Sebrae em Goiás. Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Goiás

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sebrae em Goiás. Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Goiás"

Transcrição

1 Sebrae em Goiás Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Goiás

2 Mini Curso sobre Atendimento, Vendas e Inteligência Emocional João Augusto Bastos Cisneiro Consultor e Instrutor Sênior Sebrae-GO

3

4 Quando o mar está calma tudo mundo navega bem Quem não sabe para onde ir, não se onde quer chegar e qualquer caminho serve

5 Diferença entre Tratar bem e Atender bem Atendimento

6 Atendimento Momento da Verdade: A expressão Momento de Verdade foi usada pela primeira vez pelo consultor gerencial sueco Richard Normann que a sugeriu para Jan Carlzon, executivo que comandou e tirou do prejuízo a empresa de aviação escandinava SAS. A base fundamental de seu sucesso foi a utilização do conceito Momento da Verdade. A QUALIDADE EXPERIMENTADA PELO CLIENTE É CRIADA NO MOMENTO DA VERDADE, QUANDO O PRESTADOR DE SERVIÇOS E O CLIENTE ENCONTRAM-SE EM INTERAÇÃO FACE A FACE. RICHARD NORMANN

7 Atendimento Vídeo cortesia

8 Atendimento Todos profissionais da empresa são profissionais de atendimento, mesmo o que tem contato direto, até os de contato indireto Agendinha do peg-pag e o CRM (customer Relationship management); Utilizar valor agregado ao serviço e ao produto; Apostila pág 1

9 Atendimento Habilidades Essenciais: 1. DESENVOLVER A CONFIANÇA E A FIDELIDADE DOS CLIENTES; 2. COLOCAR-SE NO LUGAR DOS CLIENTES; 3. PRESTAR ATENÇÃO; 4. DEMONSTRAR MOTIVAÇÃO PESSOAL; 5. DOMINAR A TENSÃO;

10 Atendimento Habilidades Essenciais: 6. TRABALHAR BEM EM EQUIPE; 7. MANTER O PROFISSIONALISMO; 8. RESOLVER PROBLEMAS; 9. APLICAR CONHECIMENTOS E HABILIDADES TÉCNICAS; 10.ORGANIZAR AS ATIVIDADES DE TRABALHO.

11 Atendimento Os sete pecados do atendimento: 1. Apatia; 2. Má vontade; 3. Frieza; 4. Desdém; 5. Robotismo; 6. Demasiado apego às normas; 7. Jogo de responsabilidades; Apostila pág 3

12 Atendimento Satisfação do Cliente: Valor Agregado: Encantamento Satisfação Atendimento Vídeo socorro

13 Diferencial Competitivo Atendimento Apostila pág 6

14 Escala de estágios da evolução dos clientes: Atendimento

15 Atendimento

16 Atendimento Seis segredos para acalmar um cliente insatisfeito: 1 Faça sinceros pedidos de desculpa. 2 Ofereça uma justa reparação do problema. Acredite assumir o prejuízo do cliente custa muito menos que perde-lo e ter a empresa difamada. Dê, se necessário, uma recompensa equivalente às inconveniências sofridas. 3 Demonstre que a empresa se preocupa com o problema e deseja ajudar o cliente a resolvê-lo. 4 Entregue o serviço de recuperação prometido completo e não um outro, menos satisfatório.

17 Atendimento Seis segredos para acalmar um cliente insatisfeito: 5 Mantenha o cliente informado. Se a reparação do problema levar alguns dias controle a ansiedade do cliente mantendo-o informado sobre o andamento da solução dada a seu problema. Mas atenção. Não minta jamais. Não rometa, por exemplo, para segunda-feira uma entrega que na melhor hipótese só vai acontecer na quarta-feira. Mentir, num primeiro momento, pode parecer que ameniza o problema quando na verdade o torna maior mais tarde.

18 Atendimento Seis segredos para acalmar um cliente insatisfeito: 6 Não faça perguntas. No caso da reclamação ter origem num produto defeituoso não pergunte jamais ao cliente como ele quebrou ou o que aconteceu. Isso não leva a nada. A lei obriga que a troca seja feita. Perguntar ao cliente só vai servir para deixá-lo constrangido ou induzi-lo a mentir para a empresa. Mesmo sendo efetuada a troca, o cliente ficaria insatisfeito em função do desconforto do interrogatório. A política de não fazer perguntas permite que o cliente se comunique honestamente com a empresa. Apostila pág 7 Vídeo disque

19

20 Vendas Entender vendas como um processo: Conhecimento; Prospecção; Pré-venda; Venda propriamente dita; Pós-venda.

21 Conhecimentos Conhecimento sobre o produto; Conhecimento sobre o serviço; Conhecimento sobre a própria empresa; Conhecimento sobre o seu cliente, ou seja, o consumidor; Conhecimento sobre o mercado: o concorrente, o consumidor e o fornecedor; Administração do tempo; Comunicação eficaz.

22 Prospecção Alguns métodos de prospecção: Prospecção a frio; Prospecção eletrônica na WEB; Indicação de clientes cadeia sem fim; Clientes órfãos; Clube de leads de vendas; Lista de clientes em potenciais;

23 Prospecção Alguns métodos de prospecção: Torne-se um especialista; Participe de feiras e exposições; Centro de influência; Mala direta; Telefone e Telemarketing; Observação;

24 Prospecção Alguns métodos de prospecção: Trabalho em rede; Uso do Geomarketing; Prospecção em Jornais, rádios ou televisão; Empresas especializadas; Em bares, happy hour, convenções, encontros de executivos ou encontros informais; E outros mais.

25 Pré-venda Estar munido de cartão de visita com seu endereço virtual e o físico com seus devidos contatos em destaque; Algum material institucional (folders e folhetos); Caso necessário, ou por conveniência, um notebook com uma apresentação institucional ou instrucional em vídeo, power point ou flash; Algum material promocional (brindes ou acessos); Apresentação visual impecável;

26 A Importância da Apresentação Visual Em Maio de 2002

27 A Importância da Apresentação Visual

28 A Importância da Apresentação Visual No mesmo dia em Maio de 2002

29 A Importância da Apresentação Visual

30 A Importância da Apresentação Visual Preconceito; Apelidos; Descrédito; Falta de Confiança. a.

31 A Importância da Apresentação Visual

32 Pré-venda Vídeo venda

33 Apresentação de Vendas Memorizada ou Enlatada; Venda Estruturada; Determinação de Necessidades; Sistemas de Vendas (ou venda complexa) Tipos de Objeções Objeções por Preço; Objeções por Produto; Objeções da Empresa; Objeções de tempo Fechamento da venda Vendas Pós venda Seguimento; verificação na entrega; ajustamentos; acertos e Instalação.

34 Publicidade e Propaganda Jornal Televisão, Rádio Marketing Direto Comunicação de Massa Comunicação Dirigida A comunicação com os diversos tipos de públicos tem der ser mensurada para não se envidar esforços de maneira desprogramada. A segmentação através de seus nichos otimiza as ações de marketing.

35 Formatos mais usuais no Jornal O Popular Publicidade e Propaganda Algumas noções de preços para 2008: 10 cm de altura X 3 col = 30 cm 30 X R$46,70 X 4 vezes = R$5.604,00

36 Formatos mais usuais no Jornal Daqui Publicidade e Propaganda Algumas noções de preços para 2008: 10 cm de altura X 3 col = 30 cm 30 X R$15,00 X 4 vezes = R$1.800,00

37 Formatos mais usuais no Jornal O Popular Publicidade e Propaganda Algumas noções de preços para 2008: 5 cm de altura X 4 col = 20 cm 20 X R$24,40 X 4 vezes = R$1.952,00

38 Publicidade e Propaganda Para as Rádios novamente o que manda e um estudo de perfil de seu consumidor. Isto, através de sua segmentação de mercado e seus nichos. Algumas noções de preços para 2008: Imagine 6 inserções por dia, no mês 180 inserções X R$33,50 = R$6.030,00

39 Publicidade e Propaganda Para a Televisão existe uma série de regras e prazos a serem cumpridos. Os profissionais adequados para este trabalhos são as agências de propaganda. Há ainda a figura da empresas de produção do VT e ultimamente os Bureau de Mídia estão trazendo desconforto as agências. Algumas noções de preços para 2008: Imagine 3 inserções diárias em 3 dias em média, isto para publicidade de um software ou de uma empresa de TI: Bom dia Brasil R$713,00 Tela Quente R$2.991,00 Globo Repórter R$4.163,00 Jornal da Globo R$1.005,00 Jô Soares R$668,00 Peguemos um exemplo: 3 dias X 1 vez X R$5.554,00 = total da campanha = R$16.662,00

40 Para Marketing Direto, encontramos muitas opções de peças e instrumentos que podem ser confeccionados com as mais variadas formas. Isto, usando facas especiais ou papeis especiais, com gramatura grossa ou fina, com verniz ou sem. Algumas noções de preços em 2008: panfletos R$110, cartões de visita R$50, folders, 20x30cm, 2 dobras R$480, cartazes, 31x45cm R$290,00 Marketing Direto

41 Formato de mala diretas: Marketing Direto Malas diretas com vários folhetos; Apenas carta; Carta por computador; Cartas ou cartões escritos à mão; Falsos telegramas; Convites; Cupons; Extratos de cobrança com recheio; Malas cooperadas.

42 Algumas características por Instrumento: Marketing Direto Revistas - Dirigida com a possibilidade de se segmentar o mercado. Telefone Telemarketing - Imediato, pessoal, seletivo e muito flexível. Jornais - São ágeis, perecíveis e informativos. Encartes - Dominicais e revistas de fim de semana. Circulares - Circulares encartes em encomendas, malas cooperadas e cartões. Outdoor Mendoor Busdoor Bikedoor Sinalização urbana e visual Sacolas, Embalagens e Boxes Estudo de Logomarca Uniformização Comunicação Visual.

43 Marketing Direto Instrumentos: Cartazes e folders; Boletins e marketing; Cartão Resposta; Convites e cartões postais; Panfletos; Lembretes eletrônicos; Artigos; Perguntas e respostas (FAQ s); Demonstrações; CD s e DVD s (demos); Follow-up s (sequência de malas diretas com cores e formatos diferenciados); Site na WEB.

44 Marketing Direto

45 Marketing Direto

46 Programação visual em Embalagens Pra que serve uma embalagem? Proteger e Comunicar Uso da criatividade; Formatos; Cores; Sutileza e Resistência; Diagramação.

47 Programação visual uso das cores Vermelho é utilizados em artigos que indicam energia, vigor, fonte de calor, artigos técnicos e esportivos. Também é usado para chamar atenção; Verde produtos que devem transmitir uma sensação de frescor, como frutas e verduras; Rosa e púrpura clara alimentos doces, vinhos e licores, assim como alguns cosméticos; Azul chamar a atenção em artigos de limpeza e medicamentos, indicam frios, laticínios, leite in natura e em pó; Amarelo e laranja pra refrigerantes; Marron para chocolates, chá e café.

48 Comunicação Escrita

49 Comunicação Escrita

50 Fachadas

51 Programação Visual O equilíbrio e bom senso sempre devem estar ao lado da programação visual. O simples e o objetivo são o melhor. O cuidado com a mensagem é o principal, e lembre-se, neste mundo competitivo todo cuidado é pouco, clientes hoje tem muitas opções e sempre irão optar pelo mais barato, agradável e confortável.

52 Programação Visual

53 Programação Visual

54 Programação Visual

55 Definição: Antes de 1988 Pesquisa Pesquisa de Marketing é a coleta, registro e análise sistemáticos de dados sobre problemas relacionados ao marketing de bens e serviços. Depois de 1988 Pesquisa de Marketing é a função que liga o consumidor, o cliente e o público ao marketing através da informação. Isto para identificar e definir oportunidades e problemas de marketing; gerar, refinar e avaliar a ação do marketing; monitorar o desempenho de marketing, e aperfeiçoar o entendimento do marketing como um processo. Pesquisa de marketing especifica a informação necessária a estes fins; projeta o método para coleta das informações; gerencia e implementa o processo de coleta de dados; analisa os resultados e comunica os achados e suas implicações. AMA American Marketing Association

56 Pesquisa Meios básicos de coletas de dados secundários: Livros, índices, periódicos e publicações oficiais pelo Sebrae temos a Bússola Sebrae Meios básicos de coletas de dados primários: Comunicação e Observação

57 Pesquisa

58 Pesquisa

59 Pesquisa frequência percentual MASCULINO ,93% FEMININO ,07% TOTAL ,00% Sexo dos clientes atendidos - Orto Star MASCULINO ; 33,93% FEMININO; 66,07% Clientes Ativos - Orto Star frequência percentual INATIVOS; 9,92% ATIVOS ; 90,08% ATIVOS ,08% INATIVOS 37 9,92% TOTAL ,00%

60 Pesquisa frequência percentual MASCULINO ,72% FEMININO ,28% TOTAL ,00% Sexo dos clientes atendidos - Odonto Club FEMININO; 52,28% MASCULINO; 47,72% Clientes Ativos - Odonto Club frequência percentual INATIVOS; 72,61% ATIVOS; 27,39% ATIVOS ,39% INATIVOS ,61% TOTAL ,00%

61 Pesquisa frequência percentual MASCULINO ,37% FEMININO ,63% TOTAL ,00% Sexo dos clientes atendidos - Odonto Star FEMININO; 48,63% MASCULINO; 51,37% INATIVOS; 17,75% Clientes Ativos - Odonto Star frequência percentual ATIVOS; 82,25% ATIVOS ,25% INATIVOS 63 17,75% TOTAL ,00% Vídeo Kroner

62 História Dr. Kroner Nasceu em Goiânia; Família é de Minas Gerais; Estudou no interior de São Paulo em Lins; Formou em 1986 em Odontologia; Em 1987, começou com a Ortodontia; 1ª clínica foi em sociedade com a Dra. Márcia na Vila Brasília; Dia 05/12/1987 casou-se; Trabalhava no Pathernon Center com um tio também odontólogo, inclusive dividiam até os serviços de secretária;

63 História Dr. Kroner Depois separou o consultório com seu tio e comprou uma sala somente para ele; Teve uma sexta-feira, que depois que os técnicos montaram seu consultório. Ele orou e disse ao Senhor: Fiz minha parte, agora o Senhor precisa me ajudar! Passaram-se 40 minutos, e bateram na porta, seu primeiro cliente; Na labuta, surgiram oportunidades, como a da Santa Casa (por 6 anos pacientes); Em 1994 comprou e demoliu esta casa, onde construiu a clínica Orto Star; Muito trabalho, cursos, mestrado, inglês e abdicação do tempo com a família;

64 História Dr. Kroner Com viagens internacionais, observou-se tendências e em 2005 resolveu-se investir e arriscar em um consultório com uma boutique odontológica ; Muitos parceiros e colaboradores ao longo do tempo como Denilda e Simone; Houveram histórias como a do garoto Heitor; E também histórias como a da paciente Juciele que se formou em Odontologia e convidou Dr. Kroner e Dra. Márcia para a formatura.

65 Inteligência Emocional Conceito: Fazer intencionalmente com que sua emoções trabalhem em seu benefício, usando-as para ajudar-se a orientar seu comportamento e seu raciocínio de maneira a obter melhores resultados. A inteligência emocional pode ser nutrida, desenvolvida e ampliada. Uma das formas é aprender e praticar as técnicas e aptidões que a compõem, entre elas, estão a autoconsciência, o controle emocional e a motivação.

66 Inteligência Emocional Autoconsciência: Para expandir sua autoconsciência, você precisa de um período de tempo de séria introspecção e coragem para explorar sua reações às pessoas e aos acontecimentos de sua vida profissional. É necessário especificamente: Examinar o modo como faz avaliações Atentar para seus sentidos Entrar em contato com seus sentimentos Identificar suas intenções Prestar atenção em seus atos

67 Inteligência Emocional Controle Emocional: ter controle emocional significa conseguir compreender uma situação e fazer uso dessa compreensão para modificar as condições em seu benefício, ou seja, de maneira produtiva. Motivação: Significa utilizar a energia necessária para um propósito específico, mantendo esse processo em andamento e sendo persistente até finalizar o trabalho, ou seja, até atingir o objetivo almejado.

68 Inteligência Emocional A reflexão: Seus pensamentos ou suas avaliações cognitivas Suas alterações fisiológicas ou seus atos de excitação Suas atitudes ou tendências de ação Há um estudo que procura entender a inteligência emocional como sendo aquela capaz de ser entendida por causa de suas inteligências múltiplas. Um psicólogo chamado Gardner, diz que o ser humano seria possuidor de oito áreas de inteligência. Mesmo afirmando que esse número é relativamente subjetivo, seriam essas as inteligências que ele denomina inteligências múltiplas: a inteligência lingüística ou verbal, a lógico-matemática, a espacial, a musical, a cinestésica corporal, a naturalista e as inteligências pessoais (intrapessoal e interpessoal).

69 Inteligência Emocional O professor brasileiro Nilson Machado acrescenta mais uma inteligência, que seria a inteligência pictórica. Nestes últimos vimos observando inúmeras empresas que em prol da satisfação e bem-estar de seus funcionários criam vivências alternativas - como aulas de ioga, de ginástica, de musicoterapia, biodanza e etc., de atividades de autoconhecimento ou que promovam maior integração, tais empresas estão conscientes do seu papel enquanto entidades não separadas dos indivíduos que a compõem. Mas também há outras empresas que buscando realizar uma atividade de marketing de incentivo promovem uma prazerosa e inesquecível viagem que inclua toda a família do funcionário exemplar.

70 Inteligência Emocional Os seres humanos nascem com um potencial de inteligência e que podem ampliá-lo. Para que isso se concretize, é preciso buscar novos conhecimentos para desenvolver a inteligência de forma que possa vir a compreender a si mesmo, adquirindo autocontrole emocional e conhecimento interpessoal para, a partir daí, construir um bom relacionamento interpessoal no trabalho e na vida.

71 Considerações Finais Enfim, trabalharmos juntos é fundamental para um planejamento e para obtenção de bons resultados: ter um objetivo, definir público-alvo, quantificar este objetivo em metas, criar estratégias, estabelecer e determinar atividades em cronogramas e controlar. As atividades de marketing são realizadas em sinergia com as áreas de atendimento, produção, financeira, administrativa, contábil, jurídica e de gestão de pessoas. Nossa preocupação com o marketing e a comunicação empresarial se firma com a qualidade, necessidade de sustentabilidade e reforço de marca das clínicas do Dr. Kroner e da Dra. Márcia.

72 João Augusto Bastos Cisneiro Tel:

ATENDIMENTO AO CLIENTE - 15H (R$ 90,00)

ATENDIMENTO AO CLIENTE - 15H (R$ 90,00) 3 ABRIL ATENDIMENTO AO CLIENTE - 15H (R$ 90,00) DATA: 06 a 10/04/2015 HORÁRIO: 19h às 22h CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: Bem tratado ou bem atendido? Momentos da verdade das empresas O perfil do profissional de

Leia mais

Sebrae em Goiás. Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Goiás

Sebrae em Goiás. Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Goiás Sebrae em Goiás Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Goiás Conselho Deliberativo Estadual Agenor Braga e Silva Filho Presidente Diretoria Executiva João Bosco Umbelino dos Santos Diretor-Superintendente

Leia mais

Módulo 4 O que é CRM?

Módulo 4 O que é CRM? Módulo 4 O que é CRM? Todos nós já sabemos a importância de manter os clientes fiéis e a qualidade do atendimento que temos que oferecer para fidelizar cada vez mais os clientes. Atualmente, uma das principais

Leia mais

COMO DIVULGAR SUA EMPRESA

COMO DIVULGAR SUA EMPRESA COMO DIVULGAR SUA EMPRESA João Abdalla Consultor de Marketing Unid. Org. Capital Sebrae SP Tel.: (0XX11) 3177-4500 joaon@sebraesp.com.br 4/1/2011 1 QUESTÕES BÁSICAS Quem são os meus clientes? Quantos são?

Leia mais

VAMOS DAR INICIO A MAIS UMA AULA DO CURSO DE PROPAGANDA E MARKETING- 4 MÓDULO COMO GANHAR DINHEIRO COM MALA DIRETA

VAMOS DAR INICIO A MAIS UMA AULA DO CURSO DE PROPAGANDA E MARKETING- 4 MÓDULO COMO GANHAR DINHEIRO COM MALA DIRETA VAMOS DAR INICIO A MAIS UMA AULA DO CURSO DE PROPAGANDA E MARKETING- 4 MÓDULO COMO GANHAR DINHEIRO COM MALA DIRETA 4 E ÚLTIMO MÓDULO: Como Ganhar dinheiro com Mala Direta APRESENTAÇÃO PESSOAL Edileuza

Leia mais

COLETA DE INFORMAÇÕES E PREVISÃO DE DEMANDA

COLETA DE INFORMAÇÕES E PREVISÃO DE DEMANDA COLETA DE INFORMAÇÕES E PREVISÃO DE DEMANDA 1) Quais são os componentes de um moderno sistema de informações de marketing? 2) Como as empresas podem coletar informações de marketing? 3) O que constitui

Leia mais

&DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR

&DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR &DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR Toda comunicação publicitária visa atender a alguma necessidade de marketing da empresa. Para isso, as empresas traçam estratégias de comunicação publicitária, normalmente traduzidas

Leia mais

MARKETING DE RELACIONAMENTO

MARKETING DE RELACIONAMENTO MARKETING DE RELACIONAMENTO 1 O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica

Leia mais

Olá, meu nome é Fred Silveira, eu sou coach empresarial e ajudo pequenos e médios empresários a conseguirem melhores resultados de suas empresas.

Olá, meu nome é Fred Silveira, eu sou coach empresarial e ajudo pequenos e médios empresários a conseguirem melhores resultados de suas empresas. Autor Olá, meu nome é Fred Silveira, eu sou coach empresarial e ajudo pequenos e médios empresários a conseguirem melhores resultados de suas empresas. Neste e-book, irei compartilhar com você 5 caminhos

Leia mais

Estratégias de Comunicação para Micro e Pequenas Empresas

Estratégias de Comunicação para Micro e Pequenas Empresas Estratégias de Comunicação para Micro e Pequenas Empresas SEGMENTOS DE ATUAÇÃO Encomendas Mensagens Financeiro Digital Logística Integrada Conveniência Marketing Direto Serviços Internacionais SEGMENTOS

Leia mais

COMO A PROPAGANDA FUNCIONA?

COMO A PROPAGANDA FUNCIONA? COMO A PROPAGANDA FUNCIONA? Definição: a manipulação planejada da comunicação visando, pela persuasão, promover comportamentos em benefício do anunciante que a utiliza. Funções: cabe a propaganda informar

Leia mais

Palestra Como atrair, conquistar e manter clientes

Palestra Como atrair, conquistar e manter clientes Palestra Como atrair, conquistar e manter clientes O passo a passo da fidelização de clientes Carga horária: 2 horas Conteúdo: A estratégia ACM. A escada da lealdade. Como atrair, conquistar e manter clientes.

Leia mais

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS www.empreende.com.br emp@empreende.com.br FAZENDO ACONTECER Programa de ensino de empreendedorismo inovador em nível mundial, desenvolvido

Leia mais

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis usados, além do crescimento de renda da população e

Leia mais

AULA 20. Atendimento

AULA 20. Atendimento AULA 20 Atendimento Marketing em Serviços Marketing em serviços pode ser definido com o conjunto de atividades que objetivam a análise, o planejamento, a implementação e o controle de programas destinados

Leia mais

Como Atrair Clientes

Como Atrair Clientes COMO ATRAIR CLIENTES QUESTÕES BÁSICAS Quem são os meus clientes? Quantos sãos? Onde estão? Como fazer para falar com eles? DEFINIÇÃO SEGMENTO DE MERCADO Significa um grupo de consumidores com necessidades

Leia mais

ATENDIMENTO EXTRAORDINÁRIO

ATENDIMENTO EXTRAORDINÁRIO ATENDIMENTO EXTRAORDINÁRIO Fernando Ribeiro Dos Santos, M.Sc. Material Exclusivo professorfernandosantos@gmail.com O Palestrante Quem sou? Material Exclusivo professorfernandosantos@gmail.com FERNANDO

Leia mais

Como fazer marketing de relacionamento

Como fazer marketing de relacionamento Como fazer marketing de relacionamento O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma

Leia mais

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex...

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... (/artigos /carreira/comopermanecercalmosob-pressao /89522/) Carreira Como permanecer calmo sob pressão (/artigos/carreira/como-permanecer-calmosob-pressao/89522/)

Leia mais

PESQUISA O USO DO E-MAIL MARKETING NAS CORPORAÇÕES BRASILEIRAS 4ª EDIÇÃO - 2009

PESQUISA O USO DO E-MAIL MARKETING NAS CORPORAÇÕES BRASILEIRAS 4ª EDIÇÃO - 2009 PESQUISA O USO DO E-MAIL MARKETING NAS CORPORAÇÕES BRASILEIRAS 4ª EDIÇÃO - 2009 REALIZAÇÃO TABULAÇÃO Quem Somos A WBI BRASIL é uma empresa especializada em planejamento de marketing digital, que presta

Leia mais

Subáreas. Marketing estratégico: Marketing de varejo

Subáreas. Marketing estratégico: Marketing de varejo Marketing estratégico: Marketing de varejo Marketing de serviços: Marketing de agronegócios Área: Marketing e Vendas Competências diagnóstico mercadológico; metodologia de análise e segmentação de mercado

Leia mais

A l e x a n d r a P a u l o

A l e x a n d r a P a u l o A l e x a n d r a P a u l o ESCOLA SECUNDÁRIA SERAFIM LEITE TRABALHO FINAL TÉCNICAS DE VENDA Alexandra Paulo 11ºI Nº 21160 Disciplina: Comercializar e vender Prof: João Mesquita 20-12-2012 2012-2013 1

Leia mais

18/06/2009. Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br.

18/06/2009. Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br. Marketing Ambiental Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. O que temos visto e ouvido falar das empresas ou associado a elas? Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br 2 3 Sílvia

Leia mais

PÚBLICO ALVO: Todos os profissionais da área de agenciamento de viagens.

PÚBLICO ALVO: Todos os profissionais da área de agenciamento de viagens. 6. Gestão Empresarial 6.1 Inovando para crescer: turismo nos novos tempos INSTRUTOR(A): Carlos Silvério Todos os profissionais da área de agenciamento de viagens. Proporcionar uma reflexão sobre o panorama

Leia mais

sz propaganda propaganda sz consulting sz webdesign sz branding sz design um novo começo. um novo começo. além da marca e muito mais

sz propaganda propaganda sz consulting sz webdesign sz branding sz design um novo começo. um novo começo. além da marca e muito mais sz propaganda um novo começo. propaganda sz um novo começo. sz consulting maximizando resultados sz branding além da marca sz design e muito mais sz webdesign sem portas fechadas Planejamento estratégico,

Leia mais

Integrada de Marketing. UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 31.03.11

Integrada de Marketing. UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 31.03.11 O Planejamento de Comunicação Integrada de Marketing UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 31.03.11 Agenda: Planejamento de Comunicação Integrada de

Leia mais

Objetivos da comunicação

Objetivos da comunicação Prof. Edmundo W. Lobassi Use palavras simples, que todos compreendam, assim todos irão entendê-lo. (Prof. Edmundo W. Lobassi) 1 Estude algumas pesquisas e ouça pessoas experts, pois nada é mais importante

Leia mais

Cap 11: Gestão do Processo de Vendas e Monitoramento da Equipe Comercial

Cap 11: Gestão do Processo de Vendas e Monitoramento da Equipe Comercial Cap 11: Gestão do Processo de Vendas e Monitoramento da Equipe Comercial AGRODISTRIBUIDOR: O Futuro da Distribuição de Insumos no Brasil. São Paulo: Atlas, 2011. Org: Matheus Alberto Cônsoli, Lucas Sciencia

Leia mais

No mundo atual, globalizado e competitivo, as organizações têm buscado cada vez mais, meios de se destacar no mercado. Uma estratégia para o

No mundo atual, globalizado e competitivo, as organizações têm buscado cada vez mais, meios de se destacar no mercado. Uma estratégia para o DATABASE MARKETING No mundo atual, globalizado e competitivo, as organizações têm buscado cada vez mais, meios de se destacar no mercado. Uma estratégia para o empresário obter sucesso em seu negócio é

Leia mais

01/12/2012 MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL. Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO

01/12/2012 MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL. Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO TAREFAS ESTRUTURA PESSOAS AMBIENTE TECNOLOGIA ÊNFASE NAS TAREFAS Novos mercados e novos conhecimentos ÊNFASE

Leia mais

PLANEJAMENTO DE MÍDIA DIGITAL

PLANEJAMENTO DE MÍDIA DIGITAL PLANEJAMENTO DE MÍDIA DIGITAL Prof. a Fabiana Baraldi - Conforme estipulado no Termo de Uso, todo o conteúdo ora disponibilizado é de titularidade exclusiva do IAB ou de terceiros parceiros e é protegido

Leia mais

NOSSO FOCO. www.grupozion.com.br

NOSSO FOCO. www.grupozion.com.br NOSSO FOCO No setor de Publicidade e Propaganda os profissionais do Grupo Zion procuram a melhor maneira de se alcançar o objetivo esperado pelos seus clientes, em um trabalho pautado por metas que caracterizam

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional.

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Empresa MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Nossa filosofia e oferecer ferramentas de gestão focadas na

Leia mais

AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO SEU ANÚNCIO

AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO SEU ANÚNCIO 1 AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO SEU ANÚNCIO O Sr. Asdrúbal Matrimônio, proprietário da gráfica Casamentos & Casórios Ltda., especializada em convites de casamento com dobras e cortes especiais, oferecia um

Leia mais

Atendimento Eficaz ao Cliente

Atendimento Eficaz ao Cliente Atendimento Eficaz ao Cliente Aquele que conhece os outros é inteligente, Aquele que conhece a si mesmo é sábio. (Lao-Tsé, filósofo chinês, séc. IV a. C.) Conhece-te a ti mesmo. (Sócrates, filósofo grego,

Leia mais

Prof. Dr. José Dornelas www.josedornelas.com. Manual do Professor

Prof. Dr. José Dornelas www.josedornelas.com. Manual do Professor Prof. Dr. José Dornelas www.josedornelas.com Manual do Professor Manual do professor Este manual deve ser usado em conjunto com o vídeo do autor disponível no site da editora: www.campus.com.br Maiores

Leia mais

CRM. Customer Relationship Management

CRM. Customer Relationship Management CRM Customer Relationship Management CRM Uma estratégia de negócio para gerenciar e otimizar o relacionamento com o cliente a longo prazo Mercado CRM Uma ferramenta de CRM é um conjunto de processos e

Leia mais

MARKETING CARE NEWSLETTER

MARKETING CARE NEWSLETTER MARKETING CARE NEWSLETTER Destaques desta Edição Por José Maria de Carvalho C o n t e Ú d o Conhecimento MARKETING DIGITAL O que é Marketing Digital? Quais as aplicações na área da Saúde? BRANDING & MARCA

Leia mais

O SEBRAE e o que ele pode fazer pelo seu negócio

O SEBRAE e o que ele pode fazer pelo seu negócio Aumente suas vendas O SEBRAE e o que ele pode fazer pelo seu negócio Consultorias Palestras SEBRAE Mais Programas setoriais Palestras Trilha de aprendizagem empresarial EAD Na Medida Cursos SEI E muito

Leia mais

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana Gerência de Comunicação GCO tem por finalidade planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de comunicação e editoriais do Confea. Competências da GCO 1. Organizar e executar projetos editoriais:

Leia mais

Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009

Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009 Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009 Seção: Estilo&Gestão RH Pág.: www.catho.com.br Assunto: Entrevista Marly Vidal Marly Macedo ajuda a Sabin a ser uma das melhores empresas para trabalhar Tatiana Aude

Leia mais

Mercado competitivo exige um novo perfil dos vendedores

Mercado competitivo exige um novo perfil dos vendedores Artigo 15 Mercado competitivo exige um novo perfil dos vendedores As empresas já cortaram custos, fizeram downsizing e todo tipo de reengenharia para melhorar seus resultados. Agora, está na hora começar

Leia mais

*Todos os direitos reservados.

*Todos os direitos reservados. *Todos os direitos reservados. A cada ano, as grandes empresas de tecnologia criam novas ferramentas Para o novo mundo digital. Sempre temos que nos renovar para novas tecnologias, a Karmake está preparada.

Leia mais

2. O que informatizar?

2. O que informatizar? A INFORMÁTICA NO CONSULTÓRIO MÉDICO No fascículo anterior, comentamos como a gestão de custos, mesmo sendo feita de maneira simplista, auxilia o consultório a controlar e avaliar seus resultados, permitindo

Leia mais

PARA QUE SERVE O CRM?

PARA QUE SERVE O CRM? Neste mês, nós aqui da Wiki fomos convidados para dar uma entrevista para uma publicação de grande referência no setor de varejo, então resolvemos transcrever parte da entrevista e apresentar as 09 coisas

Leia mais

MARKETING PROMOCIONAL X PROMOÇÃO DE VENDAS. Qual a diferença?

MARKETING PROMOCIONAL X PROMOÇÃO DE VENDAS. Qual a diferença? MARKETING PROMOCIONAL X PROMOÇÃO DE VENDAS Qual a diferença? Marketing promocional É uma ferramenta que se utiliza de várias outras para promover a promoção de vendas. Por exemplo: Marketing promocional

Leia mais

Circular de Oferta 5102/ sto Ago

Circular de Oferta 5102/ sto Ago Circular de Oferta Agosto / 2015 Índice Introdução 03 Quem Somos 04 Como funciona o negócio 05 Vantagens de ser constituir uma agência 06 Produtos e serviços 07 Ferramentas de apoio 08 Atividades desempenhadas

Leia mais

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS!

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! 4 Introdução 5 Conheça seu público 5 Crie uma identidade para sua empresa 6 Construa um site responsivo 6 Seja direto, mas personalize o máximo possível

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo 1/44. Foto: Stock.Schng

EMPREENDEDORISMO. Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo 1/44. Foto: Stock.Schng EMPREENDEDORISMO Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo Foto: Stock.Schng 1/44 CONCEITO Empreendedorismo é o estudo voltado para o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação de

Leia mais

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Palestrante: Pedro Quintanilha Freelapro Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Quem sou eu? Eu me tornei um freelancer

Leia mais

Vamos, juntos. Equipe de Atendimento.

Vamos, juntos. Equipe de Atendimento. Vamos, juntos Somos agência de publicidade e consultoria em marketing digital com a missão de atender as necessidades de comunicação da sua empresa, com serviços que abrangem desde campanhas integradas

Leia mais

MARKETING NA INTERNET

MARKETING NA INTERNET MARKETING NA INTERNET HUGO HOCH CONSULTOR DE MARKETING ER. BAURU SEBRAE-SP hugoh@sebraesp.com.br Marketing na Internet O que é? o Marketing na Internet, também referido como: i-marketing, web marketing,

Leia mais

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex Supervisão de Extensão

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex Supervisão de Extensão Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex Supervisão de Extensão FORMULÁRIO DE AÇÃO DE EXTENSÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM 1.1. TÍTULO: CAPACITAÇÃO PARA EDUCADORES DA PRIMEIRA INFÂNCIA,

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA Flash Lan House: FOCO NO ALINHAMENTO ENTRE CAPITAL HUMANO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

UM SUPERMERCADO E UM DESAFIO

UM SUPERMERCADO E UM DESAFIO SAIR DO LUGAR-COMUM PÃO DE AÇÚCAR UM SUPERMERCADO E UM DESAFIO Só em São Paulo, a associação que reúne os supermercados tem mais de 50 empresas cadastradas. As lojas se espalham com um volume impressionante.

Leia mais

Plataforma da Informação. Impacto para o Cliente

Plataforma da Informação. Impacto para o Cliente Plataforma da Informação Impacto para o Cliente Objetivos Treinamento Estabelecer estratégias para realizar uma prospecção de clientes adequada. Prospecção de Clientes O que é Prospecção de Clientes? Porque

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA

FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA Profº Paulo Barreto Paulo.santosi9@aedu.com www.paulobarretoi9consultoria.com.br 1 Analista da Divisão de Contratos da PRODESP Diretor de Esporte do Prodesp

Leia mais

www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com

www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com 7 DICAS IMPERDÍVEIS QUE TODO COACH DEVE SABER PARA CONQUISTAR MAIS CLIENTES www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com As 7 dicas imperdíveis 1 2 3 Identificando seu público Abordagem adequada

Leia mais

Inspire Inove Faça Diferente

Inspire Inove Faça Diferente Inspire Inove Faça Diferente Inspire Inove Faça Diferente Se eu tivesse um único dolar investiria em propaganda. - Henry Ford (Fundador da Motor Ford) As companhias prestam muita atenção ao custo de fazer

Leia mais

SETE SEMANAS PARA O SUCESSO DE UM ESCRITÓRIO - ETAPAS BÁSICAS PARA IMPLANTAÇÃO DO MARKETING JURÍDICO

SETE SEMANAS PARA O SUCESSO DE UM ESCRITÓRIO - ETAPAS BÁSICAS PARA IMPLANTAÇÃO DO MARKETING JURÍDICO SETE SEMANAS PARA O SUCESSO DE UM ESCRITÓRIO - ETAPAS BÁSICAS PARA IMPLANTAÇÃO DO MARKETING JURÍDICO Ari Lima É possível implantar um plano prático e funcional de marketing jurídico com ótimas chances

Leia mais

Marketing Prof. Raimundo Donizete de Camargo. Marketing de Serviços. Marketing de Serviços. Marketing de Serviços

Marketing Prof. Raimundo Donizete de Camargo. Marketing de Serviços. Marketing de Serviços. Marketing de Serviços Marketing Prof. Raimundo Donizete de Camargo Objetivos Definir ; Conhecer as diferenças básicas entre Produtos (Bens e Serviços); Analisar uma visão geral do Setor de Serviços; Conhecer o processo de Prestação

Leia mais

Prof. Lucas Santiago

Prof. Lucas Santiago Classificação e Tipos de Sistemas de Informação Administração de Sistemas de Informação Prof. Lucas Santiago Classificação e Tipos de Sistemas de Informação Sistemas de Informação são classificados por

Leia mais

Cidadania. O que é Cidadania? Boa cidadania se aprende. Cidadania significa responsabilidade

Cidadania. O que é Cidadania? Boa cidadania se aprende. Cidadania significa responsabilidade Exercitando o Caráter 6 a 9 anos Cidadania O que é Cidadania? Pessoas éticas são bons cidadãos. Elas vão além de seus próprios interesses, demonstram preocupação com as necessidades dos outros e procuram

Leia mais

Planejamento de Campanha Publicitária

Planejamento de Campanha Publicitária Planejamento de Campanha Publicitária Prof. André Wander UCAM O briefing chegou. E agora? O profissional responsável pelo planejamento de campanha em uma agência de propaganda recebe o briefing, analisa

Leia mais

Objetivos. Capítulo 16. Cenário para discussão. Comunicações de marketing. Desenvolvimento de comunicações de marketing eficazes

Objetivos. Capítulo 16. Cenário para discussão. Comunicações de marketing. Desenvolvimento de comunicações de marketing eficazes Capítulo 16 e administração de comunicações integradas de marketing Objetivos Aprender quais são as principais etapas no desenvolvimento de um programa eficaz de comunicações integradas de marketing. Entender

Leia mais

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria Agentes Financiadores Notícias e atualidades sobre Agentes Financiadores nacionais e internacionais página inicial A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores

Leia mais

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA Há muito se discute que o mercado de farmácias é ambiente competitivo e que a atividade vem exigindo profissionalismo para a administração de seus processos, recursos e pessoal.

Leia mais

08 a 11 de outubro de 2014. 08 a 11 de outubro de 2014

08 a 11 de outubro de 2014. 08 a 11 de outubro de 2014 Como Organizar Eventos 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 PLANEJAMENTO O que é? Para que serve? PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA EVENTOS É um dos primeiros grandes passos para a produção

Leia mais

Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO. Profa. Leonor Cordeiro Brandão

Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO. Profa. Leonor Cordeiro Brandão Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO Profa. Leonor Cordeiro Brandão Relembrando Vimos alguns conceitos importantes: O que são dados; O que é informação; Quando uma informação se transforma em conhecimento;

Leia mais

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto CURRÍCULO DO PROFESSOR Administradora com mestrado e doutorado em engenharia de produção

Leia mais

1 Briefing de Criação

1 Briefing de Criação 1 Briefing de Criação Antecedentes do processo de criação Para se criar uma campanha ou mesmo uma única peça é imprescindível que antes seja feito um briefing para orientar o trabalho do planejamento,

Leia mais

Disciplina: Unidade I: Prof.: E-mail: Período:

Disciplina: Unidade I: Prof.: E-mail: Período: Encontro 05 Disciplina: Planejamento Estratégico de Marketing Unidade I: Introdução ao Planejamento Estratégico Prof.: Mario Filho E-mail: pro@mariofilho.com.br Período: 4º. ADM 2. Visão, Valores, Políticas,

Leia mais

Sistemas de Remuneração Tradicionais e a Remuneração Estratégica

Sistemas de Remuneração Tradicionais e a Remuneração Estratégica Sistemas de Remuneração Tradicionais e a Remuneração Estratégica por Camila Hatsumi Minamide* Vivemos em um ambiente com transformações constantes: a humanidade sofre diariamente mudanças nos aspectos

Leia mais

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os melhores resultados. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01

Leia mais

Este briefing contém atividades que deverão ser desenvolvidas durante o convênio supracitado.

Este briefing contém atividades que deverão ser desenvolvidas durante o convênio supracitado. Briefing Prestação de Serviços de Comunicação e Marketing para o Instituto Nacional do Plástico Programa de Incentivo à Exportação Think Plastic Brazil Introdução Este briefing propõe e organiza as ações

Leia mais

Silvia Palma. Hair Brasil 2011

Silvia Palma. Hair Brasil 2011 Silvia Palma Hair Brasil 2011 silviapalmarh@gmail.com São Paulo Brasil Apresentar o conjunto de competências que todo profissional precisa desenvolver e que possibilitam desempenhar determinada função

Leia mais

ESCOLA DE DESENVOLVIMENTO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL

ESCOLA DE DESENVOLVIMENTO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL ESCOLA DE DESENVOLVIMENTO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL MBA EXECUTIVO EM LIDERANÇA E GESTÃO ORGANIZACIONAL ESCOLA SUPERIOR DE PROPAGANDA E MARKETING POS GRADUAÇÃO EM: GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS CIÊNCIAS

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente.

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. .a agência A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. Nosso compromisso é auxiliar empresas e organizações

Leia mais

Relatório de Avaliação TECNOLOGIA EM ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

Relatório de Avaliação TECNOLOGIA EM ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Relatório de Avaliação TECNOLOGIA EM ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS A temática tecnologia da informação esta em todas as áreas: áreas da saúde, empresarial, governamental. A humanidade está entrando

Leia mais

Empreendedorismo COMPETÊNCIAS HABILIDADES

Empreendedorismo COMPETÊNCIAS HABILIDADES Empreendedorismo Curso de Moda e Estilismo Graduação em Administração de Empresas Especialização em Marketing Empreendedorismo COMPETÊNCIAS Conhecer o processo de empreender utilizando as estruturas, as

Leia mais

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 O SESI/SENAI - PR, torna pública a RETIFICAÇÃO referente ao Edital de CREDENCIAMENTO N.º 502/2009, conforme segue: Fica Incluído no ANEXO III - ÁREAS

Leia mais

1. Quem somos nós? A AGI Soluções nasceu em Belo Horizonte (BH), com a simples missão de entregar serviços de TI de forma rápida e com alta qualidade.

1. Quem somos nós? A AGI Soluções nasceu em Belo Horizonte (BH), com a simples missão de entregar serviços de TI de forma rápida e com alta qualidade. 1. Quem somos nós? A AGI Soluções nasceu em Belo Horizonte (BH), com a simples missão de entregar serviços de TI de forma rápida e com alta qualidade. Todos nós da AGI Soluções trabalhamos durante anos

Leia mais

O trabalho do CFN amplia o campo de atuação dos nutricionistas.

O trabalho do CFN amplia o campo de atuação dos nutricionistas. O trabalho do CFN amplia o campo de atuação dos nutricionistas. Quando o campo se expande, mais profissionais chegam ao mercado, mais áreas de atuação se formam e a categoria conquista mais visibilidade.

Leia mais

O IDEC é uma organização não governamental de defesa do consumidor e sua missão e visão são:

O IDEC é uma organização não governamental de defesa do consumidor e sua missão e visão são: 24/2010 1. Identificação do Contratante Nº termo de referência: TdR nº 24/2010 Plano de aquisições: Linha 173 Título: consultor para desenvolvimento e venda de produtos e serviços Convênio: ATN/ME-10541-BR

Leia mais

DVD TRAINING WORKSHOP

DVD TRAINING WORKSHOP DVD TRAINING WORKSHOP BOX - NEGOCIANDO PARA GANHAR Estilo: Negociação Formato: 5 DVD s com aproximadamente 150 min de duração Investimento: R$399,00 + frete Principais tópicos: Como ouvir melhor tudo pode

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Artigo: Um olhar feminino na Internet

Artigo: Um olhar feminino na Internet Artigo: Um olhar feminino na Internet Por Tatiane Pocai Dellapiazza - aluna do primeiro ano do Curso de Comunicação Social - Centro UNISAL - Americana. Introdução: O Brasil chega perto de comemorar seu

Leia mais

PASSO 1 COMO VOCÊ ESTÁ ADMINISTRANDO SUA EMPRESA?

PASSO 1 COMO VOCÊ ESTÁ ADMINISTRANDO SUA EMPRESA? PASSO 1 COMO VOCÊ ESTÁ ADMINISTRANDO SUA EMPRESA? São os passos que fazem os caminhos. MÁRIO QUINTANA Para chegar a um destino, é preciso dar o primeiro passo. Muitas vezes, preocupados com o dia a dia,

Leia mais

Teste sua empregabilidade

Teste sua empregabilidade Teste sua empregabilidade 1) Você tem noção absoluta do seu diferencial de competência para facilitar sua contratação por uma empresa? a) Não, definitivamente me vejo como um título de cargo (contador,

Leia mais

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios UNIMEP MBA em Gestão e Negócios Módulo: Sistemas de Informações Gerenciais Aula 4 TI com foco nos Negócios: Áreas envolvidas (Parte II) Flávio I. Callegari www.flaviocallegari.pro.br O perfil do profissional

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS - FAN CEUNSP SALTO /SP CURSO DE TECNOLOGIA EM MARKETING TRABALHO INTERDISCIPLINAR

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS - FAN CEUNSP SALTO /SP CURSO DE TECNOLOGIA EM MARKETING TRABALHO INTERDISCIPLINAR APRESENTAÇÃO DO TI O Trabalho Interdisciplinar é um projeto desenvolvido ao longo dos dois primeiros bimestres do curso. Os alunos tem a oportunidade de visualizar a unidade da estrutura curricular do

Leia mais

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro.

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. PLANO DE MARKETING Andréa Monticelli Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. 1. CONCEITO Marketing é

Leia mais

Apresentação da Disciplina

Apresentação da Disciplina Mídia - 2015.1 Nilmar Figueiredo 1 2 3 4 Calendário Acadêmico Comentários Apresentação da Disciplina Sistema de Avaliação 1 - Apresentação da Disciplina O que é Mídia? Departamento de Mídia - Organização

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução.

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução. CÓDIGO DE ÉTICA Introdução. Os princípios Éticos que formam a consciência e fundamentam nossa imagem no segmento de recuperação de crédito e Call Center na conduta de nossa imagem sólida e confiável. Este

Leia mais

DICAS DE COMO PARTICIPAR DE FEIRAS

DICAS DE COMO PARTICIPAR DE FEIRAS DICAS DE COMO PARTICIPAR DE FEIRAS VITÓRIA 2004 Dicas de como participar de feiras Introdução As feiras são eventos ricos em oportunidades de negócios. São ambientes privilegiados para o incremento das

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 1. Comercial e Marketing 1.1 Neurovendas Objetivo: Entender

Leia mais

FATEC Cruzeiro José da Silva. Ferramenta CRM como estratégia de negócios

FATEC Cruzeiro José da Silva. Ferramenta CRM como estratégia de negócios FATEC Cruzeiro José da Silva Ferramenta CRM como estratégia de negócios Cruzeiro SP 2008 FATEC Cruzeiro José da Silva Ferramenta CRM como estratégia de negócios Projeto de trabalho de formatura como requisito

Leia mais