PRÁTICA DE ENSINO: JOGOS INTERATIVOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PRÁTICA DE ENSINO: JOGOS INTERATIVOS"

Transcrição

1

2 PRÁTICA DE ENSINO: JOGOS INTERATIVOS Livro digital recontando a história A Bonequinha preta da autora Alaíde Lisboa de Oliveira, livro escrito no ano de 1930, porém só foi publicado no ano de 2004 BELO HORIZONTE 2016

3 A BONEQUINHA PRETA

4

5 CAPÍTULO I Mariazinha tinha uma linda Bonequinha Preta, que era a sua melhor amiga. A Bonequinha Preta era tão linda, com suas trancinhas, boca vermelha e os olhos bem redondos, espertos e pretos. As duas brincavam o tempo todo, quando estavam muito cansadas então dormiam juntinhas. Os outros brinquedos dormiam lá no quarto de brinquedos, mas Mariazinha não conseguia dormir sem a sua Bonequinha Preta. Ela ensinava à sua bonequinha preferida tudo o que aprendia com a mamãe dela: tomar banho, escovar os dentes, trocar roupas, brincar, se alimentar e até a se comportar bem.

6 CAPÍTULO II Um dia, Mariazinha precisava sair com sua mamãe, em um lugar que sua mãe disse que não poderiam levar bonecas. A menina muito triste,explicou direitinho à bonequinha preta que ela precisava se comportar em casa, para que nada de mal lhe acontecesse. Explicou que demoraria um pouco, pois iam muito longe, mas que ela não poderia mexer no fogão, nem usar facas, e muito menos subir na janela, porque tudo isto era muito perigoso para ela. Com muita calma e carinho, Mariazinha disse que a janela era muito perigosa! Contou que crianças podem cair lá fora e nunca mais voltarem para suas casas. Explicou que seu pai lhe disse que precisa ter gente grande por perto, sempre que quisessem ir à janela. Mariazinha pensou que a bonequinha tinha entendido tudo muito bem, como sempre parecia entender todas as coisas. Então saiu sossegada com a sua mãe.

7

8 CAPÍTULO III A bonequinha preta a princípio ficou tranquila, mas de repente, ouviu uma voz diferente, forte e interessante entrava que entrava pela janela trazendo uma novidade que ela não conhecia: - Verdureiro, verdureiro! O que será isso pensou. A Mariazinha, que sempre sabia tudo não estava ali para esclarecer. Pensou ela, verdureiros, devem ser seres novos e sensacionais! Pensou novamente, que precisava ver quem era ele! Nunca tinha visto um verdureiro, imaginou que fosse alguém diferente e bem divertido para estar gritando daquela maneira! - Verdureiro, verdureiro!

9

10 CAPÍTULO IV Ir ou não ir, só um pouquinho na janela? A dúvida passou rapidinho, e logo ela já estava lá, arredando o sofá para subir. Mas não adiantou, ela não dava altura, não pensou muito, e colocou uma cadeira em cima do sofá, rapidamente, antes que o verdureiro desaparecesse. Tentando olhar tudo o mais rápido possível. Ela não queria cair, mas estava difícil ver, porque era muito baixinha. Subiu só mais um tantinho, e de repente, tibum! Caiu lá embaixo! Por sorte, o verdureiro estava passando bem na hora, e a ela caiu em cima das verduras fofas e frescas, dentro de um grande cesto. Ela era tão levinha que ele nem percebeu e continuou andando pelas calçadas, gritando: - Verdureiro, verdureiro!...

11 CAPÍTULO IV...Passou por várias ruas onde a bonequinha preta nunca havia passado. E cada vez fica mais longe de casa e mais desesperada. No fim do dia, o verdureiro decidiu voltar para casa, pois já era tarde. Entrou pela garagem escura, sem ver a Bonequinha Preta muito assustada dentro do cesto. Ele subiu as escadas para chegar a casa, largando o cesto lá no chão. A Bonequinha Preta começou a chorar, de tanto medo que estava daquele lugar estranho e escuro. Desobedecer, e cair da janela assim, tinham sido um grande desastre em sua vida. E Mariazinha não ia gostar nada de ter sido desobedecida. Então chorou e chorou mais ainda, sem nenhum consolo.

12 CAPÍTULO V Para seu consolo, um gatinho que ia passando por ali, ouviu aquele choro tão doído e ficou com muita pena dela. Tentou fazer gracinhas para ela sorrir, mas de nada adiantou. - Então, perguntou a bonequinha, o que ele poderia fazer para ajudá-la? Ela respondeu que sinceramente não sabia, pois ela foi dar só uma espiadinha lá fora, e havia caído pela janela, dentro do cesto do tal verdureiro. Contou que Mariazinha tinha dito para ela não chegar à janela. Agora se sentia triste e arrependida, pensando ter perdido para sempre sua dona e também a melhor amiga!

13 CAPÍTULO VI O gato mostrou-se muito solidário, e com dó da pobre boneca. E disse: - Talvez eu possa lhe ajudar. Os gatos passeiam muito à noite, e se você me contar como é sua casa, talvez eu a encontre. Ela disse: - É uma casa linda e branca, com janelas vermelhas, e que deve estar muito triste sem eu. E assim, o gatinho partiu pelas ruas, à noite, procurando a casa linda e branca. Não demorou muito e a encontrou, com uma linda menina sentada na calçada, chorando muito sentida. - Oh linda criança, você é a Mariazinha? Vamos lá buscar sua Bonequinha Preta que caiu no cesto do verdureiro!

14

15 CAPITULO VI E lá foram eles, com a menina saltitando de tanta alegria. Quando chegaram até a casa do verdureiro, foi aquela festa! Muitos abraços e beijos! Toda a choradeira passou e a Bonequinha Preta, foi logo prometendo nunca mais ser desobediente e curiosa. E assim, as duas voltaram juntas para casa, levando também o prestativo gatinho que passaria a fazer parte da família. E assim, termina a história, com todos muito felizes. FIM

16 A experiência de produzir um livro digital O livro A Bonequinha Preta é considerado um clássico da literatura infantil. Foi escrito na década de 1930 na época da Revolução no Brasil. Mas esta história tão antiga está cada dia mais atual. Escolas de educação infantil, ainda a utilizam para trabalharem projetos multidisciplinares, devido sua riqueza de conteúdo. Apesar de nós, estudantes de pedagogia, já conhecermos esta rica história dos nossos tempos do antigo pré-escolar, o assunto parece mais atual do que nunca. É fascinante poder reviver esta história, poder recontá-la com certa intimidade e autonomia, através do livro digital. Hoje, em tempos modernos, na era eletrônica, através de um livro digital,ainda é tempo de compartilhar com nossos filhos e alunos as lições encontradas nesta história que não fica ultrapassada...

17 ...De Bonequinha Preta podemos subtrair a essência de respeito às diferenças raciais no mundo todo. Podemos entender um amor entre Mariazinha e sua bonequinha Preta, até hoje não tão vendida quanto às brancas de olhos azuis. Percebe-sea lição de consequências para a desobediência das crianças. Sem falar de uma relação bonita de solidariedade entre os personagens envolvidos. É fantástico poder contar esta história tão antiga, de forma tão atual, através do livro digital.

MÃE, QUANDO EU CRESCER...

MÃE, QUANDO EU CRESCER... MÃE, QUANDO EU CRESCER... Dedico este livro a todas as pessoas que admiram e valorizam a delicadeza das crianças! Me chamo Carol, mas prefiro que me chamem de Cacau, além de ser um apelido que acho carinhoso,

Leia mais

Iracema ia fazer aniversário. Não

Iracema ia fazer aniversário. Não Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães Iracema ia fazer aniversário. Não sabia muito bem se ela podia convidar a turma do Hospital por motivos fáceis de explicar,

Leia mais

A Boneca de Porcelana

A Boneca de Porcelana A Boneca de Porcelana Uma garota muito triste tinha acabado de se mudar para uma nova cidade e as coisas estavam dificil para ela,a uma semana ela tinha perdido seu querido cachorro Francisco,na escola

Leia mais

Constrói a tua história!

Constrói a tua história! VAMOS COLORIR 1º Ciclo ensino básico Constrói a tua história! Imprime esta história e lê-a com a atenção. Já reparaste que não tem imagens? Desenha e pinta uma imagem para cada página para completares

Leia mais

Àhistória de uma garota

Àhistória de uma garota Àhistória de uma garota Gabriele é uma menina cheio de sonhos ela morava com sua mãe Maria seu pai Miguel Gabriele sofre muito ela tem apena 13 anos e já sofre Deus de quando ela era pequena a história

Leia mais

DATA: 02 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA:

DATA: 02 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 0 / / 03 UNIDADE: III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

Escrita e ilustrada pelos alunos da Escola Básica do Primeiro Ciclo da Benquerença Ano Lectivo 2008/2009

Escrita e ilustrada pelos alunos da Escola Básica do Primeiro Ciclo da Benquerença Ano Lectivo 2008/2009 A Família Desaparecida Escrita e ilustrada pelos alunos da Escola Básica do Primeiro Ciclo da Benquerença Ano Lectivo 2008/2009 NUMA BELA MANHÃ DE PRIMAVERA, UM MENINO CAMI NHAVA JUNTO A UM RIO E OLHAVA

Leia mais

Língua Portuguesa UMA HISTÓRIA COMO AS OUTRAS. 6º Ano do Ensino Fundamental II. Nome: Beatriz Fátima da Silva Santos

Língua Portuguesa UMA HISTÓRIA COMO AS OUTRAS. 6º Ano do Ensino Fundamental II. Nome: Beatriz Fátima da Silva Santos UMA HISTÓRIA COMO AS OUTRAS Língua Portuguesa 6º Ano do Ensino Fundamental II Nome: Beatriz Fátima da Silva Santos Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara 2015 Era uma vez um menino chamado Pedro. Ele

Leia mais

Conto de fadas produzido coletivamente pelos alunos do 2º ano A, da EMEB Prof.ª Maria Aparecida Tomazini, sob orientação da prof.

Conto de fadas produzido coletivamente pelos alunos do 2º ano A, da EMEB Prof.ª Maria Aparecida Tomazini, sob orientação da prof. Conto de fadas produzido coletivamente pelos alunos do 2º ano A, da EMEB Prof.ª Maria Aparecida Tomazini, sob orientação da prof.ª Karen Bulgareli, como produto final do projeto Contos de fadas, do programa

Leia mais

Era uma vez uma menina que se chamava Alice. uma tarde de Verão, depois do almoço, Alice adormeceu e teve um sonho muito estranho.

Era uma vez uma menina que se chamava Alice. uma tarde de Verão, depois do almoço, Alice adormeceu e teve um sonho muito estranho. Era uma vez uma menina que se chamava Alice. uma tarde de Verão, depois do almoço, Alice adormeceu e teve um sonho muito estranho. Viu um Coelho Branco, que corria e repetia sem arar: - Vou chegar tarde,

Leia mais

Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola.

Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola. Jessy Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola. Jessi era uma garota linda, tinha a pele escura como o chocolate, seus olhos eram pretos e brilhantes que pareciam duas lindas amoras, seu

Leia mais

(Rodolfo Bracali,adaptado da obra dos Irmãos Grimm) Belo Horizonte

(Rodolfo Bracali,adaptado da obra dos Irmãos Grimm) Belo Horizonte João e Maria (Rodolfo Bracali,adaptado da obra dos Irmãos Grimm) Belo Horizonte 2016 As crianças foram com o pai e a madrasta cortar lenha na floresta e lá foram abandonadas. João havia marcado o caminho

Leia mais

Que Nevão! Teresa Dangerfield

Que Nevão! Teresa Dangerfield Que Nevão! Teresa Dangerfield Que Nevão! Teresa Dangerfield Mamã, Mamã, está tudo branquinho lá fora! gritou o Tomás muito contente assim que se levantou e espreitou pela janela. Mariana, vem ver depressa!

Leia mais

1 von :36

1 von :36 1 von 22 24.05.2006 16:36 2 von 22 24.05.2006 16:36 Era uma vez, numa aldeia pequenina, uma menininha linda como uma flor; sua mãe gostava muito dela, e sua vovozinha ainda mais. 3 von 22 24.05.2006 16:36

Leia mais

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar...

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... O pequeno Will A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... Então um dia tomei coragem e corri até mamãe e falei: - Mãeee queria tanto um irmãozinho, para brincar comigo!

Leia mais

Produção de texto. Observe a imagem e produza um texto narrativo, com no mínimo 10 linhas, a partir do título proposto

Produção de texto. Observe a imagem e produza um texto narrativo, com no mínimo 10 linhas, a partir do título proposto E. E. Ernesto Solon Borges Disciplina: Língua Portuguesa Profª. Regente: Vania Progetec: Cristina Ano: 8º Ano A Alunos: Dayane Sales e Emily Cristina Data: 12/11/2014 Produção de texto Se eu tivesse um

Leia mais

Num bonito dia de inverno, um grupo de crianças brincava no recreio da sua escola,

Num bonito dia de inverno, um grupo de crianças brincava no recreio da sua escola, Pátio da escola Num bonito dia de inverno, um grupo de crianças brincava no recreio da sua escola, quando começara a cair encantadores flocos de neve. Entre eles estava o Bernardo, um menino muito curioso

Leia mais

Versão RECONTO. O Principezinho. PLIP003 De Antoine De Saint Exupéry

Versão RECONTO. O Principezinho. PLIP003  De Antoine De Saint Exupéry O Principezinho De Antoine De Saint Exupéry Versão RECONTO Adaptação e revisão de texto Judite Vieira e Maria da Luz Simão Escola Secundária Afonso Lopes Vieira Leiria PLIP003 www.plip.ipleiria.pt Este

Leia mais

UM MONSTRO EM MINHA ESCOLA Iara M. Medeiros Adaptação da história de.

UM MONSTRO EM MINHA ESCOLA Iara M. Medeiros Adaptação da história de. UM MONSTRO EM MINHA ESCOLA Iara M. Medeiros Adaptação da história de http://growingkinders.blogspot.com.br/ QUANDO RUI ENTROU NO ÔNIBUS PARA IR À ESCOLA, PERCEBEU QUE LÁ DENTRO TINHA UM MONSTRINHO E FICOU

Leia mais

PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA

PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA A menina PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA menina alegre e muito curiosa. O que a diferenciava das outras crianças é que desde muito pequenina ela passava horas na Floresta do Sol conversando

Leia mais

PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS

PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS FERNANDO CAETANO TAVOLARO - RA00147628 TRABALHO DE LINGUAGEM AUDIOVISUAL E GAMES STORYBOARD SÃO PAULO 2014 INTRODUÇÃO DA HISTÓRIA

Leia mais

A Professora de Horizontologia

A Professora de Horizontologia A Professora de Horizontologia Já tinha parado a chuva e Clara Luz estava louca que a Gota voltasse. Felizmente a Fada-Mãe veio com uma novidade: Minha filha, hoje vem uma professora nova. Você vai ter

Leia mais

um monstro veio a ` escola! Atividade para ensinar regras e expectativas durante os primeiros dias de aulas Ideia retirada do site:

um monstro veio a ` escola! Atividade para ensinar regras e expectativas durante os primeiros dias de aulas Ideia retirada do site: O dia em que um monstro veio a ` escola! Atividade para ensinar regras e expectativas durante os primeiros dias de aulas Ideia retirada do site: @Cantinho do 1º Ciclo ! O dia em que um monstro veio à escola

Leia mais

1ª Edição. Ana Gonçalves. Cândida Santos. Ilustração de. Vítor Silva

1ª Edição. Ana Gonçalves. Cândida Santos. Ilustração de. Vítor Silva 1ª Edição Ana Gonçalves Cândida Santos Ilustração de Vítor Silva Era uma vez uma casa velha no meio de um prado verde. O seu telhado era velho, as paredes eram brancas e à volta da porta e de todas as

Leia mais

TÍTULO: A VERDADEIRA HISTÓRIA DE CHAPEUZINHO VERMELHO - VERSÃO DO LOBO

TÍTULO: A VERDADEIRA HISTÓRIA DE CHAPEUZINHO VERMELHO - VERSÃO DO LOBO TÍTULO: A VERDADEIRA HISTÓRIA DE CHAPEUZINHO VERMELHO - VERSÃO DO LOBO CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: LETRAS INSTITUIÇÃO: FACULDADE VICTOR HUGO AUTOR(ES): DAVI DE AGUIAR

Leia mais

YAHUVAH falou com ele mesmo ele

YAHUVAH falou com ele mesmo ele Na casa da vovó da Nina, uma história muito especial foi contada! Que história foi essa? Vamos ver? Um, dois, três e... já!!!! Eba, vovó!! Acabei de comer!! Isso, Nina! Você comeu tudinho, tudinho! A sua

Leia mais

Nome: Gabrielle 4ª Série 1ª. Unidade: Bom Jesus Centro Cidade: Curitiba Estado: Paraná. A Coruja e a Raposa

Nome: Gabrielle 4ª Série 1ª. Unidade: Bom Jesus Centro Cidade: Curitiba Estado: Paraná. A Coruja e a Raposa Nome: Gabrielle 4ª Série 1ª A Coruja e a Raposa Era uma vez uma coruja que tinha sua bela casa na montanha. A raposa tinha uma casa pequena e feia. Um dia, a coruja convidou a raposa para almoçar em sua

Leia mais

Era uma tarde quente de verão e todos obedeciam à rotina diária. O labrador Mozart, chefe da matilha e cão mais velho, descansa suas pernas

Era uma tarde quente de verão e todos obedeciam à rotina diária. O labrador Mozart, chefe da matilha e cão mais velho, descansa suas pernas Era uma tarde quente de verão e todos obedeciam à rotina diária. O labrador Mozart, chefe da matilha e cão mais velho, descansa suas pernas doloridas, mas permanece atento a tudo o que acontece: ele é

Leia mais

Nome: Dariane 4ª Série 2ª. Unidade: Bom Jesus Centro Cidade: Curitiba Estado: Paraná. O cachorro e o gato

Nome: Dariane 4ª Série 2ª. Unidade: Bom Jesus Centro Cidade: Curitiba Estado: Paraná. O cachorro e o gato Nome: Dariane 4ª Série 2ª O cachorro e o gato Era uma vez um gato e um cão. Um dia, o cachorro comentou com o gato que estava em apuros. O gato falou: O que houve? E o cachorro disse: Nada. Ha! ha! Porém,

Leia mais

MARIANINHA A MENINA QUE BOTOU A BOCA NO TROMBONE. DIAGRAMAÇÃO Michelle Nascimento Mariana Barros de Lima

MARIANINHA A MENINA QUE BOTOU A BOCA NO TROMBONE. DIAGRAMAÇÃO Michelle Nascimento Mariana Barros de Lima MARIANINHA A MENINA QUE BOTOU A BOCA NO TROMBONE DIAGRAMAÇÃO Michelle Nascimento Mariana Barros de Lima Email:nascimento.michelle@gmail.com Prefácio Marianinha: A menina que botou a boca no trombone é

Leia mais

Versão PICTOGRÁFICA (SPC)

Versão PICTOGRÁFICA (SPC) O Principezinho De Antoine De Saint Exupéry Versão PICTOGRÁFICA (SPC) Adaptação e revisão de texto Judite Vieira e Maria da Luz Simão Tradução e adaptação para pictogramas (SPC) Carlos Pereira e Ana Silva

Leia mais

1º DE ABRIL UM ROTEIRO DE ANE KELLY PEREIRA, JOYCE DE OLIVEIRA, LUANA MOREIRA E KELEN CRISTINA ARAÚJO.

1º DE ABRIL UM ROTEIRO DE ANE KELLY PEREIRA, JOYCE DE OLIVEIRA, LUANA MOREIRA E KELEN CRISTINA ARAÚJO. 1º DE ABRIL UM ROTEIRO DE ANE KELLY PEREIRA, JOYCE DE OLIVEIRA, LUANA MOREIRA E KELEN CRISTINA ARAÚJO. CENA 1/CASA DA /NOITE Dizia a lenda que em todo dia 1 de abril aparecia um espírito do mal que aterrorizava

Leia mais

Melhor Natal de Todos!

Melhor Natal de Todos! O Melhor Natal de Todos! Tiago suspirou enquanto observava da janela os flocos de neve flutuarem suavemente até o chão. Ele havia esperado ansiosamente pela época de Natal, mas agora estava triste. Ouviu-se

Leia mais

Muitas Trombas Tornam o Trabalho Mais Leve

Muitas Trombas Tornam o Trabalho Mais Leve Muitas Trombas Tornam o Trabalho Mais Leve Era uma vez um elefantinho chamado Tolongo. Ele foi criado na savana com sua mãe e algumas outras famílias de elefantes. Eles percorriam os pastos à procura de

Leia mais

TEATRO, COISA SÉRIA! Palavras-Chaves: Arte/Educação, teatro, experiência escolar.

TEATRO, COISA SÉRIA! Palavras-Chaves: Arte/Educação, teatro, experiência escolar. 1 UNEB - UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO - CAMPUS XII TEATRO, COISA SÉRIA! Ana Cláudia de Oliveira Freitas UNEB Palavras-Chaves: Arte/Educação, teatro, experiência escolar. Este

Leia mais

Versão COMPLETA. O Ribeiro que queria Sorrir. PLIP004 Ana Cristina Luz. Ilustração: Margarida Oliveira

Versão COMPLETA. O Ribeiro que queria Sorrir. PLIP004  Ana Cristina Luz. Ilustração: Margarida Oliveira O Ribeiro que queria Sorrir Ana Cristina Luz Ilustração: Margarida Oliveira Versão COMPLETA PLIP004 www.plip.ipleiria.pt Este trabalho foi desenvolvido no espírito do art.º 75 e 80 do Código do Direito

Leia mais

BRUNA RAFAELA. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados. Creative Commons

BRUNA RAFAELA. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados. Creative Commons BRUNA RAFAELA EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Creative Commons Texto e Pesquisa de imagens de Bruna Rafaela A DESCOBERTA DE ISABELA Livros são para ler e guardar. Filhos são para ter e amar..

Leia mais

O soldadinho de chumbo

O soldadinho de chumbo O soldadinho de chumbo U m menino ganhou de presente de aniversário uma caixa de papelão com vinte e cinco soldadinhos de chumbo, todos iguaizinhos. Um deles era perneta, pois durante a fabricação havia

Leia mais

Versão SIMPLIFICADA Leitura Fácil

Versão SIMPLIFICADA Leitura Fácil O Principezinho De Antoine De Saint Exupéry Versão SIMPLIFICADA Leitura Fácil Adaptação e revisão de texto Judite Vieira e Maria da Luz Simão Escola Secundária Afonso Lopes Vieira Leiria PLIP003 www.plip.ipleiria.pt

Leia mais

Um ato de amor sonhador ao mundo

Um ato de amor sonhador ao mundo Um ato de amor sonhador ao mundo Este livro esta aberto para qualquer idade, pois relata uma historia de amor com a nossa sociedade, uma garotinha de 09 anos de idade busca fazer a diferença sempre dando

Leia mais

O Despertar da Felicidade

O Despertar da Felicidade Luciana Mutarelli O Despertar da Felicidade Copyright 2013 by Luciana Mutarelli. Prólogo O que é a Felicidade? Todos nós, em algum momento da vida, já a sentimos. A felicidade é algo que não podemos definir

Leia mais

Quando o Sol se apaixonou pela Lua. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Curso Superior de Tecnologia em Jogos Digitais 2016

Quando o Sol se apaixonou pela Lua. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Curso Superior de Tecnologia em Jogos Digitais 2016 Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Curso Superior de Tecnologia em Jogos Digitais 2016 Quando o Sol se apaixonou pela Lua Letícia Cruz RA00178896 Linguagem Audiovisual e Games Eliseu Lopes Desenho

Leia mais

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: Pinóquio

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: Pinóquio 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: Leia o texto. Pinóquio Certa vez, um velho carpinteiro chamado Gepeto fez um boneco de madeira. Deu-lhe o nome de Pinóquio. De repente o boneco criou vida. Gepeto

Leia mais

O Soldadinho Guerreiro

O Soldadinho Guerreiro O Soldadinho Guerreiro Xavier Autora : Giovanna Capítulo 01... A loja de brinquedos Capítulo 02... O novo lar Capítulo 03... Descobertas Capítulo 04... Novos amigos Capítulo 05... Plano de resgate Capitulo

Leia mais

Depois, levou os filhotes para o pátio do castelo. Todos parabenizaram a pata: a sua ninhada era realmente bonita... Exceto um: o patinho das penas

Depois, levou os filhotes para o pátio do castelo. Todos parabenizaram a pata: a sua ninhada era realmente bonita... Exceto um: o patinho das penas O patinho feio A mamãe pata havia feito um ninho no meio da folhagem, perto do velho castelo. Finalmente, após longa espera, os ovos se abriram, um após o outro, e surgiram patinhos amarelos. Porém, de

Leia mais

Garoto extraordinário

Garoto extraordinário Garoto extraordinário (adequada para crianças de 6 a 8 anos) Texto: Lucas 2:40-52 Princípio: ser como Jesus Você vai precisar de um fantoche de cara engraçada, um adulto para manipular o fantoche atrás

Leia mais

Jack Denski e o Mundo Mágico

Jack Denski e o Mundo Mágico Jack Denski e o Mundo Mágico Jack Denski e o Mundo Mágico Essa História tem inicio no ano de 1996 quando Julia Denski um loira dos olhos azuis de 31 anos e seu marido Felipe Denski jovem afro robusto de

Leia mais

O Tigre à Beira do Rio

O Tigre à Beira do Rio O Tigre à Beira do Rio --Baixe-se Moba! Muito bem Didi, o menino birmanês subiu no elefante e fez carinho em sua cabeça. Didi treinara Moba desde bebê. Como era um elefante asiático, Moba não era tão grande

Leia mais

BONS Dias. Ano Pastoral Educativo Colégio de Nossa Senhora do Alto. Com Maria Desperta a. Luz. que há em TI

BONS Dias. Ano Pastoral Educativo Colégio de Nossa Senhora do Alto. Com Maria Desperta a. Luz. que há em TI BONS Dias Com Maria Desperta a Luz que há em TI 2ª feira, dia 12 de dezembro de 2016 III Semana (11 de dezembro): ALEGRAR Ontem, a Igreja celebrou o domingo da alegria: Jesus está para chegar e só Ele

Leia mais

Verdinha estava triste. E por que ela estava triste? Ela achava que, como a bétula tinha tantas folhas, ninguém jamais iria reparar nela.

Verdinha estava triste. E por que ela estava triste? Ela achava que, como a bétula tinha tantas folhas, ninguém jamais iria reparar nela. a n i d r e V a n i l A Fo Verdina estava triste. E por que ela estava triste? Ela acava que, como a bétula tina tantas folas, ninguém jamais iria reparar nela. Qualquer pessoa que olasse para a árvore

Leia mais

O SEGREDO DO ARCO-ÍRIS

O SEGREDO DO ARCO-ÍRIS O SEGREDO DO ARCO-ÍRIS helenaconectada.blogspot.com.br erto dia, Kika estava na escola e durante o recreio viu um lindo arco-íris no céu e disse: Olha! Um arco-íris! Seus coleguinhas olharam para o céu

Leia mais

Você agiu bem, meu marido

Você agiu bem, meu marido Você agiu bem, meu marido E ra uma vez um casal de camponeses que vivia modestamente. Eles alimentavam-se dos frutos que as colheitas lhes rendiam e eram felizes pois se amavam muito. Moravam numa casinha

Leia mais

REUNIÃO DE PAIS 1º ANO B e C PROFESSORAS: CRISTINA e JULIANA

REUNIÃO DE PAIS 1º ANO B e C PROFESSORAS: CRISTINA e JULIANA REUNIÃO DE PAIS 1º ANO B e C PROFESSORAS: CRISTINA e JULIANA LIVRO APONTADOR LÁPIS CADERNO LUZ PESSOA OBJETO ATIVIDADES PERMANENTES DE ALFABETIZAÇÃO ATIVIDADES DE LEITURA PRODUÇÃO DE TEXTOS Por que

Leia mais

O Príncipe Feliz O PRÍNCIPE FELIZ. Uma estória comovente. de amizade, amor, e. altruísmo.

O Príncipe Feliz O PRÍNCIPE FELIZ. Uma estória comovente. de amizade, amor, e. altruísmo. O PRÍNCIPE FELIZ Uma estória comovente de amizade, amor, e altruísmo. Organização Biblioteca Outeiro e Manuel A. Pina Professora Bibliotecária Natércia Nilariça O Príncipe Feliz A Sua Organização Biblioteca

Leia mais

Certa manhã, todos foram para a mata apanhar lenha e frutas silvrestres, mas os sete irmãos acabaram se perdendo

Certa manhã, todos foram para a mata apanhar lenha e frutas silvrestres, mas os sete irmãos acabaram se perdendo O pequeno Polegar E ra uma vez um casal de lenhadores muito pobre, com sete filhos pequenos. O caçula era magro e fraco, mas também esperto e inteligente. Ele recebeu o apelido de Polegar por ser muito

Leia mais

Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de

Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de sair sozinho. E me chama de pirralho, o que me dá raiva.

Leia mais

HISTÓRIAS DA AJUDARIS 16. Agrupamento de Escolas de Sampaio

HISTÓRIAS DA AJUDARIS 16. Agrupamento de Escolas de Sampaio HISTÓRIAS DA AJUDARIS 16 Agrupamento de Escolas de Sampaio JOÃO FRAQUINHO Era uma vez um menino que estava muito fraquinho, não tinha força para nada nem para se pôr de pé. Estava deitado no chão da rua,

Leia mais

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula Jardim (3 a 5 anos) Título: Sentimento de Fraternidade

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula Jardim (3 a 5 anos) Título: Sentimento de Fraternidade Plano de Aula 17 Centro Espírita Ismênia de Jesus Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula Jardim (3 a 5 anos) Educadoras: Edma e Priscila Dia: 13/06/2016 Título: Sentimento de Fraternidade

Leia mais

Um passinho outro passinho

Um passinho outro passinho Um passinho outro passinho Inácio tinha o mesmo nome do seu melhor amigo, o avô Nacho. Quando Inácio nasceu, o seu avô disse a toda a gente: O Inácio não irá a aprender a dizer avô antes dos três anos,

Leia mais

Ela pegou sua mala rosa com aquele dois macaquinhos, que há muito não usava, colocou no seu carro e saiu. No caminho muitas coisas

Ela pegou sua mala rosa com aquele dois macaquinhos, que há muito não usava, colocou no seu carro e saiu. No caminho muitas coisas O bebê O bebê estava dormindo e Marta acabara de acordar. Bruno ainda dormia e Marta aproveitou o momento, pegou seu filho, juntou suas coisas e saiu. Bruno acordou e quando não viu seu filho e sua esposa

Leia mais

Certo dia Mário estava em casa sem nada para fazer quando o telefone tocou e ele foi atender: - Alô, é você, vovô Moreira? - Sim, sou eu, meu neto.

Certo dia Mário estava em casa sem nada para fazer quando o telefone tocou e ele foi atender: - Alô, é você, vovô Moreira? - Sim, sou eu, meu neto. FÉRIAS NA CASA DO AVÔ Língua Portuguesa 6º Ano do Ensino Fundamental II Nome: Ana Clara da Silva Marques Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara 2015 Certo dia Mário estava em casa sem nada para fazer

Leia mais

Cristóbal nasceu num aquário. O mundo dele resumia-se a um pouco de água entre as quatro paredes de vidro. Isso, alguma areia, algas, pedras de divers

Cristóbal nasceu num aquário. O mundo dele resumia-se a um pouco de água entre as quatro paredes de vidro. Isso, alguma areia, algas, pedras de divers Cristóbal nasceu num aquário. O mundo dele resumia-se a um pouco de água entre as quatro paredes de vidro. Isso, alguma areia, algas, pedras de diversos tamanhos e a miniatura em madeira de uma caravela

Leia mais

Adeilson Salles. Ilustrações de L. Bandeira. belinha_e_lagarta_bernadete.indd 3 18/10/ :32:55

Adeilson Salles. Ilustrações de L. Bandeira. belinha_e_lagarta_bernadete.indd 3 18/10/ :32:55 Adeilson Salles Ilustrações de L. Bandeira belinha_e_lagarta_bernadete.indd 3 18/10/2012 16:32:55 Dedicatória Na figura da minha neta Bellinha, que me inspirou, dedico este trabalho às sementes do amanhã:

Leia mais

LELO AMARELO BELO. (Filosofia para crianças) ROSÂNGELA TRAJANO. Volume III 05 anos de idade

LELO AMARELO BELO. (Filosofia para crianças) ROSÂNGELA TRAJANO. Volume III 05 anos de idade LELO AMARELO BELO (Filosofia para crianças) Volume III 05 anos de idade ROSÂNGELA TRAJANO LELO AMARELO BELO Rosângela Trajano LELO AMARELO BELO VOLUME III (05 ANOS) DE IDADE 1ª EDIÇÃO LUCGRAF NATAL 2012

Leia mais

A Menina Que Deixou. De Sonhar. Autora: Waleska Alves

A Menina Que Deixou. De Sonhar. Autora: Waleska Alves A Menina Que Deixou De Sonhar Autora: Waleska Alves 1. Era uma vez uma linda menina que sonhava com o natal, todas as noites antes de dormi ela olhava pela janela de seu quarto e imaginava papai noel em

Leia mais

O melhor amigo Interpretação de Texto para 4º e 5º Ano

O melhor amigo Interpretação de Texto para 4º e 5º Ano O melhor amigo Interpretação de Texto para 4º e 5º Ano O melhor amigo Interpretação de Textos para 4º e 5º Ano O melhor amigo A mãe estava na sala, costurando. O menino abriu a porta da rua, meio ressabiado,

Leia mais

O segredo do rio. Turma 4 3º/4º anos EB1/JI da Póvoa de Lanhoso. Trabalho realizado no âmbito do PNL. (Plano Nacional de Leitura)

O segredo do rio. Turma 4 3º/4º anos EB1/JI da Póvoa de Lanhoso. Trabalho realizado no âmbito do PNL. (Plano Nacional de Leitura) Turma 4 3º/4º anos EB1/JI da Póvoa de Lanhoso Ano Lectivo 2009/2010 O segredo do rio Trabalho realizado no âmbito do PNL (Plano Nacional de Leitura) Era uma vez um rapaz que morava numa casa no campo.

Leia mais

Português Compreensão de texto 2 o ano Unidade 9

Português Compreensão de texto 2 o ano Unidade 9 Português Compreensão de texto 2 o ano Unidade 9 Unidade 9 Compreensão de texto Nome: Data: Leia o conto de fadas a seguir para responder às questões de 1 a 15. Rapunzel Era uma vez um lenhador e sua mulher.

Leia mais

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA 2013 LÍNGUA PORTUGUESA 2º ANO. Escola: Professora: Aluno:

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA 2013 LÍNGUA PORTUGUESA 2º ANO. Escola: Professora: Aluno: AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA 2013 LÍNGUA PORTUGUESA 2º ANO Escola: Professora: Aluno: FAÇA AS QUESTÕES ABAIXO COM ATENÇÃO E COM CALMA. É UMA AVALIAÇÃO QUE VAI MOSTRAR O QUE VOCÊ JÁ SABE E O QUE PRECISA APRENDER.

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF. MÁRIO PAIXÃO

LÍNGUA PORTUGUESA 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF. MÁRIO PAIXÃO LÍNGUA PORTUGUESA 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF. MÁRIO PAIXÃO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade III Trabalho: a trajetória humana, suas produções e manifestações. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES

Leia mais

DATA: / / 2015 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 5.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR (A): VALOR: 8,0 MÉDIA: 4,8 RESULTADO: %

DATA: / / 2015 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 5.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR (A): VALOR: 8,0 MÉDIA: 4,8 RESULTADO: % SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: / / 205 UNIDADE: I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 5.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR (A): VALOR:

Leia mais

A rapariga e o homem da lua

A rapariga e o homem da lua A rapariga e o homem da lua (conto tradicional do povo tchuktchi) Viveu outrora, entre o povo Tchuktchi, um homem que só tinha uma filha. A filha era a melhor das ajudas que o pai podia ter. Passava o

Leia mais

Entidade Mantenedora: SEAMB Sociedade Espírita Albertino Marques Barreto CNPJ: /

Entidade Mantenedora: SEAMB Sociedade Espírita Albertino Marques Barreto CNPJ: / ESTRELINHA SOLITÁRIA. Certo dia, Genoveva, a abelhinha, sentindo-se muito cansada, interrompeu seu trabalho e pousou na pétala de uma flor para um minuto de repouso. Amarelinha, linda borboleta, com movimentos

Leia mais

Aquele castelo pertence a um rei. Lá em cima, na torre, mora a filha dele. Quando ela nasceu, um mago previu que seria muito infeliz por causa de um

Aquele castelo pertence a um rei. Lá em cima, na torre, mora a filha dele. Quando ela nasceu, um mago previu que seria muito infeliz por causa de um O baú voador M uito tempo atrás, em um distante país, havia um mercador extremamente rico porque era sábio e apreciava poupar. Tudo o que ele ganhava, investia em novos negócios, sempre muito lucrativos.

Leia mais

Uma vida que floresce

Uma vida que floresce Uma vida que floresce Um gato, um sapato e um susto Feito por : Haylin Certo dia, ao voltar da escola,(quando eu ainda morava com a minha avó), fui correndo para o banheiro e tomei um banho bem gostoso.

Leia mais

Luiz Vilela Tremor de Terra contos

Luiz Vilela Tremor de Terra contos Luiz Vilela Tremor de Terra contos 10ª edição 2017 Confissão, 7 Júri, 14 O buraco, 22 Por toda a vida, 38 Imagem, 50 Chuva, 59 Nosso dia, 69 O violino, 73 Dois homens, 89 Espetáculo de fé, 91 Velório,

Leia mais

UM DIA CHEIO. Língua Portuguesa. 6º Ano do Ensino Fundamental II. Nome: Maria Clara Gonçalves dos Santos. Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara

UM DIA CHEIO. Língua Portuguesa. 6º Ano do Ensino Fundamental II. Nome: Maria Clara Gonçalves dos Santos. Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara UM DIA CHEIO Língua Portuguesa 6º Ano do Ensino Fundamental II Nome: Maria Clara Gonçalves dos Santos Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara Tudo começou quando eu queria pescar com meu avô. Ele tinha

Leia mais

*CRIE UMA CAPA PARA O LIVRO

*CRIE UMA CAPA PARA O LIVRO *CRIE UMA CAPA PARA O LIVRO LL PRODUÇÕES O fantástico mundo de L.L A visita a um misterioso mundo 2 Luan Patrick Nascimento da Costa, paraense, nascido em 21/01/2012 em Belém Pará. 3 A visita a um misterioso

Leia mais

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães Quando Luiz Mauricio e Gê estavam passando pela recepção, ouviram um choro estranho: Você ouviu, Luiz? Nossa, um bebê e uma

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Tema Transversal: Cultivar e guardar a Criação Disciplina: Língua Portuguesa / ESTUDOS AUTÔNOMOS Ano: 2º - Ensino Fundamental Aluno(a): N o : Turma: Professora: Data: 14 / 6 / 2017

Leia mais

AS PERSONAGENS DO SÍTIO DO PICAPAU AMARELO NA CIDADE

AS PERSONAGENS DO SÍTIO DO PICAPAU AMARELO NA CIDADE AS PERSONAGENS DO SÍTIO DO PICAPAU AMARELO NA CIDADE 4º ano F AUTORES: Enzo Lucas Maria Luiza Prates Mariana Rafaella Spera Vinicíus 4º ano F ILUSTRAÇÕES DA INTERNET EDITORA: CJSP Um dia como outro qualquer

Leia mais

- Vanessa Maia - NINA E A MAQUINA DO TEMPO. em: O EXAME DE SANGUE. Ilustrações de Tiburcio

- Vanessa Maia - NINA E A MAQUINA DO TEMPO. em: O EXAME DE SANGUE. Ilustrações de Tiburcio - Vanessa Maia - NINA E A MAQUINA DO TEMPO em: O EXAME DE SANGUE Ilustrações de Tiburcio - Vanessa Maia - NINA E A MAQUINA DO TEMPO em: O EXAME DE SANGUE Ilustrações de Tiburcio Assessoria técnica: Anete

Leia mais

Capítulo I. Descendo pela toca do Coelho

Capítulo I. Descendo pela toca do Coelho Capítulo I Descendo pela toca do Coelho Alice estava começando a se cansar de ficar sentada ao lado da irmã à beira do lago, sem nada para fazer. Uma ou duas vezes ela tinha espiado no livro que a irmã

Leia mais

Indica uma pequena pausa, em que a voz fica em suspenso, para logo depois retomar a continuação do período. Usa-se virgula:

Indica uma pequena pausa, em que a voz fica em suspenso, para logo depois retomar a continuação do período. Usa-se virgula: Indica uma pequena pausa, em que a voz fica em suspenso, para logo depois retomar a continuação do período. Usa-se virgula: 1. No interior de uma oração para destacar : Conjunções Ex.: Chovia muito, entretanto,

Leia mais

ATIVIDADES PREPARATÓRIAS

ATIVIDADES PREPARATÓRIAS ATIVIDADES PREPARATÓRIAS Escolher a atividade mais adequada ao seu grupo de alunos. Cada professor poderá elaborar sua própria atividade se assim o desejar. Abaixo seguem algumas sugestões. As atividades

Leia mais

A Cuca. Brincando de folclore. Cuca. COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION

A Cuca. Brincando de folclore. Cuca. COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION Troca do livro LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 3 ano 3º ano A, B e C Sexta-feira Semana de 25 a 29 de agostode 2014. Leia o texto para fazer as lições de Língua Portuguesa

Leia mais

Nº 5 C Natal e Sagrada Família

Nº 5 C Natal e Sagrada Família Nº 5 C Natal e Sagrada Família Esta semana celebramos nascimento de Jesus, no dia de Natal e depois a festa da Sagrada Família. A Sagrada Família é composta por Maria, José e o Menino Jesus. A Sagrada

Leia mais

CONTOS DA VOVÓZINHA. Deborah Zaniolli

CONTOS DA VOVÓZINHA. Deborah Zaniolli CONTOS DA VOVÓZINHA Deborah Zaniolli Contos da vovózinha Título da obra: CONTOS DA VOVÓZINHA Gênero literário da obra: Contos Copyright 2012 por Deborah Zaniolli Todos os direitos reservados. Nenhuma parte

Leia mais

João Pedro Pinto Moreira 4º Ano EB1 Azenha Nova. A Pequena Diferença

João Pedro Pinto Moreira 4º Ano EB1 Azenha Nova. A Pequena Diferença João Pedro Pinto Moreira 4º Ano EB1 Azenha Nova A Pequena Diferença Era uma vez um menino chamado Afonso que nasceu no primeiro dia do ano de 2000. Era uma criança muito desejada por toda a família, era

Leia mais

O tempo passou. Branca de Neve cresceu e tornou-se uma jovem ainda mais bonita. Certo dia, ao perguntar sobre sua beleza ao espelho, a vaidosa rainha

O tempo passou. Branca de Neve cresceu e tornou-se uma jovem ainda mais bonita. Certo dia, ao perguntar sobre sua beleza ao espelho, a vaidosa rainha Branca de Neve E ra uma vez uma princesa, muito bela e de pele branquinha, chamada Branca de Neve. A mãe de Branca de Neve, uma bondosa rainha, havia morrido quando ela era ainda um bebê. Alguns anos depois,

Leia mais

Em um dia ensolarado, a família do Carlinhos foi passear lá no Aterro do Flamengo. O que será que houve? Após terem comprado a água de coco...

Em um dia ensolarado, a família do Carlinhos foi passear lá no Aterro do Flamengo. O que será que houve? Após terem comprado a água de coco... Em um dia ensolarado, a família do Carlinhos foi passear lá no Aterro do Flamengo. O que será que houve? Joga a bola, papai! Joga a bola!! Está bem, Carlinhos! Pode deixar que eu jogo!! Um, dois, três

Leia mais

Se você encontrasse um amigo em dificuldade, você o ajudaria? Leia o texto que narra a história de quatro animais que são verdadeiros amigos.

Se você encontrasse um amigo em dificuldade, você o ajudaria? Leia o texto que narra a história de quatro animais que são verdadeiros amigos. Nome: Ensino: F undamental 4 o ano urma: Língua Por ortuguesa T Data: 11/8/2009 Se você encontrasse um amigo em dificuldade, você o ajudaria? Leia o texto que narra a história de quatro animais que são

Leia mais

79 Dias. por. Ton Freitas

79 Dias. por. Ton Freitas 79 Dias por Ton Freitas Registro F.B.N.: 684988 Contato: ton.freitas@hotmail.com INT. HOSPITAL/QUARTO - DIA Letreiro: 3 de março de 1987. HELENA, branca, 28 anos, está grávida e deitada em uma cama em

Leia mais

ATIVIDADES PREPARATÓRIAS

ATIVIDADES PREPARATÓRIAS APOSTILA CRIANÇAS GUIA DE ATIVIDADES ATIVIDADES PREPARATÓRIAS Escolher a atividade mais adequada ao seu grupo de alunos. Cada professor poderá elaborar sua própria atividade se assim o desejar. Abaixo

Leia mais

Porém este respondeu: Não quero; mais tarde, tocado de arrependimento, foi e fez o que o pai pediu pra ele. BOCA DE FORNO. Regras:

Porém este respondeu: Não quero; mais tarde, tocado de arrependimento, foi e fez o que o pai pediu pra ele. BOCA DE FORNO. Regras: BOCA DE FORNO A1 Regras: O professor comanda a brincadeira, e antes de cada tarefa o refrão: Professor: Boca de forno. Todos: Forno Professor : Tudo que eu pedir para fazer, faz? 2 Sugestões de tarefas

Leia mais

istória de Natal História de Natal do Seu Oscar

istória de Natal História de Natal do Seu Oscar A História de Natal do Seu Oscar Era inverno. O gelo se prendia aos galhos desnudos das árvores, e ali víamos Márico, um lindo e felpudo esquilinho cinza que vivia com sua família numa toca aconchegante

Leia mais

''TU DUM, TU DUM, TU DUM'' este era o barulho do coração de uma mulher que estava prestes a ter um filho, o clima estava tenso, Médicos correndo de

''TU DUM, TU DUM, TU DUM'' este era o barulho do coração de uma mulher que estava prestes a ter um filho, o clima estava tenso, Médicos correndo de ''TU DUM, TU DUM, TU DUM'' este era o barulho do coração de uma mulher que estava prestes a ter um filho, o clima estava tenso, Médicos correndo de lá para cá sem descanso, até que um choro é ouvido, sim,

Leia mais

Essa história aconteceu há

Essa história aconteceu há O HOMEM DO SACO Essa história aconteceu há mais de vinte anos, num dia nublado. Perfeito para Josué, Mateus, Antonia e Frederico começarem o dia colocando o plano combinado em ação. Estavam de férias,

Leia mais

Bárbara uma mulher de 25 anos, queria atrasar o livro de uma escritora famosa chamada Natália, Bárbara queria contar uns segredos bombásticos antes

Bárbara uma mulher de 25 anos, queria atrasar o livro de uma escritora famosa chamada Natália, Bárbara queria contar uns segredos bombásticos antes O ATAQUE NA PISCINA Bárbara uma mulher de 25 anos, queria atrasar o livro de uma escritora famosa chamada Natália, Bárbara queria contar uns segredos bombásticos antes de Natália, Bárbara não queria que

Leia mais

Capitulo 1 A história de Richard. Setembro 2012

Capitulo 1 A história de Richard. Setembro 2012 O amor, como ele é? Capitulo 1 A história de Richard. Setembro 2012 A história relatada neste livro, é sobre seu primeiro amor, seu primeiro encontro com a felicidade. Pode parecer um pouco poético e engraçado,

Leia mais