Sistema de Organização para Fotografias Online

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistema de Organização para Fotografias Online"

Transcrição

1 Sistema de Organização para Fotografias Online Mariana Pimenta Frias Trabalho realizado sob a orientação de Professora Luísa Jorge Orientador Professor Paulo Melo Co-orientador Engenharia Informática 2011/2012

2

3 Sistema de Organização para Fotografias Online Relatório da Unidade Curricular de Projeto Licenciatura em Engenharia Informática Escola Superior de Tecnologia e de Gestão Mariana Pimenta Frias 2011/2012 iii

4 A Escola Superior de Tecnologia e Gestão não se responsabiliza pelas opiniões expressas neste relatório. iv

5 Certifico que li este relatório e que na minha opinião, é adequado no seu conteúdo e forma como demonstrador do trabalho desenvolvido no âmbito da Unidade Curricular de Projeto. Professora Luísa Jorge - Orientador Certifico que li este relatório e que na minha opinião, é adequado no seu conteúdo e forma como demonstrador do trabalho desenvolvido no âmbito da Unidade Curricular de Projeto. Professor Paulo Melo - Co-Orientador Certifico que li este relatório e que na minha opinião, é adequado no seu conteúdo e forma como demonstrador do trabalho desenvolvido no âmbito da Unidade Curricular de Projeto. - Arguente Aceite para avaliação da Unidade Curricular de Projeto. v

6 vi

7 Agradecimentos Durante o último ano em que estive envolvida neste Projeto, tive a oportunidade de contar com o apoio de várias pessoas, como tal, este relatório não ficaria completo sem agradecer a todos pela colaboração, estímulo e empenho para que esta tarefa se tornasse uma realidade. Em primeiro lugar, agradeço à Professora Luísa Jorge e ao Professor Paulo Melo pela forma como me orientaram durante a realização deste Projeto. As visões simples e críticas, disponibilidade, cordialidade com que sempre me receberam, paciência, dedicação, profissionalismo e a liberdade de acção que me permitiram, foi decisiva para que este Projeto contribuisse para o meu desenvolvimento pessoal. À minha família, base fundamental da minha existência, cujo amor, compreensão e apoio foram essenciais durante todo o percurso da Licenciatura. Ao meu namorado, devido a todo o apoio nas rotinas e horas difíceis. Aos meus amigos e colegas de Licenciatura, pelos momentos de entusiasmo partilhados em conjunto. A todos os meus Professores pela compreensão, tempo que generosamente me dedicaram e pela transmissão dos melhores e mais úteis ensinamentos durante a Licenciatura. Ao Instituto Politécnico de Bragança, em particular, à Escola Superior de Tecnologia e Gestão por me ter acolhido e fornecido todas as condições de trabalho durante este percurso. A todos aqueles que, embora não mencionados, me brindaram com os seus inestimáveis apoios em distintos momentos os meus maiores agradecimentos, todos vocês são co-autores deste trabalho. vii

8 viii

9 Resumo O presente trabalho da Unidade Curricular de Projeto visa desenvolver um sistema online que permita organizar e catalogar fotografias. A ideia assenta no facto de que hoje em dia, com máquinas fotográficas digitais e telemóveis com câmaras incorporadas, são criadas cada vez mais fotografias e por essa razão, é necessário organizá-las e manter a coleção ao longo do tempo (adicionando de forma ordenada novas fotografias/conjunto de fotografias) e apresentar essas fotografias de diversas formas, de acordo com a informação introduzida pelo utilizador e/ou presente nas próprias fotografias. O objetivo principal reside em elaborar uma aplicação para gestão de imagens, focado na organização de imagens digitais. Palavras-chave: Aplicação de gestão de imagens, Imagens digitais. ix

10 x

11 Abstract This project aims to develop an online system that allows organize and catalog photos. The idea is based on the fact that nowadays, with digital cameras and mobile phones with incorporate cameras, are created more photos and for that reason is necessary to organize them and keep that collection over time (adding in an orderly manner, new photos/set of photos) and present these photos in various ways, according to the information introduced by the user and/or present in themselves. The main objective is to develop an image management application focused on management of digital images. Keywords: Image management application, Digital images. xi

12 xii

13 Conteúdo 1 Introdução e Objetivos Apresentação do tema Objectivos do Projeto Organização/Estrutura do documento Software de Gestão de Imagem/Ferramentas utilizadas Software de Gestão de Imagem F-Spot gthumb ResourceSpace Tabela Comparativa Ferramentas Utilizadas Apache MySql PHP ImageMagick FFMPEG Ghostscript Exiftool Utilização do ResourceSpace Gestão do ResourceSpace Demonstração do interface gráfico Upload de um ficheiro Criação de nova meta informação no upload de um ficheiro Pesquisa de um ficheiro Lista de plugins Pedidos de material Edição de vários campos Implementação Instalação do ResourceSpace Descrição/Análise do Problema Abordagem...24 xiii

14 4.4 Capacidades adicionais Mapa de Coleções Hierarquia virtual usando tags Instalação/Configuração dos plugins Slideshow Instalação/Configuração do plugin slideshow Utilização do plugin slideshow, Brian Adams+Paul Manno Instalação/Configuração do plugin embedslideshow Utilização do plugin embedslideshow Plugin RSS Plugin flickr_theme publish Plugin Picasa Dificuldades encontradas Mapa de Coleções Hierarquia virtual usando tags Plugin Picasa Conclusões Análise Crítica Desenvolvimento Futuro...41 A Proposta de trabalho... 1 B Interface gráfica do ResourceSpace... 2 B.1 Formulário para ficheiro do tipo Foto... 2 B.2 Formulário para ficheiro do tipo Vídeo... 3 B.3 Formulário para ficheiro do tipo Documento... 3 B.4 Formulário para ficheiro do tipo Audio... 4 B.5 Pesquisa de Busca Avançada... 5 B.6 Página para elaborar pedido

15 xv

16 Lista de Tabelas Tabela 1 - Tabela comparativa de diferentes software de gestão de imagem... 7 Tabela 2 - Instalação do ResourceSpace Tabela 3 - Resultado pretendido do Mapa de Coleções xvi

17 xvii

18 Lista de Figuras Figura 1 - Logótipo do F-Spot... 5 Figura 2 - Logótipo do gthumb... 5 Figura 3 - Logótipo do ResourceSpace... 6 Figura 4 - Logótipo Apache... 9 Figura 5 - Logótipo do MySql Figura 6 - Logótipo do PHP Figura 7 - Logótipo do ImageMagick Figura 8 - Logótipo do FFMPEG Figura 9 - Logótipo do Ghostscript Figura 10 - Página inicial do RS Figura 11 - Tipo de ficheiro introduzido no Upload Figura 12 - Novo recurso adicionado Figura 13 - Vários formatos da mesma imagem Figura 14 - Criação de um novo campo Figura 15 Pesquisa de imagem Figura 16 - Lista de plugins Figura 17 - Edição de vários campos Figura 18- Mapa de Coleções Figura 19 - Upload de plugin Figura 20 - Plugin slideshow - Brian Adams Figura 21 - Falha na configuração do plugin slideshow Figura 22 - Plugin slideshow - Brian Adams, modificado por Paul Manno Figura 23 - Colecção pública para utilização do plugin slideshow Figura 24 - Página de Configuração do plugin slideshow Figura 25 - Personalizar o slideshow Figura 26 - Plugin embedslideshow Figura 27 - Configuração Plugin RSS Figura 28 - Link de download para RSS Feed Figura 29 - Criação de uma coleção de acesso público associado a um tema Figura 30 - Separador Tema para campo do Flickr Figura 31 - Link que direciona para o site do Flickr e site do Flickr com autorização de permissões Figura 32 - Publicação para o Flickr Figura 33 - Botão publicar e botão update Figura 34- Mensagem de erro plugin Picasa Figura 35 - Link para o upload do botão Picasa Figura 36 - Erro plugin Picasa na máquina mãe (Windows7) Figura 37 - Botão Picasa criado com sucesso e Picasa website Figura 38 - Proposta de Trabalho... 1 Figura 39 - Formulário para ficheiro do tipo Foto... 2 Figura 40 - Formulário para ficheiro do tipo Vídeo... 3 Figura 41 - Formulário para ficheiro do tipo Documento... 3 Figura 42 - Formulário para ficheiro do tipo Audio... 4 Figura 43- Página de Busca Avançada... 5 Figura 44 - Página para elaborar o pedido... 6 xviii

19 xix

20 Lista de Abreviações API - Application Programming Interface AVI Audio Video Interleave BD Base de Dados BMP Bitmap Image File BSD Berkeley Software Distribution CD - Compact Disc DVD - Digital Versatile Disc EXIF Exchangeable Image File Format GIF Graphics Interchange Format GNOME GNU Network Object Model Environment GPL General Public License GPS Global Positioning System HTML HyperText Markup Language IPTC International Press Telecommunications Council JPEG Joint Photographic Experts Group LDAP - Lightweight Directory Access Protocol MOV Mov File Extension MPEG Moving Picture Experts Group PDF Portable Document Format PHP Hypertext Preprocessor PNG Portable Network Graphics POSIX - Portable Operating System Interface PTP Picture Transfer Protocol RAW Raw File Format RS ResourceSpace RSS - Really Simple Syndication SGBD Sistema de Gestão de Base de Dados SOAP - Simple Object Access Protocol xx

21 SQL - Structured Query Language TCL Tool Command Language TGA Targa File Format TIFF Tagged Image File Format TTF TrueType Format WEB World Wide Web XMP Extensible Metadata Plataform YACC Yet Another Compiler Compiler xxi

22 xxii

23 Capítulo 1 1 Introdução e Objetivos 1.1 Apresentação do tema Com o advento das máquinas fotográficas digitais e de telemóveis com câmeras incorporadas são criadas cada vez mais fotografias e o seu aumento supera em muito a capacidade de controlo e organização das pessoas que acabam por ser forçadas a utilizar sistemas de organização de fotografias. Qualquer pessoa depara-se com o dilema de como organizar fotografias acumuladas no decorrer dos anos e quando essa organização não acontece, fica-se sujeito a um dia já não ser possível encontrar uma determinada fotografia. Como tal e devido à popularização da fotografia digital, surgiram sistemas de organização de fotografias online onde as imagens podem ser vistas por qualquer pessoa que tenha acesso à rede. Essas fotografias são organizadas por pastas criando álbuns virtuais que podem ser usados com vários propósitos. 1.2 Objectivos do Projeto O objetivo principal do Projeto consiste em obter um sistema online que permita organizar e catalogar fotografias de modo a manter essa coleção ao longo do tempo (adicionando de forma ordenada novas fotografias/conjunto de fotografias) e apresentá-las de diversas formas, de acordo com a informação introduzida pelo utilizador e/ou presente nas mesmas. 1

24 1.3 Organização/Estrutura do documento A estrutura deste relatório foi criada com o objetivo de que o leitor perceba o que se pretendeu desenvolver, o que contém e o que se realizou ao longo do Projeto. O primeiro capítulo pretende enquadrar o leitor para o tema do Projeto, mostrando a motivação deste, os objetivos propostos e também a forma de como o relatório do Projeto está estruturado. O segundo capítulo consiste na apresentação de vários software 1 de gestão de imagem, apresentando as suas características e os motivos que me levam a escolher o RS - ResourceSpace. Contém ainda uma descrição das ferramentas utilizadas durante o desenvolvimento deste Projeto. O terceiro capítulo descreve as capacidades bem como a forma de utilização do RS e ainda uma demonstração da interface gráfica. O quarto capítulo contém os passos para a instalação do RS numa máquina virtual, alguma implementação desenvolvida e descrição da instalação e configuração dos plugins 2 adicionais ao software. No quinto e último capítulo encontram-se as conclusões com uma análise crítica e possíveis trabalhos futuros. 1 Software [25][25] é um segmento de comandos executados, manipulados, redirecionados, modificados ou seguidos gerando a alteração de uma informação (dado) ou evento. 2 Plugin [26] ou módulo de extensão (também conhecido por plug-in, add-in, add-on) é um programa de computador usado para adicionar funções a outros programas maiores, provendo alguma funcionalidade especial ou muito específica. Geralmente pequeno e leve. 2

25 3

26 Capítulo 2 2 Software de Gestão de Imagem/Ferramentas utilizadas 2.1 Software de Gestão de Imagem Os software de gestão de imagem permitem hoje em dia criar álbuns e organizar fotografias sem se ser um ás na informática. Iniciei este Projeto com um estudo sobre software gratuito dedicado à organização de fotografias (F-Spot, gthumb, ResourceSpace) [22] para depois escolher através da comparação da rapidez de execução, simplicidade de utilização e funcionalidades complementares o que melhor se adequa aos objetivos do Projeto a desenvolver F-Spot O F-Spot [14],[15] é um organizador de imagens projetado para fornecer a gestão de fotos pessoais para o GNOME 3 GNU Network Object Model Environmentel. O F-Spot simplifica a fotografia digital, fornecendo ferramentas intuitivas para ajudar o utilizador a partilhar, encontrar e organizar as suas imagens. 3 GNOME [27] - Projeto de software livre que abrange o Ambiente de Trabalho GNOME para os utilizadores, e a Plataforma de Desenvolvimento GNOME para os programadores. 4

27 O nome surge de um jogo de palavras entre o F-Spot e o G-Spot. Está escrito na linguagem de programação C# 4 utilizando o Mono 5. Figura 1 - Logótipo do F-Spot gthumb O gthumb [16],[17],[18] é um projeto open-source 6 que permite visualizar e organizar imagens também para o GNOME. Foi originalmente baseado no GQview 7 e é projetado para ter uma interface limpa e simples. Figura 2 - Logótipo do gthumb 4 C#, também escrito como C Sharp, é uma linguagem de programação orientada a objectos, desenvolvida pela Microsoft como parte da plataforma.net. 5 Mono [28] é uma plataforma de software projetado para permitir aos desenvolvedores criar facilmente aplicações de plataforma cruzada. 6 Open-source [29] é uma filosofia ou metodologia pragmática que promove a redistribuição livre e acesso a um projeto de produto final e detalhes de implementação. 7 Gqview [30][29] é um visualizador de imagens para sistemas operacionais Unix (desenvolvido em Linux). 5

28 2.1.3 ResourceSpace O ResourceSpace [19],[20],[20] é uma aplicação de código aberto desenvolvido para a Oxfam. Apenas no verão de 2006, a Oxfam lançou o produto sob a licença BSD - Berkeley Software Distribution e desde então existiu um desenvolvimento significativo financiado por uma variedade de organizações em todo o mundo. É totalmente baseado na web World Wide Web, isto é, apenas um navegador web é necessário e tem mais de 20 idiomas atualmente suportados. Figura 3 - Logótipo do ResourceSpace 6

29 2.2 Tabela Comparativa Nome do Software F-Spot gthumb ResourceSpace Tabela 1 - Tabela comparativa de diferentes software de gestão de imagem Características / Principais Funcionalidades Licença Preço Suporta 16 tipos de ficheiros (JPEG - Joint Photographic Experts Group, GIF - Graphics Interchange Format, TIFF - Tagged Image File Format, RAW - Raw File Format); Possibilidade de girar, cortar, redimensionar, ajustar olhos vermelhos e outras configurações de cor, garantindo que os originais não sejam alterados; Permite ajustes de cores precisas e rápidas incluindo brilho e contraste; Importa as fotos do dísco rígido da câmera (tipo PTP - Picture Transfer Protocol); As fotos podem ser marcadas para a pesquisa e agrupamento, a linha de tempo dá para uma rápida localização temporal e quantidade de fotos tiradas; Pode visualizar e exportar EXIF - Exchangeable Image File Format e XMP - Extensible Metadata Plataform Inclui slideshow; Exportação para a web (Flickr, Picasa) Exporta fotos enquanto opcionalmente redimensiona a seleção, preservando as tags e metadados. Capacidade de ver imagens individuais. Suporta BMP - Bitmap Image File, JPEG, GIF, PNG - Portable Network Graphics, TIFF; Possibilidade de alterar cor, saturação, brilho, contraste e ajustar cores; Dimensiona e gira as imagens; As miniaturas dos ficheiros de imagem são guardadas na mesma BD Base de Dados usada pelo Nautilus, para que o utilizador não desperdice espaço em disco; Actualiza automaticamente o conteúdo de uma pasta; Copia e move imagens e pastas; Existe a possibilidade de adicionar comentários às imagens; Organização das imagens em catálogos de bibliotecas; Importa imagens de uma câmara digital; Apresentação de slides; Renomeia imagens em série. Redimensionamento e criação automática de thumbnails 8 de imagens e vídeo: GIF, PNG, PDF - Portable Document Format, TTF - TrueType Format, AVI - Audio Video Interleave, MOV - Mov File Extension, MPEG - Moving Picture Experts Group; Apoio padrões de metadados EXIF, IPTC - International Press Telecommunications Council, XMP, Adobe e GPS - Global Positioning System; Interface de utilizador visualmente rico, focado para apoiar no acesso e na organização dos recursos; Gere e partilha os recursos através de qualquer navegador web sem ser necessário instalar nenhuma aplicação; Criação de marcas de água; Pesquisa simples e avançada - o painel de pesquisa principal está disponível em todas as páginas, permitindo acesso rápido e intuitivo para os recursos, enquanto a pesquisa abrangente e avançada permite que o utilizador se concentre no que está à procura; Multilíngue Mais de 20 idiomas são atualmente suportados. GNU GPL GNU General Public License GNU GPL BSD Livre Livre Livre 8 Thumbnails [31] são versões reduzidas de imagens, usadas para tornar mais fácil o processo de as procurar. 7

30 A Tabela 1 contém uma listagem das principais características e funções do software de gestão de imagem em estudo. Todavia, senti necessidade de fazer uma comparação das suas utilizações para escolher o que melhor se adequa a este Projeto. As funcionalidades básicas (encontrar, visualizar e classificar imagens) são menos elaboradas embora apresentadas de forma mais simples no gthumb em comparação com o F-Spot. Quando se trata de edição de imagem o F-Spot tem uma clara vantagem, pois fornece opções mais avançadas de edição e classificação, por exemplo, remoção de olhos vermelhos, tagging, ajuste de cor, entre outros. Todavia o gthumb tem mais ferramentas de edição. Na conversão de formatos de imagem o gthumb tem melhores opções do que o F-Spot, pois além de permitir que os utilizadores possam guardar imagens em PNG, JPEG, TIFF, também oferece a opção de as guardar em formato TGA - Targa File Format. Por outro lado, o RS suporta todos os tipos de formatos de arquivos através do ImageMagick, FFMPEG, Ghostscript e ExifTool. O problema reside aquando da comparação destes software de gestão de imagem na importação e exportação de imagens. O F-Spot permite exportar imagens para CD - Compact Disc, galeria web, Picasa, Flickr, SmugMug, entre outros, já o gthumb pode ser usado não só para exportar mas também para importar imagens do Flickr, Picasa e dispositivos removíveis. O RS já contém plugins para fornecer RSS - Really Simple Syndication exportação, uma API SOAP - Application Programming Interface Simple Object Access Protocol, exportação galeria web (Picasa), autenticação LDAP - Lightweight Directory Access Protocol e permite também a importação de ficheiros (Flickr), capturar metadados, etc. Concluo que tudo depende do que o utilizador pretenda realizar, mas a minha escolha para a ferramenta de trabalho deste Projeto recai no RS. Esta escolha tem como motivo principal o facto de usar o PHP - Hypertext Preprocessor e MySql, trabalhando assim com a maioria dos fornecedores de alojamento e por ser uma linguagem abordada durante a Licenciatura de Engenharia Informática sendo assim interessante e proveitoso desenvolver conhecimentos adquiridos. Para poder fornecer um DVD - Digital Versatile Disc com o software instalado, considerei necessário criar uma máquina virtual Linux versão Ubuntu bits (sistema operativo mais viável devido às licenças). 8

31 2.3 Ferramentas Utilizadas Apache 2.0 O servidor Apache [5] foi criado em 1995 por Rob McCool. É a principal tecnologia da Apache Software Foundation, responsável por mais de uma dezena de projectos envolvendo tecnologias de transmissão via web, processamento de dados e execução de aplicativos distribuídos. Figura 4 - Logótipo Apache MySql MySQL [1],[2] é um sistema de gestão de BD, que usa a linguagem SQL - Structured Query Language. Foi escrito em C 9 e C Este SGBD - Sistema de Gestão de Base de Dados, tem um grande sucesso pelo seu desempenho, estabilidade, por ser fácil de instalar e configurar, por não exigir grandes recursos, por existirem drivers para as principais plataformas de desenvolvimento (Java 11, PHP,.NET 12, etc), por haver versões para os principais sistemas operativos UNIX, Windows e Macintosh, mas principalmente porque é livre (baseado em GPL). 9 C [36] é uma linguagem de programação compilada de propósito geral, estruturada, imperativa, padronizada pela ISO e criada em 1972 por Dennis Ritchie. 10 C++ [35] é uma linguagem de programação criada por Bjarne Stroustrup originalmente com o nome de C com classes. 11 Java [37] é uma linguagem de programação orientada a objetos desenvolvida na década de 90 por uma equipa de programadores comandada por James Gosling na empresa Sun Microsystems. 12 Microsoft.Net é uma iniciativa da empresa Microsoft, que visa uma plataforma única para desenvolvimento e execução de sistemas e aplicações. 9

32 É usado muitas vezes para suportar portais e aplicações web e também para aplicações locais. É neste momento proprietário da Oracle, mas antes passou pela Sun Microsystems. Figura 5 - Logótipo do MySql PHP PHP [3],[4] é uma linguagem de programação de domínio específico, ou seja, é utilizada para gerar conteúdo dinâmico na web. O propósito principal é implementar soluções web velozes, simples e eficientes. A sua sintaxe é similar a C, C++, Perl 13, Tcl - Tool Command Language 14. Foi criado originalmente por Rasmus Lerdof em A aplicação principal chamada PHP é agora produzida pelo Grupo PHP e serve como referência formal para a linguagem PHP. É um software livre, disponibilizado sob a licença do PHP que é incompatível com a GPL devido às restrições sobre a utilização do termo PHP. Enquanto o PHP originalmente significava "Personal Home Page", agora é dito estar para "Hypertext Preprocessor", um acrónimo recursivo. Figura 6 - Logótipo do PHP ImageMagick ImageMagick [6],[7] é uma suite de programas utilitários para visualização, conversão e edição de imagens. Pode ler e escrever mais de 100 formatos de ficheiro de imagem. É disponibilizado sob a licença Apache 2.0. O software é constituído principalmente por um 13 Perl é uma linguagem de programação estável e multiplataforma, usada principalmente no desenvolvimento web. 14 Tcl foi criado por John Ousterhout. É normalmente utilizada para prototipagem rápida e aplicações de script. 10

33 número de utilidades de interface de linha de comando para a manipulação de imagens. Escrito na linguagem C. Figura 7 - Logótipo do ImageMagick FFMPEG FFMPEG [8],[9] é um programa de computador que grava, converte e cria streams de áudio e vídeo em diversos formatos. FFMPEG é um programa em linha de comando que é composto de uma coleção de software livre e bibliotecas de código aberto. Inclui libavcodec, biblioteca de codec de áudio e vídeo e libavformat, um multiplexador/demultiplexador de conteúdo de áudio e vídeo. O nome do projeto vem do nome do grupo de padrões de vídeo MPEG - Moving Picture Experts Group, junto com a sigla "FF" que em inglês é fast forward e avanço rápido em português. Figura 8 - Logótipo do FFMPEG Ghostscript Ghostscript [10],[11] foi originalmente escrito por L.Peter Deutsch em 1986 para o Projeto GNU, e disponibilizado sob a GNU Public Licence. Ghostscript é actualmente propriedade da Artifex Software e mantido pelos funcionários e pela comunidade de utilizadores de todo o mundo. 11

34 Ghostscript é um software de impressão para POSIX - Portable Operating System Interface que permite a impressão de imagens e arquivos compactados. Figura 9 - Logótipo do Ghostscript Exiftool ExifTool [12],[13] é uma ferramenta de linha de comando para leitura, escrita e manipulação de imagem, áudio, vídeo e metadados. É projetado para encapsular meta informação de muitas fontes, em binário ou de forma textual e empacotá-lo em conjunto com qualquer tipo de ficheiro. 12

35 13

36 Capítulo 3 3 Utilização do ResourceSpace 3.1 Gestão do ResourceSpace Com o aumento das nossas coleções de documentos, torna-se cada vez mais difícil encontrar o que estamos à procura para documentos onde a pesquisa de texto é completamente impossível, quer seja para foto ou vídeo. O problema da organização dessas coleções de documentos é grande para o utilizador comum, mas muito mais complicado para organizações. Felizmente, existem ferramentas como o RS, que faz para fotos, vídeos e outros documentos digitais o que um sistema de controlo de versão distribuído faz para código-fonte. Desde que foi lançado ao público em 2006, o RS passou por revisões significativas e melhorias. O foco original é em fotografias, mas lida também com áudio, vídeo e outros tipos de ficheiros electrónicos. Além disso, é totalmente internacionalizado, suportando a escolha de língua pelo utilizador e pode ser estendido facilmente para suportar traduções adicionais (além das pré-definidas). 14

37 3.2 Demonstração do interface gráfico A página inicial do RS consiste numa interface simples e útil para o utilizador (Figura 10). Esta página exibe, entre outros, três botões proeminentes - Temas, Minhas Colecções e Ajuda, uma caixa de pesquisa - Busca e um painel de coleção - Minhas Coleções. Figura 10 - Página inicial do RS O botão Temas contém os grupos públicos de imagens e recursos. O botão As Minhas Colecções consiste em pilhas de coleções pessoais e pesquisas guardadas que se podem construir e destruir. Quanto ao botão Ajuda, este contém um sistema de ajuda embutido, que consiste num link para o download de um guia de utilização em formato PDF e um link que direciona para a documentação Wiki online. Contudo, na página main, existem outras funcionalidades úteis, tais como uma caixa de pesquisa - Busca que permite realizar pesquisas de conteúdo básico através de palavra-chave, data, tipo de ficheiro, etc e um painel de coleção - Minhas Coleções que é visível no fundo da página e serve como um espaço de trabalho durante a navegação do utilizador. 15

38 3.2.1 Upload de um ficheiro Para fazer um Upload de algum conteúdo (foto, documento, vídeo ou áudio) o utilizador deve clicar em Upload no menu superior e preencher os campos obrigatórios, bem como todos os campos que considerar necessários (metadados adicionais), por exemplo título, palavraschave, informação sobre localização, etc. Dependendo do tipo de ficheiro que o utilizador deseja introduzir (Figura 11), existem campos específicos que alteram conforme a escolha do tipo de recurso a introduzir (Figura 39, Figura 40, Figura 41, Figura 42). Figura 11 - Tipo de ficheiro introduzido no Upload Após o Upload, quando o utilizador clica no novo ficheiro que aparece no painel de coleção, uma nova página irá abrir para o novo recurso adicionado, com um resumo dos metadados que entraram, links 15 para descarregar o ficheiro original, tamanhos diversos de miniaturas geradas automaticamente e para pesquisar ficheiros semelhantes ou relacionados (Figura 12). As miniaturas, apenas são geradas automaticamente através do Exiftool, ImageMagick e Ghostscript, quando a imagem que o utilizador fez upload tem dimensões excedentes. Por outro lado, quando a imagem introduzida já está numa dimensão reduzida, apenas aparece o link de download da imagem original. 15 Link [32] é uma referência num documento em hipertexto a outras partes deste documento ou a outro documento. 16

39 Figura 12 - Novo recurso adicionado Nomeadamente às imagens que o utilizador inseriu, elas são guardadas em vários formatos numa pasta denominada filestore dentro da pasta do ResourceSpace, Figura 13. Figura 13 - Vários formatos da mesma imagem 17

40 Criação de nova meta informação no upload de um ficheiro Quando o utilizador procede ao upload de um determinado ficheiro, existem campos de preenchimento obrigatório, bem como campos que alteram conforme a escolha do tipo de recurso, como explicado no ponto anterior (3.2.1). Todavia, o utilizador pode querer adicionar novos campos (nova meta informação). O ResourceSpace já o permite, para isso e caso o utilizador o pretenda, deve clicar em Administração > Setup > Resource Types / Fields e proceder a edição de campos globais (campos pré-existentes) ou à edição de campos específicos (dependendo do tipo de recurso). Para esse efeito, apenas necessita de clicar em New Field e adicionar o novo campo. Como se pode ver na Figura 14, adicionei o campo New Information ao tipo de recurso foto. Após guardar, quando o utilizador procede ao upload de um recurso do tipo foto, o novo campo já aparece. Figura 14 - Criação de um novo campo Existe ainda a oportunidade de eliminar um campo e de reorganizar a ordem que o utilizador deseja que os campos apareçam. Para isso é apenas necessário clicar nas setas azuis que aparecem na Figura

41 3.2.2 Pesquisa de um ficheiro A caixa de pesquisa básica - Busca, está disponível em todas as páginas, bem como o formulário - Busca Avançada que permite pesquisar todos os campos da BD separadamente ou colectivamente. O RS permite classificar os resultados de uma pesquisa numa variedade de maneiras, incluindo a data, número de downloads, cor, palavra-chave, entre outros (Figura 43). Quando o utilizador encontra um ficheiro que está interessado, basta clicar sobre ele e caso pretenda, pode adicionar à coleção atual, isto é, o utilizador pode mudar um determinado ficheiro para outra coleção ou colocar esse ficheiro em mais do que uma coleção, para isso será necessário clicar no segundo ícone que aparece em cada ficheiro, assinalado na figura (Figura 15). Para além disso, o utilizador pode adicionar pesquisas guardadas a uma coleção para o ajudar a encontrar imagens no futuro. Figura 15 Pesquisa de imagem 19

42 3.2.3 Lista de plugins O RS já contém um conjunto de plugins. O utilizador pode activar ou desactivar plugins no menu superior horizontal, clicar em Administração > Manage Plugins conforme as suas preferências, isto é, dependendo das funcionalidades adicionais que pretenda. Na lista de plugins (Figura 16) existe uma pequena descrição, o seu autor, a versão e em alguns deles, um link que direciona para mais informação sobre o mesmo. Após o utilizador ativar o plugin, este pode alterar o grupo de acesso e apenas em alguns plugins existe ainda a possibilidade de modificar algumas opções predefinidas. Figura 16 - Lista de plugins Pedidos de material As coleções podem servir como álbuns de fotos, espaços de trabalho para os projetos em curso ou galerias. O RS contém pedidos de material que são muito úteis quando usados por uma equipa. Um membro da equipa pode preencher um pedido descrevendo uma atribuição de trabalho ou uma oportunidade que precisa de seleção de imagens. Outros membros podem procurar e guardar os resultados para o pedido da investigação como fariam se fosse uma 20

43 coleção pessoal e o RS pode notificar todos os membros da equipa sobre o progresso via e- mail (Figura 44) Edição de vários campos O RS permite a edição de vários conteúdos ao mesmo tempo. Para isso, o utilizador terá de clicar no menu de coleções, escolher a coleção onde pretende fazer alterações e clicar em Editar todos. A página que abre contém todos os campos editáveis. Após as alterações o utilizador apenas tem de gravar as alterações feitas (Figura 17). Figura 17 - Edição de vários campos 21

44 22

45 Capítulo 4 4 Implementação Este capítulo visa explanar detalhadamente o processo de implementação do ResourceSpace bem como a instalação/configuração de alguns plugins. 4.1 Instalação do ResourceSpace Após criar a máquina virtual Linux versão Ubuntu bits, procedi à instalação do ResourceSpace [22], [24]. Username: mariana Password: projecto Tabela 2 - Instalação do ResourceSpace Instalação do ResourceSpace Comandos Observações sudo apt-get update sudo apt-get install apache2 mysql-server php5 php5-dev php5-gd php5-mysql subversion sudo apt-get install vim nano graphicsmagick graphicsmagick-imagemagick-compat sudo apt-get install ghostscript antiword xpdf ffmpeg postfix libimage-exiftool-perl cron wget cd /var/www sudo svn co cd resourcespace Actualizar a lista de programas e os repositórios. Proceder à instalação do Apache2, PHP5, MySql e outros pacotes necessários. Durante a instalação será solicitada a criação de uma password para a BD do MySql. Password: root; Mudar para a directoria cd/var/www e fazer o download do ResourceSpace do Subversion; Mudar para a directoria do ResourceSpace. 23

46 sudo mkdir filestore sudo chmod 777 filestore mysql u root p create database resourcespace; quit sudo chmod R 777 include Criar e definir permissões para a pasta filestore; Entrar para o MySql como utilizador e criar uma BD chamada ResourceSpace; Fazer com que a pasta /var/www/resourcespace seja executável para todos os utilizadores Neste momento, já é possível aceder ao ResourceSpace no nosso servidor, mas verifica-se que existem algumas configurações do PHP que precisam ser feitas; sudo nano /etc/php5/apache2/php.ini sudo /etc/init.d/apache2 restart MySql Server: localhost MySql Username: root MySql Password: root MySql Database: resourcespace MySql Binary Path: /usr/bin Mudar os parâmetros do memory_limit, post_max_size e upload_max_filesize para 512M, 250M e 250M, respectivamente; Reiniciar o Apache2 Abrir o navegador e concluir a instalação em Todos os outros campos que aparecem nessa página são os predefinidos de forma a seja apenas necessário clicar no botão Iniciar Instalação. 4.2 Descrição/Análise do Problema O desenvolvimento deste Projeto passou por investigar as capacidades de soluções (opensource) existentes e definir quais as capacidades adicionais que deveriam ser implementadas. A opção passou por adoptar uma solução preexistente, RS e considerou-se necessário a instalação, configuração de plugins para suportar os objetivos propostos. 4.3 Abordagem O RS vem com um conjunto plugins, com breves descrições em que o utilizador pode activar e desactivar conforme as suas necessidades e preferências. Através da análise aos plugins existentes (não só os plugins que o RS já contém, bem como os que se encontram no ResourceSpace Plugin Repository [19]), constatei que já existiam alguns plugins para suportar a importação e exportação para a rede, tais como, flickr_theme_publish, picasa e ainda um plugin rss2 que exporta uma lista de recurso. Como tal, procedi às suas instalações e 24

47 configurações. Considerou-se necessário a existência de um slideshow (plugin slideshow e plugin embedslideshow) e ainda a criação de um Mapa de Coleções para permitir ao utilizador uma maior facilidade na procura de um determinado ficheiro, através da análise de tabela. Nos seguintes pontos irei apresentar a descrição desses plugins, bem como a suas instalações e configurações. 4.4 Capacidades adicionais Mapa de Coleções A ideia assente na criação do mapa de coleções consistiu em facilitar o utilizador na pesquisa de um determinado ficheiro através da observação da tabela (Figura 18). <div class="basicsbox"> <?php $sql=("select collection.name as nome, resource.field8 as item from collection_resource inner join resource ON resource.ref=collection_resource.resource inner join collection on collection_resource.collection=collection.ref"); $res=mysql_query($sql);?> <h1><strong><?php echo $lang["collectionmap"]?></strong></h1> <div class="listtitle"> <table border='2'> <thead> <tr><th><?php echo $lang["collectionname"]?></th> <th><?php echo $lang["items"]?></th> </tr> </thead> <tbody> <?php while($row=mysql_fetch_array($res)){ echo "<tr>"; echo "<td>".$row['nome']."<br>"."</td>"; echo "<td>".$row['item']."<br>"."</td>"; echo "<tr>"; echo "</tbody>"; }?> </tbody> </table> </div> </div> 25

48 Figura 18- Mapa de Coleções Hierarquia virtual usando tags O ResourceSpace armazena cada recurso numa pasta (coleção) com a sua meta informação. A ideia que sugiu, seria criar um plugin que permita a criação de coleções virtuais, isto é, que crie estruturas que não impliquem a cópia de coleções. Essas coleções virtuais teriam de ser criadas através de novas keywords/tags 16 /etiquetas a associar aos recursos (criando assim mais meta informação). A ideia seria mostrar todos os ficheiros que pertençam a uma determinada coleção virtual, em que essas coleções estariam organizadas sob a forma hierárquica (um item que pertencesse a uma coleção virtual pertenceria também às coleções que a incluíssem). 16 Keywords/tags são palavra-chave ou termos associados que descrevem uma determinada informação. 26

49 4.5 Instalação/Configuração dos plugins A instalação de plugins no RS é feita em Administração > Manage Plugins > Upload Plugin (Figura 19). Para fazer o upload de um plugin, este deverá estar com a extensão RSP. Caso o plugin não se encontre com essa extensão, o upload não é concretizado. Figura 19 - Upload de plugin Slideshow Existem dois plugins que permitem a exibição de um slideshow. Enquando que o plugin slideshow apenas pode ser usado em coleções públicas, o plugin embedslideshow pode ser usado em qualquer tipo de coleção. O plugin embedslideshow tem como principal vantagem em relação ao plugin slideshow o facto de gerar um bloco HTML - HyperText Markup Language Instalação/Configuração do plugin slideshow O plugin slideshow, criado por Brian Adam está na versão 1.1 (Figura 20) e permite a criação de um slideshow para coleções públicas. 17 HTML é uma linguagem de marcação utilizada para produir páginas web. 27

50 Figura 20 - Plugin slideshow - Brian Adams Por algum motivo, este plugin não funciona em sua plenitude, isto é, após a activação do plugin, surge um link denominado Opções e não é possível escolher o tamanho do recurso (Figura 21), bem como nas coleções públicas deveria ser possível visualizar um link denominado Slideshow Setup. Figura 21 - Falha na configuração do plugin slideshow Devido a este facto, procedi à investigação do(s) motivo(s) para estes erros e de como os corrigir. Através do Google Groups [44], encontrei uma versão adaptada por Paul Manno onde esses problemas já não surgiam e foi essa versão que decidi utilizar (Figura 22). 28

51 Figura 22 - Plugin slideshow - Brian Adams, modificado por Paul Manno Utilização do plugin slideshow, Brian Adams+Paul Manno Como foi dito anteriormente, o plugin slideshow apenas pode ser utilizado em coleções públicas, como tal, ao abrir o painel As minhas Coleções, as coleções de acesso público terão um link extra denominado Slideshow Setup, como se pode verificar na Figura 23. Figura 23 - Colecção pública para utilização do plugin slideshow Ao abrir esse link, o utilizador tem a oportunidade de fazer algumas configurações. Pode escolher se um utilizador tem de estar com o login 18 efectuado para ver o slideshow e pode também escolher o tamanho do recurso. 18 Login [33] define o processo através do qual o acesso a um sistema informático é controlado através da identificação e autenticação do utilizador através de credenciais fornecidas por esse mesmo utilizador. 29

52 Após todas as configurações estarem definidas e guardadas, surge um link para ver o slideshow (Slideshow Link) e ainda um link em Customize para fazer alterações ao mesmo (Figura 24). Figura 24 - Página de Configuração do plugin slideshow O link em Customize permite alterar o tempo entre cada imagem, a cor de fundo do slideshow, cor das legendas, o tipo de fonte (caso o utilizador pretenda que se veja a legenda das imagens) e ainda permite a alteração da ordem das imagens a aparecer no slideshow (Figura 25). No final o utilizador poderá ver o slideshow em funcionamento, tendo a oportunidade de poder avançar, retroceder ou até mesmo de o parar. Figura 25 - Personalizar o slideshow 30

53 Instalação/Configuração do plugin embedslideshow O plugin embedslideshow, consiste num slideshow que pode ser gerado não só para coleções públicas, mas também para coleções privadas. Criado por Dan Huby, está na versão 1.1 e possibilita uma diferente gama de opções para o utilizador. Este plugin permite a geração de um bloco de HTML quando este compartilha, através do link Share, uma coleção. Esse bloco pode ser utilizado noutras páginas web Utilização do plugin embedslideshow Após o utilizador clicar em Share, tem a oportunidade de decidir algumas configurações do slideshow, Figura 26. Uma delas consiste no tamanho (pixel 19 ) do slideshow podendo escolher entre: Thumbnail (150 pixels), Preview (350 pixels) e Screen (850 pixels). O utilizador tem ainda a hipótese de escolher o tempo de transição entre uma imagem e a outra. Depois das configurações feitas, o utilizador já pode gerar o bloco HTML. Caso pretenda, pode abrir directamente o slideshow numa nova página e pode também visualizá-lo de forma maximizada. Por último existe ainda a possibilidade de guardar o slideshow na lista de ações externas. Figura 26 - Plugin embedslideshow 19 Pixel ou Píxel é o menor ponto que forma uma imagem digital, sendo que o conjunto de milhares de pixels, formam uma imagem inteira. 31

54 4.5.2 Plugin RSS2 O plugin RSS vem com o ResourceSpace. Foi criado por Camillo Ferraris, Colorhythm LLC e Tom Gleason e está na versão 0.9. Este plugin permite a geração autenticada de feeds RSS 20 de novos conteúdos, incluindo campos configuráveis. Após a activação, o utilizador pode fazer configurações no link Opções, Figura 27, onde define quais os campos que pretende que sejam vistos. Figura 27 - Configuração Plugin RSS2 Depois de guardar as configurações, existe no painel Busca um link New Content RSS Feed, Figura 28 e quando o utilizador clica nesse link será feito o download de um ficheiro com a extensão PHP com os conteúdos seleccionados, de todos os ficheiros existentes. 20 Os feeds RSS oferecem conteúdo web ou resumos de conteúdo juntamente com os links para as versões completas deste conteúdo e outros metadados. 32

55 Figura 28 - Link de download para RSS Feed Plugin flickr_theme publish O plugin flickr_theme_publish, criado por Dan Huby encontra-se na versão 1.0 e consiste em selecionar os recursos de temas selecionados para o Fickr. Este plugin apenas funciona quando a coleção pertence a um determinado tema, para isso o utilizador deverá preencher o campo Categoria do Tema, Figura 29. Figura 29 - Criação de uma coleção de acesso público associado a um tema 33

56 Assim, no separador Temas já se encontra o tema criado e aparecem alguns campos editáveis, entre eles o campo Flickr que mostra quantos são os recursos para publicar, Figura 30. Figura 30 - Separador Tema para campo do Flickr Caso o utilizador clique nesse campo e não tenha o login efectuado no Flickr, aparece um link que o direciona para o site 21 do Flickr para que o utilizador autorize algumas permissões, Figura 31. Figura 31 - Link que direciona para o site do Flickr e site do Flickr com autorização de permissões Posteriormente, o utilizador já pode voltar ao RS e carregar no botão Reload, Figura 31, e irá encontrar alguns campos que devem ser configurados. Caso pretenda que os recursos se tornem públicos ou privados, deverá definir essa configuração e carregar no botão Publish para os publicar na conta do Flickr. Esse botão contém ainda a informação de quantos recursos serão publicados. Existe outro botão que serve para limpar os IDs armazenados no Flickr de todas as fotos desse tema. Será útil caso o utilizador tenha eliminado as fotos do Flickr e queira adicioná-las novamente (Figura 32). 21 Um site web [34] é um conjunto de páginas web, isto é, de hipertextos acessíveis geralmente pelo protocolo HTTP na Internet. 34

57 Figura 32 - Publicação para o Flickr Depois de fazer a publicação, deverá aparecer informações dos recursos que foram publicados com uma mensagem final de que a publicação foi concretizada com sucesso (Done). O utilizador pode então verificar que os recursos foram publicados no Flickr. Caso pretenda publicar novos recursos, aparece um novo botão bem como fazer um update dos restantes recursos publicados, Figura 33. Figura 33 - Botão publicar e botão update 35

58 4.5.4 Plugin Picasa O plugin Picasa está em fase experimental e para fazer o seu upload, este não pode ser feito da forma convencional, isto é, a sua instalação tem de ser feita de forma manual. Se o utilizador tentar fazer o seu upload da forma mais comum em Manage Plugins, irá aparecer uma mensagem de erro (Figura 34). Figura 34- Mensagem de erro plugin Picasa Esta notificação consiste em avisar ao utilizador que o ficheiro não é encontrado e que se o utilizador confia no plugin que está a tentar instalar, deverá instalá-lo manualmente através da sua directoria de plugins. Posto isto, através do Plugin list na página wiki do RS [23], aparece uma documentação WebSVN para activação do botão de upload direto para o RS a partir do Picasa (Figura 35). 36

59 Figura 35 - Link para o upload do botão Picasa 4.6 Dificuldades encontradas Mapa de Coleções Um problema encontrado na implementação do mapa de coleções consiste no facto de não conseguir concatenar os ficheiros de cada coleção. A solução final presente na Figura 18, aparecem quatro ficheiros para a coleção Portugal e três ficheiros para a coleção Barcelos. A ideia seria concatenar as linhas, sendo a solução final do tipo apresentado na Tabela 3. Nome da Coleção Portugal Barcelos Tabela 3 - Resultado pretendido do Mapa de Coleções Itens Portugal; Galo de Barcelos; Barcelos; O Gente da Minha Terra Galo de Barcelos; Barcelos; Lenda Hierarquia virtual usando tags Um plugin que não consegui implementar consiste na hierarquia virtual usando tags, ou seja, permitir criar coleções virtuais que não implicam copiar as pastas fisicamente. Deveria ainda ser possível mover recursos para fora ou dentro de uma coleção virtual, e cada recurso poderia 37

60 pertencer a mais do que uma coleção virtual. Tal como acontece no ResourceSpace, pois este já permite que um determinado recurso pertença a mais que uma coleção. A ideia para resolver este problema passaria por associar cada coleção a uma coleção virtual, podendo mover os recursos entre coleções virtuais sem implicar a alteração na coleção a que ele pertence Plugin Picasa O plugin Picasa gerou muitas dificuldades. A ideia da sua instalação seria devido ao objectivo de importação para o RS. Inicialmente tentei fazer a sua instalação e configuração na minha máquina mãe (Windows7), todavia aparece um erro ao gerar o botão para o ambiente de trabalho do Picasa (Figura 36). Figura 36 - Erro plugin Picasa na máquina mãe (Windows7) Em contrapartida, na máquina virtual o botão é criado com sucesso. Por outro lado, o Picasa não funciona no sistema operativo Ubuntu, como se pode verificar na Figura 37. Figura 37 - Botão Picasa criado com sucesso e Picasa website 38

61 39

62 Capítulo 5 5 Conclusões 5.1 Análise Crítica Uma vez concluído o trabalho proposto, é conveniente tecer um conjunto de considerações finais relacionadas com a forma de como decorreu o mesmo e o alcance em torno dos objetivos propostos. Com o crescimento da evolução das máquinas fotográficas e de ficheiros resultantes das actividades quotidianas, o ser humano passou a compreender melhor o valor da informação e, por conseguinte, o valor dos documentos. A solução para resolver o acúmulo das massas documentais, passa por software para gestão de ficheiros. A escolha do ResourceSpace, deveu-se a uma longa investigação e comparação entre várias soluções existentes. A opção de desenvolvimento passou por instalar plugins que complementassem o software de modo a este conter capacidades adicionais sugeridas nos objetivos da proposta para o Projeto. Em relação aos objectivos propostos, o software satisfaz esses requisitos, dado que o sistema apresentado permite organizar e catalogar fotografias, essas são apresentadas em diferentes resoluções, apresenta as imagens de uma coleção pública sob a forma de slideshow, slideshow este que o utilizador pode alterar conforme o seu gosto, permite a exportação da lista de recursos através do plugin RSS2 e por último permite a exportação de fotografias através do plugin Flickr para o repositório na internet Flickr. Existiram partes da implementação do projecto em que surgiram maiores dificuldades e a sua análise durou bastante tempo de modo a tentar resolver o problema, nomeadamente no que diz respeito à importação de fotografias através do plugin Picasa, cujo objectivo não ficou 40

63 cumprido devido ao facto de esse plugin estar em fase experimental e à implementação do plugin para a hierarquia virtual usando tags. Constato no final que o meu projeto encontra-se a funcionar e apesar de não ter conseguido implementar todas as capacidades previstas penso que o software adoptado cumpre os requisitos necessários propostos. 5.2 Desenvolvimento Futuro Ao longo do desenvolvimento deste software, foram identificadas várias possibilidades de um possível melhoramento, pelo que seria de todo pertinente e oportuno dar continuidade ao trabalho iniciado. As possíveis melhorias a introduzir neste software prendem-se essencialmente com capacidades adicionais, concluindo, por exemplo a solução idealizada de uma hierarquia virtual usando tags, ou seja, permitir criar coleções virtuais (através de keywords/tags/etiquetas associadas às pastas, ou seja, adicionar mais meta informação) que não implicam copiar as pastas fisicamente e também melhorar plugins que ainda estão em fase de implementação (Picasa). 41

64 42

65 Referências bibliográficas [1] w3schools PHP MySQL Introduction Data de acesso: 04 de Abril de 2012; [2] Wikipédia MySQL Data de acesso: 04 de Abril de 2012; [3] Wikipédia PHP Data de acesso: 04 de Abril de 2012; [4] w3schools PHP Tutorial Data de acesso: 04 de Abril de 2012; [5] Wikipédia - Servidor Apache Data de acesso: 04 de Abril de 2012; [6] ImageMagick: Convert, Edit, Or Compose Bitmap Images Data de acesso: 04 de Abril de 2012; [7] Wikipédia ImageMagick Data de acesso: 04 de Abril de 2012; [8] Wikipédia FFmpeg Data de acesso: 04 de Abril de 2012; [9] FFmpeg Data de acesso: 04 de Abril de 2012; [10] Wikipédia Ghostscript Data de acesso: 04 de Abril de 2012; [11] Ghostscript: Ghostscript Data de acesso: 04 de Abril de 2012; [12] ExifTool by Phil Harvel Data de acesso: 04 de Abril de 2012; [13] Wikipédia ExifTool Data de acesso: 04 de Abril de 2012; [14] Main Page F-Spot Data de acesso: 09 de Abril de 2012; [15] Wikipédia F-Spot Data de acesso: 09 de Abril de 2012; [16] gthumb GNOME Live! https://live.gnome.org/gthumb/ Data de acesso: 09 de Abril de 2012; [17] Wikipédia gthumb Data de acesso: 09 de Abril de 2012; 43

66 [18] GTHUMB Data de acesso: 09 de Abril de 2012; [19] ResourceSpace: Open Source Digital Asset Management (DAM) Data de acesso: 09 de Abril de 2012; [20] Wikipédia ResourceSpace Data de acesso: 09 de Abril de 2012; [21] (99+) ResourceSpace Grupos do Google https://groups.google.com/forum/?fromgroups#!forum/resourcespace Data de acesso: 09 de Abril de 2012; [22] Wikipédia Image Organizer Data de acesso: 09 de Abril de 2012; [23] Main Page ResourceSpace Documentation Wiki Data de acesso: 16 de Maio de 2012; [24] Ubuntu Server Installing ResourceSpace Using Subversion «Prickly Tech Data de acesso: 16 de Maio de 2012; [25] COMPFIXHD - Data de acesso: 15 de Agosto de 2012; [26] Wikipédia Plugin Data de acesso: 15 de Agosto de 2012; [27] Wikipédia GNOME Data de acesso: 17 de Agosto de 2012; [28] Wikipédia MONO Data de acesso: 17 de Agosto de 2012; [29] Wikipédia Open Source Data de acesso: 03 de Setembro de 2012; [30] Wikipédia Gqview Data de acesso: 17 de Agosto de 2012; [31] Wikipédia Thumbnails Data de acesso: 17 de Agosto de 2012; [32] Wikipédia Link Data de acesso: 17 de Agosto de 2012; [33] Wikipédia Login Data de acesso: 17 de Agosto de 2012; [34] Wikipédia Site Data de acesso: 17 de Agosto de 2012; [35] Wikipédia C++ (linguagem de programação) Data de acesso: 21 de Agosto de 2012; [36] Wikipédia C (linguagem de programação) Data de acesso: 21 de Agosto de 2012; 44

67 [37] Wikipédia Java (linguagem de programação) Data de acesso: 21 de Agosto de 2012; [38] WebSVN ResourceSpace Data de acesso: 21 de Agosto de 2012; 45

68 46

69 Anexo A A Proposta de trabalho Figura 38 - Proposta de Trabalho 1

70 Anexo B B Interface gráfica do ResourceSpace B.1 Formulário para ficheiro do tipo Foto Figura 39 - Formulário para ficheiro do tipo Foto 2

71 B.2 Formulário para ficheiro do tipo Vídeo Figura 40 - Formulário para ficheiro do tipo Vídeo B.3 Formulário para ficheiro do tipo Documento Figura 41 - Formulário para ficheiro do tipo Documento 3

72 B.4 Formulário para ficheiro do tipo Áudio Figura 42 - Formulário para ficheiro do tipo Áudio 4

73 B.5 Pesquisa de Busca Avançada Figura 43- Página de Busca Avançada 5

74 B.6 Página para elaborar pedido Figura 44 - Página para elaborar o pedido 6

Manual de Utilizador Externo Arquivo Digital. Santos, Tânia 2007. Última actualização: 25-06-2007

Manual de Utilizador Externo Arquivo Digital. Santos, Tânia 2007. Última actualização: 25-06-2007 Manual de Utilizador externo Arquivo Digital Santos, Tânia 2007 SIBUL Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade de Lisboa Última actualização: 25-06-2007 1 Introdução...3 O que é o Arquivo Digital

Leia mais

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU Imagina que queres criar o teu próprio site. Normalmente, terías que descarregar e instalar software para começar a programar. Com a Webnode não é preciso instalar nada.

Leia mais

Pág 31. UC Introdução a Informática Docente: André Luiz Silva de Moraes 1º sem Redes de Computadores. 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress

Pág 31. UC Introdução a Informática Docente: André Luiz Silva de Moraes 1º sem Redes de Computadores. 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress O pacote BrOffice é um pacote de escritório muito similar ao já conhecido Microsoft Office e ao longo do tempo vem evoluindo e cada vez mais ampliando as possibilidades

Leia mais

Instalação de Moodle 1

Instalação de Moodle 1 Instalação de Moodle (local em Windows XP) 1. Introdução...2 2. Instalação de XAMPP...3 3. Instalação de Moodle...9 3.1. Download de Moodle...9 3.2. Criar uma Base de Dados...10 3.3. Instalação de Moodle...11

Leia mais

Portal AEPQ Manual do utilizador

Portal AEPQ Manual do utilizador Pedro Gonçalves Luís Vieira Portal AEPQ Manual do utilizador Setembro 2008 Engenharia Informática - Portal AEPQ Manual do utilizador - ii - Conteúdo 1 Introdução... 1 1.1 Estrutura do manual... 3 1.2 Requisitos...

Leia mais

PRIMEIROS PASSOS NO PICASA

PRIMEIROS PASSOS NO PICASA HOW TO PARTE 1 (UM GUIIA BÁSIICO) Almada, JAN2010 PRIMEIROS PASSOS NO PICASA Primeiros passos no Picasa : Primeiros passos - Ajuda do Picasa http://picasa.google.com/support/bin/answer.py?hl=br&answer=93183

Leia mais

Guia de Depósito Teses

Guia de Depósito Teses Guia de Depósito Teses Descreva o documento que está a depositar Página 1 Se seleccionar todas as opções nesta página, visualizará um formulário diferente, modificado com o intuito de capturar informações

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação.

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação. GLOSSÁRIO Este glossário contém termos e siglas utilizados para Internet. Este material foi compilado de trabalhos publicados por Plewe (1998), Enzer (2000) e outros manuais e referências localizadas na

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003 MANTENHA-SE INFORMADO Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para ser informado sempre que existirem actualizações a esta colecção ou outras notícias importantes sobre o Internet Explorer. *

Leia mais

1ª Edição Outubro de 2007

1ª Edição Outubro de 2007 1 Ficha Técnica Título: Manual de utilização da ELGG - Aluno Autoria: Célia Tavares Direcção Pedagógica e Técnica: Paula Peres Copyright: Projecto de Apoio On-line 1ª Edição Outubro de 2007 O Manual de

Leia mais

Manual de utilização do Moodle

Manual de utilização do Moodle Manual de utilização do Moodle Docentes Universidade Atlântica 1 Introdução O conceito do Moodle (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) foi criado em 2001 por Martin Dougiamas, o conceito

Leia mais

EIC. Projecto I. Manual do Utilizador. Vídeo Vigilância Abordagem Open Source. Curso: Engenharia de Informática e Comunicações Ano Lectivo: 2005/2006

EIC. Projecto I. Manual do Utilizador. Vídeo Vigilância Abordagem Open Source. Curso: Engenharia de Informática e Comunicações Ano Lectivo: 2005/2006 EIC Engenharia de Informática e Comunicações Morro do Lena, Alto Vieiro Apart. 4163 2401 951 Leiria Tel.: +351 244 820 300 Fax.: +351 244 820 310 E-mail: estg@estg.iplei.pt http://www.estg.iplei.pt Engenharia

Leia mais

6 Aplicações Ricas para Internet

6 Aplicações Ricas para Internet 6 Aplicações Ricas para Internet DESENVOLVIMENTO WEB II - 7136 6.1. Evolução das aplicações para web O crescente número de pessoas que usufruem da informatização das tarefas cotidianas, viabilizadas na

Leia mais

Manual do Usuário Janeiro de 2016

Manual do Usuário Janeiro de 2016 Manual do Usuário Janeiro de 2016 SOBRE CMX CMX é uma interface que dá acesso aos estudantes a milhares de atividades, exercícios e recursos todos posicionados com os padrões e conceitos curriculares.

Leia mais

Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB

Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB Alt-N Technologies, Ltd 1179 Corporate Drive West, #103 Arlington, TX 76006 Tel: (817) 652-0204 2002 Alt-N

Leia mais

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik Sense Desktop Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik, QlikTech,

Leia mais

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft O OneDrive é um serviço de armazenamento na nuvem da Microsoft que oferece a opção de guardar até 7 GB de arquivos grátis na rede. Ou seja, o usuário pode

Leia mais

Instalar o Projeto Colibri RCP 7.0.2 no Ubuntu 12.04

Instalar o Projeto Colibri RCP 7.0.2 no Ubuntu 12.04 Instalar o Projeto Colibri RCP 7.0.2 no Ubuntu 12.04 O Sistema Operativo Linux, embora com uma baixíssima quota de mercado, quando comparado com Windows e OS X, no que refere a computadores pessoais, e

Leia mais

Realizado por: Fábio Rebeca Nº6. Iuri Santos Nº8. Telmo Santos Nº23

Realizado por: Fábio Rebeca Nº6. Iuri Santos Nº8. Telmo Santos Nº23 Realizado por: Fábio Rebeca Nº6 Iuri Santos Nº8 Telmo Santos Nº23 1 Tutorial de instalação e partilha de ficheiros no Ubuntu Índice Índice... 1 Introdução... 2 Material que iremos utilizar... 3 Instalação

Leia mais

Software da Impressora

Software da Impressora Software da Impressora Acerca do Software da Impressora O software Epson inclui o controlador de impressão e o EPSON Status Monitor 3. O controlador de impressão é um software que permite controlar a impressora

Leia mais

Manual do Aluno Plataforma de e-learning Moodle

Manual do Aluno Plataforma de e-learning Moodle Manual do Aluno Plataforma de e-learning Moodle i Índice Índice de Figuras 3 Introdução 4 Parte I - Acesso à Plataforma 5 1 - Entrar na Plataforma 6 1.1 - Alterar a senha 7 Parte II - Utilização da Plataforma

Leia mais

VISUAL LIGHTBOX FERRAMENTA WEB DESIGN FABIANO KEIJI TAGUCHI

VISUAL LIGHTBOX FERRAMENTA WEB DESIGN FABIANO KEIJI TAGUCHI VISUAL LIGHTBOX FERRAMENTA WEB DESIGN FABIANO KEIJI TAGUCHI ESTE MATERIAL TEM UM OBJETIVO DE COMPLEMENTAR OS ASSUNTOS ABORDADOS DENTRO DE SALA DE AULA, TORNANDO-SE UM GUIA PARA UTILIZAÇÃO DA FERRAMENTA

Leia mais

4.3 Ferramentas para criar conteúdos/recursos educativos

4.3 Ferramentas para criar conteúdos/recursos educativos 4.3 Ferramentas para criar conteúdos/recursos educativos 4.3.2. Google Sites Célio Gonçalo Marques a) Introdução O Google Sites foi lançado oficialmente no dia 23 de Outubro de 2008 em mais de 37 línguas,

Leia mais

novo ManageToRefresh

novo ManageToRefresh novo ManageTo Refresh ENGINE2CONTENT P2/10 Novo ENGINE2CONTENT P3/10 Engine2Content v4.0 O motor para os seus conteúdos A nova ferramenta de gestão de backoffice Engine2content v4.0, permite de uma forma

Leia mais

Extensão ez Open Document Format (ezodf) Documentação. versão 2.0. experts em Gestão de Conteúdo

Extensão ez Open Document Format (ezodf) Documentação. versão 2.0. experts em Gestão de Conteúdo Extensão ez Open Document Format (ezodf) Documentação versão 2.0 Conteúdo 1. Introdução... 3 2 1.1 Público alvo... 3 1.2 Convenções... 3 1.3 Mais recursos... 3 1.4 Entrando em contato com a ez... 4 1.5

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Anote aqui as informações necessárias:

Anote aqui as informações necessárias: banco de mídias Anote aqui as informações necessárias: URL E-mail Senha Sumário Instruções de uso Cadastro Login Página principal Abrir arquivos Área de trabalho Refine sua pesquisa Menu superior Fazer

Leia mais

Google Drive. Passos. Configurando o Google Drive

Google Drive. Passos. Configurando o Google Drive Google Drive um sistema de armazenagem de arquivos ligado à sua conta Google e acessível via Internet, desta forma você pode acessar seus arquivos a partir de qualquer dispositivo que tenha acesso à Internet.

Leia mais

7 Introdução ao uso do LibreOffice Impress

7 Introdução ao uso do LibreOffice Impress Introdução a Informática - 1º semestre AULA 04 Prof. André Moraes Objetivos desta aula: Criar apresentações básicas com uso do LibreOffice Impress; o Manipular a estrutura de tópicos para a digitação de

Leia mais

MOODLE é o acrónimo de "Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment. Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem;

MOODLE é o acrónimo de Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment. Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem; MOODLE é o acrónimo de "Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment Software livre, de apoio à aprendizagem; Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem; A expressão designa ainda

Leia mais

Microsoft Office FrontPage 2003

Microsoft Office FrontPage 2003 Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Gestão Área Interdepartamental de Tecnologias de Informação e Comunicação Microsoft Office FrontPage 2003 1 Microsoft Office FrontPage 2003 O Microsoft

Leia mais

Faculdade de Tecnologia Senac (Pelotas) Análise e desenvolvimento de Sistemas Sistemas de Informação

Faculdade de Tecnologia Senac (Pelotas) Análise e desenvolvimento de Sistemas Sistemas de Informação Faculdade de Tecnologia Senac (Pelotas) Análise e desenvolvimento de Sistemas Sistemas de Informação Investigando Sistemas de Informação PHP-Nuke Maxwell Rodrigues Laner Sumário 1. Introdução...3 2. 1

Leia mais

Introdução aos Projectos

Introdução aos Projectos Introdução aos Projectos Categoria Novos Usuários Tempo necessário 20 minutos Arquivo Tutorial Usado Iniciar um novo arquivo de projeto Este exercício explica a finalidade ea função do arquivo de projeto

Leia mais

Ferramentas Gratuitas de Fotografia e de Pesquisa

Ferramentas Gratuitas de Fotografia e de Pesquisa Ferramentas Gratuitas de Fotografia e de Pesquisa Passo-a-passo para Professores Galeria de Fotos Windows Live Obtenha a Galeria de Fotos Windows Live 1. Visite o site http://explore.live.com/windows-live-photo-gallery

Leia mais

Administração da disciplina

Administração da disciplina Administração da disciplina Agrupamento Vertical de Escolas de Tarouca Documento disponível em: http://avetar.no-ip.org 1.Acesso e utilização da plataforma:. Seleccione a opção Entrar, que se encontra

Leia mais

Linux. Educacional. Tutorial Buzzword

Linux. Educacional. Tutorial Buzzword Linux Educacional Tutorial Buzzword Para trabalhar com o programa Buzzword online, é necessário que crie uma conta no site. Para isso acesse o endereço - https://buzzword.acrobat.com/ Para criar uma conta

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Área de Administração

Área de Administração Área de Administração versão 1.1 Partir de 2012/01/14 aplica-se para a versão phpcontact 1.2.x www.phpcontact.net Geral A área de administração é utilizado para uma fácil configuração do software elaboraçao

Leia mais

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6 MANUAL DO UTILIZADOR A informação contida neste manual, pode ser alterada sem qualquer aviso prévio. A Estratega Software, apesar dos esforços constantes de actualização deste manual e do produto de software,

Leia mais

Manual básico de utilização do RIOComposer

Manual básico de utilização do RIOComposer Instalação do RIOComposer Acesse o site http://videoaula.rnp.br onde encontrará o link para instalar o RIOComposer. Pré-requisitos Máquina virtual Java (JVM) na versão 1.7 ou superior. Sistemas Operacionais

Leia mais

Manual do Nero ControlCenter

Manual do Nero ControlCenter Manual do Nero ControlCenter Nero AG Informações sobre direitos de autor e marcas O manual do Nero ControlCenter e todo o seu conteúdo estão protegidos pelos direitos de autor e são propriedade da Nero

Leia mais

MANUAL DE INTRODUÇÃO AO ALFRESCO 3.0

MANUAL DE INTRODUÇÃO AO ALFRESCO 3.0 MANUAL DE INTRODUÇÃO AO ALFRESCO 3.0 Alfresco é uma marca registada da Alfresco Software Inc. 1 / 42 Índice de conteúdos Alfresco Visão geral...4 O que é e o que permite...4 Página Inicial do Alfresco...5

Leia mais

V 1.0 LINAEDUCA - GUIA DE USO

V 1.0 LINAEDUCA - GUIA DE USO V 1.0 LINAEDUCA - GUIA DE USO ARGO Internet ARGO.com.br 2013 Sumário 1. Instalação... 2 1.1 Windows... 2 2 Guia de Uso... 5 2.1 Inicialização... 5 2.1.1 Modo Casa... 5 2.1.2 Modo escola... 6 2.2 Cadastro

Leia mais

Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/

Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/ Crie uma pasta (0) no ambiente de trabalho com o seu nome. Inicie o Internet Explorer através do: W O R K S H O P Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/

Leia mais

Manual do Painel Administrativo

Manual do Painel Administrativo Manual do Painel Administrativo versão 1.0 Autores César A Miggiolaro Marcos J Lazarin Índice Índice... 2 Figuras... 3 Inicio... 5 Funcionalidades... 7 Analytics... 9 Cidades... 9 Conteúdo... 10 Referência...

Leia mais

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Sumário Apresentação... 2 Instalação do Aplicativo... 2 Localizando o aplicativo no smartphone... 5 Inserindo o link da aplicação... 6 Acessando o sistema...

Leia mais

Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX

Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX Conteúdo deste manual Introdução O guia de instalação... 3 Capítulo 1 Instalando o servidor Web Apache... 4 Teste de instalação do Apache... 9

Leia mais

AULA 1 PHP O QUE É APACHE FRIENDS

AULA 1 PHP O QUE É APACHE FRIENDS O QUE É PHP Se você já programa PHP, aconselho que pule para o capítulo 7 desse livro. Pois até esse capitulo iremos abordar algoritmos em PHP até a construção de uma classe com seus métodos e atributos

Leia mais

Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida. Português

Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida. Português Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida Português Índice Instalação do Software... 1 Instalação do Controlador e Actualização do Controlador... 4 Motic Images Plus 2.0 ML...11 Calibração

Leia mais

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO WEB

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO WEB LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO WEB GABRIELA TREVISAN Ambiente de Desenvolvimento Após instalar o Wamp Server, inicie o servidor. Um ícone aparecerá na SystemTray. A cor do ícone indica seu estado: Verde: servidor

Leia mais

Introdução à aplicação Web

Introdução à aplicação Web Introdução à aplicação Web A aplicação Web SanDisk +Cloud é uma interface com base na Web para aceder ao seu conteúdo e gerir a sua conta. Com a aplicação Web poderá reproduzir música, ver filmes, ver

Leia mais

Usar FTK Imager para gerar evidências, exportar arquivos de evidências, criar imagens forenses e converter imagens existentes.

Usar FTK Imager para gerar evidências, exportar arquivos de evidências, criar imagens forenses e converter imagens existentes. AccessData BootCamp Forensic Toolkit, FTK Imager, Password Recovery Toolkit and Registry Viewer O curso AccessData BootCamp fornece conhecimento e habilidade necessária para instalar, configurar e o uso

Leia mais

manual instalação e configuração v13 1

manual instalação e configuração v13 1 manual instalação e configuração v13 1 Conteúdo Introdução... 3 Conteúdo do DVD:... 3 Instalação e configuração do ERP... 4 Instalação do ERP... 4 Configuração do ERP... 6 Como actualização de versão...

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Acer econsole Manual do Utilizador

Acer econsole Manual do Utilizador Acer econsole Manual do Utilizador 1 Informações sobre software de outras empresas ou software gratuito O software pré-instalado, integrado ou distribuído com os produtos fornecidos pela Acer contém programas

Leia mais

Referencial do Módulo B

Referencial do Módulo B 1 Referencial do Módulo B Liga, desliga e reinicia correctamente o computador e periféricos, designadamente um scanner; Usa o rato: aponta, clica, duplo-clique, selecciona e arrasta; Reconhece os ícones

Leia mais

2. O AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO EM C

2. O AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO EM C 2. O AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO EM C Este capítulo trata de colocar a linguagem C para funcionar em um ambiente de programação, concentrando-se no compilador GNU Compiler Collection (gcc). Mas qualquer outro

Leia mais

Novell Vibe 3.4. Novell. 1º de julho de 2013. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos

Novell Vibe 3.4. Novell. 1º de julho de 2013. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos Novell Vibe 3.4 1º de julho de 2013 Novell Inicialização Rápida Quando você começa a usar o Novell Vibe, a primeira coisa a se fazer é configurar sua área de trabalho pessoal e criar uma área de trabalho

Leia mais

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em 5 O Joomla: O Joomla (pronuncia-se djumla ) é um Sistema de gestão de conteúdos (Content Management System - CMS) desenvolvido a partir do CMS Mambo. É desenvolvido em PHP e pode ser executado no servidor

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

MÓDULO MULTIMÉDIA. Text PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo.

MÓDULO MULTIMÉDIA. Text PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo. MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com URL: http://esganarel.home.sapo.pt Text GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30

Leia mais

[Documentação da Plataforma MY.IPLEIRIA.PT dos Estudantes do IPLeiria]

[Documentação da Plataforma MY.IPLEIRIA.PT dos Estudantes do IPLeiria] [Documentação da Plataforma MY.IPLEIRIA.PT dos Estudantes do IPLeiria] Unidade De Administração de Sistemas Serviços Informáticos Instituto Politécnico de Leiria 19-10-2010 Controlo do Documento Autor

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL PROFESSOR

NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL PROFESSOR NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL PROFESSOR 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

Manual de Iniciaça o. Índice

Manual de Iniciaça o. Índice Manual de Iniciaça o Índice Passo 1- Definir... 2 Definir grupos de tarefas... 2 Definir funções... 6 Definir utilizadores... 11 Definir o Workflow... 14 Definir tarefas... 18 Passo 2 - Planear... 21 Planear

Leia mais

Manual do Usuário PORTAL CNI CMS PUBLICA

Manual do Usuário PORTAL CNI CMS PUBLICA Manual do Usuário PORTAL CNI CMS PUBLICA SUMÁRIO 1. CONCEITOS INICIAIS...04 1.1 O que é um CMS?...04 1.2 Especificidades do Publica...04 1.3 O que é uma template?...04 1.4 O que são Páginas...04 1.5 O

Leia mais

Realizado por: Fábio Rebeca Nº6. Iuri Santos Nº8. Telmo Santos Nº23

Realizado por: Fábio Rebeca Nº6. Iuri Santos Nº8. Telmo Santos Nº23 Realizado por: Fábio Rebeca Nº6 Iuri Santos Nº8 Telmo Santos Nº23 1 Tutorial de instalação e partilha de ficheiros na Caixa Mágica Índice Índice... 1 Introdução... 2 Material que iremos utilizar... 3 Instalação

Leia mais

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET MANUAL DO UTILIZADOR WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET 1. 2. PÁGINA INICIAL... 3 CARACTERÍSTICAS... 3 2.1. 2.2. APRESENTAÇÃO E ESPECIFICAÇÕES... 3 TUTORIAIS... 4 3. DOWNLOADS... 5 3.1. 3.2. ENCOMENDAS (NOVOS

Leia mais

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA Departamento de Ciências e Tecnologias de Informação DCTI Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI ANEXO 1 Instituição

Leia mais

1 Crie uma pasta (dentro do seu diretório) com o seu nome. 2. Se tiver dúvida pergunte o seu professor

1 Crie uma pasta (dentro do seu diretório) com o seu nome. 2. Se tiver dúvida pergunte o seu professor i.exe FrontPage Criação de Home Page s PPaaggi innaa 1 Sobre FrontPage Parte 1 Front Page é uma ferramenta para criação e gerenciamento de web s.o aluno não necessita de nenhum conhecimento de programação

Leia mais

O que há de novo no PaperPort 12? O PaperPort 12 possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos.

O que há de novo no PaperPort 12? O PaperPort 12 possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos. Bem-vindo! O Nuance PaperPort é um pacote de aplicativos para gerenciamento de documentos da área de trabalho que ajuda o usuário a digitalizar, organizar, acessar, compartilhar e gerenciar documentos

Leia mais

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.1.1 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.1.1 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik Sense Desktop Qlik Sense 2.1.1 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik, QlikTech,

Leia mais

Guião para as ferramentas etwinning

Guião para as ferramentas etwinning Guião para as ferramentas etwinning Registo em etwinning Primeiro passo: Dados de quem regista Segundo passo: Preferências de geminação Terceiro passo: Dados da escola Quarto passo: Perfil da escola Ferramenta

Leia mais

1. Introdução. 2. A área de trabalho

1. Introdução. 2. A área de trabalho Curso Criiar web siites com o Dreamweaver Parrttee II 1. Introdução O Macromedia DreamWeaver é um editor de HTML profissional para desenhar, codificar e desenvolver sites, páginas e aplicativos para a

Leia mais

2.1.10. Trabalhar com CDs e DVDs

2.1.10. Trabalhar com CDs e DVDs 2.1.10. Trabalhar com CDs e DVDs Os procedimentos utilizados para gravar informação num CD ou num DVD variam conforme a forma como estes forem formatados. A formatação é efectuada em discos vazios e consiste

Leia mais

Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal)

Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal) Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal) Acessando o Sistema Para acessar a interface de colaboração de conteúdo, entre no endereço http://paginapessoal.utfpr.edu.br. No formulário

Leia mais

5 O Joomla: Web Apache Banco de Dados MySQL http://www.joomla.org/ - 55 -

5 O Joomla: Web Apache Banco de Dados MySQL http://www.joomla.org/ - 55 - 5 O Joomla: O Joomla (pronuncia-se djumla ) é um Sistema de Gestão de Conteúdos (Content Management System - CMS) desenvolvido a partir do CMS Mambo. É desenvolvido em PHP e pode ser executado no servidor

Leia mais

Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers. Guia de Instalação Rápida

Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers. Guia de Instalação Rápida Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers Guia de Instalação Rápida 13897290 Instalação do Backup Exec Este documento contém os seguintes tópicos: Requisitos do sistema Antes de instalar Sobre a conta

Leia mais

Manual Sistema MLBC. Manual do Sistema do Módulo Administrativo

Manual Sistema MLBC. Manual do Sistema do Módulo Administrativo Manual Sistema MLBC Manual do Sistema do Módulo Administrativo Este documento tem por objetivo descrever as principais funcionalidades do sistema administrador desenvolvido pela MLBC Comunicação Digital.

Leia mais

Construção Páginas de Internet

Construção Páginas de Internet Construção Páginas de Internet Definir um Site no Frontpage Objectivos da sessão: No final da sessão os formandos deverão ser capazes de: Saber o que são os metadados do Frontpage; Distinguir entre Sites

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Outlook 2010 Colecção: Software

Leia mais

Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00

Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00 Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00 Edição 1 Agosto 2011 Elaborado por: GSI Revisto e Aprovado por: COM/ MKT Este manual é propriedade exclusiva da empresa pelo que é proibida a sua

Leia mais

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Use o Google Drive para armazenar e acessar arquivos, pastas e documentos do Google Docs onde quer que você esteja. Quando você altera um arquivo na web, no

Leia mais

WampServer. O ícone do mesmo aparecerá no rodapé do monitor, próximo ao. Language => portuguese.

WampServer. O ícone do mesmo aparecerá no rodapé do monitor, próximo ao. Language => portuguese. 5 O Joomla: O Joomla (pronuncia-se djumla ) é um Sistema de Gestão de Conteúdos (Content Management System - CMS) desenvolvido a partir do CMS Mambo. É desenvolvido em PHP e pode ser executado no servidor

Leia mais

Portal da Imprensa Regional. Actualizações e Correcções

Portal da Imprensa Regional. Actualizações e Correcções Portal da Imprensa Regional Actualizações e Correcções Índice Versão: 3.1.3... 3... 3 BackOffice... 3 Versão: 3.0.1... 3... 3 BackOffice... 3 Versão: 3.0.0... 4... 4 BackOffice... 4 Histórico de Versões...

Leia mais

Guia do Usuário do Gateway do Avigilon Control Center

Guia do Usuário do Gateway do Avigilon Control Center Guia do Usuário do Gateway do Avigilon Control Center Versão: 5.2 PDF-ACCGATEWAY5-B-Rev1_PT 2013 2014 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. A menos que expressamente concedida por escrito,

Leia mais

ROTEIRO: IMPLANTANDO O SISTEMA OPERACIONAL LINUX. Introdução: FERRAMENTAS. Abaixo segue relação de aplicativos utilizados para realizar este roteiro:

ROTEIRO: IMPLANTANDO O SISTEMA OPERACIONAL LINUX. Introdução: FERRAMENTAS. Abaixo segue relação de aplicativos utilizados para realizar este roteiro: ROTEIRO: IMPLANTANDO O SISTEMA OPERACIONAL LINUX Introdução: Vimos nas aulas passadas um dos sistemas operacionais atualmente utilizados no mundo, o Windows, mas existem outros sistemas operacionais também,

Leia mais

Manual Captura S_Line

Manual Captura S_Line Sumário 1. Introdução... 2 2. Configuração Inicial... 2 2.1. Requisitos... 2 2.2. Downloads... 2 2.3. Instalação/Abrir... 3 3. Sistema... 4 3.1. Abrir Usuário... 4 3.2. Nova Senha... 4 3.3. Propriedades

Leia mais

Introdução ao Sistema. Características

Introdução ao Sistema. Características Introdução ao Sistema O sistema Provinha Brasil foi desenvolvido com o intuito de cadastrar as resposta da avaliação que é sugerida pelo MEC e que possui o mesmo nome do sistema. Após a digitação, os dados

Leia mais

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1 Copyright 2012 Efacec Todos os direitos reservados. Não é permitida qualquer cópia, reprodução, transmissão ou utilização deste documento sem a prévia autorização escrita da Efacec Sistemas de Gestão S.A.

Leia mais

ESET NOD32 ANTIVIRUS 6

ESET NOD32 ANTIVIRUS 6 ESET NOD32 ANTIVIRUS 6 Microsoft Windows 8 / 7 / Vista / XP / Home Server Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer download da versão mais recente deste documento O ESET NOD32 Antivirus fornece

Leia mais

Índice. Manual do programa Manage and Repair

Índice. Manual do programa Manage and Repair Manual do programa Manage and Repair Índice 1 Menu Ficheiro... 3 1.1 Entrar como... 3 1.2 Opções do utilizador... 3 2 Administração... 5 2.1 Opções do Programa... 5 2.1.1 Gerais (1)... 5 2.1.2 Gerais (2)...

Leia mais

O PaperPort 12 Special Edition (SE) possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos.

O PaperPort 12 Special Edition (SE) possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos. Bem-vindo! O Nuance PaperPort é um pacote de aplicativos para gerenciamento de documentos da área de trabalho que ajuda o usuário a digitalizar, organizar, acessar, compartilhar e gerenciar documentos

Leia mais