UM POUCO DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UM POUCO DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA."

Transcrição

1 UM POUCO DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA.

2 Imagem digital é a representação de uma imagem bidimensional usando números binários codificados de modo a permitir seu armazenamento, transferência, impressão ou reprodução, e seu processamento por meios eletrônicos. Há dois tipos fundamentais de imagem digital. Uma é do tipo de rastreio (rastering, bitmap) e outra do tipo vetorial.

3 Tipos de imagens digitais Vetor.ai,.cdr,.eps,.dwg,.emf,.svg Imagem Vetorial Geradas por cálculos matemáticos (ilustradores), NÃO dependem de resolução. Bitmap.jpg,.tiff,.psd,.png,.gif,.eps,.bmp Imagem Bitmap Constituídas por pixels, que carregam a informação de cor da imagem, dependem diretamente da resolução.

4 Imagem vetorial ampliada. Não há deformações nem pixels.

5 Vantagem da imagem vetorial É formada por um conjunto de instruções matemáticas. Nesse modelo pode-se alterar o tamanho da imagem sem perder definição, pois serão calculadas as instruções novamente para o novo tamanho. Vetor tem uma aparência mais técnica, com cores chapadas, ideal para criação de estampas que requerem impressão em poucas cores pois facilita a separação destas. Também facilita a diversificação de cores e tamanho das estampas.

6

7 CorelDRAW e o Illustrator. Os programas mais comuns para edição de vetores. Existem outros programas, como por exemplo o Macromedia Freehand.

8 Imagem bitmap ampliada. Pixels em evidência. Resolução 150 ppi.

9 Imagem bitmap A imagem bitmap é construída a partir de uma coleção de pontos individuais (pixels).

10 Pixel é o menor ponto que forma uma imagem digital, sendo que o conjunto de milhares de pixels formam a imagem A quantidade de pixel por polegada (ppi = pixel per inch) que determinam a qualidade de uma foto.

11

12 Quanto maior essa resolução maior a qualidade da foto pois com mais pixels numa determinada área, mais bem definida é a foto. Essa resolução afeta a qualidade de uma imagem. Já reparou que ao procurar por imagens no google, ele costuma dar a resolução da imagem?

13 A não ser que sua intenção seja fazer PIXEL ART, preste atenção na resolução do seu arquivo. Mesmo o pixel art é feito em vetor ou em alta resolução.

14 Tá difícil lembrar do que são pixels? Lembre dos bordados em tela.

15 Photoshop O programa mais utilizado para edição de imagens sem dúvida é o Photoshop (que faz 20 anos em 2012), mas existe outros programas como o Corel Paint e o Corel Painter (fantástico para criar pinturas digitais).

16 Resolução Resolução de imagem descreve o nível de detalhe que uma imagem comporta. O termo se aplica igualmente a imagens digitais, imagens em filme e outros tipos de imagem. Resoluções mais altas significam maiores detalhes na imagem.

17 300 dpi 150 dpi 65 dpi 10 dpi Resolução é medida em dpi (Pontos por polegada) Resoluções abaixo de 300 dpi geram efeito de pixalização, ou seja, pixels serão visíveis. Acima de 300 dpi não há muita diferença na qualidade.

18 Pontos de tinta em suporte real. Na hora de imprimir, pixels quadrados viram pontos (dots). No meio digital ao invés de dpi vamos ver ppi. Por quê? No ambiente digital usamos pixel por polegada (pixel per inch), enquanto no mundo físico, na impressão em si, é trabalhado dpi (ponto por polegada, dot per inch). Para impressão gráfica, ou seja, suportes de papel, plástico ou outros, onde passamos nossa arte do ambiente digital para o físico, a arte deve ser enviada em 300dpi. A resolução comum na web é de 72ppi, por isso, na hora de exportar para web temos arquivos mais leves, e quando pegamos uma imagem da web, vamos notar a falta de resolução.

19 Mas lembre-se, essa resolução é válida para arquivos criados já no formato final, ou seja, ao criar um arquivo de trabalho, você já deve ter em mente qual o tamanho de impressão. Quando não temos certeza do tamanho que será impresso, mas temos de criar uma arte assim mesmo, geralmente escolhemos fazê-lo em um formato entre A4 e A3 em 300 dpi. É mais fácil converter um arquivo de alta resolução para baixa resolução e publicar na web, mas o caminho inverso é impossível. Não podemos converter um bitmap e em baixa resolução (72 dpi) para um de alta resolução (300 dpi). Isso só é possível com vetores. Ou seja, se você enviar um croqui fabuloso que vai se tornar capa de revista, e estiver em baixa resolução, de duas uma, ou refaz todo o trabalho, ou, se a revista publicar, vai ter um borrão sem definição na capa da revista, como o exemplo ao lado.

20 Cores no ambiente real e digital.

21 No ambiente digital, sempre vamos utilizar as cores RGB, formadas por luz transmitida pelos monitores. No ambiente real, impresso, sempre utilizaremos cores CMKY, que são as cores pigmento. Afinal, qual a diferença entre elas e porque usar uma ou outra?

22 RGB = Red, Green, Blue. Na síntese aditiva, todas as cores juntas formam o branco e a ausência delas equivale ao preto. Nela, as cores básicas são o verde, azul e o vermelho. Por isso a denominação RGB (R=red, G=green e B=blue). Essas cores se dão através da adição de luz.

23 Através da composição de três cores - Vermelho - Verde - Azul (RGB) RGB Cor usada na publicação web. O propósito principal do sistema RGB é a reprodução de cores em dispositivos eletrônicos como monitores de TV e computador, "data shows", scanners e câmeras digitais, assim como na fotografia tradicional. Envie um arquivo final para impressão gráfica em RGB e o resultado será de cores diferentes das esperadas.

24 CMYK = Cyan, Magenta, Yellow, Black. CMYK é o processo utilizado por gráficas, onde a imagem é decomposta em 4 cores: Cyan, Magenta, Yellow e Black, que serão impressas com tintas nestas cores. É o processo que chamamos de Síntese Subtrativa, sendo que, com a junção do CMY, conseguimos obter o Preto. Todo arquivo que seguirá para impressão deve ser salvo em CMYK = impressão gráfica (que irá gerar fotolito) ou impressão digital profissional (banners, painéis, lonados, etc).

25

26

27

28 O que acontece se você publicar um arquivo em CMKY para um blog, ou enviar para visualização de um cliente no monitor: O que você vê no Photoshop. O que você vê no visualizador de imagem ou na web.

29

Imagem digital - 1. A natureza da imagem fotográfica. A natureza da imagem fotográfica

Imagem digital - 1. A natureza da imagem fotográfica. A natureza da imagem fotográfica A natureza da imagem fotográfica PRODUÇÃO GRÁFICA 2 Imagem digital - 1 Antes do desenvolvimento das câmeras digitais, tínhamos a fotografia convencional, registrada em papel ou filme, através de um processo

Leia mais

Fotografia Digital. Aula 1

Fotografia Digital. Aula 1 Fotografia Digital Aula 1 FOTOGRAFIA DIGITAL Tema da aula: A Fotografia 2 A FOTOGRAFIA A palavra Fotografia vem do grego φως [fós] ("luz"), e γραφις [grafis] ("estilo", "pincel") ou γραφη grafê, e significa

Leia mais

COMO PREPARAR/ENVIAR SEU ARQUIVO PARA IMPRESSÃO EM COREL DRAW E PHOTOSHOP

COMO PREPARAR/ENVIAR SEU ARQUIVO PARA IMPRESSÃO EM COREL DRAW E PHOTOSHOP COMO PREPARAR/ENVIAR SEU ARQUIVO PARA IMPRESSÃO EM COREL DRAW E PHOTOSHOP ÍNDICE EXPORTANTO EM COREL DRAW 1 - definindo o tamanho pág. 3 2 - padrão (sistema de cores - cmyk) pág. 3 3 - resolução pág. 4

Leia mais

Porque as. cores mudam?

Porque as. cores mudam? Porque as cores mudam? O que são cores? As cores não existem materialmente. Não possuem corpo, peso e etc. As cores correspondem à interpretação que nosso cérebro dá a certo tipo de radiação eletro-magnética

Leia mais

A cor e o computador. Teoria e Tecnologia da Cor. Unidade VII Pág. 1 /5

A cor e o computador. Teoria e Tecnologia da Cor. Unidade VII Pág. 1 /5 A cor e o computador Introdução A formação da imagem num Computador depende de dois factores: do Hardware, componentes físicas que processam a imagem e nos permitem vê-la, e do Software, aplicações que

Leia mais

Figura 1: Formato matricial de uma imagem retangular. Figura 2: Ampliação dos pixels de uma imagem

Figura 1: Formato matricial de uma imagem retangular. Figura 2: Ampliação dos pixels de uma imagem Universidade Federal de Santa Maria - UFSM Departamento de Eletrônica e Computação - DELC Introdução à Informática Prof. Cesar Tadeu Pozzer Julho de 2006 Imagens Uma imagem é representada por uma matriz

Leia mais

PUBLICIDADE & PROPAGANDA PRODUÇÃO GRÁFICA

PUBLICIDADE & PROPAGANDA PRODUÇÃO GRÁFICA PRODUÇÃO GRÁFICA PUBLICIDADE & PROPAGANDA Prova Semestral --> 50% da nota final. Sistema de avaliação Atividades em laboratório --> 25% da nota final Exercícios de práticos feitos nos Laboratórios de informática.

Leia mais

Alguns métodos utilizados

Alguns métodos utilizados Alguns métodos utilizados TIF Algumas pessoas exportam o trabalho feito no Corel em formato TIF,que é um procedimento comum para impressão em jornais e publicações impressas. Para exportar desta forma

Leia mais

ferramentas da imagem digital

ferramentas da imagem digital ferramentas da imagem digital illustrator X photoshop aplicativo ilustração vetorial aplicativo imagem digital 02. 16 imagem vetorial X imagem de rastreio imagem vetorial traduz a imagem recorrendo a instrumentos

Leia mais

19/11/2015. Um pouco de história antes... A FOTOGRAFIA. James Clerk Maxwell (1831 1879) Escócia (Reino Unido) físico, filósofo e matemático.

19/11/2015. Um pouco de história antes... A FOTOGRAFIA. James Clerk Maxwell (1831 1879) Escócia (Reino Unido) físico, filósofo e matemático. Prof. Reginaldo Brito Um pouco de história antes... A FOTOGRAFIA Joseph-Nicéphore Niepce * França, (1765-1833) James Clerk Maxwell (1831 1879) Escócia (Reino Unido) físico, filósofo e matemático. 1826,

Leia mais

Conteúdo 2 - Conceitos básicos de produção gráfica. professor Rafael Hoffmann

Conteúdo 2 - Conceitos básicos de produção gráfica. professor Rafael Hoffmann Conteúdo 2 - Conceitos básicos de produção gráfica professor Rafael Hoffmann Cor Modelos cromáticos - Síntese aditiva/cor-luz Isaac Newton foi o responsável pelo desenvolvimento da teoria das cores. Em

Leia mais

PHOTOSHOP. Menus. Caixa de Ferramentas:

PHOTOSHOP. Menus. Caixa de Ferramentas: PHOTOSHOP Universidade de Caxias do Sul O Photoshop 5.0 é um programa grande e complexo, é o mais usado e preferido pelos especialistas em editoração e computação gráfica para linha PC. Outros programas

Leia mais

Teoria da Cor TI. Elisa Maria Pivetta

Teoria da Cor TI. Elisa Maria Pivetta Teoria da Cor TI Elisa Maria Pivetta A percepção da cor é um processo complexo, resultante da recepção da luz pelo olho e da interpretação desta pelo cérebro. O que de fato determina a cor de um objeto

Leia mais

CorelDRAW 11 1. UM PROGRAMA DE DESIGN

CorelDRAW 11 1. UM PROGRAMA DE DESIGN CorelDRAW 11 1. UM PROGRAMA DE DESIGN Com o Corel você vai trabalhar com um dos aplicativos mais usados no campo do design e da auto-edição, já que permite operar com dois tipos de gráficos (vetoriais

Leia mais

Imagens Digitais Tratamento de Imagens

Imagens Digitais Tratamento de Imagens Imagens Digitais Imagens de Bitmap Bitmap = Mapa de Bits ou Imagens Raster São as imagens formadas por pixels em oposição às imagens vetoriais. Imagens de Bitmap Imagem de bitmap Imagem vetorial Imagens

Leia mais

TRATAMENTO DE IMAGENS. Elisa Maria Pivetta

TRATAMENTO DE IMAGENS. Elisa Maria Pivetta TRATAMENTO DE IMAGENS Elisa Maria Pivetta CATEGORIAS DE IMAGENS Distinguem-se geralmente duas grandes: Bitmap (ou raster) - trata-se de imagens "pixelizadas", ou seja, um conjunto de pontos (pixéis) contidos

Leia mais

Uma nova maneira de interagir com a Gráfica Art3! A mais nova tecnologia em aprovação de arquivos via WEB.

Uma nova maneira de interagir com a Gráfica Art3! A mais nova tecnologia em aprovação de arquivos via WEB. Uma nova maneira de interagir com a Gráfica Art3! A mais nova tecnologia em aprovação de arquivos via WEB. O Portal Art3 é um sistema que permite uma grande flexibilidade na entrega e aprovação de seus

Leia mais

Corel Draw. Editoração Gráfica. Professor: Jarbas Araújo CENTRO EDUCACIONAL RADIER.

Corel Draw. Editoração Gráfica. Professor: Jarbas Araújo CENTRO EDUCACIONAL RADIER. Corel Draw Editoração Gráfica Professor: Jarbas Araújo professorjarbasaraujo@gmail.com CENTRO EDUCACIONAL RADIER Padrões CMYK ou RGB? Isso causa uma enorme confusão na cabeça de clientes, e pessoas leigas

Leia mais

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 3)

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 3) Prof. Breno Leonardo G. de M. Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 3) Introdução A possibilidade de utilizarmos imagens, gráficos, desenhos e textos artísticos

Leia mais

Desenho e Apresentação de Imagens por Computador

Desenho e Apresentação de Imagens por Computador Desenho e Apresentação de Imagens por Computador Conteúdo s: Aspetos genéricos sobre o trabalho com imagens computacionais. Imagens computacionais e programas que criam ou manipulam esse tipo de imagens.

Leia mais

MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA

MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA 1. APRESENTAÇÃO Este manual apresenta, documenta e normatiza a utilização da identidade visual do Circo Crescer e Viver e de seu selo comemorativo de 10 anos. É fundamental

Leia mais

Imagem digital 2. Resolução x dimensão da imagem

Imagem digital 2. Resolução x dimensão da imagem Uma imagem bitmapeada é formada por um conjunto de pixels. gerados no momento da digitalização da imagem (através do scanner ou câmera digital). PRODUÇÃO GRÁFICA 2 Imagem digital 2 Resolução x dimensão

Leia mais

a marca bematech Tudo o que você precisa para usar a marca. Dezembro de 2009

a marca bematech Tudo o que você precisa para usar a marca. Dezembro de 2009 16 a marca bematech Tudo o que você precisa para usar a marca. 17 Marca Dinâmica e evolutiva, a marca Bematech é formada pelo símbolo e logotipo. Suas elipses simbolizam a essência de uma empresa empreendedora.

Leia mais

Apresentação do Projeto Gráfico

Apresentação do Projeto Gráfico Arte-final Arquivo feito no computador utilizando softwares específicos que permitem a produção de um fotolito para impressão gráfica. Programas Utilizados para a Produção de Arte-final. Dependendo das

Leia mais

Pág 31. UC Introdução a Informática Docente: André Luiz Silva de Moraes 1º sem Redes de Computadores. 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress

Pág 31. UC Introdução a Informática Docente: André Luiz Silva de Moraes 1º sem Redes de Computadores. 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress O pacote BrOffice é um pacote de escritório muito similar ao já conhecido Microsoft Office e ao longo do tempo vem evoluindo e cada vez mais ampliando as possibilidades

Leia mais

Controlando o trabalho impresso 1

Controlando o trabalho impresso 1 Controlando o trabalho impresso 1 O seu driver da impressora fornece a melhor qualidade de saída para vários tipos de necessidades de impressão. No entanto, você pode desejar ter mais controle sobre a

Leia mais

7 Introdução ao uso do LibreOffice Impress

7 Introdução ao uso do LibreOffice Impress Introdução a Informática - 1º semestre AULA 04 Prof. André Moraes Objetivos desta aula: Criar apresentações básicas com uso do LibreOffice Impress; o Manipular a estrutura de tópicos para a digitação de

Leia mais

ETI - Edição e tratamento de imagens digitais

ETI - Edição e tratamento de imagens digitais Curso Técnico em Multimídia ETI - Edição e tratamento de imagens digitais 2 Fundamentos "Conserva o modelo das sãs palavras que de mim tens ouvido, na fé e no amor que há em Cristo Jesus." 2 Timóteo 1:13

Leia mais

Quais as diferenças entre os formatos de imagem PNG, JPG, GIF, SVG e BMP?

Quais as diferenças entre os formatos de imagem PNG, JPG, GIF, SVG e BMP? Quais as diferenças entre os formatos de imagem PNG, JPG, GIF, SVG e BMP? 66.393 Visualizações Por Daniele Starck Disponível em: www.tecmundo.com.br/imagem/5866 quais as diferencas entre os formatos de

Leia mais

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 4)

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 4) Prof. Breno Leonardo G. de M. Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 4) 1 Classificação da imagem Em relação à sua origem pode-se classificar uma imagem,

Leia mais

Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão

Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão 1 Diferenças entre o CCD e o Filme: O filme como já vimos, é uma película de poliéster, coberta em um dos lados por uma gelatina de origem animal com partículas

Leia mais

Tipos de cores. Entendendo as cores. Imprimindo. Usando cores. Manuseio de papel. Manutenção. Solucionando problemas. Administração.

Tipos de cores. Entendendo as cores. Imprimindo. Usando cores. Manuseio de papel. Manutenção. Solucionando problemas. Administração. Sua impressora permite que você se comunique em cores. As cores chamam a atenção, indicam respeito e agregam valor ao material ou às informações impressas. O uso de cor aumenta o público leitor e faz com

Leia mais

Guia de qualidade de cores

Guia de qualidade de cores Página 1 de 5 Guia de qualidade de cores O Guia de qualidade de cores ajuda você a entender como as operações disponíveis na impressora podem ser usadas para ajustar e personalizar a saída colorida. Menu

Leia mais

Câmera Digital. Autor: Darllene Negri Nicioli

Câmera Digital. Autor: Darllene Negri Nicioli Câmera Digital Autor: Darllene Negri Nicioli 2 OBJETIVO Têm como objetivo este trabalho mostrar o princípio de funcionamento geral de uma câmera digital até as vantagens e desvantagens do produto final,

Leia mais

Estão corretas: (A) I, II e IV (B) II e III (C) II e IV (D) III e V (E) I, III e V

Estão corretas: (A) I, II e IV (B) II e III (C) II e IV (D) III e V (E) I, III e V FUNDAÇÃO VISCONDE DE CAIRU FACULDADE VISCONDE DE CAIRU CURSO: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROF.: AFONSO CELSO M. MADEIRA DISCIPLINA: COMPUTAÇÃO GRÁFICA (TACOG) 4º SEMESTRE GABARITO Segundo a

Leia mais

Manual de Artes Fechamento de Arquivos para a OPEC/GP Novembro/2007 Manual de Artes da OPEC Arquivos Impressos

Manual de Artes Fechamento de Arquivos para a OPEC/GP Novembro/2007 Manual de Artes da OPEC Arquivos Impressos Manual de Artes Fechamento de Arquivos para a OPEC/GP Novembro/2007 Manual de Artes da OPEC Arquivos Impressos Gazeta do Povo -vs02- Recomendações para preparação da arte final Segue abaixo algumas dicas

Leia mais

INFORMÁTICA PARA ADMINISTRAÇÃO I

INFORMÁTICA PARA ADMINISTRAÇÃO I CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ INFORMÁTICA PARA ADMINISTRAÇÃO I Unidade II O usuário se comunica com o núcleo do computador (composto por CPU e memória principal) através de dispositivos de entrada

Leia mais

Prof. Célio Conrado 1

Prof. Célio Conrado 1 O usuário se comunica com o núcleo do computador (composto por CPU e memória principal) através de dispositivos de entrada e saída (dispositivos de E/S). Todo objeto que faz parte do sistema e tem por

Leia mais

Scanners Manual Básico. Um guia prático e rápido para conhecer o melhor tipo de equipamento para seus trabalhos.

Scanners Manual Básico. Um guia prático e rápido para conhecer o melhor tipo de equipamento para seus trabalhos. Scanners Manual Básico Um guia prático e rápido para conhecer o melhor tipo de equipamento para seus trabalhos. Tipos de Scanners Diferentes tipos de scanners funcionam de diferentes maneiras. Conheça

Leia mais

Atualização: JULHO/2011

Atualização: JULHO/2011 Uso do logo Teuto Pfizer Este material também é conhecido por manual da marca Teuto Pfizer. Ele é destinado a profissionais de comunicação, agências de publicidade, fornecedores e usuários em geral que

Leia mais

Considerações gerais sobre arquivos abertos e fechados

Considerações gerais sobre arquivos abertos e fechados Considerações gerais sobre arquivos abertos e fechados Este tutorial tem por finalidade esclarecer algumas dúvidas sobre arquivos abertos e arquivos fechados. Leia e entenda um pouco mais sobre PDF, diferenças

Leia mais

Configurando Color Sttings - no CS3 Shift + Ctrl + K

Configurando Color Sttings - no CS3 Shift + Ctrl + K GCR Photoshop CS3 Cores Digitais Primeiramente, vamos entender como é possível substituir o CMY por preto apenas nas áreas cinzas e escuras sem influenciar nas outras cores da foto. Quando um scanner captura

Leia mais

Manual de aplicação do selo comemorativo de 60 anos da Ufes

Manual de aplicação do selo comemorativo de 60 anos da Ufes Manual de aplicação do selo comemorativo de 60 anos da Ufes A marca comemorativa de 60 anos da Ufes, através do símbolo que representa o infinito, baseia-se no conceito de continuidade, de olhar para o

Leia mais

Especificações Técnicas - Dicas, evitando erros

Especificações Técnicas - Dicas, evitando erros http://publicidade.abril.com.br/revistas/espe_tecnicas/rev _recomenda.shtml Especificações Técnicas - Dicas, evitando erros Recomendações que evitam os erros mais freqüentes Nunca utilize quadricromia

Leia mais

Fiery Color Server SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS. Glossário

Fiery Color Server SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS. Glossário Fiery Color Server SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS Glossário 2004 Electronics for Imaging, Inc. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos das Avisos de caráter legal deste produto. 45044849

Leia mais

Manual de Fechamento e Envio de Arquivos Digitais

Manual de Fechamento e Envio de Arquivos Digitais Manual de Fechamento e Envio de Arquivos Digitais 2015 Manual de Fechamento e Envio de Arquivos Digitais Introdução Você tem em mãos a nova versão do Manual de Fechamento e Envio de Arquivos Digitais do

Leia mais

Mídia Impressa X Mídia Eletrônica

Mídia Impressa X Mídia Eletrônica Diferenças entre Mídia Impressa e Eletrônica Resolução Web >> 72dpi Impressão >> 300dpi Padrão de cores Web >> RGB Impressão >> CMYK Tipos de Arquivos Web >> GIF / JPEG Impressão >> TIF / EPS Tamanho dos

Leia mais

Especificações Técnicas - Dicas, evitando erros

Especificações Técnicas - Dicas, evitando erros Especificações Técnicas - Dicas, evitando erros Recomendações que evitam os erros mais freqüentes Nunca utilize quadricromia para textos em preto, para evitar problemas de registro na impressão. Evite

Leia mais

Siga nossos padrões de margens especificadas abaixo e utilize nossas matrizes (disponíveis no link Gabaritos).

Siga nossos padrões de margens especificadas abaixo e utilize nossas matrizes (disponíveis no link Gabaritos). Guia de Instruções Atenção com as margens de corte Siga nossos padrões de margens especificadas abaixo e utilize nossas matrizes (disponíveis no link Gabaritos). Sempre utilize no mínimo a 3,5mm de margem

Leia mais

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta.

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. 1 Prezado(a) candidato(a): Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. Nº de Inscrição Nome PROVA DE CONHECIMENTOS

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO 3 TELA DE APRESENTAÇÃO 3 DESENHANDO E TRANSFORMANDO 29 FERRAMENTA FORMA 29 PREENCHIMENTOS E CONTORNOS 36

Sumário INTRODUÇÃO 3 TELA DE APRESENTAÇÃO 3 DESENHANDO E TRANSFORMANDO 29 FERRAMENTA FORMA 29 PREENCHIMENTOS E CONTORNOS 36 Sumário Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 5.988 de 14/12/73. Nenhuma parte deste livro, sem prévia autorização por escrito de Celta Informática, poderá ser reproduzida total ou parcialmente,

Leia mais

TEORIA DA COR E DA IMAGEM COM PHOTOSHOP

TEORIA DA COR E DA IMAGEM COM PHOTOSHOP TEORIA DA COR E DA IMAGEM COM PHOTOSHOP Docente: Bruno Duarte Fev 2010 O que é uma imagem digital? Uma imagem diz-se digital quando existe um ficheiro em computador que guarda a informação gráfica desta

Leia mais

DICAS. #gruposantaedwiges

DICAS. #gruposantaedwiges DICAS Para você que irá confiar o fechamento à nossa gráfica, recomendamos que você se atente a pequenos detalhes de seu arquivo, pois estes farão enorme diferença na qualidade final do seu impresso gráfico.

Leia mais

11/06/2013. O que é Software Aplicativo? Suítes de Software. Adquirindo Software SOFTWARES APLICATIVOS

11/06/2013. O que é Software Aplicativo? Suítes de Software. Adquirindo Software SOFTWARES APLICATIVOS 2 O que é Software Aplicativo? SOFTWARES APLICATIVOS Introdução à Microinformática Prof. João Paulo Lima Software que realiza tarefa útil específica Suítes de aplicativos Softwares empresariais Softwares

Leia mais

Manipulação Digital de Imagens Recursos Básicos de Tratamento

Manipulação Digital de Imagens Recursos Básicos de Tratamento Manipulação Digital de Imagens Recursos Básicos de Tratamento 1 Antes de mais nada, é extremamente necessário lembrar que para tratar uma imagem é necessário que o monitor de seu computador esteja calibrado

Leia mais

Apresentação...03. Especificações...05. Serviços...08. Dicas Importantes...13

Apresentação...03. Especificações...05. Serviços...08. Dicas Importantes...13 S Apresentação...03 Especificações...05 Serviços...08 Dicas Importantes...13 02 Manual de Serviços Gráficos - DIO ES A O Departamento de Imprensa Oficial do Espírito Santo (DIO/ES) é responsável pela impressão

Leia mais

Exercício 12 Portfólio digital - Revista

Exercício 12 Portfólio digital - Revista UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ - UNOCHAPECÓ CURSO SUPERIOR BACHARELADO EM DESIGN DE MODA ILUSTRAÇÃO I PROFESSORA GISELE DOS SANTOS Exercício 12 Portfólio digital - Revista O fim do ensino

Leia mais

Para padronizar o processo de criação de anúncios, você receberá algumas dicas que poderão otimizar cada vez mais este processo.

Para padronizar o processo de criação de anúncios, você receberá algumas dicas que poderão otimizar cada vez mais este processo. MANUAL DE CRIAÇÃO DIVULGAPÃO Para padronizar o processo de criação de anúncios, você receberá algumas dicas que poderão otimizar cada vez mais este processo. Como organizar sua pasta do Dropbox? 1 A pasta

Leia mais

Como Converter Arquivos.DOC em PDF

Como Converter Arquivos.DOC em PDF Como Converter Arquivos.DOC em PDF Conceito de Arquivo PDF O formato PDF (Portable Document Format), nativo do Adobe Acrobat, é considerado o sucessor do arquivo, chamado fechado (PRN, PS ou EPS). No Brasil

Leia mais

Bitmap X Vetorial OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA

Bitmap X Vetorial OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA Editores vetoriais são frequentemente contrastadas com editores de bitmap, e as suas capacidades se complementam. Eles são melhores para leiaute

Leia mais

FECHAMENTO DE ARQUIVO PARA IMPRESSÃO DIGITAL

FECHAMENTO DE ARQUIVO PARA IMPRESSÃO DIGITAL FECHAMENTO DE ARQUIVO PARA IMPRESSÃO DIGITAL GERENCIAMENTO DE COR CONFORME ISO 12647-2:2004 Buscando qualidade, agilidade e fidelidade nas cores dos materiais impressos aos nossos clientes, a Dinâmica

Leia mais

2 Classificação de Imagens de Sensoriamento Remoto

2 Classificação de Imagens de Sensoriamento Remoto 2 Classificação de Imagens de Sensoriamento Remoto 2.1. Processamento Digital de Imagens Processamento Digital de Imagens entende-se como a manipulação de uma imagem por computador de modo que a entrada

Leia mais

COMPUTAÇÃO GRÁFICA RESOLUÇÃO

COMPUTAÇÃO GRÁFICA RESOLUÇÃO COMPUTAÇÃO GRÁFICA RESOLUÇÃO Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA RESOLUÇÃO Associada à quantidade e a qualidade de

Leia mais

FORMATO DO PAPEL SANGRIA E PAGINAÇÃO

FORMATO DO PAPEL SANGRIA E PAGINAÇÃO 2 3 4 5 FORMATO DO PAPEL SANGRIA E PAGINAÇÃO DIFERENÇAS ENTRE IMRESSÃO OFFSET E DIGITAL O processo de impressão Offset é indireto. Cada uma das cores CMYK (ciano, magenta, amarelo e preto), são gravadas

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Índice Apresentação Malha Construtiva Área de Proteção Família Tipográ ca Padrões Cromáticos Redução da Marca Fundos Marca D água Marcas Especiais Especi cações Finais 02 Apresentação

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Formatos de Imagens

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Formatos de Imagens IntroduçãoàTecnologiaWeb HTML HyperTextMarkupLanguage XHTML extensiblehypertextmarkuplanguage FormatosdeImagens ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger FormatosdeImagens Índice 1 FORMATOS

Leia mais

Guia de Impressão. Formatos & Sangria. Cor & Imagem. Tipografia. Finalização

Guia de Impressão. Formatos & Sangria. Cor & Imagem. Tipografia. Finalização Guia de Impressão Guia de Impressão Formatos & Sangria Formatos de Papel 01 Formato Aberto ou Fechado 02 Folhas e Páginas 03 Lâminas 04 Sangria e Margens 05 Cor & Imagem A Impressão CMYK 06 O Preto no

Leia mais

Sidnei Costa Souza sid.nat@zaz.com.br RESOLUÇÃO

Sidnei Costa Souza sid.nat@zaz.com.br RESOLUÇÃO Sidnei Costa Sza sid.nat@zaz.com.br RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO A imagem está em alta baixa resolução? Vai serrilhar/pixealizar a imagem? Estas são perguntas muito comuns em um bureau de saída de fotolito. Estas

Leia mais

Conectores de Vídeo Radiofreqüência (RF)

Conectores de Vídeo Radiofreqüência (RF) 15 Conectores de Vídeo Existem vários tipos de conexões de vídeo que você pode encontrar no PC e em aparelhos eletrônicos como TVs, aparelhos de DVD e videoprojetores. Apesar de a finalidade geral desses

Leia mais

Ciências da Computação Disciplina:Computação Gráfica

Ciências da Computação Disciplina:Computação Gráfica Ciências da Computação Disciplina:Computação Gráfica Professora Andréia Freitas 2012 7 semestre Aula 02 (1)AZEVEDO, Eduardo. Computação Gráfica, Rio de Janeiro: Campus, 2005 (*0) (2) MENEZES, Marco Antonio

Leia mais

Imagem bitmap. Gráfico vetorial. gráficos vetoriais

Imagem bitmap. Gráfico vetorial. gráficos vetoriais Sobre imagens bitmap e gráficos vetoriais Os elementos gráficos de um computador podem ser divididos em duas categorias principais -- bitmap e vetor. Imagem bitmap Gráfico vetorial Imagens bitmap são ideais

Leia mais

Padrões da Marca de Bandeira Cirrus

Padrões da Marca de Bandeira Cirrus ORIENTAÇÕES DA MARCA Padrões da Cirrus Versión 8.0 Abril 2015 Cirrus A Cirrus pode aparecer apenas nas versões aprovadas. A escolha da versão depende da aplicação, das restrições orçamentárias, das limitações

Leia mais

MANUAL OFICINAS HDI - AUDATEX WEB

MANUAL OFICINAS HDI - AUDATEX WEB MANUAL OFICINAS HDI - AUDATEX WEB Audatex Web Oficinas HDI Nível Usuário (Versão 2.8) Gerência de Suporte Técnico Departamento de Treinamento Resp.: Equipe de Treinamento Versão 1.0 Revisão 1 Data 13/5/2008

Leia mais

- Soluções em Geoprocessamento

- Soluções em Geoprocessamento - Soluções em Geoprocessamento Visite nosso site! www.latitude23.com.br Distribuidor autorizado da MicroImages Imagens coloridas de satélites são constituídas por pelo menos 3 rasters de diferentes espectros

Leia mais

Manual de identidade LINHA PROFISSIONAL

Manual de identidade LINHA PROFISSIONAL Índice Proporções do logotipo Manual de identidade LINHA PROFISSIONAL A Black & Decker desenvolveu este guia para manter o padrão visual na comunicação da LINHA PROFISSIONAL. Nela você encontrará os elementos

Leia mais

Manual de Aplicação da Marca do Inmetro INMETRO

Manual de Aplicação da Marca do Inmetro INMETRO Manual de Aplicação da Marca do Inmetro NOSSA MARCA É A NOSSA CULTURA As melhores marcas resistem ao teste do tempo, não devido aos gastos com propaganda, RP ou às incessantes promoções, mas devido à

Leia mais

A pré-impressão ponto por ponto. Goiânia, maio de 2008

A pré-impressão ponto por ponto. Goiânia, maio de 2008 A pré-impressão ponto por ponto Goiânia, maio de 2008 Definição A pré-impressão é a técnica de preparação do original para possibilitar a sua reprodução por meio de um processo de impressão. CRIAÇÃO PRÉ-IMPRESSÃO

Leia mais

Morfologia Matemática Binária

Morfologia Matemática Binária Morfologia Matemática Binária Conceitos fundamentais: (Você precisa entender bem esses Pontos básicos para dominar a área! Esse será nosso game do dia!!! E nossa nota 2!!) Morfologia Matemática Binária

Leia mais

Tamanho e resolução da imagem

Tamanho e resolução da imagem Tamanho e resolução da imagem Para se produzir imagens de alta qualidade, é importante compreender como é que os dados dos pixels da imagem são medidos e mostrados. Dimensões dos pixels O número de pixels

Leia mais

COMPUTAÇÃO GRÁFICA #01 TÓPICOS DESENVOLVIDOS NESTE MÓDULO

COMPUTAÇÃO GRÁFICA #01 TÓPICOS DESENVOLVIDOS NESTE MÓDULO COMPUTAÇÃO GRÁFICA #01 TÓPICOS DESENVOLVIDOS NESTE MÓDULO Que é Computação Gráfica Quais as Áreas da Computação Gráfica Dimensões 2D e 3D Primitivas Gráficas Imagem Matricial e Imagem Vetorial Rasterização

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Sumário Apresentação 3 Logotipo - Versões Cromáticas 4 Diagrama de Construção, Área de Reserva e Redução 5 Convivência com Outras Marcas 6 Patrocínio 7 Aplicações sobre Fundos 8 Aplicações Incorretas 9

Leia mais

Definição de cores e suas diferenças. RGB, CMYK e Pantone

Definição de cores e suas diferenças. RGB, CMYK e Pantone Introdução Esta cartilha foi criada com o objetivo de facilitar e ensinar de maneira didática o processo de fechamento de arquivos, desde os processos iniciais, até a exportação do seu arquivo para o PDF/X-1a.

Leia mais

COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES. Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof.

COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES. Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CORES EM COMPUTAÇÃO GRÁFICA O uso de cores permite melhorar

Leia mais

Como enviar fotos de câmeras digitais

Como enviar fotos de câmeras digitais Como enviar fotos de câmeras digitais Se as fotos que você deseja enviar para o Geo-Obras foram capturadas com uma câmera digital, será necessário copiá-las para o computador. A maioria dos modelos utiliza

Leia mais

COMPUTAÇÃO GRÁFICA REPRESENTAÇÃO DE IMAGENS

COMPUTAÇÃO GRÁFICA REPRESENTAÇÃO DE IMAGENS COMPUTAÇÃO GRÁFICA REPRESENTAÇÃO DE IMAGENS Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA ARQUITETURA GRÁFICA Frame-buffer

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

Especificações / SCANNER

Especificações / SCANNER Especificações / SCANNER S.O. Windows 7 (32 bits e 64 bits) Windows 8 (32 bits e 64 bits) Windows 8 (32 bits e 64 bits) Volume diário recomendado A partir de 12.000 páginas por dia (varia com volume de

Leia mais

Aula 2 Aquisição de Imagens

Aula 2 Aquisição de Imagens Processamento Digital de Imagens Aula 2 Aquisição de Imagens Prof. Dr. Marcelo Andrade da Costa Vieira mvieira@sc.usp.br EESC/USP Fundamentos de Imagens Digitais Ocorre a formação de uma imagem quando

Leia mais

Conteúdo 5 - Pré-impressão. professor Rafael Hoffmann

Conteúdo 5 - Pré-impressão. professor Rafael Hoffmann Conteúdo 5 - Pré-impressão professor Rafael Hoffmann Orçamento Para realizar um orçamento de custo de produção de um trabalho em uma gráfica não é necessário enviar um modelo do layout. Enviando alguns

Leia mais

Colorindo com Números Representação de Imagens

Colorindo com Números Representação de Imagens Atividade 2 Colorindo com Números Representação de Imagens Sumário Os computadores armazenam desenhos, fotografias e outras imagens usando apenas números. A atividade seguinte demonstra como eles podem

Leia mais

Manual Sistema MLBC. Manual do Sistema do Módulo Administrativo

Manual Sistema MLBC. Manual do Sistema do Módulo Administrativo Manual Sistema MLBC Manual do Sistema do Módulo Administrativo Este documento tem por objetivo descrever as principais funcionalidades do sistema administrador desenvolvido pela MLBC Comunicação Digital.

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS TÉCNICOS CÓD. 04

PROVA DE CONHECIMENTOS TÉCNICOS CÓD. 04 8 PROVA DE CONHECIMENTOS TÉCNICOS CÓD. 04 QUESTÃO 21: Windows e MAC OS são: a) Sistemas operacionais b) Aplicativos c) Programas d) Utilitários QUESTÃO 22: A título de manutenção, é recomendado que se

Leia mais

Imagem e Gráficos. vetorial ou raster?

Imagem e Gráficos. vetorial ou raster? http://computacaografica.ic.uff.br/conteudocap1.html Imagem e Gráficos vetorial ou raster? UFF Computação Visual tem pelo menos 3 grades divisões: CG ou SI, AI e OI Diferença entre as áreas relacionadas

Leia mais

FUNDAMENTOS SOBRE IMAGENS PARA A WEB

FUNDAMENTOS SOBRE IMAGENS PARA A WEB FUNDAMENTOS SOBRE IMAGENS PARA A WEB Bons web sites necessitam de uma correta integração entre textos e imagens. Este artigo contém o mínimo que você precisa saber sobre imagens para a web. Introdução

Leia mais

Guia de boas práticas

Guia de boas práticas Guia de boas práticas Arte Online Apresentação Esse guia foi desenvolvido especialmente para nossos clientes internos e externos. Tem como principal objetivo otimizar processos e apresentar as melhores

Leia mais

Fotografia digital. Aspectos técnicos

Fotografia digital. Aspectos técnicos Fotografia digital Aspectos técnicos Captura CCD (Charge Coupled Device) CMOS (Complementary Metal OxideSemiconductor) Conversão de luz em cargas elétricas Equilíbrio entre abertura do diafragma e velocidade

Leia mais

Cores em Computação Gráfica

Cores em Computação Gráfica Cores em Computação Gráfica Uso de cores permite melhorar a legibilidade da informação, possibilita gerar imagens realistas, focar atenção do observador, passar emoções e muito mais. Colorimetria Conjunto

Leia mais

Escola Secundária com 3º Ciclo de Manuel da Fonseca

Escola Secundária com 3º Ciclo de Manuel da Fonseca Escola Secundária com 3º Ciclo de Manuel da Fonseca Exame a Nível de Escola Ao abrigo do Decreto-Lei n.º 357/2007, de 29 de Outubro Prova Escrita Aplicações Informáticas B 11º Ano Curso Científico-Humanistícos

Leia mais

FORMATOS DE ARQUIVOS FORMATOS DE ARQUIVOS NATIVOS FORMATOS DE ARQUIVOS GENÉRICOS. Produção Gráfica 2 A R Q U I V O S D I G I T A I S -

FORMATOS DE ARQUIVOS FORMATOS DE ARQUIVOS NATIVOS FORMATOS DE ARQUIVOS GENÉRICOS. Produção Gráfica 2 A R Q U I V O S D I G I T A I S - Produção Gráfica 2 FORMATOS DE ARQUIVOS A R Q U I V O S D I G I T A I S - FORMATOS DE ARQUIVOS PARA IMAGEM BITMAPEADAS Uma imagem bitmapeada, uma ilustração vetorial ou um texto são armazenados no computador

Leia mais

Utilização do Sistema Multimédia. 2. Formatos de ficheiros 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens. 2. Formatos de ficheiros

Utilização do Sistema Multimédia. 2. Formatos de ficheiros 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens. 2. Formatos de ficheiros Utilização do Sistema Multimédia 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens 2.1. Compressão Formatos com e sem compressão Técnicas de compressão (reduzem tamanho) de 2 tipos: Compressão

Leia mais