LISTA DE DOCUMENTOS PARA EMISSÃO DE ALVARÁ SANITÁRIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LISTA DE DOCUMENTOS PARA EMISSÃO DE ALVARÁ SANITÁRIO"

Transcrição

1 LISTA DE DOCUMENTOS PARA EMISSÃO DE ALVARÁ SANITÁRIO I - ABERTURA DE EMPRESA: EMPRESA DE PESSOA JURÍDICA 1- CÓPIA DE DOCUMENTOS DOS SÓCIOS (RG E CPF); 2- CÓPIA DO ENDERECO COMERCIAL; 3- VISTORIA DO CORPO DE BOMBEIROS; 5- CÓPIA DO CONTRATO SOCIAL COM ÚLTIMA ALTERAÇÃO (SE O RESPONSÁVEL TÉCNICO - RT FIZER PARTE DA SOCIEDADE, APRESENTAR CÓPIA DA CARTEIRA PROFISSIONAL E DECLARAÇÃO DO CONSELHO CORRESPONDENTE); 6- CARTÃO CNPJ (ESPELHO); 7- CERTIFICADO DE REGULARIDADE TÉCNICA EXPEDIDO PELO RESPECTIVO CONSELHO DE ACORDO COM A RELAÇÃO DE ATIVIDADES ABAIXO; 8- CONTRATO DE TRABALHO (EXCETO SE O RESPONSÁVEL TÉCNICO - RT FIZER PARTE DO QUADRO SOCIAL); 9- REQUERIMENTO DE INSPEÇÃO SANITÁRIA, MARCADO O CAMPO ABERTURA, EMPRESA DE PESSOA FÍSICA 1- CÓPIA DE DOCUMENTOS PESSOAIS (RG E CPF); 2- CÓPIA DO ENDERECO COMERCIAL; 3- VISTORIA DO CORPO DE BOMBEIRO; 5- REQUERIMENTO DE INSPEÇÃO SANITÁRIA, MARCADO O CAMPO ABERTURA, OBS - Apresentar Planta Baixa e Memorial Descritivo: Divisão de Alimentos: Açougues, Atacadista de Alimentos, Banco de Leite, Buffet e Similar, Churrascaria, Cozinha Industrial, Distribuidora de Alimentos, Fracionadora de Alimentos, Fabricação de Sorvetes, Hipermercado, Supermercado, Indústria de Alimentos, Panificadora, Restaurante. Divisão de Ambientes de Interesse à Saúde Pública: Hotel/Motel e Similares, Cemitério, Empresa de Coleta de Recicláveis, Leilões de Sinistrados, Sucatas, Indústria em Geral, Atacadista em Geral, Instituição de Ensino em geral, Albergues, Casa de Idosos e Creches, Casa de Repouso e Escolas, Indústria de Reciclagem, Dedetizadoras, Pet Shop, Clínica de Embalsamento/Tanatopraxia, Liberação de Loteamentos. de Medicamentos, Indústria de Cosméticos e Saneantes e Químicos (Tinta e Verniz),

2 Distribuidora de Correlatos, Produtos de Higiene, Saneantes e Cosméticos, Consultório Odontológico com RX, Consultório Odontológico sem RX, Consultórios em Geral, Consultório Veterinário, Prótese e Posto de Coleta, Lavanderia Hospitalar, Laboratório, Clínica, Clínica Veterinária, Hospital, Hospital Veterinário, Óticas (Optometria e Laboratório). OBS - Apresentar Certificado de Responsabilidade Técnica: Divisão de Alimentos: Cozinha Industrial, Fabricação de Sorvetes e Indústria de Alimentos. Divisão de Ambientes de Interesse à Saúde Pública: Academia em Geral, Academia de Artes Marciais, Casa de Rações e Produtos Veterinários, Prestação de Serviços Combate a Pragas Urbanas, Casa de Repouso e Similares (Comunidade/Residência Terapêutica), Clínica de Embalsamento/Tanatopraxia, Instituição de Ensino em Geral, Óptica Comércio Varejista, Comércio e Transportadoras de Agrotóxicos, Sauna/Casa de Banho e Massagens. de Medicamentos, Indústria de Cosméticos e Saneantes e Químicos (Tinta e Verniz), Distribuidora de Correlatos, Produtos de Higiene, Saneantes e Cosméticos, Consultório Odontológico com RX, Consultório Odontológico sem RX, Consultórios em Geral, Consultório Veterinário, Prótese e Posto de Coleta, Lavanderia Hospitalar, Laboratório, Clínica, Clínica Veterinária, Hospital, Hospital Veterinário, Óticas (Optometria e Laboratório). OBS - Apresentar Autorização de Funcionamento de Empresa - AFE: de Medicamentos, Indústria de Cosméticos e Saneantes e Químicos, Distribuidora de Correlatos, Produtos de Higiene, Saneantes e Cosméticos. OBS - Apresentar Autorização Especial - AE: Distribuidora, Importadora, Exportadora e Transportadora de Medicamentos. II - RENOVAÇÃO DE EMPRESA: EMPRESA DE PESSOA JURÍDICA 1- CÓPIA DE DOCUMENTOS DOS SÓCIOS (RG E CPF); 2- CÓPIA DO CONTRATO SOCIAL COM ÚLTIMA ALTERAÇÃO (SE O RESPONSÁVEL TÉCNICO - RT FIZER PARTE DA SOCIEDADE, APRESENTAR CÓPIA DA CARTEIRA PROFISSIONAL E DECLARAÇÃO DO CONSELHO CORRESPONDENTE);

3 4- CERTIFICADO DE REGULARIDADE TÉCNICA EXPEDIDO PELO RESPECTIVO CONSELHO DE ACORDO COM A RELAÇÃO DE ATIVIDADES ACIMA; 5- CONTRATO DE TRABALHO (EXCETO SE O RESPONSÁVEL TÉCNICO - RT FIZER PARTE DO QUADRO SOCIAL) CASO OCORRA NOVA CONTRATAÇÃO DE RT; 6- CÓPIA DO ENDEREÇO COMERCIAL; 7- DUAM (TAXA) PAGA; 8- CARTÃO CNPJ (ESPELHO); 9- AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO DE EMPRESA - AFE E AUTORIZAÇÃO ESPECIAL - AE, DE ACORDO COM A RELAÇÃO DE ATIVIDADES ACIMA; 10- REQUERIMENTO DE INSPEÇÃO SANITÁRIA, MARCADO O CAMPO RENOVAÇÃO, EMPRESA DE PESSOA FÍSICA 1- CÓPIA DE DOCUMENTOS PESSOAIS (RG E CPF); 2- CERTIFICADO DE REGULARIDADE TÉCNICA EXPEDIDO PELO RESPECTIVO CONSELHO DE ACORDO COM A RELAÇÃO DE ATIVIDADES ACIMA; 3- CÓPIA DO ENDEREÇO COMERCIAL; 5- REQUERIMENTO DE INSPEÇÃO SANITÁRIA, MARCADO O CAMPO RENOVAÇÃO, ALTERAÇÃO DE RESPONSÁVEL LEGAL/TÉCNICO I - ALTERAÇÃO DE RESPONSAVEL LEGAL: 1- CÓPIA DE DOCUMENTOS (RG E CPF); 2- CÓPIA DO CONTRATO SOCIAL COM ÚLTIMA ALTERAÇÃO; 4- ALVARÁ ORIGINAL; II - ALTERAÇÃO DE RESPONSAVEL TÉCNICO: 1- CÓPIA DE DOCUMENTOS (RG E CPF); 2- CÓPIA DO CONTRATO DE TRABALHO; 4- ALVARÁ ORIGINAL; 6- CERTIFICADO DE REGULARIDADE TÉCNICA, ATUALIZADO, EXPEDIDO PELO CONSELHO RESPECTIVO; 7- REQUERIMENTO DE INSPEÇÃO SANITÁRIA, MARCADO O CAMPO ALTERAÇÃO,

4 ALTERAÇÃO DE ENDEREÇO/ATIVIDADE/RAZÃO SOCIAL I - ALTERAÇÃO DE ENDEREÇO DA EMPRESA: 1- CÓPIA DO CONTRATO SOCIAL COM A ALTERAÇÃO DO ENDEREÇO; 2- CARTÃO CNPJ COM A ALTERAÇÃO DO ENDEREÇO (ESPELHO); II - ALTERAÇÃO DE ATIVIDADE DA EMPRESA: 1- CÓPIA DO CONTRATO SOCIAL COM A ALTERAÇÃO DA ATIVIDADE; 2- CARTÃO CNPJ COM A ALTERAÇÃO DA ATIVIDADE (ESPELHO); III - ALTERAÇÃO DE RAZÃO SOCIAL/FANTASIA: 1- CÓPIA DO CONTRATO SOCIAL COM A ALTERAÇÃO; 2- CARTÃO CNPJ COM A ALTERAÇÃO (ESPELHO); ANÁLISE DE PLANTA BAIXA E MEMORIAL DESCRITIVO 1- CÓPIA DO CONTRATO SOCIAL COM A ÚLTIMA ALTERAÇÃO; 2- CARTÃO CNPJ (ESPELHO); 3- PLANTA BAIXA E MEMORIAL DESCRITIVO EM DUAS VIAS ORIGINAIS COM ASSINATURAS; 4- TAXA DO CREA/CAU PAGA; 6- REQUERIMENTO DE INSPEÇÃO SANITÁRIA, MARCADO O CAMPO ANÁLISE DE PLANTA BAIXA,

5 PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS TEMPORÁRIOS (STAND EM FEIRA, CONGRESSO, EXPOSIÇÃO, ETC, E ATIVIDADES SUJEITAS À FISCALIZAÇÃO E LICENÇA SANITÁRIA) 1- O PRAZO PARA ABERTURA DO PROCESSO DEVERA SER DE ATÉ 15 DIAS ANTES DO EVENTO; 2- DE ACORDO COM A ATIVIDADE A SER DESENVOLVIDA, SERÁ AGENDADA A VISTORIA SANITÁRIA NO LOCAL, ANTES DO EVENTO OU NO DIA DO INÍCIO. LICITAÇÃO PÚBLICA (CERTIDÃO DE CONDIÇÕES SANITÁRIAS PARA PARTICIPAÇÃO EM LICITAÇÃO PÚBLICA) 1- O PRAZO PARA ABERTURA DO PROCESSO COM 15 DIAS ANTES DA DATA DA LICITAÇÃO PÚBLICA; 2- SERÁ REALIZADA VISTORIA SANITÁRIA NO LOCAL E EMITIDA A CERTIDÃO CONSTANDO AS CONDIÇÕES VERIFICADAS NA EMPRESA; 3- CERTIDÃO SOMENTE TEM VALIDADE POR 30 DIAS; 4- CÓPIA DO ALVARÁ SANITÁRIO ATUALIZADO. CERTIFICADO DE VISTORIA PARA VEÍCULOS 1- REQUERIMENTO PREENCHIDO EM DUAS VIAS; 2- DOCUMENTAÇÃO DO VEÍCULO; 3- ALVARÁ SANITÁRIO DA TRANSPORTADORA OU DISTRIBUIDORA, CONSTANDO A ATIVIDADE SOLICITADA CONFORME CATEGORIA DE PRODUTOS (MEDICAMENTOS, CORRELATOS, SANEANTES, COSMÉTICOS, ALIMENTOS, FUNERÁRIA); 4- CÓPIA DA AUTORIZAÇÃO FUNCIONAMENTO DE EMPRESA AFE E AUTORIZAÇÃO ESPECIAL AE EMITIDOS PELA ANVISA, PARA AS ATIVIDADES SOLICITADAS CONFORME CATEGORIA DOS PRODUTOS: TRANSPORTE DE MEDICAMENTOS, CORRELATOS, SANEANTES E COSMÉTICOS.

DOCUMENTOS NECESSARIOS PARA REQUERER ALVARÁ SANITÁRIO

DOCUMENTOS NECESSARIOS PARA REQUERER ALVARÁ SANITÁRIO DOCUMENTOS NECESSARIOS PARA REQUERER ALVARÁ SANITÁRIO PESSOA JURIDICA. Cópia CNPJ; Nº Inscrição estadual; Nº telefone; Comprovante de endereço; Cópia RG e CPF resp. Legal; Cópia RG e CPF resp. Técnico;

Leia mais

Atualizada.: 25/07/2013 4 MÉDIA COMPLEXIDADE ANEXO 1 G- DISTRIBUIDORAS

Atualizada.: 25/07/2013 4 MÉDIA COMPLEXIDADE ANEXO 1 G- DISTRIBUIDORAS 4 MÉDIA COMPLEXIDADE ANEXO 1 G- DISTRIBUIDORAS Drogarias; Ervanária, posto de medicamento, dispensário de medicamentos; Distribuidora com fracionamento de cosmético, perfume, produtos de higiene; Distribuidora

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS I - ANEXAR: -REQUERIMENTO DE INSPECAO SANITARIA, MARCADO O CAMPO ABERTURA, ASSINADO PELO RESPONSAVEL LEGAL.

LISTA DE DOCUMENTOS I - ANEXAR: -REQUERIMENTO DE INSPECAO SANITARIA, MARCADO O CAMPO ABERTURA, ASSINADO PELO RESPONSAVEL LEGAL. LISTA DE DOCUMENTOS Assunto: PRIMEIRO ALVARA SANITARIO Titulo: ABERTURA DE EMPRESA SUJEITA A FISCALIZACAO SANITARIA I - ANEXAR: -REQUERIMENTO DE INSPECAO SANITARIA, MARCADO O CAMPO ABERTURA, ASSINADO PELO

Leia mais

RENOVAÇÃO GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

RENOVAÇÃO GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA ESTABELECIMENTOS DESTINADOS À PRODUÇÃO, FABRICO, PREPARO, BENEFICIAMENTO, MANIPULAÇÃO, ACONDICIONAMENTO, TRANSPORTE, DEPÓSITO, VENDA OU CONSUMO DE ALIMENTOS (BARES, LANCHONETES, RESTAURANTES, PADARIAS

Leia mais

FLUXOGRAMAS DE PROCEDIMENTOS PARA CONCESSÃO DE ALVARÁS DE FUNCIONAMENTO

FLUXOGRAMAS DE PROCEDIMENTOS PARA CONCESSÃO DE ALVARÁS DE FUNCIONAMENTO FLUXOGRAMAS DE PROCEDIMENTOS PARA CONCESSÃO DE ALVARÁS DE FUNCIONAMENTO FOZ DO IGUAÇU PR 2008 INSTRUÇÕES PARA USO DESTE MATERIAL Este material foi elaborado para facilitar o acesso às exigências tributárias

Leia mais

INFOMAÇÕES IMPORTANTES CATEGORIAS

INFOMAÇÕES IMPORTANTES CATEGORIAS INFOMAÇÕES IMPORTANTES CATEGORIAS Para efeito de seleção das categorias que possuem divisão de 1 o, 2 o,3 o, vigoram os seguintes paramentos abaixo listados: 1 o categoria Contrato social acima de R$ 30.000,00

Leia mais

Atualizada.: 19/04/2012 ANEXO 1 E

Atualizada.: 19/04/2012 ANEXO 1 E COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA E AMBIENTAL MEDIA COMPLEXIDADE ANEXO 1 E Ótica; Creches; Instituições de longa permanência para idosos; Instituições que prestem serviços de atenção a pessoas com

Leia mais

ALVARÁ SANITÁRIO. 1 Fonte: adaptado da SUVISA/RN

ALVARÁ SANITÁRIO. 1 Fonte: adaptado da SUVISA/RN ALVARÁ SANITÁRIO 1) Definição Alvará Sanitário é o documento emitido pela Autoridade Sanitária após análises das condições higiênico-sanitárias de estabelecimentos, veículos e/ou equipamentos que desenvolvam

Leia mais

Câmara Municipal de Volta Redonda Estado do Rio de Janeiro

Câmara Municipal de Volta Redonda Estado do Rio de Janeiro Lei Municipal Nº 3.704 1 CAPÍTULO V DO LICENCIAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS Artigo 68 - Nenhum estabelecimento sediado no município e que se enquadram no presente Código Sanitário poderá funcionar sem prévia

Leia mais

ANEXO I DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

ANEXO I DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA ANEXO I DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO: responsável técnico; identificação) do identificação) do identificação) do identificação) do FARMÁCIAS E DROGARIAS identificação) do identificação)

Leia mais

Atualizada.: 20/08/2013 BAIXA COMPLEXIDADE

Atualizada.: 20/08/2013 BAIXA COMPLEXIDADE BAIXA COMPLEXIDADE Atualizada.: 20/08/2013 OUTROS ANEXO 1 B Depósito de produtos não relacionados à saúde; Estação rodoviária; veículo de transporte coletivo interestadual com banheiro (ônibus); Academias

Leia mais

ACADEMIA/ESCOLAS ESPORTIVA/CLUBES E SIMILARES

ACADEMIA/ESCOLAS ESPORTIVA/CLUBES E SIMILARES ACADEMIA/ESCOLAS ESPORTIVA/CLUBES E SIMILARES 2. Cópia de alvará de funcionamento 3. Declaração do número de alunos (praticantes de atividade física) 4. Relação dos recursos humanos e atividades respectivas

Leia mais

Vigilância Sanitária

Vigilância Sanitária Secretaria Municipal da Saúde Coordenadoria de Vigilância Ambiental Vigilância Sanitária Setor de Produtos e Estabelecimentos de Interesse da Saúde SPEIS Comércio atacadista e varejista de alimentos de

Leia mais

COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA BAIXA COMPLEXIDADE COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA OUTROS ANEXO 1 B Depósito de produtos não relacionados à saúde; Estação rodoviária; veículo de transporte coletivo interestadual com banheiro (ônibus);

Leia mais

Atualizada.: 20/04/2012 COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA E AMBIENTAL BAIXA COMPLEXIDADE

Atualizada.: 20/04/2012 COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA E AMBIENTAL BAIXA COMPLEXIDADE BAIXA COMPLEXIDADE OUTROS ANEXO 1 B Depósito de produtos não relacionados à saúde; Estação rodoviária; veículo de transporte coletivo interestadual com banheiro (ônibus); Academias para práticas de esportes;

Leia mais

COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA E AMBIENTAL

COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA E AMBIENTAL 4 MÉDIA COMPLEXIDADE ANEXO 1 G- DISTRIBUIDORAS Drogarias; Ervanária, posto de medicamento, dispensário de medicamentos; Distribuidora com fracionamento de cosmético, perfume, produtos de higiene; Distribuidora

Leia mais

Cartilha ALVARÁ L OCALIZAÇÃO E F UNCIONAMENTO

Cartilha ALVARÁ L OCALIZAÇÃO E F UNCIONAMENTO Cartilha ALVARÁ L OCALIZAÇÃO E F UNCIONAMENTO I NTRODUÇÃO Caro empreendedor, elaboramos esta cartilha com o objetivo de auxiliá-lo na abertura de novas empresas, licenciamentos e renovações de alvarás.

Leia mais

ANEXO IX TABELA DE RECEITA Nº IX VIGILÂNCIA SANITÁRIA. ATACADISTA DE ALIMENTOS / FABRICAS E INDUSTRIA DE ALIMENTOS Atividades.

ANEXO IX TABELA DE RECEITA Nº IX VIGILÂNCIA SANITÁRIA. ATACADISTA DE ALIMENTOS / FABRICAS E INDUSTRIA DE ALIMENTOS Atividades. ANEXO IX TABELA DE RECEITA Nº IX VIGILÂNCIA SANITÁRIA ATACADISTA DE ALIMENTOS / FABRICAS E INDUSTRIA DE ALIMENTOS Armazém Distribuidora de Água e Alimentos (Atacadista) Distribuidora e Deposito de Bebidas

Leia mais

LEI N. 3.714 DE 30 DE DEZEMBRO DE 1997. O PREFEITO MUNICIPAL DE CAICÓ, Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI N. 3.714 DE 30 DE DEZEMBRO DE 1997. O PREFEITO MUNICIPAL DE CAICÓ, Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: PREFEITURA MUNICIPAL DE CAICO Rua Felipe Guerra, 379 CGC (MF) 08.385.940/0001-58 LEI N. 3.714 DE 30 DE DEZEMBRO DE 1997. Dispões sobre a expedição de alvará de funcionamento sanitário pela Secretaria Municipal

Leia mais

EXIGÊNCIAS MÍNIMAS VIGILÂNCIA SANITÁRIA PARA TODOS ESTABELECIMENTOS INSTALAÇÃO INDEPENDENTE DA MORADIA EDIFICAÇÃO DE ALVENARIA ANEXO 8 (COM TELEFONE DO CONTRIBUINTE) LAUDO DESINSETIZAÇÃO/DESRATIZAÇÃO/LIMPEZA

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSARIOS PARA REQUERER ALVARÁ SANITÁRIO

DOCUMENTOS NECESSARIOS PARA REQUERER ALVARÁ SANITÁRIO DOCUMENTOS NECESSARIOS PARA REQUERER ALVARÁ SANITÁRIO PESSOA JURIDICA. Cópia CNPJ; Nº Inscrição estadual; Nº telefone; Comprovante de endereço; Cópia RG e CPF resp. Legal; Cópia RG e CPF resp. Técnico;

Leia mais

DOCUMENTOS EXIGIDOS PARA EMISSÃO DO ALVARÁ SANITÁRIO. Área de Medicamentos e Produtos de Interesse à Saúde (AMPIS)

DOCUMENTOS EXIGIDOS PARA EMISSÃO DO ALVARÁ SANITÁRIO. Área de Medicamentos e Produtos de Interesse à Saúde (AMPIS) 1 DOCUMENTOS EXIGIDOS PARA EMISSÃO DO ALVARÁ SANITÁRIO Área de Medicamentos e Produtos de Interesse à Saúde (AMPIS) DROGARIAS (CONFORME LEI FEDERAL 5991/73, RESOLUÇÃO RDC ANVISA 44/09 E OUTRAS PERTINENTES)

Leia mais

Os 1 Item(ns) da lista de documentos que não foram cumprido(s):

Os 1 Item(ns) da lista de documentos que não foram cumprido(s): Agência Nacional de Vigilância Sanitária Unidade de Atendimento e Protocolo - UNIAP Listagem de Encaminhamento de Documentação em Caráter Precário Data: 14.11.05 EMPRESA: ANCHIETA INDÚSTRIA E COMÉRCIO

Leia mais

Ficha Cadastral de Fornecedores

Ficha Cadastral de Fornecedores de Fornecedores Informações Jurídicas Razão Social: CNPJ: Nome Fantasia: Responsáveis legais: CPF: Responsável técnico: Nº Documento: Órgão emissor: CNES: ANS: Endereço Completo: Fone/Fax: e-mail vendas:

Leia mais

ANEXO IX PARTE A 1 ALVARÁ SANITÁRIO ANUAL (POR ATIVIDADE DESENVOLVIDA) R$

ANEXO IX PARTE A 1 ALVARÁ SANITÁRIO ANUAL (POR ATIVIDADE DESENVOLVIDA) R$ TABELA DE RECEITA Nº VIII TAXA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA ALTERADA PELAS LEIS Nº 7.727/2009 e Nº 7.995/2011 ATUALIZADA PARA O EXERCÍCIO DE 2012, CONFORME O DEC. Nº 22.528/11 11 INDÚSTRIA DE ALIMENTOS ANEXO

Leia mais

Câmara Municipal de Volta Redonda Estado do Rio de Janeiro

Câmara Municipal de Volta Redonda Estado do Rio de Janeiro Lei Municipal Nº 3.704 1 SEÇÃO IV DAS PENALIDADES I DO COMÉRCIO DE FEIRAS LIVRES, AMBULANTES, QUIOSQUES E EVENTUAIS Artigo 35 - As infrações a este Código estão sujeitas às seguintes penalidades: a- sanção:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA VERMELHA Secretaria Municipal da Saúde Divisão de Vigilância Sanitária

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA VERMELHA Secretaria Municipal da Saúde Divisão de Vigilância Sanitária PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA VERMELHA Secretaria Municipal da Saúde Divisão de Vigilância Sanitária DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REQUERER ALVARÁ SANITÁRIO 1. ESTABELECIMENTOS DE ALIMENTOS Comércio de alimentos

Leia mais

LICENÇA INICIAL GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

LICENÇA INICIAL GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA ESTABELECIMENTOS DESTINADOS À PRODUÇÃO, FABRICO, PREPARO, BENEFICIAMENTO, MANIPULAÇÃO, ACONDICIONAMENTO, TRANSPORTE, DEPÓSITO, VENDA OU CONSUMO DE ALIMENTOS (BARES, LANCHONETES, RESTAURANTES, PADARIAS

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR N 40, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1.999

LEI COMPLEMENTAR N 40, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1.999 Prefeitura Municip~1 de Jabotic~~ GOVERNO DEMOCRATICO E POPULAR T\ M '007 LEI COMPLEMENTAR N 40, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1.999 (Altera a Tabela I prevista no artigo 1 da Lei Complementar n" 36, de 31 de dezembro

Leia mais

Unidade de Atendimento e Protocolo - UNIAP Listagem de Encaminhamento de Documentação em Caráter Precário Dia 15/09/2005

Unidade de Atendimento e Protocolo - UNIAP Listagem de Encaminhamento de Documentação em Caráter Precário Dia 15/09/2005 Unidade de Atendimento e Protocolo - UNIAP Listagem de Encaminhamento de Documentação em Caráter Precário Dia 15/09/2005 EMPRESA: NUTRIHOSP COMÉRCIO HOSPITALAR LTDA CNPJ: 02.621.451/0001-71 PROCESSO: 25351.343461/2005-38

Leia mais

TABELA II SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA TAXAS

TABELA II SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA TAXAS Lei nº 5.655/91 TABELA II SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA TAXAS DISCRIMINAÇÃO DE INCIDÊNCIA Divisão de Controle da Qualidade dos Alimentos - D.C.Q.A. 1 Estabelecimentos que lidam com gêneros alimentícios

Leia mais

8. Regularização do Negócio

8. Regularização do Negócio 8. Regularização do Negócio Conteúdo 1. Forma Jurídica das Empresas 2. Consulta Comercial 3. Busca de Nome Comercial 4. Arquivamento do contrato social/requerimento de Empresário 5. Solicitação do CNPJ

Leia mais

PORTARIA SMS Nº 136 DE 18/05/2015 D.O.M. DE 26/05/2015

PORTARIA SMS Nº 136 DE 18/05/2015 D.O.M. DE 26/05/2015 PORTARIA SMS Nº 136 DE 18/05/2015 D.O.M. DE 26/05/2015 SECRETÁRIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE FORTALEZA, no uso de suas atribuições legais e de acordo com os artigos 2º e 24 da Lei Nº 4.950 de 30/11/1977, artigo

Leia mais

TABELA COMPARATIVA DO VALOR COBRADO DAS TAXAS DE SERVIÇO 2015 / 2016

TABELA COMPARATIVA DO VALOR COBRADO DAS TAXAS DE SERVIÇO 2015 / 2016 TABELA COMPARATIVA DO VALOR COBRADO DAS TAXAS DE SERVIÇO / 1. M 1.1 ATOS DE POLÍCIA TÉCNICA: 1.1.1 Identificação: DISCRIMINAÇÃO 1.1.1.a Segunda via de cédula de identidade. 25,00 10,00 150 1.1.1.b Atestado

Leia mais

PORTIFÓLIO MASTER ASSESSORIA & REPRESENTAÇÕES

PORTIFÓLIO MASTER ASSESSORIA & REPRESENTAÇÕES PORTIFÓLIO MASTER ASSESSORIA & REPRESENTAÇÕES É UMA EMPRESA QUE ATUA NO MERCADO HÁ MAIS DE 20 ANOS, PRESTANDO SERVIÇOS DE CONSULTORIA DE ADEQUAÇÃO E ESTRUTURAÇÃO DE UNIDADES FABRIS, NO SEGMENTO QUIMICO,

Leia mais

Anexo 7 Requisitos para prestadores de serviços

Anexo 7 Requisitos para prestadores de serviços Para execução dos serviços o contratado deve enviar a documentação abaixo conforme a atividade que será desenvolvida. Para outras atividades que não constam na lista, o contratado deve enviar os documentos

Leia mais

Em Distribuidora de Medicamentos, Correlatos, Cosméticos e Saneantes Domissanitários.

Em Distribuidora de Medicamentos, Correlatos, Cosméticos e Saneantes Domissanitários. Em Distribuidora de Medicamentos, Correlatos, Cosméticos e Saneantes Domissanitários. Nº PROCESSO REQUERIMENTO RAZÃO SOCIAL IDENTIFICAÇÃO DO ESTABELECIMENTO NOME DE FANTASIA NÚMERO DO CNPJ NÚMERO ÚLTIMO

Leia mais

COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA ANEXO 1-A: BAIXA COMPLEXIDADE 1 - ALIMENTOS COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA Açougues, comércio de frios,comércios de pescados; Depósitos de alimentos, bombonièries, cafés, depósitos de bebidas, depósitos

Leia mais

Dispõe sobre a expedição e a baixa de Alvará de Licença de Localização e Funcionamento no Município de Nova Mutum, e da outras providências.

Dispõe sobre a expedição e a baixa de Alvará de Licença de Localização e Funcionamento no Município de Nova Mutum, e da outras providências. DECRETO Nº 003, DE 06 DE JANEIRO DE 2015. Dispõe sobre a expedição e a baixa de Alvará de Licença de Localização e Funcionamento no Município de Nova Mutum, e da outras providências. O Sr. Adriano Xavier

Leia mais

ANEXO I IDENTIFICADOR DO PRODUTO. Fato Gerador (DV)

ANEXO I IDENTIFICADOR DO PRODUTO. Fato Gerador (DV) ANEXO I TABELA DE DESCONTOS DA TAXA DE FISCALIZAÇÃO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA IDENTIFICADOR DO PRODUTO TIPO DE EMPRESA ITENS DESCRIÇÃO DO FATO GERADOR Fato Gerador (DV) GRUPO I GRANDE GRUPO II GRANDE GRUPO

Leia mais

Unidade de Atendimento e Protocolo - UNIAP Listagem de Encaminhamento de Documentação em Caráter Precário Dia 04/07/2006

Unidade de Atendimento e Protocolo - UNIAP Listagem de Encaminhamento de Documentação em Caráter Precário Dia 04/07/2006 Unidade de Atendimento e Protocolo - UNIAP Listagem de Encaminhamento de Documentação em Caráter Precário Dia 04/07/2006 EMPRESA: MARCOS QUEQUE PRODUTOS MÉDICOS HOSPITALARES E LABORATORIAIS CNPJ: 05.667.010/0001-07

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE TERMO DE REFERÊNCIA PARA APRESENTAÇÃO DO PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE NO MUNICÍPIO DE CURITIBA

Leia mais

O Papel das Vigilâncias Sanitárias Municipais

O Papel das Vigilâncias Sanitárias Municipais O Papel das Vigilâncias Sanitárias Municipais O PAPEL DA VISA Os campos de atuação da VISA Federal, Estadual e Municipal. ANVISA Secretarias de Estado de Saúde Secretarias Municipais de Saúde O PAPEL DAS

Leia mais

2. Conforme exigido no Anexo II, item 1.4 do edital os produtos devem atender às Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e emprego.

2. Conforme exigido no Anexo II, item 1.4 do edital os produtos devem atender às Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e emprego. Ilmo. Sr. Dr. Pregoeiro SESI/BA Pregão Eletrônico 20/2012 Objeto: Razões de Recurso IMUNOSUL DISTRIBUIDORA DE VACINAS E PRODUTOS MÉDICOS HOSPITALARES LTDA, já qualificada, em face do Pregão Presencial

Leia mais

VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Prefeitura publica a nova tabela da VigilânciaSanitária

VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Prefeitura publica a nova tabela da VigilânciaSanitária Diário Oficial Ano: 3 Páginas: 12 VIGILÂNCIA SANITÁRIA Prefeitura publica a nova tabela da VigilânciaSanitária A Prefeitura de Canavieiras promoveu a atualização da tabela de preços e multas aplicadas

Leia mais

VISTORIA PREVIA ALVARÁ DE FUNCIONAMENTO (INICIO DE ATIVIDADE)

VISTORIA PREVIA ALVARÁ DE FUNCIONAMENTO (INICIO DE ATIVIDADE) VISTORIA PREVIA REQUERIMENTO PREENCHIDO E ASSINADO PELO REPRESENTANTE LEGAL DA EMPRESA DECLARACAO A PROPRIO PUNHO INFORMANDO O RAMO DE ATIVIDADE GUIA DE IPTU DO ULTIMO ANO QUITADA LISTA DE DOCUMENTOS DISPONIVEL

Leia mais

CONSIDERANDO a necessidade de estabelecer procedimentos adicionais para obtenção do referido Alvará Provisório,

CONSIDERANDO a necessidade de estabelecer procedimentos adicionais para obtenção do referido Alvará Provisório, DECRETO N.º 1.715, de 13 de maio de 2009. REGULAMENTA o Artigo 12 da Lei Complementar nº 045, de 18 de dezembro de 2007, define o grau de risco das Atividades econômicas e dá outras providências. JOCELITO

Leia mais

DOCUMENTOS SAC 1. INSCRIÇÃO NO CAU - CADASTRO ÚNICO DO MUNICÍPIO.

DOCUMENTOS SAC 1. INSCRIÇÃO NO CAU - CADASTRO ÚNICO DO MUNICÍPIO. DOCUMENTOS SAC 1. INSCRIÇÃO NO CAU - CADASTRO ÚNICO DO MUNICÍPIO. PESSOA JURÍDICA: a) instrumento de constituição primitivo e respectivas alterações, se houver, admitindo-se a Última alteração quando consolidada,

Leia mais

Art. 15º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Art. 15º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Veja, na íntegra, os artigos da lei que estabelece normas para obtenção de alvará de licença e funcionamento de feiras, bazares ou eventos similares itinerantes, de venda a varejo ou no atacado e dá outras

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JITAÚNA Estado da Bahia PODER EXECUTIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE JITAÚNA Estado da Bahia PODER EXECUTIVO Lei Complementar nº 003 de 25 de junho de 2014. Dispõe sobre a criação da Taxa de Vigilância Sanitária. O PREFEITO MUNICIPAL DE JITAÚNA- ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições legais, faz saber que

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ODONTOLOGIA DE SÃO PAULO. Inscrição

CONSELHO REGIONAL DE ODONTOLOGIA DE SÃO PAULO. Inscrição Inscrição Legalidade: A inscrição no CROSP é obrigatória pelas Leis Federais 5.965/73 e 6.839/80 e Consolidação CFO, após a realização das etapas anteriores (1ª e 2ª) e registros em Cartório/Junta Comercial

Leia mais

Lei nº 6.839 /80 Obrigatoriedade do registro das empresas de prestação de serviço médicohospitalares

Lei nº 6.839 /80 Obrigatoriedade do registro das empresas de prestação de serviço médicohospitalares CAPACITAÇÃO DE CONSELHEIROS, DELEGADOS, MÉDICOS FISCAIS E SERVIDORES Salvador/2012 REGISTRO Lei nº 6.839 /80 Obrigatoriedade do registro das empresas de prestação de serviço médicohospitalares nos conselhos

Leia mais

LEI Nº 9.250, DE 14 DE DEZEMBRO DE 1995 (*) (D.O. de 15/12/95) Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei:

LEI Nº 9.250, DE 14 DE DEZEMBRO DE 1995 (*) (D.O. de 15/12/95) Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei: LEI Nº 9.250, DE 14 DE DEZEMBRO DE 1995 (*) (D.O. de 15/12/95) Altera a Lei nº 7.645, de 23 de dezembro de 1991. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu

Leia mais

II FÓRUM DE SAÚDE PÚBLICA E MEIO AMBIENTE DO CRMV-RJ. Licenciamento Ambiental e o Controle da Comercialização de Agrotóxicos

II FÓRUM DE SAÚDE PÚBLICA E MEIO AMBIENTE DO CRMV-RJ. Licenciamento Ambiental e o Controle da Comercialização de Agrotóxicos II FÓRUM DE SAÚDE PÚBLICA E MEIO AMBIENTE DO CRMV-RJ Licenciamento Ambiental e o Controle da Comercialização de Agrotóxicos NOVO SISTEMA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DECRETO Nº

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Santa Maria Secretaria Geral de Governo DECRETO EXECUTIVO Nº 32, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2006

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Santa Maria Secretaria Geral de Governo DECRETO EXECUTIVO Nº 32, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2006 DECRETO EXECUTIVO Nº 32, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2006 Estabelece normas para a expedição dos licenciamentos municipais referentes aos Alvarás de Localização e Sanitário, Licenças Ambientais e Registro no

Leia mais

Aula 7: Controle Sanitário (Lei 5991/73) Profa. Camila Barbosa de Carvalho

Aula 7: Controle Sanitário (Lei 5991/73) Profa. Camila Barbosa de Carvalho Aula 7: Controle Sanitário (Lei 5991/73) Profa. Camila Barbosa de Carvalho Lei 5991/73 Dispõe sobre o controle sanitário do comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos, e dá outras

Leia mais

Caracterização. Caracterização da Atividade

Caracterização. Caracterização da Atividade 1 Informações relevantes a Vigilância Sanitária sobre a Atividade Relacionada a Produtos de Interesse a Saúde 1-2- Nome Fantasia 3- Endereço Leia as instruções Caracterização 4- Número 5- Complemento 6-

Leia mais

SECRETARIA EXECUTIVA DE PROMOÇÃO A SAÚDE GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE COORDENAÇÃO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Orientações

SECRETARIA EXECUTIVA DE PROMOÇÃO A SAÚDE GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE COORDENAÇÃO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Orientações SECRETARIA EXECUTIVA DE PROMOÇÃO A SAÚDE GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE COORDENAÇÃO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA Orientações 2014 Vigilância Sanitária Lei Federal 8.080 de 19 de setembro de 1990 1º Entende-se

Leia mais

Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica

Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica Atenção: Documentos apresentados em fotocópia devem ser autenticados em Cartório ou acompanhados dos originais para receberem autenticação do CREA. Documentos obrigatórios

Leia mais

VIGILÂNCIA SANITÁRIA E A TRANSVERSALIDADE NA PROMOÇÃO DA SAÚDE

VIGILÂNCIA SANITÁRIA E A TRANSVERSALIDADE NA PROMOÇÃO DA SAÚDE VIGILÂNCIA SANITÁRIA E A TRANSVERSALIDADE NA PROMOÇÃO DA SAÚDE Francisca Miranda Lustosa Gerente da Célula de Vigilância Sanitária e Ambiental de Fortaleza A SAÚDE É UM DIREITO SOCIAL CONSTITUIÇÃO FEDERAL

Leia mais

Para requerer: Providenciar a documentação necessária conforme os pré-requisitos para cada tipo de atividade.

Para requerer: Providenciar a documentação necessária conforme os pré-requisitos para cada tipo de atividade. Alvará Sanitário Para solicitar o Alvará Sanitário dirija-se a Vigilância Sanitária. A listagem dos documentos abaixo relacionados poderá sofrer alteração de acordo com a legislação vigente. Para requerer:

Leia mais

ANEXO 8 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE ESTABELECIMENTOS VETERINÁRIOS

ANEXO 8 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE ESTABELECIMENTOS VETERINÁRIOS ANEXO 8 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE ESTABELECIMENTOS VETERINÁRIOS PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE ESTABELECIMENTOS VETERINÁRIOS Data da vistoria: / / A CADASTRO

Leia mais

Manual de procedimentos do Alvará de Licença e Funcionamento de Atividade

Manual de procedimentos do Alvará de Licença e Funcionamento de Atividade Manual de procedimentos do Alvará de Licença e Funcionamento de Atividade Prefeitura Municipal de São Leopoldo Secretaria Municipal da Fazenda Coordenadoria Tributária Divisão de Tributos Mobiliários Seção

Leia mais

Lista de Documentos o Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de alimentos Documentos para estabelecimentos comerciais (pessoa física)

Lista de Documentos o Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de alimentos Documentos para estabelecimentos comerciais (pessoa física) Lista de Dcuments Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de aliments Dcuments para estabeleciments cmerciais (pessa física) 1) Ficha de Inscriçã Cadastral, preenchida na própria VISA; 2) Cópia

Leia mais

PREFEITURA DE SÃO LUÍS SECRETARIA MUNICIPAL DE URBANISMO E HABITAÇÃO - SEMURH

PREFEITURA DE SÃO LUÍS SECRETARIA MUNICIPAL DE URBANISMO E HABITAÇÃO - SEMURH Documentos pessoais do requerente; Certidão Negativa do IPTU; Documento de responsabilidade técnica emitido pelo CREA ou CAU; Declaração do engenheiro ou arquiteto responsável pela obra; Aprovação do projeto

Leia mais

DISTRIBUIDORA DE COSMÉTICOS

DISTRIBUIDORA DE COSMÉTICOS 1. Identificação do Estabelecimento Razão Social: Nome Fantasia: CNPJ: Endereço: Bairro: Município: CEP: Fone: Fax: E-mail: Responsável Legal: CPF: Responsável Técnico: CPF: CR : 2. Inspeção Data: Objetivo:

Leia mais

Anexo II INFORME PRÉVIO. FRACIONADORA DE insumos farmacêuticos. Nome da Empresa /RS, 20

Anexo II INFORME PRÉVIO. FRACIONADORA DE insumos farmacêuticos. Nome da Empresa /RS, 20 Anexo II INFORME PRÉVIO FRACIONADORA DE insumos farmacêuticos Nome da Empresa /RS, 20 NOTA: 1. Para fins de inspeção para verificação de cumprimento de boas práticas de fracionamento é imprescindível que

Leia mais

Resolução nº 577 de 25 de julho de 2013

Resolução nº 577 de 25 de julho de 2013 Resolução nº 577 de 25 de julho de 2013 Ementa: Dispõe sobre a direção técnica ou responsabilidade técnica de empresas ou estabelecimentos que dispensam, comercializam, fornecem e distribuem produtos farmacêuticos,

Leia mais

MENU DE SERVIÇOS PARA PESSOA JURÍDICA (MENU PJ)

MENU DE SERVIÇOS PARA PESSOA JURÍDICA (MENU PJ) MENU DE SERVIÇOS PARA PESSOA JURÍDICA (MENU PJ) INSCRIÇÃO DE PESSOA JURÍDICA REGISTRO DE ALTERAÇÃO CONTRATUAL SUBSTITUIÇÃO DE RESPONSÁVEL TÉCNICO CERTIDÃO DE REGULARIDADE RENOVAÇÃO DO CERTIFICADO DE INSCRIÇÃO

Leia mais

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. Sistema de Gestão do Programa Vapt Vupt SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO VAPT VUPT EMPRESARIAL PREFEITURA DE GOIANIA Responsável: Rosana Mérola Martins Cópia

Leia mais

CADASTRAMENTO DE EMPRESAS PERGUNTAS FREQUENTES

CADASTRAMENTO DE EMPRESAS PERGUNTAS FREQUENTES CADASTRAMENTO DE EMPRESAS PERGUNTAS FREQUENTES 1 Quais são os sujeitos que devem ser cadastrados e o que cada um representa no cadastro da empresa?...2 2 Como fazer para cadastrar uma empresa?...3 3 Cliquei

Leia mais

Bradesco Administradora de Consórcios Ltda.

Bradesco Administradora de Consórcios Ltda. Prezado(a) Consorciado(a), Para melhor atendê-lo, elaboramos este Guia Prático de Contratação de Imóvel destacando as modalidades de aquisição, fases do processo, documentos necessários, emissão e registro

Leia mais

Importação de Produtos para Saúde

Importação de Produtos para Saúde Importação de Produtos para Saúde Gerência de Inspeção de Produtos e Autorização de Empresas em Portos, Aeroportos Fronteiras e Recintos Alfandegados GIPAF Mônica Cristina A. F. Duarte Organograma - ANVISA

Leia mais

PROGRAMA DE ANÁLISE DE PROCESSOS DE AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO DE EMPRESA (AFE) E AUTORIZAÇÃO ESPECIAL (AE)

PROGRAMA DE ANÁLISE DE PROCESSOS DE AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO DE EMPRESA (AFE) E AUTORIZAÇÃO ESPECIAL (AE) PROGRAMA DE ANÁLISE DE PROCESSOS DE AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO DE EMPRESA (AFE) E AUTORIZAÇÃO ESPECIAL (AE) Manual de procedimentos, instrução e análise para os processos de concessão, alteração, renovação

Leia mais

1. REGISTRO DE ESTABELECIMENTO DE PRODUÇÃO, PREPARAÇÃO, MANIPULAÇÃO, BENEFICIAMENTO, ACONDICIONAMENTO E EXPORTAÇÃO DE BEBIDA E FERMENTADO ACÉTICO.

1. REGISTRO DE ESTABELECIMENTO DE PRODUÇÃO, PREPARAÇÃO, MANIPULAÇÃO, BENEFICIAMENTO, ACONDICIONAMENTO E EXPORTAÇÃO DE BEBIDA E FERMENTADO ACÉTICO. ANEXO NORMAS SOBRE REQUISITOS, CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS PARA O REGISTRO DE ESTABELECIMENTO, BEBIDA E FERMENTADO ACÉTICO E EXPEDIÇÃO DOS RESPECTIVOS CERTIFICADOS. 1. REGISTRO DE ESTABELECIMENTO DE PRODUÇÃO,

Leia mais

Manual de Solicitação de Autorização de Importação Específica, AEP, ADA, CNI e 2ª via de documentos

Manual de Solicitação de Autorização de Importação Específica, AEP, ADA, CNI e 2ª via de documentos 2014 Manual de Solicitação de Autorização de Importação Específica, AEP, ADA, CNI e 2ª via de documentos Autorização de Importação Específica: destinada a órgãos de repressão a entorpecentes, entidades

Leia mais

PROBLEMAS SANITÁRIOS NA PRÁTICA

PROBLEMAS SANITÁRIOS NA PRÁTICA PROBLEMAS SANITÁRIOS NA PRÁTICA Dr. Alessandro Vieira De Martino Farmacêutico Bioquímico CRF 33754 Formado no curso de Farmácia e Bioquímica pela Universidade Bandeirante de São Paulo UNIBAN Pós-Graduado

Leia mais

DECRETO N.º 3.952, DE 02 DE OUTUBRO DE 2013.

DECRETO N.º 3.952, DE 02 DE OUTUBRO DE 2013. DECRETO N.º 3.952, DE 02 DE OUTUBRO DE 2013. Disciplina a liberação, o cancelamento e a baixa de Alvará de Localização e Funcionamento no município de Erechim. O Prefeito Municipal de Erechim, Estado do

Leia mais

f) especificação da finalidade do pedido ( Licença, Certificado de Vistoria ou Cancelamento);

f) especificação da finalidade do pedido ( Licença, Certificado de Vistoria ou Cancelamento); São Paulo, 118 (122) Diário Oficial Poder Executivo - Seção I quinta-feira 3 de julho de 2008 DEPARTAMENTO DE IDENTIFICAÇÃO E REGISTROS DIVERSOS DIVISÃO DE PRODUTOS CONTROLADOS Portaria DPC - 3, de 2-7-2008

Leia mais

1- IDENTIFICAÇÃO DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO 1-Razão social: AB Comércio de Alimentos Ltda (Loja da Praça de Alimentação) 2-Nome de fantasia: Mc Donald s 3-Alvará/ Licença sanitária: 191583/2011 - Protocolo

Leia mais

ANEXO VIII - TAXA DE FISCALIZAÇÃO SANITÁRIA TFS

ANEXO VIII - TAXA DE FISCALIZAÇÃO SANITÁRIA TFS ANEXO VIII - TAXA DE FISCALIZAÇÃO SANITÁRIA TFS 11 INDÚSTRIA DE ALIMENTOS 111 MAIOR RISCO EPIDEMIOLÓGICO R$ 11101 conservas de produtos de origem vegetal 200 11102 doces/produtos confeitarias (creme) 200

Leia mais

Constituição Formal de Empresas

Constituição Formal de Empresas Constituição Formal de Empresas Aula 11 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades,

Leia mais

LICENÇA AMBIENTAL. Lanns Alves de Almeida Filho Secretário de Agricultura e Meio Ambiente

LICENÇA AMBIENTAL. Lanns Alves de Almeida Filho Secretário de Agricultura e Meio Ambiente LICENÇA AMBIENTAL Licença Ambiental Simplificada nº 26/2015 Processo nº. 9481/2015 O Secretário de Agricultura e Meio Ambiente no exercício de sua competência definida pelo Decreto Municipal nº 10.076

Leia mais

Resolução nº 07914. Súmula: Regulamenta os procedimentos de Inscrição, Renovação e Suspensão no Cadastro de Licitantes do Estado/CLE.

Resolução nº 07914. Súmula: Regulamenta os procedimentos de Inscrição, Renovação e Suspensão no Cadastro de Licitantes do Estado/CLE. Resolução nº 07914 Súmula: Regulamenta os procedimentos de Inscrição, Renovação e Suspensão no Cadastro de Licitantes do Estado/CLE. A Secretária de Estado da Administração e da Previdência, no uso das

Leia mais

REGULAMENTA OS PROCEDIMENTOS PARA CONCESSÃO DA LICENÇA PARA LOCALIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DE EVENTOS.

REGULAMENTA OS PROCEDIMENTOS PARA CONCESSÃO DA LICENÇA PARA LOCALIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DE EVENTOS. DECRETO Nº 16.785, DATA: 5 de outubro de 2005. REGULAMENTA OS PROCEDIMENTOS PARA CONCESSÃO DA LICENÇA PARA LOCALIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DE EVENTOS. O Prefeito Municipal de Foz do Iguaçu,

Leia mais

Manual de Solicitação da Autorização de Importação Específica

Manual de Solicitação da Autorização de Importação Específica 2014 Manual de Solicitação da Autorização de Importação Específica Autorização de Importação Específica destinada a órgãos de repressão a entorpecentes, entidades importadoras de controle de dopagem, laboratórios

Leia mais

Impresso SUP Manual de Fornecedores MANUAL DE REQUISITOS PARA FORNECEDORES

Impresso SUP Manual de Fornecedores MANUAL DE REQUISITOS PARA FORNECEDORES MANUAL DE REQUISITOS PARA FORNECEDORES SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. PREMISSAS BÁSICAS DE FORNECIMENTO... 4 2.1 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA HOMOLOGAÇÃO DOS FORNECEDORES ESPECIAIS... 4 2.1.1 Medicamentos...

Leia mais

Conselho Regional de Educação Física 11ª Região - Mato Grosso do Sul

Conselho Regional de Educação Física 11ª Região - Mato Grosso do Sul Informações necessárias para registro de Pessoa Jurídica: Cópia do comprovante de inscrição no CNPJ atualizado; Cópia da declaração de firma individual ou do contrato social, ata ou estatuto que a constituiu;

Leia mais

ROTEIRO PARA AUTO INSPEÇÃO

ROTEIRO PARA AUTO INSPEÇÃO Secretaria Municipal da Saúde Coordenação de Vigilância em Saúde Gerência de Produtos e Serviços de Interesse da Saúde Subgerência de Produtos Para a Saúde, Saneantes Domissanitários e Cosméticos Roteiro

Leia mais

NORMAS PARA VEÍCULOS DE TRANSPORTE DE PACIENTES

NORMAS PARA VEÍCULOS DE TRANSPORTE DE PACIENTES NORMAS PARA VEÍCULOS DE TRANSPORTE DE PACIENTES C A ÇA D O R - S C DOCUMENTAÇÃO ALVARÁ SANITÁRIO 1. Requerimento DVS 2. CNPJ (jurídica) cópia atualizada 3. Documento do Veiculo 4. Taxa de Emissão de Alvará

Leia mais

Guia do Requerente. Orientações de preenchimento

Guia do Requerente. Orientações de preenchimento Guia do Requerente Orientações de preenchimento Bem-vindo (a) ao nosso novo sistema on-line de atendimento Empresa Legal. Este documento é o Guia do Requerente. Ele o (a) ajudará em seu contato com o ambiente

Leia mais

Regulamento Técnico das substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial - Portaria 6 de 29/1/ 1999

Regulamento Técnico das substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial - Portaria 6 de 29/1/ 1999 Regulamento Técnico das substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial - Portaria 6 de 29/1/ 1999 Ementa: Aprova a Instrução Normativa da Portaria SVS/MS n.º 344 de 12 de maio de 1998 que instituiu

Leia mais

ANEXO TAXA DE FISCALIZAÇÃO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

ANEXO TAXA DE FISCALIZAÇÃO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA ANEO TAA DE FISCALIZAÇÃO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA Itens FATOS GERADORES Valores em R$ Prazo para Renovação 1 1.1 Registro de alimentos, aditivos alimentares, bebidas, águas envasadas e embalagens 6.000

Leia mais

Roteiro para Registro de Cooperativa

Roteiro para Registro de Cooperativa Roteiro para Registro de Cooperativa SOCIEDADE COOPERATIVA É uma associação autônoma de pessoas que se unem voluntariamente para satisfazer aspirações e necessidades econômicas, sociais e culturais comuns,

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS MUNICÍPIO DE COLINAS DO TOCANTINS LEI COMPLEMENTAR, N.º 1.379/2014, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014.

ESTADO DO TOCANTINS MUNICÍPIO DE COLINAS DO TOCANTINS LEI COMPLEMENTAR, N.º 1.379/2014, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014. LEI COMPLEMENTAR, N.º 1.379/2014, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014. Altera a Lei Municipal n. 1.133 de 31 de dezembro de 2010 que institui o Código Tributário do Município de Colinas do Tocantins e da outras

Leia mais

MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS Gabinete do Prefeito Av. Cuia Mangabeira, 211 - Montes Claros - MG - CEP: 39.401-002

MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS Gabinete do Prefeito Av. Cuia Mangabeira, 211 - Montes Claros - MG - CEP: 39.401-002 MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS Gabinete do Prefeito Av. Cuia Mangabeira, 211 - Montes Claros - MG - CEP: 39.401-002 LEI N 4.158, DE 07 DE OUTUBRO DE 2009. DISPÕE SOBRE FEIRAS ITINERANTES E CONTÉM OUTRAS DISPOSIÇÕES.

Leia mais

PDDUA CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES PARA A ÁREA INTENSIVA ANEXO 5.2(NR) 1. RESIDENCIAL: 1.1.Habitação 1.2.Habitação para zeladoria

PDDUA CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES PARA A ÁREA INTENSIVA ANEXO 5.2(NR) 1. RESIDENCIAL: 1.1.Habitação 1.2.Habitação para zeladoria PDDUA CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES PARA A ÁREA INTENSIVA ANEXO 5.2(NR) 1. RESIDENCIAL: 1.1.Habitação 1.2.Habitação para zeladoria 2. COMÉRCIO 2.1.Comércio varejista 2.1.1. Comércio varejista INÓCUO: 2.1.1.1.

Leia mais

A COMIDA DE RUA AGORA É LEI EM SÃO PAULO

A COMIDA DE RUA AGORA É LEI EM SÃO PAULO A COMIDA DE RUA AGORA É LEI EM SÃO PAULO COMO OBTER AUTORIZAÇÃO PARA TRABALHAR COM A VENDA DE ALIMENTOS NA CIDADE Lei Municipal 15.947, de 26/12/ 2013 Projeto de Lei 311/2013 do Ver. Andrea Matarazzo Esta

Leia mais

Setor produtivo G07 - Gráfica e Edição Visual/ Papel, Papelão e Cortiça. Contém 953505 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0121-1/01 Horticultura,

Setor produtivo G07 - Gráfica e Edição Visual/ Papel, Papelão e Cortiça. Contém 953505 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0121-1/01 Horticultura, Setor produtivo G07 - Gráfica e Edição Visual/ Papel, Papelão e Cortiça. Contém 953505 estabelecimentos. CNAE DESCRIÇÃO DO CNAE 0121-1/01 Horticultura, exceto morango 0122-9/00 Cultivo de flores e plantas

Leia mais