Sexualidades e Afectos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sexualidades e Afectos"

Transcrição

1 Sexualidades e Afectos

2 A Sexualidade está sempre presente... Em todas as fases da vida: antes do nascimento quando bebés em criança na adolescência na juventude na vida adulta na maturidade quando envelhecemos

3 Masturbação A masturbação significa tocar ou acariciar os próprios órgãos genitais para obter prazer. É algo que pode ter inicio na infância e aumenta na puberdade, devido ao impacto do aumento do funcionamento das hormonas sexuais, quer nos rapazes, quer nas raparigas. Devido a alguns preconceitos face ao prazer, as pessoas podem sentir culpa ou vergonha por se masturbarem. No entanto, este comportamento é uma forma natural de conheceres o teu corpo. Esse conhecimento poderá, eventualmente, ajudar-te a ter mais prazer num relacionamento sexual.

4 Masturbação Não há um nível de normalidade para a frequência da masturbação. O facto de te masturbares, ou não o fazeres, não deve ser motivo de preocupação. Cada um vive a sua sexualidade consoante os desejos que tem e da forma que se sente melhor. No entanto, a masturbação pode não ser saudável se perturbar o teu dia-a-dia, não te permitindo realizar as tuas actividades normais, ou impedindo-te de te relacionares de forma saudável com outras pessoas. Nesse caso, poderá ser necessário falares com alguém especializado. E para não ficares com falsa ideias, a masturbação NÃO provoca cegueira, loucura, perda de energia, infertilidade, nem borbulhas!

5 Virgindade e Primeira Vez Na primeira relação sexual é comum que quer rapazes quer raparigas sintam alguma ansiedade. As pessoas costumam referir-se a este momento como a «primeira vez» ou a «perda da virgindade». Antigamente a sociedade dava muita importância a que uma mulher só tivesse relações sexuais após o casamento e a sexualidade no feminino era perspectivada de uma forma negativa: não se dava valor ao facto de a mulher sentir ou não prazer; a mulher não deveria ter iniciativa face à relação sexual; etc. Nesse contexto, o inicio de uma vida sexual activa por parte da mulher era visto como algo negativo: uma «perda» irreparável!

6 Virgindade e Primeira Vez O hímen é uma pele muito fina que existe na entrada da vagina, que usualmente se rompe nas primeiras relações sexuais, podendo originar uma pequena perda de sangue. Contudo, o hímen pode ser muito flexível e não romper na primeira relação sexual, ou a mulher pode não ter hímen, ou pode já ter rompido (com actividades físicas intensas, por exemplo).

7 Virgindade e Primeira Vez A primeira relação pode ser muito boa, porque é um momento de entrega, proximidade e união como nunca tiveste antes. No entanto, a sensação de prazer é algo que vai aumentando com a experiência e a tua vida sexual ainda está a começar!...não fiques frustrado/a caso esta não corra como tinhas idealizado! Muitas vezes, cai sobre os ombros do homem a responsabilidade da relação sexual. Na verdade, os homens sabem tanto quanto as mulheres e não precisam de mostrar que são os maiores. Aprender em conjunto é bom. O casal demora um certo tempo a conhecer-se e a descobrir o que agrada a cada um/a.

8 Trabalhos de Grupo 6 grupos 10 minutos

9 Relação Sexual É importante seres sexualmente responsável. Isso acontece quando sabes respeitar os teus sentimentos e o teu próprio corpo, assim como os sentimentos e o corpo do/a outro/a. Tal envolve também pensares na tua protecção e na do/a outro/a pessoa, contra uma gravidez e contágio de doenças. Seres responsável implica também que ambos tenham uma ideia bem clara sobre o que pretendem com essa intimidade satisfazer curiosidade, ter filhos/as, demonstrar amor, ter prazer ou tudo isto junto. Isto implica que haja uma relação de confiança e de partilha, em que ambos possam falar abertamente sobre a relação.

10 Gravidez na Adolescência O número de jovens grávidas em Portugal é bastante elevado devido a vários factores, entre os quais: Dificuldade, vergonha ou tabu em falar sobre os temas e em obter mais informação; A utilização incorrecta dos método contraceptivos, desconhecimentos dos diferentes métodos e que nem todos servem igual às diferentes pessoas; Crenças erradas: A de que por exemplo o coito interrompido é controlável e eficaz; Muitos/as jovens desconhecem que uma mulher pode engravidar (e contrair IST s) na primeira vez, quando tem ou não orgasmos, quando é uma relação esporádica...

11 Algumas Imagens Preservativo Pílula DIU Anel Vaginal Contracepção hormonal injectável Penso contraceptivo / adesivo Pílula do dia seguinte Implante

12 Eficácia dos Métodos Contraceptivos para a Prevenção da Gravidez Pílula - 99 a 99,9% Contraceptivo hormonal injectável - 98,7 a 100% Contraceptivo hormonal - implante - 99,93 a 100% DIU - 98 a 99,9% Preservativo Masculino - 90 a 95%

13 Quando usar o preservativo? Nas relações vaginais, anais e orais é obrigatório utilizar sempre preservativo. É importante colocar o preservativo com o pénis erecto antes de existir algum contacto com a vagina ou o ânus. Nas relações anais deves utilizar preservativo e lubrificantes à base de água ou de silicone

14 No sexo oral deves evitar ter um contacto directo com o pénis ou a vagina utilizando sempre o preservativo ou folhas de latex. Existem preservativos com sabores que se são indicados para o sexo oral

15 1 O preservativo quando colocado correctamente, é um meio eficaz na prevenção do VIH/SIDA, de outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) e de gravidezes não desejadas Colocar o preservativo na glande do pénis e começar a desenrolar

16 2 Agora o preservativo cobre completamente o pénis

17 Depois de terminado o acto sexual segure na ponta do preservativo e desenrole até o retirar do pénis 3

18 Depois de totalmente retirado dá um nó e coloca no lixo (Para sexo anal, é importante usar lubrificante) 4

19 Pílula É um comprimido feito com hormonas não naturais, que te oferece um elevada protecção contra a gravidez, desde que o tomes correctamente. Para tomares a pílula convém consultar um/a médico/a, pois só ele/a é que te pode indicar qual a melhor solução para ti. Lê sempre os folhetos informativos. Não deixes de tomar a pílula por causa de supostos efeitos secundários que na verdade só se verificam em alguns casos e de qualquer forma haverá sempre uma pílula adequada para ti.

20 Outros Métodos Contraceptivos Penso contraceptivo/adesivo Autocolante que liberta hormonas, quando aplicado sob a pele. Contracepção de emergência (pílula do dia seguinte) É um comprimido com uma elevada carga hormonal, que evita a gravidez. Não é um método contraceptivo regular, mas sim um recurso disponível se houve uma relação sexual não protegida ou um acidente contraceptivo (por exemplo, se o preservativo romper). Pode ser tomado até 72 horas após a relação mas a eficácia diminui bastante com o passar das horas. Não precisas de receita médica. Se tens de recorrer à contracepção de emergência é porque algo não correu bem. Não faças de conta que nada aconteceu, tenta perceber o porquê. Quanto mais segura a relação, mais tranquilidade e prazer ela te dará.

21 Infecções Sexualmente Transmissíveis SIDA Como evitar a transmissão do vírus? Ao teres relações sexuais, utiliza sempre o preservativo (em qualquer forma, tipo, posição sexual). Tem atenção para só receberes transfusões devidamente controladas e utilizares agulhas sempre com material descartável ou esterilizado. NÃO se transmite: Através da partilha de copos, talheres, travesseiros, roupas lavadas, casas de banho, piscinas, saunas. Também não se transmite se abraçares ou beijares alguém portador do vírus.

22 Como se apanha o VIH/SIDA O VIH/SIDA é uma doença que se transmite através de: Via sexual Em contacto com esperma e secreções vaginais, através de relações sexuais (vaginal, oral e anal) desprotegidas (ou seja sem o uso do preservativo)

23 Via sanguínea: Através de materiais cortantes, nomeadamente agulhas, lâminas entre outros e transfusões sanguíneas (pouco frequentes em países desenvolvidos)

24 Via peri-natal/vertical Da mãe para o filho durante a gravidez, no momento do parto ou durante a amamentação

25 Usar sempre preservativo nas relações sexuais O que fazer? Não partilhar objectos de uso pessoal (lâminas de barbear, tesouras, escovas de dentes, agulhas e seringas)

26 No caso dos piercings e tatuagens, certifica-te que o material utilizado foi e está devidamente esterilizado, de forma a protegeres a tua saúde Depende apenas de ti PREVINE-TE! Não te esqueças que o VIH/SIDA é uma doença que qualquer pessoa pode apanhar. Quanto maior for o teu conhecimento sobre o VIH/SIDA melhor te podes proteger e ajudar os que estão à tua volta.

27 É difícil saber se alguém tem ou não VIH/SIDA ou outra IST apenas por olhar para uma pessoa

28 Outras IST s Hepatite É uma infecção viral do fígado e existem vários tipos: hepatite A, B, C, D e E, mas apenas a A e a B são sexualmente transmissíveis. A hepatite A também se transmite devido a higiene deficiente, fezes e alimentos contaminados. A hepatite B é muito mais infecciosa do que o VIH e, para além do contacto sexual, pode ser transmitida também pelo sangue ou pela saliva. Não tem cura, mas as pessoas melhoram após repouso e com uma vida saudável.

29 Outras IST s Sífilis O seu principal sintoma é uma ferida de cor avermelhada indolor, na região genital. É curável, se devidamente acompanhada por um médico. Gonorreia Nos homens, é caracterizada por dor e ardor ao urinar e um corrimento amarelado e purulento. Nas mulheres, em estado avançado, podem haver dores no abdómen. Se não tratada, pode provocar infertilidade. Herpes genital É provocado por um vírus (de 2 tipos) que causa úlceras em duas áreas distintas: na região do nariz e da boca (tipo I) e na zona genital e anal (tipo II). Não é uma doença perigosa, mas não tem cura e é bastante incómoda. Quando os sintomas estão mais activos deve evitar-se todo e qualquer

30 A melhor forma de prevenir? USAR PRESERVATIVO EM TODAS AS RELAÇÕES SEXUAIS O preservativo é um objecto de material elástico, relativamente resistente que envolve os órgãos genitais masculinos ou femininos durante a relação sexual, o que impede o contacto entre os fluidos corporais.

31 A homossexualidade e a bissexualidade não são doenças ou perversões, como muitas vezes são referidas pela sociedade. Muitas vezes, a intolerância à orientação sexual, quer seja a própria ou a dos outros, esconde um medo irracional por tudo o que é diferente. Uma relação sexual com uma pessoa do mesmo sexo é como qualquer outra relação amorosa: ela provém da procura de calor humano, de intimidade, de compreensão e sentimento de pertença. Hetero Homo e Bissexualidade Nas relações amorosas, pode-se desenvolver atracção sexual por pessoas do sexo oposto (heterossexualidade), do mesmo sexo (homossexualidade), ou por pessoas de ambos os sexos (bissexualidade).

32 Dizer não... Sejas rapaz ou rapariga não te deves sentir pressionado/a para um namoro que não desejas ou para uma relação sexual, ou prática sexual, para a qual não estás preparado/a. O problema surge quando te pressionam, ou te sentes pressionado/a. Tens o direito a mudar de opinião, a outra pessoa deve respeitá-la.

33 Dizer não... É procurar escutar atentamente o que te dizem os teus sentimentos, os teus desejos. Não tens que te sentir obrigado/a a fazer amor, ou a ter determinada prática sexual, com o teu/tua namorado/a só porque ele/ela quer! Quando cedemos a pressões (sobre o momento, o local, as práticas, etc, da relação sexual) fazemos o que os outros desejam, sem ter em conta o que sentimos.

34

35

36

37

38

39

40 Ter sexo com alguém é uma opção tua! Tens a possibilidade e a liberdade de escolher quando, como e com quem queres iniciar a tua vida sexual. Uma escolha será possível se possuíres conhecimento sobre a tua sexualidade e consciência das vantagens e dos riscos inerentes

41 Linhas Telefónicas de Ajuda Sexualidade em linha (gratuita) ª a 6ª das 10h as 19h e sabado das 10h as 17h Poderão inclusive dizer te onde te dirigir Linha SOS Grávida (custo chamada local) Linha SIDA (gratuita) a sabado das 14h às 20h Linha Opções apoio à gravidez não desejada ª a 6ª das 12h às 20h

42 APF Associação para o Planeamento da Familia Portal de Saude Sexual e Reprodutiva Associação Sentidos e Sensações Portal da Juventude Saúde e Sexualidade Juvenil (Aqui podem ser encontrados os contactos dos Gabinetes de Saúde Juvenil do IPJ) CAD Beja e de ÉVora

43

Infecções sexualmente transmissíveis

Infecções sexualmente transmissíveis Escola secundária com 2º e 3º ciclos Anselmo de Andrade Infecções sexualmente transmissíveis 9ºD Ciências Naturais 2011/2012 Professora: Isabel Marques Trabalho realizado por: Inês Pinto nº9 Mariana Cantiga

Leia mais

cartões de bolso serié 2 SEXO SEGURO

cartões de bolso serié 2 SEXO SEGURO cartões de bolso serié 2 SEXO SEGURO 1 O que quer dizer sexo seguro? Sexo seguro quer dizer, práticas sexuais responsáveis sem riscos de engravidar, ou de contrair uma infecção transmitida sexualmente,

Leia mais

Nome: Mónica Algares. Ano: 9º Turma: B Nº 17

Nome: Mónica Algares. Ano: 9º Turma: B Nº 17 Nome: Mónica Algares Ano: 9º Turma: B Nº 17 Introdução Pretendo com este trabalho alertar para graves problemas que ao passar do tempo tem vindo a aumentar, as doenças sexualmente transmissíveis. Com a

Leia mais

Planeamento Familiar e Doenças Sexualmente Transmissíveis. Trabalho realizado por: Ana Filipa Sobral Diliana Rosa

Planeamento Familiar e Doenças Sexualmente Transmissíveis. Trabalho realizado por: Ana Filipa Sobral Diliana Rosa Planeamento Familiar e Doenças Sexualmente Transmissíveis Trabalho realizado por: Ana Filipa Sobral Diliana Rosa Aparelho Reprodutor Feminino O aparelho reprodutor feminino é constituído pelos órgãos genitais

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INICIAL - HOMEM VIH POSITIVO

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INICIAL - HOMEM VIH POSITIVO INSTRUÇÕES PARA A EQUIPA DO ESTUDO: Após inscrição no estudo, os participantes devem preencher este questionário de avaliação inicial. Certifique-se de que é distribuído o questionário adequado. Após o

Leia mais

cartões de bolso serié 3 Transmissão das ITS

cartões de bolso serié 3 Transmissão das ITS cartões de bolso serié 3 Transmissão das ITS 1 O que são ITS? São infecções causadas por vírus, bactérias ou outros micróbios, que se transmitem de pessoas infectadas para outras, através das relações

Leia mais

Métodos contracetivos

Métodos contracetivos Métodos contracetivos Os futuros pais podem e devem planear a sua família Assim, para evitar uma gravidez indesejada, devem recorrer a métodos contracetivos. podem ser Naturais Não Naturais Calculam o

Leia mais

Instituto de Higiene e Medicina Tropical/IHMT. Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento/FLAD. Fundação Portugal - África

Instituto de Higiene e Medicina Tropical/IHMT. Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento/FLAD. Fundação Portugal - África Instituto de Higiene e Medicina Tropical/IHMT APOIO: Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento/FLAD Casa de Cultura da Beira/CCB CERjovem ATENÇAÕ MULHER MENINA! Fundação Portugal - África RESPOSTAS

Leia mais

cartões de bolso serié 4 VIH/ SIDA

cartões de bolso serié 4 VIH/ SIDA cartões de bolso serié 4 VIH/ SIDA 1 O que é VIH? É o vírus que causa a SIDA. Vírus é um microbio muito pequeno, que não se consegue ver a olho nu, ou seja, é preciso ajuda de um microscópio. VIH significa:

Leia mais

M t é o t d o os o Contraceptivos

M t é o t d o os o Contraceptivos Métodos Contraceptivos São meios utilizados para evitar a gravidez quando esta não é desejada, permitindo a vivência da sexualidade de forma responsável. Permitem o planeamento familiar. 2 Como se classificam

Leia mais

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs VAMOS FALAR SOBRE AIDS + DSTs AIDS A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) atinge indiscriminadamente homens e mulheres e tem assumido proporções assustadoras desde a notificação dos primeiros

Leia mais

Guião Terceira Sessão Infeções Sexualmente Transmissíveis

Guião Terceira Sessão Infeções Sexualmente Transmissíveis Guião Terceira Sessão Infeções Sexualmente Transmissíveis SLIDE 1 Introdução do trabalho: Bom dia, estamos aqui para falar a cerca das infeções sexualmente transmissíveis, os problemas associados e o modo

Leia mais

ADOLESCÊNCIA SEXUALIDADE

ADOLESCÊNCIA SEXUALIDADE ADOLESCÊNCIA E SEXUALIDADE Adolescência É o período de transição entre a infância e a idade adulta. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS),o período da adolescência situa-se entre os 10 e os 20 anos.

Leia mais

CONTRACEPÇÃO HORMONAL PÍLULA

CONTRACEPÇÃO HORMONAL PÍLULA CONTRACEPÇÃO HORMONAL PÍLULA A Pílula é o método contraceptivo hormonal mais utilizado, pelas mulheres em todo o mundo. O QUE É? Um método contraceptivo que contém hormonas sintéticas que são semelhantes

Leia mais

ENSINO CURRICULUM NACIONAL. Vírus do Herpes

ENSINO CURRICULUM NACIONAL. Vírus do Herpes Este módulo tem por objectivo ensinar aos alunos o modo como a actividade sexual pode levar à transmissão de micróbios e doenças. O Capítulo 2.3, Infecções Sexualmente Transmissíveis, ensina aos alunos

Leia mais

Métodos contraceptivos

Métodos contraceptivos Métodos contraceptivos O que são métodos contraceptivos? São processos que permitem evitar uma gravidez não desejada. Todas as pessoas usam o mesmo método contraceptivo? Existem vários métodos contraceptivos.

Leia mais

Caixa de dúvidas Núcleo de Estágio de Ciências Físico-Químicas FCT-UNL

Caixa de dúvidas Núcleo de Estágio de Ciências Físico-Químicas FCT-UNL Caixa de dúvidas Núcleo de Estágio de Ciências Físico-Químicas FCT-UNL Algumas das dúvidas colocadas Eu gostava de saber o que é a virgindade. Ser virgem é algo sentido individualmente, é um conceito muito

Leia mais

DIA DA LUTA CONTRA A SIDA 01 DE DEZEMBRO

DIA DA LUTA CONTRA A SIDA 01 DE DEZEMBRO DIA DA LUTA CONTRA A SIDA 01 DE DEZEMBRO Presentemente, a infeçãovih/sida não tem cura e a prevenção é a única medida eficaz. A infeçãovih/sida tem uma história relativamente recente, mas já dramática

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE FOLLOW-UP - HOMEM VIH POSITIVO

QUESTIONÁRIO DE FOLLOW-UP - HOMEM VIH POSITIVO INSTRUÇÕES PARA A EQUIPA DO ESTUDO: Os participantes no estudo devem preencher o questionário de follow-up com intervalos regulares de - meses. Certifique-se de que é distribuído o questionário adequado.

Leia mais

Sexualidade na adolescência. Escola EB 2,3

Sexualidade na adolescência. Escola EB 2,3 Sexualidade na adolescência Escola EB 2,3 A nossa sexualidade inclui O nosso sexo: feminino e masculino O nosso corpo e o seu funcionamento As relações sexuais A gravidez e a contracepção As nossas orientações

Leia mais

A última relação sexual

A última relação sexual PARTE G QUESTIONÁRIO AUTO-PREENCHIDO (V1 - M) As próximas perguntas são sobre a sua vida sexual. É muito importante que responda, pois só assim poderemos ter informação sobre os hábitos sexuais da população

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE FOLLOW-UP - HOMEM VIH NEGATIVO

QUESTIONÁRIO DE FOLLOW-UP - HOMEM VIH NEGATIVO INSTRUÇÕES PARA A EQUIPA DO ESTUDO: Os participantes no estudo devem preencher o questionário de follow-up com intervalos regulares de -6 meses. Certifique-se de que é distribuído o questionário adequado.

Leia mais

Sim. Principalmente se a mulher estiver no período fértil.

Sim. Principalmente se a mulher estiver no período fértil. É legal saber! Gravidez Transar uma única vez, pode engravidar? Sim. Principalmente se a mulher estiver no período fértil. Minha menstruação na desceu. Estou grávida? Depende. É importante cada mulher

Leia mais

< Maria Inês; nº 17; 9ºB > < Ricardo Santos; nº18; 9ºB >

< Maria Inês; nº 17; 9ºB > < Ricardo Santos; nº18; 9ºB > Índice < Maria Inês; nº 17; 9ºB > < Ricardo Santos; nº18; 9ºB > Índice Índice... 2 Métodos Contraceptivos... 3 O que são?... 3 Métodos Reversíveis... 4 Métodos Contraceptivos Hormonais... 4 Pílula Contraceptiva...

Leia mais

7º Ano 8º Ano 9º Ano. Ficha de avaliação

7º Ano 8º Ano 9º Ano. Ficha de avaliação 1. As principais diferenças entre as raparigas na infância e a adolescência são: Aumento das mamas, alargamento da anca e crescimento de pelos púbicos Aparecimento da menstruação, crescimento de pelos

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INICIAL - HOMEM VIH NEGATIVO

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INICIAL - HOMEM VIH NEGATIVO INSTRUÇÕES PARA A EQUIPA DO ESTUDO: Após inscrição no estudo, os participantes devem preencher este questionário de avaliação inicial. Certifique-se de que é distribuído o questionário adequado. Após o

Leia mais

Tecnologia para a regulação dos nascimentos? gravidez indesejada.

Tecnologia para a regulação dos nascimentos? gravidez indesejada. Quais os contributos da Ciência e da Tecnologia para a regulação dos nascimentos? São utilizados para prevenir uma São utilizados para prevenir uma gravidez indesejada. Mét. Contracepção A - Não Naturais

Leia mais

Ano lectivo 2004/2005. Andreia Alves Nuno Gonçalves Rita Ferreira

Ano lectivo 2004/2005. Andreia Alves Nuno Gonçalves Rita Ferreira Ano lectivo 2004/2005 Andreia Alves Nuno Gonçalves Rita Ferreira Este trabalho vai falar de: Doenças sexualmente transmissíveis. Meios contraceptivos. Como usar alguns dos métodos m de contracepção. As

Leia mais

Métodos Contraceptivos Reversíveis. DSR- www.saudereprodutiva.dgs.pt

Métodos Contraceptivos Reversíveis. DSR- www.saudereprodutiva.dgs.pt Métodos Contraceptivos Reversíveis Estroprogestativos orais Pílula 21 cp + 7 dias pausa existem vários, podendo ser escolhido o que melhor se adapta a cada mulher são muito eficazes, quando se cumprem

Leia mais

Estudo quantitativo. Fevereiro 2012. Em parceria com

Estudo quantitativo. Fevereiro 2012. Em parceria com Estudo quantitativo Duarte Vilar Fevereiro 2012 Em parceria com CARACTERIZAÇÃO GERAL CARACTERIZAÇÃO DA AMOSTRA 40 35 44,6 Masculino 30 25 55,0 Feminino 20 15 10 5 0 19 E MENOS 20-29 MAIS DE 30 35,0 30,0

Leia mais

METODOS CONTRACEPTIVOS ENF. MARIANA P. JUSTINO

METODOS CONTRACEPTIVOS ENF. MARIANA P. JUSTINO METODOS CONTRACEPTIVOS ENF. MARIANA P. JUSTINO METODOS DE BARREIRA Imobilizam os espermatozóides, impedindo-os de entrar em contato com o óvulo e de haver fecundação. Espermicidas (sob a forma de óvulos,

Leia mais

QUERO SABER... FIZ O TESTE E DEU ( POSITIVO ) Como é que uma pessoa se pode proteger do VIH/sida?

QUERO SABER... FIZ O TESTE E DEU ( POSITIVO ) Como é que uma pessoa se pode proteger do VIH/sida? Como é que uma pessoa se pode proteger do VIH/sida? Para NÃO APANHAR nas relações intimas e sexuais: 1. Não fazer sexo enquanto não se sentir preparado para usar o preservativo (pode experimentar primeiro

Leia mais

REPRODUÇÃO HUMANA MÉTODOS CONTRACEPTIVOS OU ANTICONCEPCIONAIS. Prof. Me. Cristino Rêgo 8º Ano Ensino Fundamental II

REPRODUÇÃO HUMANA MÉTODOS CONTRACEPTIVOS OU ANTICONCEPCIONAIS. Prof. Me. Cristino Rêgo 8º Ano Ensino Fundamental II REPRODUÇÃO HUMANA MÉTODOS CONTRACEPTIVOS OU ANTICONCEPCIONAIS Prof. Me. Cristino Rêgo 8º Ano Ensino Fundamental II Métodos Contraceptivos ou Anticoncepcionais 1 Coito Interrompido (Onanismo): Consiste

Leia mais

DST/HIV PASSATEMPOS. Conhecer para prevenir. Bom pra cabeça. l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX

DST/HIV PASSATEMPOS. Conhecer para prevenir. Bom pra cabeça. l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX DST/HIV Conhecer para prevenir Bom pra cabeça PASSATEMPOS l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX l código secreto E MUITO MAIS! 2 coquetel Uma das grandes preocupações do Ministério da Saúde é a prevenção

Leia mais

Doenças Sexualmente Transmissíveis (pág. 273)

Doenças Sexualmente Transmissíveis (pág. 273) Doenças Sexualmente Transmissíveis (pág. 273) -DST (no passado conhecidas como doenças venéreas ou doenças de rua ); - São doenças transmitidas por meio de ato sexual ou contato com sangue do doente; -

Leia mais

Saúde da Mulher. Ana Cristina Pinheiro. Saúde da Mulher

Saúde da Mulher. Ana Cristina Pinheiro. Saúde da Mulher Saúde da Mulher Realizado por: Ana Cristina Pinheiro (Maio de 2007) Saúde da Mulher Uma família equilibrada não pode ser produto do acaso ou da ignorância. O nascimento de uma criança deve ser o resultado

Leia mais

F i c h a d e i n f o r m a ç ã o sobre doenças sexualmente transmissíveis

F i c h a d e i n f o r m a ç ã o sobre doenças sexualmente transmissíveis F i c h a d e i n f o r m a ç ã o sobre doenças sexualmente transmissíveis As infecções sexualmente transmissíveis (STI s, abreviatura em inglês para Sexually Transmitted Infections (Infecções Sexualmente

Leia mais

APANHA O VIH. Da mãe que tem o VIH para o bebé

APANHA O VIH. Da mãe que tem o VIH para o bebé APANHA O VIH 1 - Como é que se apanha o vírus que causa a SIDA (VIH)? Nas RELAÇÕES SEXUAIS sem usar o preservativo porque o esperma (homem), os líquidos da vagina (mulher) ou alguma ferida podem estar

Leia mais

Namoro, disciplina e liberdade: problematizando afetividades e sexualidades em uma Escola Família Agrícola

Namoro, disciplina e liberdade: problematizando afetividades e sexualidades em uma Escola Família Agrícola Este material foi elaborado como forma de devolução de dados em pesquisa intitulada Namoro, disciplina e liberdade: problematizando afetividades e sexualidades em uma Escola Família Agrícola realizada,

Leia mais

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS Fernando da Rocha Camara Quando discuto com meus alunos no curso de medicina, medidas para prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DST), excluímos a abstinência

Leia mais

Nome: Mónica Algares. Ano: 9º Turma: B Nº 17

Nome: Mónica Algares. Ano: 9º Turma: B Nº 17 Nome: Mónica Algares Ano: 9º Turma: B Nº 17 Métodos contraceptivos naturais Método do calendário Se a menstruação ocorre de 28 em 28 dias, a ovulação ocorrerá por volta do 14º dia. Assim, o período fértil

Leia mais

EDUCAÇÃO SEXUAL E AFETIVA

EDUCAÇÃO SEXUAL E AFETIVA Nome: N.º: Ano/Turma: A. Lê o texto da página 3, A adolescência, e assinala verdadeiro ou falso. 1. A puberdade é marcada pela entrada em funcionamento dos órgãos sexuais. 2. Os rapazes entram mais cedo

Leia mais

Vírus HIV circulando na corrente sanguínea

Vírus HIV circulando na corrente sanguínea O que é AIDS? Sinônimos: hiv, síndrome da imunodeficiência adquirida, sida É uma doença que ataca o sistema imunológico devido à destruição dos glóbulos brancos (linfócitos T CD4+). A AIDS é considerada

Leia mais

Carrefour Guarujá. O que é DST? Você sabe como se pega uma DST? Você sabe como se pega uma DST? Enfermeira Docente

Carrefour Guarujá. O que é DST? Você sabe como se pega uma DST? Você sabe como se pega uma DST? Enfermeira Docente Carrefour Guarujá Bárbara Pereira Quaresma Enfermeira Docente Enfª Bárbara Pereira Quaresma 2 O que é DST? Toda doença transmitida através de relação sexual. Você sabe como se pega uma DST? SEXO VAGINAL

Leia mais

1. No último ano, alguém fez uso da força para te tirar algo (roubar) que tu transportavas ou vestias?

1. No último ano, alguém fez uso da força para te tirar algo (roubar) que tu transportavas ou vestias? Questionário de Vitimação Juvenil Versão curta, Formato retrospectivo para Jovens (Magalhães, 2008; Adaptado de Hamby, Finkelhor, Ormrod & Turner, 2004) De seguida serão apresentadas algumas questões acerca

Leia mais

DÚVIDAS MAIS FREQUENTES SOBRE SEXUALIDADE

DÚVIDAS MAIS FREQUENTES SOBRE SEXUALIDADE DÚVIDAS MAIS FREQUENTES SOBRE SEXUALIDADE O que é a sexualidade? Segundo a Organização Mundial de Saúde, sexualidade é uma energia que nos motiva para encontrar amor, contacto, ternura e intimidade (...)

Leia mais

AIDS / Uma epidemia em expansão

AIDS / Uma epidemia em expansão A negociação da divisão de trabalho, no cuidado com a casa, com os filhos, com a alimentação e etc.. vem sendo um dos grandes assuntos debatidos entre casais nos tempos modernos. Ainda assim, freqüentemente

Leia mais

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS MÉTODOS CONTRACEPTIVOS MÉTODOS CONTRACEPTIVOS 1. MÉTODOS COMPORTAMENTAIS Os métodos contraceptivos são utilizados por pessoas que têm vida sexual ativa e querem evitar uma gravidez. Além disso, alguns

Leia mais

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS. Professora Daiana Escola La Salle Águas Claras 8º ano

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS. Professora Daiana Escola La Salle Águas Claras 8º ano MÉTODOS CONTRACEPTIVOS Professora Daiana Escola La Salle Águas Claras 8º ano METODOS DE BARREIRA Imobilizam os espermatozoides, impedindo-os de entrar em contato com o óvulo e ocorrer a fecundação. Espermicidas

Leia mais

Ficha de avaliação. Nome: Turma: Data: Classificação:

Ficha de avaliação. Nome: Turma: Data: Classificação: 1. A sexualidade diz respeito apenas a uma parte do nosso corpo 2. As mudanças físicas que surgem na puberdade acontecem sempre por volta dos 12 anos 3. A puberdade marca o final da infância 4. O orifício

Leia mais

HIV. O vírus da imunodeficiência humana HIV-1 e HIV-2 são membros da família Retroviridae, na subfamília Lentividae.

HIV. O vírus da imunodeficiência humana HIV-1 e HIV-2 são membros da família Retroviridae, na subfamília Lentividae. A Equipe Multiprofissional de Saúde Ocupacional da UDESC lembra: Dia 01 de dezembro é dia mundial de prevenção à Aids! Este material foi desenvolvido por alunos do Departamento de Enfermagem da Universidade

Leia mais

A INTRODUÇÃO DA VACINA DPT - HEPATITE B

A INTRODUÇÃO DA VACINA DPT - HEPATITE B A INTRODUÇÃO DA VACINA DPT - HEPATITE B INFORMAÇÃO AO PESSOAL DE SAÚDE MAIO - 2001 Ministério da Saúde Departamento de Saúde da Comunidade 1 INFORMAÇÃO AO PESSOAL DE SAÚDE No mês de Julho de 2001, o Programa

Leia mais

Hepatite C. Posso estar em risco? Portuguese Translation of Hepatitis C: Could I be at risk?

Hepatite C. Posso estar em risco? Portuguese Translation of Hepatitis C: Could I be at risk? Hepatite C Posso estar em risco? Portuguese Translation of Hepatitis C: Could I be at risk? Índice Pág. nº O que é a hepatite C? 3 Como posso contrair hepatite C? 3 Virei a ter sintomas? 5 Como posso saber

Leia mais

Corro o risco de contrair Hepatite B?

Corro o risco de contrair Hepatite B? Corro o risco de contrair Hepatite B? O que é? A hepatite B é um vírus que infecta o fígado e pode provocar doenças graves do fígado. O fígado é um órgão importante e é responsável por destruir os alimentos

Leia mais

COMPARAÇÃO DOS CONHECIMENTOS SOBRE SEXO, GRAVIDEZ, DST s E AIDS ANTES E APÓS TREINAMENTO ADOLESCENTES MULTIPLICADORES

COMPARAÇÃO DOS CONHECIMENTOS SOBRE SEXO, GRAVIDEZ, DST s E AIDS ANTES E APÓS TREINAMENTO ADOLESCENTES MULTIPLICADORES COMPARAÇÃO DOS CONHECIMENTOS SOBRE SEXO, GRAVIDEZ, DST s E AIDS ANTES E APÓS TREINAMENTO ADOLESCENTES MULTIPLICADORES Fernanda Bartalini Mognon¹, Cynthia Borges de Moura² Curso de Enfermagem 1 (fernanda.mognon89@gmail.com);

Leia mais

SEXUALIDADE &AFECTOS

SEXUALIDADE &AFECTOS SEXUALIDADE &AFECTOS UMA ENERGIA QUE NOS MOTIVA A PROCURAR AMOR, TERNURA, INTIMIDADE CONTACTO, (OMS) A necessidade de estarmos próximos de outras pessoas, de receber e dar carinho, amor, miminhos, beijinhos

Leia mais

DSTs. Como é contraída; Como evitar; Como tratar. PIBID:Fernanda Alves,Fernanda Gallon,Luciana Catardo e Priscila Faccinello

DSTs. Como é contraída; Como evitar; Como tratar. PIBID:Fernanda Alves,Fernanda Gallon,Luciana Catardo e Priscila Faccinello DSTs Como é contraída; Como evitar; Como tratar PIBID:Fernanda Alves,Fernanda Gallon,Luciana Catardo e Priscila Faccinello O que são DSTs? A sigla DSTs quer dizer doenças sexualmente transmissíveis;ou

Leia mais

Mulher, 35 anos, terceira gestação, chega em início de trabalho de parto acompanhada do marido que tossia muito e comentou com a enfermeira que

Mulher, 35 anos, terceira gestação, chega em início de trabalho de parto acompanhada do marido que tossia muito e comentou com a enfermeira que Mulher, 35 anos, terceira gestação, chega em início de trabalho de parto acompanhada do marido que tossia muito e comentou com a enfermeira que estava em tratamento para tuberculose. A mulher informa que

Leia mais

AIDS & DST s. Prevenção e controle para uma vida sexual segura.

AIDS & DST s. Prevenção e controle para uma vida sexual segura. AIDS & DST s Prevenção e controle para uma vida sexual segura. aids A aids é uma doença causada pelo HIV, vírus da imu-nodeficiência humana que destrói o sistema imunológico responsável pela defesa do

Leia mais

Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite

Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite HEPATITE A hepatite é uma inflamação do fígado provocada na maioria das vezes por um vírus. Diferentes tipos de vírus podem provocar hepatite aguda, que se

Leia mais

iagnóstico de Situação Secundária com 3º Ciclo do Marco de Canaveses

iagnóstico de Situação Secundária com 3º Ciclo do Marco de Canaveses No Marco Sabemos Mais Sobre @ Doenças Sexualmente Transmissíveis / Métodos Contracetivos (SMS@DST) Dia iagnóstico de Situação na Escola Secundária com 3º Ciclo do Marco de Canaveses Realizado pela: ASSOCIAÇÃO

Leia mais

Nessa hora você não vai parar para pensar se sabe tudo sobre Aids

Nessa hora você não vai parar para pensar se sabe tudo sobre Aids Nessa hora você não vai parar para pensar se sabe tudo sobre Aids 1 a Aids reduz a imunidade A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids ou SIDA) não é a doença. Ela reduz a imunidade devido à ação

Leia mais

Eu e a minha sexualidade. 2 de Fevereiro de 2009

Eu e a minha sexualidade. 2 de Fevereiro de 2009 Eu e a minha sexualidade Enf.ª Nádia Gonçalves 2 de Fevereiro de 2009 O QUE É A ADOLESCÊNCIA? É a transição entre a infância e a idade adulta; Etapa essencial da vida que permite ao ser humano conquistar

Leia mais

(Inquérito Nacional Sobre Saúde Reprodutiva e Comportamento Sexual dos Jovens e ADolescentes)

(Inquérito Nacional Sobre Saúde Reprodutiva e Comportamento Sexual dos Jovens e ADolescentes) INJAD (Inquérito Nacional Sobre Saúde Reprodutiva e Comportamento Sexual dos Jovens e ADolescentes) OBJECTIVOS DO INJAD Proporcionar informação sobre saúde reprodutiva dos jovens e adolescentes que seja

Leia mais

Introdução teórica: O VIH é adquirido durante a vida e vai provocar uma falência do sistema imunitário produzindo assim a síndrome. A Sida é, então, a Síndrome de Imunodeficiência Humana Adquirida: S:

Leia mais

Tipos de Anticoncepcionais

Tipos de Anticoncepcionais Tipos de Anticoncepcionais Dr. Orlando de Castro Neto Métodos anticoncepcionais ou métodos contraceptivos são maneiras, medicamentos e dispositivos usados para evitar a gravidez. Muitas vezes o método

Leia mais

Abstinência sexual: acto de privar-se temporária ou permanentemente da actividade sexual.

Abstinência sexual: acto de privar-se temporária ou permanentemente da actividade sexual. Glossário A Abstinência sexual: acto de privar-se temporária ou permanentemente da actividade sexual. Afrodisíaco: substância que se acredita excitar o desejo sexual e aumentar a capacidade para a actividade

Leia mais

PREVENÇÃO DA SIDA MAIS DE 10 MIL RESPOSTAS!

PREVENÇÃO DA SIDA MAIS DE 10 MIL RESPOSTAS! PREVENÇÃO DA SIDA Não baixar os braços Campanhas de prevenção frequentes, bem dirigidas e sem tabus são armas essenciais na luta contra a propagação da sida. O nosso inquérito a mais de 10 mil pessoas

Leia mais

TD de revisão 8º Ano- 4ª etapa- 2015

TD de revisão 8º Ano- 4ª etapa- 2015 TD de revisão 8º Ano- 4ª etapa- 2015 1. Classifique os métodos anticoncepcionais abaixo, relacionando as colunas: (1) Natural ou comportamental (2) De Barreira (3) Hormonal (4)Cirúrgico ( ) Camisinha (M)

Leia mais

Anexo 1 Profissões Especificadas

Anexo 1 Profissões Especificadas Anexo 1 Profissões Especificadas Profissão N % Estudante Desempregada Trabalhadora-Estudante Psicóloga Enfermeira Engenheira Vendedora Professora Investigadora Jornalista Advogada Escriturária Assistente

Leia mais

Levantamento do Impacto Plataforma de Beijing no desenvolvimento da rapariga

Levantamento do Impacto Plataforma de Beijing no desenvolvimento da rapariga Levantamento do Impacto Plataforma de Beijing no desenvolvimento da rapariga Há 20 anos atrás, no mês de Setembro, as Nações Unidas realizaram a Quarta Conferência sobre a Mulher em Beijing, China. Neste

Leia mais

Estudo PARTNER. Foi convidado a participar neste estudo porque é um parceiro VIH positivo numa relação com um homem.

Estudo PARTNER. Foi convidado a participar neste estudo porque é um parceiro VIH positivo numa relação com um homem. Informação ao participante e consentimento informado para o parceiro VIH positivo Estudo PARTNER O estudo PARTNER é um estudo levado a cabo com casais em que: (i) um parceiro é VIH positivo e o outro é

Leia mais

Saiba o que é a sida, como se transmite, como se pode prevenir e como se trata.

Saiba o que é a sida, como se transmite, como se pode prevenir e como se trata. PORTAL DA SAÚDE Síndroma da Imunodeficiência Adquirida (SIDA) Saiba o que é a sida, como se transmite, como se pode prevenir e como se trata. O que é a sida? A sida (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida)

Leia mais

ENTENDENDO A. A adolescência é a fase da vida onde acontecem as maiores modificações no corpo, nos sentimentos e na forma de perceber as coisas.

ENTENDENDO A. A adolescência é a fase da vida onde acontecem as maiores modificações no corpo, nos sentimentos e na forma de perceber as coisas. ENTENDENDO A ADOLESCÊNCIA A adolescência é a fase da vida onde acontecem as maiores modificações no corpo, nos sentimentos e na forma de perceber as coisas. Ao mesmo tempo, aumentam as responsabilidades

Leia mais

E R BO SRA AL F S s O TS M D + A S V DIA

E R BO SRA AL F S s O TS M D + A S V DIA VAMOS FALAR SOBRE AIDS + DSTs AIDS A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) atinge indiscriminadamente homens e mulheres e tem assumido proporções assustadoras desde a notificação dos primeiros

Leia mais

Perpetuando a vida - 1

Perpetuando a vida - 1 A U A UL LA Perpetuando a vida - 1 Atenção Exercícios Lineu chegou radiante à lanchonete. Finalmente tinha recebido a notícia do médico, a notícia que tanto esperava. Em vez do tradicional suco de laranja,

Leia mais

Saúde Naval CARTILHA DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS / AIDS

Saúde Naval CARTILHA DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS / AIDS Saúde Naval CARTILHA DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS / AIDS O QUE SÃO? As doenças sexualmente transmissíveis (DST) são transmitidas, principalmente, por contato sexual sem o uso de camisinha com uma

Leia mais

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Conhece os teus Direitos A caminho da tua Casa de Acolhimento Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E

Leia mais

SENSUALIDADE E SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA. Sexualidade X Sensualidade

SENSUALIDADE E SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA. Sexualidade X Sensualidade SENSUALIDADE E SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA A adolescência é uma fase de transição, mudança da infância para a vida adulta. Nesse momento acontecem várias modificações no corpo, surgem várias dúvidas, medo,

Leia mais

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS NÃO NATURAIS

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS NÃO NATURAIS MÉTODOS CONTRACEPTIVOS NÃO NATURAIS Espermicidas, Preservativo Masculino, Preservativo Feminino, Diafragma Trabalho Realizado: Adriana Botelho, nº1 12ºA Ana Rita Viamontes, nº3 12ºA Francisco Cubal, nº11

Leia mais