ESTUDO DA ANTAQ REVELA A UTILIZAÇÃO ECONÔMICA DE MAIS DE 20 MIL KM DE HIDROVIAS BRASILEIRAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTUDO DA ANTAQ REVELA A UTILIZAÇÃO ECONÔMICA DE MAIS DE 20 MIL KM DE HIDROVIAS BRASILEIRAS"

Transcrição

1 ESTUDO DA ANTAQ REVELA A UTILIZAÇÃO ECONÔMICA DE MAIS DE 20 MIL KM DE HIDROVIAS BRASILEIRAS A ANTAQ concluiu estudo com levantamento detalhado sobre a extensão das vias interiores navegadas em todo Brasil, até então se trabalhava com o número de km. Mas levantamento oficial da ANTAQ realizado por meio da Gerência de Desenvolvimento e Regulação da Superintendência de Navegação Interior SNI, identificou km de vias interiores economicamente navegadas. TABELA 1 - BRASIL: VIAS ECONOMICAMENTE NAVEGADAS VIAS ECONOMICAMENTE NAVEGADAS - TOTAL Quilometragem % PARAGUAI PARANÁ-TIETÊ SÃO FRANCISCO SOLIMÕES-AMAZONAS SUL TOCANTINS TOTAL Este estudo tem importância devido a uma melhor compreensão da dimensão do transporte aquaviário brasileiro fornecendo subsídios ao planejamento de politicas de transporte, ações fiscalizatórias e de regulação do setor, estas duas ultimas a serem utilizadas pela ANTAQ. Transporte Longitudinal de Cargas e de Passageiros e Misto Rio Negro Rio Madeira Rio Juruá Total: Km Rio Tapajós Rio Solimões Rio Amazonas Agência Nacional de Transportes Aquaviários 1

2 Considerando via economicamente navegada aquela na qual há algum registro de utilização por Empresa Brasileira de Navegação, na prestação dos serviços de transporte longitudinal de cargas e misto (passageiros e cargas) na navegação interior, o estudo buscou em fontes oficiais dados para a atualização da extensão das vias fluviais economicamente navegadas. A metodologia adotada foi a da análise dos registros de operação de carga do Sistema de Desempenho Portuário SDP/ANTAQ, do Sistema Mercante/MT, da Eletronorte (operadora das eclusas de Tucuruí), da Administração da Hidroviária do Paraná AHRANA, do Departamento Hidroviário da Secretaria Estadual de Transportes de São Paulo DH/SEST/SP e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco. Levantou-se a extensão total de km navegados em Destes, km foram utilizados para transporte de carga e km para o transporte misto de passageiros e cargas. Há km utilizados exclusivamente no transporte misto. Relativamente à malha prevista pelo Plano Nacional de Viação PNV (anexos da Lei 5.917/73), que é de km, os km navegados na atualidade equivalem a 49,9% da malha. Complementarmente, foram consideradas linhas de navegação outorgadas pela ANTAQ aos operadores que realizam o transporte misto de passageiros e cargas. VIAS ECONOMICAMENTE NAVEGADAS TRANSPORTE DE CARGAS PARAGUAI PARANÁ-TIETÊ SÃO FRANCISCO SOLIMÕES-AMAZONAS SUL TOCANTINS Agência Nacional de Transportes Aquaviários 2

3 VIAS ECONOMICAMENTE NAVEGADAS TRANSPORTE DE PASSAGEIROS SOLIMÕES-AMAZONAS TOCANTINS Os pares de origem e destino da carga e passageiros encontrados foram ratificados por meio de consulta aos operadores e, com o auxílio da ferramenta de geoprocessamento da ANTAQ, o SIGTAQ, foi possível calcular a extensão navegada total sem sobreposição de linhas. O SIGTAQ é um dos produtos do Plano Nacional de Integração Hidroviária PNIH, em fase final de elaboração pela cooperação entre a ANTAQ e o Laboratório de Transportes Labtrans, da Universidade Federal de Santa Catarina UFSC. Quanto à participação de cada hidrovia na extensão total, destaca-se o complexo Solimões-Amazonas, com uma malha navegada de 16,8 mil km, correspondendo a 80% do total. O complexo contempla, além do Solimões e Amazonas, importantes rios da bacia, como o Madeira, Tapajós e Negro. O levantamento terá atualização anual pela equipe da GDI/SNI. TABELA 2 - TRANSPORTE DE CARGAS E DE PASSAGEIROS E MISTO CARGAS PASSAGEIROS E MISTO PARAGUAI PARANÁ-TIETÊ SÃO FRANCISCO SOLIMÕES-AMAZONAS SUL TOCANTINS TOTAL Agência Nacional de Transportes Aquaviários 3

4 4

5 5

6 6

7 7

8 8

9 9

10 10

11 11

12 12

13 13

NAVEGAÇÃO INTERIOR UM BRASIL QUE NAVEGA INFORMATIVO TRIMESTRAL DA 20.956 QUILÔMETROS DE VIAS INTERIORES NAVEGADAS

NAVEGAÇÃO INTERIOR UM BRASIL QUE NAVEGA INFORMATIVO TRIMESTRAL DA 20.956 QUILÔMETROS DE VIAS INTERIORES NAVEGADAS INFORMATIVO TRIMESTRAL DA NAVEGAÇÃO INTERIOR SUPERINTENDÊNCIA DE NAVEGAÇÃO INTERIOR SNI 3º TRIM/2012 Sistema de Informações Geográficas da ANTAQ (SIGTAQ): Curso é ministrado para os servidores das UAR

Leia mais

II Seminário Portos e vias navegáveis

II Seminário Portos e vias navegáveis II Seminário Portos e vias navegáveis Plano Nacional de Integração Hidroviária PNIH Adalberto Tokarski Superintendente da Navegação interior da ANTAQ Brasília, 22 de setembro de 2011 Parceiros Estratégicos

Leia mais

DETALHAMENTO DO EVTEA PROJETO BINACIONAL BRASIL URUGUAI. TRANSPORTE MULTIMODAL NO SISTEMA LAGOA MIRIM e LAGOA DOS PATOS

DETALHAMENTO DO EVTEA PROJETO BINACIONAL BRASIL URUGUAI. TRANSPORTE MULTIMODAL NO SISTEMA LAGOA MIRIM e LAGOA DOS PATOS DETALHAMENTO DO EVTEA PROJETO BINACIONAL BRASIL URUGUAI TRANSPORTE MULTIMODAL NO SISTEMA LAGOA MIRIM e LAGOA DOS PATOS Contratar Estudos Ambientais Projetos de Manutenção + Licença Ambiental Consultoria

Leia mais

Navegação interior no Brasil e o avanço dos Investimentos públicos e privados

Navegação interior no Brasil e o avanço dos Investimentos públicos e privados Navegação interior no Brasil e o avanço dos Investimentos públicos e privados Adalberto Tokarski Diretor CT Log Junho de 2014 AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS A ANTAQ Criada pela Lei nº10.233,

Leia mais

Agência Nacional de Transportes Aquaviários ANTAQ Relação de Serviços

Agência Nacional de Transportes Aquaviários ANTAQ Relação de Serviços Agência Nacional de Transportes Aquaviários ANTAQ Relação de Serviços SUPERINTENDÊNCIA DE FISCALIZAÇÃO 1. FISCALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DAS ADMINISTRAÇÕES PORTUÁRIAS E DOS SERVIÇOS PRESTADOS NO ÂMBITO DOS

Leia mais

Transporte de cargas nas Hidrovias Brasileiras 2011

Transporte de cargas nas Hidrovias Brasileiras 2011 Transporte de cargas nas Hidrovias Brasileiras 2011 Hidrovia do Madeira Hidrovia do Paraguai Hidrovia Paraná-Tietê Hidrovia Solimões-Amazonas Hidrovia do Sul Hidrovia Tocantins-Araguaia AGÊNCIA NACIONAL

Leia mais

Bacias hidrográficas brasileiras

Bacias hidrográficas brasileiras Bacias hidrográficas brasileiras O Brasil possui o maior volume de água potável em estado liquido do globo. Isso se deve as suas extensas e caudalosas bacias hidrográficas. Por sua vez essas bacias devem

Leia mais

Ministério dos Transportes

Ministério dos Transportes Ministério dos Transportes VI Congresso Internacional de Transportes da Amazônia Plano Hidroviário Estratégico Belém, 01 de setembro de 2015 PHE - Objetivos Aumentar a participação do modal hidroviário

Leia mais

JUSTIFICATIVA: Rodovia classificada como ruim/péssima (característica pavimento) na Pesquisa Rodoviária CNT 2007

JUSTIFICATIVA: Rodovia classificada como ruim/péssima (característica pavimento) na Pesquisa Rodoviária CNT 2007 Projeto 155 : Recuperação do pavimento BR-364, BR-317 e BR-319 E6 Rodoviária LOCALIZAÇÃO*: Humaitá - AM a Sena Madureira - AC INTERVENÇÃO: Adequação Categoria: Recuperação do Pavimento EXTENSÃO/QUANTIDADE/VOLUME:

Leia mais

Bacias hidrográficas brasileiras

Bacias hidrográficas brasileiras Bacias hidrográficas brasileiras Características da hidrografia brasileira Riqueza em rios e pobreza em formações lacustres. Todos rios direta ou indiretamente são tributários do Oceano Atlântico. Predomínio

Leia mais

O setor aquaviário e o comércio exterior

O setor aquaviário e o comércio exterior O setor aquaviário e o comércio exterior Associação de Comércio Exterior do Brasil AEB ENAEX 2011 - Encontro nacional de comércio exterior Rio de Janeiro, RJ 19 de agosto de 2011 Fernando Antonio Brito

Leia mais

Visão da ANTAQ sobre a logística portuária e hidroviária

Visão da ANTAQ sobre a logística portuária e hidroviária Visão da ANTAQ sobre a logística portuária e hidroviária FERNANDO ANTONIO BRITO FIALHO DIRETOR-GERAL Apresentação para o Grupo Votorantim Brasília, 05 de maio de 2009. Aspectos Institucionais Criada pela

Leia mais

Hidrovia Tapajós s / Teles Pires

Hidrovia Tapajós s / Teles Pires MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES Hidrovia Tapajós s / Teles Pires Apresentação: Edison de Oliveira Vianna Jr E-mail: edison.vianna@transportes.gov.br Colaboração: Rodrigo Cardoso Paranhos E-mail: rodrigo.paranhos@transportes.gov.br

Leia mais

Transporte Aquaviário no Brasil

Transporte Aquaviário no Brasil Gerência Executiva de Transporte e Mobilização GETRAM Agente de Transporte e Mobilização CATRAM Diretoria de Transporte e Mobilização Exército Brasileiro Luiz de Sousa Cavalcanti Gerente de Outorgas e

Leia mais

Usina de Balbina(grande degradação ambiental)

Usina de Balbina(grande degradação ambiental) Bacia Amazônica Localizada na região norte do Brasil, é a maior bacia hidrográfica do mundo, possuindo 7 milhões de quilômetros quadrados de extensão (4 milhões em território brasileiro). O rio principal

Leia mais

Auditoria de Natureza Operacional

Auditoria de Natureza Operacional Tribunal de Contas da União Secretaria de Fiscalização e Avaliação de Programas de Governo - SEPROG Auditoria de Natureza Operacional Programa Manutenção de Hidrovias Ministro-Relator: Augusto Nardes Equipe

Leia mais

PESQUISA CNT DA NAVEGAÇÃO INTERIOR 2013

PESQUISA CNT DA NAVEGAÇÃO INTERIOR 2013 PESQUISA CNT DA NAVEGAÇÃO INTERIOR 2013 Considerando o potencial de expansão do transporte hidroviário, a sua importância para o desenvolvimento econômico, social e ambiental do Brasil e a necessidade

Leia mais

A Logística Hidroviária: Planejamento Público e Investimentos Previstos

A Logística Hidroviária: Planejamento Público e Investimentos Previstos A Logística Hidroviária: Planejamento Público e Investimentos Previstos FERNANDO ANTONIO BRITO FIALHO DIRETOR-GERAL Conselho Superior Temático de Meio Ambiente - COSEMA Brasília, 19 de maio de 2009. Aspectos

Leia mais

HIDROVIAS BRASILEIRAS

HIDROVIAS BRASILEIRAS AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS SUPERINTENDÊNCIA DE NAVEGAÇÃO INTERIOR Gerência de Desenvolvimento e Regulação da Navegação Interior HIDROVIAS BRASILEIRAS INDICADORES DO TRANSPORTE DE CARGAS:

Leia mais

Segurança e Meio Ambiente na Navegação na Região Amazônica

Segurança e Meio Ambiente na Navegação na Região Amazônica I Seminário de Sustentabilidade Ambiental no Transporte Aquaviário Segurança e Meio Ambiente na Navegação na Região Amazônica Adalberto Tokarski Diretor da Agência Nacional de Transportes Aquaviários Brasília,

Leia mais

HIDROVIAS DO MATO GROSSO

HIDROVIAS DO MATO GROSSO HIDROVIAS DO MATO GROSSO ADALBERTO TOKARSKI Gerente de Desenvolvimento e Regulação da Navegação Interior Cuiabá/MT 21-08-2009 ADMINISTRAÇÃ ÇÃO O DAS HIDROVIAS LOCALIZAÇÃ ÇÃO O DA HIDROVIA NA BACIA BR -163

Leia mais

ANÁLISE DA INFRA-ESTRUTURA DOS TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS

ANÁLISE DA INFRA-ESTRUTURA DOS TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS V SIMPÓSIO DE TRANSPORTE E MOBILIZAÇÃO ANÁLISE DA INFRA-ESTRUTURA DOS TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS JOSÉ ALEX BOTÊLHO DE OLIVA Superintendente de Navegação Interior Brasília, 18 de Julho de 2007. ASPECTOS INSTITUCIONAIS

Leia mais

Plano Hidroviário Estratégico - PHE. Imagine o resultado

Plano Hidroviário Estratégico - PHE. Imagine o resultado Plano Hidroviário Estratégico - PHE Imagine o resultado 12 de novembro de 2013 . 2 Objetivos Desenvolver o transporte hidroviário interior (THI) de forma a: Ampliar alternativas de escoamento de produção

Leia mais

2º Fórum Sobre Hidrovias As Hidrovias como fator de desenvolvimento.

2º Fórum Sobre Hidrovias As Hidrovias como fator de desenvolvimento. 2º Fórum Sobre Hidrovias As Hidrovias como fator de desenvolvimento. A Evolução Clique para das editar Hidrovias o estilo Brasileiras do subtítulo mestre Visão da CNT Marcos Machado Soares Advogado e Diretor

Leia mais

Hidrografia Brasileira

Hidrografia Brasileira HIDROGRAFIA BRASILEIRA 1 O QUE É HIDROGRAFIA? A hidrografia é o ramo da geografia física que estuda as águas do planeta, abrangendo, rios, mares, oceanos, lagos, geleiras, água do subsolo e da atmosfera.

Leia mais

Apresentação sobre a Reestruturação do Setor de Transportes no Brasil, com Ênfase para o Modal Rodoviário

Apresentação sobre a Reestruturação do Setor de Transportes no Brasil, com Ênfase para o Modal Rodoviário MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES Reestruturação do Setor de ESTRUTURA Transportes DE Apresentação sobre a Reestruturação do Setor de Transportes no, com

Leia mais

O Q UE U É HIDRO R GRA R FIA? A

O Q UE U É HIDRO R GRA R FIA? A HIDROGRAFIA BRASILEIRA O QUE É HIDROGRAFIA? A hidrografia é o ramo da geografia física que estuda as águas do planeta, abrangendo, rios, mares, oceanos, lagos, geleiras, água do subsolo e da atmosfera.

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO TRANSPORTE FLUVIAL DE PASSAGEIROS NA AMAZÔNIA

CARACTERIZAÇÃO DO TRANSPORTE FLUVIAL DE PASSAGEIROS NA AMAZÔNIA CARACTERIZAÇÃO DO TRANSPORTE FLUVIAL DE Msc. Nadja Vanessa Miranda Lins Universidade Federal do Amazonas - UFAM nvmlins@gmail.com Mestranda Alcilene Moreira Camelo Universidade Federal do Amazonas - UFAM

Leia mais

1. o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. Jefferson Oliveira Prof. ª Ludmila Dutra

1. o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. Jefferson Oliveira Prof. ª Ludmila Dutra 1. o ANO ENSINO MÉDIO Prof. Jefferson Oliveira Prof. ª Ludmila Dutra Unidade I Geografia física mundial e do Brasil. 2 Aula 5.1 Conteúdo Bacias Hidrográficas Brasileiras. 3 Habilidade Localizar as diferentes

Leia mais

VISÃO DO SETOR DE TRANSPORTES SOBRE O TRANSPORTE HIDROVIÁRIO DNIT - ABRIL 2014

VISÃO DO SETOR DE TRANSPORTES SOBRE O TRANSPORTE HIDROVIÁRIO DNIT - ABRIL 2014 VISÃO DO SETOR DE TRANSPORTES SOBRE O TRANSPORTE HIDROVIÁRIO DNIT - ABRIL 2014 CORREDORES HIDROVIÁRIOS CORREDORES HIDROVIÁRIOS NECESSIDADE PARA IMPLANTAÇÃO DE TODOS OS CORREDORES VALORES (milhões): CORREDOR

Leia mais

CURSO PREPARATÓRIO AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS ANTAQ

CURSO PREPARATÓRIO AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS ANTAQ CURSO PREPARATÓRIO AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS ANTAQ ESPECIALISTA EM REGULAÇÃO DE SERVIÇOS DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS Cargo 6 qualquer formação superior 6 Encontro Segundo a lei 9432/97,

Leia mais

As atuais condições da infraestrutura de transporte e logística do Brasil têm

As atuais condições da infraestrutura de transporte e logística do Brasil têm ESTUDO DA CNT APONTA QUE INFRAESTRUTURA RUIM AUMENTA CUSTO DO TRANSPORTE DE SOJA E MILHO As atuais condições da infraestrutura de transporte e logística do Brasil têm impacto significativo na movimentação

Leia mais

Cadernos de Recursos Hídricos

Cadernos de Recursos Hídricos Cadernos de Recursos Hídricos A NAVEGAÇÃO INTERIOR E SUA INTERFACE COM O SETOR DE RECURSOS HÍDRICOS República Federativa do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva Presidente Ministério do Meio Ambiente MMA Marina

Leia mais

PIC. Projeto de Incentivo à CABOTAGEM. Projeto de Incentivo à Cabotagem PIC

PIC. Projeto de Incentivo à CABOTAGEM. Projeto de Incentivo à Cabotagem PIC Projeto de Incentivo à Cabotagem PIC PORTO DE PELOTAS - RS 08/JULHO/2010 Projeto de Incentivo à CABOTAGEM LUIZ HAMILTON Coordenador Geral de Gestão da Informação do Departamento de Sistemas de Informações

Leia mais

Bacias hidrográficas do Brasil. Só percebemos o valor da água depois que a fonte seca. [Provérbio Popular]

Bacias hidrográficas do Brasil. Só percebemos o valor da água depois que a fonte seca. [Provérbio Popular] Bacias hidrográficas do Brasil Só percebemos o valor da água depois que a fonte seca. [Provérbio Popular] A água doce corresponde a apenas 2,5% do volume da hidrosfera. O Brasil é bastante privilegiado

Leia mais

Hidrovia Tapajós Teles Pires A hidrovia do agronegócio

Hidrovia Tapajós Teles Pires A hidrovia do agronegócio Hidrovia Tapajós Teles Pires A hidrovia do agronegócio Escoamentodaproduçãoagrícoladaregiãocentro-oeste VantagensComparativasdoTransporteHidroviário EstudodeCaso Agência Nacional de Transportes Aquaviários

Leia mais

10 ANOS DE CTLOG. Ações e Conquistas

10 ANOS DE CTLOG. Ações e Conquistas 10 ANOS DE Suspensão do Projeto de Lei nº 3635/2008 Exige forração com lona em caminhões graneleiros. Modelagem do TEGRAM Porto do Itaqui Modelagem do Porto de Outeiro - PA Redefinição da localização do

Leia mais

A ANTAQ na promoção das boas práticas ambientais pelo transporte aquaviário

A ANTAQ na promoção das boas práticas ambientais pelo transporte aquaviário A ANTAQ na promoção das boas práticas ambientais pelo transporte aquaviário Marcos Maia Porto Gerente de Meio Ambiente da Superintendência de Portos - SPO A ANTAQ o transporte aquaviário sustentável Constituição

Leia mais

MERCOSUL: Avanços e deficiências de uma Região Hidroviária. Dr. Adalmir José de Souza

MERCOSUL: Avanços e deficiências de uma Região Hidroviária. Dr. Adalmir José de Souza MERCOSUL: Avanços e deficiências de uma Região Hidroviária Dr. Adalmir José de Souza Abril de 2007 A Hidropolítica já é um dos temas mais importantes no mundo, numa humanidade que se projeta, os cursos

Leia mais

VI CONGRESSO INTERNACIONAL DE TRANSPORTES NA AMAZÔNIA II SEMINÁRIO INTERNACIONAL BRASIL/HOLANDA

VI CONGRESSO INTERNACIONAL DE TRANSPORTES NA AMAZÔNIA II SEMINÁRIO INTERNACIONAL BRASIL/HOLANDA VI CONGRESSO INTERNACIONAL DE TRANSPORTES NA AMAZÔNIA II SEMINÁRIO INTERNACIONAL BRASIL/HOLANDA PLATAFORMAS LOGÍSTICAS E TERMINAIS HIDROVIÁRIOS 02.09.2015 SUMÁRIO 1 2 INTRODUÇÃO - Objetivos e Plano Estratégico

Leia mais

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 7 A - aula 21 FRNTE 8 A - aula 22. Profº André Tomasini

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 7 A - aula 21 FRNTE 8 A - aula 22. Profº André Tomasini TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 7 A - aula 21 FRNTE 8 A - aula 22 Profº André Tomasini Clima Fatores de influência do Clima Latitude; Altitude; Continentalidade / Maritimidade; Correntes Marinhas; Massas de

Leia mais

Bacias hidrográficas brasileiras

Bacias hidrográficas brasileiras Bacias hidrográficas brasileiras Características da hidrografia brasileira Riqueza em rios e pobreza em formações lacustres. Todos rios direta ou indiretamente são tributários do Oceano Atlântico. Predomínio

Leia mais

Agência Nacional de Transportes Aquaviários PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIA ANUAL

Agência Nacional de Transportes Aquaviários PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIA ANUAL PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIA ANUAL Ofício nº /2012 - DG Brasília, de março de 2012. A Sua Senhoria o Senhor VALDIR AGAPITO TEIXEIRA Secretário da Secretaria Federal de Controle Interno da Controladoria

Leia mais

Multimodalidade e as Hidrovias no Brasil. (Marcos Machado Soares Sec. Executivo da FENAVEGA)

Multimodalidade e as Hidrovias no Brasil. (Marcos Machado Soares Sec. Executivo da FENAVEGA) Multimodalidade e as Hidrovias no Brasil (Marcos Machado Soares Sec. Executivo da FENAVEGA) O QUE É A FENAVEGA A FENAVEGA é uma Entidade de Classe de grau superior, constituída em conformidade com o disposto

Leia mais

Gargalos logísticos e o novo corredor de exportação agrícola pelo norte do país

Gargalos logísticos e o novo corredor de exportação agrícola pelo norte do país Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Gargalos logísticos e o novo corredor de exportação agrícola pelo norte do país Seminários Folha de S.Paulo - Fórum de Exportação Daniel Furlan Amaral

Leia mais

Bacia Hidrográfica ou Bacia de drenagem de um curso de água é o conjunto de terras que fazem a drenagem da água das precipitações para esse curso de

Bacia Hidrográfica ou Bacia de drenagem de um curso de água é o conjunto de terras que fazem a drenagem da água das precipitações para esse curso de Hidrografia Bacia Hidrográfica ou Bacia de drenagem de um curso de água é o conjunto de terras que fazem a drenagem da água das precipitações para esse curso de água. É uma área e, como tal, mede-se em

Leia mais

Hidrografia. Bacias hidrográficas no mundo. Relevo oceânico

Hidrografia. Bacias hidrográficas no mundo. Relevo oceânico Hidrografia Relevo oceânico Bacias hidrográficas no mundo BACIA HIDROGRÁFICA: Corresponde à área de captação de água superficial e subsuperficial para um canal principal e seus afluentes; portanto, é uma

Leia mais

Seminário Internacional sobre Hidrovias

Seminário Internacional sobre Hidrovias Seminário Internacional sobre Hidrovias Estação de Transbordo de Cargas ETC Instalação Portuária Pública de Pequeno Porte IP4 Navegação Interior Navegação Marítima e Apoio Portuário Esfera de atuação ANTAQ

Leia mais

OS IMPACTOS DA NOVA LEGISLAÇÃO Novo cenário da exploração do setor e ampliação da competitividade do País. Fernando Fonseca Diretor da ANTAQ

OS IMPACTOS DA NOVA LEGISLAÇÃO Novo cenário da exploração do setor e ampliação da competitividade do País. Fernando Fonseca Diretor da ANTAQ OS IMPACTOS DA NOVA LEGISLAÇÃO Novo cenário da exploração do setor e ampliação da competitividade do País Fernando Fonseca Diretor da ANTAQ 9 de outubro de 2013 A g e n d a 2 1. Cenários dos portos no

Leia mais

PERFIL LONGITUDINAL DE UM VALE FLUVIAL

PERFIL LONGITUDINAL DE UM VALE FLUVIAL HIDROGRAFIA PERFIL LONGITUDINAL DE UM VALE FLUVIAL CRISTA OU INTERFLÚVIO CRISTA OU INTERFLÚVIO VERTENTE VERTENTE MARGEM RIO MARGEM LEITO TALVEGUE IMPORTÂNCIA DOS RIOS ABASTECIMENTO TRANSPORTE NAVEGAÇÃO

Leia mais

64 FÓRUM DE DEBATES BRASILIANAS.ORG LOGÍSTICA E INTEGRAÇÃO TERRITORIAL NO BRASIL

64 FÓRUM DE DEBATES BRASILIANAS.ORG LOGÍSTICA E INTEGRAÇÃO TERRITORIAL NO BRASIL 64 FÓRUM DE DEBATES BRASILIANAS.ORG LOGÍSTICA E INTEGRAÇÃO TERRITORIAL NO BRASIL PALESTRA: DESAFIOS DA INFRAESTRUTURA AQUAVIÁRIA Painel - Um modelo institucional para a infraestrutura logística dentro

Leia mais

Ministério dos Transportes PHE. Plano Hidroviário Estratégico. Relatório do Plano. Consórcio

Ministério dos Transportes PHE. Plano Hidroviário Estratégico. Relatório do Plano. Consórcio Ministério dos Transportes PHE Plano Hidroviário Estratégico Relatório do Plano 2013 Consórcio Ministério dos Transportes PHE Plano Hidroviário Estratégico Relatório do Plano 2013 Consórcio República

Leia mais

A Regulação em proveito da Segurança e da Qualidade dos Serviços de Transporte Fluvial de Passageiros

A Regulação em proveito da Segurança e da Qualidade dos Serviços de Transporte Fluvial de Passageiros Agência Nacional de Transportes Aquaviários I Simpósio da Amazônia de Segurança no Transporte Regional Fluvial A Regulação em proveito da Segurança e da Qualidade dos Serviços de Transporte Fluvial de

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS

AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS MERCOSUL MEIO AMBIENTE - SGT6 - Gestão de Recursos Hídricos em Bacias Compartilhadas Gisela Forattini Superintendente de Fiscalização Brasília DF setembro/2002 Bacia Amazônica

Leia mais

A regulação do transporte aquaviário e da exploração da infraestrutura portuária

A regulação do transporte aquaviário e da exploração da infraestrutura portuária A regulação do transporte aquaviário e da exploração da infraestrutura portuária Tiago Pereira Lima Diretor da ANTAQ Data: 06/08/2010 Local: Escola Superior de Guerra - CAEPE Fatos Gerais sobre o Brasil

Leia mais

Carta de Serviços. Carta de Serviços ao Cidadão

Carta de Serviços. Carta de Serviços ao Cidadão Carta de Serviços ao Cidadão 1 Sumário 1) Apresentação...04 2) Conhecendo o DNIT...05 3) Organograma...06 4) Ouvidoria...07 5) Compromissos com o Atendimento...08 6) Serviços de Protocolo...09 7) Licitação...10

Leia mais

A ANTAQ e a regulação do transporte aquaviário e das atividades portuárias. Murillo de Moraes R. C. Barbosa Diretor da ANTAQ

A ANTAQ e a regulação do transporte aquaviário e das atividades portuárias. Murillo de Moraes R. C. Barbosa Diretor da ANTAQ A ANTAQ e a regulação do transporte aquaviário e das atividades portuárias Murillo de Moraes R. C. Barbosa Diretor da ANTAQ Litoral Sudeste, 16 de fevereiro de 2008 Regulação do transporte aquaviário e

Leia mais

P11 Proposta da equipe. Abril/2013

P11 Proposta da equipe. Abril/2013 P11 Proposta da equipe Abril/2013 Matriz SWOT AMBIENTES Interno FORÇAS Comprometimento da Diretoria com as questões ambientais; Capacidade da ANTAQ em interagir com os demais setores; Possibilidade da

Leia mais

A palavra transporte vem do latim trans (de um lado a outro) e portare (carregar). Transporte é o movimento de pessoas ou coisas de um lugar para

A palavra transporte vem do latim trans (de um lado a outro) e portare (carregar). Transporte é o movimento de pessoas ou coisas de um lugar para A palavra transporte vem do latim trans (de um lado a outro) e portare (carregar). Transporte é o movimento de pessoas ou coisas de um lugar para outro. Os transportes podem se distinguir pela possessão:

Leia mais

LABORATÓRIO DE TRANSPORTES E LOGÍSTICA

LABORATÓRIO DE TRANSPORTES E LOGÍSTICA LABORATÓRIO DE TRANSPORTES E LOGÍSTICA Departamento de Engenharia Civil Universidade Federal de Santa Catarina Engenheiro André Ricardo Hadlich andre.labtrans@yahoo.com.br Maio de 2014 Engenharia Civil

Leia mais

As Hidrovias como fator de desenvolvimento brasileiro

As Hidrovias como fator de desenvolvimento brasileiro As Hidrovias como fator de desenvolvimento brasileiro Guilherme Almeida Diretor da Área de Revitalização das Bacias Hidrográficas 2 Forum sobre Hidrovias Congresso Nacional - 24 de agosto de 2011 CODEVASF

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Resultados do Seminário de Portos e Hidrovias COSIPLAN Outubro - 2015

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Resultados do Seminário de Portos e Hidrovias COSIPLAN Outubro - 2015 Resultados do Seminário de Portos e Hidrovias COSIPLAN Outubro - 2015 Objetivos do Seminário Identificar os marcos regulatórios dos portos (marítimos, fluviais e lacustres), com o objetivo de melhorar

Leia mais

RECURSOS HÍDRICOS DISPONÍVEIS NO BRASIL PARA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

RECURSOS HÍDRICOS DISPONÍVEIS NO BRASIL PARA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA RECURSOS HÍDRICOS DISPONÍVEIS NO BRASIL PARA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Deodato do Nascimento Aquino Técnico

Leia mais

EDITAL 019/2010 - PROJETO BRA/06/032 CÓDIGO: Transporte Fluvial

EDITAL 019/2010 - PROJETO BRA/06/032 CÓDIGO: Transporte Fluvial PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO EDITAL 019/2010 - PROJETO BRA/06/032 CÓDIGO: Transporte Fluvial O Projeto BRA/06/032 comunica

Leia mais

COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO NACIONAL, DESENVOLVIMENTO REGIONAL E DA AMAZÔNIA

COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO NACIONAL, DESENVOLVIMENTO REGIONAL E DA AMAZÔNIA COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO NACIONAL, DESENVOLVIMENTO REGIONAL E DA AMAZÔNIA PROJETO DE LEI N o 8.312, DE 2014 Altera a Lei n.º 10.233, de 2001, que dispõe sobre a reestruturação dos transportes aquaviário

Leia mais

Formulário de Cadastro da Empresa Brasileira de Navegação

Formulário de Cadastro da Empresa Brasileira de Navegação Requerimento de outorga de autorização para a prestação de serviço de transporte de passageiros e de serviço de transporte misto na navegação interior de percurso longitudinal interestadual e internacional.

Leia mais

REDE ECONÔMICA HOLANDESA NO BRASIL

REDE ECONÔMICA HOLANDESA NO BRASIL REDE ECONÔMICA HOLANDESA NO BRASIL O Papel da ANTAQ no desenvolvimento da navegação interior brasileira FERNANDO FIALHO Diretor Geral Brasília Embaixada da Holanda, 30 de agosto de 2007 A ANTAQ É - Autarquia

Leia mais

III ENCONTRO LATINOAMERICANO CIÊNCIAS SOCIAIS E BARRAGENS 30 novembro a 03 de dezembro de 2010, Belém (PA) Grupo de trabalho: Desenvolvimento Regional

III ENCONTRO LATINOAMERICANO CIÊNCIAS SOCIAIS E BARRAGENS 30 novembro a 03 de dezembro de 2010, Belém (PA) Grupo de trabalho: Desenvolvimento Regional III ENCONTRO LATINOAMERICANO CIÊNCIAS SOCIAIS E BARRAGENS 30 novembro a 03 de dezembro de 2010, Belém (PA) Grupo de trabalho: Desenvolvimento Regional A importância das eclusas nos barramentos para o transporte

Leia mais

BACIA AMAZÔNICA. Plano Nacional de Integração Hidroviária RELATÓRIO TÉCNICO

BACIA AMAZÔNICA. Plano Nacional de Integração Hidroviária RELATÓRIO TÉCNICO RELATÓRIO TÉCNICO BACIA AMAZÔNICA Plano Nacional de Integração Hidroviária Desenvolvimento de Estudos e Análises das Hidrovias Brasileiras e suas Instalações Portuárias com Implantação de Base de Dados

Leia mais

HIDROGRAFIA DO BRASIL

HIDROGRAFIA DO BRASIL Hidrografia características gerais HIDROGRAFIA DO BRASIL Bacias hidrográficas Reflete as condições de umidade do clima do país Rica em rios,, mas pobre em lagos Predominância de rios de planalto,, favoráveis

Leia mais

Visão dos armadores sobre potencial, investimentos e obstáculos no corredor Centro Norte SINDARPA

Visão dos armadores sobre potencial, investimentos e obstáculos no corredor Centro Norte SINDARPA Visão dos armadores sobre potencial, investimentos e obstáculos no corredor Centro Norte SINDARPA SINDARPA INSTITUCIONAL O Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial e Lacustre e das Agências de Navegação

Leia mais

PROGRAMA PROREDES BIRD

PROGRAMA PROREDES BIRD ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA PROGRAMA PROREDES BIRD TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL PARA APOIO TÉCNICO À GESTÃO DOS PROJETOS DE RESTAURAÇÃO

Leia mais

CP/CAEM/2004 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO

CP/CAEM/2004 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO CP/CAEM/2004 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA 1ª QUESTÃO ( 4,0 ) Comparar os sistemas de transportes da Região Norte com os da Região Centro-Oeste, concluindo sobre as medidas

Leia mais

Requerimento Nº /2011

Requerimento Nº /2011 Requerimento Nº /2011 (Da Sra. Deputada JANETE CAPIBERIBE) Solicita Audiência Pública a fim de debater os resultados parciais das ações planejadas resultantes do GT Naval, proposto no âmbito desta Comissão,

Leia mais

GESTÃO INTEGRADA DAS BACIAS HIDROGRÁFICAS - PRINCIPAIS DIRETRIZES E DESAFIOS. Flávio Terra Barth 1

GESTÃO INTEGRADA DAS BACIAS HIDROGRÁFICAS - PRINCIPAIS DIRETRIZES E DESAFIOS. Flávio Terra Barth 1 GESTÃO INTEGRADA DAS BACIAS HIDROGRÁFICAS - PRINCIPAIS DIRETRIZES E DESAFIOS Flávio Terra Barth 1 Resumo - A Lei Federal 9.433, de 8 de janeiro de 1997 sobre a Política e o Sistema Nacional de Recursos

Leia mais

MONITORAMENTO HIDROLÓGICO

MONITORAMENTO HIDROLÓGICO MONITORAMENTO HIDROLÓGICO 2012 Boletim n o 18 18/05/2012 Boletim de acompanhamento - 2012 1. Figura 1: Mapa de estações estratégicas 2. Comportamento das Estações monitoradas De acordo com as tabelas I

Leia mais

Fórum Porto-Cidade do Rio de Janeiro. A Importância da Relação Porto-Cidade no Atual Cenário Econômico Mundial

Fórum Porto-Cidade do Rio de Janeiro. A Importância da Relação Porto-Cidade no Atual Cenário Econômico Mundial Fórum Porto-Cidade do Rio de Janeiro A Importância da Relação Porto-Cidade no Atual Cenário Econômico Mundial Antonio Maurício Ferreira Netto Secretaria de Portos da Presidência da República Rio de Janeiro

Leia mais

01 de setembro de Belém - PA. Adalberto Tokarski Diretor

01 de setembro de Belém - PA. Adalberto Tokarski Diretor 01 de setembro de 2015. Belém - PA Adalberto Tokarski Diretor AGENDA 1. AS HIDROVIAS BRASILEIRAS 2. COMPLEXO HIDROVIÁRIO REGIÃO AMAZÔNICA 3. EVOLUÇÃO DA PRODUÇÃO DE GRÃOS 4. NOVOS INVESTIMENTOS Região

Leia mais

Perspectivas e Desafios ao Desenvolvimento de Infra-estrutura de Transportes no Brasil

Perspectivas e Desafios ao Desenvolvimento de Infra-estrutura de Transportes no Brasil Perspectivas e Desafios ao Desenvolvimento de Infra-estrutura de Transportes no Brasil Desafios Regulatórios: Visão dos Reguladores Fernando Fialho Diretor-Geral da ANTAQ Brasília, 29 de novembro de 2006

Leia mais

A Importância da Logística para o Desenvolvimento Regional Wagner Cardoso

A Importância da Logística para o Desenvolvimento Regional Wagner Cardoso A Importância da Logística para o Desenvolvimento Regional Wagner Cardoso Secretário-Executivo do Conselho de Infraestrutura da Confederação Nacional da Indústria CNI Brasília, 4 de maio de 2011 1 Qualidade

Leia mais

Seminário sobre a Hidrovia Amazonas-Solimões

Seminário sobre a Hidrovia Amazonas-Solimões Seminário sobre a Hidrovia Amazonas-Solimões NORMA PARA OUTORGA DE AUTORIZAÇÃO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS E DE SERVIÇO DE TRANSPORTE MISTO NA NAVEGAÇÃO INTERIOR DE PERCURSO

Leia mais

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008 (continua) Produção 5 308 622 4 624 012 4 122 416 3 786 683 3 432 735 1 766 477 1 944 430 2 087 995 2 336 154 2 728 512 Consumo intermediário produtos 451 754 373 487 335 063 304 986 275 240 1 941 498

Leia mais

Base Legal da Ação Lei nº 10.233, de 5 de junho de 2001, arts. 81 e 82; Lei nº 5.917, de 10 de Setembro de 1973, e suas alterações.

Base Legal da Ação Lei nº 10.233, de 5 de junho de 2001, arts. 81 e 82; Lei nº 5.917, de 10 de Setembro de 1973, e suas alterações. Programa 2073 - Transporte Hidroviário Número de Ações 107 110S - Melhoramentos no Canal de Navegação da Hidrovia dos Rios Paraná e Paraguai Garantia da navegabilidade durante todo o ano na hidrovia, mediante

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA LOGÍSTICA PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL

A IMPORTÂNCIA DA LOGÍSTICA PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL A IMPORTÂNCIA DA LOGÍSTICA PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL 04/05/2011 Senado Federal - Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo O BRASIL EM NÚMEROS BASE PARA O CRESCIMENTO Os investimentos nas áreas

Leia mais

Apresentação. A AMIB (Associação de Medicina Intensiva. Brasileira) elaborou o primeiro estudo que visa. apresentar uma visão do cenário das Unidades

Apresentação. A AMIB (Associação de Medicina Intensiva. Brasileira) elaborou o primeiro estudo que visa. apresentar uma visão do cenário das Unidades Apresentação A AMIB (Associação de Medicina Intensiva Brasileira) elaborou o primeiro estudo que visa apresentar uma visão do cenário das Unidades de Terapias Intensivas (UTI) no país. Objetivos Elaborar

Leia mais

Fernando Fonseca Diretor

Fernando Fonseca Diretor 2ª Conferência OAB-RJ de Direito Marítimo e Portuário Desafios e Tendências da Navegação e da Logística Portuária no Brasil NAVEGAÇÃO DE APOIO MARÍTIMO E LOGÍSTICA OFFSHORE Fernando Fonseca Diretor Rio

Leia mais

Amapá 2,1. Pará 46,2. Ceará 25,4 Pernambuco 22,3. Maranhão 17,4. Roraima 3,7. Tocantins 19,7. Rio Grande do Norte 7,5. Piauí 9,9.

Amapá 2,1. Pará 46,2. Ceará 25,4 Pernambuco 22,3. Maranhão 17,4. Roraima 3,7. Tocantins 19,7. Rio Grande do Norte 7,5. Piauí 9,9. INFRAESTRUTURA Valores de investimentos sugeridos pelo Plano CNT de Transporte e Logística 2014 em todos os Estados brasileiros, incluindo os diferentes modais (em R$ bilhões) Tocantins 19,7 Roraima 3,7

Leia mais

O sistema de Transporte Hidroviário no Brasil. Seminário Internacional sobre Hidrovias - Antaq Brasília, 4 de março de 2009

O sistema de Transporte Hidroviário no Brasil. Seminário Internacional sobre Hidrovias - Antaq Brasília, 4 de março de 2009 O sistema de Transporte Hidroviário no Brasil Seminário Internacional sobre Hidrovias - Antaq Brasília, 4 de março de 2009 Hidrovia Paraná-Paraguai PAC FERROVIAS, HIDROVIAS E MARINHA MERCANTE Terminais

Leia mais

1. OS DIVISORES DE ÁGUA : cristas das elevações que separam a drenagem de uma e outra bacia.

1. OS DIVISORES DE ÁGUA : cristas das elevações que separam a drenagem de uma e outra bacia. BACIAS HIDROGRÁFICAS A bacia hidrográfica é usualmente definida como a área na qual ocorre a captação de água (drenagem) para um rio principal e seus afluentes devido às suas características geográficas

Leia mais

Bruno Batista Diretor Executivo da CNT Brasília, Abril de 2009

Bruno Batista Diretor Executivo da CNT Brasília, Abril de 2009 Gargalos no Sistema de Transporte de Cargas no Brasil Bruno Batista Diretor Executivo da CNT Brasília, Abril de 2009 Panorama do Transporte Composição da Matriz de Transportes comparação outros países

Leia mais

PLANO SETORIAL DE TRANSPORTE E DE MOBILIDADE URBANA PARA MITIGAÇÃO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS - TRANSPORTE DE CARGAS

PLANO SETORIAL DE TRANSPORTE E DE MOBILIDADE URBANA PARA MITIGAÇÃO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS - TRANSPORTE DE CARGAS PLANO SETORIAL DE TRANSPORTE E DE MOBILIDADE URBANA PARA MITIGAÇÃO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS - TRANSPORTE DE CARGAS Rio de Janeiro 11 de Dezembro de 2012 PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO PSTM - Lei 12.187/2009,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2108 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2108 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Impresso por: RODRIGO DIAS Data da impressão: 20/03/2013-17:37:38 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2108 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO 1.

Leia mais

Plano de Expansão e Melhorias do Setor Elétrico do Estado do Amazonas MME. Ministério de Minas e Energia. Ministro Eduardo Braga 10 de Abril de 2015

Plano de Expansão e Melhorias do Setor Elétrico do Estado do Amazonas MME. Ministério de Minas e Energia. Ministro Eduardo Braga 10 de Abril de 2015 MME Ministério de Minas e Energia Plano de Expansão e Melhorias do Setor Elétrico do Estado do Amazonas Ministro Eduardo Braga 10 de Abril de 2015 Objetivo do Plano 1 1 2 3 Melhorar o suprimento de energia

Leia mais

A regulação do transporte aquaviário e da exploração da infraestrutura portuária

A regulação do transporte aquaviário e da exploração da infraestrutura portuária A regulação do transporte aquaviário e da exploração da infraestrutura portuária Tiago Pereira Lima Diretor da ANTAQ 12º Fórum Portos Brasil 2011 Maio 2011 Fatos Gerais sobre o Brasil Área Total:8.514.876

Leia mais

Cidade: Curitiba Data: 12 de Julho de 2012

Cidade: Curitiba Data: 12 de Julho de 2012 CONSULTA PÚBLICA Planos Setoriais de Mitigação e Adaptação à Mudança do Clima Plano de Transporte e de Mobilidade Urbana para Mitigação da Mudança do Clima - PSTM Cidade: Curitiba Data: 12 de Julho de

Leia mais

O TRANSPORTE AQUÁTICO NA REGIÃO CENTRO-OESTE

O TRANSPORTE AQUÁTICO NA REGIÃO CENTRO-OESTE Agência Nacional de Transportes Aquaviários O TRANSPORTE AQUÁTICO NA REGIÃO CENTRO-OESTE Curso de Gerência Executiva de Transporte e Mobilização - GETRAM QUARTEL GENERAL DO EXÉRCITO BRASILEIRO COLÉGIO

Leia mais

ÍNDICE. 1. Apresentação... 3. 2. O Acordo de Empréstimo E-7383-BR... 4

ÍNDICE. 1. Apresentação... 3. 2. O Acordo de Empréstimo E-7383-BR... 4 Referência: Janeiro 2013 1 ÍNDICE 1. Apresentação... 3 2. O Acordo de Empréstimo E-7383-BR... 4 2.1. Dados do Acordo... 4 2.2. Categorias Descritas no Acordo de Empréstimo... 4 3. A Assistência Técnica

Leia mais

INFORME INFRA-ESTRUTURA

INFORME INFRA-ESTRUTURA INFORME INFRA-ESTRUTURA ÁREA DE PROJETOS DE INFRA-ESTRUTURA Nº 22 MAIO/98 Transportes na Amazônia Os principais rios navegáveis da região amazônica são o Solimões/Amazonas, o Negro, o Branco, o Madeira,

Leia mais

Código Internacional de Proteção para Navios e Instalações Portuárias ISPS CODE

Código Internacional de Proteção para Navios e Instalações Portuárias ISPS CODE Código Internacional de Proteção para Navios e Instalações Portuárias ISPS CODE Conferência Interamericana de Transportes de Produtos Perigosos CITRANSPPE São Paulo Setembro de 2004 11 Set/2001 Torres

Leia mais

III Seminário Nacional Sobre Dragagem

III Seminário Nacional Sobre Dragagem III Seminário Nacional Sobre Dragagem Engenharia, Tecnologia e Meio Ambiente Mª Luíza Almeida Gusmão Maio/2008 Painel: Monitoramento Ambiental das Dragagens Termo de Referência para o Planejamento das

Leia mais