Plano de Ação e Programa de Formação de Recursos Humanos para PD&I

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Plano de Ação e Programa de Formação de Recursos Humanos para PD&I"

Transcrição

1 Plano de Ação e Programa de Formação de Recursos Humanos para PD&I 1. Plano de Ação A seguir apresenta-se uma estrutura geral de Plano de Ação a ser adotado pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia candidato na apresentação da proposta: Sobre a área de competência proposta A) Identificação da área de competência. Descrever pormenorizadamente a área de competência e subáreas de atuação pretendidas. B) Oportunidade estratégica de atuação e seu potencial econômico. Justificar a escolha da área de competência proposta, considerando o histórico de atuação institucional e de interação com empresas industriais, oportunidades de aplicações em setores econômicos, apresentar um mapeamento preliminar do perfil de empresas potencialmente parceiras em âmbito nacional, estimar mercado na área de competência proposta e justificar, apresentar análise dos tipos de inovação que podem resultar dessas parcerias, listar possíveis produtos e serviços a comporem os projetos, resultados e impactos esperados. Sobre a estrutura técnica e organizacional do candidato a Polo EMBRAPII IF C) Mecanismos gerais de coordenação Identificar a posição do Polo EMBRAPII IF no organograma do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, nomear Coordenador Geral e outros integrantes do grupo de coordenação, destacar instâncias de orientação da iniciativa (exemplo, conselho técnico-científico), ferramentas de acompanhamento e controle de projetos. D) Perfil e experiência do quadro de pessoal da candidata a Polo EMBRAPII IF

2 Comentar a competência do quadro de pessoal para execução do Plano de Ação proposto, indicando nível e área de formação dos pesquisadores envolvidos, técnicos de laboratório. Apresentar o Mini CV (em anexo) dos coordenadores das equipes de pesquisadores da proposta. E) Gestão de projetos de inovação e da propriedade intelectual Os IFs candidatos deverão resumir a experiência institucional na gestão de projetos de inovação e PI, destacando como será o uso do núcleo ou grupo dedicado a essas atividades no IF, quais são as práticas adotadas, número de pessoas envolvidas, competências, ferramentas e procedimentos utilizados ou propostos etc. Para os IFs candidatos a operar na modalidade de Polo EMBRAPII IF em Estruturação, caso não tenha essa estrutura, deve ser apresentado, neste item, a estratégia de criação ou consolidação da estrutura de gestão de projetos de inovação e da propriedade intelectual, qual modelo que será utilizado, os procedimentos que serão adotados, recursos humanos que serão envolvidos, etc. F) Atração de RH para área de competência Apresentar uma estratégia institucional para atração e qualificação de RH dos diferentes níveis (pesquisadores, técnicos etc) para colaborar no fortalecimento das capacitações na área de competência. G) Infraestrutura disponível para atuação na área de competência proposta Descrever e avaliar a adequação da área ocupada e do parque de equipamentos, destacando equipamentos de maior relevância, grau de atualização do parque de equipamentos e diferencial da infraestrutura em relação a outras instituições de pesquisa que atuam na mesma área de competência no Brasil. Sobre a captação de projetos H) Estrutura de Prospecção de Projetos de PD&I Descrever a estrutura existente para a prospecção de projetos de PD&I em parceria com empresas industriais, quais os recursos humanos envolvidos e os procedimentos adotados etc. No caso dos IFs candidatos a Polos EMBRAPII IF em Estruturação, caso não tenham essa estrutura, deve ser apresentada a estratégia de desenvolvimento e consolidação da estrutura de prospecção de projetos, destacando as características propostas para esta estrutura, os procedimentos que serão adotados, os recursos humanos que atuarão nestas atividades. I) Estratégias para a prospecção de parcerias com empresas do setor industrial Detalhar como o IF candidato buscará oportunidades de parceria com empresas industriais em âmbito nacional.

3 Sobre o financiamento J) Projeção das necessidades de financiamento dos projetos Apresentar um plano de financiamento anual detalhado para a execução dos projetos, para um período de seis anos para candidatos a Polo EMBRAPII IF e três anos caso o IF esteja se candidatando a operar na modalidade de Polo EMBRAPII IF em Estruturação, com justificativa dos recursos solicitados, estimativas de aporte da EMBRAPII e das empresas parceiras e identificação da contrapartida prevista do IF. A proposta deverá considerar na sua projeção de necessidades financeiras um incremento factível em relação ao histórico de atuação institucional na área de competência. As justificativas dos recursos solicitados, deve levar em consideração o histórico de realização de projetos de PD&I em parceria com empresas industriais, bem como, as oportunidades estratégicas de atuação e seu potencial econômico. K) Destacar o diferencial que a EMBRAPII irá proporcionar ao Polo EMBRAPII IF Apontar os ganhos esperados na forma de atuação e na capacidade de execução de projetos com empresas do setor industrial, na área de competência proposta, caso venha a ser credenciado como Polo EMBRAPII IF. Sobre os resultados esperados L) Indicadores de resultados esperados. Definir metas para os indicadores considerados obrigatórios para o credenciamento do Polo. Para as propostas submetidas para a modalidade de operação de 6 anos as metas de indicadores deve incluir o período de a, em contrapartida na modalidade de operação de 3 anos as metas devem englobar o período de a.

4 INDICADORES DE DESEMPENHO DA UNIDADE EMBRAPII Nº Título do indicador Descrição Metas 1 Número de empresas Refere-se ao número de empresas prospectadas pela prospectadas Unidade EMBRAPII como potenciais parceiras em projetos de inovação 2 Número de propostas técnicas Trata-se do número de propostas técnicas elaboradas pela Unidade EMBRAPII no processo de negociação de parcerias com empresas 3 Número de empresas contratadas 4 Participação de projetos de alta tecnologia em carteira Diz respeito ao número de empresas envolvidas em projetos de parceria com a Unidade EMBRAPII. Empresas com mais de um projeto contam uma única vez. Estimativa de participação de projetos classificados como de alta tecnologia no total de projetos mantidos no ano.

5 Nº Título do indicador Descrição Metas 5 Participação de empresas novas na carteira Estimativa de participação de empresas parceiras novas para a Unidade EMBRAPII no total de projetos mantidos no ano. 6 Taxa de cumprimento dos prazos de execução 7 Geração de propriedade intelectual 8 Participação de alunos em projetos de parceria O indicador é obtido por meio da razão entre o número de projetos executados dentro do prazo estabelecido e o número de projetos encerrados no ano. Projeção de pedidos de propriedade intelectual em relação aos projetos contratados, abrangendo: patente, modelo de utilidade e registro de software, depositados no Instituto Nacional de Propriedade Industrial, no ano. Razão entre o número de alunos em atividades de pesquisa e desenvolvimento nos projetos empreendidos em parceria com empresas e o número total de participantes nesses mesmos projetos.

6 Nº Título do indicador Descrição Metas 9 Taxa de licenciamento de Projeção do número de contratos de licenciamento em tecnologias relação ao número de pedidos de propriedade intelectual. 10 Geração de novos produtos e processos 11 Tempo de retorno dos investimentos Projeção do número de novos produtos e processos lançados no mercado em relação ao número de projetos concluídos. Expectativa de tempo médio de retorno dos investimentos realizados pelas empresas, considerando o conjunto de projetos concluídos no ano.

7 2. Programa de Formação de Recursos Humanos para PD&I Apresentar um programa de Formação de Pessoas para atuar em PD&I em empresas do setor industrial, na área de competência definida do PEIF, estabelecendo claramente sua relação com outros programas e ações institucionais do IF e/ou governamentais (Pronatec, Mestrados Profissionais em Rede, Ciência sem Fronteiras, Fomento à Inovação SETEC/CNPq e outros programas de fomento à inovação). Sugere-se que este programa deve descrever, entre outros pontos, quais serão: A) Diagnóstico das necessidades de formação de Recursos Humanos na área de competência proposta, relação de cursos e demais estratégias de formação a serem ofertadas neste contexto. B) Fluxograma com a trajetória de formação articulada das ofertas de cursos e programa de atividades de PD&I nos projetos. Considerar a oferta de outros cursos, como por exemplo: qualificação profissional, técnico e Pós Graduação (lato e stricto sensu). C) Plano de oferta de qualificação em PD&I para docentes, técnicos administrativos, profissionais de empresas. Pode incluir participação de profissionais de empresas nas atividades de pesquisa do Polo, cursos para o pessoal de gestão e prospecção do polo e docentes envolvidos nas atividades do PEIF. D) Plano de formação de estudantes do IF em projetos de PD&I dos Polos nos diferentes níveis ensino: Os critérios e processos de seleção. As atividades que serão realizadas. As obrigações dos estudantes. A descrição sobre como se dará a integração entre atividades de pesquisa e a formação nos cursos. O diferencial que a participação em atividades de pesquisa proporcionará para os estudantes. A estratégia de inserção de alunos nas empresas para realizar atividades de PD&I. A estratégia de parceria com Unidades EMBRAPII para o estudante, se houver. E) Plano de estímulo à realização de trabalhos de conclusão de curso oriundos de projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, em articulação com empresas industriais. F) Outras estratégias de formação de pessoas para atuação em PD&I.

8 G) Relação dos custos referentes ao desenvolvimento do programa (bolsas para os estudantes, horas professores etc.) e respectivas fontes de recursos institucionais e/ou externos.

PDI IFCE/PRPI

PDI IFCE/PRPI PDI 2014-2019 IFCE/PRPI Perspectiva dos Clientes da PRPI Expansão e consolidação da pesquisa científica e tecnológica Captação de recursos externos para Pesquisa e Inovação Cronograma de Metas 01 R$ 34.000.000,00

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional PDI -

Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - Diretrizes para Elaboração Eixos Temáticos Essenciais do PDI Perfil Institucional Avaliação e Acompanhamento do Desenvolvimento Institucional Gestão Institucional

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Rio Grande Faculdade de Medicina Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde EDITAL

Ministério da Educação Universidade Federal do Rio Grande Faculdade de Medicina Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde EDITAL Ministério da Educação Universidade Federal do Rio Grande Faculdade de Medicina Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde EDITAL Credenciamento de Docentes para o Programa de Pós-Graduação em Ciências

Leia mais

CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DE TÍTULOS E TRABALHOS EM CONCURSOS PÚBLICOS DE PROVAS E TÍTULOS DO DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA

CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DE TÍTULOS E TRABALHOS EM CONCURSOS PÚBLICOS DE PROVAS E TÍTULOS DO DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DE TÍTULOS E TRABALHOS EM CONCURSOS PÚBLICOS DE PROVAS E TÍTULOS

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRPDI Orientação Geral O Plano de Desenvolvimento Institucional -PDI, elaborado para um período de 5

Leia mais

ANEXO IV FORMULÁRIO DE PONTUAÇÃO POR CRITÉRIO. Fator de pontuação

ANEXO IV FORMULÁRIO DE PONTUAÇÃO POR CRITÉRIO. Fator de pontuação RECONHECIMENTO DE SABERES E COMPETÊNCIAS RSC I ANEXO IV FORMULÁRIO DE PONTUAÇÃO POR CRITÉRIO Fator de pontuação Unidade Quantidade Máximas de unidades Quantidade de unidades comprovadas obtida I - Experiência

Leia mais

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO 9º Diálogos da MEI ESTRATÉGIA NACIONAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO NACIONAL JAILSON BITTENCOURT DE ANDRADE SECRETÁRIO DE POLÍTICAS E PROGRAMAS

Leia mais

1º ENFACO Goiânia. 1. Considerações Gerais; 2. Autorregulação; 24/04/2017 PROJETO DE AUTORREGULAÇÃO DAS FUNDAÇÕES DE APOIO

1º ENFACO Goiânia. 1. Considerações Gerais; 2. Autorregulação; 24/04/2017 PROJETO DE AUTORREGULAÇÃO DAS FUNDAÇÕES DE APOIO 1º ENFACO Goiânia PROJETO DE AUTORREGULAÇÃO DAS FUNDAÇÕES DE APOIO Fernando Peregrino, D.Sc. Presidente 1. Considerações Gerais; 2. Autorregulação; 1 Velocidade da Inovação http://asgard.vc/tag/acceleration-growth/

Leia mais

CONQUISTAS E DESAFIOS DO INPI NA CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO EM PI

CONQUISTAS E DESAFIOS DO INPI NA CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO EM PI CONQUISTAS E DESAFIOS DO INPI NA CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO EM PI Lucia Fernandes ACADEMIA DA PROPRIEDADE INTELECTUAL MISSÃO Formação e capacitação em PI; Desenvolvimento de P&D em PI; Disseminação do uso

Leia mais

E I X O S

E I X O S 0011 0010 1010 1101 0001 0100 1011 5 E I X O S 10 dimensões 5 eixos 8- Planejamento e Avaliação. 1- Missão e Plano de Desenvolvimento Institucional. 0011 3- Responsabilidade 0010 1010 1101 Social 0001

Leia mais

CHAMADA INTERNA N.º 01/2016 PPG/UEMA BOLSA DE PRODUTIVIDADE EM PESQUISA

CHAMADA INTERNA N.º 01/2016 PPG/UEMA BOLSA DE PRODUTIVIDADE EM PESQUISA Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação-PPG Coordenação de Pós-Graduação-CPG CHAMADA INTERNA N.º 01/2016 PPG/UEMA BOLSA DE PRODUTIVIDADE EM PESQUISA A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade

Leia mais

NORMA N o 001/PGFAR/2011 de 02 de Junho de 2011.

NORMA N o 001/PGFAR/2011 de 02 de Junho de 2011. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA NORMA N o 001/PGFAR/2011 de 02 de Junho de 2011. Dispõe sobre critérios específicos para o credenciamento

Leia mais

Resolução Nº 01/2016

Resolução Nº 01/2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE ENGENHARIA CONSELHO DE UNIDADE Resolução Nº 01/2016 Dispõe sobre os Critérios de Pontuação das Provas de Títulos para fins de Concursos

Leia mais

Serviço Público Federal Universidade Federal da Bahia Escola de Nutrição

Serviço Público Federal Universidade Federal da Bahia Escola de Nutrição Serviço Público Federal Universidade Federal da Bahia Escola de Nutrição Endereço: R. Basílio da Gama, S/N - Canela - Salvador / Bahia CEP 40.110.907 Telefone: (071) 3283-7700 /7701 e-mail: enufba@ufba.br

Leia mais

Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação. Sandra Barioni Toma

Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação. Sandra Barioni Toma Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação Sandra Barioni Toma Nosso PDI O foco das atividades de busca, seleção e realização de oportunidades e projetos em PDI é direcionado pela visão de futuro e pelas estratégias

Leia mais

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Administração Graduação Executiva- Campus Mossoró) 6ª SÉRIE

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Administração Graduação Executiva- Campus Mossoró) 6ª SÉRIE DISCIPLINAS DA SÉRIE DISCIPLINAS DAS SÉRIES ANTERIORES ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN 2016.2 Administração Graduação Executiva- Campus Mossoró) 6ª SÉRIE GESTÃO ESTRATEGICA GESTÃO FINANCEIRA AVANÇADA LOGISTICA

Leia mais

ANEXO II Resolução 23/2014 Conselho Superior COMISSÃO PERMANENTE DE PESSOAL DOCENTE MEMORIAL DESCRITIVO PARA AVALIAÇÃO DA CEA CLASSE TITULAR

ANEXO II Resolução 23/2014 Conselho Superior COMISSÃO PERMANENTE DE PESSOAL DOCENTE MEMORIAL DESCRITIVO PARA AVALIAÇÃO DA CEA CLASSE TITULAR ANEXO II Resolução 23/2014 Conselho Superior COMISSÃO PERMANENTE DE PESSOAL DOCENTE MEMORIAL DESCRITIVO PARA AVALIAÇÃO DA CEA CLASSE TITULAR NOME DO DOCENTE: MATRÍCULA SIAPE: CARGA HORÁRIA: ( ) 20h ( )

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional

Plano de Desenvolvimento Institucional data Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - 2016-2020 Prof. Esper Cavalheiro Pró-Reitor de Planejamento - PROPLAN Profa. Cíntia Möller Araujo Coordenadora de Desenvolvimento Institucional e Estudos

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA Agosto de 2015 INTRODUÇÃO O Ministério de Educação (MEC) através do Sistema Nacional

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE BOTÂNICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE BOTÂNICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE BOTÂNICA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 101, de 15 de dezembro

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIENCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA E FARMACOLOGIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIENCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA E FARMACOLOGIA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIENCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA E FARMACOLOGIA Edital nº 68, de 22 de julho de 2014, publicado no Diário Oficial da União

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI 2011-2015 1. PERFIL INSTITUCIONAL Com base no artigo 16 do Decreto Federal nº 5.773, de 09 de maio de 2006. 1.1 Missão (ASPLAN)

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE XXX DEPARTAMENTO DE XXX

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE XXX DEPARTAMENTO DE XXX SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE XXX DEPARTAMENTO DE XXX CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 101, de 15 de dezembro de 2014, publicado no

Leia mais

EIXO 2 DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

EIXO 2 DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL EIXO 1 DIMENSÃO 8 PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO 1 O plano de desenvolvimento do instituto PDI ( http://www.ufopa.edu.br/arquivo/portarias/2015/pdi20122016.pdf/view ) faz referência a todos os processos internos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 05, de

Leia mais

EDITAL PPGHS/UEL SELEÇÃO E RENOVAÇÃO DE BOLSISTAS 2017

EDITAL PPGHS/UEL SELEÇÃO E RENOVAÇÃO DE BOLSISTAS 2017 EDITAL PPGHS/UEL SELEÇÃO E RENOVAÇÃO DE BOLSISTAS 17 INTRODUÇÃO: Estão abertas as inscrições para alunos interessados em participar da Seleção e Renovação de Bolsistas do PPGHS/UEL. A inscrição deve ser

Leia mais

Anexo II. Tabela de Pontuação do RSC do IF Baiano

Anexo II. Tabela de Pontuação do RSC do IF Baiano MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO Anexo II Tabela de do RSC do IF Baiano RSC I - de 100 pontos Diretriz

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 49, de 09

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO RITTER DOS REIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM DESIGN EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO DE DOCENTE

CENTRO UNIVERSITÁRIO RITTER DOS REIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM DESIGN EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO DE DOCENTE CENTRO UNIVERSITÁRIO RITTER DOS REIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM DESIGN EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO DE DOCENTE A Pró-Reitoria Acadêmica do UniRitter e o Programa de Pós-Graduação Stricto

Leia mais

A Congregação do Instituto de Biologia da Universidade Federal da Bahia, no uso de suas atribuições, considerando que:

A Congregação do Instituto de Biologia da Universidade Federal da Bahia, no uso de suas atribuições, considerando que: PORTARIA Estabelece critérios e escalas para aferição de na avaliação de títulos em concursos para Professor Adjunto do Instituto de Biologia da UFBA. A Congregação do Instituto de Biologia da Universidade

Leia mais

EDITAL PROFLETRAS/UESPI Nº 001/2017, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2017 EDITAL RELATIVO ÀS SOLICITAÇÕES DE CREDENCIAMENTO DE DOCENTES

EDITAL PROFLETRAS/UESPI Nº 001/2017, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2017 EDITAL RELATIVO ÀS SOLICITAÇÕES DE CREDENCIAMENTO DE DOCENTES EDITAL PROFLETRAS/UESPI Nº 001/2017, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2017 EDITAL RELATIVO ÀS SOLICITAÇÕES DE CREDENCIAMENTO DE DOCENTES A Coordenação do Programa de Mestrado Profissional em Letras em Rede Nacional

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Diretoria de Graduação e Educação Profissional Câmpus Curitiba

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Diretoria de Graduação e Educação Profissional Câmpus Curitiba EDITAL Nº 16/2015-DIRGRAD-CT SELEÇÃO DO COORDENADOR DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO A DOCÊNCIA- PIBID- SUBPROJETOS PIBID LÍNGUA INGLESA E PIBID INTERDISCIPLINAR DE LÍNGUA INGLESA A do

Leia mais

2º Fórum de Inovação e Empreendedorismo em Biotecnologia 30 de Agosto 2016

2º Fórum de Inovação e Empreendedorismo em Biotecnologia 30 de Agosto 2016 2º Fórum de Inovação e Empreendedorismo em Biotecnologia 30 de Agosto 2016 Parque Tecnológico Botucatu Botucatu Origem e Histórico Instituições Acadêmicas Setor Produtivo de Botucatu e Região PROSPECTA

Leia mais

Avaliação Institucional

Avaliação Institucional DIRETORIA DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Avaliação Institucional - 2012 Resumo dos Indicadores 1. Ensino IFF Total 43 Cursos Técnicos (Presencial): 6695 Alunos 11 Cursos Técnicos

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE RELAÇÕES EMPRESARIAIS E COMUNITARIAS. Edital 01/2014 DIREC/DIRGRAD

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE RELAÇÕES EMPRESARIAIS E COMUNITARIAS. Edital 01/2014 DIREC/DIRGRAD UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE RELAÇÕES EMPRESARIAIS E COMUNITARIAS Edital 01/2014 DIREC/DIRGRAD Apoio à execução de Trabalhos de Conclusão de Cursos TCC Área temática INOVAÇÃO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA ORGANOGRAMA INSTITUCIONAL 2016

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA ORGANOGRAMA INSTITUCIONAL 2016 ORGANOGRAMA INSTITUCIONAL 2016 ORGANOGRAMA INSTITUCIONAL 2016 CONSUNI CONCUR ÓRGÃOS DA SUPERIOR COMISSÕES SUPERIORES ENSINO PESQUISA EXTENSÃO REITORIA AUDIN CONJUR GABINETE ÓRGÃOS COMPLEMENTARES COMISSÕES

Leia mais

ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC

ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS JOÃO PESSOA PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE GESTORES

Leia mais

DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS. Conceitos e Aplicações de Propriedade Intelectual (PI) - (NIT900)

DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS. Conceitos e Aplicações de Propriedade Intelectual (PI) - (NIT900) DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS Conceitos e Aplicações de Propriedade Intelectual (PI) - (NIT900) Introdução à PI. Evolução Histórica. Marcos legais e acordos internacionais. Tipos de PI: direito autoral; propriedade

Leia mais

Ambiente Sustentável de Inovação: Estudo de Caso do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília)

Ambiente Sustentável de Inovação: Estudo de Caso do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília) Ambiente Sustentável de Inovação: Estudo de Caso do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília) Elvis Fusco 1, Fábio Dacêncio Pereira 2, Marcos Luiz Mucheroni 3, Edward David Moreno Ordonez

Leia mais

Analista em ACREDITAÇÃO EM SAÚDE

Analista em ACREDITAÇÃO EM SAÚDE Analista em ACREDITAÇÃO EM SAÚDE Focada na formação intelectual e no desenvolvimento de pessoas para integrarem e inovarem a nova cultura de negócios do XXI, a FAN oferece cursos para graduação e especialização

Leia mais

Seleção de Bolsista de Pós-Doutorado PROGRAMA PNPD INSTITUCIONAL /CAPES

Seleção de Bolsista de Pós-Doutorado PROGRAMA PNPD INSTITUCIONAL /CAPES EDITAL PRPG 035-2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIENCIAS E TECNOLOGIA Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais Seleção de Bolsista de Pós-Doutorado PROGRAMA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 109, de

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/ PPGPI ESTRUTURA CURRICULAR DO MESTRADO ACADÊMICO

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/ PPGPI ESTRUTURA CURRICULAR DO MESTRADO ACADÊMICO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/2015 - PPGPI Estabelece a Estrutura Curricular do Curso de Doutorado e Mestrado do PPGPI, conforme Resolução nº 62/2014/CONEPE. ESTRUTURA CURRICULAR DO MESTRADO ACADÊMICO I -

Leia mais

2ª CHAMADA PÚBLICA CONVITE VAGAS REMANESCENTES. (Pós EDITAL Nº 138, DE 08 DE MAIO DE 2017)

2ª CHAMADA PÚBLICA CONVITE VAGAS REMANESCENTES. (Pós EDITAL Nº 138, DE 08 DE MAIO DE 2017) 2ª CHAMADA PÚBLICA CONVITE VAGAS REMANESCENTES (Pós EDITAL Nº 138, DE 08 DE MAIO DE 2017) O INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO NORTE DE MINAS GERAIS por intermédio da, torna pública

Leia mais

OPORTUNIDADES PARA INOVAÇÃO NO BRASIL

OPORTUNIDADES PARA INOVAÇÃO NO BRASIL OPORTUNIDADES PARA INOVAÇÃO NO BRASIL Alvaro T. Prata Universidade Federal de Santa Catarina CONFERÊNCIA DE ABERTURA Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação para Agricultura: Academia e Indústria Florianópolis,

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ ESCOLA DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TEOLOGIA MESTRADO PUCPR

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ ESCOLA DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TEOLOGIA MESTRADO PUCPR PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ ESCOLA DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TEOLOGIA MESTRADO PUCPR Edital 011/2012 - PPGT Bolsas para 2013 O Programa de Pós-Graduação em Teologia

Leia mais

Universidade Federal da Bahia Escola de Administração da UFBA

Universidade Federal da Bahia Escola de Administração da UFBA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTE DO MAGISTÉRIO SUPERIOR EDITAL 01/2015 INCLUSÃO Nº 11/2015 Área de Conhecimento: Gestão de Operações,Tecnologia e Inovação BAREMA PARA AVALIAÇÃO DOS TÍTULOS DOS CANDIDATOS

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Tecnologia e Geociências Departamento de Engenharia Química

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Tecnologia e Geociências Departamento de Engenharia Química SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Tecnologia e Geociências Departamento de Engenharia Química CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 42, de 27

Leia mais

INSTITUTO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS VALE DO PARANAPANEMA LTDA CNPJ: / FACULDADES INTEGRADAS DE TAGUAÍ

INSTITUTO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS VALE DO PARANAPANEMA LTDA CNPJ: / FACULDADES INTEGRADAS DE TAGUAÍ VALE DO PARANAPANEMA LTDA CNPJ: 19.412.711/0001-30 POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) TAGUAÍ SP 2015 Política de Aquisição, Atualização e Manutenção

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO RITTER DOS REIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO MESTRADO ASSOCIADO UNIRITTER/MACKENZIE

CENTRO UNIVERSITÁRIO RITTER DOS REIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO MESTRADO ASSOCIADO UNIRITTER/MACKENZIE CENTRO UNIVERSITÁRIO RITTER DOS REIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO MESTRADO ASSOCIADO UNIRITTER/MACKENZIE EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO DOCENTE A Pró-Reitoria Acadêmica (ProAcad)

Leia mais

Julgamento de títulos Peso 4 Prova escrita Peso 3 Prova didática e/ou didáticoprática.

Julgamento de títulos Peso 4 Prova escrita Peso 3 Prova didática e/ou didáticoprática. UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO EDITAL N 127, DE 09 DE SETEMBRO DE 2010, PUBLICADO NO D.O.U. Nº 179,

Leia mais

Processo de Contratação Unidade Embrapii IPT

Processo de Contratação Unidade Embrapii IPT Processo de Contratação Unidade Embrapii IPT DI/CPN Características dos projetos financiados pela Embrapii Foco do projeto desenvolvimento de produto ou processo inovador na área de atuação do IPT Superar

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISA E INOVAÇÃO INDUSTRIAL EMBRAPII ORIENTAÇÃO OPERACIONAL 01/2017

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISA E INOVAÇÃO INDUSTRIAL EMBRAPII ORIENTAÇÃO OPERACIONAL 01/2017 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISA E INOVAÇÃO INDUSTRIAL EMBRAPII ORIENTAÇÃO OPERACIONAL 01/2017 Março/2017 1 Controle de Versões Versão Histórico 1.0 Versão publicada no site em 24-03-2017 2 1. OBJETIVOS

Leia mais

TABELAS DE PONTUAÇÃO NO EXAME DE TÍTULOS E TRABALHOS

TABELAS DE PONTUAÇÃO NO EXAME DE TÍTULOS E TRABALHOS TABELAS DE PONTUAÇÃO NO EXAME DE TÍTULOS E TRABALHOS UNIDADE: INSTITUTO DE INFORMÁTICA DEPARTAMENTO: INFORMÁTICA APLICADA ÁREA/SUBÁREA DE CONHECIMENTO: Gestão de Grandes Volumes de Dados NOME DO CANDIDATO:

Leia mais

BAREMA - PROFESSOR TITULAR

BAREMA - PROFESSOR TITULAR 1. TITULOS ACADÊMICOS 1.1 Pós-Doutorado 1.2 Curso de Doutorado 1.3 Curso de Mestrado 1.4 Curso de Especialização ou Aperfeiçoamento BAREMA - PROFESSOR TITULAR Departamento de Geografia Edital 04/2011 DESCRIÇÃO

Leia mais

BOLSAS DE PÓS-GRADUAÇÃO NAS UNIVERSIDADES FEDERAIS

BOLSAS DE PÓS-GRADUAÇÃO NAS UNIVERSIDADES FEDERAIS BOLSAS DE PÓS-GRADUAÇÃO NAS UNIVERSIDADES FEDERAIS Estudo quantitativo sobre as bolsas de pós-graduação stricto sensu nas universidades federais do Brasil Levantamento feito entre junho e agosto de 2016.

Leia mais

De acordo ao PDI do IFSP, no que se refere às Políticas de Pesquisa, os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia são verdadeiros

De acordo ao PDI do IFSP, no que se refere às Políticas de Pesquisa, os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia são verdadeiros De acordo ao PDI do IFSP, no que se refere às Políticas de Pesquisa, os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia são verdadeiros fomentadores do diálogo dentro de seu território, cabe provocar

Leia mais

ANEXO I Programa de Bolsas de Iniciação Científica da UNILA

ANEXO I Programa de Bolsas de Iniciação Científica da UNILA ANEXO I Programa de Bolsas de Iniciação Científica da UNILA Declaração de produtividade intelectual do pesquisador Wolney Roberto Carvalho Artigos e trabalhos completos publicados Peso Quantidade Subtotal

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO OBJETIVO DAS INSCRIÇÕES

APRESENTAÇÃO DO OBJETIVO DAS INSCRIÇÕES EDITAL Nº 23/2016, DE 15 DE SETEMBRO DE 2016 DO AFASTAMENTO COM SUBSTITUIÇÃO DE DOCENTES PARA CAPACITAÇÃO/QUALIFICAÇÃO EM PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU E PÓS-DOUTORADO APRESENTAÇÃO A Comissão

Leia mais

Industrial Entrepreneurship: connecting startups and local industry

Industrial Entrepreneurship: connecting startups and local industry Industrial Entrepreneurship: connecting startups and local industry Fábio Pires SENAI/DN 9 de março de 2017 Número de startups com valoração igual ou superior à US$ 1 bi em 2016, segundo a CB Insights

Leia mais

Universidade CEUMA REITORIA Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Núcleo de Relações Internacionais

Universidade CEUMA REITORIA Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Núcleo de Relações Internacionais Universidade CEUMA REITORIA Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Núcleo de Relações Internacionais EDITAL Nº02/GPG/2017 PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE BOLSAS TOP ESPANHA SANTANDER UNIVERSIDADES

Leia mais

Ciência, Tecnologia e Inovação para o. Desenvolvimento Nacional

Ciência, Tecnologia e Inovação para o. Desenvolvimento Nacional Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Nacional Guilherme Henrique Pereira Secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação Ministério da Ciência e Tecnologia Premissas básicas b para

Leia mais

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011 NATAL/RN MARÇO/2012

Leia mais

CURSO: ADMINISTRAÇÃO

CURSO: ADMINISTRAÇÃO CURSO: ADMINISTRAÇÃO EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: MATEMÁTICA APLICADA A ADMINISTRAÇÃO Equações do primeiro e segundo graus com problemas. Problemas aplicando sistemas; sistemas com três incógnitas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 16, de 30 de

Leia mais

EDITAL N 08/2017/COEXT CURSO BÁSICO QGIS

EDITAL N 08/2017/COEXT CURSO BÁSICO QGIS O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE, Campus Limoeiro do Norte, torna pública a abertura do Edital para seleção de candidatos da comunidade externa e interna do IFCE Campus

Leia mais

Avaliação de Cursos, Novo Instrumento de Avaliação Institucional e a. Função da CPA neste contexto

Avaliação de Cursos, Novo Instrumento de Avaliação Institucional e a. Função da CPA neste contexto Avaliação de Cursos, Novo Instrumento de Avaliação Institucional e a Função da CPA neste contexto Profa. Dra. Marion Creutzberg Coordenadora da CPA / PUCRS Papel da CPA na avaliação de cursos de graduação

Leia mais

APLICAÇÃO DO BPM PARA REESTRUTURAÇÃO DO PORTFÓLIO DE SERVIÇOS DA APEX-BRASIL

APLICAÇÃO DO BPM PARA REESTRUTURAÇÃO DO PORTFÓLIO DE SERVIÇOS DA APEX-BRASIL APLICAÇÃO DO BPM PARA REESTRUTURAÇÃO DO PORTFÓLIO DE SERVIÇOS DA APEX-BRASIL BPM Congress Brasília, 27 de novembro de 2012. Carlos Padilla, CBPP, Assessor da Gerência de Negócios. PANORAMA DA APEX-BRASIL

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA EDITAL N 05/2013

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA EDITAL N 05/2013 PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA EDITAL N 05/2013 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA ABERTURA

Leia mais

CENTRO DE LETRAS, COMUNICAÇAO E ARTES CLCA CAMPI CORNÉLIO PROCÓPIO E JACAREZINHO

CENTRO DE LETRAS, COMUNICAÇAO E ARTES CLCA CAMPI CORNÉLIO PROCÓPIO E JACAREZINHO Universidade Estadual do Norte do Paraná - UENP CENTRO DE LETRAS, COMUNICAÇAO E ARTES CLCA CAMPI CORNÉLIO PROCÓPIO E JACAREZINHO PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM LETRAS EM REDE NACIONAL PROFLETRAS

Leia mais

Sugestão de Roteiro para Apresentação de Memoriais em Concursos de Livre-Docência e Professor Titular Faculdade de Medicina da USP

Sugestão de Roteiro para Apresentação de Memoriais em Concursos de Livre-Docência e Professor Titular Faculdade de Medicina da USP Sugestão de Roteiro para Apresentação de Memoriais em Concursos de Livre-Docência e Professor Titular Faculdade de Medicina da USP Identificação Resumo do Memorial Apresentação sob forma de tabelas demonstrando

Leia mais

Edital Pós-Doutorado. Bolsa CAPES/PNPD

Edital Pós-Doutorado. Bolsa CAPES/PNPD Edital Pós-Doutorado Bolsa CAPES/PNPD Dezembro/2015 EDITAL PARA SELEÇÃO DE BOLSISTA DE PÓS-DOUTORADO A ESPM, por meio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação stricto sensu e do Programa de Mestrado

Leia mais

PLANO DE CAPACITAÇÃO DOCENTE DA UFCG

PLANO DE CAPACITAÇÃO DOCENTE DA UFCG PLANO DE CAPACITAÇÃO DOCENTE DA UFCG 1. Apresentação Geral O presente plano é parte integrante da POLÍTICA DE CAPACITAÇÃO DOCENTE da Universidade Federal de Campina Grande (PCD-UFCG), formando um conjunto

Leia mais

ANEXO III: Modelo de Currículo do Estudante CURRICULUM VITÆ DADOS PESSOAIS

ANEXO III: Modelo de Currículo do Estudante CURRICULUM VITÆ DADOS PESSOAIS ANEXO III: Modelo de Currículo do Estudante CURRICULUM VITÆ DADOS PESSOAIS Nome do estudante: Curso : Data de Nascimento / / CPF : RG: Data de ingresso / / Período: ATIVIDADES DESENVOLVIDAS (De acordo

Leia mais

Painel: Gestão de Conhecimento A Experiência no Cluster de TIC Uberlândia. Ouro Preto, 18/05/2011

Painel: Gestão de Conhecimento A Experiência no Cluster de TIC Uberlândia. Ouro Preto, 18/05/2011 Painel: Gestão de Conhecimento A Experiência no Cluster de TIC Uberlândia Ouro Preto, 18/05/2011 O SETOR EM NÚMEROS Dados Gerais Nº de empresas de Tecnologia da Informação 169 2.495 22.321 Postos de trabalho

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO RITTER DOS REIS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS/MESTRADO EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO DE DOCENTE

CENTRO UNIVERSITÁRIO RITTER DOS REIS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS/MESTRADO EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO DE DOCENTE CENTRO UNIVERSITÁRIO RITTER DOS REIS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS/MESTRADO EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO DE DOCENTE A Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão UniRitter

Leia mais

Programa Próprio de Iniciação Tecnológica Industrial PPITI

Programa Próprio de Iniciação Tecnológica Industrial PPITI Programa Próprio de Iniciação Tecnológica Industrial PPITI Anápolis 2011 Programa Próprio de Iniciação Tecnológica Industrial - PPITI 1. Justificativa A inovação tecnológica é a introdução no mercado de

Leia mais

INSCRIÇÕES. A inscrição poderá ser feita em português, inglês ou espanhol. Será necessário enviar, por , até 21/07/2017 os seguintes documentos:

INSCRIÇÕES. A inscrição poderá ser feita em português, inglês ou espanhol. Será necessário enviar, por  , até 21/07/2017 os seguintes documentos: Processo Seletivo para Mestrado Acadêmico e Doutorado em Administração de Empresas e em Administração Pública e Governo, exclusivamente destinado a candidatos ao Programa de Estudantes-Convênio de pós-graduação

Leia mais

RELATÓRIO DE RESPOSTAS OBTIDAS NA PESQUISA DE AUTOAVALIAÇÃO 2016 CENTRO DE CIÊNCIAS RURAIS CCR: MODALIDADE PRESENCIAL

RELATÓRIO DE RESPOSTAS OBTIDAS NA PESQUISA DE AUTOAVALIAÇÃO 2016 CENTRO DE CIÊNCIAS RURAIS CCR: MODALIDADE PRESENCIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL RELATÓRIO DE RESPOSTAS OBTIDAS NA PESQUISA DE AUTOAVALIAÇÃO 2016 DE CIÊNCIAS RURAIS

Leia mais

CHAMADA 001/2016. Credenciamento de Docentes para o Programa de Pós-Graduação stricto sensu Mestrado Profissional em Ensino de Ciências

CHAMADA 001/2016. Credenciamento de Docentes para o Programa de Pós-Graduação stricto sensu Mestrado Profissional em Ensino de Ciências CHAMADA 001/2016 Credenciamento de Docentes para o Programa de Pós-Graduação stricto sensu Mestrado Profissional em Ensino de Ciências O Programa de Pós-Graduação stricto sensu - Mestrado Profissional

Leia mais

NEPI Núcleo Estruturante da Política de Inovação SETEC/MEC

NEPI Núcleo Estruturante da Política de Inovação SETEC/MEC NEPI Núcleo Estruturante da Política de Inovação SETEC/MEC Paulo Leão Maria Gomes Maio de 2016 NEPI Núcleo Estruturante da Política de Inovação SETEC/MEC Objetivo Estratégico do NEPI Desenvolver a Política

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO ACADÊMICO DE VITÓRIA CAV

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO ACADÊMICO DE VITÓRIA CAV CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 0, de 05 de abril de 0, publicado no Diário Oficial da União nº 66, de 08 de abril de 0. INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES,

Leia mais

NORMAS COMPLEMENTARES AO REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA REGIONAL E LOCAL CAMPUS V

NORMAS COMPLEMENTARES AO REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA REGIONAL E LOCAL CAMPUS V Universidade do Estado da Bahia UNEB Reconhecida pela portaria ministerial n º 909 de 31 07 95 Departamento de Ciências Humanas/Campus V Santo Antonio de Jesus Programa de Pós-Graduação em História Regional

Leia mais

EDITAL Nº 002/2016, 01 de Fevereiro de 2016

EDITAL Nº 002/2016, 01 de Fevereiro de 2016 EDITAL Nº 002/2016, 01 de Fevereiro de 2016 Processos Seletivos para Ingresso no Curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação do LNCC A Comissão de Avaliação e Seleção (CAS) do Programa de Pós-Graduação

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIRURGIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIRURGIA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIRURGIA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 101, de 15 de dezembro de

Leia mais

A Grow RH. êxito, qualidade e agilidade, garantindo a

A Grow RH. êxito, qualidade e agilidade, garantindo a A Grow RH Oriunda de um dos maiores grupos de RH do Brasil, a Grow RH atua há 13 anos na área de consultoria em Recursos Humanos. Temos como clientes empresas e profissionais de diversos segmentos e portes,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIRURGIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIRURGIA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIRURGIA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 56, de 16 de junho de 2016,

Leia mais

EDITAL Nº 001/2017 PROCESSO SELETIVO DE BOLSAS/TAXAS PROSUP/CAPES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROMOÇÃO DA SAÚDE - UNICESUMAR

EDITAL Nº 001/2017 PROCESSO SELETIVO DE BOLSAS/TAXAS PROSUP/CAPES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROMOÇÃO DA SAÚDE - UNICESUMAR EDITAL Nº 001/2017 PROCESSO SELETIVO DE BOLSAS/TAXAS PROSUP/CAPES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROMOÇÃO DA SAÚDE - UNICESUMAR O Colegiado do Programa de Pós-Graduação em PROMOÇÃO DA SAÚDE (PPGPS), em

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE LETRAS E ARTES ESCOLA DE TEATRO DEPARTAMENTO DE ENSINO DO TEATRO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE LETRAS E ARTES ESCOLA DE TEATRO DEPARTAMENTO DE ENSINO DO TEATRO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE LETRAS E ARTES ESCOLA DE TEATRO DEPARTAMENTO DE ENSINO DO TEATRO Processo Seletivo Simplificado para professor Substituto (Edital No. 36,

Leia mais

CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL. Edital de seleção Nº 01/2017

CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL. Edital de seleção Nº 01/2017 CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL Edital de seleção Nº 01/2017 Seleção de Estudantes para compor o PET- Física - IFCE - CAMPUS SOBRAL O Tutor do Programa de Educação Tutorial

Leia mais

Tipo de Bolsa/ Desconto Conceito Percentual/Crédito/Valor Quem recebe Como solicitar

Tipo de Bolsa/ Desconto Conceito Percentual/Crédito/Valor Quem recebe Como solicitar ANEXO 2 - BOLSAS E DESCONTOS NOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO - 2017 Bolsa de Docência para a Educação Básica Bolsa de incentivo a alunos do curso de Pós-Graduação Mestrado Profissional em Letras Bolsa de 30%

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Campus São José dos Campos EDITAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Campus São José dos Campos EDITAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Campus São José dos Campos Programa de Pós-Graduação em Engenharia Biomédica EDITAL Inscrições para o processo seletivo de credenciamento de docentes permanentes para

Leia mais

PROGRAMA GESTÃO DO PARCEIRO (PGP) MÓDULO 1 MODELO DE ATUAÇÃO COMERCIAL

PROGRAMA GESTÃO DO PARCEIRO (PGP) MÓDULO 1 MODELO DE ATUAÇÃO COMERCIAL PROGRAMA GESTÃO DO PARCEIRO (PGP) MÓDULO 1 MODELO DE ATUAÇÃO COMERCIAL Programa de Gestão Parceiro Programa de Gestão Parceiro INFRA ESTRUTURA GESTÃO PGP MODELO DE ATUAÇÃO COMERCIAL MODELO DE ATUAÇÃO COMERCIAL

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CLÍNICA E ODONTOLOGIA PREVENTIVA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CLÍNICA E ODONTOLOGIA PREVENTIVA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CLÍNICA E ODONTOLOGIA PREVENTIVA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 05,

Leia mais

EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO DE DOCENTE

EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO DE DOCENTE CENTRO UNIVERSITÁRIO RITTER DOS REIS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO EM DIREITO EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO DE DOCENTE A Faculdade

Leia mais

ANEXO I : CRITÉRIOS DE SELEÇÃO PARA O INGRESSO NO MESTRADO E DOUTORADO DIRETRIZES BÁSICAS USADAS NO PROCESSO SELETIVO DO MESTRADO

ANEXO I : CRITÉRIOS DE SELEÇÃO PARA O INGRESSO NO MESTRADO E DOUTORADO DIRETRIZES BÁSICAS USADAS NO PROCESSO SELETIVO DO MESTRADO ANEXO I : CRITÉRIOS DE SELEÇÃO PARA O INGRESSO NO MESTRADO E DOUTORADO O programa de Pós-Graduação em Engenharia Química (PPGEQ) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) aplicará os critérios

Leia mais

1º Simpósio de Inovação Tecnológica - UNESP

1º Simpósio de Inovação Tecnológica - UNESP 1º Simpósio de Inovação Tecnológica - UNESP Fernando de Nielander Ribeiro Diretor Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP São Paulo, 25 de setembro de 2007. Estrutura do MCT Conselho Nacional de C&T

Leia mais

COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO. Edital CEX - Nº 022/2013, de 19 de julho de 2013

COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO. Edital CEX - Nº 022/2013, de 19 de julho de 2013 COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO Edital CEX - Nº 022/2013, de 19 de julho de 2013 RETIFICAÇÃO AO EDITAL CEX-Nº021/2013, DE 18 DE JULHO DE 2013 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA A SELEÇÃO DE BOLSISTAS, NA MODALIDADE

Leia mais

CONSTRUINDO O FUTURO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI. Diamantina, agosto de 2009.

CONSTRUINDO O FUTURO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI. Diamantina, agosto de 2009. CONSTRUINDO O FUTURO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI Diamantina, agosto de 2009. Até 2013 UFVJM estará entre as melhores instituições de ensino superior do Brasil... B SITUAÇÃO

Leia mais