Quando morrer vira um bom negócio

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Quando morrer vira um bom negócio"

Transcrição

1 Quando morrer vira um bom negócio Seguros de vida, venda de ossos e serviços funerários movimentam um mercado em ascensão CARLA VENEZUELA, JOANA FRÓES, RENATA VIOT E TATIANE EITELWEIN Cemitério São João Batista morte sempre foi um assunto delicado e um tanto incômodo. Ir ao cemitério, participar de um velório e enterrar uma pessoa nunca foram situ- ações muito agradáveis. No entanto, de um tempo para cá, todo esse ritual tem sido marcado pelos interesses financeiros. Heranças que causam disputas familiares, seguros de vida cada vez mais comuns, serviços inusi- tados oferecidos pelas funerárias e até a compra de ossos humanos por estudantes universitários, se tornaram atividades lucrativas responsáveis por um crescimento de um mercado da morte. Os enterros são bom exemplo 13

2 Cemitério do Caju desse comércio que gira em torno da morte. Os rituais estão ainda mais diferenciados e, com tanta variedade, atingem praticamente todos os grupos sociais. Os preços e os serviços variam de acordo com as funerárias e com os cemitérios, e o que se pode perceber é que, definitivamente, cuidar de mortos virou um negócio lucrativo. A concorrência forte é explicitada não só pelos diversos opcionais oferecidos, como também pelo plantão que os corretores das funerárias fazem na porta do Instituto Médico Legal (IML). A atividade, apesar de não parecer eticamente correta, é comum, e os empregados das casas funerárias aproveitam o momento para distribuir cartões e fazer propaganda. Os processos que envolvem testamentos, não dependem somente de leis, mas também do relacionamento dos envolvidos Eduardo Labruna A maior parte das funerárias disponibiliza uma espécie de serviço completo para seus clientes: possuem um atendimento 24 horas, fazem a liberação do corpo junto ao IML, oferecem a seus clientes convênios e planos de assistência, realizam funerais internacionais e ainda contam com uma variedade de tipos de enterros e caixões, conhecidos no mercado como urnas mortuárias. Os planos oferecidos se encaixam em diversas categorias, das simples às super-luxuosas. Os preços incluem urnas, flores, traslados, maquiagem, tratamento do corpo e velório. Tais pacotes de serviços têm diferentes valores e custam a partir de R$ 300, podendo chegar a R$ 20 mil. Além dos gastos com a funerária, a família também terá que pagar pelo local onde o morto é enterrado, o chão perpétuo. Os tipos e preços de cemitérios também se diferenciam dependendo do que a família deseja. Desde os mais simples até os mais sofisticados, oferecem uma enorme variedade. No cemitério Memorial do Carmo, no Caju, o único vertical do Brasil, há várias opções de jazigos. O mais barato deles custa R$ 9 mil e existe ainda a possibilidade de se Preparando o corpo Banho, barba e vestimenta. Tamponamento - Utilização de chumaços de algodão nas cavidades da face para obstruir o mau-cheiro. Desodorização - Processo químico que neutraliza o odor do cadáver. Tanatopraxia - Técnica que utiliza a aplicação correta de produtos químicos em corpos falecidos, visando à desinfecção e o retardamento do processo biológico de decomposição, o que permite a apresentação dos mesmos em condições melhores para o velório. Necro-maquilagem Maquiagem aplicada no morto antes do enterro. 14 Julho/Dezembro 2004

3 financiar o pagamento dos títulos perpétuos em até 12 vezes. Já no Jardim da Saudade, que segue a linha de um parque, um padrão americano, tem um visual diferenciado dos outros cemitérios, com um espaço todo gramado e lápides padro n i z a d a s. Nele, só existe uma opção de jazigo perpétuo, mas de acordo com a localização, os preços mudam. O mais barato é o mais distante da capela e sai por R$ , o mais caro, que tem melhor localização, custa R$ 58 mil. O cemitério também oferece um financiamento de até 10 vezes. Para quem não pode gastar tanto dinheiro, a solução são enterros mais singelos. No Cemitério do Caju, os jazigos perpétuos custam de R$ 10 mil a R$ 25 mil, e ainda há como opção as sepulturas de aluguel, que ficam em poder das famílias por três anos. Nessa categoria existem os carneiros quadrados de cimento armado por R$ 178, as gavetas, no valor de R$ 121, e as sepulturas rasas, que saem por apenas R$ 27. No entanto, as variedades não acabam por aí. Além de sepultamentos tradicionais, existe a opção da cremação. A única urn a c rematória do Rio de Janeiro se localiza no Cemitério do Caju. Para que uma pessoa seja cre m a- da, é necessário seguir os pro c e d i- mentos normais do enterro e ainda pagar pelo Plano de C remação, disponível em todos os cemitérios. Os preços desse plano variam de R$ 200 a R$ 550. Vale lembrar que, para os que não querem ter trabalho na última hora, algumas funerárias oferecem os planos de assistência funeral, no qual os interessados pagam um valor mensal pelos serviços que vão querer em seu próprio enterro. Na Santa Casa, por exemplo, o valor mínimo da mensalidade é de R$ 6 e o valor máximo é de R$ 132. Depois de quitar três pagamentos, o enterro já é inteiramente pago pela funerária, caso a pessoa morra antes do tempo. Vamos ao cemitério Seguro de vida: um mercado crescente Em outro setor do mercado da morte, encontramos um de seus principais financiadores, os seguros de vida. Cada vez mais pessoas pagam para garantir a suas famílias um tipo de remuneração pela morte do segurado. A área está crescendo a cada dia que passa. Os comerciais se propagaram e as propostas das seguradoras se tornaram mais atraentes e mais acessíveis para grande parte da população. Marlene Lima, dona de casa de 67 anos, já tem o seguro há cinco anos e credita o crescimento do i n t e resse das pessoas em contratar planos desse tipo ao fato de os seguros terem se tornado mais baratos. e pedimos o que precisamos. Os crânios custam em torno de R$ 50 R. C. As pessoas passaram a achar a idéia mais aceitável. Antes, fazer um seguro de vida era estranho, não era algo norm a l. Hoje em dia, não há mais esse tipo de preconceito, afirma Marlene. São muitos os atrativos oferecidos, o que aumenta as opções para os interessados, e além das seguradoras, os bancos também entraram no ramo, instituindo-se uma forte concorrência na área. Dependendo dos bancos, são oferecidas simulações de indenização pela internet, a s s i s t ê n c i a funeral e residencial, que garante a visita de pro f i s s i o n a i s, sem custos extras, em casos emerg e n c i a i s. D e t e rminados tipos de seguro possibilitam ao cliente definir a indenização mais adequada para o bem-estar de sua família. Os p reços das mensalidades mudam c o n f o rme o valor do benefício desejado e da idade, sendo esta a causadora de uma variação de até 1000% no valor das parcelas. Os s e rviços exclusivos chegam a 40 e em determinados casos é possível re c o rrer ao seguro até mesmo em situações banais, como consert o de fechadura, mudança e limpeza da re s i d ê n c i a. O mercado está se mostrando tão lucrativo e com tanta concorrência que os seguros estão cada vez mais direcionados para agradar os mais diferentes perfis. Um exemplo é um novo tipo de seguro direcionado apenas para mulheres, que, além das assistências tradicionais, oferece a opção de cobertura por diagnóstico de câncer de mama ou de colo do útero. Nesta situação, a cliente tem o direito de receber o pagamento do benefício em vida, sem a comprovação de gastos. 15

4 Arnaldo Engel segura o documento Formal de Partilha Todas essas vantagens chamaram a atenção da psicóloga Joyce Quadros, de 51 anos, que pensa em fazer um seguro de vida. Segundo ela, o atendimento especial para mulheres com câncer é um grande diferencial, principalmente na sua idade, quando a incidência da doença é maior. O seguro de vida é um tipo de conforto, tanto financeiro como psicológico, na hora da morte da pessoa, diz a psicóloga. Heranças que dividem as famílias O u t ro assunto ligado ao merc ado da morte e que pode causar muita polêmica é a herança familiar. Segundo o dicionário Aurélio, herança é aquilo que se recebe dos pais, das gerações a n t e r i o res e da tradição, uma espécie de legado, ou ainda, patrimônio (ativo ou passivo) deixado por alguém ao morre r. Já a definição jurídica de testamento é: um ato de última vontade, pelo qual o autor da herança dispõe de seus bens para depois da m o rte e faz outras disposições. 16 O que seria um benefício para os herdeiros facilmente se transforma em motivo de brigas e disputas judiciais. O aposentado Arnaldo Engel, 60 anos, já passou por problemas com a herança de sua mãe. Há dez anos, quando Olga Engel faleceu, a sua irmã passou por cima do testamento e desobedeceu a justiça, ficando com todos os bens deixados pela mãe para os três filhos. Como Arnaldo e a irmã moravam em estados diferentes, os irmãos iniciaram uma batalha judicial que durou quatro anos e resultou em um gasto de aproximadamente R$ 20 mil. Antes, fazer um Os processos comuns geralmente duram cerca de três anos. No entanto, processos que envolvem testamentos, não dependem somente de leis, mas também do relacionamento dos envolvidos explica. O testamento garante que bens deixados pelo morto sejam entregues para as pessoas desejadas. No entanto, nem sempre a lei é válida, pois em caso de assassinato do possuidor dos bens, a herança é anulada. Existe um dispositivo legal que diz que aquele que atentar contra a vida do testador, ficará fora da herança. Por exemplo, se uma filha tenta matar a mãe, conseguindo ou não, ela não ganhará a parte que lhe cabia na herança completa. seguro de vida era estranho. Hoje em dia, não há mais esse tipo de preconceito Marlene Lima Tentamos chegar a um acordo, mas não conseguimos. Aí, eu e meu irmão optamos por entrar na justiça. Como morávamos em locais diferentes, o caso ficou ainda mais complicado. Ficamos quatro anos brigando na justiça e no final, eu gastei um dinheirão com os advogados diz. Segundo Eduardo Labruna, 35 anos, advogado especialista na área de órfãos e sucessões, os processos que envolvem herança e inventário são os mais imprevisíveis no direito. Compra de ossos: um mercado ilegal e lucrativo Embora desconhecida por muitas pessoas, a compra de ossos humanos é outra atividade que fomenta o mercado da morte. Não raramente, estudantes da área biomédica utilizam partes do corpo humano para pesquisa e estudo na universidade. A compra de peças, termo usado como referência para as partes do esqueleto, apesar de ser uma prática ilegal, é cada vez mais comum. Segundo a estudante de Medicina R. C., de 23 anos, os alunos procuram os coveiros para conseguir os crânios e os dentes. Vamos ao cemitério e pedimos o que precisamos. Os crânios custam em torno de R$ 50 e os dentes, R$ 1 cada, conta. Julho/Dezembro 2004

5 A compra de restos humanos ainda é maior devido aos altos preços dos materiais sintéticos: O preço da réplica de um crânio pode chegar a R$ 150, três vezes mais caro do que os verdadeiros. Além disso, muitas delas não são perfeitas, não é difícil encontrar uma réplica com defeitos e falhas, o que atrapalha os nossos estudos. De acordo com o advogado Labruna, esse tipo de atividade ilegal caracteriza o crime de vilipêndio de cadáveres e/ou suas cinzas. O artigo 212 do Código Penal trata dessa questão. A pena prevista para tal crime é de detenção de um a três anos e multa a ser aplicada pelo juiz relata Labruna. Já a enucleação de olhos de cadáveres para fins didáticos não é considerado crime. O médico recém-formado Pedro Paulo Ribeiro, 23 anos, afirma também que em muitas faculdades, os funcionários das instituições mantêm um acordo com os coveiros para facilitar a venda para os estudantes. Essas pessoas já têm uma fonte fixa no cemitério e funcionam como intermediários. Mesmo sendo uma atividade clandestina, alguns estudantes pre f e rem esta opção por ser mais acessível revela o médico. Pedro Paulo ressalta ainda que o comércio é impulsionado pela falta de recursos das faculdades. Ele diz que o material disponível nas universidades públicas é p recário e antigo, algumas peças chegam a ter mais de 30 a n o s. Esse fato torna necessária a p rocura pelo material próprio. Isso não acontece nas faculdades particulares, que compram cadáveres regularmente conta o médico. Você sabia? De acordo com a lei, quem ganha até dois salários mínimos não é obrigado a pagar funeral. Uma única urna funerária é resultado do corte de três árvores de, em média, 30 anos cada. O vereador Gilson Barreto, do PSDB-RJ, apresentou um projeto de lei, em 1997, para proibir a madeira como material dos caixões e substituí-la por produtos alternativos como o isopor. No cemitério Jardim da Saudade, um funcionário busca o interessado na compra do jazigo em casa e o leva para conhecer o cemitério. Caso você avise a morte de uma pessoa com 48 horas de antecedência, ganhará um abatimento de 30% do valor do funeral. 17

RESOLUÇÃO "SMO" Nº 791 DE 29 DE AGOSTO DE 2007

RESOLUÇÃO SMO Nº 791 DE 29 DE AGOSTO DE 2007 RESOLUÇÃO "SMO" Nº 791 DE 29 DE AGOSTO DE 2007 O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE OBRAS E SERVIÇOS PÚBLICOS, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Legislação em vigor, e tendo em vista o que consta

Leia mais

MANUAL DO SEGURADO VIDA SIMPLES

MANUAL DO SEGURADO VIDA SIMPLES MANUAL DO SEGURADO VIDA SIMPLES ÍNDICE Manual do Segurado Vida Simples 1. OBJETIVO...3 2. REDE DE DESCONTO EM FARMÁCIAS...3 3. CARTÃO CESTA BÁSICA...4 4. ASSISTÊNCIA FUNERAL...5 4.1 ASSISTÊNCIA FUNERAL

Leia mais

A cremação e suas implicações jurídicas:

A cremação e suas implicações jurídicas: A cremação e suas implicações jurídicas: 1.Introdução e considerações iniciais Tendo em vista a crescente procura pelo serviço de cremação no município do Rio de Janeiro e em todo o Brasil, e o grande

Leia mais

MANUAL do SEGURAdo AcidENtES pessoais

MANUAL do SEGURAdo AcidENtES pessoais MANUAL do SEGURadO Acidentes pessoais ÍNDICE Manual do Segurado Acidentes Pessoais 1. Objetivo...3 2. Assistência Funeral Individual...3 3. Canais de Atendimento...7 2 Manual do Segurado (SulAmérica Acidentes

Leia mais

CLÁUSULA ESPECIAL Garantia Suplementar de Assistência Funeral

CLÁUSULA ESPECIAL Garantia Suplementar de Assistência Funeral 1. OBJETO DA GARANTIA: Mediante a inclusão na apólice da presente Cláusula e tendo sido pago o prêmio adicional correspondente, fica garantido, até o limite do capital segurado estipulado na apólice para

Leia mais

Condições Gerais Assistência Funeral

Condições Gerais Assistência Funeral Condições Gerais Assistência Funeral Informações 0800-772-7511 1. Definições e Objetivos 1.1 Definições 1.1.1 Usuário: entende-se por Usuário, a pessoa natural, devidamente cadastrada junto à Central de

Leia mais

Os serviços de atendimento da Assistência Funeral serão prestados no Brasil e o exterior.

Os serviços de atendimento da Assistência Funeral serão prestados no Brasil e o exterior. ASSISTÊNCIA FUNERAL INDIVIDUAL Condições Gerais 1. OBJETIVO A Assistência Funeral tem por objetivo liberar a família de transtornos de ordem burocrática, tomando todas as providências necessárias para

Leia mais

Condições Gerais Assistência Funeral

Condições Gerais Assistência Funeral Condições Gerais Assistência Funeral 1. DEFINIÇÕES E OBJETIVO 1.1 DEFINIÇÕES 1.1.1 USUÁRIO Entende-se por Usuário, a pessoa natural, devidamente cadastrada junto à Central de Assistência, com no máximo

Leia mais

SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA FUNERAL

SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA FUNERAL SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA FUNERAL 1. COMO UTILIZAR OS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA FUNERAL Os serviços descritos neste Anexo visam liberar a família do usuário dos transtornos de ordem burocrática, tomando as

Leia mais

TABELA BRASILEIRA DE VALORES DE FUNERAL E OUTROS SERVIÇOS

TABELA BRASILEIRA DE VALORES DE FUNERAL E OUTROS SERVIÇOS TABELA BRASILEIRA DE VALORES DE FUNERAL E OUTROS SERVIÇOS Vigência 2011/2012 ENTIDADES QUE A SUBSCREVEM: Associação Brasileira de Empresas e Diretores do Setor Funerário Associação Brasileira de Empresas

Leia mais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS INDIVIDUAL. Condições Especiais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS INDIVIDUAL. Condições Especiais SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS INDIVIDUAL Condições Especiais Processo SUSEP Nº 15414.004703/2010-01 0 ÍNDICE CLÁUSULA ADICIONAL DE AUXÍLIO DE FUNERAL AF 1. OBJETO... 2 2. DEFINIÇÕES... 2 3. GARANTIAS DO

Leia mais

O QUE É O PORTO SEGURO ASSISTÊNCIA FUNERAL? É uma assistência que consiste em amparar a família quando ocorre o óbito do Segurado, se não optado pelo

O QUE É O PORTO SEGURO ASSISTÊNCIA FUNERAL? É uma assistência que consiste em amparar a família quando ocorre o óbito do Segurado, se não optado pelo Índice O que é o Porto Seguro Assistência Funeral?...3 Âmbito Territorial de Cobertura...3 Segurados...4 Garantias da Assistência...4 Exclusões e Limitações aos Serviços de Assistência...10 Obrigações

Leia mais

PROGRAMA PÓS-VIDA 2015

PROGRAMA PÓS-VIDA 2015 PROGRAMA PÓS-VIDA 2015 1) PROGRAMA PÓS-VIDA: É um produto que oferece o serviço de assistência funeral, desenvolvido pela AMBEP TurSeguros para a AMBEP Associação, operado, em todo o Brasil, pela SulAmérica

Leia mais

PROGRAMA PÓS-VIDA 2015

PROGRAMA PÓS-VIDA 2015 PROGRAMA PÓS-VIDA 2015 1) PROGRAMA PÓS-VIDA: É um produto que oferece o serviço de assistência funeral, desenvolvido pela AMBEP TurSeguros para a AMBEP Associação, operado, em todo o Brasil, pela SulAmérica

Leia mais

Condições Gerais dos Serviços de Assistência Funeral

Condições Gerais dos Serviços de Assistência Funeral Condições Gerais dos Serviços de Assistência Funeral ÍNDICE - CONDIÇÕES GERAIS DOS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA FUNERAL Glossário de Termos Técnicos... 3 Cláusula 1 Âmbito Territorial e Duração... 3 Cláusula

Leia mais

Passando dessa para melhor

Passando dessa para melhor Passando dessa para melhor Qu i n o Rebeca He r va l e Cristiene Menezes O animal só conhece a morte na morte Arthur Schopenhauer dor, as agências funerárias surgem como o verdadeiro alento para aqueles

Leia mais

Assistências do Produto Santander Proteção Sob Medida

Assistências do Produto Santander Proteção Sob Medida Assistências do Produto Santander Proteção Sob Medida ASSISTÊNCIA FUNERAL O Auxílio Funeral é uma cobertura que garante o reembolso das despesas gastas com o sepultamento ou cremação, limitado ao capital

Leia mais

As vantagens de partilhar seus bens em vida

As vantagens de partilhar seus bens em vida As vantagens de partilhar seus bens em vida Antecipar a herança por meio de doações pode sair mais em conta e protege a família de preocupações Planejar a partilha da herança poupa a família de gastos

Leia mais

A ZONA DE CONFORTO DOS ADVOGADOS: PORQUE OS ESCRITÓRIOS ABANDONAM O SUCESSO.

A ZONA DE CONFORTO DOS ADVOGADOS: PORQUE OS ESCRITÓRIOS ABANDONAM O SUCESSO. A ZONA DE CONFORTO DOS ADVOGADOS: PORQUE OS ESCRITÓRIOS ABANDONAM O SUCESSO. Caro Advogado, Gostaria de começar este artigo com a pergunta mais misteriosa do mundo jurídico: por que alguns escritórios

Leia mais

1.1. Segurado (Plano Individual): é a pessoa física, que está mantida no seguro de vida em Grupo contratado pela empresa;

1.1. Segurado (Plano Individual): é a pessoa física, que está mantida no seguro de vida em Grupo contratado pela empresa; Assistência Funeral Individual A Aliança do Brasil apresenta a seguir as Condições Gerais que estão contempladas na proposta DITEC/GESPE n.º 00000/00.00.00/C000BB, referente aos Serviços de Assistência

Leia mais

Todos a favor da agilidade

Todos a favor da agilidade Todos a favor da agilidade Você sabia que agora os inventários, partilhas, separações e divórcios podem ser feitos no cartório? Pois é! Agora os cidadãos tiveram suas vidas facilitadas! Esses atos podem

Leia mais

Coberturas completas para seu automóvel e o Compromisso MAPFRE com você.

Coberturas completas para seu automóvel e o Compromisso MAPFRE com você. Coberturas completas para seu automóvel e o Compromisso MAPFRE com você. Seu carro é um patrimônio que você conquistou e ele merece atenção e proteção. Nós, da MAPFRE, queremos cuidar dele como se fosse

Leia mais

MANUAL DE ASSISTÊNCIAS CAPITAL GLOBAL

MANUAL DE ASSISTÊNCIAS CAPITAL GLOBAL MANUAL DE ASSISTÊNCIAS CAPITAL GLOBAL ÍNDICE Manual de Assistência - Capital Global SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA FUNERAL...3 1. OBJETIVO...3 2. PROCEDIMENTO PARA ACIONAMENTO DO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA FUNERAL...3

Leia mais

SulAmérica Manual de Assistências. Capital Global

SulAmérica Manual de Assistências. Capital Global SulAmérica Manual de Assistências Capital Global 1 Índice Serviços de Assistência Funeral... 1 1. Objetivo... 1 2. Procedimento para acionamento do Serviço de Assistência Funeral... 1 3. Serviços cobertos...

Leia mais

ASSISTÊNCIA FUNERAL INDIVIDUAL

ASSISTÊNCIA FUNERAL INDIVIDUAL ASSISTÊNCIA FUNERAL INDIVIDUAL 1. SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA FUNERAL 1.1. DEFINIÇÕES 1.1.1. Usuário: Pessoa física, devidamente cadastrada junto à Central de Assistência, com no máximo 69 (sessenta e nove)

Leia mais

Projeto de Lei do Senado nº., de 2007. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

Projeto de Lei do Senado nº., de 2007. O CONGRESSO NACIONAL decreta: 1 Projeto de Lei do Senado nº., de 2007 Dispõe sobre a obrigatoriedade de patrocínio, pela União, de traslado de corpo de brasileiro de família hipossuficiente falecido no exterior. O CONGRESSO NACIONAL

Leia mais

Guia do uso consciente do crédito. Dicas e informações para você usar o crédito sem perder o sono.

Guia do uso consciente do crédito. Dicas e informações para você usar o crédito sem perder o sono. Guia do uso consciente do crédito Dicas e informações para você usar o crédito sem perder o sono. Afinal, o que é crédito? O crédito é o meio que permite a compra de mercadorias, serviços ou obtenção e

Leia mais

MANUAL DO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA FUNERAL

MANUAL DO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA FUNERAL MANUAL DO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA FUNERAL 1. OBJETIVO Este manual contém informações acerca dos procedimentos que deverão ser tomados na ocorrência de qualquer fato que acarrete na utilização de algum dos

Leia mais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS COLETIVO POR PRAZO CERTO

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS COLETIVO POR PRAZO CERTO SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS COLETIVO POR PRAZO CERTO 2 Seguro de Acidentes Pessoais Coletivo por Prazo Certo MANUAL DO CLIENTE Bem-vindo à CAPEMISA. Parabéns, você acaba de adquirir um produto garantido

Leia mais

SEGURO DE VIDA EM GRUPO

SEGURO DE VIDA EM GRUPO SEGURO DE VIDA EM GRUPO Condições Especiais Processo SUSEP 10.005463/99-80 ÍNDICE CLÁUSULA ADICIONAL DE AUXÍLIO FUNERAL AF Conteúdo 1. OBJETO DO SEGURO 3 2. DEFINIÇÕES 3 3. GARANTIAS DO SEGURO 3 4. RISCOS

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS PARA IMPLANTAÇÃO PRODUTO PROTEÇÃO ESTENDIDA

CONDIÇÕES GERAIS PARA IMPLANTAÇÃO PRODUTO PROTEÇÃO ESTENDIDA CONDIÇÕES GERAIS PARA IMPLANTAÇÃO PRODUTO PROTEÇÃO ESTENDIDA Produto Proteção Familiar ASSISTÊNCIA FUNERAL* Serviços Limites Evento Atendimento Social - Suporte ao usuário e acionamento da funerária mais

Leia mais

Consórcio. Imobiliário. na prática. Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros!

Consórcio. Imobiliário. na prática. Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros! Consórcio Imobiliário na prática Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros! 1 Sobre a empresa A A+ Consórcios iniciou suas atividades com o objetivo de gerir

Leia mais

Lei Municipal n.º 15.645/92

Lei Municipal n.º 15.645/92 Lei Municipal n.º 15.645/92 Lei publicada no Diário Oficial da Cidade do Recife em 20/06/92 Ementa: Disciplina o uso dos cemitérios e os serviços Funerários do Município do Recife e dá outras providências.

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DA ASSISTÊNCIA FUNERAL BIT SEGUROS Nº 133C - 1

CONDIÇÕES GERAIS DA ASSISTÊNCIA FUNERAL BIT SEGUROS Nº 133C - 1 CONDIÇÕES GERAIS DA Nº 133C - 1 2 Caro Cliente, A Bit Seguros apresenta a você mais uma solução de conforto, tranquilidade e economia, a Assistência Funeral. Um conjunto de serviços desenvolvido sob medida

Leia mais

PESQUISA DE PREÇO REALIZADA EM FLORICULTURAS DE BELO HORIZONTE. Período: 16 a 23 de outubro de 2015

PESQUISA DE PREÇO REALIZADA EM FLORICULTURAS DE BELO HORIZONTE. Período: 16 a 23 de outubro de 2015 PESQUISA DE PREÇO REALIZADA EM FLORICULTURAS DE BELO HORIZONTE Período: 16 a 23 de outubro de 2015 Flora do Cemitério Bosque da Esperança (Jú Flores) Tel: 3454-2200 Flora do Cemitério Renascer (Jú Flores)

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Preparação do corpo: banho; barba e vestimenta; tamponamento; desodorização; tanatoplaxia.

CONDIÇÕES GERAIS. Preparação do corpo: banho; barba e vestimenta; tamponamento; desodorização; tanatoplaxia. FEDERAL DE SEGUROS S/A CONDIÇÕES PARTICULARES CERIMONIAL FUNERAL COBERTURA ADICIONAL OPCIONAL - BENEFICIO SALARIAL APÓLICE: 0133.93.00.00000301 (Seguro baseado no proc. 15414.004079/2003-12) CONDIÇÕES

Leia mais

MICROFINANÇAS. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil

MICROFINANÇAS. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil MICROFINANÇAS Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil

Leia mais

O conjunto dos serviços e itens garantidos estará limitado ao valor máximo de despesas de R$ 2.000,00 (dois mil reais), Planos Familiar e Sênior.

O conjunto dos serviços e itens garantidos estará limitado ao valor máximo de despesas de R$ 2.000,00 (dois mil reais), Planos Familiar e Sênior. Serviços do seguro Assistência Funeral Em caso de óbito do Segurado, a Central de Assistência prestará os serviços abaixo mencionados até o limite de cobertura por Segurado, conforme o plano contratado.

Leia mais

Apresentação dos convidados e do moderador. Como vai a vida. O que está acontecendo de bom e de ruim.

Apresentação dos convidados e do moderador. Como vai a vida. O que está acontecendo de bom e de ruim. PESQUISA SEGUROS ROTEIRO 1. Abertura da reunião Apresentação dos convidados e do moderador 2. Aquecimento Como vai a vida. O que está acontecendo de bom e de ruim. Está dando para viver? 3. Valores (espontâneo)

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul GESTÃO FINANCEIRA para ficar no azul índice 03 Introdução 04 Capítulo 1 O que é gestão financeira? 06 Capítulo 2 Gestão financeira e tomada de decisões 11 13 18 Capítulo 3 Como projetar seu fluxo financeiro

Leia mais

NOSSOS BENEFÍCIOS FUNERAL (INDIVIDUAL, FAMILIAR E MULTI-FAMILIAR)

NOSSOS BENEFÍCIOS FUNERAL (INDIVIDUAL, FAMILIAR E MULTI-FAMILIAR) NOSSOS BENEFÍCIOS FUNERAL (INDIVIDUAL, FAMILIAR E MULTI-FAMILIAR) NOSSOS BENEFÍCIOS FUNERAL 1. DEFINIÇÕES USUÁRIO: é a pessoa física com até 65 anos na contratação, contratante ou beneficiária do plano

Leia mais

Âmbito Territorial: designa a abrangência territorial em que os serviços, em suas várias modalidades, serão prestados.

Âmbito Territorial: designa a abrangência territorial em que os serviços, em suas várias modalidades, serão prestados. ASSISTÊNCIA FUNERAL 1. DEFINIÇÕES Âmbito Territorial: designa a abrangência territorial em que os serviços, em suas várias modalidades, serão prestados. Assistência: é o serviço de apoio ao Segurado, obedecendo-se

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO LEI Nº 1.862, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2012 Dispõe sobre o Sistema Funerário Municipal, implantações e normatizações de Cemitérios Públicos, Cemitérios Particulares, Crematórios e o Fundo Municipal de Cemitério

Leia mais

REGULAMENTO DOS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA FUNERAL Plano Familiar

REGULAMENTO DOS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA FUNERAL Plano Familiar REGULAMENTO DOS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA FUNERAL Plano Familiar 1. OBJETIVO 1.1 Prestar o serviço de assistência funeral em caso de morte do participante/segurado, por causas naturais ou acidentais, de

Leia mais

Objetivo. Visa garantir a continuidade econômica da família na falta do titular, ou beneficiar o próprio segurado em vida, nos casos de invalidez.

Objetivo. Visa garantir a continuidade econômica da família na falta do titular, ou beneficiar o próprio segurado em vida, nos casos de invalidez. Objetivo Visa garantir a continuidade econômica da família na falta do titular, ou beneficiar o próprio segurado em vida, nos casos de invalidez. Seguro de Vida em Grupo SEGURADOS : Empregados, Ex-empregados,

Leia mais

dicas para reduzir custos na compra de software

dicas para reduzir custos na compra de software 7 dicas para reduzir custos na compra de software 1 Pesquise bem Muitas empresas não possuem um planejamento para compra de software. Compras esporádicas e variadas, muitas vezes indicam que o comprador

Leia mais

Com seguro de Vida Associação Sabesp, você tem mais benefícios!

Com seguro de Vida Associação Sabesp, você tem mais benefícios! Com seguro de Vida Associação Sabesp, você tem mais benefícios! Na opção 1 o cônjuge participa com 50% do capital do respectivo segurado. Na opção 2 o cônjuge participa com 25% do capital do respectivo

Leia mais

DECRETO Nº 12.009, DE 30 DE MARÇO DE 2005

DECRETO Nº 12.009, DE 30 DE MARÇO DE 2005 DECRETO Nº 12.009, DE 30 DE MARÇO DE 2005 Regulamenta a Lei 9.048 de 14 de janeiro de 2005, que "Autoriza a outorga de concessão ou permissão de serviço crematório nos casos que menciona e dá outras providências".

Leia mais

GUIA DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA 24 HORAS TOKIO MARINE SIMPLES EMPRESA VIDA EM GRUPO

GUIA DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA 24 HORAS TOKIO MARINE SIMPLES EMPRESA VIDA EM GRUPO GUIA DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA 24 HORAS TOKIO MARINE SIMPLES EMPRESA VIDA EM GRUPO CARO SEGURADO Para você que adquiriu o Simples Empresa Vida em Grupo, este é o Guia de Serviços da Assistência Funeral.

Leia mais

Simulação Comercial. Caro participante, Você está prestes a assumir a administração de uma empresa virtual.

Simulação Comercial. Caro participante, Você está prestes a assumir a administração de uma empresa virtual. Simulação Comercial Caro participante, Você está prestes a assumir a administração de uma empresa virtual. Aproveite esta oportunidade para desenvolver as suas habilidades gerenciais. Simulação Gerencial

Leia mais

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio.

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Plano de negócios estruturado ajuda na hora de conseguir financiamento. Veja dicas de especialistas e saiba itens que precisam constar

Leia mais

ASSISTÊNCIA FUNERAL 1. OBJETIVO

ASSISTÊNCIA FUNERAL 1. OBJETIVO ASSISTÊNCIA FUNERAL 1. OBJETIVO Garantir aos Usuários Assistidos os serviços de Assistência Funeral, 24 horas por dia, durante todo o ano, na ocorrência de sua morte natural ou acidental, conforme a presente

Leia mais

Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 VOCÊ SABE COMO FUNCIONA UMA COOPERATIVA DE CRÉDITO?... 3 3 COOPERATIVISMO... 3 4 COOPERATIVA DE CRÉDITO...

Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 VOCÊ SABE COMO FUNCIONA UMA COOPERATIVA DE CRÉDITO?... 3 3 COOPERATIVISMO... 3 4 COOPERATIVA DE CRÉDITO... Manual do Cooperado Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 VOCÊ SABE COMO FUNCIONA UMA COOPERATIVA DE CRÉDITO?... 3 3 COOPERATIVISMO... 3 4 COOPERATIVA DE CRÉDITO... 3 5 COOPERHIDRO... 3 6 RECONHECIMENTO PARA FUNCIONAMENTO...

Leia mais

PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI

PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI UVERGS PREVI A União dos Vereadores do Estado do Rio Grande do Sul visa sempre cuidar do futuro de seus associados Por conta disso, está lançando um Programa de Benefícios

Leia mais

BMG MAIS. Treinamento

BMG MAIS. Treinamento BMG MAIS Treinamento SEGURO de Acidentes Pessoais BMG MAIS Assistência Funeral Auxílio Cesta básica Sorteios Cobertura de Morte Acidental Benefícios em vida Fácil contratação 2 Conceito Trata-se de um

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRO FAMILIAR: COMPORTAMENTO E CONTROLE

GESTÃO FINANCEIRO FAMILIAR: COMPORTAMENTO E CONTROLE Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração. Mateus 6:21 Cenário das famílias brasileiras 2006/2010 Pesquisa de Orçamento Familiar IBGE Famílias brasileiras: GASTO MÉDIO: R$ 2.626,31/mês

Leia mais

RESUMO DOS TERMOS E CONDIÇÕES DA ASSISTÊNCIA TRAIL ASSISTÊNCIA TOTAL

RESUMO DOS TERMOS E CONDIÇÕES DA ASSISTÊNCIA TRAIL ASSISTÊNCIA TOTAL RESUMO DOS TERMOS E CONDIÇÕES DA ASSISTÊNCIA TRAIL ASSISTÊNCIA TOTAL VIGÊNCIA O produto TRAIL ASSISTÊNCIA TOTAL tem vigência de 01 (um) ano, e terá início a partir das 24h (vinte e quatro horas) do dia

Leia mais

MANUAL DE CONDIÇÕES GERAIS ASSISTÊNCIA FUNERAL MULTI FAMILIAR. Sumário SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA FUNERAL... 4 DEFINIÇÕES... 4 OBJETIVO DO PROGRAMA...

MANUAL DE CONDIÇÕES GERAIS ASSISTÊNCIA FUNERAL MULTI FAMILIAR. Sumário SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA FUNERAL... 4 DEFINIÇÕES... 4 OBJETIVO DO PROGRAMA... Sumário SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA FUNERAL... 4 DEFINIÇÕES... 4 OBJETIVO DO PROGRAMA... 5 MANUAL DE CONDIÇÕES GERAIS ASSISTÊNCIA FUNERAL MULTI FAMILIAR ÂMBITO TERRITORIAL... 5 GARANTIAS E LIMITES... 5 ASSISTÊNCIA

Leia mais

Manual de normas Mega Nível

Manual de normas Mega Nível Manual de normas Mega Nível Apresentando as regras do seu negócio www.meganivel.com.br MANUAL MEGANÍVEL 1 A Empresa 1.1 A missão 1.2 Objetivos 1.3 Marketing Multinível MEGA NÍVEL 1.4 Como funciona o Marketing

Leia mais

Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar

Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar Os fundos de previdência privada, sejam fechados ou abertos, têm características próprias e vantagens tributárias em relação aos investimentos

Leia mais

1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO

1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO BEM VINDO AO GUIA DE 10 PASSOS DE COMO MELHORAR MUITO A SUA VIDA FINANCEIRA! APROVEITE! 1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO Quando se trata do nosso dinheiro, a emoção sempre tende a ser um problema.

Leia mais

CURSOS TÉCNICOS SUBSEQUENTES

CURSOS TÉCNICOS SUBSEQUENTES CURSOS TÉCNICOS SUBSEQUENTES PEDIDO DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO DO PROCESSO SELETIVO PARA CURSOS TÉCNICOS SUBSEQUENTES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS - CAMPUS PALMAS

Leia mais

08 Capital de giro e fluxo de caixa

08 Capital de giro e fluxo de caixa 08 Capital de giro e fluxo de caixa Qual o capital que sua empresa precisa para funcionar antes de receber o pagamento dos clientes? Como calcular os gastos, as entradas de dinheiro, e as variações de

Leia mais

Jörg Garbers Ms. de Teologia

Jörg Garbers Ms. de Teologia Conhecendo-se O meu cônjuge o ser estranho Jörg Garbers Ms. de Teologia O que valoriza a mulher? Comunicação Dar e receber carinho e amor Sinceridade O que valoriza homem? Atividade em companhia Satisfação

Leia mais

M = C. (1 + (i. T)) Juros compostos:- Como calcular juros compostos: montante, capital inicial, fórmula, taxa, tempo, etc.

M = C. (1 + (i. T)) Juros compostos:- Como calcular juros compostos: montante, capital inicial, fórmula, taxa, tempo, etc. Material de Estudo para Recuperação 9 ano. Juros Simples O regime de juros será simples quando o percentual de juros incidirem apenas sobre o valor principal. Sobre os juros gerados a cada período não

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito ficaram praticamente estáveis em janeiro/2013 frente a dezembro/2012. Pessoa Física Das seis

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. O QUE É?

PLANO DE NEGÓCIOS. O QUE É? NE- CACT O Núcleo de Empreendedorismo da UNISC existe para estimular atitudes empreendedoras e promover ações de incentivo ao empreendedorismo e ao surgimento de empreendimentos de sucesso, principalmente,

Leia mais

Regulamento do Serviço de Assistência Funeral Página 1 de 31 Capemisa Seguradora de Vida e Previdência S/A

Regulamento do Serviço de Assistência Funeral Página 1 de 31 Capemisa Seguradora de Vida e Previdência S/A REGULAMENTOS DOS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA FUNERAL ÍNDICE Padrão de até R$ 1.500,00 Plano Individual...pág. 02 até 04 Plano Familiar...pág. 05 até 07 Padrão de até R$ 2.000,00 Plano Individual...pág. 08

Leia mais

MANUAL DE PRÁTICAS COMERCIAIS

MANUAL DE PRÁTICAS COMERCIAIS MANUAL DE PRÁTICAS COMERCIAIS 1 Joaçaba SC, 30 de setembro de 2013. Esta é a primeira versão do Manual de Práticas Comerciais da Paludo Incorporadora, visando descrever os requisitos necessários para a

Leia mais

Regulamento do Serviço de Assistência Funeral Página 1 de 31 Capemisa Seguradora de Vida e Previdência S/A

Regulamento do Serviço de Assistência Funeral Página 1 de 31 Capemisa Seguradora de Vida e Previdência S/A REGULAMENTOS DOS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA FUNERAL ÍNDICE Padrão de até R$ 1.500,00 Plano Individual...pág. 02 até 04 Plano Familiar...pág. 05 até 07 Padrão de até R$ 2.000,00 Plano Individual...pág. 08

Leia mais

ASSISTÊNCIA FUNERAL MULTI-FAMILIAR. 1.1.1. Usuário: entende-se por Usuário, a pessoa natural, devidamente cadastrada junto à Central de Assistência ;

ASSISTÊNCIA FUNERAL MULTI-FAMILIAR. 1.1.1. Usuário: entende-se por Usuário, a pessoa natural, devidamente cadastrada junto à Central de Assistência ; ASSISTÊNCIA FUNERAL MULTI-FAMILIAR 1. SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA FUNERAL 1.1. DEFINIÇÕES 1.1.1. Usuário: entende-se por Usuário, a pessoa natural, devidamente cadastrada junto à Central de Assistência ; 1.1.2.

Leia mais

Empresa Júnior constitui ou não Instituição de Educação?

Empresa Júnior constitui ou não Instituição de Educação? 1 Sumário I. Introdução... 3 II. Empresa Júnior constitui ou não Instituição de Educação?... 3 III. As Imunidades Tributárias das Empresas Juniores... 4 IV. Incidência de Tributos sobre Empresas Juniores:...

Leia mais

Direito das Sucessões Parte I. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Direito das Sucessões Parte I. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Direito das Sucessões Parte I Sucessão - Etimologia Sucessão Successio, de succedere. Relação de ordem, de continuidade. Uma sequência de fato e de coisas. O que vem em certa ordem ou em certo tempo. Sucessão

Leia mais

Direito Civil VI - Sucessões. Prof. Marcos Alves da Silva

Direito Civil VI - Sucessões. Prof. Marcos Alves da Silva Direito Civil VI - Sucessões Prof. Marcos Alves da Silva Direito das Sucessões Sucessão: alteração de titulares em uma dada relação jurídica Sucessão (sentido estrito): causa mortis A sucessão engloba

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em fevereiro/2015. Estas elevações podem ser atribuídas aos seguintes

Leia mais

Depois de dar entrada ao processo, é só aguardar 15 dias para realizar a cerimônia

Depois de dar entrada ao processo, é só aguardar 15 dias para realizar a cerimônia Depois de dar entrada ao processo, é só aguardar 15 dias para realizar a cerimônia O primeiro passo é dar entrada ao Processo de Habilitação. Procure um Cartório de Registro Civil de Pessoas Naturais no

Leia mais

Regulamento do Serviço de Assistência Funeral Página 1 de 31 Capemisa Seguradora de Vida e Previdência S/A

Regulamento do Serviço de Assistência Funeral Página 1 de 31 Capemisa Seguradora de Vida e Previdência S/A REGULAMENTOS DOS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA FUNERAL ÍNDICE Padrão de até R$ 1.500,00 Plano Individual...pág. 02 até 04 Plano Familiar...pág. 05 até 07 Padrão de até R$ 2.000,00 Plano Individual...pág. 08

Leia mais

Assistência Funeral Individual. Condições Gerais. Capítulo I OBJETIVO

Assistência Funeral Individual. Condições Gerais. Capítulo I OBJETIVO Assistência Funeral Individual Condições Gerais Capítulo I OBJETIVO Cláusula 1ª. O Serviço de Assistência Funeral tem como objetivo, a prestação do Serviço de Funeral do Segurado bem como o custeio das

Leia mais

Ficha Técnica 2015 Mania de Empreender Informações e Contatos

Ficha Técnica 2015 Mania de Empreender Informações e Contatos FORMAR SEU PREÇO Ficha Técnica 2015 Mania de Empreender TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Não é permitida a reprodução total ou parcial de qualquer forma ou por qualquer meio. Informações e Contatos Mania de

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em janeiro/2015. Estas elevações podem ser atribuídas aos seguintes

Leia mais

ANEXO II SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO 2016 - CAMPUS ARAGUAÍNA/IFTO

ANEXO II SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO 2016 - CAMPUS ARAGUAÍNA/IFTO ANEXO II SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO 2016 - /IFTO *É obrigatório o preenchimento de todos os itens deste questionário

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA FUNERAL Plano Familiar

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA FUNERAL Plano Familiar REGULAMENTO DO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA FUNERAL Plano Familiar 1. OBJETIVO 1.1 Prestar o serviço de assistência funeral em caso de morte do participante/segurado, por causas naturais ou acidentais, de acordo

Leia mais

COMPRE DO PEQUENO NEGÓCIO

COMPRE DO PEQUENO NEGÓCIO COMPRE DO PEQUENO NEGÓCIO ALAVANQUE SUA EMPRESA EM TEMPOS DE INCERTEZA 2015 tem se mostrado um ano de grandes desafios. Sua empresa está passando por este período com resultados inferiores aos planejados?

Leia mais

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 DETALHES A OBSERVAR

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 DETALHES A OBSERVAR DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 DETALHES A OBSERVAR Muito embora não seja uma novidade, já que a maioria das pessoas estejam obrigadas a entregar a Declaração de Imposto de Renda, trazemos aqui alguns

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS NOVAS REGRAS PARA ESCOLHA DE BENEFICIÁRIOS

PERGUNTAS E RESPOSTAS NOVAS REGRAS PARA ESCOLHA DE BENEFICIÁRIOS PERGUNTAS E RESPOSTAS NOVAS REGRAS PARA ESCOLHA DE BENEFICIÁRIOS 1 - O que é Beneficiário Indicado? Qualquer pessoa física indicada pelo Participante conforme definido no regulamento do Plano. 2 - O que

Leia mais

Gestão de Finanças Pessoais Nome do Palestrante

Gestão de Finanças Pessoais Nome do Palestrante Gestão de Finanças Pessoais Nome do Palestrante Como nos relacionamos com o dinheiro? O que é dinheiro? Como nos relacionamos com o dinheiro? O que o dinheiro significa para você? Sonhos Sonhos não se

Leia mais

CONCEITO DE INVENTÁRIO

CONCEITO DE INVENTÁRIO DIREITO CIVIL Inventário e Partilha CONCEITO DE INVENTÁRIO Inventárioéoprocedimentojudicialatravésdoqual será realizado o levantamento dos bens, valores, dívidas e sucessores do autor da herança. OBJETIVO

Leia mais

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA?

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA? MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA? Que nome estranho! O que é isso? Essa expressão, Margem de Contribuição, pode soar estranha aos ouvidos, mas entender o que significa ajudará muito

Leia mais

O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional

O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional O guia online Vitrine de Guarulhos é um dos produtos do Grupo Vitrine X3, lançado no dia 11/11/11 com o objetivo de promover

Leia mais

OBJETIVO CAPITAL SEGURADO

OBJETIVO CAPITAL SEGURADO OBJETIVO Assegurar aos participantes da SIAS, que aderiram ao seguro, uma indenização aos próprios ou ao(s) seu(s) beneficiário(s), em caso de falecimento ou invalidez, bem como propiciar a utilização

Leia mais

"T ESTADO DE RONDÔNIA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

T ESTADO DE RONDÔNIA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA "T ESTADO DE RONDÔNIA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA MENSAGEM N 016/00. EXCELENTÍSSIMO SENHOR GOVERNADORDO ESTADO. O PRESIDENTE DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ES TADO DE RONDÔNIA, encaminha a Vossa Excelência para

Leia mais

Seguro Vida Servidor Federal

Seguro Vida Servidor Federal Seguro Vida Servidor Federal Condições Gerais do Produto Produto: Seguro de Vida Público-Alvo Servidores Públicos Federais Civis - SIAPE Coberturas Morte Qualquer Causa Sorteio mensal no valor de R$ 10.000,00*,

Leia mais

Use bem o seu dinheiro

Use bem o seu dinheiro 1016323-6 - abr/2012 Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? No site www.itau.com.br/usoconsciente, você encontra vídeos, testes e informações para uma gestão financeira eficiente. Acesse

Leia mais

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR DIRETORIA DE ESTUDOS E PESQUISAS

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR DIRETORIA DE ESTUDOS E PESQUISAS Resultados dos estudos sobre a redução de taxas de juros praticadas por bancos públicos e privados. Orientações aos consumidores. Face aos diversos anúncios de redução de juros veiculados na mídia a partir

Leia mais

Taxas de juros das operações de crédito têm terceira elevação no ano, constata ANEFAC

Taxas de juros das operações de crédito têm terceira elevação no ano, constata ANEFAC Taxas de juros das operações de crédito têm terceira elevação no ano, constata ANEFAC Todas as linhas de crédito para pessoas jurídicas subiram. Para pessoas físicas, houve aumento nos juros do comércio,

Leia mais

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um.

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um. coleção Conversas #10 - junho 2014 - Eu sou Estou garoto num de programa. caminho errado? Respostas para algumas perguntas que podem estar sendo feitas Garoto de Programa por um. A Coleção CONVERSAS da

Leia mais

SAC: Fale com quem resolve

SAC: Fale com quem resolve SAC: Fale com quem resolve A Febraban e a sociedade DECRETO 6523/08: UM NOVO CENÁRIO PARA OS SACs NOS BANCOS O setor bancário está cada vez mais consciente de seu papel na sociedade e deseja assumi-lo

Leia mais

IMA Institute of Management Accountants PESQUISA DE JUROS

IMA Institute of Management Accountants PESQUISA DE JUROS PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em outubro/2013, sendo esta a sexta elevação no ano. Esta elevação pode ser atribuída à última elevação da Taxa de Juros

Leia mais