Valorização Pessoal/Etiqueta Expressão Dramática / Expressão Corporal/ Teatro Técnicas de Dicção Televisão/Técnicas de Representação Técnicas de

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Valorização Pessoal/Etiqueta Expressão Dramática / Expressão Corporal/ Teatro Técnicas de Dicção Televisão/Técnicas de Representação Técnicas de"

Transcrição

1 Valorização Pessoal/Etiqueta Expressão Dramática / Expressão Corporal/ Teatro Técnicas de Dicção Televisão/Técnicas de Representação Técnicas de Passerelle Stylling Fotografia Nutrição

2 Passos a seguir.. Ser Manequim em Portugal Índice do tutorial Tarefas de um manequim Desenvolver as características importantes Realizar o seu book As agências de manequins Sua presença online Outros instrumentos de marketing A sua formação Tarefas de um manequim Todo o trabalho de manequim, excepto o erótico e o trabalho para bibliotecas de imagem, surge porque há um cliente que tem algo para vender (produto, serviço ou ideia). Numa economia de mercado o cliente é rei; e o cliente pretende aumentar as suas vendas. O tipo de manequim contratado depende também de quanto o cliente está disposto a investir e do que o mercado (de serviço de manequins) tem disponível a esse preço. Dois grandes mercados recorrem frequentemente a manequins: o da moda e o da publicidade. Tipos de trabalho do manequim na indústria da moda Moda As indústrias dos produtos de beleza e de vestuário são das maiores utilizadoras de manequins. Estes servem para mostrar aos clientes que os referidos produtos ficam bem nas pessoas. Quase sempre as roupas são desenhadas para uma imagem estereotipada de homem, mulher ou criança ideal; ou seja, pessoas belas, ligeiramente altas. Como as roupas são desenhadas com medidas determinadas, os manequins contratados para este tipo de trabalho têm que ser adequados às roupas previamente concebidas. Actualmente as medidas não são tão importantes como outrora, mas continua a ser importante ter um visual comercial. Este visual pode ser o da beleza clássica, ou em

3 menor número de casos, um visual extremo e exótico; como o apresentado nalgumas revistas de moda. Publicidade a roupas e acessórios O manequim colabora na produção de anúncios de determinada marca de roupa ou acessórios. Nesta publicidade o importante é que o manequim consiga transmitir o conceito. Estes anúncios surgem frequentemente em revistas, outdoors ou nas lojas da marca e como merchandizing. Este é talvez o trabalho melhor pago, mas tal como na restante publicidade, muitas vezes é exigida exclusividade ao manequim; ou seja: durante um tempo predeterminado o manequim não pode fazer mais trabalho em publicidade. Editorial Na moda são os trabalhos realizados para a Vogue, Elle, Harper s Bazar, Cosmopolitan, etc... A um nível médio em Portugal, a Vogue, Máxima, Happy Woman, LuxWomen, Flash, Vip, Caras Moda, Umbigo, Dif, DNA, Egoísta etc Tal como as versões portuguesas de algumas destas revistas estrangeiras (por ex: a Elle e a Cosmopolitan). Os trabalhos apresentados nestas revistas, excepto os trabalhos publicitários, são encomendados pelas mesmas e reflectem aquilo que a revista pensa que será a moda na próxima época. O trabalho como manequim para fotografia em revistas, embora não seja tão bem pago como na publicidade, é óptimo para fazer currículo. Passerelle Os designers e marcas de roupa mostram as suas colecções tradicionalmente duas vezes por ano, aos potenciais compradores e á comunicação social Obviamente que num meio competitivo e exigente, o trabalho dos manequinss é destacar as roupas que vestem e incentivar á sua compra; ou chamar a atenção da comunicação social (que ao destacar determinado vestuário promove a sua venda). É por isso que cada designer quer ter os manequins mais adequados dentro do que pode pagar. Quanto mais cada modelo cumpre estes requisitos, mais solicitado é, e melhor remunerado é o seu trabalho. Catálogos de roupa Para promover uma cadeia de lojas, ou para promover um armazém de vendas por correspondência, determinados fabricantes ou gestores de marca editam catálogos. Alguns destes catálogos são reservados a comerciantes, não sendo normalmente vistos pelo consumidor final; outros são distribuídos nas lojas, como suplemento de revistas, etc...

4 Geralmente os manequins para catálogos são escolhidos de acordo com o segmento de mercado ao qual a roupa se destina (crianças, teenagers, homens e mulheres adultos, terceira idade, pessoas XXL, etc.) Quase sempre os manequins para este tipo de trabalho são escolhidos pela sua beleza clássica. São trabalhos bem pagos pelo volume de trabalho em si, que por vezes pode ocupar vários dias, com uma simples marca. Manequim de lingerie, bikinis e fatos de banho É dos trabalhos mais exigentes, na correcta tonalidade de pele, e nas formas corporais com as medidas mais estéticas. Normalmente é muito melhor pago do que o trabalho de moda. Manequins musculados para anúncios relacionados com dietas, ginástica, desporto, etc. Os anúncios deste tipo de artigos requerem manequins com algum músculo e formas definidas. Os manequins especializados neste tipo de trabalhos têm que realizar diariamente um esforço extra no ginásio para manter a forma. Espectáculos de moda O fascínio do público pelo mundo da moda levou a que empresários do mundo do entretenimento (discotecas, clubes, organizadores de viagens, responsáveis por outras salas de espectáculos e gestores de canais TV) se interessassem pela organização de eventos de moda. Nestes eventos o importante não é vender os artigos mas atrair público aos eventos e vender bilhetes ou consumos. A exigência deste mercado varia consoante o cliente e o quanto está disposto a investir. Hoje em dia há espectáculos de moda desde a pequena discoteca na província até aos mega-espectáculos para vários milhares de pessoas. Manequim de partes do corpo Este é talvez o tipo de trabalho mais desconhecido do grande público. Mas tem razão de existir, pois para alguns trabalhos apenas é necessário que o modelo tenha determinada parte do corpo espectacular. Pode ser o rosto (retrato), mas também pode ser as mãos, os pés o pescoço, o umbigo, etc... A industria da moda pode servese destes modelos (por exemplo na joalharia), mas é mais comum realizar anúncios de outros produtos (por exemplo o detergente para a loiça que é inofensivo para com as mãos). Manequins para publicidade Aqui englobamos todos os projectos que visam promover um produto ou serviço que, não sendo usado no corpo humano é utilizado pelas pessoas. Para motivar as pessoas á compra recorre-se a modelos. A mensagem implícita é: se quer ser uma pessoa bonita e de sucesso use X.Por vezes este tipo de publicidade recorre a visuais estereotipados tipo cientista, desastrado, marinheiro etc... muitas vezes com

5 intenção de provocar o humor e influenciar a boa disposição relativamente a um produto ou marca. Outras vezes procura simplesmente uma pessoa bonita. Tipos de papéis do manequim na publicidade Apresentação de produto Geralmente neste tipo de produto o manequim segura ou está a utilizar o artigo. Relacionar o produto ou serviço com um estilo de vida Aqui muitas vezes o artigo nem se vê o que se pretende é transmitir uma determinada ideia. Este tipo de trabalho está mais relacionado com a publicidade de serviços, pois nem sempre a utilização destes produz imagens apelativas á compra. Por exemplo: poucos bancos fariam um anúncio de uma pessoa frente ao balcão a descontar um cheque ou a fazer um depósito. Demonstração de produtos Pode ser na TV, nos fastidiosos anúncios das televendas, ou num anúncio mais elaborado. Normalmente o modelo tem que falar e apresentar um produto. Pode ainda ser uma dvd que vem com as instruções de determinado produto e em que o modelo demonstra a sua utilização. Manequins de feiras e espaços comerciais Todos nós conhecemos as promotoras que trabalham em supermercados. Noutros mercados como em feiras profissionais (por exemplo na FIL), onde por vezes apenas entram convidados, e onde prestigiar uma marca é o mais importante; a exigência na apresentação das promotoras é muito maior. Daí que nalguns casos se contratem modelos, que obviamente são muito melhor remuneradas do que as promotoras de supermercado. Desenvolver as características importantes Que características físicas são necessárias, para triunfar como manequim? Depende de que especialização pensa poder prosseguir. Existem áreas onde a altura, a boa forma física e a beleza são mais importantes do que noutras... O apoio de alguns amigos ou familiares, embora não indispensável, pode ser também importante no prosseguir de um percurso de êxito. As características físicas e o meio ambiente Medidas e visual No passado (décadas de 50, 60 e 70) os/as manequins tinham que cumprir critérios de altura e outras medidas muito rigorosos, e é claro tinham que ser bonitos no sentido clássico.

6 A razão para tal é que os fabricantes confeccionavam as roupas (também calçado e acessórios) com um determinado tamanho no qual os modelos tinham que servir. Actualmente com os estilos alternativos, os tamanhos XXXL e a procura constante da inovação, as regras mudaram um pouco. É claro que o manequim com as dimensões clássicas e a beleza clássica, é ainda o que tem mais facilidade em encontrar trabalho. No entanto, cada vez mais procuram-se novos valores de beleza. Muitas vezes pretende-se um visual tipo anoréctico e viciado em drogas, outras vezes procuramse as pessoas gordinhas e rechunchudinhas ou inocentes e infantis. Os manequins étnicos também são procurados, mesmo em mercados onde a quase totalidade dos clientes são brancos caucasianos. Em publicidade, a procura orienta-se mais para a beleza clássica ou para os manequins tipo estereotipado. Por exemplo cientista, boxista, secretária, fanático dos computadores, comilão, etc... Se conseguir produzir uma imagem que se enquadra nalguma categoria deste tipo, poderá haver oportunidades de trabalho como manequim para si nesta área. Claro que se quiser ser manequim de alta-costura, cosmética, ou outra área onde as exigências sejam muito rígidas; as suas oportunidades serão menores no entanto; se o conseguir as recompensas que daí advirão serão maiores. Ser realmente apoiado Embora não indispensável, o apoio da família e amigos poderá ser de uma grande ajuda. Se não deixar de estudar ou aprender outra profissão poderá esperar esse apoio, na maioria dos casos. Contudo o apoio, para ser realmente eficiente, tem que traduzir-se em actos mais do que em palavras de encorajamento. No inicio de carreira os modelos precisam de alguém que: - Aprenda como funciona o meio e dê conselhos - Ajude a organizar o dia-a-dia. - Ajude com os transportes. - Faça a gestão da conta bancária no caso de o manequim ser menor. - Apoie com palavras de encorajamento. - Financie as pequenas despesas inerentes ao meio. Muitas vezes estas tarefas serão desempenhadas por pessoas diferentes, e é natural que assim o seja. Cada pessoa tem as suas responsabilidades profissionais e familiares que não pode descurar; mas por vezes não ajudar em nada ou mostrar desinteresse pode ser desencorajador.

7 Atenção aos pais que se empolgam demasiado com as carreiras dos filhos, não deixando os mesmos com as suas decisões e erros. Com a sua protecção acabam por prejudicá-los, por não deixarem os mesmos aprenderem a valer-se por si mesmos. Valer-se por si mesmo é essencial para desenvolver trabalho profissional como manequim. Uma personalidade a desenvolver Além das características físicas necessárias, para triunfar como manequim é necessário desenvolver a personalidade que define um bom profissional. Ninguém nasce com estas características, mas cada um deve ter consciência de que tem que fazer um esforço por desenvolvê-las. Adorar o trabalho Quando se adora o próprio trabalho, estudar, trabalhar longas horas e fazer sacrifícios custa menos e o resultado é muito melhor. Saber vender-se a si próprio. O mundo da publicidade ou da moda é um mundo de negócios, no qual os manequins vendem os seus serviços. Não quer dizer que utilize as técnicas dos vendedores de enciclopédias, mas deve proceder para que as pessoas queiram continuar a trabalhar consigo; como profissional e como pessoa. Trabalhar arduamente. Para alguns trabalhos específicos pode ser necessário viajar ao outro lado do mundo, chegar lá estar disponível 12 horas, comer comida rápida no intervalo e regressar depois de dormir apenas 4 ou 5 horas. Este não é o trabalho típico, mas pode acontecer, e nesses casos um bom profissional não dificulta o trabalho dos outros nem desiste de dar o seu melhor. Inteligência e organização. Quando se quer progredir em qualquer carreira, a capacidade de aprender coisas novas e de se adaptar é essencial. Seja organizado, recorrendo á sua agenda, para não esquecer reuniões, sessões, dias de pagamento, números de telefone e outros pormenores. Ser extrovertido e descontraído. Provavelmente trabalhará com pessoas diferentes em diversas situações. Nas sessões estará muitas vezes a ser observado pelo cliente, fotógrafo, director criativo, assistentes e outros modelos. Na passerelle, são centenas de clientes que o/a observam. Deverá fazer o necessário para se mentalizar que isto é uma situação absolutamente natural. Ser empreendedor.

8 Como manequim iniciou uma empresa por conta própria. As boas agências ajudam e treinam os seus modelos, mas eles também têm os seus próprios interesses. Saiba ter as suas iniciativas. Gostar do seu corpo. A forma como trata o seu corpo determina até onde poderá chegar. Determina também quanto tempo será manequim. Quando já não puder satisfazer os requisitos dos seus clientes, eles não o chamarão. Neste caso poderá mudar de clientes e de mercado; contudo quando o fizer será porque o seu corpo não satisfaz as expectativas. Ser manequim resume-se a Ter o visual que o cliente precisa para o projecto em curso, de acordo com as características estabelecidas pelas equipas de publicidade e comunicação, Facilitar o trabalho ao fotógrafo, ao designer e ao director criativo, para que tudo corra pelo melhor sempre que estes trabalhem consigo, Assegurar-se que os clientes, o fotógrafo e os directores criativos sabem que V. está disponível para trabalhar e qual a sua imagem e talentos. Por vezes a sua memória é curta e tem de relembrar-lhes que existe... Aprender a ser manequim Se vai ser manequim e trabalhar frente á câmara deve conhecer algo sobre a tarefa que vai executar. Deverá aprender um mínimo sobre os métodos e instrumentos de trabalho daqueles que o rodeiam, tal como compreender perfeitamente o seu papel e interacção com os mesmos. Comunicação com o fotógrafo Há uma regra de ouro que se sobrepõe a todas as regras, por mais lógicas que sejam. Um manequim deve conversar com o fotógrafo antes da sessão, para compreender completamente aquilo que lhe é pedido (ou até dar sugestões). Durante a sessão deve seguir unicamente as instruções do fotógrafo. Conhecer o meio em que se trabalha Contudo, conhecer o meio que se trabalha é fundamental. O fotógrafo e demais profissionais presentes na sessão apreciam o trabalho de um modelo em que não é preciso gastar tempo nesse sentido. A sua actuação deve facilitar o trabalho ao fotógrafo, para que este seja feito rápida e eficientemente. Um manequim que sabe o que faz evita demoras e confusões. Com este cuidado, o manequim será chamado mais vezes para outros trabalhos. A sessão fotográfica

9 Existem alguns aspectos relativos as técnicas da fotografia que um modelo deve compreender para melhor executar o seu trabalho. Antes da sessão Durma bem para ter uma cara fresca e estar concentrado(a) e bem-disposto (a). O cliente, agência e fotógrafo investem tempo e dinheiro na sessão. Por vezes os prazos são curtos, e não há tempo para repetir, no caso de algo não correr bem. Minimize os riscos. Tenha uma lista do material que tem que levar para a sessão e tudo arrumado no dia anterior. Esta lista de material, quando existe, já foi pedida pelo cliente ou pelo fotógrafo ou produtor. Se ninguém lhe pediu que levasse nada, telefone a perguntar se é necessário. É o tipo de atenção que distingue o bom do mau profissional. Pergunte se tem que levar maquilhagem própria e se a tem que levar já aplicada. Nem todos os projectos têm maquilhador próprio, pois nem sempre o orçamento o permite. Ser capaz de tratar da própria maquilhagem é algo valioso e que melhorará a sua reputação. Verifique todos os itens que lhe podem atrasar a sua chegada ao local da sessão. O despertador não funciona, enganou-se no horário do comboio, não há bilhetes, as ligações entre transportes nem sempre funcionam, o carro não tem gasolina Assegure-se que toda a gente tem o número do seu telemóvel e de que este está funcional. Assegure-se de que tem o número de telefone do responsável pela sessão fotográfica. Telefone imediatamente se verificar que não pode cumprir algo do que lhe é pedido. (por exemplo o horário ou algum objecto que deveria levar). Durante a sessão Seja pontual, ou chegue preferencialmente 5 ou 10 minutos antes do inicio da sessão. Se não puder prever o tempo de viagem até ao local da sessão, proceda de forma a que, mesmo que tudo corra mal, consiga chegar 15 minutos antes da sessão. Por cortesia, e porque o tempo é valioso. Se se atrasar o seu cliente ficará a espera Depois de chegar e cumprimentar os presentes, é importante rever com o fotógrafo o plano da sessão. Depois vá vestir-se, maquilhar-se e pentear-se (se houver cabeleireiro e maquilhador terá ajuda) e aguarde ser chamado(a), depois de informar que já está pronto(a). Enquanto o faz, o fotógrafo fará os últimos ajustes na câmara e luzes. Dará também instruções aos assistentes se os houver.

10 No início e durante sessão, o mais importante é uma comunicação entre o modelo e o fotógrafo. Se as instruções não forem bem compreendidas deve fazer questões, até ficar bem esclarecido(a) não inicie o trabalho sem saber exactamente o que lhe é pedido. Mantenha-se relaxado(a) e confortável... Para que não se veja tensão no seu rosto. (Excepto se o se pretenda seja essa mesma tensão). Quando necessário, e se possível, faça pausas para repor energias e aliviar a tensão. Se não prejudicar a maquilhagem pode comer qualquer coisa. Pode conversar 5 minutos com alguém para se distrair. A luz O primeiro diz respeito á luz. É importante que durante a série de fotografias o modelo permaneça na luz para a qual o sistema foi ajustado; até que o fotógrafo peça uma mudança, iniciando uma nova série de fotografias depois de ajustar o sistema. Os equipamentos fotográficos têm que ser constantemente ajustados para uma determinada luz. Cada tipo de luz permite uma margem de movimento determinada. O modelo precisa sempre da ajuda do fotógrafo para compreender os limites do seu campo de movimentos. Sempre que por iniciativa própria o modelo sai deste, tem duas opções: ou regressa á posição inicial, ou nova medição e ajustes têm que ser realizados. É importante perguntar sempre quais são os limites de movimento que a luz impõe e manter-se nesses limites até que a série de fotografias seja realizada. Alguns estúdios e máquinas fotográficas dispõem de automatismos que controlam a exposição á luz, facilitando o trabalho e dando mais liberdade de movimento. No entanto, excepto se for claramente indicado pelo fotógrafo, partiremos do princípio que os automatismos não existem ou que não serão utilizados. Enquadramento O enquadramento que será utilizado numa fotografia ou série de fotografias também limita os seus movimentos. Por exemplo se o fotógrafo está a tentar encher o enquadramento com o seu rosto, não convém balançar o corpo pois dificultará o trabalho do fotógrafo. Também é importante conhecer o enquadramento para focalizar a sua atenção na parte do corpo que está a ser fotografada. Pouco importa a posição das pernas se o fotógrafo está a enquadrar apenas o seu rosto. Se for uma fotografia de corpo inteiro então a posição do corpo ganha importância e a expressão facial perde relevância, embora continue a ser importante. Intenção da fotografia O que está a tentar ser comunicado, qual a motivação da pessoa na fotografia? Pretende-se um sorriso modesto ou uma cara triste, ou ainda uma gargalhada

11 espalhafatosa? Clarificar a intenção das fotografias antes de começar a sessão é bastante importante, para que saiba o que fazer durante a sessão. A máquina fotográfica Há máquinas fotográficas mais portáteis do que outras, as mais portáteis são as que utilizam filme 35mm e as digitais. Estas permitem o manuseamento sem recorrer a tripé, há mais liberdade de movimentos, e faz-se normalmente muito mais fotografias. Numa sessão realizada com estas máquinas existe mais liberdade de acção do que numa sessão realizada com máquinas que utilizam filme médio formato, mais pesadas e morosas no seu manuseamento. As máquinas de médio formato permitem contudo mais qualidade e nitidez na imagem, necessárias para realizar grandes ampliações ou para publicação em revistas. Quando se trabalha em médio formato, fazem-se normalmente menos fotografias, o modelo está mais limitado nos seus movimentos e demora-se mais tempo a concretizar os trabalhos. Existe ainda o campo de nitidez da fotografia, (conhecido por profundidade de campo ) que pode ter interesse o modelo conhecer. Sempre que o modelo sai do campo de nitidez, a fotografia pode ficar desfocada. Por isso tente saber junto do fotógrafo qual o campo de nitidez da série de imagens que está realizando. A amplitude deste campo vária também varia consoante a máquina e objectiva utilizadas, com a intensidade da luz que incide sobre o modelo e com o tipo de filme utilizado. Em máquinas 35mm e digitais a liberdade do modelo é maior do que em máquinas médio formato. Como manequim não tem que conhecer estes assuntos com profundidade. Basta-lhe ter consciência de que, em cada fotografia ou série de fotografias existe um campo de movimento do qual não pode sair sem que a fotografia fique desfocada ou a luz desajustada. Este campo pode limitar-se a apenas alguns centímetros á sua volta. Deve ter sempre noção de qual o campo de movimento em cada série de fotografias, devendo perguntar ao fotógrafo em caso de dúvida. Depois da sessão fotográfica Quando terminar a sessão deve assegurar-se de arrumar as suas coisas com cuidado de não deixar nada para trás nem levar nada que não lhe pertença. O que poderá ser para si é uma pequena distracção, para outros poderá ser um roubo descarado. A confiança total no modelo é fundamental para qualquer profissional nesta área. Não deixe pretexto para a mínima suspeita. Não deixe que o ambiente informal de algumas sessões lhe faça pensar que o desleixo neste ponto será ignorado. Antes de sair mostre-se disponível para outros trabalhos, assegure-se de que o fotógrafo e director criativo ficaram com o seu cartão.

12 Se tiver disponibilidade, e deve tê-la, demonstre que gostaria de ver as fotografias perguntando se é possível ver as fotografias. Em caso de resposta afirmativa tente esclarecer como vão proceder para que possa vê-las. Excepto se o fotógrafo se oferecer para lhe telefonar, seja você a telefonar... Por vezes não será possível especialmente quando os prazos são curtos, mas demonstrar interesse é sempre positivo... Nos casos em que conseguir ver as fotografias poderá aprender muito com elas. Realizar o seu book Chama-se book ao conjunto de fotografias que representa o mais significativo do potencial de um manequim ou actor. É através deste que os clientes, fotógrafos e agências avaliam o seu potencial. Um book começa com um conjunto de fotografias especificamente realizadas para o efeito e evolui durante toda a vida activa do manequim ou actor. A necessidade de fotografias Quer trabalhe com uma agência de manequins, quer trabalhe como freelancer, vai precisar de fotografias. Fotografias para o compósite, portfólio e para colocar online. Estas fotografias têm simplesmente a função de mostrar ao cliente aquilo que o modelo é capaz de fazer, qual o seu visual. Antes que a agência possa propor os seus serviços aos clientes, o candidato a manequim que pretende que a agência o(a) represente deve saber vender-se á agência. Deve convencer os responsáveis da agência a investir tempo e dinheiro a representálo(a). Aqui um conjunto de fotografias profissionais que o(a) favoreça é fundamental. Apresentar fotografias profissionais demonstra empenho, profissionalismo, e se as fotografias forem boas excelência. As fotografias para o seu book são um investimento em si próprio(a): real, útil, concreto. São ainda uma recordação para toda a vida. Porquê realizar o seu book Uma das principais razões para ter um book é que este constitui prova da existência de uma motivação para levar esta actividade a sério. Se houver excelência nas fotografias do book então este será também uma prova de capacidade e profissionalismo. Motivação, capacidade e profissionalismo são ingredientes fundamentais para dar credibilidade ao modelo junto das agências e dos clientes. Depois a agência, os fotógrafos e os clientes querem saber qual o seu aspecto, querem saber que visual podem conseguir se o/a utilizarem em determinada campanha. A

13 selecção dos manequins para determinado tipo de trabalho faz-se normalmente entre muitas escolhas possíveis. Um manequim ideal para um projecto pode ser completamente inadequado para outro. Finalmente vai precisar de imagens para utilizar no compósito, presença online ou outro material promocional. Essas imagens terão que dar-lhe credibilidade, por isso devem ser realizadas de forma profissional, devem parecer-se às fotografias que irá realizar futuramente em trabalho. Escolha de um fotógrafo Obviamente para maximizar o impacto das suas fotografias estas devem ser realizadas por um fotógrafo profissional especializado. A qualidade do serviço que lhe será prestado depende essencialmente do serviço que quiser adquirir; dos conhecimentos e talentos do fotógrafo que realizará o serviço; e da motivação (do fotógrafo e do modelo) em realizar um bom trabalho. Para avaliar a qualidade do trabalho do fotógrafo é essencial que veja o seu portfolio (sempre na 1ª reunião que tiver com este). Não deverá contratar um fotógrafo sem ver o seu portfolio. Este deverá ser um portfolio na área da moda, retrato-publicitário, retrato profissional ou em books para manequins. De nada lhe servirá contratar o melhor fotógrafo de paisagem do país, pois o mais provável será ele não faça um trabalho á altura numa área que não é a sua. O preço do book reflecte o tempo gasto com o trabalho pelo fotógrafo; o material e equipamento utilizados, as deslocações efectuadas, o número de fotografias com que o modelo ficará... Diferentes fotógrafos cobrarão diferentes preços para trabalhos semelhantes. A profissão de fotógrafo é um trabalho independente, remunerado também de acordo com o talento, prestígio e fama do autor (tal como o trabalho de modelo). Poderá verificar que, ao pedir orçamento para a realização de fotografias para um book, o preço é um pouco mais elevado do que estava á espera. Neste caso antes de avançar, analise se o preço pedido é justo ou é especulativo em relação ao trabalho a realizar. Um preço justo, mesmo que seja elevado será sempre um investimento em si próprio(a). Muito mais importante do que o preço, é o tipo de trabalho que o fotógrafo poderá realizar; o que poderá imaginar através da analise do seu portfolio. Na escolha de um fotógrafo, o preço é secundário. As fotografias para o seu book não são uma despesa qualquer, são um investimento de importância considerável. Preparação do seu book

14 Uma vez decidida a realização do book, deverá avançar sem hesitações, com determinação e método. Deverá prosseguir tendo em vista dar o melhor de si e deixar que o fotógrafo dê o seu melhor. Do fruto dessa colaboração resultará um trabalho de que se poderá orgulhar. O primeiro passo será analisar o trabalho do fotógrafo. Na primeira reunião ser-lhe-á mostrado o seu portfolio e exposto o seu método de trabalho. Desta exposição poderá decidir se é esse o género de trabalho que pretende para si. Ser-lhe-ão dados um ou vários orçamentos, após discussão sobre o que possa ser mais adequado. O investimento mais comum na realização de um book situa-se entre os 200 e os 450 Euro. Obviamente um investimento maior permite realizar mais sessões fotográficas, gastar mais filme, fazer mais fotografias, etc. Logo as probabilidades de se obter um resultado bastante melhor são muito mais elevadas. Se aceitar um dos orçamentos e as condições a este associadas, será realizada uma nova reunião. Nesta serão agendadas as sessões fotográficas, serão decididas as roupas e adereços a utilizar, serão escolhidos os locais onde iremos fotografar. Será também assinado um contrato descrevendo os termos de prestação do serviço e o seu preço. As sessões fotográficas serão agendadas de comum acordo entre o fotógrafo e o manequim. Se houver disponibilidade por parte do fotógrafo e interesse da sua parte, estas poderão realizar-se ao fim de semana. As sessões fotográficas serão individuais para que o manequim receba toda a atenção necessária. Poderá ser fotografada mais do que uma pessoa apenas se houver acordo entre fotógrafo e manequim, mas nunca a realização do seu book deverá ser realizada em série, conjuntamente com outros modelos. A utilização ou não de maquilhador(a) é facultativa, a escolha da pessoa que poderá realizar esta tarefa é do manequim. O fotógrafo poderá sugerir determinada maquilhadora com quem está habituado a trabalhar. A escolha das fotografias será realizada em duas reuniões, a agendar logo que finalizadas as sessões fotográficas. No caso de trabalhos digitais poderá ser efectuada em apenas uma reunião. O pagamento ao fotógrafo pela realização do book será faseado, recebendo este 1/ 3 do valor no 1º dia das sessões fotográficas, 1/3 no dia da 1ª reunião para escolher fotografias e o restante quando da entrega dos trabalhos. Aprender a ser modelo com a realização do book A realização de fotografias para o seu portfolio é também uma forma de aprendizagem.

15 Na primeira sessão é normal que ainda não se sinta completamente á vontade. No decorrer das sessões fotográficas o desempenho do manequim melhora consideravelmente. Neste caso, o manequim que é humilde e segue as indicações do fotógrafo costuma realizar os maiores progressos. É também no decorrer das sessões que o fotógrafo vai melhorando a sua percepção quanto aos pontos fortes e pontos fracos do modelo; que métodos funcionam e que métodos não funcionam para a pessoa em questão. Pode acontecer que no final, as fotografias escolhidas tenham sido fotografadas na sua maioria na última sessão. As agências de manequins A boa gestão do seu relacionamento com as agências que o/a representam é de importância fulcral no seu êxito. A agência é um parceiro no desenvolvimento da sua actividade. A sua selecção, tipo de contrato que estabelece com a mesma e o respeito mútuo influenciarão decisivamente o seu progresso. Com ou sem agência de manequins Existem duas abordagens possíveis para trabalhar nesta área: Colaborar com uma agência que lhe consegue trabalhos. Ser freelancer e vender-se a si próprio(a). Trabalhar com uma boa agência, simplifica tudo. Eles encarregam-se da sua promoção junto dos clientes, aconselham-no(a) relativamente a todos os aspectos da actividade; e apenas lhe cobram uma comissão sobre os trabalhos que lhe apresentam. Trabalhar com uma má agência pode ser desastroso. No melhor dos casos, eles não lhe vendem os serviços de manequim e perderá seu tempo. Há empresas que dizem chamar-se agências de manequins; mas que em vez de procurar trabalhos para os manequins por elas representados, procuram o seu lucro nos candidatos a manequim: cobrando taxas de inscrição, despesas de representação, taxas de formação, organizam workshops e cursos a preços que nada reflectem os custos da realização do curso. Por vezes pode até ficar ligado a essa agência com um contrato de exclusividade, que lhes dá direito a percentagem sobre tudo o que ganhar, mesmo que o esforço para o/a promover tenha sido nulo da parte deles. Trabalhar sem agência também tem os seus desafios e custos. Ter um espírito empreendedor e ser capaz de funcionar como um vendedor, um empresário por conta própria. Todos os custos de promoção são suportados por si, mas também tem a vantagem de não ter que dar uma percentagem dos seus rendimentos a ninguém.

16 Quando o manequim comercializa os seus serviços Deve primeiro identificar os seus potenciais clientes, consoante os tipos de trabalho de manequim para os quais tem o potencial necessário. Para isto, tem como fontes de informação disponíveis as páginas amarelas e os guias de cada indústria. Por exemplo o Anuário da Publicidade Fotógrafos, produtores de imagem, agências de publicidade, directores criativos, algumas empresas de relações públicas, editores de moda, produtores de moda, algumas empresas de organização de eventos, etc. Depois contacte o responsável para lhe entregar o seu compósite, portfólio em CD ou outro meio que tenha. Entregue pessoalmente ou por correio. Não use a intranet para fazê-lo, pois todas as empresas recebem demasiada publicidade pelo correio electrónico. Demasiada para lhe dar alguma atenção. A agência de manequins Diz-se nos média que todas os (as) top-models têm boas agências que os apoiam. Como tal, muitos candidatos procuram encontrar uma boa agência que os represente. Mas o que é exactamente uma agência de manequins? As agências de manequins são pequenas empresas especializadas que vendem os serviços dos modelos que representam. Pelo seu trabalho recebem uma percentagem que pode ir de 20% a 33%. Existem ainda agências que podem cobrar até 50%, mas nesse caso são agências que apoiam os seus manequins 110% em todas as áreas, incluindo emprestando dinheiro para que o manequim invista na sua carreira, cobrando depois o valor emprestado nos primeiros trabalhos que este realiza. Estas agências são fenomenais, mas são extraordinariamente raras, e por vezes não oferecem as mesmas condições a todos os colaboradores. Em Portugal, Lisboa e Porto são praticamente as únicas cidades com agências que conseguem trabalho regularmente. É também nestas cidades que se localizam quase todas as empresas clientes, na área da publicidade e da moda. No resto do país também pode haver algum trabalho. Alguns manequins começam por trabalhar em cidades pequenas, principalmente em acções promocionais e desfiles de moda em discotecas. Alguns destes acabam por migrar para as grandes capitais para aí desenvolverem uma carreira. Se vive numa cidade pequena, pode ainda esperar alguns trabalhos pontuais. Nas cidades pequenas ser manequim é mais um hobby do qual se tira algum rendimento, do que uma carreira. Nalgumas regiões de forte potencial turístico é possível ser manequim e ter trabalhos com mais regularidade. A indústria do entretenimento recorre a manequins frequentemente como atractivo para o seu negócio. Pela sua paisagem, estas regiões são ainda utilizadas para filmagens e para sessões fotográficas. Por vezes utilizar modelos locais seria uma boa opção para as empresas produtoras de imagem. Mas

17 existem poucas agências de manequins implantadas localmente e que estejam habituadas a trabalhar com clientes das capitais. Se vive numa região deste tipo, considere representar-se a si próprio(a) como a alternativa disponível, embora possa manter contratos não exclusivos com as agências locais. Formação numa agência As (excelentes) agências de modelos preparam pequenas acções de formação gratuitas para os modelos que representam, realizam-lhe os composites a partir das suas fotografias, montam os seus portfólios e recolhem os recortes de imprensa. Por vezes preparam-lhes as viagens e acompanham os manequins. Tudo o que terá que fazer é pensar no trabalho de manequim. Elas gerem a carreira por si, para que possa concentrar-se no que é realmente importante. A maioria dos manequins em Portugal trabalha em agências que não são excelentes, apenas razoáveis. Nestas terá que fazer o seu book, composite e outros meios de produção. Tentar trabalhar com as melhores é um objectivo assumido por todos os candidatos a modelo, mas apenas uma pequena percentagem o consegue. Funcionamento de uma agência Uma agência divide-se em dois departamentos principais. Um que se encarrega de recrutar, formar, acompanhar e organizar os manequins. O outro encarregase de vender os serviços dos manequins junto dos clientes, de tratar das acções de marketing, de enviar os composites aos clientes, de verificar se o cliente ficou satisfeito e de fazer as cobranças. Primeiro contacto com uma agência Nalgumas agências o seu primeiro contacto será uma entrevista personalizada. Noutras, uma entrevista colectiva em que os/as manequins são filmados em vídeo, além de preencherem o formulário de candidatura. Algumas agências aceitam para manequins alguns dos participantes de concursos que organizam. Algumas têm o que chamam scouters, ou seja, pessoas responsáveis de recrutar futuros manequins em liceus, faculdades ou discotecas. Poderá ainda haver agências que apenas aceitam candidaturas em determinada época do ano pois têm o seu processo de recrutamento assim organizado. Se tiver um composite com fotografias profissionais, ou um book; deverá levá-lo no seu primeiro contacto com a agência. Normalmente o composite fica para agência independentemente da representação do candidato a modelo ser aceite. No caso de levar o book e tiver que o deixar na agência, para analise posterior; assegurese de que fica á responsabilidade de alguém identificado e de que uma data de devolução fica marcada. Vá pessoalmente buscar o book, não confie no envio pelo correio.

18 Lista de agências de Manequins em Portugal _ Blu Models : E. T F Morada: Rua do Sol ao Rato, 33 A Lisboa - Portugal _ Central Models : Av. da Liberdade, 105 2º Esq Lisboa Portugal tel tel tel tel fax _ Dxl Models : Rua Barão Sabrosa, 140A Lisboa, Portugal tel.: (+351) / (+351) _ Elite Lisbon : Praça Luís de Camões 36-3ºesq

19 Lisboa Telefone: Fax: Site: Horário de Funcionamento 10h00-13h00 14h00-18h30 _ Face Models : Rua da Atalaia, , Lisboa, Portugal Telefone: _ Karacter Models : Rua Crucifixo, nº 40, 3º LISBOA Telefone: FAX: Geral: Financeiro: Modelos: Special Booking: Actores: Comercial:

20 Hospedeiras: Eventos: Design: Academia: Scouting: _ L agence : Praça do Príncipe Real, , Lisboa Portugal Telefone: L Agence Models: Sandra Teixeira Luis Graca L Agence Commercial: Olga Duarte Mariana Daehnhardt Filipa Prelhaz (kids) L Agence Talents: Vanessa Carmo Sonia Rodrigues Daniela Lopes Moura (assistant) L Agence Administration: Elsa Gervásio Agencias de Casting e Tv : _ Plural Rua Rosa Araújo nº 12,1 andar

Ser modelo em Portugal

Ser modelo em Portugal Ser modelo em Portugal Tutorial www.lxcasting.net Revisto em Agosto de 2005 Todos os direitos reservados Página 1 Índice do tutorial Tarefas de um modelo - 3 Desenvolver as características importantes

Leia mais

Estratégias 16-12-2007. Venda Média. A forma mais óbvia de aumentar o seu número de venda média é subindo os preços.

Estratégias 16-12-2007. Venda Média. A forma mais óbvia de aumentar o seu número de venda média é subindo os preços. Venda Média 1 - Aumente os preços A forma mais óbvia de aumentar o seu número de venda média é subindo os preços. 2 - Up selling Encoraje as pessoas a comprar a versão mais avançada do que inicialmente

Leia mais

Como é que esta tecnologia me pode beneficiar?... 3. Etapas do Planeamento de uma Conferência Online... 4

Como é que esta tecnologia me pode beneficiar?... 3. Etapas do Planeamento de uma Conferência Online... 4 APRENDA A SER INOVADOR PARA FICAR À FRENTE DA CONCORRÊNCIA QUAIS OS PASSOS NECESSÁRIOS PARA PLANEAR E REALIZAR UMA CONFERÊNCIA ONLINE DE SUCESSO! COMO DAR AULAS NUMA SALA DE AULA VIRTUAL! CONTEÚDOS Como

Leia mais

questionários de avaliação da satisfação CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS

questionários de avaliação da satisfação CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS questionários de avaliação da satisfação creche CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS 2ª edição (revista) UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu Governo da República Portuguesa SEGURANÇA SOCIAL INSTITUTO DA

Leia mais

10 ERROS TÍPICOS DAS EMPRESAS QUE PARTICIPAM EM FEIRAS DE NEGÓCIOS E O Que Precisa Fazer Para Os Evitar

10 ERROS TÍPICOS DAS EMPRESAS QUE PARTICIPAM EM FEIRAS DE NEGÓCIOS E O Que Precisa Fazer Para Os Evitar 10 ERROS TÍPICOS DAS EMPRESAS QUE PARTICIPAM EM FEIRAS DE NEGÓCIOS Será que a sua empresa comete um destes 10 erros? Com a necessidade de encontrar mercados, especialmente no exterior, cada vez mais empresas

Leia mais

ATENDIMENTO A CLIENTES

ATENDIMENTO A CLIENTES Introdução ATENDIMENTO A CLIENTES Nos dias de hoje o mercado é bastante competitivo, e as empresas precisam ser muito criativas para ter a preferência dos clientes. Um dos aspectos mais importantes, principalmente

Leia mais

Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça?

Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça? Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça? Caro amigo (a) Se sua empresa está sofrendo com a falta de clientes dispostos a comprar os

Leia mais

Para Entender o Resultado Do Seu Autodiagnóstico: EM QUE CASOS O EMAIL É MAIS RECOMENDADO?

Para Entender o Resultado Do Seu Autodiagnóstico: EM QUE CASOS O EMAIL É MAIS RECOMENDADO? Para Entender o Resultado Do Seu Autodiagnóstico: EM QUE CASOS O EMAIL É MAIS RECOMENDADO? Saber se o email é mais ou menos apropriado para o seu negócio depende do tipo de produto ou serviço que vende,

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO Termos Básicos Pesquisa Registo Fazendo Propostas A Minha Conta Pedindo Cotações Ajuda: Geral Bem-vindo! No texto que se segue iremos transmitir noções básicas sobre os termos e modos

Leia mais

Agência certa. Guia de boas práticas para concursos de agências de publicidade e comunicação.

Agência certa. Guia de boas práticas para concursos de agências de publicidade e comunicação. Agência certa. Guia de boas práticas para concursos de agências de publicidade e comunicação. Introdução. Os profissionais de marketing têm que trabalhar em parcerias mutuamente benéficas com as suas agências

Leia mais

We Do. You Sell. A sua loja online (A You Sell Iniciative) Solução de Parceria Lojas Online

We Do. You Sell. A sua loja online (A You Sell Iniciative) Solução de Parceria Lojas Online Largo da Codiceira 74, 1º Tr. We Do. You Sell. A sua loja online (A You Sell Iniciative) Solução de Parceria Lojas Online // VALORVISUAL_SOLUÇÕES GLOBAIS DE COMUNICAÇÃO WE DO, YOU SELL. A SUA LOJA ONLINE

Leia mais

Abr. Mai. Mar. separata. Projecto. Empresa UNIÃO EUROPEIA. Fundo Social Europeu

Abr. Mai. Mar. separata. Projecto. Empresa UNIÃO EUROPEIA. Fundo Social Europeu 106 Abr. Mai. Mar. 09 Projecto Empresa UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu Abr. Mai. Jun. 2009 Projecto Empresa Por: J. M. Marques Apolinário - Economista; Membro do Conselho Editorial da Dirigir Hoje

Leia mais

LEONARDO DA VINCI PROGRAMME

LEONARDO DA VINCI PROGRAMME Anexo C ao Módulo C3 MANUAL DO FORMANDO Página 1 de 13 PLANEAMENTO DE RECURSOS PARA A ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS DESCRIÇÃO GERAL DO MÓDULO Para produzir um evento, os organizadores contam com a utilização

Leia mais

Manual do Professor Como organizar o jogo da Serpente Papa-Léguas na sua escola

Manual do Professor Como organizar o jogo da Serpente Papa-Léguas na sua escola Manual do Professor Como organizar o jogo da Serpente Papa-Léguas na sua escola Índice 1 1. INTRODUÇÃO 3 1.1 O que é o jogo da Serpente Papa-Léguas? 3 1.2 Por quê este jogo? 3 1.3 Calendarização 3 2. O

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DE MODELOS MATEMÁTICOS PARA A ESTIMAÇÃO DA PROCURA DE TRANSPORTES. José M. Viegas (Março 2000)

A UTILIZAÇÃO DE MODELOS MATEMÁTICOS PARA A ESTIMAÇÃO DA PROCURA DE TRANSPORTES. José M. Viegas (Março 2000) A UTILIZAÇÃO DE MODELOS MATEMÁTICOS PARA A ESTIMAÇÃO DA PROCURA DE TRANSPORTES José M. Viegas (Março 2000) I - A NECESSIDADE DO RECURSO AOS MODELOS MATEMÁTICOS PARA A ESTIMAÇÃO DA PROCURA DE TRANSPORTES

Leia mais

COMO COBRAR POR UM TRABALHO DE ORGANIZAÇÃO?

COMO COBRAR POR UM TRABALHO DE ORGANIZAÇÃO? COMO COBRAR POR UM TRABALHO DE ORGANIZAÇÃO? O GUIA COMPLETO Afinal qual é a forma correta de cobrar pelo meu trabalho? Qual o valor justo? Devo cobrar barato para ganhar o cliente ou devo cobrar caro para

Leia mais

Introdução Conselhos para educadores

Introdução Conselhos para educadores Introdução Conselhos para educadores INTRODUÇÃO A utilização da Internet constitui um desafio para a educação dos nossos filhos e dos nossos alunos. Acontece muito frequentemente que os deixamos a navegar

Leia mais

Como contratar de forma eficaz

Como contratar de forma eficaz Como contratar de forma eficaz Todos nós, de uma forma ou de outra, somos imperfeitos. Mesmo assim, procuramos contratar as pessoas perfeitas. A Robert Half fornece profissionais altamente qualificados

Leia mais

Plano de Promoção de Leitura no Agrupamento

Plano de Promoção de Leitura no Agrupamento AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO Plano de Promoção de Leitura no Agrupamento 1. Apresentação do plano 2. Objectivos gerais 3. Orientações 4. Objectivos específicos 5. Actividades 6. Avaliação 1

Leia mais

O que é a Junior Achievement 4. O que é a Junior Achievement Portugal 4. Bem-vindo ao programa Braço Direito, Um dia no teu Futuro!

O que é a Junior Achievement 4. O que é a Junior Achievement Portugal 4. Bem-vindo ao programa Braço Direito, Um dia no teu Futuro! GUIA DO ALUNO O que é a Junior Achievement 4 O que é a Junior Achievement Portugal 4 Números totais da JAP desde 2005 4 Bem-vindo ao programa Braço Direito, Um dia no teu Futuro! 5 Que benefícios oferece

Leia mais

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010 Técnicas de Secretariado Departamento Comercial e Marketing Módulo 23- Departamento Comercial e Marketing Trabalho realizado por: Tânia Leão Departamento

Leia mais

O ABC do Programa de Fidelização

O ABC do Programa de Fidelização O ABC do Programa de Fidelização COMO E POR QUÊ RETER CLIENTES? Diagnóstico As empresas costumam fazer um grande esforço comercial para atrair novos clientes. Isso implica Investir um alto orçamento em

Leia mais

A importância de personalizar a sua loja virtual

A importância de personalizar a sua loja virtual A importância de personalizar a sua loja virtual Ter uma loja virtual de sucesso é o sonho de muitos empresários que avançam por esse nicho econômico. Porém, como as lojas virtuais são mais baratas e mais

Leia mais

EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS

EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS 1 2 EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS 3 4 TÍTULO: Empreendedorismo jovem - metodologia

Leia mais

Este documento provê informação atualizada, e simples de entender, para o empreendedor que precisa iniciar ou avaliar suas operações online.

Este documento provê informação atualizada, e simples de entender, para o empreendedor que precisa iniciar ou avaliar suas operações online. Os segredos dos negócios online A Internet comercial está no Brasil há menos de 14 anos. É muito pouco tempo. Nesses poucos anos ela já mudou nossas vidas de muitas maneiras. Do programa de televisão que

Leia mais

Como Levar o Seu Blog Para o Próximo Nível

Como Levar o Seu Blog Para o Próximo Nível Como Levar o Seu Blog Para o Próximo Nível Trazido Até Você Por http://virtualmarketingpro.com/blog/joaofilho/ Como Levar o Seu Blog Ao Próximo Nível Termos e Condições Aviso Legal O escritor esforçou-se

Leia mais

O Franchising City School

O Franchising City School O Franchising City School O negócio da City School é a formação Profissional. A formação de línguas e informática na óptica do utilizador são uma componente essencial dos produtos City School. A formação

Leia mais

Condições do Franchising

Condições do Franchising Condições do Franchising ÍNDICE Introdução 1. Vantagens em entrar num negócio de franchising 2. O que nos distingue como sistema de franchising 2.1. vantagens para o franchisado face a outras redes 2.2.

Leia mais

Como. escrever um bom estudo de caso ou uma história de sucesso

Como. escrever um bom estudo de caso ou uma história de sucesso Como. escrever um bom estudo de caso ou uma história de sucesso Um estudo de caso deve fornecer uma oportunidade para mostrar o impacto do seu trabalho. Mas é também uma história, por isso precisa de um

Leia mais

7. POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO. 7.1- Comunicação 7.2- Publicidade 7.3- Promoção 7.4- Marketing directo

7. POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO. 7.1- Comunicação 7.2- Publicidade 7.3- Promoção 7.4- Marketing directo 7. POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO 7.1- Comunicação 7.2- Publicidade 7.3- Promoção 7.4- Marketing directo A COMUNICAÇÃO Comunicar Comunicar no marketing emitir mensagem para alguém emitir mensagem para o mercado

Leia mais

GUIA PARA COMPRA ONLINE

GUIA PARA COMPRA ONLINE GUIA PARA COMPRA ONLINE www.tipsal.pt QUEM SOMOS A TIPSAL - Técnicas Industriais de Protecção e Segurança, Lda foi fundada em 1980. Somos uma empresa de capitais exclusivamente nacionais com sede social

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO e CONDIÇÕES GENÉRICAS DE VENDA

TERMOS E CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO e CONDIÇÕES GENÉRICAS DE VENDA pág. 1 / 5 TERMOS E CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO e CONDIÇÕES GENÉRICAS DE VENDA 1. INTRODUÇÃO O site de vendas online www.fitnesshut.pt (adiante designado por site ou loja online) é um site de vendas online

Leia mais

Tecnologias de Informação

Tecnologias de Informação Sistemas Empresariais Enterprise Resource Planning (ERP): Sistema que armazena, processa e organiza todos os dados e processos da empresa de um forma integrada e automatizada Os ERP tem progressivamente

Leia mais

www.luisgregorio.net

www.luisgregorio.net Trazido até Si por Luis Gregorio www.luisgregorio.net "Como Ter Lucros Com As Redes Sociais nomeadamente a Publicidade No facebook " Introdução À Publicidade Do Facebook O Facebook está em milhares de

Leia mais

Concurso de Ideias para uma Nova Imagem da Associação Desportiva - BJWHF e das Secções Desportivas de Rugby DH e de Volley - LC. Artigo 1º (Objecto)

Concurso de Ideias para uma Nova Imagem da Associação Desportiva - BJWHF e das Secções Desportivas de Rugby DH e de Volley - LC. Artigo 1º (Objecto) Concurso de Ideias para uma Nova Imagem da Associação Desportiva - BJWHF e das Secções Desportivas de Rugby DH e de Volley - LC Artigo 1º (Objecto) O concurso de ideias para uma nova imagem dos Logótipos

Leia mais

A Nossa Oferta Formativa para a Administração Pública

A Nossa Oferta Formativa para a Administração Pública A Nossa Oferta Formativa para a Administração Pública 2011 DESIGNAÇÃO A inscrição poderá DO CURSO ser efectuada Nº através DE do PREÇO site POR www.significado.pt Para mais informações, por favor contacte

Leia mais

Regulamento Campanha Vantagens Extra Cofidis

Regulamento Campanha Vantagens Extra Cofidis Regulamento Campanha Vantagens Extra Cofidis 1. A presente oferta é válida para Clientes Cofidis, residentes em Portugal e maiores de 18 anos, que efetuarem um pedido de crédito (Linha de Crédito) entre

Leia mais

A Internet nas nossas vidas

A Internet nas nossas vidas Economia Digital A Internet nas nossas vidas Nos últimos anos a internet revolucionou a forma como trabalhamos, comunicamos e até escolhemos produtos e serviços Economia Digital Consumidores e a Internet

Leia mais

Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses

Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses Ficha de Inscrição Encontre a resposta às suas dúvidas! Identifique a sessão pretendida: Porto AICEP (Rua António Bessa Leite, 1430-2.º andar)

Leia mais

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online.

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online. Assunto E-commerce Metodologia Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online. Quantidade de entrevistas realizadas: 1.652 mulheres Perfil: 18 a 50 anos Mercado: Brasil

Leia mais

TESTE DE TREINO PARA O TESTE DE RACIOCÍNIO GLOBAL

TESTE DE TREINO PARA O TESTE DE RACIOCÍNIO GLOBAL TESTE DE TREINO PARA O TESTE DE RACIOCÍNIO GLOBAL COPYRIGHT 2008 PROCTER & GAMBLE CINCINNATI, OH 45202 U.S.A. ATENÇÃO: Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste folheto pode ser reproduzida de

Leia mais

Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas

Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas Este guia foi produzido como parte da Campanha de Consciencialização Pan-Europeia sobre RSE, uma iniciativa da Comissão Europeia, Directoria

Leia mais

Conquistando Clientes Técnicas de Abordagem

Conquistando Clientes Técnicas de Abordagem Conquistando Clientes Técnicas de Abordagem 03 Conquistando Clientes Conheça seu Cliente Conheça o Cartão Tricard Simulação de Abordagem 08 11 15 21 Documentação necessária 02 Conquistando Clientes Neste

Leia mais

Tutorial sobre Phishing

Tutorial sobre Phishing Tutorial sobre Phishing Data: 2006-08-15 O que é o Phishing? Phishing é um tipo de fraude electrónica que tem se desenvolvido muito nos últimos anos, visto que a Internet a cada dia que passa tem mais

Leia mais

Gestão Eficaz de Queixas e Reclamações

Gestão Eficaz de Queixas e Reclamações Gestão Eficaz de Queixas e Reclamações Bem vindos Ana Santos Martins 1 A Imagem da Empresa e a Qualidade do Serviço (1/3) A Qualidade do Serviço ao Cliente é sem dúvida, a melhor Imagem que as empresas

Leia mais

2ª Edição - 2011. Projecto de Voluntariado em Moçambique

2ª Edição - 2011. Projecto de Voluntariado em Moçambique 2ª Edição - 2011 Projecto de Voluntariado em Moçambique AIDGLOBAL: breve apresentação A AIDGLOBAL Acção e Integração para o Desenvolvimento Global é uma Organização Não Governamental que desenvolve projectos

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DAS ACÇÕES DE FORMAÇÃO

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DAS ACÇÕES DE FORMAÇÃO REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DAS ACÇÕES DE FORMAÇÃO CÂMARA DO COMÉRCIO DE ANGRA DO HEROÍSMO Índice 1. Âmbito de Aplicação 2. Competência Organizativa 3. Política e Estratégia da Entidade 4. Responsabilidades

Leia mais

Como conversar com possíveis iniciadas

Como conversar com possíveis iniciadas Como conversar com possíveis iniciadas Convidar outras mulheres a tornarem-se consultoras é uma atividade chave para quem quer tornar-se diretora. Aprenda como fazer a entrevista de iniciação, ou seja:

Leia mais

Escolas de Pentatlo Moderno

Escolas de Pentatlo Moderno Escolas de Pentatlo Moderno ÍNDICE O que é o franchising PENTAKID? 3 Serviços PENTAKID 5 Marketing 6 Recursos Humanos 7 Financiamento 8 Processo de aquisição 9 Ficha técnica 10 Carta de resposta 11 2 O

Leia mais

gettyimages.pt Guia do site área de Film

gettyimages.pt Guia do site área de Film gettyimages.pt Guia do site área de Film Bem-vindo à área de Film do novo site gettyimages.pt. Decidimos compilar este guia, para o ajudar a tirar o máximo partido da área de Film, agora diferente e melhorada.

Leia mais

Dário Afonso Fernanda Piçarra Luisa Ferreira Rosa Felisberto Módulo: 3786, Controlo de Riscos

Dário Afonso Fernanda Piçarra Luisa Ferreira Rosa Felisberto Módulo: 3786, Controlo de Riscos Medidas de Prevenção e Protecção Dário Afonso Fernanda Piçarra Luisa Ferreira Rosa Felisberto Módulo: 3786, Controlo de Riscos 30 - Novembro, 2010 ÍNDICE Introdução - Medidas de Prevenção e Protecção pág.

Leia mais

1. Dados de acesso à Internet

1. Dados de acesso à Internet Ao efectuar o presente registo está a afirmar ter conhecimento e a manifestar a sua aceitação da nossa Política de Privacidade (A Clínica Dr Eduardo Merino- Lda., adiante designada por Eduardo Merino Terapias

Leia mais

Guia de Participação na MISSÃO PARA O CRESCIMENTO PORTUGAL

Guia de Participação na MISSÃO PARA O CRESCIMENTO PORTUGAL Guia de Participação na MISSÃO PARA O CRESCIMENTO PORTUGAL Encontro Internacional de Negócios Lisboa, 29 de Novembro de 2013 INTRODUÇÃO As PME portuguesas têm vindo a atravessar bastantes dificuldades

Leia mais

inserralves INDÚSTRIAS CRIATIVAS Programa do Concurso para Selecção de Ideias e Projectos

inserralves INDÚSTRIAS CRIATIVAS Programa do Concurso para Selecção de Ideias e Projectos inserralves INDÚSTRIAS CRIATIVAS Programa do Concurso para Selecção de Ideias e Projectos ÍNDICE 1. Enquadramento e Objectivos 2. Definição 3. Atribuições da Fundação de Serralves 4. Destinatários 5. Candidaturas

Leia mais

OLIVEIRA, Helena. Como gerir a informação. DIGITAL ON LINE, v.5, n.5, Mai, 1999

OLIVEIRA, Helena. Como gerir a informação. DIGITAL ON LINE, v.5, n.5, Mai, 1999 COMO GERIR A INFORMAÇÃO OLIVEIRA, Helena. Como gerir a informação. DIGITAL ON LINE, v.5, n.5, Mai, 1999 RESUMO:"O mundo dos negócios vai mudar mais nos próximos 10 anos do que nos últimos 50 anos. O êxito

Leia mais

ebook Introdutor Exclusivo

ebook Introdutor Exclusivo ebook Introdutor Exclusivo ebook Digital criado por HM ADVICES - Todos os direitos reservados. Opa, tudo bem? Se você está visualizando este ebook, indica que você foi um dos 100 primeiros a se inscrever

Leia mais

PRODUTOS INOVADORES: O DESAFIO DO MERCADO RECURSOS TÉCNICOS PARA O EMPREENDEDORISMO DE BASE TECNOLÓGICO

PRODUTOS INOVADORES: O DESAFIO DO MERCADO RECURSOS TÉCNICOS PARA O EMPREENDEDORISMO DE BASE TECNOLÓGICO ÍNDICE INTRODUÇÃO Sobre o guia Utilizadores Beneficiários CONCEITOS CHAVE NOTAS METODOLÓGICAS E PRÉ-REQUISITOS PROCESSO METODOLÓGICO Parte I Referencial para o lançamento de produtos inovadores no mercado

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA E INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO DE SELECÇÃO

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA E INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO DE SELECÇÃO 4.ª EDIÇÃO DO PEPAL INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA E INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO DE SELECÇÃO 1 Índice 1. DESTINATÁRIOS DO PEPAL...3 2. CANDIDATURAS DOS ESTAGIÁRIOS...4 2.1.

Leia mais

Complementos de Base de Dados Enunciados de Exercícios

Complementos de Base de Dados Enunciados de Exercícios INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO Pós Graduação em Desenvolvimento de Sistemas de Informação 2006 2007 Complementos de Base de

Leia mais

White Paper: Como Produzir um Case Study Guia Prático e Essencial

White Paper: Como Produzir um Case Study Guia Prático e Essencial White Paper: Como Produzir um Case Study Guia Prático e Essencial Indíce de Conteúdos O Que É um Case Study?... Os seus clientes realmente gostam sua empresa e têm excelentes resultados com os seus produtos,

Leia mais

INSCRIÇÕES MANUAL DE INSCRIÇÃO PARA O ALUNO FCUL. Inscrição a Disciplina(s) Comprovativo de inscrição Plano de pagamento de propinas

INSCRIÇÕES MANUAL DE INSCRIÇÃO PARA O ALUNO FCUL. Inscrição a Disciplina(s) Comprovativo de inscrição Plano de pagamento de propinas INSCRIÇÕES MANUAL DE INSCRIÇÃO PARA O ALUNO FCUL Inscrição a Disciplina(s) Comprovativo de inscrição Plano de pagamento de propinas Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa - Manual de Inscrição

Leia mais

MICROSOFT ONENOTE E TOSHIBA CASE STUDY SOLUÇÃO DE CLIENTE

MICROSOFT ONENOTE E TOSHIBA CASE STUDY SOLUÇÃO DE CLIENTE CASE STUDY MICROSOFT ONENOTE E TOSHIBA CASE STUDY SOLUÇÃO DE CLIENTE AGENTE DA WEB AUMENTA A PRODUTIVIDADE E TIRA PARTIDO DE TRABALHO EM EQUIPA MAIS EFICAZ COM PORTÁTEIS TOSHIBA E ONENOTE O acesso partilhado

Leia mais

FEUP 2006/2007 Mestrado em Tecnologias Multimédia Doc. Apresentação V0

FEUP 2006/2007 Mestrado em Tecnologias Multimédia Doc. Apresentação V0 FEUP 2006/2007 Mestrado em Tecnologias Multimédia Doc. Apresentação V0 TÍTULO: Animatic - Marionetas Digitais Interactivas ORIENTADORES: Professor Doutor Aníbal Ferreira Professor Doutor Rui Torres ALUNO:

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE A EQUIPA DO PTE 2009/2010 Índice 1. Entrar na plataforma Moodle 3 2. Editar o Perfil 3 3. Configurar disciplina 4 3.1. Alterar definições 4 3.2. Inscrever alunos

Leia mais

Concurso de Fotografia Revela o teu.pt

Concurso de Fotografia Revela o teu.pt Concurso de Fotografia Revela o teu.pt Desafio O DNS.pt, entidade responsável pelo domínio de topo de Portugal, o.pt, realiza um concurso de fotografia subordinado ao tema Revela o teu.pt. O objetivo é

Leia mais

Ninguém gosta do custo de frete. Os clientes

Ninguém gosta do custo de frete. Os clientes I E-BOOK Ninguém gosta do custo de frete. Os clientes não gostam. As lojas virtuais não gostam. O mercado não gosta. Mas apesar do crescimento dos custos de manuseio, envio e transporte de produtos, a

Leia mais

MATRÍCULA ELECTRÓNICA. Manual do Utilizador

MATRÍCULA ELECTRÓNICA. Manual do Utilizador MATRÍCULA ELECTRÓNICA Manual do Utilizador ÍNDICE 1 PREÂMBULO... 2 2 UTILIZAÇÃO PELOS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO... 3 2.1 Matrícula Electrónica - Acesso através do Portal das Escolas... 3 2.2 Registo de

Leia mais

Declaração de Privacidade

Declaração de Privacidade Declaração de Privacidade A Kelly Services, Inc. e as suas subsidiárias ("Kelly Services" ou Kelly ) respeitam a sua privacidade e reconhecem que possui determinados direitos relacionados com quaisquer

Leia mais

A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS

A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS NOVEMBRO DE 2007 CMVM A 1 de Novembro de 2007 o

Leia mais

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011 Plano [1] Guia de Acesso à Formação Online 2011 [2] ÍNDICE ÍNDICE...2 1. Introdução...3 2. Metodologia Formativa...4 3. Actividades...4 4. Apoio e Acompanhamento do Curso...5 5. Avaliação...6 6. Apresentação

Leia mais

Tu e a publicidade. A publicidade está em toda a parte. Exercício. Início. Sabia que?

Tu e a publicidade. A publicidade está em toda a parte. Exercício. Início. Sabia que? 1 Tu e a publicidade Temas abordados A publicidade à nossa volta. Objectivos da aprendizagem Compreender as diferentes utilizações da publicidade, tais como vender, convencer ou expor um ponto de vista.

Leia mais

Manual de administração

Manual de administração Manual de administração Como fazer outsourcing dos sistemas de informação Índice Introdução Passo 1 - Definir o enquadramento Passo 2 - Analisar os recursos e serviços internos Passo 3 - Analisar os recursos

Leia mais

indiferenca.com Índice Empresa Pág. 3 Valores Pág. 3 Mercado Pág. 4 Serviços Pág. 4 Marcas Pág. 6 Protocolo Pág. 7 Vantagens

indiferenca.com Índice Empresa Pág. 3 Valores Pág. 3 Mercado Pág. 4 Serviços Pág. 4 Marcas Pág. 6 Protocolo Pág. 7 Vantagens Página2 Índice Empresa Valores Mercado Serviços Marcas Protocolo Vantagens a. Alunos / Docentes / Funcionários Contrapartidas Pág. 3 Pág. 3 Pág. 4 Pág. 4 Pág. 6 Pág. 7 Pág. 7 Pág. 8 Pág. 8 4440-650 Valongo

Leia mais

Abra sua. Conta CAIXA Fácil. caixa.gov.br. CAIXA. O banco que acredita nas pessoas.

Abra sua. Conta CAIXA Fácil. caixa.gov.br. CAIXA. O banco que acredita nas pessoas. Abra sua Conta CAIXA Fácil caixa.gov.br CAIXA. O banco que acredita nas pessoas. Este guia vai ajudar você a entender os termos mais usados no dia-a-dia dos bancos, além de mostrar como é fácil e seguro

Leia mais

Em Entrevistas Profissionais

Em Entrevistas Profissionais Em Entrevistas Profissionais Amplie a sua performance na valorização das suas competências 2011 Paula Gonçalves [paula.goncalves@amrconsult.com] 1 Gestão de Comunicação e Relações Públicas As Entrevistas

Leia mais

PROFISSIONAL. 7 Passos para Gerencar um Eficiente Estúdio Fotográfico de Produtos

PROFISSIONAL. 7 Passos para Gerencar um Eficiente Estúdio Fotográfico de Produtos EDIÇÃO Nº 04 GRÁTIS FOTOGRAFIA PROFISSIONAL SOLUÇÕES PARA IMAGENS DE PRODUTO QUE CONQUISTARAM OS LÍDERES DO COMÉRCIO ELETRÔNICO 7 Passos para Gerencar um Eficiente Estúdio Fotográfico de Produtos Do início

Leia mais

BOLSAS DE ESTUDO DE ESPECIALIZAÇÃO E VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL NO ESTRANGEIRO REGULAMENTO

BOLSAS DE ESTUDO DE ESPECIALIZAÇÃO E VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL NO ESTRANGEIRO REGULAMENTO BOLSAS DE ESTUDO DE ESPECIALIZAÇÃO E VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL NO ESTRANGEIRO REGULAMENTO I. DISPOSIÇÕES GERAIS Artº 1º 1) Com o fim de estimular a especialização e a valorização profissional nos diversos

Leia mais

PROGRAMAS DE INCENTIVOS: DINHEIRO OU ESPÉCIE?

PROGRAMAS DE INCENTIVOS: DINHEIRO OU ESPÉCIE? Rafael Mahave Tradução e adaptação de Amândio da Fonseca Ninguém duvida da utilidade dos incentivos para se atingirem objectivos, quer no âmbito profissional quer empresarial. E quando falamos de objectivos

Leia mais

Regulamento do Concurso de Ilustração. Mascote Infantil ANA

Regulamento do Concurso de Ilustração. Mascote Infantil ANA Regulamento do Concurso de Ilustração Mascote Infantil ANA 1 1 ENQUADRAMENTO O presente concurso visa fomentar a colaboração entre a ANA e a comunidade envolvente, possibilitando a alunos do ensino superior

Leia mais

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R 8 DICAS ESSENCIAIS PARA ESCOLHER SUA CORRETORA W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R Aviso Importante O autor não tem nenhum vínculo com as pessoas, instituições financeiras e produtos, citados, utilizando-os

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA Ano lectivo 2008/2009 DEPARTAMENTO Departamento de Línguas e Culturas CURSO Mestrado em Línguas, Literaturas e Culturas 1.INTRODUÇÃO (máx. meia página)

Leia mais

Declaração de privacidade Configurador Web de Instalações

Declaração de privacidade Configurador Web de Instalações Declaração de privacidade Configurador Web de Instalações A sua privacidade é importante para nós, Lexmark International Serviços de Assistência e Marketing, Unipessoal, Lda. Reconhecemos a sua necessidade

Leia mais

CONSELHOS PARA PAIS E FILHOS. Geração Futura. Perceba o seu filho e ajude-o a subir as notas! Sucesso Escolar

CONSELHOS PARA PAIS E FILHOS. Geração Futura. Perceba o seu filho e ajude-o a subir as notas! Sucesso Escolar Sucesso Escolar CONSELHOS PARA PAIS E FILHOS Geração Futura Perceba o seu filho e ajude-o a subir as notas! www.geracaofutura.pt geracaofutura.formacao@gmail.com Telemóvel: 919 123 725 Skype: geracaofutura

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

DEPUY SYNTHES CÓDIGO DE CONDUTA GLOBAL

DEPUY SYNTHES CÓDIGO DE CONDUTA GLOBAL Uma Paixão pela Integridade Integridade em Acção - Conformidade nos Cuidados de Saúde A Conformidade nos Cuidados de Saúde é uma Responsabilidade de Todos A DePuy Synthes é reconhecida mundialmente pelas

Leia mais

Comece o quanto antes! Logo que receber seu kit Mary Kay, experimente todos os produtos, pratique em você mesma. Inclua tudo na sua rotina diária.

Comece o quanto antes! Logo que receber seu kit Mary Kay, experimente todos os produtos, pratique em você mesma. Inclua tudo na sua rotina diária. POR ONDE COMEÇAR??? 1. Comece o quanto antes! Logo que receber seu kit Mary Kay, experimente todos os produtos, pratique em você mesma. Inclua tudo na sua rotina diária. Vai ganhar confiança, aprender

Leia mais

PHC TeamControl CS. A gestão de equipas e de departamentos

PHC TeamControl CS. A gestão de equipas e de departamentos PHC TeamControl CS A gestão de equipas e de departamentos A solução que permite concretizar projetos no tempo previsto e nos valores orçamentados contemplando: planeamento; gestão; coordenação; colaboração

Leia mais

DE RELÓGIOS. Guia de Melhores Práticas. Como Fotografar Relógios Como um Profissional EDIÇÃO Nº 06 GRÁTIS FOTOGRAFIA

DE RELÓGIOS. Guia de Melhores Práticas. Como Fotografar Relógios Como um Profissional EDIÇÃO Nº 06 GRÁTIS FOTOGRAFIA EDIÇÃO Nº 06 GRÁTIS FOTOGRAFIA DE RELÓGIOS SOLUÇÕES PARA IMAGENS DE PRODUTO QUE CONQUISTARAM OS LÍDERES DO COMÉRCIO ELETRÔNICO Guia de Melhores Práticas Como Fotografar Relógios Como um Profissional Precisa

Leia mais

Política de Privacidade

Política de Privacidade Política de Privacidade Introdução A Chevron, e as demais subsidiárias do grupo, comprometem-se em proteger a sua privacidade. Esta política explica em detalhe as medidas tomadas para proteger os seus

Leia mais

CARTÕES UNIBANCO APRESENTAÇÃO

CARTÕES UNIBANCO APRESENTAÇÃO CARTÕES UNIBANCO APRESENTAÇÃO A UNICRE UNICRE Instituição Financeira de Crédito, S.A Especialista em cartões de pagamento desde 1974 Sede: Av. António Augusto de Aguiar, 122 Lisboa www.unicre.pt Emissora

Leia mais

Não deixe de nos contactar ou de nos visitar

Não deixe de nos contactar ou de nos visitar www.microcredito.com.pt ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE DIREITO AO CRÉDITO Partilhe as suas esperanças e sonhos. Outras pessoas podem ajudá-lo a torná-las realidade (Autor desconhecido) Não deixe de nos contactar

Leia mais

Prémio Inovação em Intervenção Psicológica

Prémio Inovação em Intervenção Psicológica Prémio Inovação em Intervenção Psicológica ABRIL 2015 Índice 03 05 11 1. Programa OPP Inovação em Intervenção Psicológica 1.1. Prémio Inovação em Intervenção Psicológica 1.2. Summer Camp - Inovação em

Leia mais

Sua campanha em Google AdWords com o vale desconto

Sua campanha em Google AdWords com o vale desconto Sua campanha em Google AdWords com o vale desconto Sua campanha em Google AdWords com o vale desconto Índice Crie a sua conta do Google AdWords 3 Versões do seu programa 3 Dados de acesso 3 Active a sua

Leia mais

CARREIRAS NA GLORY GLOBAL SOLUTIONS POLÍTICA DE PRIVACIDADE

CARREIRAS NA GLORY GLOBAL SOLUTIONS POLÍTICA DE PRIVACIDADE SITE DE CARREIRAS NA GLORY GLOBAL SOLUTIONS POLÍTICA DE PRIVACIDADE Bem-vindo à área de Carreiras na Glory Global Solutions, o Web site de recrutamento (o "Site"). Descrevemos a seguir a forma como as

Leia mais

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1 Copyright 2012 Efacec Todos os direitos reservados. Não é permitida qualquer cópia, reprodução, transmissão ou utilização deste documento sem a prévia autorização escrita da Efacec Sistemas de Gestão S.A.

Leia mais

Introdução ao GetResponse

Introdução ao GetResponse Guia rápido sobre... Introdução ao GetResponse Neste guia... Aprenda a construir sua lista, a criar envolventes e-mails e a converter contatos em clientes em GetResponse, com acesso aos melhores recursos

Leia mais

Relatório de Clientes Mistério. Agência para a Modernização Administrativa

Relatório de Clientes Mistério. Agência para a Modernização Administrativa Relatório de Clientes Mistério Agência para a Modernização Administrativa Ano de 2010 Índice Parte I Enquadramento... 2 1. Objectivos do Cliente Mistério... 2 Parte II Metodologia de Intervenção... 3 Parte

Leia mais