LEGISLAÇÃO TRABALHISTA IMPACTO NA GESTÃO DE PESSOAS, CENÁRIOS E PERSPECTIVAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LEGISLAÇÃO TRABALHISTA IMPACTO NA GESTÃO DE PESSOAS, CENÁRIOS E PERSPECTIVAS"

Transcrição

1 1º FÓRUM DE RELAÇÕES TRABALHISTAS LEGISLAÇÃO TRABALHISTA IMPACTO NA GESTÃO DE PESSOAS, CENÁRIOS E PERSPECTIVAS

2 Sumário o o o RELAÇÕES DE TRABALHO E RH AMPLITUDE DE TEMAS IMPOÂNCIA DAS RELAÇÕES DO TRABALHO COMO DEVEM SER (VISÃO) E COMO SÃO (CENÁRIO) AS RELAÇÕES DO TRABALHO CUSTOS DO TRABALHO PRODUTIVIDADE o o INSEGURANÇA JURÍDICA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA: DESCOMPASSO ENTRE O QUE É E O NECESSÁRIO MODERNIZAÇÃO TRABALHISTA: PREMISSAS E OBJETIVOS

3 RELAÇÕES DO TRABALHO E RH AGENDAS QUE SE COMUNICAM - AMPLITUDE DE TEMAS - (exemplos) Aprendizes Convenção 158 da OIT Deficientes Diversidade de formas de contratação de trabalho Encargos Trabalhistas E-Social FGTS - Multa adicional de 10% em demissão Fiscalização Trabalhista Homolognet Jornadas de trabalho Migração PAT PLR Ponto Eletrônico Redução da Jornada de trabalho Terceirização Trabalho aos domingos e feriados Trabalho temporário Trabalho análogo ao escravo Modernização Trabalhista Sindical (exemplos) Negociação coletiva Estrutura sindical Economia do Trabalho (exemplos) Custos do trabalho Emprego, desemprego e informalidade

4 RELAÇÕES DO TRABALHO E RH AGENDAS QUE SE COMUNICAM - AMPLITUDE DE TEMAS - Segurança e Saúde no Trabalho e Previdência (exemplos) Condições Sanitárias e de conforto Construção Civil Embargos e Interdições Energia Elétrica Gestão de Segurança e Saúde no Trabalho Insalubridade Máquinas e Equipamentos Periculosidade Radiação Ionizante Trabalho em altura FAP Fator Acidentário de Prevenção NTEP Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário Perícia Médica Reabilitação RAT - Riscos ambientais do Trabalho

5 Importância das relações do trabalho Relações do trabalho: UM DOS PILARES DA COMPETITIVIDADE Necessária a criação de condições favoráveis ao desenvolvimento das atividades produtivas e à geração de empregos

6 Como devem ser as relações do trabalho Direitos e garantias dos trabalhadores Competitividade Trabalho produtivo Elementos das MODERNAS relações de trabalho Sustentabilidade empresarial

7 Cenário atual COMO ESTÃO AS RELAÇÕES DO TRABALHO NO BRASIL?

8 Cenário atual CRESCIMENTO DO CUSTO DO TRABALHO PRODUTIVIDADE BAIXA E ESTAGNADA INSEGURANÇA JURÍDICA

9 Custo do trabalho no Brasil salário médio cresceu 101,7% ( em dólar) aumento de burocracias na legislação trabalhista alta carga fiscal sobre o trabalho

10 Carga fiscal sobre o trabalho no Brasil Fonte: Relatório do Banco Mundial Sustentando Melhorias no Emprego e nos Salários no Brasil

11 Obrigações por empregar Previdência Social e FGTS RAT/SAT Gerenciamento da burocracia Treinamento das reposições Eventos motivacionais Despesas Gerenciais Obrigações Sociais Tempo Não Trabalhado Férias e adicional 13º Salário Licenças Pausas e descansos remunerados Salário Passivos Benefícios Negociação coletiva e políticas de RH: Vale alimentação Plano de saúde Seguro de vida Previdência complementar Ausências justificadas, CIPA, etc. Cotas de aprendizes, deficientes, etc. Adicionais Outras obrigações

12 Produtividade no Brasil PRODUTIVIDADE BAIXA! redução de produtividade no trabalho de 1,8% em 2013 para 0,3% em 2014 (PIB por trabalhador) queda do fator de produtividade total para -2,3% em 2014 Fonte: The Conference Board Total Economy Database 2015

13 Índices de produtividade no mundo ( ) Fonte: Relatório do Banco Mundial Sustentando Melhorias no Emprego e nos Salários no Brasil

14 Insegurança jurídica - Excesso de conflitos Brasil é 128º entre 144 países quanto à cooperação nas relações do trabalho (Global Competitiviness Report 2014) - Excesso de judicialização de processos trabalhistas em tramitação em 2014 na Justiça do Trabalho (CNJ) A ALTA CONFLITIVIDADE TEM VÁRIAS CAUSAS, MAS UM DOS FATORES É O DESAJUSTE DA LEGISLAÇÃO À REALIDADE PRODUTIVA E DE TRABALHO!

15 Legislação do trabalho em descompasso com as relações de trabalho modernas 1943: CLT Industrialização - Urbanização - Migração para cidades - Legislação rígida - Pouco espaço para negociação - Oneração do emprego formal - Excesso de burocracia - Não atende novas formas e necessidades de trabalho e produção DESAJUSTE ENTRE A LEGISLAÇÃO E A REALIDADE PRODUTIVA E ECONÔMICA GERA UM AMBIENTE DE NEGÓCIOS DESFAVORÁVEL, PERDA DE COMPETITIVIDADE E INSEGURANÇA JURÍDICA!

16 Premissas para modernização da legislação Harmonizar produtividade, competitividade e ganhos para o trabalhador Legislação clara e objetiva Valorização e fortalecimento da autonomia da vontade coletiva Reconhecimento de diferentes formas de produção e formas atípicas de trabalho A LEGISLAÇÃO TRABALHISTA DEVE CONVERSAR COM A REALIDADE PRODUTIVA E DE TRABALHO ATUAL!

17 Objetivos da modernização da legislação Redução dos custos do trabalho sem redução de direitos Promoção de ganhos de produtividade Geração de empregos Aumento da segurança jurídica Redução do número de reclamações trabalhistas

18 Flexibilizar: percepção dos trabalhadores 7 em cada 10 gostariam de ter flexibilidade no horário 58% gostaria de reduzir o almoço para sair mais cedo 63% gostaria de poder trabalhar mais horas por dia em troca de folgas semanais

19 OBRIGADO Pablo Rolim Carneiro

ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL. DEPARTAMENTO PESSOAL ONLINE

ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL. DEPARTAMENTO PESSOAL ONLINE ÍNDICE INTRODUÇÃO... 008 DISPOSIÇÕES GERAIS... 009 Conceito de empregador... 009 Conceito de empregado... 009 Direitos do empregado... 010 ASSÉDIO MORAL E SEXUAL NO TRABALHO... 014 Assédio moral no trabalho...

Leia mais

2.6 Relações de Trabalho

2.6 Relações de Trabalho Por que Relações de Trabalho? No Brasil, o sistema legal e institucional que rege o mercado de trabalho é defasado, rígido e juridicamente inseguro, o que compromete a competitividade das empresas e o

Leia mais

O NOVO MOMENTO NA GESTÃO DE PESSOAS. Denise Poiani Delboni

O NOVO MOMENTO NA GESTÃO DE PESSOAS. Denise Poiani Delboni O NOVO MOMENTO NA GESTÃO DE PESSOAS Desfronteirização Organizacional Organizações transnacionais Facilidade de distribuição de produtos em escala mundial Pouco mais de 500 corporações controlam 70% do

Leia mais

ANALISTA DE DEPARTAMENTO PESSOAL E ROTINAS. TRABALHISTAS Conhecimentos e Práticas que Mitigam Riscos

ANALISTA DE DEPARTAMENTO PESSOAL E ROTINAS. TRABALHISTAS Conhecimentos e Práticas que Mitigam Riscos ANALISTA DE DEPARTAMENTO PESSOAL E ROTINAS TRABALHISTAS Conhecimentos e Práticas que Mitigam Riscos Objetivos do Workshop 1 Conhecer e Atualizar os Conhecimentos acerca da Legislação Trabalhista Vigente

Leia mais

Construção pesada gargalos trabalhistas: sugestões de mudança. José Pastore SINICESP

Construção pesada gargalos trabalhistas: sugestões de mudança. José Pastore SINICESP Construção pesada gargalos trabalhistas: sugestões de mudança José Pastore SINICESP 29-03-2011 Principais gargalos Custo do trabalho: a desoneração da folha Custo da insegurança jurídica: a disciplina

Leia mais

Prioridades e Recomendações ( ) Relações do Trabalho

Prioridades e Recomendações ( ) Relações do Trabalho Prioridades e Recomendações (2011-2014) Relações do Trabalho Documento de Trabalho SESSÃO TEMÁTICA Relações do Trabalho Indicador de importância das prioridades (Resultado da pesquisa de opinião realizada

Leia mais

Tabela de incidência de INSS, FGTS e Imposto de Renda e legislação correlata

Tabela de incidência de INSS, FGTS e Imposto de Renda e legislação correlata Tabela de incidência de INSS, FGTS e Imposto de Renda e legislação correlata RUBRICAS INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR Abono de qualquer natureza, salvo o de férias Incide Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da

Leia mais

Sumário. Introdução, 1

Sumário. Introdução, 1 S Sumário Introdução, 1 1 Folha de Pagamento, 7 1 Salário, 8 1.1 Salário-hora para 40 horas semanais: divisor 200 (duzentos), 9 1.2 Depósito de salários em conta bancária, 9 2 Horas extras, 10 2.1 Integração

Leia mais

GESTÃO SUSTENTÁVEL IMPACTOS DA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA NA SUSTENTABILIDADE DO NEGÓCIO GEP BRASIL 2015 RIBEIRÃO PRETO JUNHO 2015

GESTÃO SUSTENTÁVEL IMPACTOS DA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA NA SUSTENTABILIDADE DO NEGÓCIO GEP BRASIL 2015 RIBEIRÃO PRETO JUNHO 2015 GESTÃO SUSTENTÁVEL IMPACTOS DA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA NA SUSTENTABILIDADE DO NEGÓCIO GEP BRASIL 2015 RIBEIRÃO PRETO JUNHO 2015 SUMÁRIO PROBLEMAS LEGISLAÇÃO AMBIENTE SOLUÇÕES PROBLEMAS CULTURA HISTÓRIA

Leia mais

REFORMA TRABALHISTA A FECOMÉRCIO EXPLICA PRA VOCÊ. COMO FICA COM A REFORMA?

REFORMA TRABALHISTA A FECOMÉRCIO EXPLICA PRA VOCÊ. COMO FICA COM A REFORMA? APRESENTAÇÃO A aprovação do projeto da reforma trabalhista abriu caminho para a renovação nas relações de trabalho, individuais e coletivas. Com o avanço tecnológico e o surgimento de novos tipos de contratação,

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo 5 RESPONSABILIDADE DO SÓCIO RETIRANTE Capítulo 6 PRESCRIÇÃO... 41

SUMÁRIO. Capítulo 5 RESPONSABILIDADE DO SÓCIO RETIRANTE Capítulo 6 PRESCRIÇÃO... 41 SUMÁRIO Capítulo 1 INTRODUÇÃO... 17 Capítulo 2 GRUPO ECONÔMICO... 21 Capítulo 3 TEMPO À DISPOSIÇÃO DO EMPREGADOR... 29 Capítulo 4 DIREITO COMUM E JURISPRUDÊNCIA... 31 4.1 Direito Comum como fonte subsidiária...

Leia mais

Manual do Ponto Eletrônico

Manual do Ponto Eletrônico Manual do Ponto Eletrônico Sumário 1. Sistema de Registro Eletrônico de Ponto - SREP 2. Registro Eletrônico do Ponto - REP 3. Controle do Ponto Eletrônico 4. Banco de Horas 5. Intervalo Interjornada e

Leia mais

REFORMA TRABALHISTA A FECOMÉRCIO EXPLICA PARA VOCÊ. COMO FICA COM A REFORMA?

REFORMA TRABALHISTA A FECOMÉRCIO EXPLICA PARA VOCÊ. COMO FICA COM A REFORMA? APRESENTAÇÃO A reforma trabalhista tem provocado muita polêmica no País. Muitas pessoas ainda não conhecem o seu verdadeiro conteúdo e como a reforma vai afetar a vida de trabalhadores e empregadores.

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF -Tabela de Incidências

INSS/FGTS/IRRF -Tabela de Incidências INSS/FGTS/IRRF -Tabela de Incidências RUBRICAS de qualquer natureza, salvo o de férias INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR 28, I, e 1º, art. 457 da CLT Não. Abono pecuniário de férias Não. Arts. 28, 9º, e, 6 Art.

Leia mais

REFORMA TRABALHISTA IMPACTOS NAS STARTUPS 22 DE AGOSTO DE 2017

REFORMA TRABALHISTA IMPACTOS NAS STARTUPS 22 DE AGOSTO DE 2017 IMPACTOS NAS STARTUPS 22 DE AGOSTO DE 2017 LEI 13.467/2017 - PRINCIPAIS ASPECTOS A Reforma Trabalhista altera mais de 100 artigos da CLT. Esta lei traz importantes mudanças que objetivam aprimorar as relações

Leia mais

OS DESAFIOS DO CONGRESSO PARA 2017 LEGISLAÇÃO TRABALHISTA HÉLIO ZYLBERSTAJN FEA/USP E FIPE

OS DESAFIOS DO CONGRESSO PARA 2017 LEGISLAÇÃO TRABALHISTA HÉLIO ZYLBERSTAJN FEA/USP E FIPE HÉLIO ZYLBERSTAJN FEA/USP E FIPE Brasília 08/02/2017 1. Introdução 2. Terceirização (PL da Câmara 30/2015) 3. Trabalho Intermitente (PL do Senado 218/2016 4. Programa Seguro-Emprego (MP 761/2016) 5. Reforma

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Indicadores CNI ISSN 317-701 Ano 5 Número 9 março de 016 RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Flexibilidade no mercado de trabalho 9 Trabalhadores desejam flexibilidade nas regras trabalhistas Sete em cada

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF Tabela de incidências

INSS/FGTS/IRRF Tabela de incidências INSS/FGTS/IRRF Tabela de incidências Tabela de incidências Fonte: ECONET EDITORA RUBRICAS INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR 28, I, Lei n de qualquer natureza, salvo o de Sim. Arts. 3 e 7 e 1, art. férias 457 da

Leia mais

EQUIPE DE PROFESSORES DE TRABALHO DO DAMÁSIO CURSO DE 2ª FASE DA OAB EXAME PLANO DE ESTUDO - DIREITO DO TRABALHO

EQUIPE DE PROFESSORES DE TRABALHO DO DAMÁSIO CURSO DE 2ª FASE DA OAB EXAME PLANO DE ESTUDO - DIREITO DO TRABALHO EQUIPE DE PROFESSORES DE TRABALHO DO DAMÁSIO CURSO DE 2ª FASE DA OAB EXAME 2011.2 PLANO DE ESTUDO - DIREITO DO TRABALHO 1ª SEMANA Princípios 1. Princípios norteadores do Direito do Trabalho: 1.1 Princípio

Leia mais

REFORMA TRABALHISTA RESISTIR, MUDAR E AVANÇAR. XVII CONFUP Salvador, 05 de agosto de 2017

REFORMA TRABALHISTA RESISTIR, MUDAR E AVANÇAR. XVII CONFUP Salvador, 05 de agosto de 2017 REFORMA TRABALHISTA RESISTIR, MUDAR E AVANÇAR XVII CONFUP Salvador, 05 de agosto de 2017 Contextualização Desmonte do papel social do Estado Reforma da Previdência Altera as regras de acesso e remuneração

Leia mais

Confira os principais pontos da proposta de reforma trabalhista

Confira os principais pontos da proposta de reforma trabalhista Confira os principais pontos da proposta de reforma trabalhista Comissão especial da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (25) o Projeto de Lei 6787/16 na versão apresentada pelo relator, deputado

Leia mais

Aviso Prévio indenizado OBS: o posicionamento do STJ não há a incidência de INSS sobre o aviso prévio indenizado, devendo o verificado o posicionament

Aviso Prévio indenizado OBS: o posicionamento do STJ não há a incidência de INSS sobre o aviso prévio indenizado, devendo o verificado o posicionament de qualquer natureza, salvo o de férias Sim. Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da CLT Abono Adicionais (Insalubridade, periculosidade, noturno, de função e tempo de serviço, de transferência, Horas extras)

Leia mais

XIV JORNADA NACIONAL DE DEBATES

XIV JORNADA NACIONAL DE DEBATES XIV JORNADA NACIONAL DE DEBATES CAMPANHAS SALARIAIS NO PÓS REFORMA TRABALHISTA RESISTIR, MUDAR E AVANÇAR São Paulo, 27 de julho de 2017 Contextualização Desmonte do papel social do Estado Reforma da Previdência

Leia mais

Modernização das Leis Trabalhistas

Modernização das Leis Trabalhistas Modernização das Leis Trabalhistas Legislação trabalhista marcada por seu caráter protetivo e por sua rigidez. A CLT DE 1943 cumpriu o seu papel na proteção do trabalhador. Conflitos tirados das ruas,

Leia mais

1 Acordo, 1 Acordo de prorrogação da jornada de trabalho: hora extra, 2

1 Acordo, 1 Acordo de prorrogação da jornada de trabalho: hora extra, 2 SUMÁRIO Prefácio, xi 1 Acordo, 1 Acordo de prorrogação da jornada de trabalho: hora extra, 2 2 Acordo coletivo, 3 Acordo coletivo de trabalho, 4 Acordo de compensação de dias úteis intercalados durante

Leia mais

Elaboração, Aprovação e Implementação das Normas Regulamentadoras - NR

Elaboração, Aprovação e Implementação das Normas Regulamentadoras - NR Elaboração, Aprovação e Implementação das Normas Regulamentadoras - NR Clovis Veloso de Queiroz Neto Confederação Nacional da Indústria - CNI MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO ELABORAÇÃO APROVAÇÃO CENÁRIO

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA TERCEIRIZAÇÃO PARA A INDÚSTRIA QUÍMICA

A IMPORTÂNCIA DA TERCEIRIZAÇÃO PARA A INDÚSTRIA QUÍMICA A IMPORTÂNCIA DA TERCEIRIZAÇÃO PARA A INDÚSTRIA QUÍMICA A IMPORTÂNCIA DA INDÚSTRIA QUÍMICA PARA O BRASIL A indústria química é um dos mais importantes e dinâmicos setores da economia brasileira, representando

Leia mais

POLÍTICA DE VALORIZAÇÃO DA DIVERSIDADE E NÃO DISCRIMINAÇÃO

POLÍTICA DE VALORIZAÇÃO DA DIVERSIDADE E NÃO DISCRIMINAÇÃO POLÍTICA DE VALORIZAÇÃO DA DIVERSIDADE E NÃO DISCRIMINAÇÃO A Petrol Industrial S/A está entre aquelas empresas que estão preocupadas com as questões trabalhistas, procurando adotar os Princípios de Direito

Leia mais

GESTÃO DE ABSENTEÍSMO

GESTÃO DE ABSENTEÍSMO GESTÃO DE ABSENTEÍSMO O CENÁRIO - dados - O absenteísmo é um fenômeno de alcance mundial que tem crescido significativamente nos últimos anos trazendo impactos econômicos e sociais aos trabalhadores e

Leia mais

Pessoa com Necessidades Especiais Portaria MTE nº 2020/10. Regulamentação da Atividade PL 4330/04. Objeto. Objeto

Pessoa com Necessidades Especiais Portaria MTE nº 2020/10. Regulamentação da Atividade PL 4330/04. Objeto. Objeto ASSUNTOS PENDENTES Regulamentação da Atividade PL 4330/04 Pessoa com Necessidades Especiais Portaria MTE nº 2020/10 Responsabilidade solidária entre o tomador e o prestador de serviços no cumprimento das

Leia mais

Segurança e Medicina do Trabalho

Segurança e Medicina do Trabalho Segurança e Medicina do Trabalho Banco de CV s Recrutamento & Seleção Cargos e Salários Decidium Metrics Administração de Treinamento FOLHA DE PAGAMENTO Segurança do Trabalho Avaliação de Desempenho Saúde

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Cálculo das verbas rescosórias *Adriano Martins Pinheiro Este artigo apontará quais são as verbas rescisórias a serem recebidas após a rescisão. Enumeramos as possibilidades de rescisão:

Leia mais

SINDICATO DOS TRABALHADORES NO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL DE ITU FILIADO A FESSPMESP

SINDICATO DOS TRABALHADORES NO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL DE ITU FILIADO A FESSPMESP 1 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 - CELETISTA Pelo presente instrumento particular de Acordo Coletivo de Trabalho de um lado o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Itu, entidade

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Nº do Processo: Nº da Licitação: Data / Hora: Discriminação do Seviços (dados referente à contratação)

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Nº do Processo: Nº da Licitação: Data / Hora: Discriminação do Seviços (dados referente à contratação) PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Nº do Processo: Nº da Licitação: Data / Hora: 59800.000305/201291 3/2012 04/12/2012 10:00 horas Discriminação do Seviços (dados referente à contratação) A Data de

Leia mais

ANEXO III PLANILHAS MODELO PARA APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS

ANEXO III PLANILHAS MODELO PARA APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS 1 ANEXO III PLANILHAS MODELO PARA APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS Planilha de Proposta de Preço nº Processo: Licitação nº Dia / / às : horas Data da apresentação da proposta Município/UF Ano Acordo, Convenção

Leia mais

26 de Maio de 2015 GESTÃO EM SEGURANÇA E SAUDE NO TRABALHO COM OBJETIVOS E RESULTADOS AAPSA

26 de Maio de 2015 GESTÃO EM SEGURANÇA E SAUDE NO TRABALHO COM OBJETIVOS E RESULTADOS AAPSA 26 de Maio de 2015 GESTÃO EM SEGURANÇA E SAUDE NO TRABALHO COM OBJETIVOS E RESULTADOS AAPSA ARMANDO HENRIQUE PRESIDENTE FENATEST DIRETOR SINTESP DIRETOR DA FORÇA SINDICAL COORDENAÇÃO TRIPARTITE FOLHA DE

Leia mais

O que é banco de horas?

O que é banco de horas? Este conteúdo faz parte da série: Controle de Horas Extras Ver 4 posts dessa série O que é banco de horas? O banco de horas é um sistema que serve para flexibilizar a jornada de trabalho de funcionários,

Leia mais

70 anos da CLT: Uma história de lutas e conquistas

70 anos da CLT: Uma história de lutas e conquistas Boletim Econômico Edição nº 03 Setembro de 2013 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico 70 anos da CLT: Uma história de lutas e conquistas 1 A Carteira de Trabalho Em 21 de março de

Leia mais

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS Abono Adicionais RUBRICAS de qualquer natureza, salvo o de férias pecuniário de férias (Insalubridade, periculosidade, noturno, de função e tempo de serviço,

Leia mais

A Repercussão Previdenciária e Tributária dos Acidentes de Trabalho

A Repercussão Previdenciária e Tributária dos Acidentes de Trabalho A Repercussão Previdenciária e Tributária dos Acidentes de Trabalho Orion Sávio Santos de Oliveira Analista Técnico de Políticas Sociais ATPS DPSSO/SPPS/MF orion.oliveira@previdencia.gov.br Roteiro da

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO PARANA PLANILHA DE CUSTOS

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO PARANA PLANILHA DE CUSTOS EMPRESA: PROCESSO LICITATÓRIO: OBJETO DA LICITAÇÃO: Data apresentacao proposta Regime Tributário da Empresa: (se lucro real, lucro presumido ou beneficiária do tratamento diferenciado às DISCRIMINAÇÃO

Leia mais

DEPARTAMENTO DE SEG. E MEDICINA DO TRABALHO PLANEJAMENTO 2010

DEPARTAMENTO DE SEG. E MEDICINA DO TRABALHO PLANEJAMENTO 2010 PLANEJAMENTO 2010 ORGANOGRAMA DO DEPARTAMENTO COORDENADORES ENGº RUY JAEGGER JUNIOR MED. JOSÉ CARLOS FERREIRA FISIOC. RICARDO TÓFFOLI CONSELHEIROS DO DEPARTAMENTO JOEL DE SOUSA SILVIA CARDOSO OBJETIVO:

Leia mais

FACULDADE SUMARÉ PLANO DE ENSINO

FACULDADE SUMARÉ PLANO DE ENSINO FACULDADE SUMARÉ PLANO DE ENSINO Curso: (curso/habilitação) Ciências Contábeis Disciplina: Cálculos Trabalhistas Carga Horária: (horas/semestre) 50 aulas Semestre Letivo / Turno: 4º Semestre Professores:

Leia mais

Jornada de trabalho LEGISLAÇÃO SOCIAL E TRABALHISTA

Jornada de trabalho LEGISLAÇÃO SOCIAL E TRABALHISTA Jornada de trabalho 1 A jornada de trabalho normal será o espaço de tempo durante o qual o empregado deverá prestar serviço ou permanecer à disposição do empregador, com habitualidade, executadas as horas

Leia mais

PREVENRIO PRESPECTIVAS DA SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHADOR NO SÉCULO XXI

PREVENRIO PRESPECTIVAS DA SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHADOR NO SÉCULO XXI PREVENRIO -2012 PRESPECTIVAS DA SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHADOR NO SÉCULO XXI Data: 24 de Agosto de 2012 Local: Centro de Convenções Sulamerica OBJETIVO Chamar atenção sobre a importância da prevenção

Leia mais

É MELHOR PREVENIR DO QUE INDENIZAR COMO REDUZIR RISCOS DE AÇÕES TRABALHISTAS ATRAVÉS DE AÇÕES PREVENTIVAS

É MELHOR PREVENIR DO QUE INDENIZAR COMO REDUZIR RISCOS DE AÇÕES TRABALHISTAS ATRAVÉS DE AÇÕES PREVENTIVAS É MELHOR PREVENIR DO QUE INDENIZAR COMO REDUZIR RISCOS DE AÇÕES TRABALHISTAS ATRAVÉS DE AÇÕES PREVENTIVAS PRÉ-CONTRATAÇÃO: CONSEQUENCIA DA CONTRATAÇÃO: VÍNCULO EMPREGATÍCIO oneroso, habitual, subord, depend.

Leia mais

TESTE CONHECIMENTO ESPECÍFICOS

TESTE CONHECIMENTO ESPECÍFICOS NOME: TESTE CONHECIMENTO ESPECÍFICOS LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO 1 - Verifique se este teste de conhecimento específico contém 10 (dez) questões objetivas. 2 - Para o presente teste de conhecimento

Leia mais

Perguntas e Respostas. Sobre a proposta de modernização da legislação trabalhista

Perguntas e Respostas. Sobre a proposta de modernização da legislação trabalhista Perguntas e Respostas Sobre a proposta de modernização da legislação trabalhista Caminho para o diálogo e a pacificação das relações de trabalho Esta cartilha apresenta o detalhamento de cada ponto do

Leia mais

Avaliação socioambiental de fornecedores

Avaliação socioambiental de fornecedores Avaliação socioambiental de fornecedores IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA Razão Social: CNPJ: Material/serviço que fornece: Responsável pelas informações: Cargo: Telefone: E-mail: Questionário Gostaríamos de conhecer

Leia mais

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás.

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Plano de Ensino 2016/2 Atenção! Este Plano de Ensino é um Rascunho. Sua impressão não está liberada por se tratar de um documento

Leia mais

Escopo do Produto. Permite copiar e inativar eventos, além de vincular um evento ao evento padrão, obtendo as mesmas características do evento Mega;

Escopo do Produto. Permite copiar e inativar eventos, além de vincular um evento ao evento padrão, obtendo as mesmas características do evento Mega; Escopo do Produto Módulo do Mega Empresarial: RH Folha de Pagamento Última Atualização: 01/04/2016 Gerente de Produto: Pedro Oliveira Descrição do Módulo O módulo de Folha de Pagamento do Mega Empresarial

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO ESCOLA DE DIREITO, TURISMO E MUSEOLOGIA DEPARTAMENTO DE DIREITO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO ESCOLA DE DIREITO, TURISMO E MUSEOLOGIA DEPARTAMENTO DE DIREITO UNIDADE 1. REMUNERAÇÃO E SALÁRIO. 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO ESCOLA DE DIREITO, TURISMO E MUSEOLOGIA DEPARTAMENTO DE DIREITO Disciplina Direito do Trabalho II Prof. Amauri Cesar Alves Análise

Leia mais

Excelência em Auditoria e Consultoria

Excelência em Auditoria e Consultoria Excelência em Auditoria e Consultoria Wanderlei Costa Ferreira e Marco Antonio Sanson Alternativas Legais de Alterações nos Contratos de Trabalho em Tempos de Crise Durante o mês de janeiro acompanhamos

Leia mais

Julho/2012. Produtividade do trabalho na Indústria de Transformação: Maio de Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

Julho/2012. Produtividade do trabalho na Indústria de Transformação: Maio de Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Julho/2012 Produtividade do trabalho na Indústria de Transformação: Maio de 2012 Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos 1 Sumário Após encerrar 2011 em queda (-0,2%), a produtividade do trabalho

Leia mais

Em defesa do Brasil e da CLT

Em defesa do Brasil e da CLT Em defesa do Brasil e da CLT Audiência Pública, Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado Federal Brasília, 22 de novembro de 2012 Foto trabalhadores saudando Getúlio CONSOLIDAÇÃO

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DO SUDESTE DE MINAS - CAMPUS BARBACENA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 05/2013 (Processo Administrativo n

INSTITUTO FEDERAL DO SUDESTE DE MINAS - CAMPUS BARBACENA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 05/2013 (Processo Administrativo n INSTITUTO FEDERAL DO SUDESTE DE MINAS - CAMPUS BARBACENA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 05/2013 (Processo Administrativo n. 23355.000114/2013-68) À SEGURAR VIGILÂNCIA E SEGURANÇA PATRIMONIAL RESULTADO DA ANÁLISE

Leia mais

,UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O D E E N S I N O

,UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O D E E N S I N O ,UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O D E E N S I N O I IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Administração Disciplina: Legislação Social e Trabalhista Ano Letivo:

Leia mais

CF / 1988 ATUALIZADA PELA LEI N , DE

CF / 1988 ATUALIZADA PELA LEI N , DE ATUALIZADA PELA LEI N. 13.103, DE 2-3-2015 CF / 1988 Código Civil Código de Processo Civil Legislação Complementar Súmulas Orientações Jurisprudenciais Precedentes Normativos Enunciados das Jornadas Trabalhistas

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 35/2014 Serviços de Limpeza da Federação: DF Data de início

Leia mais

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A JANEIRO / 2017 D S T Q Q S S 01 02 03 04 05 06 06 07 08 09 10 10 11 12 13 13 14 15 15 16 16 17 18 19 20 20 21 22 23 24 25 25 26 27 28 29 30 31

Leia mais

Parcela do Empregado (6% do salário base mensal)

Parcela do Empregado (6% do salário base mensal) POSTO 12 HORAS DIÁRIAS - DIURNO (de segunda-feira a domingo) Quantidade de vigilantes por posto: 02 MEMORIA DE CALCULOS - SALÁRIOS E ENCARGOS Salário base mensal 2.436,30 Adicional de Periculosidade 30%

Leia mais

Sumário. Direito_Trabalho_Simplificado_Cad_00.indd 13 24/06/ :03:33

Sumário. Direito_Trabalho_Simplificado_Cad_00.indd 13 24/06/ :03:33 Sumário Capítulo 1 História e Evolução do Direito do Trabalho... 1 1.1. Sumário da Evolução Histórica do Direito do Trabalho no Mundo... 1 1.2. Sumário da Evolução Histórica do Direito do Trabalho no Brasil...

Leia mais

SUMÁRIO SUMÁRIO PARTE I DIREITO DO TRABALHO HENRIQUE CORREIA CAPÍTULO III TERCEIRIZAÇÃO... 47

SUMÁRIO SUMÁRIO PARTE I DIREITO DO TRABALHO HENRIQUE CORREIA CAPÍTULO III TERCEIRIZAÇÃO... 47 SUMÁRIO SUMÁRIO PARTE I DIREITO DO TRABALHO HENRIQUE CORREIA CAPÍTULO I REGULAMENTO DE EMPRESA, PRINCÍPIOS E PROGRAMA DE INCENTIVO À DEMISSÃO VOLUNTÁRIA... 19 1. Regulamento de empresa (Norma Regulamentar)...

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 6787/2016 MINI REFORMA TRABALHISTA

PROJETO DE LEI Nº 6787/2016 MINI REFORMA TRABALHISTA PROJETO DE LEI Nº 6787/2016 MINI REFORMA TRABALHISTA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA CONSTITUIÇÃO FEDERAL CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHO CLT (MAIS DE 900 ARTIGOS) LEI DO TRABALHO TEMPORÁRIO (Lei 6.019/1974)

Leia mais

O que estudamos aula passada

O que estudamos aula passada O que estudamos aula passada Cessação, suspensão e interrupção dos contratos de trabalho Rescisão Contratual As formas de extinção do Contrato de Trabalho Pedido de demissão Dispensa sem justa causa Dispensa

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL GRUPO E SUBGRUPOS

BALANÇO PATRIMONIAL GRUPO E SUBGRUPOS U N I V E R S I D A D E E S T A D U A L D E G O I Á S (Criada pela Lei n.º 13.456 de 16 de abril de 1999, publicada no DOE - GO de 20 de abril de 1999) UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS

Leia mais

Sumário 1. Parte I DIREITO DO TRABALHO. Henrique Correia

Sumário 1. Parte I DIREITO DO TRABALHO. Henrique Correia Sumário 1 Parte I DIREITO DO TRABALHO Henrique Correia Capítulo I REGULAMENTO DE EMPRESA, PRINCÍPIOS E PROGRAMA DE INCENTIVO À DEMISSÃO VOLUNTÁRIA... 17 1. Regulamento de empresa... 17 1.1. Complementação

Leia mais

Suspensão, interrupção e rescisão do contrato de trabalho

Suspensão, interrupção e rescisão do contrato de trabalho Suspensão, interrupção e rescisão do contrato de trabalho E OUTROS TEMAS Suspensão Não há pagamento de salário Exemplo: Acidente de trabalho e serviço militar: suspenso o contrato de trabalho. Paga-se

Leia mais

AGENDA TRABALHISTA DA INDÚSTRIA. Relações do Trabalho

AGENDA TRABALHISTA DA INDÚSTRIA. Relações do Trabalho AGENDA TRABALHISTA DA INDÚSTRIA RELAÇÕES DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE PREMISSA Crescimento econômico e social e legislação trabalhista são indissociáveis, devendo considerar e combinar: Caráter protetivo

Leia mais

PRONUNCIAMENTO SOBRE REGULAMENTAÇÃO DOS DIREITOS DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS

PRONUNCIAMENTO SOBRE REGULAMENTAÇÃO DOS DIREITOS DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS PRONUNCIAMENTO SOBRE REGULAMENTAÇÃO DOS DIREITOS DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Senadores, Amigos que nos assistem e nos ouvem pela Rádio Senado e pela TV Senado O Congresso

Leia mais

DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 4 JORNADA DE TRABALHO

DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 4 JORNADA DE TRABALHO DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 4 JORNADA DE TRABALHO Índice 1. Jornada de trabalho...3 2. Formas de Prorrogação da Jornada de Trabalho...4 3. Horas Extras no Caso de Força Maior...5 4. Trabalho Noturno...6

Leia mais

O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária?

O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária? O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária? Cartilha esocial 2 O que é o esocial? Nova forma de enviar ao Governo (Ministério do Trabalho, Receita Federal, Previdência Social e Caixa

Leia mais

Aquisição. Férias dos Funcionários: O que Pode e não Pode. Este conteúdo faz parte da série: Folha de Pagamento Ver 10 posts dessa série

Aquisição. Férias dos Funcionários: O que Pode e não Pode. Este conteúdo faz parte da série: Folha de Pagamento Ver 10 posts dessa série Este conteúdo faz parte da série: Folha de Pagamento Ver 10 posts dessa série As férias dos funcionários é um dos temas mais corriqueiros do mundo do trabalho, mas também dos mais complexos. Tentaremos

Leia mais

CONTABILIZAÇÃO DE FOLHA DE PAGAMENTO

CONTABILIZAÇÃO DE FOLHA DE PAGAMENTO CONTABILIZAÇÃO DE FOLHA DE PAGAMENTO DEFINIÇÃO DE FOLHA DE PAGAMENTO A Folha de Pagamento representa as obrigações do empregador com seus empregados, como salários, gratificações, comissões, etc., assim

Leia mais

COMO EVITAR PASSIVO TRABALHISTA Reinaldo de Francisco Fernandes

COMO EVITAR PASSIVO TRABALHISTA Reinaldo de Francisco Fernandes COMO EVITAR PASSIVO TRABALHISTA Reinaldo de Francisco Fernandes email: GRÁFICO COMPARATIVO encargos sociais (fonte José Pastore) 2 QUADRO EVOLUTIVO DO VOLUME DE AÇÕES fonte TST 3 O complexo normativo Constituição

Leia mais

texto-síntese REFORMA TRABALHISTA Riscos e perdas impostos pelo PL 6.787/2016 aos trabalhadores e ao movimento sindical

texto-síntese REFORMA TRABALHISTA Riscos e perdas impostos pelo PL 6.787/2016 aos trabalhadores e ao movimento sindical texto-síntese REFORMA TRABALHISTA Riscos e perdas impostos pelo PL 6.787/2016 aos trabalhadores e ao movimento sindical 02/05/2017 REFORMA TRABALHISTA texto-síntese: REFORMA TRABALHISTA Riscos e perdas

Leia mais

Posicionamento Consultoria De Segmentos. Descanso Semanal Remunerado - Hora Noturna

Posicionamento Consultoria De Segmentos. Descanso Semanal Remunerado - Hora Noturna Descanso Semanal Remunerado - Hora Noturna 30/09/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 4 5. Informações

Leia mais

Modernização da Lei Trabalhista Brasileira

Modernização da Lei Trabalhista Brasileira Modernização da Lei Trabalhista Brasileira Liberdade, Segurança Jurídica e Simplificação SUBSTITUTIVO AO PROJETO DE LEI N. 6.787 DE 2016 DEPUTADO ROGÉRIO MARINHO (PSDB/RN) RELATOR Súmulas do TST Interpretações

Leia mais

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A DEZEMBRO / 2015 D S T Q Q S S 01 02 03 04 05 05 06 07 07 08 08 09 10 10 11 12 13 14 15 15 16 17 18 18 19 20 20 21 22 23 24 24 25 26 27 28 29 30

Leia mais

Calendário Mensal das Obrigações Fiscais, Trabalhistas e Previdenciárias Outubro de 2016

Calendário Mensal das Obrigações Fiscais, Trabalhistas e Previdenciárias Outubro de 2016 Calendário Mensal das Obrigações Fiscais, Trabalhistas e Previdenciárias Outubro de 2016 Nota: Em caso de feriados estaduais e municipais, os vencimentos das obrigações principais deverão ser antecipados

Leia mais

REMUNERAÇÃO E ADICIONAIS LEGAIS

REMUNERAÇÃO E ADICIONAIS LEGAIS REMUNERAÇÃO E ADICIONAIS LEGAIS 1 Conceito Salário complessivo corresponde aos pagamentos efetuados diretamente pelo empregador em favor do empregado, em virtude da vigência do contrato de trabalho, bem

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO...7 NOTA À 2ª EDIÇÃO...9 APRESENTAÇÃO DA OBRA Vídeo: Apresentação da Obra... 13

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO...7 NOTA À 2ª EDIÇÃO...9 APRESENTAÇÃO DA OBRA Vídeo: Apresentação da Obra... 13 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO...7 NOTA À 2ª EDIÇÃO...9 APRESENTAÇÃO DA OBRA... 13 Vídeo: Apresentação da Obra... 13 EDITAL SISTEMATIZADO (Para facilitar a pesquisa e otimizar seu estudo)... 43 PREPARAÇÃO

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO

DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO EMENTA DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO DISCIPLINA: Teoria Geral do Direito do Trabalho CARGA-HORÁRIA: 10 horas EMENTA: Estudo sobre a introdução ao direito do trabalho, analisando

Leia mais

Ontem, 11/07/2017, o Senado Federal aprovou o PLC 38/2017 em prol da modernização trabalhista.

Ontem, 11/07/2017, o Senado Federal aprovou o PLC 38/2017 em prol da modernização trabalhista. Informativo da Confederação Nacional da Indústria Ontem, 11/07/2017, o Senado Federal aprovou o PLC 38/2017 em prol da modernização trabalhista. O projeto foi aprovado, com 50 votos a favor, 26 contra

Leia mais

24/02/2015 GP II 1. Tópicos

24/02/2015 GP II 1. Tópicos Tópicos pg 1. Tipos de Contrato 2 2. Prazo Indeterminado 3 3. Prazo Determinado 4 4. Contrato de Experiência 5 5. Itens do Contrato de Trabalho 6 6. Remuneração 7 7. Descontos: INSS 9 8. Descontos: IRRF

Leia mais

Sumário Outros princípios Fontes do Direito do Trabalho Fontes heterônomas ou estatais... 22

Sumário Outros princípios Fontes do Direito do Trabalho Fontes heterônomas ou estatais... 22 Sumário Capítulo I INTRODUÇÃO AO DIREITO DO TRABALHO... 17 1. Conceito e denominação do Direito do Trabalho... 17 2. Princípios do direito individual do trabalho... 17 2.1. In dubio pro operario... 18

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Professora Nair Luccas Ribeiro Código: 156 Município: Teodoro Sampaio Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Administração

Leia mais

esocial O que, por que e como por Roberto Dias Duarte

esocial O que, por que e como por Roberto Dias Duarte esocial O que, por que e como por Roberto Dias Duarte "Só sei que nada sei Sócrates "O otimismo é a fé em ação Bob Marley www.robertodiasduarte.com.br facebook.com/imposticida http://pt.slideshare.net/

Leia mais

SuMÁRIO APRESENTAÇÃO CAPÍTULO I

SuMÁRIO APRESENTAÇÃO CAPÍTULO I SuMÁRIO APRESENTAÇÃO... 15 CAPÍTULO I O TRABALHo NA ERA DA INFORMAÇÃo E DA CoMUNICAÇÃo 1.1. Impactos das novas tecnologias no meio social...... 17 1.2. Descentralização produtiva e organização empresarial

Leia mais

S UMÁRIO. Capítulo 1 Direito do Trabalho... 1

S UMÁRIO. Capítulo 1 Direito do Trabalho... 1 S UMÁRIO Capítulo 1 Direito do Trabalho... 1 1. Trabalho...1 1.1. Origem da palavra...1 1.2. Definição... 1 1.3. Conceito... 2 1.4. Característica...2 1.5. Divisão... 2 1.6. Fundamento...3 1.7. Breve histórico

Leia mais

1) O que caracteriza a utilidade com natureza salarial e a utilidade com natureza indenizatória?

1) O que caracteriza a utilidade com natureza salarial e a utilidade com natureza indenizatória? CADERNO DE EXERCÍCIOS 1) O que caracteriza a utilidade com natureza salarial e a utilidade com natureza indenizatória? 2) Vale transporte pago em dinheiro, vale refeição pago em dinheiro, concessão de

Leia mais

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A DEZEMBRO / 2016 D S T Q Q S S 01 02 03 04 05 06 06 07 07 08 09 09 10 11 12 13 14 15 15 16 17 18 19 20 20 21 22 23 23 24 25 26 27 28 29 30 30 31-1

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: AL000160/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR030845/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46201.003974/2014-93 DATA

Leia mais

JUNIOR DI OLIVEIRA ANALISANDO O EDITAL

JUNIOR DI OLIVEIRA ANALISANDO O EDITAL JUNIOR DI OLIVEIRA ANALISANDO O EDITAL Noções de Direito do Trabalho Analista Judiciário Área Administrativa Dos princípios e fontes do Direito do Trabalho. Dos direitos constitucionais dos trabalhadores

Leia mais

CÓDIGO DO TRABALHO. CAPÍTULO I - Fontes do direito do trabalho CAPÍTULO II - Aplicação do direito do trabalho. CAPÍTULO I - Disposições gerais

CÓDIGO DO TRABALHO. CAPÍTULO I - Fontes do direito do trabalho CAPÍTULO II - Aplicação do direito do trabalho. CAPÍTULO I - Disposições gerais CÓDIGO DO TRABALHO Lei n.º 7/2009, de 12 de Fevereiro LIVRO I - Parte geral TÍTULO I - Fontes e aplicação do direito do trabalho CAPÍTULO I - Fontes do direito do trabalho CAPÍTULO II - Aplicação do direito

Leia mais

CARGOS, SALÁRIOS E BENEFÍCIOS

CARGOS, SALÁRIOS E BENEFÍCIOS CARGOS, SALÁRIOS E BENEFÍCIOS Ser Humano tratado como Vantagem Competitiva Empregado como principal agente no desempenho organizacional Essa valorização é feita através de recompensas O mais importante

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL Você pode praticar a responsabilidade social ao abrir vagas na sua empresa para adolescentes, na condição de aprendizes ou estagiários. Nesta seção você poderá saber quais as diferenças

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Indicadores CNI ISSN - Ano 6 Número janeiro de RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Flexibilidade no mercado de trabalho Brasileiros desejam maior flexibilidade no mercado de trabalho Quase três quartos dos

Leia mais

FATOR ACIDENTÁRIO DE PREVENÇÃO

FATOR ACIDENTÁRIO DE PREVENÇÃO FATOR ACIDENTÁRIO DE PREVENÇÃO GESTÃO PARA CUMPRIMENTO DOS PRAZOS DE RECURSOS Carla Soares Gerente Jurídica do Sinduscon-Rio juridico@sinduscon-rio.com.br HISTÓRICO: MP 83/2002 art. 10 Lei 10.666/2003

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 SINDTRAN-SIND TRAB TRANSP RODOV PASSAG URB E INT CARGAS SECAS E MOLH. E TRANSP. GERAL BAURU PRES. ALVES E AGUDOS, CNPJ n. 51.510.642/0001-71, neste ato representado(a)

Leia mais