FORMULÁRIO GERAL PARA COLETA DE DADOS DE POLO GERADOR Nome/Proprietário... Nome... Endereço... /Telefone...

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FORMULÁRIO GERAL PARA COLETA DE DADOS DE POLO GERADOR. 1.1 - Nome/Proprietário... Nome... Endereço... E-mail/Telefone..."

Transcrição

1 FORMULÁRIO GERAL PARA COLETA DE DADOS DE POLO GERADOR 1. INFORMAÇÕES GERAIS DO EMPREENDIMENTO Nome/Proprietário... Nome... Endereço... /Telefone Localização:... Bairro Zona de Uso:... Categoria de Uso: Discriminação da Categoria de Uso (Tipo): Área do Terreno: Real...Escritura Área da Edificação (no caso de empreendimento composto por várias edificações, preencher o quadro de área para cada bloco/uso): ESPECIFICAÇÃO EXISTENTE REGULAR EXISTENTE REGULARIZAR ÁREAS (M²) COMPUTÁVEL NÃO COMPUTÁVEL TOTAL A DEMOLIR A REFORMAR A CONSTRUIR TOTAL Área de Projeção: Coeficiente de Aproveitamento: Taxa de Ocupação: No caso de empreendimento inserido em Área Especial de Tráfego - AET, especificar: Dados do Responsável pelo uso do empreendimento: Nome... Endereço... /Telefone Autor do Projeto: Nome... Endereço... /Telefone... Outros Dados...

2 Responsável pelo acompanhamento do processo: Nome... Endereço... /Telefone INFORMAÇÕES OPERACIONAIS Horário de Funcionamento: 2ª a 6ª feiras:... Sábados:... Domingos: População Fixa(prevista e/ou existente): 2.2.a - Preencher para todos os usos exceto escolas de ensino fundamental e médio, faculdade, hospitais e hotéis. POPULAÇÃO FIXA MODO DE LOCOMOÇÃO DA POPULAÇÃO FIXA (PORCENTUAL) TIPO DE FUNCIONÁRIO HORÁRIO ENTR. SAÍDA Nº TOTAL POR PERÍODO DE PERMANÊNCIA AUTO A PÉ ÔNIBUS/ METRÔ/ TREM ÔNIBUS FRETADO OUTROS Nota: No caso de reforma com ampliação, diferenciar a população existente da população acrescida.

3 PROFESSORES ALUNOS 2.2.b - Preencher Para Projetos de Escolas de Ensino Infantil, Fundamental e Médio: TIPO PERÍODO GRAU MANHÃ TARDE NOITE MANHÃ TARDE NOITE POPULAÇÃO FIXA DA ESCOLA Infantil Fundamental Médio Infantil Fundamental Médio Infantil Fundamental Médio HORÁRIO ENTR. SAÍDA Nº DE SALAS DE AULAS UTILIZADAS NO PERÍODO DE PERMANÊNCIA AUTO A PÉ MODO DE LOCOMOÇÃO (%) ÔNIBUS, METRÔ, TREM ESCOLAR Infantil - Fundamental - Médio - Infantil - Fundamental - Médio - Infantil - Fundamental - Médio - DIRETORIA ORIENT. PEDAGÓGICOS PSICÓLOGOS ADMINISTRATIVOS OPERACIONAIS

4 2.2.c - Preencher Para Projetos de Faculdade: POPULAÇÃO FIXA DA FACULDADE MODO DE LOCOMOÇÃO (%) TIPO PERÍODO HORÁRIO ENTR. SAÍDA AUTO A PÉ COLETIVO ÔNIBUS/ VAN/ FRETADO MANHÃ ALUNOS TARDE NOITE MANHÃ PROFESSORES TARDE NOITE DIRETORIA ORIENT. PEDAGÓGICOS PSICÓLOGOS ADMINISTRATIVOS OPERACIONAIS

5 2.2.d - Preencher somente para Hospitais: POPULAÇÃO FIXA MÉDIA DIÁRIA HORÁRIO MODO DE LOCOMOÇÃO (%) ENTR. SAÍDA AUTO COLETIVO TÁXI MOTO A PÉ OUTROS MÉDICOS (a) ENFERMEIROS, AUX.DE ENF. ATEND. DE ENF. ADMINISTRAT. MANUTENÇÃO/ OPERACIONAL TERCEIRIZADOS (CANTINA, REST., LOJAS) (a) empregados do hospital, da maternidade, dos laboratórios, etc. Nota: No caso de reforma com ampliação. diferenciar a população existente da população acrescida. (Criar 2 tabelas: atual e futura situação)

6 2.2.e - Preencher somente para Hotéis: POPULAÇÃO FIXA MÉDIA DIÁRIA HORÁRIO MODO DE LOCOMOÇÃO (%) ENTR. SAÍDA AUTO A PÉ COLETIVO ÔNIBUS FRETADO TAXI MOTO OUTROS DIRETORIA/ GERÊNCIA ADMINISTRAT. MANUTENÇÃO/ OPERACIONAL COMÉRCIO/ SERVIÇO DE APOIO (a) (a) empregados do hotel ou terceirizados dos restaurantes, dos teatros, das boates, das lojas, do salão de convenções, etc.

7 2.3 - População Flutuante (estimada), preencher para todos os usos exceto hospitais e hotéis: TIPO DE USUÁRIO MÉDIA DIÁRIA AUTO MODO DE LOCOMOÇÃO EM % COLETIVO A PÉ MOTO HORÁRIO DE MAIOR MOVIMENTO CLIENTES/FREGUESES SÓCIOS VISITAS FORNECEDORES

8 2.3.a - Preencher somente para Hospitais: POPULAÇÃO FLUTUANTE MÉDIA DIÁRIA HORÁRIO MODO DE LOCOMOÇÃO (%) ENTR. SAÍDA AUTO Á PÉ COLETIVO TÁXI MOTO AMBU- LÂNCIA AUTOS MÉDICOS (a) PACIENTES INTERNADOS NO AMBULATÓRIO PACIENTES INTERNADOS C/ ACOMPANHANTES PACIENTES LABORATÓRIOS PACIENTES CONSULTÓRIOS PACIENTES PRONTO SOCORRO VISITANTES DEMONSTRADORES FORNECEDORES (a) profissionais autônomos que utilizam as dependências do hospital.

9 2.3.b - Preencher somente para Hotéis: POPULAÇÃO FLUTUANTE MÉDIA DIÁRIA HORÁRIO MODO DE LOCOMOÇÃO (%) ENTR. SAÍDA AUTO Á PÉ ÔNIBUS COLETIVO FRETADO TAXI MOTO OUTROS HÓSPEDES USUÁRIOS DE RESTAURANTES BOATES/ LOJAS/ TEATROS / ETC CONVENCIONAIS FUNCIONÁRIOS OPERACIONAIS DAS CONVENÇÕES FORNECEDORES

10 3 - CAPACIDADE INTERNA (DISTRIBUIÇÃO INTERNA) Edificação Nº total de quartos e apartamento (para hotéis e conjuntos habitacionais) e respectivas áreas privativas... Nº de assentos (discriminar o local da sala de convenções, auditórios, ginásios, etc.) Nº de leitos (para hospitais) Estacionamento: Projetado: Nº de vagas para autos... Nº de vagas para ambulâncias... Nº de vagas para ônibus/van (fretado)... Nº de vagas para táxi... Nº de vagas para PNE... Nº de vagas para motocicletas... Nº de vagas para bicicletas... Nº de vagas para carga/descarga: utilitários... caminhões... Exigido por Lei (não preencher se for enquadrada em categoria de uso especial E3/E4): Retirar Nº de vagas para autos... Nº de vagas para PNE... Nº de vagas para motocicletas... Nº de vagas para bicicletas... Nº de vagas para carga/descarga:...

11 3.3 - Operação Carga e Descarga VEÍCULOS EM OPERAÇÃO TIPO (MÉDIA DIÁRIA) ENTR. HORÁRIO SAÍDA TEMPO MÉDIO CAPACIDADE DE CARGA Horário de Carga...Tempo médio dispensado p/carga... Horário de Descarga...Tempo médio dispensado p/descarga Operação Embarque/Desembarque (Preencher para escolas de ensino fundamental e médio, faculdade, hospitais, hotéis, teatros, casas de espetáculos) DE AUTO POR PERÍODO - PICO DA ATIVIDADE N.º DE VAGAS DE EMB./DESEMB PROJETADO

PGT - 1* para AUTOMÓVEIS. 1 vaga / unid com área 150 m² 1 vaga / unid c/ área 150 m² 2 vagas / unidade 1 vaga / 5 unidades

PGT - 1* para AUTOMÓVEIS. 1 vaga / unid com área 150 m² 1 vaga / unid c/ área 150 m² 2 vagas / unidade 1 vaga / 5 unidades USO para AUTOMÓVEIS PGT - 1* para AUTOMÓVEIS para BICICLETAS para MOTOCICLETAS Residências Unifamiliares 1 vaga/ unidade - - - 1 vaga / unidade Condomínios Unifamiliares - 2 vagas / unidade 1 vaga de visitante

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO PLANO DIRETOR MUNICIPAL ANEXO XII

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO PLANO DIRETOR MUNICIPAL ANEXO XII PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO PLANO DIRETOR MUNICIPAL ANEXO XII ÁREAS DESTINADAS A ESTACIONAMENTO DE VEÍCULOS, CARGA E DESCARGA DE MERCADORI-

Leia mais

Minuta. Art. 1 - A tabela do anexo XII da Lei n. 5890/2006 passa a viger nos termos do anexo desta Lei.

Minuta. Art. 1 - A tabela do anexo XII da Lei n. 5890/2006 passa a viger nos termos do anexo desta Lei. Minuta Projeto de Lei n. /2010 Altera a tabela do anexo XII Lei n. 5890 de 31 de Outubro de 2006. A Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim, Estado do Espírito Santo, Aprova e o Prefeito Municipal

Leia mais

Prefeitura do Município de Londrina Estado do Paraná

Prefeitura do Município de Londrina Estado do Paraná Ofício nº./2014-gab. Londrina, A Sua Excelência, Senhor Rony dos Santos Alves Presidente da Câmara Municipal Londrina - Pr Assunto: Encaminha Projeto de Lei Altera os incisos I, II e III do art. 3º, da

Leia mais

O PREFEITO DE SÃO LUÍS, Capital do Estado do Maranhão.

O PREFEITO DE SÃO LUÍS, Capital do Estado do Maranhão. Lei 4.052, de 13 de março de 2002 Define condições para a instalação de pólos geradores de tráfego, estabelecendo-lhes exigências; critérios para quantidade de vagas de carga e descarga, embarque e desembarque,

Leia mais

No meio urbano o desenvolvimento econômico passa pela relação entre os indivíduos, as edificações e os meios de deslocamento.

No meio urbano o desenvolvimento econômico passa pela relação entre os indivíduos, as edificações e os meios de deslocamento. No meio urbano o desenvolvimento econômico passa pela relação entre os indivíduos, as edificações e os meios de deslocamento. Pólos Geradores de Tráfego As cidades brasileiras vivem um momento de mudança

Leia mais

PROJETO COPA DO MUNDO DA FIFA 2014

PROJETO COPA DO MUNDO DA FIFA 2014 PROJETO COPA DO MUNDO DA FIFA 2014 APRESENTAÇÃO DA EMPRESA A Fabricato Construtora e Incorporadora Ltda explora o ramo de atividades da construção civil e atua na área de construção e incorporação. A empresa

Leia mais

HOTEL CISNE BRANCO RUA CAMARÃO, Nº 21, PRAIA MARILUZ, CIDADE DE IMBÉ. Para os Diretores e Funcionários da ASCORSAN, a vinda dos associados e seus

HOTEL CISNE BRANCO RUA CAMARÃO, Nº 21, PRAIA MARILUZ, CIDADE DE IMBÉ. Para os Diretores e Funcionários da ASCORSAN, a vinda dos associados e seus HOTEL CISNE BRANCO RUA CAMARÃO, Nº 21, PRAIA MARILUZ, CIDADE DE IMBÉ. Para os Diretores e Funcionários da ASCORSAN, a vinda dos associados e seus familiares é motivo de orgulho e satisfação em atendê-los,

Leia mais

ANEXO 5 - TABELA DE PARÂMETROS URBANÍSTICOS TABELA DE CONTROLE URBANÍSTICO

ANEXO 5 - TABELA DE PARÂMETROS URBANÍSTICOS TABELA DE CONTROLE URBANÍSTICO ANEXO 5.1 - ZONA COMERCIAL 1 ZC1 mínimo básico máximo (1) ocupação permeabilidade frente fundo Residencial Unifamiliar qualquer via, as atividades classificadas em G2 nas vias coletoras e superiores e

Leia mais

Centro Cultural e de Exposições de Maceió

Centro Cultural e de Exposições de Maceió Centro Cultural e de Exposições de Maceió Descrição Administrar, explorar comercialmente e desenvolver eventos culturais, de lazer e de negócios no Centro Cultural e de Exposições de Maceió, localizado

Leia mais

Caminhões A Experiência de São Paulo

Caminhões A Experiência de São Paulo TURBLOG Workshop Belo Horizonte, Setembro de 2011 Caminhões A Experiência de São Paulo Arq. Daphne Savoy A CET no Governo Municipal Prefeitura do Município de São Paulo Secretaria Municipal de Transportes

Leia mais

MUTIRÃO DE CIRURGIA DA CATARATA

MUTIRÃO DE CIRURGIA DA CATARATA MUTIRÃO DE CIRURGIA DA CATARATA A - Empresa Com um terreno de 1.000.000 m² e 354.000 m² de área construída, o Centro Comercial Leste Aricanduva surgiu em 1991 com a inauguração do primeiro shopping center

Leia mais

Análise de um polo gerador de tráfego, edifício misto (lojas comerciais e de escritórios) de Belo Horizonte

Análise de um polo gerador de tráfego, edifício misto (lojas comerciais e de escritórios) de Belo Horizonte Planejamento e concepção de sistemas / PGTs AN P Análise de um polo gerador de tráfego, edifício misto (lojas comerciais e de escritórios) de Belo Horizonte Túlio Silveira Santos E-mail: tulio.santos@transportes.mg.gov.br

Leia mais

2º SEMINÁRIO SINDUSCON-

2º SEMINÁRIO SINDUSCON- 2º SEMINÁRIO SINDUSCON- Legalização de Empreendimentos no Município de São Paulo Secretaria Municipal de Transportes Companhia de Engenharia de Tráfego Pólos Geradores de Tráfego Certidão de Diretrizes

Leia mais

ESTUDO DE ESTABELECIMENTOS DE ENSINO SUPERIOR PÚBLICO COMO POLOS GERADORES DE VIAGENS

ESTUDO DE ESTABELECIMENTOS DE ENSINO SUPERIOR PÚBLICO COMO POLOS GERADORES DE VIAGENS ESTUDO DE ESTABELECIMENTOS DE ENSINO SUPERIOR PÚBLICO COMO POLOS GERADORES DE VIAGENS José Ap. Sorratini, Márcia Helena Macedo e Alex de Vasconcelos Pineli Alves RESUMO Estabelecimentos de ensino de nível

Leia mais

LEI N. 2.174, DE 08 DE OUTUBRO DE 2013

LEI N. 2.174, DE 08 DE OUTUBRO DE 2013 LEI N. 2.174, DE 08 DE OUTUBRO DE 2013 Poder Legislativo Regulamenta área para estacionamento exclusivo de veículos pesados no Município de Lucas do Rio Verde - MT. O Prefeito do Município de Lucas do

Leia mais

AS PRINCIPAIS MUDANÇAS PROPOSTAS PELA PREFEITURA DE SÃO PAULO PARA O NOVO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO

AS PRINCIPAIS MUDANÇAS PROPOSTAS PELA PREFEITURA DE SÃO PAULO PARA O NOVO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO AS PRINCIPAIS MUDANÇAS PROPOSTAS PELA PREFEITURA DE SÃO PAULO PARA O NOVO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO Marcia Heloisa P. S. Buccolo, consultora jurídica de Edgard Leite Advogados

Leia mais

ALGUMAS NORMAS ESPECÍFICAS A SEREM OBSERVADAS POR TIPO DE ESTABELECIMENTO:

ALGUMAS NORMAS ESPECÍFICAS A SEREM OBSERVADAS POR TIPO DE ESTABELECIMENTO: ALGUMAS NORMAS ESPECÍFICAS A SEREM OBSERVADAS POR TIPO DE ESTABELECIMENTO: TIPO DE LEGISLAÇÃO ASSUNTO ESTABELECIMENTO MUNICIPAL APLICADA 1) Academias - Cadeiras de rodas para deficientes e PNE LC 144/05

Leia mais

Declaro ter recebido o calendário de provas (2ª chamada) referente ao 1º bimestre de 2012, estando ciente das datas e horários de tais avaliações.

Declaro ter recebido o calendário de provas (2ª chamada) referente ao 1º bimestre de 2012, estando ciente das datas e horários de tais avaliações. ENSINO FUNDAMENTAL 1º ANO ENSINO FUNDAMENTAL 1º ANO Literatura Infantil Literatura Infantil Estudos Sociais Estudos Sociais horários horários ENSINO FUNDAMENTAL 2º A 5º ANOS ENSINO FUNDAMENTAL 2º A 5º

Leia mais

Mobilidade Urbana. Ações para redução de veículos transitando nas vias públicas e quantidade de viagens corporativas

Mobilidade Urbana. Ações para redução de veículos transitando nas vias públicas e quantidade de viagens corporativas Diretoria de Recursos Corporativos Superintendência de Facilities Mobilidade Urbana Ações para redução de veículos transitando nas vias públicas e quantidade de viagens corporativas São Paulo, 30 de outubro

Leia mais

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE DE PALMAS DIRETORIA DE CONTROLE AMBIENTAL GERÊNCIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE DE PALMAS DIRETORIA DE CONTROLE AMBIENTAL GERÊNCIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL TERMO DE REFERÊNCIA PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO AMBIENTAL DE EMPREENDIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE Este Termo de Referência visa orientar na elaboração de PROJETO AMBIENTAL PA para empreendimentos de serviços

Leia mais

HOTEL AMAZONAS RUA AMAZONAS, 467 - NOVA TRAMANDAÍ ASCORSAN

HOTEL AMAZONAS RUA AMAZONAS, 467 - NOVA TRAMANDAÍ ASCORSAN HOTEL AMAZONAS RUA AMAZONAS, nº 467 - NOVA TRAMANDAÍ Para os Diretores e Funcionários da ASCORSAN, a vinda dos associados e seus familiares é motivo de orgulho e satisfação em atendê-los, dentro das condições

Leia mais

LEI MUNICIPAL N.º 3.464, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2008

LEI MUNICIPAL N.º 3.464, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2008 ANEXO 2 CATEGORIAS DE ATIVIDADES E CLASSIFICAÇÃO Residências Unifamiliares RU Compreendendo: a) residências unifamiliares isoladas; b) residências unifamiliares agrupadas, geminadas ou em série; c) condomínios

Leia mais

Direitos Autorais e a Hotelaria Câmara dos Deputados 05/11/2015

Direitos Autorais e a Hotelaria Câmara dos Deputados 05/11/2015 Direitos Autorais e a Hotelaria Câmara dos Deputados 05/11/2015 Sobre o FOHB Criado em 2002, o FOHB Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil é uma entidade associativa sem fins lucrativos que representa

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO PREFEITUR DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO LEI COMPLEMENTR Nº 336,DE 02 DE JNEIRO DE 2009. ltera o artigo 114 e revoga o nexo 5 quadro 3 - referente ao sistema viário, que dispõe a Lei Complementar nº 097 29

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSARIOS PARA REQUERER ALVARÁ SANITÁRIO

DOCUMENTOS NECESSARIOS PARA REQUERER ALVARÁ SANITÁRIO DOCUMENTOS NECESSARIOS PARA REQUERER ALVARÁ SANITÁRIO PESSOA JURIDICA. Cópia CNPJ; Nº Inscrição estadual; Nº telefone; Comprovante de endereço; Cópia RG e CPF resp. Legal; Cópia RG e CPF resp. Técnico;

Leia mais

Seção 1: Informação Geral sobre a Empresa e Instalações

Seção 1: Informação Geral sobre a Empresa e Instalações Página 1 Seção 1: Informação Geral sobre a Empresa e Instalações 1. Nome da Empresa: 2. CNPJ: 3. Código CNAE: 4. Grupo Setorial de Empresa: 5. Logradouro: Nº: Complemento: Bairro: CEP: Cidade: Estado:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS ANEXO 21

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS ANEXO 21 (ACC) (ACC) Academia de ginástica, Escola de natação, Escola de dança AC 250m² >1000 101 / 50m² 01/35 Agência bancária, Financeira em geral 01 / 50m² 1 valores / 600m² (*) Alojamento de animal doméstico,

Leia mais

Autorização Especial de Trânsito AET

Autorização Especial de Trânsito AET Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte Urbano Autorização Especial de Trânsito AET Amparo legal: Lei Complementar Municipal nº 205/2009: que acrescenta, altera e regulamenta a Seção XI, do Capítulo

Leia mais

1. FUNCIONÁRIOS - EFETIVOS

1. FUNCIONÁRIOS - EFETIVOS UNIDADE DE SAÚDE - SANTO ANDRÉ Diretora: Juliana da Conceição Fagundes E-mail: dussandre@correio1.vitoria.es.gov.br Endereço: Rua da Coragem, 200 Telefone: (27) 3323-7222 / 3332-7825 Funcionamento: 7h

Leia mais

CABEÇALHO IDENTIFICAÇÃO

CABEÇALHO IDENTIFICAÇÃO Página 1 de 7 UF CABEÇALHO REGIÃO TURÍSTICA MUNICÍPIO DISTRITO TIPO SUBTIPO 1 - NOME IDENTIFICAÇÃO 1.1 NOME FANTASIA/COMERCIAL: 1.2 NOME JURÍDICO/ RAZÃO SOCIAL: 1.3 NOME DA REDE/HOLDING: 1.4 CNPJ: 1.5

Leia mais

O PROJETO MAIS INOVADOR DO LITORAL OESTE.

O PROJETO MAIS INOVADOR DO LITORAL OESTE. O PROJETO MAIS INOVADOR DO LITORAL OESTE. O PROJETO MAIS INOVADOR DO LITORAL OESTE. O SEU NOVO JEITO DE VIVER. A REGIÃO. Pecém Cumbuco Fortaleza UMA REGIÃO EM PLENO DESENVOLVIMENTO. SUA VIDA NO CORAÇÃO

Leia mais

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES JULHO 2015 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS URBANO Fonte: Pesquisa de mobilidade 2012 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS

Leia mais

Evento-Teste PLANEJAMENTO OPERACIONAL

Evento-Teste PLANEJAMENTO OPERACIONAL Evento-Teste PLANEJAMENTO OPERACIONAL PARATRIATLO E TRIATLO Sábado e Domingo 1 e 2 agosto Local: Copacabana + de 200 atletas nacionais e internacionais + de 1.900 agentes da Prefeitura envolvidos na realização

Leia mais

Art. 1º A alínea c do Inciso II do Artigo 29 da Lei Complementar nº 108/2009 passa a ter a seguinte redação:

Art. 1º A alínea c do Inciso II do Artigo 29 da Lei Complementar nº 108/2009 passa a ter a seguinte redação: LEI COMPLEMENTAR Nº 194, DE 02 DE ABRIL DE 2014. Altera alíneas dos artigos 29 e 30 e o Anexo V da Lei Complementar 108, de 05 de novembro de 2009, que dispõe sobre o zoneamento, o uso e a ocupação do

Leia mais

PESQUISA DE MOBILIDADE DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO PRINCIPAIS RESULTADOS PESQUISA DOMICILIAR DEZEMBRO DE 2013

PESQUISA DE MOBILIDADE DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO PRINCIPAIS RESULTADOS PESQUISA DOMICILIAR DEZEMBRO DE 2013 PESQUISA DE MOBILIDADE DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO PRINCIPAIS RESULTADOS PESQUISA DOMICILIAR DEZEMBRO DE 2013 SUMÁRIO Página Capítulo 3 Objetivos, conceitos utilizados e metodologia 12 Dados socioeconômicos

Leia mais

2. FUNCIONÁRIOS - CONTRATADOS POR TEMPO DETERMINADO

2. FUNCIONÁRIOS - CONTRATADOS POR TEMPO DETERMINADO 1. FUNCIONÁRIOS - EFETIVOS Médico Clínico 0 Médico Pediatra 1 Médico de Estratégia PSF 3 Psicólogo Clínico 30 horas 0 Psicólogo Clínico 40 horas 1 Cirurgião Dentista 2 Auxiliar de Saúde Bucal 2 Fonoaudiólogo

Leia mais

Pesquisa de Levantamento e Percepções sobre o Estacionamento de Veículos no Centro de Campo Grande - MS

Pesquisa de Levantamento e Percepções sobre o Estacionamento de Veículos no Centro de Campo Grande - MS Pesquisa de Levantamento e Percepções sobre o Estacionamento de Veículos no Centro de Campo Grande - MS Julho de 2012 1 Catalogação Bibliográfica Pesquisa de Opinião Pública do Comércio Varejista de Campo

Leia mais

Mobilidade Urbana em Belo Horizonte

Mobilidade Urbana em Belo Horizonte Mobilidade Urbana em Belo Horizonte BHTRANS Marcelo Cintra do Amaral Gerente de Coordenação de Mobilidade Urbana - COMU PREFEITURA BH Belo Horizonte 1ª capital planejada do país - 12/12/1897 Previsão inicial

Leia mais

o encontro da medicina com a conveniência.

o encontro da medicina com a conveniência. o encontro da medicina com a conveniência. O Rio acaba de ganhar um novo Centro Médico, preparado para receber clínicas e consultórios de variadas especialidades. Um lugar único na Zona Sul, com diversas

Leia mais

CARRO COMPARTILHADO CARRO COMPARTILHADO

CARRO COMPARTILHADO CARRO COMPARTILHADO CARRO COMPARTILHADO Projeção de crescimento populacional Demanda de energia mundial Impacto ao meio ambiente projeções indicam que os empregos vão CONTINUAR no centro EMPREGOS concentrados no CENTRO

Leia mais

PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO - PPA AÇÕES VOLTADAS AO DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA GOVERNAMENTAL

PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO - PPA AÇÕES VOLTADAS AO DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA GOVERNAMENTAL Exercício: 28//23-3:57:35 RUA ANTONIO TAVARES, 33, CENTRO, MIRASSOL DOESTE/MT ÓRGÃO: 6 - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE UNIDADE 2 - FUNDO MUNICIPAL DE SAUDE FUNÇÃO: - Saúde SUBFUNÇÃO: 22 - Administração

Leia mais

Concessão de Uso do. Imigrantes. Apresentação do Projeto. Conselho do PEFI

Concessão de Uso do. Imigrantes. Apresentação do Projeto. Conselho do PEFI Governo do Estado de São Paulo Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional Concessão de Uso do Centro de Exposições Imigrantes Apresentação do Projeto Conselho do PEFI SP, 13/09/2012 Agenda

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Polos geradores de tráfego, mitigação, impacto de grandes empreendimentos.

PALAVRAS-CHAVE Polos geradores de tráfego, mitigação, impacto de grandes empreendimentos. Medidas Mitigatórias para Polos Geradores de Tráfego. Rovana Reale; Júlio Cezar Miranda; Isabel Cristina Guimarães Haifuch; Lúcia de Borba Maciel EPTC Empresa Pública de Transporte e Circulação (Porto

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. Art. 1.º Esta lei complementar estabelece as exigências quanto a:

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. Art. 1.º Esta lei complementar estabelece as exigências quanto a: Atualizada até LC 610/2007. LEI COMPLEMENTAR N.º 528 DE 18 DE ABRIL DE 2005 ESTABELECE A OBRIGATORIEDADE DE VAGAS PARA ESTACIONAMENTO PARA EDIFICAÇÕES EM GERAL E A ADOÇÃO DE MEDIDAS MITIGADORAS ÀS ATIVIDADES

Leia mais

DATA DA VISITA: 26/11/2013 DATA DA VISITA: 28/04/2015 UNIDADE DE SAÚDE DR MANOEL DA ROCHA COUTINHO

DATA DA VISITA: 26/11/2013 DATA DA VISITA: 28/04/2015 UNIDADE DE SAÚDE DR MANOEL DA ROCHA COUTINHO DATA DA VISITA: 26/11/2013 DATA DA VISITA: 28/04/2015 UNIDADE DE SAÚDE DR MANOEL DA ROCHA COUTINHO Responsável: Adriana dos Santos Leandro Endereço: Rua Fenelon Gomes, 112 Bairro: Ilha do Principe CEP:

Leia mais

Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana

Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana O Desafio da CET 7,2 milhões de veículos registrados 12 milhões de habitantes 7,3 milhões de viagens a pé 156 mil viagens de bicicleta 15 milhões de viagens

Leia mais

Formulário para licenciamento de POSTOS DE LAVAGEM, OFICINAS MECÂNICAS E SIMILARES

Formulário para licenciamento de POSTOS DE LAVAGEM, OFICINAS MECÂNICAS E SIMILARES PREFEITURA MUNICIPAL DE ARROIO DO MEIO Formulário para licenciamento de POSTOS DE LAVAGEM, OFICINAS MECÂNICAS E SIMILARES DMA 1. IDENTIFICAÇÃO DO EMPREENDEDOR Nome / Razão Social: CNPJ CPF End. n Bairro

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS MUNICÍPIO DE COLINAS DO TOCANTINS LEI COMPLEMENTAR, N.º 1.379/2014, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014.

ESTADO DO TOCANTINS MUNICÍPIO DE COLINAS DO TOCANTINS LEI COMPLEMENTAR, N.º 1.379/2014, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014. LEI COMPLEMENTAR, N.º 1.379/2014, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014. Altera a Lei Municipal n. 1.133 de 31 de dezembro de 2010 que institui o Código Tributário do Município de Colinas do Tocantins e da outras

Leia mais

Bem-vindo ao Primeiro Hotel de Águas Claras

Bem-vindo ao Primeiro Hotel de Águas Claras Bem-vindo ao Primeiro Hotel de Águas Claras Dentro de um Cenário Econômico nacional jamais visto, o Brasil vive um momento de crescimento, e desenvolvimento acelerado, que é demonstrado pelos crescimentos

Leia mais

ANEXO 3.4 folha 1/10 ATIVIDADES PERMITIDAS CONFORME SUA ZONA AMBIENTAL

ANEXO 3.4 folha 1/10 ATIVIDADES PERMITIDAS CONFORME SUA ZONA AMBIENTAL ANEXO 3.4 folha 1/10 ZA R1 de duas economias) comunitários e clubes e ZA R2 comunitários e clubes e ANEXO 3.4 folha 2/10 ZA M1 CATEGORIA 2 - Comercial e de Serviços (com até 300,00 m² de área construída)

Leia mais

FISCO. Saúde. Atendimento. Hospitalar GUIA DE PROCEDIMENTOS ANS 41.766-1

FISCO. Saúde. Atendimento. Hospitalar GUIA DE PROCEDIMENTOS ANS 41.766-1 FISCO Saúde ANS 41.766-1 Atendimento Hospitalar GUIA DE PROCEDIMENTOS Prezados Associados, Pra facilitar a comunicação e dirimir as principais dúvidas sobre a utilização dos nossos serviços, o FISCO SAÚDE

Leia mais

Instruções para o preenchimento do Formulário 3

Instruções para o preenchimento do Formulário 3 Instruções para o preenchimento do Formulário 3 O Formulário 3 tem como finalidade a requisição para Inscrição ou Reativação de um estabelecimento no CRF-SP. A imagem foi dividida de acordo com o esquema

Leia mais

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DE TURISMO NA SERRA DA IBIAPABA 1

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DE TURISMO NA SERRA DA IBIAPABA 1 ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DE TURISMO NA SERRA DA IBIAPABA 1 1. Localização (discriminação): Municípios de Viçosa do Ceará, Ipú, Tianguá, Ubajara, São Benedito, Carnaubal e Guaraciaba do Norte. (Total de

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE IMPACTO NA CIRCULAÇÃO RIC

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE IMPACTO NA CIRCULAÇÃO RIC ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE IMPACTO NA CIRCULAÇÃO RIC APRESENTAÇÃO O Relatório de Impacto na Infraestrutura Urbana de Circulação RIC tem por objetivo de oferecer um referencial sobre o empreendimento

Leia mais

Analisando viagens a pé e por bicicletas na integração com transporte de massa

Analisando viagens a pé e por bicicletas na integração com transporte de massa Analisando viagens a pé e por bicicletas na integração com transporte de massa Fernanda Borges Monteiro, Vânia Barcellos Gouvêa Campos arqnandy@gmail.com; vania@ime.eb.br Instituto Militar de Engenharia

Leia mais

Plano de Logística Encontro da Frente Nacional de Prefeitos Pré-projeto Estrutura do documento 1. Introdução 2. Características do evento

Plano de Logística Encontro da Frente Nacional de Prefeitos Pré-projeto Estrutura do documento 1. Introdução 2. Características do evento Plano de Logística Encontro da Frente Nacional de Prefeitos Pré-projeto Estrutura do documento 1. Introdução O Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (EMDS) é um evento organizado pela

Leia mais

Diretrizes para Licenciamento Urbanístico

Diretrizes para Licenciamento Urbanístico Status do EIV: Secretaria Municipal de Desenvolvimento Roteiro para EIV REIV Relatório de Pendências EIV Indeferimento EIV PLU Atestado Cumprimento PLU Pendências PLU RELATÓRIO DO ESTUDO DE IMPACTO DE

Leia mais

ANEXO V - QUADRO 1 - USOS DO SOLO E MEDIDAS MITIGADORAS MÍNIMAS

ANEXO V - QUADRO 1 - USOS DO SOLO E MEDIDAS MITIGADORAS MÍNIMAS ANEXO V - QUADRO 1 - USOS DO SOLO E MÍNIMAS Parte integrante da Lei Complementar de Uso e Ocupação do Solo Açougue, padaria, farmácia, peixaria, bares e lanchonetes com no máximo 100 m² de área construída.

Leia mais

SchindlerID. Muito mais do que um sistema de controle de elevadores. O começo de uma nova era.

SchindlerID. Muito mais do que um sistema de controle de elevadores. O começo de uma nova era. SchindlerID. Muito mais do que um sistema de controle de elevadores. O começo de uma nova era. Elevadores de Passageiros Schindler Personalização Um chip de identificação especial pode ser instalado em

Leia mais

HOTÉIS EM SÃO PAULO HOTEL NOVOTEL CENTER NORTE VILA GUILHERME

HOTÉIS EM SÃO PAULO HOTEL NOVOTEL CENTER NORTE VILA GUILHERME HOTÉIS EM SÃO PAULO HOTEL NOVOTEL CENTER NORTE VILA GUILHERME O hotel está localizado próximo ao Shopping Center Norte, Lar Center, Expo Center Norte e Anhembi. A área de lazer dispõe de piscina coberta

Leia mais

Belo Horizonte: desafios, expectativas e oportunidades para aprimoramento da política e gestão de estacionamento

Belo Horizonte: desafios, expectativas e oportunidades para aprimoramento da política e gestão de estacionamento Belo Horizonte: desafios, expectativas e oportunidades para aprimoramento da política e gestão de estacionamento Ramon Victor Cesar Presidente da BHTRANS Sumário Geral Sumário 1. PlanMob-BH Plano Diretor

Leia mais

Aula 24. Polos Geradores de Tráfego: Exercício. Aula produzida pelo Prof. Paulo Bacaltchuck

Aula 24. Polos Geradores de Tráfego: Exercício. Aula produzida pelo Prof. Paulo Bacaltchuck Universidade Presbiteriana Mackenzie Escola de Engenharia Depto. de Engenharia Civil 2 0 semestre de 2015 Aula 24 Polos Geradores de Tráfego: Exercício Aula produzida pelo Prof. Paulo Bacaltchuck 24.1.

Leia mais

O Sistema de Educação na Itália

O Sistema de Educação na Itália Itália Seminário Internacional Reggio Emilia e outras abordagens Turma da Professora Rúbia Cristina Cruz Saída BRA Chegada ITA 16/04 17/04 Saída ITA Chegada BRA 22/04 23/04 2016 Público Alvo Alunos de

Leia mais

I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA (LP) IMOBILIÁRIO

I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA (LP) IMOBILIÁRIO I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA (LP) IMOBILIÁRIO ( ) Este documento Requerimento padrão do empreendedor ou representante legal; deve ser preenchido e assinado pelo requerente

Leia mais

Mapa 09 Área Central de PiracicabaOcupação do Solo. Urbano

Mapa 09 Área Central de PiracicabaOcupação do Solo. Urbano L E I T U R A E I N T E R P R E T A Ç Ã O D A S I T U A Ç Ã O U R B A N A Mapa 09 de PiracicabaOcupação do Solo Urbano P L A N O D E A Ç Ã O P A R A R E A B I L I T A Ç Ã O U R B A N A D A Á R E A C E

Leia mais

Guia Plano de Saúde Agregados

Guia Plano de Saúde Agregados Guia Plano de Saúde Agregados Coberturas O plano de Saúde de Agregados, contratado pela Celos a Unimed Florianópolis, é regulamentado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar e possui segmentação Ambulatorial

Leia mais

Sorocaba - Visão de FUTURO

Sorocaba - Visão de FUTURO Sorocaba - Visão de FUTURO AGENDA A cidade de Sorocaba Sistema de Inovação Parque Tecnológico de Sorocaba Centro de Inovação Oportunidades História da Cidade de Sorocaba Fundada em 1654, pelo capitão Baltazar

Leia mais

RELATÓRIO DE VIAGEM ITAIPU BINACIONAL 17 A 20/10/2014 AUTOR: MARIO KENJI TAMURA DIA 17 PARA DIA 18/10

RELATÓRIO DE VIAGEM ITAIPU BINACIONAL 17 A 20/10/2014 AUTOR: MARIO KENJI TAMURA DIA 17 PARA DIA 18/10 RELATÓRIO DE VIAGEM ITAIPU BINACIONAL 17 A 20/10/2014 AUTOR: MARIO KENJI TAMURA DIA 17 PARA DIA 18/10 Iniciamos nossa viagem às 19h30 minutos em frente à ETEC e chegamos no dia 18/10 sábado às 09h45min.

Leia mais

CONTRAPARTIDAS DOS MUNICÍPIOS

CONTRAPARTIDAS DOS MUNICÍPIOS CONTRAPARTIDAS DOS MUNICÍPIOS O Ciência Móvel: Vida e Saúde para Todos é oferecido gratuitamente pelo Museu da Vida/COC/Fundação Oswaldo Cruz Fiocruz, Fundação Cecierj e seus patrocinadores à população.

Leia mais

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado.

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. Job 44/4 Setembro/04 Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 6 anos ou mais de

Leia mais

ANEXO II CONCENTRAÇÕES PÚBLICAS E OCORRÊNCIAS ESPECIAIS

ANEXO II CONCENTRAÇÕES PÚBLICAS E OCORRÊNCIAS ESPECIAIS 10000 Feiras, Exposições, Congressos, Mostras, Desfiles de Moda, Solenidades ou outros s similares realizados em centros de exposição, casas de espetáculo ou locais similares em recinto fechado, público

Leia mais

RECEPÇÃO PARA O ALOJAMENTO

RECEPÇÃO PARA O ALOJAMENTO ALOJAMENTO INFORMAÇÕES GERAIS DO ALOJAMENTO CEPEUSP (dentro da USP) QUARTOS Coletivos com beliches, simples e rústicos VESTIÁRIOS Duchas com sistema de aquecimento elétrico CUSTO R$ 15,00 a pernoite Não

Leia mais

DIRETRIZES DA POLÍTICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM SP

DIRETRIZES DA POLÍTICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM SP DIRETRIZES DA POLÍTICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM SP JUNHO 2013 DIMENSÃO DO DESAFIO EM TRANSPORTE COLETIVO PMSP Coletivo 10,1 milhões viagens 56% Individual 7,9 milhões viagens 44% DIMENSÃO DO DESAFIO EM

Leia mais

TABELA DE PREÇOS PADRÃO - CUSTOS OPERACIONAIS DE EVENTOS A QUE SE REFERE O ART. 3º DO DECRETO 46.942/06 E PORTARIAS SMT GAB Nº 58/06 E 200/06

TABELA DE PREÇOS PADRÃO - CUSTOS OPERACIONAIS DE EVENTOS A QUE SE REFERE O ART. 3º DO DECRETO 46.942/06 E PORTARIAS SMT GAB Nº 58/06 E 200/06 Feiras, Exposições, Congressos, Mostras, Desfiles de Moda, Solenidades ou outros s similares realizados em centros de exposição, 10000 casas de espetáculo ou locais similares em recinto fechado, público

Leia mais

Mobilidade Urbana COMO SE FORMAM AS CIDADES? 06/10/2014

Mobilidade Urbana COMO SE FORMAM AS CIDADES? 06/10/2014 Mobilidade Urbana VASCONCELOS, Eduardo Alcântara de. Mobilidade urbana e cidadania. Rio de Janeiro: SENAC NACIONAL, 2012. PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL LUCIANE TASCA COMO SE FORMAM AS CIDADES? Como um

Leia mais

CENTRO DE REFERÊNCIA EM DST/AIDS

CENTRO DE REFERÊNCIA EM DST/AIDS DATA DA VISITA: 24/04/2015 Coordenador (a): Lauer Marinho Sandenberg E-mail: ddaids@vitoria.es.gov.br Endereço: Rua Cais do São Francisco, nº 54 Bairro: Centro Telefone: (27) 3132-5107 Horário de funcionamento:

Leia mais

UM DIAGNÓSTICO DA LOGÍSTICA DO. Maria Inês Faé Marcílio Rodrigues Machado

UM DIAGNÓSTICO DA LOGÍSTICA DO. Maria Inês Faé Marcílio Rodrigues Machado UM DIAGNÓSTICO DA LOGÍSTICA DO AEROPORTO DE VITÓRIA Maria Inês Faé Marcílio Rodrigues Machado Logística contextualização da infra-estrutura logística capixaba aspectos operacionais do aeroporto de Vitória

Leia mais

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE DE PALMAS DIRETORIA DE CONTROLE AMBIENTAL GERÊNCIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE DE PALMAS DIRETORIA DE CONTROLE AMBIENTAL GERÊNCIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL TERMO DE REFÊRENCIA PARA ELABORACÃO DE PROJETO AMBIENTAL DE DEDETIZADORAS, LIMPA FOSSA E EMPRESAS QUE PRESTA SERVIÇO DE LIMPEZA. Este Termo de Referência visa orientar na elaboração de PROJETO AMBIENTAL

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO outubro 2013 Plano de Mobilidade Urbana de São Paulo Em atendimento à Lei Federal 12.587 Institui a Política Nacional de Mobilidade Urbana

Leia mais

RELATÓRIO DE SUPERVISÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE

RELATÓRIO DE SUPERVISÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE RELATÓRIO DE SUPERVISÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE AMBULATÓRIO DE ESPECIALIDADES MUNICÍPIO: DATA: / / IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE: Nome: CGC: Endereço: Bairro: Telefone: Responsável pela unidade (formação): TURNO

Leia mais

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO Este manual visa esclarecer as regras e normas para o serviço

Leia mais

PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO - PDTU AGOSTO - 2014

PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO - PDTU AGOSTO - 2014 PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO - PDTU AGOSTO - 2014 NO PAÍS, OS INCIPIENTES SISTEMAS PÚBLICOS DE PLANEJAMENTO FORAM DESMOBILIZADOS, SEUS QUADROS FUNCIONAIS SÃO MÍNIMOS.

Leia mais

SP-URBANISMO. Nova Luz Projeto Urbanístico Consolidado

SP-URBANISMO. Nova Luz Projeto Urbanístico Consolidado SP-URBANISMO Nova Luz Projeto Urbanístico Consolidado Setembro 2011 Perímetro da Nova Luz Sala São Paulo Parque da Luz Praça Princesa Isabel Largo do Arouche Igreja de Santa Ifigênia Praça da República

Leia mais

OBRAS VÃO TRANSFORMAR VIRACOPOS NO MAIOR AEROPORTO DA AMÉRICA LATINA

OBRAS VÃO TRANSFORMAR VIRACOPOS NO MAIOR AEROPORTO DA AMÉRICA LATINA OBRAS VÃO TRANSFORMAR VIRACOPOS NO MAIOR AEROPORTO DA AMÉRICA LATINA Aeroportos Brasil Viracopos investirá R$ 9,5 bilhões na ampliação e modernização do complexo aeroportuário nos 30 anos da concessão

Leia mais

ANÁLISE E MODELAGEM DA DEMANDA DE VEÍCULOS DE CARGA PARA SHOPPING CENTERS

ANÁLISE E MODELAGEM DA DEMANDA DE VEÍCULOS DE CARGA PARA SHOPPING CENTERS ANÁLISE E MODELAGEM DA DEMANDA DE VEÍCULOS DE CARGA PARA SHOPPING CENTERS André Gasparini Vânia Barcellos Gouvêa Campos Mestrado em Engenharia de Transportes Instituto Militar de Engenharia Resumo Neste

Leia mais

Condições Gerais de Hospedagem do Arraial do Conto Hotel e Lazer

Condições Gerais de Hospedagem do Arraial do Conto Hotel e Lazer Condições Gerais de Hospedagem do Arraial do Conto Hotel e Lazer A hospedagem no Arraial do Conto Hotel e Lazer é regida pelas seguintes condições: 1. Preenchimento da Ficha de Identificação: É obrigatório

Leia mais

HISTÓRIA DO BAIRRO. Vila Prudente é um distrito da cidade de São Paulo, SP, Brasil. Localiza-se na zona sudeste da cidade

HISTÓRIA DO BAIRRO. Vila Prudente é um distrito da cidade de São Paulo, SP, Brasil. Localiza-se na zona sudeste da cidade LOCALIZAÇÃO HISTÓRIA DO BAIRRO Vila Prudente é um distrito da cidade de São Paulo, SP, Brasil. Localiza-se na zona sudeste da cidade A Vila Prudente é um bairro em constante renovação, que está ficando

Leia mais

b) Guarda bagagens e objetos de uso pessoal dos hóspedes, em local apropriado; c) Conservação, arrumação e limpeza das instalações e equipamentos.

b) Guarda bagagens e objetos de uso pessoal dos hóspedes, em local apropriado; c) Conservação, arrumação e limpeza das instalações e equipamentos. saída; Meios de Hospedagem Os meios de hospedagem oferecerão ao hóspede, no mínimo: I- Alojamento, para uso temporário do hóspede, em unidades habitacionais(uh) específicas a essa finalidade; II - serviços

Leia mais

Seminário Valor Econômico

Seminário Valor Econômico Seminário Valor Econômico Porto Maravilha: Benefícios e Oportunidades Painel 2: O potencial lucrativo da renovação urbana Porto Maravilha: o Novo Destino do Rio COPACABANA IPANEMA PÃO DE AÇÚCAR BOTAFOGO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL PINHEIRINHO 02/04/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Realizações no

Leia mais

ANÁLISE DA DEMANDA DE TRANSPORTE DE CARGA RELACIONADA ÀS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS DE SHOPPING-CENTERS E SUPERMERCADOS

ANÁLISE DA DEMANDA DE TRANSPORTE DE CARGA RELACIONADA ÀS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS DE SHOPPING-CENTERS E SUPERMERCADOS ANÁLISE DA DEMANDA DE TRANSPORTE DE CARGA RELACIONADA ÀS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS DE SHOPPING-CENTERS E SUPERMERCADOS A. Gasparini; V.B.G.Campos, M.A. D Agosto RESUMO Neste trabalho buscou-se, através de

Leia mais

Gestão da Produção e Operações. Prof. Dr. José Carlos de Souza Lima Produção e Operações na Organização

Gestão da Produção e Operações. Prof. Dr. José Carlos de Souza Lima Produção e Operações na Organização Gestão da Produção e Operações Prof. Dr. José Carlos de Souza Lima Produção e Operações na Organização Objetivo Analisar a importância da função produção e operações nas organizações e sua hierarquia identificando

Leia mais

DECRETO Nº 14.066, DE 11 DE AGOSTO DE 2010

DECRETO Nº 14.066, DE 11 DE AGOSTO DE 2010 Sumário: Decreto Municipal nº14.066, de 11 de Agosto de 2.010, que regulamenta a lei municipal nº9.952/10, que institui a Operação Urbana de Estímulo ao Desenvolvimento da Infraestrutura de Saúde, de Turismo

Leia mais

Condomínio Master Business Park

Condomínio Master Business Park Condomínio Master Business Park Av. Marginal da Rodovia dos Bandeirantes, km 61,5 (sentido capital) Esquina com Av. Eng. Luiz Latorre Distrito Industrial de Jundiaí SP Saída km 59 da Rodovia dos Bandeirantes

Leia mais

Hospital de Clínicas Gaspar Viana

Hospital de Clínicas Gaspar Viana Hospital de Clínicas Gaspar Viana Atendimento de Enfermagem na Clínica Psiquiátrica Enf. Sofia Vasconcelos Alves ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM OBJETIVO:Promover ações terapêuticas voltadas para identificar

Leia mais

ABERTURA DE EMPRESAS

ABERTURA DE EMPRESAS ABERTURA DE EMPRESAS PLANO DE CONTABILIDADE COM FIDELIDADE 2 ANOS ESCRITÓRIO - Abertura de empresa sem custo no plano de fidelidade; ESCRITÓRIO DE COMERCIO - Carência de 03 (três) meses (honorário); ESCRITÓRIO

Leia mais

ALVARÁ SANITÁRIO. 1 Fonte: adaptado da SUVISA/RN

ALVARÁ SANITÁRIO. 1 Fonte: adaptado da SUVISA/RN ALVARÁ SANITÁRIO 1) Definição Alvará Sanitário é o documento emitido pela Autoridade Sanitária após análises das condições higiênico-sanitárias de estabelecimentos, veículos e/ou equipamentos que desenvolvam

Leia mais

ANTEPROJETO DE UM CENTRO DE EVENTOS E CONVENÇÕES NA CIDADE DE JACAREÍ

ANTEPROJETO DE UM CENTRO DE EVENTOS E CONVENÇÕES NA CIDADE DE JACAREÍ ANTEPROJETO DE UM CENTRO DE EVENTOS E CONVENÇÕES NA CIDADE DE JACAREÍ Thais Ragagnan Carvalho 1 Orientador Prof. Dr. Selso Dal Belo 2 1 Universidade do Vale do Paraíba/Faculdade de Engenharia, Arquitetura

Leia mais