Proposta para o Plano de Atividades - Biblioteca Escolar 14/15

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Proposta para o Plano de Atividades - Biblioteca Escolar 14/15"

Transcrição

1 Professor: Ana Maria Galveia Taveira Proposta para o Plano de Atividades - Biblioteca Escolar 14/15 O Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar divide-se em quatro grandes áreas de funcionamento/intervenção, mediante o Plano de Melhoria, emanado pela R. A- APOIO AO DESENVOLVIMENTO CURRICULAR B- LEITURA E LITERACIAS C- PROJETOS,PARCERIAS E ATIVIDADES LIVRES E DE ARTURA Á COMUNIDADE D- GESTÂO DAS BIBLIOTECAS A. APOIO AO DESENVOLVIMENTO CURRICULAR A.1. Articulação Curricular da com as Estruturas Pedagógicas e os Docentes A. 2. Promoção da Literacia da Informação Objetivo do Projeto Educativo Agrupamento; Atividade Competências Público-alvo Intervenientes - Reuniões com as várias estruturas do agrupamento(conselho Pedagógico, Departamentos Curriculares) para articulação de atividades. - Cooperar com as estruturas de coordenação educativa - Colaborar pedagogicamente Comunidade educativa Recursos e Calendarização Dinamizar e rentabilizar os espaços escolares existentes especificamente vocacionados para a utilização das - Sessões práticas de formação para alunos, no âmbito das TIC, em colaboração com as turmas interessadas, no âmbito das disci- - Contribuir para a formação de Utilizadores - Colaborar com os departamentos Datas a definir

2 Tecnologias da Informação e Comunicação; plinas. Promover o sucesso escolar dos estudantes nas suas diferentes vertentes, académica, profissional, social e pessoal, de forma a que este seja o mais elevado possível; - Elaboração de guiões sobre as competências da escrita e da -Elaborar guiões de Equipa da intra-departamentos; Promover o sucesso escolar dos estudantes nas suas diferentes vertentes, académica, profissional, social e pessoal, de forma a que este seja o mais elevado possível; - Produção de materiais informativos de apoio à formação de utilizadores - Produzir materiais informativos de apoio à sala de aula Fomentar a cooperação e o trabalho colaborativo bem como a partilha documental entre os docentes da mesma disciplina ou de áreas articuladas, nos diferentes níveis de ensino; - Desenvolvimento e apresentação de trabalhos em word, ppt, calaméo, Issuu no âmbito da Formação e Educação para a cidadania. Promover mais o ensino em contexto de competências tecnológicas e digitais Apostar na formação para alunos no âmbito das TIC Formar cidadãos responsáveis 4º e 5º anos Professora da turma; ; alunos

3 Dinamizar e rentabilizar os espaços escolares existentes especificamente vocacionados para a utilização das Tecnologias da Informação e Comunicação; Fomentar a cooperação e o trabalho colaborativo bem como a partilha documental entre os docentes da mesma disciplina ou de áreas articuladas, nos diferentes níveis de ensino; Promover práticas sistemáticas de articulação vertical por parte dos departamentos e grupos disciplinares; Dinamizar e rentabilizar os espaços escolares existentes especificamente vocacionados para a utilização das Tecnologias da Informação e Comunicação; - Formação na CDU para as turmas/alunos interessadas(os) - Atendimento e apoio ao utilizador das bibliotecas: - Presencial, em regime de livre acesso, nos trabalhos de produção gráfica, na exploração das várias potencialidades educativas dos recursos existentes; - Empréstimo domiciliário; - Circulação de documentos para os diferentes espaços das escolas; - Manutenção/Atualização Da página moodle, blogue e facebook da biblioteca - Colaboração com o Departamento de línguas, departamento do 1ºciclo e pré-escolar no âmbito das - Metas Curriculares e do Plano Nacional de Leitura - Formar alunos e professores no módulo de pesquisa do Bibliobase. - Promover a igualdade de oportunidades de acesso e sucesso escolares; - Melhorar a eficácia do serviço prestado; - Desenvolver nos alunos competências e hábitos de trabalho baseados na consulta e produção de informação; - Motivar os utilizadores para a participação na dinâmica das bibliotecas. - Promover a igualdade de oportunidades de acesso e sucesso escolares; - Melhorar a comunicação entre o Agrupamento e a comunidade; - Divulgar as iniciativas das bibliotecas; - Promover a, segundo as indicações das Metas Curriculares e do Plano Nacional de Leitura; Equipa da Comunidade educativa

4 - Elaboração de guiões para as obras constantes das metas curriculares - Acolhimento de exposições que integram materiais dos departamentos interessados e da própria biblioteca Elaborar guiões de de forma a apoiar as obras no âmbito das metas curriculares. - Promover a utilização dos recursos da biblioteca em interação com as iniciativas dos Departamentos; - Contribuir para a abrangência das exposições. Equipa da Colaboradores da B- LEITURA E LITERACIAS B.1 Trabalho da ao serviço da promoção da B.2 Trabalho articulado da com departamentos e docentes e com o exterior, no âmbito da B.3 Impacto do trabalho da nas atitudes e competências dos alunos, no âmbito da e das literacias. Objetivo do Projeto Educativo Promover o sucesso escolar dos estudantes nas suas diferentes vertentes, académica, profissional, social e pessoal, para que este seja o mais elevado possível; Promover práticas sistemáticas de articulação vertical por parte dos departamentos e grupos disciplinares; Atividade Competências Público-alvo Intervenientes 1º Dia de Aulas - Receção aos alunos do Pré-escolar,1º ano: -Audição da história Uma biblioteca é uma casa onde cabe toda a gente. - Criação de um marcador de livros Receção aos alunos 2º e 3ºciclos: - PPT com fotografias e música - Promover e fomentar o interesse pela Escola, de todos os intervenientes no processo Educativo; - Permitir uma boa integração dos alunos na Escola; - Fomentar laços de Amizade entre os alunos, no sentido de facilitar relações interpessoais. Pré-escolar; 1º ano 2º e 3º ciclo 1º ciclo do 2º e 3ºciclos; ; alunos do 1º ciclo,, alunos Recursos e Calendarização Materiais de desgaste Dia 15 de setembro

5 Promover práticas sistemáticas de articula ção vertical por parte dos departamentos e grupos disciplinares; Promover o sucesso escolar dos estudantes nas suas diferentes vertentes, académica, profissional, social e pessoal, para que este seja o mais elevado possível; MI: - Criação e divulgação do cartaz MI - Cortinados de letras: O dia em que tudo mudou - Palavras do Mundo - Guardanapos com sabores Solidários - O cantinho dos livros - Promover o gosto pela e pela escrita Promover a, a escrita e a competição saudável - Incentivar a imaginação de português 1º, 2º e 3º ciclos e secundário Equipa da 16 a 31 de outubro Promover práticas sistemáticas de articulação vertical por parte dos departamentos e grupos disciplinares Promover o sucesso escolar dos estudantes nas suas diferentes vertentes, académica, profissional, social e pessoal, para que este seja o mais elevado possível; - Concurso de ortografia - Promover o gosto pela e pela escrita 1º 2º 3º ciclos e secundário de português 1º, 2º e 3º ciclos e secundário Equipa da 27 de outubro Promover o sucesso escolar dos estudantes nas suas diferentes vertentes, académica, profissional, social e pessoal, para que este seja o - Dia Mundial da Alimentação: - Promoção do Concurso Sopa Solidária - Promover e fomentar o interesse pela Escola, de todos os intervenientes no processo Educativo; - Incentivar para o consumo de sopa; Comunidade escolar Equipa da Dia 16 de outubro

6 mais elevado possível; Promover práticas sistemáticas de articulação vertical por parte dos departamentos e grupos disciplinares; - Reconhecer a importância da sopa, na alimentação das crianças; comunidade em geral na vida escolar. Feira dos Sabores: - Agora Leio Eu! - Promover a Biblioteca Escolar, o livro e a do 1º ciclo Equipa da 11 de novembro comunidade em geral na vida escolar. comunidade em geral na vida escolar. - Concurso e exposição de árvores de Natal - Criar uma comunidade de leitores (Um encontro por período escolar) - Promover a imaginação e a criatividade - Promover o espírito de Natal - Estimular a por prazer - Sensibilizar, difundir e favorecer o livro e a - Tornar a relação escolacomunidade mais íntima - Propor situações de práti- agrupamento e comunidade educativa Equipa da Equipa da 16 dezembro Final de cada período

7 cas leitoras com os diferentes tipos e gêneros textuais Promover práticas Estimular uma ainda maior aproximação e colaboração com as instituições locais; Semana da : Tema: Palavras do mundo - Encontro com escritores - Aproximar o leitor do escritor - Incentivar a criatividade - Fomentar o gosto pela agrupamento Equipa da 15 a 20 de março Promover práticas Estimular uma ainda maior aproximação e colaboração com as instituições locais; - Encontro com contadores de histórias - Aproximar o leitor e o contador de histórias - Incentivar a criatividade - Fomentar o gosto pela agrupamento Equipa da 15 a 20 de março comunidade em geral na vida escolar. - Autores de Sempre - Fomentar o gosto pela Desenvolver a literacia da e da escrita agrupamento Equipa da 15 a 20 de março comunidade em geral na vida escolar. O clube do livro perdido - Desenvolver nos alunos e na comunidade educativa hábitos de agrupamento e comunidade escolar Equipa da 15 a 20 de março

8 Promover práticas sistemáticas de articulação vertical por parte dos departamentos e grupos disciplinares; - A poesia e a música (declamar poesia, musicar poesia, mimar poesia, dramatizar poesia ) -Despertar o interesse pela poesia - Despertar o interesse pela música - Promover a poesia e os poetas portugueses agrupamento Equipa da 15 a 20 de março Contribuir para a animação didático pedagógica dos espaços. - Mensagens ao mundo (Perder garrafas com mensagens em várias línguas) agrupamento Equipa da 15 a 20 de março Promover práticas sistemáticas de articulação vertical por parte dos departamentos e grupos disciplinares; comunidade em geral na vida escolar. - Desfile de moda: Vestir o mundo - Palestra: Não gosto de ler e agora - Incentivar a criatividade - Desenvolver a literacia visual Promover a articulação entre departamentos - Promover a articulação entre o departamento de Línguas e a Biblioteca Escolar agrupamento Equipa da Equipa da Dep. De línguas 15 a 20 de março 05 de junho

9 comunidade em geral na vida escolar. comunidade em geral na vida escolar. Promover práticas sistemáticas de articulação vertical por parte dos departamentos e grupos disciplinares; (Trabalho em parceria) - Filhos que leem, filhos felizes. (Trabalho em parceria) SO: Saúde Oral em Bibliotecas Escolares Semana Cultural: - Exposição de trabalhos dos alunos Motivar os alunos para a - Promover a articulação entre o departamento de Línguas e a Biblioteca Escolar Despertar a os pais e encarregados de educação para a importância da - Promover a articulação entre o departamento do pré-escolar e a Biblioteca Escolar Promover nos alunos e nos membros da família a saúde oral Trabalhar, com os alunos, a temática da Saúde Oral Suscitar a vontade de os estudantes explorarem o mundo da saúde oral, de forma autêntica, com meios divertidos e favorecendo o cruzamento de vários domínios do conhecimento. - Divulgar e promover os trabalhos realizados pelos alunos a toda a comunidade Pré-escolar agrupamento e comunidade educativa Equipa da Dep. De línguas Equipa da Educadoras Equipa da Biblioteca Munici- 05 de junho Fim de maio ou início de junho (data a marcar com a BM)

10 Estimular uma ainda maior aproximação e colaboração com as instituições locais; (A semana Cultural pretende incluir todos os grupos culturais do concelho: Rancho folclóricos, grupos de cantares ) - Encontro com escritores - Promover a e a escrita - Fomentar o gosto pela - Aproximar o leitor do escritor agrupamento pal Equipa da Fim de maio ou início de junho (data a marcar com a BM) Estimular uma ainda maior aproximação e colaboração com as instituições locais; - Encontro com contadores de histórias - Promover a e a escrita - Fomentar o gosto pela Promover o gosto pelo livro agrupamento e comunidade ed Equipa da Fim de maio ou início de junho (data a marcar com a BM) Estimular uma ainda maior aproximação e colaboração com as instituições locais; - Autores de Sempre - A poesia e o fado Promover o gosto pela, Promover diferentes formas de Dar a conhecer obras e autores - Despertar o interesse pela poesia - Despertar o interesse pela música - Promover a poesia e os poetas portugueses agrupamento e comunidade educativa agrupamento e comunidade educativa Equipa da Equipa da Fim de maio ou início de junho (data a marcar com a BM) Fim de maio ou início de junho (data a marcar com a BM)

11 comunidade em geral na vida escolar. Estimular uma ainda maior aproximação e colaboração com as instituições locais; - Feira de minerais -Promover a articulação entre departamentos Feira do livro -Proporcionar o contato com o livro -Motivar a comunidade educativa e os alunos para a importância do livro e da agrupamento e comunidade educativa agrupamento e comunidade educativa Equipa da Equipa da Fim de maio ou início de junho (data a marcar com a BM) Fim de maio ou início de junho (data a marcar com a BM) C- PROJETOS,PARCERIAS E ATIVIDADES LIVRES E DE ARTURA Á COMUNIDADE C.1 Apoio a Atividades Livres, Extracurriculares e de Enriquecimento Curricular C.2. Projetos e Parceiras Objetivo do Projeto Educativo Fomentar a cooperação e o trabalho colaborativo bem como a partilha documental entre os docentes da mesma disciplina ou de áreas articuladas, nos diferentes níveis de ensino; Atividade Competências Público-alvo Intervenientes - Semear s Colher leitores com a EB de Cabeço de Vide. - Promover a - Incentivar à - Contribuir para o aumento dos níveis da literacia da - Contribuir para o aumento dos níveis da literacia da escrita - Promover a escrita criativa Promover a Biblioteca Escolar, o livro e a 1º, 2º, 3º 4º anos de cabeço de Vide e da EB Frei Manuel Cardoso de 1º ciclo Recursos e Calendarização (A iniciar em novembro)

12 Fomentar a cooperação e o trabalho colaborativo bem como a partilha documental entre os docentes da mesma disciplina ou de áreas articuladas, nos diferentes níveis de ensino; Promover o sucesso escolar dos estudantes nas suas diferentes vertentes, académica, profissional, social e pessoal, para que este seja o mais elevado possível; Criar novos espaços escolares; Contribuir para a animação didático pedagógica dos espaços. Criar novos espaços escolares; Contribuir para a animação didático pedagógica dos espaços. - Participação nos concursos do Plano Nacional de Leitura e da R. (- Concurso Faça lá um poema;concurso Nacional de Leitura; Leitura em vai e vem; Leitores Sonhadores ) - Incentivar o empréstimo domiciliário, - Dinamização de ateliês temáticos na hora de almoço -Dinamização e colaboração na atividades constantes das aulas de AEC, Apoio ao Estudo CAF e Animação e Apoio à Família. - Promover a - Incentivar à - Contribuir para o aumento dos níveis da literacia da - Contribuir para o aumento dos níveis da literacia - Contribuir para o aumento dos níveis da literacia da escrita - Utilizar autonomamente a -Promover o livro e a - Promover a - Valorizar o trabalho dos alunos - Desenvolver boas práticas - Promover hábitos saudáveis de ocupação dos tempos livres - Apoiar a utilização autónoma da como espaço de lazer - Promover o espaço da - Apoiar os professores das AEC - Apoiar os professores no Apoio ao Estudo Agrupamento Agrupamento Todos s alunos do Agrupamento Equipa da das turmas envolvidas

13 Promover o sucesso escolar dos estudantes nas suas diferentes vertentes, académica, profissional, social e pessoal, para que este seja o mais elevado possível; Promover práticas sistemáticas de articulação vertical por parte dos departamentos e grupos disciplinares; - Concurso Todos a Soletrar (Parceria com a Escola de Avis) - Promover a, a escrita e a competição saudável 1º ciclo do 1º Equipa da 1ª fase 20 de março 2ª fase junhofinal do 3º período Palestra sobre Bullyng - Promover a articulação entre o departamento de Ciências Exatas e Naturais, o Gabinete de Saúde e a Biblioteca Escolar Equipa da Professora responsável pelo Gabinete de Saúde Data a agendar D- GESTÃO DAS BIBLIOTECAS D.1 Articulação da com a Escola/Agrupamento. Acesso a serviços prestados pela D.2 Condições humanas e materiais para prestação dos serviços D.3 Gestão da Coleção Objetivo do Projeto Educativo Atividade Competências Público-alvo Intervenientes Recursos e Calendarização Fomentar um bom ambiente entre os interve- Elaboração do Plano Anual de Atividades da Planificar atividades com a Equipa Equipa da Setembro/outubro

14 nientes do processo educativo; Agrupamento Agrupamento Fomentar um bom ambiente entre os intervenientes do processo educativo; Agrupamento; Fomentar um bom ambiente entre os intervenientes do processo educativo; Agrupamento; Fomentar um bom ambiente entre os intervenientes do processo Elaboração do Plano de Melhoria da Aquisição de fundo documental, de acordo com os meios disponíveis. Participação nas reuniões de Conselho Pedagógico Atualização de todos os dados, números, gráficos, mapas, dossiês e dados da Planificar atividades com a Equipa Atualizar o fundo documental da Participar ativamente nas reuniões Manter atualizado os dados e gráficos da Equipa da 1º período Trimestral

15 educativo; Agrupamento; Fomentar um bom ambiente entre os intervenientes do processo educativo; Agrupamento; Fomentar um bom ambiente entre os intervenientes do processo educativo; Agrupamento; Fomentar um bom ambiente entre os intervenientes do processo educativo; Agrupamento; Fomentar um bom ambiente entre os intervenientes do processo ; Catalogação do fundo documental (100%) - Desbaste de periódicos e do fundo documental - Catalogar o fundo documental - Manter atualizado os periódicos e o fundo documental - Atualização dos documentos orientadores da ; - Atualizar documentos - Restauro das obras existentes em deficiente estado de conservação - Conservar obras através de restauro Comunidade Escolar Colaboradores Equipa da Colaboradores Colaboradores da da da 1º e 2º períodos

16 educativo; Agrupamento; Dinamizar, em todos os níveis de ensino, a articulação, a sequencialidade e a partilha de informações. Dinamizar, em todos os níveis de ensino, a articulação, a sequencialidade e a partilha de informações. Dinamizar, em todos os níveis de ensino, a articulação, a sequencialidade e a partilha de informações Desenvolver práticas sistemáticas de avaliação interna. - Manutenção da Página da no Moodle - Manutenção do Blogue da (Ecos e Reflexos da ) - Elaboração de 3 Boletins Informativos (1/período) - Avaliação das atividades desenvolvidas - Avaliação do Plano de Melhoria - Manter a página da com documentos atualizados - Manter o blogue atualizado com as atividades da - Criar boletins informativos com as atividades promovidas pela ou em parceria - Disponibilizar os boletins a toda a comunidade educativa - Criar instrumentos de avaliação - Elaborar um relatório final Equipa da Trimestral Trimestral Fronteira, 15 de outubro de 2014 O Professor, Ana Maria Galveia Taveira (colocar nome)

DGEstE Direção de Serviços da Região Centro

DGEstE Direção de Serviços da Região Centro DGEstE Direção de Serviços da Região Centro Bibliotecas Escolares - Plano Anual de Atividades (PAA) Ano letivo 2014/2015 Este PAA encontra-se estruturado em 4 domínios (seguindo as orientações da RBE)

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES 2013/2014

PLANO DE ATIVIDADES DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES 2013/2014 PLANO DE ATIVIDADES DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES 2013/2014 Pág.1 INTRODUÇÃO O Plano Anual de Atividades das s Escolares do Agrupamento de Escolas n.º 1 de Grândola atende à especificidade das bibliotecas

Leia mais

Plano Anual de Atividades do Agrupamento de Escolas Sá de Miranda. Planificação de Atividades - Ano Letivo 2014/2015

Plano Anual de Atividades do Agrupamento de Escolas Sá de Miranda. Planificação de Atividades - Ano Letivo 2014/2015 Plano Anual de Atividades do de Escolas Sá de Miranda Planificação de Atividades - Ano Letivo 2014/2015 (devem ser indicadas as atividades que ultrapassem a dimensão do pequeno grupo ou da turma) Calendarizaç

Leia mais

PLANO DE MELHORIA DA BIBLIOTECA da FAV PARA 2015/2016

PLANO DE MELHORIA DA BIBLIOTECA da FAV PARA 2015/2016 Agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém Escola Básica Frei André da Veiga PLANO DE MELHORIA DA BIBLIOTECA da FAV PARA 2015/2016 A. Currículo, literacias e aprendizagem Problemas identificados Falta

Leia mais

Nota Introdutória. Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR)

Nota Introdutória. Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR) Nota Introdutória Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR) Apoiar e promover os objetivos educativos definidos de acordo com as finalidades e currículo

Leia mais

2013/2014 [PLANO ANUAL DE ATIVIDADES - BIBLIOTECA ESCOLAR]

2013/2014 [PLANO ANUAL DE ATIVIDADES - BIBLIOTECA ESCOLAR] Projeto / Atividade Objetivos Intervenientes Recursos/ materiais Voluntários de Leitura Construir relações/parcerias com a BMP e com as redes locais (ADA/Centro Comunitário de Portel) BE - Vamos Partilh@r

Leia mais

Planificação das Atividades 2013/2014 Domínio Sub-domínio Atividades Objetivos Destinatários Dinamizadores Calendarização Recursos materiais

Planificação das Atividades 2013/2014 Domínio Sub-domínio Atividades Objetivos Destinatários Dinamizadores Calendarização Recursos materiais LEITURA E LITERACIAS Promoção Leitura BIBLIOTECA ESCOLAR MÁRIO CLÁUDIO / BIBLIOTECA ESCOLAR DA POUSA Planificação s Ativides 2013/2014 Domínio Sub-domínio Ativides Objetivos Destinatários Dinamizadores

Leia mais

Plano de ação da biblioteca escolar

Plano de ação da biblioteca escolar AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA GAFANHA DA ENCARNÇÃO Plano de ação da biblioteca escolar 2013-2017 O plano de ação constitui-se como um documento orientador de linhas de ação estratégicas, a desenvolver num

Leia mais

BIBLIOTECA ESCOLAR PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Escola Portuguesa Ruy Cinatti 2013/2014

BIBLIOTECA ESCOLAR PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Escola Portuguesa Ruy Cinatti 2013/2014 O Pl Anual de Atividades é o documento que define as linhas orientadoras da ação da Biblioteca Escolar e tem como objetivo último tornar os alunos autónomos e eficientes nas diversas literacias. A adquisição

Leia mais

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO - PROJETO DO CONTRATO DE AUTONOMIA

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO - PROJETO DO CONTRATO DE AUTONOMIA PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO - PROJETO DO CONTRATO DE AUTONOMIA ANEXO II DOMÍNIO: GESTÃO E DESENVOLVIMENTO CURRICULAR Estudex PROJETOS ATIVIDADES ESTRATÉGIAS PARCERIAS CALENDARIZAÇÃO Sala de estudo para o

Leia mais

Relatório de Coordenação das Bibliotecas Escolares INTRODUÇÃO

Relatório de Coordenação das Bibliotecas Escolares INTRODUÇÃO Relatório de Coordenação das Bibliotecas Escolares INTRODUÇÃO A equipa pedagógica das Bibliotecas Escolares (BE) do agrupamento propôs um conjunto de atividades tendo em conta a articulação com o Modelo

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA LIXA - FELGUEIRAS PLANO DE ARTICULAÇÃO CURRICULAR

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA LIXA - FELGUEIRAS PLANO DE ARTICULAÇÃO CURRICULAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA LIXA - FELGUEIRAS PLANO DE ARTICULAÇÃO CURRICULAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA LIXA, FELGUEIRAS PLANO DE ARTICULAÇÃO CURRICULAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA LIXA, FELGUEIRAS 1 Índice

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. MANUEL I, BEJA

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. MANUEL I, BEJA ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. MANUEL I, BEJA Plano Estratégico de Melhoria 2011-2012 Uma escola de valores, que educa para os valores Sustentabilidade, uma educação de, e para o Futuro 1. Plano Estratégico

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2014-2015. Bibliotecas escolares do Agrupamento de escolas Mosteiro e Cávado

PLANO DE ATIVIDADES 2014-2015. Bibliotecas escolares do Agrupamento de escolas Mosteiro e Cávado 20142015 Bibliotecas escolares do Agrupamento de escolas Mosteiro e Cávado 20142015 Domínio A Currículo, literacias e aprendizagem Intervenientes Público alvo Datas Desenvolver atividades curriculares

Leia mais

PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES

PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES O Plano Plurianual de Atividades é um documento de planeamento que define, em função do Projeto Educativo, os objetivos, as formas de organização e de programação das atividades e que procede à identificação

Leia mais

DE QUALIDADE E EXCELÊNCIA

DE QUALIDADE E EXCELÊNCIA PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO 2015/2016 PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO 2015-2016 POR UM AGRUPAMENTO DE QUALIDADE E EXCELÊNCIA JI Fojo EB 1/JI Major David Neto EB 2,3 Prof. José Buísel E.S. Manuel Teixeira Gomes

Leia mais

Relatório de avaliação. Contexto e caracterização 1. Contexto. 1.1 Escola/agrupamento. 603355 Escola Básica Eugénio de Castro, Coimbra

Relatório de avaliação. Contexto e caracterização 1. Contexto. 1.1 Escola/agrupamento. 603355 Escola Básica Eugénio de Castro, Coimbra Contexto e caracterização 1. Contexto 1.1 Escola/agrupamento 1.2 Endereço Rua Almirante Gago Coutinho 3030326 COIMBRA 1.3 Oferta Curricular Currículo normal dos 2º e 3º ciclos; Oferta Curricular no 3º

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Trofa. Plano de Melhoria e Desenvolvimento

Agrupamento de Escolas da Trofa. Plano de Melhoria e Desenvolvimento Agrupamento de Escolas da Trofa Plano de Melhoria e Desenvolvimento Biénio 2015/2017 INTRODUÇÃO A autoavaliação e a avaliação externa são procedimentos obrigatórios e enquadrados na Lei n.º 31/2002, de

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES (proposta de atividades) Bibliotecas do Agrupamento 2014/2015

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES (proposta de atividades) Bibliotecas do Agrupamento 2014/2015 Metas do Projecto Educativo: PLANO ANUAL DE ATIVIDADES (proposta de atividades) Bibliotecas do 2014/2015 1- A Indisciplina. 2 A Desmotivação dos Alunos Face à Escola e o Insucesso. 3 O Envolvimento dos

Leia mais

Plano de Atividades GRUPO. Biblioteca Escolar

Plano de Atividades GRUPO. Biblioteca Escolar Plano de Atividades 2013 2014 GRUPO Biblioteca Escolar Atividade nº1- Implementação do Modelo de Autoavaliação das BEs (MABE) Objetivos- Estabelecer parcerias ; Integrar a BE no desenvolvimento de Projetos

Leia mais

MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2009/2010

MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2009/2010 Mediateca Plano de Actividades 2009/2010 pág. 1/6 Introdução MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2009/2010 A Mediateca estrutura-se como um sector essencial do desenvolvimento do currículo escolar e as suas

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2014-2015 BIBLIOTECAS ESCOLARES

PLANO DE ATIVIDADES 2014-2015 BIBLIOTECAS ESCOLARES 20142015 BIBLIOTECAS ESCOLARES 20142015 Domínio A Currículo, literacias e aprendizagem Intervenientes Público alvo Datas previstas Orçamento Desenvolver atividades curriculares com os docentes de Português

Leia mais

Eu leio+, tu lês+, nós lemos m@is!

Eu leio+, tu lês+, nós lemos m@is! Apresentação do Projeto Eu leio+, tu lês+, nós lemos m@is! 2014-2016 O projeto envolve toda a comunidade escolar e extraescolar. Assenta na paixão pela leitura que uns vão, certamente, transmitir a outros,

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO 2014/2017

PLANO DE ACÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO 2014/2017 PLANO DE ACÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO 2014/2017 1 O plano de ação que se apresenta teve por base as autoavaliações efetuadas durante os anos 2009-10; 2010-11;

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LEVANTE DA MAIA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LEVANTE DA MAIA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LEVANTE DA MAIA Escola Básica e Secundária do Levante da Maia PLANO DE OCUPAÇÃO PLENA DE TEMPOS ESCOLARES 2013-2017 Crescer, Saber e Ser Página 0 (Anexo I) ÍNDICE I. Nota Introdutória

Leia mais

09/10. Projecto Plano Nacional de Leitura. Agrupamento de Escolas D. Nuno Álvares Pereira Tomar. Projecto PNL AEDNAP 09/10 1-9

09/10. Projecto Plano Nacional de Leitura. Agrupamento de Escolas D. Nuno Álvares Pereira Tomar. Projecto PNL AEDNAP 09/10 1-9 Projecto Plano Nacional de Leitura 09/10 Agrupamento de Escolas D. Nuno Álvares Pereira Tomar Projecto PNL AEDNAP 09/10 1-9 Índice 1. Introdução 3 2. Avaliação das actividades realizadas / Resultados alcançados

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Agrupamento de Escolas José Afonso Plano Anual de Atividades 2013/ 2014 A- Apoio ao desenvolvimento curricular CALENDARIZAÇÃO ATIVIDADES OBJETIVOS PÚBLICO-ALVO RESPONSÁVEIS ORÇAMENTO AVALIAÇÃO Início do

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE REDONDO PROJETO EDUCATIVO. Indicações para Operacionalização 2012-2015

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE REDONDO PROJETO EDUCATIVO. Indicações para Operacionalização 2012-2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE REDONDO PROJETO EDUCATIVO Indicações para Operacionalização 2012-2015 O Plano Anual de Atividades do Agrupamento é relevante para toda a Comunidade Educativa. Por ele se operacionalizam

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO ANO LETIVO 2015-2016

PLANO ESTRATÉGICO ANO LETIVO 2015-2016 PLANO ESTRATÉGICO ANO LETIVO 2015-2016 1. INTRODUÇÃO E ENQUADRAMENTO Nos termos do Artigo 15.º, do Despacho Normativo n.º7/2013, 11 de julho No final de cada ano escolar, o conselho pedagógico avalia o

Leia mais

Escola Básica do 1.º Ciclo com Pré-escolar de São Paulo PLANO ANUAL DE ESCOLA

Escola Básica do 1.º Ciclo com Pré-escolar de São Paulo PLANO ANUAL DE ESCOLA Escola Básica do 1.º Ciclo com Pré-escolar de São Paulo PLANO ANUAL DE ESCOLA Ano letivo: 2015/2016 INTRODUÇÃO Enquadramento legal Avaliação Aprovação EVENTOS 1.ºperíodo 2.ºperíodo 3.ºperíodo REUNIÕES

Leia mais

Plano de ação (adenda). domínio em avaliação: gestão da biblioteca escolar. email: becre.esfhp@gmail.com Ano letivo 2012/2013

Plano de ação (adenda). domínio em avaliação: gestão da biblioteca escolar. email: becre.esfhp@gmail.com Ano letivo 2012/2013 Plano de ação (adenda). domínio em avaliação: gestão da biblioteca escolar email: becre.esfhp@gmail.com Ano letivo 2012/2013 Plano de ação 2012/2013 (adenda) A. Apoio ao desenvolvimento curricular Responsável

Leia mais

Avaliação da biblioteca escolar 2009-2013

Avaliação da biblioteca escolar 2009-2013 Avaliação da biblioteca escolar 2009-2013 2010 D. Gestão da biblioteca escolar Avaliação D.1 Articulação da BE com a escola/agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE. 3 D.2 Condições humanas e materiais

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS. ESCOLA SECUNDÁRIA QUINTA do MARQUÊS

REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS. ESCOLA SECUNDÁRIA QUINTA do MARQUÊS REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS ESCOLA SECUNDÁRIA QUINTA do MARQUÊS Artigo 1º - Definição A Biblioteca Escolar - Centro de Recursos Educativos da Escola Secundária Quinta

Leia mais

O relatório de avaliação do plano é aprovado pelo Conselho Pedagógico e apresentado na última reunião do ano letivo do Conselho Geral.

O relatório de avaliação do plano é aprovado pelo Conselho Pedagógico e apresentado na última reunião do ano letivo do Conselho Geral. Nos termos do Artigo 15.º, do Despacho Normativo n.º7/2013, 11 de julho No final de cada ano escolar, o conselho pedagógico avalia o impacto que as atividades desenvolvidas tiveram nos resultados escolares

Leia mais

DOMÍNIO 1 - Estratégia para toda a escola/ todo o agrupamento:

DOMÍNIO 1 - Estratégia para toda a escola/ todo o agrupamento: Plano de Intervenção Projeto ALer+ - 2014/2015 Designação Sempre ALer+ 2.1. Descrição sumária do Plano de Intervenção O Agrupamento de Escolas André Soares entrou para o projeto ALer+ no 1º ano de desenvolvimento

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO ANUAL 2009/2010. Rede de Bibliotecas de Carregal do Sal GRUPO DE TRABALHO

PLANO DE ACÇÃO ANUAL 2009/2010. Rede de Bibliotecas de Carregal do Sal GRUPO DE TRABALHO GRUPO DE TRABALHO Rede de Bibliotecas de Carregal do Sal PLANO DE ACÇÃO ANUAL 2009/2010 O Plano de Acção da Rede de Bibliotecas de Carregal do Sal é um instrumento de trabalho ao nível da organização e

Leia mais

Politicas Municipais de Apoio à Criança

Politicas Municipais de Apoio à Criança Politicas Municipais de Apoio à Criança MUNICIPIO DA MOITA DASC / Divisão de Assuntos Sociais Projectos Dirigidos à Comunidade em Geral Bibliotecas - Biblioteca Fora d Horas - Pé Direito Juventude - Férias

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2014/2015

Plano Anual de Atividades 2014/2015 Ação do PE e Atividade Ação nº1: Diversificação Pedagógica: a) Componente local do currículo (rentabilizar a cultura patrimonial ambiental e histórica da região); b) Assessorias Pedagógicas (colaboração

Leia mais

Escola Secundária da Ramada. Plano Plurianual de Atividades. Pro Qualitate (Pela Qualidade)

Escola Secundária da Ramada. Plano Plurianual de Atividades. Pro Qualitate (Pela Qualidade) Escola Secundária da Ramada Plano Plurianual de Atividades Pro Qualitate (Pela Qualidade) 2014 A Escola está ao serviço de um Projeto de aprendizagem (Nóvoa, 2006). ii ÍNDICE GERAL Pág. Introdução 1 Dimensões

Leia mais

RELATÓRIO FINAL. Plano de Ação da EB1/JI do Bairro do Areias. Relatório Final de Autoavaliação do Plano de Ação de Estabelecimento da EB1 do Areias

RELATÓRIO FINAL. Plano de Ação da EB1/JI do Bairro do Areias. Relatório Final de Autoavaliação do Plano de Ação de Estabelecimento da EB1 do Areias RELATÓRIO FINAL Plano de Ação da EB1/JI do Bairro do Areias Relatório Final de Autoavaliação do Plano de Ação de Estabelecimento da EB1 do Areias Introdução Pontos Conteúdos Explicação dos objetivos do

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N 1 DE MARCO DE CANAVESES (150745) Plano de Ação de Melhoria

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N 1 DE MARCO DE CANAVESES (150745) Plano de Ação de Melhoria AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N 1 DE MARCO DE CANAVESES (150745) Plano de Ação de Melhoria 2015l2017 ÍNDICE ÍNDICE: INTRODUÇÃO... 3 ÁREAS DE AÇÃO DE MELHORIA.... 4 PLANOS DE AÇÃO DE MELHORIA.. 5 CONCLUSÃO...

Leia mais

Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês

Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês Criar ambientes de partilha; Proporcionar momentos de incentivo à leitura e ao relevo das ilustrações; Facilitar e promover a criatividade e imaginação;

Leia mais

2013-2014. Relatório Final. EB 2.3 Mosteiro e Cávado

2013-2014. Relatório Final. EB 2.3 Mosteiro e Cávado EB 2.3 Mosteiro e Cávado 2013-2014 Agrupamento de Escolas Mosteiro e Cávado Biblioteca escolar - Centro de recursos educativos bibliotecasmosteiroecavado@gmail.com becre-cavado.blogspot.com bemerelim.blogspot.pt

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Índice 1. Objetivos gerais:... 4 2. Objetivos específicos:... 5 3. Estratégias Educativas e Pedagógicas... 6 4. Atividades Sócio-Educativas... 7 5. Propostas

Leia mais

Processo de melhoria. Informação escolar. Processo de avaliação. Relatório de execução do plano de melhoria 2013-2014

Processo de melhoria. Informação escolar. Processo de avaliação. Relatório de execução do plano de melhoria 2013-2014 Processo de melhoria Relatório de execução do plano de melhoria 2013-2014 Recomendações do conselho pedagógico Não houve recomendações emanadas do Conselho Pedagógico. Data de apresentação à direção/ conselho

Leia mais

Plano Anual de Actividades CREAcção

Plano Anual de Actividades CREAcção Agrupamento de Escolas Frei Gonçalo de Azevedo Centro de Recursos Educativos / Bibliotecas Escolares Grupo de Animação Escola Viva Projeto Comunicar Projeto Os Sentidos da Leitura Plano Anual de Actividades

Leia mais

PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES

PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES Agrupamento de Escolas Elias Garcia 2013/2016 1 PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES 2013/2016 O Plano Plurianual de Atividades (PPA) constitui um dos documentos de autonomia,

Leia mais

1º Período Calendarização Atividades Objetivos Gerais Recursos

1º Período Calendarização Atividades Objetivos Gerais Recursos Planificação Anual de Atividades Página 1 de 12 Ano letivo 2014/2015 Descobrir Setúbal 1º Período 01 de setembro Abertura do Externato Cooperar com os outros em tarefas e Pessoal e não 10 de setembro 10H

Leia mais

Plano de Atividades. Ano letivo 2011 / 2012

Plano de Atividades. Ano letivo 2011 / 2012 Plano de Atividades Ano letivo 2011 / 2012 Plano de Atividades de Informática @ 2011-2012 Plano de Atividades Pretende-se com este plano promover o uso efetivo das tecnologias de informação e comunicação

Leia mais

Introdução. Para a condução de cada ação teremos presentes duas questões importantes:

Introdução. Para a condução de cada ação teremos presentes duas questões importantes: Fevereiro 2014 Introdução A Escola é hoje um mundo onde todos os atores educativos têm voz por isso a facilidade, a celeridade, a clareza e a abertura são as caraterísticas da comunicação que possibilitam

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MARCO DE CANAVESES Nº 1 (150745) Actividades/Iniciativas Objectivos Intervenientes/ Público-alvo

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MARCO DE CANAVESES Nº 1 (150745) Actividades/Iniciativas Objectivos Intervenientes/ Público-alvo Escola E.B. 2,3 de Toutosa Ano letivo: 2013/2014 PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES BIBLIOTECA ESCOLAR D Gestão da BE Actividades diárias: ü Orientação do serviço das Assistentes Operacionais ü Orientação do trabalho

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL TEIXEIRA GOMES

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL TEIXEIRA GOMES Inovação e Qualidade Plano de Ação Estratégico - 2012/2013 ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL TEIXEIRA GOMES PROJECTO DE INTERVENÇÃO PLANO DE ACÇÃO ESTRATÉGICO 2012/2013 Escola de Oportunidades e de Futuro Telmo

Leia mais

Agrupamento de Escolas n.º 2 de Beja. Regulamento Interno. Biblioteca Escolar

Agrupamento de Escolas n.º 2 de Beja. Regulamento Interno. Biblioteca Escolar Agrupamento de Escolas n.º 2 de Beja Regulamento Interno 2014 1. A 1.1. Definição de A é um recurso básico do processo educativo, cabendo-lhe um papel central em domínios tão importantes como: (i) a aprendizagem

Leia mais

POLíTICA DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DA COLEÇÃO. da BIBLIOTECA ESCOLAR. Agrupamento de Escolas do Sudeste de Baião

POLíTICA DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DA COLEÇÃO. da BIBLIOTECA ESCOLAR. Agrupamento de Escolas do Sudeste de Baião POLíTICA DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DA COLEÇÃO da BIBLIOTECA ESCOLAR Agrupamento de Escolas do Sudeste de Baião ÍNDICE 1. Enquadramento teórico... 3 2. Prioridades da Coleção... 4 3. Avaliação da coleção...

Leia mais

PLANO DE MELHORIA Julho 2014

PLANO DE MELHORIA Julho 2014 PLANO DE MELHORIA Julho 2014 Índice Nota Introdutória... 2 1. Resultados da avaliação externa... 3 2. Áreas e ações de melhoria... 4 3. Acompanhamento e divulgação... 7 AET Plano de melhoria 2014/2015

Leia mais

ESCOLA EB 2.3/S Dr. Isidoro de Sousa PLANO DE ACTIVIDADES BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS ANO LECTIVO 2006 / 2007

ESCOLA EB 2.3/S Dr. Isidoro de Sousa PLANO DE ACTIVIDADES BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS ANO LECTIVO 2006 / 2007 ESCOLA EB 2.3/S Dr. Isidoro de Sousa BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS PLANO DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO 2006 / 2007 Escola EB 2,3/S Dr. Isidoro de Sousa BE/CRE Pl de Actividades Ano Lectivo

Leia mais

PLANO TIC PLANO DE AÇÃO ANUAL PARA A UTILIZAÇÃO DAS TIC COMO APOIO AO ENSINO E À APRENDIZAGEM

PLANO TIC PLANO DE AÇÃO ANUAL PARA A UTILIZAÇÃO DAS TIC COMO APOIO AO ENSINO E À APRENDIZAGEM PLANO TIC PLANO DE AÇÃO ANUAL PARA A UTILIZAÇÃO DAS TIC COMO APOIO AO ENSINO E À APRENDIZAGEM Ano Letivo 2011/2012 Marinha Grande, Setembro de 2011 1. Índice: Índice 2 1. Introdução 3 2. Caracterização

Leia mais

Resposta Social de Creche

Resposta Social de Creche Plano Anual de Avenida da Quinta da Prata, Edifício 2, 7150-154 Borba Telefone: 268 891 607 Telemóvel: 967 178 675 Fax: 268 891 608 Correio eletrónico: geral@scmborba.pt Facebook: www.facebook.com/scmborba

Leia mais

Projeto aler+ SEMEAR LEITURAS

Projeto aler+ SEMEAR LEITURAS Projeto aler+ SEMEAR LEITURAS 2013-2014 ÍNDICE 1.CONTEXTUALIZAÇÃO... 2 2. INTERVENIENTES...... 3 3. OBJETIVOS. 4 4. REGIMENTO DE FUNCIONAMENTO. 5 5. ATIVIDADES/AÇÕES/ESTRATÉGIAS... 6/ 7 6. DIVULGAÇÃO..

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO DE MELHORIA 2014 / 2017

PLANO ESTRATÉGICO DE MELHORIA 2014 / 2017 PLANO ESTRATÉGICO DE MELHORIA 2014 / 2017 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PRADO Plano Estratégico de Melhoria 2014/2017 O Plano de Melhoria da Escola é um instrumento fundamental para potenciar o desempenho

Leia mais

Projeto aler+ 2014-16. Eu leio+, tu lês+, nós lemos m@is!

Projeto aler+ 2014-16. Eu leio+, tu lês+, nós lemos m@is! Projeto aler+ 2014-16 Eu leio+, tu lês+, nós lemos m@is! O projeto que apresentamos, apesar de se centrar nos nossos alunos, desde o ensino préescolar ao secundário, envolve toda a comunidade escolar e

Leia mais

Plano de Intervenção 2014-15

Plano de Intervenção 2014-15 Plano de Intervenção 2014-15 Os agrupamentos de escolas que já integram a Rede aler+ são convidados a apresentarem um Plano de Intervenção que evidencie a centralidade da leitura e envolva os jardins de

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES - ANO LETIVO 2011/2012

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES - ANO LETIVO 2011/2012 Biblioteca Escolar GIL VICENTE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS GIL VICENTE ESCOLA GIL VICENTE EB1 CASTELO BIBLIOTECA ESCOLAR PLANO ANUAL DE ATIVIDADES - ANO LETIVO 2011/2012 As atividades constantes do presente

Leia mais

Nº 13 AEC - Papel e Acção na Escola. e-revista ISSN 1645-9180

Nº 13 AEC - Papel e Acção na Escola. e-revista ISSN 1645-9180 1 A Escola a Tempo Inteiro em Matosinhos: dos desafios estruturais à aposta na formação dos professores das AEC Actividades de Enriquecimento Curricular Correia Pinto (*) antonio.correia.pinto@cm-matosinhos.pt

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO MOITA PROJETO EDUCATIVO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO MOITA PROJETO EDUCATIVO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO MOITA PROJETO EDUCATIVO TRIÉNIO 2014-2017 1 ÍNDICE Capítulo 1 Orientação Estratégica do PE... 3 1.1. Missão do Agrupamento... 3 1.2. Finalidades e Objetivos Estratégicos

Leia mais

Projeto de Intervenção

Projeto de Intervenção Agrupamento de Escolas Carlos Amarante, Braga Projeto de Intervenção 2014/2018 Hortense Lopes dos Santos candidatura a diretora do Agrupamento de Escolas Carlos Amarante, Braga Braga, 17 abril de 2014

Leia mais

PESSOAL DOCENTE AÇÕES DE FORMAÇÃO ACREDITADAS PELO CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA PARA O CENTRO EDUCATIS

PESSOAL DOCENTE AÇÕES DE FORMAÇÃO ACREDITADAS PELO CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA PARA O CENTRO EDUCATIS TREINO DA APTIDÃO MUSCULAR EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES Registo: CCPFC/ACC-61196/09 Válida até: 30-09-2012 Destinado a: Professores dos Grupos 260 e 620 AERÓBICA NA ESCOLA - METODOLOGIA BÁSICA Registo: CCPFC/ACC-61225/09

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2015/2016 1 1. Introdução O Plano Anual de Atividades é um documento de planeamento, que define, em função do projeto educativo, os objetivos, as formas de e de programação das

Leia mais

Plano de Atividades da Rede de Bibliotecas de Mealhada. Ano Letivo 2012-2013

Plano de Atividades da Rede de Bibliotecas de Mealhada. Ano Letivo 2012-2013 Plano de Atividades da Rede de Bibliotecas de Mealhada Ano Letivo 2012-2013 Domínio de Intervenção: 1. Planeamento e Gestão 1.1. Cooperação / Articulação Inter-bibliotecas Grupo de Trabalho Concelhio Objectivos:

Leia mais

Projecto de Intervenção 2010-2014

Projecto de Intervenção 2010-2014 Projecto de Intervenção 2010-2014 Desafios da Boa Água AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA BOA-ÁGUA QUINTA DO CONDE - SESIMBRA Nuno Mantas Maio de 2010 1. Introdução O Agrupamento de Escolas da Boa-Água foi criado

Leia mais

Biblioteca Escolar. Atividades 2013-2014

Biblioteca Escolar. Atividades 2013-2014 Biblioteca Escolar Atividades 2013-2014 1 Uma ESCOLA 1 100 ALUNOS ( 10-18 anos) uma professora bibliotecária nove professores colaboradores duas assistentes operacionais uma EQUIPA 2 Biblioteca Escolar:

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2015/2016

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2015/2016 Plano Anual de Atividades 2015/ 2016 Ser,Intervir e Aprender PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2015/2016 Sede: ES de Mem Martins EB23 Maria Alberta Menéres; EB1 de Mem Martins n.º2; EB1 com JI da Serra das Minas

Leia mais

Proposta de Plano de Atividades do. Conselho Educativo de Marvila para 2014-2017

Proposta de Plano de Atividades do. Conselho Educativo de Marvila para 2014-2017 Proposta de Plano de Atividades do Conselho Educativo de Marvila para 2014-2017 1. Introdução A Lei de bases do Sistema Educativo (Lei nº 46/86 de 14 de Outubro, com a redação que lhe foi dada pela Lei

Leia mais

SEMANA DA LEITURA 16 23 de Março de 2010

SEMANA DA LEITURA 16 23 de Março de 2010 Agrupamento de Escolas da Sé Direcção Regional de Educação do Norte Coordenação Educativa de Douro Sul Escola Básica e Secundária da Sé - Lamego Cód. 152948 402898 SEMANA DA LEITURA 16 23 de Março de 2010

Leia mais

TEXTO DA COMUNICAÇÃO. Palmela THEKA: Aprender Partilhando, Partilhar Aprendendo

TEXTO DA COMUNICAÇÃO. Palmela THEKA: Aprender Partilhando, Partilhar Aprendendo TEXTO DA COMUNICAÇÃO Palmela THEKA: Aprender Partilhando, Partilhar Aprendendo Este projecto foi concebido no início do ano escolar de 2004/2005 quando decorria o segundo ano do processo de constituição

Leia mais

Para uma gestão integrada da biblioteca escolar do agrupamento

Para uma gestão integrada da biblioteca escolar do agrupamento Para uma gestão integrada da biblioteca escolar do agrupamento orientações [setembro de 2011] Rede Bibliotecas Escolares Sumário Nota introdutória... 2 Orientações Diretor... 3 Professor bibliotecário...

Leia mais

Plano TIC EB1/PE do Paul do Mar - ETI

Plano TIC EB1/PE do Paul do Mar - ETI 2007 2008 Plano TIC EB1/PE do Paul do Mar - ETI Documento de suporte às funções do Coordenador TIC para o ano lectivo 2007/2008. Objectivos, recursos existentes, necessidades ao nível das TIC, actividades

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 3º Período

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 3º Período PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 3º Período ATIVIDADE OBJETIVO INTERDISCIPLI- NA-RIDADE LIGAÇÃO AO PROJETO EDUCATIVO DINAMIZADORES E ACOMPANHANTES PÚBLICO-ALVO (Referir turma) CALENDARIZAÇÃ O CUSTOS

Leia mais

Literacia, Cidadania, Sucesso

Literacia, Cidadania, Sucesso Literacia, Cidadania, Sucesso A existência humana é uma tarefa permanente de leitura da vida: ler a vida é escrever e reescrever o mundo. Rosa (2008: 107) Projecto Educativo 2010 / 2013 2 INTRODUÇÃO Dando

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias 2015

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias 2015 Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias 2015 Índice 1. Objetivos gerais:... 4 2. Objetivos específicos:... 5 3. Estratégias Educativas e Pedagógicas... 6 4. Atividades Sócio-Educativas... 7

Leia mais

Plano Anual de Atividades do Colégio 2015/2016 1

Plano Anual de Atividades do Colégio 2015/2016 1 Plano Anual de Atividades do Colégio 2015/2016 1 1.. 2 3 2. 3. 4 5 6 PLANO DE ATIVIDADES SÓCIO PEDAGÓGICAS COLÉGIO BOMFIM 2015/2016 Datas Atividades Objetivos Responsável Recursos Envolvimento da comunidade

Leia mais

Plano Nacional de Leitura

Plano Nacional de Leitura Agrupamento de Escolas das Taipas Plano Nacional de Leitura 1. Estrutura organizacional Coordenador: Carlos Monteiro Grupo de Recrutamento: 300 Departamento: Línguas Composição do grupo de trabalho: docentes

Leia mais

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICA

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO FUNDÃO + ESCOLA + PESSOA PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICA 2013-2017 Agrupamento de Escolas do Fundão Página 1 Perante o diagnóstico realizado, o Agrupamento assume um conjunto de prioridades

Leia mais

Escola Secundária de Alves Redol

Escola Secundária de Alves Redol Escola Secundária de Alves Redol Áreas de intervenção A. Apoio ao Desenvolvimento Curricular A1. Difundir os recursos junto da organização pedagógica da escola Interacção com os Departamentos /Apresentação

Leia mais

Escola Secundária de Alves Redol

Escola Secundária de Alves Redol Escola Secundária Alves Redol Activida (título) Responsáv el (eis) Interacção com os Departamentos /Apresentação actividas a senvolver pela no âmbito do currículo nacional/pce Elsa Oliveira com o Data

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014-2015

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014-2015 PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014-2015 1 PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014-2015 INTRODUÇÃO... 3 OBJETIVOS ESSENCIAIS do PAA... 3 PROPOSTAS DE ATIVIDADES DOS CLUBES E EQUIPAS... 6 PROPOSTAS DE ATIVIDADES DOS

Leia mais

Oficina do aluno empreendedor

Oficina do aluno empreendedor Agrupamento de Escolas das Taipas Oficina do aluno empreendedor 1. Estrutura organizacional Coordenador: José Alberto Castro Grupo de Recrutamento: EVT (240) Departamento: Expressões Composição do grupo

Leia mais

EB1/PE da Lourencinha Plano Anual de Actividades 2009/2010

EB1/PE da Lourencinha Plano Anual de Actividades 2009/2010 Introdução Enquadramento legal Plano Anual de Escola - o documento elaborado e aprovado pelos órgãos de administração e gestão da escola que define, em função do Projecto Educativo e Projecto Curricular

Leia mais

PLANO DE ARTICULAÇÃO CURRICULAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO CADAVAL

PLANO DE ARTICULAÇÃO CURRICULAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO CADAVAL PLANO DE ARTICULAÇÃO CURRICULAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO CADAVAL 2015/2016 A EQUIPA: Fátima Martins, Manuela Parreira, Ana Paula Melo, Vera Moura, Manuela Simões, Anabela Barroso, Elsa Carvalho, Graça

Leia mais

Relatório Final de Autoavaliação

Relatório Final de Autoavaliação Plano Anual de Atividades das Bibliotecas Ano Letivo - 2013/2014 Relatório Final de Autoavaliação Introdução Este relatório final de autoavaliação pretende dar a conhecer os resultados das ações desenvolvidas,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE PAIS DE EIXO. çzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopa

ASSOCIAÇÃO DE PAIS DE EIXO. çzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopa qwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçz xcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbn mqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjkl

Leia mais

AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR

AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR ANO LETIVO 2012-2013 Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora Instrumento essencial ao DESENVOLVIMENTO DO CURRÍCULO Uma estrutura ao SERVIÇO DA ESCOLA Recurso fundamental

Leia mais

Apoio à Divulgação do projeto nas escolas

Apoio à Divulgação do projeto nas escolas Apoio à Divulgação do projeto nas escolas A LEITURA Um bem essencial Estimular o gosto pelos livros Diversificar experiências de leitura Detetar dificuldades Intervir o mais cedo possível Um projecto de

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES PLANO ESTRATÉGICO 2015-2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES PLANO ESTRATÉGICO 2015-2016 PLANO ESTRATÉGICO 2015-2016 JULHO 2015 1. Enquadramento. O presente Plano Estratégico para o ano 2015-2016, dá cumprimento ao disposto no artigo 15.º do Despacho Normativo n.º6/2014, de 26 de maio. Apresentam-se

Leia mais

REUNIÃO DE PAIS. 29 de Outubro de 2015

REUNIÃO DE PAIS. 29 de Outubro de 2015 REUNIÃO DE PAIS 29 de Outubro de 2015 RESUMO Quem somos Objetivos e propostas Atividades desenvolvidas Projetos em curso Marcação de eleições Outros QUEM SOMOS Direção Presidente: Cláudia Constantino (filhos

Leia mais

Externato Académico. Projeto Educativo

Externato Académico. Projeto Educativo Externato Académico Projeto Educativo 2015-2018 Índice 1. Introdução... 3 2. Caracterização... 4 2.1. Recursos materiais e educativos... 5 3. Princípios orientadores... 7 3.1.Missão, Visão, Objetivos e

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Índice 1. Objectivos gerais:... 4 2. Objectivos específicos:... 5 3. Estratégias Educativas e Pedagógicas... 5 4. Actividades Sócio-Educativas... 6 5.

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Zona Urbana da Figueira da Foz Escola EB 2,3 Dr. João de Barros Escola EB 1 de Abadias Escola EB1 da Gala

Agrupamento de Escolas da Zona Urbana da Figueira da Foz Escola EB 2,3 Dr. João de Barros Escola EB 1 de Abadias Escola EB1 da Gala 0 Agrupamento de Escolas da Zona Urbana da Figueira da Foz Escola EB 2,3 Dr. João de Barros Escola EB 1 de Abadias Escola EB1 da Gala Regulamento das Bibliotecas Escolares Centro de Recursos Educativos

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO 2011/2014

PLANO DE FORMAÇÃO 2011/2014 PLANO DE FORMAÇÃO 2011/2014 O Plano de Formação 2011/14 que integra o Projeto Educativo do Agrupamento (PEA) e o Plano Anual de Atividades (PAA) foi elaborado a partir do levantamento das necessidades

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CAMPO MAIOR

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CAMPO MAIOR 1. Promover o espírito solidário e de voluntariado; desenvolvimento cultural e científico dos alunos; tomar contacto com realidades museológicas Visita às exposições sobre o lince e Projeto de Arte 2ª

Leia mais