GRUPO DAS INDÚSTRIAS BIOTECNOLÓGICA E FARMACÊUTICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GRUPO DAS INDÚSTRIAS BIOTECNOLÓGICA E FARMACÊUTICA"

Transcrição

1 GRUPO DAS INDÚSTRIAS BIOTECNOLÓGICA E FARMACÊUTICA

2 CIM BioCubaFarma CNIC CIGB I. FINLAY Lab. Julio Trigo PÓLO CIENTÍFICO QUIMEFA LIORAD 38 Empresas trabalhadores. NOVATEC CENPALAB Biocen Farmacuba AICA Lab. Roberto Escudero

3 Propósitos essenciais de BioCubaFarma 1. Impactar de maneira decisiva na saúde do povo cubano, através da produção e fornecimento de medicamentos, equipamentos e serviços de alta tecnologia ao sistema nacional de saúde. 2. Importante fonte de recursos para a economia cubana. I+D PRODUTO ENSAIO CLÍNICO REGISTRO VENDAS - COBERTURA - GUIA TERAPÊUTICA -INTERVENÇÃO COMPLEXA IMPACTO EM SAÚDE

4 Produtos Farmacêuticos Quadro Básico de Medicamentos com 883 produtos (577 de produção nacional) Produtos Biotecnológicos 28 registrados No total 91 Produtos / Projetos encaminhados às principais doenças 33 Vacinas contra doenças infecciosas 33 Produtos oncológicos 18 Produtos cardiovasculares 7 produtos para diabetes e outras patologias

5 PROGRAMAS INTEGRAIS EM SAÚDE PARA ATINGIR UM ALTO IMPACTO SOCIAL 1. Programa de prevenção de doenças com vacinas profilácticas. 2. Programa para o diagnóstico precoce e tratamento de diferentes patologias do câncer. 3. Programa para a pesquisa e tratamento da diabetes e suas complicações como a úlcera do pé diabético. 4. Programa de diagnóstico e avaliação de diferentes doenças (cardiologia, neurologia, etc.) com equipamentos médicos de última geração. 5. Detecção de malformações e enfermidades heredometabólicas.

6 Portfólio de Produtos Comerciais Meningitis bc vaccine IFN alfa 2b Diagnostics Meningitis BC vaccine Hepatitis B vaccine Heberkinasa IFN alfa 2b Hebermin Gavac SUMA System DIRAMIC Hebertrans Culture media PPG Trofin Natural products Neurodiagnostic systems Anti-CD3 monoclonal antibody Surfacen Generics Placenta derivatives Neurological restoration services Meningitis BC vaccine Hepatitis B vaccine Hib vaccine DTP Vaccine dt vaccine Tetanus vaccine Tetravalent DPT-HB vaccine, Pentavalent DPT-HB-Hib Vaccine Meningitis ACYW135 vaccine Leptospirae vaccine Typhoid fever vaccine Heberprot-P Humanized anti EGF-receptor antibody (h-r3) Therapeutic base-egf cancer vaccine EPO G-CSF Hebermin Products and equipment for Neurophysioloy and Neuroinformatics Several diagnostic systems SUMA system Heberkinasa (Streptokinase) IFN alfa 2b IFN gamma Allergens Trofin Interferon + ribavirine PPG Agriculture products (GAVAC, Bionematicide) Acuabio 1 Hebertrans Culture media New advanced generics Cytostatics Placenta derivatives Surfacen Generic Medicine

7 PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO CLÍNICO GLOBAL (MAIS DE 30 ENSAIOS CLÍNICOS)

8 182 objetos de invenção 2336 solicitações de patentes Patentes concedidas: 543 em Cuba e 1793 no exterior Países com patentes outorgadas

9 Os produtos são exportados a mais de 50 países (716 registros sanitários no exterior) DO SUL Australia

10 TRANSFERÊNCIA TECNOLÓGICA Colaboração Sul-Sul Brasil Biomanguinhos- Fiocruz VENEZUELA INH VIETNÃ Dalat Instituto Pasteur CHINA / Empresa Mista Changheber CHINA Empresa Mista Biotech Pharma ARGÉLIA SAIDAL ÁFRICA DO SUL ÍNDIA BIOCON IRÃ Inst. Pasteur

11 MODALIDADES DE NEGÓCIOS INVESTIMENTO ESTRANGEIRO EM CUBA Negociação de projetos Codesenvolvimento de projetos Contratos de Serviços de Manufatura Criação de Empresas Mistas Contratos de Transferência de Tecnologia Criação de Empresas 100% capital cubano no exterior Contratos de Representação e Distribuição

12 PRINCIPAIS FATOS DA COOPERAÇÃO BRASIL-CUBA EM BIOTECNOLOGIA Set 2003: Memorando de Entendimento entre os Governos do Brasil e Cuba : CONTRATOS COM BIOMANGUINHOS PARA TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA DE ERITROPOETINA, INTERFERON E PRODUÇÃO CONJUNTA VACINA CONTRA A MENINGITE ACW135. CONSTITUIÇÃO DE COMITÊS TÉCNICO-REGULATÓRIOS ANVISA/CECMED Fev. 2010: Protocolo Complementar- DEFINE NOVA ETAPA DA COLABORAÇÃO: -Participação do INCA -Participação de empresas. Cooperação público-privada -Participação de Ministérios de Ciência e Tecnologia -Prioridade a projetos de câncer e diabetes Junho 2010: Seminário Brasil-Cuba sobre Biotecnologia, com participação de 4 ministérios do Brasil e 3 de Cuba e empresas de ambos os países: 42 projetos; proposta de Comitê Gestor Binacional (CGB). Nov. 2010/ Junho 2013: CONSTITUIÇÃO DE COMITÊ GESTOR BINACIONAL CUBA-BRASIL (6 reuniões em Brasília e Havana) Set. 2011: Protocolo de Cooperação entre Ministérios de Saúde Cuba e Brasil

13 Mariel CUBA PROPOSTAS DE INVESTIMENTO BRASILEIRO NA ZONA ESPECIAL DE DESENVOLVIMENTO MARIEL, CUBA. DO GRUPO DAS INDÚSTRIAS BIOTECNOLÓGICA E FARMACÊUTICA

14 PRINCIPAIS CONTRIBUIÇÕES EMPRESA CUBANA EMPRESA BRASILEIRA Incentivos da ZEDM Experiência tecnológica para desenho das Plantas Pessoal altamente qualificado Capital para o investimento Capital para início de operações Acesso ao mercado brasileiro Linha de produtos inovadores e similares Mercado exterior FLEXIBILIDAD EM LOS MODELOS DE NEGOCIO

15 INDÚSTRIA BIOTECNOLÓGICA VACUNAS FINLAY S.A. PLANTA DE PRODUÇÃO DE PRODUTOS HOMEOPÁTICOS. PLANTA DE ELABORAÇÃO DE PRODUTOS NATURAIS BASEADOS EM PÓS E EXTRATOS FLUÍDOS HEBER BIOTEC S.A. PLANTA PARA A PRODUÇÃO EM BACTÉRIAS E DE NOVAS FORMULAÇÕES. PLANTA PARA O FABRICO DE VESTUÁRIO E OUTROS INPUTS ESTÉREIS E DESCARTÁVEIS (óculos protetores, máscaras ou verdugos, cobre-botas, nasobucais, panos, etc, DE USO NAS ÁREAS CLASSIFICADAS DE TODAS AS UNIDADES PRODUTORAS DE LA INDÚSTRIA BIOFARMACÊUTICA CIMAB S.A. PLANTA PARA A PRODUÇÃO DE ANTICORPOS MONOCLONAIS (100 kg). PLANTA PARA A PRODUÇÃO (em células superiores) DE BIOFÁRMACOSPARA O TRATAMENTO DO CÂNCER E OUTRAS DOENÇAS CRÔNICAS (10 kg). PLANTA PARA A PRODUÇÃO DE INPUTS PARA A BIO-INDÚSTRIA (MEIOS DE CULTIVO, BOLSAS, ETC.). PLANTA DE CITOSTÁTICOS. DALMER S.A. PLANTA PARA O DESENVOLVIMENTO E A PRODUÇÃO DE MEDICAMENTOS BIOLÓGICOS ORAIS, NOMEADAMENTE DE UMA VACINA CONTRA O CÓLERA.

16 INDÚSTRIA FARMACÉUTICA PLANTA DE PRODUÇÃO DE MEDICAMENTOS ANTI RETROVIRAIS (em doses adulta e pediátrica com capacidade para 10 milhões de frascos-ampolas anuais e 100 milhões de formas orais anuais). PLANTA DE HEMODERIVADOS (100,000 litros de plasma por ano). PLANTA DE PRODUÇÃO DE MEDICAMENTOS INJETÁVEIS (Ampolas de injeção, Frascos-ampolas de injeção em líquidos e liofilizados, seringas preenchidas. PLANTA DE PRODUTOS CONTRACEPTIVOS (500 milhões de comprimidos e outras formas de administração). PLANTAS DE SÓLIDOS ORAIS (COMPRIMIDOS E CÁPSULAS) (quatro Plantas com capacidade para 5000 milhões. PLANTA DE AEROSSÓIS DE DOSE METRADA (20 milhões de unidades). PLANTA DE CEFALOSPORINAS E CARBAPENEMAS (INJETÁVEIS) (21 milhões de frascos-ampolas anuais). PLANTAS DE PRODUCCIÓN DE INGREDIENTES FARMACÉUTICOS ACTIVOS DE MEDICAMENTOS QUÍMICOS. PLANTA DE FABRICACION DE MATERIALES DE ENVASE (PRIMARIOS Y

17 POSSIBILIDADES DE PARCERIA DE BIOCUBAFARMA COM EMPRESAS FARMACÊUTICAS BRASILEIRAS 1. Parceria para registro e comercialização de produtos das empresas cubanas no Brasil. 2. Parceria para o desenvolvimento clínico conjunto e comercialização de produtos das empresas cubanas para o registro e comercialização no Brasil. 3. Parceria para o investimento produtivo em Cuba, construção de Plantas e fornecimento dos produtos ao mercado brasileiro e outros. OBJETIVO MAIOR: PARCERIA PARA INVESTIMENTO (CONSTRUÇÃO DE PLANTAS DE MEDICAMENTOS QUÍMICOS E/OU BIOLÓGICOS EM ZEDM). FORNECIMENTO DOS PRODUTOS AO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE BRASILEIRO: Acesso universal dos pacientes brasileiros a produtos de qualidade, novos e a preços preferenciais para o Ministério de Saúde.

18 MSc. Norkis Arteaga Morales Jefa Departamento de Negocios BioCubaFarma Muito Obrigado 18

Luta contra o câncer: Eurofarma fecha parceria com consórcio internacional para conduzir pesquisas e comercializar vacina contra o câncer de pulmão

Luta contra o câncer: Eurofarma fecha parceria com consórcio internacional para conduzir pesquisas e comercializar vacina contra o câncer de pulmão Luta contra o câncer: Eurofarma fecha parceria com consórcio internacional para conduzir pesquisas e comercializar vacina contra o câncer de pulmão Empresa é a primeira farmacêutica nacional a realizar

Leia mais

Construindo um País mais Saudável 40 anos do Programa Nacional de Imunizações. 4 de Setembro de 2013 Senado Federal Brasília

Construindo um País mais Saudável 40 anos do Programa Nacional de Imunizações. 4 de Setembro de 2013 Senado Federal Brasília Construindo um País mais Saudável 40 anos do Programa Nacional de Imunizações 4 de Setembro de 2013 Senado Federal Brasília BUTANTAN UMA INSTITUIÇÃO PÚBLICA DO GOVERNO DE ESTADO DE SÃO PAULO Em 1901 o

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ

MINISTÉRIO DA SAÚDE FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ MINISTÉRIO DA SAÚDE FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ Cristiane Quental Analista de C&T da Fiocruz 17/outubro/2006 FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ Conselho Deliberativo Congresso Interno Presidência Chefe de Gabinete Comité

Leia mais

Biotecnologia e medicina. Denise Machado

Biotecnologia e medicina. Denise Machado Biotecnologia e medicina Denise Machado Biotecnologia 325 milhões de pessoas no mundo fazem uso de 130 drogas ou vacinas produzidas pelas técnicas da biotecnologia. 70% de tais drogas ou vacinas foram

Leia mais

Ciências da Vida x MPE:

Ciências da Vida x MPE: Ciências da Vida x MPE: Oportunidades e desafios Fernando Kreutz, M.D./Ph.D. Diretor-Presidente FK-Biotec Professor Faculdade de Farmácia da PUCRS Pesquisador CNPq DT IB Conselheiro Anprotec Empreendedor

Leia mais

PANORAMA DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA

PANORAMA DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS LABORATÓRIO DE TECNOLOGIA DOS MEDICAMENTOS PANORAMA DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA Prof. Pedro Rolim PANORAMA

Leia mais

Inovação biomédica e políticas públicas: o desenvolvimento de testes para diagnóstico de HIV e hepatites virais no Brasil

Inovação biomédica e políticas públicas: o desenvolvimento de testes para diagnóstico de HIV e hepatites virais no Brasil Inovação biomédica e políticas públicas: o desenvolvimento de testes para diagnóstico de HIV e hepatites virais no Brasil Koichi Kameda Doutorando CERMES3-EHESS / IMS-UERJ Mercado de teste diagnóstico

Leia mais

Estratégias de Licenciamento, Patentes e Registros:

Estratégias de Licenciamento, Patentes e Registros: Estratégias de Licenciamento, Patentes e Registros: Visão do Empresário de Tecnologia Pequena e Média Empresa Fernando Thomé Kreutz, M.D./Ph.D. Diretor FK-Biotecnologia S.A. FK-Biotecnologia S.A. Realizar

Leia mais

WORKSHOP PANORAMA MUNDIAL SOBRE PROBIÓTICOS. Regulamentação atual Medicamentos contendo probióticos

WORKSHOP PANORAMA MUNDIAL SOBRE PROBIÓTICOS. Regulamentação atual Medicamentos contendo probióticos WORKSHOP PANORAMA MUNDIAL SOBRE PROBIÓTICOS Regulamentação atual Medicamentos contendo probióticos Neemias Silva de Andrade Gerência de Produtos Biológicos / GPBIO Gerência-Geral de Produtos Biológicos,

Leia mais

Plano Brasil Maior 2011/2014

Plano Brasil Maior 2011/2014 Plano Brasil Maior 2011/2014 Inovar para competir. Competir para crescer. Agenda Tecnológica Setorial ATS 18 de junho de 2013 Sumário PBM e CIS Objetivo da ATS Focos das ATS Roteiro Metodologia para Seleção

Leia mais

FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS EM BIOTECNOLOGIA

FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS EM BIOTECNOLOGIA FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS EM BIOTECNOLOGIA J O Ã O M A S S U D F I L H O P R E S I D E N T E, S B M F C O O R D E N A D O R D O C U R S O D E M F / U N I F E S P C E O, T R I A L S C O N S U L T I N

Leia mais

LIFE SCIENCES NO BRASIL

LIFE SCIENCES NO BRASIL LIFE SCIENCES NO BRASIL L IFE S CIENCES NO B R A presença da iniciativa privada no setor da saúde é cada vez mais relevante para a indústria de medicamentos e para as áreas de assistência à saúde, serviços

Leia mais

O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL PARA ESTES INCENTIVOS?

O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL PARA ESTES INCENTIVOS? O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL PARA ESTES INCENTIVOS? O ISQ e a ASK querem ajudar empreendedores e empresários à procura de financiamento a obterem o apoio de que necessitam para lançar ou desenvolver os seus

Leia mais

D ESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO. Um golpe na meni REVISTA DE MANGUINHOS DEZEMBRO DE 2002

D ESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO. Um golpe na meni REVISTA DE MANGUINHOS DEZEMBRO DE 2002 D ESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Um golpe na meni 12 Repare na foto ao lado. Trata-se de uma bactéria ampliada milhares de vezes. Vista desse modo, é uma bela imagem de um mundo invisível a olho nu e desvendado

Leia mais

BRASCUBA UMA EMPRESA QUE TEM ORGULHO DE CRESCER

BRASCUBA UMA EMPRESA QUE TEM ORGULHO DE CRESCER BRASCUBA UMA EMPRESA QUE TEM ORGULHO DE CRESCER História Em Abril de 1995 se cria a empresa mista cubano-brasileira BRASCUBA Cigarrillos, S.A con administração compartilhada entre : Souza Cruz, empresa

Leia mais

Geração de anticorpos monoclonais para alvos neurológicos

Geração de anticorpos monoclonais para alvos neurológicos Geração de anticorpos monoclonais para alvos neurológicos M. Carolina Tuma, Ph.D. Diretora de Pesquisa e Desenvolvimento Recepta_cartão.jpg Recepta: uma parceria inovadora Brazilian Angel Investors Anticorpos

Leia mais

GRUPO OURO FINO DEPARTAMENTO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO MODELO DE GESTÃO INOVAÇÃO ABERTA

GRUPO OURO FINO DEPARTAMENTO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO MODELO DE GESTÃO INOVAÇÃO ABERTA GRUPO OURO FINO DEPARTAMENTO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO MODELO DE GESTÃO INOVAÇÃO ABERTA Ms.Lucimara C. Toso Bertolini. Gerente PD&I OURO FINO AGRONEGÓCIOS DIVISÃO SAÚDE ANIMAL 1987: Nasce a Ouro Fino

Leia mais

O SUS foi instituído com base no lema de Alma Ata: O foco é o acesso à assistência não a seleção de que

O SUS foi instituído com base no lema de Alma Ata: O foco é o acesso à assistência não a seleção de que O SUS foi instituído com base no lema de Alma Ata: Saúde para todos no ano 2000 O foco é o acesso à assistência não a seleção de que produtos incorporar A redemocratização do país e a criação da Anvisa

Leia mais

para o Tratamento do Câncer

para o Tratamento do Câncer Terapias Direcionadas para o Tratamento do Câncer 1 Anticorpos Monoclonais e Peptídeos para Tratamento do Câncer Recepta Biopharma é uma empresa de biotecnologia dedicada a P&D para o desenvolvimento de

Leia mais

Investigação em Saúde Internacional

Investigação em Saúde Internacional Investigação em Saúde Internacional Necessidades e dificuldades Alexandre Abrantes Sumário Investigação epidemiológica Investigação sobre serviços de saúde Investigação e desenvolvimento na área da tecnologia

Leia mais

Patentes na Indústria Farmacêutica

Patentes na Indústria Farmacêutica Patentes na Indústria Farmacêutica 1. PATENTES 2. O MERCADO FARMACÊUTICO 3. COMPETIVIDADE DO SETOR 4. A IMPORTÂNCIA DAS PATENTES NO MERCADO FARMACÊUTICO PATENTES PATENTES Definiçã ção o ( LEI 9.279 DE

Leia mais

20/12/2012 NOTA TÉCNICA

20/12/2012 NOTA TÉCNICA Data: 20/12/2012 NOTA TÉCNICA 56/2012 Medicamento X Material Solicitante Procedimento Juiz Almir Prudente dos Santos Cachoeira de Cobertura Minas Refere-se ao Processo nº. 009712001663-5 TEMA: interferon

Leia mais

SEMINÁRIO GESTÃO DE TECNOLOGIA E INOVAÇÃO EM SAÚDE

SEMINÁRIO GESTÃO DE TECNOLOGIA E INOVAÇÃO EM SAÚDE SEMINÁRIO GESTÃO DE TECNOLOGIA E INOVAÇÃO EM SAÚDE Marcelo Morales Diretor de Ciências Agrárias, Biológicas e da Saúde CNPq Salvador Bahia 03/09/2015 MISSÃO Fomentar a Ciência, Tecnologia e Inovação e

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária REGISTRO DE MEDICAMENTOS

Agência Nacional de Vigilância Sanitária REGISTRO DE MEDICAMENTOS REGISTRO DE MEDICAMENTOS GERÊNCIA GERAL DE MEDICAMENTOS - SETORES A Gerência Geral de Medicamentos está em fase de reestruturação, portanto as divisões setoriais são provisórias; Gerência de Pesquisas,

Leia mais

Seminário de Doenças Crônicas

Seminário de Doenças Crônicas Seminário de Doenças Crônicas LINHA DE CUIDADO DE HIPERTENSÃO ARTERIAL E DIABETES EXPERIÊNCIA DE DIADEMA SP Dra Lidia Tobias Silveira Assistente Gabinete SMS Diadema Linha de cuidado de HAS e DM Experiência

Leia mais

Inovação em Oncologia no Brasil. Jose Fernando Perez Diretor Presidente

Inovação em Oncologia no Brasil. Jose Fernando Perez Diretor Presidente Inovação em Oncologia no Brasil Jose Fernando Perez Diretor Presidente 1 Anticorpos Monoclonais e Peptídeos para Tratamento do Câncer Recepta Biopharma é uma empresa de biotecnologia dedicada a P&D para

Leia mais

A Tríplice Hélice Universidade, Empresa e Governo em ação.

A Tríplice Hélice Universidade, Empresa e Governo em ação. A Tríplice Hélice Universidade, Empresa e Governo em ação. Fernando Kreutz, M.D./Ph.D. Diretor-Presidente FK-Biotecnologia S.A. Professor Faculdade de Farmácia da PUCRS Pesquisador CNPq Conselheiro Anprotec

Leia mais

Desafios regulatórios Até onde vai a liberdade do Pesquisador?

Desafios regulatórios Até onde vai a liberdade do Pesquisador? Desafios regulatórios Até onde vai a liberdade do Pesquisador? Equipe de Identificação de pré-candidatos (internos ou externos) Pré-candidatos selecionados? Criação da Equipe do Projeto - Diretoria Diretória

Leia mais

Vacina Pentavalente. Nomenclatura. Proteção. Forma Farmacêutica Apresentação

Vacina Pentavalente. Nomenclatura. Proteção. Forma Farmacêutica Apresentação Vacina Pentavalente Nomenclatura Proteção Forma Farmacêutica Apresentação Lab. Produtor Composição Indicação Precauções Contra Indicações - Vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis, hepatite B (recombinante)

Leia mais

Tabelas anexas Capítulo 7

Tabelas anexas Capítulo 7 Tabelas anexas Capítulo 7 Tabela anexa 7.1 Indicadores selecionados de inovação tecnológica, segundo setores das indústrias extrativa e de transformação e setores de serviços selecionados e Estado de São

Leia mais

Pesquisa. 40 INCA Relatório Anual 2005 Pesquisa

Pesquisa. 40 INCA Relatório Anual 2005 Pesquisa Pesquisa A pesquisa no INCA compreende atividades de produção do conhecimento científico, melhoria dos procedimentos diagnósticos e terapêuticos do câncer e formação de recursos humanos em pesquisa oncológica.

Leia mais

ATUAÇÃO DO FARMACÊUTICO NA PESQUISA CLÍNICA

ATUAÇÃO DO FARMACÊUTICO NA PESQUISA CLÍNICA 2ª Jornada de Ciências Farmacêuticas Centro Universitário Estadual da Zona Oeste UEZO - 2012 ATUAÇÃO DO FARMACÊUTICO NA PESQUISA CLÍNICA Robson Leite de Souza Cruz Instituto de tecnologia em Imunobiológicos

Leia mais

O modelo de inovação da Recepta: Terapias Direcionadas para o tratamento do câncer. Jose Fernando Perez Diretor Presidente

O modelo de inovação da Recepta: Terapias Direcionadas para o tratamento do câncer. Jose Fernando Perez Diretor Presidente O modelo de inovação da Recepta: Terapias Direcionadas para o tratamento do câncer Jose Fernando Perez Diretor Presidente 1 Anticorpos Monoclonais e Peptídeos para Tratamento do Câncer Recepta Biopharma

Leia mais

Agenda Regulatória Ciclo Quadrienal 2013-2016

Agenda Regulatória Ciclo Quadrienal 2013-2016 ANVISA Agência Nacional de Vigilância Sanitária Regulação Sanitária no Contexto da Política Tecnológica e de Inovação Agenda Regulatória Ciclo Quadrienal 2013-2016 Eixo 1: Complexo Produtivo e de Ciência,

Leia mais

POLÍTICA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

POLÍTICA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA POLÍTICA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA ESTEVÃO FREIRE estevao@eq.ufrj.br DEPARTAMENTO DE PROCESSOS ORGÂNICOS ESCOLA DE QUÍMICA - UFRJ Tópicos: Ciência, tecnologia e inovação; Transferência de tecnologia; Sistemas

Leia mais

Gestão da Propriedade Industrial

Gestão da Propriedade Industrial Gestão da Propriedade Industrial ZEA DUQUE VIEIRA LUNA MAYERHOFF Rio de Janeiro Julho/2009 Sistema de Propriedade Intelectual Consiste em um conjunto de instrumentos importantes para o processo de Inovação:

Leia mais

CASOS DE SUCESSO DO CONCURSO NACIONAL DE INOVAÇÃO BES. O sucesso. dos métodos. não invasivos. de detecção. do cancro

CASOS DE SUCESSO DO CONCURSO NACIONAL DE INOVAÇÃO BES. O sucesso. dos métodos. não invasivos. de detecção. do cancro CASOS DE SUCESSO DO CONCURSO NACIONAL DE INOVAÇÃO BES O sucesso dos métodos não invasivos de detecção do cancro Foi distinguida no Concurso Nacional de Inovação BES em 2007 e desde então já lançou no mercado

Leia mais

Equipamentos de Imagem e Equipes Médicas Integradas: O binômio para o pleno retorno do investimento em novas tecnologias

Equipamentos de Imagem e Equipes Médicas Integradas: O binômio para o pleno retorno do investimento em novas tecnologias Equipamentos de Imagem e Equipes Médicas Integradas: O binômio para o pleno retorno do investimento em novas tecnologias José Marcelo Amatuzzi de Oliveira Gestor do Setor de Imagem - Fleury Objetivos Investimento

Leia mais

Ensaios Clínicos: A Perspectiva da Indústria Farmacêutica

Ensaios Clínicos: A Perspectiva da Indústria Farmacêutica Ensaios Clínicos: A Perspectiva da Indústria Farmacêutica Plataforma Nacional de Ensaios Clínicos Lançamento Oficial Lisboa, 20 de Março 2012 Paula Martins de Jesus Grupo de Trabalho de Investigação Clínica

Leia mais

Interface Saúde: Animal/Humana Plano de Ação Global sobre Resistência aos Antimicrobianos - GAP/OMS. MAPA: situação atual

Interface Saúde: Animal/Humana Plano de Ação Global sobre Resistência aos Antimicrobianos - GAP/OMS. MAPA: situação atual Interface Saúde: Animal/Humana Plano de Ação Global sobre Resistência aos Antimicrobianos - GAP/OMS MAPA: situação atual Suzana Bresslau Médica Veterinária Fiscal Federal Agropecuário - DFIP/SDA ENDESA

Leia mais

Implementación e Impacto de las Listas Nacionales de Medicamentos Esenciales Experiencias en Países Seleccionados de la Región - BRASIL

Implementación e Impacto de las Listas Nacionales de Medicamentos Esenciales Experiencias en Países Seleccionados de la Región - BRASIL Implementación e Impacto de las Listas Nacionales de Medicamentos Esenciales Experiencias en Países Seleccionados de la Región - BRASIL Lima, Perú 27 noviembre de 2007 Sistema Único de Saúde - SUS Estabelecido

Leia mais

REGULAÇÃO DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS DO COMPLEXO REGULADOR DE FLORIANÓPOLIS

REGULAÇÃO DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS DO COMPLEXO REGULADOR DE FLORIANÓPOLIS TÍTULO DA PRÁTICA: REGULAÇÃO DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS DO COMPLEXO REGULADOR DE FLORIANÓPOLIS CÓDIGO DA PRÁTICA: T66 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Complexo Regulador caracteriza-se

Leia mais

Estratégia de Especialização Inteligente para a Região de Lisboa

Estratégia de Especialização Inteligente para a Região de Lisboa Diagnóstico do Sistema de Investigação e Inovação: Desafios, forças e fraquezas rumo a 2020 FCT - A articulação das estratégias regionais e nacional - Estratégia de Especialização Inteligente para a Região

Leia mais

Políticas de Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia: modelos institucionais da Fiocruz

Políticas de Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia: modelos institucionais da Fiocruz Políticas de Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia: modelos institucionais da Fiocruz Seminário: Um decênio de história na gestão de propriedade intelectual e transferência de tecnologia

Leia mais

Economia da Saúde: a inovação e seu impacto no Sistema de Saúde. Erika Aragâo Fiocruz BA e UFBA

Economia da Saúde: a inovação e seu impacto no Sistema de Saúde. Erika Aragâo Fiocruz BA e UFBA Economia da Saúde: a inovação e seu impacto no Sistema de Saúde Erika Aragâo Fiocruz BA e UFBA Ciência: "Refere-se a um sistema de aquisição de conhecimento. Tradicionalmente relacionado a observação e

Leia mais

Valor Econômico 23/02/2007 Empresas Vacina contra câncer de próstata é aposta da gaúcha FK

Valor Econômico 23/02/2007 Empresas Vacina contra câncer de próstata é aposta da gaúcha FK Valor Econômico Empresas Vacina contra câncer de próstata é aposta da gaúcha FK Sérgio Bueno Criada pelo médico gaúcho Fernando Kreutz, de 39 anos, uma vacina terapêutica contra o câncer da próstata pode

Leia mais

Os requisitos de patenteabilidade, previstos na Lei de Propriedade Industrial 9.279/96, são:

Os requisitos de patenteabilidade, previstos na Lei de Propriedade Industrial 9.279/96, são: Quais os requisitos de patenteabilidade? Os requisitos de patenteabilidade, previstos na Lei de Propriedade Industrial 9.279/96, são: (1) Novidade - a matéria objeto da pesquisa precisa ser nova, ou melhor,

Leia mais

BIOLOGIA MOLECULAR APLICADA AO ESTUDO DE DOENÇAS

BIOLOGIA MOLECULAR APLICADA AO ESTUDO DE DOENÇAS ! Universidade Federal de Pernambuco Centro de Ciências da Saúde Departamento de Patologia Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami Prof. Dr. Lucas Brandão BIOLOGIA MOLECULAR APLICADA AO ESTUDO DE DOENÇAS

Leia mais

"As Ciências da Vida no Brasil e as Oportunidades de Integração no Mercosul"

As Ciências da Vida no Brasil e as Oportunidades de Integração no Mercosul Ministério da Saúde Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos "As Ciências da Vida no Brasil e as Oportunidades de Integração no Mercosul" KELLEN SANTOS REZENDE Diretora Substituta do Departamento

Leia mais

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE 18 MARÇO 2015 Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa PATROCINDADORES Apoio Patrocinadores Globais APDSI As TIC e a Saúde no Portugal de hoje Joaquim Cunha 18 março

Leia mais

Câncer: mais 500 mil casos

Câncer: mais 500 mil casos Página 1 de 5 Quarta, 18 de Maio de 2011 ENTREVISTA Câncer: mais 500 mil casos O oncologista afirma que o Brasil não tem estrutura física e médica para tratar outro meio milhão de pessoas com câncer em

Leia mais

EFIÊNCIA DOS RECURSOS E ESTRATÉGIA ENERGIA E CLIMA

EFIÊNCIA DOS RECURSOS E ESTRATÉGIA ENERGIA E CLIMA INTRODUÇÃO Gostaria de começar por agradecer o amável convite para participar neste debate e felicitar os organizadores pela importância desta iniciativa. Na minha apresentação irei falar brevemente da

Leia mais

Conteúdo. Data: 24/04/2013 NOTA TÉCNICA 54/2013. Medicamento x Material Procedimento Cobertura

Conteúdo. Data: 24/04/2013 NOTA TÉCNICA 54/2013. Medicamento x Material Procedimento Cobertura NOTA TÉCNICA 54/2013 Solicitante Juíza Sabrina da Cunha Peixoto Ladeira Processo número: 0512.13.002867-7 Data: 24/04/2013 Medicamento x Material Procedimento Cobertura TEMA: Interferon, Oxsoralen 10 mg,

Leia mais

Biofármacos: desenvolvimento atual

Biofármacos: desenvolvimento atual Biofármacos: desenvolvimento atual Leda R. Castilho Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) COPPE Programa de Engenharia Química Laboratório de Engenharia de Cultivos Celulares (LECC) Produtos biotecnológicos

Leia mais

INTRODUÇÃO (WHO, 2007)

INTRODUÇÃO (WHO, 2007) INTRODUÇÃO No Brasil e no mundo estamos vivenciando transições demográfica e epidemiológica, com o crescente aumento da população idosa, resultando na elevação de morbidade e mortalidade por doenças crônicas.

Leia mais

1. IDT Consulting. 2. Gestão da Inovação: importância e ferramentas. 3. Promoção da Criatividade e Gestão de Ideias

1. IDT Consulting. 2. Gestão da Inovação: importância e ferramentas. 3. Promoção da Criatividade e Gestão de Ideias GESTÃO DA INOVAÇÃO AGENDA 1. IDT Consulting 2. Gestão da Inovação: importância e ferramentas 3. Promoção da Criatividade e Gestão de Ideias 4. Diagnósticos Estratégicos de Inovação 5. Implementação de

Leia mais

Bom dia. Muito Obrigado. Felicito hoje o significativo dia desta conferência na nossa cooperação de saúde.

Bom dia. Muito Obrigado. Felicito hoje o significativo dia desta conferência na nossa cooperação de saúde. Desenvolvimento Económico e Cuidados de Saúde da Coreia Bom dia. Muito Obrigado. Felicito hoje o significativo dia desta conferência na nossa cooperação de saúde. A Coreia agora ocupa o (décimo terceiro

Leia mais

ENTERPRISE EUROPE NETWORK. Título: Empresa da Eslováquia certificada especializada na produção de painéis fotovoltaicos de alta qualidade.

ENTERPRISE EUROPE NETWORK. Título: Empresa da Eslováquia certificada especializada na produção de painéis fotovoltaicos de alta qualidade. Tipo de parceria:joint venture Empresa da Eslováquia certificada especializada na produção de painéis fotovoltaicos de alta qualidade. Empresa da Eslováquia certificadaespecializada na produção de painéis

Leia mais

Orientação aos gestores federal, estadual e municipal do Sistema Único de Saúde

Orientação aos gestores federal, estadual e municipal do Sistema Único de Saúde Ministério da Saúde Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos Coordenação-Geral de Gestão Orientação aos gestores federal,

Leia mais

Estratégias do CNPq para a Pesquisa e Inovação

Estratégias do CNPq para a Pesquisa e Inovação Estratégias do CNPq para a Pesquisa e Inovação Dr. Glaucius Oliva Presidente CNPq Publicações Matrículas no Ensino Superior Docentes com Doutorado Orçamento - MCTI Orçamento - CNPq Orçamento - Capes Orçamento

Leia mais

Hepatite C Grupo Vontade de Viver

Hepatite C Grupo Vontade de Viver Hepatite C Grupo Vontade de Viver De apoio aos Portadores de Hepatite C Apresentação Data de Fundação : 19 Maio de 2002 Formação do Grupo: Portadores e ex-portadores do vírus C Trasplantados de fígado

Leia mais

Comércio exterior. Dados gerais e do capítulo 30 da NCM relacionados ao comércio exterior do Brasil e do Estado de São Paulo.

Comércio exterior. Dados gerais e do capítulo 30 da NCM relacionados ao comércio exterior do Brasil e do Estado de São Paulo. Comércio exterior Dados gerais e do capítulo 30 da NCM relacionados ao comércio exterior do Brasil e do Estado de São Paulo. Janeiro 2015 Sindusfarma Gerência de Regulação de Mercados Índice Brasil...

Leia mais

Registro Eletrônico de Medicamentos

Registro Eletrônico de Medicamentos Registro Eletrônico de Medicamentos Emanuela Vieira Gerência Geral de Medicamentos ANVISA - MS Histórico Registro Eletrônico 2008 Contratação da empresa responsável pelo desenho do processo 11/2008 Início

Leia mais

Apresentação Biominas. Capital Empreendedor e Oportunidades em Biotecnologia. Eduardo Emrich Soares Diretor Presidente Fundação Biominas

Apresentação Biominas. Capital Empreendedor e Oportunidades em Biotecnologia. Eduardo Emrich Soares Diretor Presidente Fundação Biominas Apresentação Biominas Capital Empreendedor e Oportunidades em Biotecnologia Eduardo Emrich Soares Diretor Presidente Fundação Biominas 1 Capital Semente 2 Estágios das Empresas + Receita com Vendas e Fluxo

Leia mais

Os direitos da propriedade industrial adquirem-se mediante o seu registo.

Os direitos da propriedade industrial adquirem-se mediante o seu registo. 1. Registo Os direitos da propriedade industrial adquirem-se mediante o seu registo. O registo das modalidades da Propriedade Industrial, compete a todos operadores das actividades económicas que nisso

Leia mais

Gestão da Propriedade Intelectual e da Inovação na Fiocruz: Sistema GESTEC-NIT

Gestão da Propriedade Intelectual e da Inovação na Fiocruz: Sistema GESTEC-NIT Gestão da Propriedade Intelectual e da Inovação na Fiocruz: Sistema GESTEC-NIT Seminário Propriedade Intelectual e Inovação: proteção para valorização do conhecimento Auditório da Escola Superior de Tecnologia

Leia mais

Requisitos Boas Práticas/OCDE. Memorando de Entendimento. Rede de Informações. Gestão da Rede Global. Elementos Principais da Rede Global

Requisitos Boas Práticas/OCDE. Memorando de Entendimento. Rede de Informações. Gestão da Rede Global. Elementos Principais da Rede Global Plano de Acreditação das Atividades dos Centros de Recursos Biológicos no Brasil Elizabeth Cavalcanti, Waldemar Souza, Renata Almeida Inmetro/Cgcre/Dconf Petrópolis 16,17,18 set 2013 Elementos Principais

Leia mais

Promovendo a parceria Universidade/Indústria: O caso da Universidade de São Paulo

Promovendo a parceria Universidade/Indústria: O caso da Universidade de São Paulo Promovendo a parceria Universidade/Indústria: O caso da Universidade de São Paulo Prof. Oswaldo Massambani Agência USP de Inovação 2/2005-9/2010 `Inovação como a efetiva alavanca para o desenvolvimento

Leia mais

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Gestão de Projectos info@ipn-incubadora.pt +351 239 700 300 BEST SCIENCE BASED INCUBATOR AWARD Incentivos às Empresas Objectivos: - Promoção do up-grade das empresas de PME; - Apoiar

Leia mais

Programas Master Ibéria 2013-2014

Programas Master Ibéria 2013-2014 Programas Master Ibéria 2013-2014 Master em Indústria Farmacêutica e Parafarmacêutica. LISBOA Master em Direção Comercial e Marketing para Indústria Farmacêutica e Afins. Master em Monitorização de Ensaios

Leia mais

SUMÁRIO 1. RESUMO EXECUTIVO... 3 1.1. CONTEXTUALIZAÇÃO... 3 1.2. CONCLUSÕES... 3 1.3. PERGUNTA ESTRUTURADA... 4 1.4. CONTEXTUALIZAÇÃO(1)...

SUMÁRIO 1. RESUMO EXECUTIVO... 3 1.1. CONTEXTUALIZAÇÃO... 3 1.2. CONCLUSÕES... 3 1.3. PERGUNTA ESTRUTURADA... 4 1.4. CONTEXTUALIZAÇÃO(1)... NT93/2013 Solicitante: Ilmo Dr Anacleto Falci 2ª Juiz de Direito Auxiliar Especial 7ª Vara Cível - Comarca de Governador Valadares/MG Data: 14/06/2013 Medicamento X Material Procedimento Cobertura Numeração:

Leia mais

Workshop Financiamento às Infraestruturas, à Agricultura e Agro-indústria. Luanda, 26.05.2014

Workshop Financiamento às Infraestruturas, à Agricultura e Agro-indústria. Luanda, 26.05.2014 Workshop Financiamento às Infraestruturas, à Agricultura e Agro-indústria Luanda, 26.05.2014 Agenda 1. Cenário Internacional 2. Formas de apoio 3. Estratégia de atuação na África Depto. de Suporte a Operações

Leia mais

Grupo Fleury Inovação

Grupo Fleury Inovação Grupo Fleury Inovação TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2010 Nossa essência Um negócio em evolução 1926 Início das atividades como laboratório de análises clínicas 1983 Primeiros exames de centro diagnóstico

Leia mais

Os desafios da indústria farmacêutica no Brasil O Polo Farmacoquímico de Pernambuco

Os desafios da indústria farmacêutica no Brasil O Polo Farmacoquímico de Pernambuco Os desafios da indústria farmacêutica no Brasil O Polo Farmacoquímico de Pernambuco Márcio Stefanni diretor presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper) Fórum de Debates

Leia mais

Pesquisa deve resultar em inovação tecnológica Projeto desenvolvido em instituição de pesquisa Contrapartida real da empresa parceira: entre 30% e

Pesquisa deve resultar em inovação tecnológica Projeto desenvolvido em instituição de pesquisa Contrapartida real da empresa parceira: entre 30% e ,129$d 2 3$5&(5,$61$ (&2120,$'2 &21+(&,0(172 3DUFHULDSDUD,QRYDomR7HFQROyJLFD 3,7(3DUFHULDSDUD,QRYDomR 7HFQROyJLFD 3,3(,QRYDomR7HFQROyJLFD HP3HTXHQDV(PSUHVDV &(3,'V &(3,'V&HQWURVGH3HVTXLVD,QRYDomRH'LIXVmR

Leia mais

São Paulo, 17 de junho de 2009

São Paulo, 17 de junho de 2009 São Paulo, 17 de junho de 2009 VIII SEMINÁRIO ORGANIZADO PELO COMITÊ DE SAÚDE Tema: "Ambiente de Inovação em Saúde no Brasil" Nos conhecendo... Davi Sales - Engenheiro Eletrônico experiência em interação

Leia mais

Seminário Internacional Portugal - Brasil

Seminário Internacional Portugal - Brasil UM PROGRAMA ESPECIAL DE MOBILIDADE INTERNACIONAL EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA e INOVAÇÃO Gustavo Santos ast.porto@itamaraty.gov.br Setor de Cooperação Científica Superior Consulado-Geral do Brasil no Porto Seminário

Leia mais

Inserção Internacional dos NITs Brasileiros

Inserção Internacional dos NITs Brasileiros Inserção Internacional dos NITs Brasileiros Denise Gregory Diretora de Cooperação para o Desenvolvimento INPI Seminário ETT/PUC-RS: Um decênio da história na gestão de PI e Transferência de Tecnologia

Leia mais

Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação no tratamento do câncer: um modelo de inovação aberta. José Fernando Perez Diretor Presidente

Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação no tratamento do câncer: um modelo de inovação aberta. José Fernando Perez Diretor Presidente RECEPTA biopharma ENI-FarMED 2009 Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação no tratamento do câncer: um modelo de inovação aberta José Fernando Perez Diretor Presidente 1 O que é a Recepta? A Recepta é uma

Leia mais

Roche apresenta fortes resultados em 2013: crescimento de 6%

Roche apresenta fortes resultados em 2013: crescimento de 6% Roche apresenta fortes resultados em 2013: crescimento de 6% Demanda no Brasil registra aumento de 9,4%. Vendas totais do Grupo alcançam 46,8 bilhões de francos suíços A Roche anunciou hoje os seus resultados

Leia mais

Tecnologia Agrícola e Irrigação

Tecnologia Agrícola e Irrigação Introdução Telecomunicações, agropecuária, softwares e segurança não são os únicos setores da tecnologia israelense que estão marcando presença no panorama internacional nas duas últimas décadas. Os agrônomos

Leia mais

Biotecnologia como Geração de Conhecimentos e Benefícios Ampliados. Foco:- Redes Fito e a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos

Biotecnologia como Geração de Conhecimentos e Benefícios Ampliados. Foco:- Redes Fito e a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos Biotecnologia como Geração de Conhecimentos e Benefícios Ampliados Foco:- Redes Fito e a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos Wanderli Pedro Tadei tadei@inpa.gov.br CENÁRIOS ATUAIS DA

Leia mais

Lei de Informática - Incentivos Fiscais para Investimentos em Tecnologia e Inovação

Lei de Informática - Incentivos Fiscais para Investimentos em Tecnologia e Inovação Lei de Informática - Incentivos Fiscais para Investimentos em Tecnologia e Inovação Prof. Dr. Elvis Fusco 2014 Prefeitura Municipal de Garça Apresentação Prof. Dr. Elvis Fusco Centro Universitário Eurípides

Leia mais

ESTATÍSTICAS DA FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA (FCT)

ESTATÍSTICAS DA FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA (FCT) ESTATÍSTICAS DA FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA (FCT) VISÃO GLOBAL Este documento sintetiza a informação estatística sobre a execução orçamental da FCT desde 21. Divide-se em três secções: (1) execução

Leia mais

Assistência Farmacêutica

Assistência Farmacêutica Assistência Farmacêutica Farm. Marco Aurélio Pereira Coordenação Geral Gestão / Departamento de Assistência Farmacêutica (DAF/SCTIE/MS) Secretaria DE Ciência e Tecnologia e Insumos Estratégicos Ministério

Leia mais

Plano Regional de Investigação, Desenvolvimento e Tecnologia

Plano Regional de Investigação, Desenvolvimento e Tecnologia Área: Saúde 1. Análise e enquadramento estratégico da área 2. Objetivos estratégicos (SWOT) 3. Áreas prioritárias 4. Recursos 5. Plano de ação 6. Financiamento 7. Resultados 1. Análise e enquadramento

Leia mais

Parcerias Tecnológicas e Inovação nas PMEs

Parcerias Tecnológicas e Inovação nas PMEs Parcerias Tecnológicas e Inovação nas PMEs Eng. Fabián Yaksic Presidente do IPD Eletron Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico do Complexo Eletroeletrônico e Tecnologia da Informação Associação

Leia mais

16.º PEC Bolsas Gulbenkian - N.º Projectos. 16.º PEC Bolsas Gulbenkian Investigação

16.º PEC Bolsas Gulbenkian - N.º Projectos. 16.º PEC Bolsas Gulbenkian Investigação O Programa Educação pela Ciência visa estimular a prática da investigação científica pelos alunos, permitindo que participem diretamente no delineamento e execução de projetos de investigação laboratorial

Leia mais

Soluções de Financiamento para a Internacionalização

Soluções de Financiamento para a Internacionalização Soluções de Financiamento para a Internacionalização por João Real Pereira Internacionalização para Moçambique Oportunidades e Financiamento 15 de Março de 2012 Braga Sumário 1. O que é a SOFID? Estrutura

Leia mais

EDITAL FAPEMIG 13/2013 PROGRAMA DE APOIO À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE TECNOVA MINAS GERAIS

EDITAL FAPEMIG 13/2013 PROGRAMA DE APOIO À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE TECNOVA MINAS GERAIS EDITAL FAPEMIG 13/2013 PROGRAMA DE APOIO À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE TECNOVA MINAS GERAIS Objetivos da apresentação Exposição dos principais detalhes do edital,

Leia mais

WP Council 242/13 Add. 1

WP Council 242/13 Add. 1 WP Council 242/13 Add. 1 1 julho 2014 Original: inglês P Conselho Internacional do Café 113. a sessão 22 26 setembro 2014 Londres, Reino Unido Atividades de rotina Programa de Atividades da Organização

Leia mais

Dos resíduos às matérias-primas rentáveis

Dos resíduos às matérias-primas rentáveis Dos resíduos às matérias-primas rentáveis 1 Dos resíduos às matérias-primas rentáveis O aumento da população e do nível de vida previstos para as próximas décadas, pressupõem um acréscimo na procura de

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS CENTRO DE PROMOÇÃO DE INVESTIMENTOS CLIMA DE INVESTIMENTOS EM MOÇAMBIQUE

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS CENTRO DE PROMOÇÃO DE INVESTIMENTOS CLIMA DE INVESTIMENTOS EM MOÇAMBIQUE REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS CENTRO DE PROMOÇÃO DE INVESTIMENTOS CLIMA DE INVESTIMENTOS EM MOÇAMBIQUE CONTEÚDO 1 Razões para investir em Moçambique 2 Evolução do Investimento

Leia mais

BIOCANT PARK A NOSSA VISÃO

BIOCANT PARK A NOSSA VISÃO 01 A NOSSA VISÃO O PARQUE DE BIOTECNOLOGIA DE PORTUGAL ESTÁ A CRIAR VALOR PARA A REGIÃO E PARA O PAÍS FOMENTANDO INVESTIMENTOS E INI- CIATIVAS EMPRESARIAIS DE BASE CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA. A NOSSA VISÃO

Leia mais

Norma aplicada ao Vestuário para Bloco Operatório EN 13795

Norma aplicada ao Vestuário para Bloco Operatório EN 13795 3as Jornadas APHH 1 Norma aplicada ao Vestuário para Bloco Operatório EN 13795 Alexandra Coelho 2 Fabrico de Dispositivos Médicos PME Líder ISO 9001 ISO 13485 Marcação CE, Dispositivos Médicos classe I

Leia mais

1ª Retificação do Edital Nº 024/2015

1ª Retificação do Edital Nº 024/2015 1ª Retificação do Edital Nº 024/2015 O Diretor Geral do Câmpus Juiz de Fora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG), no uso de suas atribuições

Leia mais

O público-alvo são meninas de 9 a 11 anos e o serviço faz parte do Calendário Nacional de Vacinação.

O público-alvo são meninas de 9 a 11 anos e o serviço faz parte do Calendário Nacional de Vacinação. Clipping Eletrônico Segunda-feira dia 09/03/2015 Portal Acrítica Saúde - 09 de março de 2015. Fonte: http://acritica.uol.com.br/manaus/prefeitura-disponibilizaravacina-hpv-ubss_0_1316868336.html Prefeitura

Leia mais

DESTAQUES ESTRATÉGICOS: PROJETOS E INICIATIVAS INTEGRAÇÃO COM A ÁFRICA

DESTAQUES ESTRATÉGICOS: PROJETOS E INICIATIVAS INTEGRAÇÃO COM A ÁFRICA Destaques Estratégicos: projetos e iniciativas DESTAQUES ESTRATÉGICOS: PROJETOS E INICIATIVAS INTEGRAÇÃO COM A ÁFRICA Legenda: branco = PDP original Amarelo = modificação posterior ao lançamento da PDP

Leia mais

Me. GIOVANA F. PUJOL giopujol@windowslive.com

Me. GIOVANA F. PUJOL giopujol@windowslive.com Me. GIOVANA F. PUJOL giopujol@windowslive.com BRASIL - TERRITÓRIO, POPULAÇÃO E ECONOMIA: COMBINAÇÃO VITORIOSA Indonésia Área População > 4 milhões km 2 > 100 milhões Nigéria Canadá Rússia EUA Brasil China

Leia mais

Oncologia. Aula 3: Legislação específica. Profa. Camila Barbosa de Carvalho

Oncologia. Aula 3: Legislação específica. Profa. Camila Barbosa de Carvalho Oncologia Aula 3: Legislação específica Profa. Camila Barbosa de Carvalho Legislações importante em oncologia - RDC n o. 220/2004 - RDC n o. 67/2007 - RDC n o. 50/2002 - RDC n o. 306/2004 - NR 32/2005

Leia mais