Editorial. Novos clientes Empresa de Inf. Proc. Piauí Teresina - PI Cart. Reg. Civil e Anexo Ilhabela - SP Oficial do Registro Civil Leme - SP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Editorial. Novos clientes Empresa de Inf. Proc. Piauí Teresina - PI Cart. Reg. Civil e Anexo Ilhabela - SP Oficial do Registro Civil Leme - SP"

Transcrição

1 Informativo para usuários do software DOC Automação de Serventias Extrajudiciais ABRIL-2002 Editorial Prezado(a) cliente Estamos entrando no quarto ano de publicação do doc:dicas. Este boletim sempre foi muito bem recebido pelos clientes e esperamos, com esta edição - a de número 37 - que dúvidas sobre várias novidades sejam sanadas, como o sistema de gerenciamento de óbitos do INSS e os procedimentos da De- Maria quanto a expansão da Intranet da ARPEN de São Paulo rumo ao interior. Este último, por ser específicos para os Oficiais do Estado de São Paulo, seguem em separado somente a estes. No mais, o boletim continua cumprindo seu papel, de instruir a todos os nossos clientes sobre como utilizar melhor os nossos produtos e serviços, além de colocá-los a par das eventuais mudanças a cerca das questões de nosso relacionamento comercial. Um grande abraço a todos. Agnaldo De Maria Novos clientes Empresa de Inf. Proc. Piauí Teresina - PI Cart. Reg. Civil e Anexo Ilhabela - SP Oficial do Registro Civil Leme - SP Novo release do software DOC: veja o que mudou. A DeMaria está liberando a partir de 1 º de abril de 2002 mais um release do software DOC, o de número 14. Este release não será cobrado, mas os usuários do Estado de São Paulo deverão arcar com uma taxa de manipulação e envio de novos disquetes ou CD, devido a necessidade de se instalar um novo módulo, o de "Comunicações". Para os usuários do DOC nos demais Estados, a atualização poderá ser feita enviando dois arquivos por ATREL.EXE AT14.EXE O primeiro deve ser gravado no diretório raiz do DOC (geralmente C:\DOC) e executado dali, digitando-se no prompt do MS-DOS: ATREL Feito isso, não acesse o DOC! Grave o arquivo AT14.EXE em um disquete. Este é um programa que descompacta os arquivos necessários para atualizar os bancos de dados (de Nascimento) que foram alterados. Estando o AT14.EXE no disquete, execute o seguinte no prompt do MS-DOS: A: AT14 Acesse, então, o DOC e execute a opção "Atualizar versão" do menu de "Funções auxiliares". Fique tranqüilo pois esta atualização será processada muito rapidamente. Se o cliente possuir uma rede em sua serventia, deve executar todo este processo sem ninguém estar acessando o sistema. Descrição da modificação Possibilidade de geração de arquivo para INSS com base no movimento de registro de natimortos (óbitos-fetais) Ajuste na integração com o módulo de Comunicacoes Intranet ARPEN para poder listar as serventias cadastradas Correção erro INCL_20/250 (travamento requisitado) quando controle de numeração esti- Mód N CO $ ver indicado como "multiusuário" Correção no acúmulo de valores para RRC quando utilizada a vinculação com determinados feitos (itens tab. Emol.) Incluida a formatação e verificação da validade do número CEI no cadastramento dos dados do INSS, na tela de "Características da serventia". Implementada consistência cruzada entre data de nascimento, data de óbito e data de registro Implementada consistência cruzada entre data de nascimento e data de registro Ajuste para não permitir que o código da serventia no sistema Certifixe fique em branco após a criação do diretório \DOC\CFX, obrigando todas as estações a iniciarem o procedimento de sincronização do banco de dados. Nos campos de endereço permitir a exclusão da expressão "residente" em várias funções relacionadas a estes campos desde que digitado ">" como primeiro caracter. Válido para os campos de endereço de Declarante/a rogo e testemunhas no Nascimento e nos campos de endereço dos pais dos contraentes no Casamento. Novo layout Guia de Remessa SEADE Ajuste nas para considerar a inexistência do campo PNAS- >PN_309. SISOBINET Como vocês já sabem, até o final do ano todo Registrador Civil deverá enviar os $ NO O N Menu NC NCO N

2 dados relativos aos óbitos lavrados no mês para o INSS através de meio eletrônico, ou seja, via disquete ou internet. Excetuando-se as serventias localizadas em rincões longínquos, cremos ser viável que este objetivo seja atingido. O Registrador Civil deve ter em mente que estas novidades servem para inserí-lo dentro de um ambiente mais favorável... por força da modernidade imposta pelo INSS o Oficial pode, como subproduto, tornar mais eficiente sua prestação de serviço. Para aqueles que já acessam a internet fica mais fácil. Nós da DeMaria sempre acreditamos que eliminar intermediários é uma vantagem. Por qual motivo deve-se entregar o disquete para a Agência do INSS se você pode colocar os dados diretamente no banco de dados da Previdência? Pelo SISOBINET você verifica os dados, corrige o que estiver errado e emite recibo, ficando quite com a obrigação. Isso sem contar o auxílio dado ao Governo, que pode extingüir os benefícios mais rapidamente, reduzindo o déficit da instituição. Você poderá dizer: mais uma vez estou trabalhando de graça para o Estado! Ok, não deixa de ser uma verdade, mas também não deixa de selar uma parceria profícua com o governo, e com certeza isso será levado em consideração nos próximos pleitos do Registro Civil. 1. Os Sistemas Para o relacionamento da serventia de Registro Civil com a Previdência Social são utilizados dois programas: o SEO-Cartorio, que deve ser instalado em pelo menos um computador de sua serventia, e serve para verificar e transmitir os dados para o banco de dados da Previdência, e o SISOBINET, que é operado on-line através de seu navegador de internet e serve para corrigir os registros de óbitos com pendências e emitir o comprovante de envio (recibo). O SEO- Cartório serviria, também, para você digitar os óbitos, caso não utilizasse um sistema específico para Registro Civil, como é o caso do software DOC. 2. Instalando o SEO- Cartório O CD e o procedimento de instalação deste aplicativo são fornecidos pelo INSS/Dataprev. A experiência 156 da DeMaria é a de que a instalação deste programa pode afetar o funcionamento da conexão "dialup" do computador. "Acesso à rede Dial-up" é o recurso presente no Windows que permite ao seu computador se conectar à internet utilizando uma linha discada (através do modem). Quando isso ocorre é necessário a reinstalação do próprio Windows! Um técnico de sua confiança poderá resolver este tipo de problema. Aconselhamos que seja utilizada a última versão do SEO-Cartório (2.0) pois foram corrigidos alguns erros encontrados em versões anteriores, além de não necessitar, obrigatoriamente, da presença do processador de textos MS-Word instalado no computador. 3. Acessando o SEO- Cartório pela primeira vez Logo que você acessar o SEO- Cartório pela primeira vez uma tela entitulada Acesso aparecerá. No campo Login aparecerá a palavra Admin. Clique no botão quadrado que contém os 3 pontos do lado esquerdo do campo Senha para que seja cadastrada uma nova senha. Veja o que vai aparecer: Deixe o campo Senha atual em branco e digite o mesmo conteúdo (invente uma senha!) nos campos Nova senha e Confirmar nova senha. Feito isso clique em Ok. Um detalhe importante é o seguinte: o usuário Admin você usará somente se quiser alterar alguns dados de configuração do SEO- Cartório... para a transferência do arquivo de óbitos, entretanto, você não deverá utilizar o usuário Admin e sim o CPF do Oficial ou de algum funcionário do cartório, conforme cadastramento a ser efetuado no INSS (veja item 4 a seguir). Para cadastrar este usuário no SEO-Cartório, entretanto, você deve ter acessado o sistema com o usuário Admin. 4. Cadastrando usuários no SEO-Cartório Feito o acesso ao sistema, a primeira medida a ser tomada é o cadastramento do usuário que, no futuro, será responsável pela transmissão do arquivo para o INSS. Para fazer isso proceda da seguinte maneira: Acesse o sistema utilizando o usuário Admin; No menu à esquerda, clique em Configuração; O menu da esquerda se modifica - clique agora em Usuários; Na tela que se abre ao centro, clique em Incluir e aparecerá os campos para cadastramento. Digite o nome da pessoa no campo Nome e em Login digite o número do seu CPF, sem pontos ou hífens. Exemplo: Nos campos Senha e Confirma repita uma senha para este usuário. A opção Administrador do Sistema? não deve ser alterada, ou seja, deixe selecionado a alternativa Não. Na verdade vamos manter o Admin como o usuário administrador do sistema. Feito o cadastramento, clique em Ok; Clique em Incluir novamente se houver necessidade de cadastrar outros usuários; E IMPORTANTE: embora o novo usuário já apareça na lista apresentada, ele somente será gravado se você clicar (mais a- cima) no botão Gravar. 5. Cadastrando o cartório Outra configuração necessária de ser feita logo de início está na tela de Dados do Cartório. Logo depois de terminar o cadastramento dos usuários, proceda da seguinte maneira: Clique em Dados do Cartório no menu do lado esquerdo e aparecerá a tela para cadastramento. Indique, inicialmente se você vai informar CNPJ, CEI ou CPF no campo Número de Identificação, clicando em uma das opções. Feito isso digite o número, o

3 Informativo para usuários do software DOC Automação de Serventias Extrajudiciais ABRIL-2002 nome do cartório (sem acentos ou números) e no último campo selecione qual a Gerência Executiva do INSS que lhe atende. Ao terminar não se esqueça de clicar no botão Gravar, que fica na parte superior da tela. Tomadas estas primeiras providências com o SEO-Cartório, o próximo passo será o cadastramento de sua serventia no SISOBINET. 6. Cadastramento no SISOBINET Para cadastrar-se você deverá enviar um para: Deve constar os seguintes dados: nome do serventia, CNPJ ou número CEI da mesma, nome e CPF das pessoas que estarão habilitadas a operar o sistema. A resposta chega em alguns dias ao seu , mais ou menos com o seguinte teor: 7. Primeiro acesso ao SISOBINET Para testar o SISOBINET, você deve ser conectar ao seu provedor de internet. Em seguida vá para o site da DeMaria (www.demaria.com.br) e clique em Serviços e depois em Sisobinet. Se achar mais fácil, digite diretamente em seu navegador o seguinte endereço: www22.dataprev.gov.br:8080 /sco/seo0001c.startup. Na tela que aparece, em Nome do usuário digite o CPF do Oficial ou funcionário cadastrado. Em senha digite " " que é a senha inicial cadastrada pela Previdência. Cuidado para não confundir: tanto o SISOBINET (esta tela) quanto o SEO-Cartório devem ter o mesmo usuário cadastrado, identificado pelo número do CPF. A senha no SEO-Cartório já foi cadastrada na etapa 4. Já a senha para este usuário no SISOBINET será alterada na próxima etapa. Um detalhe: esta tela de acesso só aparece - salvo engano - uma vez por dia, ou seja, se você fechar seu navegador de internet e entrar (no mesmo dia) no endereço do SISOBINET, esta tela não aparece... o sistema considera que a "sessão" ainda está ativa. Veja a tela principal do SISOBINET: "Ao Cartório de no / REGISTRO CIVIL DO PRIMEIRO SUBD S J CAMPOS SP O SISOBINET lhe deseja boas vindas! Informamos o cadastramento do funcionário FULANO DE TAL de CPF no que, após alterar sua senha, utilizará o sistema. Os dados de óbitos poderão ser enviados pelo SISOBINET - registro a registro - ou pelo aplicativo SEO-Cartório, distribuido em CD-ROM, que permite a transferência de arquivo de óbitos pela Internet. Se não recebeu este CD- ROM, junto com o manual, faça a sua solicitação à este endereço eletrônico. Conforme descrito no manual do SISOBI enviado, para a transferência de arquivos pelo SEO-Cartório configure o ítem FTP HOST com os seguintes parâmetros: IP HOST = Login = ftpseo Senha = paraiso Atenciosamente, Equipe do SISOBINET" Veja que, nesta resposta, constam os dados que você deverá introduzir no SEO-Cartório para poder transferir o arquivo ao INSS (IP Host, Login e Senha). Note a penúltima opção: Atualizar Senha. Clique aqui para mudar a senha padrão ( ) para outro conteúdo, se possível igual ao que você cadastrou no aplicativo SEO-Cartório instalado no computador da serventia. Na tela que aparece você deverá digitar a senha atual ( ) e a nova, duas vezes. Feito isso clique no botão Alterar. É interessante, também, você conferir o que está gravado na opção Atualizar dados do Cartório. O próximo passo agora é gerar um arquivo de óbito para o INSS a partir do software DOC e fazer com que ele chegue ao banco de dados da Previdência! 8. Software DOC e o INSS Você que utiliza o sistema de Registro Civil da DeMaria deve estar com a versão 2001 instalada para poder gerar o arquivo (no 157

4 novo layout). Lembramos, também, que recentemente o INSS confirmou a necessidade do envio dos registros de óbitos-fetais, o que não era feito até então. Mesmo que você já possua a versão 2001 do DOC terá de atualizá-lo para o release 14, pois foi somente neste que introduziu-se a capacidade de gerar o arquivo para o INSS baseado nos óbitos-fetais lavrados, como se sabe, pelo módulo de Nascimento do DOC. Estando com esta versão do DOC, entre no módulo de Óbito e acesse as seguintes opções: Configurações Características da serventia INSS Altera Preencha os campos corretamente, informando, principalmente, o "número de identificação" e o "código da gerência executiva do INSS" conforme o que já foi cadastrado no SEO-Cartório, na etapa 5. Confirme os dados da serventia e depois volte ao menu inicial do módulo de Óbito e lá selecione: Informação para outros órgãos INSS Indique então a data inicial e final para a geração do arquivo. O INSS diz que você poderá enviar arquivos com uma freqüência maior do que mensalmente, por isso existe este intervalo de datas a ser digitado. O DOC somente aceita períodos dentro do mesmo mês. Normalmente você digitará nestes campos o primeiro e o último dia do mês em questão. No campo Gravar o arquivo em o ideal é você digitar: 158 C:\WINDOWS\DESKTOP Se o SEO-Cartório não estiver no mesmo computador do DOC, digite neste campo A: para gravar o arquivo em um disquete. Feito isso siga as perguntas e mensagens subseqüentes. Finalizado o processo, terá sido criado um arquivo com o nome de OBI_mmaa.TXT, onde mm é a designação do mês e aa a do ano. Se você tiver optado por gravar em C:\WINDOWS\DESKTOP aparecerá um ícone na tela do Windows semelhante a: Para gerar arquivo com o movimento dos óbitos-fetais (natimortos) lavrados, proceda da mesma forma usando o módulo de Nascimento. A única diferença é que o arquivo gerado terá o nome no formato OBF_mmaa.TXT ao invés de OBI_mmaa.TXT. 9. Ajustando SEO- Cartório para envio dos dados Na etapa 6, você recebeu um com os dados do FTP Host a ser configurado no SEO-Cartório. Sem gravar estas informações lá não será possível transferir o arquivo. Logo, acesse novamente o SEO- Cartório utilizando o usuário "Admin". Clique em "Configuração" e em seguida em "FTP Host". Digite nesta tela o número do "FTP Host IP" (geralmente " "), o Login (geralmente "ftpseo") e a Senha (geralmente "paraiso"). Feito isso, clique no botão "Gravar" que fica na parte superior da tela. Outro fator importante é determinar ao SEO- Cartório como será feita a conexão com a internet. Clique no menu do lado esquerdo na opção "Conexão". Se você possui uma conexão constante com Internet (aquelas mais rápidas, 24 horas, como Speedy da Telefonica, Virtua, Velox da Telemar, etc) selecione a opção "LAN (Rede Local)". Se você acessa o seu provedor de internet via linha discada, então selecione "Modem" e a "Conexão Dial-Up" clicando na "seta-parabaixo". Mais uma vez, não se esqueça de clicar no botão "Gravar" que fica na parte superior da tela. Feito isso clique no pequeno "x" na parte superior direita da tela para finalizar o SEO-Cartório. Para "pegar" e transferir para o INSS o arquivo gerado pelo DOC você terá de acessar o SEO-Cartório novamente com um usuário diferente do Admin conforme dito na próxima etapa. 10. Levando arquivo do DOC para o SEO- Cartório Feita a geração do arquivo de óbitos no DOC, agora chega o momento de enviá-lo ao banco de dados da Previdência. A questão é que o arquivo só consegue chegar lá se for transmitido pelo SEO- Cartório. Vejamos o que precisa ser feito: Acesse o SEO-Cartório utilizando o usuário identificado pelo CPF Clique em Funções (no menu do lado esquerdo da tela) Clique em Arquivos de Óbitos (no menu do lado esquerdo da tela) Clique em Importar (no menu na parte superior da tela)

5 Informativo para usuários do software DOC Automação de Serventias Extrajudiciais ABRIL-2002 Na tela Assistente para Criticar arquivo de Cartório, clique no botão que contém 3 pontos logo do lado direito do campo Arquivo do Cartório. Veja a tela apresentada: Veja que o arquivo OBI_0302.TXT aparece na lista da "Área de trabalho" (que é o diretório C:\WINDOWS\DESKTOP, escolhido no software DOC). Para enviar os óbitos-fetais veja que o procedimento é o mesmo, bastando selecionar outro arquivo neste momento (aquele cujo nome iniciase com OBF). Clique duas vezes sobre ele. Em seguida clique em Avançar e Concluir. Se o SEO-Cartório apurar algum erro, um relatório será mostrado neste momento. Neste caso será necessário analisar este relatório para verificar se houve algum erro por parte do Oficial ou escreventes da serventia (como por exemplo, erros de digitação) e refazer a etapa 8. Se o arquivo passar neste crítica, clique em Transferir arquivos. É necessário que você se conecte à internet - se já não estiver, clique em "Conectar". Feita a conexão aparece na tela branca a mensagem 257 /ftpseo is current directory. Ao clicar o botão Transferir (na parte superior da tela) você transferirá todos os arquivos que estão em sua Caixa de Saída - antes, entretanto ele pede confirmação. Toda vez que você importa um arquivo gerado pelo DOC ele vai direto para a Caixa de Saída. Para saber quais arquivos estão na Caixa de Saída e quais já foram enviados, clique na opção Navegação que fica no menu do lado esquerdo. 11. O Recibo O sistema SISOBINET não processa imediatamente o arquivo enviado, e sim no primeiro dia útil subseqüente. Após transferir o arquivo não adianta acessar o SISOBINET que os óbitos não estarão lá. Espere um ou dois dias e, ao entrar no sistema, escolha a opção Emitir Recibo de Entrega de Óbitos. Em seguida clique em Novo Recibo, para que o mesmo seja gerado. O programa vai solicitar o mês - digite, por e- xemplo, 03/2002. Se os óbitos daquele mês já tiverem sido apropriados ao banco de dados, então o recibo é gerado, sendo possível emití-lo. Caso contrário uma mensagem aparece dizendo que não existem óbitos no mês para aquele cartório. Para emitir o recibo, nesta mesma tela, clique em Procurar e ao aparecerem os recibos gerados, clique sobre o mês/ano de referência e aparecerá o recibo. Veja exemplo na figura acima. No próximo doc:dicas vamos falar mais sobre como corrigir registros de óbitos diretamente na tela do SISOBINET. SUPORTE TÉCNICO e ETIQUETAS: Reajuste de preços! A partir de maio de 2002, 25 meses após o último reajuste, o valor da hora do Suporte Técnico será alterado para R$ 72. O percentual de reajuste (20%) refere-se à inflação registrada nos 2 últimos anos. Já as etiquetas para reconhecimento de firmas e autenticações sofreram reajuste devido a mudança de preço no fornecedor. Segue abaixo o valor para as respectivas quantidades: R$ 114, R$ 69, R$ 41, R$ 27,00 Dicas do mês 140 Cópia de Segurança (backup dos dados) Em todos estes anos temos observado que temos vários tipos de clientes. O Confiante Aquele que nunca fez backup. Acredita piamente que nunca terá problemas com o seu maravilhoso computador, que sempre funcionou tão bem. O Despreocupado Aquele que faz cópia, mas o programa não está gravando os dados devido a falta de algumas configurações básicas para ajustar versão do backup. O Medroso Aquele que só faz backup com a ajuda de um técnico, quando este comparece ao cartório por algum motivo (às vezes, a última visita ocorreu há 1 ano!). O Ocupado Aquele que faz o backup por si, mas somente quando tem tempo disponível e assim mesmo, não confere para ver se está feito corretamente. O Ansioso Aquele que faz cópias todos os dias, mas infelizmente, quando o programa pede para ele colocar o segundo disquete ele simplesmente tecla e grava o conteúdo do 2º disquete em cima do 1º e assim sucessivamente. Neste caso, quando ocorre algum problema a recuperação é inviável, pois só existe um pedaço do arquivo disponível. O Preguiçoso Aquele que faz as cópias como nós da DeMaria recomendamos, mas que insiste em acreditar que disquetes nunca dão problemas e há anos continua gravando no mesmo grupo de disquetes que comprou desde a primeira cópia efetuada. O Apressado Aquele que faz cópia no próprio disco rígido que contém os seus dados, ou seja, o dia que der problema, vai perder os seus dados juntamente com a cópia de segurança. O Precavido Aquele que faz cópias todos os dias, em disquetes de boa qualidade, em grupos separados, confere sempre se os dados foram gravados corretamente. Ocorrendo qualquer problema, lá estão os disquetes para lhe socorrer! 159

6 Por motivos como estes reiteramos algumas instruções para que você não passe pela decepção de não ter o problema resolvido no caso de perda de dados. 1. Tenha grupos de disquetes conforme orientações eternas da equipe de suporte De- Maria: 160 1º grupo: Seg/Qua/Sex 2º grupo: Ter/Qui/Sáb 3º grupo: Quinzenal ou mensal (conforme o movimento do cartório) 2. Compre disquetes de boa qualidade. O barato pode custar caro; 3. Não tenha preguiça de fazer backup, é melhor perder alguns minutos agora do que ter que perder muito mais tempo re-digitando todos os seus livros; 4. Se estiver usando muitos disquetes, aconselhamos verificar (junto ao nosso Suporte Técnico) se existem alguns arquivos de versões anteriores que podem ser apagados, ou ainda passar a usar um Zip Drive, que permite armazenar até 100 Mbytes por disquete (70 vezes mais!); 5. Formate os disquetes bimestralmente para confirmar se existe algum danificado; 6. Faça restauração do backup trimestralmente para verificar se está tudo ok. Como os arquivos do backup são compactados, ao restaurar você estará somente transferindo os arquivos compactados dos disquetes para o disco rígido, sem sobrepor nenhuma informação. O ideal é que, neste processo, você não descompacte os arquivos, pois o intuito é somente verificar se os disquetes conseguem ser lidos. 7. Faça manutenção preventiva em seu computador e no drive de disquete, ele pode estar com problemas na gravação e/ou leitura do disquete. 8. Sempre ao terminar o processo de backup confira se todos os disquetes estão em ordem numérica. Verifique em: Funções Auxiliares Diagnóstico geral do sistema Preferências Gerais Configuração de Cópia de Segurança Se estiver preenchido com: a letra Z, o conteúdo do disquete será: No disquete nº1 BACKUP.001 CONTROL.001 No disquete nº 2 BACKUP.002 CONTROL.002 e assim por diante... a letra P, a numeração estará no nome do volume da unidade: PKBACK# 001 PKBACK# 002 e assim até o último disquete e o conteúdo do disquete será: DOC.ZIP 142 Problema: Prog Abre, linha 36, Tipo Incompátivel Para solucionar este problema será necessário descompactar o arquivo USER.DBF do disquete ou CD de instalação. Vamos dar um exemplo considerando que o problema tenha ocorrido no módulo de Nascimento. Para clientes que possuem a licença DOC em disquetes, colocar o disquete de Nascimento (Disco <N>) no drive, acesse o Prompt do MsDos e digite: C:\>CD\DOC\N C:\DOC\N>DECOMP Arquivo de origem: A:USER._BF Arquivo de destino: USER.DBF Para clientes que cuja licença estiver em um CD, coloque o CD do DOC no drive, acesse o Prompt do MsDos e digite: C:\>CD\DOC\N C:\DOC\N>\DOC\DECOMP Arquivo de origem: D:\DOC\N\USER._BF Arquivo de destino: USER.DBF 143 Arquivos de Sistema Windows É possível saber se algum arquivo vital de seu sistema operacional Windows foi alterado ou corrompido. Uma forma de fazer isso é usar o verificador de Arquivos do Sistema. Trata-se do programa SFC.EXE, que fica semi oculto no diretório C:\WINDOWS. Para abrilo, clique em Iniciar na barra inferior do Windows. Na sequência clique em Executar e digite o comando SFC. O Verificador localiza arquivos corrompidos e também extrai arquivos sadios do disco de instalação do Windows. Próxima Edição Início da série: DICAS DE COMO CATIVAR O CLIENTE ATRAVÉS DE UM FANTÁSTICO ATENDIMENTO. Regis Tressado ficou furioso ao saber que não haveria espaço no doc:dicas deste mês para ele!

1 - O que é o Conectividade Social? 03. 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04

1 - O que é o Conectividade Social? 03. 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04 Conteúdo 1 - O que é o Conectividade Social? 03 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04 3 - O que é necessário para instalar o Conectividade Social?.... 05 4 - Como faço para executar

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

SISTEMA DE PRODUTOS E SERVIÇOS CERTIFICADOS. MÓDULO DO CERTIFICADOR MANUAL DE OPERAÇÃO Versão 2.4.6

SISTEMA DE PRODUTOS E SERVIÇOS CERTIFICADOS. MÓDULO DO CERTIFICADOR MANUAL DE OPERAÇÃO Versão 2.4.6 SISTEMA DE PRODUTOS E SERVIÇOS CERTIFICADOS Versão 2.4.6 Sumário Fluxograma básico do processo de envio de remessa... 5 Criar novo certificado... 6 Aprovar certificado... 16 Preparar e enviar remessa...

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Índice 1 Introdução...2 2 Acesso ao Sistema...3 3 Funcionamento Básico do Sistema...3 4 Tela Principal...4 4.1 Menu Atendimento...4 4.2 Menu Cadastros...5 4.2.1 Cadastro de Médicos...5

Leia mais

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO Diretoria de Vigilância Epidemiológica/SES/SC 2006 1 Módulo 04 - Exportação e Importação de Dados Manual do SINASC Módulo Exportador Importador Introdução O Sistema SINASC

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Manual de utilização do sistema Maxpress

Manual de utilização do sistema Maxpress Manual de utilização do sistema Maxpress A Maxpress visa com este manual, auxiliar os usuários do Maxpress Mailing de Imprensa a utilizarem de modo mais eficaz o sistema. Todas as sugestões, dúvidas ou

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

Manual do Usuário Cyber Square

Manual do Usuário Cyber Square Manual do Usuário Cyber Square Criado dia 27 de março de 2015 as 12:14 Página 1 de 48 Bem-vindo ao Cyber Square Parabéns! Você está utilizando o Cyber Square, o mais avançado sistema para gerenciamento

Leia mais

Manual de Instalação e Operação do CondorUpload

Manual de Instalação e Operação do CondorUpload Manual de Instalação e Operação do CondorUpload 1. Introdução O programa CondorUpload foi desenvolvido para operar conjuntamente com o software de monitoramento CONDOR8i ou versões superiores. O CondorUpload

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

IREasy Manual do Usuário Versão do manual - 0.0.9

IREasy Manual do Usuário Versão do manual - 0.0.9 OBJETIVOS DO PROGRAMA DE COMPUTADOR IREasy Permitir a apuração do Imposto de Renda dos resultados das operações em bolsa de valores (mercado à vista, a termo e futuros). REQUISITOS MÍNIMOS DO COMPUTADOR

Leia mais

Importação de Dados para o Educacenso 2013

Importação de Dados para o Educacenso 2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS Importação de Dados para o Educacenso 2013 Objetivo Apresentar a forma

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA COOL 2.0V (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Pré-requisitos para utilização do sistema....2 Parte I Navegador...2 Parte II Instalação do Interpretador de PDF...2 Parte III

Leia mais

SCIM 1.0. Guia Rápido. Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal. Introdução

SCIM 1.0. Guia Rápido. Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal. Introdução SCIM 1.0 Guia Rápido Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal Introdução Nesta Edição O sistema de Controle Interno administra o questionário que será usado no chek-list

Leia mais

Resumo das funcionalidades

Resumo das funcionalidades Resumo das funcionalidades Menu MENU Dados Cadastrais Atualizar Cadastro Troca Senha Grupo Usuários Incluir Atualizar Funcionários Incluir Atualizar Atualizar Uso Diário Importar Instruções Processar Status

Leia mais

SIMPLES INFORMÁTICA E CONSULTORIA LTDA

SIMPLES INFORMÁTICA E CONSULTORIA LTDA GERANDO BACKUP NO SISTEMA DE CONTABILIDADE PÚBLICA- SCP14H É interessante para a segurança de seus dados sempre fazer uma cópia de segurança, ou backup, periodicamente. Há casos também em que precisamos

Leia mais

9. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU UTILITÁRIOS...2

9. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU UTILITÁRIOS...2 1 9. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU UTILITÁRIOS...2 9.1 Cópia de Segurança (Backup)...2 9.1.a Adicionar ou Remover Empresas da Lista... 2 9.1.b Empresas Cadastradas no Sistema... 2 9.1.c Inserir uma Empresa...

Leia mais

SIAFRO Módulo de Devolução 1.0

SIAFRO Módulo de Devolução 1.0 Conteúdo do Manual. Introdução. Capítulo Requisitos. Capítulo Instalação 4. Capítulo Configuração 5. Capítulo 4 Cadastro de Devolução 6. Capítulo 5 Relatório 7. Capítulo 6 Backup 8. Capítulo 7 Atualização

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES 1.3

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 09 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Instruções de uso passo a passo. IPTU Imobiliárias. Figura 01 Portal do Município

Instruções de uso passo a passo. IPTU Imobiliárias. Figura 01 Portal do Município Instruções de uso passo a passo IPTU Imobiliárias Este manual passo a passo, foi elaborado para instruir as imobiliárias quanto ao uso (operação) do serviço on-line, disponível no portal do município,

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES

Leia mais

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Conteúdo Etapa 1: Saiba se o computador está pronto para o Windows 7... 3 Baixar e instalar o Windows 7 Upgrade Advisor... 3 Abra e execute o Windows 7

Leia mais

O presente documento apresenta um passo a passo para os seguintes processos:

O presente documento apresenta um passo a passo para os seguintes processos: O presente documento apresenta um passo a passo para os seguintes processos: 1. Instalação do Sistema Sicredi Cobrança Integrada 2. Envio dos arquivos remessa - CRM 3. Leitura dos arquivos retorno - CRT

Leia mais

O sistema que completa sua empresa Roteiro de Instalação (rev. 15.10.09) Página 1

O sistema que completa sua empresa Roteiro de Instalação (rev. 15.10.09) Página 1 Roteiro de Instalação (rev. 15.10.09) Página 1 O objetivo deste roteiro é descrever os passos para a instalação do UNICO. O roteiro poderá ser usado não apenas pelas revendas que apenas estão realizando

Leia mais

TransactionCentre Client

TransactionCentre Client TransactionCentre Client Manual de Instalação Client Connection Esta documentação, softwares e materiais disponibilizados são protegidos por propriedade intelectual e não podem ser copiados, reproduzidos

Leia mais

3.16 MANUAL DE INSTALAÇÃO E SUPORTE

3.16 MANUAL DE INSTALAÇÃO E SUPORTE 3.16 MANUAL DE INSTALAÇÃO E SUPORTE PASSWORD INTERATIVA SISTEMAS LTDA. - www.pwi.com.br - pwi@pwi.com.br R. Prof. Carlos Reis, 39 - São Paulo SP 05424-020 Tel: - 2127-7676 - Fax: 11-3097-0042 1 Índice

Leia mais

Manual de boas práticas Correio Eletrônico

Manual de boas práticas Correio Eletrônico Superintendência de Tecnologia da Informação Gerência de Infraestrutura Tecnológica Gerência Técnica de Suporte e Infraestrutura Manual de boas práticas Correio Eletrônico VERSÃO: 0.2 DATA DE REVISÃO:

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian Manual do Produto Índice Introdução - Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 3 1. Verificação de Ambiente 4 2. Instalação

Leia mais

Usar Atalhos para a Rede. Logar na Rede

Usar Atalhos para a Rede. Logar na Rede GUIA DO USUÁRIO: NOVELL CLIENT PARA WINDOWS* 95* E WINDOWS NT* Usar Atalhos para a Rede USAR O ÍCONE DA NOVELL NA BANDEJA DE SISTEMA Você pode acessar vários recursos do software Novell Client clicando

Leia mais

MANUAL DE FTP. Instalando, Configurando e Utilizando FTP

MANUAL DE FTP. Instalando, Configurando e Utilizando FTP MANUAL DE FTP Instalando, Configurando e Utilizando FTP Este manual destina-se auxiliar os clientes e fornecedores da Log&Print na instalação, configuração e utilização de FTP O que é FTP? E o que é um

Leia mais

Manual do Usuário SystemFarma AutoCred

Manual do Usuário SystemFarma AutoCred Manual do Usuário SystemFarma AutoCred Objetivo O SystemFarma AutoCred foi desenvolvido com o intuito de facilitar a comunicação entre a automação comercial e o Servidor Central do SystemFarma. Com este

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. - INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Procedimentos para Instalação do Sisloc

Procedimentos para Instalação do Sisloc Procedimentos para Instalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Instalação do Sisloc... 3 Passo a passo... 3 3. Instalação da base de dados Sisloc... 16 Passo a passo... 16 4. Instalação

Leia mais

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7.

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7. Instalando os Pré-Requisitos Os arquivos dos 'Pré-Requisitos' estão localizados na pasta Pré-Requisitos do CD HyTracks que você recebeu. Os arquivos também podem ser encontrados no servidor. (www.hytracks.com.br/pre-requisitos.zip).

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Manual de Atualização Versão 3.6.4.

Manual de Atualização Versão 3.6.4. Manual de Atualização Versão 3.6.4. Sumário 1. AVISO... 1 2. INTRODUÇÃO... 2 3. PREPARAÇÃO PARA ATUALIZAÇÃO... 3 4. ATUALIZANDO GVCOLLEGE E BASE DE DADOS... 7 5. HABILITANDO NOVAS VERSÕES DO SISTEMA....

Leia mais

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com MANUAL ESCOLA FLEX Revisado em 09/07/2008 Sistema Flex www.sistemaflex.com Índice Manual Escola Flex Índice... 2 Tela de Abertura (Splash Screen)... 3 Login... 4 Seleção de Empresas... 5 Tela Principal...

Leia mais

INICIANDO A INSTALAÇÃO

INICIANDO A INSTALAÇÃO INICIANDO A INSTALAÇÃO Abra o leitor de CD do computador que será dedicado ao ÚnicoNET. Coloque o CD que acabamos de gravar com o NERO EXPRESS e reinicie o HARDWARE (CTRL+ALT+DEL), caso não consiga reiniciar

Leia mais

Certificado A1 Manual de Renovação online

Certificado A1 Manual de Renovação online Página1 Certificado A1 Manual de Renovação online Manual do Usuário Página2 Índice Requisitos... 03 Plug-ins e ActiveX... 04 Renovação... 06 Exportação: Backup PFX... 12 Página3 Requisitos Este manual

Leia mais

Roteiro de geração do Informativo Fiscal Único Para Contribuintes do tipo Empresa de Pequeno Porte e Micro-empresa.

Roteiro de geração do Informativo Fiscal Único Para Contribuintes do tipo Empresa de Pequeno Porte e Micro-empresa. Roteiro de geração do Informativo Fiscal Único Para Contribuintes do tipo Empresa de Pequeno Porte e Micro-empresa. 1 SELECIONANDO O CONTRIBUINTE. 1 SELECIONANDO O CONTRIBUINTE 03 2 INCLUINDO O INFORMATIVO

Leia mais

Tutorial Ouvidoria. Acesso, Utilização, Visualização das Manifestações e Resposta ao Manifestante

Tutorial Ouvidoria. Acesso, Utilização, Visualização das Manifestações e Resposta ao Manifestante Tutorial Ouvidoria Acesso, Utilização, Visualização das Manifestações e Resposta ao Manifestante Como acessar a Ouvidoria? 1. Primeiramente acesse o site de sua instituição, como exemplo vamos utilizar

Leia mais

Copyright. Isenção e limitação de responsabilidade

Copyright. Isenção e limitação de responsabilidade Manual do SMS Copyright 1998-2002 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. Graffiti, HotSync, o logotipo da Palm e Palm OS são marcas registradas da Palm, Inc. O logotipo de HotSync e Palm são marcas comerciais

Leia mais

Manual do usuário. isic 5 - Windows Phone

Manual do usuário. isic 5 - Windows Phone Manual do usuário isic 5 - Windows Phone 1. Informações para o usuário Este manual irá auxiliá-lo na instalação e utilização do software para visualização das imagens dos DVRs e Câmera Speed Dome IP da

Leia mais

Tutorial contas a pagar

Tutorial contas a pagar Tutorial contas a pagar Conteúdo 1. Cadastro de contas contábeis... 2 2. Cadastro de conta corrente... 4 3. Cadastro de fornecedores... 5 4. Efetuar lançamento de Contas à pagar... 6 5. Pesquisar Lançamento...

Leia mais

Manual STCP Web Admin 27/07/2009, Riversoft Integração e Desenvolvimento

Manual STCP Web Admin 27/07/2009, Riversoft Integração e Desenvolvimento STCP OFTP Web Admin Versão 4.0.0 Riversoft Integração e Desenvolvimento de Software Ltda Av.Dr.Delfim Moreira, 537 Centro Santa Rita do Sapucaí, Minas Gerais CEP 37540 000 Tel/Fax: 35 3471 0282 E-mail:

Leia mais

Exportação do Certificado Digital

Exportação do Certificado Digital Exportação do Certificado Digital 1) Abra o Internet Explorer, clique em Ferramentas e a seguir em Opções da Internet: 2) Selecione a aba Conteúdo, clique no botão Certificados: Todos os direitos reservados.

Leia mais

Corregedoria-Geral de Justiça. Serviço Notarial e de Registro. Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO

Corregedoria-Geral de Justiça. Serviço Notarial e de Registro. Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO Corregedoria-Geral de Justiça Serviço Notarial e de Registro Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO Atualizado em 29/04/2015 CONTEÚDO APRESENTAÇÃO... 4 CAPÍTULO 1 DOWNLOAD DO SISNOR CARTÓRIO... 5 CAPÍTULO 2

Leia mais

PTA Versão 4.0.6 21/11/2012 Manual do Usuário ÍNDICE

PTA Versão 4.0.6 21/11/2012 Manual do Usuário ÍNDICE ÍNDICE INTRODUÇÃO... 2 Finalidade do Aplicativo... 2 Notas sobre a versão... 2 INSTALAÇÃO DO APLICATIVO... 3 Privilégios necessários para executar o instalador... 3 VISÃO GERAL DO PTA... 4 Quando utilizar

Leia mais

1 ACESSO AO PORTAL UNIVERSITÁRIO 3 3 PLANO DE ENSINO 6 4 AULAS 7 5 AVALIAÇÃO E EXERCÍCIO 9 6 ENQUETES 12 7 QUADRO DE AVISOS 14

1 ACESSO AO PORTAL UNIVERSITÁRIO 3 3 PLANO DE ENSINO 6 4 AULAS 7 5 AVALIAÇÃO E EXERCÍCIO 9 6 ENQUETES 12 7 QUADRO DE AVISOS 14 portal@up.com.br Apresentação Este manual contém informações básicas, e tem como objetivo mostrar a você, aluno, como utilizar as ferramentas do Portal Universitário e, portanto, não trata de todos os

Leia mais

SUMÁRIO 1. AULA 7 INTRODUÇÃO À REDES PONTO A PONTO = PARTE 1:... 2

SUMÁRIO 1. AULA 7 INTRODUÇÃO À REDES PONTO A PONTO = PARTE 1:... 2 SUMÁRIO 1. AULA 7 INTRODUÇÃO À REDES PONTO A PONTO = PARTE 1:... 2 1.1 Introdução... 2 1.2 Montando Redes Ponto-a-Ponto... 3 1.2.1 Parte lógica... 3 1.2.2 Escolhendo o sistema operacional... 3 1.2.3 Instalação

Leia mais

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO Criação de Conta de Usuário...03 Edição da Conta de Usuário...10 Download do Backup Online Embratel...10 Descrição dos Conjuntos de Cópia de Segurança...19

Leia mais

Shop Control 8 Pocket. Guia do usuário

Shop Control 8 Pocket. Guia do usuário Shop Control 8 Pocket Guia do usuário Abril / 2007 1 Pocket O módulo Pocket permite fazer vendas dos produtos diretamente em handhelds Pocket PC, pelos vendedores externos da empresa. Os cadastros (clientes,

Leia mais

SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição Configurando a Conexão com o Banco de Dados

SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição Configurando a Conexão com o Banco de Dados SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição 1 Configurando a Conexão com o Banco de Dados 2 Primeiro Acesso ao Sistema Manutenção de Usuários 3 Parametrizando o Sistema Configura

Leia mais

Sistema de de Bilhetagem Eletrônica MANUAL MÓDULO PDV

Sistema de de Bilhetagem Eletrônica MANUAL MÓDULO PDV Sistema de de Eletrônica SETRANSP DOTFLEX MANUAL MÓDULO PDV REGIÃO MANUAL METROPOLITANA MÓDULO PESSOA Revisão JURÍDICA 02 / Setembro SBE de 2008 - DOTFLEX Revisão 00 / Março de 2009 MANUAL MÓDULO EMPRESA

Leia mais

ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012

ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012 ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012 1. INSTALAÇÃO DO GESTOR Confira abaixo as instruções de como instalar o sistema Gestor. Caso já tenha realizado esta instalação avance ao passo seguinte:

Leia mais

Manual Sistema de Autorização Online GW

Manual Sistema de Autorização Online GW Sistema de Autorização Online GW Sumário Introdução...3 Acesso ao sistema...4 Logar no sistema...4 Autorizando uma nova consulta...5 Autorizando exames e/ou procedimentos...9 Cancelamento de guias autorizadas...15

Leia mais

Configuração de Digitalizar para E-mail

Configuração de Digitalizar para E-mail Guia de Configuração de Funções de Digitalização de Rede Rápida XE3024PT0-2 Este guia inclui instruções para: Configuração de Digitalizar para E-mail na página 1 Configuração de Digitalizar para caixa

Leia mais

Atualizaça o do Maker

Atualizaça o do Maker Atualizaça o do Maker Prezados Clientes, Nós da Playlist Software Solutions empresa líder de mercado no desenvolvimento de software para automação de rádios - primamos pela qualidade de nossos produtos,

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Tutorial O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Este tutorial explica como configurar o Trade Solution e realizar as principais atividades relacionadas à emissão e ao gerenciamento das Notas Fiscais Eletrônicas

Leia mais

Manual do Sistema "Vida Controle de Contatos" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Vida Controle de Contatos Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Vida Controle de Contatos" Editorial Brazil Informatica I Vida Controle de Contatos Conteúdo Part I Introdução 2 1 Vida Controle... de Contatos Pessoais 2 Part II Configuração 2 1 Configuração...

Leia mais

Sumário. Acesso...3 Acesse...3 Xiii... esqueci a senha!...3 Logue...3

Sumário. Acesso...3 Acesse...3 Xiii... esqueci a senha!...3 Logue...3 Sumário Acesso...3 Acesse...3 Xiii... esqueci a senha!...3 Logue...3 Dashboard...4 Responda seus Chamados... 4 Acesse o conteúdo...4 Convide novos usuários... 4 Visualize todos os chamados rapidamente...4

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 04/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

Manual do Software de Cobrança Itaú

Manual do Software de Cobrança Itaú Banco Itaú SA Manual do Software de Cobrança Itaú Última atualização: agosto/2006 Índice 1 Visão Geral 03 2 Instalação 03 3 Inserindo os dados de sua empresa 03 4 Inserindo os dados dos títulos de Cobrança

Leia mais

COMO ACESSAR O SISTEMA?

COMO ACESSAR O SISTEMA? COMO ACESSAR O SISTEMA? 1º Passo Vai ao ícone do programa que está na área de trabalho. Veja a figura abaixo com o ícone do programa: 2º Passo - Clique 2 vezes sobre o ícone. 3º Passo Após os dois clique

Leia mais

DPAlmox - Windows MANUAL DO USUÁRIO

DPAlmox - Windows MANUAL DO USUÁRIO - Windows MANUAL DO USUÁRIO DPSISTEMAS www.dpsistemas.com.br 1. Registrando o programa... 3 2. Entrando no programa Login... 5 3. Tela Principal do Sistema... 6 4. Utilizando os botões de navegação...

Leia mais

Guia de usuário do portal de acesso SSH

Guia de usuário do portal de acesso SSH Guia de usuário do portal de acesso SSH 18 de novembro de 2010 O acesso ao MASTER via SSH foi reformulado para garantir a segurança e reduzir os pontos falhos no sistema. Para o usuário comum a única modificação

Leia mais

Principais Característic

Principais Característic Principais Característic Características as Software para agendamento e controle de consultas e cadastros de pacientes. Oferece ainda, geração de etiquetas, modelos de correspondência e de cartões. Quando

Leia mais

MANUAL PARA INSCRIÇÃO online EM EDITAIS. Versão 1.0

MANUAL PARA INSCRIÇÃO online EM EDITAIS. Versão 1.0 MANUAL PARA INSCRIÇÃO online EM EDITAIS Versão 1.0 1 >> 1º Passo: Para acessar o SalicWeb Para inscrever a sua iniciativa cultural nos editais do Ministério da Cultura acesse o Sistema SalicWeb no endereço

Leia mais

Menu Utilitários. Atualização do Banco de Dados Atualização e organização dos arquivos existentes

Menu Utilitários. Atualização do Banco de Dados Atualização e organização dos arquivos existentes Atualização do Banco de Dados Atualização e organização dos arquivos existentes Rotina responsável pelo rastreamento de possíveis arquivos não indexados, danificados ou inexistentes. Este processo poderá

Leia mais

MANUAL INSTALAÇÃO MDMED

MANUAL INSTALAÇÃO MDMED MANUAL INSTALAÇÃO MDMED Contents 3 Indice 0 Part I Instalação MDMED 1 Equipamentos... necessários Part II 1 - Instalando 4 4 4 1 1.1 - CD... de instalação 4 2 1.2 - Escolha... o micro "Servidor" 4 3 1.3

Leia mais

Reparar inicialização BOOTMGR IS MISSING (Está ausente) Este erro indica que o setor de inicialização está danificado ou ausente.

Reparar inicialização BOOTMGR IS MISSING (Está ausente) Este erro indica que o setor de inicialização está danificado ou ausente. Reparar inicialização BOOTMGR IS MISSING (Está ausente) Este erro indica que o setor de inicialização está danificado ou ausente. Observação Para concluir estas etapas, você deve ter um disco de instalação

Leia mais

HELP Fornecedores ATENÇÃO!!! IMPORTANTE: o acesso ao SIGA só poderá ser feito através do navegador Internet Explorer, versões 6 a 9.

HELP Fornecedores ATENÇÃO!!! IMPORTANTE: o acesso ao SIGA só poderá ser feito através do navegador Internet Explorer, versões 6 a 9. HELP Fornecedores IMPORTANTE: o acesso ao SIGA só poderá ser feito através do navegador Internet Explorer, versões 6 a 9. ATENÇÃO!!! Se a versão do seu navegador Internet Explorer for superior a 9, siga

Leia mais

Manual de Instalação Certificado Digital. do tipo A1 (Sistema Operacional Windows Vista)

Manual de Instalação Certificado Digital. do tipo A1 (Sistema Operacional Windows Vista) Manual de Instalação Certificado Digital do tipo A1 (Sistema Operacional Windows Vista) Instalação do certificado digital tipo A1 no Windows Vista Para a confecção deste manual, foi utilizado o Sistema

Leia mais

Manual de Instalação ProJuris8

Manual de Instalação ProJuris8 Manual de Instalação ProJuris8 Sumário 1 - Requisitos para a Instalação... 3 2 - Instalação do Firebird.... 4 3 - Instalação do Aplicativo ProJuris 8.... 8 4 - Conexão com o banco de dados.... 12 5 - Ativação

Leia mais

Manual de Integração OPaf

Manual de Integração OPaf Manual de Integração OPaf Manual de instalação Layout de Integração 010 Aplicável à versão 4.1.0.0 e demais releases da suíte de aplicativos OPaf OPaf é marca registrada da ID Brasil Sistemas Ltda 1 Olá!

Leia mais

Criação de Web Sites I

Criação de Web Sites I WebDesigner / IBPINET Criação de Web Sites I Anexos Avaliação e Projetos Publicação do site Anexos página 1 1. Avaliação e Projetos 1.1. Questões As questões tratam de assuntos discutidos em sala de aula

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

DICAS TÉCNICAS. Procedimentos S.A.T. - Serviço de Atendimento Técnico

DICAS TÉCNICAS. Procedimentos S.A.T. - Serviço de Atendimento Técnico SUMÁRIO Dicas Técnicas... 02 1. Problemas com Impressoras... 03 1.1. A impressora não está imprimindo nada.... 03 1.2. A impressora não está imprimindo em DOS... 03 1.3. A impressora não esta imprimindo

Leia mais

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1 2 Índice 1. Escritório Virtual... 5 1.1. Atualização do sistema...5 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1.3. Cadastro do Escritório...5 1.4. Logo Marca do Escritório...6...6 1.5. Cadastro

Leia mais

Somente revendas podem utilizar o SIAFRO?

Somente revendas podem utilizar o SIAFRO? SIAFRO.0 Introdução Tela de Instalação O SIAFRO é um programa (software) fornecido pela IDARON para ser utilizado nas revendas de agrotóxicos. Um dos principais objetivos do SIAFRO é tornar o controle

Leia mais

Boolean Sistemas 2 MANUAL DA ROTINA MENU DOS SISTEMAS Atualizado em Maio/2006

Boolean Sistemas 2 MANUAL DA ROTINA MENU DOS SISTEMAS Atualizado em Maio/2006 Boolean Sistemas 2 MANUAL DA ROTINA DE MENU DOS SISTEMAS Atualizado em Maio/2006 Empresas Especiais Suporte 2.01. Cadastro das empresas 2.02. Relação das empresas 2.03. Controle das emissões 2.04. Exclusão

Leia mais

Manual. ID REP Config Versão 1.0

Manual. ID REP Config Versão 1.0 Manual ID REP Config Versão 1.0 Sumário 1. Introdução... 3 2. Pré-Requisitos... 3 3. Instalação do ID REP Config... 4 4. Visão Geral do Programa... 8 4.1. Tela Principal... 8 4.2. Tela de Pesquisa... 12

Leia mais

Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria

Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria Financeira...4 2.1.2.Formas de Registro do Pagamento e Recebimento

Leia mais

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Diário On-line Apresentação ----------------------------------------------------------------------------------------- 5 Requisitos Básicos

Leia mais

Conheça os principais comandos do Prompt do Windows; veja lista

Conheça os principais comandos do Prompt do Windows; veja lista Conheça os principais comandos do Prompt do Windows; veja lista Embora nem todos conheçam, o Prompt do Windows possui comandos interessantes e que podem ser úteis em algumas situações e até mesmo mais

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.1 ExpressoMG 14/10/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem

Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem 1 de 20 Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem Resolvi documentar uma solução que encontrei para fazer minhas cópias de segurança. Utilizo um software gratuito chamado Cobian Backup

Leia mais

Certificado A1. Manual de Renovação online. Manual do Usuário. Produzido por: Informática Educativa. Página1

Certificado A1. Manual de Renovação online. Manual do Usuário. Produzido por: Informática Educativa. Página1 Certificado A1 Manual de Renovação online Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página1 Índice 1. Apresentação... 03 2. Requisitos... 04 3. Plug-ins e ActiveX... 05 4. Renovação... 07

Leia mais

Usuários. Manual. Pergamum

Usuários. Manual. Pergamum Usuários Manual Pergamum Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 1-2 2 CADASTRANDO UM NOVO USUÁRIO/OPERADOR... 2-1 3 UTILIZANDO O MÓDULO DE USUÁRIOS... 3-2 3.1 CONFIGURAÇÃO DE GUIAS NO EXPLORER... 3-3 4 CADASTRO...

Leia mais