Quadricromia. e as Retículas AM e FM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Quadricromia. e as Retículas AM e FM"

Transcrição

1 Quadricromia e as Retículas AM e FM

2 A retícula A retícula tradicional ou convencional AM (Amplitude Modulada) é composta de pontos eqüidistantes e com dimensões variáveis.

3 A retícula A retícula tradicional ou convencional AM (Amplitude Modulada) é composta de pontos eqüidistantes e com dimensões variáveis.

4 A retícula A retícula tradicional ou convencional AM (Amplitude Modulada) é composta de pontos eqüidistantes e com dimensões variáveis.

5 A retícula Sugerimos as seguintes inclinações, para os diversos trabalhos: Angulações das retículas das respectivas cores a) Motivos muito escuros Amarelo: 0 o o (profundidade): - Fig. 3: Magenta: 15 Cyan: 75 o Preto: 45 o b) Motivos com amarelo e Amarelo: 0 o magenta dominantes Magenta: 45 o (tons de pele ou alaranjados): Cyan: 75 o Preto: 15 o c) Motivos com amarelo e Amarelo: 0 o cyan dominantes (tons de Magenta: 15 o verde, azul ou turquesa): Cyan: 45 o Preto: 75 o

6 A retícula Angulações das retículas das respectivas cores

7 Moiré O moiré (pronuncia-se moarê) acontece nas retículas convencionais (AM) Amarelo 90º Ciano 75º Preto 45º Magenta 15º Conta-fios Lupa utilizada para inspecionar pequenos detalhes de filmes e provas reticuladas Angulação com o ponto 0' em X. Para imprimir uma imagem a quatro cores, precisamos colocar cada cor em uma angulação diferente para evitar o moiré. Fenômeno Moiré O moiré é o fenômeno que se apresenta quando se sobrepõem duas retículas na mesma inclinação, ou quando se retícula pela Segunda vez um original já reticulado. Muitas vezes o moiré também é produto de falta de registro entre os fotolitos. Para minimizar o efeito do moiré, utilizamos as inclinações padrão.

8 Lineatura das retículas em função dos impressos Linhas/cm: Linhas/pol: % 60% 20% 70% Em uma publicação, o papel, o tipo de impressão e a resolução da fotocompositora (imagesetter) (dispositivo de saída) são os fatores que definem a lineatura da retícula (lpi) para gerar a imagem em película. Quanto mais fina for a linha, mais linhas existirão e melhor será o resultado final. 30% 80% Os jornais geralmente utilizam uma lineatura de retícula baixa (85 lpi), devido à alta absorção da tinta pelo papel jornal e também à alta velocidade durante a impressão. Porém, esse valor de lineatura pode variar de jornal para jornal. Ao produzir um anúncio para um determinado jornal, i deve-se nformar sempre antes de iniciar o trabalho, qual a lineatura utilizada por aquele jornal. 40% 90% 50% 100% Em jornais, se utilizarmos uma lineatura mais alta, saturamos o papel, fazemos com que as imagens pareçam turvas. Em revistas impressas a quatro cores em papel couchê, utilizam-se lineaturas de 133 lpi e 150 lpi, dependendo da gráfica ou do setor de produção gráfica da revista.

9 Lineatura das retículas em função dos impressos Retícula de ponto quadrado Quanto mais baixo o número de linhas da retícula, maiores serão os pontos que a linha compõem. A lineatura de retícula mais alta é composta de pontos de tamanho menor. Há uma relação direta entre lineatura da retícula, resolução da impressora (dispositivo de saída) e o número de níveis de cinza da imagem (intervalo tonal). Retícula de ponto redondo Papel couchê, máquina plana (para reprodução de alta qualidade, ex: livros de arte) Papel couchê, máquina plana (trabalhos com qualidade normal) Papel offset, máquina plana 200lpi 150lpi 120 a 133lpi Papel jornal, máquina rotativa 80 a 100lpi Retícula de ponto elíptico

10 Retícula Convencional AM (Amplitude Modulada) Graduações suaves e alto controle dos meios-tons :ABS (Agfa Balanced Screening) :Sublima (AGFA lança a Sublima em 2003) Mistura os benefícios da retícula convencional, com os benefícios da estocástica Imprime tão bem em 180 lpi como em 100 lpi

11 Retícula Convencional AM (Amplitude Modulada) Retícula Estocástica FM (Frequência Modulada)

12 Retícula Estocástica FM (Frequência Modulada) Alto detalhamento nas sombras e nas altas luzes, reprodução fotográfica.

13 Retícula Estocástica FM (Frequência Modulada) Alto detalhamento nas sombras e nas altas luzes, reprodução fotográfica. A retícula estocática possui pontos de igual tamanho. O que vai proporcionar a tonalidade é a aproximação desses pontos. Passamos então a denominar retícula convencional de AM (amplitude modulada) a Estocástica de FM (frequência modulada). A obtenção da retícula estocástica é feita por softwares e a distribuição dos pontos é randônica (aleatória), ou seja, não obedece a nenhum padrão de alinhamento, e desta forma a reprodução das tonalidades é obtida pela variação da concentração de pontos por área da imagem, mantendo assim todos os pontos com o mesmo tamanho. Com o uso da retícula FM obtemos algumas vantagens: - Evitar moiré; - Ausência de angulações; - Imagens com maiores detalhes de cor.

14 Retícula Híbrida Alto detalhamento nas sombras e nas altas luzes, reprodução fotográfica. Retícula Híbrida Podemos ver que o fator limitante da retícula AM é o tamanho dos pontos nas áreas de luzes e sombras, e o fator limitante da retícula FM é o tamanho dos pontos no meio-tom. Isto sugestiona que a combinação das duas poderia ressaltar as melhores vantagens de cada. A retícula híbrida usa a retícula AM tradicional nas áreas de meio-tom e a retícula FM nas áreas de luz e sombra. Usando a retícula híbrida, as impressoras offset podem aumentar o valor de lineatura que se usa na retícula AM, sem aumentar a dificuldade de impressão. AM FM Retícula Híbrida

15 Ganho de ponto O ganho de ponto é a maneira como a tinta deverá se esparramar sobre o papel. As superfícies lisas de papéis revestidos (coated), tais como couchê, proporcionam um melhor equilíbrio dos meios-tons (halftones), diferentemente dos papéis com superfícies não revestidas (uncoated), tais como alto-alvura. Os papéis mais ásperos causam alterações consideráveis no ganho de ponto, na medida em que torna-se difícil seu controle. Geralmente, uma imagem tratada para ser impressa em um papel jornal terá um ganho de ponto de 30% (os pontos da retícula terão seu tamanho aumentado em 30% no momento da confecção das chapas de impressão e também no momento em que serão transferidos para o papel), isto porque a própria química do papel faz com que a tinta se espalhe mais sobre ele, aumentando logicamente, o tamanho dos pontos de retícula. A mesma imagem tratada para ser impressa em um papel alto-alvura terá um ganho de ponto de 25%, e preparada para ser impressa em um couchê, apenas 20% de ganho de ponto.

16 Retícula Convencional AM (Amplitude Modulada)

17 Retícula Estocástica FM (Frequência Modulada)

18 Os ângulos das retículas em um programa de paginação

19 Seleção de cores Amarelo Amarelo e Magenta Amarelo, Magenta e Ciano Amarelo, Magenta, Ciano e Preto

20 Arte final

21 Seleção de cores

22 Arte impressa com retícula convencional

23 Test-form É com o Test-Form que se analisam não só as condições da impressora, mas também problemas no produto impresso. Exatamente por fornecer informações, o Test-Form é uma ferramenta de controle de qualidade fornecendo dados que serão utilizados como padrões de impressão a ser seguido com laudo de diagnóstico e projetado para auxiliar a redução de custos e tempo.

24 Bibliografia BAER, Lorenzo. Produção Gráfica. São Paulo:Senac, Quadricromia em serigrafia: Revista ISTOÉ nº FEVEREIRO 2006 Revista ÉPOCA nº MARÇO

Configurando Color Sttings - no CS3 Shift + Ctrl + K

Configurando Color Sttings - no CS3 Shift + Ctrl + K GCR Photoshop CS3 Cores Digitais Primeiramente, vamos entender como é possível substituir o CMY por preto apenas nas áreas cinzas e escuras sem influenciar nas outras cores da foto. Quando um scanner captura

Leia mais

Papéis Revestidos ou Não

Papéis Revestidos ou Não Processos Gráficos Quando um projeto gráfico deve ser impresso em uma impressora comercial, será muito importante definir, antes mesmo do início do projeto enquanto arquivo digital, qual será o processo

Leia mais

Conteúdo 2 - Conceitos básicos de produção gráfica. professor Rafael Hoffmann

Conteúdo 2 - Conceitos básicos de produção gráfica. professor Rafael Hoffmann Conteúdo 2 - Conceitos básicos de produção gráfica professor Rafael Hoffmann Cor Modelos cromáticos - Síntese aditiva/cor-luz Isaac Newton foi o responsável pelo desenvolvimento da teoria das cores. Em

Leia mais

Prof. Wanderlei Paré PROCESSOS DE IMPRESSÃO

Prof. Wanderlei Paré PROCESSOS DE IMPRESSÃO CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DIRETA QUANDO A MATRIZ IMPRIME DIRETAMENTE SOBRE O PAPEL. INDIRETA QUANDO A MATRIZ IMPRIME SOBRE UMA SUPERFÍCIE E DESTA PARA O PAPEL. PLANA QUANDO TODA A SUPERFÍCIE DA MATRIZ TOMA

Leia mais

Guia de qualidade de cores

Guia de qualidade de cores Página 1 de 5 Guia de qualidade de cores O Guia de qualidade de cores ajuda você a entender como as operações disponíveis na impressora podem ser usadas para ajustar e personalizar a saída colorida. Menu

Leia mais

Porque as. cores mudam?

Porque as. cores mudam? Porque as cores mudam? O que são cores? As cores não existem materialmente. Não possuem corpo, peso e etc. As cores correspondem à interpretação que nosso cérebro dá a certo tipo de radiação eletro-magnética

Leia mais

- VANTAGENS O arquivo fechado corretamente; evita ocorrência de problemas de impressão e torna o tempo total de execução do trabalho muito menor.

- VANTAGENS O arquivo fechado corretamente; evita ocorrência de problemas de impressão e torna o tempo total de execução do trabalho muito menor. GUIA DE ARQUIVOS - VANTAGENS O arquivo fechado corretamente; evita ocorrência de problemas de impressão e torna o tempo total de execução do trabalho muito menor. - LINEATURA A lineatura do arquivo fechado

Leia mais

Imagens Digitais Tratamento de Imagens

Imagens Digitais Tratamento de Imagens Imagens Digitais Imagens de Bitmap Bitmap = Mapa de Bits ou Imagens Raster São as imagens formadas por pixels em oposição às imagens vetoriais. Imagens de Bitmap Imagem de bitmap Imagem vetorial Imagens

Leia mais

Sistema Flexográfico Digital Flexcel NX. Tudo. é possível

Sistema Flexográfico Digital Flexcel NX. Tudo. é possível Sistema Flexográfico Digital Flexcel NX Tudo é possível Várias opções de aplicações Ampliando as fronteiras da impressão flexográfica, o Sistema Kodak Flexcel NX permite que você Faça mais com flexo em

Leia mais

P ROVA: página impressa, fora de escala industrial, para identificação de erros e

P ROVA: página impressa, fora de escala industrial, para identificação de erros e P ROVA: página impressa, fora de escala industrial, para identificação de erros e eventual correção anteriormente à impressão final. Existem vários tipos de prova de impressão e cada tipo recebe um nome

Leia mais

A próxima geração da impressão doméstica, com mais versatilidade

A próxima geração da impressão doméstica, com mais versatilidade A próxima geração da impressão doméstica, com mais versatilidade Ao início de 2009, a HP lançou sua nova geração de tecnologia de impressão: um inovador sistema de 4 ou 5 tintas que oferece melhor qualidade

Leia mais

Special Effects for Print. Design em uma nova dimensão com o Process Metallic Color System por Color-Logic

Special Effects for Print. Design em uma nova dimensão com o Process Metallic Color System por Color-Logic Special Effects for Print Design em uma nova dimensão com o Process Metallic Color System por Color-Logic Process Metallic Color System O sistema Process Metallic Color System (Sistema de Cores Metálicas

Leia mais

LEIA ATENTAMENTE AS SEGUINTES INSTRUÇÕES:

LEIA ATENTAMENTE AS SEGUINTES INSTRUÇÕES: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - CGIC Concurso Público (Aplicação: 07/08/2011) Cargo: Técnico em Artes Gráficas/Classe D-101 LEIA ATENTAMENTE AS SEGUINTES INSTRUÇÕES: Verifique,

Leia mais

Controlando o trabalho impresso 1

Controlando o trabalho impresso 1 Controlando o trabalho impresso 1 O seu driver da impressora fornece a melhor qualidade de saída para vários tipos de necessidades de impressão. No entanto, você pode desejar ter mais controle sobre a

Leia mais

PUBLICIDADE GLOSSÁRIO DIAGRAMAÇÃO E PRODUÇÃO GRÁFICA REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

PUBLICIDADE GLOSSÁRIO DIAGRAMAÇÃO E PRODUÇÃO GRÁFICA REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA PUBLICIDADE DIAGRAMAÇÃO E PRODUÇÃO GRÁFICA GLOSSÁRIO REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA GLOSSÁRIO PRODUÇÃO GRÁFICA A B C D Alceamento - arranjo de folhas ou cadernos na seqüência adequada para que as páginas fiquem

Leia mais

2/5/2010. Pré Impressão Impressão Acabamento

2/5/2010. Pré Impressão Impressão Acabamento A3 Pré Acabamento 1 PROXIMA AULA Individual. Montar 3 layouts de anúncio. Dois em grids de 15 módulos Um em grid de 24 módulos. 2 Plano de Vôo Exercícios da Aula Anterior Pré- O que é pré-impressão? Cor

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Caso se identifique em qualquer

Leia mais

Siga nossos padrões de margens especificadas abaixo e utilize nossas matrizes (disponíveis no link Gabaritos).

Siga nossos padrões de margens especificadas abaixo e utilize nossas matrizes (disponíveis no link Gabaritos). Guia de Instruções Atenção com as margens de corte Siga nossos padrões de margens especificadas abaixo e utilize nossas matrizes (disponíveis no link Gabaritos). Sempre utilize no mínimo a 3,5mm de margem

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Letras

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Letras CÓDIGO 042 CÓD. CURSO 42226 CÓD. DISC. 092.2734.2 PROFESSOR PLANO DE ENSINO UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CURSO Letras Produção Editorial Gráfica Marcos Nepomuceno ETAPA 7 CH 04 T 04 P 00 ANO

Leia mais

Curso de Tecnologia 1º semestre Introdução à Informática Professor: Gale. Thiago R. França: 06030860 Denis Brolesi: : 06030711

Curso de Tecnologia 1º semestre Introdução à Informática Professor: Gale. Thiago R. França: 06030860 Denis Brolesi: : 06030711 Curso de Tecnologia 1º semestre Introdução à Informática Professor: Gale Thiago R. França: 06030860 Denis Brolesi: : 06030711 Introdução: Há 4 tipos básicos de impressoras utilizados normalmente em escritórios,

Leia mais

Perguntas Freqüentes sobre a Gráfica Abril

Perguntas Freqüentes sobre a Gráfica Abril Perguntas Freqüentes sobre a Gráfica Abril Qual é o papel usado na impressão de revistas? Cada revista utiliza um tipo de papel diferente. Na gráfica são utilizados papéis do tipo LWC, SC, Couchê, Jornal

Leia mais

1ª Decomposição das cores contínuas em padrões de distribuição de pontos de cor sólidos através de um scanner

1ª Decomposição das cores contínuas em padrões de distribuição de pontos de cor sólidos através de um scanner 1 2 Qualidade na reprodução Originais Qualidade do original Separação de cores Fotolitos Chapas Tinta Papel Esse itens são fundamentais para que as cores não sejam modificadas na reprodução. 1- opacos

Leia mais

MANUAL DE PRÉ-IMPRESSÃO

MANUAL DE PRÉ-IMPRESSÃO MANUAL DE PRÉ-IMPRESSÃO Para fechamento e envio arquivos digitais para impressão 1 PRÉ-IMPRESSÃO Introdução Objetivo Trabalhar com as principais tecnologias ligadas à préimpressão, atualizando os profissionais

Leia mais

Outsourcing de Impressão

Outsourcing de Impressão 1... 1/6 Outsourcing de Impressão Opções de Cópias - MFP Elaborado por: Alessandro N Silva Versão: Data: 3/5/212 1... 2/6 Este documento tem como objetivo, expor as melhores configurações para realização

Leia mais

WORKING TOGETHER PROCURA REDUZIR CUSTOS DE PRODUÇÃO DE MATERIAIS DE COMUNICAÇÃO?

WORKING TOGETHER PROCURA REDUZIR CUSTOS DE PRODUÇÃO DE MATERIAIS DE COMUNICAÇÃO? PROCURA REDUZIR CUSTOS DE PRODUÇÃO DE MATERIAIS DE COMUNICAÇÃO? ENTÃO NÃO PROCURE MAIS. COM OS SERVIÇOS DE PROCUREMENT DA POLIVALOR ENCONTROU A SOLUÇÃO. Reduzir custos, seleccionar o fornecedor que garante

Leia mais

Mídia Impressa X Mídia Eletrônica

Mídia Impressa X Mídia Eletrônica Diferenças entre Mídia Impressa e Eletrônica Resolução Web >> 72dpi Impressão >> 300dpi Padrão de cores Web >> RGB Impressão >> CMYK Tipos de Arquivos Web >> GIF / JPEG Impressão >> TIF / EPS Tamanho dos

Leia mais

A pré-impressão ponto por ponto. Goiânia, maio de 2008

A pré-impressão ponto por ponto. Goiânia, maio de 2008 A pré-impressão ponto por ponto Goiânia, maio de 2008 Definição A pré-impressão é a técnica de preparação do original para possibilitar a sua reprodução por meio de um processo de impressão. CRIAÇÃO PRÉ-IMPRESSÃO

Leia mais

A cor é a música dos olhos. Goethe

A cor é a música dos olhos. Goethe LUZ - COR - TINTA A cor é a música dos olhos. Goethe ONDAS ELETROMAGNÉTICAS RAIO X CALOR RÁDIO 1/1000000 nm 1/1000 nm 1 nm 400 nm 700 1/1000 mm 1 mm 1 m 1 km 1000 km RAIOS GAMA E ALFA LUZ TELEVISÃO CORRENTE

Leia mais

PUBLICIDADE & PROPAGANDA PRODUÇÃO GRÁFICA

PUBLICIDADE & PROPAGANDA PRODUÇÃO GRÁFICA PRODUÇÃO GRÁFICA PUBLICIDADE & PROPAGANDA Prova Semestral --> 50% da nota final. Sistema de avaliação Atividades em laboratório --> 25% da nota final Exercícios de práticos feitos nos Laboratórios de informática.

Leia mais

CASA DA MOEDA DO BRASIL

CASA DA MOEDA DO BRASIL CASA DA MOEDA DO BRASIL SETEMBRO 2005 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado das 30 questões das Provas Objetivas, sem

Leia mais

Cópia. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Cópia. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Cópia Este capítulo inclui: Cópia básica na página 3-2 Ajustando as opções de cópia na página 3-4 Configuração básica na página 3-5 Ajustes de imagem na página 3-9 Ajustes de posicionamento de imagem na

Leia mais

TEORIA DA COR NO DESIGN

TEORIA DA COR NO DESIGN FAUPUCRS Design Gráfico TEORIA DA COR NO DESIGN Prof. Arq. Mario Ferreira, Dr.Eng. Outubro, 2011 AXIOMAS NA ÁREA DO DESIGN Projeto cromático tipo e utilização do elemento (objeto ou imagem) tratado; Falta

Leia mais

Provas com a mesma tecnologia, integridade de pontos e retículas do seu processo de impressão

Provas com a mesma tecnologia, integridade de pontos e retículas do seu processo de impressão Provas com a mesma tecnologia, integridade de pontos e retículas do seu processo de impressão Com Chromedot você tem provas com pontos idênticos aos do CTP, fotocompositora ou clichê com lineatura de até

Leia mais

Uma nova maneira de interagir com a Gráfica Art3! A mais nova tecnologia em aprovação de arquivos via WEB.

Uma nova maneira de interagir com a Gráfica Art3! A mais nova tecnologia em aprovação de arquivos via WEB. Uma nova maneira de interagir com a Gráfica Art3! A mais nova tecnologia em aprovação de arquivos via WEB. O Portal Art3 é um sistema que permite uma grande flexibilidade na entrega e aprovação de seus

Leia mais

Fiery Color Server SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS. Glossário

Fiery Color Server SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS. Glossário Fiery Color Server SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS Glossário 2004 Electronics for Imaging, Inc. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos das Avisos de caráter legal deste produto. 45044849

Leia mais

Cores em Computação Gráfica

Cores em Computação Gráfica Cores em Computação Gráfica Uso de cores permite melhorar a legibilidade da informação, possibilita gerar imagens realistas, focar atenção do observador, passar emoções e muito mais. Colorimetria Conjunto

Leia mais

Sidnei Costa Souza sid.nat@zaz.com.br RESOLUÇÃO

Sidnei Costa Souza sid.nat@zaz.com.br RESOLUÇÃO Sidnei Costa Sza sid.nat@zaz.com.br RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO A imagem está em alta baixa resolução? Vai serrilhar/pixealizar a imagem? Estas são perguntas muito comuns em um bureau de saída de fotolito. Estas

Leia mais

Nome dos(as) alunos(as): Antes de montar o trabalho, leia atentamente o arquivo EG-ImpressosInstr.pdf.

Nome dos(as) alunos(as): Antes de montar o trabalho, leia atentamente o arquivo EG-ImpressosInstr.pdf. Universidade Federal do Rio de Janeiro Escola de Comunicação Departamento de Expressão e Linguagem Prof. André Villas-Boas ECL472 Edição gráfica Trabalho de reconhecimento de impressos - 2 Última atualização:

Leia mais

Fraternidade Espírita Irmãos de Cascais

Fraternidade Espírita Irmãos de Cascais Fraternidade Espírita Irmãos de Cascais 1 1.0 Grid da Logomarca 03 2.0 Área de proteção 05 3.0 Definição das Cores 06 3.1 Cores em Policromia 06 3.2 Cores em Pantone 07 3.3 Cores em Escala de Cinza 08

Leia mais

Programa ITG de Qualidade Gráfica

Programa ITG de Qualidade Gráfica Programa ITG de Qualidade Gráfica Densitometria de Reflexão Manual Técnico ITG (sofrendo revisão técnica por Ary Luiz Bon e David Manoel Barbosa) Autoria: Carlos E. Monteiro / Alberto S. Lopes Material

Leia mais

Imagem digital - 1. A natureza da imagem fotográfica. A natureza da imagem fotográfica

Imagem digital - 1. A natureza da imagem fotográfica. A natureza da imagem fotográfica A natureza da imagem fotográfica PRODUÇÃO GRÁFICA 2 Imagem digital - 1 Antes do desenvolvimento das câmeras digitais, tínhamos a fotografia convencional, registrada em papel ou filme, através de um processo

Leia mais

Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão

Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão 1 Diferenças entre o CCD e o Filme: O filme como já vimos, é uma película de poliéster, coberta em um dos lados por uma gelatina de origem animal com partículas

Leia mais

Tipos de cores. Entendendo as cores. Imprimindo. Usando cores. Manuseio de papel. Manutenção. Solucionando problemas. Administração.

Tipos de cores. Entendendo as cores. Imprimindo. Usando cores. Manuseio de papel. Manutenção. Solucionando problemas. Administração. Sua impressora permite que você se comunique em cores. As cores chamam a atenção, indicam respeito e agregam valor ao material ou às informações impressas. O uso de cor aumenta o público leitor e faz com

Leia mais

2 Editoração Eletrônica

2 Editoração Eletrônica 8 2 Editoração Eletrônica A década de 80 foi um marco na história da computação. Foi quando a maioria dos esforços dos desenvolvedores, tanto de equipamentos, quanto de programas, foram direcionados para

Leia mais

Impressão Fundida no Adesivo

Impressão Fundida no Adesivo Selo Verificação Inicial Impressão Fundida no Adesivo Filme transparente em polímero sintético frontal de alta resistência. Impressão offset dos fundos de segurança e aplicação de holografia fundida no

Leia mais

Manual de utilização do selo

Manual de utilização do selo Manual de utilização do selo Introdução O manual do selo Empresa Parceira da Saúde tem a função de ordenar e padronizar o signo que distingue e diferencia a parceira, compreendendo padrões e regras de

Leia mais

O Estado de S. Paulo

O Estado de S. Paulo 3 Este manual tem como objetivo recomendar a forma mais adequada de criação, tratamento de imagem, fechamento de arquivos e envio de anúncios que serão impressos no sistema de impressão Offset Web Cold

Leia mais

manual de identidade visual

manual de identidade visual manual de identidade visual Índice do nosso manual 1.Nosso Logo 1.1. Apresentação...3 1.2. Versões...4 Logo A Aplicações...5 Cores...6 Logo B Aplicações...7 Cores...8 Logo C Aplicações...9 Cores...10 1.3.

Leia mais

Fundamentos. da Cor. Claudio Dreher de Araujo Número de matrícula: 0519503-9 Curso: Design (420) Teoria da Luz e Cor - EGR5110

Fundamentos. da Cor. Claudio Dreher de Araujo Número de matrícula: 0519503-9 Curso: Design (420) Teoria da Luz e Cor - EGR5110 Fundamentos da Cor Aluno: Claudio Dreher de Araujo Número de matrícula: 0519503-9 Curso: Design (420) Turma: 0195A Disciplina: Teoria da Luz e Cor - EGR5110 Professora: Berenice Gonçalves Data de entrega:

Leia mais

GUIA DE PROCEDIMENTOS PARA FABRICAÇÃO CD / DVD NO PADRÃO NOVODISC

GUIA DE PROCEDIMENTOS PARA FABRICAÇÃO CD / DVD NO PADRÃO NOVODISC GUIA DE PROCEDIMENTOS PARA FABRICAÇÃO CD / DVD NO PADRÃO NOVODISC MATERIAL A SER ENVIADO PARA A NOVODISC : FORNECIMENTO DE MATRIZES CD / DVD ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE RÓTULO E PEÇAS GRÁFICAS EMBALAGENS

Leia mais

Referência de cores Fiery

Referência de cores Fiery 2014 Electronics For Imaging. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter legal deste produto. 11 de junho de 2014 Conteúdo 3 Conteúdo Introdução à referência de cores

Leia mais

Guia de Impressão. Formatos & Sangria. Cor & Imagem. Tipografia. Finalização

Guia de Impressão. Formatos & Sangria. Cor & Imagem. Tipografia. Finalização Guia de Impressão Guia de Impressão Formatos & Sangria Formatos de Papel 01 Formato Aberto ou Fechado 02 Folhas e Páginas 03 Lâminas 04 Sangria e Margens 05 Cor & Imagem A Impressão CMYK 06 O Preto no

Leia mais

custos Ana Carina Marcussi Atuando no mercado desde 2000

custos Ana Carina Marcussi Atuando no mercado desde 2000 Treinamento Técnico T sobre a importância de clichês e pré-impressão na redução de custos Ana Carina Marcussi Formação em Administração de empresas Atuando no mercado desde 2000 Gerente Comercial Clicherlux

Leia mais

Porque é que é necessário ter padrões de rendimento em páginas?

Porque é que é necessário ter padrões de rendimento em páginas? Introdução Porque é que é necessário ter padrões de rendimento em páginas? O rendimento em páginas indica o número previsto de páginas que podem ser impressas com um cartucho de impressão. Ao longo do

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» DESIGN GRÁFICO (Perfil 03) «

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» DESIGN GRÁFICO (Perfil 03) « CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» DESIGN GRÁFICO (Perfil 03) «21. Numa determinada cena, um fotógrafo ajusta a velocidade de obturação de sua câmera em 125 e a abertura do diafragma em f=11 (125/11). Se quiser

Leia mais

COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES. Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof.

COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES. Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CORES EM COMPUTAÇÃO GRÁFICA O uso de cores permite melhorar

Leia mais

Alguns métodos utilizados

Alguns métodos utilizados Alguns métodos utilizados TIF Algumas pessoas exportam o trabalho feito no Corel em formato TIF,que é um procedimento comum para impressão em jornais e publicações impressas. Para exportar desta forma

Leia mais

SUMÁRIO Manual de fechamento de arquivo UMA

SUMÁRIO Manual de fechamento de arquivo UMA MANUAL SUMÁRIO Apresentação... 5 Impressão... 6 Distribuição... 7 Soluções Editoriais... 8 Soluções Comerciais... 9 Variedade de Papéis e Cuidados ambientais... 10 Manual de fechamento de arquivo UMA...

Leia mais

Fotografia digital. Aspectos técnicos

Fotografia digital. Aspectos técnicos Fotografia digital Aspectos técnicos Captura CCD (Charge Coupled Device) CMOS (Complementary Metal OxideSemiconductor) Conversão de luz em cargas elétricas Equilíbrio entre abertura do diafragma e velocidade

Leia mais

Fotografia Digital. Aula 1

Fotografia Digital. Aula 1 Fotografia Digital Aula 1 FOTOGRAFIA DIGITAL Tema da aula: A Fotografia 2 A FOTOGRAFIA A palavra Fotografia vem do grego φως [fós] ("luz"), e γραφις [grafis] ("estilo", "pincel") ou γραφη grafê, e significa

Leia mais

Elementos de linguagem: A cor

Elementos de linguagem: A cor Profa Ana Rezende Ago /set 2006 A todo o momento recebemos informações através dos sentidos, da visão, do olfacto,... em cada cem informações que recebemos oitenta são visuais dessas, quarenta são cromáticas,

Leia mais

Introdução à Produção Gráfica

Introdução à Produção Gráfica Introdução à Produção Gráfica Flávio Gomes 1 - Sistemas de Cores Atualmente boa parte dos layouts desenvolvidos para impressão são elaborados em softwares gráficos, esses softwares utilizam um processo

Leia mais

PRODUÇÃO GRÁFICA CONCEITO ETAPAS DA PRODUÇÃO GRÁFICA IMPRESSÃO CLASSIFICAÇÃO DAS MATRIZES DE IMPRESSÃO

PRODUÇÃO GRÁFICA CONCEITO ETAPAS DA PRODUÇÃO GRÁFICA IMPRESSÃO CLASSIFICAÇÃO DAS MATRIZES DE IMPRESSÃO PRODUÇÃO GRÁFICA CONCEITO Avaliação da competência, pontualidade e custos de fornecedores terceirizados para contratação de serviços e matérias necessários para a preparação de artes-finais e realização

Leia mais

Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais. Manual de Identidade Gráfica

Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais. Manual de Identidade Gráfica Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais Manual de Identidade Gráfica 1 2 Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais Manual de Identidade Gráfica 4 ÍNDICE Introdução I. Significado I.0 Emblema

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Introdução Este Manual de Identidade Visual criado para o evento Seminário de Acesso ao Ensino Superior - SAES 2009, realizado no Estado do Rio de Janeiro, tem como finalidade

Leia mais

Definição de cores e suas diferenças. RGB, CMYK e Pantone

Definição de cores e suas diferenças. RGB, CMYK e Pantone Introdução Esta cartilha foi criada com o objetivo de facilitar e ensinar de maneira didática o processo de fechamento de arquivos, desde os processos iniciais, até a exportação do seu arquivo para o PDF/X-1a.

Leia mais

Tipos de papéis e substratos

Tipos de papéis e substratos Tipos de papéis e substratos O tipo de papel e de substrato influencia diretamente no resultado final do trabalho. Suas características podem acentuar ou desvalorizar uma informação e prejudicar acabamentos.

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Caso se identifique em qualquer outro local deste

Leia mais

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta.

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. 1 Prezado(a) candidato(a): Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. Nº de Inscrição Nome PROVA DE CONHECIMENTOS

Leia mais

IMPRESSÕES GRUPO SINOS A MELHOR IMPRESSÃO DA INFORMAÇÃO

IMPRESSÕES GRUPO SINOS A MELHOR IMPRESSÃO DA INFORMAÇÃO IMPRESSÕES GRUPO SINOS A MELHOR IMPRESSÃO DA INFORMAÇÃO Impressos Grupo Sinos é o parque gráfico, ou a unidade de negócios do Grupo, onde são impressos os jornais, periódicos, revistas e peças gráficas

Leia mais

processos de impressão

processos de impressão processos de impressão tipografia método de impressão direto em alto relevo, que utiliza como matriz : tipos ( peças fundidas : letras, números, caracteres especiais ) clichês para desenhos ou fotos. aplicação

Leia mais

Outsourcing de Impressão

Outsourcing de Impressão 1... 1/6 Outsourcing de Impressão Envio de Fax Elaborado por: Alessandro N Silva Versão: Data: 3/5/212 1... 2/6 Este documento tem como objetivo, expor o processo para envio de Fax. Elaborado por: Alessandro

Leia mais

Comitê de Tecnologia Grupo de Trabalho Pré-Impressão e Impressão. Padrões de Produção de Anúncios para Impressão em Jornal (versão AGO/2006)

Comitê de Tecnologia Grupo de Trabalho Pré-Impressão e Impressão. Padrões de Produção de Anúncios para Impressão em Jornal (versão AGO/2006) Comitê de Tecnologia Grupo de Trabalho Pré-Impressão e Impressão Padrões de Produção de Anúncios para Impressão em Jornal (versão AGO/2006) Padrões de Produção de Anúncios para Impressão em Jornal 1. CONSIDERAÇÕES

Leia mais

Luz e Cor. Sistemas Gráficos/ Computação Gráfica e Interfaces FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO

Luz e Cor. Sistemas Gráficos/ Computação Gráfica e Interfaces FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO Luz e Cor Sistemas Gráficos/ Computação Gráfica e Interfaces 1 Luz Cromática Em termos perceptivos avaliamos a luz cromática pelas seguintes quantidades: 1. Matiz (Hue): distingue entre as várias cores

Leia mais

Atividade: matrizes e imagens digitais

Atividade: matrizes e imagens digitais Atividade: matrizes e imagens digitais Aluno(a): Turma: Professor(a): Parte 01 MÓDULO: MATRIZES E IMAGENS BINÁRIAS 1 2 3 4 5 6 7 8 Indique, na tabela abaixo, as respostas dos 8 desafios do Jogo dos Índices

Leia mais

Usando os Softwares Corretos. Tudo bem explicadinho

Usando os Softwares Corretos. Tudo bem explicadinho Cartilha da Pré-Impressão A JACUÍ apresenta sua Cartilha da Pré-Impressão, elaborada especialmente como ferramenta de auxílio aos nossos clientes/agências. Facilitar o desenvolvimento de seus impressos

Leia mais

Processo. José Caldas RGB. para. André B. Lopes CMYK. Para obter boas separações de cores é preciso ajustar corretamente os parâmetros do Photoshop

Processo. José Caldas RGB. para. André B. Lopes CMYK. Para obter boas separações de cores é preciso ajustar corretamente os parâmetros do Photoshop Processo De José Caldas RGB para André B. Lopes CMYK Para obter boas separações de cores é preciso ajustar corretamente os parâmetros do Photoshop Você comprou um bom scanner, selecionou bem as fotografias

Leia mais

O mundo nunca mais será o mesmo!

O mundo nunca mais será o mesmo! O mundo nunca mais será o mesmo! Diversão, treinamento, apresentação de empresas, áudio e dados reproduzidos com fidelidade e qualidade digital. Tecnologia e pesquisa contínuas fazem do CD um suporte de

Leia mais

Dicas de Pré-impressão

Dicas de Pré-impressão RAUL KAWAMURA - 1 Dicas de Pré-impressão IMAGENS 1. As imagens deverão estar entre 266 a 300 dpi em seu tamanho final, no espaço de cor CMYK. Resoluções menores irão gerar imagens serrilhadas com perda

Leia mais

Tamanho e resolução da imagem

Tamanho e resolução da imagem Tamanho e resolução da imagem Para se produzir imagens de alta qualidade, é importante compreender como é que os dados dos pixels da imagem são medidos e mostrados. Dimensões dos pixels O número de pixels

Leia mais

A Temperatura de cor - Texto extraído de:

A Temperatura de cor - Texto extraído de: 77 A Temperatura de cor - Texto extraído de: BALAN, W.C. A iluminação em programas de TV: arte e técnica em harmonia. Bauru, 1997. 137f. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Poéticas Visuais) Faculdade

Leia mais

Figura 74: No Inkscape é muito simples obter um conjunto base de objetos para compôr o rótulo

Figura 74: No Inkscape é muito simples obter um conjunto base de objetos para compôr o rótulo 94 5.3.4 Rótulos Rótulos podem ser classificados como etiquetas que são transferidas para os mais diversos tipos de produtos, como garrafas, latas, frascos, dentre uma infinidade de aplicações diferentes.

Leia mais

a marca bematech Tudo o que você precisa para usar a marca. Dezembro de 2009

a marca bematech Tudo o que você precisa para usar a marca. Dezembro de 2009 16 a marca bematech Tudo o que você precisa para usar a marca. 17 Marca Dinâmica e evolutiva, a marca Bematech é formada pelo símbolo e logotipo. Suas elipses simbolizam a essência de uma empresa empreendedora.

Leia mais

Atualização: JULHO/2011

Atualização: JULHO/2011 Uso do logo Teuto Pfizer Este material também é conhecido por manual da marca Teuto Pfizer. Ele é destinado a profissionais de comunicação, agências de publicidade, fornecedores e usuários em geral que

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Índice Apresentação Malha Construtiva Área de Proteção Família Tipográ ca Padrões Cromáticos Redução da Marca Fundos Marca D água Marcas Especiais Especi cações Finais 02 Apresentação

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO CÓDIGO 042 UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CÓD. CURSO CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH ANO 170.345.23 Materiais e Processos Gráficos II 4ª 2010

Leia mais

Manual de Uso da Marca

Manual de Uso da Marca Manual de Uso da Marca Manual de Uso da Marca versão 2.0 ESPÍRITO SANTO ESPÍRITO SANTO Coordenadoria de Comunicação Social Índice Instituto Federal do Espírito Santo Manual de Uso da Marca 2 1. O Instituto

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO CÓDIGO UNIDADE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CÓD. CURSO CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO CÓD. DISC. DISCIPLINA 170.345.23 MATERIAIS E PROCESSOS GRÁFICOS II CRÉDITOS ETAPA 4

Leia mais

Clique no número da página escolhida para acessá-la. Como funciona o sistema digital Transmissão de anúncios via internet Troca de material

Clique no número da página escolhida para acessá-la. Como funciona o sistema digital Transmissão de anúncios via internet Troca de material MANUAL DE ENVIO DE MATERIAL 2013 Como funciona o sistema digital Transmissão de anúncios via internet Troca de material Resolução Formatos Conteúdo Prova de cor Layout Marcas de corte Cores Clique no número

Leia mais

DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA - 1

DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA - 1 DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA - 1 Mauricio Baggio ÍRIS / DIAFRAGMA Dispositivo que permite o controle da quantidade de luz que atinge o filme ou o sensor no interior da câmera. Este controle é realizado definindo-se

Leia mais

A MELHOR IMPRESSÃO DA INFORMAÇÃO

A MELHOR IMPRESSÃO DA INFORMAÇÃO A MELHOR IMPRESSÃO DA INFORMAÇÃO Multi Criatividade em Impressão é uma unidade de negócios do Grupo Sinos. Sabemos e acreditamos no trabalho impresso, estamos preparados para ajudar na elaboração das peças,

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO CÓDIGO 042 CÓD. CURSO 42951 CÓD. DISC. 170.3452.3 UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO DISCIPLINA MATERIAIS E PROCESSOS GRÁFICOS II ETAPA 4 CH

Leia mais

Área Tecnológica Gráfica

Área Tecnológica Gráfica Área Tecnológica Gráfica Área Tecnológica Gráfica ÍNDICE 1- INTRODUÇÃO 6 2- HISTÓRICO 7 Breve História da Imprensa 7 Manuscritos Iluminista 7 Prensa 7 Impressora Rotativa 7 Fotocomposição: 7 3- O FLUXO

Leia mais

Xerox EX Print Server Powered by Fiery para a Xerox igen 150 Press. Impressão em cores

Xerox EX Print Server Powered by Fiery para a Xerox igen 150 Press. Impressão em cores Xerox EX Print Server Powered by Fiery para a Xerox igen 150 Press Impressão em cores 2013 Electronics For Imaging. As informações nesta publicação estão contempladas pelos Avisos de caráter legal deste

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Laboratório de Experimentação Remota INE/CTC/UFSC

Manual de Identidade Visual. Laboratório de Experimentação Remota INE/CTC/UFSC Manual de Identidade Visual Laboratório de Experimentação Remota INE/CTC/UFSC 14 de maio de 2002 Este manual foi criado e desenvolvido por Guilherme Corrêa Meyer guilhermecmeyer@hotmail.com - 9121 9171

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Í n d i c e Apresentação........................................................................................ Uso do Manual.....................................................................................

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Sumário Apresentação 3 Logotipo - Versões Cromáticas 4 Diagrama de Construção, Área de Reserva e Redução 5 Convivência com Outras Marcas 6 Patrocínio 7 Aplicações sobre Fundos 8 Aplicações Incorretas 9

Leia mais