Belux. Campanha de Promoção Conjunta Turismo de Portugal & Brussels Airlines

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Belux. Campanha de Promoção Conjunta Turismo de Portugal & Brussels Airlines"

Transcrição

1 Belux Campanha de Promoção Conjunta Turismo de Portugal & Brussels Airlines 1. O Mercado Emissor da Bélgica Em 2008, no quadro global da procura turistica para Portugal, a Bélgica foi o décimo mercado emissor a nivel nacional, e oscila ente o sétimo e o nono mercado para os destinos regionais em Portugal (16º no caso dos Açores, cujos numeros se revelam marginais, quando comparados com as restantes Regiões). Hóspedes Posição Dormidas Posição Portugal Porto e Norte Centro Lisboa Alentejo Algarve Madeira Açores Fonte: Proturismo Se analisarmos os principais indicadores da procura turistica da Bélgica para Portugal, constatamos um ciclo de crescimento constante do numero de hóspedes nos últimos quatro anos, que não é acompanhado pelo aumento do numero de dormidas, o qual diminui de 2007 para Verifica-se também uma redução da estadia média, seguindo a tendência generalizada do mercado global do turismo. Saliente-se que o turista Belga é responsável por uma das maiores receitas médias por turista, quando comparado com outros mercados. Ano Hóspedes Dormidas Estadia Média 4,0 3,9 3,8 3,6 Receitas Receita Média Fonte: Proturismo 1 of 9

2 Relativamente à quota de mercado, a Bélgica representa apenas 2% da procura dos mercados estrangeiros para Portugal, em termos de hóspedes e de dormidas. (Fonte: Proturismo) Em 2008, Lisboa foi o principal destino regional dos turistas oriundos da Bélgica, absorvendo 39% do mercado, seguido pelo Algarve e pela Madeira. Note-se porém que o Algarve, com cerca de metade do numero de hóspedes de Lisboa, gera o mesmo numero de dormidas. (Fonte: Proturismo). Em termos de sazonalidade, 75% da procura concentra-se entre os meses de Maio e Outubro (Fonte: Proturismo). 2 of 9

3 2. Conjuntura Macro Economica no Belux A situação económica belga é tradicionalmente estável e positiva, apesar das sucessivas crises políticas a que o país se acostumou a assistir nos últimos tempos. No entanto, em 2008 assistiu-se a crescimentos reduzidos, aumento da inflação e do desemprego e redução do poder de compra médio, originado essencialmente por uma alta sucessiva do preço dos combustíveis. CRESCIMENTO DA ECONOMIA De acordo com os dados do Banco da Bélgica, o crescimento do PIB no segundo trimestre de 2008 foram uns escassos 0,2% e no terceiro trimestre foi ainda mais baixo. No entanto, a queda real fez-se sentir em Setembro. Neste momento, as perspectivas para 2009 são bastante mais pessimistas. As últimas previsões da Comissão Europeia para a Bélgica são de um crescimento do PIB para 2009 de 1,5% (1,7% em 2008), enquanto o FMI estima um crescimento de 0%. INFLAÇÃO A inflação atingiu o seu valor mais alto dos últimos 20 anos, situando-se nos 5,9% em Julho de Devido à baixa de preços das matérias-primas, estima-se que a situação estabilize em 2009 para uma taxa de inflação de 2,3% contra 2,2% na zona Euro. CONSUMO Tendo em consideração o sistema automático de indexação dos salários que vigora na Bélgica, prevê-se que a contestação salarial se mantenha moderada em 2009 (5%). Contudo, dadas as previsões para a inflação e o aumento do desemprego, prevê-se que o consumo não cresça para além de 1 ponto percentual. DESEMPREGO Em Setembro deste ano, a taxa de desemprego situou-se nos 6,6%, contra os 7,7% da zona Euro). Neste momento, estima-se que o número de desempregados cresça entre 10% a 15%, o que leva a uma taxa de desemprego estimada para 2009 de 7,5%. PRODUÇÃO Nos últimos anos, a produção tem seguido as taxas de crescimento do PIB, pelo que para 2009 prevê-se também um aumento entre 1% a 2%. 3 of 9

4 EXPORTAÇÃO Em 2008 o crescimento das exportações (3%) foi afectado pela paridade do Euro com o Dólar, situação que tem agora vindo a normalizar, pelo que para 2009, prevê-se um crescimento semelhante ao de Tendencias Procura Turistica Os impactos da crise financeira fazem-se já sentir nos padrões de consumo e comportamento, quer do consumidor final, quer na actuação dos circuitos de comercialização Consumidor Os prinicpais impactos da crise financeira no consumo turistico, ditam as seguintes tendencias no comportamento do consumidor: Escolha por destinos turisticos mais próximos em detrimento dos destinos intercontinentais; Aquisição das férias com uma antecedencia menor do que a habitual (mais perto da data de partida), por um lado devido ao clima de incerteza, e por outro lado, na expectativa de aproveitar as promoções de última hora; Adiamento ou cancelamento dos segundo, terceiro e quarto periodos de férias; Redução do periodo de férias Circuitos de Comercialização No que respeitam os circuitos de comercialização, perante o cenário da crise e o seu impacto no comportamento do consumidor, as prinicpais tendencias verificadas são: Esmagamento de preços na contratação Face as previsões de quebras dos prinicpais mercados emissores para Portugal, a oferta hoteleira tem vindo a contactar os Operadores Turisticos, demonstrando interesse em renegociar a contratação já efectuada, propondo preços mais reduzidos, ou mantendo os mesmos preços, enriquecem o produto incluindo no preço do alojamento uma actividade de animação, ou a utilização gratuita de servicos dentro da unidade de alojamento que, em situação normal, seriam cobrados; Reforço Planos de Marketing Constata-se por parte dos Operadores Turisticos a realização de esforços acrescidos na área do marketing, na maioria dos casos em parceria com os organismos nacionais de turismo, e em alguns casos, complementarmente, com a propria oferta de alojamento. Os destinos 4 of 9

5 concorrentes de Portugal, como a Espanha, a Turquia, a Grecia e a Tunisia, estão a efectuar acordos para a realização de acções de promoção conjuntas com os Operadores Turisticos. As principais ferramentas de marketing que estão a ser utilizadas são as campanhas na Televisão, os outdoors, e comunicação na Internet. Redução da capacidade contratada Num cenário mais pessimista, os Operadores Turisticos não afastam a hipótese de reduzirem a capacidade contratada, no sentido de minimizar eventuais prejuizos. 4. Ponto de Situação das Reservas Verão 2009 De acordo com os dados disponibilizados pela Associação dos Operadores Turisticos da Bélgica, a situacao das reservas de férias para o Verão de 2009, (dados até ao final do mês de Março 2009), comparativamente com o mesmo periodo em 2008, é o seguinte: Mercado Global: -8,6% Mercado Intercontinental: -15,5% Mercado Europeu: -8,3% Quanto aos principais destinos europeus, com produtos concorrenciais, temos: Grécia: +0,5% Tunisia: +0,4% Itália: -4,3% Turquia: -7,3% Marrocos: -9,6% Espanha: -12% Croácia: -12,2% Portugal: -13,9% Chipre: -19,4% Egipto: -27% Malta: -40,7% Verificamos assim que a quebra das reservas para Portugal é mais acentuada do que a quebras das reservas para o mercado global, e para o mercado Europeu. Ainda neste capitulo, em termos dos destinos regionais, temos o seguinte cenario: Faro: -15,4% Funchal: -10,7% Lisboa Regiao: -16,8% Lisboa City Breaks: -23,7% Porto e Norte: -31,0% Porto City Breaks: -19,4% Outros: -0,6% 5 of 9

6 No caso dos City Breaks, considerando o comportamento do mercado global (-17,4%), quer Lisboa, quer o Porto estão a perder quota de mercado, em relação aos destinos concorrentes. 5. Actuação Considerando: O impacto que a crise financeira internacional está a produzir no comportamento do consumidor no que respeita a aquisição de férias; A previsão do decréscimo do mercado global, e que o mesmo está a ser disputado de forma mais agressiva pelos destinos concorrentes de Portugal; A tendencia da procura por destinos europeus, em detrimento dos destinos intercontinentais; Estabelecemos uma parceria com a companhia aérea Brussels Airlines, para o desenvolvimento de uma campanha de promoção conjunta tática A Companhia Aérea Brussels Airlines A Brussels Airlines foi criada em 7 de Novembro de 2006, resultando da fusão entre a companhia aérea Belga SN Brussels Airlines, e a companhia aérea de baixo custo Virgin Express. Recentemente, a Lufthansa adquiriu 45% do seu capital (até então detido a 100% pela SN Airholding), com uma opção de compra de 100% até A Brussels Airlines opera a partir de Bruxelas, sendo responsável pela realização de cerca de 300 vôos diários para 55 destinos europeus, contando com a seguinte frota: Quantidade Avião Nº Lugares Destinos 14 Avro RJ Europa 12 Avro RJ Europa 6 Bae Europa Europa e Médio 4 A Oriente 4 A África 4 Boeing Europa 7 Boeing Europa 6 of 9

7 5.2. Operação da Brussels Airlines para Portugal (em curso) Época IATA Verão 2009 Frequências Semanais Tipo de Avião B737 e A Destinos Lisboa Porto Faro base de 4 7 em Jul e Ago Avro Capacidade/semana (nº lugares) a Recentemente, foi suprimida uma frequência diária na rota para Lisboa, que vem assim confirmar um maior impacto da crise financeira no produto city e short breaks, do que nos restantes produtos Resultados Operação da Brussels Airlines para Portugal (Jan. a Mar.) Lisboa /09 08/09 % Nº vôos ,6% Capacidade (nº Lugares) ,7% Nº Passageiros ,4% Porto /09 08/09 % Nº vôos ,8% Capacidade (nº Lugares) ,1% Nº Passageiros ,8% Faro /09 08/09 % Nº vôos ,6% Capacidade (nº Lugares) ,4% Nº Passageiros ,2% 7 of 9

8 De uma forma geral, este ano, comparativamente ao ano passado, regista-se uma quebra na capacidade disponivel e no numero de passageiros para os três destinos regionais operados pela Brussels Airlines para Portugal. As quebras mais acentuadas verificam-se para o Porto e para Lisboa, confirmando a tendencia do mercado, e o impacto da crise mais forte no produto city e short breaks Pressupostos da Campanha a) Modelo da Parceria O investimento total é financiado 44% pelo Turismo de Portugal e 56% pela Brussels Airlines. A implementação do plano de marketing é da inteira responsabilidade da Brussels Airlines. Todas as peças criativas são previamente aprovadas pelo Turismo de Portugal, e incorporam o respectivo logótipo e a imagem do destino. No final da campanha, a Brussels Airlines compromente-se a entregar ao Turismo de Portugal um relatório final com o impacto da campanha, quer em termos de vendas registadas, quer em termos da eficácia das ferramentas de marketing utilizadas. b) Tipologia de Acções Concentração do investimento, maioritariamente, em actividades promocionais dirigidas ao consumidor, que dão visibilidade ao destino, nomeadamente uma campanha de outdoors a nivel nacional (3.000 posições), e uma campanha massiva de rádio de um dia inteiro, nas principais emissoras de ambito nacional (total de 960 spots); c) Racional criativo O mote da campanha é Portuguese Week. Durante uma semana, a Brussels Airlines vai disponibilizar uma capacidade de lugares para qualquer um dos destinos regionais servidos pela companhia aérea para Portugal (Faro, Lisboa e Porto), a um preço super especial (119 ida e volta, com todas as taxas incluidas). As reservas só podem ser efectuadas durante essa semana, para viagens a efectuar no periodo compreendido entre os meses de Outubro 2009 e Março de Parte da comunicação é direccionada aos Operadores Turísticos e aos Agentes de Viagens, incentivando-os a venderem os destinos regionais, e outra parte ao consumidor final, incentivando-o a reservar directamente no portal internet. Trata-se de um modelo de comunicação/promoção já testado pela Brussels Airlines com outros destinos que operam, com resultados concretos e mensuráveis. 8 of 9

9 6. Plano de Marketing 6.1 Objectivos Faro: passageiros Lisboa: passageiros Porto: passageiros 6.2. Plano de Actividades (Anexo 1) 7. Parecer Apesar dos numeros relativos à operação da Brussels Airlines para Portugal no corrente ano estarem abaixo de 2008, o principal objectivo desta acção não consiste num apoio à Brussels Airlines. Trata-se de uma acção táctica de Marketing, que conjunga os interesses da Brussels Airlines, que pretende conquistar quota de mercado aos seus principais concorrentes (sobretudo à Ryan Air, e em parte à TAP Portugal), e do Turismo de Portugal, que tem como objectivo captar turistas do mercado do Belux para Portugal. No actual contexto de crise, em que o preço é um dos mais importante factores de decisão de compra dos consumidores, estamos convencidos que esta acção tem potencial para gerar compra de férias dos consumidores Belgas para Portugal, durante as épocas baixa e média, sobretudo para o produto city breaks, um dos que mais tem vindo a ser afectado pela actual crise financeira. Embora a Bélgica não se revele de facto um mercado estratégico para Portugal, gera de qualquer dos modos um fluxo importante de turistas, sobretudo para o Algarve e para Lisboa. Cremos que tem potencial para crescer para o Porto. O turista Belga tem também um poder de compra acima da média, pelo que o seu impacto é também maior nas receitas turisticas do país, quando comparados com turistas de outros mercados. Por último, para além do impacto quantitativo estimado ( turistas), a campanha irá gerar também notoriedade para Portugal, junto do trade, e junto do consumidor final, que serão intensamente impactados com informação sobre Portugal, cruzada entre vários meios, durante duas semanas. Haia, 13 de Agosto de of 9

Bélgica Dezembro Mercado em números

Bélgica Dezembro Mercado em números Dezembro 2016 Mercado em números Designação oficial: Reino da Capital: Bruxelas Localização: Europa Ocidental Fronteiras terrestres: 1.297 km com a Alemanha (133 km), França (556 km), Holanda (478 km)

Leia mais

Bélgica Junho Mercado em números

Bélgica Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Designação oficial: Reino da Capital: Bruxelas Localização: Europa Ocidental Fronteiras terrestres: 1.297 km com a Alemanha (133 km), França (556 km), Holanda (478 km) e Luxemburgo

Leia mais

Dinamarca Junho Mercado em números

Dinamarca Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Designação oficial: Reino da Capital: Copenhaga Localização: Norte da Europa Fronteiras terrestres: 140 km com a Alemanha Holanda Alemanha Bélgica Luxemburgo Rep. Checa Polónia

Leia mais

Hungria Setembro Mercado em números

Hungria Setembro Mercado em números Setembro 2016 Mercado em números Mercado em números setembro 2016 Designação oficial: Capital: Budapeste Localização: Europa Central Fronteiras terrestres: 2.106 km com a Áustria (321 km), Croácia (348

Leia mais

Suíça Junho Mercado em números

Suíça Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Mercado em números junho 2016 Designação oficial: Confederação Capital: Berna Localização: Europa Central Fronteiras terrestres: 1.770 km com a Alemanha (348 km), Áustria

Leia mais

Holanda Junho Mercado em números

Holanda Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Designação oficial: Reino da Capital: Amesterdão Localização: Europa Ocidental Fronteiras terrestres: 1.027 km com a Bélgica (450 km) e a Alemanha (577 km) Alemanha Bélgica

Leia mais

Holanda Setembro Mercado em números

Holanda Setembro Mercado em números Setembro 2016 Mercado em números Designação oficial: Reino da Capital: Amesterdão Localização: Europa Ocidental Fronteiras terrestres: 1.027 km com a Bélgica (450 km) e a Alemanha (577 km) Alemanha Bélgica

Leia mais

Itália Junho Mercado em números

Itália Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Designação oficial: República Italiana Capital: Roma Localização: Sul da Europa. Península que se estende pelo Mar Mediterrâneo a nordeste da Tunísia Fronteiras terrestres:

Leia mais

Itália Março Mercado em números

Itália Março Mercado em números Março 2016 Mercado em números Designação oficial: República Italiana Capital: Roma Localização: Sul da Europa. Península que se estende pelo Mar Mediterrâneo a nordeste da Tunísia Fronteiras terrestres:

Leia mais

Áustria Junho Mercado em números

Áustria Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Designação oficial: República da Capital: Viena Localização: Europa Central Alemanha Rep. Checa Eslováquia Liechtenstein Hungria Suíça Eslovénia Itália Fronteiras terrestres:

Leia mais

Estatísticas do Turismo 2001

Estatísticas do Turismo 2001 Informação à Comunicação Social 29 de Agosto de 22 Estatísticas do Turismo 21 Estando disponível na Internet a publicação Estatísticas do Turismo 21, o INE apresenta os principais resultados referentes

Leia mais

Barómetro de Conjuntura Verão Agências de Viagens

Barómetro de Conjuntura Verão Agências de Viagens Barómetro de Conjuntura Verão 17 Agências de Viagens Perspetivas verão 17 Visão regional Atividade turística em gerará melhores resultados neste verão, face ao verão de 16, na opinião de % dos agentes

Leia mais

Noruega Março Mercado em números

Noruega Março Mercado em números Março 2017 Mercado em números Designação oficial: Reino da Capital: Oslo Localização: Norte da Europa Suécia Finlândia Letónia Lituânia Dinamarca Bielorrússia Polónia Holanda Alemanha Ucrânia Rep. Checa

Leia mais

Noruega Dezembro Mercado em números

Noruega Dezembro Mercado em números Dezembro 2016 Mercado em números Designação oficial: Reino da Capital: Oslo Localização: Norte da Europa Suécia Finlândia Letónia Lituânia Dinamarca Bielorrússia Polónia Holanda Alemanha Ucrânia Rep. Checa

Leia mais

Brasil Setembro Mercado em números

Brasil Setembro Mercado em números Setembro 2016 Mercado em números Guiana Venezuela Suriname Columbia Guiana Francesa Designação oficial: República Federativa do Capital: Brasília Localização: Leste da América do Sul Peru Fronteiras terrestres:

Leia mais

Portugal. Turismo Interno. Mercados em Números. Rodapé

Portugal. Turismo Interno. Mercados em Números. Rodapé Turismo Interno Mercados em Números 1 Rodapé Designação oficial: República Portuguesa Capital: Lisboa Localização: Sudoeste da Europa Fronteiras terrestres: Espanha (1.241 km) Fronteiras marítimas: Madeira(1076,6

Leia mais

Espanha Setembro Mercado em números

Espanha Setembro Mercado em números Setembro 2016 Mercado em números Designação oficial: Reino de Capital: Madrid Localização: Sudoeste da Europa Fronteiras terrestres: Andorra (63,7 km), França (623 km), Gibraltar (1,2 km) e (1.241 km)

Leia mais

Portugal. Turismo Interno. Mercado em Números. Rodapé

Portugal. Turismo Interno. Mercado em Números. Rodapé Turismo Interno Mercado em Números 1 Rodapé Designação oficial: República Portuguesa Capital: Lisboa Localização: Sudoeste da Europa Fronteiras terrestres: Espanha (1.241 km) Fronteiras marítimas: Madeira(1076,6

Leia mais

Brasil Junho Mercado em números

Brasil Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Guiana Venezuela Suriname Columbia Guiana Francesa Designação oficial: República Federativa do Capital: Brasília Localização: Leste da América do Sul Peru Fronteiras terrestres:

Leia mais

Investimento e Comércio Entre Portugal e Brasil

Investimento e Comércio Entre Portugal e Brasil Investimento e Comércio Entre Portugal e Brasil Realizado para: Última Atualização 11/03/2016 Próxima Atualização 11/04/2016 I. Principais indicadores macroeconómicos entre Portugal-Brasil 2016 População,

Leia mais

ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR (*) E ÍNDICE HARMONIZADO DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Janeiro de 2003

ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR (*) E ÍNDICE HARMONIZADO DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Janeiro de 2003 Informação à Comunicação Social 21 de Fevereiro de 2003 ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR (*) E ÍNDICE HARMONIZADO DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Janeiro de 2003 Tema: Economia e Finanças Preços no consumidor aumentam

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DAS COMPANHIAS AÉREAS DE BAIXO CUSTO O CASO DO TURISMO RESIDENCIAL NO ALGARVE

A IMPORTÂNCIA DAS COMPANHIAS AÉREAS DE BAIXO CUSTO O CASO DO TURISMO RESIDENCIAL NO ALGARVE A IMPORTÂNCIA DAS COMPANHIAS AÉREAS DE BAIXO CUSTO NO DESENVOLVIMENTO DE SEGMENTOS DE MERCADO TURÍSTICO O CASO DO TURISMO RESIDENCIAL NO ALGARVE LISBOA, 28 DE NOVEMBRO DE 2008 CLÁUDIA RIBEIRO DE ALMEIDA

Leia mais

PORTUGAL - INDICADORES ECONÓMICOS. Evolução Actualizado em Março Unid. Fonte Notas

PORTUGAL - INDICADORES ECONÓMICOS. Evolução Actualizado em Março Unid. Fonte Notas Evolução 2007-2013 Actualizado em Março 2013 Unid. Fonte 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Notas População a Milhares Hab. INE 10.604 10.623 10.638 10.636 10.647 10.600 População tvh % INE 0,2 0,2 0,1

Leia mais

Hotelaria: Balanço & Perspetivas. Cristina Siza Vieira Presidente Executiva

Hotelaria: Balanço & Perspetivas. Cristina Siza Vieira Presidente Executiva Hotelaria: Balanço & Perspetivas Cristina Siza Vieira Presidente Executiva The Vintage Lisboa 22 de junho de 2016 AGENDA 1 BALANÇO DO 1º QUADRIMESTRE 2016 2 PERSPETIVAS VERÃO 2016 3 GRANDES EVENTOS IMPACTO

Leia mais

Investimento e Comércio Entre Portugal e Brasil

Investimento e Comércio Entre Portugal e Brasil Investimento e Comércio Entre Portugal e Brasil Realizado para: Última Atualização 19/05/2016 Próxima Atualização 15/06/2016 Copyright 2016 Portugal Economy Probe PE Probe Preparado pelo PE Probe para

Leia mais

China Dezembro Mercado em números

China Dezembro Mercado em números Dezembro 2016 Mercado em números Designação oficial: República Popular da Capital: Pequim Localização: Ásia Oriental Fronteiras terrestres: 22.457 Km com o Afeganistão (91 km), Butão (477 km), Burma (2.129

Leia mais

Hóspedes do estrangeiro compensam redução de dormidas pelos residentes

Hóspedes do estrangeiro compensam redução de dormidas pelos residentes Atividade Turística Fevereiro 2013 16 de Abril de 2013 Hóspedes do estrangeiro compensam redução de dormidas pelos residentes As dormidas na hotelaria atingiram 1,9 milhões, o que correspondeu a uma variação

Leia mais

Coreia do Sul Junho Mercado em números

Coreia do Sul Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Designação oficial: República da Coreia Capital: Seul Localização: Ásia Oriental Fronteiras terrestres: Sua única fronteira terrestre é com a Coreia do Norte Área total: 99

Leia mais

Coreia do Sul Março Mercado em números

Coreia do Sul Março Mercado em números Março 2017 Mercado em números Designação oficial: República da Coreia Capital: Seul Localização: Ásia Oriental Fronteiras terrestres: Sua única fronteira terrestre é com a Coreia do Norte Área total: 99

Leia mais

Actividade Turística 2009 (dados preliminares)

Actividade Turística 2009 (dados preliminares) 1177 DDEE MAARRÇÇOO DDEE 22000099 Actividade Turística 2009 (dados preliminares) Hotelaria com decréscimos nos principais indicadores Em Janeiro de 2009, os estabelecimentos hoteleiros registaram 1,7 milhões

Leia mais

SERVIÇO DE TELEVISÃO POR SUBSCRIÇÃO INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA 4º TRIMESTRE DE 2010

SERVIÇO DE TELEVISÃO POR SUBSCRIÇÃO INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA 4º TRIMESTRE DE 2010 SERVIÇO DE TELEVISÃO POR SUBSCRIÇÃO INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA 4º TRIMESTRE DE 2010 Serviço de Televisão por subscrição 4º trimestre 2010 1/22 Índice 1. Introdução... 4 2. Serviços de televisão por cabo...

Leia mais

2012: Uma nova vaga de desempregados da Construção

2012: Uma nova vaga de desempregados da Construção (milhares) 2012: Uma nova vaga de desempregados da Construção Durante a última década (2002-2012), o setor da Construção viveu a crise mais prolongada e intensa da sua história recente, com o ano de 2012

Leia mais

Ocupação Hoteleira da cidade do Rio de Janeiro Janeiro de 2012

Ocupação Hoteleira da cidade do Rio de Janeiro Janeiro de 2012 Ocupação Hoteleira da cidade do Rio de Janeiro Janeiro de 2012 Taxa de ocupação chegou a 82,08% Esta foi a maior taxa já apurada para um mês de janeiro Introdução A pesquisa sobre Ocupação Hoteleira da

Leia mais

Barómetro de Conjuntura verão Estabelecimentos Hoteleiros, Aldeamentos e Apartamentos Turísticos

Barómetro de Conjuntura verão Estabelecimentos Hoteleiros, Aldeamentos e Apartamentos Turísticos Barómetro de Conjuntura verão 2016 Estabelecimentos Hoteleiros, Aldeamentos e Apartamentos Turísticos ÍNDICE Sumário Executivo 3 Perspetivas de evolução da procura - verão 2016 - NUTS II e A.M. Lisboa

Leia mais

ABIH-RJ FECOMÉRCIO-RJ

ABIH-RJ FECOMÉRCIO-RJ 2015 ABIH-RJ FECOMÉRCIO-RJ ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Pesquisa mensal da ABIH-RJ que visa acompanhar a taxa de ocupação nas unidades de hospedagem da

Leia mais

Desemprego na Construção atinge novo máximo

Desemprego na Construção atinge novo máximo Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas Conjuntura da Construção n.º 59 Fevereiro

Leia mais

Relatório de. Português Língua Não Materna (PLNM) 2006/07 e 2007/08

Relatório de. Português Língua Não Materna (PLNM) 2006/07 e 2007/08 Relatório de Português Língua Não Materna (PLNM) e 2007/08 Dezembro de 2009 Índice 1. Introdução... 3 2. Análise comparativa da população escolar de PLNM nos anos lectivos de e 2007/08... 5 3. Análise

Leia mais

ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO 2013 ABIH-RJ FECOMÉRCIO-RJ ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Pesquisa mensal da ABIH-RJ que visa acompanhar a taxa de ocupação nas unidades de hospedagem da

Leia mais

Barómetro de Conjuntura verão Agências de Viagens

Barómetro de Conjuntura verão Agências de Viagens Barómetro de Conjuntura verão 2016 Agências de Viagens ÍNDICE Sumário Executivo 3 Perspetivas verão 2016 - NUTS II e A.M. Lisboa - Principais mercados Algarve e Madeira - Principais mercados Norte e Centro

Leia mais

ESGS Marketing II Plano de Marketing de SIC Lumina

ESGS Marketing II Plano de Marketing de SIC Lumina Relatório Final Correcção de aspectos menos desenvolvidos na análise do meio ambiente. De forma a responder a temas menos desenvolvidos e apontadas pelo Professor Doutor Fernando Gaspar, na qual sugere

Leia mais

a) b) c) d) NOME: NÚMERO: GRUPO I (10 Valores) VERSÃO A 1/7 FACULDADE DE ECONOMIA DO PORTO LICENCIATURA EM GESTÃO

a) b) c) d) NOME: NÚMERO: GRUPO I (10 Valores) VERSÃO A 1/7 FACULDADE DE ECONOMIA DO PORTO LICENCIATURA EM GESTÃO OBSERVAÇÕES: (i) A duração da prova é de 2 horas; (ii) Não é permitida a consulta de quaisquer elementos, nem são prestados quaisquer esclarecimentos; (iii) Responda ao Grupo I na tabela constante desta

Leia mais

Valor médio de avaliação bancária acentua diminuição

Valor médio de avaliação bancária acentua diminuição 25 de novembro de 2014 Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação Outubro de 2014 Valor médio de avaliação bancária acentua diminuição O valor médio de avaliação bancária 1 do total do País diminuiu 1,5%

Leia mais

Estatísticas de Alojamento turístico, 2015

Estatísticas de Alojamento turístico, 2015 Estatísticas de Alojamento turístico, 2015 Departamento de Estatísticas Económicas Serviço de Estatísticas de Comércio, Turismo e Transportes Rute Cruz Calheiros CSE - GT DEM, 27/10/2016 As estatísticas

Leia mais

PORTUGAL - INDICADORES ECONÓMICOS. Evolução Actualizado em Dezembro de Unid. Fonte Notas 2010

PORTUGAL - INDICADORES ECONÓMICOS. Evolução Actualizado em Dezembro de Unid. Fonte Notas 2010 Evolução 2004-2010 Actualizado em Dezembro de 2010 Unid. Fonte 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 Notas 2010 População a Milhares Hab. INE 10.509 10.563 10.586 10.604 10.623 10.638 10.638 3º Trimestre

Leia mais

Dados mensais. Barómetro setorial. Barómetro distrital. Análise fenómeno a fenómeno. Análise de tendências. Nascimentos. Mensal

Dados mensais. Barómetro setorial. Barómetro distrital. Análise fenómeno a fenómeno. Análise de tendências. Nascimentos. Mensal Período 2009-2013 Dados mensais Análise fenómeno a fenómeno Análise de tendências Barómetro setorial Barómetro distrital Nascimentos Nascimentos vs encerramentos Mensal Acumulado Mensal Acumulado Encerramentos

Leia mais

A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2014 foi 15,1%

A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2014 foi 15,1% 09 de maio de 2014 Estatísticas do Emprego 1º trimestre de 2014 A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2014 foi 15,1 A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2014 foi 15,1. Este

Leia mais

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de Fevereiro de 2011

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de Fevereiro de 2011 Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de Fevereiro de 2011 Banco de Portugal divulga as Estatísticas da Balança de Pagamentos e da Posição de Investimento Internacional referentes a 2010 O Banco de

Leia mais

ANÁLISES DESTA EDIÇÃO

ANÁLISES DESTA EDIÇÃO Observatório D O T U R I S M O D E L I S B O A Dados de janeiro 2015 ANÁLISES DESTA EDIÇÃO EVOLUÇÃO DOS MERCADOS > Dados da Hotelaria > Cidade de Lisboa > Região de Lisboa INFOGOLFE E CRUZEIROS INDÍCES

Leia mais

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E INOVAÇÃO

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E INOVAÇÃO MINISTÉRIO DA ECONOMIA E INOVAÇÃO Índice Introdução Preço Médio por Dormida Proveito Médio de Aposento por Cama Conceitos Anexos Proveitos e Custos nos Estabelecimentos Hoteleiros Ano de 2004 Página 2

Leia mais

Gastronomia & Vinhos no contexto do Plano Estratégico Nacional do Turismo. Santarém, 16 de Outubro

Gastronomia & Vinhos no contexto do Plano Estratégico Nacional do Turismo. Santarém, 16 de Outubro Gastronomia & Vinhos no contexto do Plano Estratégico Nacional do Turismo Santarém, 16 de Outubro - 2008 PENT- Plano Estratégico Nacional do Turismo Uma estratégia para o desenvolvimento do Turismo em

Leia mais

Atividade Turística manteve resultados positivos em 2015

Atividade Turística manteve resultados positivos em 2015 Estatísticas do Turismo 2015 28 de julho de 2016 Atividade Turística manteve resultados positivos em 2015 Segundo os dados mais recentes publicados pela Organização Mundial de Turismo, as chegadas de turistas

Leia mais

OBSERVATÓRIO. Exportações e Investimento Externo. Novembro 2016

OBSERVATÓRIO. Exportações e Investimento Externo. Novembro 2016 OBSERVATÓRIO Exportações e Investimento Externo Novembro O presente documento constitui uma análise do desempenho recente das relações económicas de Portugal com o estrangeiro, ao nível das exportações

Leia mais

OBSERVATÓRIO DO TURISMO DE LISBOA ANÁLISES DESTA EDIÇÃO DADOS DE FEVEREIRO 2014 EVOLUÇÃO DOS MERCADOS INFOGOLFE E CRUZEIROS INDÍCES POR REGIÃO

OBSERVATÓRIO DO TURISMO DE LISBOA ANÁLISES DESTA EDIÇÃO DADOS DE FEVEREIRO 2014 EVOLUÇÃO DOS MERCADOS INFOGOLFE E CRUZEIROS INDÍCES POR REGIÃO DO TURISMO DE LISBOA DADOS DE FEVEREIRO ANÁLISES DESTA EDIÇÃO EVOLUÇÃO DOS MERCADOS > Dados da Hotelaria > Cidade de Lisboa > Região de Lisboa INFOGOLFE E CRUZEIROS INDÍCES POR REGIÃO Os dados contidos

Leia mais

A taxa de desemprego estimada foi 13,5%

A taxa de desemprego estimada foi 13,5% 4 de fevereiro de 2015 Estatísticas do Emprego 4º trimestre de 2014 A taxa de desemprego estimada foi 13,5 A taxa de desemprego estimada para o 4º trimestre de 2014 foi 13,5. Este valor é superior em 0,4

Leia mais

França Junho Mercado em números

França Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Designação oficial: República Francesa Capital: Paris Localização: Europa Ocidental Bélgica Alemanha Fronteiras terrestres: 2.751 km com a Alemanha (418 km), Andorra (55 km),

Leia mais

% 70 54,5. 2 Inclui atividades de inovação abandonadas ou incompletas

% 70 54,5. 2 Inclui atividades de inovação abandonadas ou incompletas Principais resultados do CIS 214 - Inquérito Figura 1 Atividades de, CIS 212 - CIS 214 () Comunitário à Inovação 7 6 54,5 53,8 Setembro de 216 5 4 3 41,2 44,6 25,9 28,3 35,2 33,5 33, 32,6 26,1 2 A Direção-Geral

Leia mais

Estatísticas do Emprego 4º trimestre de A taxa de desemprego do 4º trimestre de 2008 foi de 7,8% 17 de Fevereiro de 2009

Estatísticas do Emprego 4º trimestre de A taxa de desemprego do 4º trimestre de 2008 foi de 7,8% 17 de Fevereiro de 2009 Estatísticas do Emprego 4º trimestre de 2008 17 de Fevereiro de 2009 A taxa de desemprego do 4º trimestre de 2008 foi de 7,8% A taxa de desemprego estimada para o 4º trimestre de 2008 foi de 7,8%. Este

Leia mais

Valor médio de Avaliação Bancária de Habitação com ligeira diminuição

Valor médio de Avaliação Bancária de Habitação com ligeira diminuição Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação Fevereiro de 2010 26 de Março 2010 Valor médio de Avaliação Bancária de Habitação com ligeira diminuição O valor médio de avaliação bancária 1 de habitação no

Leia mais

Quanto ao valor do emprego total na cidade, estima-se que fosse em 2000 de

Quanto ao valor do emprego total na cidade, estima-se que fosse em 2000 de 5 Estrutura Económica 5.1 Dados socioeconómicos Emprego e actividade económica na cidade Trabalhadores por conta de outrem No que se refere ao emprego, e mais concretamente à informação disponível sobre

Leia mais

Anuário Estatístico do Turismo de Bonito

Anuário Estatístico do Turismo de Bonito Anuário Estatístico do Turismo de Bonito Ano Base - 2016 Realização: Apoio: ANUÁRIO ESTATÍSTICO DO TURISMO DE BONITO ANO BASE 2016 O Anuário Estatístico do Turismo é a compilação dos dados coletados pelo

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

O tecido empresarial da Região Autónoma da Madeira: Caracterização Evolução Crescimento empresarial MADEIRA Funchal, 10 de Novembro de 2011

O tecido empresarial da Região Autónoma da Madeira: Caracterização Evolução Crescimento empresarial MADEIRA Funchal, 10 de Novembro de 2011 O tecido empresarial da Região Autónoma da Madeira: Caracterização Evolução Crescimento empresarial MADEIRA 2011 Funchal, 10 de Novembro de 2011 BUSINESS PLAN Financial Analysis Agenda O tecido empresarial

Leia mais

DESEMPREGO DA CONSTRUÇÃO: O PIOR AINDA ESTÁ PARA VIR?

DESEMPREGO DA CONSTRUÇÃO: O PIOR AINDA ESTÁ PARA VIR? (%) (%) DESEMPREGO DA CONSTRUÇÃO: O PIOR AINDA ESTÁ PARA VIR? É possível evitar o colapso e as suas consequências para o País? 1) DESEMPREGO NA CONSTRUÇÃO: UM FLAGELO SOCIAL O desemprego global da economia

Leia mais

Anuário das Estatísticas do Turismo 2009

Anuário das Estatísticas do Turismo 2009 Anuário das Estatísticas do Turismo 2009 1 Índice CAPÍTULO I - Séries Internacionais e Nacionais 2001 a 2009 3 Fluxos Turísticos Internacionais 4 O Turismo na Economia Nacional 12 O Alojamento Turístico

Leia mais

DADOS ESTATÍSTICOS. EXPORTAÇÃO e EXPEDIÇÃO de VINHOS e PRODUTOS VÍNICOS JUNHO

DADOS ESTATÍSTICOS. EXPORTAÇÃO e EXPEDIÇÃO de VINHOS e PRODUTOS VÍNICOS JUNHO DADOS ESTATÍSTICOS EXPORTAÇÃO e EXPEDIÇÃO de VINHOS e PRODUTOS VÍNICOS JUNHO - 2010 Fonte: INE, IP Elaboração: IVV, IP - Departamento de Organização, Estudos de Mercado e Promoção (DOEMP) 1º semestre de

Leia mais

Subtítulo da Apresentação

Subtítulo da Apresentação Subtítulo da Apresentação MOTIVAÇÃO METODOLOGIA 15 cidades analisadas Análise do valor médio dos imóveis cadastrados no VivaReal 15 cidades + 1,8 mi Maior Base de imóveis entre os portais Análise de Intenção

Leia mais

A Economia Portuguesa Dados Estatísticos Páginas DADOS ESTATÍSTICOS

A Economia Portuguesa Dados Estatísticos Páginas DADOS ESTATÍSTICOS DADOS ESTATÍSTICOS A Economia Portuguesa Dados Estatísticos Páginas I. DADOS NACIONAIS 1. POPULAÇÃO 1.1 População Residente por Sexo e Grupo Etário: Censos 1 1.2 População Residente - Estimativas 1 2.

Leia mais

ANÚNCIO DOS RESULTADOS CONSOLIDADOS EM 2003

ANÚNCIO DOS RESULTADOS CONSOLIDADOS EM 2003 CIMPOR-CIMENTOS DE PORTUGAL, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua Alexandre Herculano, 35 1250-009 LISBOA Capital Social: 672.000.000 Euros Registada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa, sob

Leia mais

Alemanha Março Mercado em números

Alemanha Março Mercado em números Março 2016 Mercado em números Designação oficial: República Federal da Capital: Berlim Ireland Great Britain Denmark Netherlands Germany Belgium Poland Localização: Europa Central Fronteiras terrestres:

Leia mais

Nova queda do PIB não surpreende mercado

Nova queda do PIB não surpreende mercado Nova queda do PIB não surpreende mercado Os dados do Produto Interno Bruto (PIB) divulgados pelo Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia (IBGE) nesta primeira semana de março mostram a tendência

Leia mais

1º Caderno de Exercícios

1º Caderno de Exercícios 1º Caderno de Exercícios Exercícios Referentes aos Capítulos 1 e 2 do Programa 1. Considere os seguintes elementos referentes ao Capital e o valor da Produção na empresa do Sr. A, ao longo dos últimos

Leia mais

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de fevereiro de 2013

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de fevereiro de 2013 Nota de Informação Estatística Lisboa, de fevereiro de 3 Banco de Portugal divulga estatísticas da balança de pagamentos e da posição de investimento internacional referentes a O Banco de Portugal publica

Leia mais

O MUNDO A RAM COMPROMISSO COM A ESTRATÉGIA UM DUPLO RECONHECIMENTO O EXEMPLO A RETER

O MUNDO A RAM COMPROMISSO COM A ESTRATÉGIA UM DUPLO RECONHECIMENTO O EXEMPLO A RETER O MUNDO A RAM COMPROMISSO COM A ESTRATÉGIA UM DUPLO RECONHECIMENTO O EXEMPLO A RETER 1. ENQUADRAMENTO INTERNACIONAL 1. ENQUADRAMENTO INTERNACIONAL -7% -5% WRD 2,9% PT 5,8% RAM 25% EM 2001 RAM 2013

Leia mais

PERSPECTIVAS DA ECONOMIA BRASILEIRA. Gustavo Loyola

PERSPECTIVAS DA ECONOMIA BRASILEIRA. Gustavo Loyola PERSPECTIVAS DA ECONOMIA BRASILEIRA Gustavo Loyola Cenário Internacional 3 Desaceleração suave nos próximos anos, mas ainda com crescimento em ritmo elevado Crescimento moderado, limitado pela necessidade

Leia mais

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 31de julho e em 15 de agosto de 2012.

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 31de julho e em 15 de agosto de 2012. Situação de Seca Meteorológica em 15 agosto Contributo do Instituto de Meteorologia, I.P. para o Acompanhamento e Avaliação dos Efeitos da Seca 1. Situação Atual de Seca Meteorológica A situação de seca

Leia mais

Portugal: Estatísticas de Relacionamento Económico com a China

Portugal: Estatísticas de Relacionamento Económico com a China Balança Comercial de Bens de Portugal com a China 15/11 a 16/15 b Exportações 396,6 778,0 657,5 839,7 839,0 27,1 712,3 540,7-24,1 Importações 1.526,0 1.391,3 1.370,4 1.599,1 1.777,6 4,4 1.497,7 1.509,0

Leia mais

AGENDA CARACTERIZAÇÃO DA FILEIRA VINHO E AZEITE AVALIAÇÃO DO POTENCIAL DE INTERNACIONALIZAÇÃO DAS EMPRESAS ADERENTES DEBATE DE IDEIAS CONCLUSÕES

AGENDA CARACTERIZAÇÃO DA FILEIRA VINHO E AZEITE AVALIAÇÃO DO POTENCIAL DE INTERNACIONALIZAÇÃO DAS EMPRESAS ADERENTES DEBATE DE IDEIAS CONCLUSÕES AGENDA CARACTERIZAÇÃO DA AVALIAÇÃO DO POTENCIAL DE INTERNACIONALIZAÇÃO DAS EMPRESAS ADERENTES DEBATE DE IDEIAS CONCLUSÕES ENQUADRAMENTO ECONÓMICO Portugal Norte Terras de Trás-os- Montes Douro Alto Tâmega

Leia mais

Portugal subiu nove lugares no ranking do desemprego com o Governo PS/ Sócrates. Desemprego aumentou desde que o Governo PS/Sócrates tomou posse

Portugal subiu nove lugares no ranking do desemprego com o Governo PS/ Sócrates. Desemprego aumentou desde que o Governo PS/Sócrates tomou posse Portugal subiu nove lugares no ranking do desemprego com o Governo PS/ Sócrates Desemprego aumentou desde que o Governo PS/Sócrates tomou posse Portugal passou do 14º para o 5º lugar do ranking do desemprego

Leia mais

Índices de Preços. Em 12

Índices de Preços. Em 12 Indicadores econômicos Índices de Preços IPC/FIPE IPCA Período Em 12 Em 12 Mensal No ano Mensal No ano meses meses Jan. 0,52 0,52 4,27 0,54 0,54 4,56 Fev. 0,19 0,71 4,12 0,49 1,03 4,61 Mar. 0,31 1,02 4,33

Leia mais

Escola Secundária de Pinheiro e Rosa. Curso Tecnológico de Desporto. Estágio

Escola Secundária de Pinheiro e Rosa. Curso Tecnológico de Desporto. Estágio Nome: Priscila Josué Domingos Nº 17 Ano/Turma: 12º G Professor responsável: André Lara Ramos Índice 1) Introdução... 3 2) Caracterização Geral... 4 2.1) Identificação... 4 2.1.1) Contactos... 4 2.2) Área

Leia mais

BPI Brasil DIVERSIFICAÇÃO. Fundo de Investimento Aberto Flexível. Tipo de Fundo: Data de Início: 8 de Fevereiro de 2000

BPI Brasil DIVERSIFICAÇÃO. Fundo de Investimento Aberto Flexível. Tipo de Fundo: Data de Início: 8 de Fevereiro de 2000 BPI Brasil DIVERSIFICAÇÃO Tipo de Fundo: Fundo de Investimento Aberto Flexível Data de Início: 8 de Fevereiro de 2000 Objectivo: Política de Distribuição de Rendimentos: Banco Depositário: Locais de Comercialização:

Leia mais

Observatório. do Turismo. Cabo Verde

Observatório. do Turismo. Cabo Verde Observatório do Turismo Cabo Verde Emanuel Almeida, Beja, 03 de Maio 2012 Agenda I. CABO VERDE E O SECTOR DO TURISMO 1. Importância do Turismo 2. Estatísticas do Turismo em CV II. OBSERVATÓRIO DO TURISMO

Leia mais

Taxa de desemprego estimada em 12,4%

Taxa de desemprego estimada em 12,4% 11 de maio de 216 Estatísticas do Emprego 1.º trimestre de 216 Taxa de desemprego estimada em 12,4 A taxa de desemprego no 1.º trimestre de 216 foi 12,4. Este valor é superior em,2 pontos percentuais (p.p.)

Leia mais

Mercados. informação estatística. Mercado Alemanha. Empresas Portuguesas Exportadoras de Bens Análise de Exposição a Mercados Externos

Mercados. informação estatística. Mercado Alemanha. Empresas Portuguesas Exportadoras de Bens Análise de Exposição a Mercados Externos Mercados informação estatística Empresas Portuguesas Exportadoras de Bens Análise de Exposição a Mercados Externos Mercado Alemanha Janeiro de 2016 Índice 1. Evolução das trocas comerciais de bens de Portugal

Leia mais

Índices de Preços. Em 12

Índices de Preços. Em 12 Indicadores econômicos Índices de Preços IPC/FIPE IPCA Período Em 12 Em 12 Mensal No ano Mensal No ano meses meses Jan. 0,46 0,46 6,27 0,48 0,48 5,84 Fev. 0,27 0,73 5,52 0,55 1,03 5,90 Mar. 0,40 1,14 6,28

Leia mais

E depois da troika? Viver com o memorando. Fernando Faria de Oliveira. Caixa Geral de Depósitos

E depois da troika? Viver com o memorando. Fernando Faria de Oliveira. Caixa Geral de Depósitos E depois da troika? Viver com o memorando. Fernando Faria de Oliveira Caixa Geral de Depósitos Centro de Congressos de Lisboa, 4 de Julho 2011 A comportamento do mercado em relação ao risco da dívida soberana

Leia mais

Residentes em Portugal realizaram 15,4 milhões de viagens turísticas em 2010

Residentes em Portugal realizaram 15,4 milhões de viagens turísticas em 2010 PROCURA TURÍSTICA DOS RESIDENTES Janeiro a Dezembro de 2010 30 de Maio de 2011 Residentes em Portugal realizaram 15,4 milhões de viagens turísticas em 2010 Em 2010 foram realizadas cerca de 15,4 milhões

Leia mais

SAG GEST SOLUÇÕES AUTOMÓVEL GLOBAIS, SGPS, SA Sociedade Aberta

SAG GEST SOLUÇÕES AUTOMÓVEL GLOBAIS, SGPS, SA Sociedade Aberta SAG GEST SOLUÇÕES AUTOMÓVEL GLOBAIS, SGPS, SA Sociedade Aberta Sede: Estrada de Alfragide, 67, Amadora Capital Social: 169.764.398,00 NIPC 503 219 886 Matriculada na Conservatória do Registo Comercial

Leia mais

ESTATÍSTICAS DO TURISMO TOURISM STATISTICS

ESTATÍSTICAS DO TURISMO TOURISM STATISTICS ESTATÍSTICAS DO TURISMO TOURISM STATISTICS 2008 2012 Secretaria Regional da Cultura, Turismo e Transportes Avenida Arriaga, 18 9004-519 Funchal Madeira Telf: 351-291 211 900 Fax: 351-291 232 151 e-mail:

Leia mais

Resumo de Imprensa Noticias

Resumo de Imprensa Noticias Resumo de Imprensa 19-12-2011 Noticias Diário de Noticias - Pina Monteiro toma posse como Chefe do Estador-Maior do Exército - UE vai pedir à Grã-Bretanha 30,9 mil ME para o FMI - Marcelo critica Passos:

Leia mais

França Dezembro Mercado em números

França Dezembro Mercado em números Dezembro 2015 Mercado em números Designação oficial: República Francesa Capital: Paris Localização: Europa Ocidental Bélgica Alemanha Fronteiras terrestres: 2.751 km com a Alemanha (418 km), Andorra (55

Leia mais

Edifícios licenciados aumentaram 7,4% e edifícios concluídos cresceram 12,2%

Edifícios licenciados aumentaram 7,4% e edifícios concluídos cresceram 12,2% Construção: Obras licenciadas e concluídas 2º Trimestre de 2017 - Dados preliminares 13 de setembro de 2017 Edifícios licenciados aumentaram 7,4% e edifícios concluídos cresceram 12,2% No 2º trimestre

Leia mais

Actividades Náuticas

Actividades Náuticas Região de Setúbal: Oportunidades de Desenvolvimento, 19 de Setembro de 2008 Setúbal Economia do Mar e Zonas Ribeirinhas Actividades Náuticas João Figueira de Sousa Instituto de Dinâmica do Espaço FCSH

Leia mais

Newsletter Informação Semanal a

Newsletter Informação Semanal a EUR / Kg Peso Carcaça CONJUNTURA SEMANAL Newsletter Informação Semanal 04-01 a 10-01- As Newsletter do SIMA podem também ser consultadas no facebook em: https://www.facebook.com/sima.portugal Na semana

Leia mais

Reunião Técnica - ENOTURISMO PRODUTO ESTRATÉGICO PARA PORTUGAL - CONCLUSÕES

Reunião Técnica - ENOTURISMO PRODUTO ESTRATÉGICO PARA PORTUGAL - CONCLUSÕES Reunião Técnica - ENOTURISMO PRODUTO ESTRATÉGICO PARA PORTUGAL - CONCLUSÕES Cartaxo, 30 de Junho de 2009 Na sequência da reflexão desenvolvida ao longo deste dia de trabalho, foi possível comprovar que

Leia mais

SÍNTESE DE CONJUNTURA

SÍNTESE DE CONJUNTURA SÍNTESE DE CONJUNTURA Mensal dezembro 2016 - Newsletter ÍNDICE EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2 Atividade global... 2 Atividade setorial... 3 - Produção... 3 - Volume de negócios... 4 Comércio internacional...

Leia mais

França Março Mercado em números

França Março Mercado em números Março 2017 Mercado em números Designação oficial: República Francesa Capital: Paris Localização: Europa Ocidental Bélgica Alemanha Fronteiras terrestres: 2.751 km com a Alemanha (418 km), Andorra (55 km),

Leia mais

França Dezembro Mercado em números

França Dezembro Mercado em números Dezembro 2016 Mercado em números Designação oficial: República Francesa Capital: Paris Localização: Europa Ocidental Bélgica Alemanha Fronteiras terrestres: 2.751 km com a Alemanha (418 km), Andorra (55

Leia mais

Liberalização do Aborto em Portugal, 2 anos depois. FPV Lisboa, 10 de Fevereiro de 2009

Liberalização do Aborto em Portugal, 2 anos depois. FPV Lisboa, 10 de Fevereiro de 2009 Liberalização do Aborto em Portugal, 2 anos depois FPV Mais Aborto em Portugal O que mudou desde 2007 O que se disse 2007 Fevereiro Novembro 2008 Junho Aborto Legal, Raro e Seguro defendeu o sim O ministro

Leia mais

Newsletter Informação Semanal a

Newsletter Informação Semanal a EUR / Kg Peso Carcaça CONJUNTURA SEMANAL Newsletter Informação Semanal 19-10 a 25-10- COTAÇÕES MÉDIAS NACIONAIS - SEMANAIS As Newsletter do SIMA podem também ser consultadas no facebook em: https://www.facebook.com/sima.portugal

Leia mais