Relatório da Avaliação pela CPA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório da Avaliação pela CPA"

Transcrição

1 1 Relatório da Avaliação pela CPA 10 de outubro 2011 Visando atender a abrangência necessária no que tange à Avaliação Institucional da AJES, conforme Sistema elaborado pela CPA, este Relatório busca aliar à descrição dos dados uma análise crítica objetiva, com vistas à identificação de problemas técnicos, administrativos, infraestruturais e pedagógicos, bem como a respectivas soluções. COLABORADORES: ALEXSANDRA DOS ANJOS RIBEIRO GRAZIELA APARECIDA LEÃO MILEIDE TERRES DE OLIVEIRA RESPONSÁVEL: PROF. DR. CLAUDIO SILVEIRA MAIA

2 RESULTADO CPA 2011-ADMINISTRAÇÃO 1. AVALIAÇÃO DO CURSO 2 Em relação ao questionário sobre as expectativas em relação ao curso, a maioria afirmou que estão sendo plenamente realizadas. Considerando a matriz curricular do curso de administração, os acadêmicos apontaram que não tem uma sequência apropriada. No que se refere às atividades complementares realizadas, os alunos acreditam que são bem programadas entre suas várias áreas na Instituição.

3 3 Com relação às atividades de Iniciação Científica, percebemos que a maioria não realiza e outros têm o interesse, mas não possuem disponibilidade. Quando tratamos o assunto de estágios, percebemos que a maioria ainda não faz. Referente à coordenação do curso de Administração, os acadêmicos opinaram que não demonstra empenho para ouvir os alunos. No que diz respeito ao representante de classe, a maioria afirma que não faz jus à representação que lhe foi confiada, deixando a desejar em alguns aspectos.

4 2. INFRAESTRUTURA DE APOIO AO ENSINO 4 No que diz respeito ao acervo do sistema de biblioteca da Instituição, teve um percentual satisfatório, sendo que a maioria dos acadêmicos afirma que não há problemas para consultar as bibliografias recomendadas pelos professores em sala de aula. Em relação ao funcionamento da biblioteca do curso de Administração, afirma-se possuir um espaço físico adequado às necessidades de consulta, pesquisa e estudo. Pelos resultados apontados no gráfico, demonstraram satisfeitos com o que a biblioteca os disponibiliza, entretanto, sugerem que aumente o número de exemplares de livros por título. 3. INFRAESTRUTURA FÍSICA DE APOIO À DOCÊNCIA (AVALIE COM NOTAS DE 1 A 5, CADA UM DOS ITENS ABAIXO, SABENDO-SE QUE A NOTA 1 REFERE-SE À PIOR AVALIAÇÃO E A NOTA 5 REFERE-SE À MELHOR AVALIAÇÃO) No que diz respeito à avaliação da infraestrutura física de apoio à docência, temos uma tabela de conceitos avaliativos: TABELA DE CONCEITOS 1 Ruim 2 Insatisfatório 3 Regular 4 Bom 5 Ótimo

5 5 Em relação à estrutura geral das salas, a maioria opinou que é bom, se encontra em um estado satisfatório e agradável para o pleno desenvolvimento e aprendizagem. No que se trata dos recursos audiovisuais disponibilizados pela Instituição para um melhor aprendizado em sala de aula, com o apoio de caixas de som, data show, computadores, entre outros, os acadêmicos opinaram como regular. Considerando o laboratório de computação, utilizado pelos alunos para pesquisas acadêmicas e aulas de informática, obteve uma concepção regular. 4. INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS (AVALIE COM NOTA DE 1 A 5, CADA UM DOS ITENS ABAIXO, SABENDO-SE QUE A NOTA 1 REFERE-SE Á PIOR AVALIAÇÃO E A NOTA 5 REFERE-SE Á MELHOR AVALIAÇÃO) O curso de Administração avaliou a infraestrutura e serviços administrativos, seguindo o critério da tabela de conceitos, disposta neste relatório.

6 6 No que consiste a avaliação da secretaria geral, afirmam que é regular ou boa, em sua maioria. A secretaria do curso de Administração obteve um percentual bom em relação à estrutura e funcionamento da mesma, os acadêmicos estão satisfeitos com o andamento da secretaria. A tesouraria recebeu uma avaliação regular. No que se refere às áreas de convívio e praça de alimentação, como por exemplo, a cantina, onde os acadêmicos passam o momento do intervalo, a maioria afirma que está em regular situação, sendo suficiente o que está disponibilizando para um momento de integração entre os discentes e de descontração.

7 7 Em se tratando das instalações sanitárias dispostas na Instituição, os discentes afirmaram estarem insatisfeitos. A segurança da Instituição recebeu um percentual ruim. 5. PROFESSORES (avalie com notas de 1 a 5, cada um dos itens abaixo, sabendo-se que a nota 1 refere-se à pior avaliação e a nota 5 refere-se à melhor avaliação) Os professores serão avaliados pelo curso de Administração de maneira geral, considerando a tabela de conceitos. Sendo que, esta avaliação consiste nos docentes que passaram pelo curso durante o primeiro semestre de Em relação à assiduidade dos professores, quanto ao cumprimento do horário e freqüência às aulas, os acadêmicos afirmam que é ótima.

8 8 No que se refere ao comprometimento dos docentes com os alunos, na busca de uma aula interativa e que vise o ensino-aprendizagem do aluno, de maneira geral, o percentual foi ótimo, acreditam que os professores estão comprometidos com o ensino de qualidade na Instituição. Considerando a opinião dos acadêmicos, o relacionamento dos professores com a turma é ótimo, eles sabem interagir com os alunos e têm respeito pelos mesmos, além de buscar sempre o melhor para as aulas, no objetivo de incentivar o aperfeiçoamento do conhecimento. No que diz respeito à ética dos profissionais de ensino, concluiu-se que é ótima, todos são profissionais, e reconhecem a importância e a responsabilidade da Instituição que estão inseridos.

9 9 De acordo com a opinião dos acadêmicos em relação ao quesito domínio de conteúdo, a maioria expressiva avalia como ótima, os professores alcançam o objetivo de transmitir o conhecimento e possuem o domínio pleno do conteúdo que ministram em sala. Quando tratamos a didática de ensino dos docentes, esta destaca-se como ótima: sabem ensinar e envolvem a atenção dos acadêmicos durante as aulas. Considerando a elaboração de avaliações, quanto aos conteúdos trabalhados em sala, os alunos acreditam que é boa, os professores conseguem transcrever nas avaliações os conteúdos trabalhados em sala durante os bimestres.

10 10 Por fim, o último quesito avaliativo diz respeito ao incentivo à recuperação dos alunos nas disciplinas, sendo o percentual ótimo: os docentes se disponibilizam em auxiliar os acadêmicos na recuperação de suas notas. Concluímos uma avaliação satisfatória do curso de Administração, obtendo os resultados esperados e afirmando o comprometimento da Instituição com um ensino de qualidade e visando o bem-estar dos discentes.

11 RESULTADO CPA CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1. AVALIAÇÃO DO CURSO 11 O curso de Ciências Contábeis na avaliação do CPA, em relação ao questionário sobre as expectativas em relação ao curso, contou com a maioria que afirmou que estão sendo parcialmente realizadas. Em relação à matriz curricular, os acadêmicos apontaram ter uma sequência apropriada em relação à programação da mesma, atingindo uma análise satisfatória. No que se refere às atividades complementares realizadas, os alunos acreditam que são bem programadas entre suas várias áreas na Instituição.

12 12 Com relação às atividades de Iniciação Científica, percebemos que a maioria ainda não faz. Quando tratamos o assunto de estágios, os acadêmicos afirmam que as possibilidades de escolha entre os estágios oferecidos é insuficiente. Referente à coordenação do curso de Ciências Contábeis, os acadêmicos opinaram que a mesma se preocupa em ouvir os alunos com suas reclamações e sugestões. No que diz respeito ao representante de classe, a maioria afirma que não consulta a turma antes de tomar decisões.

13 2. INFRAESTRUTURA DE APOIO AO ENSINO 13 O acervo do sistema de biblioteca da Instituição teve um percentual satisfatório, sendo que, a maioria dos acadêmicos afirma que não possui problemas para consultar as bibliografias recomendadas pelos professores em sala de aula. O funcionamento da biblioteca do curso de Ciências Contábeis possui um espaço físico adequado às necessidades de consulta, pesquisa e estudo, sendo esta a opinião dos acadêmicos do curso. Pelos resultados apontados no gráfico, demonstraram-se satisfeitos com o que a biblioteca disponibiliza. 3. INFRAESTRUTURA FÍSICA DE APOIO À DOCÊNCIA (AVALIE COM NOTAS DE 1 A 5, CADA UM DOS ITENS ABAIXO, SABENDO-SE QUE A NOTA 1 REFERE-SE À PIOR AVALIAÇÃO E A NOTA 5 REFERE-SE À MELHOR AVALIAÇÃO) No que diz respeito à avaliação da infraestrutura física de apoio à docência, temos uma tabela de conceitos avaliativos: TABELA DE CONCEITOS 1 Ruim 2 Insatisfatório 3 Regular 4 Bom 5 Ótimo

14 14 Em relação à estrutura geral das salas, a maioria opinou que é regular. No que se trata dos recursos audiovisuais disponibilizados pela Instituição para um melhor aprendizado em sala de aula, com o apoio de caixas de som, data show, computadores, entre outros, os acadêmicos afirmam que é regular. O laboratório de computação, utilizado pelos alunos para pesquisas acadêmicas e aulas de informática, obteve uma concepção ruim, em relação às condições gerais de funcionamento do mesmo. Entretanto a Instituição já se postou diante desta situação, afirmando que fará uma reforma do laboratório, juntamente com as demais ampliações que estão sendo realizadas na sede educacional com o objetivo de atender as demandas solicitadas pelos acadêmicos e disponibilizando conforto e comodidade aos discentes. 4. INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS (AVALIE COM NOTA DE 1 A 5, CADA UM DOS ITENS ABAIXO, SABENDO-SE QUE A

15 NOTA 1 REFERE-SE À PIOR AVALIAÇÃO E A NOTA 5 REFERE-SE Á MELHOR AVALIAÇÃO) O curso de Ciências Contábeis avaliou a infraestrutura e serviços administrativos, seguindo o critério da tabela de conceitos, disposta neste relatório. 15 No que consiste a avaliação da secretaria geral, afirmam que é bom o atendimento e a estrutura física. A secretaria do curso de Ciências Contábeis obteve um percentual ótimo em relação à estrutura e funcionamento da mesma, os acadêmicos estão satisfeitos com o andamento da secretaria. De modo geral, a maioria está satisfeita com o desenvolvimento do curso e possui boas expectativas para os próximos semestres. A tesouraria recebeu uma avaliação boa, os discentes acreditam que o funcionamento e o trabalho da tesouraria esta sendo bem executado e atingiu as expectativas.

16 16 No que se refere às áreas de convívio e praça de alimentação, como por exemplo, a cantina, onde os acadêmicos passam o momento do intervalo, a maioria afirma que esta ótima, sendo suficiente o que está disponibilizado para um momento de integração entre os discentes e de descontração. Em se tratando das instalações sanitárias dispostas na Instituição, contando hoje com três lugares de sanitários, os discentes, em maioria expressiva, avaliaram estar em situação ótima, sendo o restante dividido entre bom e regular, principalmente. A segurança da Instituição recebeu um percentual ótimo; todos acreditam que é excelente a segurança oferecida aos que freqüentam a sede de ensino. 5. PROFESSORES (avalie com notas de 1 a 5, cada um dos itens abaixo, sabendo-se que a nota 1 refere-se à pior avaliação e a nota 5 refere-se à melhor avaliação) Os professores serão avaliados pelo curso de Ciências Contábeis de maneira geral, considerando a tabela de conceitos. Sendo que, esta avaliação consiste nos docentes que passaram pelo curso durante o primeiro semestre de 2011.

17 17 A assiduidade dos professores, quanto ao cumprimento do horário e freqüência às aulas, os acadêmicos afirmam que é ótima. No que se refere ao comprometimento dos docentes com os alunos, na busca de uma aula interativa e que vise o ensino-aprendizagem do aluno, de maneira geral, o percentual foi ótimo, acreditam que os professores estão comprometidos com o ensino de qualidade na Instituição. De acordo com a opinião dos acadêmicos, o relacionamento dos professores com a turma é ótimo, eles sabem interagir com os alunos e têm respeito por eles, além de buscar sempre o melhor para as aulas, no objetivo de incentivar o aperfeiçoamento do conhecimento.

18 18 A ética dos profissionais de ensino é ótima, para a maioria, os docentes são profissionais exemplares, e reconhecem a importância e a responsabilidade da IES. Em relação ao quesito domínio de conteúdo, a maioria expressiva dos discentes avalia como ótima, os professores alcançam o objetivo de transmitir o conhecimento e possuem o domínio pleno do conteúdo que ministram em sala de aula. A didática de ensino dos docentes é ótima, sabem ensinar e envolvem a atenção dos acadêmicos durante as aulas. Note-se que apenas uma minoria contradiz esses apontamentos.

19 19 Considerando a elaboração de avaliações; quanto aos conteúdos trabalhados em sala, os alunos acreditam que é boa, os professores conseguem transcrever nas avaliações os conteúdos trabalhados em sala durante os bimestres. Finalmente, o último quesito avaliativo do curso de Ciências Contábeis diz respeito ao incentivo à recuperação dos alunos nas disciplinas, sendo o percentual predominante o de ótimo: os docentes se disponibilizam em auxiliar os acadêmicos na recuperação de suas notas. Concluímos, a exemplo da conclusão quanto ao Curso de Administração da AJES, uma avaliação satisfatória do curso em questão, levando quesitos importantes para o desenvolvimento e aperfeiçoamento do ensino na Instituição, e afirmando o bom desempenho da mesma em suas atividades.

20 RESULTADO CPA DIREITO 1. AVALIAÇÃO DO CURSO 20 O curso de Direito na avaliação da CPA, apresentando-se em relação ao questionário sobre as expectativas em relação ao curso, teve a maioria, diante das outras opções, afirmando que estão sendo parcialmente realizadas. Em relação à matriz curricular do Curso em questão, os acadêmicos, de forma significativa, apontaram ter uma sequência apropriada em relação à programação da mesma, atingindo uma análise satisfatória. No que se refere às atividades complementares realizadas, os alunos aqui reiteram o que já fora colocado por outros cursos: que são bem programadas entre suas várias áreas na Instituição.

21 21 Com relação às atividades de Iniciação Científica, percebemos que a maioria ainda não realiza, mas, como se sabe, essa atividade se aplica especialmente aos bolsistas de IC e voluntários, os quais vêm definitivamente mudando o panorama dessa realidade ainda bastante incipiente na IES. Quando tratamos o assunto de estágios, percebemos que a maioria ainda não faz. Referente à coordenação do curso de Direito, os acadêmicos opinaram, preferentemente, que a mesma se preocupa em acompanhar o trabalho dos professores.

22 No que diz respeito ao representante de classe, a maioria afirma que este não tem o hábito de consultar a turma antes de tomar decisões. 2. INFRAESTRUTURA DE APOIO AO ENSINO 22 O acervo do sistema de biblioteca da Instituição teve um percentual satisfatório o bastante, sendo que a maioria dos acadêmicos afirma que não possui problemas para consultar as bibliografias recomendadas pelos professores em sala de aula. O funcionamento da biblioteca do curso de Direito da AJES possui um espaço físico adequado às necessidades de consulta, pesquisa e estudo, sendo esta a opinião dos acadêmicos do curso em sua ampla maioria. Pelos resultados apontados no gráfico, demonstraram satisfeitos com o que a biblioteca disponibiliza atualmente. Entrementes, a Biblioteca da AJES em breve se tornará um dos espaços mais interessantes em termos de otimização do espaço físico, de títulos de livros e número de exemplares para melhor atender às necessidades do Curso. 3. INFRAESTRUTURA FÍSICA DE APOIO À DOCÊNCIA (AVALIE COM NOTAS DE 1 A 5, CADA UM DOS ITENS ABAIXO, SABENDO-SE QUE A NOTA 1 REFERE-SE À PIOR AVALIAÇÃO E A NOTA 5 REFERE-SE À MELHOR AVALIAÇÃO) No que diz respeito à avaliação da infraestrutura física de apoio à docência, temos uma tabela de conceitos avaliativos:

23 TABELA DE CONCEITOS 1 Ruim 2 Insatisfatório 3 Regular 4 Bom 5 Ótimo 23 Em relação à estrutura geral das salas, a maioria opinou que é insatisfatória. No que se reporta aos recursos audiovisuais disponibilizados pela Instituição para um melhor aprendizado em sala de aula, com o apoio de caixas de som, data show, computadores, entre outros, os acadêmicos, como vemos no gráfico acima, acreditam estar em estado regular. O laboratório de computação, utilizado pelos alunos para pesquisas acadêmicas e aulas de informática, obteve uma concepção ruim; fato este que também está em vias de ser mudado para melhor, haja vista os constantes investimentos da IES em sua infraestrutura.

24 4. INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS (AVALIE COM NOTA DE 1 A 5, CADA UM DOS ITENS ABAIXO, SABENDO-SE QUE A NOTA 1 REFERE-SE Á PIOR AVALIAÇÃO E A NOTA 5 REFERE-SE Á MELHOR AVALIAÇÃO) O curso de Direito avaliou a infraestrutura e serviços administrativos, seguindo o critério da tabela de conceitos, disposta neste relatório. 24 No que consiste a avaliação da secretaria geral, afirmam que é bom o atendimento e a estrutura física, disponibilizando uma excelente atenção aos discentes. A secretaria do curso de Direito obteve um percentual expressivo entre ótimo e bom, como pode-se notar no gráfico acima, em relação à estrutura e funcionamento da mesma. Em síntese, os acadêmicos estão satisfeitos com o atendimento da secretaria do curso. A tesouraria recebeu uma avaliação boa; os discentes acreditam que o funcionamento e o trabalho da tesouraria estão sendo bem executados e atingiram as expectativas com notas preponderantes entre bom e ótimo.

25 No que se refere às áreas de convívio e praça de alimentação, como por exemplo, a cantina, onde os acadêmicos passam o momento do intervalo. A maioria afirma que está ótimo. Destaque-se que também há quem não esteja satisfeito, o que estimula a IES a continuar otimizando o seu espaço, inclusive pensando em como melhor apresentar o cenário de recreação. 25 Em se tratando das instalações sanitárias dispostas na Instituição, contando hoje com três lugares de sanitários, os discentes avaliaram estar em situação entre ótima, boa e regular. A segurança da Instituição recebeu um percentual ótimo por 50%, mas também um expressivo percentual de insatisfeitos (outros cinquenta por cento atribuíram notas 2 e 1, respectivamente 30 e 20%, o que revela um contraste antagônico, que inspira acompanhamento atencioso da CPA 5. PROFESSORES (avalie com notas de 1 a 5, cada um dos itens abaixo, sabendo-se que a nota 1 refere-se à pior avaliação e a nota 5 refere-se à melhor avaliação) Os professores serão avaliados pelo curso de Direto de maneira geral, considerando a tabela de conceitos. Sendo que esta avaliação consiste na média dos docentes do curso durante o primeiro semestre de 2011.

26 A assiduidade dos professores, quanto ao cumprimento do horário e freqüência às aulas, os acadêmicos afirmam, em maioria expressiva frente às outras opções, que é ótima. 26 No que se refere ao comprometimento dos docentes com os alunos, na busca de uma aula interativa e que vise o ensino-aprendizagem do aluno, de maneira geral, o percentual foi ótimo, acreditam que os professores estão comprometidos com o ensino de qualidade na Instituição. O outro índice mais importante é o de bom, o que confirma a predominância positiva do comprometimento por parte dos professores. De acordo com a opinião dos acadêmicos, o relacionamento dos professores com a turma é ótimo e bom, eles sabem interagir com os alunos e têm respeito pelos mesmos, além de buscar sempre o melhor para as aulas, no objetivo de incentivar o aprimoramento do conhecimento.

27 A ética dos profissionais de ensino é ótima e boa: todos são profissionais e reconhecem a importância e a responsabilidade da Instituição para com os profissionais que forma e a comunidade na qual estão ou venham a estar inseridos. 27 Em relação ao quesito domínio de conteúdo, a maioria expressiva dos discentes avalia como ótima, já que a outra metade se distribui pelas outras opções. Os professores alcançam o objetivo de transmitir o conhecimento e possuem o domínio pleno do conteúdo que ministram em sala. A didática de ensino dos docentes, segundo a avaliação, também é ótima: os docentes do curso sabem ensinar e envolver os acadêmicos durante as aulas, conquistando-lhes a atenção. Errata: A questão do quadro abaixo é: 25) Elabora adequadamente as avaliações, considerando o conteúdo trabalhado em sala de aula

28 Neste quesito, quanto aos conteúdos trabalhados em sala, os alunos manifestaram-se entre ótimo e bom, de uma forma bastante expressiva, sinalizando que os professores conseguem expressar com razoabilidade nas avaliações os conteúdos trabalhados em sala durante os bimestres. 28 Por fim, o último quesito avaliativo do curso de Direito diz respeito ao incentivo à recuperação dos alunos nas disciplinas, sendo o percentual predominante entre ótimo e bom, atestando que os docentes trabalham para a recuperação dos acadêmicos em suas disciplinas. Concluímos assim por uma avaliação satisfatória, uma vez que o nível de satisfação dos acadêmicos vem melhorando a cada avaliação, sendo que a IES continua dando mostras consistentes de investimento em infraestrutura e qualidade de ensino e pesquisa, otimizando os resultados do Curso de Direito.

29 RESULTADO CPA ENFERMAGEM 1. AVALIAÇÃO DO CURSO 29 O curso de Enfermagem na avaliação do CPA, em relação ao questionário sobre as expectativas do curso, teve maioria afirmando que estão sendo parcialmente realizadas. No que diz respeito à matriz curricular, os acadêmicos apontaram ter uma sequência apropriada, atingindo uma análise satisfatória. No que se refere às atividades complementares realizadas, os alunos acreditam que são insuficientes para cumprimento das obrigações regimentais.

30 30 Com relação às atividades de Iniciação Científica, percebemos que a maioria tem interesse, mas não tem tempo. Quando tratamos o assunto de estágios, a maioria firmou que não faz. Referente à coordenação do curso de Enfermagem, os acadêmicos opinaram que a mesma se preocupa em acompanhar o trabalho dos professores e está disposta a ouvir as sugestões e reclamações dos alunos.

31 31 No que diz respeito ao representante de classe, a maioria afirma que representa adequadamente a turma. 2. INFRAESTRUTURA DE APOIO AO ENSINO O acervo do sistema de biblioteca da Instituição teve um percentual satisfatório, entretanto, seria conveniente aumentar o número de volumes por título. O funcionamento da biblioteca do curso de Enfermagem precisa ampliar seu espaço para consultas, pois esta insuficiente. 3. INFRAESTRUTURA FÍSICA DE APOIO À DOCÊNCIA (AVALIE COM NOTAS DE 1 A 5, CADA UM DOS ITENS ABAIXO, SABENDO-SE QUE A

32 NOTA 1 REFERE-SE À PIOR AVALIAÇÃO E A NOTA 5 REFERE-SE À MELHOR AVALIAÇÃO) No que diz respeito à avaliação da infraestrutura física de apoio à docência, temos uma tabela de conceitos avaliativos: 32 TABELA DE CONCEITOS 1 Ruim 2 Insatisfatório 3 Regular 4 Bom 5 Ótimo Em relação à estrutura geral das salas, a maioria opinou que é bom, se encontra em um estado satisfatório e agradável para o pleno desenvolvimento e aprendizagem. No que se trata dos recursos audiovisuais disponibilizados pela Instituição para um melhor aprendizado em sala de aula, com o apoio de caixas de som, data show, computadores, entre outros, os acadêmicos acreditam estar em bom estado e atendem às necessidades do curso.

33 33 O laboratório de computação, utilizado pelos alunos para pesquisas acadêmicas e aulas de informática, obteve uma concepção insuficiente. Obs.: Como já dito, isso deve mudar em breve, pois a IES está investindo em infraestrutura. 4. INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS (AVALIE COM NOTA DE 1 A 5, CADA UM DOS ITENS ABAIXO, SABENDO-SE QUE A NOTA 1 REFERE-SE À PIOR AVALIAÇÃO E A NOTA 5 REFERE-SE À MELHOR AVALIAÇÃO) O curso de Enfermagem avaliou a infraestrutura e serviços administrativos, seguindo o critério da tabela de conceitos, disposta neste relatório. No que consiste a avaliação da secretaria geral, afirmam que é bom o atendimento e a estrutura física. A secretaria do curso de Enfermagem obteve um percentual bom em relação à estrutura e funcionamento da mesma, os acadêmicos estão satisfeitos com o andamento da secretaria. De maneira geral, a maioria está satisfeita em nível bom com o desenvolvimento do curso, mas possuem expectativas para que melhore nos próximos semestres.

34 34 A tesouraria recebeu uma avaliação boa, os discentes acreditam que o funcionamento e o trabalho da tesouraria estão sendo bem administrados. No que se refere às áreas de convívio e praça de alimentação, como por exemplo, a cantina da AJES, a maioria afirma que está entre ótima, boa e regular, mas tal espaço ainda merece incrementos. Em se tratando das instalações sanitárias dispostas na Instituição, contando hoje com três lugares de sanitários, os discentes avaliaram ser insuficiente. A segurança da Instituição recebeu um percentual regular, para a maioria dos avaliadores.

35 5. PROFESSORES (avalie com notas de 1 a 5, cada um dos itens abaixo, sabendo-se que a nota 1 refere-se à pior avaliação e a nota 5 refere-se à melhor avaliação) Os professores serão avaliados pelo curso de Enfermagem de maneira geral, considerando a tabela de conceitos, sendo que esta avaliação consiste nos docentes do curso durante o primeiro semestre de A assiduidade dos professores, quanto ao cumprimento do horário e freqüência às aulas, os acadêmicos afirmam que é ótima. No que se refere ao comprometimento dos docentes com os alunos, na busca de uma aula interativa e que vise o ensino-aprendizagem do aluno, de maneira geral, o percentual foi ótimo, acreditam que os professores estão comprometidos com o ensino de qualidade na Instituição. De acordo com a opinião dos acadêmicos, o relacionamento dos professores com a turma é ótimo, eles sabem interagir com os alunos, respeitando-os, além de buscar sempre o melhor para as aulas, no objetivo de incentivar a apreensão dos saberes.

36 36 A ética dos profissionais de ensino aqui está avaliada entre ótima e boa, principalmente: todos são profissionais e reconhecem a importância e a responsabilidade da Instituição que forma, entre outros profissionais, futuros profissionais da saúde. Em relação ao quesito domínio de conteúdo, a maioria expressiva dos discentes avalia como ótima, pois os professores alcançam o objetivo de transmitir o conhecimento e possuem o domínio pleno do conteúdo que trabalham em sala. Por sua vez, a didática de ensino dos professores é ótima: sabem ensinar e cativar a atenção das acadêmicos durante as aulas.

37 37 Considerando a elaboração de avaliações, quanto aos conteúdos trabalhados em sala, os alunos, como pode-se notar acima, acreditam que é ótima ou boa, os professores conseguem transcrever nas avaliações os conteúdos trabalhados em sala no decorrer do semestre. Enfim, o último quesito avaliativo do curso de Enfermagem, tal como nos cursos anteriormente avaliados, diz respeito ao incentivo à recuperação dos alunos nas disciplinas, sendo o percentual aqui entre ótimo e bom: os docentes então incentivam os acadêmicos na recuperação de suas notas. Concluímos que tratou-se de uma avaliação satisfatória do curso de Enfermagem, que, confrontado com os mesmos importantes quesitos dos outros cursos da IES, reiteram a disposição para o desenvolvimento de seu campus e o aperfeiçoamento do ensino na AJES, afirmando o inalterável compromisso de otimização do desempenho da instituição em suas atividades.

2º RELATÓRIO PARCIAL DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

2º RELATÓRIO PARCIAL DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2º RELATÓRIO PARCIAL DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL - CPA Mantenedora: Fundação Presidente Antônio Carlos Mantida: Faculdade Presidente Antônio Carlos de Araguari

Leia mais

RELATÓRIO GERAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2014

RELATÓRIO GERAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2014 RELATÓRIO GERAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2014 2014 Dados da Instituição FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DO SUL DE MINAS - FACESM Código: 508 Faculdade privada sem fins lucrativos Estado: Minas Gerais

Leia mais

Resultado na ótica discente. Comissão Própria de Avaliação Dezembro/2014

Resultado na ótica discente. Comissão Própria de Avaliação Dezembro/2014 Resultado na ótica discente Comissão Própria de Avaliação Dezembro/2014 Metodologia PÚBLICO-ALVO: Discentes dos cursos de graduação da FAESA. METODOLOGIA DA PESQUISA: A metodologia utilizada por meio de

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA 2014/01 a 2014/02 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. Análise dos resultados

Leia mais

AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO COORDENAÇÃO DE CURSO DOCENTES E UNIDADE CURRICULAR ATENDIMENTO AO ALUNO INFRAESTRUTURA COMUNICAÇÃO E IMAGEM

AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO COORDENAÇÃO DE CURSO DOCENTES E UNIDADE CURRICULAR ATENDIMENTO AO ALUNO INFRAESTRUTURA COMUNICAÇÃO E IMAGEM FACULDADE SENAC PORTO ALEGRE FSPOA AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO COORDENAÇÃO DE CURSO DOCENTES E UNIDADE CURRICULAR ATENDIMENTO AO ALUNO INFRAESTRUTURA COMUNICAÇÃO E IMAGEM CPA 2013/2 PARTICIPAÇÃO

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA 2013/01 a 2013/02 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. Diagnóstico geral

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA DA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA 2014/01 a 2014/02 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. Análise dos resultados

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIADA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIADA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIADA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA 2013/01 a 2013/02 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. Diagnóstico geral

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA 2014/01 a 2014/02 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. Análise

Leia mais

Eixo 1 - Ensino. As questões respondidas pelos discentes sobre a temática do ensino somam oito interrogações, as quais seguem em análise:

Eixo 1 - Ensino. As questões respondidas pelos discentes sobre a temática do ensino somam oito interrogações, as quais seguem em análise: Relatório de análise de dados O presente relatório trata da análise dos resultados provenientes de informações obtidas por meio dos questionários da autoavaliação referentes ao curso de graduação em Dança

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTOAVALIAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS 2014/01 a 2014/02 APRESENTAÇÃO O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior

Leia mais

FUNDAÇÃO VISCONDE DE CAIRU/CEPPEV COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA. Relatório descritivo DA Avaliação Institucional

FUNDAÇÃO VISCONDE DE CAIRU/CEPPEV COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA. Relatório descritivo DA Avaliação Institucional FUNDAÇÃO VISCONDE DE CAIRU/CEPPEV COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA Relatório descritivo DA Avaliação Institucional Novembro/Dezembro de 2005 Nome do Curso Perfil da Amostra Número de Professores Gestão

Leia mais

DIMENSÃO 2: - Política para o ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão - Respectivas normas de operacionalização

DIMENSÃO 2: - Política para o ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão - Respectivas normas de operacionalização DIMENSÃO 2: - Política para o ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão - Respectivas normas de operacionalização 2.1 - GRADUAÇÃO 2.1.1. Descrição do Ensino de Graduação na UESC Cursos: 26 cursos regulares

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE ENFERMAGEM

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE ENFERMAGEM UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE ENFERMAGEM 1 Dimensão 2 - Acadêmico avaliando professor 1 - O professor comparece com regularidade

Leia mais

ASSOCIACAO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIAO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS RELATÓRIO GERAL DE REPOSTA DE PROFESSORES. 2º SEMESTRE DE 2013

ASSOCIACAO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIAO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS RELATÓRIO GERAL DE REPOSTA DE PROFESSORES. 2º SEMESTRE DE 2013 ASSOCIACAO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIAO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS RELATÓRIO GERAL DE REPOSTA DE PROFESSORES. 2º SEMESTRE DE 2013 1.1 Organização Institucional Q1 Cumprimento da missão da

Leia mais

Avaliação Institucional 2013. Cursos: Licenciatura em Pedagogia e Bacharel em Teologia

Avaliação Institucional 2013. Cursos: Licenciatura em Pedagogia e Bacharel em Teologia Avaliação Institucional 2013 Cursos: Licenciatura em Pedagogia e Bacharel em Teologia JUNHO/2013 COMISSÃO CPA Profª. Especialista Léia Fontoura Presidente Profª. Danielle Marques Fontoura Secretaria Prof.

Leia mais

FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2009-2010

FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2009-2010 FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2009-2010 1 Fragilidade resultado inferior a 50% Ponto a ser melhorado 50% e 59,9% Potencialidade igual ou

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE PSICOLOGIA

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE PSICOLOGIA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE PSICOLOGIA 1 Dimensão 2 - Acadêmico avaliando professor POTENC. PTO. A MELHOR. FRAGIL. 1 -

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE FISIOTERAPIA

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE FISIOTERAPIA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE FISIOTERAPIA 1 Dimensão 2 - Acadêmico avaliando professor POTENC. PTO. A MELHOR. FRAGIL. 1

Leia mais

Ata de Reunião Análise Crítica do Sistema de Gestão da Qualidade da FDSM

Ata de Reunião Análise Crítica do Sistema de Gestão da Qualidade da FDSM FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS Av. Dr. João Beraldo, 1075 Centro Pouso Alegre MG Fone: (35) 3449-8100 Fax: (35) 3499-8102 Rev.: 00 / / Form.: Aprov.: Pág 1 de 1 Ata de Reunião Crítica do Sistema

Leia mais

Comissão Própria de Avaliação - CPA

Comissão Própria de Avaliação - CPA AVALIAÇÃO DO CEFET-RJ PELOS DISCENTES -2010/2 A avaliação das Instituições de Educação Superior tem caráter formativo e visa o aperfeiçoamento dos agentes da comunidade acadêmica e da Instituição como

Leia mais

IESG - INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GARÇA LTDA. Rua América, 281 Garça/SP CEP 17400-000 (14) 3407-2505 www.uniesp.edu.br/garca

IESG - INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GARÇA LTDA. Rua América, 281 Garça/SP CEP 17400-000 (14) 3407-2505 www.uniesp.edu.br/garca IESG - INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GARÇA LTDA. Rua América, 281 Garça/SP CEP 17400-000 (14) 3407-2505 www.uniesp.edu.br/garca PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DOS EGRESSOS O Instituto de Ensino de Garça,

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEISDA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEISDA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEISDA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA 2013/01 a 2013/02 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. Diagnóstico

Leia mais

QUESTIONÁRIO DO PROFESSOR. 01. Você já acessou a página www.educacaoanguera.ba.gov.br? O que achou? Tem sugestões a apresentar?.........

QUESTIONÁRIO DO PROFESSOR. 01. Você já acessou a página www.educacaoanguera.ba.gov.br? O que achou? Tem sugestões a apresentar?......... ESCOLA: PROFESOR (A): TURNO: ( )M ( )V TURMA: ( )SERIADA ( )MULTISERIADA QUESTIONÁRIO DO PROFESSOR TECNOLOGIA 01. Você já acessou a página www.educacaoanguera.ba.gov.br? O que achou? Tem sugestões a apresentar?

Leia mais

Representante da Sociedade Civil Organizada Calixto Nunes da França. Representante Discente Artur da Costa Júnior

Representante da Sociedade Civil Organizada Calixto Nunes da França. Representante Discente Artur da Costa Júnior I DADOS DA INSTITUIÇÃO Nome: Faculdade de Medicina de Juazeiro do Norte Código da IES INEP: 1547 Caracterização da IES: Instituição Privada Sem Fins Lucrativos Estado: Ceará Cidade: Juazeiro do Norte Composição

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014 A CPA (Comissão Própria De Avaliação) apresentou ao MEC, em março de 2015, o relatório da avaliação realizada no ano de 2014. A avaliação institucional, realizada anualmente, aborda as dimensões definidas

Leia mais

Avaliação Geral Institucional

Avaliação Geral Institucional Avaliação Geral Institucional COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA Cursos Superiores de Graduação: - ADM - CCO Tecnólogo em - HOT Ano: 29-1 Capivari de Baixo, Julho de 29 SUMÁRIO Introdução...3 Avaliação

Leia mais

FACULDADE UNIDADE SERRA PLANO DE AÇÃO - CPA

FACULDADE UNIDADE SERRA PLANO DE AÇÃO - CPA FACULDADE UNIDADE SERRA PLANO DE AÇÃO - CPA PLANO DE AÇÃO Apresentação do Plano de Ação da CPA Os dados trabalhados são baseados na Avaliação Institucional realizada em Maio/2013 CPA- (comissão permanente

Leia mais

RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010 DIAGNÓSTICO INSTITUCIONAL

RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010 DIAGNÓSTICO INSTITUCIONAL PROGRAMA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010 DIAGNÓSTICO INSTITUCIONAL MARÇO/2011 APRESENTAÇÃO Á Comunidade Acadêmica, Órgãos Colegiados Superiores e Unidade Acadêmicas

Leia mais

Data 2008 BLOCO I INFORMAÇÕES GERAIS

Data 2008 BLOCO I INFORMAÇÕES GERAIS COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA/FACESA INSTRUMENTO DE COLETA DE DADOS SEGMENTO: ALUNOS Data 2008 CURSO: Enfermagem / TURNO: Matutino SEMESTRE: Primeiro BLOCO I INFORMAÇÕES GERAIS P1. Sexo A) ( ) Feminino

Leia mais

Comissão Própria de Avaliação -CPA. Ações e Melhorias Institucionais 2010/2011/2012

Comissão Própria de Avaliação -CPA. Ações e Melhorias Institucionais 2010/2011/2012 Comissão Própria de Avaliação -CPA Ações e Melhorias Institucionais 2010/2011/2012 Comissão Própria de Avaliação - CPA A auto-avaliação objetiva sempre a melhoria da qualidade dos serviços educacionais

Leia mais

RELATÓRIO GERENCIAL AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE E AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM GRADUAÇÃO PRESENCIAL

RELATÓRIO GERENCIAL AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE E AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM GRADUAÇÃO PRESENCIAL RELATÓRIO GERENCIAL AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE E AMBIENTE VIRTUAL DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL 2º SEMESTRE 2014 CENTRO UNIVERSITÁRIO INTERNACIONAL UNINTER COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA RELATÓRIO GERENCIAL

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Portaria nº 808, de 8 de junho de 00. Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES. O MINISTRO DE

Leia mais

FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013

FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013 FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013 Sete Lagoas Março de 2014 Sumário 1. DADOS DA INSTITUIÇÃO... 4 1.1. Composição da Comissão

Leia mais

FACULDADE INTERNACIONAL DO DELTA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CORPO DOCENTE - 2014.1

FACULDADE INTERNACIONAL DO DELTA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CORPO DOCENTE - 2014.1 FACULDADE INTERNACIONAL DO DELTA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CORPO DOCENTE - 2014.1 A Comissão Própria de Avaliação (CPA) é o órgão responsável por coordenar,

Leia mais

Belém PA, Maio 2012. Categoria: Pesquisa e Avaliação. Setor Educacional: Educação Universitária. Macro: Sistemas e Instituições de EAD

Belém PA, Maio 2012. Categoria: Pesquisa e Avaliação. Setor Educacional: Educação Universitária. Macro: Sistemas e Instituições de EAD 1 A QUALIDADE DOS CURSOS SUPERIORES A DISTÂNCIA: CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS E BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UAB Belém PA, Maio 2012 Categoria: Pesquisa e Avaliação

Leia mais

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação

Leia mais

Faculdade Peruíbe - FPbe. Comissão Própria de Avaliação CPA. Relatório de ações e melhorias - Infraestrutura física

Faculdade Peruíbe - FPbe. Comissão Própria de Avaliação CPA. Relatório de ações e melhorias - Infraestrutura física Faculdade Peruíbe - FPbe Comissão Própria de Avaliação CPA Relatório de ações e melhorias - Infraestrutura física Considerando o artigo Art. 5º do regulamento da CPA FPbe, bem como, de acordo com o plano

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC COMISSÃO DE ENSINO INTERDEPARTAMENTAL. Joinville, 08 de Junho de 2011.

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC COMISSÃO DE ENSINO INTERDEPARTAMENTAL. Joinville, 08 de Junho de 2011. UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC COMISSÃO DE ENSINO INTERDEPARTAMENTAL Joinville, 08 de Junho de 2011. Ilmo. Sr Diretor de Ensino Prof. Dr. José de Oliveira Att: Relatório final da avaliação

Leia mais

FACULDADE MODELO CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO. RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2º Semestre de 2010

FACULDADE MODELO CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO. RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2º Semestre de 2010 FACULDADE MODELO CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2º Semestre de 2010 1. APRESENTAÇÃO O relatório que segue apresenta a Avaliação Institucional da Faculdade Modelo

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO (CPA)

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO (CPA) UNIESP FACULDADES INTEGRADAS DE RIBEIRÃO PIRES FIRP COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO (CPA) RELATÓRIO PARCIAL DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL RIBEIRÃO PIRES DEZEMBRO DE 2014 2 COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO PRÓPRIA

Leia mais

Relatório de Avaliação TECNOLOGIA EM ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

Relatório de Avaliação TECNOLOGIA EM ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Relatório de Avaliação TECNOLOGIA EM ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS A temática tecnologia da informação esta em todas as áreas: áreas da saúde, empresarial, governamental. A humanidade está entrando

Leia mais

FACULDADE LEGALE RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO

FACULDADE LEGALE RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO FACULDADE LEGALE RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2013 DE ACORDO COM O MODELO DO: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - COMISSÃO NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR CONAES/INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS

Leia mais

apresentação oral sobre temas concernentes às especificidades do curso de Redes de Computadores;

apresentação oral sobre temas concernentes às especificidades do curso de Redes de Computadores; CENTRO DE ENSINO SUPERIOR FABRA MANTENEDOR DA ESCOLA DE ENSINO SUPERIOR FABRA Cred. Pela Portaria Ministerial nº 2787 de 12/12/2001 D.O.U. 17/12/2001 Rua Pouso Alegre, nº 49 Barcelona Serra/ES CEP 29166-160

Leia mais

RESULTADO DE ENQUETE APLICADA PELO PORTAL

RESULTADO DE ENQUETE APLICADA PELO PORTAL 01/11/2012 10:31:12 1 Código Nome da Enquete D. Inicio D. Fim 597 Outras Dimensões - 4º ano A 08/10/12 31/10/12 1-1. 1ª Dimensão Planejamento Institucional: Você acessa as normas institucionais (Regimento,

Leia mais

EDITAL Nº 01 13 DE AGOSTO DE 2015

EDITAL Nº 01 13 DE AGOSTO DE 2015 FACULDADE EVANGÉLICA DO PIAUÍ CREDENCIADA PELO MEC-PORTARIA Nº 2.858-13/09/2004 C.N.P.J 03.873.844/0001-35 EDITAL Nº 01 13 DE AGOSTO DE 2015 A Coordenação do Curso de Pedagogia da Faculdade Evangélica

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 0 2014 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FUNDAÇÃO EDUCACIONAL CLAUDINO FRANCIO FACULDADE CENTRO MATO-GROSSENSE SORRISO/MT Portaria Nº 004/2015 Dispõe sobre Relatório Apresentado pela Comissão Própria

Leia mais

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Faculdade Educacional da Lapa 1 FAEL RESULTADOS - AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2012 O referido informativo apresenta uma súmula dos resultados da autoavaliação institucional, realizada no ano de 2012, seguindo

Leia mais

RELATÓRIO PARCIAL DA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010/02 CURSO DE BACHARELADO EM NUTRIÇÃO

RELATÓRIO PARCIAL DA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010/02 CURSO DE BACHARELADO EM NUTRIÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO ESTADO DO PARÁ COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO PARCIAL DA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010/02 CURSO DE BACHARELADO EM NUTRIÇÃO CATEGORIAS & DIMENSÕES AVALIADAS: DISCENTES:

Leia mais

CPA Comissão Própria de Avaliação

CPA Comissão Própria de Avaliação CPA Comissão Própria de Avaliação AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Avaliação do Curso e da Faculdade VISÃO DISCENTE ÍNDICE. Quesitos avaliados pelos Discentes.... Resultados...0. Média Geral FATECE AVALIAÇÃO DOS

Leia mais

Direito. 592 Nível (Bacharelado, Turno. Carga Horária Licenciatura) Bacharelado Noturno 3774 Horas 201111874 24-08-2011

Direito. 592 Nível (Bacharelado, Turno. Carga Horária Licenciatura) Bacharelado Noturno 3774 Horas 201111874 24-08-2011 Curso Direito Código INEP Código UFLA 592 Nível (Bacharelado, Turno Carga Horária Licenciatura) Bacharelado Noturno 3774 Horas Processo e-mec- Tipo Autorização Número Data 201111874 24-08-2011 Despacho

Leia mais

FACULDADE MODELO CPA-COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO GESTÃO 2012-2014 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL ANO: 2012

FACULDADE MODELO CPA-COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO GESTÃO 2012-2014 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL ANO: 2012 FACULDADE MODELO CPA-COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO GESTÃO 2012-2014 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL ANO: 2012 1. APRESENTAÇÃO O relatório que segue apresenta a Avaliação Institucional da Faculdade

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA DO ENSINO DE GRADUAÇÃO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA DO ENSINO DE GRADUAÇÃO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA DO ENSINO DE GRADUAÇÃO Aprovado no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) e Conselho de Administração Superior (CAS) em 18 de junho de 2015, Processo 016/2015

Leia mais

Título I. Da Monitoria

Título I. Da Monitoria MONITORIA O programa de monitoria tem como objetivo dar oportunidade de aprimoramento na formação do aluno e ainda despertar a valorização do ensino aprendizado de sua prática bem como estimular a seguir

Leia mais

PROJETO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA FACULDADE DE TECNOLOGIA SAINT PASTOUS. Comissão Própria de Avaliação

PROJETO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA FACULDADE DE TECNOLOGIA SAINT PASTOUS. Comissão Própria de Avaliação PROJETO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA FACULDADE DE TECNOLOGIA SAINT PASTOUS Comissão Própria de Avaliação Porto Alegre, março de 2005. 1 Diretora Vera Lucia Dias Duarte Coordenador do Curso Dr. Dakir Lourenço Duarte

Leia mais

IFSP CAMPUS: SUZANO RELATÓRIO ANALÍTICO

IFSP CAMPUS: SUZANO RELATÓRIO ANALÍTICO IFSP CAMPUS: SUZANO RELATÓRIO ANALÍTICO Comissão Própria de Avaliação Institucional: Representante Docente: Fábio Nazareno Machado-da-Silva Representante Técnico-administrativo: Diego Martins Braga Representante

Leia mais

LOCALIZAÇÃO: PAVIMENTO TÉRREO IDENTIFICAÇÃO ÁREA (M 2 ) CAPACIDADE Auditório 367,23 406

LOCALIZAÇÃO: PAVIMENTO TÉRREO IDENTIFICAÇÃO ÁREA (M 2 ) CAPACIDADE Auditório 367,23 406 INFRA-ESTRUTURA FÍSICA E TECNOLÓGICA As salas de aula da FACULDADE BARRETOS estão aparelhadas para turmas de até 60 (sessenta) alunos, oferecendo todas as condições necessárias para possibilitar o melhor

Leia mais

Relatório Parcial Referente às Atividades da Comissão Própria de Avaliação (CPA) em 2014

Relatório Parcial Referente às Atividades da Comissão Própria de Avaliação (CPA) em 2014 Relatório Parcial Referente às Atividades da Comissão Própria de Avaliação (CPA) em 2014 Introdução Ao longo do primeiro semestre de 2014, a Comissão Própria de Avaliação (CPA), em trabalho conjunto de

Leia mais

PADRÕES DE QUALIDADE OUTUBRO 2000

PADRÕES DE QUALIDADE OUTUBRO 2000 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DEPARTAMENTO DE POLÍTICA DO ENSINO SUPERIOR COORDENAÇÃO DAS COMISSÕES DE ESPECIALISTAS DE ENSINO COMISSÃO DE ESPECIALISTAS DE ENSINO DE FARMÁCIA PADRÕES

Leia mais

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO PLANO DE AÇÃO 2015 RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO PLANO DE AÇÃO

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO PLANO DE AÇÃO 2015 RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO PLANO DE AÇÃO FACULDADE CAPIXABA DA SERRA Situação Real/Reclamações Professores O índice de insatisfação vem diminuindo em relação ao apresentado desde 2011. - Permanece sendo realizado o processo de seleção: edital;

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA CAMPUS PL PERÍODO 2014 1 INSTITUTO METODISTA

Leia mais

Mônica Lima Universidade Federal da Bahia Monica Aparecida Tomé Pereira Universidade Federal do Vale do São Francisco

Mônica Lima Universidade Federal da Bahia Monica Aparecida Tomé Pereira Universidade Federal do Vale do São Francisco 349 PERCEPÇÃO DOS ESTUDANTES SOBRE INFRAESTRUTURA DOS CURSOS DE PSICOLOGIA: CONSIDERAÇÕES A PARTIR DO ENADE-2006 Mônica Lima Universidade Federal da Bahia Monica Aparecida Tomé Pereira Universidade Federal

Leia mais

FORMULÁRIO PARA A CONSOLIDAÇÃO DAS QUESTÕES ABERTAS

FORMULÁRIO PARA A CONSOLIDAÇÃO DAS QUESTÕES ABERTAS 1 FORMULÁRIO PARA A CONSOLIDAÇÃO DAS ABERTAS COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇAO INSTITUCIONAL CPA FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE CONGONHAS Responderam a este primeiro grupo de questões abertas

Leia mais

Relatório de Autoavaliação 2015 Pedagogia

Relatório de Autoavaliação 2015 Pedagogia Pergunta 01: Você considera a atuação da Faculdade (missão), importante para sociedade local e regional: 27 25,00 2 1,85 79 73,15 geral 108 100,00 27 2 79 Pergunta 02: Sobre o PLANO DE DESENVOVIMENTO INSTITUCIONAL

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA ANÁLISE DA AUTOAVALIAÇÃO DOS ESTUDANTES DE PEDAGOGIA/FE/UFG/2013 INTRODUÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA ANÁLISE DA AUTOAVALIAÇÃO DOS ESTUDANTES DE PEDAGOGIA/FE/UFG/2013 INTRODUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA ANÁLISE DA AUTOAVALIAÇÃO DOS ESTUDANTES DE PEDAGOGIA/FE/UFG/2013 INTRODUÇÃO O presente relatório foi elaborado pelo Núcleo Docente

Leia mais

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL: instrumento norteador efetivo de investimentos da IES

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL: instrumento norteador efetivo de investimentos da IES 152 AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL: instrumento norteador efetivo de investimentos da IES Silvana Alves Macedo 1 Reginaldo de Oliveira Nunes 2 RESUMO O processo da Auto-Avaliação Institucional ainda é um

Leia mais

Oficina de Formação. O vídeo como dispositivo pedagógico e possibilidades de utilização didática: produção e edição de conteúdos audiovisuais

Oficina de Formação. O vídeo como dispositivo pedagógico e possibilidades de utilização didática: produção e edição de conteúdos audiovisuais Oficina de Formação O vídeo como dispositivo pedagógico e possibilidades de utilização didática: produção e edição de conteúdos audiovisuais (Data de início: 09/05/2015 - Data de fim: 27/06/2015) I - Autoavaliação

Leia mais

REGULAMENTO DE MONITORIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

REGULAMENTO DE MONITORIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO DE MONITORIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS SALVADOR 2014 REGULAMENTO DA MONITORIA A prática de monitoria consiste na atuação docente de alunos que auxiliam outros alunos

Leia mais

SETORES ADMINISTRATIVOS DAS FACULDADES PONTA GROSSA

SETORES ADMINISTRATIVOS DAS FACULDADES PONTA GROSSA Faculdades Ponta Grossa Comissão Própria de Avaliação Avaliação Institucional 2015/1 INÍCIO SAIR SETORES ADMINISTRATIVOS DAS FACULDADES PONTA GROSSA 01.01. 01 Conheço os meus direitos e deveres como acadêmico.

Leia mais

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais G O V E R N O F E D E R A L P A Í S R

Leia mais

REGULAMENTO DE MONITORIA FAESA

REGULAMENTO DE MONITORIA FAESA REGULAMENTO DE MONITORIA FAESA Página 1 de 11 1. CONCEITO / FINALIDADE : A monitoria consiste na atividade de apoio aos alunos das disciplinas de oferta regular do currículo as quais os coordenadores de

Leia mais

GUIA DE INFORMAÇÕES AO ESTUDANTE Pronatec

GUIA DE INFORMAÇÕES AO ESTUDANTE Pronatec GUIA DE INFORMAÇÕES AO ESTUDANTE GUIA DE INFORMAÇÕES AO ESTUDANTE 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 O que é um curso técnico e quais seus benefícios? Quem pode participar? Os cursos são pagos? Tenho

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC FLORIANÓPOLIS

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC FLORIANÓPOLIS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC FLORIANÓPOLIS PORTARIA DE CREDENCIAMENTO DA FACULDADE Portaria Nº 3.544 de 13 de dezembro de 2002, publicada no DOU em 16 de dezembro de 2002. Diretor da Faculdade: José Carlos

Leia mais

CURSO = Administração - FIC

CURSO = Administração - FIC Sua Vez qualidade do atendimento. 23 Ausente 1 Média 4,00 Modelo padrão,953 Sua Vez qualidade do atendimento. a 1 1 4,2 4,3 4,3 3 4 16,7 17,4 21,7 4 11 45,8 47,8 69,6 5 7 29,2 30,4 100,0 Total 23 95,8

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC BLUMENAU

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC BLUMENAU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC BLUMENAU PORTARIA DE CREDENCIAMENTO DA FACULDADE Portaria Nº 1.325 de 18 de maio de 2004, publicada no DOU em 20 de maio de 2004. Diretor da Faculdade: Elita Grosch Maba Diretor

Leia mais

REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO/PSICOPEDAGÓGICO NAP/NAPP. Do Núcleo de Apoio Pedagógico/Psicopedagógico

REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO/PSICOPEDAGÓGICO NAP/NAPP. Do Núcleo de Apoio Pedagógico/Psicopedagógico REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO/PSICOPEDAGÓGICO NAP/NAPP Capítulo I Do Núcleo de Apoio Pedagógico/Psicopedagógico Art. 1º O Núcleo de Apoio Pedagógico/Psicopedagógico- NAP/NAPP do Centro de Ensino

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA PORTO DAS MONÇÕES

FACULDADE DE TECNOLOGIA PORTO DAS MONÇÕES FACULDADE DE TECNOLOGIA PORTO DAS MONÇÕES COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA SINAES RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Porto Feliz 2012 2 A Faculdade de Tecnologia Porto das Monções acaba de ter sua

Leia mais

FACULDADE ANCHIETA DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2SEM2013 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO

FACULDADE ANCHIETA DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2SEM2013 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO FACULDADE ANCHIETA DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2SEM2013 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO Constituída em atendimento à Lei nº 10.861/2004, regulamentada pela Portaria

Leia mais

1.2 - Como você avalia a divulgação dos resultados da autoavaliação institucional para a comunidade universitária da sua unidade/subunidade?

1.2 - Como você avalia a divulgação dos resultados da autoavaliação institucional para a comunidade universitária da sua unidade/subunidade? Informações do Questionário Programa Autoavaliação Institucional - UFSM - 2014 Questionário Questões Gerais Descrição do Programa A aplicação do instrumento de autoavaliação é fundamental para toda instituição

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO INTEGRAL CAMPUS PL PERÍODO 2014 1 INSTITUTO METODISTA

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS BAMBUÍ

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS BAMBUÍ INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS BAMBUÍ RELATÓRIO DO QUESTIONÁRIO APLICADO AO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO II SEMESTRE/2014 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO (CPA)

Leia mais

ANÁLISE DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2015

ANÁLISE DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2015 ANÁLISE DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2015 1 INTRODUÇÃO A Avaliação Institucional das Faculdades Integradas de Itararé (FAFIT), planejada, discutida e aplicada pela Comissão Própria de Avaliação (CPA) em

Leia mais

PROPAV COCENAI RELATÓRIO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

PROPAV COCENAI RELATÓRIO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO PROPAV COCENAI RELATÓRIO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Introdução O PROPAV foi instituído para permitir à Universidade uma revisão geral de seus cursos e métodos de ensino, buscando a opinião dos docentes e discentes

Leia mais

FACULDADE CIDADE DE COROMANDEL

FACULDADE CIDADE DE COROMANDEL Avaliação: DIMENSÃO 1: A MISSÃO E PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2º Semestre de 2015 Unidade: (1) - FACULDADE CIDADE DE COROMANDEL (GRADUAÇÃO) Curso: (32) - ANÁLISE E DES. DE SISTEMAS Indicadores:

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA. Relatório da Auto Avaliação Institucional 2014

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA. Relatório da Auto Avaliação Institucional 2014 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA Relatório da Auto Avaliação Institucional 2014 1 FACULDADE SENAI CETIQT COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO O SENAI CETIQT, atento ao seu compromisso com a excelência de ensino,

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância - Dresead Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Leia mais

crítica na resolução de questões, a rejeitar simplificações e buscar efetivamente informações novas por meio da pesquisa, desde o primeiro período do

crítica na resolução de questões, a rejeitar simplificações e buscar efetivamente informações novas por meio da pesquisa, desde o primeiro período do Dimensão 2 As políticas para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão e as respectivas normas de operacionalização, incluídos os procedimentos para estímulo à produção acadêmica, as bolsas de

Leia mais

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PRAÇA DA REPÚBLICA, 53 - FONE: 3255-2044 CEP: 01045-903 - FAX: Nº 3231-1518 SUBSÍDIOS PARA ANÁLISE DO PLANO DE CURSO

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PRAÇA DA REPÚBLICA, 53 - FONE: 3255-2044 CEP: 01045-903 - FAX: Nº 3231-1518 SUBSÍDIOS PARA ANÁLISE DO PLANO DE CURSO 1 CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PRAÇA DA REPÚBLICA, 53 - FONE: 3255-2044 CEP: 01045-903 - FAX: Nº 3231-1518 SUBSÍDIOS PARA ANÁLISE DO PLANO DE CURSO 1. APRESENTAÇÃO É com satisfação que apresentamos este

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA Faculdades Integradas Dom Pedro II São José do Rio Preto - SP

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA Faculdades Integradas Dom Pedro II São José do Rio Preto - SP RELATÓRIO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DAS FACULDADES INTEGRADAS DOM PEDRO II SÃO JOSÉ DO RIO PRETO-SP 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS As, ao apresentar o Relatório do sistema de autoavaliação (CPA), consideram

Leia mais

PROPAV COCENAI RELATÒRIO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO COM HABILITAÇÃO EM COMÉRCIO EXTERIOR. Introdução 3DUWH&217(;78$/,=$d 2'$%$6('($78$dÆ2'$68%&20,66 2

PROPAV COCENAI RELATÒRIO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO COM HABILITAÇÃO EM COMÉRCIO EXTERIOR. Introdução 3DUWH&217(;78$/,=$d 2'$%$6('($78$dÆ2'$68%&20,66 2 PROPAV COCENAI RELATÒRIO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO COM HABILITAÇÃO EM COMÉRCIO EXTERIOR Introdução 3DUWH&217(;78$/,=$d 2'$%$6('($78$dÆ2'$68%&20,66 2,%$6('($78$d 2'$68%&20,66 2,&XUVRVGHJUDGXDomRRIHUHFLGRVQDiUHDGD6XEFRPLVVmR

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO DE CURSO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NA PERSPECTIVA DO ALUNO

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO DE CURSO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NA PERSPECTIVA DO ALUNO 1 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO DE CURSO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NA PERSPECTIVA DO ALUNO PERÍODO: 7 A 16 DE JULHO DE 2010 (DURANTE A MATRÍCULA) LOCAL: LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA DA FACULDADE

Leia mais

PROGRAMA DE COOPERAÇÃO CAPES/BRANETEC R E L A T Ó R I O

PROGRAMA DE COOPERAÇÃO CAPES/BRANETEC R E L A T Ó R I O PROGRAMA DE COOPERAÇÃO CAPES/BRANETEC R E L A T Ó R I O 1. DADOS PESSOAIS: 1.1 Nome Completo: 1.2. CPF: 1.3. Passaporte/Identidade: 1.4. Sexo: F ( ) M ( ) 1.5. Data de Nascimento: 1.6. Local de Nascimento:

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO DE DIREITO - CAMPUS VN PERÍODO 2014 1 INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 24/03/2006. Portaria MEC nº 772, publicada no Diário Oficial da União de 24/03/2006. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO

Leia mais

FACULDADE MARINGA RELATÓRIO CPA ANO 2011 GRUPO DE TRABALHO

FACULDADE MARINGA RELATÓRIO CPA ANO 2011 GRUPO DE TRABALHO GRUPO DE TRABALHO João Batista Pereira Arlindo F. de Godoi Elisabete Camilo Pedro Rossi Edeleuza Cristiana de C. Ameida Hilson Pascotto Rafael Gatto Patrícia R. da Silva Raul Zermiani Instituto Paranaense

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Coordenador do Curso de Administração Prof. Marcos Eduardo dos Santos Supervisor de Estágio do Curso Prof. Marcos Eduardo dos Santos JUIZ DE

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2013/1 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO

PLANO DE AÇÃO DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2013/1 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2013/1 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO 2013 APRESENTAÇÃO O Plano de Ação ora apresentado planeja o processo da Autoavaliação Institucional, que vem se consolidando na Faculdade

Leia mais

A. Critérios para Avaliação e Aprovação de Cursos Novos de História

A. Critérios para Avaliação e Aprovação de Cursos Novos de História A. Critérios para Avaliação e Aprovação de Cursos Novos de História 1. Apoio institucional. Clara manifestação de apoio por parte da IES proponente, expressa tanto no provimento da infraestrutura necessária,

Leia mais

Questionário para Estudantes de Pós- Graduação na modalidade a distância

Questionário para Estudantes de Pós- Graduação na modalidade a distância Questionário para Estudantes de Pós- Graduação na modalidade a distância Este questionário é um instrumento de coleta de informações para a realização da auto-avaliação da UFG que tem como objetivo conhecer

Leia mais