaúcho de Educação Matemática INCLUSÃO DE ALUNOS SURDOS NO ENSINO REGULAR: INVESTIGAÇÃO DAS PROPOSTAS DIDÁTICO-METODOLÓGICAS DESENVOLVIDAS POR PROFESSORES DE MATEMÁTICA NO ENSINO MÉDIO DA EENAV GT 07 Educação Matemática, avaliação

Leia mais

REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL

REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Filosofia e Ciências Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL

Leia mais

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores O ENSINO DE CIÊNCIAS E A EDUCAÇÃO INCLUSIVA: A FORMAÇÃO INICIAL EM DEBATE Sabrina Pereira Soares

Leia mais

Big data da educação. Dados vão proporcionar muitas oportunidades para a Educação On-line: análises, previsões e sugestões

Big data da educação. Dados vão proporcionar muitas oportunidades para a Educação On-line: análises, previsões e sugestões As universidades não irão sobreviver. O futuro está do lado de fora do campus tradicional, fora das salas de aula tradicionais. A educação a distância está chegando rápido. - Peter Drucker, 1997 O e-learning

Leia mais

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores OFICINA DE MATERIAIS DIDÁTICOS ADAPTADOS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS: UM ESPAÇO DE FORMAÇÃO INICIAL

Leia mais

Palavras chave: Surdez, Perda auditiva, Inclusão Social, Educação em Saúde.

Palavras chave: Surdez, Perda auditiva, Inclusão Social, Educação em Saúde. PROMOÇÃO DA INCLUSÃO DO SURDO E DO DEFICIENTE AUDITIVO NO ESPAÇO ESCOLAR: ATIVIDADE DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE SOBRE AUDIÇÃO E PRÓTESE AUDITIVA EM UMA UNIDADE POLO DE ATENDIMENTO À SURDEZ MACAÉ, RJ. JANE DE

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 8.113, DE 2014 (Da Sra. Maria Lucia Prandi )

PROJETO DE LEI N.º 8.113, DE 2014 (Da Sra. Maria Lucia Prandi ) *C0050472A* C0050472A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 8.113, DE 2014 (Da Sra. Maria Lucia Prandi ) Estabelece os critérios de avaliação para as pessoas portadoras de Dislexia nos concursos de provas

Leia mais

A POLÍTICA EDUCACIONAL VOLTADA PARA PESSOA COM DEFICIENCIA NO BRASIL NO PARAMETRO DOS ULTIMOS CENSOS EDUCACIONAIS ABSTRACT

A POLÍTICA EDUCACIONAL VOLTADA PARA PESSOA COM DEFICIENCIA NO BRASIL NO PARAMETRO DOS ULTIMOS CENSOS EDUCACIONAIS ABSTRACT A POLÍTICA EDUCACIONAL VOLTADA PARA PESSOA COM DEFICIENCIA NO BRASIL NO PARAMETRO DOS ULTIMOS CENSOS EDUCACIONAIS Luciana Juliane Marques dos Reis 1 RESUMO A partir de sua concepção como direito social,

Leia mais

O IMPACTO DOS DISTÚRBIOS DE DESENVOLVIMENTO DE LINGUAGEM NA APRENDIZAGEM NOEMI TAKIUCHI*

O IMPACTO DOS DISTÚRBIOS DE DESENVOLVIMENTO DE LINGUAGEM NA APRENDIZAGEM NOEMI TAKIUCHI* O IMPACTO DOS DISTÚRBIOS DE DESENVOLVIMENTO DE LINGUAGEM NA APRENDIZAGEM NOEMI TAKIUCHI* * Professora Adjunta da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, Doutora em Semiótica e Linguística

Leia mais

Fundação Hospitalar Guy e St Thomas

Fundação Hospitalar Guy e St Thomas O implante coclear não restabelece a audição normal Proporciona maior acesso aos sons vocais e ambientais. Nível auditivo em decibéis (db) Frequência (Hz) Será preciso algum tempo para que o seu filho

Leia mais

A EDUCAÇÃO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA EM FLORIANO-PI

A EDUCAÇÃO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA EM FLORIANO-PI A EDUCAÇÃO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA EM FLORIANO-PI Satila Evely Figuereido de Souza 1 Cândida Caroline Mousinho de Sá 2 Ana Célia de Sousa Santos 3 RESUMO Este artigo é resultado parcial de

Leia mais

GRANDE ÁREA DA SAÚDE Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Medicina I, Medicina II, Medicina III, Odontologia e Saúde Coletiva

GRANDE ÁREA DA SAÚDE Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Medicina I, Medicina II, Medicina III, Odontologia e Saúde Coletiva CRITÉRIOS PARA APROVAÇÃO DA PROPOSTA DE CURSOS NOVOS GRANDE ÁREA DA SAÚDE Medicina III, Odontologia e Saúde Coletiva I Proposta do Programa A proposta deve evidenciar de forma clara que o grupo proponente

Leia mais

A EDUCAÇÃO DE SURDOS E A PRÁTICA PEDAGÓGICA DOS PROFESSORES OUVINTES: POSSIBILIDADES E LIMITES.

A EDUCAÇÃO DE SURDOS E A PRÁTICA PEDAGÓGICA DOS PROFESSORES OUVINTES: POSSIBILIDADES E LIMITES. A EDUCAÇÃO DE SURDOS E A PRÁTICA PEDAGÓGICA DOS PROFESSORES OUVINTES: POSSIBILIDADES E LIMITES. Profª Drª Clarissa Martins de Araújo CE/UFPE, E-mail:cmaraujo@ufpe.Br; Profª Ms. Zélia Maria Luna Freire

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO. Responsabilidade social e acessibilidade no ensino superior: a trajetória do UniCEUB

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO. Responsabilidade social e acessibilidade no ensino superior: a trajetória do UniCEUB RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Responsabilidade social e acessibilidade no ensino superior: a trajetória do UniCEUB 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL 1.1. Histórico da prática eficaz Desde 1988, o Centro

Leia mais

ADAPTAÇÕES NECESSÁRIAS PARA O ALUNO SURDOCEGO ADQUIRIDO NA ESCOLA DE ENSINO REGULAR

ADAPTAÇÕES NECESSÁRIAS PARA O ALUNO SURDOCEGO ADQUIRIDO NA ESCOLA DE ENSINO REGULAR ADAPTAÇÕES NECESSÁRIAS PARA O ALUNO SURDOCEGO ADQUIRIDO NA ESCOLA DE ENSINO REGULAR Tais Pereira de Sousa Lima Ma. Cyntia Moraes Teixeira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

Leia mais

III SEMINÁRIO EM PROL DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA Desafios Educacionais

III SEMINÁRIO EM PROL DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA Desafios Educacionais III SEMINÁRIO EM PROL DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA Desafios Educacionais SURDEZ: UM MAPEAMENTO DAS PRODUÇOES ACADÊMICAS EM UM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESCOLAR ALVES, R. A. 1 MANZOLI, L. P. 2 URBAN,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA EDUCAÇÃO FAED DIREÇÃO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA EDUCAÇÃO FAED DIREÇÃO DE ENSINO RENOVAÇÃO DO RECONHECIMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - FAED Curso: PEDAGOGIA Departamento: PEDAGOGIA ASPECTOS ATINGIDOS A PARTIR DA AVALIAÇÃO DO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Aspectos a Melhorar: Definir

Leia mais

PÓS GRADUAÇÃO Lato Sensu em TECNOLOGIA ASSISTIVA

PÓS GRADUAÇÃO Lato Sensu em TECNOLOGIA ASSISTIVA PÓS GRADUAÇÃO Lato Sensu em TECNOLOGIA ASSISTIVA Tecnologia (TA) é uma área híbrida do conhecimento de domínio de profissionais de reabilitação, engenheiros, arquitetos, desenhistas industriais, entre

Leia mais

PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE EDUCAÇÃO INFANTIL NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA.

PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE EDUCAÇÃO INFANTIL NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA. PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE EDUCAÇÃO INFANTIL NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA. Beatriz Aparecida Barboza do Nascimento. Claudia Regina Mosca Giroto. FFC/UNESP/Marília. bia893@hotmail.com; claudia.mosca@marilia.unesp.br.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS UFU RELATÓRIO FINAL DE AÇÕES EXTENSIONISTAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS UFU RELATÓRIO FINAL DE AÇÕES EXTENSIONISTAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE ETENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS UFU RELATÓRIO FINAL DE AÇÕES ETENSIONISTAS 1. IDENTIFICAÇÃO CAMPUS: FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL-

Leia mais

CONCEPÇÕES DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES SEM DEFICIÊNCIA ACERCA DA DEFICIÊNCIA AUDITIVA

CONCEPÇÕES DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES SEM DEFICIÊNCIA ACERCA DA DEFICIÊNCIA AUDITIVA CONCEPÇÕES DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES SEM DEFICIÊNCIA ACERCA DA DEFICIÊNCIA AUDITIVA INTRODUÇÃO Maewa Martina Gomes da Silva e SOUZA 1 Universidade Estadual Paulista UNESP/Marília Sadao OMOTE 2 Universidade

Leia mais

O DIREITO A COMUNICAÇÃO: as Libras e os desafios da educação dos surdos

O DIREITO A COMUNICAÇÃO: as Libras e os desafios da educação dos surdos O DIREITO A COMUNICAÇÃO: as Libras e os desafios da educação dos surdos Eline Peixoto de Santana 1 Resumo: O presente trabalho buscará fazer uma reflexão sobre a importância do reconhecimento das Libras

Leia mais

UM OLHAR SOBRE A IDENTIDADE SURDA

UM OLHAR SOBRE A IDENTIDADE SURDA UM OLHAR SOBRE A IDENTIDADE SURDA Márcia do Socorro E. da Silva 1 INTRODUÇÃO Há uma luta pela prevalência sobre os poderes e os saberes que operam nas sociedades e o palco desta luta é o meio social como

Leia mais

Mapeamento da Educação profissional de pessoas com deficiências no Estado de Minas Gerais

Mapeamento da Educação profissional de pessoas com deficiências no Estado de Minas Gerais Mostra Nacional de Iniciação Científica e Tecnológica Interdisciplinar III MICTI Fórum Nacional de Iniciação Científica no Ensino Médio e Técnico - I FONAIC-EMT Camboriú, SC, 22, 23 e 24 de abril de 2009

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DE ESTUDANTES PÚBLICO ALVO DA EDUCAÇÃO ESPECIAL NO ENSINO SUPERIOR

CARACTERIZAÇÃO DE ESTUDANTES PÚBLICO ALVO DA EDUCAÇÃO ESPECIAL NO ENSINO SUPERIOR CARACTERIZAÇÃO DE ESTUDANTES PÚBLICO ALVO DA EDUCAÇÃO ESPECIAL NO ENSINO SUPERIOR JOSILENE APARECIDA SARTORI ZAMPAR 1 TÂNIA MARIA SANTANA DE ROSE 2 Universidade Federal de São Carlos UFSCar INTRODUÇÃO

Leia mais

A FORMAÇÃO DOCENTE INICIAL NO CURSO DE MATEMÁTICA: RELATOS DECORRENTES DO COMPONENTE CURRICULAR LIBRAS Inês Ivone Cecin Soprano 1

A FORMAÇÃO DOCENTE INICIAL NO CURSO DE MATEMÁTICA: RELATOS DECORRENTES DO COMPONENTE CURRICULAR LIBRAS Inês Ivone Cecin Soprano 1 A FORMAÇÃO DOCENTE INICIAL NO CURSO DE MATEMÁTICA: RELATOS DECORRENTES DO COMPONENTE CURRICULAR LIBRAS Inês Ivone Cecin Soprano 1 Resumo: O presente relato é fruto de uma experiência do componente curricular

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CULTURA E IDENTIDADE SURDA NA FORMAÇÃO BILÍNGUE NO ENSINO REGULAR

A IMPORTÂNCIA DA CULTURA E IDENTIDADE SURDA NA FORMAÇÃO BILÍNGUE NO ENSINO REGULAR A IMPORTÂNCIA DA CULTURA E IDENTIDADE SURDA NA FORMAÇÃO BILÍNGUE NO ENSINO REGULAR GT8 Espaços Educativos, Currículo e Formação Docente (Saberes e Práticas). Maria Patrícia Vieira Martins Lima¹ John Lima

Leia mais

CURSOS DE CAPACITAÇÃO PARA PROFESSORES E OUTROS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO EM BELO HORIZONTE JANEIRO DE 2013

CURSOS DE CAPACITAÇÃO PARA PROFESSORES E OUTROS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO EM BELO HORIZONTE JANEIRO DE 2013 CURSOS DE CAPACITAÇÃO PARA PROFESSORES E OUTROS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO EM BELO HORIZONTE JANEIRO DE 2013 24 ANOS DE EXPERIÊNCIA NA ÁREA DE CURSOS Realização: AMSCURSOS Apoio: Associação de Professores

Leia mais

LIBRAS: UM MOVIMENTO PARA A INCLUSÃO

LIBRAS: UM MOVIMENTO PARA A INCLUSÃO LIBRAS: UM MOVIMENTO PARA A INCLUSÃO DORNELES, Marciele Vieira 1 JOST, Sabine 2 RAMPELOTTO, Elisane Maria 3 RESUMO O presente trabalho tem origem no Projeto Aprendendo Libras no Campus, com objetivo de

Leia mais

0104-3927 Cerrados (UnB. Impresso) A2 LETRAS / LINGUÍSTICA Atualizado. 0103-4316 Classica (Sao Paulo) A2 LETRAS / LINGUÍSTICA Atualizado

0104-3927 Cerrados (UnB. Impresso) A2 LETRAS / LINGUÍSTICA Atualizado. 0103-4316 Classica (Sao Paulo) A2 LETRAS / LINGUÍSTICA Atualizado Consulta por Classificação / Área Avaliação ISSN 1518-0581 ABEI Journal (São Paulo) A2 LETRAS / LINGUÍSTICA Atualizado 1984-2090 Abril (Niterói) A2 LETRAS / LINGUÍSTICA Atualizado 1548-7083 A Contracorriente

Leia mais

O QUE É A ISME? Organização mundial fundada em 1953 pela UNESCO, que em 2013 comemora 60 anos.

O QUE É A ISME? Organização mundial fundada em 1953 pela UNESCO, que em 2013 comemora 60 anos. O QUE É A ISME? Organização mundial fundada em 1953 pela UNESCO, que em 2013 comemora 60 anos. Representa uma rede internacional, interdisciplinar e intercultural de profissionais para compreender e promover

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. PROCESSO SELETIVO 2015-2º. semestre

MANUAL DO CANDIDATO. PROCESSO SELETIVO 2015-2º. semestre MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO 2015-2º. semestre Caro Candidato, Este é o manual do processo seletivo para o 2º. semestre de 2015 para os cursos de Licenciatura em Pedagogia e Letras-Língua Portuguesa

Leia mais

Período: 1º Curso: Pedagogia Disciplina: PEDAGOGIA SABER DOCENTE: IDENTIDADES E CURRÍCULOS Carga Horária: 30h

Período: 1º Curso: Pedagogia Disciplina: PEDAGOGIA SABER DOCENTE: IDENTIDADES E CURRÍCULOS Carga Horária: 30h 1 Período: 1º Disciplina: PEDAGOGIA SABER DOCENTE: IDENTIDADES E CURRÍCULOS Carga Horária: 30h As bases epistêmicas do saber docente; Currículo enquanto identidade; O currículo e a organização do trabalho

Leia mais

A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE QUÍMICA NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO ESPECIAL: UMA PEDAGOGIA DIFERENTE

A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE QUÍMICA NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO ESPECIAL: UMA PEDAGOGIA DIFERENTE 1 A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE QUÍMICA NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO ESPECIAL: UMA PEDAGOGIA DIFERENTE SILVA.Thiago Pereira da ¹ Universidade Estadual da Paraíba-UEPB e-mail: thiagoellisson@yahoo.com.br MOURA.Camila

Leia mais

CURSO: MESTRADO ACADÊMICO

CURSO: MESTRADO ACADÊMICO IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: ARTES/MÚSICA PERÍODO DE AVALIAÇÃO: 2016 ANO DE PUBLICAÇÃO DESTE DOCUMENTO: 2016 COORDENADOR DE ÁREA: ANTÔNIA PEREIRA BEZERRA COORDENADOR ADJUNTO: VERA BEATRIZ SIQUEIRA

Leia mais

DELINEANDO UM PANORAMA SOBRE AS PESQUISAS EM ESTIMULAÇÃO PRECOCE NO BRASIL

DELINEANDO UM PANORAMA SOBRE AS PESQUISAS EM ESTIMULAÇÃO PRECOCE NO BRASIL DELINEANDO UM PANORAMA SOBRE AS PESQUISAS EM ESTIMULAÇÃO PRECOCE NO BRASIL Ana Flávia HANSEL 1 - UNICENTRO Maria Augusta BOLSANELLO 2 - UFPR Introdução A estimulação precoce consiste em um conjunto de

Leia mais

Atendimento Educacional Especializado AEE. Segundo a Política Nacional de Educação Especial, na Perspectiva Inclusiva SEESP/MEC (2008)

Atendimento Educacional Especializado AEE. Segundo a Política Nacional de Educação Especial, na Perspectiva Inclusiva SEESP/MEC (2008) Atendimento Educacional Especializado AEE Segundo a Política Nacional de Educação Especial, na Perspectiva Inclusiva SEESP/MEC (2008) Conceito O Atendimento Educacional Especializado - AEE É um serviço

Leia mais

Eixo Temático: Formação de professores e outros profissionais dirigida à linguagem e comunicação.

Eixo Temático: Formação de professores e outros profissionais dirigida à linguagem e comunicação. ANÁLISE DE RECURSOS DE COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA POR ALUNOS DE TERAPIA OCUPACIONAL Munique Massaro, Débora Deliberato Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Faculdade de Filosofia e Ciências

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA: DOCÊNCIA E GESTÃO EDUCACIONAL (Currículo iniciado em 2009)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA: DOCÊNCIA E GESTÃO EDUCACIONAL (Currículo iniciado em 2009) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA: DOCÊNCIA E GESTÃO EDUCACIONAL (Currículo iniciado em 2009) CURRÍCULO DA EDUCAÇÃO BÁSICA 2171 C/H 102 Fundamentos e concepções sobre a organização curricular

Leia mais

HABILIDADES SOCIAIS NA EDUCAÇÃO ESPECIAL Maria Luiza Pontes de França Freitas Universidade Federal do Rio Grande do Norte

HABILIDADES SOCIAIS NA EDUCAÇÃO ESPECIAL Maria Luiza Pontes de França Freitas Universidade Federal do Rio Grande do Norte HABILIDADES SOCIAIS NA EDUCAÇÃO ESPECIAL Maria Luiza Pontes de França Freitas Universidade Federal do Rio Grande do Norte Resumo geral: Os estudos na área das habilidades sociais no Brasil têm contemplado

Leia mais

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores A VISÃO DE ALGUMAS BOLSISTAS DO PIBID SOBRE SUA ATUAÇÃO EM CONTEXTOS EDUCACIONAIS INCLUSIVOS

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DO PSICÓLOGO ESCOLAR E DO PSICOPEDAGOGO NO DIAGNÓSTICO DAS DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM. Resumo

CONTRIBUIÇÕES DO PSICÓLOGO ESCOLAR E DO PSICOPEDAGOGO NO DIAGNÓSTICO DAS DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM. Resumo DOI: http://dx.doi.org/10.14295/idonline.v6i18.206 66 Interface Educação CONTRIBUIÇÕES DO PSICÓLOGO ESCOLAR E DO PSICOPEDAGOGO NO DIAGNÓSTICO DAS DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM Edilândia Carvalho de Sousa

Leia mais

INTERVENÇÃO ABA COM ESTUDANTES COM AUTISMO: ENVOLVIMENTO DE PAIS E PROFESSORES

INTERVENÇÃO ABA COM ESTUDANTES COM AUTISMO: ENVOLVIMENTO DE PAIS E PROFESSORES INTERVENÇÃO ABA COM ESTUDANTES COM AUTISMO: ENVOLVIMENTO DE PAIS E PROFESSORES Priscila Benitez Isis de Albuquerque Ricardo M. Bondioli Nathalia Vasconcelos Manoni Alice Resende Bianca Melger Universidade

Leia mais

Pós graduação EAD Área de Educação

Pós graduação EAD Área de Educação Pós graduação EAD Área de Educação Investimento: a partir de R$ 109,00 mensais. Tempo de realização da pós graduação: 15 meses Investimento: R$109,00 (acesso ao portal na internet e livros em PDF). Ou

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA SOLICITAÇÃO DE SERVIÇOS E RECURSOS DE ACESSIBILIDADE POR CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA E OUTRAS CONDIÇÕES ESPECIAIS COMPERVE

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA SOLICITAÇÃO DE SERVIÇOS E RECURSOS DE ACESSIBILIDADE POR CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA E OUTRAS CONDIÇÕES ESPECIAIS COMPERVE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UFRN NÚCLEO PERMANENTE DE CONCURSOS COMPERVE COMISSÃO PERMANENTE DE APOIO A ESTUDANTES COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS CAENE MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA

Leia mais

A LEI E A REALIDADE: A REPRESENTAÇÃO DA IMAGEM DO SURDO NOS DOCUMENTOS SOBRE A PROPOSTA DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA

A LEI E A REALIDADE: A REPRESENTAÇÃO DA IMAGEM DO SURDO NOS DOCUMENTOS SOBRE A PROPOSTA DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA A LEI E A REALIDADE: A REPRESENTAÇÃO DA IMAGEM DO SURDO NOS DOCUMENTOS SOBRE A PROPOSTA DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA Vanessa Gomes Teixeira (UERJ) vanessa_gomesteixeira@hotmail.com RESUMO No início do século

Leia mais

INCLUSÃO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA EM ESCOLAS DE ENSINO REGULAR. Palavras chave: Deficiência auditiva; Educação; Inclusão; LIBRAS.

INCLUSÃO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA EM ESCOLAS DE ENSINO REGULAR. Palavras chave: Deficiência auditiva; Educação; Inclusão; LIBRAS. 1 INCLUSÃO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA EM ESCOLAS DE ENSINO REGULAR Palavras chave: Deficiência auditiva; Educação; Inclusão; LIBRAS. 1 INTRODUÇÃO Susana Michels 1 Maria Preis Welter 2 O presente

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS COORDENAÇÃO-GERAL DO CENSO ESCOLAR DA EDUCAÇÃO BÁSICA Orientação para

Leia mais