Ela não merecia. Por. Stoff Vieira

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ela não merecia. Por. Stoff Vieira"

Transcrição

1 Ela não merecia Por Stoff Vieira (63)

2 CENA 01. INT. QUARTO DE ANDRÉ. DIA Uma garrafa de vodka e um copo no chão. André deitado em uma cama velha bagunçada, ele acorda se espreguiça, coloca a mão no bolso do short e retira uma carteira de cigarro, acende e começa a fumar enquanto olha para o teto. CENA 02. INT. BANHEIRO. DIA André lava o rosto na pia do banheiro, molha o cabelo,e se olha no espelho CENA 03. FLASHBLACK. INT. QUARTO DE ANDRE. DIA Andre deitado, Leticia senta na cama, abre a bolsa tira um envelope de dentro e estende a mão em direção de Andre. Peguei hoje o resultado do exame. Andre se ajeita na cama, se senta e pega o envelope e fica olhando para Leticia. Estou gravida de um filho seu. Ele abre o envolpe e começa a ler o resultado. Tira uma carteira de cigarro do bolso da bermuda, acende e começa a fumar. E agora? CENA 03. INT. BANHEIRO. DIA Andre respira fundo. Close na torneira aberta e logo em seguida a mão dele fechando a torneira.

3 2. CENA 04. INT. QUARTO DE ANDRÉ. DIA Andre sentado na cama com uma garrafa de vodka e um copo na mão, ele bebe, está pensativo, acende outro cigarro e começa a fumar. CENA 05. FLASHBLACK. INT. QUARTO DE ANDRE. DIA Andre e Letcia deitados na cama, ambos permanecem em silêncio por algum tempo. O que vamos fazer? Um filho é muita responsabilidade, eu não estou preparado, e não quero um filho! Eu não vou abortar! Eu não quero essa criança. Olha a sua volta, esta é minha moradia, estou desempregado, sair a poucos dias da cadeia, quem vai empregar um cara que ficou preso por furto? CENA 06. INT. QUARTO DE ANDRÉ. DIA Andre apaga o cigarro na parede do quarto, bebe mais um gole de vodka, pega a bolsa de Leticia no chão, retira o envelope de dentro, abre pega o resultado de exame e começa a rasgar. Bebe de uma vez a bebida do copo e começa a beber na propria garrafa. CENA 07. FLASHBLACK. INT. QUARTO DE ANDRE. DIA Andre deitado, Leticia deitada com a cabeça apoiada no peitoral do jovem, ele está fumando, e com o pensamento distante. (CONTINUA...)

4 ...CONTINUANDO: 3. Vai dar tudo certo, não fica preocupado. Andre continua calado, fumando parece não ouvir a garota falar. se meu pai me mandar embora de casa eu posso morar aqui com você, eu arrumo um trabalho, logo você arruma um emprego também. Andre parece irritado com o dialogo. Estava pensando no nome, se for homem eu gosto de Arthur, acho um nome forte, bonito... Andre empurra Leticia, tirando a cabeça da mesma do seu peitoral. ARTHUR - você é burra. Não percebe que não tenho condições de ser pai de uma criança, eu não consigo cuidar de mim mesmo, estou sempre envolvido em uma merda, em encrenca, em confusões. CENA 08. INT. QUARTO DE ANDRE. DIA Andre sentado na cama, enfia mão para baixo do colchão, pega uma fotografia, bebe um gole na garrafa e olha para a fotografia com a imagem de Leticia. CENA 09. FLASHBLACK. INT. QUARTO DE ANDRE. DIA Leticia deitada, Andre de joelho no colchão por cima da cintura da garota, com uma das mãos ele segura o pescoço dela. Andre - Eu não quero esse filho. Leticia - Você está sendo um moleque, irresponsavel e babaca. (CONTINUA...)

5 ...CONTINUANDO: 4. Andre pressiona o pescoço de Leticia. Seremos uma familia, eu, você e está criança. Eu não quero uma familia, eu não quero uma criança... Eu só quero você, só você e mais ninguém entre a gente. Andre aproxima lentamente os labios dos labios de Leticia e os dois se beijam. CENA 10. INT. QUARTO DE ANDRE. DIA Andre bebe um gole da garrafa, segura a fotografia, acende um cigarro fuma, coloca a garrafa no chão. Pega o inqueiro e começa a queimar a fotografia, enquanto observa a chama do fogo e queimando aos pouco a imagem de leticia. Logo após pega a garrafa e bebe outro gole, coloca a garrafa no chão e se joga sobre a cama. Em minutos André adormece. CENA 11. INT. QUARTO DE ANDRE. DIA Andre rola na cama. Ele acorda e permanece deitado em silencio com o olhar fixo no teto e com o pensamento distante. Em se levanta e sai do quarto. CENA 12. INT. BANHEIRO. DIA Chuveiro ligado, a agua cai sobre o rosto de andre ele começa a chorar, cobrindo o rosto com as mãos CENA 13. FLASHBLACK. INT. QUARTO DE ANDRE. DIA Close nas pernas de Leticia, está deitada no chão. O corpo começa a ser arrastado, a camera continua nas pernas da garota acompanhando as mesmas serem arrastadas sobre o chão.

6 5. CENA 14. BANHEIRO. DIA Andre está em frente ao espelho, com a toalha ele enxuga os cabelos. CENA 15. BANHEIRO. DIA A camera abre no corpo de Leticia jogada em um canto do banheiro, ela parece está sentada, mais está morta e palida. Andre se senta ao lado do corpo, ele esta com a garrafa de vodka na mão, toma um gole da bebida, e com uma das mãos acaricia o rosto da garota morta. Ela não merecia. CENA 16. FLASHBLACK. INT. QUARTO DE ANDRE. NOITE Câmera fechada no rosto de Leticia, ela está dormindo, duas mãos seguram no pescoço dela e começa a pressionar com força, a câmera vai abrindo e revelando a indentidade do agressor é Andre. Corpo de Leticia se batendo tentando se livrar da violencia de Andre, a camera vai percorrendo, mostrando a imagem do corpo da garota se sacudindo, fecha a imagem nos pés da vitima que esperneam até pararem lentamente. CENA 17. BANHEIRO. DIA Andre continua sentado aolado do corpo de leticia, ele acaricia a barriga a barriga dela,aproxima os labios da boca da garota e beija lentamente.ele se deita no chão do banheiro, apoiando a cabeça no colo da morta, acende um cigarro e fuma. (fim )

UM SOL ALARANJADO. Vemos de cima uma pequena vila de subúrbio com suas casas baixas. Amanhece, e pessoas começam a sair das casas.

UM SOL ALARANJADO. Vemos de cima uma pequena vila de subúrbio com suas casas baixas. Amanhece, e pessoas começam a sair das casas. SEQUÊNCIA 1 - EXTERIOR - DIA VILA UM SOL ALARANJADO Roteiro de Eduardo Valente, a partir de argumento e com a colaboração de Rubio Campos. Vemos de cima uma pequena vila de subúrbio com suas casas baixas.

Leia mais

VERMELHO PROFUNDO. Adriano Henrique Cândido. Argumento de. Larissa Alvanhan. Oitavo Tratamento

VERMELHO PROFUNDO. Adriano Henrique Cândido. Argumento de. Larissa Alvanhan. Oitavo Tratamento VERMELHO PROFUNDO de Adriano Henrique Cândido Argumento de Larissa Alvanhan Oitavo Tratamento Copyright 2013 by Adriano Henrique Cândido e Larissa Alvanhan. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. CENA 01 - EXT.

Leia mais

INTERTÍTULO: DIANA + 1 FADE IN EXT. PRAIA/BEIRA MAR DIA

INTERTÍTULO: DIANA + 1 FADE IN EXT. PRAIA/BEIRA MAR DIA DIANA + 3 INTERTÍTULO: DIANA + 1 FADE IN EXT. PRAIA/BEIRA MAR DIA Pablo, rapaz gordinho, 20 anos, está sentado na areia da praia ao lado de Dino, magrinho, de óculos, 18 anos. Pablo tem um violão no colo.

Leia mais

DIANA + 3. Roteiro de Henry Grazinoli

DIANA + 3. Roteiro de Henry Grazinoli DIANA + 3 Roteiro de Henry Grazinoli EXT. CALÇADA DO PORTINHO DIA Sombra de Pablo e Dino caminhando pela calçada do portinho de Cabo Frio. A calçada típica da cidade, com suas ondinhas e peixes desenhados.

Leia mais

A DOMÉSTICA (FILME CURTA) Final 2

A DOMÉSTICA (FILME CURTA) Final 2 A DOMÉSTICA (FILME CURTA) Final 2 Roteiro de Alcir Nicolau Pereira Versão de NOVEMBRO DE 2012. 1 A DOMÉSTICA (FILME-CURTA) --------------------------------------------------------------- PERSONAGENS Empregada

Leia mais

PEDRA NO RIM. Por ABRAÃO AGUIAR BAÊTA. Feito de 05/05/2010 a 08/05/2010

PEDRA NO RIM. Por ABRAÃO AGUIAR BAÊTA. Feito de 05/05/2010 a 08/05/2010 PEDRA NO RIM Por ABRAÃO AGUIAR BAÊTA Feito de 05/05/2010 a 08/05/2010 E-mails: baeta99@hotmail.com abraaoab@globo.com Telefones: (21) 7576-6771 HOMEM: tem aproximadamente trinta anos, bonito, atraente,

Leia mais

UM SOL ALARANJADO. Roteiro de Eduardo Valente, a partir de argumento e com a colaboração de Rubio Campos. SEQUÊNCIA 1 - INTERIOR - DIA QUARTO

UM SOL ALARANJADO. Roteiro de Eduardo Valente, a partir de argumento e com a colaboração de Rubio Campos. SEQUÊNCIA 1 - INTERIOR - DIA QUARTO SEQUÊNCIA 1 - INTERIOR - DIA UM SOL ALARANJADO Roteiro de Eduardo Valente, a partir de argumento e com a colaboração de Rubio Campos. Por uma janela, vemos o sol nascendo ao fundo de uma série de casas

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM Roteiro para curta-metragem Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM SINOPSE José é viciado em drogas tornando sua mãe infeliz. O vício torna José violento, até que

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

Garapa Parte 6. Imagem. Áudio. Som Ambiente. Primeiro plano em plongê: Menina comendo em uma peneira. Som Ambiente.

Garapa Parte 6. Imagem. Áudio. Som Ambiente. Primeiro plano em plongê: Menina comendo em uma peneira. Som Ambiente. Garapa Parte 6 Imagem Primeiro plano em plongê: Menina comendo em uma peneira Primeiro Plano em plongê: Menina sente arrepios Primeiro Plano em contra-plongê: Menina comendo. Plano americano da mulher

Leia mais

Mandei um garoto para a câmara de gás em Huntsville. Foi só um. Eu prendi e testemunhei contra ele. Fui até lá con versar com ele duas ou três vezes.

Mandei um garoto para a câmara de gás em Huntsville. Foi só um. Eu prendi e testemunhei contra ele. Fui até lá con versar com ele duas ou três vezes. I Mandei um garoto para a câmara de gás em Huntsville. Foi só um. Eu prendi e testemunhei contra ele. Fui até lá con versar com ele duas ou três vezes. Três vezes. A última foi no dia da execução. Eu não

Leia mais

presário famoso e importante de Los Angeles. Nunca vou poder contar que, depois de tudo pelo que passei, depois de tudo o que vi, o que mais quero é

presário famoso e importante de Los Angeles. Nunca vou poder contar que, depois de tudo pelo que passei, depois de tudo o que vi, o que mais quero é CAPÍTULO UM Sarai Já faz oito meses que fugi da fortaleza no México onde fui mantida contra minha vontade por nove anos. Estou livre. Levo uma vida normal, fazendo coisas normais com gente normal. Não

Leia mais

anti-heróis & aspirinas yury hermuche

anti-heróis & aspirinas yury hermuche anti-heróis & aspirinas yury hermuche A aspirina é um pó branco e cristalino, com ponto de fusão a 135 graus celsius, também conhecido como ácido acetilsalicílico. É vendido compactado em pastilhas. Sua

Leia mais

Olhos de Mistério. São Paulo. Márcia Reis Grillo. Primeira Edição

Olhos de Mistério. São Paulo. Márcia Reis Grillo. Primeira Edição 1 Olhos de Mistério Márcia Reis Grillo Primeira Edição São Paulo 2013 1 2 Ao Olhos de Mistério, onde quer que ele esteja. 2 3 Prólogo P rocurei um lugar em meio à multidão de pessoas sentadas. A cerimônia

Leia mais

Efêmera (título provisório) Por. Ana Julia Travia e Mari Brecht

Efêmera (título provisório) Por. Ana Julia Travia e Mari Brecht Efêmera (título provisório) Por Ana Julia Travia e Mari Brecht anaju.travia@gmail.com mari.brecht@gmail.com INT. SALA DE - DIA. VÍDEO DE Números no canto da tela: 00 horas Vídeo na TV., 22, com seus cabelos

Leia mais

Plano de Exercícios Para Segunda-Feira

Plano de Exercícios Para Segunda-Feira Plano de Exercícios Para Segunda-Feira ALONGAMENTO DA MUSCULATURA LATERAL DO PESCOÇO - Inclinar a cabeça ao máximo para a esquerda, alongando a mão direita para o solo - Alongar 20 segundos, em seguida

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva O Convite Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e Gisele Christine Cassini Silva FADE OUT PARA: Int./Loja de sapatos/dia Uma loja de sapatos ampla, com vitrines bem elaboradas., UMA SENHORA DE MEIA IDADE,

Leia mais

OFF 01/08/2008. Fade in

OFF 01/08/2008. Fade in 8769.614 Fade in Ambiente de empresa moderna, onde um executivo, de sua mesa, pode ter a visão geral do local e dos funcionários. Por trás da mesa do executivo, uma paisagem (vista) maravilhosa em segundo

Leia mais

APÊNDICE A - Músicas

APÊNDICE A - Músicas APÊNDICE A - Músicas Músicas 1 GUT GUT SEM PARAR Adaptação ao meio líquido Bebeu a água da piscina toda Fui ver quem era, era o João Ele bebia a água da piscina Ele fazia gut gut gut gut gut sem parar

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Escola Municipal de Ensino Fundamental David Canabarro Florianópolis, 3892 Mathias Velho/Canoas Fone: 34561876/emef.davidcanabarro@gmail.com DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Nome: Stefani do Prado Guimarães Ano

Leia mais

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA Carolina e, acompanhados de, estão na biblioteca, no mesmo lugar em que o segundo episódio se encerrou.os jovens estão atrás do balcão da biblioteca,

Leia mais

PORQUE É QUE NÃO DANÇAM?

PORQUE É QUE NÃO DANÇAM? PORQUE É QUE NÃO DANÇAM? Na cozinha, ele serviu se de mais uma bebida e olhou para a mobília de quarto de cama que estava no pátio da frente. O colchão estava a descoberto e os lençóis às riscas estavam

Leia mais

Não saia de seu Caminho! Sinopse: Uma Menina, indo atrasada da casa da avó para a escola. No caminho seu ônibus quebra e ela tem que tomar um caminho

Não saia de seu Caminho! Sinopse: Uma Menina, indo atrasada da casa da avó para a escola. No caminho seu ônibus quebra e ela tem que tomar um caminho Não saia de seu Caminho! Sinopse: Uma Menina, indo atrasada da casa da avó para a escola. No caminho seu ônibus quebra e ela tem que tomar um caminho alternativo, onde encontra com um sujeito estranho.

Leia mais

QUASE NADA Peça de Marcos Barbosa marcosbarbosa@hotmail.com

QUASE NADA Peça de Marcos Barbosa marcosbarbosa@hotmail.com QUASE NADA Peça de Marcos Barbosa marcosbarbosa@hotmail.com Antônio, Sara, Vânia e César. Sala da casa de Antônio e Sara. 1 Um longo silêncio. ANTÔNIO. Vai me deixar falando sozinho? Sara o fita e fica

Leia mais

Oficina Audiovisual da Cinemateca de Curitiba AKASHA. Roteiro de Curta-metragem. Criação coletiva dos alunos da Oficina.

Oficina Audiovisual da Cinemateca de Curitiba AKASHA. Roteiro de Curta-metragem. Criação coletiva dos alunos da Oficina. Oficina Audiovisual da Cinemateca de Curitiba AKASHA Roteiro de Curta-metragem Criação coletiva dos alunos da Oficina. Oficina Audiovisual da Cinemateca de Curitiba AKASHA Criação coletiva dos alunos da

Leia mais

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br Alô, alô Quero falar com o Marcelo. Momento. Alô. Quem é? Marcelo. Escuta aqui. Eu só vou falar uma vez. A Adriana é minha. Vê se tira o bico de cima dela. Adriana? Que Adriana? Não se faça de cretino.

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

Água Viva. Roteiro Original de. Raul Maciel

Água Viva. Roteiro Original de. Raul Maciel Água Viva Roteiro Original de Raul Maciel (16) 8158-8618 raulpmaciel@gmail.com 1 - EXT. - GARAGEM DA CASA DE - DIA A casa tem aspecto antigo e descuidado. Grandes janelas de madeira e pilastras com ornamentos

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA CENA 1:EXT/INT/CARRO/ESTRADA/NOITE CENA 2:EXT/ ESTRADA/NOITE. Mantém-se pontuação musical da cena anterior

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA CENA 1:EXT/INT/CARRO/ESTRADA/NOITE CENA 2:EXT/ ESTRADA/NOITE. Mantém-se pontuação musical da cena anterior FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA UNIDADE CURRICULAR DE PROJETO DE PRODUÇÃO MEDIATIZADA L U S I M É D I A 2013 GUIÃO LITERÁRIO Plano PV: Personagem a conduzir

Leia mais

FANTASMAS DA CIDADE Tratamento 5

FANTASMAS DA CIDADE Tratamento 5 FANTASMAS DA CIDADE Tratamento 5 por Daniel de Bem e Daiane Marcon Curta-metragem 24 minutos Direção: Daniel de Bem Esteio, Brasil 2013 Financiamento: Funproarte Esteio Fantasmas da Cidade 1 1 (DIA EXT)

Leia mais

Paes?! Você está procurando é foto de mulher pelada!

Paes?! Você está procurando é foto de mulher pelada! Eduardo, 28, webdesigner Ricardo, 26, músico Ernani, 22, estudante de educação física Zuleika, 24, dono(a) de uma sauna gay FADE IN: INT. - SALA DE ESTAR DO APARTAMENTO NOITE está num canto do cômodo,

Leia mais

V E R O N I C A R O T H

V E R O N I C A R O T H HISTÓRIAS DA SÉRIE DIVERGENTE VER ONICA R O T H T Lucas Peterson Acordo da simulação com um grito. Meu lábio arde, e, quando afasto a mão dele, há sangue nas pontas dos meus dedos. Devo tê lo mordido

Leia mais

Observe a imagem e responda, em seu caderno, às perguntas a seguir: Crédito: Ken Chu/Divulgação

Observe a imagem e responda, em seu caderno, às perguntas a seguir: Crédito: Ken Chu/Divulgação Atividade I Observe a imagem e responda, em seu caderno, às perguntas a seguir: Crédito: Ken Chu/Divulgação Cena da peça teatral Depois de tudo, de Franz Keppler. Direção: Flávio Faustinoni. 1 Responda

Leia mais

157. EXT. FORTALEZA - NOITE 157

157. EXT. FORTALEZA - NOITE 157 POTTER E AS RELÍQUIAS... PT. 1 Rev. 11/06/10 124. 157. EXT. FORTALEZA - NOITE 157... ele está voando em direção a uma fortaleza, deslizando em torno dos altos muros, até a janela mais alta da torre mais

Leia mais

Só que tem uma diferença...

Só que tem uma diferença... Só que tem uma diferença... Isso não vai ficar assim! Sei. Vai piorar. Vai piorar para o lado dela, isso é que vai! Por enquanto, só piorou para o seu, maninho. Pare de me chamar de maninho, Tadeu. Você

Leia mais

O meu paizinho de nada

O meu paizinho de nada O meu paizinho de nada Durante muito tempo, acreditei que não tinha pai. Era o que os outros diziam: Tu nem sequer tens pai. Não valia a pena dizerem-mo, eu bem via que não. Não tinha pai para me encher

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

Ugly-Love-O_Lado_Feio_Amor.indd 8 25/06/2015 09:41:28

Ugly-Love-O_Lado_Feio_Amor.indd 8 25/06/2015 09:41:28 capítulo um TATE Alguém esfaqueou seu pescoço, mocinha. Meus olhos se arregalam, e me viro lentamente para o senhor idoso parado ao meu lado. Ele aperta o botão do elevador e se volta para mim, então sorri

Leia mais

NORMAL Sílvia Monteiro

NORMAL Sílvia Monteiro NORMAL Sílvia Monteiro Momento 1. Um conjugado. Limpo. Armários, geladeira, fechados com cadeados. Pilhas de álbuns cobrem uma parede. O Morador preenche uma apostila. A TV ligada em um videocurso. Campainha

Leia mais

MASTOLOGIA ORIENTAÇÕES FISIOTERÁPICAS: Coordenação DIVISÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL COMITÊ DE PADRONIZAÇÕES

MASTOLOGIA ORIENTAÇÕES FISIOTERÁPICAS: Coordenação DIVISÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL COMITÊ DE PADRONIZAÇÕES O R I E N T A Ç Õ E S AOS PACIENTES MINISTÉRIO DA SAÚDE INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER Coordenação DIVISÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL COMITÊ DE PADRONIZAÇÕES Essas orientações são essencialmente para pacientes

Leia mais

Sinopse. Teria sido uma noite como qualquer outra, se ele não tivesse aparecido. E se eu

Sinopse. Teria sido uma noite como qualquer outra, se ele não tivesse aparecido. E se eu 1 Sinopse Teria sido uma noite como qualquer outra, se ele não tivesse aparecido. E se eu não estivesse completamente sozinha. Com um estranho em um Penhasco e sem lembrar de como fui parar ali. Me assustei

Leia mais

ROTEIRO- Hoje é festa de São João

ROTEIRO- Hoje é festa de São João ROTEIRO- Hoje é festa de São João INT. CASA DE MARIA - QUARTO - NOITE A cidade de Campina Grande estar em festa, é noite de São João. Da janela do quarto, MARIA uma mulher sonhadora, humilde, recém-chegada

Leia mais

Quero agradecer e dedicar este livro a todos que acreditaram no meu sonho...

Quero agradecer e dedicar este livro a todos que acreditaram no meu sonho... Autora: Marieli Bueno Diagramação: Milena Thaís Machado Capa: Luana Venâncio Revisão: Luana Venâncio Editora: Perse Quero agradecer e dedicar este livro a todos que acreditaram no meu sonho... O Meu nome

Leia mais

Família Amor Carinho Saúde Vida. Atenção. Cuidados. Distúrbios Cerebelares.

Família Amor Carinho Saúde Vida. Atenção. Cuidados. Distúrbios Cerebelares. Distúrbios Cerebelares. Cartilha Elaborada pelas alunas Claudia Silva Juliana Sales Silvana Felix Valeria Cosme Fisioterapia 5.º Sem 2009 Orientadora Prof.ª Cristina Prota Família Amor Carinho Saúde Vida

Leia mais

Desenvolvimento Eixo movimento - crianças de 4 a 8 meses. Objetivos Dimensões Atividades Material Indicador. Reconhecimento progressivo de segmentos

Desenvolvimento Eixo movimento - crianças de 4 a 8 meses. Objetivos Dimensões Atividades Material Indicador. Reconhecimento progressivo de segmentos Desenvolvimento Eixo movimento - de 4 a 8 meses. Objetivos Dimensões Atividades Material Indicador. Reconhecimento progressivo de segmentos Papel laminado. Espelho de parede. e elementos do próprio Almofadas.

Leia mais

É O COMBATE DO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA. É OBTER O MELHOR RESULTADO, DIMINUINDO O CONSUMO, SEM PREJUÍZO DE SEU CONFORTO E LAZER.

É O COMBATE DO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA. É OBTER O MELHOR RESULTADO, DIMINUINDO O CONSUMO, SEM PREJUÍZO DE SEU CONFORTO E LAZER. É O COMBATE DO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA. É OBTER O MELHOR RESULTADO, DIMINUINDO O CONSUMO, SEM PREJUÍZO DE SEU CONFORTO E LAZER. Na verdade você corre o risco de molhar o medidor e causar Curto-circuito.

Leia mais

Rio de Janeiro, 18 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 18 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 18 de junho de 2008 Meu nome é João Almeida Gonçalves, nasci em Macaé em12 de novembro de 1960. INGRESSO NA PETROBRAS Ingressei na Petrobras, antes de trabalhar na Petrobras.

Leia mais

Hipotermia. de Max Reinert

Hipotermia. de Max Reinert de Peça escrita durante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI Paraná, sob orientação de Roberto Alvim, no ano de 2010. Hipotermia por (Penumbra) Homem:... tudo para que eu não tenha que para

Leia mais

trou - de deitar. A escrita sempre foi uma descarga de qual vou naquela tarde. Curava feridas velhas como... Suspirou.

trou - de deitar. A escrita sempre foi uma descarga de qual vou naquela tarde. Curava feridas velhas como... Suspirou. ENTRE O AMOR E O SILÊNCIO Capítulo 1 trou de deitar. A escrita sempre foi uma descarga de qual nov vou naquela tarde. Curava feridas velhas como... Suspirou. es ensoparem o rosto, o traves infantilidade.

Leia mais

BRINCANDO DE MÉDICO. F: Se não tem ninguém vamos embora, mamãe (Dá as costas e vai saindo contente).

BRINCANDO DE MÉDICO. F: Se não tem ninguém vamos embora, mamãe (Dá as costas e vai saindo contente). BRINCANDO DE MÉDICO Douglas Dias Personagens Mãe: (M) Filha: (F) Enfermeira: (E) Mãe das meninas: (Mm) (Entra a mãe e a filha no hospital) M: Oxente, um hospital sem ninguém? F: É mesmo, né, mamãe, um

Leia mais

Feminino. Tipos de corpo. Ampulheta

Feminino. Tipos de corpo. Ampulheta O guia de tamanho será desenvolvido para auxiliar os e-consumidores, no momento da compra. O e-consumidor terá disponível um guia de auxilio a medidas, de forma que permitirá que o mesmo obtenha informações

Leia mais

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta Copyright Betina Toledo e Thuany Motta Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 MERGULHO FADE IN: CENA 1 PRAIA DIA Fotografia de

Leia mais

Narrador Era uma vez um livro de contos de fadas que vivia na biblioteca de uma escola. Chamava-se Sésamo e o e o seu maior desejo era conseguir contar todas as suas histórias até ao fim, porque já ninguém

Leia mais

João Eduardo Lohse Corrêa. Personagens: Homem. Mulher. Menina. Senhor. Senhora

João Eduardo Lohse Corrêa. Personagens: Homem. Mulher. Menina. Senhor. Senhora A Última Rosa 1 João Eduardo Lohse Corrêa Personagens: Homem Mulher Menina Senhor Senhora 2 Cena 1 Homem e mulher Mulher: Lindas seringas. Homem: Elas fazem furos. Furam a pele Penetram nas veias. Mulher:

Leia mais

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência 43 5 ADOLESCÊNCIA O termo adolescência, tão utilizado pelas classes médias e altas, não costumam fazer parte do vocabulário das mulheres entrevistadas. Seu emprego ocorre mais entre aquelas que por trabalhar

Leia mais

E ra bonita a tartaruguinha. Forte, pernas roliças, tinha

E ra bonita a tartaruguinha. Forte, pernas roliças, tinha E ra bonita a tartaruguinha. Forte, pernas roliças, tinha um verde que saía da metade do casco e se espalhava manso até a beirada. Viviam dizendo que ela era lerda, preguiçosa até. É preciso reconhecer

Leia mais

1ª Estação Jesus é condenado à morte

1ª Estação Jesus é condenado à morte 1ª Estação Jesus é condenado à morte Jesus foi julgado e condenado. Falou pouco. Já tinha dito tudo. Olhou nos olhos de Pilatos. Abaixou a cabeça para Herodes. Olhou também para o Sumo Sacerdote. O Sinédrio

Leia mais

LENDA DA COBRA GRANDE. Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA

LENDA DA COBRA GRANDE. Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA LENDA DA COBRA GRANDE Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA CRUZEIRO DO SUL, ACRE, 30 DE ABRIL DE 2012. OUTLINE Cena 1 Externa;

Leia mais

Bernard. Gesinas. A sua vida Manga. GESINAS Publishing

Bernard. Gesinas. A sua vida Manga. GESINAS Publishing Bernard Gesinas A sua vida Manga GESINAS Publishing Bernard Gesinas A sua vida Manga Novela Copyright by GESINAS 1 Gorom-Gorom "Vamos, por favor, eu vou mostrar Gorom- Gorom", gritou o menino a um casal

Leia mais

A luva sem par. Lá fora estão menos dez graus e a cidade asfixiada pela neve.

A luva sem par. Lá fora estão menos dez graus e a cidade asfixiada pela neve. A luva sem par Se as mesas das janelas estão ocupadas procura sentar-se numa das mais próximas das janelas, numa cadeira virada para as janelas. Se todas elas estiverem ocupadas sai, dá uma volta devagar

Leia mais

A disposição dos quadros em cada página está expressa nas imagens apresentadas antes de cada texto.

A disposição dos quadros em cada página está expressa nas imagens apresentadas antes de cada texto. Roteiro para a História: Escuridão (título provisório) Personagens: Detetive Martelli: o detetive é uma figurinha clichê de filmes noir, vive bêbado, tenta resolver os casos de seu departamento mas esta

Leia mais

Geração Graças Peça: O livro das Parábolas A parábola do tesouro escondido (Mt 13:44)

Geração Graças Peça: O livro das Parábolas A parábola do tesouro escondido (Mt 13:44) Geração Graças Peça: O livro das Parábolas A parábola do tesouro escondido (Mt 13:44) Autora: Tell Aragão Colaboração: Marise Lins Personagens Menina Zé Bonitinho +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Leia mais

SÉRIE 1: retrato/ Autorretrato. para olhar. pensar, imaginar... e fazer. Vincent van Gogh. Autorretrato. 1889 Óleo sobre tela.

SÉRIE 1: retrato/ Autorretrato. para olhar. pensar, imaginar... e fazer. Vincent van Gogh. Autorretrato. 1889 Óleo sobre tela. 1 The Bridgeman Art Library SÉRIE 1: retrato/ Vincent van Gogh 1889 Óleo sobre tela. 4 Ministério da Cultura e Endesa Brasil apresentam: Arteteca:lendo imagens (PRONAC 09-7945). para olhar pensar, imaginar...

Leia mais

Colônia, 1935. Tarde chuvosa de domingo. Homem, Mulher e Menino, depois do almoço.

Colônia, 1935. Tarde chuvosa de domingo. Homem, Mulher e Menino, depois do almoço. Terror e Miséria no Terceiro Reich Bertolt Brecht Cena O ESPIÃO Ei-los: os Senhores Professores estão aprendendo a marchar. O nazistinha puxalhes as orelhas e lhes ensina a posição de sentido. Cada aluno,

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido.

Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido. Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido. Assim que ela entrou, eu era qual um menino, tão alegre. bilhete, eu não estaria aqui. Demorei a vida toda para encontrá-lo. Se não fosse o

Leia mais

CLEITON CARDOSO FÁBIO MAGNONI

CLEITON CARDOSO FÁBIO MAGNONI Novela de CLEITON CARDOSO FÁBIO MAGNONI Colaboração de Thelma Guedes Direção FRED MAYRINK VASCONCELOS Direção Geral/Núcleo JORGE FERNANDO Personagens deste capítulo SONIA FABIO DIAS ANGELINA SUZANA AMINDA

Leia mais

A Vestimenta Nova do Imperador Kejserens ny e Klæder (1837)

A Vestimenta Nova do Imperador Kejserens ny e Klæder (1837) A Vestimenta Nova do Imperador Kejserens ny e Klæder (1837) Há muitos anos, vivia um imperador que gostava tanto de vestimentas novas e bonitas, que gastou todo o seu dinheiro a vestir-se bem. Não se preocupava

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

J.A. Huss. Three, Two, One (321) Livro Único. www.forumdelivros.com.br. https://www.facebook.com/tradutorapeppergirl

J.A. Huss. Three, Two, One (321) Livro Único. www.forumdelivros.com.br. https://www.facebook.com/tradutorapeppergirl ~ 1 ~ J.A. Huss Three, Two, One (321) Livro Único www.forumdelivros.com.br https://www.facebook.com/tradutorapeppergirl Three, Two, One (321) Copyright 2015 J.A. Huss ~ 2 ~ AVISO A tradução em tela foi

Leia mais

!"#$%&'()*#$+#,'-."'-&))*-&'&'/.0&"'1'2#3#4'5&6.,'./.'7"-(#'3&8*0&-'9#)#'0&/8#)'#'-&))*)4'

!#$%&'()*#$+#,'-.'-&))*-&'&'/.0&'1'2#3#4'5&6.,'./.'7-(#'3&8*0&-'9#)#'0&/8#)'#'-&))*)4' !"#$%&'()*#$+#,'-."'-&))*-&'&'/.0&"'1'2#3#4'5&6.,'./.'7"-(#'3&8*0&-'9#)#'0&/8#)'#'-&))*)4'!!"#$%!&' "!#$%&'($)!*+!,$&-(.!/)0-%-!12)3*-!4($)35)!6-(!%+(!7)(-&-!6(-6)7)3*)!*+!20)!/)0-%)!0)(4)! *+! 4(+0+!

Leia mais

Capítulo 1. A Família dos Mumins.indd 13 01/10/15 14:17

Capítulo 1. A Família dos Mumins.indd 13 01/10/15 14:17 Capítulo 1 No qual o Mumintroll, o Farisco e o Sniff encontram o Chapéu do Papão; como aparecem inesperadamente cinco pe quenas nuvens e como o Hemulo arranja um novo passatempo. Numa manhã de primavera

Leia mais

Dicas para orientar a cliente na escolha de biquínis e da roupa mais adequada para cada tipo de corpo.

Dicas para orientar a cliente na escolha de biquínis e da roupa mais adequada para cada tipo de corpo. Dicas para orientar a cliente na escolha de biquínis e da roupa mais adequada para cada tipo de corpo. Biquíni Ideal Aquelas que têm seios grandes precisam antes de tudo de sustentação. Tops com alças

Leia mais

O negócio é que minha sorte sempre foi um horror. Olha

O negócio é que minha sorte sempre foi um horror. Olha CAPÍTULO 1 O negócio é que minha sorte sempre foi um horror. Olha só o meu nome: Jean. Não Jean Marie, nem Jeanine, Jeanette ou mesmo Jeanne. Só Jean. Sabe que na França os garotos são chamados de Jean?

Leia mais

HELO Heloísa chegou de repente

HELO Heloísa chegou de repente HELOÍSA Heloísa chegou de repente, as aulas já estavam pelo se gundo ou terceiro mês quando aquela menina adolescente, com seus quatorze anos de alegria e meiguice, entrou na sala de aula, olhou para mim

Leia mais

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto.

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto. O Coração Sujo Personagens - Tuca - Teco - Tatá - Tia Tuca e Tatá estão conversando. Teco chega. Teco Oi, meninas, sobre o que vocês estão falando? Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse?

Leia mais

- Se for pra mim, eu não estou. - Ah. Oi... Está sim. Espera um minutinho.

- Se for pra mim, eu não estou. - Ah. Oi... Está sim. Espera um minutinho. 1 AMAR... dir: Carlos Gregório CASA DE LAURA... - Você não vai dizer nada? - O que você quer que eu diga? - Qualquer coisa. - Olha,... Não foi tão importante pra mim... - Não... foi!!? - É... É isso mesmo.

Leia mais

IMPORTANTE! POR FAVOR GUARDAR PARA FUTURA REFERÊNCIA

IMPORTANTE! POR FAVOR GUARDAR PARA FUTURA REFERÊNCIA PT IMPORTANTE! POR FAVOR GUARDAR PARA FUTURA REFERÊNCIA Sempre Caboo de forma segura Por favor lê las instruções antes de usar o teu Caboo, pedimos que ponhas especial atenção as precauções de segurança

Leia mais

Trecho do livro Nora Webster (Companhia das Letras), de Colm Tóibín Tradução de Rubens Figueiredo. Capítulo Um

Trecho do livro Nora Webster (Companhia das Letras), de Colm Tóibín Tradução de Rubens Figueiredo. Capítulo Um Trecho do livro Nora Webster (Companhia das Letras), de Colm Tóibín Tradução de Rubens Figueiredo Capítulo Um Você deve estar de saco cheio deles. Será que nunca vão parar de vir aqui? Tom O Connor, seu

Leia mais

Bang, Bang 2008. VOZ A (masculina) BANG! Chega disso. Tic-tac-tic-tac.

Bang, Bang 2008. VOZ A (masculina) BANG! Chega disso. Tic-tac-tic-tac. Bang, Bang 2008 Texto de Nuno Ramos reproduzido por alto-falante: (masculina) BANG! Chega disso. Tic-tac-tic-tac. VOZ B (feminina) Domingo, 27 de janeiro de dois mil e lá vai pedrada. BOA NOITE. Está começando.

Leia mais

Nesse prédio, o único som que consigo ouvir é o ranger dos nossos sapatos contra o chão. Não ouço mais o choro de Caleb, mas ele já não estava mesmo

Nesse prédio, o único som que consigo ouvir é o ranger dos nossos sapatos contra o chão. Não ouço mais o choro de Caleb, mas ele já não estava mesmo capítulo um Acordo com o nome dele na boca. Will. Antes de abrir os olhos, vejo o desabar sobre o asfalto novamente. Morto. Pelas minhas mãos. Tobias se agacha na minha frente, apoiando a mão sobre meu

Leia mais

Para algumas viagens também, no fim, se parte. Sem

Para algumas viagens também, no fim, se parte. Sem Para algumas viagens também, no fim, se parte. Sem clamor, sem fanfarras. Andrea abraça a mãe, aperta-a, solta-a, depois a beija. Ela pede encarecidamente que ele não abrace ninguém, que não toque a barriga

Leia mais

ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna

ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna Guia de Exercícios preventivos para a Coluna Vertebral Dr. Coluna 01 Helder Montenegro Fisioterapeuta Guia de Exercícios Dr Coluna 2012.indd 1

Leia mais

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves CAMINHOS Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves Posso pensar nos meus planos Pros dias e anos que, enfim, Tenho que, neste mundo, Minha vida envolver Mas plenas paz não posso alcançar.

Leia mais

Heranças. Vida Vieira

Heranças. Vida Vieira Heranças Vida Vieira Se você tem bens, seus herdeiros hão de apressar sua morte. Alguém me disse isso um dia. Mas eu era jovem, não dei importância. Agora essa frase me vem assim, do nada, decerto estava

Leia mais

Livro de Exercícios de Ginástica Artística / Play GYM para o Desporto Escolar

Livro de Exercícios de Ginástica Artística / Play GYM para o Desporto Escolar Livro de Exercícios de Ginástica Artística / Play GYM para o Desporto Escolar Documento de Apoio a Professores Responsáveis por Grupo/Equipa de Ginástica Artística Janeiro 2008 Livro de Exercícios de Ginástica

Leia mais

DOR NAS COSTAS EXERCÍCIOS ESPECIALIZADOS PARA O TRATAMENTO DA DOR NAS COSTAS. www.doresnascostas.com.br. Página 1 / 10

DOR NAS COSTAS EXERCÍCIOS ESPECIALIZADOS PARA O TRATAMENTO DA DOR NAS COSTAS. www.doresnascostas.com.br. Página 1 / 10 DOR NAS COSTAS EXERCÍCIOS ESPECIALIZADOS PARA O TRATAMENTO DA DOR NAS COSTAS www.doresnascostas.com.br Página 1 / 10 CONHEÇA OS PRINCÍPIOS DO COLETE MUSCULAR ABDOMINAL Nos últimos anos os especialistas

Leia mais

O ANTÃO DO GASTÃO José Facury. Personagens Gastão, Papagaio, Tupã, Memé, Pirata, Gegê, Padre e Índio

O ANTÃO DO GASTÃO José Facury. Personagens Gastão, Papagaio, Tupã, Memé, Pirata, Gegê, Padre e Índio O ANTÃO DO GASTÃO José Facury Personagens Gastão, Papagaio, Tupã, Memé, Pirata, Gegê, Padre e Índio A história vai ser contada De uma forma brincada Vou falar e fazer valer A expressão da bonecada Pra

Leia mais

Capítulo 1. Q ua n d o e s t ou c or r e n d o, praticamente consigo sentir

Capítulo 1. Q ua n d o e s t ou c or r e n d o, praticamente consigo sentir Capítulo 1 Q ua n d o e s t ou c or r e n d o, praticamente consigo sentir meu pai ao meu lado. Ele se foi há seis anos, mas todas as vezes que amarro o cadarço, e a sola do meu tênis atinge o chão, é

Leia mais

C. Guia de Treino ------------------------------------------------

C. Guia de Treino ------------------------------------------------ C. Guia de Treino ------------------------------------------------ A FORÇA / RESISTÊNCIA ( FUNÇÃO MOVIMENTO OSCILAÇÃO ) A01 Joelhos inclinados Com os pés afastados na plataforma, segure a barra de apoio

Leia mais

Vínculo entre mãe e bebê

Vínculo entre mãe e bebê Vínculo mãe/bebê Vínculo entre mãe e bebê Tenha uma idéia audaciosa hoje. Amanhã ela já não será nova. O bebê precisa reconhecer quem cuida dele, por isso, precisa ser cuidado sempre pela mesma pessoa.

Leia mais

Megan Maxwell. Adivinha Quem Sou Esta Noite

Megan Maxwell. Adivinha Quem Sou Esta Noite Megan Maxwell Adivinha Quem Sou Esta Noite Tradução António Carlos Carvalho adivinha quem sou esta noite_3as.indd 5 26/01/15 16:23 Nunca devemos esquecer que o amor é como o café. Às vezes forte, outras

Leia mais

A melhor ideia, sem gente boa, "Não vai a lugar algum"

A melhor ideia, sem gente boa, Não vai a lugar algum A melhor ideia, sem gente boa, "Não vai a lugar algum" O empresário Carlos Alberto Sicupira conta como se dedica atualmente ao que muitas vezes não passa de platitude no jargão corporativo - a formação

Leia mais

5 DICAS PARA REINVENTAR O SEU. e a si mesma!

5 DICAS PARA REINVENTAR O SEU. e a si mesma! 5 DICAS PARA REINVENTAR O SEU GUARDA-ROUPA e a si mesma! E S T I L O É A SUA ALMA V I S T A P E L O lado de fora. I N T R O D U Ç Ã O Qual é a mulher nesse mundo QUE NUNCA RECLAMOU EM FRENTE AO ESPELHO

Leia mais

Guia Básico de Vietnamita Palavras Básicas

Guia Básico de Vietnamita Palavras Básicas Guia Básico de Palavras Básicas Sim Có Não Không Por favor Làm ơn Obrigado (a) Cảm ơn De nada. Không có gì Vamos! Olá Xin chào Adeus. Tchau. Tạm biệt Socorro! Direita Bên Phải Esquerda Bên trái Aberto

Leia mais

Solidão PROCURA-SE MULHER PROCURA-SE MULHER

Solidão PROCURA-SE MULHER PROCURA-SE MULHER Edna estava caminhando pela rua com sua sacola de compras quando passou pelo carro. Havia um cartaz na janela lateral: Ela parou. Havia um grande pedaço de papelão grudado na janela com alguma substância.

Leia mais

NÓS DOIS ABISMO UM ROTEIRO DE RICELLI DIAS COPYRIGHT@ 2008 BY RICELLI DIAS TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

NÓS DOIS ABISMO UM ROTEIRO DE RICELLI DIAS COPYRIGHT@ 2008 BY RICELLI DIAS TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. COPYRIGHT@ 2008 BY RICELLI DIAS TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. R. SÍTIO SÃO JOSE, 35 B. VEREDA- RIBEIRÃO DAS NEVES 33800-000. MG NÓS DOIS ABISMO NO UM ROTEIRO DE RICELLI DIAS 1 FADE OUT: ÂNGULO ABERTO.

Leia mais

SEGREDO NO CAIR DA TARDE

SEGREDO NO CAIR DA TARDE SEGREDO NO CAIR DA TARDE Ele chegou a galope, num alazão que eu não conhecia. Depois o alazão ergueu-se em duas patas e desapareceu e meu irmão também desapareceu. Fazia tempo que eu o chamava e ele não

Leia mais

Novela de CLEITON CARDOSO FÁBIO MAGNONI. Colaboração de Thelma Guedes. Direção FRED MAYRINK PEDRO VASCONCELOS. Direção Geral/Núcleo JORGE FERNANDO

Novela de CLEITON CARDOSO FÁBIO MAGNONI. Colaboração de Thelma Guedes. Direção FRED MAYRINK PEDRO VASCONCELOS. Direção Geral/Núcleo JORGE FERNANDO Novela de CLEITON CARDOSO MAGNONI Colaboração de Thelma Guedes CAPÍTULO 16 Direção FRED MAYRINK PEDRO VASCONCELOS Direção Geral/Núcleo JORGE FERNANDO Personagens deste capítulo CLAUDIA JULIANA VERA MARIANA

Leia mais