Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Formatos de Imagens

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Formatos de Imagens"

Transcrição

1 IntroduçãoàTecnologiaWeb HTML HyperTextMarkupLanguage XHTML extensiblehypertextmarkuplanguage FormatosdeImagens ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger

2 ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger FormatosdeImagens Índice 1 FORMATOS DE IMAGEM Imagem Bitmap Imagem Vetorial Alguns formatos de imagens:... 2 GIF: (Graphics Interchange Format)... 2 JPG/JPEG: (Joint Photographic Experts Group)... 3 PNG: (Portable Network Graphics)... 4 APNG: (Animated Portable Network Graphics)... 4 MNG: (Multiple-image Network Graphics)... 5 BMP: (Bitmap) Tamanho da imagem... 5 Referências Bibliográficas

3 ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger 1 FORMATOSDEIMAGEM Existem atualmente diversos formatos de imagens e são classificados em Bitmap e Vetorial. 1.1 ImagemBitmap A imagem é dividida nos pontos de uma matriz. Cada ponto é gravado com seu valor particular de luminosidade e cor formando um mapa (map) dos pontos (bit). Mesmo as áreas sem desenho (fundo) fazem parte do arquivo. Trabalha as imagens com variações complexas de cores, tons ou formas, como fotos, gravuras ou imagens digitalizadas de vídeo, câmeras fotográficas digitais ou escaneadas. 1.2 ImagemVetorial Exemplo de imagem bitmap. Fonte [3] A palavra "vetor" refere-se a uma linha, mas a representação vetorial descreve um desenho como uma série de linhas e formas. Possui algumas regiões preenchidas com cor sólida ou sombreada. Os arquivos vetoriais podem ser escritos em ASCII em um processador de textos. Trabalha os desenhos em linhas com formas geométricas simples e fórmulas matemáticas. Gráficos e ilustrações a mão livre, imagens em 2D e 3D. 1.3 Algunsformatosdeimagens: GIF:(GraphicsInterchangeFormat) Exemplo de imagem vetorial. Fonte [3] É um formato de imagem de mapa de bits. O GIF apresenta um bom rendimento no tamanho e qualidade em imagens com cores "limpas", sem muito detalhes. Possui suporte para imagens animadas e com partes "transparentes". - Trabalha com cores indexadas, podendo representar um máximo de 256 cores. - Armazena imagens com grandes áreas planas (da mesma cor) de forma bastante eficiente. - Não possui níveis de compressão, apesar de já ser naturalmente compactado (GIFs tem uma compressão padrão). - Podem ser entrelaçadas. Uma imagem entrelaçada (interlaced) pode ser vista à medida que vai sendo carregada (melhorando a definição aos poucos). - Pode-se definir uma das cores como sendo "transparente", permitindo que se veja o que está por trás. O recurso de transparência é muito interessante, pois permite criar a sensação de que as imagens não são todas retangulares. - Permite a criação de animações (GIFs Animados). O Princípio do GIF Animado é o mesmo de um filme que vemos no cinema, ou seja uma sequência de imagens transmitida rapidamente, uma animação propriamente dita. Alguns dos anúncios (chamados de banners) que se vê na Web, na verdade são, GIFs Animados. 2

4 ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger a) Imagens GIF tamanho 400x200 b) Com fundo transparente pixels com fundo fixo Apesar deste formato parecer limitado devido ao número baixo de cores com que trabalha, o GIF é muito utilizado por alguns recursos que oferece. Um deles é a capacidade de utilizar fundo transparente. Com isso, é possível, por exemplo, que um site publique uma imagem em GIF e esta terá como fundo a cor da página. Além disso, o GIF permite que uma seqüência de imagens sejam salvas em um único arquivo, onde cada imagem surge no lugar da anterior após um tempo pré-determinado. Isso dá a sensação de animação, como mostra a imagem abaixo (Ex: A extensão dos arquivos no formato GIF é.gif. JPG/JPEG:(JointPhotographicExpertsGroup) É um formato de compressão, com perda de dados, aplicado em imagens fotográficas. A perda de dados é proporcional ao fator de compressão desejado. O JPEG é melhor para imagens que apresentam muitos tons de cor. Este formato é ideal para trabalhar com fotografias digitais e imagens complexas. - Armazena imagens complexas de forma eficiente. - Tem uma compressão variável. Porém, como nem tudo é perfeito, quanto mais você comprime, maior será a perda da qualidade. A compressão padrão é em torno de 33 (numa escala de 1 a 100), mas a ideal, só testando mesmo. Quanto maior o número, pior fica a qualidade. - Não possui o recurso de transparência, portanto sempre aparecem retangulares na tela. - O entrelaçamento pode ser conseguido utilizando o formato Progressive Rendered JPEG, uma nova versão criada para possibilitar um carregamento igual ao de um GIF entrelaçado. Os Browsers de última geração já entendem este formato numa boa, mas não os antigos. - Não permite a criação de animações. Imagem JPEG tamanho 400x200 pixels Algo interessante no JPEG, é que os arquivos podem ter diferentes níveis de compressão. Quanto mais existir compressão, ou seja, retirada de informação, menor será o tamanho do 3

5 ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger arquivo, porém pior será sua qualidade. Assim, se você for disponibilizar imagens na internet, é interessante mantê-lo em um tamanho pequeno. No entanto, se a imagem for utilizada em um documento, muitas vezes é melhor mantê-la com o máximo de qualidade possível, para que a impressão seja satisfatória. Uma desvantagem do JPEG é que a imagem normalmente perde qualidade a cada vez que o arquivo é salvo. Os arquivos em JPEG têm a extensão.jpg. PNG:(PortableNetworkGraphics) É um formato de dados utilizado para imagens, que surgiu em 1996 como substituto para o formato GIF, devido ao fato de este último incluir algoritmos patenteados. Um formato ainda não muito comum na Internet, mesmo sendo desenvolvido especialmente com este fim. Ele é uma evolução das GIFs que conhecemos, mantendo diversas de suas características e incorporando novas com pouco custo de implementacão aos desenvolvedores. Foi desenvolvido para, substituir o GIF e o JPEG. - Um bom substituto para o GIF. - Suporta entrelaçamento e transparência, mas não animação. Imagem PNG tamanho 400x200 pixels O PNG também possui o recurso de transparência, o que o faz uma excelente alternativa ao GIF neste caso, pois é possível ter imagens com fundo transparente, mas com o objeto utilizando um número muito maior de cores. As imagens no formato PNG possuem extensão.png. APNG:(AnimatedPortableNetworkGraphics) É uma extensão de imagens animada do PNG (Portable Network Graphics). Ele permite imagens animadas que funcionam de forma semelhante aos arquivos de formato GIF animado, mantendo a compatibilidade com arquivos PNG sem animação. - O primeiro quadro de um arquivo APNG é armazenado como um fluxo PNG normal, e portanto a maioria dos decodificadores PNG antigos poderão exibir o primeiro quadro de um arquivo APNG. O quadro velocidade dos dados e quadros de animação extra são armazenados em blocos extras (conforme fornecido pela especificação PNG original). - É um formato poderoso para animações bitmap, criado pela mesma equipe do PNG. - A vantagem do APNG é o menor tamanho da biblioteca e compatibilidade com as implementações mais antigas do PNG. 4

6 ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger MNG:(Multiple imagenetworkgraphics) Formato de arquivo público para imagens animadas (múltiplas imagens sequenciais), originalmente designado para substituir o uso de GIF animado na web. Livre da patente associada ao GIF animado. A estrutura de arquivos MNG é essencialmente a mesma de arquivos PNG, além de várias extensões serem compartilhadas. - O formato MNG é superior ao APNG, pois permite, além de outras características, um controle de animação mais avançado que permite obter imagens menores. - Não é muito conhecido por desenvolvedores. - Não é suportado por muitos navegadores. - Diferente do formato APNG, imagens MNG suportam compressão sem perda de qualidade (através da compressão png) e compressão com perda de qualidade (através da compressão jpeg) e ainda pode usar canal Alpha mesmo usando a compressão JPEG. BMP:(Bitmap) O formato Bmp (bitmap ou mapeamento de bits) é o formato padrão de imagens do Windows. Esse formato suporta cores e é o formato de imagens mais "puro". Não usa nenhum tipo de compressão e, por isso, a qualidade de imagem é a melhor possível e também gera arquivos mais pesados. - Compressão: Não tem. Perda de informação: Não aplicável. - Não possui transparência. Imagem BMP tamanho 400x200 pixels Existem ainda outros formatos de arquivos de imagens como: EPS (Encapsulated PostScript), PCX, TIFF (Tagged-Image File Format), etc. 1.4 Tamanhodaimagem O tamanho do arquivo da imagem (em kb) depende da qualidade da imagem. Além disso, alguns softwares permitem configurar a resolução da imagem. A maioria das imagens é salva com a resolução de 300 dpi (pontos por polegada), que é a resolução mínima para imagens a serem impressas. Porém como a resolução da maioria dos monitores (padrão SVGA) de computador é de 96 dpi, podese sempre diminuir para este valor, diminuindo qualidade e tamanho do arquivo. Observe na tabela abaixo os direferentes tamanhos de arquivos para a mesma imagem nos diferentes formatos: 5

7 ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger ReferênciasBibliográficas 1. BMPBitmap.Disponívelem:[http://msdn.microsoft.com/pt br/library/at62haz6.aspx] 2. Adobe.Formatodegráficos.Disponívelem: [http://help.adobe.com/pt_br/indesign/5.0/help.html?content=wsa285fff53dea4f ea8cb3f 6be2.html] 3. APNG.Disponívelonlineem[http://animatedpng.com/] 4. ComparaçõesdeImagens.Disponívelonlineem[/index.php/category/samples/] 5. Vectorvs.BitmapGraphics anintroductoryguideforclientsanddesigners.disponívelem: [http://www.eastbywest.com/pub/vectorbitmap/] 6. APNG.ÁlbumdeimagensAPNG.Disponívelonlineem:[http://s826.photobucket.com/albums/zz190/apng/] 7. VectorsandBitmaps.Disponívelem:[http://graphicssoft.about.com/od/aboutgraphics/a/bitmapvector.htm] 8. Webdesign.RevistaWebdesign.RiodeJaneiro:Artecom,

ferramentas da imagem digital

ferramentas da imagem digital ferramentas da imagem digital illustrator X photoshop aplicativo ilustração vetorial aplicativo imagem digital 02. 16 imagem vetorial X imagem de rastreio imagem vetorial traduz a imagem recorrendo a instrumentos

Leia mais

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 4)

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 4) Prof. Breno Leonardo G. de M. Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 4) 1 Classificação da imagem Em relação à sua origem pode-se classificar uma imagem,

Leia mais

FUNDAMENTOS SOBRE IMAGENS PARA A WEB

FUNDAMENTOS SOBRE IMAGENS PARA A WEB FUNDAMENTOS SOBRE IMAGENS PARA A WEB Bons web sites necessitam de uma correta integração entre textos e imagens. Este artigo contém o mínimo que você precisa saber sobre imagens para a web. Introdução

Leia mais

Figura 1: Formato matricial de uma imagem retangular. Figura 2: Ampliação dos pixels de uma imagem

Figura 1: Formato matricial de uma imagem retangular. Figura 2: Ampliação dos pixels de uma imagem Universidade Federal de Santa Maria - UFSM Departamento de Eletrônica e Computação - DELC Introdução à Informática Prof. Cesar Tadeu Pozzer Julho de 2006 Imagens Uma imagem é representada por uma matriz

Leia mais

Utilização do Sistema Multimédia. 2. Formatos de ficheiros 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens. 2. Formatos de ficheiros

Utilização do Sistema Multimédia. 2. Formatos de ficheiros 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens. 2. Formatos de ficheiros Utilização do Sistema Multimédia 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens 2.1. Compressão Formatos com e sem compressão Técnicas de compressão (reduzem tamanho) de 2 tipos: Compressão

Leia mais

ETI - Edição e tratamento de imagens digitais

ETI - Edição e tratamento de imagens digitais Curso Técnico em Multimídia ETI - Edição e tratamento de imagens digitais 2 Fundamentos "Conserva o modelo das sãs palavras que de mim tens ouvido, na fé e no amor que há em Cristo Jesus." 2 Timóteo 1:13

Leia mais

Pág 31. UC Introdução a Informática Docente: André Luiz Silva de Moraes 1º sem Redes de Computadores. 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress

Pág 31. UC Introdução a Informática Docente: André Luiz Silva de Moraes 1º sem Redes de Computadores. 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress O pacote BrOffice é um pacote de escritório muito similar ao já conhecido Microsoft Office e ao longo do tempo vem evoluindo e cada vez mais ampliando as possibilidades

Leia mais

FORMATOS DE ARQUIVOS FORMATOS DE ARQUIVOS NATIVOS FORMATOS DE ARQUIVOS GENÉRICOS. Produção Gráfica 2 A R Q U I V O S D I G I T A I S -

FORMATOS DE ARQUIVOS FORMATOS DE ARQUIVOS NATIVOS FORMATOS DE ARQUIVOS GENÉRICOS. Produção Gráfica 2 A R Q U I V O S D I G I T A I S - Produção Gráfica 2 FORMATOS DE ARQUIVOS A R Q U I V O S D I G I T A I S - FORMATOS DE ARQUIVOS PARA IMAGEM BITMAPEADAS Uma imagem bitmapeada, uma ilustração vetorial ou um texto são armazenados no computador

Leia mais

Informática. Prof. Macêdo Firmino. Macêdo Firmino (IFRN) Informática Setembro de 2011 1 / 16

Informática. Prof. Macêdo Firmino. Macêdo Firmino (IFRN) Informática Setembro de 2011 1 / 16 Informática Prof. Macêdo Firmino Representação da Informação Macêdo Firmino (IFRN) Informática Setembro de 2011 1 / 16 Introdução Estamos acostumados a pensar nos computadores como mecanismos complexos,

Leia mais

Bitmap X Vetorial OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA

Bitmap X Vetorial OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA Editores vetoriais são frequentemente contrastadas com editores de bitmap, e as suas capacidades se complementam. Eles são melhores para leiaute

Leia mais

Apresentação do Projeto Gráfico

Apresentação do Projeto Gráfico Arte-final Arquivo feito no computador utilizando softwares específicos que permitem a produção de um fotolito para impressão gráfica. Programas Utilizados para a Produção de Arte-final. Dependendo das

Leia mais

Formatos Imagem. Apontamentos CG + Edward Angel, Sec. 8.2. Instituto Superior Técnico Computação Gráfica 2009/2010

Formatos Imagem. Apontamentos CG + Edward Angel, Sec. 8.2. Instituto Superior Técnico Computação Gráfica 2009/2010 Formatos Imagem Apontamentos CG + Edward Angel, Sec. 8.2 Instituto Superior Técnico Computação Gráfica 2009/2010 1 Na última aula Ray-Tracing Ferramentas Utilizadas: POV-Ray 3.6 (modelling, texturing,

Leia mais

Desenho e Apresentação de Imagens por Computador

Desenho e Apresentação de Imagens por Computador Desenho e Apresentação de Imagens por Computador Conteúdo s: Aspetos genéricos sobre o trabalho com imagens computacionais. Imagens computacionais e programas que criam ou manipulam esse tipo de imagens.

Leia mais

Quais as diferenças entre os formatos de imagem PNG, JPG, GIF, SVG e BMP?

Quais as diferenças entre os formatos de imagem PNG, JPG, GIF, SVG e BMP? Quais as diferenças entre os formatos de imagem PNG, JPG, GIF, SVG e BMP? 66.393 Visualizações Por Daniele Starck Disponível em: www.tecmundo.com.br/imagem/5866 quais as diferencas entre os formatos de

Leia mais

TRATAMENTO DE IMAGENS. Elisa Maria Pivetta

TRATAMENTO DE IMAGENS. Elisa Maria Pivetta TRATAMENTO DE IMAGENS Elisa Maria Pivetta CATEGORIAS DE IMAGENS Distinguem-se geralmente duas grandes: Bitmap (ou raster) - trata-se de imagens "pixelizadas", ou seja, um conjunto de pontos (pixéis) contidos

Leia mais

Imagem digital. Unidade 3

Imagem digital. Unidade 3 Imagem digital Unidade 3 Objectivos Reconhecer o potencial comunicativo/ expressivo das imagens; Reconhecer as potencialidades narrativas de uma imagem; A criação de sentido nas associações de imagens

Leia mais

19/11/2015. Um pouco de história antes... A FOTOGRAFIA. James Clerk Maxwell (1831 1879) Escócia (Reino Unido) físico, filósofo e matemático.

19/11/2015. Um pouco de história antes... A FOTOGRAFIA. James Clerk Maxwell (1831 1879) Escócia (Reino Unido) físico, filósofo e matemático. Prof. Reginaldo Brito Um pouco de história antes... A FOTOGRAFIA Joseph-Nicéphore Niepce * França, (1765-1833) James Clerk Maxwell (1831 1879) Escócia (Reino Unido) físico, filósofo e matemático. 1826,

Leia mais

Processamento de Imagem. Representação, Armazenamento e Formato de imagens Professora Sheila Cáceres

Processamento de Imagem. Representação, Armazenamento e Formato de imagens Professora Sheila Cáceres Processamento de Imagem Representação, Armazenamento e Formato de imagens Professora Sheila Cáceres Representação e armazenamento de imagens Process. de Imagem - Prof. Sheila Cáceres 2 Representação Matricial

Leia mais

Ferramenta de Design Gráfico/ Imagem Digital Adobe Photoshop Fábio Fernandes

Ferramenta de Design Gráfico/ Imagem Digital Adobe Photoshop Fábio Fernandes Ferramenta de Design Gráfico/ Imagem Digital Adobe Photoshop Fábio Fernandes O Adobe Photoshop vem liderando o mercado de imagem digital há anos. Portanto, não podemos deixar de explorar essa ferramenta

Leia mais

Photoshop 6.0 91. - BMP (.bmp) - Formato Bitmap. Este é o formato padrão do Windows.

Photoshop 6.0 91. - BMP (.bmp) - Formato Bitmap. Este é o formato padrão do Windows. Photoshop 6.0 91 Salvando Arquivos O Photoshop permite que você salve seus trabalhos em diversos formatos, que poderão ser utilizados para exibição na Web, impressão ou exibição em diferentes plataformas.

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Seção do Corpo Imagens

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Seção do Corpo Imagens IntroduçãoàTecnologiaWeb HTML HyperTextMarkupLanguage XHTML extensiblehypertextmarkuplanguage SeçãodoCorpo Imagens ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger SeçãodoCorpo Imagens Índice

Leia mais

7 Introdução ao uso do LibreOffice Impress

7 Introdução ao uso do LibreOffice Impress Introdução a Informática - 1º semestre AULA 04 Prof. André Moraes Objetivos desta aula: Criar apresentações básicas com uso do LibreOffice Impress; o Manipular a estrutura de tópicos para a digitação de

Leia mais

Considerações gerais sobre arquivos abertos e fechados

Considerações gerais sobre arquivos abertos e fechados Considerações gerais sobre arquivos abertos e fechados Este tutorial tem por finalidade esclarecer algumas dúvidas sobre arquivos abertos e arquivos fechados. Leia e entenda um pouco mais sobre PDF, diferenças

Leia mais

Técnicas de Cartografia Digital

Técnicas de Cartografia Digital Técnicas de Cartografia Digital Maria Cecília Bonato Brandalize 2011 Aula 8 1. Vetoriais 2. Matriciais 3. Vantagens e Desvantagens 1. Vetoriais 2. Matriciais 3. Vantagens e Desvantagens Como são representados

Leia mais

Compressão de Imagens

Compressão de Imagens Compressão de Imagens Compressão de Imagens Geradas por Computador (Gráficos) Armazenamento (e transmissão) como um conjunto de instruções (formato de programa) que geram a imagem Utilização de algum esquema

Leia mais

Formatos de Imagem PNG. Universidade Federal de Minas Gerais. Bruno Xavier da Silva. Guilherme de Castro Leite. Leonel Fonseca Ivo

Formatos de Imagem PNG. Universidade Federal de Minas Gerais. Bruno Xavier da Silva. Guilherme de Castro Leite. Leonel Fonseca Ivo Universidade Federal de Minas Gerais Formatos de Imagem PNG Bruno Xavier da Silva Guilherme de Castro Leite Leonel Fonseca Ivo Matheus Silva Vilela Rafael Avelar Alves Belém Belo Horizonte, 5 de maio de

Leia mais

TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Disciplina:FERRAMENTAS E TÉCNICAS DE ANIMAÇÃO WEB. Professora Andréia Freitas

TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Disciplina:FERRAMENTAS E TÉCNICAS DE ANIMAÇÃO WEB. Professora Andréia Freitas TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Disciplina:FERRAMENTAS E TÉCNICAS DE ANIMAÇÃO WEB Professora Andréia Freitas 2012 3 semestre Aula 03 MEMORIA, F. Design para a Internet. 1ª Edição. Rio de Janeiro:

Leia mais

USBFlashDriveePortasdedispositivos

USBFlashDriveePortasdedispositivos EstecapítulodescrevecomousarasportasUSB(UniversalSerialBus)no osciloscópio para realizar as seguintes tarefas: Salvarerecuperarosdadosdeformadeondaouosdadosdeconfiguraçãoou salvarumaimagemdatela Imprimirumaimagemdatela

Leia mais

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 3)

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 3) Prof. Breno Leonardo G. de M. Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 3) Introdução A possibilidade de utilizarmos imagens, gráficos, desenhos e textos artísticos

Leia mais

TEORIA DA COR E DA IMAGEM COM PHOTOSHOP

TEORIA DA COR E DA IMAGEM COM PHOTOSHOP TEORIA DA COR E DA IMAGEM COM PHOTOSHOP Docente: Bruno Duarte Fev 2010 O que é uma imagem digital? Uma imagem diz-se digital quando existe um ficheiro em computador que guarda a informação gráfica desta

Leia mais

Sistemas e Conteúdos Multimédia. 4.1. Imagem. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt

Sistemas e Conteúdos Multimédia. 4.1. Imagem. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Sistemas e Conteúdos Multimédia 4.1. Imagem Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Cores O que é a cor? Distribuição espectral do sinal de excitação. Função da reflectância e da iluminação

Leia mais

Ciências da Computação Disciplina:Computação Gráfica

Ciências da Computação Disciplina:Computação Gráfica Ciências da Computação Disciplina:Computação Gráfica Professora Andréia Freitas 2012 7 semestre Aula 02 (1)AZEVEDO, Eduardo. Computação Gráfica, Rio de Janeiro: Campus, 2005 (*0) (2) MENEZES, Marco Antonio

Leia mais

Conceitos do Photoshop. Bitmap image Formatos de arquivos Memória Escalas de cores

Conceitos do Photoshop. Bitmap image Formatos de arquivos Memória Escalas de cores Conceitos do Photoshop Bitmap image Formatos de arquivos Memória Escalas de cores Bitmap Image Conceito de pixel Imagem bitmap x imagem vetorial Pixel x bits Resolução de tela e imagem 72 pixel/inch 300

Leia mais

Gerenciamento Eletrônico de Documentos AMBIENTE GED. Preparação de documentos

Gerenciamento Eletrônico de Documentos AMBIENTE GED. Preparação de documentos Gerenciamento Eletrônico de Documentos AMBIENTE GED Preparação de documentos 1 Preparação de Documentos Quais documentos digitalizar? Eliminação: remoção e destruição de duplicatas, materiais sem importância

Leia mais

PDI 1 - Projeto e Design de Interfaces Web

PDI 1 - Projeto e Design de Interfaces Web Introdução a HTML e XHTML Elementos básicos parte 2 Professor: Victor Hugo L. Lopes Agenda: --Adicionando imagens; --Trabalhando com vídeos e sons em HTML; Disponível em http://wp.me/p48yvn-43 2 Inserindo

Leia mais

CorelDRAW 11 1. UM PROGRAMA DE DESIGN

CorelDRAW 11 1. UM PROGRAMA DE DESIGN CorelDRAW 11 1. UM PROGRAMA DE DESIGN Com o Corel você vai trabalhar com um dos aplicativos mais usados no campo do design e da auto-edição, já que permite operar com dois tipos de gráficos (vetoriais

Leia mais

Aquisição e Representação da Imagem Digital

Aquisição e Representação da Imagem Digital Universidade Federal do Rio de Janeiro - IM/DCC & NCE Aquisição e Representação da Imagem Digital Antonio G. Thomé thome@nce.ufrj.br Sala AEP/33 Sumário. Introdução 2. Aquisição e Representação da Imagem

Leia mais

Fiery Color Server SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS. Glossário

Fiery Color Server SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS. Glossário Fiery Color Server SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS Glossário 2004 Electronics for Imaging, Inc. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos das Avisos de caráter legal deste produto. 45044849

Leia mais

Imagens - Formatos. GIF (Graphics Interchange Format) JPEG (ou JPG) (Joint Pictures Experts Graphis)

Imagens - Formatos. GIF (Graphics Interchange Format) JPEG (ou JPG) (Joint Pictures Experts Graphis) Imagens - Formatos GIF (Graphics Interchange Format) - Muito popular na web. - Permite ter um máximo de 256 cores. - Indicado para cartoons, logos, imagens com áreas transparentes e animações. JPEG (ou

Leia mais

Imagem digital - 1. A natureza da imagem fotográfica. A natureza da imagem fotográfica

Imagem digital - 1. A natureza da imagem fotográfica. A natureza da imagem fotográfica A natureza da imagem fotográfica PRODUÇÃO GRÁFICA 2 Imagem digital - 1 Antes do desenvolvimento das câmeras digitais, tínhamos a fotografia convencional, registrada em papel ou filme, através de um processo

Leia mais

RECONHECIMENTO DE IMAGEM ATRAVÉS DA VISÃO DE MÁQUINA

RECONHECIMENTO DE IMAGEM ATRAVÉS DA VISÃO DE MÁQUINA RECONHECIMENTO DE IMAGEM ATRAVÉS DA VISÃO DE MÁQUINA Erick Rodrigues Silva Victoriano 1 Danielle de Oliveira Santos 2 Regimar Maciel 3 RESUMO Este artigo tem como objetivo a compreensão do processo de

Leia mais

WEB DESIGN ELEMENTOS GRÁFICOS

WEB DESIGN ELEMENTOS GRÁFICOS ELEMENTOS GRÁFICOS Parte 4 José Manuel Russo 2005 24 A Imagem Bitmap (Raster) As imagens digitais ou Bitmap (Raster image do inglês) são desenhadas por um conjunto de pontos quadrangulares Pixel alinhados

Leia mais

Formatos Gráficos de Imagens na Web

Formatos Gráficos de Imagens na Web Formatos Gráficos de Imagens na Web Eduardo Corsaletti Godoy 1, Ayslan Trevizan Possebom 1 1 Departamento de Informática Universidade Estadual de Maringá (UEM) Maringá PR Brazil edu_corsaletti@hotmail.com,

Leia mais

Mídia Impressa X Mídia Eletrônica

Mídia Impressa X Mídia Eletrônica Diferenças entre Mídia Impressa e Eletrônica Resolução Web >> 72dpi Impressão >> 300dpi Padrão de cores Web >> RGB Impressão >> CMYK Tipos de Arquivos Web >> GIF / JPEG Impressão >> TIF / EPS Tamanho dos

Leia mais

Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão

Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão 1 Diferenças entre o CCD e o Filme: O filme como já vimos, é uma película de poliéster, coberta em um dos lados por uma gelatina de origem animal com partículas

Leia mais

Representação de Imagens

Representação de Imagens Representação de Imagens Primitivas Gráficas As primitivas gráficas são os elementos básicos que formam um desenho. Exemplos: Ponto, segmento, polilinha, polígono, arco de elipse, etc. Primitivas já definidas

Leia mais

Formatos de Arquivos da Internet

Formatos de Arquivos da Internet Guia de Consulta Rápida Formatos de Arquivos da Internet Marcelo Silveira Novatec Editora www.novateceditora.com.br Guia de Consulta Rápida Formatos de Arquivos da Internet de Marcelo Silveira Copyright

Leia mais

Design para internet. Resolução. - No Design Gráfico quanto maior o DPI melhor. - Na web não é bem assim.

Design para internet. Resolução. - No Design Gráfico quanto maior o DPI melhor. - Na web não é bem assim. Resolução - No Design Gráfico quanto maior o DPI melhor. - Na web não é bem assim. Resolução Exemplo de imagem com diferentes resoluções de Pontos/Pixels por polegada". Em uma imagem digital quanto mais

Leia mais

SISTEMÁTICA DA DIGITALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA

SISTEMÁTICA DA DIGITALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA SISTEMÁTICA DA DIGITALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA RECIFE,

Leia mais

Navegador ou browser, é um programa de computador que permite a seus usuários a interagirem com documentos virtuais da Internet.

Navegador ou browser, é um programa de computador que permite a seus usuários a interagirem com documentos virtuais da Internet. TERMINOLOGIA Navegador ou Browser Navegador ou browser, é um programa de computador que permite a seus usuários a interagirem com documentos virtuais da Internet. Os Browsers se comunicam com servidores

Leia mais

a marca bematech Tudo o que você precisa para usar a marca. Dezembro de 2009

a marca bematech Tudo o que você precisa para usar a marca. Dezembro de 2009 16 a marca bematech Tudo o que você precisa para usar a marca. 17 Marca Dinâmica e evolutiva, a marca Bematech é formada pelo símbolo e logotipo. Suas elipses simbolizam a essência de uma empresa empreendedora.

Leia mais

Representação Digital de Imagens

Representação Digital de Imagens Representação Digital de Imagens Definição de Imagem Uma imagem é composta por um conjunto de pontos, denominados "Pixels" (Picture Elements) ou "Dots". Estes "pixels" estão dispostos na tela do computador

Leia mais

2 Editoração Eletrônica

2 Editoração Eletrônica 8 2 Editoração Eletrônica A década de 80 foi um marco na história da computação. Foi quando a maioria dos esforços dos desenvolvedores, tanto de equipamentos, quanto de programas, foram direcionados para

Leia mais

Escola Secundária da Trofa Aplicações Informáticas A 11º Ano Curso Tecnológico de Informática T E S T E T I P O

Escola Secundária da Trofa Aplicações Informáticas A 11º Ano Curso Tecnológico de Informática T E S T E T I P O Grupo I (Utilização de Sistemas Multimédia) 1. Indique os atributos elementares das imagens 2. Complete as seguintes afirmações de forma a torná-las verdadeiras: a. A resolução de uma imagem digital é

Leia mais

Como Começar? Criação Páginas. Etapas. Apresentação INTERNET

Como Começar? Criação Páginas. Etapas. Apresentação INTERNET Como Começar? Criação Páginas Apresentação Etapas Como começar Para que um site tenha sucesso é necessário um correcto planeamento do mesmo. Todos os aspectos de desenho de um site devem ser pensados de

Leia mais

1. Formatos de ficheiros de imagem (mapas de bits)

1. Formatos de ficheiros de imagem (mapas de bits) Geração e captura de imagem 1. Formatos de ficheiros de imagem (mapas de bits) 1.1. Formatos mais comuns Existe a necessidade muitas vezes de transferir uma imagem de um programa para outro, quando um

Leia mais

3.1.7. Definição do fundo da página

3.1.7. Definição do fundo da página 3.1.7. Definição do fundo da página 1 Definição do fundo da página A definição do fundo de uma página pode ser feita através da atribuição de uma cor ou de uma imagem Quando é feita através da utilização

Leia mais

CRIAÇÃO DE SITES (AULA 4)

CRIAÇÃO DE SITES (AULA 4) Prof. Breno Leonardo Gomes de Menezes Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br CRIAÇÃO DE SITES (AULA 4) O que eu preciso para construir um link? Para construir um link você usa o que

Leia mais

PRINCIPAIS ATALHOS. Função Windows Mac. Selecionar tudo Ctrl+A Command+A. Duplicar Ctrl+D Command+D. Desfazer Ctrl+Z Command+Z

PRINCIPAIS ATALHOS. Função Windows Mac. Selecionar tudo Ctrl+A Command+A. Duplicar Ctrl+D Command+D. Desfazer Ctrl+Z Command+Z PRINCIPAIS ATALHOS Esses são só alguns dos atalhos de teclado usados rotineiramente no fluxo de trabalho. Se você quiser visualizar todos os atalhos de teclado pode ir em Edit>Keyboard Shortcuts ou acessar

Leia mais

Thales Trigo. Formatos de arquivos digitais

Thales Trigo. Formatos de arquivos digitais Esse artigo sobre Formatos de Arquivos Digitais é parte da Tese de Doutoramento do autor apresentada para a obtenção do titulo de Doutor em Engenharia Elétrica pela Escola Politécnica da USP. Thales Trigo

Leia mais

Manual do. Peticionamento Eletrônico

Manual do. Peticionamento Eletrônico Manual do Peticionamento Eletrônico Este documento contém orientações sobre como gerar documentos para o serviço de Peticionamento Eletrônico no Portal e-saj Tribunal de Justiça de São Paulo. Resumo Os

Leia mais

O que é GED GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS (GED)

O que é GED GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS (GED) Automação em Arquivos GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS (GED) O que é GED GED é a tecnologia que provê um meio de facilmente armazenar, localizar e recuperar informações existentes em documentos e

Leia mais

Índice. Temos o Apoio:

Índice. Temos o Apoio: Página 2 de 18 Índice Historinha... 2 Definição... 4 Criação da Imagem... 4 Cores/Tons... 6 Dynamic Range... 7 Ruído (Noise)... 9 Recuperação... 10 Perda de Qualidade... 12 Balanço de Brancos (White Balance)...

Leia mais

De posse desses arquivos, podemos escolher o método que será utilizado para inserir a mensagem na imagem. Os métodos mais comuns incluem:

De posse desses arquivos, podemos escolher o método que será utilizado para inserir a mensagem na imagem. Os métodos mais comuns incluem: Postado Em 25/08/2015 [data do post] por Fábio dos Reis [autor do post] em Segurança [categoria do post] Esteganografia é a prática de esconder mensagens, arquivos ou imagens / vídeos dentro de outras

Leia mais

2. O que é Redundância de código ou informação? Como a compressão Huffman utiliza isso? Você conhece algum formato de imagem que a utiliza?(1.

2. O que é Redundância de código ou informação? Como a compressão Huffman utiliza isso? Você conhece algum formato de imagem que a utiliza?(1. Respostas do Estudo Dirigido Cap. 26 - Reducing the information:... ou Image Compression 1. Para que serve comprimir as imagens? Que aspectos estão sendo considerados quando se fala de: Compression Rate,

Leia mais

Fotografia Digital. Aula 1

Fotografia Digital. Aula 1 Fotografia Digital Aula 1 FOTOGRAFIA DIGITAL Tema da aula: A Fotografia 2 A FOTOGRAFIA A palavra Fotografia vem do grego φως [fós] ("luz"), e γραφις [grafis] ("estilo", "pincel") ou γραφη grafê, e significa

Leia mais

COMPUTAÇÃO GRÁFICA RESOLUÇÃO

COMPUTAÇÃO GRÁFICA RESOLUÇÃO COMPUTAÇÃO GRÁFICA RESOLUÇÃO Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA RESOLUÇÃO Associada à quantidade e a qualidade de

Leia mais

Introdução ao ArcGIS

Introdução ao ArcGIS Introdução ao ArcGIS Maria Cecilia Brandalize Novembro, 2011 Tópicos O que é um SIG? A estrutura do ArcGIS Dados utilizados no ArcGIS Operações básicas com o ArcGIS Edição de dados Combinação de dados

Leia mais

Guia de Estudo Criação de Apresentações Microsoft PowerPoint

Guia de Estudo Criação de Apresentações Microsoft PowerPoint Tecnologias da Informação e Comunicação Guia de Estudo Criação de Apresentações Microsoft PowerPoint Aspectos genéricos sobre o trabalho com imagens computacionais Imagens computacionais e programas que

Leia mais

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. ELETROBRÁS. EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO DAC Nº. 02/2010.

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. ELETROBRÁS. EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO DAC Nº. 02/2010. 1 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. ELETROBRÁS. EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 02/2010. ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 2 ESCOPO DO FORNECIMENTO 1. Constitui o objeto desta

Leia mais

GNU Image Manipulation Program, mais conhecido pelo acrônimo GIMP.

GNU Image Manipulation Program, mais conhecido pelo acrônimo GIMP. 3 Ferramentas de Autoria em Multimídia Autoria multimídia é a criação de produções multimídia tais como filmes e apresentações. Estas produções buscam interação com o usuário (aplicações interativas).

Leia mais

ATENÇÃO: * Arquivos com tamanho superior a 500 KB NÃO SERÃO ACEITOS * SOMENTE serão aceitos documentos do formato: PDF

ATENÇÃO: * Arquivos com tamanho superior a 500 KB NÃO SERÃO ACEITOS * SOMENTE serão aceitos documentos do formato: PDF TUTORIAL DE DIGITALIZAÇÃO DIRIGIDO AO USO DO PROCESSO ELETRÔNICO Adaptado do tutorial elaborado pelo colega MAICON FALCÃO, operador de computador da subseção judiciária de Rio Grande. Introdução Este tutorial

Leia mais

Formatos de Compressão de Imagem - Introdução. Introdução

Formatos de Compressão de Imagem - Introdução. Introdução Formatos de Compressão de Imagem - Introdução Introdução A imagem digital é cada vez mais importante no mundo actual. No entanto como as imagens digitais geram ficheiros de grandes dimensões, torna de

Leia mais

Os desenhos. Representação de desenhos

Os desenhos. Representação de desenhos Os desenhos 1 Os desenhos Tópicos: Representação de desenhos Edição gráfica bidimensional Representação de desenhos Formatos de desenhos: imagens Arranjos de pixels. Digitalização da imagem por papel,

Leia mais

Colorindo com Números Representação de Imagens

Colorindo com Números Representação de Imagens Atividade 2 Colorindo com Números Representação de Imagens Sumário Os computadores armazenam desenhos, fotografias e outras imagens usando apenas números. A atividade seguinte demonstra como eles podem

Leia mais

INFORMÁTICA PARA GESTÃO I Curso Superior de Gestão de Marketing

INFORMÁTICA PARA GESTÃO I Curso Superior de Gestão de Marketing INFORMÁTICA PARA GESTÃO I Curso Superior de Gestão de Marketing Docente (Teóricas): E-mail: vmnf@yahoo.com Web: http://www.vmnf.net/ipam Objectivos As Tabelas: Aula 8 Sumário O Processador de Texto Word

Leia mais

Circular SUSEP Nº285, de 21 de Março de 2005.

Circular SUSEP Nº285, de 21 de Março de 2005. Circular SUSEP Nº285, de 21 de Março de 2005. Cadastro de recursos dos sistemas de informação e mapa de saldos. Gustavo Dias - CEINF Marcos de Almeida - DECON Sumário Introdução Regulamentação Atividades

Leia mais

Chapter 2 Guia de referência rápida 2-

Chapter 2 Guia de referência rápida 2- Chapter 2 Guia de referência rápida 2- Este capítulo descreve como descompactar e exibir imagens de maneira rápida com o kit de desenvolvimento de software (SDK) para captura de imagens.net RasterMaster.

Leia mais

Plano de Aula - Fireworks CS5 - cód. 4084 16 Horas/Aula

Plano de Aula - Fireworks CS5 - cód. 4084 16 Horas/Aula Aula 1 Capítulo 1 - Introdução ao Fireworks CS5 Plano de Aula - Fireworks CS5 - cód. 4084 16 Horas/Aula 1.1. Novidades do Fireworks CS5...23 1.2. Área de Trabalho...24 1.2.1. Painel Ferramentas...25 1.2.2.

Leia mais

Manual do Intermediário: Módulo 3 Digitalização

Manual do Intermediário: Módulo 3 Digitalização Manual do Intermediário Módulo 3 Digitalização Leonel Morgado Jacinta Vilela Isabel Bastos Abril de 2002 1 Índice geral O que é a digitalização?... 3 Como funciona o scâner... 3 Como digitalizar uma imagem...

Leia mais

Fiery Network Controller para DocuColor 250/240 SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS. Exemplos de fluxo de trabalho

Fiery Network Controller para DocuColor 250/240 SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS. Exemplos de fluxo de trabalho Fiery Network Controller para DocuColor 250/240 SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS Exemplos de fluxo de trabalho 2005 Electronics for Imaging, Inc. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos

Leia mais

Estão corretas: (A) I, II e IV (B) II e III (C) II e IV (D) III e V (E) I, III e V

Estão corretas: (A) I, II e IV (B) II e III (C) II e IV (D) III e V (E) I, III e V FUNDAÇÃO VISCONDE DE CAIRU FACULDADE VISCONDE DE CAIRU CURSO: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROF.: AFONSO CELSO M. MADEIRA DISCIPLINA: COMPUTAÇÃO GRÁFICA (TACOG) 4º SEMESTRE GABARITO Segundo a

Leia mais

PADRÕES NORMAS PROTOCOLOS FORMATOS

PADRÕES NORMAS PROTOCOLOS FORMATOS PADRÕES NORMAS PROTOCOLOS FORMATOS FORMATOS: São as várias conformações na qual uma informação digital pode ser armazenada. Um formato de arquivo é um algoritmo expresso por um software para codificação

Leia mais

Circular SUSEP Nº285, de 21 de Março de 2005. Versão atualizada pela Circular SUSEP Nº297.

Circular SUSEP Nº285, de 21 de Março de 2005. Versão atualizada pela Circular SUSEP Nº297. Circular SUSEP Nº285, de 21 de Março de 2005. Versão atualizada pela Circular SUSEP Nº297. Cadastro de recursos dos sistemas de informação e mapa de saldos. Gustavo Dias - CEINF Marcos de Almeida - DECON

Leia mais

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta.

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. 1 Prezado(a) candidato(a): Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. Nº de Inscrição Nome PROVA DE CONHECIMENTOS

Leia mais

Capítulo 4 Gerenciamento de Memória

Capítulo 4 Gerenciamento de Memória Capítulo 4 Gerenciamento de Memória 4.1 Gerenciamento básico de memória 4.2 Troca de processos 4.3 Memória virtual 4.4 Algoritmos de substituição de páginas 4.5 Modelagem de algoritmos de substituição

Leia mais

Linhas de Orientação de Media. GS1 Portugal. Sync PT Linhas de Orientação de Media 1

Linhas de Orientação de Media. GS1 Portugal. Sync PT Linhas de Orientação de Media 1 Linhas de Orientação de Media GS1 Portugal 1 Índice Introdução... 3 Especificações Gerais de Imagens... 4 Propriedades da imagem... 5 Cor e Qualidade... 5 Clipping Paths... 5 Fundo... 6 Borda... 6 Formato

Leia mais

Sistemas Multimédia. Ano lectivo 2006-2007. Aula 9 Representações de dados para gráficos e imagens

Sistemas Multimédia. Ano lectivo 2006-2007. Aula 9 Representações de dados para gráficos e imagens Sistemas Multimédia Ano lectivo 2006-2007 Aula 9 Representações de dados para gráficos e imagens Sumário Gráficos e imagens bitmap Tipos de dados para gráficos e imagens Imagens de 1-bit Imagens de gray-level

Leia mais

AULA 5 Manipulando Dados Matriciais: Grades e Imagens. 5.1 Importando Grades e Imagens Interface Simplificada

AULA 5 Manipulando Dados Matriciais: Grades e Imagens. 5.1 Importando Grades e Imagens Interface Simplificada 5.1 AULA 5 Manipulando Dados Matriciais: Grades e Imagens Nessa aula serão apresentadas algumas funcionalidades do TerraView relativas a manipulação de dados matriciais. Como dados matriciais são entendidas

Leia mais

11/06/2013. O que é Software Aplicativo? Suítes de Software. Adquirindo Software SOFTWARES APLICATIVOS

11/06/2013. O que é Software Aplicativo? Suítes de Software. Adquirindo Software SOFTWARES APLICATIVOS 2 O que é Software Aplicativo? SOFTWARES APLICATIVOS Introdução à Microinformática Prof. João Paulo Lima Software que realiza tarefa útil específica Suítes de aplicativos Softwares empresariais Softwares

Leia mais

2.1.2 Definição Matemática de Imagem

2.1.2 Definição Matemática de Imagem Capítulo 2 Fundamentação Teórica Este capítulo descreve os fundamentos e as etapas do processamento digital de imagens. 2.1 Fundamentos para Processamento Digital de Imagens Esta seção apresenta as propriedades

Leia mais

UM POUCO DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA.

UM POUCO DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA. UM POUCO DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA. Imagem digital é a representação de uma imagem bidimensional usando números binários codificados de modo a permitir seu armazenamento, transferência, impressão ou reprodução,

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE APLICAÇÕES INFORMÁTICAS B

PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE APLICAÇÕES INFORMÁTICAS B PLANIFICAÇÕES SECUNDÁRIO PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE APLICAÇÕES INFORMÁTICAS B 12º ANO DE ESCOLARIDADE CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS Introdução à Programação Introdução Linguagens naturais e formais Algoritmos

Leia mais

[CURSO DE FÉRIAS FIREWORKS] JULHO / 2011

[CURSO DE FÉRIAS FIREWORKS] JULHO / 2011 Conteúdo 1. OBJETIVO DO FIREWORKS... 2 1.1 - Diferença entre imagem Vetorial e Bitmap... 2 1.2 - Formato de Arquivos... 3 2. AMBIENTE DO FIREWORKS... 3 2.1 - INICIANDO UM PROJETO... 4 3. DESENHANDO NO

Leia mais

1 Crie uma pasta (dentro do seu diretório) com o seu nome. 2. Se tiver dúvida pergunte o seu professor

1 Crie uma pasta (dentro do seu diretório) com o seu nome. 2. Se tiver dúvida pergunte o seu professor i.exe FrontPage Criação de Home Page s PPaaggi innaa 1 Sobre FrontPage Parte 1 Front Page é uma ferramenta para criação e gerenciamento de web s.o aluno não necessita de nenhum conhecimento de programação

Leia mais

Fotografia digital. Aspectos técnicos

Fotografia digital. Aspectos técnicos Fotografia digital Aspectos técnicos Captura CCD (Charge Coupled Device) CMOS (Complementary Metal OxideSemiconductor) Conversão de luz em cargas elétricas Equilíbrio entre abertura do diafragma e velocidade

Leia mais

Manual do Painel Administrativo

Manual do Painel Administrativo Manual do Painel Administrativo versão 1.0 Autores César A Miggiolaro Marcos J Lazarin Índice Índice... 2 Figuras... 3 Inicio... 5 Funcionalidades... 7 Analytics... 9 Cidades... 9 Conteúdo... 10 Referência...

Leia mais

FORMATO DE ARQUIVO: BMP

FORMATO DE ARQUIVO: BMP FORMATO DE ARQUIVO: BMP 1. INTRODUÇÃO: Formato nativo do ambiente Windows O formato de arquivos BMP foi desenvolvido pela Microsoft, sendo o formato nativo de mapa de bits do Windows (a partir da versão

Leia mais

Prática 2 Características do Flash

Prática 2 Características do Flash Prática 2 Características do Flash 1. Objetivos Se familiarizar com os Painéis, Frames e Timelines. Desenvolver uma animação simples. 2. Recursos Necessários Computador com o programa Macromedia Flash

Leia mais