Reconhecer as diferentes manifestações religiosas, identificando semelhanças e

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Reconhecer as diferentes manifestações religiosas, identificando semelhanças e"

Transcrição

1 1 1 Adriana Cardozo Fontana Corá. 6º Período de Pedagogia, noturno. 2 TEMA Convivência com o diferente religioso. Ciclo: 1ª etapa do 1º ciclo 1ª série 3 EIXOS TEMÁTICOS ENSINO RELIGIOSO: ETHOS: Alteridade HISTÓRIA História local e do cotidiano: GEOGRAFIA Transformando a natureza: diferentes paisagens 4 OBJETIVOS Reconhecer as diferentes manifestações religiosas, identificando semelhanças e diferenças no modo de viver e vestir dos indivíduos e dos grupos sociais que pertencem ao seu próprio tempo e espaço.

2 2 Compreender as mudanças na natureza e nas paisagens no local onde mora decorrente do tempo, da cultura introduzida pelas diferentes religiões e suas manifestações. Promover o respeito à diversidade religiosa do próximo facilitando a socialização dos alunos, valorizando as diferentes religiões e suas manifestações. Demonstrar as crianças à diferença entre algumas religiões existentes na comunidade por meio de pesquisas e diferentes atividades. 5 FUNDAMENTAÇÃO PEDAGÓGICA O tema referente a este trabalho é a convivência com o diferente religioso, é um tema importante, pois se trata do respeito ao próximo que deve ser sempre reforçado nas escolas possibilitando uma melhor socialização das crianças. Os alunos ao iniciarem os estudos históricos no presente, mediante a identificação das diferenças e semelhanças existentes entre eles, bem como suas famílias e os grupos sociais que convivem tanto nos aspectos sociais, econômicos, culturais e religiosos, tendem a ser mais recíproco e respeitoso ao modo de viver de outras pessoas, sendo mais sociáveis. Para que a criança de sete a oito anos compreenda as informações quer sejam religiosa, histórica ou geográfica, os conteúdos devem ser apresentados de forma concreta para que assim possa ser assimilado respeitando o conhecimento já adquirido pela criança, despertando a curiosidade e o interesse pelos temas propostos.

3 3 A educadora deve evidenciar a natureza do seu bairro na construção do lugar e da paisagem onde vivem identificando as influencias ocorridas pela ação da cultura das diferentes manifestações religiosas ao longo do tempo. É de suma importância o trabalho de construção do conhecimento de cada aluno, cabe ao profissional demonstrar a verdadeira função da leitura e escrita básica do cidadão com o intuito de sensibilizá-lo de seus direitos e deveres de cidadão participativo, bem como a autonomia que lhe deve ser concedido, possibilitando a criticidade nos aspectos sociais buscando a transformação de sua realidade. A função da escola é socializar o saber, o qual é oriundo das manifestações culturais e quando a criança é sociável ela pode também identificar diferentes costumes, vestimentas, música, lendas, símbolos utilizados por pessoas do grupo escolar, e até mesmo por seus colegas de classe. Neste sentido, torna-se inevitável à orientação de um profissional capacitado para trabalhar o respeito ao modo de ser, agir e pensar do próximo, e principalmente para orientar que os costumes são diferentes, porém para uma só pessoa, levando ao fortalecimento do vinculo familiar e laços de solidariedade humana e de tolerância recíproca em que se assenta a vida social. O aluno deve ser instigado a identificar as diferenças e semelhanças existentes no seu bairro, a fim de que possa observar as mudanças no espaço geográfico da escola, realizando uma ponte com o passado e o presente, levando a concluir que está em constante mudança. Parte-se do pressuposto de que o aluno após conhecer diversas religiões e costume das mesmas possa respeitar à diversidade religiosa do próximo, pois cada um tem

4 4 possui sua própria cultura e não há de se estabelecer o certo e errado e sim que adquira a formação de valores e atitudes no decorrer de sua vida. Por exemplo: cada região adere a costumes, lendas, falas diferenciadas das outras, porém representa à mesma coisa. 6 PLANOS DE TRABALHO 1ª AULA: A professora solicitará que cada aluno traga algo referente à sua religião: fotos, certidão de nascimento, bíblia, símbolos etc. Com todo esse material, trazido pelas crianças a professora irá organizar uma pequena exposição na próxima aula onde cada criança apresentará o que trouxe e irá falar um pouco sobre sua religião. 2ª AULA Neste momento a professora irá esclarecer as crianças que existem várias religiões. Em seguida as crianças irão realizar a exposição. A professora escreverá no quadro de giz as diferentes informações citadas durante a exposição e cada aluno copiará no seu caderno. 3ª AULA:

5 5 Para sistematizar a atividade da aula anterior a professora irá construir junto com os outros alunos um texto coletivo registrando todas as informações obtidas durante a exposição. A professora solicitará que os alunos no final de semana convidem seus pais para passear em seu bairro, com o objetivo de pesquisar quais e quantas religiões existem próximo à sua casa. Trazer uma relação de no mínimo três Igrejas de religiões diferentes e localização, para que na próxima aula possamos realizar uma caracterização das Igrejas que compõe a comunidade. 4ª AULA: Com base na pesquisa trazida pelos alunos a professora fará uma lista dos templos que apareceram na pesquisa. Relacionar os dados da coleta juntamente com os alunos e posteriormente realizar um quadro constando quais as religiões e templos encontrados no bairro durante a pesquisa. Ao finalizar os alunos serão desafiados a dizer quantas religiões e tempos existem no seu bairro. 5ª AULA: A professora irá conversar com os alunos em relação ao respeito à diversidade religiosa e cultural de cada pessoa bem como reforçar os laços familiares para obter o devido respeito a um todas as religiões.

6 6 Na seqüência das aulas será convidado um líder religioso de cada religião pesquisada para que vá à escola esclarecer duvidas e curiosidades a respeito da sua cultura religiosa contribuindo com as crianças e a professora que nem sempre sabe de todos os detalhes de todas as religiões. 6ª AULA: A professora irá solicitar que cada aluno pegue seu caderno com suas anotações e forme grupos de cinco alunos para montar um trabalho em uma folha sulfite sobre os aspectos que mais lhe chamaram a atenção durante as apresentações dos lideres religiosos para apresentar aos seus colegas posteriormente, realizando uma análise do passado e de como é atualmente. 7 RECURSOS DIDÁTICOS Pesquisas na Internet,computadores disponível no dia das pesquisas, alguns símbolos religiosos para demonstrar. 8 ESTUDO DO CONTEÚDO Até a Proclamação da República, em 1889, o Brasil era oficialmente católico. Outras religiões eram permitidas apenas em culto doméstico. A liberdade religiosa só veio em Ainda hoje, cerca de 74% dos brasileiros são católicos romanos (IBGE-2000), o que torna o Brasil a nação de maior população católica do Planeta. Curitiba é uma cidade fortemente católica. Três, dos quatro feriados municipais, têm origem no calendário litúrgico católico: Sexta-feira da Paixão, Corpus Christi e Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, padroeira de Curitiba, comemorado em 8 de setembro.

7 7 Entretanto, a grande quantidade de imigrantes de diversas nacionalidades, em Curitiba, tornou a cidade rica em religiões e cultos. Os ortodoxos ucranianos e antioquinos, são um número expressivo. Existem, também, os islâmicos, judaicos, espíritas, budistas, gnósticos, anglicanos e evangélicos, entre outros. Os evangélicos, como em todo o Brasil, vêm conquistando adeptos a passos largos. Templos Religião Curitiba Curitiba, Paraná, Religião Templos Ordem Rosacruz, Amorc e Igrejas. Templos, Cultos e Religião de Curitiba, Paraná Brasil Curitiba, Paraná, Religião e Templos da Cidade. Culto da Ordem Rosacruz - AMORC. Budismo e Islamismo. Ordem Rosacruz, Amorc e Igrejas Evangélicas e Espíritas de Curitiba. Religião, Cultos e Templos de Curitiba, Paraná, Brasil. Fotos. Templos, Cultos e Religião de Curitiba, Paraná Brasil Curitiba, Paraná, Religião e Templos da Cidade. Culto da Ordem Rosacruz - AMORC. Budismo e Islamismo. Ordem Rosacruz, Amorc e Igrejas Evangélicas e Espíritas de Curitiba. Religião, Cultos e Templos de Curitiba, Paraná, Brasil. Fotos.

8 8 Igreja de São Pedro, arquitetura de inspiração italiana, no bairro de Umbará. Conheça as Igrejas Católicas de Curitiba Santa Felicidade metropolitana bairros Centro

9 9 Fonte de Jerusalém (foto à direita) - Inaugurada em 1995, é uma homenagem aos anos de Jerusalém. Três anjos no topo representam as três principais religiões monoteístas do mundo: o cristianismo, o judaísmo e o islamismo. Jerusalém é a cidade sagrada das três religiões. As esculturas, em bronze, são de autoria Lys Áurea Buzzi. Fica na av. Sete de Setembro, esquina com Av. Arthur Bernardes - Seminário, em Curitiba. Fonte de Jerusalém (foto à direita) - Inaugurada em 1995, é uma homenagem aos anos de Jerusalém. Três anjos no topo representam as três principais religiões monoteístas do mundo: o cristianismo, o judaísmo e o islamismo. Jerusalém é a cidade sagrada das três religiões. As esculturas, em bronze, são de autoria Lys Áurea Buzzi. Fica na av. Sete de Setembro, esquina com Av. Arthur Bernardes - Seminário, em Curitiba. Fonte de Jerusalém (foto à direita) - Inaugurada em 1995, é uma homenagem aos anos de Jerusalém. Três anjos no topo representam as três principais religiões monoteístas do mundo: o cristianismo, o judaísmo e o islamismo. Jerusalém é a cidade sagrada das três religiões. As esculturas, em bronze, são de autoria Lys Áurea Buzzi. Fica na av. Sete de Setembro, esquina com Av. Arthur Bernardes - Seminário, em Curitiba. Fonte de Jerusalém (foto à direita) - Inaugurada em 1995, é uma homenagem aos anos de Jerusalém. Três anjos no topo representam as três principais religiões monoteístas do mundo: o cristianismo, o judaísmo e o islamismo. Jerusalém é a cidade sagrada das três religiões. As esculturas, em bronze, são de autoria Lys Áurea Buzzi. Fica na av. Sete de Setembro, esquina com Av. Arthur Bernardes - Seminário, em Curitiba. O Guia Geográfico Publicidade Inclua Seu Site Direitos Reservados A Ordem Rosacruz - AMORC A AMORC é uma organização de caráter místico-filosófico, fundada em 1915, com sede em São José, Califórnia. Possui representação em mais de 100 países. Os ensinamentos da Ordem Rosacruz buscam inspiração em textos e cultos do antigo Egito e Europa. A sede da Grande Loja do Brasil da Ordem Rosacruz foi inicialmente instalada no Rio de Janeiro, em Transferida para Curitiba em Atualmente sua jurisdição abrange os países de língua portuguesa. As instalações da AMORC, no bairro do Bacacheri, abrange seis prédios em arquitetura de inspiração egípcia. Inclui auditório, biblioteca especializada, espaço de arte e o Museu Egípcio, com reproduções de peças egípcias. Fica na Rua Nicarágua, 2620 Bacacheri, em Curitiba. Tel.: (41) Site oficial: Instalações da Ordem Rosacruz no bairro do Bacacheri, em Curitiba. Instalações da Ordem Rosacruz no bairro do Bacacheri, em Curitiba.

10 10 Até a Proclamação da República, em 1889, o Brasil era oficialmente católico. Outras religiões eram permitidas apenas em culto doméstico. A liberdade religiosa só veio em Ainda hoje, cerca de 74% dos brasileiros são católicos romanos (IBGE-2000), o que torna o Brasil a nação de maior população católica do Planeta. Curitiba é uma cidade fortemente católica. Três, dos quatro feriados municipais, têm origem no calendário litúrgico católico: Sexta-feira da Paixão, Corpus Christi e Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, padroeira de Curitiba, comemorado em 8 de setembro. Entretanto, a grande quantidade de imigrantes de diversas nacionalidades, em Curitiba, tornou a cidade rica em religiões e cultos. Os ortodoxos ucranianos e antioquinos, são um número expressivo. Existem, também, os islâmicos, judaicos, espíritas, budistas, gnósticos, anglicanos e evangélicos, entre outros. Os evangélicos, como em todo o Brasil, vêm conquistando adeptos a passos largos. Visite, também, Igrejas Católicas e Tradições Culturais de Curitiba. Sinagoga Francisco Frischmann, na rua Cruz Machado, 126, em Curitiba. 1ª Igreja Presbiteriana Independente de Curitiba, construída em 1934, em estilo neo-clássico e interior de influência alemã. Fica na Praça Garibaldi. A Igreja Presbiteriana Independente do Brasil foi organizada em É uma dissidência da Igreja Presbiteriana do Brasil, filiada aos Estados Unidos.

11 11 Catedral Basílica Menor de Curitiba Decoração externa em prédio da AMORC. Motivos inspirados em cultos e liturgia do antigo Egito. Igreja Universal do Reino de Deus, na av. Sete de Setembro, Veja também em Curitiba Espaços de Arte - Teatros - Museus - Hotéis - São Francisco - Serviços de Viagem - Parques A antiga Igreja Evangélica Luterana de Curitiba, construída em 1876, com arquitetura de inspiração alemã. Sua frágil estrutura, em enxaimel e pinho, não resistiu ao tempo. (Reprodução da obra de Hugo Calgan, coleção Newton Carneiro). Templo budista Nyorenji - Religião Honmon Butsuryu-Shu, em Curitiba, Paraná. Tel,: (41) Templo budista Nyorenji - Religião Honmon Butsuryu-Shu, em Curitiba, Paraná. Tel,: (41)

12 12 Templo budista Nyorenji - Religião Honmon Butsuryu-Shu, em Curitiba, Paraná. Tel,: (41) Templo budista Nyorenji - Religião Honmon Butsuryu-Shu, em Curitiba, Paraná. Tel,: (41) Mesquita de Al Imam Ali Ibn Abi Taleb, templo islâmico construído em Fica na Rua Kellers, Alto do São Francisco, em Curitiba, Paraná. Curitiba

13 13 Religião, Cultos e Templos em Curitiba Arquidiocese de Curitiba Instituto Ciência e Fé Federação Espírita do Paraná Ordem da Pirâmide Universal O Escapulário - Santuário N. S. do Carmo

14 14 Terreiro de Umbanda Pai Maneco - Curitiba Centro de Estudos Budistas Paramitta Centro Positivista do Paraná Instituição de Sabedoria Iniciática Samael Paróquia N. S. das Graças e Santa Gema Galgani Portal Nova Gnose Conselho Holístico do Estado do Paraná Centro Zen-Budista de Curitiba Centro Israelita do Paraná Primeira Igreja Batista de Curitiba Igrejas Evangélicas Exército de Salvação em Curitiba Igreja Presbiteriana de Curitiba Faculdade Teológica Batista do Paraná 1ª Igreja Presbiteriana Independente de Curitiba Igreja Adventista do Sétimo Dia, IASD Igreja Adventista do Sétimo Dia, ASP Instituto de Sensibilização Consciencial Astrologia Religião no Brasil Vaticano A antiga Igreja Evangélica Luterana de Curitiba, construída em 1876, com arquitetura de inspiração alemã. Sua frágil estrutura, em enxaimel e pinho, não resistiu ao tempo. (Reprodução da obra de Hugo Calgan, coleção Newton Carneiro). A antiga Igreja Evangélica Luterana de Curitiba, construída em 1876, com arquitetura de inspiração alemã. Sua frágil estrutura, em enxaimel e pinho, não resistiu ao tempo. (Reprodução da obra de Hugo Calgan, coleção Newton Carneiro). A antiga Igreja Evangélica Luterana de Curitiba, construída em 1876, com arquitetura de inspiração alemã. Sua frágil estrutura, em enxaimel e pinho, não resistiu ao tempo. (Reprodução da obra de Hugo Calgan, coleção Newton Carneiro). A antiga Igreja Evangélica Luterana de Curitiba, construída em 1876, com arquitetura de inspiração alemã. Sua frágil estrutura, em enxaimel e pinho, não resistiu ao tempo. (Reprodução da obra de Hugo Calgan, coleção Newton Carneiro).

15 15 Fonte de Jerusalém (foto à direita) - Inaugurada em 1995, é uma homenagem aos anos de Jerusalém. Três anjos no topo representam as três principais religiões monoteístas do mundo: o cristianismo, o judaísmo e o islamismo. Jerusalém é a cidade sagrada das três religiões. As esculturas, em bronze, são de autoria Lys Áurea Buzzi. Fica na av. Sete de Setembro, esquina com Av. Arthur Bernardes - Seminário, em Curitiba. Religião, Cultos e Templos em Curitiba 9 AVALIAÇÃO A avaliação deve ser constituída de forma investigativa onde o professor irá adequar e organizar a sua aula de modo que fique claro o respeito às diversidades culturais, isto deverá se consolidar principalmente através da observação durante as aulas, pois os alunos deverão demonstrar suas atitudes no decorrer das apresentações dos símbolos e ao

16 16 esclarecer os significados que podem ser diferentes do seu crédulo, bem como diferentes costumes históricos e geográficos na comunidade. É também sistemática porque os alunos deverão realizar atividades de registros que consistem a finalidade de determinar novos conteúdos a serem trabalhados de acordo com o que eles produzirem. 10 REFERÊNCIAS 11 PCN s LDB APRESENTAÇÕES DO PROFESSOR, NO CD.

O projeto será aplicado em turmas da 3ª série do ensino fundamental, na faixa etária entre 8 e 9 anos.

O projeto será aplicado em turmas da 3ª série do ensino fundamental, na faixa etária entre 8 e 9 anos. 1 TEMA Símbolos religiosos lembranças de uma história 2 SÉRIE 3ª série ou 1ª etapa do ciclo II 3 ALUNO Simone do Rocio Sueke simonesueke@yahoo.com.br 4 OBJETIVOS Perceber a existência de diferentes símbolos

Leia mais

Tipo de atividade: Passeio/visita e redação. Objetivo: Conhecer alguns centros e templos religiosos existentes no bairro/cidade e desenvolver

Tipo de atividade: Passeio/visita e redação. Objetivo: Conhecer alguns centros e templos religiosos existentes no bairro/cidade e desenvolver A série Sagrado é composta por programas que, através de um recorte históricocultural, destacam diferentes pontos de vista das tradições religiosas. Dez representantes religiosos respondem aos questionamentos

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL PEDRO ARAUJO NETO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO

COLÉGIO ESTADUAL PEDRO ARAUJO NETO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO COLÉGIO ESTADUAL PEDRO ARAUJO NETO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO General Carneiro 2010 APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO. O Ensino Religioso existiu num primeiro

Leia mais

3 BLOCOS TEMÁTICOS PROPOSTOS. Ensino Religioso História Geografia. cotidiano

3 BLOCOS TEMÁTICOS PROPOSTOS. Ensino Religioso História Geografia. cotidiano 1 TÍTULO DO PROJETO O REGISTRO DE NASCIMENTO 2 CICLO OU SÉRIE 1º CICLO OU SÉRIE 1º CICLO 7 anos 3 BLOCOS TEMÁTICOS PROPOSTOS Ensino Religioso História Geografia Alteridade (O Eu/ EU sou História local

Leia mais

AS DIRETRIZES CURRICULARES DE ENSINO RELIGIOSO DO ESTADO DO PARANÁ COMO DOCUMENTO DE CONCEPÇÃO E ORIENTAÇÃO

AS DIRETRIZES CURRICULARES DE ENSINO RELIGIOSO DO ESTADO DO PARANÁ COMO DOCUMENTO DE CONCEPÇÃO E ORIENTAÇÃO AS DIRETRIZES CURRICULARES DE ENSINO RELIGIOSO DO ESTADO DO PARANÁ COMO DOCUMENTO DE CONCEPÇÃO E ORIENTAÇÃO NIZER, Carolina do Rocio - SEED/PR carolnizer@seed.pr.gov.br VIEIRA, Wilson José - SEED/PR wilsonjosevieira@seed.pr.gov.br

Leia mais

Doação! Natal Ecumênico

Doação! Natal Ecumênico Doação! As Irmãs Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus, presentes no Brasil desde o ano 1900, estão solicitando doações de livros (novos ou usados) de literatura infantil, juvenil e de formação para as

Leia mais

Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo ENSINO RELIGIOSO CONTEÚDO E HABILIDADES

Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo ENSINO RELIGIOSO CONTEÚDO E HABILIDADES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO

Leia mais

ENSINO RELIGIOSO. Símbolos Religiosos

ENSINO RELIGIOSO. Símbolos Religiosos SÍMBOLOS RELIGIOSOS Símbolos são imagens que identificam ou representam algo, como também comunicam de maneira resumida e única, ideias, conceitos, mensagens, avisos, e muito mais. Se analisarmos o nosso

Leia mais

Minha Escola ontem, Minha Escola Hoje.

Minha Escola ontem, Minha Escola Hoje. 1. TEMA: Minha Escola ontem, Minha Escola Hoje. 2. SÉRIE: 1º Ciclo 2ª série. 3. BLOCOS TEMÁTICOS PROPOSTOS: História: História Local e do Cotidiano. Geografia: O lugar e a Paisagem 4. AUTOR / EMAIL Evelin

Leia mais

Disciplina: Ensino Religioso Professor(a): Rosemary de Souza Gelati

Disciplina: Ensino Religioso Professor(a): Rosemary de Souza Gelati ESCOLA VICENTINA SÃO VICENTE DE PAULO Disciplina: Ensino Religioso Professor(a): Rosemary de Souza Gelati Paranavaí / / 6º ANO TRADIÇÕES RELIGIOSAS TEXTOS SAGRADOS Se as religiões estão para humanizar

Leia mais

ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC

ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC 1. ESPAC O QUE É? A ESPAC é uma Instituição da Arquidiocese de Fortaleza, criada em 1970, que oferece uma formação sistemática aos Agentes de Pastoral Catequética e

Leia mais

Alteridade (O Eu/ Eu sou eu com os outros / Eu e outros somos nós).

Alteridade (O Eu/ Eu sou eu com os outros / Eu e outros somos nós). 1. TEMA: Somos crianças e temos deveres 2. CICLO: 1ª Etapa 1º Ciclo 1ª série 3. ALUNA: Daiani Fernandes de Oliveira 4. E-MAIL: daiapink@hotmail.com 5. EIXOS: Ensino religioso: Alteridade (O Eu/ Eu sou

Leia mais

TRADIÇÕES RELIGIOSAS

TRADIÇÕES RELIGIOSAS TRADIÇÕES RELIGIOSAS Emmanuelle Serrano Queiroz Leandro de Souza Lino A religião é resultado da forma como escolhemos para nos ligar a Deus, e as Igrejas são as instituições que nos ajudam a fazer essa

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL 2014

PLANEJAMENTO ANUAL 2014 PLANEJAMENTO ANUAL 2014 Disciplina: ENSINO RELIGIOSO Período: Anual Professor: MARIA LÚCIA DA SILVA Série e segmento: 6º ANO 1º TRIMESTRE 2º TRIMESTRE 3º TRIMESTRE * Trabalhar a formação cidadã do aluno

Leia mais

Calendário Descritivo 2015 Escola Interativa Educação Infantil e Ensino Fundamental

Calendário Descritivo 2015 Escola Interativa Educação Infantil e Ensino Fundamental FEVEREIRO Calendário Descritivo 2015 Escola Interativa Educação Infantil e Ensino Fundamental 28/01 a 06/02 SEMANA PEDAGÓGICA 04/02-17:30 as 18:30 - Educação Infantil (alunos novos) 04/02-18:30 as 19:30-6

Leia mais

AULA DE CAMPO 04 de Abril de2014 Visitação ao Setor Histórico de Curitiba - Largo da Ordem

AULA DE CAMPO 04 de Abril de2014 Visitação ao Setor Histórico de Curitiba - Largo da Ordem COLÉGIO ESTADUAL PAULO LEMINSKI. CURITIBA PARANÁ CURSO TÉCNICO DE FORMAÇÃO PARA OS FUNCIONÁRIOS DA EDUCAÇÃO PROFUNCIONÁRIO TÉCNICO EM MULTIMEIOS DIDÁTICOS PROFESSORA: MILCA AUGUSTO DA SILVA COSTA AULA

Leia mais

Disciplina ENSINO RELIGIOSO Ano Letivo 2015 Carga Horária 2 Turma 6º B Regime Anual Curso Ensino Fundamental Anos Finais Bimestre 1º

Disciplina ENSINO RELIGIOSO Ano Letivo 2015 Carga Horária 2 Turma 6º B Regime Anual Curso Ensino Fundamental Anos Finais Bimestre 1º PLANO DE TRABALHO DOCENTE (PTD) Curso Ensino Fundamental Anos Finais Bimestre 1º * Respeito à diversidade religiosa * Declaração universal dos direitos Humanos e Constituição brasileira: respeito à liberdade

Leia mais

Estudar as heranças formativas que caracterizam a grande maioria das festas brasileiras;

Estudar as heranças formativas que caracterizam a grande maioria das festas brasileiras; Objetivos Estudar as heranças formativas que caracterizam a grande maioria das festas brasileiras; Estruturar o profissional de eventos para compreender os mecanismos formadores da identidade festiva do

Leia mais

ENSINO RELIGIOSO: PERSPECTIVAS PARA O TRABALHO COMO ÁREA DE CONHECIMENTO.

ENSINO RELIGIOSO: PERSPECTIVAS PARA O TRABALHO COMO ÁREA DE CONHECIMENTO. 29369 ENSINO RELIGIOSO: PERSPECTIVAS PARA O TRABALHO COMO ÁREA DE CONHECIMENTO. Resumo NIZER, Carolina do Rocio 1 - DEB/SEED - PR SANTOS, Elói Corrêa dos 2 - ASSINTEC/SEED - PR Grupo de Trabalho Ensino

Leia mais

Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano

Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano A Bíblia, na parte denominada Antigo Testamento (Torá), é o principal documento da história dos hebreus. Foi escrita ao longo

Leia mais

ASSINTEC E O ENSINO RELIGIOSO NO PARANÁ. Emerli Clique Schlögl para editar o estilo do subtítulo mestre (ASSINTEC) (GPER) (Doutoranda UFPR)

ASSINTEC E O ENSINO RELIGIOSO NO PARANÁ. Emerli Clique Schlögl para editar o estilo do subtítulo mestre (ASSINTEC) (GPER) (Doutoranda UFPR) ASSINTEC E O ENSINO RELIGIOSO NO PARANÁ Emerli Clique Schlögl para editar o estilo do subtítulo mestre (ASSINTEC) (GPER) (Doutoranda UFPR) Ensino Religioso no Brasil Década de 60/70 Mosteiro Diálogo inter-religioso

Leia mais

ENSINO RELIGIOSO: A TOLERÂNCIA E A INTOLERÂNCIA NA SALA DE AULA

ENSINO RELIGIOSO: A TOLERÂNCIA E A INTOLERÂNCIA NA SALA DE AULA ENSINO RELIGIOSO: A TOLERÂNCIA E A INTOLERÂNCIA NA SALA DE AULA 1. Introdução Paula Martins Xavier Faculdade de História, Direito e Serviço Social UNESP/Campus Franca paulaxavier86@yahoo.com.br Gustavo

Leia mais

4 EIXOS ORGANIZADORES DOS CONTEÚDOS HISTÓRIA GEOGRAFIA ENSINO RELIGIOSO. Informações, Comunicação e Interação

4 EIXOS ORGANIZADORES DOS CONTEÚDOS HISTÓRIA GEOGRAFIA ENSINO RELIGIOSO. Informações, Comunicação e Interação 1 TÍTULO DO PROJETO Bíblia Sagrada Livro de Provérbios. 2 SÉRIE/CICLO 3ª Série 1ª Etapa do 2º Ciclo 3 AUTORA Rosângela Cristina Novaes Balthazar Curso: Pedagogia 6º Período Noite E-mail: rocryss@yahoo.com.br

Leia mais

IGREJA PENTECOSTAL DO EVANGELHO PLENO Ministério de Avivamento Mundial Maranatha

IGREJA PENTECOSTAL DO EVANGELHO PLENO Ministério de Avivamento Mundial Maranatha TREINAMENTO DE PROFESSORES DA ESCOLA BÍBLICA INFANTIL Provérbios 22: 6 Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele. Objetivos da EBD Infantil: A EBD infantil

Leia mais

TEMPO AO TEMPO, NO MUSEU HERING "TIME TO TIME" IN HERING'S MUSEUM. Em Blumenau, a história e as tradições são preservadas de muitas formas e

TEMPO AO TEMPO, NO MUSEU HERING TIME TO TIME IN HERING'S MUSEUM. Em Blumenau, a história e as tradições são preservadas de muitas formas e TEMPO AO TEMPO, NO MUSEU HERING "TIME TO TIME" IN HERING'S MUSEUM Marli Rudnik Em Blumenau, a história e as tradições são preservadas de muitas formas e uma delas é através do acervo e das exposições dos

Leia mais

GRUPOS DE RELIGIÃO E RELIGIÕES

GRUPOS DE RELIGIÃO E RELIGIÕES GRUPOS DE RELIGIÃO E RELIGIÕES 00 SEM RELIGIÃO 000 Sem religião 001 Agnóstico 002 Ateu 11 CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA 110 Católica Apostólica Romana 111 Católica Carismática; Católica Pentecostal 112 Católica

Leia mais

As Três Grandes Religiões Cristianismo, Islamismo e Judaísmo

As Três Grandes Religiões Cristianismo, Islamismo e Judaísmo TRABALHO SOBRE As Três Grandes Religiões Cristianismo, Islamismo e Judaísmo Matéria: Cultura Religiosa Professor: Drº Aluno: Sérgio Moreira dos Santos, RA: 304395781. º do Curso de Direito, período noturno.

Leia mais

Nº 8 - Mar/15. PRESTA atenção RELIGIÃO BÍBLIA SAGRADA

Nº 8 - Mar/15. PRESTA atenção RELIGIÃO BÍBLIA SAGRADA SAGRADA Nº 8 - Mar/15 PRESTA atenção RELIGIÃO! BÍBLIA Apresentação Esta nova edição da Coleção Presta Atenção! vai tratar de um assunto muito importante: Religião. A fé é uma questão muito pessoal e cada

Leia mais

Localização de Curitiba no Brasil - W 25 25' 47" / S 49 16' 19" 0

Localização de Curitiba no Brasil - W 25 25' 47 / S 49 16' 19 0 Município de Curitiba "Cidade Modelo" "Cidade Ecológica do Brasil" "Capital das Araucárias" Aniversário: 29 de março Fundação: 29 de março de 1693 (320 anos) Emancipação: 29 de março de 1693 Gentílico:

Leia mais

Menu. Comidas típicas. Contribuições para o Brasil e Ijuí. Significado da bandeira Árabe. Costumes

Menu. Comidas típicas. Contribuições para o Brasil e Ijuí. Significado da bandeira Árabe. Costumes Árabes Componentes: Sabrina, Lucille,Giovana, M, Lucas C, João Vitor Z, Samuel. Disciplina: Estudos Sociais, Informática Educativa, Língua Portuguesa. Professores: Uiliam Michael, Cristiane Keller, Daniele

Leia mais

Diversidade Cultural

Diversidade Cultural Diversidade Cultural As grandes Civilizações: - Da África Negra; - Ocidental; - Chinesa; - Japonesa; - Hindu; - Eslava; - Ibero-Americana; - Islâmica. As Civilizações apresentam: - Factores de identidade

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDOS. 3º ano 1º trimestre / 2015. Nome: Data: / /.

ROTEIRO DE ESTUDOS. 3º ano 1º trimestre / 2015. Nome: Data: / /. ROTEIRO DE ESTUDOS 3º ano 1º trimestre / 2015 Nome: Data: / /. Querido (a) Aluno (a), Elaboramos este roteiro com dicas sobre os conteúdos trabalhados no 1º trimestre e que serão abordados nas avaliações

Leia mais

Estudos da Natureza na Educação Infantil

Estudos da Natureza na Educação Infantil Estudos da Natureza na Educação Infantil Referenciais Curriculares Nacionais da Educação Infantil (RCNEI) parte 3 Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2015

Leia mais

com base no Censo Demográfico 2000 do IBGE

com base no Censo Demográfico 2000 do IBGE Um estudo das Denominações Evangélicas nas Regiões do Brasil com base no Censo Demográfico 2000 do IBGE Março de 2005 Índice Um estudo das Denominações Evangélicas nas Regiões do Brasil...1 Índice...2

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL IRMÃ DULCE SILVANA MARIA DE LARA ENSINO RELIGIOSO

ESCOLA MUNICIPAL IRMÃ DULCE SILVANA MARIA DE LARA ENSINO RELIGIOSO ESCOLA MUNICIPAL IRMÃ DULCE SILVANA MARIA DE LARA ENSINO RELIGIOSO O MEIO AMBIENTE É SAGRADO Há quem passe pelo bosque e só veja lenha para a fogueira." Leão Tolstoi SÃO JOSÉ DOS PINHAIS 2012 ESTE PROJETO

Leia mais

TRABALHO DO PIA EM ENSINO RELIGIOSO 2013 / 2

TRABALHO DO PIA EM ENSINO RELIGIOSO 2013 / 2 SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS SÉRIE/ANO:6º

Leia mais

Fundamentos, conceitos e paradigmas da evangelização

Fundamentos, conceitos e paradigmas da evangelização Curso: Teologia Prof. Nicanor Lopes Fundamentos, conceitos e paradigmas da evangelização OBJETIVOS DA AULA Oferecer aos estudantes a construção de um conhecimento consistente e crítico sobre Evangelização,

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL. De acordo a LDB 9394/96 o Ensino Fundamental, juntamente com a Educação Infantil e o Ensino Médio, compõe a Educação básica.

ENSINO FUNDAMENTAL. De acordo a LDB 9394/96 o Ensino Fundamental, juntamente com a Educação Infantil e o Ensino Médio, compõe a Educação básica. ENSINO FUNDAMENTAL De acordo a LDB 9394/96 o Ensino Fundamental, juntamente com a Educação Infantil e o Ensino Médio, compõe a Educação básica. Art. 32 "o Ensino Fundamental, com duração mínima de oito

Leia mais

Possibilidades e desafios do Coordenador Pedagógico e a interface das práticas educativas

Possibilidades e desafios do Coordenador Pedagógico e a interface das práticas educativas Possibilidades e desafios do Coordenador Pedagógico e a interface das práticas educativas Encontro 2 Coordenadores Pedagógicos CEFOR 05 de Junho 2013 Pauta Acolhimento Leitura deleite Apresentação / entrevista

Leia mais

P.FiltroI : Você tem título de eleitor? 1 Sim (PROSSIGA) Não (AGRADEÇA E ENCERRE)

P.FiltroI : Você tem título de eleitor? 1 Sim (PROSSIGA) Não (AGRADEÇA E ENCERRE) PO 813638D INTENÇÃO DE VOTO PARA PREFEITO DE PORTO ALEGRE Nº CPD: Nº CIDADE: 1100 CHECAGEM: 1 CHECADO 2 SEM TELEFONE 3 TELEFONE ERRADO 4 NÃO ENCONTRADO Nº DE PONTO: V. FECHADAS: QTD: Nº QUESTIONÁRIO: Nº

Leia mais

Calendário/2.013 Degraus Centro de Estudos

Calendário/2.013 Degraus Centro de Estudos Calendário/2.013 Degraus Centro de Estudos JANEIRO: 03 Retorno Corpo Docente 15-18 Capacitação do Corpo Docente 21-25 Planejamento/2013 26 Reunião Pedagógica Educação Infantil (08:30 sábado) 1 os (10:00

Leia mais

ESCOLA VICENTINA SÃO VICENTE DE PAULO Disciplina: Ensino Religioso Professor(a): Rosemary de Souza Gelati

ESCOLA VICENTINA SÃO VICENTE DE PAULO Disciplina: Ensino Religioso Professor(a): Rosemary de Souza Gelati ESCOLA VICENTINA SÃO VICENTE DE PAULO Disciplina: Ensino Religioso Professor(a): Rosemary de Souza Gelati Paranavaí, / / 14 6º ANO A e B "Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho."

Leia mais

Rompendo os muros escolares: ética, cidadania e comunidade 1

Rompendo os muros escolares: ética, cidadania e comunidade 1 PROGRAMA ÉTICA E CIDADANIA construindo valores na escola e na sociedade Rompendo os muros escolares: ética, cidadania e comunidade 1 Ulisses F. Araújo 2 A construção de um ambiente ético que ultrapasse

Leia mais

PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Diácono Admilson Pereira

PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Diácono Admilson Pereira PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Pereira É o tempo que marca as datas dos acontecimentos da História da Salvação. É a manifestação de Deus em nosso tempo

Leia mais

PORTUGAL Relató rió Internaciónal sóbre Liberdade Religiósa 2014

PORTUGAL Relató rió Internaciónal sóbre Liberdade Religiósa 2014 PORTUGAL Relató rió Internaciónal sóbre Liberdade Religiósa 2014 Sumário Executivo A Constituição protege a liberdade religiosa e de culto e proíbe a perseguição e discriminação religiosa. O Alto Comissariado

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA.

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA. SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA. Proposta de organização de sequência de aulas de Ensino Religioso Autores: Carolina do Rocio Nizer (DEB),

Leia mais

Ciclo de Seminários Não Técnicos 2010

Ciclo de Seminários Não Técnicos 2010 Ciclo de Seminários Não Técnicos 2010 Introdução à Bíblia Segundo a Igreja Católica Márcio Saraiva (marcio@dsc.ufcg.edu.br) 1 AVISO!!! Deixe o celular com o bluetooth ligado! 2 Agenda Motivação Introdução

Leia mais

Leia o texto Vida e obra de Vinícius de Moraes para realizar as lições da semana.

Leia o texto Vida e obra de Vinícius de Moraes para realizar as lições da semana. COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION Troca do Livro Lições de Língua Portuguesa, História e Vivência Religiosa - 3º ano 3º A e B 3º C 3º D quarta-feira segunda-feira terça-feira Leia o texto Vida e obra de Vinícius

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Paraná Programa de Pós-Graduação em Teologia Linha Teologia e Sociedade

Pontifícia Universidade Católica do Paraná Programa de Pós-Graduação em Teologia Linha Teologia e Sociedade Pontifícia Universidade Católica do Paraná Programa de Pós-Graduação em Teologia Linha Teologia e Sociedade PROJETO ESPAÇO SAGRADO: UMA PROPOSTA DE TURISMO EDUCACIONAL E UMA ESTRATÉGIA PARA CONHECER E

Leia mais

Nasce uma nova Igreja

Nasce uma nova Igreja Nasce uma nova Igreja O Livro dos Atos dos Apóstolos é a segunda parte do Evangelho de São Lucas. No Evangelho, Lucas apresenta a vida e a atividade terrena de Jesus como a grande viagem que vai da Galiléia

Leia mais

SUGESTÕES DE AULAS DE ENSINO RELIGIOSO 1º AO 5º ANO TEMA O SAGRADO

SUGESTÕES DE AULAS DE ENSINO RELIGIOSO 1º AO 5º ANO TEMA O SAGRADO SUGESTÕES DE AULAS DE ENSINO RELIGIOSO 1º AO 5º ANO TEMA O SAGRADO *SÍMBOLOS DAS QUATORZE MAIORES RELIGIÕES DO MUNDO ORGANIZADOR: Professor - Luiz Antonio Burim Padrão em Ensino Religioso NÚCLEO REGIONAL

Leia mais

A Escola dos meus Sonhos Frei Betto

A Escola dos meus Sonhos Frei Betto A Escola dos meus Sonhos Frei Betto Na escola dos meus sonhos, os alunos aprendem a cozinhar, costurar, consertar eletrodomésticos, a fazer pequenos reparos de eletricidade e de instalações hidráulicas,

Leia mais

CRISTO REDENTOR RJ IMAGEM DE UM BRASIL CRISTÃO CADA VEZ MENOS CATÓLICO

CRISTO REDENTOR RJ IMAGEM DE UM BRASIL CRISTÃO CADA VEZ MENOS CATÓLICO CRISTO REDENTOR RJ IMAGEM DE UM BRASIL CRISTÃO CADA VEZ MENOS CATÓLICO BÍBLIA SAGRADA IMAGEM DE UM BRASIL CRISTÃO CADA VEZ MAIS EVANGÉLICO 10.1 - CIÊNCIAS DA RELIGIÃO NO BRASIL A maioria dos programas

Leia mais

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados,

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Discurso do Deputado Darci Coelho (PP-TO) sobre a inauguração do campus da Faculdade Católica no Tocantins, proferido na sessão de 02/03/2005. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, A inauguração,

Leia mais

Metodologia e Prática de Ensino de Ciências Sociais

Metodologia e Prática de Ensino de Ciências Sociais Metodologia e Prática de Ensino de Ciências Sociais Metodologia I nvestigativa Escolha de uma situação inicial: Adequado ao plano de trabalho geral; Caráter produtivo (questionamentos); Recursos (materiais/

Leia mais

4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval. Introdução

4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval. Introdução 1 4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval Introdução O último período da Filosofia Grega é o Helenístico (Sec. III a.c.-vi d.c.). É um período

Leia mais

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA SOCIOLOGIA. Conteúdo: Conflitos religiosos no mundo

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA SOCIOLOGIA. Conteúdo: Conflitos religiosos no mundo Conteúdo: Conflitos religiosos no mundo Habilidades: Reconhecer que a religião muitas vezes esconde razões políticas, econômicas e sociais de inúmeros conflitos no mundo contemporâneo; Reconhecer que a

Leia mais

IDENTIDADE E VISIBILIDADE RELIGIOSA: TOLERÂNCIA E INTOLERÂNCIA NO LIMIAR DO SÉCULO XXI

IDENTIDADE E VISIBILIDADE RELIGIOSA: TOLERÂNCIA E INTOLERÂNCIA NO LIMIAR DO SÉCULO XXI IDENTIDADE E VISIBILIDADE RELIGIOSA: TOLERÂNCIA E INTOLERÂNCIA NO LIMIAR DO SÉCULO XXI Célia Luisa Reily Rocha * Claudete Camargo Pereira Basaglia ** O último censo do IBGE de 2000 trouxe como novidade

Leia mais

PRATICANDO OS RCNEI PROJETO OS SERES VIVOS PLANTAS E A EDUCAÇÃO INFANTIL RESUMO

PRATICANDO OS RCNEI PROJETO OS SERES VIVOS PLANTAS E A EDUCAÇÃO INFANTIL RESUMO PRATICANDO OS RCNEI PROJETO OS SERES VIVOS PLANTAS E A EDUCAÇÃO INFANTIL Morgana Bica Szadkoski 1 e Laís Ferraz Teixeira Ávila 1 Ricardo Antonini 2 RESUMO O trabalho aqui apresentado é o resultado de estudos

Leia mais

ASSINTEC Associação Inter-Religiosa de Educação

ASSINTEC Associação Inter-Religiosa de Educação ASSINTEC Associação Inter-Religiosa de Educação RESENHA DA CARTILHA: DIVERSIDADE RELIGIOSA E DIREITOS HUMANOS A cartilha enfoca o fato do Estado Brasileiro ser laico, isto é significa que ele não possui

Leia mais

Aula 05 - Hebreus Prof. Dawison Sampaio

Aula 05 - Hebreus Prof. Dawison Sampaio FB MED, M3, 3 ANO, ANUAL, INTENSIVO Aula 05 - Hebreus Prof. Dawison Sampaio Todavia, eu sou o SENHOR teu Deus desde a terra do Egito; portanto não reconhecerás outro deus além de mim, porque não há Salvador

Leia mais

O Espaço Público e o Espaço Sagrado na Festa de São Jorge em Quintino, cidade do Rio de Janeiro

O Espaço Público e o Espaço Sagrado na Festa de São Jorge em Quintino, cidade do Rio de Janeiro O Espaço Público e o Espaço Sagrado na Festa de São Jorge em Quintino, cidade do Rio de Janeiro João Victor Gonçalves Ferreira Universidade Federal do Rio de Janeiro Jvferreira07@gmail.com Introdução O

Leia mais

Características Econômicas e Políticas :

Características Econômicas e Políticas : ARTE BIZANTINA Características Econômicas e Políticas : Imperador Constantino: foi o responsável pela transferência da capital do Império Romano para Constantinopla, após a invasão dos povos bárbaros

Leia mais

N.º de aulas (tempos letivos) 12 10 10. Apresentação/Avaliação diagnóstica 1 - - Instrumentos de avaliação 1 1 1. - A Liberdade

N.º de aulas (tempos letivos) 12 10 10. Apresentação/Avaliação diagnóstica 1 - - Instrumentos de avaliação 1 1 1. - A Liberdade Escola Secundária com 3.º CEB Poeta Al Berto Código 03192 7520-902 - Sines Ano letivo: 201/2015 Departamento: Ciências Humanas e Sociais Grupo disciplinar: 290 Disciplina: Educação Moral Religiosa Católica

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação Educação Moral e Religiosa Católica. Ano Letivo 2015/2016 3º Ciclo 7º Ano

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação Educação Moral e Religiosa Católica. Ano Letivo 2015/2016 3º Ciclo 7º Ano Unidade Letiva: 1 - As Origens Período: 1º 1. Questionar a origem, o destino e o sentido do universo e do ser humano. As origens na perspetiva científica L. Estabelecer um diálogo entre a cultura e a fé.

Leia mais

CALENDÁRIO 2015/2016 Núcleo de Educação a Distância NEaD (versão 6)

CALENDÁRIO 2015/2016 Núcleo de Educação a Distância NEaD (versão 6) CALENDÁRIO DISCENTE NEaD-JF 2015-2016 Janeiro - 2015 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 1- Confraternização Universal 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 Fevereiro - 2015 1 2 3 4 5 6 7 7 Treinamento

Leia mais

Nome: Daniela Amaral de Paula Ano: 9º Apresentação do TCC.

Nome: Daniela Amaral de Paula Ano: 9º Apresentação do TCC. Nome: Daniela Amaral de Paula Ano: 9º Apresentação do TCC. É uma religião monoteísta que tem por princípios os ensinamentos de Jesus de Nazaré, tais como são apresentados no Novo Testamento. A fé cristã

Leia mais

Aula 7.1 Conteúdo: Textos Sagrados: orais e escritos O que são os textos sagrados? O texto sagrado nas tradições religiosas ENSINO RELIGIOSO

Aula 7.1 Conteúdo: Textos Sagrados: orais e escritos O que são os textos sagrados? O texto sagrado nas tradições religiosas ENSINO RELIGIOSO CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 7.1 Conteúdo: Textos Sagrados: orais e escritos O que são os textos sagrados? O texto sagrado nas tradições religiosas 2 CONTEÚDO E HABILIDADES

Leia mais

Projeto Timóteo. Como Implantar um Programa de. Ação Social na Sua Igreja. Apostila do Orientador

Projeto Timóteo. Como Implantar um Programa de. Ação Social na Sua Igreja. Apostila do Orientador Como Implantar um Programa de Ação Social na Sua Igreja www.projeto-timoteo.org Projeto Timóteo Apostila do Orientador 1 Como Implantar um Programa de Ação Social na Sua Igreja www.projeto-timoteo.org

Leia mais

CALENDÁRIO 2015 - Ensino Fundamental I

CALENDÁRIO 2015 - Ensino Fundamental I Janeiro D S T Q Q S S 1 1 2 3 5 4 5 6 7 8 9 10 6 a 10 11 12 13 14 15 16 17 12 a 16 18 19 20 21 22 23 24 19 25 26 27 28 29 30 31 30 Fevereiro D S T Q Q S S 13 1 2 3 4 5 6 7 16 e 17 8 9 10 11 12 13 14 18

Leia mais

Opções de Passeios XXI Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas e o XIX Workshop ANPROTEC

Opções de Passeios XXI Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas e o XIX Workshop ANPROTEC Opções de Passeios XXI Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas e o XIX Workshop ANPROTEC POLÍTICAS PARA OS PASSEIOS; - Mínimo de 8 pessoas para realização do passeio - Menores

Leia mais

A Igreja é uma santa sociedade cristã para santa comunhão ordinária e ajuda mútua no culto público a Deus e no santo viver.

A Igreja é uma santa sociedade cristã para santa comunhão ordinária e ajuda mútua no culto público a Deus e no santo viver. A Igreja é uma santa sociedade cristã para santa comunhão ordinária e ajuda mútua no culto público a Deus e no santo viver. Richard Baxter Contexto: Os puritanos surgiram para apoiar e desejar a reforma

Leia mais

A cidade mais alema do Brasil

A cidade mais alema do Brasil O Projeto de Iniciação Turística Escolar - Pomerode foi desenvolvido e é executado pela turismóloga Priscila Romig, formada em 2004 pela Fundação Universidade Regional de Blumenau (FURB). Projeto patrocinado

Leia mais

A TERRITORIALIDADE DA IGREJA EVANGÉLICA NO BAIRRO VALE DO SOL EM PARNAMIRIM/RN

A TERRITORIALIDADE DA IGREJA EVANGÉLICA NO BAIRRO VALE DO SOL EM PARNAMIRIM/RN A TERRITORIALIDADE DA IGREJA EVANGÉLICA NO BAIRRO VALE DO SOL EM PARNAMIRIM/RN Allan Fernandes Bezerra Licenciado em Geografia Plena pelo Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte-IFRN.

Leia mais

A ESCOLA CATÓLICA, UMA INSTITUIÇAO DE ENSINO COM MÍSTICA EVANGELIZADORA

A ESCOLA CATÓLICA, UMA INSTITUIÇAO DE ENSINO COM MÍSTICA EVANGELIZADORA A ESCOLA CATÓLICA, UMA INSTITUIÇAO DE ENSINO COM MÍSTICA EVANGELIZADORA A escola católica será uma instituiçao com mística evangelizadora UMA ESCOLA A SERVIÇO DA PESSOA E ABERTA A TODOS UMA ESCOLA COM

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA PARCIAL DE HISTÓRIA Aluno(a): Nº Ano: 1º Turma: Data: 26/03/2011 Nota: Professora: Élida Valor da Prova: 40 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

Uma biblioteca composta de 66 livros. 1.1 O significado da Palavra Bíblia

Uma biblioteca composta de 66 livros. 1.1 O significado da Palavra Bíblia Aula 1 10/09/2014 Uma biblioteca composta de 66 livros 39 antigo testamento 27 novo testamento 1.1 O significado da Palavra Bíblia Grego = Livros ou coleção de pequenos livros João Crisostomos disseminação

Leia mais

GEOGRAFIA HISTÓRIA ENSINO RELIGIOSO -Informação,

GEOGRAFIA HISTÓRIA ENSINO RELIGIOSO -Informação, 1. TÍTULO DO PROJETO Respeito à diversidade religiosa 2.CICLO OU SÉRIE 2ª Etapa-ciclo 2-(3ª série) 3. AUTOR Solevania Pereira Alves- Solly.alves@pop.com.br 4. BLOCOS TEMÁTICOS PROPOSTOS GEOGRAFIA HISTÓRIA

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 6 o ano 4 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : Observe a imagem e responda às questões 1 e 2. REPRODUÇÃO 1. Cite dois elementos presentes na imagem que representam a Igreja católica.

Leia mais

Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013

Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013 Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013 1. Finalidade do Ano da Fé; 2. O que é a Fé; 3. A transmissão da Fé enquanto professada, celebrada, vivida e rezada; 4. O conteúdo

Leia mais

Aulas 6 e 7. A Antiguidade Oriental

Aulas 6 e 7. A Antiguidade Oriental Aulas 6 e 7 A Antiguidade Oriental Hebreus (Monoteísmo e judaísmo) III- I- Local: Economia: região da agricultura, Palestina pastoreio ( Canaã (rio ou Jordão) terra prometida ). e comércio Atualmente:

Leia mais

Leia o texto: 1- A partir do texto acima e, das discussões nossas em aula, marque a alternativa que expressa à finalidade dos textos sagrados:

Leia o texto: 1- A partir do texto acima e, das discussões nossas em aula, marque a alternativa que expressa à finalidade dos textos sagrados: SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS SÉRIE/ANO:7º

Leia mais

O Cemitério Municipal São Jose: espacialidade, religiosidade e seus vários enfoques culturais

O Cemitério Municipal São Jose: espacialidade, religiosidade e seus vários enfoques culturais O Cemitério Municipal São Jose: espacialidade, religiosidade e seus vários enfoques culturais Fernando Michelis - fermichelis_@hotmail.com Resumo O Cemitério Municipal São Jose localizado na cidade de

Leia mais

em 2012, em Aveiro; em 2013, em Coimbra; e em 2014, na cidade do Porto, numa organização conjunta com o departamento de jovens da UPASD.

em 2012, em Aveiro; em 2013, em Coimbra; e em 2014, na cidade do Porto, numa organização conjunta com o departamento de jovens da UPASD. CONVENÇÃO GAM 2016 O QUE É O GAM? O projeto "Geração Adventista em Missão" (GAM) é um movimento organizado e executado por jovens e jovens adultos que se reveem nos valores, princípios e doutrinas da Igreja

Leia mais

BÍBLIA, PALAVRA DE DEUS EM PALAVRA HUMANA

BÍBLIA, PALAVRA DE DEUS EM PALAVRA HUMANA BÍBLIA, PALAVRA DE DEUS EM PALAVRA HUMANA 1 - Palavra de Deus testemunhada no AT e no NT. A Bíblia testemunha a Palavra de Deus que chegou ao povo de Israel formando o Antigo Testamento; é Palavra de Deus

Leia mais

COMPETÊNCIA DE ESTADOS E MUNICÍPIOS PARA A CRIAÇÃO DE FERIADOS CIVIS

COMPETÊNCIA DE ESTADOS E MUNICÍPIOS PARA A CRIAÇÃO DE FERIADOS CIVIS COMPETÊNCIA DE ESTADOS E MUNICÍPIOS PARA A CRIAÇÃO DE FERIADOS CIVIS JOSÉ ANTÔNIO OSÓRIO DA SILVA Consultor Legislativo da Área I Direito Constitucional, Eleitoral, Municipal, Administrativo, Processo

Leia mais

Colégio Pedro II Departamento de Desenho e Artes Visuais

Colégio Pedro II Departamento de Desenho e Artes Visuais Colégio Pedro II Departamento de Desenho e Campus São Cristóvão II Coordenador pedagógico de Disciplina: Shannon Botelho 7º ano. TURMA: NOME: nº ARTE PÁLEO-CRISTÃ OU DAS CATACUMBAS Surgiu com os primeiros

Leia mais

CALENDÁRIO DE EVENTOS RELIGIOSOS 2013

CALENDÁRIO DE EVENTOS RELIGIOSOS 2013 CALENDÁRIO DE EVENTOS RELIGIOSOS 2013 FAÇA SEU ROTEIRO PELAS FESTAS RELIGIOSAS DA REGIÃO E FOMENTE O TURISMO RELIGIOSO. Turismo religioso no Alto Vale do Itajaí visa proporcionar a todas as pessoas um

Leia mais

TRABALHANDO COM CÍRCULO E EIXO TRABALHADO: MATEMÁTICA

TRABALHANDO COM CÍRCULO E EIXO TRABALHADO: MATEMÁTICA BOLETIM INFORMATIVO ABRIL/2013 INFANTIL 5 B TRABALHANDO COM CÍRCULO E EIXO TRABALHADO: MATEMÁTICA Ensinar noções básicas de Matemática e Geometria fica muito mais fácil quando se aproveita a curiosidade

Leia mais

CURSO: LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA RELIGIÃO EMENTA DAS DISCIPLINAS

CURSO: LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA RELIGIÃO EMENTA DAS DISCIPLINAS CURSO: LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA RELIGIÃO EMENTA DAS DISCIPLINAS PRODUÇÃO E RECEPÇÃO DE TEXTOS Lingüística Textual : Recepção e Produção de Textos Visão Sistemática e Particular. Gêneros e Estruturas

Leia mais

Easinfluências do Oriente.

Easinfluências do Oriente. IMPÉRIO BIZANTINO (séc IV a XV) Easinfluências do Oriente. PROFESSOR NICHOLAS GABRIEL MINOTTI LOPES FERREIRA INTRODUÇÃO O império romano caiu, dividiu-se em dois: Ocidental e Oriental. Oi Sua sede Bizâncio

Leia mais

RIO DE JANEIRO - RJ (BRASIL)

RIO DE JANEIRO - RJ (BRASIL) RIO DE JANEIRO - RJ (BRASIL) A Cidade Maravilhosa Rio de Janeiro, também conhecida como a Cidade Maravilhosa, é a segunda maior cidade do Brasil, e com certeza faremos com que você tenha um maravilhoso

Leia mais

Plano de salvação e História de salvação

Plano de salvação e História de salvação Igreja Nova Apostólica Internacional Plano de salvação e História de salvação O artigo que se segue aborda a questão de como a salvação de Deus se evidencia na realidade histórica. A origem do pensamento

Leia mais

Ao aluno da UAB que pretende ingressar no SALT-IAENE pelo Processo Seletivo de Transferência.

Ao aluno da UAB que pretende ingressar no SALT-IAENE pelo Processo Seletivo de Transferência. Ao aluno da UAB que pretende ingressar no SALT-IAENE pelo Processo Seletivo de Transferência. Este estudo foi feito para lhe dar uma prévia de como funcionará seu ingresso no SALT- IAENE caso seja aprovado

Leia mais

PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO

PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO Apresentação da Disciplina O Ensino Religioso busca a valorização do pluralismo e a diversidade cultural. Sendo assim ele faz parte dos patrimônios

Leia mais

Eventos da Rede SF. Evento. Local. Aniversário Escola SF-Santa Fé. Missa no Santuário de Fátima Festa de Corpus Christi

Eventos da Rede SF. Evento. Local. Aniversário Escola SF-Santa Fé. Missa no Santuário de Fátima Festa de Corpus Christi Eventos da SF Evento Dia Hora Local Instituto SFSanta Família Aniversário Instituto SFSanta Família 01/3 Aniversário SFSanta Fé 24/3 10 a 18/5 e 16h Santuário Nossa Senhora de Fátima Homenagem às Mães

Leia mais

Eu acredito que a Bíblia é a melhor dádiva que Deus deu à humanidade. Todas as coisas boas do Salvador do mundo nos são ditas através deste Livro.

Eu acredito que a Bíblia é a melhor dádiva que Deus deu à humanidade. Todas as coisas boas do Salvador do mundo nos são ditas através deste Livro. A importância do estudo bíblico para a vida cristã 2 Pedro 1.12-2121 Pr. Fernando Fernandes Eu acredito que a Bíblia é a melhor dádiva que Deus deu à humanidade. Todas as coisas boas do Salvador do mundo

Leia mais

Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e, como se assentasse, aproximaram-se os seus discípulos; e Ele passou a ensiná-los dizendo... Mateus 5.

Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e, como se assentasse, aproximaram-se os seus discípulos; e Ele passou a ensiná-los dizendo... Mateus 5. Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e, como se assentasse, aproximaram-se os seus discípulos; e Ele passou a ensiná-los dizendo... Mateus 5.1-2 E na minha nação excedia em judaísmo a muitos da minha

Leia mais

CENÁRIOS DA PAISAGEM URBANA TRANSFORMAÇÕES DA PAISAGEM DA CIDADE DE SÃO PAULO

CENÁRIOS DA PAISAGEM URBANA TRANSFORMAÇÕES DA PAISAGEM DA CIDADE DE SÃO PAULO ARQUIVO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO NÚCLEO DE AÇÃO EDUCATIVA O(S) USO(S) DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO EM SALA DE AULA BRUNA EVELIN LOPES SANTOS CENÁRIOS DA PAISAGEM URBANA TRANSFORMAÇÕES DA PAISAGEM DA

Leia mais