Procura Ativa Emprego Carta de Apresentação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Procura Ativa Emprego Carta de Apresentação"

Transcrição

1 Procura Ativa Emprego Carta de Apresentação

2 Procura Ativa de Emprego Carta de Apresentação Formador Carlos Jorge Pinho A sabedoria popular diz que o trabalho dignifica o Homem. Não podendo concordar mais com este aforismo e tendo presente a dificuldade com que se deparam muitas pessoas que buscam esta almejada dignidade, este pequeno manual tentar reunir alguns conselhos no sentido de ajudar a tornar mais eficaz a procura de emprego. Etapas Pioneiras L.da Rua do Mocelo, Canedo 1

3 Índice Índice Índice... 1 Condições de utilização do manual... 3 Introdução... 4 Capitulo 1 Começar por onde?... 5 Capitulo 2 Modo de atuação... 5 Capitulo 3 Mecanismos Disponíveis... 8 Capitulo 4 site: netemprego (IEFP) Capitulo 5 CURRICULUM VITAE Capitulo 6 Cartas de Apresentação Capitulo 7 Sites de Emprego Capitulo 8 Bibliografia

4 Condições de utilização do manual O presente manual destina-se à Formação: Procura ativa de emprego e Cartas de Apresentação, sendo o conteúdo do mesmo, propriedade do Alphabetismus, centro de formação. A sua duplicação para outros fins só poderá ser feita, mediante autorização expressa do Alphabetismus. O Manual está estruturado de acordo com o índice. Os conteúdos abordados, assim como a sua estruturação, procuram responder aos objetivos definidos no sentido de promover as competências essenciais para o público-alvo definido. 3

5 Introdução Emprego, segundo o dicionário Priberam, significa Ocupação remunerada e determinada a quem se dedica. Normalmente o emprego refere-se a uma situação mais ou menos estável de alguém que presta um serviço, executa um trabalho ou tarefa e recebe como contrapartida uma quantia de dinheiro. Em regra este dinheiro serve para os indivíduos garantirem a sua sobrevivência e a dos seus dependentes. Ora, face ao exposto e por oposição existem pessoas que não gozam desta situação, são os desempregados. Quer pela situação de terem perdido um anterior emprego, independentemente dos motivos, quer pela circunstância de nunca ter tido um emprego, como acontece com milhares de jovens que tentam encontrar o seu primeiro trabalho. O mercado de trabalho vive uma permanente dinâmica de adequação mutua entre a oferta e a procura. O ingresso ou reingresso no mercado de trabalho é condicionado pela adequação entre as qualificações e as competências que o candidato a emprego possui e aquelas que são requeridas pelas entidades empregadoras. Mas, não chega ter as características que os empregadores procuram, é necessário saber dar a conhecer o nosso valor. Neste contexto, o candidato a emprego necessita ter e/ou revelar atitude empreendedora e pró-ativa na busca de emprego. Uma atitude passiva condena o candidato a nunca passar dessa condição. Ao longo dos últimos anos temos assistido a enormes alterações no paradigma da procura de emprego. Este objetivo tem-se revelado cada vez mais difícil de atingir, seja qual for a situação do individuo seja jovem ou menos jovem, disponha de mais ou menos habilitações profissionais e/ou académicas. Segundo o site do IEFP Instituto emprego e formação profissional, No final do mês de julho de 2014, estavam inscritos como desempregados, nos Centros de Emprego do Continente e Regiões Autónomas, indivíduos. Pese embora, nos últimos meses, estatisticamente, o número de desempregados ter baixado, os números revelam que a concorrência pela obtenção de um posto de trabalho é selvática. Contudo, cumpre a quem precisa de uma remuneração, envidar todos os esforços no sentido de obter uma colocação, sempre sem perder o entusiasmo e a motivação. 4

6 Capitulo 1 Começar por onde? Começar por onde? Procurar emprego é uma atividade a tempo inteiro. A atual situação da economia e do mercado de trabalho exige do candidato a emprego uma Procura ativa de emprego de forma persistente e organizada. Um candidato a emprego tem que estar motivado e determinado, pois vai precisar de: Tempo Energia Determinação Persistência Organização E fundamentalmente uma ATITUDE POSITIVA e DINÂMICA, Sempre com o pensamento que procurar emprego é Trabalhar para si próprio. Capitulo 2 Modo de atuação A) Conheça-se a si próprio. O Candidato a emprego deve, antes de mais, fazer um exercício de introspeção e traçar o seu próprio perfil. Deve conhecer-se muito bem, sabendo melhor que ninguém as suas próprias apetências, as suas capacidades e competências e, não menos importante, deve saber o que não lhe interessa. Traçar um perfil de nós próprios, é um exercício difícil, mas que nos pode trazer bom retorno. Conheça as suas capacidades e interesses. Recorra as suas experiencias 5

7 escolares, profissionais e atividades extraprofissionais. Procure identificar os seus pontos fortes pois eles são determinantes na construção do seu projeto profissional. Ao procurar conhecer-se melhor está, neste contexto, em parte, a responder às perguntas: O QUE EU TENHO PARA OFERECER? O que sei fazer? O que gosto de fazer? O que não gosto de fazer? Que ideia têm os outros de mim? Em que aspetos poderei melhorar? Terei necessidade de formação para atualizar os meus conhecimentos e competências profissionais? Em que áreas? Estarei na disposição de mudar de região para trabalhar? B) Conheça o mercado de trabalho. A recolha de informação sobre a evolução do mercado de trabalho e sobre as características das profissões e das entidades a que possa eventualmente dirigir a sua atenção é, também, de extrema importância. Procure informar-se sobre os novos empregos que surgem com desenvolvimento das novas tecnologias, informática, eletrónica, biotecnologias, novos materiais e combustíveis, os sectores de atividade em expansão e os que se encontram em permanente transformação. Consulte as estatísticas do mercado de emprego, consulte os jornais, registe-se e acompanhe fórums online, consulte diariamente o seu , registe-se em newsletters de várias empresas e/ou sites, consulte regularmente o site do IEFP, saiba quem são as empresas que dominam cada setor de atividade, acompanhe as tendências desses setores, etc. O conhecimento do mercado e do mundo que nos rodeia pode não só abrir janelas de oportunidades como evitar um passo errado. Conhecer o mercado de trabalho, o tecido empresarial, as instituições e todo o mundo que o rodeia pode ajudar a encontrar a oportunidade de emprego, onde menos esperava. 6

8 Nunca se convença que só os outros conseguem e, sobretudo, não baixe os braços, não se dê por vencido, vá à luta! C) Construa o seu projeto profissional e um trace um plano de ação. Todo este processo de procura de emprego pode ser mais eficaz se for bem organizado e planeado. Deve tentar construir um projeto profissional, tendo por base os dois pontos anteriores: o conhecimento pessoal e o conhecimento do mercado de trabalho. Estabeleça os seus objetivos profissionais. Defina aquilo que quer fazer e identifique as razões que motivam a sua candidatura. Determine as áreas e setores de atividade que melhor se adaptam a si. Identifique profissões e/ou atividades em que se reveja e estude em que medida está disposto a alargar as suas escolhas. Defina as suas prioridades de vida Estabeleça estratégias de atuação com vista a alcançar os seus objetivos. Procure perspetivas de futuro e estabeleça objetivos a curto, médio e longo prazo. Elabore o seu Curriculum Vitae. Procure na internet, sites de divulgação de emprego. Prepare as sua cartas de apresentação Simule eventuais entrevistas de emprego. 7

9 Capitulo 3 Mecanismos Disponíveis Hoje em dia, existem inúmeros mecanismos que podem concorrer para a busca de um emprego. As novas tecnologias são uma boa ajuda, mas não devemos descartar os métodos mais tradicionais. O uso de ambos será uma mais-valia. Procurar emprego pode passar por: Responder a anúncios Muitas publicações, como jornais, revistas, brochuras de emprego, editais, anúncios, etc divulgam oportunidades de emprego. Mantenha-se vigilante, analise, de acordo com os seus interesses todas as possibilidades. Não pense que apenas a internet é a solução. Muitas vezes, no mais discreto anúncio poderá estar a verdadeira oportunidade. Analise diariamente, as publicações e responda a tantos anúncios quantos se coadunem com o seu perfil. Os anúncios de emprego indicam, geralmente, qual a forma de resposta que pretendem: o envio de currículo ou de carta de candidatura ou ainda o contacto direto, normalmente através de telefonema. No caso de o anúncio pedir currículo, deverá enviá-lo acompanhado de uma carta de apresentação. Lembre-se que é quase impossível alguém preencher todos os requisitos exigidos nos anúncios de emprego. Assim, se considerar que possui a maior parte das condições, responda sem hesitar. Candidaturas Espontâneas Nem sempre reside nos anúncios a oportunidade de emprego. Muitas vezes tomar a iniciativa e espontaneamente contactar o potencial empregador é a solução. A candidatura espontânea é uma forma, de o indivíduo potencial empregado de se dar a conhecer, isto é, de fazer a sua promoção pessoal, perante entidades, empresas e organizações potenciais empregadoras. Não esqueça: a carta de candidatura espontânea não é uma perda de tempo! As empresas recrutam grande parte do seu pessoal a partir de candidaturas espontâneas que lhes são enviadas. Existem três formas de fazer a candidatura espontânea: Escrevendo e publicando o seu próprio anúncio de emprego em jornais e/ou na internet. Escrevendo e enviando uma carta de candidatura espontânea. 8

10 Submeter a candidatura diretamente num site de uma empresa, empresas de recrutamento, diretórios de anúncios. Usar a Rede de Relações Uma das formas mais eficazes de se obter o tão almejado emprego é recomendação de alguém conhecido. Devemos usar a nossa rede de relações para tentar obter um trabalho. Falar da nossa vontade de trabalhar a amigos, familiares, conhecidos, vizinhos, colegas de faculdade, professores, amigos de amigos, colegas de atividades extracurriculares, colegas do ginásio, etc, é a forma que, estatisticamente, maior sucesso tem tido. Esta técnica revela bons resultados, uma vez que a pessoa que nos recomenda, em regra, já nos apresenta com pessoa idónea e capaz para a função. Assim, o potencial empregador já melhora a sua recetividade. Usar a internet Uma boa e contemporânea forma de procurar emprego é através do uso das novas tecnologias, nomeadamente, a internet. A Internet é hoje uma das ferramentas de eleição não só para a procurar ofertas de emprego, como para divulgar o currículo e responder às próprias ofertas. Existem, online, diversos métodos, mecanismos, plataformas e sites de emprego. Hoje em dia podemos utilizar a internet (no âmbito da procura de emprego): 1. O correio eletrónico é uma ótima ferramenta para divulgar o CV e enviar candidaturas espontâneas. Contudo devemos ter alguns cuidados nessa utilização. 2. Redes Sociais: Além das redes tipo facebook, flicker, twiter e outras, onde se fala de tudo, existem ainda redes sociais especificamente orientadas para a vida profissional e divulgação do perfil profissional de cada um, o exemplo mais típico é o linkedin. As redes sociais podem ajudar muito, na medida em que têm um alcance social e geográfico quase infinito. Porém é preciso que o utilizador tenha presente que também a imagem cultivada nas redes sociais pode determinar o seu insucesso na obtenção de emprego ou até a perda do emprego já obtido (ver mais abaixo). 3. Plataformas de emprego online: existem, plataformas online que apenas se dedicam à questão do emprego, reunindo ofertas e ao mesmo tempo CVs de pessoas interessadas nessas ofertas. Em Portugal a plataforma de referência é a Esta plataforma, do IEFP Instituto de emprego e formação profissional reúne o maior número de ofertas no mesmo site Falaremos dele mais à frente. Existe também online a que se destina a emprego para função pública. Apesar de a internet poder ser uma das melhores formas de potenciar o encontro entre oferta e procura de emprego, é preciso ter alguns cuidados na sua utilização, na 9

11 medida em que facilmente se desenvolve uma certa inércia e erro de procedimento, nos candidatos, muitas vez pelo facilitismo que a rede propicia. O Candidato a emprego deve compreender e assimilar que em todos os momentos está sob a análise dos empregadores. Mesmo no simples envio de um , na apresentação de uma candidatura espontânea ou no preenchimento de formulários online, o empregador está atento não só ao conteúdo do que está escrito, mas também analisa a forma como é feito. Assim, ficam alguns exemplos de práticas a evitar: Perfil incompleto Um currículo deve ser entregue a qualquer entidade o mais completo possível, tendo em conta o tipo de trabalho que pretende desempenhar, ou oferta a que se está a candidatar. Se assim é, quando se cria um perfil no Linkdin ou quando se preenche e envia uma candidatura espontânea não se devem deixar campos por preencher ou preenchê-los como se fosse uma SMS. Poucas palavras, abreviaturas, muitos campos em branco poderão ser encarados como desleixo e falta de interesse por parte do possível empregador. Responder a ofertas, só por responder São tantos os empregos oferecidos na Internet que o desespero de alguns candidatos poderá levá-los a cair em mais um erro: responder a anúncios para os quais não completam os requisitos exigidos. Além de aumentar a frustração da pessoa que se está a candidatar, por se fartar de enviar CVs sem receber nenhum contacto das entidades empregadoras, ainda pode ficar registado na base de dados de algumas dessas empresas como não habilitado, sendo as suas candidaturas posteriores ignoradas automaticamente pelo sistema. Desleixo na imagem online Fotos que só mostram festas e noitadas, publicações com sátira pouco inteligente ao estado da Nação e revolta constante sobre o estado daquilo que o rodeiam, são apenas alguns exemplos daquilo que deve evitar partilhar nas suas redes sociais. Se realmente está à procura de emprego, atualize a sua informação, elimine qualquer publicação que tenha feito e que nesta fase já não faça sentido que esteja associada às redes sociais, reveja as definições de privacidade e tenha algum cuidado naquilo que vai partilhando. A verdade é que cada vez mais as empresas utilizam a pesquisa da Google ou o Facebook para as ajudar a traçar o perfil dos seus futuros colaboradores, pelo que 10

12 uma boa imagem, cuidada e até estratégica, poderão trazer algumas vantagens face a outros candidatos. Pouco ativo na procura de emprego Se está desempregado mas nem conhece assim tantas plataformas de oferta de emprego, não tem uma conta numa rede social profissional, o seu currículo está incompleto, então pode estar a perder oportunidades. Invista tempo a pesquisar, invista tempo a melhorar o seu perfil e o seu CV. Não ter uma fotografia associada Na procura de emprego não se pode ter medo de dar a cara. Por muito ou pouco fotogénico que se seja, ter uma fotografia profissional as chamadas fotografias tipo-passe é dar-se logo a conhecer, é mostrar que está disposto a sair de trás do computador e enfrentar uma entrevista. Evite fotografias com bonitas paisagens, com a evidência de que estavam mais pessoas na fotografia e que foram cortadas, com grandes acessórios, como bonés ou brincos vistosos. No fundo, deve mostrar que teve preocupação em tirar uma fotografia cuidada para aquele efeito. Incluir referências a mais O LinkedIn oferece a possibilidade de preenchimento de recomendações, que poderão ser feitas por, ou a, qualquer utilizador. Estas recomendações, tal como as referências inscritas no CV, poderão ter um peso importante na decisão do empregador. Porém, há que ter em conta que tipo de recomendações ou de referências são pertinentes para cada tipo de empregador ou função que se queira vir desempenhar. Descuidar a procura de emprego presencialmente Apesar de as candidaturas online e do número de entrevistas marcadas através da Internet virem a crescer cada vez mais, a verdade é que existem milhares de empresas, muitas delas ao lado de quem anda à procura de um emprego, que não estão informatizadas o suficiente para trabalhar com informação digital. Por este facto vestir a roupa mais adequada e a ir bater à porta das empresas, não pode ser uma tarefa esquecida. Sair de casa, dar a cara, levar uma carta de apresentação anexada ao CV, fazer um esforço por falar diretamente com os recursos humanos de uma empresa, são atos bem vistos por uma grande parte das empresas. 11

13 Capitulo 4 site: netemprego (IEFP) Como já foi referido, a internet tem, efetivamente, sido uma boa ajuda a quem procura emprego, nos dias de hoje. Existem em Portugal, como nos outros países, inúmeros sites que congregam oferta de emprego, mas, o site oficial é o netemprego. Este site, governamental, é da responsabilidade do IEFP e exige um registo. Site: Este site, do IEFP, é um excelente ponto de partida. O Registo: Tome atenção que este registo é diferente da maior parte dos sites. Uma vez que exige o numero do cartão de cidadão. Desta forma cada cidadão apenas se pode registar uma e uma só vez. Todos os dados devem ser facultados com a maior exatidão possível, sob pena, se assim não for, de os empregadores não conseguirem contatar com os potenciais candidatos. 12

14 13

15 Este site, permite, entre outras coisas, a criação e gestão de vários CV s e ofertas de empregos. Após o registo e preenchimento de dados pessoais, deve ser criado o CV. Depois de criado o CV, este pode ser pesquisado e editado. O candidato pode, inclusivamente, criar diversos CV s, adaptando-os a cada oferta. Não que o candidato deva omitir ou adicionar dados indevidamente ao seu CV, mas pode, de acordo com a oferta dar mais enfoque a uns dados do que a outros. Esta funcionalidade permite também que o candidato vá construindo o seu CV à medida que, por exemplo, vá acrescentado valor ao seu curriculum por obtenção e habilitações ou frequência de ações de formação profissional ou outras. A ferramenta para criar o CV é fácil e intuitiva. Todos os campos deverão ser preenchidos com a maior exatidão possível. O(s) CV criados poderão ser divulgados a ofertas especificas, de forma automática, ou seja, quando responder a um anúncio, é só fazer responder e a plataforma anexa o curriculum de forma automática. 14

16 15

17 16

18 17

19 No preenchimento do curriculum o candidato deve tentar ser o mais exato possível. Neste separador o candidato deve descrever conhecimentos que não constam em outro local, como por exemplo competências nas áreas TIC, experiencia em manuseamento de equipamentos ou máquinas, outras informações que acrescentem valor ao CV e que o candidato entenda ser de interesse para os potenciais empregadores. No bloco áreas de interesse podem ser apresentados aspetos do perfil do candidato que indiretamente possam ser pertinentes, por exemplo, gosto pelo desporto, voluntariado que faça, no âmbito de causas sociais ou outras. Pode fazer menção ao interesse por artes plásticas, literatura, cinema, bricolage, etc. Nestes blocos é importante ser criterioso na informação. O candidato tem que pensar que a informação que aqui colocar pode jogar a favor dele, mas também pode penaliza-lo. 18

20 19

21 Depois de criado o CV, o candidato pode aceder ofertas de emprego e pesquisar as diversas ofertas que a base de dados dispõe. Esta pesquisa pode ser feita usando vários critérios. Dos resultados devolvidos o candidato pode selecionar a oferta que lhe pareça interessante, clicando no ID da oferta correspondente e aceder à mesma. Posteriormente, pode candidatar-se, enviar a oferta a um amigo ou só adiciona-la à sua pasta pessoal, no site. 20

22 O site netemprego congrega um grande número de ofertas de emprego e de curriculum s ao dispor dos seus utilizadores, quer nacionais ou estrangeiras. Os candidatos podem também consultar outros curriculum s de outros utilizadores a fim de melhor personalizarem os seus próprios curriculum s. 21

23 Capitulo 5 CURRICULUM VITAE O modelo de curriculum vitae apresentado no site netemprego tem um formato próprio, isto é, não é visualmente muito apreciável, porque trata-se de um conjunto de informações que tem necessidade de obedecer a um determinado padrão informático para que todos os utilizadores candidatos e entidades possam gozar da uniformização da informação, nomeadamente no que se refere às pesquisas. Porém, os candidatos devem elaborar o seu curriculum e tê-lo sempre pronto, atualizado e disponível, para as eventualidades. Mas afinal o que é o CV? O Curriculum Vitae (CV) é um instrumento fundamental na procura de emprego. Constitui um resumo das suas atividades profissionais, qualificações e competências. O objetivo do CV é suscitar o interesse das entidades empregadoras e obter uma entrevista pelo que a sua correta elaboração é fundamental para o processo de (re) integração no Mercado de Trabalho. Note que um CV não é útil se não puder ser analisado rapidamente. A pessoa responsável pelo recrutamento tem que verificar, no menor período de tempo possível, que o/a candidato/a possui as qualificações que procura. Assim sendo, o seu CV deve estar formatado para que seja fácil de ler. QUANDO É UTILIZADO? Sempre que pretende candidatar-se a um emprego ou função. NÃO HÁ REGRAS ABSOLUTAS MAS HÁ ERROS A EVITAR SE QUISER SER CHAMADO/A PARA UMA ENTREVISTA. Algumas sugestões: 1. Formato: Utilize papel branco A4. Transcreva-o a computador, não use CV s manuscritos. Não ultrapasse as duas páginas exceto se tiver uma vasta experiência de trabalho. Envie CV s originais e com boa apresentação. Escolha um estilo sóbrio. CV s com apresentações ou formatos originais devem estar restritos a funções onde tais competências são altamente valorizadas. Evite juntar outros documentos (diplomas, por exemplo) ao CV. Deve apenas 22

24 apresenta-los se tal for expressamente solicitado. O CV deve sempre fazer-se acompanhar de uma carta. 2. Conteúdo: Apresente os dados organizados de forma coerente, utilize um plano lógico e siga-o em todo o documento; Utilize frases e parágrafos curtos (não ultrapassar as 5 linhas por frase); Utilize um vocabulário claro e simples; Transmita uma ideia por parágrafo e utilize termos precisos; Utilize verbos de Acão (ex: estudei, melhorei, investiguei, geri, vendi, expandi, dirigi, optei, resolvi...); Não cometa erros ortográficos ou gramaticais; Evite utilizar siglas mas, se o fizer, explique o que significam entre parêntesis; Adapte o CV à empresa para onde o está a enviar; Seja honesto/a, caso tenha estado sem emprego, não tente camuflar esse período; Não valorize excessivamente as suas atividades extra profissionais uma vez que não são o principal objeito de uma análise de emprego; Em cada uma das suas experiências profissionais indique os períodos de permanência na entidade, o nome da empresa, a área de atividade da mesma, as funções desempenhadas e as responsabilidades do cargo; Explique claramente o que fez, como e que competências tem. Indique números e percentagens; Mantenha a simplicidade e a objetividade; 3. Regras para a utilização de um CV: Deve ser utilizado quando como: Resposta um anúncio Anexo a uma candidatura espontânea Candidatura a uma vaga interna Complemento de uma entrevista de emprego Hoje em dia, alternativamente a modelo criado pelo próprio candidato, tende a generalizar-se o modelo europeu Europass, que pode ser criado em https://europass.cedefop.europa.eu/pt/documents/curriculum-vitae 23

25 Capitulo 6 Carta de Apresentação Um curriculum deve ser sempre acompanhado por uma carta de apresentação. As cartas são uma forma rápida e eficaz de se apresentar à entidade empregadora e explicar as motivações da sua candidatura. 1. O que é uma carta de apresentação? A carta de apresentação a emprego é uma carta que deve conter elementos de identificação pessoal, motivações, conhecimentos de forma resumida que promovam, no potencial empregador o reconhecimento da validade da sua candidatura a um posto de trabalho ou da sua candidatura espontânea. No entanto, não se perca em pormenores: destaque apenas as informações mais importantes do seu CV e algumas das competências pessoais que possui. 2. Quando e como utilizá-la? Quando o anúncio pedir como resposta um currículo. Um currículo deverá sempre ser acompanhado de uma carta de apresentação. Quando fizer uma candidatura espontânea. 3. O que deve conter? A sua identificação (nome, morada, telefone/telemóvel e ), que deverá constar no canto superior esquerdo da folha. A referência à fonte do anúncio (nome do jornal, data de publicação e eventualmente o número de referência do anúncio). O título do posto de trabalho a que se candidata. A referência ao envio do currículo. Deverá terminar a sua carta manifestando a sua disponibilidade para uma entrevista. Deverá concluir a carta manifestando a sua disponibilidade para, numa eventual entrevista, poder esclarecer mais pormenorizadamente as suas competências profissionais. Apresente cumprimentos, date e assine. 24

26 4. Sugestões para elaborar uma carta Ser simples e breve Original e personalizada Adaptada a quem se destina Datada e assinada Sem erros ortográficos Feita em papel branco e liso Ocupar toda a página de forma homogénea; os espaços entre as linhas devem ser uniformes Parágrafos pequenos Sempre que possível, dirigida a um indivíduo específico. Dirija-se à pessoa certa Comece por dirigir a carta à pessoa certa. Isto é prova de ter o cuidado de mandar a carta a uma determinada pessoa. Não se esqueça de pôr em cima da carta a rubrica assunto, onde esclarece o objetivo da sua carta e, eventualmente, menciona a referência do anúncio. Escreva uma boa frase de abertura A intenção é destacar-se no meio de muitas respostas. Isto não se consegue com frases usadas como: "Na sequência do seu anúncio..." ou "Por este via venho candidatar-me..." Evite linguagem estandardizada ou expressões clássicas e use uma frase de abertura personalizada, original e cheia de entusiasmo. Não use palavras demasiado modestas "Talvez", "eventualmente" e "acho" são expressões a evitar. Procure o caminho intermédio. Dizer que é a pessoa ideal e que o empregador seria doido se não aproveitasse esta oportunidade, não só mostra um entusiasmo pronunciado como também uma grande dose de arrogância. Explique porque se candidata Explique o que o atrai na empresa, na função, no sector. Aproveite para mostrar entusiasmo. Não se prolongue A sua carta pode ter uma página no máximo. Convém transmitir a mensagem em frases curtas e dinâmicas com muitos verbos ativos. 25

27 Não mencione a sua inexperiência Se não tiver a experiência ou a formação exigida, não o mencione. Escreva antes sobre a sua capacidade de aprender depressa. Seja sempre positivo sobre si mesmo. Mostre motivação e não demonstre os seus handicaps. Não fale em ordenado Não fale de dinheiro na carta. Mencione o ordenado apenas no caso de lhe ter sido pedido no anúncio a que está a responder, senão acredite que vai criar uma impressão negativa. Evite terminar com banalidades Lembre-se que a última impressão é tão importante como a primeira. Não escreva frases feitas mas, por exemplo, "Se achar que temos algo a oferecer um ao outro, estarei sempre disponível para conversarmos numa entrevista". 5. Modelos (genéricos) de Cartas de Apresentação 26

28 Luís Vaz de Camões Av. 5 de Outubro, nº XX 1050 Lisboa Telefone: 2X XXX XX XX Exmoº Senhor Director dos Recursos Humanos da Sociedade de Informática de Portugal Rua das Avenidas, nº XX, 1200 Lisboa. ASSUNTO: Carta de Apresentação. Acabo de receber o meu diploma de Informática, na Universidade XPTO. Tenho conhecimento de que a vossa empresa lidera o mercado neste ramo de atividade, o que me dá garantias de ser o melhor local para poder desenvolver as competências que adquiri na minha formação. Gostaria de, numa entrevista pessoal, poder prestar outras informações que penso serem de mútuo interesse. Subscrevo-me, com a mais elevada consideração. Luis V. Camões 27

29 Padeira de Aljubarrota Rua de cima, nr 0, Aljubarrota Exmo. Senhor. Diretor União de Freguesia de XPTO Rua x, XPTO ASSUNTO: Carta de Apresentação. O meu nome é. sou licenciada em Administração Pública, pela Universidade de Aveiro, e penso concluir o Mestrado em Políticas Públicas, em Julho 2014, na mesma Universidade. A maior motivação em concorrer à empresa que V. Exa. superiormente dirige prende-se com o facto de esta ser uma empresa de dimensão mundial e líder de mercado na sua área de atuação, o que me garante a possibilidade de desenvolver e aperfeiçoar, ao serviço da mesma, os conhecimentos técnicos e profissionais adquiridos durante a minha formação, nomeadamente nas áreas de administração e políticas públicas. Considero-me uma pessoa criativa, flexível e com grande capacidade de aprendizagem, características que se enquadram no espírito de missão da empresa. O plano de carreiras defendido por V. Exas. é ainda um dos aspetos a que dou grande relevância uma vez que vai proporcionar a capacidade de desenvolvimento pessoal e profissional contínuo. Espero poder, numa entrevista pessoal, dar a conhecer melhor as minhas competências profissionais, técnicas e sociais e que se encontram descritas no CV que segue em anexo. Subscrevo-me respeitosamente ficando a aguardar um contacto de V. Exa. Padeira de Aljubarrota 28

30 Capitulo 7 Sites de Emprego 1. Nacionais https://www.bep.gov.pt https://www.dre.pt Estrangeiro https://schneiderele.taleo.net/careersection/2/jobsearch.ftl https://jobsearch.direct.gov.uk/jobsearch/powersearch.aspx https://www.gov.uk/jobsearch 29

CURRICULUM VITAE UNIÃO DAS FREGUESIAS DE GONDOMAR (S. COSME), VALBOM E JOVIM

CURRICULUM VITAE UNIÃO DAS FREGUESIAS DE GONDOMAR (S. COSME), VALBOM E JOVIM UNIÃO DAS FREGUESIAS DE GONDOMAR (S. COSME), VALBOM E JOVIM Componentes de um Curriculum Vitae Regras para a elaboração Regras para a utilização Diferentes tipos de Curriculum Vitae Qual o tipo de Curriculum

Leia mais

Explique o que o atrai na empresa, na função, no setor. Aproveite para mostrar entusiasmo. Não se prolongue

Explique o que o atrai na empresa, na função, no setor. Aproveite para mostrar entusiasmo. Não se prolongue Cartas de apresentação Juntamente com o CV, a carta de apresentação é um dos primeiros elementos que a empresa à qual se candidata tem sobre si. Saiba como elaborar uma carta de apresentação e veja um

Leia mais

3 - Seleccionar e responder a Anúncios de Emprego ou redigir uma Carta de Candidatura Espontânea.

3 - Seleccionar e responder a Anúncios de Emprego ou redigir uma Carta de Candidatura Espontânea. Mercado de Emprego Etapas a Percorrer 1 - Estabelecer o Perfil Profissional Fazer a avaliação de si mesmo: - Competências - Gostos - Interesses Elaboração de uma lista do tipo de empregos que correspondem

Leia mais

[A CARTA DE APRESENTAÇÃO] Projecto CLDS Guarda + Social. Gabinete de Empregabilidade e Inserção

[A CARTA DE APRESENTAÇÃO] Projecto CLDS Guarda + Social. Gabinete de Empregabilidade e Inserção 2011 Projecto CLDS Guarda + Social Gabinete de Empregabilidade e Inserção [A CARTA DE APRESENTAÇÃO] É uma carta simples e breve que deve acompanhar o Curriculum Vitae. CLDS Guarda + Social Carta de Apresentação

Leia mais

Anúncios de Emprego Cartas de Apresentação

Anúncios de Emprego Cartas de Apresentação Investe nas pessoas! Projeto cofinanciado pelo FUNDO SOCIAL EUROPEU através do Programa Operacional Setorial para o Desenvolvimento dos Recursos Humanos 2007 2013 Eixo prioritário 5: "Promoção de medidas

Leia mais

Capítulo 9 Emprego. 9.1 Introdução

Capítulo 9 Emprego. 9.1 Introdução Capítulo 9 Emprego 9.1 Introdução Hoje em dia, as redes sociais são as grandes responsáveis pelas contratações de emprego. Muitos dos responsáveis por recrutamento e recursos humanos das empresas avaliam

Leia mais

COMPETÊNCIAS EM LITERACIA DA INFORMAÇÃO

COMPETÊNCIAS EM LITERACIA DA INFORMAÇÃO COMPETÊNCIAS EM LITERACIA DA INFORMAÇÃO SABER USAR A INFORMAÇÃO DE FORMA EFICAZ - CONSTRUIR UM CURRICULUM VITAE CURRICULUM VITAE Segundo o Dicionário da Academia de Ciências de Lisboa, a expressão latina

Leia mais

CARTA DE EMPREGO. A carta de emprego/apresentação deverá ser usada em duas situações: Resposta a ofertas/anúncios de emprego Candidaturas espontâneas

CARTA DE EMPREGO. A carta de emprego/apresentação deverá ser usada em duas situações: Resposta a ofertas/anúncios de emprego Candidaturas espontâneas CARTA DE EMPREGO A carta de emprego/apresentação deverá ser usada em duas situações: Resposta a ofertas/anúncios de emprego Candidaturas espontâneas ANÚNCIOS DE JORNAIS (CARTA DE RESPOSTA) Redigida de

Leia mais

Elaboração do CV. Março de 2011

Elaboração do CV. Março de 2011 Elaboração do CV Março de 2011 Programa de Apresentação 1 2 3 4 5 Informação a constar no CV Aspectos Gerais a ter em conta na elaboração do CV Aspectos a Evitar O que valorizam as Empresas nos Recém-Licenciados

Leia mais

Competências em Literacia da Informação. Saber usar a informação de forma eficaz Construir um curriculum vitae

Competências em Literacia da Informação. Saber usar a informação de forma eficaz Construir um curriculum vitae Competências em Literacia da Informação Saber usar a informação de forma eficaz Construir um curriculum vitae Ana Isabel Roxo 2013 CURRICULUM VITAE Segundo o Dicionário da Academia de Ciências de Lisboa,

Leia mais

Técnicas de Procura de Emprego UNIVA. Técnicas de Procura de Emprego

Técnicas de Procura de Emprego UNIVA. Técnicas de Procura de Emprego Técnicas de Procura de Emprego Objectivos Conhecer as fontes de emprego; Aprender a elaborar a documentação para uma candidatura; Aprender a preparar-se para uma entrevista de emprego. Começar Balanço

Leia mais

TÉCNICAS DE PROCURA DE EMPREGO

TÉCNICAS DE PROCURA DE EMPREGO TÉCNICAS DE PROCURA DE EMPREGO 1 I Factores a considerar no plano de procura de emprego Procurar emprego é, cada vez mais, uma tarefa árdua e complicada que requer um cada vez maior empenhamento e postura

Leia mais

Guia de Orientação na Procura de Emprego

Guia de Orientação na Procura de Emprego Guia de Orientação na Procura de Emprego Prepare-se para procurar emprego A procura de emprego é um trabalho que exige planeamento, esforço e análise. Onde quero trabalhar? Que tipo de empregos me interessam?

Leia mais

Bolsa Emprego IPL - FAQS

Bolsa Emprego IPL - FAQS Bolsa Emprego IPL - FAQS EMPRESAS Para poder colocar uma oferta na Bolsa de Emprego tenho que estar registado? Sim. O primeiro passo deverá ser o registo da empresa/instituição. Posteriormente, e após

Leia mais

COMO CANDIDATAR-SE A UM EMPREGO

COMO CANDIDATAR-SE A UM EMPREGO COMO CANDIDATAR-SE A UM EMPREGO O Futuro do Engenheiro Electromecânico Escola Superior de Tecnologia de Setúbal 18 de Maio de 2005 Alexandra Martins Docente do Departamento de Comportamento Organizacional

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA E INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO DE SELECÇÃO

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA E INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO DE SELECÇÃO 4.ª EDIÇÃO DO PEPAL INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA E INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO DE SELECÇÃO 1 Índice 1. DESTINATÁRIOS DO PEPAL...3 2. CANDIDATURAS DOS ESTAGIÁRIOS...4 2.1.

Leia mais

I. A ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO PROCESSO DE PROCURA DE EMPREGO

I. A ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO PROCESSO DE PROCURA DE EMPREGO I. A ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO PROCESSO DE PROCURA DE EMPREGO Manter uma atitude positiva na procura de Emprego e Formação Profissional O aumento do desemprego (procura de trabalho superior à oferta) leva

Leia mais

CURRICULUM VITAE - «curso de vida»

CURRICULUM VITAE - «curso de vida» CURRICULUM VITAE - «curso de vida» De forma breve, presta informações do candidato às entidades; Uma ferramenta de marketing pessoal. Principal objetivo vender os seus talentos ao potencial empregador

Leia mais

CENTRO NACIONAL EUROPASS

CENTRO NACIONAL EUROPASS CENTRO NACIONAL EUROPASS Realize de seguida o seu diagnóstico e saiba como está a sua competência de networking: O que é o Networking? É a rede de contactos ou rede de relacionamentos profissionais. O

Leia mais

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6 MANUAL DO UTILIZADOR A informação contida neste manual, pode ser alterada sem qualquer aviso prévio. A Estratega Software, apesar dos esforços constantes de actualização deste manual e do produto de software,

Leia mais

1ª Etapa: A Escolha do Tema

1ª Etapa: A Escolha do Tema O que é um trabalho escrito? Realizar um trabalho escrito é pegar num tema, clarificá-lo e tomar uma posição sobre o mesmo. Para isso, deve utilizar-se bibliografia adequada. Quando é pedido a um aluno

Leia mais

REGULAMENTO. Preâmbulo

REGULAMENTO. Preâmbulo REGULAMENTO Preâmbulo O espírito de iniciativa, a criatividade, a capacidade de detectar e aproveitar oportunidades, de assumir o risco e formar decisões, constituem premissas essenciais para o sucesso

Leia mais

PROCURA ATIVA DE EMPREGO UNIÃO DAS FREGUESIAS DE GONDOMAR (S. COSME), VALBOM E JOVIM

PROCURA ATIVA DE EMPREGO UNIÃO DAS FREGUESIAS DE GONDOMAR (S. COSME), VALBOM E JOVIM UNIÃO DAS FREGUESIAS DE GONDOMAR (S. COSME), VALBOM E JOVIM A carreira Balanço de competências sócio profissionais O mercado de trabalho: onde e como procurar emprego? O Curriculum Vitae As cartas Provas

Leia mais

Dinheirinho. trabalham, divertem-se e descobrem. coisas novas na Internet - e assim continua, mas com um diferença:

Dinheirinho. trabalham, divertem-se e descobrem. coisas novas na Internet - e assim continua, mas com um diferença: Dinheirinho extra HÁ MAIS de uma década que os portugueses trabalham, divertem-se e descobrem coisas novas na Internet - e assim continua, mas com um diferença: hoje, há cada vez mais consumidores que

Leia mais

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária)

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) http://curriculum.degois.pt Março de 2012 Versão 1.5 1 Introdução O objectivo deste guia é auxiliar o utilizador

Leia mais

Dicas para seu sucesso Melhore seus resultados

Dicas para seu sucesso Melhore seus resultados Melhore seus resultados Equipe Tela Brasileira Tela Brasileira é o primeiro site de empregos especializado em cinema, TV, vídeo, rádio e computação gráfica. Contamos com uma vasta rede de profissionais/freelancers

Leia mais

Guia de Utilização da Bolsa de Emprego online da FEP

Guia de Utilização da Bolsa de Emprego online da FEP Guia de Utilização da Bolsa de Emprego online da FEP Candidatos Serviço de Relações Externas e Integração Académica Seja bem-vindo à Bolsa de Emprego da FEP! A Bolsa de Emprego (BE-ON) tem como objetivo

Leia mais

Regulamento da Bolsa de Emprego online da FEP. Serviço de Relações Externas e Integração Académica

Regulamento da Bolsa de Emprego online da FEP. Serviço de Relações Externas e Integração Académica Regulamento da Bolsa de Emprego online da FEP Serviço de Relações Externas e Integração Académica Regulamento Bolsa de Emprego da FEP Candidatos & Entidades Empregadoras Artigo 1 Objeto O presente regulamento

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE CAPITAL HUMANO

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE CAPITAL HUMANO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE CAPITAL HUMANO ABERTURA A People & Skills foi criada para responder às necessidades de um mercado cada vez mais apostado em desenvolver e consolidar competências que garantem

Leia mais

Boas Práticas para Procurar e Conseguir Emprego. Porto, 22 de novembro de 2013

Boas Práticas para Procurar e Conseguir Emprego. Porto, 22 de novembro de 2013 Boas Práticas para Procurar e Conseguir Emprego Porto, 22 de novembro de 2013 Uma carreira, múltiplos caminhos 2 Procura emprego? 3 4 As cinco piores formas de encontrar emprego 1) a procura de emprego

Leia mais

Como é que esta tecnologia me pode beneficiar?... 3. Etapas do Planeamento de uma Conferência Online... 4

Como é que esta tecnologia me pode beneficiar?... 3. Etapas do Planeamento de uma Conferência Online... 4 APRENDA A SER INOVADOR PARA FICAR À FRENTE DA CONCORRÊNCIA QUAIS OS PASSOS NECESSÁRIOS PARA PLANEAR E REALIZAR UMA CONFERÊNCIA ONLINE DE SUCESSO! COMO DAR AULAS NUMA SALA DE AULA VIRTUAL! CONTEÚDOS Como

Leia mais

Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios

Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios Outubro de 2010 Agenda EM DESTAQUE Aderir à REDE! NOTÍCIAS/ EVENTOS Índice Nota Editorial Eventos/Notícias Na Primeira Pessoa Instituição do Mês Protocolos

Leia mais

Especialista Marketing e Publicidade Estagiário (m/f)

Especialista Marketing e Publicidade Estagiário (m/f) Especialista Marketing e Publicidade Estagiário (m/f) Referência do Anúncio 2606847 Associação MaisIncomum Av. Rocha Páris, 90 - F, Viana do Castelo Email: info@maisincomum.org Telef.: (+351) 929 059 646

Leia mais

REGULAMENTO DA REDE DE PERCEÇÃO E GESTÃO DE NEGÓCIOS DO PROGRAMA IMPULSO JOVEM. CAPÍTULO I Âmbito de aplicação

REGULAMENTO DA REDE DE PERCEÇÃO E GESTÃO DE NEGÓCIOS DO PROGRAMA IMPULSO JOVEM. CAPÍTULO I Âmbito de aplicação REGULAMENTO DA REDE DE PERCEÇÃO E GESTÃO DE NEGÓCIOS DO PROGRAMA IMPULSO JOVEM CAPÍTULO I Âmbito de aplicação Artigo 1.º Objeto O presente Regulamento define o regime de acesso aos apoios concedidos pelo

Leia mais

ENTREVISTA AO DR. PEDRO CARAMEZ 3ª PARTE Podcast # 5. As Redes Sociais e as Vendas

ENTREVISTA AO DR. PEDRO CARAMEZ 3ª PARTE Podcast # 5. As Redes Sociais e as Vendas ENTREVISTA AO DR. PEDRO CARAMEZ 3ª PARTE Podcast # 5 As Redes Sociais e as Vendas www.clubedasvendas.com 1 CDV (Clube das Vendas) Podíamos abordar um pouco a questão do recrutamento, pois há muitos ouvintes

Leia mais

GUIÃO COMO FAZER UM TRABALHO

GUIÃO COMO FAZER UM TRABALHO GUIÃO COMO FAZER UM TRABALHO BE-CRE 2012/2013 1ª Etapa Penso sobre o tema 2ª Etapa Onde vou encontrar a informação? 3ª Etapa Seleciono os documentos 4ª Etapa Recolho a informação 5ª Etapa Trato a informação

Leia mais

6. Classificação sumativa interna ponderada com a classificação da prova PET

6. Classificação sumativa interna ponderada com a classificação da prova PET INFORMAÇÃO-PROVA Inglês 9. O ano Preliminary English Test (PET) for Schools 3. o Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n. o 139/2012, de 5 de julho e Despacho Normativo n. o 17-A/2015, de 22 de setembro)

Leia mais

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga?

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga? Abdias Aires 2º Ano EM Arthur Marques 2º Ano EM Luiz Gabriel 3º Ano EM Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam

Leia mais

UNIVERSIDADE SANTA CECILIA NÚCELO DE DESENVOLVIMENTO DE CARREIRA - NDC

UNIVERSIDADE SANTA CECILIA NÚCELO DE DESENVOLVIMENTO DE CARREIRA - NDC UNIVERSIDADE SANTA CECILIA NÚCELO DE DESENVOLVIMENTO DE CARREIRA - NDC PROFª DRª MARIA CRISTINA PEREIRA MATOS MANUAL DE ELABORAÇÃO DE CURRICULO VITAE (PASSO A PASSO) O presente manual destina-se a auxiliar

Leia mais

FICHA DE PERCURSO PROFISSIONAL E DE FORMAÇÃO

FICHA DE PERCURSO PROFISSIONAL E DE FORMAÇÃO FICHA DE PERCURSO PROFISSIONAL E DE FORMAÇÃO NRP / (A atribuir pelo IEFP) UNIDADE ORGÂNICA RECEPTORA Data de Recepção - - Técnicos Responsáveis: O Técnico Receptor PREENCHER ESTA PÁGINA COM LETRAS MAIÚSCULAS

Leia mais

Teste sua empregabilidade

Teste sua empregabilidade Teste sua empregabilidade 1) Você tem noção absoluta do seu diferencial de competência para facilitar sua contratação por uma empresa? a) Não, definitivamente me vejo como um título de cargo (contador,

Leia mais

Bom dia, Senhoras e Senhores. Introdução

Bom dia, Senhoras e Senhores. Introdução Bom dia, Senhoras e Senhores Introdução Gostaria de começar por agradecer o amável convite que o Gabinete do Parlamento Europeu em Lisboa me dirigiu para participar neste debate e felicitar os organizadores

Leia mais

Mestrado Online respostas

Mestrado Online respostas Mestrado Online respostas Resumo 1. Por que razão escolheu este mestrado em regime online? 1. Escolhi o mestrado online porque é um mestrado que aborda questões relacionadas com a minha área de formação,

Leia mais

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária)

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) /curriculum Julho de 2008 Versão 1.1 1 Introdução O objectivo deste guia é auxiliar o utilizador da Plataforma

Leia mais

ELABORAÇÃO DE CURRÍCULO. Fábio Ibanhez Bertuchi

ELABORAÇÃO DE CURRÍCULO. Fábio Ibanhez Bertuchi ELABORAÇÃO DE CURRÍCULO Fábio Ibanhez Bertuchi 1 Por quê? O currículo é seu passaporte para o mercado de trabalho e para o sucesso profissional. É por isso que você precisa aprender a prepará-lo de forma

Leia mais

Regulamento Interno. Artigo 1º (Missão)

Regulamento Interno. Artigo 1º (Missão) Regulamento Interno O presente regulamento aplica-se a todos os Cursos de formação concebidos, organizados e desenvolvidos pelo Nucaminho - Núcleo dos Camionistas do Minho, com o objetivo de promover o

Leia mais

A Portugal Ventures está á procura de projetos com as seguintes características:

A Portugal Ventures está á procura de projetos com as seguintes características: 1. O que é o Candidatura ao FIAEA? Este programa de apoio ao empreendedorismo, é uma iniciativa liderada pela SDEA e pela Portugal Ventures, que visa fortalecer o ecossistema de empreendedorismo nas áreas

Leia mais

Inglesar.com.br. asasasadsddsçlf

Inglesar.com.br. asasasadsddsçlf 1 Sumário Introdução...04 Passo 1...04 Passo 2...05 Passo 3...05 É possível Aprender Inglês Rápido?...07 O Sonho da Fórmula Mágica...07 Como Posso Aprender Inglês Rápido?...09 Porque isto Acontece?...11

Leia mais

Orientações de Como Estudar Segmento II

Orientações de Como Estudar Segmento II Orientações de Como Estudar Segmento II Aprender é uma tarefa árdua que exige esforço e método e por isso organizamos algumas dicas para ajudá-lo(la) a aprender Como Estudar! Você verá que as orientações

Leia mais

CENTRO NACIONAL EUROPASS

CENTRO NACIONAL EUROPASS CENTRO NACIONAL EUROPASS Enviar currículos é, nos dias de hoje, a forma mais comum de nos candidatarmos a uma vaga de emprego. Mas como nós próprios, existem milhões a fazer o mesmo! Como é que pode então

Leia mais

UNIDADE IV AUTO RESPONDER

UNIDADE IV AUTO RESPONDER UNIDADE IV AUTO RESPONDER Vamos agora entrar num dos pontos mais importantes do e-mail marketing. O serviço de auto responder. O QUE É O AUTO RESPONDER? Esse serviço muda de nome dependendo da ferramenta

Leia mais

Portal Web de Apoio às Filiadas

Portal Web de Apoio às Filiadas Portal Web de Apoio às Filiadas Manual de Utilizador Externo Titularidade: FCMP Data: 2014-02-03 Versão: 1 1 1. Introdução 3 2. Descrição das Funcionalidades 4 2.1. Entrada no sistema e credenciação de

Leia mais

Antes de iniciar: cinco princípios básicos para um bom CV

Antes de iniciar: cinco princípios básicos para um bom CV Antes de iniciar: cinco princípios básicos para um bom CV 1. Concentre-se no essencial Normalmente, para efetuar a primeira seleção dos candidatos, os empregadores despendem menos de um minuto com a análise

Leia mais

Coaching, Mentoring e Desenvolvimento Multidisciplinar. Guia básico para começar bem no Linkedin

Coaching, Mentoring e Desenvolvimento Multidisciplinar. Guia básico para começar bem no Linkedin Coaching, Mentoring e Desenvolvimento Multidisciplinar. Guia básico para começar bem no Linkedin Por: Roberto Vazquez Contato: contato@neob.com.br br.linkedin.com/in/rvazquez/ Olá! Primeiramente agradeço

Leia mais

Anexo VI Transcrição da entrevista realizada à equipa técnicopedagógica

Anexo VI Transcrição da entrevista realizada à equipa técnicopedagógica Anexo VI Transcrição da entrevista realizada à equipa técnicopedagógica do CNOGE (Grupo2) Entrevistados: Entrevista Grupo 2 E6 Formadora de Linguagem e Comunicação e de Cidadania e Empregabilidade E7 Formadora

Leia mais

Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento

Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento Introdução Planejamento Divulgando sua loja Como fechar as vendas Nota Fiscal

Leia mais

A Internet nas nossas vidas

A Internet nas nossas vidas Economia Digital A Internet nas nossas vidas Nos últimos anos a internet revolucionou a forma como trabalhamos, comunicamos e até escolhemos produtos e serviços Economia Digital Consumidores e a Internet

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE PROCURA DE

ESTRATÉGIAS DE PROCURA DE Estou a acabar o meu curso, e agora? Estratégias de procura QUASE de emprego A ACABAR O CURSO, E AGORA? ESTRATÉGIAS DE PROCURA DE EMPREGO A conclusão dos estudos e a transição para o mercado de trabalho

Leia mais

BOLSA DE INVESTIGAÇÃO CENTRO HOSPITALAR DO PORTO 1 Bolsa (BI.01/2014)

BOLSA DE INVESTIGAÇÃO CENTRO HOSPITALAR DO PORTO 1 Bolsa (BI.01/2014) BOLSA DE INVESTIGAÇÃO CENTRO HOSPITALAR DO PORTO 1 Bolsa (BI.01/2014) Anúncio Encontra-se aberto concurso para a atribuição de uma Bolsa de Investigação, no âmbito das actividades de Ensino, Formação e

Leia mais

Questionário: Imagens do (Ensino) Português no Estrangeiro

Questionário: Imagens do (Ensino) Português no Estrangeiro Questionário: Imagens do (Ensino) Português no Estrangeiro Pretende se com este questionário conhecer a sua opinião sobre o (Ensino do) Português no Estrangeiro. Não existem respostas certas ou erradas.

Leia mais

DICAS PARA UMA BOA CARTA DE APRESENTAÇÃO

DICAS PARA UMA BOA CARTA DE APRESENTAÇÃO DICAS PARA UMA BOA CARTA DE APRESENTAÇÃO Carta de Apresentação A carta de apresentação é um instrumento de apresentação formal, apelativo e sintético que, juntamente com o curriculum vitae, permitirão

Leia mais

Modelos de Cartas. Gabinete de Imagem e Relações com o Exterior. Bolsa de Emprego da FCUP Elisabete Rodrigues

Modelos de Cartas. Gabinete de Imagem e Relações com o Exterior. Bolsa de Emprego da FCUP Elisabete Rodrigues Gabinete de Imagem e Relações com o Exterior Bolsa de Emprego da FCUP Elisabete Rodrigues Tel.: 22 0100766 Fax: 22 0100767 e-mail: esrodrig@fc.up.pt Web: www.fc.up.pt Modelos de de Cartas Índice Índice

Leia mais

Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios

Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios Outubro de 2009 Agenda EM DESTAQUE Estágios e Suplemento ao Diploma- uma aposta no futuro! Índice Nota Editorial Eventos/Notícias Na Primeira Pessoa Manz

Leia mais

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM?

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? As Áreas de Conteúdo são áreas em que se manifesta o desenvolvimento humano ao longo da vida e são comuns a todos os graus de ensino. Na educação pré-escolar

Leia mais

ACUMULAÇÃO DE FUNÇÕES

ACUMULAÇÃO DE FUNÇÕES ACUMULAÇÃO DE FUNÇÕES MANUAL DE APOIO Este manual de apoio destina-se aos docentes do ensino oficial que pretendam requerer autorização para acumular funções. Exceptuam-se aqueles que se encontram na situação

Leia mais

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Adriano Lima Belo Horizonte 2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem AVA ESP-MG... 3 Programação do curso no AVA-ESPMG

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES ENSINO SECUNDÁRIO Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos PLANIFICAÇÃO ANUAL INGLÊS MÓDULOS 7, 8 e 9 12º ANO TURMA F ANO LETIVO

Leia mais

1º Trabalho Listas de Discussão

1º Trabalho Listas de Discussão 1º Trabalho Listas de Discussão Catarina Santos Meios Computacionais no Ensino 05-03-2013 Índice Introdução... 3 Resumo e análise da mensagem da lista Matemática no secundário... 4 Resumo e análise da

Leia mais

POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA

POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DIRECÇÃO NACIONAL Plataforma eletrónica Versão 1.0 Departamento de Segurança Privada Abril de 2012 Manual do Utilizador dos Serviços Online do SIGESP Versão 1.0 (30 de abril

Leia mais

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA. Instituto Superior de Economia e Gestão

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA. Instituto Superior de Economia e Gestão UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA Instituto Superior de Economia e Gestão Faz -se saber que, perante o Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa (adiante designado por Instituto),

Leia mais

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE?

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE? Manual do Usuário INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO TREINAMENTO ON LINE A ATIC Tecnologia do Brasil Ltda. com o objetivo de atender aos seus diversos clientes, oferece treinamentos EAD - Educação a Distância

Leia mais

Guião de Ajuda. Inscrição. Instituto Português da Juventude Departamento de Associativismo

Guião de Ajuda. Inscrição. Instituto Português da Juventude Departamento de Associativismo Guião de Ajuda Inscrição Instituto Português da Juventude Departamento de Associativismo ÍNDICE Títulos Pág. Apresentação do Roteiro do Associativismo 3 Aceder ao Roteiro do Associativismo 4 Inscrever/Atualizar

Leia mais

Prova Escrita de Português

Prova Escrita de Português Exame Nacional do Ensino Secundário Decreto-Lei n.º 286/89, de 29 de agosto programas novos e Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Prova Escrita de Português Alunos com deficiência auditiva de grau

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS INTEGRAÇÃO DE SÓCIOS DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE BIOQUÍMICOS, AFETOS A LabGen-ANBIOQ, NA ORDEM DOS BIÓLOGOS INSTRUÇÕES PARA O SECRETARIADO INSCRIÇÃO NA ORDEM DOS BIÓLOGOS 1. À semelhança

Leia mais

Regulamento Ação Qualidade de Vida Edição de 2015

Regulamento Ação Qualidade de Vida Edição de 2015 Regulamento Ação Qualidade de Vida Edição de 2015 Preâmbulo Muitas pessoas com deficiência motora não têm os recursos financeiros necessários para ter uma vida com dignidade ou os meios para estarem integradas

Leia mais

O TALENTO NÃO TEM LIMITES

O TALENTO NÃO TEM LIMITES O TALENTO NÃO TEM LIMITES MENSAGEM Em 2009 Portugal ratificou a Convenção dos Direitos das Pessoas com Deficiência que refere, no artigo 27º, que as pessoas com deficiência devem ter a oportunidade de

Leia mais

Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1

Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1 Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1 A maior Ambição do Homem é querer Colher aquilo que Não Semeou. Hebert Schiavelli (Empreendedor) Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade

Leia mais

1 - Destinatários: Apenas serão financiados os estágios em que os jovens cumpram os seguintes requisitos:

1 - Destinatários: Apenas serão financiados os estágios em que os jovens cumpram os seguintes requisitos: Programa de Estágios Profissionais na Administração Local Aviso Nos termos do nº do art.º 6º do D.L. nº 66/204, de 06 de novembro, conjugado com o art.º 3º da Portaria 254/204, de 9 de dezembro, torna-se

Leia mais

Introdução ao Moodle. Ambiente de Aprendizagem. (Módulo 2)

Introdução ao Moodle. Ambiente de Aprendizagem. (Módulo 2) Introdução ao Moodle Ambiente de Aprendizagem (Módulo 2) BRASÍLIA AGOSTO -2004 Introdução ao Moodle Ambiente de Aprendizagem Módulo 2 Athail Rangel Pulino Filho Departamento de Engenharia Civil e Ambiental

Leia mais

TE200-Engenharia Elétrica e Sociedade I. Ewaldo Luiz de Mattos Mehl Universidade Federal do Paraná Departamento de Engenharia Elétrica mehl@ufpr.

TE200-Engenharia Elétrica e Sociedade I. Ewaldo Luiz de Mattos Mehl Universidade Federal do Paraná Departamento de Engenharia Elétrica mehl@ufpr. Redação de Curriculo Ewaldo Luiz de Mattos Mehl Universidade Federal do Paraná Departamento de Engenharia Elétrica mehl@ufpr.br Redação de Currículo Curriculum Vitæ Estrutura básica Tipos de Currículo

Leia mais

Declaração de Privacidade

Declaração de Privacidade Declaração de Privacidade A Kelly Services, Inc. e as suas subsidiárias ("Kelly Services" ou Kelly ) respeitam a sua privacidade e reconhecem que possui determinados direitos relacionados com quaisquer

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Outubro de 2003 ISBN: 972-8426-76-3 Depósito legal: 202574/03

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Outubro de 2003 ISBN: 972-8426-76-3 Depósito legal: 202574/03 FICHEIROS COM EXEMPLOS Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para conhecer os endereços de Internet de onde poderá fazer o download dos ficheiros com os exemplos deste livro. * O leitor consente,

Leia mais

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6 MANUAL DO UTILIZADOR A informação contida neste manual, pode ser alterada sem qualquer aviso prévio. A Estratega Software, apesar dos esforços constantes de actualização deste manual e do produto de software,

Leia mais

COMO PROCURAR UM EMPREGO/ESTÁGIO

COMO PROCURAR UM EMPREGO/ESTÁGIO 1 COMO PROCURAR UM EMPREGO/ESTÁGIO 1 INTRODUÇÃO: Empregos sempre existem. Bons empregos são mais raros, portanto mais difíceis de serem encontrados; A primeira coisa a ser feita é encontrar o emprego,

Leia mais

O que é a Junior Achievement 4. O que é a Junior Achievement Portugal 4. Bem-vindo ao programa Braço Direito, Um dia no teu Futuro!

O que é a Junior Achievement 4. O que é a Junior Achievement Portugal 4. Bem-vindo ao programa Braço Direito, Um dia no teu Futuro! GUIA DO ALUNO O que é a Junior Achievement 4 O que é a Junior Achievement Portugal 4 Números totais da JAP desde 2005 4 Bem-vindo ao programa Braço Direito, Um dia no teu Futuro! 5 Que benefícios oferece

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 7 de outubro de 2015. Série. Número 154

JORNAL OFICIAL. Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 7 de outubro de 2015. Série. Número 154 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Quarta-feira, 7 de outubro de 2015 Série Suplemento Sumário SECRETARIA REGIONAL DA INCLUSÃO E ASSUNTOS SOCIAIS Portaria n.º 184/2015 Cria e regula o funcionamento

Leia mais

IEFP, I.P. Apoios e Serviços Prestados Programa de Estágios Profissionais PAULA AGOSTINHO (Centro de Emprego de Montemor-o-Novo do IEFP, IP)

IEFP, I.P. Apoios e Serviços Prestados Programa de Estágios Profissionais PAULA AGOSTINHO (Centro de Emprego de Montemor-o-Novo do IEFP, IP) IEFP, I.P. Apoios e Serviços Prestados Programa de Estágios Profissionais PAULA AGOSTINHO (Centro de Emprego de Montemor-o-Novo do IEFP, IP) Montemor, 27 de janeiro de 2012 1. QUEM SOMOS O IEFP - MISSÃO

Leia mais

Barómetro das Profissões

Barómetro das Profissões Número 1T/2011 Período: 1 de Janeiro a 31 de Março Abril 2011 Realizado por Isabel Machado para IPAM Carreiras INTRODUÇÃO O presente Barómetro trimestral inserido na investigação do IPAM Carreiras pretende

Leia mais

1- O que é o PEPAL? 2- Qual o enquadramento legal dos estágios profissionais na administração local? Decreto-Lei n.º 326/99, Decreto-Lei n.

1- O que é o PEPAL? 2- Qual o enquadramento legal dos estágios profissionais na administração local? Decreto-Lei n.º 326/99, Decreto-Lei n. 1- O que é o PEPAL? O Programa de Estágios Profissionais na Administração Local (PEPAL) representa uma oportunidade de valorização profissional e de emprego de recursos humanos, através de estágios remunerados,

Leia mais

Como contratar de forma eficaz

Como contratar de forma eficaz Como contratar de forma eficaz Todos nós, de uma forma ou de outra, somos imperfeitos. Mesmo assim, procuramos contratar as pessoas perfeitas. A Robert Half fornece profissionais altamente qualificados

Leia mais

LGTi Tecnologia. Manual - Outlook Web App. Soluções Inteligentes. Siner Engenharia

LGTi Tecnologia. Manual - Outlook Web App. Soluções Inteligentes. Siner Engenharia LGTi Tecnologia Soluções Inteligentes Manual - Outlook Web App Siner Engenharia Sumário Acessando o Outlook Web App (Webmail)... 3 Email no Outlook Web App... 5 Criar uma nova mensagem... 6 Trabalhando

Leia mais

1. Referencial e objeto de avaliação INFORMAÇÃO Nº 2 /2015-2016

1. Referencial e objeto de avaliação INFORMAÇÃO Nº 2 /2015-2016 INFORMAÇÃO Nº 2 /2015-2016 O presente documento refere-se à Inglês 9.º ano (PET), a aplicar aos alunos do 9.º ano de escolaridade em 2016. Encontra-se disponível, para consulta, no site do iave.pt, na

Leia mais

Novos Públicos para a Universidade: I sessão pública de esclarecimentos aos maiores de 23 anos

Novos Públicos para a Universidade: I sessão pública de esclarecimentos aos maiores de 23 anos : I sessão pública de esclarecimentos aos maiores de 23 anos Ana Antunes Jorge Soares Nereida Cordeiro Rubina Ferreira 4 de de Abril de 2013 ESTRUTURA DA SESSÃO I PARTE (30 ): Acesso ao Ensino Superior

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÃO Núcleo Distrital de Beja da EAPN Portugal fevereiro 2015

DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÃO Núcleo Distrital de Beja da EAPN Portugal fevereiro 2015 DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÃO Núcleo Distrital de Beja da EAPN Portugal fevereiro 2015 Ofertas de emprego Anúncio: Empresa pretende recrutar Técnico Superior com formação em Biologia, para exercer funções de

Leia mais

Comece o quanto antes! Logo que receber seu kit Mary Kay, experimente todos os produtos, pratique em você mesma. Inclua tudo na sua rotina diária.

Comece o quanto antes! Logo que receber seu kit Mary Kay, experimente todos os produtos, pratique em você mesma. Inclua tudo na sua rotina diária. POR ONDE COMEÇAR??? 1. Comece o quanto antes! Logo que receber seu kit Mary Kay, experimente todos os produtos, pratique em você mesma. Inclua tudo na sua rotina diária. Vai ganhar confiança, aprender

Leia mais

... 1º Período. Metas/Objetivos Descritores Conceitos/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação

... 1º Período. Metas/Objetivos Descritores Conceitos/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E INFORMÁTICA DISCIPLINA: TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PLANIFICAÇÃO DE 8º ANO... 1º Período Domínio COMUNICAÇÃO E COLABORAÇÃO CC8 Conhecimento e utilização adequada

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA EFECTUAR UMA CANDIDATURA ATRAVÉS DO INFORESTUD@NTE

MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA EFECTUAR UMA CANDIDATURA ATRAVÉS DO INFORESTUD@NTE MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA EFECTUAR UMA CANDIDATURA ATRAVÉS DO INFORESTUD@NTE 1 Como candidatar-se através do inforestudante Aceda a https://www.uc.pt/go/candidaturas e siga os passos indicados. 1. Identificação

Leia mais

Questionário do Professor

Questionário do Professor [cole aqui a etiqueta de identificação] (105 x 35 mm) Pesquisa Internacional da OCDE sobre Ensino e Aprendizagem (TALIS) Questionário do Professor Versão Pesquisa (MS-12-01) [Português, Brasil] Coordenação

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE A EQUIPA DO PTE 2009/2010 Índice 1. Entrar na plataforma Moodle 3 2. Editar o Perfil 3 3. Configurar disciplina 4 3.1. Alterar definições 4 3.2. Inscrever alunos

Leia mais