PANORAMA DO ENSINO DE TURISMO NO BRASIL: GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PANORAMA DO ENSINO DE TURISMO NO BRASIL: GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO"

Transcrição

1 PANORAMA DO ENSINO DE TURISMO NO BRASIL: GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO RESUMO: Apresenta as instituições educacionais do Brasil e a distribuição por universidades públicas, estaduais e instituições isoladas. Os cursos de graduação em Turismo, Hotelaria e áreas afins, atualizados, são mostrados por estados e regiões. A seguir revela o levantamento dos vinte e um (21) cursos de pósgraduação (lato sensu), em funcionamento, e a distribuição por estados e regiões. Cursos de pós-graduação que se iniciam no segundo semestre de 1996 são abordados e agrupados por áreas. Os cursos de pós-graduação (stricito sensu) são destacados e separados: os de mestrado e os de doutorado. Conclui-se com os principais resultados do levantamento sobre cursos de pós-graduação (lato sensu): carga horária, obrigatoriedade de monografia, oferecimento de matrícula (se semestral e ou/anual), professores convidados (se do Brasil e/ou do exterior). Finaliza falando sobre as diversas áreas em que os cursos estão inseridos nas instituições. CURRÍCULO RESUMIDO: Marilia Gomes dos Reis Ansarah: Bacharel em Turismo e Doutora pela ECA/USP em Ciências da Comunicação, com especialização em turismo. Coordenadora e Professora Titular da disciplinas de Turismo e Lazer do curso de turismo da Universidade Paulista (UNIP). Professora dos cursos de pós-graduação (Lato Sensu) em Lazer, disciplina Pesquisa em Lazer, da Universidade Estadual de Londrina (PR) e do SENAC (SP). Professora do curso de pós-graduação Empresas de Turismo, disciplina Turismo na Atualidade da AELIS, da cidade de Santos. Coordenadora e professora do curso de pós-graduação Manegement nas Empresas de Turismo, na Universidade Federal de Sergipe. Co-tradutora do livro de Joffre Dumazedier - Revolução cultural do tempo livre. Marilia Gomes dos Reis Ansarah Rua Ministro Américo Marco Antonio, São Paulo - SP Tel.:/Fax.: (011) /05/1996 1

2 PANORAMA DO ENSINO EM TURISMO NO BRASIL: GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO INTRODUÇÃO Marilia Gomes dos Reis Ansarah As Instituições Educacionais no Brasil subdividem-se em públicas e privadas. Fazem parte das públicas as universidades em âmbito federal e estadual, oferecendo cursos de graduação e de pós-graduação. Das privadas, fazem parte as universidades particulares e as instituições isoladas 1, oferecendo também cursos de graduação e de pós-graduação (lato sensu e stricto sensu). Os cursos de graduação de Turismo e Hotelaria no Brasil tiveram origem na década de 1970, especificamente na cidade de São Paulo. Até 1976 não ultrapassavam dez em todo o país, mas, apesar da crise dos anos oitenta, proliferaram. Além desses, nesta década, surgiram áreas novas como Geografia com ênfase em Planejamento Turístico, Administração com ênfase em Hotelaria e recentemente Arquitetura e Urbanismo com ênfase em Turismo. Nos final dos oitenta aparecem os cursos de pós-graduação (lato sensu) e nos anos noventa os cursos (stricto sensu) em Turismo. Como o Turismo é um campo de estudo interdisciplinar e multidisciplinar, necessita das outras ciências, o que se observa é que nas várias instituições de ensino do país, os cursos ora se apresentam no Departamento de Comunicações (em sua maioria), ora no Departamento de Administração e, mais recentemente, nos Departamentos de Geografia e Arquitetura, denotando não haver uma linha bem definida. Atualmente no MEC está havendo um estudo para definir a área em que deve estar inserido. Por ocasião de realização de eventos, desenvolvimento de pesquisas e outras atividades científicas na área, tiveram-se inúmeras dificuldades em ter acesso a um mailing atualizado das escolas brasileiras que ministram esses 1 São consideradas instituições isoladas as faculdades, as associações de ensino, os institutos, as fundações, os centros de estudos, entre outros. 2

3 cursos. Mesmo consultando professores e entidades da área, as listagens às quais se tiveram acesso eram desatualizadas e incompletas. Considerou-se, assim, que um esforço de levantamento deveria ser feito a fim de se identificar o universo desses cursos no Brasil. Inicialmente levantaram-se cerca de trinta cursos de graduação. Após isso, solicitaram-se informações sobre outros cursos através de carta, fax e contato telefônico, chegando a um total de 41 cursos de graduação, 1 de pósgraduação em nível de mestrado (stricto sensu) e 12 de pós-graduação em nível de especialização (lato sensu). Pelos dados coletados, observou-se que existia apenas 1 curso de pós-graduação stricto sensu específico na área: o Mestrado em Turismo e Lazer da Escola de Comunicações e Artes de São Paulo (levantamento efetuado em maio de 1994). Em fevereiro de 1996 foi iniciado novo levantamento para atualização de cursos na área de Turismo, chegando-se a um total de cinqüenta e dois cursos de graduação, assim distribuídos: quarenta em turismo, sete em hotelaria e um em Turismo e Hotelaria, Geografia com ênfase em Planejamento Turístico, Administração com ênfase em Hotelaria e Arquitetura e Urbanismo com ênfase em Turismo (Tabela 1); 21 de pós-graduação lato sensu (tabela 4 ) e 3 de pósgraduação em nível de mestrado (stricto sensu). Pelos dados coletados, observou-se que existe apenas um curso de pós-graduação stricto sensu específico na área, a nível de doutorado, na Universidade Luterana do Brasil (RS), oferecendo o curso de Administração Hoteleira. a) - Instituições de Ensino do Brasil na área de Turismo (1996) A Figura 1 nos mostra a distribuição dos cursos de graduação em Turismo nas diversas instituições de ensino brasileira. Verificamos que 50% dos cursos oferecidos estão nas instituições isoladas, e 50% em universidades (17% em públicas e 33% em particulares).. 3

4 Figura 1 - Distribuição de cursos por entidades Publica 9 Particular 17 Inst.Isoladas 26 Total 52 Publica 17% Inst.Isoladas 50% Particular 33% 2 - CURSOS DE GRADUAÇÃO EM TURISMO E HOTELARIA E ÁREAS AFINS Os cursos de graduação encontram-se distribuídos em 17 Estados do Brasil (Tabela 1). A maioria desses cursos (76.9%) é de Turismo, seguindo-se os de Hotelaria (15,3%) e apenas 7,8% em áreas afins. A distribuição desses cursos por região (Figura 2) mostra maior concentração na Região Sudeste (50%), seguida da Região Nordeste (23%) e Sul (15%), sendo as menores concentrações nas Regiões Norte (8%) e Centro-Oeste (4%). 4

5 Tabela 1 - Cursos de Graduação em Turismo, Hotelaria e áreas afins no Brasil por Estado Cursos de Graduação Estado Turismo Hotel. Turismo Geograf. Arquit. Admint. Total e Hotel. Plan.Tur Urba. Hotel. Quant % Amazonas 3 3 5,8 Pará 1 1 1,9 Maranhão ,8 Ceará 1 1 1,9 Rio Grande do Norte 2 2 3,8 Pernambuco ,8 Sergipe 1 1 1,9 Bahia ,8 Distrito Federal 1 1 1,9 Mato Grosso do Sul 1 1 1,9 Minas Gerais 1 1 1,9 Espírito Santo 2 2 3,8 Rio de Janeiro ,5 São Paulo ,8 Paraná 2 2 3,8 Santa Catarina ,8 Rio Grande do Sul ,7 Total ,0 Nota: Dados levantados em fevereiro de Figura 1 - Cursos de Graduação em Turismo e Hotelaria por Região(1996) Nordeste 23% Norte 8% Sul 15% Centro-Oeste 4% Sudeste 50% 5

6 2.1 Cursos de Graduação por Instituição Educacional (Brasil ) A tabela 2 nos mostra a distribuição dos vários cursos de Turismo em instituições educacionais, e temos que 50 % se concentram em universidades (sendo que 17% estão em universidades públicas, 13% em federal - 4% em estadual, e 33% em universidades particulares). Tabela 2 - Cursos de Graduação por Instituição Educacional (Brasil ) INSTITUIÇÃO TURISMO HOTELARIA TUR/HOT ADM/HOT ARQ/URB GEO/PLAN TOTAL Univ. Federal Univ. Estadual 2 2 Univ. Particular Inst. Isoladas Total Figura 3 - Cursos de Graduação por instituição (Brasil-1996) Univ. Federal 13% Univ. Estadual 4% Inst. Isoladas 50% Univ. Particular 33% 6

7 2.2 Distribuição de cursos em Universidades por Região (1996) Dos 26 cursos em Turismo que são oferecidos em universidades, a Tabela 3 nos mostra a distribuição por regiões do país: sendo que a Região Sudeste aparece em primeiro lugar, com 42%, seguida da Região Sul, com 23%, Região Nordeste, com 19%, e a Região Sul, com apenas 4%. De 1994 para cá nota-se um aumento de cursos em universidades, principalmente nas Regiões Sul e Nordeste. Tabela 3 - Distribuição de cursos em Universidades por Região (1996) Universidades Região Federal Estadual Particular Total Norte 3 3 Sul Nordeste Centro-Oeste 1 1 Sudeste Total Figura 4 - Cursos em Universidades por Região Norte 12% Sudeste 42% Sul 23% Centro-Oeste 4% Nordeste 19% 7

8 3 - CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Tabela 4 - Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu por Estado (Brasil 1996) Cursos de Pós-Graduação Latu Sensu Emp. Eco Plan. Tur. Total Estado Tur. Hotel. Tur. Lazer Tur. Evento Hot. Alim. Tur. Qtd % Sergipe 1 1 5% Pernambuco 1 1 5% Bahia % Minas Gerais 1 1 5% Esp. Santo 1 1 5% R. Janeiro 1 1 5% São Paulo % Paraná 1 1 5% S.Catarina 1 1 5% R.G. do Sul 1 1 5% Total % Figura 5 - Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu por Região (1996) Sul 3 Nordeste 5 Sudeste 12 Sul 15% Sudeste 60% Nordeste 25% Com relação aos cursos em nível de especialização, constatou-se a existência de 21 em funcionamento neste ano, pois como não são cursos regulares poderão ou não ser oferecidos nos próximos anos. A maioria desses cursos (52,4%) concentram-se no Estado de São Paulo, sendo que 33,3% do total 8

9 estão na cidade de São Paulo e os demais distribuídos em São José dos Campos, Santos e Águas de São Pedro; e os restantes (47,6%) estão distribuídos por Salvador (BA), Vila Velha (ES), Barbacena (MG), Londrina (PA), Porto Alegre (RS), Niterói (RJ), Camboriú (SC) e Aracaju (SE), enfocando desde o Turismo e o Lazer a temas específicos como Administração de Empresas Turísticas e do Turismo, Administração Hoteleira e de Eventos, Gestão de Negócio em Alimentação, Planejamento e Marketing, Turismo Ambiental e Ecoturismo. 4 - LEVANTAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO (Lato Sensu) Em fevereiro/março de 1996 foi realizado um levantamento, via fax, utilizando um formulário e enviado a todas as instituições educacionais que oferecem cursos da área de Turismo para detectar quantos cursos de pósgraduação (lato sensu) estavam sendo oferecidos, saber a carga horária, se havia convênio com outras instituições do Brasil e/ou do exterior, corpo docente (próprio ou convidado). Dos vinte e um cursos existentes, dezesseis responderam e enviaram os formulários. A seguir, apresenta-se os principais resultados. Os cursos oferecidos no primeiro semestre de 1996, são de especialização (16), não constatando nenhum de aperfeiçoamento. A tabela 5 nos mostra um panorama da distribuição de carga horária por curso, onde podemos verificar, por exemplo, que o Curso de Hotelaria vai de 360 h/a a 1410 h/a. 9

10 Tabela 5 - Carga Horária dos Cursos de Pós-Graduação (1996) Cursos Carga Horária Emp.Tur. Hotel. Eco.Tur. Lazer Plan. Evento Tur.Hot. Alim. Tur. 360 X X X 364 X 380 X 416 X 440 X 444 X 450 X 458 X 474 X 476 X 490 X 870 X 1410 X Para a questão - professores que ministram os cursos, constatou-se que das 38 respostas (resposta múltipla), mais de 56,3% dos cursos são ministrados por professores convidados, sendo que em sua maioria do Brasil, apenas 2 cursos os professores provêm do exterior (o oferecido em Santa Catarina, provém do Instituto Superior Perito Moreno (Argentina), e do Rio Grande do Sul, da Universidad Las Palmas ( Espanha- Gran Canarias) e da Universidade Fernando Pessoa (Portugal - Porto). Com relação ao início dos cursos, temos: Tabela 6 - Ano de início de cursos Ano Qtd de cursos

11 Quanto a freqüência dos cursos oferecidos, 11 são oferecidos regularmente e 5 esporádicos. Dos 16 cursos que responderam o formulário, em 12 a monografia é obrigatória e 4 cursos não exigem a obrigatoriedade. 5 - CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO PARA 2º SEMESTRE DE 1996 Tabela 7 - Cursos de Pós-Graduação para o 2o. semestre de 1996 Cursos Estado Turismo Hotelaria Planej. Eventos Tur.Amb. Emp. Tur. Bahia 1 Ceará 1 Minas gerais 1 São Paulo Pará 1 R.G. do Norte 1 A Tabela 7 nos mostra que dos 13 cursos que serão oferecidos no 2º semestre/1996, 30,7% são de Turismo Ambiental, 23% de Hotelaria e Planejamento Turístico respectivamente; o restante, 23,3% distribuídos em Turismo, Eventos e Empresas Turísticas. Observa-se uma oferta crescente para Turismo Ambiental. Tabela 8 - Stricto Sensu (cursos já existentes) Nível Curso Estado Instituição Mestrado Turismo e Lazer São Paulo ECA/USP Mestrado Lazer São Paulo UNICAMP Mestrado Hotelaria R. G. do Sul ULBRA Doutorado Hotelaria R. G. do Sul ULBRA 11

12 No levantamento efetuado em 1994, constatou-se apenas um curso de pósgraduação strito sensu - a nível de mestrado(escola de Comunicações e Artes de São Paulo), não havendo nenhum a nível de doutorado. Já o levantamento de 1996, constata-se a existência de três a nível de mestrado e um a nível de doutorado (Universidade Luterana do Brasil, Escola Superior de Hotelaria de Canela - Campus de Torres). 5 - CONCLUSÃO Nos dois levantamento efetuados observa-se um crescimento na oferta de cursos de graduação na área de Turismo, em 1994 eram quarenta e um e em 1996 cinqüenta e dois, sendo notado também nos cursos de pós-graduação. É uma área nova, onde o enfoque maior de atuação é na prestação de serviços. Para o desenvolvimento do Turismo, no sentido de se caracterizar como oferta de qualidade, faz-se necessário uma formação profissional também de qualidade. Na realidade, como o Turismo é uma atividade de utilização intensa de capital humano, portanto só o ensino e conseqüentemente a formação de mãode-obra especializada poderá responder aos desafios que o setor enfrenta e, em particular, às mudanças tecnológicas que o mundo apresenta e que apontam claramente para as plutricompetências, que atualmente respondem às exigências da competitividade. Mas, não são novos cursos superiores que irão conseguir formar mão-deobra especializada, mas sim um adequada e permanente melhoria da qualidade do ensino existente, introduzindo campos de especialização, permitindo desta forma uma eficiente preparação para atuação no mercado de Turismo. 12

13 5 - BIBLIOGRAFIA ANSARAH, Marilia G. R. & REJOWSKI, Mirian Cursos Superiores de Turismo e Hotelaria no Brasil, Turismo em Análise. São Paulo: ECA/USP, v.5 n.1, pp ANSARAH, Marilia G. R. A Formação e o Perfil do Bacharel em Turismo, na Mesa Redonda Ensino do Turismo no Brasil, no Congresso Internacional de Geografia e Planejamento do Turismo - Sol e Território, organizado pelo Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo, de 16 a 22 de julho de 1995, São Paulo. ANSARAH, Marilia G. R. Educação e Formação do Bacharel em Turismo no 2º Congresso Brasileiro de Dirigentes de Escolas de Turismo e de Hotelaria, promovido pela Associação Brasileira de Dirigentes de Escolas de Turismo e de Hotelaria, São Paulo, 14 de setembro de ANSARAH, Marilia G. R. Cursos Superiores de Turismo e Hotelaria no Brasil no XV Congresso de Estudantes e Bacharéis em Turismo - ENBETUR, maio de 1996, São Paulo. 13

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

Leia mais

FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DE, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA -

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL 11/1/2010

ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL 11/1/2010 ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL PROFESSORES DAS REDES ESTADUAIS NO BRASIL A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO SINDICATO APEOC DE CONSTRUIR A ADEQUAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA DOS TRABALHADORES

Leia mais

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Estados Norte 0 0,00 0 0 0 0,00 Rondônia

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

Ministério da Educação Censo da Educação Superior 2012

Ministério da Educação Censo da Educação Superior 2012 Ministério da Educação Censo da Educação Superior 2012 Aloizio Mercadante Ministro de Estado da Educação Quadro Resumo- Estatísticas Gerais da Educação Superior por Categoria Administrativa - - 2012 Categoria

Leia mais

Inventar com a diferenca,

Inventar com a diferenca, Inventar com a diferenca, cinema e direitos humanos PATROCÍNIO APOIO REALIZAÇÃO Fundação Euclides da Cunha O que é Inventar com a diferença: cinema e direitos humanos O projeto visa oferecer formação e

Leia mais

FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing

FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing Edson José de Lemos Júnior Ermeson Gomes da Silva Jardson Prado Coriolano da Silva Marcos Antonio Santos Marinho Rosinaldo Ferreira da Cunha RELATÓRIO GERENCIAL

Leia mais

Relatório Gerencial TECNOVA

Relatório Gerencial TECNOVA Relatório Gerencial TECNOVA Departamento de Produtos Financeiros Descentralizados - DPDE Área de Apoio à Ciência, Inovação, Infraestrutura e Tecnologia - ACIT Fevereiro de 2015 Marcelo Nicolas Camargo

Leia mais

Boletim Informativo* Agosto de 2015

Boletim Informativo* Agosto de 2015 Boletim Informativo* Agosto de 2015 *Documento atualizado em 15/09/2015 (Erratas páginas 2, 3, 4 e 9) EXTRATO GERAL BRASIL 1 EXTRATO BRASIL 396.399.248 ha 233.712.312 ha 58,96% Número de Imóveis Cadastrados²:

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA DECISÕES DAS REUNIÕES ORDINÁRIAS DOS DIAS 10, 11 E 12 DE SETEMBRO DE 2001 (!

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA DECISÕES DAS REUNIÕES ORDINÁRIAS DOS DIAS 10, 11 E 12 DE SETEMBRO DE 2001 (! CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA DECISÕES DAS REUNIÕES ORDINÁRIAS DOS DIAS 10, 11 E 12 DE SETEMBRO DE 2001 (!) CONSELHO PLENO Processo:23001-000131/2001-71 Anexo(s): 23000-012541/99-07

Leia mais

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008 (continua) Produção 5 308 622 4 624 012 4 122 416 3 786 683 3 432 735 1 766 477 1 944 430 2 087 995 2 336 154 2 728 512 Consumo intermediário produtos 451 754 373 487 335 063 304 986 275 240 1 941 498

Leia mais

Coordenação de Pós-Graduação e Extensão. Legislação sobre cursos de Pós-graduação Lato Sensu e Credenciamento da FACEC

Coordenação de Pós-Graduação e Extensão. Legislação sobre cursos de Pós-graduação Lato Sensu e Credenciamento da FACEC Coordenação de Pós-Graduação e Extensão Legislação sobre cursos de Pós-graduação Lato Sensu e Credenciamento da FACEC Os cursos de especialização em nível de pós-graduação lato sensu presenciais (nos quais

Leia mais

RELATÓRIO DA GERÊNCIA DE MONITORAMENTO PANORAMA DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO - ANO 2011

RELATÓRIO DA GERÊNCIA DE MONITORAMENTO PANORAMA DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO - ANO 2011 RELATÓRIO DA GERÊNCIA DE MONITORAMENTO PANORAMA DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO - ANO 2011 Março 2012 SUMÁRIO I - EVOLUÇÃO DO NÚMERO DE COOPERATIVAS, COOPERADOS E EMPREGADOS, 3 II - ANÁLISE POR RAMO, 8 2.1

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES IMOBILIÁRIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES IMOBILIÁRIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Estados Norte 7.938 0,37 0 0,00-7.938 0,37

Leia mais

Cursos de Graduação a Distância

Cursos de Graduação a Distância de Graduação a Distância 427 428 7 - de Graduação a Distância 7.1 -,,, por Vestibular e Outros Processos Seletivos (*), e nos de Graduação a Distância, segundo as Instituições Brasil 2004 (continua) Instituições

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS REITORES DAS UNIVERSIDADES ESTADUAIS E MUNICIPAIS SENADO FEDERAL - 2012

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS REITORES DAS UNIVERSIDADES ESTADUAIS E MUNICIPAIS SENADO FEDERAL - 2012 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS REITORES DAS UNIVERSIDADES ESTADUAIS E MUNICIPAIS SENADO FEDERAL - 2012 Reitor João Carlos Gomes / Universidade Estadual de Ponta Grossa-Paraná Presidente/ ABRUEM FINANCIAM FINANCIAMENTO

Leia mais

FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO

Leia mais

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr Imagem: Santa Casa de Santos fundada em 1543 Atualização: 26/outubro Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr ópicos Filantró Hospitais e Entidades Filantrópicas - CMB Objetivos do Projeto Governança

Leia mais

Edital do Processo Seletivo para o Curso Micropolítica da Gestão e Trabalho em Saúde Ênfase na Gestão Estadual do Sistema Único de Saúde

Edital do Processo Seletivo para o Curso Micropolítica da Gestão e Trabalho em Saúde Ênfase na Gestão Estadual do Sistema Único de Saúde 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO COORDENADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Rio de Janeiro, em 06 de outubro

Leia mais

Boletim Informativo. Junho de 2015

Boletim Informativo. Junho de 2015 Boletim Informativo Junho de 2015 Extrato Geral Brasil 1 EXTRATO BRASIL ÁREA ** 397.562.970 ha 227.679.854 ha 57,27% Número de Imóveis cadastrados: 1.727.660 Observações: Dados obtidos do Sistema de Cadastro

Leia mais

Grandes Regiões e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos

Grandes Regiões e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos Unidades da Federação 1980 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002

Leia mais

2. Cursos de Extensão

2. Cursos de Extensão 2. Cursos de Extensão Instituto Internacional de Cromatografia (IIC) APRESENTAÇÃO DOS CURSOS DE EXTENSÃO DO IIC O Instituto Internacional de Cromatografia (IIC) oferecerá no ano de 2011 as seguintes atividades

Leia mais

Diagnóstico da institucionalização da Política Nacional de Educação Permanente do Sistema Único de Assistência Social nos estados brasileiros

Diagnóstico da institucionalização da Política Nacional de Educação Permanente do Sistema Único de Assistência Social nos estados brasileiros Diagnóstico da institucionalização da Política Nacional de Educação Permanente do Sistema Único de Assistência Social nos estados brasileiros Denise Mafra Gonçalves; Maria Cristina Abreu Martins de Lima;

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 003/2007 CONEPE

RESOLUÇÃO Nº 003/2007 CONEPE RESOLUÇÃO Nº 003/2007 CONEPE Aprova o Regimento dos Cursos de Pós-graduação Lato Sensu da Universidade do Estado de Mato Grosso. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão CONEPE, da Universidade

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS E SERVIÇOS COMPLEMENTARES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS E SERVIÇOS COMPLEMENTARES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS E COMPLEMENTARES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

Leia mais

ANEXO I TREINAMENTOS MINISTRADOS - ABERTOS

ANEXO I TREINAMENTOS MINISTRADOS - ABERTOS ANEXO I TREINAMENTOS MINISTRADOS - ABERTOS Consultor da Escola de Administração e Negócios - ESAD, de Brasília-DF, para a condução de vários treinamentos, sobre Celebração, Execução e Prestação de Contas

Leia mais

SUMÁRIO. 1 - Lavouras... 5. 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra 2012 Brasil...

SUMÁRIO. 1 - Lavouras... 5. 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra 2012 Brasil... ...... PRODUÇÃO DAS LAVOURAS EM MARÇO DE 2012 SUMÁRIO 1 - Lavouras... 5 TABELAS DE RESULTADOS Safra 2012 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra

Leia mais

Boletim Informativo. Maio de 2015. * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado

Boletim Informativo. Maio de 2015. * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado Boletim Informativo Maio de 2015 * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado Extrato Geral Brasil EXTRATO BRASIL ÁREA ** 397.562.970 ha 212.920.419 ha 53,56 % Número de Imóveis cadastrados: 1.530.443

Leia mais

LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX

LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX SUMÁRIO 1 ICMS 1.1 CONTRIBUINTE 1.2 FATO GERADOR DO IMPOSTO 1.3 BASE DE CÁLCULO DO IMPOSTO 1.4 REDUÇÃO DA BASE DE CÁLCULO 1.5 CARTA DE CORREÇÃO 1.6 CÓDIGO DA SITUAÇÃO TRIBUTÁRIA

Leia mais

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr Imagem: Santa Casa de Santos fundada em 1543 Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr ópicos Filantró Hospitais e Entidades Filantrópicas - CMB Objetivos do Projeto Governança Metodologia Seleção

Leia mais

FLUXO MANUTENÇÃO, REPARAÇÃO E INSTALAÇÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO MANUTENÇÃO, REPARAÇÃO E INSTALAÇÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO MANUTENÇÃO, REPARAÇÃO E INSTALAÇÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO MANUTENÇÃO, REPARAÇÃO E INSTALAÇÃO

Leia mais

PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES

PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES Brasília, janeiro/2011 Objetivos específicos da pesquisa 2 Avaliar a quantidade e a qualidade da rede credenciada. Avaliar os serviços oferecidos: o Plano CASSI Família

Leia mais

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015. Perspectivas da economia / Comprometimento de renda. Novembro/2015. Copyright Boa Vista SCPC 1

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015. Perspectivas da economia / Comprometimento de renda. Novembro/2015. Copyright Boa Vista SCPC 1 Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Perspectivas da economia / Comprometimento de renda Novembro/2015 Copyright Boa Vista SCPC 1 Objetivo, metodologia e amostra o Objetivo: Pesquisa para

Leia mais

c) a planejar, implementar e avaliar tarefas de sua prática edu_ cativa. 2.2. Objetivos Específicos

c) a planejar, implementar e avaliar tarefas de sua prática edu_ cativa. 2.2. Objetivos Específicos UNIVERSIDADE DO RIO GRANDE RS Autorização para o curso de pós-graduação em Educação, com habilitações em Orientação Educacional e Supervisão Escolar. ZILMA GOMES PARENTE DE BARROS l - RELATÓRIO 0 Reitor

Leia mais

Contas Regionais do Brasil 2010

Contas Regionais do Brasil 2010 Diretoria de Pesquisas Contas Regionais do Brasil 2010 Coordenação de Contas Nacionais frederico.cunha@ibge.gov.br alessandra.poca@ibge.gov.br Rio, 23/11/2012 Contas Regionais do Brasil Projeto de Contas

Leia mais

FLUXO CONSTRUÇÃO - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA CONSTRUÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO CONSTRUÇÃO - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA CONSTRUÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DE, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Estados

Leia mais

A EDUCAÇÃO ESPECIAL NO ÂMBITO DA PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO NO BRASIL Régis Henrique dos Reis Silva UFG e UNICAMP regishsilva@bol.com.br 1.

A EDUCAÇÃO ESPECIAL NO ÂMBITO DA PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO NO BRASIL Régis Henrique dos Reis Silva UFG e UNICAMP regishsilva@bol.com.br 1. A EDUCAÇÃO ESPECIAL NO ÂMBITO DA PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO NO BRASIL Régis Henrique dos Reis Silva UFG e UNICAMP regishsilva@bol.com.br 1. INTRODUÇÃO Este estudo tem como objeto de análise o processo de

Leia mais

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 (Estudo Técnico nº 175) François E. J. de Bremaeker Salvador, julho de 2012 2 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 François E. J. de Bremaeker Economista e Geógrafo Associação

Leia mais

DOS CURSOS E SEUS OBJETIVOS

DOS CURSOS E SEUS OBJETIVOS REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DAS FACULDADES INTEGRADAS DE VITÓRIA DOS CURSOS E SEUS OBJETIVOS Disciplina os Cursos de Pós- Graduação Lato Sensu nas modalidades Acadêmica e Profissionalizante

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade Produto

Contrata Consultor na modalidade Produto Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO 914BRA4007 EDITAL Nº 3/2010 1. Perfil: no. 1 Sol e Praia 3. Qualificação educacional: Pós-graduação em turismo, geografia, educação ambiental, recreação

Leia mais

FLUXO DO ARMAZENAMENTO E ATIVIDADES AUXILIARES DOS TRANSPORTES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO DO ARMAZENAMENTO E ATIVIDADES AUXILIARES DOS TRANSPORTES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO DO ARMAZENAMENTO E ATIVIDADES AUXILIARES DOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE UNB PLANALTINA

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE UNB PLANALTINA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE UNB PLANALTINA EDITAL UnB/FUP/2014 2 a CHAMADA SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO DO CAMPO PARA O TRABALHO INTERDISCIPLINAR NAS

Leia mais

FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

Comentários sobre os Indicadores de Mortalidade

Comentários sobre os Indicadores de Mortalidade C.1 Taxa de mortalidade infantil O indicador estima o risco de morte dos nascidos vivos durante o seu primeiro ano de vida e consiste em relacionar o número de óbitos de menores de um ano de idade, por

Leia mais

(YROXomR GR(QVLQR *UDGXDomR

(YROXomR GR(QVLQR *UDGXDomR (YROXomR GR(QVLQR 6XSHULRU² *UDGXDomR,QVWLWXWRÃ1DFLRQDOÃGHÃ(VWXGRV (& HÃ3HVTXLVDVÃ(GXFDFLRQDLV Brasília, 2 1 DIRETORIA DE INFORMAÇÕES E ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS João Batista Ferreira Gomes Neto COORDENAÇÃO-GERAL

Leia mais

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA ( 44.ª EDIÇÃO ) AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PRESIDENTE Ronaldo Mota Sardenberg CONSELHEIROS Emília

Leia mais

Número 24. Carga horária de trabalho: evolução e principais mudanças no Brasil

Número 24. Carga horária de trabalho: evolução e principais mudanças no Brasil Número 24 Carga horária de trabalho: evolução e principais mudanças no 29 de julho de 2009 COMUNICADO DA PRESIDÊNCIA Carga horária de trabalho: evolução e principais mudanças no 2 1. Apresentação Este

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE JUNHO/2014

SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE JUNHO/2014 SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE JUNHO/2014 COMENTÁRIOS Índice Nacional da Construção Civil varia 0,59% em Junho O Índice Nacional da Construção

Leia mais

FLUXO TELECOMINICAÇÕES COM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TELECOMINICAÇÕES COM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES COM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES COM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

FLUXO DE TRANSPORTES TERRESTRE POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO DE TRANSPORTES TERRESTRE POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO DE TRANSPORTES TERRESTRE POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DE TRANSPORTES TERRESTRE, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENSINO DE QUÍMICA Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação na

Leia mais

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 EQUIPE TÉCNICA DO IPETURIS Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: César Melo Tamiris Martins Viviane Silva Suporte: Gerson

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA GERAL SECRETARIA DE ARTICULAÇÃO E ESTUDOS DE PLANEJAMENTO SERVIÇO DE ESTATÍSTICA DA EDUCAÇÃO E CULTURA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA GERAL SECRETARIA DE ARTICULAÇÃO E ESTUDOS DE PLANEJAMENTO SERVIÇO DE ESTATÍSTICA DA EDUCAÇÃO E CULTURA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA GERAL SECRETARIA DE ARTICULAÇÃO E ESTUDOS DE PLANEJAMENTO SERVIÇO DE ESTATÍSTICA DA EDUCAÇÃO E CULTURA 02 INF 88 SÍNTESE DAS ESTATÍSTICAS DO ENSINO SUPERIOR CENSO EDUCACIONAL

Leia mais

Educação e trabalho em saúde

Educação e trabalho em saúde Educação e trabalho em saúde Dra. Celia Regina Pierantoni, MD, DSc Professora Associada do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva do IMS/UERJ. Coordenadora Geral do ObservaRH. Diretora do Centro Colaborador

Leia mais

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Novembro/2015

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Novembro/2015 Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Novembro/2015 Copyright Boa Vista SCPC 1 Objetivo, metodologia e amostra o Objetivo: Pesquisa para mapear os hábitos de consumo e compras para época

Leia mais

Levantamento Nacional do Transporte Escolar Dados por Região: NORTE

Levantamento Nacional do Transporte Escolar Dados por Região: NORTE Levantamento Nacional do Transporte Escolar Dados por Região: NORTE Um total de 131 municípios da região Norte participou do Levantamento Nacional do Transporte Escolar. No Acre, 36% dos municípios responderam

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE AGOSTO/2014

SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE AGOSTO/2014 SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE AGOSTO/2014 COMENTÁRIOS Índice Nacional da Construção Civil varia 0,52% em agosto O Índice Nacional da Construção

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO RELATÓRIO DA OFERTA DE VOOS PARA O RIO GRANDE DO SUL

SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO RELATÓRIO DA OFERTA DE VOOS PARA O RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO RELATÓRIO DA OFERTA DE VOOS PARA O RIO GRANDE DO SUL Porto Alegre Março de 2013 RESUMO: O Boletim de Horário Previsto

Leia mais

Tecnológicos Corpo docente Atendimento especial Licenciaturas Educação a distância Graduações mais procuradas -

Tecnológicos Corpo docente Atendimento especial Licenciaturas Educação a distância Graduações mais procuradas - Matrículas no ensino superior crescem 3,8% Texto-síntese do portal no INEP (http://portal.inep.gov.br/visualizar/-/asset_publisher/6ahj/content/matriculas-no-ensino-superior-crescem-3-8? redirect=http%3a%2f%2fportal.inep.gov.br%2f)

Leia mais

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2 NÚMERO DE VAGAS: 25 (Vinte e Cinco) Vagas. PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS 01 de Novembro de 2013 CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA A Fundação Visconde

Leia mais

MIGRAÇÃO MIGRAÇÃO INTERNA

MIGRAÇÃO MIGRAÇÃO INTERNA MIGRAÇÃO Os resultados da migração interna e internacional apresentados foram analisados tomando por base a informação do lugar de residência (Unidade da Federação ou país estrangeiro) há exatamente cinco

Leia mais

Interior de SP. Mailing Jornais

Interior de SP. Mailing Jornais São Paulo AGORA SÃO PAULO BRASIL ECONÔMICO D.C.I. DESTAK (SP) DIÁRIO DO COMMERCIO (SP) DIÁRIO DE SÃO PAULO DIÁRIO DO GRANDE ABC EMPREGO JÁ (SP) EMPREGOS & CONCURSOS (SP) EMPRESAS & NEGÓCIOS (SP) FOLHA

Leia mais

Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012

Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012 Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012 Informações Básicas Recursos Humanos Foram pesquisadas as pessoas que trabalhavam na administração direta e indireta por vínculo empregatício e escolaridade;

Leia mais

FLUXO FABRICAÇÃO DE MÁQUINAS, APARELHOS E MATERIAIS ELÉTRICOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO FABRICAÇÃO DE MÁQUINAS, APARELHOS E MATERIAIS ELÉTRICOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO FABRICAÇÃO DE MÁQUINAS, APARELHOS E MATERIAIS ELÉTRICOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DAPARAÍBA

Leia mais

Curso de Especialização em DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS

Curso de Especialização em DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS Curso de Especialização em DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS ÁREA DO CONHECIMENTO: Educação NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Docência na Educação Infantil

Leia mais

O Presidente do Conselho Superior de Acadêmico (CONSEA) da Fundação Universidade

O Presidente do Conselho Superior de Acadêmico (CONSEA) da Fundação Universidade Resolução nº 200/CONSEA, de 19 de fevereiro de 2009. Altera normas para o oferecimento de cursos de pós-graduação Stricto Sensu e lato sensu, pelos Departamentos da Fundação Universidade Federal de Rondônia

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES QUADRO SÍNTESE DA PORTARIA N.º 08/CCEF/2010 DE 12/06/2010, ABAIXO.

ATIVIDADES COMPLEMENTARES QUADRO SÍNTESE DA PORTARIA N.º 08/CCEF/2010 DE 12/06/2010, ABAIXO. ATIVIDADES COMPLEMENTARES QUADRO SÍNTESE DA PORTARIA N.º 08/CCEF/2010 DE 12/06/2010, ABAIXO. Horas/a A) Programa de Iniciação Científica, Projetos de Pesquisa, Publicações... Sem limites a I) Participação

Leia mais

Regulamento dos Cursos da Diretoria de Educação Continuada

Regulamento dos Cursos da Diretoria de Educação Continuada Regulamento dos Cursos da Diretoria de Educação Continuada Art. 1º Os Cursos ofertados pela Diretoria de Educação Continuada da Universidade Nove de Julho UNINOVE regem-se pela legislação vigente, pelo

Leia mais

Figura 1: Distribuição de CAPS no Brasil, 25. RORAIMA AMAPÁ AMAZONAS PARÁ MARANHÃO CEARÁ RIO GRANDE DO NORTE PAIUÍ PERNAMBUCO ACRE ALAGOAS SERGIPE TOCANTINS RONDÔNIA PARAÍBA BAHIA MATO GROSSO DISTRITO

Leia mais

TRABALHO E EDUCAÇÃO NA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU: expansão e desafios para o Mestrado Profissional no Brasil

TRABALHO E EDUCAÇÃO NA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU: expansão e desafios para o Mestrado Profissional no Brasil TRABALHO E EDUCAÇÃO NA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU: expansão e desafios para o Mestrado Profissional no Brasil QUARESMA, Adilene Gonçalves Centro Universitário UNA RESUMO O mestrado profissional é uma

Leia mais

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2015 ( t ) ( US$ / t ) 450.000 120.000 400.000 100.000 350.000 80.000 300.000 250.000 60.000 200.000 150.000 40.

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2015 ( t ) ( US$ / t ) 450.000 120.000 400.000 100.000 350.000 80.000 300.000 250.000 60.000 200.000 150.000 40. BRASIL IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2015 (POR PAÍS) PAÍSES ARGENTINA Volume ( Ton/Liq ) 269.719,83 387.213,30 406.882,12 310.956,48 318.530,07 375.612,10 414.745,41 233.717,31 309.486,24 320.128,57 267.045,80 205.498,88

Leia mais

RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012

RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Atualizado até 30/09/2011 RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012 1 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Autorizações

Leia mais

Regulamento da Pós-Graduação Lato Sensu

Regulamento da Pós-Graduação Lato Sensu Regulamento da Pós-Graduação Lato Sensu CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Os cursos de pós-graduação lato sensu da FACULDADE UNIDA são regidos pela Resolução n. º 01, de 8 de junho de 2007,

Leia mais

RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012

RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Atualizado até 30/09/2011 RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012 1 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Autorizações

Leia mais

ESTUDO SOBRE ARRECADAÇÃO DE IPVA E SUA PROPORCIONALIDADE EM RELAÇÃO À FROTA DE VEÍCULOS E À POPULAÇÃO BRASILEIRA

ESTUDO SOBRE ARRECADAÇÃO DE IPVA E SUA PROPORCIONALIDADE EM RELAÇÃO À FROTA DE VEÍCULOS E À POPULAÇÃO BRASILEIRA ESTUDO SOBRE ARRECADAÇÃO DE IPVA E SUA PROPORCIONALIDADE EM RELAÇÃO À FROTA DE VEÍCULOS E À POPULAÇÃO BRASILEIRA JOÃO ELOI OLENIKE GILBERTO LUIZ DO AMARAL LETÍCIA MARY FERNANDES DO AMARAL FERNANDO STEINBRUCH

Leia mais

Informações sobre salários e escolaridade dos professores e comparativo com não-professores

Informações sobre salários e escolaridade dos professores e comparativo com não-professores Informações sobre salários e escolaridade dos professores e comparativo com não-professores Total de profissionais, independentemente da escolaridade 2003 2007 2008 Professores da Ed Básica (públicas não

Leia mais

Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009

Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Diretoria de Pesquisas Coordenação detrabalho e Rendimento Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009

Leia mais

MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015

MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015 MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015 Situação da microcefalia no Brasil Até 21 de novembro, foram notificados 739 casos suspeitos de microcefalia, identificados em 160 municípios de nove

Leia mais

CONGRESSO DA FIP FARMÁCIA MAGISTRAL

CONGRESSO DA FIP FARMÁCIA MAGISTRAL CONGRESSO DA FIP 66º CONGRESSO DA FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE FARMÁCIA (FIP) Realização: FIP/CFF Local: Salvador - Bahia (BA) Período: 25 a 31 de agosto de 2006 Informações: Pelos telefones +31(0)70-302-1982/1981

Leia mais

Análise Demográfica das Empresas da IBSS

Análise Demográfica das Empresas da IBSS CAPÍTULO 4 Análise Demográfica das Empresas da IBSS Apresentação A demografia de empresas investiga a estrutura do estoque de empresas em dado momento e a sua evolução, como os movimentos de crescimento,

Leia mais

Recursos Humanos em Nutrição no Brasil Nutricionistas

Recursos Humanos em Nutrição no Brasil Nutricionistas Recursos Humanos em Nutrição no Brasil Nutricionistas INTRODUÇÃO A formação em Nutrição no país é relativamente recente, sendo portanto, recente a inserção maciça do profissional no mercado de trabalho.

Leia mais

RESOLUÇÃO - CEPEC Nº 742

RESOLUÇÃO - CEPEC Nº 742 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS RESOLUÇÃO - CEPEC Nº 742 Aprova o Regulamento Geral dos Cursos de Pós-Graduação LATO SENSU da UFG, revogando-se a Resolução CEPEC Nº 540. O CONSELHO

Leia mais

Eje temático: EXPERIENCIAS Y ACCIONES CONCRETAS RELACIONADAS CON LA EDUCACIÓN MEDIÁTICA EN EL ÁMBITO DE LA EDUCACIÓN FORMAL

Eje temático: EXPERIENCIAS Y ACCIONES CONCRETAS RELACIONADAS CON LA EDUCACIÓN MEDIÁTICA EN EL ÁMBITO DE LA EDUCACIÓN FORMAL Eje temático: EXPERIENCIAS Y ACCIONES CONCRETAS RELACIONADAS CON LA EDUCACIÓN MEDIÁTICA EN EL ÁMBITO DE LA EDUCACIÓN FORMAL Titulo: UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL (UAB) Autor: Wilson dos Santos Almeida

Leia mais

COORDENAÇÕES ESTADUAIS DO ARTESANATO

COORDENAÇÕES ESTADUAIS DO ARTESANATO COORDENAÇÕES ESTADUAIS DO ARTESANATO ACRE Secretaria de Estado de Turismo e Lazer Endereço: Av. Chico Mendes, s/n - Arena da Floresta - Bairro Areal. CEP: 69.906-119 - Rio Branco - AC TEL: (68) 3901-3027/

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Especialização em Metodologia do Ensino Superior Imperatriz

Leia mais

Curso de Especialização em INFORMÁTICA E COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO

Curso de Especialização em INFORMÁTICA E COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO Curso de Especialização em INFORMÁTICA E COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO ÁREA DO CONHECIMENTO: Educação. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Ensino de Informática e Comunicação

Leia mais

REGISTRO NACIONAL DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR. N. UF INSTITUIÇÃO NOME DO PROJETO Hab. NOTA

REGISTRO NACIONAL DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR. N. UF INSTITUIÇÃO NOME DO PROJETO Hab. NOTA A Secretaria de Educação Média e Tecnológica informa o resultado da segunda fase do processo de análise dos projetos encaminhados pelas Instituições de Ensino Superior do Programa Nacional de Incentivo

Leia mais

DIAGNÓSTICO E ESTRATÉGIA DE COMPRAS ESTADUAIS

DIAGNÓSTICO E ESTRATÉGIA DE COMPRAS ESTADUAIS DIAGNÓSTICO E ESTRATÉGIA DE FORTALECIMENTO DOS MODELOS DE COMPRAS ESTADUAIS Grupo de trabalho Metodologia BID ENAP Modelo colaborativo de construção e desenvolvimento do projeto com grupo multidisciplinar

Leia mais

Departamento de Pesquisas Judiciárias RELATÓRIO DE DADOS ESTATÍSTICOS. SEMANA PELA CONCILIAÇÃO META 2 Período: 14 a 18 de setembro de 2009

Departamento de Pesquisas Judiciárias RELATÓRIO DE DADOS ESTATÍSTICOS. SEMANA PELA CONCILIAÇÃO META 2 Período: 14 a 18 de setembro de 2009 RELATÓRIO DE DADOS ESTATÍSTICOS SEMANA PELA CONCILIAÇÃO META 2 Período: 14 a 18 de setembro de 2009 1. Introdução O presente relatório objetiva apresentar os resultados estatísticos obtidos durante o período

Leia mais

Normatização do cadastro de formação profissional e educação continuada em gerontologia

Normatização do cadastro de formação profissional e educação continuada em gerontologia Normatização do cadastro de formação profissional e educação continuada em gerontologia O cadastro de formação profissional e de educação continuada em gerontologia da Sociedade Brasileira de Geriatria

Leia mais

Simpósio Estadual Saneamento Básico e Resíduos Sólidos: Avanços Necessários MPRS 20.08.2015

Simpósio Estadual Saneamento Básico e Resíduos Sólidos: Avanços Necessários MPRS 20.08.2015 Simpósio Estadual Saneamento Básico e Resíduos Sólidos: Avanços Necessários MPRS 20.08.2015 O saneamento básico no Brasil não condiz com o país que é a 7ª. economia do mundo da população não possui coleta

Leia mais

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Outubro de 2015

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Outubro de 2015 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Outubro de 2015 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Outubro de 2015 Sumário Executivo Indicadores de confiança são indicadores

Leia mais

É uma ação permanente de promoção dos museus brasileiros coordenada pelo Ibram;

É uma ação permanente de promoção dos museus brasileiros coordenada pelo Ibram; Pesquisa da 13ª Semana Nacional de Museus Período de aplicação: 25 de maio a 30 de junho de 2015 Coordenação de Estudos Socioeconômicos e Sustentabilidade Ceses Departamento de Difusão, Fomento e Economia

Leia mais

AGENDA DO FARMACÊUTICO

AGENDA DO FARMACÊUTICO CONGRESSO DA FIP 66º CONGRESSO DA FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE FARMÁCIA (FIP) Realização: FIP/CFF Local: Salvador - Bahia (BA) Período: 25 a 31 de agosto de 2006 Informações: Pelos telefones +31(0)70-302-1982/1981,

Leia mais

Pesquisa da 10ª Semana. Coordenação de Estudos Sócioeconômicos CESES Departamento de Difusão Fomento e Economia de Museus DDFEM Ibram, 2012

Pesquisa da 10ª Semana. Coordenação de Estudos Sócioeconômicos CESES Departamento de Difusão Fomento e Economia de Museus DDFEM Ibram, 2012 Pesquisa da 10ª Semana de Museus Coordenação de Estudos Sócioeconômicos CESES Departamento de Difusão Fomento e Economia de Museus DDFEM Ibram, 2012 Panorama geral - Pesquisa da 10ª Semana Nº entradas

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE DE ESTUDOS Art. 1º O aproveitamento de estudos é o resultado do reconhecimento da equivalência de uma ou mais disciplinas, componente(s)

Leia mais

RESOLUÇÃO CONEPE Nº 001/2015

RESOLUÇÃO CONEPE Nº 001/2015 RESOLUÇÃO CONEPE Nº 001/2015 Estabelece regras para o funcionamento dos cursos de pós-graduação lato sensu da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Uergs. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

Leia mais

Reunião do Conselho das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa CONFAP

Reunião do Conselho das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa CONFAP Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Reunião do Conselho das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa CONFAP Manoel Cardoso Assessoria de Planejamento e Estudos Brasília,

Leia mais