LEI Nº , de

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LEI Nº 16.296, de 20.12.2013"

Transcrição

1 D.O.E de LEI Nº , de Altera a Lei nº 7.541, de 1988, que dispõe sobre taxas estaduais e adota outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA, Faço saber a todos os habitantes deste Estado que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º O art. 3º da Lei nº 7.541, de 30 de dezembro de 1988, passa a vigorar com a seguinte redação: Art. 3º º Os valores das taxas instituídas por esta Lei poderão ser atualizadas anualmente por ato do Poder Executivo, observando-se como limite a variação, no período, do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 6º Ficam excetuados do disposto no 2º deste artigo os valores arrecadados a titulo de registro de contrato de financiamento de veículo com cláusula de alienação fiduciária, arrendamento mercantil, reserva de domínio ou penhor, relativos ao código da Tabela III, que serão destinados, em sua totalidade ao Fundo para Melhoria da Segurança Pública (FSP), observado o disposto no art. 3º da Lei nº , de 21 de dezembro de (NR) Art. 2º Os valores constantes das tabelas da Lei nº 7.541, de 1988, ficam reajustado em: I 54,42% (cinqüenta e quatro inteiros e quarenta e dois centésimos por cento), relativamente aos atos e serviços previstos nas Tabelas I e II, exceto o previsto no código 21 da Tabela I, que permanece inalterado; II 23,47% (vinte e três inteiros e quarenta e sete centésimos por cento), relativamente aos atos e serviços previstos nas Tabelas III, exceto os previstos no 2.4, referentes à atividade de trânsito, que fica reajustado em 8,86% (oito inteiros e oitenta e seis centésimos por cento); III - 8,86% (oito inteiros e oitenta e seis centésimos por cento) relativamente aos atos e serviços previstos nas Tabelas V, VII e IX; e; IV 46,10% (quarenta e seis inteiros e dez centésimos por cento), relativamente aos atos e serviços previstos na Tabela V-A, exceto os previstos no código 12.0, referentes a ensaios laboratoriais e serviços de geotecnía, que ficam reajustados em 35,67% (trinta e cinco inteiros e sessenta e sete centésimos por cento). Art. 3º Ficam convalidados os procedimentos adotados entre 1º de setembro a 31 de dezembro de 2013, referentes à destinação dos valores arrecadados em razão da prática dos atos de registro de contrato de financiamento de veículo com cláusula de alienação fiduciária, arrendamento mercantil, reserva de domínio pó penhor, relativos ao código da Tabela III da Lei nº 7.541, de 1988, realizados em conformidade com o previsto no 6º do art. 3º da referida Lei, de acordo com a redação dada por esta Lei Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, produzindo efeitos a partir de 1º de janeiro de Florianópolis, 20 de dezembro de JOÃO RAIMUNDO COLOMBO Governador do Estado NELSON ANTÔNIO SERPA CÉSAR AUGUSTO GRUBBA ANTONIO MARCOS GAVAZZONI 1

2 TABELA II ATOS DA SAÚDE PÚBLICA CÓDICO DISCRIMINAÇÃO REAIS EM R$ 1 ALVARÁ SANITÁRIO ANUAL (POR ATIVIDADE DESENVOLVIDA) 11 INDÚSTRIA DE ALIMENTOS 111 MAIOR RISCO EPIDEMIOLÓGICO Conservas de produtos de origem vegetal 328, Doces / produtos de confeitaria (c/creme) 328, Massas frescas 328, Panificação (fab. / distrib.) 328, Produtos alimentícios infantis 328, Produtos congelados 328, Produtos dietéticos 328, Refeições industriais 328, Sorvetes e similares 328, Congêneres grupos , MENOR RISCO EPIDEMIOLÓGICO Aditivos 221, Água mineral 221, Amido e derivados 221, Bebidas analcoólicas, sucos e outras 221, Biscoitos e bolachas 221, Cacau, chocolates e sucedâneos 221, Cerealista, depósito e beneficiamento de grãos 221, Condimentos, molhos e especiarias 221, Confeitos, caramelos, bombons e similares 221, Desidratadora de frutas (uva-passa, banana, maçã, etc.) 221, Desidratadora de vegetais e ervateiras 221, Farinhas (moinhos) e similares 221, Gelatinas, pudins, pós para sobremesas e sorvetes 221, Gelo 221, Gorduras, óleos, azeites, cremes (fab. / ref. / envasadoras) 221, Marmeladas, doces e xaropes 221, Massas secas 221, Refinadora e envasadora de açúcar 221, Refinadora e envasadora de sal 221, Salgadinhos / batata frita (empacotado) 221, Salgadinhos e frituras 221, Suplementos alimentares enriquecidos 221, Tempero à base de sal 221, Torrefadora de café 221, Congêneres grupos ,82 12 LOCAL DE ELABORAÇÃO E/OU VENDA DE ALIMENTOS 2

3 121 MAIOR RISCO EPIDEMIOLÓGICO Açougue Assadora de aves e outros tipos de carne 82, Cantina escolar 82, Casa de carnes 82, Casa de frios (lacticínios e embutidos) 82, Casa de sucos / caldo de cana e similares 65, Comércio atacadista de alimentos grupo , Confeitaria Cozinha de escolas 65, Cozinha clube / hotel / motel / creche / boate / pensão / similares 65, Cozinha de lactários / hosp. / mater. /casas de saúde 49, Feira livre (comércio de carnes e derivados, leite e derivados, pescados, produtos de confeitaria, ovos, outros) Lanchonete / café colonial e petiscarias 65, Mercados / super / mini (somatório das atividades) * *49, Mercearia / armazém (única atividade) 49, Padaria / panificadora 82, Pastelaria 49, Peixaria (pescados e frutos do mar) 82, Pizzaria 82, Produtos congelados Restaurante / Buffet / churrascaria Rotisserie Serv-carro / drive - in / quiosque / trailer e similares 82, Sorveteria e/ou posto de venda 49, Depósito de alimentos grupo Transportador e ou transportadora de alimentos grupo 121 (por veículo) 49, Venda ambulante (cachorro quente, crepe, sanduíche, churros, outros) 49, Congêneres grupos ,72 * Excluídas as atividades exercidas 122 MENOR RISCO EPIDEMIOLÓGICO Bar / boate / uisqueria 49, Bomboniere 49, Café 49, Depósito de bebidas 49, Depósito de frutas e verduras 49, Depósito de alimentos grupo , Envasadora de chás / cafés / condimentos / especiarias 82, Feira livre (comércio de frutas, legumes e verduras) Quitanda, frutas e verduras Venda ambulante (comércio de pipoca, milho verde, algodão doce, outros) Comércio atacadista de alimentos grupo , Transportador e/ou transportadora de alimentos grupo 122 (por veículo) 32, Congêneres grupos ,29 13 INDÚSTRIA DE PRODUTOS DE INTERESSE DA SAÚDE 131 MAIOR RISCO EPIDEMIOLÓGICO 3

4 13101 Produtos tóxicos e/ou faz uso 328, Cosméticos, perfumes e produtos de higiene pessoal 328, Insumos farmacêuticos 328, Produtos farmacêuticos (medicamentos em geral e/ou correlatos estéreis) 328, Produtos biológicos 328, Produtos de consumo laboratorial de análises clínicas 328, Produtos de consumo médico / hospitalar 328, Produtos de consumo odontológico 328, Material implantável 328, Saneantes Domissanitários 328, Produtos de consumo radiológico 328, Educação física, embelezamento ou correção estética (órteses) 328, Congêneres grupos , MENOR RISCO EPIDEMIOLÓGICO Embalagens 221, Equipamentos ou aparelhos ou instrumentos laboratoriais 221, Equipamentos ou aparelhos ou instrumentos médico / hospitalares 221, Equipamentos ou aparelhos ou instrumentos odontológicos 221, Produtos veterinários 221, Artefatos de cimento de esgotamento sanitário 221, Equipamentos ou aparelhos ou instrumentos radiológicos 221, Congêneres grupos ,82 14 COMÉRCIO DE PRODUTOS DE INTERESSE DA SAÚDE 141 MAIOR RISCO EPIDEMIOLÓGICO Comércio de produtos tóxicos 221, Distribuidora de medicamentos 328, Comércio de produtos de consumo laboratorial de análises clínicas 221, Comércio de produtos de consumo médico / hospitalar 221, Comércio de produtos de consumo odontológico 221, Comércio de produtos veterinários 221, Comércio de produtos saneantes Domissanitários 221, Comércio de produtos químicos (tintas, solventes, vernizes, outros) 221, Distribuidora de produtos tóxicos 221, Transportadora de produtos tóxicos (por veículo) 221, Transportadora de medicamentos (por veículo) 221, Distribuidora de produtos de consumo laboratorial de análises clínicas 221, Transportadora de prod. de consumo laboratorial de análises clínicas (por 221,82 veículo) Distribuidora de produtos de consumo médico / hospitalar 221, Transportadora de produtos de consumo médico / hospitalar (por veículo) 221, Distribuidora de produtos de consumo odontológico 221, Transportadora de produtos de consumo odontológico (por veículo) 221, Comércio de produtos de consumo radiológico 221, Distribuidora de produtos de consumo radiológico 221, Transportadora de produtos de consumo radiológico (por veículo) 221,82 4

5 14121 Distribuidora de produtos veterinários 221, Transportadora de produtos veterinários (por veículo) 221, Comércio de produtos cosméticos, perfumes e produtos higiene pessoal 221, Distribuidora de produtos cosméticos, perfumes e produtos higiene 221,82 pessoal Transportadora de prod. químicos (tintas, solventes, vernizes, outros) (por 221,82 veículo) Distribuidora de produtos químicos (tintas, solventes, vernizes, outros) 221, Distribuidora de produtos saneantes Domissanitários 221, Transportadora de produtos saneantes Domissanitários (por veículo) 221, Comércio de materiais implantáveis 221, Distribuidora de materiais implantáveis 221, Transportadora de materiais implantáveis 221, Transportadora de prod. cosméticos, perfumes e prod. higiene pessoal 221,82 (por veículo) Congêneres grupo , MENOR RISCO EPIDEMIOLÓGICO Comércio de produtos destinados à alimentação animal Distribuidora de produtos destinados à alimentação animal Embalagens Comércio de equipamentos ou aparelhos ou instrumentos agrícolas ou ferragens Comércio de equipamentos ou aparelhos ou instrumentos de uso laboratorial Comércio de equipamentos ou aparelhos ou instrumentos de uso médico/hosp Comércio de equipamentos ou aparelhos ou instrumentos de uso odontológico Comércio de equipamentos ou aparelhos ou instrumentos destinados à educação física, embelezamento ou correção estética Comércio de sementes ou mudas Transportadora de produtos destinados à alimentação animal (por veículo) Distribuidora de equipamentos ou aparelhos ou instrumentos destinados à educação física, embelezamento ou correção estética Transportadora de equipamentos ou aparelhos ou instrumentos destinados à educação física, embelezamento ou correção estética (por veículo) Distribuidoras de embalagens Transportadora de embalagens (por veículo) Distribuidora de equipamentos ou aparelhos ou instrumentos de uso laboratorial Transportadora de equipamentos ou aparelhos ou instrumentos de uso laboratorial (por veículo) Distribuidora de equipamentos ou aparelhos ou instrumentos de uso médico / hosp Transportadora de equipamentos ou aparelhos ou instrumentos de uso médico / hosp. (por veículo) 5

6 14219 Distribuidora de equipamentos ou aparelhos ou instrumentos para uso em odontologia Transportadora de equipamentos ou aparelhos ou instrumentos para uso em odontologia (por veículo) Comércio de equipamentos ou aparelhos ou instrumentos para uso em radiologia Distribuidora de equipamentos ou aparelhos ou instrumentos para uso em radiologia Transportadora de equipamentos ou aparelhos ou instrumentos para uso em radiologia (por veículo) Distribuidora de sementes ou mudas Transportadora de sementes ou mudas (por veículo) Agropecuária * (soma de todas as atividades desenvolvidas pelo 49,29 respectivo estab.) Comércio de pequenos animais (aves, peixes, outros) Congêneres grupo PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE 151 MAIOR RISCO EPIDEMIOLÓGICO Ambulatório médico Ambulatório odontológico Ambulatório veterinário 65, Ambulatório de enfermagem Banco de leite humano 65, Banco de órgãos (olhos, rins, fígado, etc) 65, Clínica médica 221, Clínica veterinária Hemodiálise 221, Policlínica 221, Pronto socorro 65, Serviço de nutrição e dietética 65, Unidade sanitária Isento Medicina nuclear 221, Radioimunoensaio 221, Radioterapia, cobaltoterapia, etc. (por equipamento) 221, Radiologia médica (por equipamento) 180, Radiologia odontológica (por equipamento) 65, Farmácia (alopática) 221, Farmácia (homeopática) 221, Drogaria 221, Posto de medicamentos 65, Dispensário de medicamentos 65, Ervanária Unidade volante de comércio farmacêutico 65, Farmácia privativa (hosp. / clínica / assoc., etc.) 221, Hospital especializado (soma das atividades desenvolvidas) 328, Hospital geral (soma das atividades desenvolvidas) 328, Hospital infantil (soma das atividades desenvolvidas) 328,64 6

7 15130 Maternidade (soma das atividades desenvolvidas) 328, Unidade integrada de saúde / unidade mista 328, Laboratório de análises clínicas 221, Laboratório de análises bromatológicas 221, Laboratório de anatomia e patologia 221, Laboratório de controle qualidade ind. farmacêutica 221, Laboratório químico-toxicológico 221, Laboratório cito / genético 221, Posto de coleta de material biológico 82, Agência Transfusional de sangue Banco de sangue 180, Posto de coleta de sangue Serviço de hemoterapia 230, Serviço industrial de derivados de sangue 328, Unidade volante de assistência médica e/ou pré-hospitalar (por unidade móvel) Unidade volante de assistência de enfermagem (por unidade móvel) 65, Unidade volante laboratorial de análises clínicas Unidade volante de coleta de sangue Clínicas e institutos de beleza sob responsabilidade médica Quimioterapia 180, Clínica de diagnóstico por imagem (por equipamento) 221, Unidade volante de assistência odontológica Congêneres grupo 151 * Excluídas as atividades que exijam responsabilidade técnica específica 152 MENOR RISCO EPIDEMIOLÓGICO Clínica de fisioterapia e/ou reabilitação 180, Clínica de psicoterapia / desintoxicação 180, Clínica de psicanálise 180, Clínica de odontologia 180, Clínica de tratamento e repouso 180, Clínica de ortopedia 180, Ultrassonografia Clínica de fonoaudiologia Consultório médico Consultório nutricional Consultório odontológico Consultório de psicanálise / psicologia Consultório veterinário Estabelecimento de massagem Laboratório ou oficina de prótese dentária Laboratório de prótese auditiva Laboratório de prótese ortopédica Laboratório de ótica Ótica 65,72 7

8 15220 Consultório psico-pedagógico Estabelecimentos saúde de propriedade da união, estado e município Isento Clínica psico-pedagógico 180, Congêneres grupo ,72 16 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INTERESSE DA SAÚDE 161 MAIOR RISCO EPIDEMIOLÓGICO Asilo e similares 65, Desinsetizadora e/ou desratizadora 221, Escola de natação e similares Estação hidromineral / termal / climatério 328, Estab. de ensino pré-escolar maternal, pré-escolar creche, pré-escolar jardim de infância Estab. ensino de 1º, 2º, 3º graus e similares Estab. ensino (todos os graus) regime internato Piscina coletiva Radiologia industrial 221, Sauna Zoológico 180, Estab. de propriedade da união, estado e municípios Isento Centro de formação de condutores Hotel infantil Serviço de coleta, transporte e destino de resíduos 328, Serviço de limpeza e/ou desinfecção de poços 328, Serviço de limpeza e/ou desinfecção de caixas d água 328, Serviço de limpeza e conservação de ambientes 328, Serviço de capina química 328, Motel (hospedagem) (por cômodo) 49, Desentupidora de rede de esgotamento sanitário 221, Congêneres grupo MENOR RISCO EPIDEMIOLÓGICO Hotel de pequenos animais 49, Academia de ginástica / dança / artes marciais e similares 65, Agência bancárias e similares 49, Barbearia 24, Camping Cárcere / penitenciária e similares Isento Casa de espetáculos (discoteca / baile, similares) Casa de diversões (jogos eletrônicos, boliche, similares) 65, Cemitério / necrotério / crematório Cinema / auditório / teatro 49, Circo / rodeio / hípica / parque de diversão 49, Comércio geral (eletrodomésticos, calçado, tecido, disco, vest., etc.) 49, Dormitório (por cômodo) 8, Escritório em geral 24, Estação de tratamento de água para abastecimento público 221,82 8

9 16216 Estação de tratamento de esgoto 221, Estética facial / maquilagem 65, Floricultura / plantas / mudas 49, Garagem / estacionamento coberto 49, Hotel (hospedagem) (por cômodo) 16, Igrejas e similares 24, Lavanderia 49, Tabacaria 49, Oficina / consertos em geral 49, Orfanato / patronato 24, Parque natural / campo de naturismo 49, Pensão (por cômodo) 8, Posto de combustível / lubrificante 65, Quartel Isento Salão de beleza / manicuro / pedicuro / cabeleireiro 49, Shopping (área comum) exceto estabelecimentos 65, Salão de beleza para pequenos animais 65, Pet Shop 65, Serviço de lavagem de veículo 49, Colônia de férias 16, Estabelecimentos de propriedade da união, estado e município Isento Congêneres grupo ,29 2 ALVARÁ SANITÁRIO PARA HABITAÇÃO 21 DIVERSOS 211 DIVERSOS Apartamento (prédio) (p/m2) 0, Residência (casa) (p/m2) 0,83 Ampliação (p/m2) 0,83 Habitação popular até 40 m2 Isento Sala comercial (p/m2) 1, Ginásio / estádio / e similares (p/m2) 1, Galpão / depósito e similares (p/m2) 1, Garagem / estacionamento coberto (p/m2) 0, Estabelecimento de saúde (p/m2) 0, Estabelecimento de ensino (p/m2) 0, Estabelecimento de ginástica / natação e lazer (p/m2) 1, Maternal / creche / jardim infância (p/m2) 0, Habitação coletiva - internato e similares (p/m2) 0, Cemitérios e afins (p/m2) 0, Hotel, motel, cabana (p/m2) 1, Hotel infantil (p/m2) 1, Congêneres (p/m2) 0,83 3 ANÁLISE DE PROJETOS 31 DIVERSOS 9

10 311 DIVERSOS Apartamento (prédio) até 100 m² 32, Estabelecimento de saúde até 100 m² 32, Estabelecimento de ensino até 100 m² 32, Estabelecimento de ginástica / laser e similares até 100 m² 32, Estabelecimentos e locais de trabalho até 100 m² 32, Maternal, creche, jardim de infância até 100 m² 32, Cemitérios e afins até 100 m² 32, Sistema de tratamento de água até 100 m² 32, Sistema de tratamento de esgoto até 100 m² 32, Hotel, motel, cabanas até 100 m² 32, Hotel infantil até 100 m² 32, Salões de festas até 100 m² 32, Residência (casa) até 100 m² 32,86 Ampliação até 100 m² 32,86 Habitação popular até 40 m² Isento Congêneres até 100 m² 32,86 Para cada metro quadrado de projeto analisado acima de 100 m² (por m²) 0,34 4 SERVIÇOS DIVERSOS 41 DIVERSOS 411 DIVERSOS Segunda via do alvará sanitário 16, Análise de processos para registro de produto 164, Qualquer alteração do alvará sanitário Por item alterado 32,86 Alteração de endereço (100% do valor do alvará) Desarquivamento de processo de registro de produto (por processo) 82, Visto em receitas e notificação de receitas Isento Fornecimento de notificação de receita (por bloco) Isento Qualquer alteração de registro de produto Por item alterado 164,32 Cancelamento de registro Isento Encerramento das atividades Isento Baixa de responsabilidade técnica 16, Vistoria para concessão de autorização federal de funcionamento 180, Qualquer alteração de autorização de funcionamento Por item alterado 82,15 Alteração de endereço 180,75 Mudança de responsabilidade técnica Isento Cancelamento da autorização Isento Segunda via do laudo de análise 32, LICENÇAS Livre trânsito de produtos sujeitos a fiscalização sanitária 16, LIBERAÇÃO DE PRODUTOS DE INTERESSE DA SAÚDE 10

11 51301 Liberação de produtos (paciente estado terminal) Isento 514 AUTENTICAÇÃO DE LIVROS Farmácia, hospital, laboratório ótico, laboratório de prótese, ótica, creche, 0,09 banco de órgãos, piscinas e outros (por folha) Transferência de responsabilidade técnica (por livro) 16, Baixa (encerramento) (por livro) 16, SOLICITAÇÕES / PARECERES TÉCNICOS Emissão de edital 32, Atestado de antecedentes 82, Avaliação da conformidade de programa informatizado sobre 164,32 medicamentos sujeitos ao regime especial de controle Certidão (de qualquer natureza) 82, Requerimentos diversos 82, Certificado de livre comercialização de produtos Laudo técnico 82, Fornecimento de cópia de legislação (por folha) 0,23 6 ANÁLISES LABORATORIAIS 61 ANÁLISES BROMATOLÓGICAS 611 ÁGUA Análise Química de potabilidade (completa) 230, Análise Microbiológica de potabilidade 65, Análise Microbiológica de água mineral potabilidade 65, Análise Potabilidade (química + bacteriológico) 290, Análise Química de água por elemento determinado 32, Determinação do ph, cor e turbidez (todas) 16, Determinação do teor de cloro e flúor (cada) 16, Análise Flúor com eletrodo seletivo 41, Análise Microbiológica de água para elucidação de enfermidade de 131,44 transmissão hídrica Análise Microbiológica de água mineral 213, Análise Microbiológica indicativa de água mineral 73, Avaliação da eficiência de filtros e similares usados p/ potabilidade de 65,72 água, por microorganismos usado no teste Água de piscina (Exame microbiológico) 65, Retenção de cloro em filtros 65, Avaliação da eficiência microbiológica de filtros 131, Análise química de água para hemodiálise, por elemento (segundo 32,86 portaria 2042/96) Pesquisa de Endotoxina em águas para hemodiálise (segundo portaria 82, /96) 612 ADITIVOS PARA ALIMENTOS Aditivos em Alimento, exame qualitativo, por Aditivo 32, Aditivos em Alimento, exame quantitativo, por Aditivo 98,58 11

12 61203 Aditivos quimicamente definidos, acima de 4 determinações 492, Aditivos quimicamente definidos, até 4 determinações 328, Determinação de Aditivos por HPLC, por Aditivos 164, Determinação de 3,4 benzopireno 32, Identificação de bromato 65, ALIMENTOS E BEBIDAS Análise microbiológica (contagem de mesófilos, coliforme total e de 279,33 origem fecal, S. aureus, B. cereus, clostrídios, salmonella, bolores e leveduras) Análise microbiológica de alimentos para elucidação de enfermidades de 164,32 transmissão alimentar Bactérias do grupo coliforme de origem fecal 49, Bactérias do grupo coliforme total 41, Contagem de bactérias em placas, para cada temperatura 49, Determinação de Bacillus cereus 57, Determinação de bolores e leveduras 49, Determinação de clostrídios sulfito redutores a 46º C 57, Determinação de enterobactérias 65, Determinação de enterococos 73, Determinação de Listeria monocytogenes 82, Determinação de Pseudomonas aeruginosa 57, Determinação de Salmonella spp 73, Determinação de Shigella spp 73, Determinação de Staphylococcus aureus 57, Determinação de Vibrio cholerae 73, Determinação de Vibrio parahaemolyticus 73, Outras determinações microbiológicas (a combinar com a seção) 65, Teste de Estufa 41,08 62 ANÁLISE MICROSCÓPICA Análise microscópica de alimentos em geral 164, Contagem de filamentos micelianos pelo método de Howard 65, Dosagem de paus e cascas 49, Histologia para alimentos em geral 32, Identificação de amido 32, Matérias estranhas para alimentos em geral 32, Pesquisa de ovos de insetos em farinhas e em produtos de frutas (método 73,81 enzimático) Sujidades pelo método de digestão ácida 32, Sujidades pesadas (areia, terra...) 32, Sujidades, larvas e parasitos 32,86 63 ANÁLISES FÍSICO-QUÍMICAS Acidez 24, Acidez em ácido lático 24, Acidez em solução normal 24, Acidez volátil 41,08 12

13 63005 Álcool para fins alimentícios (incluindo análise por cromatografia gasosa) 410, Amido 65, Amidos em produtos cárneos 82, Atividade de água 49, Atividade diastásica em mel 106, Avaliação das características organolépticas 16, Bases voláteis 49, Brix 16, Cafeína em bebidas não-alcoólicas 49, Cálcio 49, Características organolépticas, acidez, índice de refração, índice de iodo, 197,18 pesquisa de ranço, índice de peróxido em óleo e gorduras comestíveis Caseína em alimentos (com consulta prévia) 98, Cloro e hipoclorito (domissaniantes) 32, Cloro residual livre 16, Colesterol em alimentos com consulta prévia 65, Composição centesimal de alimentos incluindo valor calórico 165, Composição centesimal de alimentos incluindo: umidade, cinzas, lipídeos, 164,32 protídeos, glicose, sacarose e amido Composição centesimal de alimentos incluindo: umidade, cinzas, lipídeos, 131,44 protídeos e carboidratos totais Composição de ácidos graxos em óleos e gorduras comestíveis de origem 221,82 animal e vegetal por cromatografia gasosa Composição provável do sal 164, Crioscopia ou índice de refração do leite 32, Cromatografia de açúcares (qualitativo) 82, Demanda bioquímica de oxigênio 98, Demanda química de oxigênio 82, Densidade 16, Densidade do leite 16, Determinação de açúcares não redutores 41, Determinação de açúcares redutores em glicose 41, Determinação de açúcares totais 32, Determinação de cloretos 32, Determinação de fibra 41, Determinação de isômeros CIS/TRANS de ácidos graxos insaturados em 246,47 óleos e gorduras de origem animal e vegetal por cromatografia em fase gasosa Determinação de lipídeos 32, Determinação de proteínas 49, Determinação de resíduo mineral fixo 32, Determinação de voláteis a 105º C 24, Determinação do iodo no sal 32, Dosagem de corante artificial por espectrofotometria 98, Dosagem de corante artificial por HPLC 246, Dureza 32, Estabilidade ao etanol 16, Extrato alcoólico 24, Extrato aquoso 24,65 13

14 63048 Extrato etéreo 24, Extrato seco desengordurado do leite 32, Extrato seco total do leite 32, Falsificação de bebidas, por cromatografia gasosa 221, Falsificação em óleos e gorduras comestíveis de origem animal e vegetal 197,18 por cromatografia gasosa Ferro quantitativo 49, Formol qualitativo 57, Fosfato 65, Fósforo 65, Glutamato monossódico em alimentos 57, Graduação alcoólica em bebidas e alcoóis para fins alimentícios 41, Granulometria do sal 49, Hidroximetilfurfural em mel 106, Insolúveis em éter de petróleo 41, Identificação de corante artificial 65, Índice de iodo 41, Índice de peróxido 32, Índice de refração 16, Índice de saponificação 32, Lactose e sacarose, cada um 41, Matéria insaponificável 49, Nitrito qualitativo 32, Nitrito quantitativo 98, Pectina 65, Peso líquido / peso líquido drenado, cada um 16, Pesquisa de corante artificial 32, Pesquisa de metanol em bebidas alcoólicas por cromatografia em fase 327,56 gasosa PH 16, Ponto de fusão 32, Prova de cocção 24, Prova de reconstituição 16, Quantificação de componentes secundários em bebidas alcoólicas 328,64 destiladas, por cromatografia em fase gasosa Quantificação de metanol em bebidas por cromatografia em fase gasosa 221, Reação de acidez em leite 32, Reação de Kreiss (pesquisa de ranço) 24, Reação de peroxidase em leite 41, Reação para dextrina em leite 32, Reação para fosfatase em leite 32, Reações de Eber 16, Resíduo mineral fixo insolúvel em ácido clorídrico 24, Tanino em bebidas não alcoólicas 106, Teste de indol 82, Turbidez do sal 32, Umidade 24, Vácuo 16,43 14

15 63093 Valor calórico total 48,36 64 NUTRIENTES E CONTAMINANTES Beta caroteno adicionado em alimento 65, Beta caroteno natural em alimento 82, Cádmio e chumbo em sangue, por elemento 98, Determinação de Arsênio (colorimetria) 82, Fermento químico (dióxido de carbono total) Mercúrio em alimento 353, Mercúrio urinário 98, Micotoxina - cada uma 164, Micronutrientes e contaminantes metálicos (sódio, potássio, ferro, cálcio, 230,04 manganês, fósforo, magnésio, chumbo, cádmio, zinco, cromo e outros) preço por um metal (a partir do 2º elemento, acrescentar R$ 37,00 para cada elemento) Resíduos de fosfina 492, Resíduos de óxido de etileno, etileno clorídrico e etileno-glicol, cada um 246, Resíduos de pesticidas organoclorados e organofosforados, carbamatos, 492,95 piretróides, benzimidazoles por classe, cada um Vitamina B 2 em alimento 147, Vitamina A em alimento 82, Vitamina B 1 em alimento 147, Vitamina C em alimento 49,29 15

ANEXO VIII - TAXA DE FISCALIZAÇÃO SANITÁRIA TFS

ANEXO VIII - TAXA DE FISCALIZAÇÃO SANITÁRIA TFS ANEXO VIII - TAXA DE FISCALIZAÇÃO SANITÁRIA TFS 11 INDÚSTRIA DE ALIMENTOS 111 MAIOR RISCO EPIDEMIOLÓGICO R$ 11101 conservas de produtos de origem vegetal 200 11102 doces/produtos confeitarias (creme) 200

Leia mais

ANEXO IX PARTE A 1 ALVARÁ SANITÁRIO ANUAL (POR ATIVIDADE DESENVOLVIDA) R$

ANEXO IX PARTE A 1 ALVARÁ SANITÁRIO ANUAL (POR ATIVIDADE DESENVOLVIDA) R$ TABELA DE RECEITA Nº VIII TAXA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA ALTERADA PELAS LEIS Nº 7.727/2009 e Nº 7.995/2011 ATUALIZADA PARA O EXERCÍCIO DE 2012, CONFORME O DEC. Nº 22.528/11 11 INDÚSTRIA DE ALIMENTOS ANEXO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JITAÚNA Estado da Bahia PODER EXECUTIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE JITAÚNA Estado da Bahia PODER EXECUTIVO Lei Complementar nº 003 de 25 de junho de 2014. Dispõe sobre a criação da Taxa de Vigilância Sanitária. O PREFEITO MUNICIPAL DE JITAÚNA- ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições legais, faz saber que

Leia mais

LEI N. 3.714 DE 30 DE DEZEMBRO DE 1997. O PREFEITO MUNICIPAL DE CAICÓ, Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI N. 3.714 DE 30 DE DEZEMBRO DE 1997. O PREFEITO MUNICIPAL DE CAICÓ, Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: PREFEITURA MUNICIPAL DE CAICO Rua Felipe Guerra, 379 CGC (MF) 08.385.940/0001-58 LEI N. 3.714 DE 30 DE DEZEMBRO DE 1997. Dispões sobre a expedição de alvará de funcionamento sanitário pela Secretaria Municipal

Leia mais

TABELA II SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA TAXAS

TABELA II SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA TAXAS Lei nº 5.655/91 TABELA II SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA TAXAS DISCRIMINAÇÃO DE INCIDÊNCIA Divisão de Controle da Qualidade dos Alimentos - D.C.Q.A. 1 Estabelecimentos que lidam com gêneros alimentícios

Leia mais

ANEXO IX TABELA DE RECEITA Nº IX VIGILÂNCIA SANITÁRIA. ATACADISTA DE ALIMENTOS / FABRICAS E INDUSTRIA DE ALIMENTOS Atividades.

ANEXO IX TABELA DE RECEITA Nº IX VIGILÂNCIA SANITÁRIA. ATACADISTA DE ALIMENTOS / FABRICAS E INDUSTRIA DE ALIMENTOS Atividades. ANEXO IX TABELA DE RECEITA Nº IX VIGILÂNCIA SANITÁRIA ATACADISTA DE ALIMENTOS / FABRICAS E INDUSTRIA DE ALIMENTOS Armazém Distribuidora de Água e Alimentos (Atacadista) Distribuidora e Deposito de Bebidas

Leia mais

265 similares Produtos alimentícios infantis 265 Produtos congelados ou refrigerados 265 Produtos dietéticos enriquecidos ou

265 similares Produtos alimentícios infantis 265 Produtos congelados ou refrigerados 265 Produtos dietéticos enriquecidos ou Lei 1.378/06 De 29/06/06 Inclui o item XII ao Anexo III da Lei Municipal 1.301/04 Código Tributário Municipal. O PREFEITO MUNICIPAL DE CAPELINHA - IVAN GILSON PIMENTA DE FIGUEIREDO, faço saber que a Câmara

Leia mais

LISTAGEM DE ATIVIDADES

LISTAGEM DE ATIVIDADES ALVARÁ PARA EVENTOS Página 1 de 21 3580 ATIVIDADES PARA EVENTOS 37,15 ALVARÁ SANITÁRIO 12214 DISTRIBUIDORA E COMÉRCIO DE ÁGUA MINERAL 308,09 16134 ALVARÁ SANITÁRIO PROVISÓRIO Total: 2 ANÁLISE DE PROJETOS

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR N 40, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1.999

LEI COMPLEMENTAR N 40, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1.999 Prefeitura Municip~1 de Jabotic~~ GOVERNO DEMOCRATICO E POPULAR T\ M '007 LEI COMPLEMENTAR N 40, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1.999 (Altera a Tabela I prevista no artigo 1 da Lei Complementar n" 36, de 31 de dezembro

Leia mais

Vigilância Sanitária

Vigilância Sanitária Secretaria Municipal da Saúde Coordenadoria de Vigilância Ambiental Vigilância Sanitária Setor de Produtos e Estabelecimentos de Interesse da Saúde SPEIS Comércio atacadista e varejista de alimentos de

Leia mais

ALVARÁ SANITÁRIO. 1 Fonte: adaptado da SUVISA/RN

ALVARÁ SANITÁRIO. 1 Fonte: adaptado da SUVISA/RN ALVARÁ SANITÁRIO 1) Definição Alvará Sanitário é o documento emitido pela Autoridade Sanitária após análises das condições higiênico-sanitárias de estabelecimentos, veículos e/ou equipamentos que desenvolvam

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO Norma de Origem: NIT-DICLA-016 Folha: 1 Total de Folhas: 67 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO LABORATÓRIO SFDK LABORATÓRIO DE ANÁLISE DE S LTDA. MEIO AMBIENTE

Leia mais

BIOAGRI ANÁLISES DE ALIMENTOS

BIOAGRI ANÁLISES DE ALIMENTOS Ministério da Abastecimento Data de atualização: Secretaria de Defesa Agropecuária SDA BIOAGRI ANÁLISES DE ALIMENTOS Nome Empresarial: BIOAGRI ANÁLISES DE ALIMENTOS LTDA. CNPJ: 00.000.410/0001-32 Endereço:

Leia mais

ANEXO II PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO AMBIENTAL DE CAPÃO DA CANOA GRUPOS DE ATIVIDADES.

ANEXO II PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO AMBIENTAL DE CAPÃO DA CANOA GRUPOS DE ATIVIDADES. 1 ANEXO II PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO AMBIENTAL DE CAPÃO DA CANOA GRUPOS DE ATIVIDADES. 1.HABITAÇÃO 2.MEIOS DE HOSPEDAGEM 3.COMÉRCIO VAREJISTA I 4.COMÉRCIO VAREJISTA II 5.COMÉRCIO VAREJISTA

Leia mais

Prefeitura da Cidade de Campo Limpo Paulista

Prefeitura da Cidade de Campo Limpo Paulista LEI COMPLEMENTAR no. 169. de 17 de dezembro de 2001. Estabelece atribuição e competência do poder público municipal para o desenvolvimento das ações de Vigilância Sanitária e dá outras providências. LUIZ

Leia mais

Câmara Municipal de Volta Redonda Estado do Rio de Janeiro

Câmara Municipal de Volta Redonda Estado do Rio de Janeiro Lei Municipal Nº 3.704 1 CAPÍTULO V DO LICENCIAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS Artigo 68 - Nenhum estabelecimento sediado no município e que se enquadram no presente Código Sanitário poderá funcionar sem prévia

Leia mais

Prefeitura Municipal de Taquari Estado do Rio Grande do Sul

Prefeitura Municipal de Taquari Estado do Rio Grande do Sul Lei nº. 3.575, de 22 de julho de 2013. Altera dispositivos da Lei nº 1.790, de 23-11-1998 em seu artigo 6º. e da Lei nº. 2.144, de 20-06-2002 em seu artigo 3º., atualizando os valores do anexo 1 e dá outras

Leia mais

Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não

Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. CNAE DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não especificados anteriormente 0116-4/99 Cultivo de outras

Leia mais

INÁCIO AFONSO KROETZ

INÁCIO AFONSO KROETZ FOOD INTELLIGENCE Nome Empresarial: FOOD INTELLIGENCE - CONSULTORIA TÉCNICA EM ALIMENTOS S/S LTDA CNPJ: 03.627.116/0001-43 Endereço: Rua Pássaros e Flores, nº 141 Bairro: Brooklin CEP: 04.704-000 Cidade:

Leia mais

LEI Nº 9.250, DE 14 DE DEZEMBRO DE 1995 (*) (D.O. de 15/12/95) Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei:

LEI Nº 9.250, DE 14 DE DEZEMBRO DE 1995 (*) (D.O. de 15/12/95) Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei: LEI Nº 9.250, DE 14 DE DEZEMBRO DE 1995 (*) (D.O. de 15/12/95) Altera a Lei nº 7.645, de 23 de dezembro de 1991. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu

Leia mais

Área de Atividade/Produto Classe de Ensaio/Descrição do Ensaio Norma e/ou Procedimento

Área de Atividade/Produto Classe de Ensaio/Descrição do Ensaio Norma e/ou Procedimento Folha: 1 de 71 MEIO AMBIENTE ENSAIOS BIOLÓGICOS ÁGUA BRUTA, ÁGUA TRATADA, ÁGUA PARA CONSUMO HUMANO Determinação do Número Mais Provável (NMP) de Coliformes Totais, Coliformes Termotolerantes (Fecais) e

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento At ualização de dados G erais: 0 6.04.2015

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento At ualização de dados G erais: 0 6.04.2015 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento At ualização de dados G erais: 0 6.04.2015 Agropecuária SDA SFDK LABORATÓRIO DE ANÁLISE DE PRODUTOS LTDA Nome Empresarial: SFDK LABORATÓRIO DE ANÁLISE

Leia mais

ANEXO I IDENTIFICADOR DO PRODUTO. Fato Gerador (DV)

ANEXO I IDENTIFICADOR DO PRODUTO. Fato Gerador (DV) ANEXO I TABELA DE DESCONTOS DA TAXA DE FISCALIZAÇÃO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA IDENTIFICADOR DO PRODUTO TIPO DE EMPRESA ITENS DESCRIÇÃO DO FATO GERADOR Fato Gerador (DV) GRUPO I GRANDE GRUPO II GRANDE GRUPO

Leia mais

FLUXOGRAMAS DE PROCEDIMENTOS PARA CONCESSÃO DE ALVARÁS DE FUNCIONAMENTO

FLUXOGRAMAS DE PROCEDIMENTOS PARA CONCESSÃO DE ALVARÁS DE FUNCIONAMENTO FLUXOGRAMAS DE PROCEDIMENTOS PARA CONCESSÃO DE ALVARÁS DE FUNCIONAMENTO FOZ DO IGUAÇU PR 2008 INSTRUÇÕES PARA USO DESTE MATERIAL Este material foi elaborado para facilitar o acesso às exigências tributárias

Leia mais

Atualizada.: 20/08/2013 BAIXA COMPLEXIDADE

Atualizada.: 20/08/2013 BAIXA COMPLEXIDADE BAIXA COMPLEXIDADE Atualizada.: 20/08/2013 OUTROS ANEXO 1 B Depósito de produtos não relacionados à saúde; Estação rodoviária; veículo de transporte coletivo interestadual com banheiro (ônibus); Academias

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS PARA EMISSÃO DE ALVARÁ SANITÁRIO

LISTA DE DOCUMENTOS PARA EMISSÃO DE ALVARÁ SANITÁRIO LISTA DE DOCUMENTOS PARA EMISSÃO DE ALVARÁ SANITÁRIO I - ABERTURA DE EMPRESA: EMPRESA DE PESSOA JURÍDICA 1- CÓPIA DE DOCUMENTOS DOS SÓCIOS (RG E CPF); 2- CÓPIA DO ENDERECO COMERCIAL; 3- VISTORIA DO CORPO

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS MUNICÍPIO DE COLINAS DO TOCANTINS LEI COMPLEMENTAR, N.º 1.379/2014, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014.

ESTADO DO TOCANTINS MUNICÍPIO DE COLINAS DO TOCANTINS LEI COMPLEMENTAR, N.º 1.379/2014, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014. LEI COMPLEMENTAR, N.º 1.379/2014, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014. Altera a Lei Municipal n. 1.133 de 31 de dezembro de 2010 que institui o Código Tributário do Município de Colinas do Tocantins e da outras

Leia mais

O Papel das Vigilâncias Sanitárias Municipais

O Papel das Vigilâncias Sanitárias Municipais O Papel das Vigilâncias Sanitárias Municipais O PAPEL DA VISA Os campos de atuação da VISA Federal, Estadual e Municipal. ANVISA Secretarias de Estado de Saúde Secretarias Municipais de Saúde O PAPEL DAS

Leia mais

Gomas de mascar com ou sem açúcar. Bebidas prontas à base de mate ou chá. Preparações em pó para a elaboração de bebidas

Gomas de mascar com ou sem açúcar. Bebidas prontas à base de mate ou chá. Preparações em pó para a elaboração de bebidas Abrangência: operações interestaduais entre contribuintes situados em São Paulo e contribuintes situados em Sergipe. Produto: alimentícios. Conteúdo: relação de Margem de Valor Agregado. Base Legal: Protocolo

Leia mais

Limite máximo (g/100g ou g/100ml) Legislação. Mistela composta R 04/88

Limite máximo (g/100g ou g/100ml) Legislação. Mistela composta R 04/88 INS 100i CÚRCUMA, CURCUMINA Função: Corante Amargos e aperitivos Cereja em calda (para reconstituição da cor perdida durante processamento) Queijos (exclusivamente na crosta) Iogurtes aromatizados Leites

Leia mais

Atualizada.: 20/04/2012 COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA E AMBIENTAL BAIXA COMPLEXIDADE

Atualizada.: 20/04/2012 COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA E AMBIENTAL BAIXA COMPLEXIDADE BAIXA COMPLEXIDADE OUTROS ANEXO 1 B Depósito de produtos não relacionados à saúde; Estação rodoviária; veículo de transporte coletivo interestadual com banheiro (ônibus); Academias para práticas de esportes;

Leia mais

RENOVAÇÃO GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

RENOVAÇÃO GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA ESTABELECIMENTOS DESTINADOS À PRODUÇÃO, FABRICO, PREPARO, BENEFICIAMENTO, MANIPULAÇÃO, ACONDICIONAMENTO, TRANSPORTE, DEPÓSITO, VENDA OU CONSUMO DE ALIMENTOS (BARES, LANCHONETES, RESTAURANTES, PADARIAS

Leia mais

TABELA COMPARATIVA DO VALOR COBRADO DAS TAXAS DE SERVIÇO 2015 / 2016

TABELA COMPARATIVA DO VALOR COBRADO DAS TAXAS DE SERVIÇO 2015 / 2016 TABELA COMPARATIVA DO VALOR COBRADO DAS TAXAS DE SERVIÇO / 1. M 1.1 ATOS DE POLÍCIA TÉCNICA: 1.1.1 Identificação: DISCRIMINAÇÃO 1.1.1.a Segunda via de cédula de identidade. 25,00 10,00 150 1.1.1.b Atestado

Leia mais

ANEXO V - QUADRO 1 - USOS DO SOLO E MEDIDAS MITIGADORAS MÍNIMAS

ANEXO V - QUADRO 1 - USOS DO SOLO E MEDIDAS MITIGADORAS MÍNIMAS ANEXO V - QUADRO 1 - USOS DO SOLO E MÍNIMAS Parte integrante da Lei Complementar de Uso e Ocupação do Solo Açougue, padaria, farmácia, peixaria, bares e lanchonetes com no máximo 100 m² de área construída.

Leia mais

COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA BAIXA COMPLEXIDADE COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA OUTROS ANEXO 1 B Depósito de produtos não relacionados à saúde; Estação rodoviária; veículo de transporte coletivo interestadual com banheiro (ônibus);

Leia mais

RESOLUÇÃO SMAC nº 577 de 02 de dezembro de 2014*

RESOLUÇÃO SMAC nº 577 de 02 de dezembro de 2014* RESOLUÇÃO SMAC nº 577 de 02 de dezembro de 2014* Estabelece parâmetros para o Licenciamento Ambiental das atividades de comércio atacadista e de confecção e fabricação de produtos têxteis. O SECRETÁRIO

Leia mais

PDDUA CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES PARA A ÁREA INTENSIVA ANEXO 5.2(NR) 1. RESIDENCIAL: 1.1.Habitação 1.2.Habitação para zeladoria

PDDUA CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES PARA A ÁREA INTENSIVA ANEXO 5.2(NR) 1. RESIDENCIAL: 1.1.Habitação 1.2.Habitação para zeladoria PDDUA CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES PARA A ÁREA INTENSIVA ANEXO 5.2(NR) 1. RESIDENCIAL: 1.1.Habitação 1.2.Habitação para zeladoria 2. COMÉRCIO 2.1.Comércio varejista 2.1.1. Comércio varejista INÓCUO: 2.1.1.1.

Leia mais

RESOLUÇÃO VISA/SMSA-SUS/BH Nº 002/00

RESOLUÇÃO VISA/SMSA-SUS/BH Nº 002/00 RESOLUÇÃO VISA/SMSA-SUS/BH Nº 002/00 Dispõe sobre Registro e Dispensa da Obrigatoriedade de Registro de Produtos pertinentes à Área de Alimentos no âmbito do Município. A Vigilância Sanitária Municipal,

Leia mais

Norma de Origem: NIT-DICLA-016 Folha: 1 Total de Folhas: 69 TIPO DE INSTALAÇÃO

Norma de Origem: NIT-DICLA-016 Folha: 1 Total de Folhas: 69 TIPO DE INSTALAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO Norma de Origem: NIT-DICLA-016 Folha: 1 Total de Folhas: 69 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO LABORATÓRIO SFDK LABORATÓRIO DE ANÁLISE DE S LTDA. MEIO AMBIENTE ENSAIOS BIOLÓGICOS

Leia mais

PODER EXECUTIVO LEONARDO NUNES RÊGO Prefeito Municipal ALFREDO LUIS DE MELO Vice-Prefeito

PODER EXECUTIVO LEONARDO NUNES RÊGO Prefeito Municipal ALFREDO LUIS DE MELO Vice-Prefeito DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO Instituído pela Lei Municipal n 901, de 02 de julho de 2002. ADMINISTRAÇÃO DO EXMO. SR. PREFEITO LEONARDO NUNES RÊGO ANO VI N 215 PAU DOS FERROS/RN, quinta-feira 26 de abril

Leia mais

ANEXO 02 Tabela de Atividades dos Usos do Solo.

ANEXO 02 Tabela de Atividades dos Usos do Solo. Residencial, Comercial, Serviços, Atividades Especiais e Atividades Primárias USO RESIDENCIAL R.1 Residencial Tipo I Residencial unifamiliar R.2 Residencial Tipo II Residencial multifamiliar horizontal

Leia mais

PGT - 1* para AUTOMÓVEIS. 1 vaga / unid com área 150 m² 1 vaga / unid c/ área 150 m² 2 vagas / unidade 1 vaga / 5 unidades

PGT - 1* para AUTOMÓVEIS. 1 vaga / unid com área 150 m² 1 vaga / unid c/ área 150 m² 2 vagas / unidade 1 vaga / 5 unidades USO para AUTOMÓVEIS PGT - 1* para AUTOMÓVEIS para BICICLETAS para MOTOCICLETAS Residências Unifamiliares 1 vaga/ unidade - - - 1 vaga / unidade Condomínios Unifamiliares - 2 vagas / unidade 1 vaga de visitante

Leia mais

ANEXO 6 ENQUADRAMENTO DAS ATIVIDADES NOS USOS NÍVEL 1 USOS DE BAIXÍSSIMO IMPACTO E INCOMODIDADE

ANEXO 6 ENQUADRAMENTO DAS ATIVIDADES NOS USOS NÍVEL 1 USOS DE BAIXÍSSIMO IMPACTO E INCOMODIDADE ANEXO 6 ENQUADRAMENTO DAS ATIVIDADES NOS USOS NÍVEL 1 USOS DE BAIXÍSSIMO IMPACTO E INCOMODIDADE Serviços profissionais domiciliares: serviços profissionais liberais, técnicos ou universitários e outras

Leia mais

CURSO DE GASTRONOMIA Disciplina : matérias primas Conceito e Tipo de Matéria Prima

CURSO DE GASTRONOMIA Disciplina : matérias primas Conceito e Tipo de Matéria Prima CURSO DE GASTRONOMIA Disciplina : matérias primas Conceito e Tipo de Matéria Prima Profª. Nensmorena Preza ALIMENTO Toda substância ou mistura de substâncias, no estado sólido, líquido, pastoso ou qualquer

Leia mais

INÁCIO AFONSO KROETZ

INÁCIO AFONSO KROETZ FOOD INTELLIGENCE Nome Empresarial: FOOD INTELLIGENCE CONSULTORIA EM ALIMENTOS S/S LTDA. CNPJ: 03.627.116/0001-43 Endereço: Rua Pássaro e Flores, nº. 141 Bairro: Brooklin CEP: 04704-000 Cidade: São Paulo-SP

Leia mais

Área de Atividade/Produto Classe de Ensaio/Descrição do Ensaio

Área de Atividade/Produto Classe de Ensaio/Descrição do Ensaio Folha: 1 de 12 Área de Atividade/Produto Classe de Ensaio/Descrição do Ensaio Norma e/ou Procedimento ALIMENTOS LÁCTEOS ENSAIO QUÍMICO Determinação de Ceftiofur e seus metabólitos expressos como Desfuroilceftiofur

Leia mais

Câmara Municipal de Volta Redonda Estado do Rio de Janeiro

Câmara Municipal de Volta Redonda Estado do Rio de Janeiro Lei Municipal Nº 3.704 1 SEÇÃO IV DAS PENALIDADES I DO COMÉRCIO DE FEIRAS LIVRES, AMBULANTES, QUIOSQUES E EVENTUAIS Artigo 35 - As infrações a este Código estão sujeitas às seguintes penalidades: a- sanção:

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 10.462

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 10.462 Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 10.462 Regulamenta critérios para operação e manutenção de reservatórios de água potável superiores e inferiores (cisternas), de estabelecimentos

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA PORTARIA Nº 362, DE 21 DE OUTUBRO DE 2009

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA PORTARIA Nº 362, DE 21 DE OUTUBRO DE 2009 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA PORTARIA Nº 362, DE 21 DE OUTUBRO DE 2009 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA

Leia mais

Fiscalização ou Inspeção Armazéns gerais (Matriz ou Filial, Leiloeiros, Tradutores Públicos ou outros agentes auxiliares do comércio)

Fiscalização ou Inspeção Armazéns gerais (Matriz ou Filial, Leiloeiros, Tradutores Públicos ou outros agentes auxiliares do comércio) TABELA A - EMOLUMENTOS SEINC E ÓRGÃOS VINCULADOS Código Incidência Valor R$ 01.01 Arquivamento de Contrato; Alteração ou Distrato Social R$ 23,39 01.02 Arquivamento de Atas de Constituição R$ 57,41 01.03

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES PARA A ÁREA INTENSIVA

CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES PARA A ÁREA INTENSIVA PDDUA CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES PARA A ÁREA INTENSIVA ANEXO 5.2(NR ) 1. RESIDENCIAL:.1. Habitação.2. Habitação para zeladoria 2. COMÉRCIO.1.Comércio varejista.1.comércio varejista INÓCUO:.1. antigüidades.2.

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO Norma de Origem: NIT-DICLA-016 Folha: 1 Total de Folhas: 8 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO LABORATÓRIO LABORATÓRIOS ECOLYZER LTDA QUÍMICOS COSMÉTICOS, VETERINÁRIOS,

Leia mais

IV - medição e monitoramento da pressão arterial;

IV - medição e monitoramento da pressão arterial; AUTÓGRAFO DO PROJETO DE LEI Nº 086/2014 Dispõe sobre a prestação de serviços farmacêuticos pelas farmácias e drogarias e adota outras providências. A Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina,

Leia mais

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física A Importância dos Alimentos Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estar e a

Leia mais

A Câmara Municipal de Uruaçu, Estado de Goiás, aprova e eu, Prefeita Municipal, sanciono a seguinte Lei:

A Câmara Municipal de Uruaçu, Estado de Goiás, aprova e eu, Prefeita Municipal, sanciono a seguinte Lei: Lei nº 1.265 /2003 Uruaçu-Go., 11 de dezembro de 2003. Altera e dá nova redação a dispositivos da Lei nº 1000, de 16.12.97, e dá outras providências A Câmara Municipal de Uruaçu, Estado de Goiás, aprova

Leia mais

Palácio dos Bandeirantes Av. Morumbi, 4.500 - Morumbi - CEP 05698-900 - Fone: 3745-3344 Nº 237 DOE de 19/12/09 p. 27 seção 1

Palácio dos Bandeirantes Av. Morumbi, 4.500 - Morumbi - CEP 05698-900 - Fone: 3745-3344 Nº 237 DOE de 19/12/09 p. 27 seção 1 Diário Oficial Estado de São Paulo Poder Executivo Seção I Palácio dos Bandeirantes Av. Morumbi, 4.500 - Morumbi - CEP 05698-900 - Fone: 3745-3344 Nº 237 DOE de 19/12/09 p. 27 seção 1 Coordenadoria da

Leia mais

ITEM DESCRIÇÃO NCM/SH 1.1. Chocolate branco, em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg

ITEM DESCRIÇÃO NCM/SH 1.1. Chocolate branco, em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg I - CHOCOLATES 1.1 Chocolate branco, em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg 1704.90.10 1.2 Chocolates contendo cacau, em embalagens de conteúdo inferior 1806.31.10 ou igual a 1kg 1806.31.20

Leia mais

Aula 7: Controle Sanitário (Lei 5991/73) Profa. Camila Barbosa de Carvalho

Aula 7: Controle Sanitário (Lei 5991/73) Profa. Camila Barbosa de Carvalho Aula 7: Controle Sanitário (Lei 5991/73) Profa. Camila Barbosa de Carvalho Lei 5991/73 Dispõe sobre o controle sanitário do comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos, e dá outras

Leia mais

NUTRIÇÃO. Prof. Marta E. Malavassi

NUTRIÇÃO. Prof. Marta E. Malavassi Prof. Marta E. Malavassi Conceito: processo orgânico que envolve ingestão, digestão, absorção, transporte e eliminação das substâncias alimentares para a manutenção de funções, a formação e regeneração

Leia mais

PROJETO DE INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº, DE DE DE 2009

PROJETO DE INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº, DE DE DE 2009 PROJETO DE INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº, DE DE DE 2009 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o art. 87, parágrafo único, inciso II, da Constituição,

Leia mais

Perfil Econômico Municipal

Perfil Econômico Municipal indústria Extração de carvão mineral Extração de petróleo e gás natural Extração de minerais metálicos Extração de minerais não-metálicos Fabricação de alimentos e bebidas Fabricação de produtos do fumo

Leia mais

Profa. Joyce Silva Moraes

Profa. Joyce Silva Moraes Alimentação e Saúde Profa. Joyce Silva Moraes saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estarestar e a disposição para realizar todas as atividades. demonstrar

Leia mais

Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI

Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS Porção de 100g (1/2 copo) Quantidade por porção g %VD(*) Valor Energético (kcal) 64 3,20 Carboidratos 14,20 4,73 Proteínas 1,30 1,73 Gorduras

Leia mais

COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA ANEXO 1-A: BAIXA COMPLEXIDADE 1 - ALIMENTOS COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA Açougues, comércio de frios,comércios de pescados; Depósitos de alimentos, bombonièries, cafés, depósitos de bebidas, depósitos

Leia mais

Comércio Varejista e Serviços Tipo II

Comércio Varejista e Serviços Tipo II USO ANEXO 02 ATIVIDADE RESIDENCIAL R.1 Residencial Tipo I Residência unifamiliar R.2 Residencial Tipo II Residência multifamiliar horizontal R.3 Residencial Tipo III Residência multifamiliar vertical R.4

Leia mais

!"!"!! #$ % $ % & ' ()# * * '* + "!! (, -./. (!!0"!"!!!% (0 "!0"!!12

!!!! #$ % $ % & ' ()# * * '* + !! (, -./. (!!0!!!!% (0 !0!!12 !"!"!! #$ % $ % & ' ()# * * '* + "!! (, -./. (!!0"!"!!!% (0 "!0"!!12 !"+RDC Nº 274, de 22/09/2005, estabelece o regulamento técnico para águas envasadas e gelo #$%!RDC Nº 275, de 22/09/2005, estabelece

Leia mais

PREFEITURA MU ICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MU ICIPAL DE GOVER O

PREFEITURA MU ICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MU ICIPAL DE GOVER O LEI COMPLEMENTAR Nº 273, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2012. Altera o art. 59 da Lei nº 386, de 17 de fevereiro de 1993, e dá outras providências. O PREFEITO DE PALMAS Faço saber que a Câmara Municipal de Palmas

Leia mais

ANEXO 4.0 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ANEXO 4.42.1. * REVOGADO PELO DECRETO Nº 26.695 de 6 de julho de 2010.

ANEXO 4.0 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ANEXO 4.42.1. * REVOGADO PELO DECRETO Nº 26.695 de 6 de julho de 2010. ANEXO 4.0 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ANEXO 4.42.1 * REVOGADO PELO DECRETO Nº 26.695 de 6 de julho de 2010. NAS OPERAÇÕES COM PRODUTOS ALIMENTÍCIOS Acrescentado pelo DECRETO nº 26.258 de 30.12.2009 DOE: 30.12.2009

Leia mais

Art. 1º A alínea c do Inciso II do Artigo 29 da Lei Complementar nº 108/2009 passa a ter a seguinte redação:

Art. 1º A alínea c do Inciso II do Artigo 29 da Lei Complementar nº 108/2009 passa a ter a seguinte redação: LEI COMPLEMENTAR Nº 194, DE 02 DE ABRIL DE 2014. Altera alíneas dos artigos 29 e 30 e o Anexo V da Lei Complementar 108, de 05 de novembro de 2009, que dispõe sobre o zoneamento, o uso e a ocupação do

Leia mais

NUTRICIUM INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA FICHA DE ESPECIFICAÇÃO SUSTEMIL KIDS MORANGO

NUTRICIUM INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA FICHA DE ESPECIFICAÇÃO SUSTEMIL KIDS MORANGO FICHA DE ESPECIFICAÇÃO SUSTEMIL KIDS MORANGO IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA NOME DA EMPRESA: NUTRICIUM INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA Endereço: Rua Pitangui, n 77 Bairro: Concórdia. Belo Horizonte MG CNPJ. 04.040.657/0001-33

Leia mais

DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO ÚNICO

DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO ÚNICO LEI N 2.232, DE 11 DE MAIO DE 1998 Institui o Sistema Municipal de Vigilância Sanitária e contém outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE QUIRINÓPOLIS APROVOU E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE

Leia mais

DECRETO EXECUTIVO N 713/10. Candido Franco Moraes, Prefeito Municipal de Itaara, Estado do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições legais,

DECRETO EXECUTIVO N 713/10. Candido Franco Moraes, Prefeito Municipal de Itaara, Estado do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições legais, DECRETO EXECUTIVO N 713/10 Regulamenta o tratamento jurídico diferenciado, simplificado, favorecido e de incentivo assegurado ao Micro Empreendedor Individual - MEI e dá outras providências em consonância

Leia mais

INFOMAÇÕES IMPORTANTES CATEGORIAS

INFOMAÇÕES IMPORTANTES CATEGORIAS INFOMAÇÕES IMPORTANTES CATEGORIAS Para efeito de seleção das categorias que possuem divisão de 1 o, 2 o,3 o, vigoram os seguintes paramentos abaixo listados: 1 o categoria Contrato social acima de R$ 30.000,00

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CHARQUEADAS COMUMA - CONSELHO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CHARQUEADAS COMUMA - CONSELHO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CHARQUEADAS COMUMA CONSELHO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO 041 de 13 de Julho de 2010. Dispõe sobre o enquadramento das atividades licenciáveis e codificadas

Leia mais

CINZA. É o resíduo inorgânico que permanece após a queima da matéria orgânica, que é transformada em CO 2, H 2 O e NO 2.

CINZA. É o resíduo inorgânico que permanece após a queima da matéria orgânica, que é transformada em CO 2, H 2 O e NO 2. CINZA É o resíduo inorgânico que permanece após a queima da matéria orgânica, que é transformada em CO 2, H 2 O e NO 2. A cinza é constituída principalmente de: Grandes quantidades: K, Na, Ca e Mg; Pequenas

Leia mais

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2001/2004 LEI N 200/2001 DATA: 20 DE DEZEMBRO DE 2001

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2001/2004 LEI N 200/2001 DATA: 20 DE DEZEMBRO DE 2001 LEI N 200/2001 DATA: 20 DE DEZEMBRO DE 2001 SÚMULA: SÚMULA REGULAMENTA OS SERVIÇOS DE FISCALIZAÇÃO REALIZADOS EM ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS, INDUSTRIAIS, PRESTADORES DE SERVIÇOS, E DA OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

Principais exportações para São Tomé e Príncipe de produtos agrícolas, florestais e das pescas (média 2004-2008)

Principais exportações para São Tomé e Príncipe de produtos agrícolas, florestais e das pescas (média 2004-2008) Principais exportações para São Tomé e Príncipe de produtos agrícolas, florestais e das pescas (média 2004-2008) 3 500 3 336 3 000 valores em milhares de euros 2 500 2 000 1 500 1 000 1 367 1 279 727 500

Leia mais

ALIMENTAÇÃO DA PRODUÇÃO NO SISTEMA DE INFORMAÇÃO AMBULATORIAL (SIA/SUS)

ALIMENTAÇÃO DA PRODUÇÃO NO SISTEMA DE INFORMAÇÃO AMBULATORIAL (SIA/SUS) manual para as vigilâncias sanitárias ALIMENTAÇÃO DA PRODUÇÃO NO SISTEMA DE INFORMAÇÃO AMBULATORIAL (SIA/SUS) Agência Nacional de Vigilância Sanitária Anvisa - 1 - Conteúdo APRESENTAÇÃO...5 PROCEDIMENTOS

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO LS ANALYSES LABORATÓRIO DE PESQUISAS DE ANÁLISES QUÍMICAS, FÍSICO-QUÍMICAS E MICROBIOLÓGICAS LTDA.

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO LS ANALYSES LABORATÓRIO DE PESQUISAS DE ANÁLISES QUÍMICAS, FÍSICO-QUÍMICAS E MICROBIOLÓGICAS LTDA. ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO Norma de Origem: NIT-DICLA-016 Folha: 1 Total de Folhas: 5 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO LABORATÓRIO LS ANALYSES LABORATÓRIO DE PESQUISAS DE ANÁLISES QUÍMICAS,

Leia mais

Áreas de atuação - 2012. Cosméticos

Áreas de atuação - 2012. Cosméticos SÃO PAULO Instituto Adolfo Lutz IAL Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/SP) Av. Dr. Arnaldo, 355 - sala 50 Cerqueira César - CEP: 01246-902 - São Paulo/SP Telefone: (11) 3068-2802 / 3068-2801 Site:

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI N.º 8.109, DE 19 DE DEZEMBRO DE 1985. (republicada no DOE nº 244, de 20 de dezembro de 1985.) (vide publicação

Leia mais

ANEXO III AUTORIZAÇÃO PARA GERAÇÃO DA NFSE A PARTIR DE 01/02/2015. Descrição do Código CNAE 2.0

ANEXO III AUTORIZAÇÃO PARA GERAÇÃO DA NFSE A PARTIR DE 01/02/2015. Descrição do Código CNAE 2.0 7740-3/00 Gestão de ativos intangíveis não-financeiros 03.02 9311-5/00 Gestão de instalações de esportes 03.03 8211-3/00 Serviços combinados de escritório e apoio administrativo 03.03 8230-0/02 Casas de

Leia mais

FATORES INTRÍNSECOS E EXTRÍNSECOS

FATORES INTRÍNSECOS E EXTRÍNSECOS FATORES INTRÍNSECOS E EXTRÍNSECOS Fatores que Afetam o Desenvolvimento Microbiano em Alimentos ALIMENTO Substrato para os microrganismos Deterioração do alimento Infecção ou intoxicação alimentar Formas

Leia mais

Art. 1º - Esta Lei altera dispositivos da Lei Municipal N.º 104/98 - Código Tributário Municipal -, e da outras providências.

Art. 1º - Esta Lei altera dispositivos da Lei Municipal N.º 104/98 - Código Tributário Municipal -, e da outras providências. LEI MUNICIPAL N.º 119 / 99 De 15 de dezembro de 1999. Dispõe sobre alteração da Lei Municipal 104/98 - Código Tributário Municipal - e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE SEABRA, Estado da

Leia mais

O que são e para que servem os produtos Diet, Light, Zero e Cia? Tipos de açúcares e adoçantes!

O que são e para que servem os produtos Diet, Light, Zero e Cia? Tipos de açúcares e adoçantes! O que são e para que servem os produtos Diet, Light, Zero e Cia? Tipos de açúcares e adoçantes! Coordenadora e Nutricionista Felícia Bighetti Sarrassini - CRN 10664 * Alimentos Diet: Alimento dietético

Leia mais

ANEXO I DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

ANEXO I DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA ANEXO I DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO: responsável técnico; identificação) do identificação) do identificação) do identificação) do FARMÁCIAS E DROGARIAS identificação) do identificação)

Leia mais

第 107/2007 號 社 會 文 化 司 司 長 批 示

第 107/2007 號 社 會 文 化 司 司 長 批 示 1702 48 2007 11 26 科 目 種 類 學 分 1 " 1 " 1 " 1 " 1 " 1 " 1 " 1 " 1 Disciplinas Tipo Unidades de crédito Introdução ao Cantonês (II) Optativa 1 Língua Portuguesa (I)» 1 Língua Portuguesa (II)» 1 Língua Portuguesa

Leia mais

MARCOS DE BARROS VALADÃO

MARCOS DE BARROS VALADÃO Ministério da Abastecimento Atualização de dados gerais: Secretaria de Defesa Agropecuária SDA LABORATÓRIO ALAC Nome Empresarial: LABORATÓRIO ALAC LTDA. CNPJ: 94.088.952/0001-52 Endereço: Rua David Sartori,

Leia mais

Atualizada.: 25/07/2013 4 MÉDIA COMPLEXIDADE ANEXO 1 G- DISTRIBUIDORAS

Atualizada.: 25/07/2013 4 MÉDIA COMPLEXIDADE ANEXO 1 G- DISTRIBUIDORAS 4 MÉDIA COMPLEXIDADE ANEXO 1 G- DISTRIBUIDORAS Drogarias; Ervanária, posto de medicamento, dispensário de medicamentos; Distribuidora com fracionamento de cosmético, perfume, produtos de higiene; Distribuidora

Leia mais

AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA SOBRE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS

AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA SOBRE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA SOBRE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS WILLIAM CESAR LATORRE Diretor de Alimentos Centro de Vigilância Sanitária SES / SP Decreto Lei 986, de 21/10/1969 Institui normas

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N o, DE DE DE 2008.

INSTRUÇÃO NORMATIVA N o, DE DE DE 2008. Portaria Nº 64, DE 23 DE ABRIL DE 2008 Situação: Vigente Publicado no Diário Oficial da União de 24/04/2008, Seção 1, Página 9 Ementa: Submete à Consulta Pública, pelo prazo de 60 (sessenta) dias a contar

Leia mais

Art. 1º Aprovar o REGULAMENTO TÉCNICO PARA FIXAÇÃO DE IDENTIDADE E QUALIDADE DE LEITE EM PÓ MODIFICADO, em anexo.

Art. 1º Aprovar o REGULAMENTO TÉCNICO PARA FIXAÇÃO DE IDENTIDADE E QUALIDADE DE LEITE EM PÓ MODIFICADO, em anexo. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 27, DE 12 DE JUNHO DE 2007 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição

Leia mais

Laboratório Central de Saúde Pública LACEN/SC. Edição/Revisão 02/03. Escopo de ensaios área de produtos

Laboratório Central de Saúde Pública LACEN/SC. Edição/Revisão 02/03. Escopo de ensaios área de produtos 1/8 Setor de Microscopia de Alimentos - MICAL POP RT 5.4 MICAL-001 01/03 Café torrado e moído POP RT 5.4 MICAL-002 01/03 Análise histológica de condimentos POP RT 5.4 MICAL-003 01/03 Análise histológica

Leia mais

NUTRICIUM INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA FICHA DE ESPECIFICAÇÃO SUSTEMIL BAUNILHA

NUTRICIUM INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA FICHA DE ESPECIFICAÇÃO SUSTEMIL BAUNILHA FICHA DE ESPECIFICAÇÃO SUSTEMIL BAUNILHA IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA NOME DA EMPRESA: NUTRICIUM INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA Endereço: Rua Pitangui, n 77 Bairo Concórdia, Belo Horizonte MG CNPJ. 04.040.657/0001-33

Leia mais

Para que serve o alimento?

Para que serve o alimento? Alimentação e Saúde saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estar e a disposição para realizar todas as atividades. demonstrar afeto, carinho e aceitação Uma

Leia mais

Setor produtivo G07 - Gráfica e Edição Visual/ Papel, Papelão e Cortiça. Contém 953505 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0121-1/01 Horticultura,

Setor produtivo G07 - Gráfica e Edição Visual/ Papel, Papelão e Cortiça. Contém 953505 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0121-1/01 Horticultura, Setor produtivo G07 - Gráfica e Edição Visual/ Papel, Papelão e Cortiça. Contém 953505 estabelecimentos. CNAE DESCRIÇÃO DO CNAE 0121-1/01 Horticultura, exceto morango 0122-9/00 Cultivo de flores e plantas

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS MICRORGANISMOS

CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS MICRORGANISMOS CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS MICRORGANISMOS Características fisiológicas das bactérias Oxigênio Temperatura Água Concentração hidrogênionica do meio (ph) Oxigênio Temperatura ambiental Grupo Temp. Temp.

Leia mais

Instrução Normativa nº. 01/2012

Instrução Normativa nº. 01/2012 Instrução Normativa nº. 01/2012 Dispõe sobre a obrigatoriedade da emissão e utilização da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e), instituída pelo Decreto nº. 319, de 04 de outubro de 2011, para as

Leia mais