custos Ana Carina Marcussi Atuando no mercado desde 2000

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "custos Ana Carina Marcussi Atuando no mercado desde 2000"

Transcrição

1 Treinamento Técnico T sobre a importância de clichês e pré-impressão na redução de custos Ana Carina Marcussi Formação em Administração de empresas Atuando no mercado desde 2000 Gerente Comercial Clicherlux A Clicherlux atua no mercado há h 33 anos, com clichês digitais e convencionais para os mercados de embalagens flexíveis e papelão ondulado e facas corte e vinco planas e rotativas para papelão ondulado, cartonagens e gráficas.

2 Característica da Flexografia Impressão sob diversos tipo de substrato: FLEXIBILIDADE - (papelão, plástico,papel, azulejo,sacarias, rafia); Squash Squash ; Ganho de ponto;

3 Impressão em flexo: squash

4 PONTO COM SQUASH Má qualidade de impressão

5 Para minimizar efeito do ganho de ponto: Fitas acolchoadas; Clichês fotopolímeros especiais; Controles de pressão em máquina; Tecnologias na pré-impressão e confecção de clichês

6 Características dos fotopolímeros sólidos: Importados, 5 fabricantes mundiais (DU PONT, ASAHI, MACDERMID, BASF (Flint) e KODAK. Embalagens flexíveis e papéis: chapas mais duras dureza mais alta: espessuras: 0,76mm 1,14mm 1,7mm 2,84mm Papelão ondulado: chapas macias dureza mais baixa: espessuras: 2,84mm, 3,94mm, 5,0mm e 6,35mm

7 Q ualidade da Imagem - O riginal depende: O riginal Arquivo digital Cromo Foto alta resolução Internet de Alta

8 Extensões de arquivo pra solicitar aos clientes Illustrator - ai Coreldraw cdr Poscript eps PDF (Portable Document Format) TIFF (Tagged Image file format)

9 PORTANTO, O INÍCIO DE UMA BOA IMPRESSÃO, É UM ORIGINAL DE QUALIDADE PARA A CLICHERIA.

10 Traço Composição de cores / imagens. CMYK= cyan, magenta, yellow e black. Através do CMYK podemos ter mais de cores. + Verde e Laranja atigimos mais de 90% das cores Cromia

11 - CYAN MAGENTA YELLOW BLACK 4 CORES CMYK Q A D R I C R O M I A

12 Lineatura É a definição da imagem. Quantidade de linhas por centímetro.

13 16 L inhas/cm 60 L inhas/cm

14 O que determina a qualidade visual da Imagem? Quantidade de Pontos por Cm2, que é denominada: LINEATURA

15 Como a clicheria chega na lineatura a ser gravado o clichê? A partir de da lineatura do jogo de anilox da impressora do cliente. A proporção utilizada é de 1 : 5. Por exemplo: para anilox de 200 linhas podemos fazer um clichês de até 40 linhas.

16 ANILOX: cilindros anilox são a parte mais importante de ENTINTAGEM da flexografia» Pag 133

17 Características dos anilox: BCM: bilhões de micras cúbicas: é o volume de medida da trasnferência da tinta pro clichê; Lineatura: alta lineatura para imagens, cromias, retículas, degradês; baixa lineatura para chapados.

18 Análise de mesma impressão com anilox diferentes

19 Portanto... Para repetir os pedidos, para chegar nos tons desejados, PRECISAMOS limpar as anilox periodicamente... E usar sempre os mesmos anilox nas mesmas cores... Eles precisam ter sempre a mesma condição para transferir o mesmo montante de tinta, correto? Hoje as empresas tem muitos anilox diferentes e por isso nunca conseguem repetir o mesmo anilox no mesmo trabalho e na mesma unidade... E também as limpezas de anilox não são feitas adequadamente. Desta forma fica difícil se ter padrão de cor.

20 Sugestão / tendência A tendência é que os anilox sejam regravados aos poucos, diminuindo a gama de tipos de anilox em seus bcm s e lineaturas. Desta forma sera muito mais fácil repetir pedidos e ter padrão.

21 - CYAN - 82,5 Ângulos - MAGENTA - 112,5 - YELLOW - 97,5 - BLACK - 52,5 30 Graus 15 Graus

22 Ângulos - CMYK

23

24 Aplicação dos ângulos: no caso de cromia, as cores devem estar em ângulos diferentes para não coincidir com os ângulos do anilox e causar o efeito moirê. Efeito Moirê

25 QUALIDADE DE IMPRESSÃO, repetir pedidos, sem surpresas nem milagres... Isso existe?? Como???

26 O mercado está muito competitivo e concorrido... Que fazer para sobreviver? As empresas precisam começar a acordar para a padronização de processos, pois desta forma, os clientes ficarão mais satisfeitos e fiéis e os custos serão reduzidos...

27 O que seria padronização? 1º.: Reduzir número de fornecedores: de todos eles: substrato, tinta, fita dupla-face, clichês, etc. 2º.: ter uma ficha de processos, incluindo informações importantes como: sequência de cores, anilox (bcm/lineatura/limpeza), condições da tinta (cor a cor viscosidade / densidade / ph), fita dupla-face utilizada (marca/tipo), substrato (marca, gramatura, tipo). 3º.: rodar teste form nas máquinas / e com ele estreitar relacionamento com a clicheria para padronização da préimpressão e implantação de provas contratuais, garantindo que o cliente receberá o que aprovou, sem stress.

28 4º.: adquirir equipamentos de medições de densidade de tinta e ganho de ponto: um densitômetro... Cuidar para que a tiragem do pedido seja algo NUMÉRICO. Criar parâmetros. 5º.: CAPACITAR Mão-de-obra. 6º.: Manutenção adequada das máquinas. O que as clicherias podem colaborar com isso???

29 O que é finger print?

30 Importância do finger print Ele nos traz os parâmetros de máquina m e de impressão dos clientes, para que as clicherias possam fazer o melhor trabalho possível na pré-impressão. Considera-se, se, controla-se e mensura-se se os seguintes dados: Tinta: viscosidade, densidade e PH(base d água); d Substrato: fabricante e gramatura/qualidade; Anilox: lineatura, fabricante e BCM; Pressão utilizada ganho de ponto; Velocidade da máquina m (rodar o Finger Print nas velocidades usuais de produção); Máquina/Pressão

31 Equipamentos de Medições do Finger Print Espectro Eye para medição de ganho de ponto, trappings, densidade de tinta dos impressos e provas. DTP 41 leitura do IT8 para calibração de provas de cores a exemplo do cromalin.

32 Importância do FINGER PRINT: Curva de Ganho de ponto Análise de percentual de ganho de ponto do impresso com o fotolito ou clichê. O ganho de ponto varia para cada máquina e tinta. Através do teste, analisamos e medimos com nossos aparelhos de densitometria, e aplicamos curvas de rebaixo e compensações, para a impressão ser a melhor, limpa e mais fiel possível.

33 Ganho de ponto O ganho de ponto é inerente ao processo, não há maneira de extinguí-lo, mas o importante é que ele seja controlado.

34 Ganho de ponto

35 Original

36 Chapa de Fotopolímero muito bem gravada =

37 Imprimindo Com Ganho de ponto = =

38 Impresso Original = Impresso Final

39 Arquivo digital

40 Redução digital 2 pixel

41 Redução Sistema Analógica Easy Print Arquivo Digital

42 No Easy Print fazemos a Redução Analógica redução: 30µ

43 Simulando um Ganho de ponto analógico

44 Degradê convencional 10% 65%

45 Degradê aplicado Easy Print 15% 3% 45% 75%

46 Degradê sendo impresso

47 Porque controlar o ganho de ponto? Não manter o controle do ganho de ponto significa não repetir os pedidos, não atingir e nem ter padrão... Quem precisa controlar ganho de ponto?? A Clicheria e o convertedor... Como se faz isso? Com densitômetro...

48 Como a clicheria faz isso???? Como ela garante que isso seja feito??? Através de softwares e controles de processo...

49 Controle de ganho de ponto na pré- impressão X-rite Vip-flex

50 Prova Digital: Custo Baixo; Rápida; Mas exige o controle de processo todo.

51 Medições aparelhos de densitometria

52 Provas Contratuais Provas contratuais existentes: Prova de cromalin analógico: não é prova fiel de cor, e sim de efeitos e retículas. É uma prova demorada (pelo menos 4hs depois do arquivo pronto) e custo alto, cerca de R$ 100/côr. Prova de Cromalin Digital: prova de cor FIEL, rápida, r com custo barato(r$200/prova), feita a partir do computador, não tem pontos definidos. O demorado e trabalhoso é a sua calibração de 2 a 3 dias, mas uma vez calibrado, torna-se rápido. r Exige controle de processo. Prova Flexo no substrato: é a prova do clichê. É uma prova válida, v mas deve haver variações, pois da nossa impressora para de nossos clientes temos diferenças gritantes:velocidade de impressão, secagem e composição das tintas, além m do fator impressor.

53 Plotter Provas Contratuais Print de impressora Tela de computador/monitor NÃO podem ser considerados padrão para clicherias seguirem cor, nem para clientes aprovarem cores.

54 Provas Contratuais A prova contratual deve ser entregue e deve estar em mãos de: Comercial Cliente Produção Na maioria das vezes o cromalin não desce para o impressor seguir... Ele nem fica sabendo...

55 Cromalin Digital Cromalin Analógico

56 Máquina de Provas Flexo (no substrato: capa do papel, ou polietileno, impresso através de um clichê 1,14mm)

57 Máquina de Provas Flexo

58 Trappings de tinta:

59 Trappings

60 Equilíbrio de Gris: opções da cor cinza feito através de Cyan, Yellow e Magenta Através deste quadro identificamos as combinações de cmy, que chegam nos diversos tons de cinza, e com esses resultados lidos temos mais informações sobre a impressora e as dificuldades de impressão.

61 Portanto, se controlarmos todas essas variáveis, fica mais fácil imprimir, tirar os pedidos, sem stress, sem perdas de produção e sem reclamação dos clientes. CONTROLE DE PROCESSO = GANHO DE QUALIDADE

62 Para onde precisamos ir??? Para o caminho da simplificação, da redução de setup... De redução de custos... Na pré-impressão... Porque não começarmos a trabalhar com HEXACROMO??? (C, M, Y, K, verde e laranja). Isso nos reduzirá set-up e custos... Serão menos tipos de tinta no estoque... Isso nos reduzirá custos... Isso nos possibilitará reduzir o set up... E também conjugar pedidos... Já que os pedidos estão cada vez menores...

63 Cuidados com o clichê Não deixá-lo exposto ao sol, a poeira; Não guardá-lo sujo; Não guardá-lo molhado; Lavá-lo antes da tinta secar, com uma solução de água + detergente neutro ou solução específica; Nas paradas de máquina para limpeza, usar escova de cerdas macias, evitar panos; De preferência nunca usar pano nos clichês; Não usar produtos abrasivos (gasolina, acetona, álcool, solventes, etc).

64 Aplicação da solução recomendada (remocel) sem muita pressão + água e deixar de molho.

65 F I M Muito obrigada!! Clicherlux Ind e Com de Clichês e Matrizes Ltda Ana Carina Marcussi Algumas fotos ilustradas nesta palestra foram escaneadas do livro do Eudes Scarpetta Manual Prático de Flexografia

sobre clichês e pré- impressão para papelão ondulado Ana Carina Marcussi Gerente Comercial - Clicherlux

sobre clichês e pré- impressão para papelão ondulado Ana Carina Marcussi Gerente Comercial - Clicherlux Treinamento Técnico T sobre clichês e pré- impressão para papelão ondulado Ana Carina Marcussi Gerente Comercial - Clicherlux Histórico da Flexografia Década de 1930 nos Estados Unidos, em 1952 foi dado

Leia mais

A pré-impressão ponto por ponto. Goiânia, maio de 2008

A pré-impressão ponto por ponto. Goiânia, maio de 2008 A pré-impressão ponto por ponto Goiânia, maio de 2008 Definição A pré-impressão é a técnica de preparação do original para possibilitar a sua reprodução por meio de um processo de impressão. CRIAÇÃO PRÉ-IMPRESSÃO

Leia mais

Calibração, Qualificação Internacional e Aparência Compartilhada de impressos.

Calibração, Qualificação Internacional e Aparência Compartilhada de impressos. Calibração, Qualificação Internacional e Aparência Compartilhada de impressos. Pontos Chaves 35 anos de experiência em flexografia. Unidades em locais estratégicos. Mais de 140 colaboradores. Sempre em

Leia mais

Prof. Wanderlei Paré PROCESSOS DE IMPRESSÃO

Prof. Wanderlei Paré PROCESSOS DE IMPRESSÃO CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DIRETA QUANDO A MATRIZ IMPRIME DIRETAMENTE SOBRE O PAPEL. INDIRETA QUANDO A MATRIZ IMPRIME SOBRE UMA SUPERFÍCIE E DESTA PARA O PAPEL. PLANA QUANDO TODA A SUPERFÍCIE DA MATRIZ TOMA

Leia mais

GUIA DE PROCEDIMENTOS PARA FABRICAÇÃO CD / DVD NO PADRÃO NOVODISC

GUIA DE PROCEDIMENTOS PARA FABRICAÇÃO CD / DVD NO PADRÃO NOVODISC GUIA DE PROCEDIMENTOS PARA FABRICAÇÃO CD / DVD NO PADRÃO NOVODISC MATERIAL A SER ENVIADO PARA A NOVODISC : FORNECIMENTO DE MATRIZES CD / DVD ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE RÓTULO E PEÇAS GRÁFICAS EMBALAGENS

Leia mais

Regulagem do grupo impressor

Regulagem do grupo impressor Regulagem do grupo impressor Descrição do grupo impressor flexográfico típico e sua regulagem básica Robson Yuri 2 REGULAGEM DO GRUPO IMPRESSOR Regulagem do grupo impressor. Por Robson Yuri* Os grupos

Leia mais

Técnico em Artes Gráficas pelo SENAI-SP, graduado em Administração e pós-graduado em Administração. Atualmente é gestor e consultor de empresas do

Técnico em Artes Gráficas pelo SENAI-SP, graduado em Administração e pós-graduado em Administração. Atualmente é gestor e consultor de empresas do Técnico em Artes Gráficas pelo SENAI-SP, graduado em Administração e pós-graduado em Administração. Atualmente é gestor e consultor de empresas do segmento gráfico de conversão e ministra cursos e palestras

Leia mais

Usando os Softwares Corretos. Tudo bem explicadinho

Usando os Softwares Corretos. Tudo bem explicadinho Cartilha da Pré-Impressão A JACUÍ apresenta sua Cartilha da Pré-Impressão, elaborada especialmente como ferramenta de auxílio aos nossos clientes/agências. Facilitar o desenvolvimento de seus impressos

Leia mais

Porque as. cores mudam?

Porque as. cores mudam? Porque as cores mudam? O que são cores? As cores não existem materialmente. Não possuem corpo, peso e etc. As cores correspondem à interpretação que nosso cérebro dá a certo tipo de radiação eletro-magnética

Leia mais

Provas com a mesma tecnologia, integridade de pontos e retículas do seu processo de impressão

Provas com a mesma tecnologia, integridade de pontos e retículas do seu processo de impressão Provas com a mesma tecnologia, integridade de pontos e retículas do seu processo de impressão Com Chromedot você tem provas com pontos idênticos aos do CTP, fotocompositora ou clichê com lineatura de até

Leia mais

Associação dos Agentes de Fornecedores de Equipamentos e Insumos para a Indústria Gráfica.

Associação dos Agentes de Fornecedores de Equipamentos e Insumos para a Indústria Gráfica. Associação dos Agentes de Fornecedores de Equipamentos e Insumos para a Indústria Gráfica. Planejamento & Sucesso de um Trabalho Gráfico Alexandre Keese alekeese@dtp.com.br Editor da Revista Desktop e

Leia mais

HD FLEXO Flexo de alta-definição Jorge Fumio Kurossu Barueri, 21 de março de 2013

HD FLEXO Flexo de alta-definição Jorge Fumio Kurossu Barueri, 21 de março de 2013 HD FLEXO Flexo de alta-definição Jorge Fumio Kurossu Barueri, 21 de março de 2013 Pré-impressão flexo - evolução Chapa de fotopolímero (1973, lançamento do Cyrel) Introdução do processo fotográfico para

Leia mais

Configurando Color Sttings - no CS3 Shift + Ctrl + K

Configurando Color Sttings - no CS3 Shift + Ctrl + K GCR Photoshop CS3 Cores Digitais Primeiramente, vamos entender como é possível substituir o CMY por preto apenas nas áreas cinzas e escuras sem influenciar nas outras cores da foto. Quando um scanner captura

Leia mais

Quadricromia. e as Retículas AM e FM

Quadricromia. e as Retículas AM e FM Quadricromia e as Retículas AM e FM A retícula A retícula tradicional ou convencional AM (Amplitude Modulada) é composta de pontos eqüidistantes e com dimensões variáveis. A retícula A retícula tradicional

Leia mais

Special Effects for Print. Design em uma nova dimensão com o Process Metallic Color System por Color-Logic

Special Effects for Print. Design em uma nova dimensão com o Process Metallic Color System por Color-Logic Special Effects for Print Design em uma nova dimensão com o Process Metallic Color System por Color-Logic Process Metallic Color System O sistema Process Metallic Color System (Sistema de Cores Metálicas

Leia mais

Sistema Flexográfico Digital Flexcel NX. Tudo. é possível

Sistema Flexográfico Digital Flexcel NX. Tudo. é possível Sistema Flexográfico Digital Flexcel NX Tudo é possível Várias opções de aplicações Ampliando as fronteiras da impressão flexográfica, o Sistema Kodak Flexcel NX permite que você Faça mais com flexo em

Leia mais

A pré-impressão como vantagem competitiva. São Paulo, abril de 2008

A pré-impressão como vantagem competitiva. São Paulo, abril de 2008 A pré-impressão como vantagem competitiva São Paulo, abril de 2008 Definição A pré-impressão é o processo de preparação do original para a impressão Atividades Preparação do original Impressão de provas

Leia mais

Perguntas Freqüentes sobre a Gráfica Abril

Perguntas Freqüentes sobre a Gráfica Abril Perguntas Freqüentes sobre a Gráfica Abril Qual é o papel usado na impressão de revistas? Cada revista utiliza um tipo de papel diferente. Na gráfica são utilizados papéis do tipo LWC, SC, Couchê, Jornal

Leia mais

Introdução à Produção Gráfica

Introdução à Produção Gráfica Introdução à Produção Gráfica Flávio Gomes 1 - Sistemas de Cores Atualmente boa parte dos layouts desenvolvidos para impressão são elaborados em softwares gráficos, esses softwares utilizam um processo

Leia mais

FECHAMENTO DE ARQUIVO PARA IMPRESSÃO DIGITAL

FECHAMENTO DE ARQUIVO PARA IMPRESSÃO DIGITAL FECHAMENTO DE ARQUIVO PARA IMPRESSÃO DIGITAL GERENCIAMENTO DE COR CONFORME ISO 12647-2:2004 Buscando qualidade, agilidade e fidelidade nas cores dos materiais impressos aos nossos clientes, a Dinâmica

Leia mais

Dentre os cilindros gravados este é o PRODUTO PRINCIPAL DA EMPRESA, é o coração da impressão flexográfica, estando disponível em três versões :

Dentre os cilindros gravados este é o PRODUTO PRINCIPAL DA EMPRESA, é o coração da impressão flexográfica, estando disponível em três versões : 4 - CILINDRO NICRONILOX Dentre os cilindros gravados este é o PRODUTO PRINCIPL D EMPRES, é o coração da impressão flexográfica, estando disponível em três versões : - cilindro NICRONILOX cerâmico gravado

Leia mais

Atualização: JULHO/2011

Atualização: JULHO/2011 Uso do logo Teuto Pfizer Este material também é conhecido por manual da marca Teuto Pfizer. Ele é destinado a profissionais de comunicação, agências de publicidade, fornecedores e usuários em geral que

Leia mais

COMO PREPARAR/ENVIAR SEU ARQUIVO PARA IMPRESSÃO EM COREL DRAW E PHOTOSHOP

COMO PREPARAR/ENVIAR SEU ARQUIVO PARA IMPRESSÃO EM COREL DRAW E PHOTOSHOP COMO PREPARAR/ENVIAR SEU ARQUIVO PARA IMPRESSÃO EM COREL DRAW E PHOTOSHOP ÍNDICE EXPORTANTO EM COREL DRAW 1 - definindo o tamanho pág. 3 2 - padrão (sistema de cores - cmyk) pág. 3 3 - resolução pág. 4

Leia mais

Gerenciamento de Cores e Provas na Indústria de Embalagens

Gerenciamento de Cores e Provas na Indústria de Embalagens Gerenciamento de Cores e Provas na Indústria de Embalagens Desafios da Indústria de Embalagens Grande pressão de tempo e custos Exigências de Produção { O ciclo de vida dos produtos de bens de consumo

Leia mais

Papelão Ondulado. Ronildo Peroti Outubro/2012 São Paulo

Papelão Ondulado. Ronildo Peroti Outubro/2012 São Paulo Papelão Ondulado Ronildo Peroti Outubro/2012 São Paulo Ronildo Peroti Experiência no setor nas áreas de Desenvolvimento de Produtos, Produção e Manutenção; Gerente de Desenvolvimento de Produtos da Cartonagem

Leia mais

Adesivação de frota Confira todas as etapas detalhadas do processo de adesivação de veículos

Adesivação de frota Confira todas as etapas detalhadas do processo de adesivação de veículos Adesivação de frota Confira todas as etapas detalhadas do processo de adesivação de veículos Introdução Por: Elizabete Rocha Reedição Por: Luiz Ricardo Emanueli Revisão Técnica Por: Marcos Rogério do Nascimento,

Leia mais

Especificações Técnicas - Dicas, evitando erros

Especificações Técnicas - Dicas, evitando erros Especificações Técnicas - Dicas, evitando erros Recomendações que evitam os erros mais freqüentes Nunca utilize quadricromia para textos em preto, para evitar problemas de registro na impressão. Evite

Leia mais

UM POUCO DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA.

UM POUCO DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA. UM POUCO DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA. Imagem digital é a representação de uma imagem bidimensional usando números binários codificados de modo a permitir seu armazenamento, transferência, impressão ou reprodução,

Leia mais

Considerações gerais sobre arquivos abertos e fechados

Considerações gerais sobre arquivos abertos e fechados Considerações gerais sobre arquivos abertos e fechados Este tutorial tem por finalidade esclarecer algumas dúvidas sobre arquivos abertos e arquivos fechados. Leia e entenda um pouco mais sobre PDF, diferenças

Leia mais

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta.

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. 1 Prezado(a) candidato(a): Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. Nº de Inscrição Nome PROVA DE CONHECIMENTOS

Leia mais

Sidnei Costa Souza sid.nat@zaz.com.br RESOLUÇÃO

Sidnei Costa Souza sid.nat@zaz.com.br RESOLUÇÃO Sidnei Costa Sza sid.nat@zaz.com.br RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO A imagem está em alta baixa resolução? Vai serrilhar/pixealizar a imagem? Estas são perguntas muito comuns em um bureau de saída de fotolito. Estas

Leia mais

THE SWEDISH DOCTOR BLADE

THE SWEDISH DOCTOR BLADE THE SWEDISH DOCTOR BLADE SOBRE A PRIMEBLADE A PrimeBlade Sweden AB é uma empresa fabricante e fornecedora global de lâminas doctorblade para impressoras flexográfica, rotogravura e offset. Juntamente com

Leia mais

Perguntas Frequentes. como enviar arquivos para a Programação Visual

Perguntas Frequentes. como enviar arquivos para a Programação Visual Perguntas Frequentes como enviar arquivos para a Programação Visual 03 Sumário Configurações do Arquivo 05 Imagens e Ilustrações 08 Cores 11 Fontes e Textos 13 16 Revisão e Autorização + Lista de Checagem

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA FECHAMENTO E ENVIO DE ARQUIVOS DE JORNAIS PARA IMPRESSÃO

PROCEDIMENTOS PARA FECHAMENTO E ENVIO DE ARQUIVOS DE JORNAIS PARA IMPRESSÃO PROCEDIMENTOS PARA FECHAMENTO E ENVIO DE ARQUIVOS DE JORNAIS PARA IMPRESSÃO JANEIRO/2012 Introdução Este guia descreve os padrões, formatos e procedimentos a serem adotados na preparação e fechamento de

Leia mais

Imagem digital - 1. A natureza da imagem fotográfica. A natureza da imagem fotográfica

Imagem digital - 1. A natureza da imagem fotográfica. A natureza da imagem fotográfica A natureza da imagem fotográfica PRODUÇÃO GRÁFICA 2 Imagem digital - 1 Antes do desenvolvimento das câmeras digitais, tínhamos a fotografia convencional, registrada em papel ou filme, através de um processo

Leia mais

CARTILHA DE PRÉ-IMPRESSÃO

CARTILHA DE PRÉ-IMPRESSÃO CARTILHA DE PRÉ-IMPRESSÃO gráfica e editora MARGENS DE SEGURANÇA Utilize este QRcode para me adicionar à agenda de contatos do seu celular. Malires Gráfica 41 3346.6498 malires@malires.com.br www.malires.com.br

Leia mais

Alguns métodos utilizados

Alguns métodos utilizados Alguns métodos utilizados TIF Algumas pessoas exportam o trabalho feito no Corel em formato TIF,que é um procedimento comum para impressão em jornais e publicações impressas. Para exportar desta forma

Leia mais

Uma nova maneira de interagir com a Gráfica Art3! A mais nova tecnologia em aprovação de arquivos via WEB.

Uma nova maneira de interagir com a Gráfica Art3! A mais nova tecnologia em aprovação de arquivos via WEB. Uma nova maneira de interagir com a Gráfica Art3! A mais nova tecnologia em aprovação de arquivos via WEB. O Portal Art3 é um sistema que permite uma grande flexibilidade na entrega e aprovação de seus

Leia mais

P ROVA: página impressa, fora de escala industrial, para identificação de erros e

P ROVA: página impressa, fora de escala industrial, para identificação de erros e P ROVA: página impressa, fora de escala industrial, para identificação de erros e eventual correção anteriormente à impressão final. Existem vários tipos de prova de impressão e cada tipo recebe um nome

Leia mais

LEIA ATENTAMENTE AS SEGUINTES INSTRUÇÕES:

LEIA ATENTAMENTE AS SEGUINTES INSTRUÇÕES: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - CGIC Concurso Público (Aplicação: 07/08/2011) Cargo: Técnico em Artes Gráficas/Classe D-101 LEIA ATENTAMENTE AS SEGUINTES INSTRUÇÕES: Verifique,

Leia mais

a marca bematech Tudo o que você precisa para usar a marca. Dezembro de 2009

a marca bematech Tudo o que você precisa para usar a marca. Dezembro de 2009 16 a marca bematech Tudo o que você precisa para usar a marca. 17 Marca Dinâmica e evolutiva, a marca Bematech é formada pelo símbolo e logotipo. Suas elipses simbolizam a essência de uma empresa empreendedora.

Leia mais

Guia de qualidade de cores

Guia de qualidade de cores Página 1 de 5 Guia de qualidade de cores O Guia de qualidade de cores ajuda você a entender como as operações disponíveis na impressora podem ser usadas para ajustar e personalizar a saída colorida. Menu

Leia mais

Apresentação...03. Especificações...05. Serviços...08. Dicas Importantes...13

Apresentação...03. Especificações...05. Serviços...08. Dicas Importantes...13 S Apresentação...03 Especificações...05 Serviços...08 Dicas Importantes...13 02 Manual de Serviços Gráficos - DIO ES A O Departamento de Imprensa Oficial do Espírito Santo (DIO/ES) é responsável pela impressão

Leia mais

- VANTAGENS O arquivo fechado corretamente; evita ocorrência de problemas de impressão e torna o tempo total de execução do trabalho muito menor.

- VANTAGENS O arquivo fechado corretamente; evita ocorrência de problemas de impressão e torna o tempo total de execução do trabalho muito menor. GUIA DE ARQUIVOS - VANTAGENS O arquivo fechado corretamente; evita ocorrência de problemas de impressão e torna o tempo total de execução do trabalho muito menor. - LINEATURA A lineatura do arquivo fechado

Leia mais

Modelo de Fechamento de Arquivo

Modelo de Fechamento de Arquivo Modelo de Fechamento de Arquivo ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Os arquivos podem ser fechados de várias formas: Para produção de BANNERS, FAIXAS e PAINÉIS, que não haja necessidade de fazer qualquer tipo de alteração

Leia mais

FORMATOS DE ARQUIVOS FORMATOS DE ARQUIVOS NATIVOS FORMATOS DE ARQUIVOS GENÉRICOS. Produção Gráfica 2 A R Q U I V O S D I G I T A I S -

FORMATOS DE ARQUIVOS FORMATOS DE ARQUIVOS NATIVOS FORMATOS DE ARQUIVOS GENÉRICOS. Produção Gráfica 2 A R Q U I V O S D I G I T A I S - Produção Gráfica 2 FORMATOS DE ARQUIVOS A R Q U I V O S D I G I T A I S - FORMATOS DE ARQUIVOS PARA IMAGEM BITMAPEADAS Uma imagem bitmapeada, uma ilustração vetorial ou um texto são armazenados no computador

Leia mais

Conteúdo 2 - Conceitos básicos de produção gráfica. professor Rafael Hoffmann

Conteúdo 2 - Conceitos básicos de produção gráfica. professor Rafael Hoffmann Conteúdo 2 - Conceitos básicos de produção gráfica professor Rafael Hoffmann Cor Modelos cromáticos - Síntese aditiva/cor-luz Isaac Newton foi o responsável pelo desenvolvimento da teoria das cores. Em

Leia mais

Impressoras. Prof. Rafael Sandim

Impressoras. Prof. Rafael Sandim Impressoras Prof. Rafael Sandim Impressoras É um periférico Pode ser conectado a um computador ou a uma rede de computadores É um dispositivo de saída que tem como função: Imprimir textos Imprimir gráficos

Leia mais

Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão

Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão 1 Diferenças entre o CCD e o Filme: O filme como já vimos, é uma película de poliéster, coberta em um dos lados por uma gelatina de origem animal com partículas

Leia mais

DICAS. #gruposantaedwiges

DICAS. #gruposantaedwiges DICAS Para você que irá confiar o fechamento à nossa gráfica, recomendamos que você se atente a pequenos detalhes de seu arquivo, pois estes farão enorme diferença na qualidade final do seu impresso gráfico.

Leia mais

19/11/2015. Um pouco de história antes... A FOTOGRAFIA. James Clerk Maxwell (1831 1879) Escócia (Reino Unido) físico, filósofo e matemático.

19/11/2015. Um pouco de história antes... A FOTOGRAFIA. James Clerk Maxwell (1831 1879) Escócia (Reino Unido) físico, filósofo e matemático. Prof. Reginaldo Brito Um pouco de história antes... A FOTOGRAFIA Joseph-Nicéphore Niepce * França, (1765-1833) James Clerk Maxwell (1831 1879) Escócia (Reino Unido) físico, filósofo e matemático. 1826,

Leia mais

A MELHOR IMPRESSÃO DA INFORMAÇÃO

A MELHOR IMPRESSÃO DA INFORMAÇÃO A MELHOR IMPRESSÃO DA INFORMAÇÃO Multi Criatividade em Impressão é uma unidade de negócios do Grupo Sinos. Sabemos e acreditamos no trabalho impresso, estamos preparados para ajudar na elaboração das peças,

Leia mais

Soluções Sustentáveis

Soluções Sustentáveis Soluções Sustentáveis em Impressos, Rótulos e Embalagens Impressos, Rótulos e Embalagens Manual de Envio de Arquivos Índice e Informações Atenção: Cliente e Agência 1- Trabalhamos apenas com arquivos abertos

Leia mais

Cópia. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Cópia. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Cópia Este capítulo inclui: Cópia básica na página 3-2 Ajustando as opções de cópia na página 3-4 Configuração básica na página 3-5 Ajustes de imagem na página 3-9 Ajustes de posicionamento de imagem na

Leia mais

Instruções de Fechamento de Arquivos. Illustrator CS. para CtP e Fotolito

Instruções de Fechamento de Arquivos. Illustrator CS. para CtP e Fotolito Instruções de Fechamento de Arquivos Illustrator CS para CtP e Fotolito Illustrator CS Na divisão General No campo Printer escolha Agfa ApogeeX; No campo PPD escolha Agfa ApogeeX; No campo Copies selecione

Leia mais

processos de impressão

processos de impressão processos de impressão tipografia método de impressão direto em alto relevo, que utiliza como matriz : tipos ( peças fundidas : letras, números, caracteres especiais ) clichês para desenhos ou fotos. aplicação

Leia mais

CorelDRAW. versões 11,12 e X3

CorelDRAW. versões 11,12 e X3 CorelDRAW versões 11,12 e X3 No menu Arquivo (File), escolha Imprimir (Print) Na divisão Geral Selecione a impressora Acrobat Distiller ( setar a porta da impressora no Painel de Controle/Impressoras/Preferências/

Leia mais

MANUAL DE IMPRESSÃO FLEXOGRÁFICA

MANUAL DE IMPRESSÃO FLEXOGRÁFICA MANUAL DE IMPRESSÃO FLEXOGRÁFICA 1 2 ÍNDICE APRESENTAÇÃO INTRODUÇÃO FLEXOGRAFIA DESIGN ARQUIVOS DIGITAIS FÔRMA DE IMPRESSÃO FITAS DUPLA-FACE PARA MONTAGEM DE CLICHÊ MONTAGEM DE CLICHÊS ANILOX TINTAS DE

Leia mais

PHOTOSHOP. Menus. Caixa de Ferramentas:

PHOTOSHOP. Menus. Caixa de Ferramentas: PHOTOSHOP Universidade de Caxias do Sul O Photoshop 5.0 é um programa grande e complexo, é o mais usado e preferido pelos especialistas em editoração e computação gráfica para linha PC. Outros programas

Leia mais

Manual de Artes Fechamento de Arquivos para a OPEC/GP Novembro/2007 Manual de Artes da OPEC Arquivos Impressos

Manual de Artes Fechamento de Arquivos para a OPEC/GP Novembro/2007 Manual de Artes da OPEC Arquivos Impressos Manual de Artes Fechamento de Arquivos para a OPEC/GP Novembro/2007 Manual de Artes da OPEC Arquivos Impressos Gazeta do Povo -vs02- Recomendações para preparação da arte final Segue abaixo algumas dicas

Leia mais

"ESCRITÓRIO SEM PAPEL"

ESCRITÓRIO SEM PAPEL HÁ ALGO DE NOVO NO MUNDO GRÁFICO? Bruno Mortara "ESCRITÓRIO SEM PAPEL" Expressão cunhada pela The Economist em 1985 Acreditava-se que em 10 anos o papel sumiria dos escritórios Na última década o gasto

Leia mais

Figura 74: No Inkscape é muito simples obter um conjunto base de objetos para compôr o rótulo

Figura 74: No Inkscape é muito simples obter um conjunto base de objetos para compôr o rótulo 94 5.3.4 Rótulos Rótulos podem ser classificados como etiquetas que são transferidas para os mais diversos tipos de produtos, como garrafas, latas, frascos, dentre uma infinidade de aplicações diferentes.

Leia mais

GMG Soluções de software para Gerenciamento de Cor e Prova

GMG Soluções de software para Gerenciamento de Cor e Prova GMG Soluções de software para Gerenciamento de Cor e Prova GMG O Padrão em Gerenciamento de cor e Prova 25 anos de experiencia na industria de artes gráficas particularmente no campo de gerenciamento de

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Letras

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Letras CÓDIGO 042 CÓD. CURSO 42226 CÓD. DISC. 092.2734.2 PROFESSOR PLANO DE ENSINO UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CURSO Letras Produção Editorial Gráfica Marcos Nepomuceno ETAPA 7 CH 04 T 04 P 00 ANO

Leia mais

Índice (clique no item para ir ao tópico)

Índice (clique no item para ir ao tópico) Índice (clique no item para ir ao tópico) Envio de arquivos para paginar/editorar Orientações para envio de arquivos já diagramados Package (Pacote) no InDesign Fechamento de arquivos para a gráfica Exportação

Leia mais

Mídia Impressa X Mídia Eletrônica

Mídia Impressa X Mídia Eletrônica Diferenças entre Mídia Impressa e Eletrônica Resolução Web >> 72dpi Impressão >> 300dpi Padrão de cores Web >> RGB Impressão >> CMYK Tipos de Arquivos Web >> GIF / JPEG Impressão >> TIF / EPS Tamanho dos

Leia mais

Manipulação Digital de Imagens Recursos Básicos de Tratamento

Manipulação Digital de Imagens Recursos Básicos de Tratamento Manipulação Digital de Imagens Recursos Básicos de Tratamento 1 Antes de mais nada, é extremamente necessário lembrar que para tratar uma imagem é necessário que o monitor de seu computador esteja calibrado

Leia mais

WORKING TOGETHER PROCURA REDUZIR CUSTOS DE PRODUÇÃO DE MATERIAIS DE COMUNICAÇÃO?

WORKING TOGETHER PROCURA REDUZIR CUSTOS DE PRODUÇÃO DE MATERIAIS DE COMUNICAÇÃO? PROCURA REDUZIR CUSTOS DE PRODUÇÃO DE MATERIAIS DE COMUNICAÇÃO? ENTÃO NÃO PROCURE MAIS. COM OS SERVIÇOS DE PROCUREMENT DA POLIVALOR ENCONTROU A SOLUÇÃO. Reduzir custos, seleccionar o fornecedor que garante

Leia mais

IMPRESSÕES GRUPO SINOS A MELHOR IMPRESSÃO DA INFORMAÇÃO

IMPRESSÕES GRUPO SINOS A MELHOR IMPRESSÃO DA INFORMAÇÃO IMPRESSÕES GRUPO SINOS A MELHOR IMPRESSÃO DA INFORMAÇÃO Impressos Grupo Sinos é o parque gráfico, ou a unidade de negócios do Grupo, onde são impressos os jornais, periódicos, revistas e peças gráficas

Leia mais

Agfa Graphics anuncia os novos IntelliTune e OptiInk na WPE2015 (Hamburgo-Alemanha)

Agfa Graphics anuncia os novos IntelliTune e OptiInk na WPE2015 (Hamburgo-Alemanha) anuncia os novos IntelliTune e OptiInk na WPE2015 (Hamburgo-Alemanha) Aprimoramento de imagens para impressões de alta qualidade e baixo custo. Mortsel, 30 de setembro de 2015 O Arkitex Enhance IntelliTune

Leia mais

Siga nossos padrões de margens especificadas abaixo e utilize nossas matrizes (disponíveis no link Gabaritos).

Siga nossos padrões de margens especificadas abaixo e utilize nossas matrizes (disponíveis no link Gabaritos). Guia de Instruções Atenção com as margens de corte Siga nossos padrões de margens especificadas abaixo e utilize nossas matrizes (disponíveis no link Gabaritos). Sempre utilize no mínimo a 3,5mm de margem

Leia mais

Outro componente no portfólio de produtos da KBA-MePrint AG

Outro componente no portfólio de produtos da KBA-MePrint AG Varius LX-TX Impressora Offset modular e sem água para uma diversidade de aplicações ilimitada Impressão de etiquetas e laminada com uma qualidade imbatível Varius LX-TX Outro componente no portfólio de

Leia mais

É"ca do Brasil Empresa de P&D em nanotecnologia, detentora da patente e da marca

Éca do Brasil Empresa de P&D em nanotecnologia, detentora da patente e da marca É"ca do Brasil Empresa de P&D em nanotecnologia, detentora da patente e da marca * Patentes nas áreas de 7ntas de impressão, cosmé7cos e farmacêu7cos * Em 2014 lançou a primeira Nano7nta à base d água

Leia mais

Extrusão de tubos, cabos e fios

Extrusão de tubos, cabos e fios Sistemas de marcação e codificação Extrusão de tubos, cabos e fios Conhecemos os desafios únicos que você enfrenta em suas linhas de produção Mais que qualquer outro setor, a produção de fios, cabos ou

Leia mais

CONFIRA UMA BREVE DESCRIÇÃO DAS VANTAGENS COMPETITIVAS OBTIDAS A PARTIR DE CADA META COMPETITIVA VANTAGEM DA QUALIDADE

CONFIRA UMA BREVE DESCRIÇÃO DAS VANTAGENS COMPETITIVAS OBTIDAS A PARTIR DE CADA META COMPETITIVA VANTAGEM DA QUALIDADE CHÃO DE FÁBRICA A PRODUÇÃO COMPETITIVA CONFIRA UMA BREVE DESCRIÇÃO DAS VANTAGENS COMPETITIVAS OBTIDAS A PARTIR DE CADA META COMPETITIVA VANTAGEM DA QUALIDADE Foco principal das empresas que competem com

Leia mais

Estudo comparativo de tintas e vernizes na flexografia: curável por raios ultravioletas e à base de solventes

Estudo comparativo de tintas e vernizes na flexografia: curável por raios ultravioletas e à base de solventes Estudo comparativo de tintas e vernizes na flexografia: curável por raios ultravioletas e à base de solventes Ana Paula Alves da Silva 1, a, Aline Resmini Melo 1,b, Carolina Resmini Melo 1,c. 1 Engenharia

Leia mais

Explicação, Vantagens e Comparação com Sistemas de Prova Tradicionais

Explicação, Vantagens e Comparação com Sistemas de Prova Tradicionais Livro branco: PROVA DIGITAL Explicação, Vantagens e Comparação com Sistemas de Prova Tradicionais O presente livro branco introduz a prova digital e explica o seu valor para a obtenção de cores consistentes

Leia mais

Pág 31. UC Introdução a Informática Docente: André Luiz Silva de Moraes 1º sem Redes de Computadores. 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress

Pág 31. UC Introdução a Informática Docente: André Luiz Silva de Moraes 1º sem Redes de Computadores. 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress O pacote BrOffice é um pacote de escritório muito similar ao já conhecido Microsoft Office e ao longo do tempo vem evoluindo e cada vez mais ampliando as possibilidades

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Guia de Impressão. Formatos & Sangria. Cor & Imagem. Tipografia. Finalização

Guia de Impressão. Formatos & Sangria. Cor & Imagem. Tipografia. Finalização Guia de Impressão Guia de Impressão Formatos & Sangria Formatos de Papel 01 Formato Aberto ou Fechado 02 Folhas e Páginas 03 Lâminas 04 Sangria e Margens 05 Cor & Imagem A Impressão CMYK 06 O Preto no

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO CÓDIGO 042 CÓD. CURSO 42951 CÓD. DISC. 170.3452.3 UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO DISCIPLINA MATERIAIS E PROCESSOS GRÁFICOS II ETAPA 4 CH

Leia mais

PUBLICIDADE & PROPAGANDA PRODUÇÃO GRÁFICA

PUBLICIDADE & PROPAGANDA PRODUÇÃO GRÁFICA PRODUÇÃO GRÁFICA PUBLICIDADE & PROPAGANDA Prova Semestral --> 50% da nota final. Sistema de avaliação Atividades em laboratório --> 25% da nota final Exercícios de práticos feitos nos Laboratórios de informática.

Leia mais

2/5/2010. Pré Impressão Impressão Acabamento

2/5/2010. Pré Impressão Impressão Acabamento A3 Pré Acabamento 1 PROXIMA AULA Individual. Montar 3 layouts de anúncio. Dois em grids de 15 módulos Um em grid de 24 módulos. 2 Plano de Vôo Exercícios da Aula Anterior Pré- O que é pré-impressão? Cor

Leia mais

Tutorial Gerar arquivo PDF. Gerando um documento pdf com várias imagens 1- Inserir imagem no Word

Tutorial Gerar arquivo PDF. Gerando um documento pdf com várias imagens 1- Inserir imagem no Word Tutorial Gerar arquivo PDF. Com o objetivo de simplificar e diminuir o tamanho de arquivos anexos nos projetos, elaboramos um pequeno tutorial mostrando como gerar um único arquivo no formato pdf contendo

Leia mais

Imagem digital. Unidade 3

Imagem digital. Unidade 3 Imagem digital Unidade 3 Objectivos Reconhecer o potencial comunicativo/ expressivo das imagens; Reconhecer as potencialidades narrativas de uma imagem; A criação de sentido nas associações de imagens

Leia mais

Especificações Técnicas - Dicas, evitando erros

Especificações Técnicas - Dicas, evitando erros http://publicidade.abril.com.br/revistas/espe_tecnicas/rev _recomenda.shtml Especificações Técnicas - Dicas, evitando erros Recomendações que evitam os erros mais freqüentes Nunca utilize quadricromia

Leia mais

Taxa de Gravação da Memória RAM (MegaBytes / segundo) G5 2.7 Ghz (Mac) Linux Kernel 2.6 2799 1575

Taxa de Gravação da Memória RAM (MegaBytes / segundo) G5 2.7 Ghz (Mac) Linux Kernel 2.6 2799 1575 21 4 Análise É necessária uma análise criteriosa, que busque retornar as questões primordiais sobre o que é realmente preciso para a aquisição de uma plataforma de produção gráfica digital profissional.

Leia mais

Sphinx Scanner Informações gerais V 5.1.0.8

Sphinx Scanner Informações gerais V 5.1.0.8 Sphinx Scanner Informações gerais V 5.1.0.8 Pré-requisitos: Possuir modalidade scanner no software Sphinx A SPHINX Brasil propõe uma solução de leitura automática de questionários por scanner. O Sphinx

Leia mais

Referência de cores Fiery

Referência de cores Fiery 2014 Electronics For Imaging. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter legal deste produto. 11 de junho de 2014 Conteúdo 3 Conteúdo Introdução à referência de cores

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO CÓDIGO 042 UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CÓD. CURSO CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH ANO 170.345.23 Materiais e Processos Gráficos II 4ª 2010

Leia mais

PUBLICIDADE GLOSSÁRIO DIAGRAMAÇÃO E PRODUÇÃO GRÁFICA REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

PUBLICIDADE GLOSSÁRIO DIAGRAMAÇÃO E PRODUÇÃO GRÁFICA REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA PUBLICIDADE DIAGRAMAÇÃO E PRODUÇÃO GRÁFICA GLOSSÁRIO REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA GLOSSÁRIO PRODUÇÃO GRÁFICA A B C D Alceamento - arranjo de folhas ou cadernos na seqüência adequada para que as páginas fiquem

Leia mais

Linhas de Orientação de Media. GS1 Portugal. Sync PT Linhas de Orientação de Media 1

Linhas de Orientação de Media. GS1 Portugal. Sync PT Linhas de Orientação de Media 1 Linhas de Orientação de Media GS1 Portugal 1 Índice Introdução... 3 Especificações Gerais de Imagens... 4 Propriedades da imagem... 5 Cor e Qualidade... 5 Clipping Paths... 5 Fundo... 6 Borda... 6 Formato

Leia mais

Guia de Instruções de Trabalho

Guia de Instruções de Trabalho Guia de Instruções de Trabalho Este guia foi desenvolvido para orientá-lo durante o processo de produção de arte para ser enviada à Gráfica Manchester. Siga as instruções para que não tenha problemas de

Leia mais

NORMAS PARA EDITORAÇÃO E ENVIO DE TRABALHOS TÉCNICOS AO EVENTOS BRASIL 2014

NORMAS PARA EDITORAÇÃO E ENVIO DE TRABALHOS TÉCNICOS AO EVENTOS BRASIL 2014 NORMAS PARA EDITORAÇÃO E ENVIO DE TRABALHOS TÉCNICOS AO EVENTOS BRASIL 2014 07 a 08 de dezembro de 2014 São Paulo - SP DATAS E CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES Os trabalhos técnicos deverão ser enviados eletronicamente,

Leia mais

Manual de Usuário da Impressora Sethi3D AiP A3

Manual de Usuário da Impressora Sethi3D AiP A3 Manual de Usuário da Impressora Sethi3D AiP A3 Versão 1.00 Sumário Geral... 3 Características da Impressora:... 3 Características técnicas:... 3 Suporte do rolo de filamento... 4 Colocando o filamento

Leia mais

Rotogravura. Sistemas e processos de impressão: André Villas-Boas. Relevografia tipografia flexografia. Encavografia rotogravura

Rotogravura. Sistemas e processos de impressão: André Villas-Boas. Relevografia tipografia flexografia. Encavografia rotogravura Sistemas e processos de impressão: Rotogravura VILLAS-BOAS, André. Produção gráfica para designers. Rio de Janeiro: 2AB, 2008. André Villas-Boas 1 Sistemas de impressão matriz em baixo-relevo rotograv

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO CÓDIGO UNIDADE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CÓD. CURSO CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO CÓD. DISC. DISCIPLINA 170.345.23 MATERIAIS E PROCESSOS GRÁFICOS II CRÉDITOS ETAPA 4

Leia mais

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE CORES DA EDITORA GLOBO. Versão 4

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE CORES DA EDITORA GLOBO. Versão 4 SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE CORES DA EDITORA GLOBO Versão 4 INSTRUÇÕES PARA A PRODUÇÃO DE PROVAS DE COR DIGITAIS v4 Em busca de aprimoramento constante na qualidade gráfi ca de suas revistas, a Editora

Leia mais

Dicas de Pré-impressão

Dicas de Pré-impressão RAUL KAWAMURA - 1 Dicas de Pré-impressão IMAGENS 1. As imagens deverão estar entre 266 a 300 dpi em seu tamanho final, no espaço de cor CMYK. Resoluções menores irão gerar imagens serrilhadas com perda

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Índice Apresentação Malha Construtiva Área de Proteção Família Tipográ ca Padrões Cromáticos Redução da Marca Fundos Marca D água Marcas Especiais Especi cações Finais 02 Apresentação

Leia mais