Testemunha do Primer Tratamento de NewEyes Laser, Mais de 3 anos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Testemunha do Primer Tratamento de NewEyes Laser, Mais de 3 anos"

Transcrição

1 Testemunha do Primer Tratamento de NewEyes Laser, Mais de 3 anos Desta vez apresentamos uma testemunha muito especial. Trata-se do primeiro paciente ao que foi aplicado o tratamento de NewEyes Laser. A clínica, depois de mais de 7 anos de investigação e innovação para poder resolver a heterocromia criou o único laser do mundo capaz de mudar a cor dos olhos, podendo assim solucionar a heterocromia. Atualmente, realiza-se também como tratamento estético e é a única solução segura, não agressiva e provada para mudar a cor dos olhos mediante laser. A Clínica Eyecos apresenta as imagems do seu primeiro paciente, depois de mais de 3 anos, desde que NewEyes Laser fosse realizado. O Doutor Grimaldos explica a experiência com este primeiro paciente e os resultados obtidos. Quem foi o primeiro paciente de NewEyes Laser? O primeiro paciente tratado no ano 2012 com o laser NewEyes tinha mais de 50 anos de idade, engenheiro informático de profissão e a súa motivação para mudar de cor de olhos era o fato de ser o único da familia com olhos castanhos. O resto dos seus parentes tinham olhos azuis celeste e isto tinha repercutido num complexo durante toda a vida.

2 Grado de pigmentação O primeiro caso de NewEyes Laser tinha os olhos de cor castanho/mel com a parte periférica verde. O grado de pigmentaçao era o 2 com uma camada de melanina estreita. O paciente estava são a nível geral e ocular, e não apresentava nenhum antecedente familiar de glaucoma. Procedimento para realizar NewEyes Laser Antes da realização do tratamento, o paciente foi informado dos riscos potenciais mediante o consentimento informado. Depois revisou-se a sua saúde ocular com provas de refração automatizada, fotografias do segmento anterior, medição da pressão intra-ocular, gonioscopia do ângulo, estudo do endotélio cornial com microscopia endotelial, e tomografia de coerência ótica (OCT) para estudar o perfil anatômico do iris e as caraterísticas das tres camadas tissulares: epitelio anterior, estoma e epitelio posterior. Todas as provas foram satisfatórias, e, por tanto, o paciente foi aceitado como candidato para laser NewEyes. 4 provas alternativas foram realizadas, duas na periferia e duas centrais em ambos olhos. A mudança da cor foi notável ás poucas horas. Depois das aplicaçoes o paciente referiu visão borrenta por 4 horas, leves incômodos, mas a recuperação foi rápida e total. O nível de inflamação foi reduzido e a pressão intraocular mantevese sempre nos limites normais.

3 Mais adiante o paciente levou a cabo um tratamento a base de gotas durante 5 dias e depois só com lágrimas artificiais. Vendo o bom resultado estético, o paciente optou por deixar um anelo de pigmento original ao redor da pupila, cor mel, dando-lhe um aspecto natural ao olho. Corregir a miopia depois de realizar NewEyes Dado que a recuperação foi tao rápida e carente de incômodos, o grado de satisfação do paciente foi muito elevado. Por tanto, decidiu tentar conseguir o segundo sonho na sua vida: não precisar todo o dia de óculos progressivos para poder ver bem. A sua refração apresentava 4 dioptrias de miopia de longe e 2 dioptrias e meia de vista cansada. A técnica indicada foi um Presbilaser com laser excimer. Assim, depois de esperar os 6 meses de cicatrização do processo NewEyes, todas as provas preoperatórias de cirurgia refractiva Presbilaser foram feitas.: refraçao automatizada, paquimetria, topogafia, aberrometria, olho seco, entre outros testes. A exploração, refractiva resultou correta,por tanto continuou-se com a realização de um Presbilaser nos dois olhos. O Presbilaser cursou sem complicaçoes e a os poucos días o paciente podia ver de longe 100% (ver televisão, cinema, conduzir) e ver de perto (ler, computador) sem nenhuma necessidade de levar os antigos óculos progressivos. O estado de saúde ocular depois de tres anos e meio das intervençoes, NewEyes e Presbilaser, é excelente, com uma visão do 100%, cifras de pressão intraocular de 10mmHg, córnea intata, e um resultado cosmético de cor de iris azul celeste, igual que todos os seus familiares, sem resíduos de pigmento.

4 A importancia da pressão intraocular e o desaguamento do olho Para poder realizar NewEyes devemos descartar os pacientes com risco potencial de glaucoma, a nivel pessoal e familiar. Com anterioridade, a pressao intraocular deve ser revisada, averiguar se existem parentes com glaucoma diagnosticado, e em caso de dúvidas razonáveis, é preciso fazer o teste genético do gene do glaucoma. Se a pressão é normal, nao há familiar com glaucoma e o teste é negativo, o paciente pode realizar o tratamento NewEyes com um risco mínimo de glaucoma. Para compreender melhor estes aspectos, a situação é similar aos pacientes diabéticos que não assimilam os nivéis elevados de glucosa por carecer de insulina. Se um diabético com grandes quantidades de hidratos de carbono sofresse uma repentina elevação dos nivéis de glicemia, que le repercutiria em graves consecuências. Da mesma maneira, um paciente com risco de glaucoma não é capaz de assimilar um incremento agudo da pressão ocular. O resto da gente sim que pode fazê-lo sem problema, porque dispoem das vias de desaguamento completamente abertas. É por isto que o laser Newyes está contraindicado em pacientes com o gene do glaucoma. É fundamental prevenir para nao ter que curar. Como é tratado o olho para o tema da pressão, o desaguamento e os bons resultados conseguidos depois de ter visto o paciente 3 anos depois. A fenomenal evolução do primer paciente NewEyes no ano 2012 demonstrou que a técnica original já era perfeita desde os seus inicios. Os resultados cosmeticos e de seguridade têm-se relacionado com o nível de pigmentação e nao com a técnica.

5 Os graus 1,2,3 presentaram resultados excelentes e carentes de complicaçoes. No entanto, os olhos de grau 4, os mais escuros, foram rejeitados, porque as cores conseguidas nao sao totalmente satisfatórias e o risco era superior. Nestes mais de 3 anos têm-se demonstrado uma ausencia quase completa de complicaçoes a longo prazo, como por exemplo fotofobia, sensibilidade à luz, problemas de retina, de cataratas, ou inflamaçoes crónicas. Únicamente o gene do glaucoma tem que ser descartado para garantías máximas. Foi estabelecido um protocolo de tratamento para controlar a pressão e a inflamação desde o início do postoperatório, que evitou a aparição de problemas innecessarios. Ainda com todas as precauçoes tomadas, tratou-se varios pacientes com o gene do glaucoma, feito que desconheciam anteriormente e, depois da elevação da pressão intraocular, foram tratados sem problema com tratamento tópico, sem seqüelas. Atualemente, depois de mais de 3 anos de evolução, não há nenhum paciente NewEyes com a pressão ocular elevada, nem que leve tratamento hipotensor. A complicação do glaucoma crónico resultou a final em nada. Segundo a FDA de USA, é preciso 4 anos para aceitar uma nova técnica como segura, se se demonstra a sua efetividade, predictibilidade e baixos nivéis de complicaçoes tratáveis. Neweyes cumprirá cedo esta data, a finais do 2015, com resultados cosméticos excelentes e ausência de complicaçoes que precisem ser mencioadas, pelo que poderia ser validada por a FDA.

6 Grado II (2012) The Magic NewEyes Imágenes del 05/07/2015

7 Obrigado!

Glaucoma. O que é glaucoma? Como acontece?

Glaucoma. O que é glaucoma? Como acontece? Glaucoma O que é glaucoma? Glaucoma é uma doença crônica do olho (que dura toda a vida), que ocorre quando há elevação da pressão intra-ocular (PIO), que provoca lesões no nervo ótico e, como conseqüência,

Leia mais

CEGUEIRA E CATARATA. Perguntas e respostas

CEGUEIRA E CATARATA. Perguntas e respostas CEGUEIRA E CATARATA Perguntas e respostas Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira 14. O que torna a pessoa cega? Somado aos acidentes e defeitos

Leia mais

Mini Glossário. B Blefarite Inflamação das pálpebras.

Mini Glossário. B Blefarite Inflamação das pálpebras. A Acomodação Capacidade do olho em focar a várias distâncias, desde o perto ao longe, por alteração da potência dióptrica do cristalino. Acuidade Visual Capacidade de discriminar dois pontos próximos como

Leia mais

Protocolos para exames complementares em oftalmologia

Protocolos para exames complementares em oftalmologia Protocolos para exames complementares em oftalmologia Regulamentar as indicações absolutas para a requisição dos 31 exames complementares oftalmológicos. É necessário entender que cada profissional poderá

Leia mais

CRITÉRIOS DE INCLUSÃO/EXCLUSÃO NAS SEGUINTES PATOLOGIAS: CATARATA E GLAUCOMA

CRITÉRIOS DE INCLUSÃO/EXCLUSÃO NAS SEGUINTES PATOLOGIAS: CATARATA E GLAUCOMA CRITÉRIOS DE INCLUSÃO/EXCLUSÃO NAS SEGUINTES PATOLOGIAS: CATARATA E GLAUCOMA CATARATA CRITÉRIOS DE INCLUSÃO Esta indicada em portadores de opacidade do cristalino que, mesmo com melhor correção óptica,

Leia mais

Autoria: Conselho Brasileiro de Oftalmologia, Associação Médica Brasileira e Associação Brasileira de Catarata e Cirurgia Refrativa (ABCCR).

Autoria: Conselho Brasileiro de Oftalmologia, Associação Médica Brasileira e Associação Brasileira de Catarata e Cirurgia Refrativa (ABCCR). Diretriz de tratamento da Catarata Autoria: Conselho Brasileiro de Oftalmologia, Associação Médica Brasileira e Associação Brasileira de Catarata e Cirurgia Refrativa (ABCCR). Participantes: Dr. Armando

Leia mais

GLAUCOMA DE ÂNGULO FECHADO

GLAUCOMA DE ÂNGULO FECHADO GLAUCOMA DE ÂNGULO FECHADO Introdução Glaucoma de Ângulo Fechado é um tipo de glaucoma que actualmente é designado Glaucoma por Encerramento do Ângulo. Não é o tipo de glaucoma mais frequente na Europa,

Leia mais

PARECER CREMEB Nº 05/09

PARECER CREMEB Nº 05/09 Expediente Consulta n o 147.353/08 PARECER CREMEB Nº 05/09 (Aprovado em Sessão da 2ª Câmara de 05/03/2009) Assunto: Indicação de cirurgia refrativa para trabalhador que necessite de utilizar equipamento

Leia mais

VISÃO: MITOS E VERDADES

VISÃO: MITOS E VERDADES Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira VISÃO: MITOS E VERDADES Quem usa óculos enxerga pior à noite? Os míopes enxergam menos à noite, mesmo

Leia mais

Dr. Renato Neves CATARATA

Dr. Renato Neves CATARATA Dr. Renato Neves CATARATA O cristalino é uma lente natural localizada no interior dos olhos, atrás da íris, e, juntamente com a córnea, é responsável pela convergência dos raios de luz para retina, formando

Leia mais

Guia para o tratamento com Lucentis (ranibizumab)

Guia para o tratamento com Lucentis (ranibizumab) Guia para o tratamento com Lucentis (ranibizumab) Para a perda de visão devida a neovascularização coroideia (NVC) secundária a miopia patológica Informação importante para o doente Secção 1 Sobre o Lucentis

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 060/2012

PROJETO DE LEI Nº 060/2012 PROJETO DE LEI Nº 060/2012 Dispõe sobre a obrigatoriedade da realização do exame para diagnóstico da retinopatia da prematuridade, TESTE DO OLHINHO, nos recém-nascidos, antes da alta hospitalar, em Hospitais

Leia mais

para que serve. Transplante de funciona essa cirurgia. delee que a luz funcionando, ruim. visão vai ficar O transplante que essa córnea são:

para que serve. Transplante de funciona essa cirurgia. delee que a luz funcionando, ruim. visão vai ficar O transplante que essa córnea são: Transplante de Córnea: O que é e serve. para que O Transplante de Córnea é o transplante de órgãos mais realizado no mundo e também o de maior sucesso. Vamos aqui explicar o que é e como funciona essa

Leia mais

O descolamento de retina pode começar em uma pequena área, mas, quando não tratado, pode ocorrer descolamento de toda a retina.

O descolamento de retina pode começar em uma pequena área, mas, quando não tratado, pode ocorrer descolamento de toda a retina. PRINCIPAIS DOENÇAS OCULARES DESCOLAMENTO DE RETINA Definição O descolamento de retina é a separação da retina da parte subjacente que a sustenta. A malha de nervos que constitui a parte sensível à luz

Leia mais

Novo software melhora os resultados dos procedimentos de retina

Novo software melhora os resultados dos procedimentos de retina 26 setembro/outubro 2013 Healio.com/Ophthalmology Novo software melhora os resultados dos procedimentos de retina Pode ser usado para controlar o tratamento com um laser de varredura padrão. pelo Dr. Daniel

Leia mais

Profa. Le:cia Veras Costa- Lotufo. Câmara superautomá:ca Posiciona- se na direção do objeto Poder de foco Regula a sensibilidade do filme

Profa. Le:cia Veras Costa- Lotufo. Câmara superautomá:ca Posiciona- se na direção do objeto Poder de foco Regula a sensibilidade do filme BIOFÍSICA DA VISÃO Profa. Le:cia Veras Costa- Lotufo VISÃO: Interação da luz com os fotorreceptores da re:na Re:na filme inteligente situado no OLHO Olho Câmara superautomá:ca Posiciona- se na direção

Leia mais

A consulta foi analisada pela Câmara Técnica de Oftalmologia do CFM, que emitiu seu parecer, o qual adoto na íntegra:

A consulta foi analisada pela Câmara Técnica de Oftalmologia do CFM, que emitiu seu parecer, o qual adoto na íntegra: PROCESSO-CONSULTA CFM nº 24/13 PARECER CFM nº 17/13 INTERESSADO: Dr. F.J.M.C ASSUNTO: Cirurgia bilateral no mesmo ato cirúrgico RELATOR: Cons. José Fernando Maia Vinagre EMENTA: Não há elementos definitivos

Leia mais

PARECER CREMEC nº 27/2007 01/12/2007

PARECER CREMEC nº 27/2007 01/12/2007 1 PARECER CREMEC nº 27/2007 01/12/2007 PROCESSO CONSULTA Protocolo CREMEC nº 003962/06 ASSUNTO Solicitações de exames pós-operatórios em cirurgia refrativa. INTERESSADO Dr. José Luciano Leitão de Alencar,

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O(A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização ao

Leia mais

APLICAÇÃO DE LASERS NA MEDICINA

APLICAÇÃO DE LASERS NA MEDICINA APLICAÇÃO DE LASERS NA MEDICINA Questões associadas à aplicação dos lasers na Medicina Princípios Físicos e aspectos técnicos do equipamento Interacção da luz laser com os tecidos: fotocoagulação, fotovaporização,

Leia mais

EVITANDO ACIDENTES. Como evitar acidentes com os olhos. Cozinhando. Produtos de limpeza. Objetos e crianças. Plantas

EVITANDO ACIDENTES. Como evitar acidentes com os olhos. Cozinhando. Produtos de limpeza. Objetos e crianças. Plantas EVITANDO ACIDENTES Como evitar acidentes com os olhos Quando se trata de acidentes com os olhos, o melhor remédio é a prevenção, pois algumas lesões podem causar desde a perda da qualidade da visão até

Leia mais

SÍNDROME DE USHER: ESTUDO CLÍNICO E GENÉTICO NA ESPANHA

SÍNDROME DE USHER: ESTUDO CLÍNICO E GENÉTICO NA ESPANHA SÍNDROME DE USHER: ESTUDO CLÍNICO E GENÉTICO NA ESPANHA Conceito A Síndrome de Usher é um grupo de doenças hereditárias (autossômicas recessivas) caracterizada por surdez neurosensorial com ou sem disfunção

Leia mais

Programas de Rastreio. Olho Diabético

Programas de Rastreio. Olho Diabético Programas de Rastreio Olho Diabético Acompanhamento mais de perto e tratamento da retinopatia diabética Closer monitoring and treatment for diabetic retinopathy Informação importante sobre os cuidados

Leia mais

PRINCÍPIOS BÁSICOS. Histórico:

PRINCÍPIOS BÁSICOS. Histórico: REFRAÇÃO Histórico: PRINCÍPIOS BÁSICOS Lei básica da reflexão era conhecida por Euclides, o mais famoso matemático da Antigüidade viveu entre 325 e 265 AC. De forma experimental, o princípio básico da

Leia mais

Saúde Ocular do Idoso

Saúde Ocular do Idoso Saúde Ocular do Idoso Norma Helen Medina Centro de Oftalmologia Sanitária CVE CCD/SES SP dvoftal@saude.sp.gov.br Classificação de deficiência visual Organização Mundial da Saúde CID 10 Cegueira Acuidade

Leia mais

Nuno Lopes MD. FEBO.

Nuno Lopes MD. FEBO. Nuno Lopes MD. FEBO. 1ª Parte História Clínica Exame Objectivo 2 História Clínica Fulcral - enquadramento etiológico Orientar Exame Oftalmológico EAD Estabelecer empatia / relação MD Colaboração Satisfação

Leia mais

Objetivo: O objetivo deste trabalho é estabelecer diretrizes baseadas em evidências científicas para Cirurgia Refrativa.

Objetivo: O objetivo deste trabalho é estabelecer diretrizes baseadas em evidências científicas para Cirurgia Refrativa. Diretriz de Cirurgia Refrativa Autoria: Conselho Brasileiro de Oftalmologia, Associação Médica Brasileira e Associação Brasileira de Catarata e Cirurgia Refrativa (ABCCR). Participantes: Dr Renato Ambrosio

Leia mais

O que é Avançada técnica cirúrgica com excimer laser que possibilita a correção refrativa da visão.

O que é Avançada técnica cirúrgica com excimer laser que possibilita a correção refrativa da visão. PRK O que é Avançada técnica cirúrgica com excimer laser que possibilita a correção refrativa da visão. Técnica Cirurgia realizada na superfície da córnea, sem a necessidade de corte. Indicação Correção

Leia mais

Novos Aspectos do Pré Operatório de Cirurgia Refrativa: A importância da Análise da Frente de Onda. Dr. Renato Ambrósio Jr

Novos Aspectos do Pré Operatório de Cirurgia Refrativa: A importância da Análise da Frente de Onda. Dr. Renato Ambrósio Jr - 1 - Novos Aspectos do Pré Operatório de Cirurgia Refrativa: A importância da Análise da Frente de Onda Dr. Renato Ambrósio Jr O Dr. Renato Ambrósio Jr é pós graduando em nível de Doutorado na Universidade

Leia mais

Biofísica da visão II. Ondas eletromagnéticas, o olho humano, Funcionamento da visão, Defeitos da visão.

Biofísica da visão II. Ondas eletromagnéticas, o olho humano, Funcionamento da visão, Defeitos da visão. Biofísica da visão II Ondas eletromagnéticas, o olho humano, Funcionamento da visão, Defeitos da visão. Sistema de líquidos do olho Glaucoma: aumento da pressão intra-ocular SIMULAÇÃO DE PERDA NO GLAUCOMA

Leia mais

VeriFlex. Lente Intraocular Fácica Dobrável

VeriFlex. Lente Intraocular Fácica Dobrável VeriFlex Lente Intraocular Fácica Dobrável CONTEÚDO 1. VeriFlex - Avaliação 2. 3. 4. 5. 6. 7. VeriFlex - Informações sobre pacientes VeriFlex - Técnica de Implante VeriFlex - Enclavação VeriFlex - Medicações

Leia mais

Pela luz dos olhos teus

Pela luz dos olhos teus Pela luz dos olhos teus Pesquisa com medicamento, coordenada por farmacêutico brasileiro, traz esperança a portadores da Degeneração Macular Relacionada com a Idade (DMRI), principal responsável pela perda

Leia mais

Atividades de Aprimoramento Física 2ª série do Ensino Médio

Atividades de Aprimoramento Física 2ª série do Ensino Médio Atividades de Aprimoramento Física 2ª série do Ensino Médio 01 - (ACAFE SC/2012) A figura abaixo mostra esquematicamente o olho humano, enfatizando nos casos I e II os dois defeitos de visão mais comuns.

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O(A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização ao

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O(A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização ao

Leia mais

Projeto CAPAZ Básico Ametropias 2 Astigmatismo e Presbiopia

Projeto CAPAZ Básico Ametropias 2 Astigmatismo e Presbiopia 1 Introdução Ao assistir à aula, você teve acesso à continuidade do nosso estudo de ametropias. Nesta apostila você terá mais algumas informações para o aprofundamento dos conteúdos trabalhados e um organograma

Leia mais

Óptica Visual e. Instrumentação

Óptica Visual e. Instrumentação Óptica Visual e Instrumentação Trabalho elaborado por: Andreia Fonseca 13220 Elia Coelho 13846 Gonçalo Heleno 13007 Ensino de Física e Química Página 1 Objectivos: Este trabalho experimental tem como principais

Leia mais

Lentes de bordas finas: quando as bordas são mais finas que a região central.

Lentes de bordas finas: quando as bordas são mais finas que a região central. Lentes Esféricas Uma lente é um meio transparente que tem duas faces curvas ou uma face curva e outra plana. Na figura temos os tipos usuais de lentes,sendo as faces curvas esféricas. Lentes de bordas

Leia mais

TÍTULO: RELATO DE CASO - OCT de segmento anterior na avaliação de edema de córnea

TÍTULO: RELATO DE CASO - OCT de segmento anterior na avaliação de edema de córnea NÚMERO: 18 TÍTULO: RELATO DE CASO - OCT de segmento anterior na avaliação de edema de córnea AUTORES: Nayara Nakamura Hirota¹, Eduardo Buzolin Barbosa¹, Renata Tiemi Kashiwabuchi² 1 Residente do terceiro

Leia mais

Madalena, que usa baton e lápis nos olhos, adorou ver-se maquilhada

Madalena, que usa baton e lápis nos olhos, adorou ver-se maquilhada A MAIS BELA LÚCIA PILOTO HAIRSTYLlST Madalena Arnaldo "O ll1eu irll1ão disse que parecia Ull1a boneca" 59 Madalena, que usa baton e lápis nos olhos, adorou ver-se maquilhada. Esta telefonista estava receptiva

Leia mais

CERATOCONE. A palavra ceratocone se deriva de duas palavras gregas : karato que significa córnea e konos que significa cone.

CERATOCONE. A palavra ceratocone se deriva de duas palavras gregas : karato que significa córnea e konos que significa cone. Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira CERATOCONE QUE É CERATOCONE? O ceratocone, ou córnea cônica é uma desordem não inflamatória, na qual

Leia mais

Retinopatia Diabética

Retinopatia Diabética Retinopatia Diabética A diabetes mellitus é uma desordem metabólica crónica caracterizada pelo excesso de níveis de glicose no sangue. A causa da hiper glicemia (concentração de glicose igual ou superior

Leia mais

Homocistinúria Clássica

Homocistinúria Clássica Homocistinúria Clássica Texto: Ida Vanessa D. Schwartz Ilustrações: Matheus Wilke Serviço de Genética Médica/HCPA, Departamento de Genética /UFRGS, Porto Alegre, RS, Brasil Esta publicação é destinada

Leia mais

Índice de Refração. c v. n =

Índice de Refração. c v. n = Refração da Luz O que é Refração? É um fenômeno que ocorre quando a luz passa através da interface que separa dois meios, ocasionando uma mudança na direção de propagação. A refração é decorrente de uma

Leia mais

Engenharia Biomédica - UFABC

Engenharia Biomédica - UFABC Engenharia de Reabilitação e Biofeedback Deficiência Visual Professor: Pai Chi Nan 1 Anatomia do olho 2 1 Anatomia do olho Córnea Proteção Focalização 3 Íris e pupila Anatomia do olho Controle da quantidade

Leia mais

CONCEITOS CHAVE EM PROJETOS FLORESTAIS DE CARBONO. Celia A. Harvey, Climate Change Initiatives

CONCEITOS CHAVE EM PROJETOS FLORESTAIS DE CARBONO. Celia A. Harvey, Climate Change Initiatives CONCEITOS CHAVE EM PROJETOS FLORESTAIS DE CARBONO Celia A. Harvey, Climate Change Initiatives Projetos de carbono devem : Demonstrar adicionalidade Localizar potenciais fugas Garantir a permanência do

Leia mais

www.fisicanaveia.com.br

www.fisicanaveia.com.br www.fisicanaveia.com.br Instrumentos Ópticos Lupa Instrumentos Ópticos Instrumentos Ópticos Luneta Astronômica Luneta ou Telescópio Refrator Instrumentos Ópticos Telescópio Refletor Telescópio Refletor

Leia mais

Miopia. Miopia Patológica. pseudomiopia e miopia nocturna. Miopia elevada, associada a mudanças

Miopia. Miopia Patológica. pseudomiopia e miopia nocturna. Miopia elevada, associada a mudanças Miopia Miopia patológica, pseudomiopia e miopia nocturna Miopia elevada, associada a mudanças as degenerativas ou patológicas do pólo p posterior do olho. Comprimento axial excessivo Progressiva Alterações

Leia mais

Estrutura do OLHO HUMANO:

Estrutura do OLHO HUMANO: ÓPTICA DA VISÃO Estrutura do OLHO HUMANO: É um fino tecido muscular que tem, no centro, uma abertura circular ajustável chamada de pupila. Ajustam a forma do cristalino. Com o envelhecimento eles perdem

Leia mais

Tornando a visão uma prioridade de saúde. Enxergue bem durante toda a sua vida

Tornando a visão uma prioridade de saúde. Enxergue bem durante toda a sua vida Tornando a visão uma prioridade de saúde Enxergue bem durante toda a sua vida A visão de todos nós pode mudar com a idade Algumas alterações na visão podem dificultar a realização de tarefas diárias. Estas

Leia mais

Retinopatia diabética. A retinopatia diabética é uma das causas mais comuns de cegueira no Reino Unido. A causa principal desta doença é a diabetes.

Retinopatia diabética. A retinopatia diabética é uma das causas mais comuns de cegueira no Reino Unido. A causa principal desta doença é a diabetes. Retinopatia diabética Introdução A retinopatia diabética é uma das causas mais comuns de cegueira no Reino Unido. A causa principal desta doença é a diabetes. A retinopatia é a lesão dos pequenos vasos

Leia mais

Os planetas gémeos ...fim

Os planetas gémeos ...fim Os planetas gémeos 21 Era uma vez um par de planetas gémeos que tinham uma forma de olho. Eram quase redondos como a Terra. Apesar da distância que os separava, mexiam-se sempre em simultâneo e faziam

Leia mais

Prótese de silicone tem prazo de validade; veja respostas sobre implante

Prótese de silicone tem prazo de validade; veja respostas sobre implante Página 1 de 6 22/10/2009-11h42 Prótese de silicone tem prazo de validade; veja respostas sobre implante GABRIELA CUPANI da Folha de S.Paulo Nenhuma prótese de mama dura para sempre. Embora os especialistas

Leia mais

Luz, olho humano e óculos Capítulo 12

Luz, olho humano e óculos Capítulo 12 Luz, olho humano e óculos Capítulo 12 O olho humano O papel da retina e do cérebro A Pupila - É a estrutura do olho responsável por regular a entrada da quantidade de luz para a formação da imagem; - Em

Leia mais

www.saudedireta.com.br

www.saudedireta.com.br H00-H59 CAPÍTULO VII : Doenças do olho e anexos H00-H06 Transtornos da pálpebra, do aparelho lacrimal e da órbita H10-H13 Transtornos da conjuntiva H15-H19 Transtornos da esclera e da córnea H20-H22 Transtornos

Leia mais

Relatório Final de Instrumentação de Ensino F809 Ótica e Problemas da Visão

Relatório Final de Instrumentação de Ensino F809 Ótica e Problemas da Visão Relatório Final de Instrumentação de Ensino F809 Ótica e Problemas da Visão Aluna: Gabriela Simone Lorite RA 008769 Orientador: Lucila Cescato Universidade Estadual de Campinas Junho/2004 Resumo O olho

Leia mais

Imagem da Semana: Tomografia de órbita

Imagem da Semana: Tomografia de órbita Imagem da Semana: Tomografia de órbita Figura: Tomografia computadorizada contrastada de crânio. Enunciado Criança do sexo masculino, 2 anos, natural de Parauapebas (PA), apresentava reflexo branco em

Leia mais

Memórias do papai MEMÓRIAS DO PAPAI

Memórias do papai MEMÓRIAS DO PAPAI MEMÓRIAS DO PAPAI 1 2 PREFÁCIO 1 - O PESADELO 2 - A MAMADEIRA 3 - O SHORTS 4 - O IMPROVISO 5 - SOLITÁRIO 6 - A TURMA A 7 - PRIMEIRAS IMPRESSÕES 8 - A TABUADA 9 - O MAU JOGADOR 10 - ARREMESSO DE DANONE

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA. Resposta: Diagnóstico 1. Coriorretinopatia Serosa Central. Exames 1. Angiografia fluoresceínica 2. Tomografia de coerência óptica

PADRÃO DE RESPOSTA. Resposta: Diagnóstico 1. Coriorretinopatia Serosa Central. Exames 1. Angiografia fluoresceínica 2. Tomografia de coerência óptica PADRÃO DE RESPOSTA Questão 1: Paciente feminino de 35 anos com queixa súbita de baixa visual no OD. Sem comorbidades sistêmicas. Ao exame a acuidade visual era sem correção OD 20/60 com metamorfopsia e

Leia mais

Conheces a janela através da qual vês o mundo???

Conheces a janela através da qual vês o mundo??? Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Conheces a janela através da qual vês o mundo??? Pestanas : São filas de pêlos fininhos que saem das

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº. 1.051, EM 24 DE JANEIRO DE 2013.

LEI MUNICIPAL Nº. 1.051, EM 24 DE JANEIRO DE 2013. LEI MUNICIPAL Nº. 1.051, EM 24 DE JANEIRO DE 2013. AUTORIZA ASSINATURA DE CONVÊNIO COM A FUNDAÇÃO HOSPITALAR OFTALMOLOGICA UNIVERSIDADE LIONS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. VANDERLEI ANTÔNIO SIMIONATTO, Prefeito

Leia mais

Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos. White Paper

Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos. White Paper Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos White Paper TenStep 2007 Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos Não há nenhuma duvida

Leia mais

Que tipos de Diabetes existem?

Que tipos de Diabetes existem? Que tipos de Diabetes existem? -Diabetes Tipo 1 -também conhecida como Diabetes Insulinodependente -Diabetes Tipo 2 - Diabetes Gestacional -Outros tipos de Diabetes Organismo Saudável As células utilizam

Leia mais

Unidade IV. Aula 18.1 Conteúdo. Óptica, Ser humano e Saúde

Unidade IV. Aula 18.1 Conteúdo. Óptica, Ser humano e Saúde Unidade IV Óptica, Ser humano e Saúde Aula 18.1 Conteúdo Óptica geométrica: Raios de luz convergentes, divergentes e paralelos, Princípios da óptica geométrica; princípio de Fermat; o olho humano. 2 Habilidade

Leia mais

Saiba quais são os diferentes tipos de diabetes

Saiba quais são os diferentes tipos de diabetes Saiba quais são os diferentes tipos de diabetes Diabetes é uma doença ocasionada pela total falta de produção de insulina pelo pâncreas ou pela quantidade insuficiente da substância no corpo. A insulina

Leia mais

O que você precisa saber sobre...

O que você precisa saber sobre... O que você precisa saber sobre... CATARATA Prezado paciente, caso tenha indicação para cirurgia de catarata, informamos que a moderna tecnologia da cirurgia oferece hoje a possibilidade de corrigir defeitos

Leia mais

ESTUDOS CLÍNICOS E GENÉTICOS DO GLAUCOMA

ESTUDOS CLÍNICOS E GENÉTICOS DO GLAUCOMA ESTUDOS CLÍNICOS E GENÉTICOS DO GLAUCOMA João Rafael Ferreira de Jesus Rosa Orientador: Dr. Rodrigo da Silva Santos Faculdade Alfredo Nasser E-mail: joaorafaelf94@gmail.com RESUMO O glaucoma é uma neuropatia

Leia mais

ÓPTICA GEOMÉTRICA MENU DE NAVEGAÇÃO. LENTES ESFÉRICAS LENTES CONVERGENTES Elementos

ÓPTICA GEOMÉTRICA MENU DE NAVEGAÇÃO. LENTES ESFÉRICAS LENTES CONVERGENTES Elementos ÓPTICA GEOMÉTRICA MENU DE NAVEGAÇÃO Clique em um item abaixo para iniciar a apresentação LENTES ESFÉRICAS LENTES CONVERGENTES Elementos Propriedades Construção Geométrica de Imagens LENTES DIVERGENTES

Leia mais

Cirurgia de catarata

Cirurgia de catarata 1 O que é catarata? Quando se menciona a palavra catarata, as pessoas imaginam que seja uma película que cobre o olha fazendo com que elas vejam embaçado. Entretanto, a catarata fica dentro do olho e não

Leia mais

INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA SOBRE O TRATAMENTO COM

INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA SOBRE O TRATAMENTO COM INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA SOBRE O TRATAMENTO COM GUIA DO DOENTE COM DEGENERESCÊNCIA MACULAR RELACIONADA COM A IDADE (DMI) NEOVASCULAR (HÚMIDA) Este medicamento está sujeito a monitorização adicional Versão

Leia mais

SENSIBILIDADE E ESPECIFICIDADE

SENSIBILIDADE E ESPECIFICIDADE G.D.x PRINCÍPIO O princípio da polarimetria a laser permite medir a espessura da camada de fibras nervosas, na região peripapilar, devido às propiedades birrefringentes desta camada. BIRREFRINGÊNCIA (Dupla

Leia mais

CARTILHA DE ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DE GUIAS DE REFERÊNCIA EM OFTALMOLOGIA. Área de abrangência do DRS XIII

CARTILHA DE ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DE GUIAS DE REFERÊNCIA EM OFTALMOLOGIA. Área de abrangência do DRS XIII CARTILHA DE ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DE GUIAS DE REFERÊNCIA EM OFTALMOLOGIA Área de abrangência do DRS XIII HOSPITAL DAS CLINICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

Leia mais

Óptica da Visão. Prof.: Bruno Roberto Física 1 2º ano UP - 2015

Óptica da Visão. Prof.: Bruno Roberto Física 1 2º ano UP - 2015 Óptica da Visão Prof.: Bruno Roberto Física 1 2º ano UP - 2015 O Olho Humano Partes do Olho Humano Córnea: Transparente. Serve para a passagem da luz. Umedecida pelas lágrimas. Humor Aquoso: Líquido incolor

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O (A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização

Leia mais

Benedicto Silva. Foto 1. Minha mãe e eu, fotografados pelo meu pai (setembro de 1956).

Benedicto Silva. Foto 1. Minha mãe e eu, fotografados pelo meu pai (setembro de 1956). 1. INTRODUÇÃO 1.1. MINHA RELAÇÃO COM A FOTOGRAFIA Meu pai tinha uma câmara fotográfica. Ele não era fotógrafo profissional, apenas gostava de fotografar a família e os amigos (vide Foto 1). Nunca estudou

Leia mais

CÓRNEA O que você precisa saber...

CÓRNEA O que você precisa saber... CÓRNEA O que você precisa saber... Enf. Adriana Reña É a parte anterior do globo ocular.função de proteção e permitir uma perfeita visão pela sua transparência. CÓRNEA FLUXO PARA DOAÇÃO DE CÓRNEA Unidade

Leia mais

CATARATA. Causas da catarata. Apresentação. Entendendo a catarata. Sintomas mais comuns da catarata

CATARATA. Causas da catarata. Apresentação. Entendendo a catarata. Sintomas mais comuns da catarata CTRT presentação N osso principal objetivo com o texto e as imagens que você vai acompanhar a seguir é informar porque a catarata ocorre, quais seus fatores de risco, como detectá-la, quais as opções de

Leia mais

Visão Subnormal. Guia do Apresentador

Visão Subnormal. Guia do Apresentador Visão Subnormal Guia do Apresentador SLIDE 1 Introdução do apresentador. O propósito desta apresentação é oferecer informações sobre o que é a visão subnormal, o que pode ser feito sobre ela e onde se

Leia mais

LUMIGAN ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA

LUMIGAN ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA LUMIGAN ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA Solução Oftálmica Estéril bimatoprosta (0,03%) BULA PARA O PACIENTE Bula para o Paciente Pág. 1 de 7 APRESENTAÇÕES Solução Oftálmica Estéril Frasco plástico

Leia mais

PRESMIN LATINOFARMA INDÚSTRIAS FARMACÊUTICAS LTDA. Solução Oftálmica Estéril. betaxolol (cloridrato) 5,6 mg/ml

PRESMIN LATINOFARMA INDÚSTRIAS FARMACÊUTICAS LTDA. Solução Oftálmica Estéril. betaxolol (cloridrato) 5,6 mg/ml PRESMIN LATINOFARMA INDÚSTRIAS FARMACÊUTICAS LTDA. Solução Oftálmica Estéril betaxolol (cloridrato) 5,6 mg/ml COLÍRIO PRESMIN betaxolol 0,5% MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA

Leia mais

estimação tem diabetes?

estimação tem diabetes? Será que o seu animal de estimação tem diabetes? Informação acerca dos sinais mais comuns e dos factores de risco. O que é a diabetes? Diabetes mellitus, o termo médico para a diabetes, é uma doença causada

Leia mais

Doenças e Condições Oculares Relacionadas ao Envelhecimento. Guia do Apresentador

Doenças e Condições Oculares Relacionadas ao Envelhecimento. Guia do Apresentador Doenças e Condições Oculares Relacionadas ao Envelhecimento Guia do Apresentador SLIDE 1 Introdução do apresentador. O propósito desta apresentação é fornecer informações sobre doenças e condições oculares

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ CONSÓRCIO PÚBLICO DA MICRORREGIÃO DE SAUDE DE

ESTADO DO CEARÁ CONSÓRCIO PÚBLICO DA MICRORREGIÃO DE SAUDE DE ESTADO DO CEARÁ CONSÓRCIO PÚBLICO DA MICRORREGIÃO DE SAUDE DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO SIMPLIFICADO PARA O PREENCHIMENTO DE EMPREGOS PÚBLICOS PARA A POLICLÍNICA DE OFTALMOLOGIA LEIA COM ATENÇÃO TODAS

Leia mais

PROJETO OLHAR BRASIL Dra. Lilia M.Contreiras Corrêa

PROJETO OLHAR BRASIL Dra. Lilia M.Contreiras Corrêa Dra. Lilia M.Contreiras Corrêa Assessora Técnica da Diretoria de Atenção Especializada Oftalmologia/SESAB Reconhecendo as dificuldades do acesso da população brasileira, não só à consulta oftalmológica,

Leia mais

DESENHO PRISMÁTICO KERARING SEGMENTOS DE ARCOS E ESPESSURAS VARIÁVEIS EXCLUSIVO

DESENHO PRISMÁTICO KERARING SEGMENTOS DE ARCOS E ESPESSURAS VARIÁVEIS EXCLUSIVO KERARING, segmento de anel corneano intraestromal, é um dispositivo de precisão implantado para correção de irregularidades da superfície corneana e redução de erros refracionais associados ao Ceratocone

Leia mais

Entrevista Descrição da demanda: Relatório da Entrevista:

Entrevista Descrição da demanda: Relatório da Entrevista: Entrevista Dia 21/05, às 19:00, no MOM Família de 2 pessoas: Roney e Helena Endereço da casa: Rua Uberlândia, 531 (esquina com Rua Padre Eustáquio) Tempo: 2h Presentes: Amanda Descrição da demanda: Os

Leia mais

ENDOFTALMITE uma complicação grave da cirurgia de catarata

ENDOFTALMITE uma complicação grave da cirurgia de catarata MANUELA BERNARDO ENDOFTALMITE uma complicação grave da cirurgia de catarata A perda de visão pode ser severa e irreversível Este trabalho foi elaborado seguindo as recomendações da ESCRS 2013 INCIDÊNCIA

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O(A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização ao

Leia mais

Bimatoprosta EMS SIGMA PHARMA LTDA. Solução oftálmica estéril. 0,3 mg/ ml

Bimatoprosta EMS SIGMA PHARMA LTDA. Solução oftálmica estéril. 0,3 mg/ ml Bimatoprosta EMS SIGMA PHARMA LTDA Solução oftálmica estéril 0,3 mg/ ml IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO bimatoprosta medicamento genérico Lei n 9.787, de 1999 0,3 mg/ ml Formas farmacêuticas e apresentações

Leia mais

ENDERMOTERAPIA INSTITUTO LONG TAO

ENDERMOTERAPIA INSTITUTO LONG TAO ENDERMOTERAPIA INSTITUTO LONG TAO Melissa Betel Tathiana Bombonatti A endermoterapia foi criada na França em 1970 por Louis Paul Guitay. Ele sofreu um grave acidente de carro que causou queimaduras de

Leia mais

Como Passar em Química Geral*

Como Passar em Química Geral* 1 Como Passar em Química Geral* por Dra. Brenna E. Lorenz Division of Natural Sciences University of Guam * traduzido livremente por: Eder João Lenardão; acesse o original em : http://www.heptune.com/passchem.html

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O (A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O(A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização ao

Leia mais

ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA 3º Trimestre/2014 GABARITO

ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA 3º Trimestre/2014 GABARITO NOME: ANO: 2º EM Nº: PROF.(A): Claudia Lobo DATA: ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA 3º Trimestre/2014 GABARITO 1. A fenilcetonúria é uma doença que tem herança autossômica recessiva. Considere

Leia mais

Unidade Portugal. Ribeirão Preto, de de 2011. AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO II 1 o BIMESTRE

Unidade Portugal. Ribeirão Preto, de de 2011. AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO II 1 o BIMESTRE Unidade Portugal Ribeirão Preto, de de 2011. Nome: 3 o ano (2ª série) AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO II 1 o BIMESTRE Eixo temático O campo e a cidade. Disciplina/Valor Português 4,0 Matemática 4,0 Hist./Geog.

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O(A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização ao

Leia mais

Escola Técnica Estadual Republica ETER Sistema de Informação Profª: Adriana. Alunos: Rodolfo Ribeiro Paulo Vitor

Escola Técnica Estadual Republica ETER Sistema de Informação Profª: Adriana. Alunos: Rodolfo Ribeiro Paulo Vitor Escola Técnica Estadual Republica ETER Sistema de Informação Profª: Adriana Alunos: Rodolfo Ribeiro Paulo Vitor De olho nos seus OLHOS! Síndrome da visão do computador Índice Vista Vermelha, embaçada e

Leia mais

O papel do CRM no sucesso comercial

O papel do CRM no sucesso comercial O papel do CRM no sucesso comercial Escrito por Gustavo Paulillo Você sabia que o relacionamento com clientes pode ajudar sua empresa a ter mais sucesso nas vendas? Ter uma equipe de vendas eficaz é o

Leia mais