Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC-SP. Teoria da Imagem Expandida Prof. Eliseu Lopes. Bible

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC-SP. Teoria da Imagem Expandida Prof. Eliseu Lopes. Bible"

Transcrição

1 Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC-SP Teoria da Imagem Expandida Prof. Eliseu Lopes Bible Rafael Magalhães Ussuy e Souza RA

2 Logline O Tiro Dois cavalheiros entram em uma disputa de tiro ao alvo para impressionar a dama e sua criada. Um dos cavalheiros mata um passaro com um tiro e faz a dama chorar. A criada se irrita e bota os dois pretendentes para correr.

3 Personagens

4

5

6 Suzana

7 Jane

8 Roteiro O Tiro. CENA 1 EXT. PÁTIO. DIA Camera wide Mostra JANE e SUZANA andando no pátio em direção ao banco. SUZANA anda segurando uma toalha nos braços. CENA 2 EXT. PÁTIO. DIA Camera wide Jane da a volta no banco e se senta, descansando e respirando fundo o ar. Suzana se posta atrás do banco com a toalha nos braços CENA 3 EXT. PÁTIO. DIA CLOSE UP De repente um pisada anuncia a chegada de alguem. Jane e Suzana viram os olhos para ver quem é CENA 4 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta, camera wide. Mostra a chegada do pretendente, Sir Will CENA 5 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta, camera medium. Jane fica surpresa pela elegancia de Sir Wll. Suzana não sabe o que pensar sobre o visitante CENA 6 EXT. PÁTIO. DIA Camera medium Mas algo chama a atenção das duas novamente CENA 7 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta para Sir jack, camera Wide. É Sir Jack, outro pretendente, se anunciando.

9 2. CENA 8 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta para Suzana e Jane, camera Close up Jane se encanta com a beleza de Sir Jack. Suzana não sabe o que pensar... CENA 9 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta para Sir Jack e Sir Will, camera two close up Uma rivalidade entre os dois é estabelecida para impressionar Jane. Faicas saltem entre o contato da visão dos dois e acima de suas cabeças é anunciado a disputa. CENA 10 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta para as costas de Sir Jack, Close up. Sir Jack tira uma pistola guardado no cinto CENA 11 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta para a frente de Sir Jack, Camera Medium. Sir Jack a aponta em direção do Sir Will. CENA 12 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta para o rosto de Sir Will, Close UP Sir Will se assuta. CENA 13 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta para a Jane e Suzana Jane e suzana ficam surpresas. CENA 14 EXT. PÁTIO. DIA Camera corto no lado de Sir Jack disparando a pistola, Camera Medium. Sir Jack dispara a pistola.

10 3. CENA 15 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta para uma maça presa a uma arvore, Close Up. O tiro acerta uma maça que estava presa a uma arvore. Um verme na maça avalia o que acabou de acontecer. CENA 16 EXT. PÁTIO. DIA Camera abre para mostrar todos os personagens, Camera Wide. A maça cai com o verme gritando (willhealm scream) CENA 17 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta e mostra Sir jack, Will e Jane, Camera wide. Sir Jack comemora o feito e Jane claramente impressionada começa a aplaudir. Sir Will demostra ficar irritado por causa do susto que levou. CENA 18 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta para as costas de Sir Jack, Close Up Sir Will furta a pistola, sem que sir Jack perceba CENA 19 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta para Sir Jack, Jane e Suzana, Camera Medium Sir Jack percebe e se assuta, por não saber o que Sir Will pode tentar fazer. Jane ainda distraida aplaudindo não percebe na hora, e Suzana chama sua atenção CENA 20 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta para o rosto de Sir Will e Jack atrás, Close Up Sir will aponta mira para o alto e Sir Jack se vira para ver CENA 21 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta para a pistola, Close Up. Sir Will dispara a pistola

11 4. CENA 22 EXT. PÁTIO. DIA Camera Wide, mostra todos do alto. A camera sobe e mostra todos e o tiro subindo, que acerta um passaro em pleno voo. O passaro cai. CENA 23 EXT. PÁTIO. DIA Camera master. Sir will comemora seu feito. Sir Jack fica irritado por ele ter roubado sua amra. Jane vê o passaro morta e começa a chorar. CENA 24 EXT. PÁTIO. DIA Camera Master. Sir Will e Sir Jack começam a brigar. Jane aponta pro passaro morto e chora. Suzana percebe que Jane esta chorando CENA 25 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta para Jane e Suzana, camera Medium Suzana avalia o estado de Jane que esta traumatizada pelo que ocorreu. CENA 26 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta para tras de Suzana, camera medium. Suzana desaprova o que os dois fizeram. Sir will e Sir Jack trocam socos e chute no chão. CENA 27 EXT. PÁTIO. DIA A camera desce para abaixo da cintura de suzana, camera medium Suzana joga no chão a toalha que estava carregando e caminha em direção a briga.

12 5. CENA 28 EXT. PÁTIO. DIA Camera corta para a frente de Suzana, camera Medium. Suzana Agora revela a escopeta que estava carregando por debaixo da toalha. CENA 29 EXT. PÁTIO. DIA A camera corta para os dois no Chão, Camera Medium Eles ficam assustados. Uma sombra se projeta por cima deles. CENA 30 EXT. PÁTIO. DIA Camera Master Suzana mira a escopeta para os dois que estão no chão Jane continua chorando com as mãos tapando o rosto. CENA 31 EXT. PÁTIO. DIA A frase "Get Out" (Saiam) imrompe na tela.

13 Storyboard

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

Duas bactérias redondas, ligeiramente azuladas, nadam calmamente em um líquido. C1T1 ESTÚDIO

Duas bactérias redondas, ligeiramente azuladas, nadam calmamente em um líquido. C1T1 ESTÚDIO Cena/Tom. Descrição da Cena Locação C1T1 Duas bactérias redondas, ligeiramente azuladas, nadam calmamente em um líquido. C1T2 Uma delas se divide, e nasce mais uma! Agora são três! Esta tabela serve de

Leia mais

0 0:00:02. suave para a divisão das bactérias. suave para a divisão das bactérias. suave para a divisão das bactérias.

0 0:00:02. suave para a divisão das bactérias. suave para a divisão das bactérias. suave para a divisão das bactérias. Cena/Tom. Descrição da Cena Trilha Sonora SOM AMBIENTE Tempo C1T1 Duas bactérias redondas, ligeiramente azuladas, nadam calmamente em um líquido. 0 Esta tabela serve de auxílio à edição de sons e trilhas

Leia mais

Perdido no Jurassic Park

Perdido no Jurassic Park Trabalho de Storyboard LINGUAGEM AUDIOVISUAL E GAMES Professor: Eliseu de Souza Dreiky Fraga RA00117735 Perdido no Jurassic Park Introdução A história que segue no trabalho é de um pescador que acaba parando

Leia mais

Velocidade equilíbrio

Velocidade equilíbrio Andas (ou chancas) Velocidade equilíbrio Manter o equilíbrio em cima das andas e chegar o mais rapidamente possível à meta. Terreno de jogo: Espaço amplo ou caminho largo, onde se marca uma linha de partida

Leia mais

Quadro I - Protocolo de Reabilitação Vestibular VertiGO!.

Quadro I - Protocolo de Reabilitação Vestibular VertiGO!. Quadro I - Protocolo de Reabilitação Vestibular VertiGO!. 1ª Etapa (Movimentos de olhos e cabeça, primeiro lentos, depois rápidos). Participante em pé sobre um colchonete, olhar para cima e para baixo.

Leia mais

Sacrifice the Hero Diagrama e storyboard

Sacrifice the Hero Diagrama e storyboard Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Superior de Tecnologia em Jogos Digitais Prof. Eliseu de Souza Lopes Filho Linguagem Audiovisual e Games Henrique Leite de Azevedo RA00170611 Sacrifice the

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO E MULTIMÉDIA UNIDADE CURRICULAR DE PROJECTO DE PRODUÇÃO MEDIATIZADA L U S I M É D I A 2 0 1 3 GUIÃO LITERÁRIO CENA SEQUÊNCIA 1:EXT/MUNDO

Leia mais

Ela não merecia. Por. Stoff Vieira

Ela não merecia. Por. Stoff Vieira Ela não merecia Por Stoff Vieira (63)9211-3384 CENA 01. INT. QUARTO DE ANDRÉ. DIA Uma garrafa de vodka e um copo no chão. André deitado em uma cama velha bagunçada, ele acorda se espreguiça, coloca a mão

Leia mais

Suspeitas. por. Ton Freitas

Suspeitas. por. Ton Freitas Suspeitas por Ton Freitas Registo F.B.N.: 661025 Contato: ton.freitas@hotmail.com INT. CAPELA - DIA Está ocorrendo um velório. No caixão ao centro está MARIA LUIZA, bonita, jovem. Em volta estão sentadas

Leia mais

Mas, antes de descobrir um mundo mágico, baixe o aplicativo do

Mas, antes de descobrir um mundo mágico, baixe o aplicativo do O Shopping guarda muitas histórias. Esta que eu vou contar agora tem aventura, mistério e muito mais. Mas, antes de descobrir um mundo mágico, baixe o aplicativo do Shopping para o seu celular. Os personagens

Leia mais

"FÉRIAS NA PRAIA" Roteiro de. Deborah Zaniolli

FÉRIAS NA PRAIA Roteiro de. Deborah Zaniolli "FÉRIAS NA PRAIA" Roteiro de Deborah Zaniolli Copyright 2016 by Deborah Zaniolli Deborah Zaniolli Todos os direitos reservados contato@deborahzaniolli.com BN: 704.710 Roteiro 2011 Piedade- SP 1. "FÉRIAS

Leia mais

Dicas para fazer esboços da natureza. adriaans.com/on- painting/

Dicas para fazer esboços da natureza.  adriaans.com/on- painting/ Dicas para fazer esboços da natureza. http://www.pieter- adriaans.com/on- painting/ geral Sempre Obrigue- se a trabalhar para e na natureza. Nunca copiar imagens, especialmente desenhos de outros. Estudá-

Leia mais

Ciúmes. Um Roteiro. Larissa Rocha

Ciúmes. Um Roteiro. Larissa Rocha Ciúmes Um Roteiro De Larissa Rocha Copyright199X by Larissa Rocha Todos os direitos reservados E-mail: larissa.nogueira.rocha@gmail.com Ciúmes FADE IN: EXT. PARQUE/BANCO DO PARQUE - DIA FINAL DE TARDE

Leia mais

PESQUISA NO RIO DOS SINOS

PESQUISA NO RIO DOS SINOS PESQUISA NO RIO DOS SINOS Alice Salete Bredow Ananda Vitória Corrêa Marina Torman Rodrigues Machado Rafaela Alves Jardim Turma 71 Data 06/07/2016 Professora: Melina Wasem Passos Disciplina: Língua Portuguesa

Leia mais

O Fim do Mundo: Parte I - O fim da esperança Sexto Tratamento: 17/03/2010. Por. Gerson Boaventura. Baseado no conto homônimo do mesmo autor.

O Fim do Mundo: Parte I - O fim da esperança Sexto Tratamento: 17/03/2010. Por. Gerson Boaventura. Baseado no conto homônimo do mesmo autor. O Fim do Mundo: Parte I - O fim da esperança Sexto Tratamento: 17/03/2010 Por Gerson Boaventura Baseado no conto homônimo do mesmo autor. gerson.boaventura@gmail.com 00. CARTELAS SOM: Bebês chorando em

Leia mais

O Mistério da bolsa Grande

O Mistério da bolsa Grande O Mistério da bolsa Grande Gisela está indo para casa no Rio de Janeiro, após um mês de férias em Londres. Ela vive em um apartamento no Rio com dois amigos. Ela deixa seu avião às cinco horas. É uma hora

Leia mais

A LOIRA DO CEMITÉRIO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA

A LOIRA DO CEMITÉRIO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA A DO CEMITÉRIO Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA TODOS OS DIREITOS RESERVADOS RUA: ALAMEDA PEDRO II N 718 VENDA DA CRUZ SÃO GONÇALO E-MAIL: jfigueiredo759@gmail.com TEL: (21)92303033 EXT.PRAÇA.DIA Praça

Leia mais

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO:

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO: Roteiro de Telenovela Brasileira Central de Produção Capítulo 009 O BEM OU O MAL? Uma novela de MHS PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO: ANDRESSA ANDRESSA FERNANDO JORGE MARIANA MARIA CAMILLA MARIA CLARA PEDRO

Leia mais

Crisálida Vanessa Monique CRISÁLIDA. Crônicas e frases de uma metamorfose ambulante. Vanessa Monique

Crisálida Vanessa Monique CRISÁLIDA. Crônicas e frases de uma metamorfose ambulante. Vanessa Monique CRISÁLIDA Crônicas e frases de uma metamorfose ambulante Vanessa Monique 1 Dedicatória. À Deus Todo Poderoso que me presenteou com o dom de escrever à e todos que algum dia e de alguma forma me incentivaram

Leia mais

Uma carta desliza por baixo da porta da sala. O Jake corre para a apanhar. O Jake vira o envelope e lê Finn. Jake Ei, correio! Ei Finn, é para ti!

Uma carta desliza por baixo da porta da sala. O Jake corre para a apanhar. O Jake vira o envelope e lê Finn. Jake Ei, correio! Ei Finn, é para ti! int. sala da CASA da árvore dia Uma carta desliza por baixo da porta da sala. O corre para a apanhar. O vira o envelope e lê Finn. Ei, correio! Ei Finn, é para ti! O atira-a por cima do ombro. O Finn salta

Leia mais

Sísifo. Por. Lisandro Gaertner

Sísifo. Por. Lisandro Gaertner Sísifo Por Lisandro Gaertner Creative Commons lgaertner@gmail.com Atribuição-Uso lisandrogaertner.net Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License INT. SAGUÃO - DIA (SEQUÊNCIA DE SONHO) CHEFE,

Leia mais

O estranho palhaço do mal. Stoff Vieira Costa

O estranho palhaço do mal. Stoff Vieira Costa O estranho palhaço do mal Stoff Vieira Costa CENA 01. CASA. INT Câmera mostrando uma gaveta aberta e diversas mascaras de palhaços dentro da gaveta. CENA 02. CASA. SALA. INT. DIA Um homem sentado de costas

Leia mais

Cap.1- Separação. Um roteiro

Cap.1- Separação. Um roteiro Até quando? Cap.1- Separação Um roteiro de Lucas Luiz SEQ. 1: Sala do apartamento Int. / dia Letícia procura por algo em uma caixa de sapato, sentada no sofá. A sua frente está André, em pé, observando-a.

Leia mais

ROTEIRO 1º Tratamento (Planos/Movimento/Posição de CAM) Capitulo 1 CONCUSO DOS ANJOS

ROTEIRO 1º Tratamento (Planos/Movimento/Posição de CAM) Capitulo 1 CONCUSO DOS ANJOS ROTEIRO 1º Tratamento (Planos/Movimento/Posição de CAM) Capitulo 1 CONCUSO DOS ANJOS SEQ 01 PALCO DO TEATRO Int/Dia [PLANO CONJUNTO] MIGUEL apresenta sua opera para os anjos. CAM ALTURA DOS OLHOS/FIXA

Leia mais

9. Enquadramentos: planos e ângulos

9. Enquadramentos: planos e ângulos 9. Enquadramentos: planos e ângulos A noção de enquadramento é a mais importante da linguagem cinematográfica. Enquadrar é decidir o que faz parte do filme em cada momento de sua realização. Enquadrar

Leia mais

"A HORA DO SIM" Roteiro de. Deborah Zaniolli

A HORA DO SIM Roteiro de. Deborah Zaniolli "A HORA DO SIM" Roteiro de Deborah Zaniolli Copyright 2016 by Deborah Zaniolli Deborah Zaniolli Todos os direitos reservados contato@deborahzaniolli.com BN: 704.709 Roteiro 2011 Piedade- SP 1. "A HORA

Leia mais

ROTEIRISTA DATA GRAVAÇÃO TEMPO Cristian Boragan 26/ 4/ 2006 A Definir 3 minutos

ROTEIRISTA DATA GRAVAÇÃO TEMPO Cristian Boragan 26/ 4/ 2006 A Definir 3 minutos Lauda 01 Take 1: Câmera pega Seu Carmelo (Chefe) de Costas enquanto ele caminha em direção à sala das secretárias, nas laterais podemos perceber todo ambiente de uma grande empresa (05 Take 2: Vemos a

Leia mais

ROTEIRO - VIDEOCLIPE MÚSICA: AMO NOITE E DIA BANDA: JORGE E MATEUS ÁLBUM:

ROTEIRO - VIDEOCLIPE MÚSICA: AMO NOITE E DIA BANDA: JORGE E MATEUS ÁLBUM: ROTEIRO - VIDEOCLIPE MÚSICA: AMO NOITE E DIA BANDA: JORGE E MATEUS ÁLBUM: CENA 1 COLAGEM DE IMAGENS SOBRE PARTE INICIAL INSTRUMENTAL DA CANÇÃO SOBRE PARTE INICIAL INSTRUMENTAL DA CANÇÃO - Carreta descendo

Leia mais

Os Quatro Pilares de um Casamento Feliz. por. Lisandro Gaertner

Os Quatro Pilares de um Casamento Feliz. por. Lisandro Gaertner Os Quatro Pilares de um Casamento Feliz por Lisandro Gaertner Creative Commons lgaertner@gmail.com Atribuição-Uso lisandrogaertner.net Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License INT. NOITE

Leia mais

Time Code Vídeo Áudio Tema Comentário imperdível (interno ao material)

Time Code Vídeo Áudio Tema Comentário imperdível (interno ao material) Número da fita: 0043 Título: Performance Folia de Reis de D. Mariana Mídia: Mini DV Time Code Vídeo Áudio Tema Comentário imperdível (interno ao material) in out 00:00 01:39 Imagem, com efeito (shutter

Leia mais

Textos para leitura e exploração. Base 4. 7º Ano Ensino Fundamental II

Textos para leitura e exploração. Base 4. 7º Ano Ensino Fundamental II COMPONENTE CURRICULAR EDUCAÇÃO FÍSICA Textos para leitura e exploração Base 4 7º Ano Ensino Fundamental II Professor: Alexandre Damazio 2º Bimestre / 2016 INDICE Regras gerais------------------------------------------------3

Leia mais

A vida por trás das redes sociais

A vida por trás das redes sociais A vida por trás das redes sociais Colégio Marista João Paulo II Eu e as redes socias #Embuscadealgumascurtidas Uma reflexão sobre a legitimação do eu através das redes sociais Breno Amorim,Caio Christovam

Leia mais

- Meu Deus! Elas estão mortas... ele ainda tá vivo e matou todas elas. - Covarde desgraçado. Elas não te fizeram nada.

- Meu Deus! Elas estão mortas... ele ainda tá vivo e matou todas elas. - Covarde desgraçado. Elas não te fizeram nada. Invasão JJ dormiu toda a noite de domingo para segunda e segunda o dia todo. Quando acordou na noite de segunda, ligou para sua mãe para saber como ela estava. Ela disse que estava bem, pediu desculpas

Leia mais

Exercícios para Aperfeiçoamento da Defesa Individual Homem-a-Homem

Exercícios para Aperfeiçoamento da Defesa Individual Homem-a-Homem Exercícios para Aperfeiçoamento da Defesa Individual Homem-a-Homem Pressionar a bola torna o drible e o passe mais difíceis, e aumenta as chances de ocorrer um erro do ataque. O objectivo principal é impedir

Leia mais

MEDIDA DA FUNÇÃO MOTORA GROSSA (GMFM)

MEDIDA DA FUNÇÃO MOTORA GROSSA (GMFM) MEDIDA DA FUNÇÃO MOTORA GROSSA (GMFM) FOLHA DE PONTUAÇÃO (GMFM-88 e GMFM-66)* Nome da criança: Registro: Data da avaliação: Data de nascimento: Idade cronológica anos meses Nome do avaliador: Nível no

Leia mais

Variações sobre um mesmo tema. Laura Barile. v_05, modificada em 08/02/2011

Variações sobre um mesmo tema. Laura Barile. v_05, modificada em 08/02/2011 Variações sobre um mesmo tema Laura Barile v_05, modificada em 08/02/2011 laurabarile@gmail.com CENA 1 - INT. SALA - DIA Tela black. "Essa é a história dele". Uma tela imensa, presa na parede, com a pintura

Leia mais

O dia do Senhor virá com juízo sobre todo o mal. vem depressa! Vem depressa Grande bênção está a te esperar (2x)

O dia do Senhor virá com juízo sobre todo o mal. vem depressa! Vem depressa Grande bênção está a te esperar (2x) 1 SEI QUE NA CRUZ Vira as palmas das mãos, fazendo gesto de talvez. Sei que na cruz seu sangue verteu, morreu ali meu Senhor mas no terceiro dia Resgata ressuscitou p ra me dar o céu de amor Eu quero Jesus

Leia mais

Funções da Luz: 1º dar relevo 2º iluminar os olhos (alma) através do refletor de ataque 3º direção

Funções da Luz: 1º dar relevo 2º iluminar os olhos (alma) através do refletor de ataque 3º direção PARTE 5 ILUMINAÇÃO Uma luz vindo de uma direção causa um tipo de relevo. O fato de estar perto ou longe só influencia a intensidade (quantidade de luz) e a natureza (das sombras). Funções da Luz: 1º dar

Leia mais

INFORMAÇÕES DO PROGRAMA

INFORMAÇÕES DO PROGRAMA De 1 mês e 0 dia até 2 meses e 30 dias Questionário para 2 Meses Por favor, preencha o formulário abaixo. Use caneta preta ou azul e escreva em letra de forma. Data do preenchimento: D D M M A A A A Dados

Leia mais

REGRAS OFICIAIS (simplificadas) O CAMPO O MATERIAL OS JOGADORES O SORTEIO. O campo deve ser traçado como mostra o diagrama. O volante e a raqueta

REGRAS OFICIAIS (simplificadas) O CAMPO O MATERIAL OS JOGADORES O SORTEIO. O campo deve ser traçado como mostra o diagrama. O volante e a raqueta REGRAS OFICIAIS (simplificadas) O CAMPO O campo deve ser traçado como mostra o diagrama. O MATERIAL O volante e a raqueta OS JOGADORES O jogo pode ser disputado por dois jogadores de cada lado (pares Homens,

Leia mais

MARÍLIA e PEDRO (têm entre si uma porta de madeira) Cai uma chuva de pedras próximo de PEDRO. MARÍLIA (permanece em silêncio e indiferente)

MARÍLIA e PEDRO (têm entre si uma porta de madeira) Cai uma chuva de pedras próximo de PEDRO. MARÍLIA (permanece em silêncio e indiferente) Fernando Giestas O DIA DEPOIS DA NOITE e (têm entre si uma porta de madeira) (está encharcada, deitada numa cama, vestida e calçada debaixo dos cobertores; tem uma pedra numa mão e um guarda- -chuva aberto

Leia mais

Linguagem Cinematográfica. Myrella França

Linguagem Cinematográfica. Myrella França Linguagem Cinematográfica Myrella França I. Termos Básicos TOMADA - Filmagem contínua de cada segmento específico da ação do filme. "TAKE" - Tomada; começa no momento em que se liga a câmara até que é

Leia mais

PICOLÉ BOIADO. Por. Marcelo Gomes

PICOLÉ BOIADO. Por. Marcelo Gomes PICOLÉ BOIADO Por Marcelo Gomes Copyright 2009 by Marcelo Soares Todos os direitos reservados. Tel: (71) 3314-4483 (71) 8889-5015 marcelogomessoares7@gmail.com INT. FABRICA DE PICOLÉ O creme de sorvete

Leia mais

UM AMBIENTE FELIZ FAZ UM TRABALHO FELIZ (roteiro para animação) Augusto Ferreira

UM AMBIENTE FELIZ FAZ UM TRABALHO FELIZ (roteiro para animação) Augusto Ferreira UM AMBIENTE FELIZ FAZ UM TRABALHO FELIZ (roteiro para animação) By Augusto Ferreira 2015 by Augusto Ferreira Todos direitos reservados São Paulo, SP (11) 950352607 augusto.g.ferreira@live.com INT. AGÊNCIA

Leia mais

A NOIVA. André Calazans

A NOIVA. André Calazans A NOIVA André Calazans - É, meu filho, sua velha mãe não tem como evitar. Você, meu único filho que me ficou, vai casar. Logo você, meu caçula, com aquela jararaca... - Mãe, por favor... - Deixa disso,

Leia mais

Um amor inacabado. Beatriz conversando com Rafael. No mesmo instante, Alison fala para Cecília:

Um amor inacabado. Beatriz conversando com Rafael. No mesmo instante, Alison fala para Cecília: Gabriele Fernanda Cordeiro Barbosa Um amor inacabado Você sente algo por ela sim. Vai falar com ela! Beatriz conversando com Rafael. No mesmo instante, Alison fala para Cecília: Vamos, Ceci, vai lá falar

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Escola Municipal de Ensino Fundamental David Canabarro Florianópolis, 3892 Mathias Velho/Canoas Fone: 34561876/emef.davidcanabarro@gmail.com DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Nome: Stefani do Prado Guimarães Ano

Leia mais

APOCALÍPTICOS: RECOMEÇO INSEGURO 1 EP 2 T. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA

APOCALÍPTICOS: RECOMEÇO INSEGURO 1 EP 2 T. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA APOCALÍPTICOS: RECOMEÇO INSEGURO 1 EP 2 T Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA EPISÓDIO 1/7 Rua: Alameda Pedro II n 718 E-mail:julianofigueiredo88@gmail.com São Gonçalo Rio de Janeiro. TEL: (21)92303033 EXT.FINAL

Leia mais

Não Fale com Estranhos

Não Fale com Estranhos Não Fale com Estranhos Texto por: Aline Santos Sanches PERSONAGENS Cachorro, Gato, Lobo, Professora, Coelho SINOPSE Cachorro e Gato são colegas de classe, mas Gato é arisco e resolve falar com um estranho.

Leia mais

Guia Curta Fácil 1 Festival Nacional Curta no Celular de Taubaté

Guia Curta Fácil 1 Festival Nacional Curta no Celular de Taubaté 1 Conteúdo TIPOS DE PLANOS... 3 PLANO GERAL... 3 PLANO MÉDIO... 3 PLANO AMERICANO... 4 PRIMEIRO PLANO OU CLOSE-UP... 4 PRIMEIRÍSSIMO PLANO... 4 MOVIMENTOS DE CÂMERA... 5 PANORÂMICAS - PANS... 5 PANORÂMICA

Leia mais

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Ombro

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Ombro Clínica Deckers Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Ombro O QUE É Estes são alguns dos exercícios recomendados com mais freqüência para a terapia do ombro. Eles foram compilados para dar a você,

Leia mais

II FESTIVAL NACIONAL CURTA NO CELULAR GUIA CURTA FÁCIL

II FESTIVAL NACIONAL CURTA NO CELULAR GUIA CURTA FÁCIL II FESTIVAL NACIONAL CURTA NO CELULAR GUIA CURTA FÁCIL O FEST CURT CELU Guia Curta Fácil 2 A câmera de cinema funciona como se fosse uma máquina fotográfica que dispara milhares de foto em um espaço muito

Leia mais

Escrito por Joviano Caiado Sáb, 30 de Julho de :07 - Última atualização Sáb, 30 de Julho de :28

Escrito por Joviano Caiado Sáb, 30 de Julho de :07 - Última atualização Sáb, 30 de Julho de :28 Ronaldinho Gaúcho, Tiago Neves e Didi A atitude do craque! Deixei passar, mais ou menos, dois dias do fantástico jogo de futebol que Santos e Flamengo fizeram na Vila Belmiro, quarta-feira dia 27/07/11

Leia mais

Dicas para um bom registro fotográfico

Dicas para um bom registro fotográfico Dicas para um bom registro fotográfico Manual de foto Enquadramento Tente fugir do clichê de colocar o assunto sempre no meio da foto. Deslocar o objeto principal de imagem pode fazer toda a diferença

Leia mais

O Casamento do Saci-Pererê

O Casamento do Saci-Pererê O Casamento do Saci-Pererê Pedro Miguel Miralante Ilustrações Thiago Vaccani Catalogação na Publicação (CIP) Ficha catalográfica feita pelo autor Miralante, Pedro Miguel, 2012 O Casamento do Saci-Pererê

Leia mais

DICAS DE COMO TIRAR BOAS FOTOS E POLÍTICA DE RESTRIÇÕES WEBMOTORS

DICAS DE COMO TIRAR BOAS FOTOS E POLÍTICA DE RESTRIÇÕES WEBMOTORS DICAS DE COMO TIRAR BOAS FOTOS E POLÍTICA DE RESTRIÇÕES WEBMOTORS Tirar boas fotografias exige mais do que um simples apertar de botão, especialmente quando o assunto é carros. Por isso, veja a seguir

Leia mais

A PERIQUITA E O CACHORRO-DO-MATO Versão de um conto popular

A PERIQUITA E O CACHORRO-DO-MATO Versão de um conto popular PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 3 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== Leia com atenção a história

Leia mais

Roteiro: Kelson s, O lugar onde vivo.

Roteiro: Kelson s, O lugar onde vivo. Roteiro: Kelson s, O lugar onde vivo. SINOPSE: Kelson s : O Lugar onde Vivo Relato de quatro meninos de uma comunidade de baixa renda do Rio de Janeiro, falando a um entrevistador, do lugar onde vivem.

Leia mais

Exercícios para Perder Barriga em Casa. OS 10 Exercícios para Perder Barriga em Casa

Exercícios para Perder Barriga em Casa. OS 10 Exercícios para Perder Barriga em Casa Exercícios para Perder Barriga em Casa OS 10 Exercícios para Perder Barriga em Casa A construção de uma barriga tanquinho é um sonho para todos. Ele é um dos objetivos principais entre os homens e mulheres.

Leia mais

historias de crianças

historias de crianças historias de crianças como e bom ser criança brinca se sujar faz parte da infãncia, mas essa nova geração esta destruindo o mundo e celular, tablets e etc. hoje em dia as crianças não brincam mais na rua

Leia mais

Análise e comentário dos desenhos do conto A receita de Mandrágora

Análise e comentário dos desenhos do conto A receita de Mandrágora Análise e comentário dos desenhos do conto A receita de Mandrágora Teberosky, A., Ribera, N. Universidade de Barcelona Índice Página 1 do conto Página 3 do conto Página 4 do conto Página 5 do conto Página

Leia mais

ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE? um roteiro. Fábio da Silva. 15/03/2010 até 08/04/2010

ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE? um roteiro. Fábio da Silva. 15/03/2010 até 08/04/2010 ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE? um roteiro de Fábio da Silva 15/03/2010 até 08/04/2010 Copyright 2010 by Fábio da Silva Todos os direitos reservados silver_mota@yahoo.com.br 2. ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE?

Leia mais

PROCURA-SE UMA VIÚVA. Por CARLA GIFFONI

PROCURA-SE UMA VIÚVA. Por CARLA GIFFONI PROCURA-SE UMA VIÚVA Por CARLA GIFFONI BN 010.350 carlagiffoni@yahoo.com.br http://recantodasletras.com.br /autores/carlagiffoni 1- CORREDOR DA CAPELA MORTUÁRIA - INT - DIA Matilde e Donana, duas senhoras

Leia mais

VT 30 MY MEDIA e ESPM. Laura Mallmann Bragião Luana Pinho Pedro Barbosa

VT 30 MY MEDIA e ESPM. Laura Mallmann Bragião Luana Pinho Pedro Barbosa VT 30 MY MEDIA e ESPM Laura Mallmann Bragião Luana Pinho Pedro Barbosa Escola Superior de Propaganda e Marketing, Porto Alegre, RS 1 RESUMO Este trabalho apresenta como objetivo, expor os processos de:

Leia mais

1º DE ABRIL UM ROTEIRO DE ANE KELLY PEREIRA, JOYCE DE OLIVEIRA, LUANA MOREIRA E KELEN CRISTINA ARAÚJO.

1º DE ABRIL UM ROTEIRO DE ANE KELLY PEREIRA, JOYCE DE OLIVEIRA, LUANA MOREIRA E KELEN CRISTINA ARAÚJO. 1º DE ABRIL UM ROTEIRO DE ANE KELLY PEREIRA, JOYCE DE OLIVEIRA, LUANA MOREIRA E KELEN CRISTINA ARAÚJO. CENA 1/CASA DA /NOITE Dizia a lenda que em todo dia 1 de abril aparecia um espírito do mal que aterrorizava

Leia mais

O jogo quinário na criação do espetáculo teatral

O jogo quinário na criação do espetáculo teatral 1 I Introdução O jogo quinário na criação do espetáculo teatral Prof. Dr. Iremar Maciel de Brito Professor, autor e diretor de teatro UNIRIO UERJ Palavras-chave: jogo sistema quinário espetáculo teatral

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA LÍNGUA PORTUGUESA 1.º ANO/EF

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA LÍNGUA PORTUGUESA 1.º ANO/EF SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA LÍNGUA PORTUGUESA 1.º ANO/EF 2016 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos

Leia mais

2012 / Programa Nestum Rugby nas Escolas. Introdução ao Tag-Rugby e ao Bitoque

2012 / Programa Nestum Rugby nas Escolas. Introdução ao Tag-Rugby e ao Bitoque 2012 / 2013 Programa Nestum Rugby nas Escolas Introdução ao Tag-Rugby e ao Bitoque Introdução O que é o TAG RUGBY? O Tag Rugby é usado como uma alternativa de ensino do rugby de XV nas escolas, ou como

Leia mais

UNIDADE: DATA: 28 / 11 / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 2.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA:

UNIDADE: DATA: 28 / 11 / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 2.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 28 / / 205 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 2.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A):

Leia mais

O enigma das cenouras

O enigma das cenouras O enigma das cenouras Personagens: Narrador Cão Alpha Cão Omega Coelho 1 - Beta Coelho 2 - Delta Coelho 3 - Etá Coelho 4 - Tehta Coelho 5 - Zeta NARRADOR: Era uma vez um agricultor que se chamava Jorge

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL NOVO MUNDO

CENTRO EDUCACIONAL NOVO MUNDO CENTRO EDUCACIONAL NOVO MUNDO Orientações: Estas atividades deverão ser realizadas durante o recesso escolar e serão corrigidas pelo professor da disciplina no primeiro dia de retorno às aulas (03/08).

Leia mais

Era mais uma das frases de Hannah. Quando perguntei pra ela o que fazer se alguém viesse comprar briga comigo, ela res pondeu: Ninguém vai matar

Era mais uma das frases de Hannah. Quando perguntei pra ela o que fazer se alguém viesse comprar briga comigo, ela res pondeu: Ninguém vai matar Billie EU ESTAVA ME COMPORTANDO bem fazia uma semana. Só tinha me metido em uma briga, o que devia ser um recorde pra mim. Estava na cara que aquilo não ia durar muito. Estava passando pelo estacionamento

Leia mais

OFF 01/08/2008. Fade in

OFF 01/08/2008. Fade in 8769.614 Fade in Ambiente de empresa moderna, onde um executivo, de sua mesa, pode ter a visão geral do local e dos funcionários. Por trás da mesa do executivo, uma paisagem (vista) maravilhosa em segundo

Leia mais

PLANEJAMENTO (PARLENDAS,...)

PLANEJAMENTO (PARLENDAS,...) PLANEJAMENTO (PARLENDAS,...) Professor (a):sandra Regina Menti NOME DA ATIVIDADE: JOGO O QUE É? O QUE É? Leitura; produção textual; oralidade; localização espacial. Competências Objetivos Introduzir palavras

Leia mais

Cancioneiro Nota Preliminar

Cancioneiro Nota Preliminar Cancioneiro Fernando Pessoa Nota Preliminar 1. Em todo o momento de atividade mental acontece em nós um duplo fenômeno depercepção: ao mesmo tempo que tempos consciência dum estado de alma, temos diante

Leia mais

Flash TTL: seu grande aliado. Raphael Fraga

Flash TTL: seu grande aliado. Raphael Fraga Flash TTL: seu grande aliado Raphael Fraga 1 1 - A relação fotógrafo-flash Imprecisão nos resultados Receio de utilização Entender como ele funciona!!! 1 - A relação fotógrafo-flash Como você tem utilizado

Leia mais

Introdução à Engenharia ENG1000

Introdução à Engenharia ENG1000 Introdução à Engenharia ENG1000 Aula 03 Game Design Document 2016.1 Prof. Augusto Baffa Game Design Document Um Game Design Document (GDD) é um documento que descreve todos aspectos

Leia mais

Como eu desenho um retrato realista a lápis. Trazido a você por Carlos Damasceno

Como eu desenho um retrato realista a lápis. Trazido a você por Carlos Damasceno 1 Como eu desenho um retrato realista a lápis Trazido a você por Carlos Damasceno 2 Limites de Responsabilidade / Isenção de Garantia / Direitos Autorais Este livro é protegido pelas leis internacionais

Leia mais

MANUAL EXETEX SPORTS PRESCRIÇÕES E EXERCÍCIOS. Prescrições sobre os extensores. Dos cuidados com o produto. Ao iniciar o treino

MANUAL EXETEX SPORTS PRESCRIÇÕES E EXERCÍCIOS. Prescrições sobre os extensores. Dos cuidados com o produto. Ao iniciar o treino MANUAL EXETEX SPORTS PRESCRIÇÕES E EXERCÍCIOS Prescrições sobre os extensores Ao realizar um exercício não exceda a elasticidade prescrita na descrição do produto, o elástico atinge o dobro de seu tamanho

Leia mais

PEDRA NO RIM. Por ABRAÃO AGUIAR BAÊTA. Feito de 05/05/2010 a 08/05/2010

PEDRA NO RIM. Por ABRAÃO AGUIAR BAÊTA. Feito de 05/05/2010 a 08/05/2010 PEDRA NO RIM Por ABRAÃO AGUIAR BAÊTA Feito de 05/05/2010 a 08/05/2010 E-mails: baeta99@hotmail.com abraaoab@globo.com Telefones: (21) 7576-6771 HOMEM: tem aproximadamente trinta anos, bonito, atraente,

Leia mais

ADVENTISTAS E SUAS IDOLATRIAS

ADVENTISTAS E SUAS IDOLATRIAS 1 ADVENTISTAS E SUAS IDOLATRIAS ADVENTISTAS E SUAS IDOLATRIAS Á TEMPO EU ESTAVA ESPERANDO ESTE MATERIAL AGORA RECEBI DE NOSSO IRMÃO Shiderley Inácio da Silva ESTA MATERIA SOBRE OS A IDOLATRIA ADVENTISTA

Leia mais

How-To Trocar os Led s dos botões dos Vidros Elétricos do Vectra B

How-To Trocar os Led s dos botões dos Vidros Elétricos do Vectra B How-To Trocar os Led s dos botões dos Vidros Elétricos do Vectra B Bom, vamos fazer meu primeiro how-to.. rs No meu carro antigo (Corsa Classic) eu havia trocado os focos do painel por leds azuis, e estava

Leia mais

Voleibol Atual Técnicas e Fundamentos do jogo. Percy Oncken

Voleibol Atual Técnicas e Fundamentos do jogo. Percy Oncken Voleibol Atual Técnicas e Fundamentos do jogo. Percy Oncken TÉCNICO CBV SAQUE POR CIMA - Sem SALTO Saque sem salto 1 a ensinar; Técnica geral será utilizada, nos saques com salto TRANSFERÊNCIA. POSTURA

Leia mais

"ESPELHO, ESPELHO MEU" Roteiro de. Deborah Zaniolli

ESPELHO, ESPELHO MEU Roteiro de. Deborah Zaniolli "ESPELHO, ESPELHO MEU" Roteiro de Deborah Zaniolli Copyright 2016 by Deborah Zaniolli Deborah Zaniolli Todos os direitos reservados contato@deborahzaniolli.com BN: 710355 Roteiro 2011 Piedade- SP 1. "ESPELHO,

Leia mais

1.º C. 1.º A Os livros

1.º C. 1.º A Os livros 1.º A Os livros Os meus olhos veem segredos Que moram dentro dos livros Nas páginas vive a sabedoria, Histórias mágicas E também poemas. Podemos descobrir palavras Com imaginação E letras coloridas Porque

Leia mais

Imagem 1 - A montagem no arco

Imagem 1 - A montagem no arco Ripcord Code Red Depois de ter lido algumas análises a rampas decidi-me por trocar a que tinha instalada no meu arco, mais apropriada para competição do que para caça, pela nova Ripcord Code Red. É uma

Leia mais

3- Mas ao entrarmos nesse caminho de conhecer ao Senhor, enfrentamos questões cruciais na vida que nos leva a pensar em nosso relacionamento com Deus.

3- Mas ao entrarmos nesse caminho de conhecer ao Senhor, enfrentamos questões cruciais na vida que nos leva a pensar em nosso relacionamento com Deus. SUGESTÃO DE QUEBRA GELO / DINÂMICA: MÍMICA Objetivo: Descontrair o grupo, quebrar o gelo. Material: Um prêmio (Caixa de bombom, balas, pirulitos, etc.). Desenvolvimento: 1. Divida a célula em grupos (dois

Leia mais

GJI 2 - Jardim de Infância da Figueira - 22 alunos de 4 e 5 anos - 19 de Maio

GJI 2 - Jardim de Infância da Figueira - 22 alunos de 4 e 5 anos - 19 de Maio GJI 2 - Jardim de Infância da Figueira - 22 alunos de 4 e 5 anos - 19 de Maio Monitora 1 Onde é que nós estamos? Alunos 1 Na Fábrica. Monitora 2 Mas em que espaço? Ora reparem à vossa volta. Alunos 2 Numa

Leia mais

Atenção aos sinais PODEROSO RELAXADO

Atenção aos sinais PODEROSO RELAXADO 1 Atenção aos sinais Você tem como antecipar a reação do chefe à sua proposta de um novo projeto ou saber se seu colega gosta de trabalhar ao seu lado. É só ler as mensagens que o corpo envia A maneira

Leia mais

A Procura. de Kelly Furlanetto Soares

A Procura. de Kelly Furlanetto Soares A Procura de Kelly Furlanetto Soares Peça escrita durante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR. Teatro Guaíra, sob orientação de Andrew Knoll, no ano de 2012. 1 Cadeiras dispostas como se

Leia mais

Exercícios de 1 ponto

Exercícios de 1 ponto 1. Qual é resultado correto? Exercícios de 1 ponto A) 444 44 = 488 B) 40 x 4 = 16 C) 44 : 4 = 11 D) 444 4 = 404 E) 404 + 4 =444 2. Qual o número que encaixa no espaço em branco? 45,60,75,90,, 120 A) 95

Leia mais

Redigido por: pollytintop

Redigido por: pollytintop Kodak Easyshare Z650 Teardown Kodak Easyshare Z650 Teardown Redigido por: pollytintop INTRODUÇÃO desmontagem básica da Kodak Z650 em componentes principais; externa da tampa, LCD, visor, placa-mãe, lente

Leia mais

A tristeza. A tristeza

A tristeza. A tristeza E a leitura continua..."o Principezinho" - quarta-feira, 6 de Fevereiro de 2013 No capítulo V, o Principezinho demonstra muita tristeza nas suas palavras. Após a leitura, foi proposto aos alunos escreverem

Leia mais

1. OUÇAM A PRIMAVERA!

1. OUÇAM A PRIMAVERA! 1. OUÇAM A PRIMAVERA! Na Mata dos Medos há uma pequena clareira dominada por um pinheiro-manso 1 muito alto. É o largo do Pinheiro Grande. Um pássaro que por lá passarou pôs-se a cantar e acordou o Ouriço,

Leia mais

Red Moon. Por. Leo Zincone. Ficção Cientifica

Red Moon. Por. Leo Zincone. Ficção Cientifica Red Moon Por Leo Zincone Ficção Cientifica Copyright: Alterea Filmes Direção: Bruno Benetti contato@altereafilmes.com.br +55 35 91266661 Gênero - ficção Elenco: Vampiros : Leo Zincone e Leticia Chaves

Leia mais

Transcrição da entrevista do grupo 1:

Transcrição da entrevista do grupo 1: Transcrição da entrevista do grupo 1: Duração: aproximadamente 30 Minutos Elementos do grupo: F1 16 anos, masculino F2 16 anos, masculino A 14 anos, feminino C 15 anos, feminino M 15 anos, feminino ( )

Leia mais

Control Z Giancarla Brunetto (1º tratamento: 08/12/08 2º tratamento: 05/01/09 3º tratamento: 19/01/09 4º tratamento: 17/02/09)

Control Z Giancarla Brunetto (1º tratamento: 08/12/08 2º tratamento: 05/01/09 3º tratamento: 19/01/09 4º tratamento: 17/02/09) Control Z Giancarla Brunetto (1º tratamento: 08/12/08 2º tratamento: 05/01/09 3º tratamento: 19/01/09 4º tratamento: 17/02/09) CENA 01 INT/DIA ônibus Uma mulher morena, cabelos longos, aparenta ter uns

Leia mais