QUALIDADE Grau até o qual um conjunto de características satisfaz as necessidades! Cumprimento dos requisitos pré determinados no Escopo do projeto;

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "QUALIDADE Grau até o qual um conjunto de características satisfaz as necessidades! Cumprimento dos requisitos pré determinados no Escopo do projeto;"

Transcrição

1 SETOR DE TECNOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL Prof.ª: MSc.: Heloisa Fuganti Campos 2 COMPETITIVIDADE NA CONSTRUÇÃO CIVIL INTRODUÇÃO SATISFAÇÃO DOS CLIENTES! INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO 3 4 Grau até o qual um conjunto de características satisfaz as necessidades! Qualidade segundo o PMBOK: Cumprimento dos requisitos pré determinados no Escopo do projeto; Qualidade segundo a ISO 9001: Padronização dos processos envolvidos. ISO 9001 ISO Organização não governamental com sede em Genebra, na Suíça, composta por mais de 140 países, inclusive pelo Brasil, com o objetivo de promover o desenvolvimento de normas internacionais; Versão brasileira da norma internacional ISO 9001 que estabelece requisitos para o Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) de uma organização. Conjunto de normas de padronização para um determinado serviço ou produto; Confiança que o fornecedor poderá fornecer bens e serviços de acordo com o que foi especificado; Não especifica requisitos para bens ou serviços. Isto cabe ao cliente definir, tornando claras as suas próprias necessidades e expectativas para o produto. PROFª MSc. HELOISA F CAMPOS 1

2 REQUISITOS SATISFAÇÃO 7 ISO Modelo de certificação de sistemas de gestão da qualidade mais difundido ao redor do mundo Brasil - A ABNT: Responsável pela tradução da série ISO 9000 (CB-25 - Comitê Brasileiro da Qualidade); CB-25: Produzir e disseminar as normas de sistemas de Gestão da Qualidade, Garantia da Qualidade e de Avaliação da Conformidade e suas técnicas. : Inclui as atividades que determinam as responsabilidades, os objetivos e as políticas de qualidade para o projeto atender às necessidades; Entendimento e atendimento dos requisitos; Resultados de desempenho e eficácia do processo MELHORA CONTÍNUA DO SISTEMA Transformar as necessidades, desejos e expectativas das partes interessadas RESPONDABILIDADE DA GESTÃO RECURSOS SISTEMA DE MEDIÇÃO, ANÁLISE E MELHORIA REQUISITOS ENTRADA REALIZAÇÃO DO PRODUTO SAÍDA Ações para melhoria do desempenho do processo! Monitorar e medir processos e produtos! ACT CHECK Objetivos e processos para fornecer os resultados de acordo com os requisitos do cliente! PLAN DO Implementar os processos! PROCESSOS DO GERENCIAMENTO DE : PLANEJAMENTO Identificar requisitos e padrões da qualidade do projeto. Auditoria dos requisitos da qualidade; Resultados das medições do controle de qualidade. CONTROLE DA Monitorar e registrar os resultados da execução das atividades para avaliar a performance. PROFª MSc. HELOISA F CAMPOS 2

3 FLUXOGRAMAS FONTE: PMBOK GUIDE (2003). UNIVERSIDADE FEDERAL DO Envolve identificar quais padrões de qualidade são relevantes para o projeto e determinar como satisfazê-los; Deve ser executado regular e paralelamente aos outros processo do planejamento do projeto Análise de custo/benefício: Principal benefício em se satisfazer os requisitos de qualidade MENOR RETRABALHO MAIOR PRODUTIVIDADE, CUSTOS MAIS BAIXOS E AUMENTO NA SATISFAÇÃO DAS PARTES ENVOLVIDAS! 2. Benchmarking: Comparar as práticas reais ou planejadas do projeto com as de outros projetos, para gerar melhoria e para fornecer um padrão pelo qual se possa medir o desempenho; Processo de comparação do desempenho entre dois ou mais sistemas Fluxogramas: Analisar como os problemas ocorrem; Representação gráfica de um processo; Todos mostram atividades, pontos de decisão e a ordem do processamento; Ajuda a equipe do projeto a prever quais problemas de qualidade podem ocorrer e onde eles ocorrem. PROFª MSc. HELOISA F CAMPOS 3

4 Projeto de experimentos: Método estatístico que auxilia a identificar que fatores provavelmente influenciam determinadas variáveis. 5. Custo da qualidade: Custos totais decorrentes do investimento em prevenção de não conformidade com os requisitos e não atendimento de requisitos Plano de gerenciamento da qualidade: SAÍDAS Descreve como a equipe de gerenciamento de projetos implementará a política de qualidade; Fornece entradas para o plano geral de gerenciamento do projeto; Inclui o controle da qualidade, a garantia da qualidade e as abordagens de melhoria contínua ao processo. SAÍDAS 2. Métricas da qualidade: Descreve o atributo do projeto e o processo de controle de qualidade; Como o processo será medido no controle de qualidade; Define as variações métricas aceitáveis; Taxa de falhas, confiabilidade, cobertura do teste Listas de verificação da qualidade Checklist : SAÍDAS É uma ferramenta estruturada usada para verificar se um conjunto de etapas necessárias foi realizado. SAÍDAS 4. Plano de melhorias no processo: É uma ferramenta estruturada usada para verificar se um conjunto de etapas necessárias foi realizado; Detalha as etapas de análise de processo para identificar as atividades que aumentam o seu valor. PROFª MSc. HELOISA F CAMPOS 4

5 25 26 SAÍDAS 5. Linha de base da qualidade: Registra os objetivos de qualidade do projeto; Base para medição e emissão de relatórios de desempenho da qualidade como parte da linha de base da medição de desempenho. Relacionada a processos para criar as entregar; Realizada enquanto o trabalho está sendo feito para criar as entregar; Envolve auditoria e análise de processos. CONTROLE DA Relacionado ao produto, serviço ou resultado criado; Processo relacionada a monitoramento e controle; Envolve inspeção dos produtos Conjunto sistemático e planejado de ações para determinar se as atividades estão de acordo com as políticas e processos planejados; Relacionada a processos para criar as entregar; Realizada enquanto o trabalho está sendo feito para criar as entregar Ferramentas e técnicas de planejamento de qualidade: Todas as ferramentas e técnicas de planejamento da qualidade podem ser usadas na garantia da qualidade. 2. Auditorias de qualidade: Análise estruturada e independente para determinar se as atividades do projeto estão de acordo com as políticas, processos e procedimentos do projeto e da empresa; Auditores internos ou por externos. PROFª MSc. HELOISA F CAMPOS 5

6 Auditorias de qualidade: Identificar as melhores práticas que estão sendo implementadas; Identificar as deficiências no processo; Compartilha boas práticas implementadas em projetos similares; Destacar as lições aprendidas em projetos semelhantes. 3. Análise do processo: Identificar as melhorias que devem ser realizada no processo; Examinar os problemas ocorridos, as restrições encontradas e atividades sem valor agregado identificadas; Identificar um problema e descobrir as causas que levaram a ele e desenvolver ações preventivas. 4. Ferramentas e técnicas de controle de qualidade É o processo de monitoramento e registro dos resultados da execução das atividades de qualidade para avaliar o desempenho e recomendar as mudanças necessárias; Devem ser realizados durante todo o projeto; Padrões de qualidade: Metas de produtos e processos do projeto. Envolve a comparação de resultados com os padrões aplicáveis; Qualquer desvio identificado na comparação é passível de registro de não conformidade; A não conformidade deve seguir os passos descritos no plano para seu devido tratamento; O controle de qualidade permite assegurar que o produto funcione de forma correta (dentro dos padrões) e os requisitos sejam atendidos Diagrama de causa e efeito: CAUSAS NO PROCESSO EFEITOS NA PROFª MSc. HELOISA F CAMPOS 6

7 DIAGRAMA DE CAUSA E EFEITO DIAGRAMA DE CAUSA E EFEITO UNIVERSIDADE FEDERAL DO Diagrama de causa e efeito: Refere-se a algo que desejamos; Os fatores que determinam um bom resultado; O diagrama é detalhado colocando as causas do efeito desejado CAUSA EFEITO 2. Gráfico de controle: Determinar se um processo é ou não estável ou tem desempenho previsível; Ilustram como um processo de comporta ao longo do tempo; Quando um processo está fora dos limites aceitáveis deve ser ajustado; Em geral, limite superior e inferior são ajustados em ± 3 sigmas (desvio padrão). 41 GRÁFICO DE CONTROLE Fluxogramas: Diagrama que mostre como os vários elementos de uma sistema se relacionam. PROFª MSc. HELOISA F CAMPOS 7

8 HISTOGRAMAS Histogramas: Gráfico de barras que mostra a distribuição de variáveis; Coluna: Atributo ou característica de um problema/solução; Altura: Frequência relativa da característica; Ajuda a identificar a causa de problemas em um processo pela forma e amplitude da distribuição Diagrama de Pareto Curva ABC: Tipo específico de histograma, ordenado por frequência de ocorrência, mostra quantos defeitos foram gerados por tipo ou categoria de causa; Classificação usada para orientar as ações corretivas; Equipe de projetos deve tomar ações para resolver primeiramente os problemas que estão causando o maior número de defeitos Diagrama de Pareto: Lei de Pareto: Número pequeno de causas produzirá a maioria dos defeitos; 80% dos problemas são causados por 20% das causas; 80% do faturamento foi gerado por 20% dos clientes; 80% das pessoas mais bem sucedidas estudaram 20% das universidades disponíveis. Mostrar que pequenos grupos são responsáveis por grandes resultados! Diagrama de Pareto: Objetiva compreender a relação ação/benefício, prioriza a ação que trará o melhor resultado; Gráfico de barras que ordena as frequências das ocorrências em ordem decrescente, e permite a localização de problemas vitais e a eliminação de futuras perdas; Permite uma fácil visualização e identificação das causas ou problemas mais importantes, possibilitando a concentração de esforços sobre os mesmo Diagrama de Pareto: PASSOS 1. Determine o tipo de perda que você quer investigar; 2. Especifique o aspecto de interesse do tipo de perda que você quer investigar; 3. Organize uma folha de verificação com as categorias do aspecto que você decidiu investigar; 4. Preencha a folha de verificação; 5. Organize as categorias por ordem decrescente; 6. Calcule as frequências acumuladas. PROFª MSc. HELOISA F CAMPOS 8

9 DIAGRAMA DE PARETO DIAGRAMA DE PARETO Exemplo MATERIAL Preço % Cimento ,21 Areia 8 1,68 Servente ,82 Cal 25 5,25 Chapa compensada 18 3,78 Pedreiro ,26 Total DIAGRAMA DE PARETO Exemplo MATERIAL Preço % % ACUMULADA CLASSE Exemplo DIAGRAMA DE PARETO Servente ,82 37,82 A Pedreiro ,26 64,08 A Cimento ,21 89,29 A Cal 25 5,25 94,54 B Chapa compensada 18 3,78 98,32 C Areia 8 1, C Total Gráfico de execução: Mostra o histórico e o padrão de variação; Gráfico de linha que mostra pontos de dados traçado na ordem em que ocorrem; Mostram tendências em um processo ao longo do tempo; Análise de tendências é usada para monitorar o desempenho técnico e o desempenho de custos e de prazos. 7. Diagrama de dispersão: Mostra o padrão da relação em duas variáveis; Permite que a equipe de qualidade estude e identifique a possível relação entre as mudanças observadas em duas variáveis; Quanto mais próximos os pontos da linha diagonal, mais próxima será a relação entre eles. PROFª MSc. HELOISA F CAMPOS 9

10 55 56 DIAGRAMA DE DISPERSÃO 8. Amostragem estatística: Escolha de uma parte de uma população de interesse para inspeção; Reduz o custo do controle de qualidade. 57 AMOSTRAGEM ESTATÍSTICA Análise estatística mediante a utilização de amostras para representar a população. POPULAÇÃO Inspeção: Exame de um produto do trabalho para determinar se ele está de acordo com as normas. AMOSTRA 10. Revisão de reparo de defeito: Ação tomada para garantir que os defeitos do produto foram reparados e estão em conformidade. 59 GERENCIAMENTO DA 60 GERENCIAMENTO DA FONTE: PMBOK GUIDE (2003). FONTE: PMBOK GUIDE (2003). PROFª MSc. HELOISA F CAMPOS 10

11 61 GERENCIAMENTO DA 62 REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICAS Diminuição e controle das não conformidades no projeto; Baixa satisfação do cliente; Aumento dos riscos; Retrabalho; Atraso no cronograma. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO 9001: Sistemas de gestão da qualidade Requisitos, Rio de Janeiro, MAXIMIANO, A. C. A. Administração de Projetos. Editora Atlas S.A, 2ª ed MORAES, E. A. P. Guia PMBOX para Gerenciamento de Projetos. IIIV Congresso Nacional de excelência em gestão, Rio de Janeiro, PMI - Project Management Institute. Um Guia do Conjunto de Conhecimentos do Gerenciamento de Projetos (PMBOK Guide). Editora Project Management Institute. 3ª ed RIBEIRO, J. L. D.; CATEN, C. T. Estatística Industrial, FEENG/ UFRGS, Porto Alegre, OBRIGADA! Prof.ª: MSc. Heloisa Fuganti Campos PROFª MSc. HELOISA F CAMPOS 11

INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO ISO 9001 ISO /03/2015 QUALIDADE! GERENCIAMENTO DE PROJETOS GESTÃO DE QUALIDADE

INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO ISO 9001 ISO /03/2015 QUALIDADE! GERENCIAMENTO DE PROJETOS GESTÃO DE QUALIDADE UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL INTRODUÇÃO 2 GERENCIAMENTO DE PROJETOS Prof.: Heloisa Campos COMPETITIVIDADE NA CONSTRUÇÃO CIVIL SATISFAÇÃO DOS CLIENTES! INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO

Leia mais

Gerenciamento da Qualidade de Projetos. Parte 07. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE-301. Docente: Petrônio Noronha de Souza

Gerenciamento da Qualidade de Projetos. Parte 07. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE-301. Docente: Petrônio Noronha de Souza Gerenciamento da Qualidade de Projetos Parte 07 Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE-301 Docente: Petrônio Noronha de Souza Curso: Engenharia e Tecnologia Espaciais Concentração: Engenharia e Gerenciamento

Leia mais

Controle - 3. Realizar o Controle da Qualidade Relatório de Desempenho. Mauricio Lyra, PMP

Controle - 3. Realizar o Controle da Qualidade Relatório de Desempenho. Mauricio Lyra, PMP Controle - 3 Realizar o Controle da Qualidade Relatório de Desempenho 1 Realizar o Controle da Qualidade Preocupa-se com o monitoramento dos resultados do trabalho, a fim de verificar se estão sendo cumpridos

Leia mais

GERENCIAMENTO DA QUALIDADE DO PROJETO

GERENCIAMENTO DA QUALIDADE DO PROJETO GERENCIAMENTO DA QUALIDADE DO PROJETO Planejar a Qualidade O gerenciamento da qualidade do projeto inclui os processos e as atividades da organização executora que determinam as políticas de qualidade,

Leia mais

Gerência de Projetos e Qualidade de Software. Prof. Walter Gima

Gerência de Projetos e Qualidade de Software. Prof. Walter Gima Gerência de Projetos e Qualidade de Software Prof. Walter Gima 1 OBJETIVOS O que é Qualidade Entender o ciclo PDCA Apresentar técnicas para garantir a qualidade de software Apresentar ferramentas para

Leia mais

INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO 31/03/2015 GESTÃO DO TEMPO CRONOGRAMA GERENCIAMENTO DE PROJETOS DEFINIÇÃO DA ATIVIDADE DEFINIÇÃO DA ATIVIDADE

INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO 31/03/2015 GESTÃO DO TEMPO CRONOGRAMA GERENCIAMENTO DE PROJETOS DEFINIÇÃO DA ATIVIDADE DEFINIÇÃO DA ATIVIDADE UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL INTRODUÇÃO 2 GERENCIAMENTO DE PROJETOS Prof. : Heloisa Campos GESTÃO DO TEMPO GESTÃO DO ESCOPO DEFINIDA Definir as atividade; Sequenciar

Leia mais

PLANEJAMENTO CICLO PDCA PLANEJAMENTO CICLO PDCA PLANO DO PROJETO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ 28/03/2016. PROFª MSc. HELOISA F.

PLANEJAMENTO CICLO PDCA PLANEJAMENTO CICLO PDCA PLANO DO PROJETO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ 28/03/2016. PROFª MSc. HELOISA F. SETOR DE TECNOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL GESTÃO DE Prof.ª: MSc.: Heloisa Fuganti Campos 2 SUBMETIDA E APROVADA A PROPOSTA DO PROJETO PLANEJAMENTO PROCESSO DE PLANEJAMENTO

Leia mais

TC042 CONSTRUÇÃO CIVIL IV AULA 7

TC042 CONSTRUÇÃO CIVIL IV AULA 7 TC042 CONSTRUÇÃO CIVIL IV AULA 7 Vilfredo Pareto 1848-1923 Economista No fim do século XIX, o economista Pareto observou que havia uma distribuição desigual de riqueza e poder na população total. Ele calculou

Leia mais

Gerenciamento da Qualidade do Projeto (PMBoK 5ª ed.)

Gerenciamento da Qualidade do Projeto (PMBoK 5ª ed.) Gerenciamento da Qualidade do Projeto (PMBoK 5ª ed.) Os projetos buscam sempre ter qualidade para atender à demanda do cliente. O gerenciamento da qualidade do projeto inclui os processos e as atividades

Leia mais

Trata-se do processo de auditoria dos requisitos e da qualidade, assim como dos resultados das medições de controle de qualidade, de maneira a

Trata-se do processo de auditoria dos requisitos e da qualidade, assim como dos resultados das medições de controle de qualidade, de maneira a Aula 18 1 2 Trata-se do processo de auditoria dos requisitos e da qualidade, assim como dos resultados das medições de controle de qualidade, de maneira a garantir o uso de padrões de qualidade e definições

Leia mais

TC042 CONSTRUÇÃO CIVIL IV AULA 14

TC042 CONSTRUÇÃO CIVIL IV AULA 14 TC042 CONSTRUÇÃO CIVIL IV AULA 14 CURVA DE AGREGAÇÃO DE RECURSOS Técnica de planejamento e controle de obras: Reúne dados de orçamento e planejamento. Utiliza dados agregados para distribuir os recursos

Leia mais

PLANEJAMENTO CICLO PDCA PLANO DO PROJETO 29/03/17 GERENCIAMENTO DE PROJETOS. PROFª MSc. HELOISA F. CAMPOS GESTÃO DE ESCOPO ACT SETOR DE TECNOLOGIA

PLANEJAMENTO CICLO PDCA PLANO DO PROJETO 29/03/17 GERENCIAMENTO DE PROJETOS. PROFª MSc. HELOISA F. CAMPOS GESTÃO DE ESCOPO ACT SETOR DE TECNOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE TECNOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PLANEJAMENTO 2 SUBMETIDA E APROVADA A PROPOSTA DO PROJETO GESTÃO DE PROCESSO DE PLANEJAMENTO Prof.ª: MSc.: Heloisa Fuganti

Leia mais

CICLO PDCA CICLO PDCA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANA DEPARTAMENTO DE CONSTRUC A O CIVIL GERENCIAMENTO DE PROJETOS. PROFª MSc. HELOISA F.

CICLO PDCA CICLO PDCA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANA DEPARTAMENTO DE CONSTRUC A O CIVIL GERENCIAMENTO DE PROJETOS. PROFª MSc. HELOISA F. SETOR DE TECNOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL GESTÃO DE Prof.ª: MSc.: Heloisa Fuganti Campos 2 SUBMETIDA E APROVADA A PROPOSTA DO PROJETO PLANEJAMENTO PROCESSO DE

Leia mais

PROFª MSc. HELOISA F. CAMPOS

PROFª MSc. HELOISA F. CAMPOS SETOR DE TECNOLOGIA 2 Integração à Processos necessários para assegurar que os diversos elementos do projetos sejam GESTÃO DA INTEGRAÇÃO DE PROJETOS adequadamente coordenados! Prof.ª: MSc.: Heloisa Fuganti

Leia mais

Elaboração: Professor José Silvino Filho Consultor de Projetos em Sistemas de Gestão da Qualidade e Documentação

Elaboração: Professor José Silvino Filho Consultor de Projetos em Sistemas de Gestão da Qualidade e Documentação Elaboração: Professor José Silvino Filho Consultor de Projetos em Sistemas de da Qualidade e Documentação e-mail: silvino.qualidade@gmail.com Telefone: (61) 3877-9576, 9631-3707 Sumário SGQ Princípios

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS Unidade 6 Gerenciamento de Qualidade. Luiz Leão

GESTÃO DE PROJETOS Unidade 6 Gerenciamento de Qualidade. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático Conceitos de qualidade Planejamento da qualidade em projetos Stakeholders Revisões / Auditorias Controle de Qualidade Garantia

Leia mais

Processos de Gerenciamento da Qualidade

Processos de Gerenciamento da Qualidade Gerenciamento da Qualidade Processos de Gerenciamento da Qualidade Processos de Gerenciamento da Qualidade Gerenciamento da Qualidade Processos que determinam as responsabilidades, os objetivos e as políticas

Leia mais

Gerenciamento da qualidade do projeto

Gerenciamento da qualidade do projeto CAPÍTULO 8 Gerenciamento da qualidade do projeto Os processos de gerenciamento da qualidade do projeto incluem todas as atividades da organização executora que determinam as responsabilidades, os objetivos

Leia mais

Gerenciamento da Qualidade em Projetos

Gerenciamento da Qualidade em Projetos Gerenciamento da Qualidade em Projetos v. 60.0 2015 Prof. André Valle 1/36 Objetivos Definir os elementos relacionados com os processos de qualidade de um projeto. Estabelecer um paralelo entre a teoria

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANA DEPARTAMENTO DE CONSTRUC A O CIVIL GERENCIAMENTO DE PROJETOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANA DEPARTAMENTO DE CONSTRUC A O CIVIL GERENCIAMENTO DE PROJETOS SETOR DE TECNOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL GESTÃO DA INTEGRAÇÃO DE PROJETOS Prof.ª: MSc.: Heloisa Fuganti Campos 2 Integração Processos necessários para assegurar

Leia mais

PROFª MSc. HELOISA F. CAMPOS 1

PROFª MSc. HELOISA F. CAMPOS 1 SETOR DE TECNOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL GESTÃO DA INTEGRAÇÃO DE PROJETOS Prof.ª: MSc.: Heloisa Fuganti Campos 2 Integração: Processos necessários para assegurar que

Leia mais

Garantia da Qualidade versus Controle da Qualidade

Garantia da Qualidade versus Controle da Qualidade Garantia da Qualidade versus Controle da Qualidade Author : Mauro Sotille Date : 5 de fevereiro de 2014 Definir o que queremos obter através de resultados de qualidade é muito importante para que possam

Leia mais

ANÁLISE E ELABORAÇÃO DE PROJETOS

ANÁLISE E ELABORAÇÃO DE PROJETOS 1 ANÁLISE E ELABORAÇÃO DE PROJETOS Introdução Histórico Foco Sistema Prêmios de Excelência Sistema de Gestão da Qualidade Normas da Família ISO 9000 Proliferação de Normas Nacionais de Garantia da Qualidade

Leia mais

PROCEDIMENTO DO GRUPO LET PGL 12 MELHORIA CONTÍNUA

PROCEDIMENTO DO GRUPO LET PGL 12 MELHORIA CONTÍNUA Página: 1 de 5 1. OBJETIVO. Este procedimento estabelece as diretrizes para a melhoria contínua da eficácia do Sistema de Gestão da Qualidade do. 2. REFERÊNCIAS. ABNT NBR ISO 9001:2008 Sistema de gestão

Leia mais

Ação Preventiva Ação para eliminar a causa de um potencial não-conformidade ou outra situação potencialmente indesejável.

Ação Preventiva Ação para eliminar a causa de um potencial não-conformidade ou outra situação potencialmente indesejável. A Ação Corretiva Ação para eliminar a causa de uma não-conformidade identificada ou outra situação indesejável. Ação Preventiva Ação para eliminar a causa de um potencial não-conformidade ou outra situação

Leia mais

Gerencial Industrial ISO 9000

Gerencial Industrial ISO 9000 Gerencial Industrial ISO 9000 Objetivo: TER UMA VISÃO GERAL DO UM SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE: PADRÃO ISO 9000 Qualidade de Processo Qualidade do produto não se atinge de forma espontânea. A qualidade

Leia mais

ÍNDICE DO MÓDULO Atendimento ao cliente Reclamações dos clientes Controle de ensaios e calibrações não conformes

ÍNDICE DO MÓDULO Atendimento ao cliente Reclamações dos clientes Controle de ensaios e calibrações não conformes MÓDULO 4 REQUISITOS 4.7 - Atendimento ao cliente 4.8 - Reclamações dos clientes 4.9 - Controle de ensaios e calibrações não conformes 4.10 - Melhoria continua 4.11 - Ação corretiva 4.12 - Ação preventiva

Leia mais

Interpretação da norma NBR ISO/IEC 27001:2006

Interpretação da norma NBR ISO/IEC 27001:2006 Curso e Learning Sistema de Gestão de Segurança da Informação Interpretação da norma NBR ISO/IEC 27001:2006 Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste

Leia mais

AULA 02 Qualidade em TI

AULA 02 Qualidade em TI Bacharelado em Sistema de Informação Qualidade em TI Prof. Aderson Castro, Me. AULA 02 Qualidade em TI Prof. Adm. Aderson Castro, Me. Contatos: adersoneto@yahoo.com.br 1 Qualidade de Processo A Série ISO

Leia mais

CONTPATRI Plano de Garantia de Qualidade. Versão 1.1

CONTPATRI Plano de Garantia de Qualidade. Versão 1.1 CONTPATRI Plano de Garantia de Qualidade Versão 1.1 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 04/05/2013 1.0 Verificação do documento Emerson José Porfírio 21/04/2013 1.0 Elaboração do documento

Leia mais

1/28. Roteiro Introdução NBR ISO NBR ISO Recomendações Conclusões Bibliografia 2/28

1/28. Roteiro Introdução NBR ISO NBR ISO Recomendações Conclusões Bibliografia 2/28 Normas - :1997 - :2000 Gestão da Qualidade Adriana Alexandre Marcotti 1/28 1-2- :1997 2.1- Definições 2.2- Descrição 2.3- Estrutura de um Plano de Qualidade 3- :2000 3.1- Definições 3.2- Descrição 3.3-4-

Leia mais

Grupos de Processos de Gerenciamento de Projetos

Grupos de Processos de Gerenciamento de Projetos Grupos de Processos de Gerenciamento de Projetos Vamos aprender um pouco mais sobre os grupos de processos dentro do Gerenciamento de Projetos. Basicamente são 5 grupos de processos, que são os estados

Leia mais

Elaboração: Everaldo Mota Engenheiro Mecânico/Pós-Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho e Gestão Ambiental.

Elaboração: Everaldo Mota Engenheiro Mecânico/Pós-Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho e Gestão Ambiental. Elaboração: Everaldo Mota Engenheiro Mecânico/Pós-Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho e Gestão Ambiental. Email: everaldomota@yahoo.com.br OBJETIVO * Demonstrar Estudo de Caso de Auditorias

Leia mais

Gerenciamento da qualidade em Projetos

Gerenciamento da qualidade em Projetos Introdução Planejamento e Gestão de Projetos Gerenciamento da Qualidade A qualidade é o grau até o qual um conjunto de características inerentes satisfaz as necessidades 3 (American society for Quality,

Leia mais

ISO 9001: Abordagem de processo

ISO 9001: Abordagem de processo ISO 9001:2008 0.2. Abordagem de processo Apesar dos requisitos da ISO 9001 propriamente ditos só começarem no item 4 da norma, o item 0.2 Abordagem de processo, é uma exigência básica para a aplicação

Leia mais

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes. Gestão de Segurança da Informação Prof. João Henrique Kleinschmidt

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes. Gestão de Segurança da Informação Prof. João Henrique Kleinschmidt Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes Gestão de Segurança da Informação Prof. João Henrique Kleinschmidt Como a SI pode ser obtida? Implementando CONTROLES, para garantir que os objetivos de segurança

Leia mais

INTRODUÇÃO GESTÃO DE PROJETOS GESTÃO DE PROJETOS GESTÃO DE PROJETOS GESTÃO DE PROJETOS

INTRODUÇÃO GESTÃO DE PROJETOS GESTÃO DE PROJETOS GESTÃO DE PROJETOS GESTÃO DE PROJETOS SETOR DE TECNOLOGIA Gerência de Projetos Prof.ª: MSc.: Heloisa Fuganti Campos 2 INTRODUÇÃO Após a década de 80, as empresas começaram a perceber que dentro de suas instalações ocorria uma quantidade enorme

Leia mais

Ferramentas de Controle da Qualidade

Ferramentas de Controle da Qualidade Ferramentas de Controle da Qualidade Ricardo Viana Vargas, MSc, IPMA-B, PMP ricardo.vargas@macrosolutions.com.br Ricardo Viana Vargas, MSc, IPMA-B, PMP Ricardo Vargas é especialista em gerenciamento de

Leia mais

Gerenciamento da Integração de Projetos. Parte 03. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE-301. Docente: Petrônio Noronha de Souza

Gerenciamento da Integração de Projetos. Parte 03. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE-301. Docente: Petrônio Noronha de Souza Gerenciamento da Integração de Projetos Parte 03 Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE-301 Docente: Petrônio Noronha de Souza Curso: Engenharia e Tecnologia Espaciais Concentração: Engenharia e Gerenciamento

Leia mais

INTRODUÇÃO GESTÃO DE PROJETOS GESTÃO DE PROJETOS GESTÃO DE PROJETOS GESTÃO DE PROJETOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ 15/03/2016

INTRODUÇÃO GESTÃO DE PROJETOS GESTÃO DE PROJETOS GESTÃO DE PROJETOS GESTÃO DE PROJETOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ 15/03/2016 SETOR DE TECNOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL GERENCIAMENTO DE PROJETO Gerência de Projetos Prof.ª: MSc.: Heloisa Fuganti Campos 2 INTRODUÇÃO Após a década de 80, as empresas

Leia mais

Agenda. Projeto Projeto Manhattan. Considerado o 1º projeto com gerenciamento estruturado.

Agenda. Projeto Projeto Manhattan. Considerado o 1º projeto com gerenciamento estruturado. Agenda CONCEITOS DE GESTÃO DE PROJETOS - PMBOK 1 2 Objetivo Projeto OBJETIVO DA APRESENTAÇÃO o Introduzir os conceitos de gestão de projetos, baseando-se na metodologia do PMBOK (Project Management Body

Leia mais

Grupo de Extensão em Sistemas de Gestão Ambiental. Sistema de Gestão Ambiental

Grupo de Extensão em Sistemas de Gestão Ambiental. Sistema de Gestão Ambiental Grupo de Extensão em Sistemas de Gestão Ambiental Sistema de Gestão Ambiental 10 SIGA 25 de agosto de 2013 PANGeA O grupo iniciou suas atividades em 2005. Constituído por alunos da ESALQ Projetos internos

Leia mais

TQM Total Quality Management

TQM Total Quality Management TQM Total Quality Management Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT O que é TQM? Administração da Qualidade Total total quality management (TQM) Pode ser visto como uma extensão lógica da maneira como a

Leia mais

Módulo 7 Estrutura da norma ISO 9001:2008 Sistemas de Gestão da Qualidade - Requisitos Requisitos 8.1, 8.2 e 8.3

Módulo 7 Estrutura da norma ISO 9001:2008 Sistemas de Gestão da Qualidade - Requisitos Requisitos 8.1, 8.2 e 8.3 Módulo 7 Estrutura da norma ISO 9001:2008 Sistemas de Gestão da Qualidade - Requisitos Requisitos 8.1, 8.2 e 8.3 Estrutura da norma Sistema de Gestão da Qualidade 4 C L I E N R E Q U I S 5 Responsabilidade

Leia mais

Questões sobre a IS014001

Questões sobre a IS014001 Professor: Carlos William Curso/ Disciplina/Período: Administração/ Gestão Ambiental/ 2º ano Aluno: Lázaro Santos da Silva Questões sobre a IS014001 1. A NBR ISO 14001:2004 foi concebida para estabelecer

Leia mais

Por Constantino W. Nassel

Por Constantino W. Nassel NORMA ISO 9000 SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2000 REQUISITOS E LINHAS DE ORIENTAÇÃO PARA IMPLEMENTAÇÃO Por Constantino W. Nassel CONTEÚDOS O que é a ISO? O que é a ISO 9000? Histórico Normas

Leia mais

FOLHA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS

FOLHA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS FOLHA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS 1) IDENTIFICAÇÃO Código do documento PO-LFX-1002 Revisão 07 Data 08/11/2017 Título IDENTIFICAÇÃO DAS FONTES DE INCERTEZA Classificação Restrito n o de páginas 06 n o de

Leia mais

Formação Técnica em Administração. Modulo de Padronização e Qualidade

Formação Técnica em Administração. Modulo de Padronização e Qualidade Formação Técnica em Administração Modulo de Padronização e Qualidade Competências a serem trabalhadas ENTENDER OS REQUISITOS DA NORMA ISO 9001:2008 E OS SEUS PROCEDIMENTOS OBRIGATÓRIOS SISTEMA DE GESTÃO

Leia mais

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini /

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini   / Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / andre.belini@ifsp.edu.br MATÉRIA: SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Aula N : 11 Tema:

Leia mais

Engenharia de Software II

Engenharia de Software II Engenharia de Software II [Qualidade] Adriano J. Holanda 7/8/2017 Qualidade Definição: Do latim qualitas, qualidade é um atributo ou propriedade. Em negócios, engenharia e manufatura, qualidade tem o significado

Leia mais

Gestão de Processos Introdução Aula 1. Professor: Osmar A. Machado

Gestão de Processos Introdução Aula 1. Professor: Osmar A. Machado Gestão de Processos Introdução Aula 1 Professor: Osmar A. Machado Algumas definições de processos Todo trabalho importante realizado nas empresas faz parte de algum processo. Não existe um produto ou serviço

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADÃO

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADÃO Revisão: 01 Pag.: 1 de 5 1. OBJETIVO Estabelecer critérios para Análise Crítica do Sistema de Gestão da Qualidade do IHEF Medicina Laboratorial por parte da Direção observando a integridade e a eficiência

Leia mais

Segurança da Informação ISO/IEC ISO/IEC 27002

Segurança da Informação ISO/IEC ISO/IEC 27002 Segurança da Informação ISO/IEC 27001 ISO/IEC 27002 ISO/IEC 27001 Prover um modelo para estabelecer, implantar, operar, monitorar, rever, manter e melhorar um Sistema de Gestão da Segurança da Informação.

Leia mais

Definição / Abordagem de Processos

Definição / Abordagem de Processos Definição / Abordagem de Processos Ao longo da história dos processos produtivos e administrativos, as organizações têm crescido em tamanho, complexidade e requisitos. Para assegurar a qualidade, a eficácia

Leia mais

Curso de Engenharia Industrial Madeireira UFPR Prof. Umberto Klock

Curso de Engenharia Industrial Madeireira UFPR Prof. Umberto Klock Curso de Engenharia Industrial Madeireira UFPR Prof. Umberto Klock Introdução à Gestão de Projetos; Gestão de Escopo; Gestão de Prazos; Gestão de Custos; Gestão de Pessoas; Gestão de Comunicação; Gestão

Leia mais

Qualidade: reflexões e críticas

Qualidade: reflexões e críticas Qualidade: reflexões e críticas 68 Agosto de 2011 Notas Técnicas Ano III Por José Silvino Filho Silvino.qualidade@gmail.com AÇÕES PREVENTIVAS Professor José Silvino Filho Consultor de Projetos em Sistemas

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: GESTÃO DE PROJETOS. Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: GESTÃO DE PROJETOS. Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: GESTÃO DE PROJETOS Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos ÁREAS DE CONHECIMENTO Nós já sabemos que o Guia PMBOK é dividido em 10 áreas do conhecimento relacionadas ao

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA. Controle de Qualidade no Laboratório de Análises Clínicas

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA. Controle de Qualidade no Laboratório de Análises Clínicas CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA Controle de Qualidade no Laboratório de Análises Clínicas Profa. Dra. Ângela Líbia M. P. Cardoso www.ufam.edu.br angelalibia@gmail.com Fone: 9254 6673 02 QUALIDADE NO LAC

Leia mais

Administração Pública e Gerência de Cidades Modelos de Gestão e Gestão por Projetos

Administração Pública e Gerência de Cidades Modelos de Gestão e Gestão por Projetos Tema Gestão da Integração de Projetos Projeto Curso Disciplina Tema Professor Pós-graduação Administração Pública e Gerência de Cidades Modelos de Gestão e Gestão por Projetos Gestão da Integração de Projetos

Leia mais

Gestão de Segurança da Informação. Interpretação da norma NBR ISO/IEC 27001:2006. Curso e- Learning Sistema de

Gestão de Segurança da Informação. Interpretação da norma NBR ISO/IEC 27001:2006. Curso e- Learning Sistema de Curso e- Learning Sistema de Gestão de Segurança da Informação Interpretação da norma NBR ISO/IEC 27001:2006 Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste

Leia mais

Gerenciamento do Escopo do Projeto (PMBoK 5ª ed.)

Gerenciamento do Escopo do Projeto (PMBoK 5ª ed.) Gerenciamento do Escopo do Projeto (PMBoK 5ª ed.) De acordo com o PMBok 5ª ed., o escopo é a soma dos produtos, serviços e resultados a serem fornecidos na forma de projeto. Sendo ele referindo-se a: Escopo

Leia mais

PSP: Personal Software Process. PSP- Personal Software Process. PSP: Personal Software Process. PSP: Personal Software Process

PSP: Personal Software Process. PSP- Personal Software Process. PSP: Personal Software Process. PSP: Personal Software Process PSP- Personal Software Process Maria Cláudia F. P. Emer PSP: Personal Software Process z Já foram vistas ISO/IEC 9126 foco no produto ISO 9001 e CMM foco no processo de desenvolvimento z Critica a essas

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos Controle da Qualidade Total (CQT) Histórico Pré-história * Rebuscar ferramentas de caça Idade Média * Guildas - instituíam punições para os membros que produziam produtos de qualidade inferior; * Reis

Leia mais

INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL CONSTRUÇÃO CIVIL IV

INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL CONSTRUÇÃO CIVIL IV SETOR DE TECNOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ TC 042 - Construção Civil IV Prof.ª: MSc.: Heloisa Fuganti Campos 2 COMPETITIVIDADE NA CONSTRUÇÃO CIVIL INTRODUÇÃO NBR 15575 NORMA DE DESEMPENHO QUALIDADE

Leia mais

INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANA DEPARTAMENTO DE CONSTRUC A O CIVIL GERENCIAMENTO DE PROJETOS. PROFª MSc. HELOISA F.

INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANA DEPARTAMENTO DE CONSTRUC A O CIVIL GERENCIAMENTO DE PROJETOS. PROFª MSc. HELOISA F. GERENCIAMENTO DE S SETOR DE TECNOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL GERENCIAMENTO Prof.ª: MSc.: Heloisa Fuganti Campos 2 INTRODUÇÃO O gerenciamento de recursos humanos

Leia mais

Introdução Visão Geral Processos de gerenciamento de qualidade. Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas

Introdução Visão Geral Processos de gerenciamento de qualidade. Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas Introdução Visão Geral Processos de gerenciamento de qualidade Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas O que é qualidade? Qualidade é a adequação ao uso. É a conformidade às exigências. (ISO International

Leia mais

Sistemas de Gestão da Qualidade

Sistemas de Gestão da Qualidade Sistemas de Gestão da Qualidade Normas da série ISO 9000 Foram lançadas pela ISO (International Organization for Standardization) Entidade não governamental criada em 1947, com sede em Genebra - Suíça.

Leia mais

Prof.ª MSc. Heloisa Fuganti Campos 1

Prof.ª MSc. Heloisa Fuganti Campos 1 SETOR DE TECNOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL Prof.ª: MSc.: Heloisa Fuganti Campos 2 Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat à Instrumento do Governo

Leia mais

Qualidade de Software. Profª Rafaella Matos

Qualidade de Software. Profª Rafaella Matos Qualidade de Software Profª Rafaella Matos Introdução a qualidade de software Relatório do Caos Em 1995 o relatório do caos revelou dados alarmantes sobre investimentos feitos em softwares Relatório do

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação INF-108 Segurança da Informação Gestão de Segurança da Informação Prof. João Henrique Kleinschmidt Segurança da Informação Preservação de: Confidencialidade Integridade Disponibilidade Como a SI pode ser

Leia mais

OHSAS 18001:2007 SAÚDE E SEGURANÇA OCUPACIONAL

OHSAS 18001:2007 SAÚDE E SEGURANÇA OCUPACIONAL OHSAS 18001:2007 SAÚDE E SEGURANÇA OCUPACIONAL Requisitos gerais, política para SSO, identificação de perigos, análise de riscos, determinação de controles. CICLO DE PDCA (OHSAS 18001:2007) 4.6 ANÁLISE

Leia mais

Atuar no planejamento e execução das Auditorias da Qualidade. Estabelecer lista de verificação para auditoria;

Atuar no planejamento e execução das Auditorias da Qualidade. Estabelecer lista de verificação para auditoria; Página 1 de 9 AUDITORIAS DA QUALIDADE ETAPA 1. Objetivo geral: Atuar no planejamento e execução das Auditorias da Qualidade. Desempenho esperado: Estabelecer programa anual de auditorias; Elaborar agenda

Leia mais

ÁREAS DE CONHECIMENTO DO GERENCIAMENTO DE PROJETOS: UMA VISÃO DO PMBOK 5ª EDIÇÃO

ÁREAS DE CONHECIMENTO DO GERENCIAMENTO DE PROJETOS: UMA VISÃO DO PMBOK 5ª EDIÇÃO ÁREAS DE CONHECIMENTO DO GERENCIAMENTO DE PROJETOS: UMA VISÃO DO PMBOK 5ª EDIÇÃO Bruno O Neil da Silva, Esp. 1 Kilmer Pereira Boente, Esp. 2 Renata Miranda Pires Boente, MSc. 3 Resumo: Como as empresas

Leia mais

Gestão da Qualidade. Profa. Ms. Ana Cabanas 02/09/ Aula 2 - QUALIDADE TOTAL QUALIDADE TOTAL QUALIDADE TOTAL

Gestão da Qualidade. Profa. Ms. Ana Cabanas 02/09/ Aula 2 - QUALIDADE TOTAL QUALIDADE TOTAL QUALIDADE TOTAL Gestão da Qualidade Profa. Ms. Ana Cabanas - Aula 2 - QUALIDADE TOTAL Qualidade Assegura 1980 Aspectos segurança e responsabilidade civil Produto/serviço QUALIDADE TOTAL QUALIDADE TOTAL ISO 9000 Década

Leia mais

É o resultado indesejável de um processo ou trabalho; É o não atendimento de um requisito especificado;

É o resultado indesejável de um processo ou trabalho; É o não atendimento de um requisito especificado; Objetivo Problema TRATAMENTO DE NÃO CONFORMIDADE, AÇÕES CORRETIVAS E PREVENTIVAS Apresentar ferramentas para o tratamento de não conformidades e de solução de problemas. ANÁLISE BÁSICA DE UM PROBLEMA CONCEITOS

Leia mais

CellBus Plano de Gerenciamento de Qualidade Versão (1.3)

CellBus Plano de Gerenciamento de Qualidade Versão (1.3) CellBus Plano de Gerenciamento de Qualidade Versão (1.3) HISTÓRICO DE ALTERAÇÕES Data Versão Descrição Autor 24/09/2016 1.0 Criação do Documento Cibellie Adrianne 27/09/2016 1.1 Modificações e Alterações

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Prof. Dr. Marcelo Teixeira dos Santos

Gerenciamento de Projetos. Prof. Dr. Marcelo Teixeira dos Santos Gerenciamento de Projetos Prof. Dr. Marcelo Teixeira dos Santos Aula 5: EXECUTANDO O PROJETO Gerenciamento da Integração Gerenciamento da Qualidade Gerenciamento de Recursos Humanos Gerenciamento da Comunicação

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Novembro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Finalizar o conteúdo da Disciplina Governança de

Leia mais

Mestrado em Engenharia Alimentar. ISO (Métodos Quantitativos em melhoria de processos) Six Sigma

Mestrado em Engenharia Alimentar. ISO (Métodos Quantitativos em melhoria de processos) Six Sigma Mestrado em Engenharia Alimentar ISO 13053 (Métodos Quantitativos em melhoria de processos) Six Sigma Proposta de trabalho para a aula: - Fazerem uma revisão sobre a Metodologia DMAIC - Breve revisão sobre

Leia mais

Sistema da Gestão da Qualidade. Agradecimentos ao Prof. Robson Gama pela criação da apresentação original

Sistema da Gestão da Qualidade. Agradecimentos ao Prof. Robson Gama pela criação da apresentação original Sistema da Gestão da Qualidade Agradecimentos ao Prof. Robson Gama pela criação da apresentação original 1 CONCEITO QUALIDADE O que é Qualidade? 2 Qualidade Conjunto de características de um objeto ou

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE GERENCIAMENTO DO CONTROLE DA QUALIDADE DO PROJETO Por: Fernando Cezar Barreto de Oliveira Orientador Prof. Jorge Tadeu Vieira

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Project Management Institute. Prof. Miguel Torres

Gerenciamento de Projetos Project Management Institute. Prof. Miguel Torres Gerenciamento de Projetos Project Management Institute Prof. Miguel Torres miguel.torres@feol.com.br Objetivo do Curso Criar condições e proporcionar métodos para o desenvolvimento da capacidade gestora,

Leia mais

FORMAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DE GESTÃO DA QUALIDADE PARTE 1

FORMAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DE GESTÃO DA QUALIDADE PARTE 1 FORMAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DE GESTÃO DA QUALIDADE PARTE 1 Curso realizado de 23 a 26 de agosto /2010 OBJETIVO PARTE 1: Capacitar os participantes para: Ter habilidade para avaliar os requisitos da

Leia mais

DEFINIÇÕES DEFINIÇÕES DEFINIÇÕES INTRODUÇÃO DEFINIÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ 11/04/2016. PROFA. MSc. HELOISA F. CAMPOS 1

DEFINIÇÕES DEFINIÇÕES DEFINIÇÕES INTRODUÇÃO DEFINIÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ 11/04/2016. PROFA. MSc. HELOISA F. CAMPOS 1 SETOR DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL GERENCIAMENTO DE CUSTOS Prof.ª: MSc.: Heloisa Fuganti Campos 2 DEFINIÇÕES Custo: Valor dos bens e serviços consumidos na produção de outros bens e serviços.

Leia mais

Processamento. Atividades Agregar Valor Troughput*

Processamento. Atividades Agregar Valor Troughput* Processos Processo é qualquer atividade ou conjunto de atividades que toma um input, adiciona valor a ele e fornece um output a um cliente específico. Inputs podem ser materiais, informações, conhecimento,

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos MBA em EXCELÊNCIA EM GESTÃO DE PROJETOS E PROCESSOS ORGANIZACIONAIS Gerenciamento de s Planejamento e Gestão de s Prof. Msc. Maria C Lage Prof. Gerenciamento de Integração Agenda Gerenciamento da Integração

Leia mais

Módulo 8. NBR ISO Interpretação dos requisitos: 4.4.6, 4.4.7, 4.5.1, 4.5.2, 4.5.3, 4.5.4, 4.5.5, 4.6 Exercícios

Módulo 8. NBR ISO Interpretação dos requisitos: 4.4.6, 4.4.7, 4.5.1, 4.5.2, 4.5.3, 4.5.4, 4.5.5, 4.6 Exercícios Módulo 8 NBR ISO 14001 - Interpretação dos requisitos: 4.4.6, 4.4.7, 4.5.1, 4.5.2, 4.5.3, 4.5.4, 4.5.5, 4.6 Exercícios 4.4.6 Controle Operacional A organização deve identificar e planejar aquelas operações

Leia mais

VISÃO GERAL DO PMBOK. Profª Andrea Padovan Jubileu

VISÃO GERAL DO PMBOK. Profª Andrea Padovan Jubileu VISÃO GERAL DO PMBOK Profª Andrea Padovan Jubileu Áreas de Conhecimento da Gestão de Projetos (PMBOK Guide) Gestão de Projetos Ger. de Integração do Projeto Ger. do Escopo do Projeto Ger. de Tempo do Projeto

Leia mais

Gerenciamento do Escopo do Projeto

Gerenciamento do Escopo do Projeto Gerenciamento do Escopo do Projeto Ricardo Yugue Farmacêutico, MSc, MBA e PMP 2009-2018 Yugue Assessores Todos os direitos reservados Problemas que ocorrem com mais frequência nos projetos da organização

Leia mais

Correlações: Artigo 4 e Anexo II alterados pela Resolução CONAMA nº 381/06

Correlações: Artigo 4 e Anexo II alterados pela Resolução CONAMA nº 381/06 RESOLUÇÃO CONAMA nº 306, de 5 de julho de 2002 Publicada no DOU n o 138, de 19 de julho de 2002, Seção 1, páginas 75-76 Correlações: Artigo 4 e Anexo II alterados pela Resolução CONAMA nº 381/06 Estabelece

Leia mais

Padrões que auxiliam no gerenciamento da qualidade e segurança da informação de uma organização, a figura do profissional qualificado neste contexto

Padrões que auxiliam no gerenciamento da qualidade e segurança da informação de uma organização, a figura do profissional qualificado neste contexto Padrões que auxiliam no gerenciamento da qualidade e segurança da informação de uma organização, a figura do profissional qualificado neste contexto e como obter a qualificação para atender esta demanda.

Leia mais

ISO GESTÃO DE ENERGIA. Nigel H Croft Presidente do Conselho APCER Brasil Chairman, ISO/TC176/SC2 Quality Systems

ISO GESTÃO DE ENERGIA. Nigel H Croft Presidente do Conselho APCER Brasil Chairman, ISO/TC176/SC2 Quality Systems ISO 50001 GESTÃO DE ENERGIA Nigel H Croft Presidente do Conselho APCER Brasil Chairman, ISO/TC176/SC2 Quality Systems INICIATIVAS RECENTES DA ISO NA AREA DE SUSTENTABILIDADE (Slide cortesia Sr Rob Steele,

Leia mais

FORMAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 19011:2012 PROF. NELSON CANABARRO

FORMAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 19011:2012 PROF. NELSON CANABARRO FORMAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 19011:2012 PROF. NELSON CANABARRO PRINCÍPIOS ISO 9001:2015 1. Foco no cliente 2. Liderança 3. Engajamento das pessoas 4. Abordagem de processo 5. Melhoria

Leia mais

Unidade II TÉCNICAS DE RACIONALIZAÇÃO. Prof. Me. Livaldo dos Santos

Unidade II TÉCNICAS DE RACIONALIZAÇÃO. Prof. Me. Livaldo dos Santos Unidade II TÉCNICAS DE RACIONALIZAÇÃO DE PROCESSOS Prof. Me. Livaldo dos Santos Objetivos Ferramentas para análise dos processos Etapas do Processo de Racionalização Outras técnicas de apoio à melhoria

Leia mais

ISO 9001:2015 Processos obrigatórios

ISO 9001:2015 Processos obrigatórios ISO 9001:2015 Processos obrigatórios A ISO 9001:2015 Sistemas de gestão da qualidade Requisitos, tem como um dos princípios, ser uma norma que possa ser aplicada à qualquer tipo de empresa, dessa forma,

Leia mais

DESCRITORES (TÍTULOS E TERMOS)

DESCRITORES (TÍTULOS E TERMOS) SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE FAMÍLIA NBR ISO 9000 INDEXAÇÃO TEMÁTICA Abordagem de processo [VT: Princípios de Gestão da Qualidade] 0.2 / 2.4 0.2 / 4.3 0.2 Abordagem de sistemas de gestão da qualidade

Leia mais

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini /

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini   / Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / andre.belini@ifsp.edu.br MATÉRIA: SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Aula N : 11 Tema:

Leia mais

SÉRIE ISO SÉRIE ISO SÉRIE ISO GESTÃO AMBIENTAL E DA QUALIDADE GESTÃO AMBIENTAL E DA QUALIDADE SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL

SÉRIE ISO SÉRIE ISO SÉRIE ISO GESTÃO AMBIENTAL E DA QUALIDADE GESTÃO AMBIENTAL E DA QUALIDADE SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL 1993 - CRIAÇÃO DO COMITÊ TÉCNICO 207 (TC 207) DA ISO. NORMAS DA : ISO 14001 - SISTEMAS DE - ESPECIFICAÇÃO COM ORIENTAÇÃO PARA USO. ISO 14004 - SISTEMAS DE - DIRETRIZES GERAIS SOBRE PRINCÍPIOS, SISTEMAS

Leia mais