RELEASING DAS AÇÕES DESENVOLVIDAS DURANTE OS EVENTOS DO BNDES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELEASING DAS AÇÕES DESENVOLVIDAS DURANTE OS EVENTOS DO BNDES"

Transcrição

1 Palmas, 06 de julho de RELEASING DAS AÇÕES DESENVOLVIDAS DURANTE OS EVENTOS DO BNDES Evento: Financiamento Mais Perto de Você Data: 12 e 13 de Junho de Local: Sala de Eventos do IEL Palmas/TO Público Alvo: APLs da Confecção, Cerâmica e demais empresários. Parceiros: FIETO/IEL - Federação das Industrias do Estado do Tocantins, Instituto Euvaldo Lodi; BNDES Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social; Governo do Estado Secretaria de Industria e Comércio; Ministério do Desenvolvimento, Industria e Comércio Exterior Grupo de Trabalho Permanente para Arranjos Produtivos Locais. Programação: Abertura/Painel (As Formas de Apoio às Micro, Pequena e Médias Empresas MPMEs)/Rodada de Negócios/Reunião com a Governança e Visitas Técnicas. Número de Participantes do Evento: 66 Número de Participantes da Rodada de Crédito: Caixa Econômica Federal: 8 pessoas Banco do Brasil: 23 pessoas Bradesco: 8 pessoas Agência de Fomento:3 pessoas Banco da Amazona:14 pessoas Número de Participantes da Reunião da Governança do setor da Confecção: 16 pessoas Número de Participantes da Reunião da Governança do setor da Cerâmica: 14 pessoas

2 FOTOS DOS EVENTOS: * Abertura das palestras - paineis * Público: agentes financeiros, empresários e autoridades *Fala do superintendente do IEL-NR/TO

3 RODADA DE CRÉDITOS EM PALMAS: *Rodada de crédito Banco do Brasil * Rodada de crédito Banco da Amazônia *Rodada de Crédito Bradesco *Rodada de crédito Agência de Fomento *Rodada de crédito - CEF

4 VISITAS TÉCNICAS AS EMPRESAS DOS SETORES DA CONFECÇÃO E CERÂMICA: *Visita Técnica Empresa de Confecção Estrela do Mar *Visita Técnica Empresa de Confecção Estrela do Mar *Visita Técnica Empresa de Confecção Natálya Brindes *Visita Técnica Empresa de Confecção Natálya Brindes *Visita Técnica Empresa de Cerâmica TECIL *Visita Técnica Empresa de Cerâmica - TECIL

5 REUNIÕES COM A GOVERNANÇA DOS SETORES DA CONFECÇÃO E CERÂMICA: *Reunião da Governança APL da Confecção *Reunião da Governança APL da Cerâmica

6 Evento: Financiamento Mais Perto de Você Data: 14 e 15 de Junho de Local: Auditório do Sistema FIETO Araguaína/TO Público Alvo: APLs da Madeira e Móveis, Carne e Couro e demais empresários. Parceiros: FIETO/IEL - Federação das Industrias do Estado do Tocantins, Instituto Euvaldo Lodi; BNDES Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social; Governo do Estado Secretaria de Industria e Comércio; Ministério do Desenvolvimento, Industria e Comércio Exterior Grupo de Trabalho Permanente para Arranjos Produtivos Locais. Programação: Abertura/Painel (As Formas de Apoio às Micro, Pequena e Médias Empresas MPMEs)/Rodada de Negócios/Reunião com a Governança e Visitas Técnicas. Número de Participantes do Evento: 59 Número de Participantes da Rodada de Crédito: Caixa Econômica Federal: 7 pessoas Banco do Brasil: 10 pessoas Bradesco: 6 pessoas Agência de Fomento: 4pessoas Banco da Amazona: 11 pessoas Em Araguaína, as Reuniões da Governança dos setores da Madeira e Móveis e Carne e Couro aconteceram juntos na empresa Apoekã Móveis.

7 FOTOS DOS EVENTOS: *Abertura do Evento em Araguaína/TO *Inicio dos Trabalhos Painéis *Perguntas e respostas Agentes financeiros/empresários

8 RODADAS DE CRÉDITO EM ARAGUAÍNA: *Rodada de crédito Banco do Brasil * Rodada de crédito - Bradesco *Rodada de crédito Agência de Fomento * Rodada de crédito CEF *Rodada de crédito Banco da Amazônia

9 VISITAS TÉCNICAS AS EMPRESAS DOS SETORES DA CARNE/COURO E MADEIRAS E MÓVEIS: * Visita Técnica APL/ Carne FRINORTE * Visita Técnica APL/ Carne FRINORTE * Visita Técnica APL/Carne - FRINORTE * Visita Técnica APL/Carne - FRINORTE * Visita Técnica APL/Mad.Moveis Apoekã Móveis * Visita Técnica APL/Mad.Moveis Apoekã Móveis

10 REUNIÕES COM A GOVERNANÇA DOS SETORES DA CARNE/COURO E MADEIRAS E MÓVEIS: *Reunião da Governança com os setores da Carne e do Couro e Madeiras e Móveis *Reunião de Governança com a presente do Presidente da FIETO Eduardo Machado Silva *Reunião da Governança com os setores da Carne e do Couro e Madeiras e Móveis Elaborado por: Fernanda Moraes Técnica da área de Projetos do IEL

11

Cooperação e Governança em Arranjos Produtivos Locais

Cooperação e Governança em Arranjos Produtivos Locais Cooperação e Governança em Arranjos Produtivos Locais 1ª Conferência Brasileira sobre Arranjos Produtivos Locais Carlos Roberto Rocha Cavalcante Superintendente 2004 Histórico de Atuação do IEL 1969 -

Leia mais

Ações Estruturantes da SECTI

Ações Estruturantes da SECTI Ações Estruturantes da SECTI Rede de Apoio aos APLs: Resultado da parceria entre Governo, Empresas e Universidades visando promover uma maior articulação entre os diversos atores que realizam ações em

Leia mais

Participação do do Banco nos nos Arranjos Produtivos Locais APL s

Participação do do Banco nos nos Arranjos Produtivos Locais APL s Bradesco Participação do do Banco nos nos Arranjos Produtivos Locais APL s Missão Ampliar a concessão de crédito e assistência financeira; Disponibilizar Produtos e Serviços Financeiros adequados; Facilitar

Leia mais

OBJETIVO CARACTERIZAÇÃO

OBJETIVO CARACTERIZAÇÃO OBJETIVO Incrementar a economia digital do Estado de Alagoas e seus benefícios para a economia local, através de ações para qualificação, aumento de competitividade e integração das empresas e organizações

Leia mais

ENCONTROS DE NEGÓCIOS ORIENTAÇÃO EMPRESARIAL PALESTRAS EXPOSIÇÃO DE EMPRESAS

ENCONTROS DE NEGÓCIOS ORIENTAÇÃO EMPRESARIAL PALESTRAS EXPOSIÇÃO DE EMPRESAS ENCONTROS DE NEGÓCIOS ORIENTAÇÃO EMPRESARIAL PALESTRAS EXPOSIÇÃO DE EMPRESAS SEMANA DE NEGÓCIOS 2014 O EVENTO A Semana de Negócios Metalmecânica do Médio Paraíba Fluminense de 2014 acontece entre os dias

Leia mais

Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação. Política Estadual de Arranjos Produtivos Locais

Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação. Política Estadual de Arranjos Produtivos Locais Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação Política Estadual de Arranjos Produtivos Locais Política Nacional de Arranjos Produtivos Locais Premissas Reconhecimento de que políticas de fomento

Leia mais

Apresentação de Ações Institucionais do GTP-APL. Oduval Lobato Neto Banco da Amazônia Gerencia de Gestão de Programas Governamentais

Apresentação de Ações Institucionais do GTP-APL. Oduval Lobato Neto Banco da Amazônia Gerencia de Gestão de Programas Governamentais Apresentação de Ações Institucionais do GTP-APL Oduval Lobato Neto Banco da Amazônia Gerencia de Gestão de Programas Governamentais Dezembro/2013 Pauta 1. Banco da Amazônia enfoque institucional 2. Ações

Leia mais

e renda Superintendência Nacional Estratégia Competitividade das MPE Associação e a cooperação Micro e Pequeno Empreendedorismo

e renda Superintendência Nacional Estratégia Competitividade das MPE Associação e a cooperação Micro e Pequeno Empreendedorismo e renda Superintendência Nacional Estratégia Competitividade das MPE Micro e Pequeno Empreendedorismo e renda Superintendência Nacional Estratégia Competitividade das MPE Micro e Pequeno Empreendedorismo

Leia mais

Resultados do GTP APL

Resultados do GTP APL 2ª Conferência Brasileira sobre Arranjos Produtivos Locais Resultados do GTP APL Cândida Maria Cervieri Secretária Técnica do GTP APL Diretora do Departamento de Micro, Pequena e Média Empresa/SDP/MDIC

Leia mais

O Programa de Fortalecimento da Atividade Empresarial (PROGREDIR) e os APLs no Estado da Bahia: Um Caso de Sucesso

O Programa de Fortalecimento da Atividade Empresarial (PROGREDIR) e os APLs no Estado da Bahia: Um Caso de Sucesso O Programa de Fortalecimento da Atividade Empresarial (PROGREDIR) e os APLs no Estado da Bahia: Um Caso de Sucesso 4ª Conferência Brasileira de Arranjos Produtivos Locais Brasília, 27 a 29 de novembro

Leia mais

REDE APL PARANÁ APOIO AOS ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS DO ESTADO DO PARANÁ

REDE APL PARANÁ APOIO AOS ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS DO ESTADO DO PARANÁ REDE APL PARANÁ APOIO AOS ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS DO ESTADO DO PARANÁ INÍCIO DO PROCESSO Plano Plurianual 2004/2007 Programas (Lei 14.276/2003) Arranjos Produtivos Locais Política de Apoio aos APLs

Leia mais

GOVERNANÇA E COOPERAÇÃO

GOVERNANÇA E COOPERAÇÃO Reunião Plenária do GTP-APL GOVERNANÇA E COOPERAÇÃO Brasília, 19 de agosto de 2010 SEBRAE Governança Envolve uma rede de diferentes agentes - governos, instituições financeiras, instituições de ensino

Leia mais

XXVIII Reunião do Subgrupo de Trabalho 7º Indústria COMISSÃO DE MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS E ARTESANATO

XXVIII Reunião do Subgrupo de Trabalho 7º Indústria COMISSÃO DE MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS E ARTESANATO MERCOSUL/SGT Nº 7/ ATA Nº 03/06 XXVIII Reunião do Subgrupo de Trabalho 7º Indústria COMISSÃO DE MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS E ARTESANATO Realizou-se em Brasília, República Federativa do Brasil, no

Leia mais

Organizado pelo Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil.

Organizado pelo Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil. O QUE É O ENCOMEX Evento referência de comércio exterior no Brasil: 11 anos de eventos 131 edições realizadas 79.500 participantes Organizado pelo Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

Leia mais

DTR DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO REGIONAL. ADEOSC Agência de Desenvolvimento do Extremo Oeste de Santa Catarina

DTR DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO REGIONAL. ADEOSC Agência de Desenvolvimento do Extremo Oeste de Santa Catarina DTR DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO REGIONAL ADEOSC Agência de Desenvolvimento do Extremo Oeste de Santa Catarina Sistema Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina FIESC Instituto Euvaldo Lodi IEL

Leia mais

Instituto Euvaldo Lodi. Árisson Carvalho de Araújo Gerente Núcleo de Projetos Industriais Coletivos (NPC) IEL MG

Instituto Euvaldo Lodi. Árisson Carvalho de Araújo Gerente Núcleo de Projetos Industriais Coletivos (NPC) IEL MG Instituto Euvaldo Lodi Árisson Carvalho de Araújo Gerente Núcleo de Projetos Industriais Coletivos (NPC) IEL MG Atuação do IEL em Coletivos Empresariais Identificação de gargalos tecnológicos e de gestão

Leia mais

Plano Brasil Maior 2011/2014. Inovar para competir. Competir para crescer.

Plano Brasil Maior 2011/2014. Inovar para competir. Competir para crescer. Plano Brasil Maior 2011/2014 Inovar para competir. Competir para crescer. Dimensões do PBM Oportunidades Desafios Sistema de Gestão Desdobramento do Plano Brasil Maior na Política de Arranjos Produtivos

Leia mais

IEL INSTITUTO EUVALDO LODI

IEL INSTITUTO EUVALDO LODI INSTITUTO EUVALDO LODI IEL Integra o Sistema Indústria juntamente com CNI, SESI, SENAI e Federações Possui mais de 44 anos de atuação em todo o território Brasileiro Tem o compromisso com o aumento da

Leia mais

SOLUÇÕES COMPLETAS EM PRODUTOS E SERVIÇOS PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

SOLUÇÕES COMPLETAS EM PRODUTOS E SERVIÇOS PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SOLUÇÕES COMPLETAS EM PRODUTOS E SERVIÇOS PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SN de Estratégia para Micro e Pequeno Empreendedorismo GN Sustentabilidade e Responsabilidade Socioambiental Outubro - 2014 153

Leia mais

SOMANDO FORÇAS PREFIRA O QUE É NOSSO! Selo do associado: ESTA EMPRESA AJUDA NOSSA CIDADE CRESCER

SOMANDO FORÇAS PREFIRA O QUE É NOSSO! Selo do associado: ESTA EMPRESA AJUDA NOSSA CIDADE CRESCER Nossa visão é de um futuro próspero para nossa cidade motivado pelo empreendedorismo cooperativo, p r o s s i o n a l i z a ç ã o d a g e s t ã o e n e g ó c i o s, dando notoriedade regional aos sócios.

Leia mais

Arranjo Produtivo Local

Arranjo Produtivo Local Arranjo Produtivo Local GN CAPTAÇÃO MICRO E PEQUENA EMPRESA SN Micro e Pequena Empresa Atuação em APL da CAIXA tem o objetivo de promover: Principais setores apoiados Aeroespacial Biotecnologia Couro e

Leia mais

PROGRAMA CAIXA APL. SERGIO NETTO AMANDIO GERENCIA NACIONAL DE APLICAÇÃO MPE Out/2009

PROGRAMA CAIXA APL. SERGIO NETTO AMANDIO GERENCIA NACIONAL DE APLICAÇÃO MPE Out/2009 PROGRAMA CAIXA APL SERGIO NETTO AMANDIO GERENCIA NACIONAL DE APLICAÇÃO MPE Out/2009 ATENDIMENTOS 436 milhões em Agências 921 milhões em terminais de Auto-Atendimento QUANTIDADE DE CLIENTES - EM MILHÕES

Leia mais

Janelas de Oportunidades Locacionais: o PAPL alagoano. Francisco Rosário FEAC/UFAL Keuller Hissa FEAC/UFAL

Janelas de Oportunidades Locacionais: o PAPL alagoano. Francisco Rosário FEAC/UFAL Keuller Hissa FEAC/UFAL Janelas de Oportunidades Locacionais: o PAPL alagoano Francisco Rosário FEAC/UFAL Keuller Hissa FEAC/UFAL Agenda 1. Por que Janelas de Oportunidades Locacionais? O contexto do debate. 2. A política de

Leia mais

Memória de Reunião Grupo de Trabalho Permanente para Arranjos Produtivos Locais GTP APL 6ª REUNIÃO PLENÁRIA DO GTP APL

Memória de Reunião Grupo de Trabalho Permanente para Arranjos Produtivos Locais GTP APL 6ª REUNIÃO PLENÁRIA DO GTP APL Memória de Reunião Grupo de Trabalho Permanente para Arranjos Produtivos Locais GTP APL 6ª REUNIÃO PLENÁRIA DO GTP APL Data: 26/04/2006, quarta-feira Horário: 10h às 12h Local: sala 614, MDIC, Brasília/DF

Leia mais

FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA

FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA LINHAS DE FINANCIAMENTO E ACESSO AO CRÉDITO PARA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO 13 / 4 / 09 ACESSO AO CRÉDITO PARA AS MICROS E

Leia mais

possuíam os requisitos exigidos. Foi destacada, ainda, a importância do processo de monitoramento mensal.

possuíam os requisitos exigidos. Foi destacada, ainda, a importância do processo de monitoramento mensal. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO DA PRODUÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPETITIVIDADE INDUSTRIAL COORDENAÇÃO-GERAL DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS MEMÓRIA

Leia mais

O Polo Naval de Rio Grande e Entorno

O Polo Naval de Rio Grande e Entorno O Polo Naval de Rio Grande e Entorno O Polo Naval e Offshore de Rio Grande e Entorno é composto pelos Estaleiros Rio Grande - ERG 1 e 2, Honório Bicalho e Estaleiros do Brasil EBR, e vem sendo um dos principais

Leia mais

5 dicas para fazer o planejamento de vendas da sua empresa

5 dicas para fazer o planejamento de vendas da sua empresa Publicação gratuita. Não pode ser vendida. Planejamento 01 5 dicas para fazer o planejamento de vendas da sua empresa Sebrae-SP Conselho Deliberativo Presidente: Alencar Burti (ACSP) ACSP Associação Comercial

Leia mais

Apresentação do APL de TI de Fortaleza 26/11/2008

Apresentação do APL de TI de Fortaleza 26/11/2008 Apresentação do APL de TI de Fortaleza 26/11/2008 Jorge Cysne Alexandre Galindo Roteiro - Panorama do Setor de TI - Principais Realizações - Caracterização do APL - Plano de Desenvolvimento do APL Panorama

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DE COMÉRCIO EXTEIROR 3 ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DE COMÉRCIO EXTEIROR 3 ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DE COMÉRCIO EXTEIROR DEPARTAMENTO DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO DO COMÉRCIO EXTERIOR 3 ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS

Leia mais

Desenvolvimento Territorial a partir de sistemas produtivos locais como modalidade de Política Industrial no Brasil

Desenvolvimento Territorial a partir de sistemas produtivos locais como modalidade de Política Industrial no Brasil Desenvolvimento Territorial a partir de sistemas produtivos locais como modalidade de Política Industrial no Brasil Renato Caporali Confederação Nacional da Indústria Arranjos Produtivos Locais como modalidade

Leia mais

AGENDA. Impacto na Região Linhas Estratégicas

AGENDA. Impacto na Região Linhas Estratégicas AGENDA Como Surgiu Situação Atual Variáveis Importantes Governança Conquistas Impacto na Região Linhas Estratégicas Rodrigo Fernandes Coordenador Executivo da COMTEC Como Surgiu A T.I. surgiu para prover

Leia mais

Programa de Fomento aos Arranjos Produtivos Locais Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo

Programa de Fomento aos Arranjos Produtivos Locais Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo Programa de Fomento aos Arranjos Produtivos Locais Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo Coordenadoria de Desenvolvimento Regional e Territorial CONCEITO

Leia mais

Prazo: 6 meses (a partir publicação da medida provisória em

Prazo: 6 meses (a partir publicação da medida provisória em LINHAS DE CAPITAL INFORME DE GIRO DEMPI e SIMPLES 1/2009 NACIONAL São Paulo, 04 de fevereiro de 2009. Prezado O Departamento Presidente encontro ampliar com as suas da Micro, propostas Pequena e objetivos,

Leia mais

PROGRAMAS PARA FORTALECER A COMPETITIVIDADE MADEIRA E MÓVEIS

PROGRAMAS PARA FORTALECER A COMPETITIVIDADE MADEIRA E MÓVEIS Programas para fortalecer a PROGRAMAS PARA FORTALECER A COMPETITIVIDADE MADEIRA E MÓVEIS Legenda: branco = PDP original Amarelo = modificação posterior ao lançamento da PDP Vermelho = destaques para novas

Leia mais

As MPE s como eixo central de cadeias produtivas

As MPE s como eixo central de cadeias produtivas As MPE s como eixo central de cadeias produtivas Guilherme Lacerda Diretor de Infraestrutura Social, Meio Ambiente, Agropecuária e Inclusão Social Madrid Outubro 2012 MPEs Importância, Desafios e Contribuições

Leia mais

Resultados da atuação do Bradesco em APL s

Resultados da atuação do Bradesco em APL s Resultados da atuação do Bradesco em APL s Atuação do Bradesco em APL s Por Região NORDESTE 97 APL`S NORTE 48 APL`S CENTRO-OESTE 41 APL`S SUDESTE 102 APL`S SUL 40 APL`S Posição Setembro/2013 Atuação com

Leia mais

2400 - SECRETARIA DE INDÚSTRIA E 31378 - DIAGNÓSTICO DA CADEIA 2400 - SECRETARIA DE INDÚSTRIA E 31377 - CONDOMÍNIO DE TECNOLOGIA

2400 - SECRETARIA DE INDÚSTRIA E 31378 - DIAGNÓSTICO DA CADEIA 2400 - SECRETARIA DE INDÚSTRIA E 31377 - CONDOMÍNIO DE TECNOLOGIA SISTEMA DE E MONITORAMENTO DAS AÇÕES GOVERNAMENTAIS - SIPLAM 2400 - SECRETARIA DE INDÚSTRIA E 1053 - ESTUDOS DA CADEIA PRODUTIVA DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES MINERAL 2400 - SECRETARIA DE INDÚSTRIA E

Leia mais

Crédito para o Desenvolvimento

Crédito para o Desenvolvimento Crédito para o Desenvolvimento O BADESUL Agência de Fomento, controlada pelo Governo Estadual, integra o Sistema de Desenvolvimento do Estado coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do

Leia mais

Curso de Capacitação de Gestores de APLs

Curso de Capacitação de Gestores de APLs Programa de Fortalecimento das Cadeias e Arranjos Produtivos Locais Curso de Capacitação de Gestores de APLs Porto Alegre, 22-24/abril/2013 1 Objetivo: Capacitar os gestores (técnicos) a promoverem os

Leia mais

NOTA TÉCNICA 0036_V1_2014 REALIZAÇÃO DO ENCONTRO NACIONAL DE COMÉRCIO EXTERIOR ENCOMEX 2014 JARAGUÁ DO SUL

NOTA TÉCNICA 0036_V1_2014 REALIZAÇÃO DO ENCONTRO NACIONAL DE COMÉRCIO EXTERIOR ENCOMEX 2014 JARAGUÁ DO SUL NOTA TÉCNICA 0036_V1_2014 REALIZAÇÃO DO ENCONTRO NACIONAL DE COMÉRCIO EXTERIOR Jaraguá do Sul (SC), Junho de 2014. ALINHAMENTO ESTRATÉGICO Jaraguá Ativa: Cidade inteligente e sustentável, cidade para pessoas.

Leia mais

Sede Sebrae Nacional

Sede Sebrae Nacional Sede Sebrae Nacional Somos o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa, uma entidade privada sem fins lucrativos, e a nossa missão é promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável

Leia mais

Oficina Regional de Orientação a Instalação de Núcleos Estaduais de Apoio a Arranjos Produtivos Locais Articulados ao GTP APL Região Centro-Oeste

Oficina Regional de Orientação a Instalação de Núcleos Estaduais de Apoio a Arranjos Produtivos Locais Articulados ao GTP APL Região Centro-Oeste Oficina Regional de Orientação a Instalação de Núcleos Estaduais de Apoio a Arranjos Produtivos Locais Articulados ao GTP APL Região Centro-Oeste Secretaria de Estado para o Desenvolvimento da Ciência

Leia mais

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF Dezembro de 2013 OBJETIVO Promover a competitividade das micro e pequenas empresas

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009.

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009. 1 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009. A Fundação Universidade do Tocantins UNITINS torna público

Leia mais

SECRETARIA DA ECONOMIA CRIATIVA SEC. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília, 3 de dezembro de 2014

SECRETARIA DA ECONOMIA CRIATIVA SEC. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília, 3 de dezembro de 2014 SECRETARIA DA ECONOMIA CRIATIVA SEC 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília, 3 de dezembro de 2014 Ações 2013 Editais de Economia Criativa Prêmio Economia Criativa: Edital de fomento a iniciativas

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional ROTEIRO PPT DICA: TREINE ANTES O DISCURSO E AS PASSAGENS PARA QUE A APRESENTAÇÃO FIQUE BEM FLUIDA E VOCÊ, SEGURO COM O TEMA E COM A FERRAMENTA. Para acessar cada uma das telas,

Leia mais

INVESTIMENTOS GOVERNAMENTAIS EM C,T&I NAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE:

INVESTIMENTOS GOVERNAMENTAIS EM C,T&I NAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE: MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação Coordenação Geral de Inovação Tecnológica INVESTIMENTOS GOVERNAMENTAIS EM C,T&I NAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO

Leia mais

A ATA DE CRIAÇÃO DO NUCLEO DE PESQUISA APLICADA A PESCA E AQUICULTURA NORTE 5 DO IF-TOCANTINS 24 a 25 de março de 2009

A ATA DE CRIAÇÃO DO NUCLEO DE PESQUISA APLICADA A PESCA E AQUICULTURA NORTE 5 DO IF-TOCANTINS 24 a 25 de março de 2009 A ATA DE CRIAÇÃO DO NUCLEO DE PESQUISA APLICADA A PESCA E AQUICULTURA NORTE 5 DO IF-TOCANTINS 24 a 25 de março de 2009 Às nove horas do dia vinte e quatro de março de dois mil e nove, no auditório do Instituto

Leia mais

Exercício 2009 R$ 1,00 17601 - Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial REPASSE DE RECURSOS DO TESOURO ESTADUAL

Exercício 2009 R$ 1,00 17601 - Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial REPASSE DE RECURSOS DO TESOURO ESTADUAL Exercício 2009 R$ 1,00 17601 - Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial REPASSE DE RECURSOS DO TESOURO ESTADUAL E S P E C I F I C A Ç Ã O ESF VALOR 101 - Recursos de Incentivos Concedidos Relativos

Leia mais

5º WCTI Workshop de Ciência, Tecnologia e Inovação na UERJ

5º WCTI Workshop de Ciência, Tecnologia e Inovação na UERJ 5º WCTI Workshop de Ciência, Tecnologia e Inovação na UERJ O papel do Sistema FIRJAN/IEL no desenvolvimento da cultura empreendedora nas universidades e empresas 29 de outubro de 2013 Daniela Balog - Empreendedorismo

Leia mais

Instrumentos das Instituições do GTP APL

Instrumentos das Instituições do GTP APL Instrumentos das Instituições do GTP APL Ações de exportação Banco de dados de mercado Projetos Setoriais Integrados - PSIs 1) Proger Exportação 2) Programa de Geração de Negócios Internacionais (PGNI)

Leia mais

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica O FÓRUM PERMANENTE DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE E O RESULTADO DE SEUS TRABALHOS NO 1º SEMESTRE DE 2008 Dagmar Maria de Sant Anna Advogada O Encontro

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DO APL DE TRANSFORMAÇÃO DE PLÁSTICOS DA BAHIA

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DO APL DE TRANSFORMAÇÃO DE PLÁSTICOS DA BAHIA GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DE CIÊNCIA TECNOLOGIA E INOVAÇÃO - SECTI PROGRAMA DE FORTALECIMENTO DA ATIVIDADE EMPRESARIAL PLANO DE DESENVOLVIMENTO DO APL DE TRANSFORMAÇÃO DE PLÁSTICOS DA BAHIA

Leia mais

CONSTRUINDO RIO SUSTENTÁVEL 2012/2015

CONSTRUINDO RIO SUSTENTÁVEL 2012/2015 PROGRAMA DE COMPETITIVIDADE DAS MICROS E PEQUENAS EMPRESAS DO ENCADEAMENTO DA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CONSTRUINDO RIO SUSTENTÁVEL 2012/2015 Desempenho recente da Construção Civil De

Leia mais

Ata da 2ª Reunião do Comitê de Petróleo e Gás do Sistema FIESC

Ata da 2ª Reunião do Comitê de Petróleo e Gás do Sistema FIESC Ata da 2ª Reunião do Comitê de Petróleo e Gás do Sistema FIESC Data: 18/04/2013 Horário: 14 às 17h30 Local: Sede do Sistema FIESC Objetivo do Comitê de Petróleo e Gás do Sistema FIESC: Incrementar e Promover

Leia mais

Contato: GRACE MONTEIRO Tel.: 3138-1274 Email: grace.monteiro@fecomercio-rj.org.br

Contato: GRACE MONTEIRO Tel.: 3138-1274 Email: grace.monteiro@fecomercio-rj.org.br SEDEIS Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços Membro Titular: DULCE ANGELA PROCÓPIO DE CARVALHO Subsecretária de Comércio e Serviços Tel.: 2332-8346 Fax: 2332-8349

Leia mais

B NCO O B R B ADES E C S O

B NCO O B R B ADES E C S O BANCO BRADESCO 1 Rede de Distribuição 4.691 Agências + PABs 57,9 Milhões de Clientes 6.177 Agências Agências Bradesco Expresso Banco Postal Base: Novembro / 2010 2 Segmentação dos Clientes Atendimento

Leia mais

ARRANJOS PRODUTIVOS. w w w. b r d e. c o m. b r. Fonte: Site SEBRAE

ARRANJOS PRODUTIVOS. w w w. b r d e. c o m. b r. Fonte: Site SEBRAE ARRANJOS PRODUTIVOS Arranjos produtivos são aglomerações de empresas localizadas em um mesmo território, que apresentam especialização produtiva e mantém algum vinculo de articulação, interação, cooperação

Leia mais

Reunião do Fórum das Entidades Empresariais de Santa Maria

Reunião do Fórum das Entidades Empresariais de Santa Maria Reunião do Fórum das Entidades Empresariais de Santa Maria Santa Maria, 15 de Outubro de 2012 Pauta: 1) Contexto da Economia Criativa no Brasil de acordo com o Plano da Secretaria da Economia Criativa

Leia mais

Projeto Prominp IND P&G 75 Propostas de Política para Mobilização e Desenvolvimento de APLs para o Setor de Petróleo, Gás E Naval

Projeto Prominp IND P&G 75 Propostas de Política para Mobilização e Desenvolvimento de APLs para o Setor de Petróleo, Gás E Naval WORKSHOP INICIAL Plano de Desenvolvimento de Arranjos Produtivos Locais para o Setor de Petróleo, Gás e Naval Projeto Prominp IND P&G 75 Propostas de Política para Mobilização e Desenvolvimento de APLs

Leia mais

SEMINÁRIO: Propriedade Intelectual e Inovação: Proteção para a valorização do conhecimento. MESA: Financiamento à Inovação

SEMINÁRIO: Propriedade Intelectual e Inovação: Proteção para a valorização do conhecimento. MESA: Financiamento à Inovação SEMINÁRIO: Propriedade Intelectual e Inovação: Proteção para a valorização do conhecimento MESA: Financiamento à Inovação Manaus - AM 29 de de maio de 2012 Contexto de Atuação da FAPEAM 2 Contexto de Atuação

Leia mais

COMO ADMINISTR OS CUSTOS DE SUA EMPRESA

COMO ADMINISTR OS CUSTOS DE SUA EMPRESA 45 AR COMO ADMINISTR OS CUSTOS DE SUA EMPRESA 1 A série SAIBA MAIS esclarece as dúvidas mais frequentes dos empresários atendidos pelo SEBRAE nas mais diversas áreas: organização empresarial, finanças,

Leia mais

APL NA REGIÃO DO GRANDE ABC

APL NA REGIÃO DO GRANDE ABC CONCEITO DE APL CONCEITO DE APL Arranjo produtivo local é uma concentração espacial e setorial de empresas e instituições que se inter-relacionam dando uma característica dinâmica própria de uma determinada

Leia mais

DEPME: Programas, Projetos e AçõesA

DEPME: Programas, Projetos e AçõesA Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria do Desenvolvimento da Produção Departamento de Micro, Pequenas e Médias Empresas DEPME: Programas, Projetos e AçõesA Cândida Maria

Leia mais

Arquitetando Arte Ano IV Publicação especial do Sebrae Pernambuco

Arquitetando Arte Ano IV Publicação especial do Sebrae Pernambuco ANO IV Recife 2009 Conselho Deliberativo Pernambuco Banco do Brasil BB Banco do Nordeste do Brasil BNB Caixa Econômica Federal CEF Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco Faepe Federação das Associações

Leia mais

SUMÁRIO EXECUTIVO COMITÊ TEMÁTICO INVESTIMENTO E FINANCIAMENTO JULHO/2012. Ampliar e fomentar a utilização dos Fundos Garantidores já existentes.

SUMÁRIO EXECUTIVO COMITÊ TEMÁTICO INVESTIMENTO E FINANCIAMENTO JULHO/2012. Ampliar e fomentar a utilização dos Fundos Garantidores já existentes. SUMÁRIO EXECUTIVO COMITÊ TEMÁTICO INVESTIMENTO E FINANCIAMENTO JULHO/2012 Agenda Estratégica 2010 horizonte de 2 anos: Ampliar e fomentar a utilização dos Fundos Garantidores já existentes. Padronização

Leia mais

PROPOSTA. Plano de Trabalho do Comitê Temático de APLs de Base Mineral 2011/ 2012.

PROPOSTA. Plano de Trabalho do Comitê Temático de APLs de Base Mineral 2011/ 2012. PROPOSTA Plano de Trabalho do Comitê Temático de APLs de Base Mineral 2011/ 2012. 1 Apresentação No campo da Política Nacional de Apoio aos Arranjos Produtivos Locais (APLs), o Grupo de Trabalho Permanente

Leia mais

Gargalos no acesso a serviços financeiros priorizados: Dos relatos, destacamos:

Gargalos no acesso a serviços financeiros priorizados: Dos relatos, destacamos: RELATÓRIO OFICINAS (REUNIÕES DE TRABALHO) ACESSO A SERVIÇOS FINANCEIROS PARA EMPREENDIMENTOS ORGANIZADOS EM APLs: SUPERANDO DIFICULDADES NO ACESSO AO CRÉDITO Data: 19 de novembro de 2010 Local: Miniauditório

Leia mais

PLANO DE TRABALHO 1 DADOS CADASTRAIS. Convenente. Concedente. Nome Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento

PLANO DE TRABALHO 1 DADOS CADASTRAIS. Convenente. Concedente. Nome Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento PLANO DE TRABALHO (Anexo a Instrução Normativa CAGE Nº 01/2006) 1 DADOS CADASTRAIS Convenente Órgão/Entidade Proponente Associação Parque Tecnológico de Santa Maria CNPJ 10.639.521/0001-47 Endereço Rua

Leia mais

FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Programa de Inovação Tecnologica FIESP CIESP - SENAI Sede Fiesp 2013 Chave para a competitividade das empresas e o desenvolvimento do país Determinante para o aumento

Leia mais

Instituto Euvaldo Lodi. Conhecimento Gerando Competitividade

Instituto Euvaldo Lodi. Conhecimento Gerando Competitividade Instituto Euvaldo Lodi Conhecimento Gerando Competitividade HISTÓRICO No Ceará, o Núcleo Regional do IEL foi criado em 30 30 de de setembro de de 1971, pela FIEC, pelos SESI/CE e SENAI/CE e UFC. A partir

Leia mais

ORGAO : 25000 - MINISTERIO DA FAZENDA UNIDADE : 25208 - SUPERINTENDENCIA DE SEGUROS PRIVADOS PROGRAMA/ACAO/SUBTIT ULO/PRODUTO

ORGAO : 25000 - MINISTERIO DA FAZENDA UNIDADE : 25208 - SUPERINTENDENCIA DE SEGUROS PRIVADOS PROGRAMA/ACAO/SUBTIT ULO/PRODUTO ORGAO : 250 - MINISTERIO DA FAZENDA UNIDADE : 25208 - SUPERINTENDENCIA DE SEGUROS PRIVADOS ANEXO I (SUPLEMENTACAO) PROGRAMATIC A PROGRAMA/ACAO/SUBTIT 0681 GESTAO DA PARTICIPACAO EM ORGANISMOS INTERNACIONAIS

Leia mais

Anexo V - A. Proposta de um Novo Programa de Trabalho e Funcionamento da RECYT

Anexo V - A. Proposta de um Novo Programa de Trabalho e Funcionamento da RECYT Anexo V - A Proposta de um Novo Programa de Trabalho e Funcionamento da RECYT Breve Histórico A Reunião Especializada em Ciência e Tecnologia do MERCOSUL RECYT, criada em 1992, realizou a sua primeira

Leia mais

I SEMINÁRIO ESTADUAL DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS - AM

I SEMINÁRIO ESTADUAL DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS - AM I SEMINÁRIO ESTADUAL DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS - AM Grupo de Trabalho Permanente / GTP-APL Rede de Distribuição 3.407 Agências 6.015 Agências 36 Milhões de Clientes Agências Bradesco Expresso Banco

Leia mais

5. O presente Processo de Seleção adotará o Método de Seleção Baseada nas Qualificações do Consultor (SQC).

5. O presente Processo de Seleção adotará o Método de Seleção Baseada nas Qualificações do Consultor (SQC). BRASIL Programa de Apoio à Competitividade dos Arranjos Produtivos Locais do Estado de Minas Gerais Contratação de empresa para prestação de serviços de consultoria para realização de atividades de cooperação

Leia mais

OFICINA REGIONAL ESTADUAIS DE APOIO A ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS ARTICULADOS AO GTP APL. Curitiba-PR outubro/2006

OFICINA REGIONAL ESTADUAIS DE APOIO A ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS ARTICULADOS AO GTP APL. Curitiba-PR outubro/2006 OFICINA REGIONAL INSTALAÇÃO DE NÚCLEOS N ESTADUAIS DE APOIO A ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS ARTICULADOS AO GTP APL Curitiba-PR outubro/2006 Opções Estratégicas e Diretrizes para o Desenvolvimento Sustentável

Leia mais

Terceirização e plano Brasil Maior são destaques em palestras na Câmara 18/08/2011

Terceirização e plano Brasil Maior são destaques em palestras na Câmara 18/08/2011 Terceirização e plano Brasil Maior são destaques em palestras na Câmara 18/08/2011 A oitava reunião mensal do ano da Comissão Trabalhista e de Gestão Empresarial superou as expectativas. 50 representantes

Leia mais

PROGRAMAS PARA FORTALECER A COMPETITIVIDADE MADEIRA E MÓVEIS

PROGRAMAS PARA FORTALECER A COMPETITIVIDADE MADEIRA E MÓVEIS Programas para fortalecer a PROGRAMAS PARA FORTALECER A COMPETITIVIDADE MADEIRA E MÓVEIS 1 Madeira e Móveis Estratégias: conquista de mercados, focalização, diferenciação e ampliação do acesso Objetivos:

Leia mais

Entrevista Como é o trabalho desenvolvido pelo Departamento? Quantos Fóruns Permanentes de Micro e Pequenas empresas existem hoje?

Entrevista Como é o trabalho desenvolvido pelo Departamento? Quantos Fóruns Permanentes de Micro e Pequenas empresas existem hoje? Entrevista A diretora do Departamento de Micro, Pequenas e Médias Empresas do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Cândida Cervieri, foi entrevistada pelo Informativo RENAPI.

Leia mais

REUNIÃO DE AVALIAÇÃO PROJETO: APL CERÂMICO TERRA COZIDA DO PANTANAL REGIÃO NORTE

REUNIÃO DE AVALIAÇÃO PROJETO: APL CERÂMICO TERRA COZIDA DO PANTANAL REGIÃO NORTE REUNIÃO DE AVALIAÇÃO PROJETO: APL CERÂMICO TERRA COZIDA DO PANTANAL REGIÃO NORTE Data: 09/09/2011 Horário: 16 as 18hs Local: Sala de reuniões da Cerâmica Campo Grande Rio Verde de MT/MS Participantes:

Leia mais

< > MODELO DE DESENVOLVIMENTO PARA O RS

< > MODELO DE DESENVOLVIMENTO PARA O RS MODELO DE DESENVOLVIMENTO PARA O RS POLÍTICA INDUSTRIAL DO RS Modelo de Desenvolvimento Industrial do Estado do RS Março de 2012. 2 Sumário MODELO DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL DO ESTADO DO RS Destaques

Leia mais

SOBRE O INVESTE NORDESTE 2015

SOBRE O INVESTE NORDESTE 2015 SOBRE O INVESTE NORDESTE 2015 É o Expo-Fórum internacional totalmente dedicado a explorar as grandes oportunidades de investimentos, parcerias comerciais e trocas de tecnologias entre Brasil e Portugal.

Leia mais

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS RECICLÁVEIS E RECICLADOS DISTRITO FEDERAL

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS RECICLÁVEIS E RECICLADOS DISTRITO FEDERAL ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS RECICLÁVEIS E RECICLADOS DISTRITO FEDERAL O arranjo produtivo dedicado aos resíduos sólidos é uma iniciativa inovadora de agentes produtivos locais como a Ascoles,

Leia mais

Atualização dos Planos de Melhoria de Competitividade dos APLs de Confecções e Gesso. Reunião de Kick-Off Grupo Gestor Recife, março de 2013

Atualização dos Planos de Melhoria de Competitividade dos APLs de Confecções e Gesso. Reunião de Kick-Off Grupo Gestor Recife, março de 2013 Atualização dos Planos de Melhoria de Competitividade dos APLs de Confecções e Gesso Reunião de Kick-Off Grupo Gestor Recife, março de 2013 Objetivos da Reunião Geral: Definir as diretrizes e os encaminhamentos

Leia mais

1 Computação 2008-2009 (2.º Semestre): Documentos para consulta no exame N.º. Nome completo: Curso: Foto:

1 Computação 2008-2009 (2.º Semestre): Documentos para consulta no exame N.º. Nome completo: Curso: Foto: 1 N.º Nome completo: Curso: Foto: 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60

Leia mais

Programa Regionalização

Programa Regionalização Programa Regionalização Relatório de Acompanhamento de Execução da Agenda de Ação Atualização: Maio/2008 Setembro/2010 Gestor: Henrique Villa da Costa Ferreira Secretário de Políticas de Desenvolvimento

Leia mais

Programas de crédito e políticas de financiamento para a produção sustentável: a experiência do Banco da Amazônia

Programas de crédito e políticas de financiamento para a produção sustentável: a experiência do Banco da Amazônia Programas de crédito e políticas de financiamento para a produção sustentável: a experiência do Banco da Amazônia Fabrício Khoury Rebello Economista do Banco da Amazônia, Mestre em Agriculturas Familiares

Leia mais

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais.

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Maio/2014 OBJETIVO Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Permitir ainda, uma análise comparativa da evolução

Leia mais

XIII Seminário Internacional de Países Latinos Europa-América. Políticas de Facilitação de Créditos para o Desenvolvimento das PME

XIII Seminário Internacional de Países Latinos Europa-América. Políticas de Facilitação de Créditos para o Desenvolvimento das PME XIII Seminário Internacional de Países Latinos Europa-América Políticas de Facilitação de Créditos para o Desenvolvimento das PME Fortaleza, 30 de outubro de 2006 1 Sumário 1 - Mercado MPE 2 - Acesso ao

Leia mais

Sustentabilidade dos APLs: Governança, Conhecimento e Inovação.

Sustentabilidade dos APLs: Governança, Conhecimento e Inovação. PROGRAMAÇÃO PRELIMINAR 6ª CB APL TEMA CENTRAL: Sustentabilidade dos APLs: Governança, Conhecimento e Inovação. 1º dia: 03/12/2013 16h às 18h Credenciamento 18h às 19h30 Abertura Oficial e Pronunciamento

Leia mais

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DA CONSTRUÇÃO CIVIL. Iniciativa: SINDUSCON GOIÁS E FIEG

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DA CONSTRUÇÃO CIVIL. Iniciativa: SINDUSCON GOIÁS E FIEG 1 ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DA CONSTRUÇÃO CIVIL Iniciativa: SINDUSCON GOIÁS E FIEG Breve Histórico Segundo semestre de 2011 CEF procurou o Sinduscon- Goiás para tratar de problemas detectados nas obras M.C.M.V.

Leia mais

Investimento em inovação para elevar a produtividade e a competitividade da economia brasileira:

Investimento em inovação para elevar a produtividade e a competitividade da economia brasileira: Plano Inova Empresa Inovação e desenvolvimento econômico Investimento em inovação para elevar a produtividade e a competitividade da economia brasileira: Ampliação do patamar de investimentos Maior apoio

Leia mais

Histórico do APL MMeA:

Histórico do APL MMeA: Histórico do APL MMeA: O APL MMeA, na sua recente história iniciada em 2003, tem pelos seus parceiros e empresários, enfrentado os desafios em torno de interesses comuns, sendo um referencial de trabalho,

Leia mais

Integração Produtiva MERCOSUL

Integração Produtiva MERCOSUL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR Secretaria do Desenvolvimento da Produção Integração Produtiva MERCOSUL XLV Reunião Ordinária de Coordenadores Nacionais FCCR O tema Integração

Leia mais

REDEAGENTES - Proposta Metodológica -

REDEAGENTES - Proposta Metodológica - MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DE COMÉRCIO EXTERIOR DEPARTAMENTO DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO DO COMÉRCIO EXTERIOR REDEAGENTES - Proposta Metodológica - PREMISSAS

Leia mais

Desenvolvimento I CONFERÊNCIA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL VETORES DE DESENVOLVIMENTO

Desenvolvimento I CONFERÊNCIA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL VETORES DE DESENVOLVIMENTO Desenvolvimento I CONFERÊNCIA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL VETORES DE DESENVOLVIMENTO 1 Desenvolvimento... o desenvolvimento é uma corrida de longa distância, e nela há um elemento de solidão,

Leia mais

Missão do BNDES MPME. Promover o desenvolvimento econômico e social. Redução das desigualdades sociais e regionais Geração de emprego e renda

Missão do BNDES MPME. Promover o desenvolvimento econômico e social. Redução das desigualdades sociais e regionais Geração de emprego e renda BNDES APLs como Estratégia de Desenvolvimento de MPMEs Brasília DF novembro 2007 Missão do BNDES Promover o desenvolvimento econômico e social Redução das desigualdades sociais e regionais Geração de emprego

Leia mais

FIEPA SESI SENAI IEL CIN/PDF

FIEPA SESI SENAI IEL CIN/PDF 2007 no sistema FEDERAÇÃO das INSDÚSTRIAS DO ESTADO DO PARÁ FIEPA SESI SENAI IEL CIN/PDF inclui cip - CENTRO DAS indústrias do pará 2007 no sistema FEDERAÇÃO das INSDÚSTRIAS DO ESTADO DO PARÁ FIEPA / CIN

Leia mais

MISSÃO TÉCNICA INTERNACIONAL SENAC TURISMO

MISSÃO TÉCNICA INTERNACIONAL SENAC TURISMO MISSÃO TÉCNICA INTERNACIONAL SENAC TURISMO ORLANDO 2013 MISSÃO TÉCNICA INTERNACIONAL SENAC TURISMO ORLANDO 2013 A busca pelas melhores práticas que conduzem uma empresa ou instituição à maximização da

Leia mais