Quando o Sol se apaixonou pela Lua. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Curso Superior de Tecnologia em Jogos Digitais 2016

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Quando o Sol se apaixonou pela Lua. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Curso Superior de Tecnologia em Jogos Digitais 2016"

Transcrição

1 Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Curso Superior de Tecnologia em Jogos Digitais 2016 Quando o Sol se apaixonou pela Lua Letícia Cruz RA Linguagem Audiovisual e Games Eliseu Lopes Desenho Conceitual e Storyboard David de Oliveira Lemes

2 A.1 Todos os dias, Sun ia até a colina para ver Luna tomar seu chá enquanto a mesma descansava sob uma grande árvore. CÂMERA: PLANO ABERTO A.2 Um certo dia, Sun estava observando Luna, como de costume CÂMERA: PLANO MÉDIO. A.3 Luna estava na colina tomando chá, como sempre CÂMERA: PLANO MÉDIO.

3 A.4 De repente, Cloud chega com uma expressão nada amigável CÂMERA: PLANO AMERICANO A.5 Cloud diz que Sun não deve se aproximar de Luna, pois a mesma lhe pertence CÂMERA: PLANO AMERICANO B1 ser rude B2 ficar quieto B1 Sun diz que Cloud é um babaca e então uma briga começa CÂMERA: PLANO ABERTO

4 B1.2 Cloud diz para Sun que não se intrometa novamente CÂMERA: ZOOM IN, PLANO FECHADO, VISTO LEVEMENTE INCLINADO B1.3/B2.1 Continuação de B1 B2 Cloud empurra Sun, com desdenho CÂMERA: PLANO MÉDIO B1.4/B2.2 Sun cai no chão, após o empurrão CÂMERA: PLANO AMERICANO, CENA VISTA DE CIMA

5 B1.5/B2.3 Sun se levanta, com dificuldade e Cloud vai embora CÂMERA: PLANO GERAL B1.6/B2.4 Sun estava confuso, pois não sabia ao certo o que Cloud quis dizer com aquilo B1.7/B2.5 Quando Sun olha para Luna, nota que agora ela está lhe encarando

6 B1.8/B2.6 Sun se assusta, pois nunca tivera um real contato com Luna B1.9/B2.7 C1 ir falar com ela C2 ir embora C1 Sun decide ir falar com Luna de uma vez por todas. Sempre ficara na espreita, mas, dessa vez, tomaria uma atitude CÂMERA: PLANO ABERTO, VISTO DE TRÁS. A câmera segue o personagem

7 C1.1 Ao chegar na colina, Sun pergunta se, por um acaso, ele poderia sentar-se um pouco CÂMERA: PLANO ABERTO C1.2 Luna diz que não gosta de pessoas briguentas e isso deixa Sun muito triste CÂMERA: PLANO MÉDIO D1 insistir D2 ir embora C1.3 D1 De repente, Sun teve uma ideia CÂMERA: PLANO MÉDIO

8 C1.4 Então, ele disse E se em troca deste sorriso, você me deixar ficar, hm? CÂMERA: PRIMEIRÍSSIMO PLANO C1.5 De início Luna não acreditava que ele tinha sugerido essa troca, mas logo começou a rir do garoto CÂMERA: PRIMEIRÍSSIMO PLANO

9 C1.6 Sun sempre ficava encantado com a beleza de Luna, principalmente quando ela sorria C1.7 D2 Sun decide ir embora e Luna se mostra bem triste CÂMERA: PLANO MÉDIO E AMERICANO C1.8 Ela impede que ele vá, dizendo Tudo bem, eu vejo você todos os dias me olhando. Se você prometer não partir meu coraçãozinho no fim de tudo, então você pode ficar CÂMERA: PLANO MÉDIO E AMERICANO

10 C1.9 Eles ficam sentados o resto da tarde na colina, tomando chá e rindo CÂMERA: PLANO GERAL, ZOOM OUT C2 Você decide ir embora, mesmo apesar da vontade de sentar-se ao lado de Luna CÂMERA: PLANO ABERTO, ACOMPANHA O PERSONAGEM ENQUANTO O MESMO ANDA C2.1 Logo à sua frente, Sun reconheceu Cloud, aparentemente brigando com Stellar, que estava choramingando CÂMERA: PLANO GERAL

11 C2.3 Sun pergunta o que está havendo ali e se precisará intervir C2.4 Stellar diz que está tudo bem e que ele não precisa se incomodar Sun acreditou nas palavras de Stellar, mas também deixou bem claro que se precisasse, ele a defenderia CÂMERA: ZOOM IN, PLANO MÉDIO

12 D Tempos depois, quando a noite já caíra, Sun estava deitado em uma colina, observando o luar CÂMERA: PLANO AMERICANO D.1 Stellar avistou Sun deitado ali e decidiu lhe fazer companhia CÂMERA: PLANO GERAL D.2 Já viu como está a lua hoje?, ele perguntou CÂMERA: PLANO AMERICANO

13 D.3 Sim. Eu gostaria de ser tão bonita quanto ela... Mas sou apenas uma estrelinha, disse Stellar CÂMERA: PLANO DETALHE D.4 Sun levantou imediatamente, um pouco surpreso e disse Ei! Quem disse que você não é bonita? D.5 É a estrelinha mais bonita que conheço!, ele dizia, ansioso, enquanto Stellar ria, com vergonha CÂMERA: PLANO GERAL

14 D.6 Ela só brilha por você, você sabe disso, né? É só porque você está aqui, olhando para ela, disse Stellar olhando para o céu D.7 Sun se espantou ao ouvir aquilo CÂMERA: PRIMEIRÍSSIMO PLANO D.8 Sun vê Luna brilhando ao canto da tela, enquanto Stellar sai por onde veio, com lágrimas nos olhos CÂMERA: PLANO GERAL

15 D.9 Sun não consegue conter um sorriso D.10 Sun novamente vai tomar chá com Luna CÂMERA: PLANO GERAL D.11 Luna diz que dessa vez não foi ela que preparou o chá, mas sim Stellar e um amigo dela com cabelo de nuvem. Ela te oferece. E1 aceitar o chá E2 não, obrigado

16 E1 Enquanto Luna bebe seu chá, você apenas fica ali parado E1.1 Assim que Luna bebeu do chá, sua expressão mudou. Sun começou a rir, perguntando se estava ruim E1.2 Luna caiu, sem vida, logo após CÂMERA: PLANO MÉDIO

17 E1.3 Sun ficou apavorado, sem entender ao certo o que estava acontecendo CÂMERA: PRIMEIRÍSSIMO PLANO E1.4 Ele estava desolado. Luna já não dava mais sinal de vida CÂMERA: PLANO MÉDIO E1.5 Em outro plano, Stellar está chorando, enquanto Cloud a olha com desprezo CÂMERA: PLANO MÉDIO

18 E1.6 Sun estava ficando furioso, pois ele sabia quem havia feito aquilo. Ele sabia, de alguma forma, que Cloud obrigara Stellar a envenenar o chá de Luna E1.7 Sun não conseguiu conter seu ódio e queimou toda a Floresta CÂMERA: PLANO MÉDIO E1.8 No fim, não sobraria nada daquilo mais. A Floresta já não existia, a Lua também não. Logo, logo, o Sol pararia de explodir e nada haveria mais. CÂMERA: PLANO GERAL

19 E2 Sun aceita o chá e Luna fica muito feliz por isso, pois geralmente Sun recusa CÂMERA: PLANO MÉDIO E2.1 Os dois sentiam algo estranho CÂMERA: PLANO MÉDIO E2.2 Sun e Luna caíram um ao lado do outro, sem vida, envenenados pelo chá. CÂMERA: PLANO MÉDIO

20 E2.3 Stella chora, ao lado de Cloud, enquanto olham curiosos uma espécie de eclipse acontecer CÂMERA: PLANO GERAL E2.4 Sem o Sol, não havia mais luz. Parabéns à ideia genial de Cloud de matar o SOL. CÂMERA: QUADRO TODO PRETO, APENAS COM OS OLHOS DE STELLAR E CLOUD PODEM SER VISTOS

Suspeitas. por. Ton Freitas

Suspeitas. por. Ton Freitas Suspeitas por Ton Freitas Registo F.B.N.: 661025 Contato: ton.freitas@hotmail.com INT. CAPELA - DIA Está ocorrendo um velório. No caixão ao centro está MARIA LUIZA, bonita, jovem. Em volta estão sentadas

Leia mais

Altos da Serra - Capítulo Altos da Serra. Novela de Fernando de Oliveira. Escrita por Fernando de Oliveira. Personagens deste Capítulo

Altos da Serra - Capítulo Altos da Serra. Novela de Fernando de Oliveira. Escrita por Fernando de Oliveira. Personagens deste Capítulo Altos da Serra - Capítulo 03 1 Altos da Serra Novela de Fernando de Oliveira Escrita por Fernando de Oliveira Personagens deste Capítulo Altos da Serra - Capítulo 03 2 CENA 01. CAPELA / CASAMENTO. INTERIOR.

Leia mais

Perdido no Jurassic Park

Perdido no Jurassic Park Trabalho de Storyboard LINGUAGEM AUDIOVISUAL E GAMES Professor: Eliseu de Souza Dreiky Fraga RA00117735 Perdido no Jurassic Park Introdução A história que segue no trabalho é de um pescador que acaba parando

Leia mais

79 Dias. por. Ton Freitas

79 Dias. por. Ton Freitas 79 Dias por Ton Freitas Registro F.B.N.: 684988 Contato: ton.freitas@hotmail.com INT. HOSPITAL/QUARTO - DIA Letreiro: 3 de março de 1987. HELENA, branca, 28 anos, está grávida e deitada em uma cama em

Leia mais

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Língua Portuguesa

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Língua Portuguesa COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Língua Portuguesa Nome: Ano: 5º Ano 2º Etapa 2014 Colégio Nossa Senhora da Piedade Área do Conhecimento: Códigos e Linguagens

Leia mais

A Professora de Horizontologia

A Professora de Horizontologia A Professora de Horizontologia Já tinha parado a chuva e Clara Luz estava louca que a Gota voltasse. Felizmente a Fada-Mãe veio com uma novidade: Minha filha, hoje vem uma professora nova. Você vai ter

Leia mais

A Menina Que Deixou. De Sonhar. Autora: Waleska Alves

A Menina Que Deixou. De Sonhar. Autora: Waleska Alves A Menina Que Deixou De Sonhar Autora: Waleska Alves 1. Era uma vez uma linda menina que sonhava com o natal, todas as noites antes de dormi ela olhava pela janela de seu quarto e imaginava papai noel em

Leia mais

"Caixa de Saída" Roteiro de. Jean Carlo Bris da Rosa

Caixa de Saída Roteiro de. Jean Carlo Bris da Rosa "Caixa de Saída" Roteiro de Jean Carlo Bris da Rosa Copyright 2011. Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir. executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta

Leia mais

Ela não merecia. Por. Stoff Vieira

Ela não merecia. Por. Stoff Vieira Ela não merecia Por Stoff Vieira (63)9211-3384 CENA 01. INT. QUARTO DE ANDRÉ. DIA Uma garrafa de vodka e um copo no chão. André deitado em uma cama velha bagunçada, ele acorda se espreguiça, coloca a mão

Leia mais

"ESPELHO, ESPELHO MEU" Roteiro de. Deborah Zaniolli

ESPELHO, ESPELHO MEU Roteiro de. Deborah Zaniolli "ESPELHO, ESPELHO MEU" Roteiro de Deborah Zaniolli Copyright 2016 by Deborah Zaniolli Deborah Zaniolli Todos os direitos reservados contato@deborahzaniolli.com BN: 710355 Roteiro 2011 Piedade- SP 1. "ESPELHO,

Leia mais

O conteúdo desta obra, inclusive revisão ortográfica, é de responsabilidade exclusiva do autor.

O conteúdo desta obra, inclusive revisão ortográfica, é de responsabilidade exclusiva do autor. 9 O conteúdo desta obra, inclusive revisão ortográfica, é de responsabilidade exclusiva do autor. Dedico esta obra à minha Família, em especial aos meus sobrinhos Gabriel, Lidiane, Flaviane, Viviane, Caroline,

Leia mais

MÃE, QUANDO EU CRESCER...

MÃE, QUANDO EU CRESCER... MÃE, QUANDO EU CRESCER... Dedico este livro a todas as pessoas que admiram e valorizam a delicadeza das crianças! Me chamo Carol, mas prefiro que me chamem de Cacau, além de ser um apelido que acho carinhoso,

Leia mais

O segredo do rio. Turma 4 3º/4º anos EB1/JI da Póvoa de Lanhoso. Trabalho realizado no âmbito do PNL. (Plano Nacional de Leitura)

O segredo do rio. Turma 4 3º/4º anos EB1/JI da Póvoa de Lanhoso. Trabalho realizado no âmbito do PNL. (Plano Nacional de Leitura) Turma 4 3º/4º anos EB1/JI da Póvoa de Lanhoso Ano Lectivo 2009/2010 O segredo do rio Trabalho realizado no âmbito do PNL (Plano Nacional de Leitura) Era uma vez um rapaz que morava numa casa no campo.

Leia mais

DE PERSEGUIDOR A SEGUIDOR

DE PERSEGUIDOR A SEGUIDOR Bíblia para crianças apresenta DE PERSEGUIDOR A SEGUIDOR Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Janie Forest Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da Bíblia

Leia mais

No princípio Deus criou o céu e a terra

No princípio Deus criou o céu e a terra No princípio Deus criou o céu e a terra No início Deus criou céu e terra. Ele sempre pensou em todos nós e impulsionado pelo seu grande amor, Deus quis criar o mundo. Como um pai e uma mãe que preparam

Leia mais

PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA

PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA A menina PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA menina alegre e muito curiosa. O que a diferenciava das outras crianças é que desde muito pequenina ela passava horas na Floresta do Sol conversando

Leia mais

Roteiro. Fade out CENA 1 INTERIOR /DIA /QUARTO DA MENINA

Roteiro. Fade out CENA 1 INTERIOR /DIA /QUARTO DA MENINA Roteiro Fade in (escrito e off)... de todas as histórias que meu pai me contava a que nunca esqueci foi a história do Rei que levava no coraçãouma princesa... A menina Fade out CENA 1 INTERIOR /DIA /QUARTO

Leia mais

DATA: 02 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA:

DATA: 02 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 0 / / 03 UNIDADE: III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

PRÁTICA DE ENSINO: JOGOS INTERATIVOS

PRÁTICA DE ENSINO: JOGOS INTERATIVOS PRÁTICA DE ENSINO: JOGOS INTERATIVOS Livro digital recontando a história A Bonequinha preta da autora Alaíde Lisboa de Oliveira, livro escrito no ano de 1930, porém só foi publicado no ano de 2004 BELO

Leia mais

O criador de ilusões

O criador de ilusões O criador de ilusões De repente do escuro ficou claro, deu para ver as roupas brancas entre aventais e máscaras e foi preciso chorar, logo uma voz familiar misturada com um cheiro doce e agradável de

Leia mais

Priscila foi passear com a sua mamãe! Lá no parque, a pequena Priscila viu alguém um tanto diferente... Vamos ver quem foi?

Priscila foi passear com a sua mamãe! Lá no parque, a pequena Priscila viu alguém um tanto diferente... Vamos ver quem foi? Priscila foi passear com a sua mamãe! Lá no parque, a pequena Priscila viu alguém um tanto diferente... Vamos ver quem foi? Mamãe! Mamãe! Vamos no balanço? Vamos, filha! Espera só um instantinho que a

Leia mais

Após esse relato, como a equipe percebe Miguel?

Após esse relato, como a equipe percebe Miguel? 1 Relato da mãe de Miguel Miguel levantou- se correndo, não quis tomar café e nem ligou para o bolo que eu havia feito especialmente para ele. Só apanhou o maço de cigarros e a caixa de fósforos. Não quis

Leia mais

Em um escritório de investigação, EDGAR um detetive está sentado lendo o jornal quando seu colega de trabalho chega. COLEGA DE EDGAR EDGAR

Em um escritório de investigação, EDGAR um detetive está sentado lendo o jornal quando seu colega de trabalho chega. COLEGA DE EDGAR EDGAR Em um escritório de investigação, um detetive está sentado lendo o jornal quando seu colega de trabalho chega. Trabalho COLEGA DE O que você disse? COLEGA DE Você não pode ficar ai o dia inteiro só lendo

Leia mais

A LOIRA DO CEMITÉRIO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA

A LOIRA DO CEMITÉRIO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA A DO CEMITÉRIO Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA TODOS OS DIREITOS RESERVADOS RUA: ALAMEDA PEDRO II N 718 VENDA DA CRUZ SÃO GONÇALO E-MAIL: jfigueiredo759@gmail.com TEL: (21)92303033 EXT.PRAÇA.DIA Praça

Leia mais

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar...

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... O pequeno Will A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... Então um dia tomei coragem e corri até mamãe e falei: - Mãeee queria tanto um irmãozinho, para brincar comigo!

Leia mais

Uma lição de vida. Graziele Gonçalves Rodrigues

Uma lição de vida. Graziele Gonçalves Rodrigues Uma lição de vida Graziele Gonçalves Rodrigues Ele: Sente sua falta hoje na escola, por que você não foi? Ela: É, eu tive que ir ao médico. Ele: Ah, mesmo? Por que? Ela: Ah, nada. Consultas anuais, só

Leia mais

A rapariga e o homem da lua

A rapariga e o homem da lua A rapariga e o homem da lua (conto tradicional do povo tchuktchi) Viveu outrora, entre o povo Tchuktchi, um homem que só tinha uma filha. A filha era a melhor das ajudas que o pai podia ter. Passava o

Leia mais

DESABITUAÇÃO. MULHER 1 Foi agora? MULHER 2 Foi. MULHER 1 Você viu? MULHER 2 Não, eu não vi nada. Não sei de nada.

DESABITUAÇÃO. MULHER 1 Foi agora? MULHER 2 Foi. MULHER 1 Você viu? MULHER 2 Não, eu não vi nada. Não sei de nada. DESABITUAÇÃO (Duas mulheres e um homem estão em volta de algo que não podemos ver. Os três olham para a presença ausente, um mesmo ponto fixo no chão. Durante a cena, todos agem com uma naturalidade banal,

Leia mais

Samuel jogou suas coisas em seu quarto e saiu correndo em direção. eram noticias ruins em relação a Sara, a voz da doutora dizia isso.

Samuel jogou suas coisas em seu quarto e saiu correndo em direção. eram noticias ruins em relação a Sara, a voz da doutora dizia isso. Bruno D. Vieira 8 Samuel jogou suas coisas em seu quarto e saiu correndo em direção ao consultório da psicóloga, a única coisa que passava em sua mente eram noticias ruins em relação a Sara, a voz da doutora

Leia mais

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães 2 Tudo no hospital ia na mais perfeita calma. E o movimento era o de sempre pelos corredores: crianças fazendo exames, mães

Leia mais

Você já ouviu a história de uma tal "garota legal"? Bem, se não, deixeme contar uma história:

Você já ouviu a história de uma tal garota legal? Bem, se não, deixeme contar uma história: Você já ouviu a história de uma tal "garota legal"? Bem, se não, deixeme contar uma história: Uma garota legal é alguém que se dedica de alma e coração em um relacionamento. Ela é alguém que poderia esperar

Leia mais

Sacrifice the Hero Diagrama e storyboard

Sacrifice the Hero Diagrama e storyboard Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Superior de Tecnologia em Jogos Digitais Prof. Eliseu de Souza Lopes Filho Linguagem Audiovisual e Games Henrique Leite de Azevedo RA00170611 Sacrifice the

Leia mais

PSY: Você também tratou muito dela quando viviam as duas. A: Depois não percebe que tem de ir apresentável! Só faz o que lhe apetece!

PSY: Você também tratou muito dela quando viviam as duas. A: Depois não percebe que tem de ir apresentável! Só faz o que lhe apetece! Anexo 3 SESSÃO CLÍNICA - A PSY: Então como tem andado? A:Bem. Fomos as três a Fátima, foi giro. Correu bem, gosto de ir lá. Tirando a parte de me chatear com a minha irmã, mas isso já é normal. Anda sempre

Leia mais

Os e mails de Amy começaram no fim de julho e continuaram

Os e mails de Amy começaram no fim de julho e continuaram CAPÍTULO UM Os e mails de Amy começaram no fim de julho e continuaram chegando durante todo o verão. Cada um deixava Matthew um pouco mais tenso: Para: mstheworld@gmail.com Assunto: Estou feliz! Acabo

Leia mais

Não Fale com Estranhos

Não Fale com Estranhos Não Fale com Estranhos Texto por: Aline Santos Sanches PERSONAGENS Cachorro, Gato, Lobo, Professora, Coelho SINOPSE Cachorro e Gato são colegas de classe, mas Gato é arisco e resolve falar com um estranho.

Leia mais

PEGAR-x-i [A mulher pega o] bebê [e olha para ele]. BARCO [Em um] barco, [o bebê foi levado pelo rio].

PEGAR-x-i [A mulher pega o] bebê [e olha para ele]. BARCO [Em um] barco, [o bebê foi levado pelo rio]. 1 2 ANOS PASSADO [Muitos] anos atrás, MULHER NASCER [uma] mulher deu à luz. 3 4 5 PEGAR-x-i [A mulher pega o] bebê [e olha para ele]. SURD@ [É] surdo! QUERER [Eu] não quero [o] bebê. 6 ABANDONAR ÁGUA [E]

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION. Lições de Língua Portuguesa, História e Vivência Religiosa - 4º ano. O galo e a raposa

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION. Lições de Língua Portuguesa, História e Vivência Religiosa - 4º ano. O galo e a raposa COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION Troca do Livro Lições de Língua Portuguesa, História e Vivência Religiosa - 4º ano 4º ano A e B quinta-feira Segunda-feira Curitiba, 12 de agosto de 2013. 1- Leia o texto

Leia mais

Bíblia para crianças apresenta DE PERSEGUIDOR A SEGUIDOR

Bíblia para crianças apresenta DE PERSEGUIDOR A SEGUIDOR Bíblia para crianças apresenta DE PERSEGUIDOR A SEGUIDOR Escrito por: Edward Hughes Ilustrado por: Janie Forest Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da Bíblia

Leia mais

Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola.

Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola. Jessy Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola. Jessi era uma garota linda, tinha a pele escura como o chocolate, seus olhos eram pretos e brilhantes que pareciam duas lindas amoras, seu

Leia mais

Capitulo 1 A história de Richard. Setembro 2012

Capitulo 1 A história de Richard. Setembro 2012 O amor, como ele é? Capitulo 1 A história de Richard. Setembro 2012 A história relatada neste livro, é sobre seu primeiro amor, seu primeiro encontro com a felicidade. Pode parecer um pouco poético e engraçado,

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Fabrício Local: Núcleo de Arte do Neblon Data: 26.11.2013 Horário: 14h30 Duração da entrevista: 20min COR PRETA

Leia mais

A tristeza. A tristeza

A tristeza. A tristeza E a leitura continua..."o Principezinho" - quarta-feira, 6 de Fevereiro de 2013 No capítulo V, o Principezinho demonstra muita tristeza nas suas palavras. Após a leitura, foi proposto aos alunos escreverem

Leia mais

PROCURA-SE UMA VIÚVA. Por CARLA GIFFONI

PROCURA-SE UMA VIÚVA. Por CARLA GIFFONI PROCURA-SE UMA VIÚVA Por CARLA GIFFONI BN 010.350 carlagiffoni@yahoo.com.br http://recantodasletras.com.br /autores/carlagiffoni 1- CORREDOR DA CAPELA MORTUÁRIA - INT - DIA Matilde e Donana, duas senhoras

Leia mais

Nome: Dariane 4ª Série 2ª. Unidade: Bom Jesus Centro Cidade: Curitiba Estado: Paraná. O cachorro e o gato

Nome: Dariane 4ª Série 2ª. Unidade: Bom Jesus Centro Cidade: Curitiba Estado: Paraná. O cachorro e o gato Nome: Dariane 4ª Série 2ª O cachorro e o gato Era uma vez um gato e um cão. Um dia, o cachorro comentou com o gato que estava em apuros. O gato falou: O que houve? E o cachorro disse: Nada. Ha! ha! Porém,

Leia mais

Capítulo 1 - Um Novo Herdeiro

Capítulo 1 - Um Novo Herdeiro Capítulo 1 - Um Novo Herdeiro O Rei de Raiden City vai ter um filho! Todos estão eufóricos, só que o filho mais velho do rei Jonas e a outra esposa do rei que sobretudo e a mãe de Jonas, que se chama Sátina,

Leia mais

Apoio: Patrocínio: Realização:

Apoio: Patrocínio: Realização: Apoio: Patrocínio: Realização: O Espírito da Luz Copyright 2000, virtualbooks.com.br Todos os direitos reservados a Editora Virtual Books Online M&M Editores Ltda.É proibida a reprodução do conteúdo deste

Leia mais

Capítulo Especial 2 O Livro da Vida

Capítulo Especial 2 O Livro da Vida Capítulo Especial 2 O Livro da Vida Der Gevatter Tod Havia dois visitantes sentados no balcão do bar. Um deles era um velho com uma cara ossuda e pele seca. A barba longa e maltratada dele era como as

Leia mais

Capítulo I. Descendo pela toca do Coelho

Capítulo I. Descendo pela toca do Coelho Capítulo I Descendo pela toca do Coelho Alice estava começando a se cansar de ficar sentada ao lado da irmã à beira do lago, sem nada para fazer. Uma ou duas vezes ela tinha espiado no livro que a irmã

Leia mais

Presente de Aniversário Vanessa Sueroz

Presente de Aniversário Vanessa Sueroz 2 Autor: Vanessa Sueroz Publicação: Novembro/2013 Edição: 1 ISBN: 0 Categoria: Livro nacional Romance Juvenil Designer: Rodrigo Vilela Leitora Crítica: Ka Alencar Disponível para Prévia do livro Contato:

Leia mais

Aventuras de uma gota d água

Aventuras de uma gota d água SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 09 / 05 / 205 UNIDADE: I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A):

Leia mais

DEUS PROVA ABRAÃO Lição Objetivos: Ensinar que os filhos de Deus tornam-se mais fiéis através de provas de dificuldade.

DEUS PROVA ABRAÃO Lição Objetivos: Ensinar que os filhos de Deus tornam-se mais fiéis através de provas de dificuldade. DEUS PROVA ABRAÃO Lição 11 1 1. Objetivos: Ensinar que os filhos de Deus tornam-se mais fiéis através de provas de dificuldade. 2. Lição Bíblica: Gênesis 21.1-8; 1-19 (Base bíblica para a história e o

Leia mais

Uma PRINCESA muito curiosa

Uma PRINCESA muito curiosa Uma PRINCESA muito curiosa Alessandra de Oliveira Caro (a) leitor (a), Esse livro foi escrito para todas as princesas negras da atualidade. Para além de atender a demanda da Lei 10.639/03 que tornou obrigatório

Leia mais

ERA UMA VEZ JOÃO. Um Roteiro de. Felipe Diógenes

ERA UMA VEZ JOÃO. Um Roteiro de. Felipe Diógenes ERA UMA VEZ JOÃO Um Roteiro de Felipe Diógenes copyright 2013 Adamastor Editor lipediogenesbh@hotmail.com Todos os direitos reservados 55 (31) 88766985 Personagens: Pipoqueiro João Werner Walquíria Martinha

Leia mais

Bíblia para crianças apresenta CÉU, A BELA CASA DE DEUS

Bíblia para crianças apresenta CÉU, A BELA CASA DE DEUS Bíblia para crianças apresenta CÉU, A BELA CASA DE DEUS Escrito por: Edward Hughes Ilustrado por: Lazarus Adaptado por: Sarah S. Traduzido por: Judith Menga Produzido por: Bible for Children www.m1914.org

Leia mais

Este livro pertence a

Este livro pertence a Cristais em meus olhos Este livro pertence a Em seu consultório, a médica está explicando tudo sobre cistinose para Bruno. Seu corpo é feito de milhares e milhares de células pequeninas, ela disse. Imagine

Leia mais

O Espírito do Pesar. Por. Ricardo Terto

O Espírito do Pesar. Por. Ricardo Terto O Espírito do Pesar Por Ricardo Terto 11 966165696 CENA 01 - EXT. BOSQUE A BEIRA DO LAGO. DIA Um círculo de pedras no chão. No centro, a GAROTA com um longo vestido FLORIDO curvada ao chão, enquanto ergue

Leia mais

1º SIMULADO DE PORTUGUÊS 6º ANO CMBH/ 1º SEMESTRE

1º SIMULADO DE PORTUGUÊS 6º ANO CMBH/ 1º SEMESTRE CENPRO 1 1º SIMULADO DE PORTUGUÊS 6º ANO CMBH/ 1º SEMESTRE 1ª parte Leia atentamente o texto a seguir e depois responda aos itens de 01 a 20. O DIAMANTE Luís Fernando Veríssimo 05 10 15 20 25 30 35 40

Leia mais

Era uma vez uma princesa. Ela era a mais bela

Era uma vez uma princesa. Ela era a mais bela Era uma vez uma princesa. Ela era a mais bela do reino. Era também meiga, inteligente e talentosa. Todos a admiravam. Todos queriam estar perto dela. Todos queriam fazê-la feliz, pois o seu sorriso iluminava

Leia mais

O Tigre à Beira do Rio

O Tigre à Beira do Rio O Tigre à Beira do Rio --Baixe-se Moba! Muito bem Didi, o menino birmanês subiu no elefante e fez carinho em sua cabeça. Didi treinara Moba desde bebê. Como era um elefante asiático, Moba não era tão grande

Leia mais

YAHUVAH falou com ele mesmo ele

YAHUVAH falou com ele mesmo ele Na casa da vovó da Nina, uma história muito especial foi contada! Que história foi essa? Vamos ver? Um, dois, três e... já!!!! Eba, vovó!! Acabei de comer!! Isso, Nina! Você comeu tudinho, tudinho! A sua

Leia mais

A Patricinha. Ninguém é realmente digno de inveja, e tantos são dignos de lástima! Arthur Schopenhauer

A Patricinha. Ninguém é realmente digno de inveja, e tantos são dignos de lástima! Arthur Schopenhauer Roleta Russa 13 A Patricinha Ninguém é realmente digno de inveja, e tantos são dignos de lástima! Arthur Schopenhauer Oi. Eu sou a Patrícia. Prazer. Você é?... Quer sentar? Aceita uma bebida, um chá, um

Leia mais

Capítulo 1. Just look into my eyes 1

Capítulo 1. Just look into my eyes 1 Capítulo 1 Just look into my eyes 1 Não, Marcelo, você não nasceu de mim! Ela disse. Falou o que eu queria-temia escutar. Falou. As palavras foram claras. Sem sombras. Sem dúvidas. A confirmação ali, naquela

Leia mais

"A HORA DO SIM" Roteiro de. Deborah Zaniolli

A HORA DO SIM Roteiro de. Deborah Zaniolli "A HORA DO SIM" Roteiro de Deborah Zaniolli Copyright 2016 by Deborah Zaniolli Deborah Zaniolli Todos os direitos reservados contato@deborahzaniolli.com BN: 704.709 Roteiro 2011 Piedade- SP 1. "A HORA

Leia mais

"FÉRIAS NA PRAIA" Roteiro de. Deborah Zaniolli

FÉRIAS NA PRAIA Roteiro de. Deborah Zaniolli "FÉRIAS NA PRAIA" Roteiro de Deborah Zaniolli Copyright 2016 by Deborah Zaniolli Deborah Zaniolli Todos os direitos reservados contato@deborahzaniolli.com BN: 704.710 Roteiro 2011 Piedade- SP 1. "FÉRIAS

Leia mais

Am7 Bm7 Am7 G Oh! Meu amor não fique triste Saudade existe pra quem sabe ter

Am7 Bm7 Am7 G Oh! Meu amor não fique triste Saudade existe pra quem sabe ter VIDA CIGANA / GO BACK / NA RUA, NA CHUVA, NA FAZENDA Fl.01 Am7 Bm7 Am7 G Oh! Meu amor não fique triste Saudade existe pra quem sabe ter Am7 Bm7 C F D Minha vida cigana me afastou de você Por algum tempo

Leia mais

Prefácio Corra, Corra para salvar sua vida. Pensou a garota enquanto corria desesperadamente por um corredor escuro. Uma adaga foi arremessada e por

Prefácio Corra, Corra para salvar sua vida. Pensou a garota enquanto corria desesperadamente por um corredor escuro. Uma adaga foi arremessada e por Prefácio Corra, Corra para salvar sua vida. Pensou a garota enquanto corria desesperadamente por um corredor escuro. Uma adaga foi arremessada e por alguns centímetros não atingiu o pé da garota que estava

Leia mais

Apoio: Patrocínio: Realização:

Apoio: Patrocínio: Realização: 1 Apoio: Patrocínio: Realização: 2 O PATINHO FEIO 3 O PATINHO FEIO Lá embaixo, na campina, escondido pela grama alta, havia um ninho cheio de ovos. Mamãe Pata deitava-se nele, toda feliz, aquecendo os

Leia mais

Ensaio Sobre a Alegria. Por. Rafael Sylos

Ensaio Sobre a Alegria. Por. Rafael Sylos Ensaio Sobre a Alegria Por Rafael Sylos EXT. TRILHO DO TREM - DIA, 38, vestindo chapéu e sobretudo, carrega uma mala de viagem consideravelmente grande e caminha sobre os trilhos do trem. Ele acaba de

Leia mais

Em um dia ensolarado, a família do Carlinhos foi passear lá no Aterro do Flamengo. O que será que houve? Após terem comprado a água de coco...

Em um dia ensolarado, a família do Carlinhos foi passear lá no Aterro do Flamengo. O que será que houve? Após terem comprado a água de coco... Em um dia ensolarado, a família do Carlinhos foi passear lá no Aterro do Flamengo. O que será que houve? Joga a bola, papai! Joga a bola!! Está bem, Carlinhos! Pode deixar que eu jogo!! Um, dois, três

Leia mais

Litoral e Capital- Pedro Faria

Litoral e Capital- Pedro Faria Litoral e Capital- Pedro Faria giselle sato Litoral e Capital Todos os homens são filhos da puta. Somos filhos da puta mesmo. Alguns de nós mais do que o aceitável, outros menos do que deveríamos. Mas

Leia mais

JACÓ VIAJA PARA HARÃ Lição 15

JACÓ VIAJA PARA HARÃ Lição 15 JACÓ VIAJA PARA HARÃ Lição 15 1 1. Objetivos: Ensinar a cada aluno que Deus estava com Jacó mesmo quando tinha feito coisas más. Ensinar que Deus promete nos amar e ser com aqueles que acreditam e tentam

Leia mais

Anjo da Guarda e a Luz Noturna

Anjo da Guarda e a Luz Noturna O Anjo da Guarda e a Luz Noturna Papai, tenho mesmo que ir dormir agora? perguntou Telmo. Acho que já teve histórias suficientes por uma noite disse o pai. Por favor, papai. Só mais uma história suplicou

Leia mais

Produção de texto. Observe a imagem e produza um texto narrativo, com no mínimo 10 linhas, a partir do título proposto

Produção de texto. Observe a imagem e produza um texto narrativo, com no mínimo 10 linhas, a partir do título proposto E. E. Ernesto Solon Borges Disciplina: Língua Portuguesa Profª. Regente: Vania Progetec: Cristina Ano: 8º Ano A Alunos: Dayane Sales e Emily Cristina Data: 12/11/2014 Produção de texto Se eu tivesse um

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Reference to English Interconnections Lesson Exploring What is in the Sky Science Standard(s): Standard II Objective 2

Reference to English Interconnections Lesson Exploring What is in the Sky Science Standard(s): Standard II Objective 2 1ª Série Lição: Explorando o céu Reference to English Interconnections Lesson Exploring What is in the Sky Science Standard(s): Standard II Objective 2 Objetivo(s) do Conteúdo Curricular: Objetivo(s) linguístico(s):

Leia mais

Prova de Agente de Serviços - Concurso Público Prefeitura Municipal de Pinhalão Aplicado em 22/01/2012. 1 Texto I: para responder as questões de 01 a 09. Pneu Furado O carro estava encostado no meio-fio,

Leia mais

Ziraldo O SEGREDO DE. (com desenhos especiais de Célio César)

Ziraldo O SEGREDO DE. (com desenhos especiais de Célio César) Ziraldo O SEGREDO DE (com desenhos especiais de Célio César) http://groups.google.com/group/digitalsource Era uma vez uma letra que era muito interessante e que se chamava Úrsula. Parece nome de estrela

Leia mais

(Rodolfo Bracali,adaptado da obra dos Irmãos Grimm) Belo Horizonte

(Rodolfo Bracali,adaptado da obra dos Irmãos Grimm) Belo Horizonte João e Maria (Rodolfo Bracali,adaptado da obra dos Irmãos Grimm) Belo Horizonte 2016 As crianças foram com o pai e a madrasta cortar lenha na floresta e lá foram abandonadas. João havia marcado o caminho

Leia mais

MAIS UM DIA. Tom: B. Intro: B9. Nasce mais um dia F# Nasce com o sol E Vejo a primeira luz. Vejo alem do olhar. G#m7

MAIS UM DIA. Tom: B. Intro: B9. Nasce mais um dia F# Nasce com o sol E Vejo a primeira luz. Vejo alem do olhar. G#m7 MAIS UM IA Tom: Intro: 9 9 #m7 Nasce mais um dia # Nasce com o sol Vejo a primeira luz 9 Vejo alem do olhar #m7 Preciso de algo novo # ansado de esperar evia ter amado mais #m7 evia ter me dado mais Por

Leia mais

Português Compreensão de texto 2 o ano Unidade 9

Português Compreensão de texto 2 o ano Unidade 9 Português Compreensão de texto 2 o ano Unidade 9 Unidade 9 Compreensão de texto Nome: Data: Leia o conto de fadas a seguir para responder às questões de 1 a 15. Rapunzel Era uma vez um lenhador e sua mulher.

Leia mais

Versão RECONTO. O Principezinho. PLIP003 De Antoine De Saint Exupéry

Versão RECONTO. O Principezinho. PLIP003  De Antoine De Saint Exupéry O Principezinho De Antoine De Saint Exupéry Versão RECONTO Adaptação e revisão de texto Judite Vieira e Maria da Luz Simão Escola Secundária Afonso Lopes Vieira Leiria PLIP003 www.plip.ipleiria.pt Este

Leia mais

BRASIL. Edição especial para distribuição gratuita pela Internet, através da Virtualbooks, com autorização do Autor.

BRASIL. Edição especial para distribuição gratuita pela Internet, através da Virtualbooks, com autorização do Autor. 1 BRASIL Fernando Ribeiro Alves Edição especial para distribuição gratuita pela Internet, através da Virtualbooks, com autorização do Autor. O Autor gostaria imensamente de receber um e-mail de você com

Leia mais

Adaptação: Sueli Maria de Regino RAPUNZEL

Adaptação: Sueli Maria de Regino RAPUNZEL Adaptação: Sueli Maria de Regino RAPUNZEL Era uma vez um casal que desejava muito ter um filho, mas os anos se passavam e seu sonho não se realizava. Um dia, a mulher percebeu que ia ter uma criança e

Leia mais

a garota dos olhos vermelhos

a garota dos olhos vermelhos a garota dos olhos vermelhos Era uma vez! Uma garota chamada luna ela morava com seus pais rene e cary nos EUA estados unidos, mais os pais de luna brigavam muito e ela só tinha 10 anos e ficava muito

Leia mais

Godofredo e Geralda sentados na mesa no centro do palco.

Godofredo e Geralda sentados na mesa no centro do palco. Cena 1 Cenário Cena Musica Som e luz Restaurante: Duas mesas, cada uma com duas cadeiras. Uma no centro e outra no inicio do palco, castiçais com velas no centro das mesas. Godofredo e Geralda sentados

Leia mais

Na Palma da Mão. Por: Alexandre d Oliveira

Na Palma da Mão. Por: Alexandre d Oliveira Na Palma da Mão Por: Alexandre d Oliveira Sinopse: A personagem busca entender as nuances da amizade, e aparentemente vemos estar desolada, devido o termino de algum relacionamento. E por isto busca a

Leia mais

Aos meninos da Pré-Escola fizeram a seguinte pergunta: As únicas possíveis respostas são esquerda ou direita

Aos meninos da Pré-Escola fizeram a seguinte pergunta: As únicas possíveis respostas são esquerda ou direita Teste do ônibus TESTE DO ÔNIBUS Aos meninos da Pré-Escola fizeram a seguinte pergunta: Em que direção está viajando o ônibus abaixo? Olhe cuidadosamente o desenho. Sabe a resposta? As únicas possíveis

Leia mais

FAÇA O QUE TEM QUE SER FEITO E NÃO OLHE PARA TRÁS

FAÇA O QUE TEM QUE SER FEITO E NÃO OLHE PARA TRÁS FAÇA O QUE TEM QUE SER FEITO E NÃO OLHE PARA TRÁS 1 2 Faça o que tem que ser feito e não olhe para trás. Cicero Fernando Coutinho 3 4 Para meus pais, minhas irmãs e minhas filhas. 5 6 Ler sem refletir

Leia mais

O Mistério da bolsa Grande

O Mistério da bolsa Grande O Mistério da bolsa Grande Gisela está indo para casa no Rio de Janeiro, após um mês de férias em Londres. Ela vive em um apartamento no Rio com dois amigos. Ela deixa seu avião às cinco horas. É uma hora

Leia mais

DATA: 02 / 05 / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 5.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA:

DATA: 02 / 05 / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 5.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 02 / 05 / 206 UNIDADE: I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 5.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A):

Leia mais

A Conversa de Lucila. (No escuro ouve-se o bater de asas. A luz vai lentamente iluminando o quarto de Lucila, o anjo está pousado em uma mesa.

A Conversa de Lucila. (No escuro ouve-se o bater de asas. A luz vai lentamente iluminando o quarto de Lucila, o anjo está pousado em uma mesa. 1 A Conversa de Lucila De Cláudia Barral (No escuro ouve-se o bater de asas. A luz vai lentamente iluminando o quarto de Lucila, o anjo está pousado em uma mesa.) O anjo Lucila, quer montar nas minhas

Leia mais

GRUPO III 1º BIMESTRE PROVA A

GRUPO III 1º BIMESTRE PROVA A Sistema de Ensino PROVA III 1º BIMESTRE PROVA A Valor da prova: Nota: Vitória-régia Os pajés tupis-guaranis contavam que, no começo do mundo, toda vez que a Lua se escondia no horizonte, parecendo descer

Leia mais

O que você está dizendo?! Pelo jeito alguém fez uma denúncia contra você, porque não vou lhe imputar isto você ter denunciado outra pessoa!

O que você está dizendo?! Pelo jeito alguém fez uma denúncia contra você, porque não vou lhe imputar isto você ter denunciado outra pessoa! Sócrates encontra-se por acaso com o adivinho Êutifron, dias antes de seu julgamento 1 (2) Que novidade é essa, Sócrates, que você, deixando os passatempos no Liceu, 2 agora passa o tempo aqui, nos arredores

Leia mais

Teste de personalidade relacionamento

Teste de personalidade relacionamento Teste de personalidade relacionamento Este teste mostra como é que você reage a vida social, no trabalho, na escola, no grupo em que compartilha a sua vida. Faça assim: Marque o número da questão e a letra

Leia mais

Constrói a tua história!

Constrói a tua história! VAMOS COLORIR 1º Ciclo ensino básico Constrói a tua história! Imprime esta história e lê-a com a atenção. Já reparaste que não tem imagens? Desenha e pinta uma imagem para cada página para completares

Leia mais

Um amor inacabado. Beatriz conversando com Rafael. No mesmo instante, Alison fala para Cecília:

Um amor inacabado. Beatriz conversando com Rafael. No mesmo instante, Alison fala para Cecília: Gabriele Fernanda Cordeiro Barbosa Um amor inacabado Você sente algo por ela sim. Vai falar com ela! Beatriz conversando com Rafael. No mesmo instante, Alison fala para Cecília: Vamos, Ceci, vai lá falar

Leia mais

Não há descrença que a fé não faça crer. Não há problema que Deus não possa resolver.

Não há descrença que a fé não faça crer. Não há problema que Deus não possa resolver. Fé é colocar seu sonho a prova, e esperar sem garantias. Não há descrença que a fé não faça crer. Não há problema que Deus não possa resolver. Não há ódio que o amor não o faça desaparecer. Nem há tristeza

Leia mais

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história.

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Nem um sopro de vento. E já ali, imóvel frente à cidade de portas e janelas abertas, entre a noite vermelha do poente e a penumbra do jardim,

Leia mais

Fragmentos de Amor Eduardo Baqueiro

Fragmentos de Amor Eduardo Baqueiro Fragmentos de Amor Eduardo Baqueiro Interessante nosso caso! Nosso amor parece ter encontrado a pitada certa O tempero no ponto exato, Pois não é doce demais, tampouco salgado... Ele é algo difícil de

Leia mais

Olha para o lado e vê o boto cor de rosa flertando com um ser do sexo oposto. (o boto não aparece na cena)

Olha para o lado e vê o boto cor de rosa flertando com um ser do sexo oposto. (o boto não aparece na cena) ATO I Cena 1 Festa na Floresta (música de festa junina) Curupira aparece marcando o chão com suas pegadas invertidas e salva um animal que estava na mira do Capelobo. Olha para o lado e vê o boto cor de

Leia mais