FICHA TÉCNICA. ITINERARIUM STCP Nº 4 - Outubro a Dezembro 2008

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FICHA TÉCNICA. ITINERARIUM STCP Nº 4 - Outubro a Dezembro 2008"

Transcrição

1 ITINERARIUM STCP Nº 4 - Outubro a Dezembro 2008 FICHA TÉCNICA Av. Fernão Magalhães º Porto Tel: fax: mail: Direcção Presidente do Conselho de Administração da STCP, SA Coordenação Editorial Agenda Setting Coordenação Redactorial Gabinete de Comunicação e Relações Institucionais (STCP, S.A.) Fotografia STCP, SA Redacção Agenda Setting Gabinete de Comunicação e Relações Institucionais (STCP, S.A.) Design Jorge Jorge e Ana Roncha Edição e Propriedade STCP, S.A. Impressão Tecniforma Print Depósito Legal /08 ISSN Registo ERC Isento, ao abrigo do Decreto Regulamentar 8/99, de 9 de Junho Tiragem exemplares Periodicidade Trimestral Newsletter STCP Nº04 Out Nov Dez 2008

2 Nas empresas, a moldura contabilística do ano fiscal a coincidir, por regra, com o ano civil faz com que o final do ano ganhe força, como barreira de uma etapa. Por maioria de razão, assim é na STCP, em especial no dia 31 de Dezembro de 2008 em que se encerra mais um exercício mas também o período formal de um mandato. Em jeito de balanço destes três anos dedicados à empresa fica, em auto avaliação da equipa que tem sido responsável pela sua gestão, um sentimento misto, composto de objectivos conseguidos e de outros pendentes ou adiados. Os primeiros deixam-nos a satisfação de termos partilhado com a STCP projectos que conduziram a passos importantes da sua vida empresarial e dos quais se destacam: A CIDADE + EDITORIAL AS NOSSAS ESTÓRIAS AS NOSSAS NOTÍCIAS STCP lança livro "Porto, Cultura em Movimento" itinerarium STCP Livraria Lello Maria Aurora Madureira A fiel guardiã da STCP PRESENTE E FUTURO O QUE DIZEM A MINHA LINHA 14 É DO NORTE! 15 CURIOSIDADES DO MUNDO DOS TRANSPORTES O sistema de transportes de Gotemburgo STCP é a primeira empresa de transportes públicos rodoviários a obter certificação em três normas Entrevista José Marques dos Santos - Reitor da Universidade do Porto Itinerário 305 Apesar de, frequentemente, o último dia do derradeiro mês de cada ano não representar uma data que assinale o termo de qualquer projecto ou actividade relevante, existe uma tendência natural para nela colocarmos uma meta temporal ainda que virtual para objectivos, ambições ou mesmo sonhos. A renovação profunda da sua rede em adaptação à mutação real do mercado, como resposta à nova concorrência, salutar e estimulante, do metro ligeiro de superfície, sem esquecer as preocupações do serviço social prestado A adopção do sistema de bilhética sem contacto, permitindo uma fiabilidade da estatística da procura nunca antes atingida e possibilitando a sua análise objectiva para definição da oferta A inversão, pela primeira vez em mais de vinte anos, da tendência estrutural de queda da procura, com um aumento regular e sustentado durante 2008, apesar do significativo aumento global da oferta do Transporte Público local A certificação dos Sistemas de Gestão da STCP da Qualidade, do Ambiente e da Segurança e Saúde no Trabalho, sendo a primeira empresa de transporte público de passageiros a obtê-la em Portugal A melhoria da frota de serviço público, tornando-a a mais qualificada do País na defesa do ambiente, na diversificação energética e na resposta às necessidades especiais dos cidadãos com mobilidade reduzida. Objectivos importantes, alcançados na sequência de projectos ambiciosos e exigentes, mobilizadores de largos segmentos dos trabalhadores da empresa, que provaram a capacidade de muitos para construírem respostas competentes e eficazes que conduziram ao sucesso. No reverso desta face feliz fica a frustração de alguns objectivos que, com igual ambição e empenho, não foi possível atingir mas que, seguramente, vão continuar a mobilizar a empresa até que sejam conseguidos. Que assim seja já em 2009 é o que ambicionamos, desejando de modo particular poder garantir condições para uma forte melhoria da qualidade do serviço prestado pela STCP e da harmonia das relações de quantos nela trabalham. Fernanda Meneses Presidente Conselho Administração STCP

3 Cordoaria O Jardim de João Chagas ou, como é mais conhecido, Jardim da Cordoaria, localiza-se nas proximidades da Torre dos Clérigos e do Centro Português de Fotografia. Deve o seu nome à actividade dos cordoeiros que estiveram instalados neste lugar cordoaria nova durante cerca de 200 anos. O paisagista alemão Emílio David, envolvido na concepção de outros espaços verdes da cidade, foi o autor do projecto de ajardinamento, datado de 1865/1866. O jardim ostentava, na época, plantas raras em redor de um lago, estátuas e um coreto. Foi um local muito frequentado pela burguesia portuense, até ao início do século XX. Em 1941, um violento ciclone devastou o jardim, que teve de ser replantado. Posteriormente, no âmbito das obras de remodelação urbana da Capital Europeia da Cultura Porto 2001, o jardim foi alvo de uma intervenção chefiada pelo Arquitecto Camilo Cortesão. A Praça da Liberdade é uma das zonas mais emblemáticas do Porto, sendo considerada por muitos o coração da cidade. Foi inaugurada no século XVII e teve já outras denominações, como Largo das Hortas ou Praça Nova. Neste local registaram-se os principais factos históricos da cidade desde o século XIX. Foi lugar de encontro de escritores, políticos e artistas, assumindo-se como centro social e político do Porto. Nela podemos apreciar uma estátua do rei liberal D. Pedro IV, inaugurada em Trata-se de uma homenagem da cidade a esta figura incontornável da nossa história. Jardim da Cordoaria Praça da Liberdade 305 Cordoaria Hospital S. João Para mais informações vá a: É nesta praça que se situa o famoso Teatro Rivoli, um projecto da autoria do Arquitecto e Engenheiro Júlio Brito e inaugurado em Esta obra surgiu da necessidade de repensar e modernizar o antigo Teatro Nacional, adaptando-o para cinema, e com programação de ópera, concertos e dança. Na década de 70, o Teatro passou por uma grave situação financeira, que levou à sua degradação. Perante este facto, a Câmara Municipal do Porto decidiu comprar o imóvel, com a intenção de o devolver ao seu antigo esplendor. Depois de uma remodelação profunda que decorreu entre 1992 e 1997, o Rivoli assumiu-se de novo como uma das melhores salas de espectáculo do país. A praça onde se insere foi também completamente redesenhada em 2001, uma obra integrada no Porto - Capital da Cultura. Praça D. João I A MINHA LINHA A Rua de Santa Catarina é a zona mais comercial da Baixa do Porto, estando grande parte dela reservada apenas aos peões. Quem se deslocar a esta rua, que liga a Praça da Batalha à Praça do Marquês de Pombal, encontrará espaços de comércio tradicional e lojas de marcas internacionais, vendedores ambulantes e muita animação. Poderá ainda apreciar as fachadas de vários edifícios históricos como o da Livraria Latina, ou beber um café no belíssimo Majestic, antigo local de encontro dos intelectuais portuenses e um símbolo da cidade. Temos ainda o Salão de Chá Império, que abriu as suas portas em 1944, ou o Grande Hotel do Porto, inaugurado em 1880, e que albergou hospedes tão ilustres como Eça de Queirós. Nele esteve também preso o primeiro-ministro Afonso Costa, em Dezembro de 1917, aquando do golpe de estado de Sidónio Pais. A Rua de Santa Catarina viu ainda nascer e morrer alguns dos melhores escritores e poetas portugueses, como Arnaldo Gama, António Nobre, Camilo Castelo Branco e Guerra Junqueiro. Santa Catarina Esta rua portuense tem o nome de um de dois irmãos santos de origem romana. Eram eles S. Crispim e S. Cipriano. Conta a lenda que cresceram juntos e converteram-se ao cristianismo ainda na adolescência. Eram muito populares, caridosos, e pregavam com ardor a fé que abraçaram. Quando a perseguição imposta por Roma aos cristãos culminou na sua captura, Crispim e Cispriano mantiveram-se fiéis até ao fim, pagando com a vida o seu fervor religioso. São os santos padroeiros dos sapateiros, por ter sido essa a sua profissão. S. Crispim O Hospital de São João é o maior hospital do Norte e o segundo maior do País. Trata-se de um hospital universitário, ligado à Faculdade de Medicina do Porto, e que ocupa o mesmo espaço. O edifício principal tem 11 pisos, dois dos quais subterrâneos. Dispõe de uma lotação oficial de 1124 camas e alberga várias especialidades médicas e cirúrgicas. Tendo como Patrono São João Baptista, o Hospital de São João foi inaugurado a 24 de Junho de 1959, dia em que é também celebrada a festividade popular da Cidade do Porto. Hospital S. João Hospital S. João

4 A STCP, em parceria com a Editora Afrontamento, lançou no passado dia 17 de Dezembro o livro Porto, Cultura em Movimento, obra coordenada por Helder Pacheco. A sessão decorreu no Auditório da Fundação de Serralves e contou com a actuação do grupo de teatro Panmixia. Os elementos da companhia teatral representaram algumas das personalidades apresentadas na obra, tendo interagido e dialogado com os convidados presentes na cerimónia. O projecto das Retaguardas temáticas STCP decorreu entre 1998 e 2002, tendo sido reconhecido internacionalmente na edição de 2000 do Prémio Europeu do Transporte Público, na categoria de Acesso à Cultura, galardão atribuído pelo Conselho Europeu dos Municípios e Regiões. O livro conta-nos um pouco mais sobre personalidades marcantes na vida do país e principalmente do Porto. Pintores, escritores, poetas, descobridores, imperadores, reis, e outras figuras históricas que mudaram o rumo da cidade do Porto e levaram o nome da região a todo o mundo. STCP lança livro Porto, Cultura em Movimento Novo percurso da Linha 704 passa a servir o Centro de Saúde de Ermesinde Alterações de percurso na Linha 704 da STCP permitem que, a partir de 12 de Janeiro de 2009, o novo Centro de Saúde de Ermesinde passe a ser servido pela rede de transportes da empresa. Para ir de encontro às necessidades e solicitações dos utentes e trabalhadores do Centro de Saúde de Ermesinde, a STCP efectuou um pequeno desvio no percurso da linha 704, colocando novas paragens junto à entrada da unidade de saúde. Esta alteração surge após a abertura desta unidade de saúde, da responsabilidade da ARS- Norte, localizada no limite da freguesia de Ermesinde onde existia já o serviço da linha 704. Estas alterações resultam da articulação estabelecida entre a STCP e a Câmara Municipal de Valongo, a Junta de Freguesia de Alfena e a ARS-Norte, no sentido de permitir uma ligação adequada de transporte público ao Centro de Saúde. Apostas fortes da STCP Serviços para o último trimestre de 2008 A STCP Serviços guardou para os últimos meses do ano a apresentação e lançamento de três produtos turísticos. O Vintage City Tour chegou em Novembro, tendo o Porto a Brilhar e o Eléctrico de Natal ficado à disposição do público no mês de Dezembro. O Vintage City Tour oferece aos turistas que visitam o Porto a oportunidade de conhecerem a cidade viajando nos autocarros do Porto Vintage, nos Eléctricos Porto Tram City Tour, durante 24 horas ou 48 horas, e entradas gratuitas no Museu do Carro Eléctrico e no Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto. Este produto funciona como um pacote de vários produtos, que através da sua aquisição conjunta, oferece de imediato a quem o adquire vantagens em termos de preço, quando comparadas com a aquisição em separado dos produtos que o compõem. Já o Porto a Brilhar foi criado a pensar na quadra natalícia. Este circuito nocturno oferece aos portuenses e visitantes uma viagem inesquecível pela cidade, iluminada pelas luzes que a enfeitam nesta altura do ano. O percurso definido integra as principais ruas, praças e edifícios emblemáticos do Porto, sendo realizado a bordo de um autocarro com dois pisos, fechado e climatizado. Pensado para quem desejasse apreciar as iluminações de natal viajando num histórico meio de transporte da cidade, o "Eléctrico de Natal" foi o último dos produtos a surgir em De forma a reforçar a oferta turística na época natalícia, no período de 19 de Dezembro a 6 de Janeiro, foram realizadas seis viagens nocturnas diárias, onde nem o Pai Natal faltou AS NOSSAS NOTÍCIAS Cem trabalhadores da STCP comemoram os 25 anos de dedicação à empresa No passado dia 5 de Dezembro realizou-se o almoço comemorativo dos cem colaboradores da STCP que completaram, em 2008, 25 anos de trabalho na empresa. Para além dos trabalhadores que foram distinguidos, o almoço contou ainda com a presença de todo o Conselho de Administração da STCP, bem como de antigos presidentes da empresa. A Metro do Porto esteve representada pelo presidente Ricardo Fonseca, antigo administrador da STCP. Num espírito de confraternização e companheirismo, os colaboradores da empresa dos mais diversos sector de actividade tiveram a oportunidade de partilhar histórias e experiências destes 25 anos dedicados à STCP e aos transportes públicos. No final do almoço, que decorreu nas instalações da Estação de Recolha de Francos, foi entregue uma lembrança a cada um dos trabalhadores homenageados. Porto na fase final da candidatura à organização do Congresso Mundial da UITP em 2013 O Porto foi uma das três cidades escolhidas para integrar o grupo final de candidatas à organização da 60ª edição do Congresso Mundial da UITP em A decisão definitiva será anunciada em 2009, estando a candidatura a ser disputada com Bruxelas e Genebra. No âmbito desta selecção, a cidade recebeu, no passado dia 9 de Dezembro, a visita de inspecção dos elementos de um dos Grupos de Avaliação da UITP. Os objectivos desta deslocação foram a apreciação, no local, das condições que a cidade apresentou aquando da candidatura. Os aspectos analisados prenderam-se não só com a capacidade técnica de levar a cabo a Exposição e o Congresso, mas também com as condições hoteleiras que a Área Metropolitana oferece. A recepção aos visitantes pelas Administrações das três empresas STCP, Metro do Porto e CP - decorreu nas instalações da STCP, na Estação de Recolha de Francos.

5 José Marques dos Santos, Reitor da Universidade do Porto (UP), nasceu na Guiné-Bissau em Licenciado em Engenharia Electrotécnica pela Universidade do Porto, em 1971, e doutorado pela Universidade de Manchester (Reino Unido), em 1977, é professor catedrático da Faculdade de Engenharia desde 1989, tendo assumido a direcção da faculdade durante 11 anos consecutivos, entre 1990 e Marques dos Santos tomou posse como 17º reitor da UP a 3 de Julho de 2006, para um primeiro mandato de quatro anos. A principal meta do seu mandato é colocar a UP no ranking dos 100 melhores estabelecimentos de ensino superior da Europa no centenário da instituição, em Como é que avalia o trabalho que tem desenvolvido como Reitor nos últimos anos? Tenho tido muito gozo com o trabalho que faço e os resultados que vão aparecendo são extremamente interessantes. No entanto, o trabalho não é meu. A mim compete-me motivar as pessoas e orientá-las. Tenho uma equipa reitoral excelente e tenho uma Universidade com muita gente de qualidade, que fez em 2008 um esforço enorme, e mesmo numa situação adversa de financiamento público, conseguiu encontrar maneira de por iniciativa própria ultrapassar essas dificuldades. Chegamos ao fim do ano sem grandes problemas financeiros internos. É um mérito de muita gente de elevada qualidade, de muito empenho, de muita dedicação, contrariando aquilo que muitas vezes se diz sobre o trabalho das pessoas que estão na função pública. Penso que a UP está numa situação boa, está ainda longe de ser aquilo que se pretende. A nossa ambição é estarmos entre as 100 melhores da Europa e mais tarde, do Mundo. Acho que é preciso sonhar para se evoluir, para se estar na frente. Como Reitor, quais são as suas maiores preocupações no dia-a-dia? São múltiplas, de facto. Eu acho que o Reitor ainda faz muita coisa que não deveria, estando muito envolvido na gestão do dia-a-dia ainda. Um dos trabalhos que temos feito é criar uma camada de pessoal que possa assumir essas tarefas, reservandose para a equipa reitoral sobretudo as questões de ordem estratégica, de comunicação interna e externa, de motivação, de acompanhamento No dia-a-dia nós para além destas tarefas, que são quase sempre feitas ao fim de semana e à noite em casa que é a única altura em que temos sossego para poder redigir documentos, pensar com algum tempo passo os dias a resolver muitos problemas de ordem pedagógica, ligados à investigação, à gestão administrativa e à financeira. Há ainda muito trabalho de comunicação, de representação interna e externa foi uma das coisas que mais me admirou foi a quantidade de solicitações que temos para estar presentes em sessões públicas, fora da universidade, facto que mostra o interesse que há pela UP na região e no país. Qual julga ser a importância, seja ela social, cultural ou económica, para uma cidade como a do Porto em ter uma Universidade com a dimensão daquela que dirige? Recentemente foi feito um estudo por um aluno de mestrado sobre o impacto económico e social da UP na cidade e na região. Vale a pena lê-lo. Mostra que o investimento que é feito na Universidade multiplicase muito na região. O impacto cultural é enorme a UP em 2007 realizou mais de mil sessões culturais. Em termos de emprego, além do directo, o emprego indirecto gerado é muito grande. Tudo isto movimenta depois fornecedores, clientes, restaurantes e residências. Nós temos 29 mil estudantes, dos quais mais de 40% são de fora da cidade. Uma universidade de uma maneira geral já tem um impacto muito grande numa cidade, mas a UP tem ainda um maior. É uma Universidade muito activa, o ano passado foram organizadas 50 conferências internacionais, o que traz dezenas de milhares de pessoas, que vêm conhecer a cidade, que ficam encantadas e que depois voltam. A UP é também um agente divulgador da cidade. Eu tenho a certeza, até por números que dispomos no momento, que a cidade do Porto não seria o que é se não tivesse a UP. Como responsável por uma das forças vivas da cidade, como é que vê o Porto? Eu gosto muito do Porto, no entanto penso que pode e tem que ser ainda mais do que é neste momento. A pouco e pouco, está a criar-se um movimento no sentido de uma actuação mais conjugada dos diversos actores que têm influência na cidade e na região. O Porto isolado da região e do país onde está inserido é muito periclitante. Não me dá gozo nenhum ter uma Universidade muito boa no meio de um país pobre. Nós temos a obrigação de contribuir para um desenvolvimento social, económico e cultural da região onde estamos envolvidos. O Porto não se pode fechar na cidade, tem que se abrir também à Área Metropolitana. A cidade tem alguns itens importantes, começando pela sua Universidade e passando pelo FC Porto, pelo Museu Serralves, pela Casa da Música e pelo Centro Histórico. Eu penso que o Porto tem dentro de si potencialidades para ser uma cidade e uma região muito mais desenvolvida do que é neste momento, pelo menos por o que dizem os indicadores, que dizem que é uma região que está abaixo de cerca de metade da riqueza da União Europeia, enquanto que Lisboa, o Algarve e a Madeira já disparam. A razão para isto acontecer é, na minha óptica, o facto de nunca termos dado as mãos no passado. Eu costumo dizer isto mesmo sobre a Universidade do Porto: qualquer faculdade considera por si própria é irrelevante, não aparece em ranking nenhum. Eu penso que é esse o trabalho que temos que fazer e hoje vemos vários actores a trabalhar nesse sentido. A própria UP tem-se empenhado muito nesse objectivo. José Marques dos Santos Reitor da Universidade do Porto O QUE DIZEM Utiliza transportes públicos no seu dia-a-dia? Utilizo muito o comboio. Por exemplo, quando vou a Lisboa prefiro ir de comboio do que de carro, porque é um transporte agradável, confortável e dá para trabalhar à vontade, aproveitando o tempo da viagem. Na cidade confesso que não uso muito. Também não tenho assim nenhum que me sirva. Isto é, um transporte para me ser útil, se eu perdesse um tinha que ter outro logo passados dez minutos. No meu tempo de estudante andava a pé. Não tinha carro, só o tive depois de trabalhar há dois anos. Eu morava na Constituição e vinha a pé para a Rua dos Bragas. Ainda hoje, trago o carro e deixo-o ficar afastado da Reitoria para poder andar um pouco a pé. Qual julga serem as medidas a implementar para trazer mais dos seus estudantes a utilizar transportes públicos? Eu penso que os estudantes utilizam bastante os transportes públicos. No entanto, acredito que falta uma ligação entre os três pólos da Universidade. Isso iria fomentar mais o uso dos transportes públicos pelos estudantes e iria também fomentar a cooperação mais íntima entre os três pólos porque as pessoas queixam-se sempre que demora muito tempo a chegar de um pólo ao outro. Outra acção que resultaria seria a criação de residências, para estudantes, no centro da cidade. Com os estudantes a viver no centro, utilizariam os transportes públicos para se deslocar. Tal como a Universidade, considera a STCP uma imagem de marca da cidade? Sim, penso que sim. Julgo que toda a gente conhece a empresa. É uma entidade antiga, muito respeitada, que na minha óptica acaba por ter uma imagem menos agradável sem ter culpa. A culpa é do trânsito que há na cidade. Diz-se frequentemente que só se acaba com os carros nas ruas se houver bons transportes públicos. Eu digo o contrário: se não houver carros nas ruas, os transportes públicos são bons, podem circular. Eu acho que a STCP tem uma boa imagem, tem evoluído muito em termos de material circulante, no apoio ao cliente e na informação nas paragens. Tudo isto contribui para o uso crescente do transporte colectivo na cidade. Qual a importância das parcerias estabelecidas entre a Universidade e a STCP, tanto para a instituição de ensino superior como para a empresa de transportes? São as vantagens que eu vejo em todas as parcerias entre a Universidade e a sociedade envolvente. Como há pouco disse, não concebo uma universidade isolada do meio onde está. Hoje as universidades têm um quarto pilar de sua missão que é transferir o conhecimento, ou seja, valorizar o conhecimento. Isto é, contribuir para o desenvolvimento económico e social da sociedade onde está inserida, sociedade essa que suporta largamente os custos da instituição. Não pode ser só um mero agente de serviços. E a ligação com as empresas é exactamente uma maneira de levar esse conhecimento à sociedade e contribuir para o desenvolvimento das próprias empresas, para a inovação em várias dessas áreas, para ajudar as empresas. Para a Universidade é também útil porque esses problemas colocados pelas empresas são desafios para a investigação ou para o desenvolvimento que nós proporcionamos. São problemas que são colocados e que podem ser utilizados pelos alunos nas suas teses de mestrado ou doutoramento, ou pelos próprios docentes no trabalho complementar da sua actividade de formação. Temos procurado aprofundar esta relação com as empresas, não só como meio de financiamento, mas também porque esta ligação é geradora de novas soluções com efeitos mútuos muito importantes.

6 São 33 anos de dedicação à STCP, 396 meses a magicar qual a próxima inovação a implementar na empresa, 1721 semanas a arquivar e gerir toda a documentação e dias desde que entrou nesta família pela primeira vez. Maria Aurora Madureira, ou apenas Maria Aurora como é conhecida por todos, é coordenadora administrativa e nunca trabalhou noutro sítio que não na STCP. Trabalhar noutro local? Não consegue sequer imaginar a sua vida longe da empresa. Como é que veio parar à STCP com apenas 18 anos? Foi em 1975 que entrei na empresa. O 25 de Abril tinha sido no ano anterior e eu tinha acabado o liceu para ir para a faculdade, só que era o ano em que devia ter cumprido o serviço cívico. Mas não o fiz porque o meu pai era muito rigoroso e não queria ter uma filha a fazer serviço cívico, portanto fiquei em casa. Nessa altura, tive conhecimento que havia um concurso para a empresa, concorri e cá fiquei. O meu pai não queria que eu viesse porque tinha a noção que depois eu nunca mais ia acabar o curso coisa que aconteceu, apesar de no ano em que entrei na STCP me ter inscrito na faculdade. Como é que é um dia de trabalho para si na STCP? Eu entro cedo, às 8h30, e depois saio quando é possível, porque além de tratar de toda a correspondência como sabe temos um sistema de gestão documental ainda sou responsável pelas actas do Conselho e portanto tenho sempre um dia bastante cheio. Mas eu gosto muito de trabalhar e essencialmente gosto de organizar, apesar de sentir que neste momento estou com pouco tempo para isso. Gosto muito de inovar, de magicar como é que se podem organizar melhor as coisas, tendo o arquivo preparado para que quando nos pedem qualquer documento consigamos dar uma resposta célere, sermos eficazes. No fundo, essa é a minha grande preocupação porque não basta catalogar as coisas, introduzir os dados no computador; tem que se organizar as coisas com a consciência de que vão ser precisas. Ainda que o meu horário de saída seja às 18h30, é raro terminar a essa hora. Já saí de cá de madrugada, conforme o que é preciso. Tenho um dia muito cheio mas sem qualquer espécie de monotonia. Como é pertencer a esta família? É mesmo isso a STCP: uma família. Eu já passei mais tempo aqui na empresa do que fora dela e é óptimo. Tenho tido a sorte de trabalhar com uma equipa fabulosa. Não são só meus colegas, são meus amigos. Há uma vivência tal que já quase adivinhamos os pensamentos uns dos outros. Há uma colaboração muito estreita. Tenho tido ao longo do tempo a sorte de ter gente muito boa a trabalhar comigo NÓS E OS OUTROS AS ESTÓRIAS DA NOSSA GENTE Durante todos estes anos ao serviço da STCP já deve ter vivido muita coisa aqui na empresa. Há algum episódio ou fase mais marcante que queira partilhar? O primeiro sítio onde trabalhei na empresa foi no departamento de compras, um sector muito movimentado, tínhamos o contacto com os fornecedores, o armazém por baixo, era um ruído permanente a todas as horas. No dia em que comecei a trabalhar na secretaria aquilo parecia uma sacristia. Falava-se muito baixinho, era impensável alguém falar de uma secretária para outra. Na altura foi uma mudança drástica, um choque de ambientes e confesso que no início tive medo de não me conseguir habituar. Nestes 33 anos e em termos de vida da empresa, qual julga ter sido o momento de maior reviravolta na STCP? Eu considero-me bastante preguiçosa. Por isso, tudo aquilo que as máquinas conseguirem fazer por mim é óptimo (risos). Enquanto administrativa, a grande viragem foi efectivamente conseguirmos ter o sistema de documentação electrónica. Inicialmente começou de uma forma insípida, tendo sido o nosso departamento de informática que desenvolveu um programa internamente, estávamos no ano de Em 2003 foi lançado o concurso para o programa que temos actualmente o Documentum. A entrada deste sistema obrigounos a mudar toda a filosofia de trabalho. Quase de um dia para o outro tivemos que reformular e repensar tudo. Até ali registava-se tudo num livro. Agora imagine o que é passarmos tardes à procura de um documento; era um método com pouca fiabilidade e nunca dávamos uma resposta com certeza absoluta. Com o Documentum é tudo muito diferente, sendo possível dar uma resposta célere e consistente. Fomos depois evoluindo, quer em termos de arquivo quer em termos de actas do Conselho. Fomos das primeiras empresas no Porto a utilizar o livro de actas electrónico. A empresa esteve sempre muito à frente, tivemos a sorte de ter Administrações que nos entenderam e ajudaram. Maria Aurora Madureira A fiel guardiã da STCP Fora da STCP, como mãe, como esposa, como filha, como irmã, o que é que a Aurora gosta de fazer? Gosto de ler, de passear e adoro viajar. Aliás, se eu pudesse andava o ano todo a viajar. Tenho a sorte de ter um marido que me faz imensa companhia para todas estas actividades de que eu tanto gosto. Faço ainda muitos programas com a minha filha: jantamos, fazemos compras e vamos ao cinema. Se pudesse dar um presente à STCP neste Natal, o que é lhe daria? Acabava com todas estas greves. Para terminar, se voltasse atrás no tempo teria feito outro percurso ou nem imagina a sua vida sem a STCP? Honestamente, não me imagino noutro sítio que não na STCP. Houve uma fase, há muitos anos, em que um grupo de pessoas tentou sair da empresa e eu cheguei mesmo a fazer entrevistas e a ser seleccionada, mas na hora de decidir fiquei cá. Neste momento, nem me passa pela cabeça estar longe da empresa. Sinto-me muito bem a trabalhar com esta família. B.I. Maria Aurora Madureira 52 anos Coordenadora administrativa Funcionária na STCP há 33 anos Casada Dois filhos

7 A STCP implementou recentemente um Sistema Integrado de Gestão da Qualidade, do Ambiente e da Segurança e Saúde no Trabalho (SIG-QAS), tendo obtido, a 26 de Dezembro de 2008, as respectivas certificações nas normas NP EN ISO 9001:2008, NP EN ISO 14001:2004 e OHSAS 18001:2007, transformando-se assim na primeira empresa de transporte público de passageiros a consegui-lo em Portugal. A certificação abrangeu toda a actividade da STCP, com excepção do Museu do Carro Eléctrico. Todo este processo começou quando, em Abril de 2007, a STCP iniciou o projecto de concepção e implementação do SIG-QAS, contratando a empresa ESTRATEGOR para a consultoria. O ambicioso objectivo proposto era a obtenção da certificação nas três normas em menos de 18 meses, o que foi conseguido. A certificação vem proporcionar a integração da STCP num grupo de empresas de vanguarda, distinguindo-a dos demais operadores de transporte, o que constitui a nível interno um factor adicional de motivação e orgulho para todos os trabalhadores. A empresa escolhida para efectuar a certificação foi a APCER, líder no mercado na última década e única entidade portuguesa representante na rede internacional de entidades certificadoras IQNet (The International Certification Network), o que permitiu o imediato reconhecimento internacional. Atingir, com sucesso, o objectivo da certificação da STCP nas três normas é, não um fim em si mesmo, mas sim um início de exigência crescente e contínua. Este é apenas o primeiro degrau de uma longa escada, que passa pela identificação de oportunidades de melhoria, aplicação de melhores práticas, aumento da credibilidade perante os stakeholders, criação dum factor motivador a nível interno e aumento da segurança e respeito ambiental. A Certificação só foi possível graças ao envolvimento de todos os trabalhadores e colaboradores da STCP. STCP é a primeira empresa de transportes públicos rodoviários a obter certificação em três normas Quatro simulacros envolvem a empresa Entre Novembro e Dezembro de 2008 realizaramse quatro simulacros envolvendo a STCP, no âmbito do Projecto de Certificação em Qualidade, Ambiente, Segurança e Saúde no Trabalho. No dia 13 de Novembro realizaram-se dois exercícios de preparação onde a STCP esteve integrada. No dia 16 de Novembro, na Rotunda Cidade São Salvador, realizou-se um Simulacro de Acidente Rodoviário com um autocarro da STCP. O último exercício aconteceu, em plena via pública, a 19 de Dezembro, tendo sido simulado o sequestro de um autocarro que efectuava o serviço público de transporte O PRESENTE E O FUTURO STCP ganha mais de dois milhões de passageiros em , , , , , , ,000 50,000 0 Em 2008 verificou-se finalmente uma inversão na tendência decrescente da procura dos passageiros transportados nas linhas regulares da empresa. Efectivamente a entrada de um novo modo de transporte na cidade do Porto em 2002, o Metro, e o crescente desenvolvimento do transporte privado nas últimas décadas, justificam a tendência decrescente da opção das populações que servimos através do autocarro. Não se pode, no entanto, deixar de referir que em termos globais, se verificaram ganhos da procura do transporte público, ou seja, se adicionarmos os clientes do Metro, CP e STCP, registaram-se ganhos efectivos para o transporte público em termos de número de passageiros. Assim, em 2008, a STCP registou um aumento de mais de 2 milhões de passageiros, um acréscimo de cerca de 2% na procura relativamente a Validações médias por dia útil -4,3% 1,5% -4,7% 5,2% 5,4% 4,4% 3,3% 4,1% 2,5% 1,9% 4,7% 1,2% Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez De salientar que o maior aumento se registou nos clientes de assinatura, admitindo-se que tenha existido uma transferência de clientes ocasionais para clientes de assinatura. Em Setembro foi lançado a assinatura título que em muito contribuiu para este aumento. A STCP também continua a apostar fortemente na intermodalidade, tendo esta aumentado, entre Janeiro e Dezembro de 2008, dos 22% para os 30%. O mês de Novembro de 2008 registou os dias de maior procura dos anos de 2007 e 2008, ultrapassando várias vezes a fasquia das validações diárias (não considerando o Agente Único). Com esta nota positiva, a STCP sai de 2008 motivada para os desafios que se avizinham em 2009, esperando corresponder à confiança demonstrada pelos nossos clientes.

8 Segundo Antero Braga, a Livraria precisava de um profundo restauro, tendo sido contactado o arquitecto Vasco Morais Soares para o projecto. Ficaram determinadas duas coisas: por um lado, a separação física da parte da livraria relativamente ao resto do conjunto Lello e, por outro, a devolução de todo o edifício à traça original. Depois de 11 meses encerrada para as obras de requalificação, a Lello reabriu em Março de O objectivo foi dotar a Livraria de um espaço completamente diferente, não só em termos de oferta de stock mas também em relação à atitude para com aqueles que a visitam. Antero Braga qualifica a Livraria como sendo rentável, satisfazendo a função para que foi criada, que é iminentemente cultural. Cultura não pode ser sinónimo de pobreza; tem que ser um binómio de cultura e ao mesmo tempo rentabilidade, afirma o administrador. Fica o convite para uma viagem inesquecível pela história e pela literatura, na Livraria onde a resposta Não há nem sequer existe. Gotemburgo é a segunda maior cidade da Suécia, depois de Estocolmo. Conta com cerca de 480 mil habitantes e está situada no Condado de Vastra Gotaland. A cidade aposta claramente nos transportes públicos como a melhor solução de mobilidade. Fá-lo através da qualidade dos mesmos e de estratégias inovadoras de captação e fidelização de clientes. 15 CURIOSIDADES DO MUNDO DOS TRANSPORTES Pela sua beleza e carisma, neste espaço foram rodadas cenas de dois filmes, representadas duas peças de teatro e até já serviu de passerelle para desfiles de moda. Em 2008, o jornal inglês The Guardian consideroua a terceira mais bela livraria do mundo, sendo no entanto a primeira no ranking construída de raiz, uma vez que à sua frente só ficaram um antigo teatro e uma igreja. Mas, para contarmos a história da Livraria Lello temos que recuar séculos na história. Nasceu em 1881, não no local onde está actualmente Rua das Carmelitas mas sim na Rua do Almada. Os fundadores foram os irmãos António e José Lello, que depois de abrirem a Livraria e devido ao sucesso do negócio, compraram os fundos editoriais da Chadron, uma editora muito importante na época, que foi a primeira a publicar a obra de Eça de Queirós. Ao comprarem uma editora com aquela dimensão, os irmãos Lello viram-se obrigados a alargar as suas instalações. Escolheram uma antiga casa de panos da cidade do Porto, com o tecto ainda em lona, que foi totalmente arrasada. A Livraria Lello foi construída de raiz neste espaço, projecto do Eng. Xavier Esteves, considerado por muitos um visionário e que tinha já sido responsável pela edificação do Mercado do Bolhão. A Livraria foi inaugurada em 1906 mas com o passar dos anos, começou a ficar adormecida, perdendo clientes e destaque no panorama cultural. No início de 1994, de uma conversa entre três amigos, surgiu a ideia de fazer reviver a Lello. É assim que aparece o actual administrador, Antero Braga, um homem da cidade e que esteve desde sempre ligado aos livros. O sistema de transportes de Gotemburgo Livraria Lello 14 É DO NORTE! A Livraria Lello é um espaço onde se respira cultura aliada a séculos de história. Local ímpar da cidade do Porto, ponto de passagem obrigatório para os amantes da literatura e dos livros, a Lello é muito mais do que um posto de venda. Tendo sido a primeira livraria informatizada em Portugal, foi aqui também que surgiu o primeiro café literário do País. Além dos milhares de livros disponíveis para o público, a Livraria Lello oferece ainda um conjunto de actividades culturais ligadas à poesia, à música e à dança. O governo Sueco assumiu o compromisso de fazer com que, até 2010, todos os transportes públicos sejam acessíveis para utilizadores de mobilidade reduzida. A Vasttrafik está empenhada no cumprimento desse objectivo, tendo vindo a renovar a sua frota com novos modelos adaptados às necessidades destes clientes. Pisos rebaixados e lugares especiais para cadeiras de rodas, são algumas das medidas adoptadas. A todos os clientes com mais de 18 anos e que tenham algum tipo de insegurança ou dificuldade em relação ao uso de transportes públicos, é dada uma formação inteiramente grátis. Esta é feita de acordo com as necessidades de cada cliente, podendo constar de esclarecimentos sobre como viajar com uma cadeira de rodas, como consultar horários e outras informações, ou como proceder ao pagamento. A Vasttrafik, empresa transportadora, oferece vários tipos de bilhete, adaptados às necessidades de cada passageiro. Por exemplo, se for visitar Gotemburgo, a melhor solução é adquirir um bilhete especial, que lhe permite utilizar qualquer meio de transporte, a qualquer hora do dia, válido para toda a região Vastra Gotaland. Para os cidadãos com menos de 20 anos, a empresa criou um bilhete que oferece a máxima liberdade de deslocação durante a noite, fins-de-semana e feriados, durante 100 dias. Já os cidadãos com mais de 65 anos podem viajar gratuitamente, excepto nos períodos de maior utilização dos transportes públicos, ou seja, das 06:00 às 08:30 e das 15:00 às 18:00, durante os dias de semana. De referir ainda que os bilhetes podem ser comprados através de SMS, enviando um código referente ao destino escolhido. O cliente recebe depois uma mensagem da empresa, que deverá mostrar ao motorista do transporte em que se deslocar, dispensando assim os bilhetes físicos. Através do telemóvel pode ainda receber informações sobre o trânsito e horários dos transportes públicos. Os condutores dos transportes públicos da cidade são ainda alvo de avaliações regulares que passam pelo controlo do seu estilo de condução e maneira de lidar com os passageiros. O resultado da avaliação é revelado aos condutores, que têm assim a oportunidade de colocar questões e melhorar o seu desempenho. A oferta de melhores serviços de transportes está também ligada à pontualidade e à segurança. A Vasttrafic faz uma aposta forte em estudos que permitam melhorar estes factores. A qualidade dos serviços e a fidelização dos clientes são assim os pilares base de uma estratégia cuidadosamente elaborada, que torna os serviços de transportes públicos de Gotemburgo um modelo a seguir.

14-5-2010 MARIA JOÃO BASTOS AUTOBIOGRAFIA. [Escrever o subtítulo do documento] Bruna

14-5-2010 MARIA JOÃO BASTOS AUTOBIOGRAFIA. [Escrever o subtítulo do documento] Bruna 14-5-2010 MARIA JOÃO BASTOS AUTOBIOGRAFIA [Escrever o subtítulo do documento] Bruna Autobiografia O meu nome é Maria João, tenho 38 anos e sou natural da Nazaré, onde vivi até há sete anos atrás, sensivelmente.

Leia mais

Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente. Joaquim Pedro Valente de Almeida. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente. Joaquim Pedro Valente de Almeida. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente Joaquim Pedro Valente de Almeida Com quality media press para LA VANGUARDIA www.dva.pt (en construcción) Ver http://www.afia-afia.pt/assoc13.htm

Leia mais

MINISTÉRIO DOS NEGóCIOS ESTRANGEIROS DIRECÇÃO GERAL DOS ASSUNTOS MULTILATERAIS Direcção de Serviços das Organizações Económicas Internacionais

MINISTÉRIO DOS NEGóCIOS ESTRANGEIROS DIRECÇÃO GERAL DOS ASSUNTOS MULTILATERAIS Direcção de Serviços das Organizações Económicas Internacionais MINISTÉRIO DOS NEGóCIOS ESTRANGEIROS DIRECÇÃO GERAL DOS ASSUNTOS MULTILATERAIS Direcção de Serviços das Organizações Económicas Internacionais Intervenção de SEXA o Secretário de Estado Adjunto do Ministro

Leia mais

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto.

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto. Boa tarde a todos, para quem não me conhece sou o Ricardo Aragão Pinto, e serei o Presidente do Concelho Fiscal desta nobre Fundação. Antes de mais, queria agradecer a todos por terem vindo. É uma honra

Leia mais

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012 NOS@EUROPE O Desafio da Recuperação Económica e Financeira Prova de Texto Nome da Equipa GMR2012 Alexandre Sousa Diogo Vicente José Silva Diana Almeida Dezembro de 2011 1 A crise vista pelos nossos avós

Leia mais

Entrevista com Tetrafarma. Nelson Henriques. Director Gerente. Luísa Teixeira. Directora. Com quality media press para Expresso & El Economista

Entrevista com Tetrafarma. Nelson Henriques. Director Gerente. Luísa Teixeira. Directora. Com quality media press para Expresso & El Economista Entrevista com Tetrafarma Nelson Henriques Director Gerente Luísa Teixeira Directora Com quality media press para Expresso & El Economista Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL Entrevista com Eng.º Victor Sá Carneiro N uma época de grandes transformações na economia dos países, em que a temática do Empreendedorismo assume uma grande relevância

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL Lembro-me que haviam me convocado para uma entrevista de trabalho no NOVOTEL. Lembro-me de estar ansioso e ter passado a noite anterior preparando a minha entrevista. Como iria

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Eng. Mário Lino. Cerimónia de Abertura do WTPF-09

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Eng. Mário Lino. Cerimónia de Abertura do WTPF-09 INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Eng. Mário Lino Cerimónia de Abertura do WTPF-09 Centro de Congressos de Lisboa, 22 de Abril de 2009 (vale a versão

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS QUE OPORTUNIDADES PÓS-LICENCIATURA ESPERAM? EXPECTATIVAS QUE INQUIETAÇÕES TÊM OS ALUNOS DE DC? MADALENA : M QUAL É A TUA PERSPECTIVA DO MERCADO

Leia mais

questionários de avaliação da satisfação CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS

questionários de avaliação da satisfação CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS questionários de avaliação da satisfação creche CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS 2ª edição (revista) UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu Governo da República Portuguesa SEGURANÇA SOCIAL INSTITUTO DA

Leia mais

Percepção de Portugal no mundo

Percepção de Portugal no mundo Percepção de Portugal no mundo Na sequência da questão levantada pelo Senhor Dr. Francisco Mantero na reunião do Grupo de Trabalho na Aicep, no passado dia 25 de Agosto, sobre a percepção da imagem de

Leia mais

Transportes Sul do Tejo MOBILIDADE SUSTENTÁVEL

Transportes Sul do Tejo MOBILIDADE SUSTENTÁVEL Transportes Sul do Tejo MOBILIDADE SUSTENTÁVEL Graça Calapez Barreiro, 22 de Outubro de 2010 HISTÓRIA A T.S.T. constitui-se a partir de um dos centros da Rodoviária Nacional. Foi privatizada em Janeiro

Leia mais

Entrevista com Clínica Maló. Paulo Maló CEO. www.clinicamalo.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com Clínica Maló. Paulo Maló CEO. www.clinicamalo.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com Clínica Maló Paulo Maló CEO www.clinicamalo.pt Com quality media press para LA VANGUARDIA Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As respostas que aqui figuram em linguagem

Leia mais

Dinâmica e Animação de Grupo

Dinâmica e Animação de Grupo Dinâmica e Animação de Grupo Desenvolvimento de Competências Turma G3D Leandro Diogo da Silva Neves 4848 Índice 1. Introdução... 3 2. Planeamento de desenvolvimento individual... 4 2.1 Competências...

Leia mais

R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 )

R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 ) R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 ) Tendo iniciado no presente ano lectivo 2005/2006 o funcionamento da plataforma Moodle na Universidade Aberta, considerou-se

Leia mais

Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro

Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro www.regiaodeaveiro.pt PIMT de Aveiro, Aveiro TIS.PT Transportes Inovação e Sistemas, S.A. 1 16 Breve enquadramento A Comunidade Intermunicipal

Leia mais

Caderno de Apresentação Franquia

Caderno de Apresentação Franquia Caderno de Apresentação Franquia A Empresa A Genial Books iniciou suas actividades em dez/95 depois de um dos sócios conhecer o "Livro Personalizado", numa viagem de férias aos Estados Unidos. Vislumbrando

Leia mais

Trabalho 3 Scratch na Escola

Trabalho 3 Scratch na Escola Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade de Coimbra Departamento de Matemática Trabalho 3 Scratch na Escola Meios Computacionais de Ensino Professor: Jaime Carvalho e Silva (jaimecs@mat.uc.pt)

Leia mais

Esterofoto Geoengenharia SA. Álvaro Pombo. Administrtador. (www.estereofoto.pt)

Esterofoto Geoengenharia SA. Álvaro Pombo. Administrtador. (www.estereofoto.pt) Esterofoto Geoengenharia SA Álvaro Pombo Administrtador (www.estereofoto.pt) Q. Conte-nos um pouco da historia da empresa, que já tem mais de 30 anos. R. A Esterofoto é uma empresa de raiz, a base da empresa

Leia mais

R I T A FERRO RODRIGUES

R I T A FERRO RODRIGUES E N T R E V I S T A A R I T A FERRO RODRIGUES O talento e a vontade de surpreender em cada projecto deixou-me confiante no meu sexto sentido, que viu nela uma das pivôs mais simpáticas da SIC NOTÍCIAS.

Leia mais

Exma. Sra. Presidente do Conselho Geral Transitório Exmos. Srs. Conselheiros Exmos. Srs. Professores Exmos. Srs. Funcionários Caros amigos e amigas

Exma. Sra. Presidente do Conselho Geral Transitório Exmos. Srs. Conselheiros Exmos. Srs. Professores Exmos. Srs. Funcionários Caros amigos e amigas Exma. Sra. Presidente do Conselho Geral Transitório Exmos. Srs. Conselheiros Exmos. Srs. Professores Exmos. Srs. Funcionários Caros amigos e amigas Em primeiro lugar gostaria de expressar o meu agradecimento

Leia mais

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS?

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? HOTEL TIVOLI LISBOA, 18 de Maio de 2005 1 Exmos Senhores ( ) Antes de mais nada gostaria

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010 CÂMARA MUNICIPAL DE SANTARÉM - R EVOLUÇÃO ADMINISTRATIVA A Autarquia de Santarém, em parceria com a PT Prime, desenvolveu um sistema de soluções integradas e inter-operantes que lhe possibilitaram operacionalizar

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

Um poderoso instrumento de mudança

Um poderoso instrumento de mudança Um poderoso instrumento de mudança José Tribolet Professor Catedrático de Sistemas de Informação do Instituto Superior Técnico Presidente do INESC, Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores Há

Leia mais

MENSAGEM DE ANO NOVO. Palácio de Belém, 1 de Janeiro de 2008

MENSAGEM DE ANO NOVO. Palácio de Belém, 1 de Janeiro de 2008 MENSAGEM DE ANO NOVO Palácio de Belém, 1 de Janeiro de 2008 Portugueses No primeiro dia deste Novo Ano, quero dirigir a todos uma saudação amiga e votos de boa saúde e prosperidade. Penso especialmente

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 Preparado para mais um Serralves em Festa? É já nos dias 2 e 3 de Junho que se realiza mais uma edição do Serralves

Leia mais

Gabinete do Governador e dos Conselhos

Gabinete do Governador e dos Conselhos Discurso do Governador do Banco de Cabo Verde, Carlos Burgo, no acto de inauguração da nova agência do Banco Africano de Investimento no Plateau, Cidade da Praia, 5 de Fevereiro de 2010. 1 Exmo. Sr. Presidente

Leia mais

Uma história de sucesso do Programa Marie Curie em Portugal

Uma história de sucesso do Programa Marie Curie em Portugal Ref.: MTKD-CT-2004-014312 Uma história de sucesso do Programa Marie Curie em Portugal por Suhita Osório-Peters CEIFA ambiente Lda Sessão de Divulgação do 7º Programa-Quadro de ID&T Lisboa, 20 de Outubro

Leia mais

indiferenca.com Índice Empresa Pág. 3 Valores Pág. 3 Mercado Pág. 4 Serviços Pág. 4 Marcas Pág. 6 Protocolo Pág. 7 Vantagens

indiferenca.com Índice Empresa Pág. 3 Valores Pág. 3 Mercado Pág. 4 Serviços Pág. 4 Marcas Pág. 6 Protocolo Pág. 7 Vantagens Página2 Índice Empresa Valores Mercado Serviços Marcas Protocolo Vantagens a. Alunos / Docentes / Funcionários Contrapartidas Pág. 3 Pág. 3 Pág. 4 Pág. 4 Pág. 6 Pág. 7 Pág. 7 Pág. 8 Pág. 8 4440-650 Valongo

Leia mais

GMAIL - Criação de uma conta de correio electrónico

GMAIL - Criação de uma conta de correio electrónico COMO CRIAR UMA CONTA PESSOAL NO FACEBOOK Em primeiro lugar é necessário ter um endereço de correio electrónico (email) pessoal. Qualquer endereço de correio electrónico (email) serve perfeitamente. Pode

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

6º Congresso Nacional da Administração Pública

6º Congresso Nacional da Administração Pública 6º Congresso Nacional da Administração Pública João Proença 30/10/08 Desenvolvimento e Competitividade: O Papel da Administração Pública A competitividade é um factor-chave para a melhoria das condições

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

especiais por ano, garantindo a máxima capacidade de transporte para jogos de futebol, concertos e outras celebrações de massas.

especiais por ano, garantindo a máxima capacidade de transporte para jogos de futebol, concertos e outras celebrações de massas. O Metro do Porto O Metro é um sistema de transportes públicos da Área Metropolitana do Porto e combina uma rede ferroviária subterrânea, no centro da cidade, com linhas à superfície em meio urbano e diversos

Leia mais

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação Jairo Martins da Silva FOTOs: divulgação E N T R E V I S T A Disseminando qualidade e cultura Superintendente-geral da Fundação Nacional da Qualidade, Jairo Martins da Silva fala sobre o desafio da qualidade

Leia mais

EUROPA. Uma Grande. Família

EUROPA. Uma Grande. Família EUROPA Uma Grande Família Europa - Uma grande família Porque viver na Europa é sinónimo de união, oportunidades, pertença e harmonia, esta publicação apresenta os cidadãos europeus como elementos de uma

Leia mais

Cartas enviadas para a ZON

Cartas enviadas para a ZON Cartas enviadas para a ZON 1ª CARTA Bruno Cardoso Pimentel Macedo Praceta da Bela Vista nº8 4720-286 Carrazedo Amares ZON TV Cabo Portugal, S.A. Edifício ZON Rua Ator António Silva, 9 Campo Grande 1600-404

Leia mais

Relatório de Gestão e Sustentabilidade. Relatório de Gestão e Sustentabilidade 2011 1

Relatório de Gestão e Sustentabilidade. Relatório de Gestão e Sustentabilidade 2011 1 Relatório de Gestão e Sustentabilidade Relatório de Gestão e Sustentabilidade 2011 1 As melhores vistas da cidade Relatório de Gestão e Sustentabilidade Índice 1 MENSAGEM DA PRESIDENTE 7 2 O ANO DE 2011

Leia mais

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente. ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 5

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente. ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 5 Sexo Idade Grupo de Anos de Escola docência serviço Feminino 46 Filosofia 22 Distrito do Porto A professora, da disciplina de Filosofia, disponibilizou-se para conversar comigo sobre o processo de avaliação

Leia mais

LEITURA DA ENTREVISTA 2. E Boa tarde. Desde já quero agradecer-lhe a sua disponibilidade para colaborar neste

LEITURA DA ENTREVISTA 2. E Boa tarde. Desde já quero agradecer-lhe a sua disponibilidade para colaborar neste LEITURA DA ENTREVISTA 2 E Boa tarde. Desde já quero agradecer-lhe a sua disponibilidade para colaborar neste trabalho que estou a desenvolver. Como lhe foi explicado inicialmente, esta entrevista está

Leia mais

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA 3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA ORGANIZAÇÃO PARCERIA UMA PUBLICAÇÃO Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa APRESENTAÇÃO Depois de duas edições,

Leia mais

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel.

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. Projecto A Oficina+ ANECRA é uma iniciativa criada em 1996, no âmbito da Padronização de Oficinas ANECRA. Este projecto visa reconhecer a qualidade

Leia mais

FORMAÇÃO PLENA PARA OS PROFESSORES

FORMAÇÃO PLENA PARA OS PROFESSORES Fundação Carlos Chagas Difusão de Idéias dezembro/2006 página 1 FORMAÇÃO PLENA PARA OS PROFESSORES Bernardete Gatti: o país enfrenta uma grande crise na formação de seus professores em especial, de alfabetizadores.

Leia mais

GUIA PARA COMPRA ONLINE

GUIA PARA COMPRA ONLINE GUIA PARA COMPRA ONLINE www.tipsal.pt QUEM SOMOS A TIPSAL - Técnicas Industriais de Protecção e Segurança, Lda foi fundada em 1980. Somos uma empresa de capitais exclusivamente nacionais com sede social

Leia mais

Agradeço aos conselheiros que representam todos os Associados do Estado, o que faço na pessoa do Conselheiro Decano, João Álfaro Soto.

Agradeço aos conselheiros que representam todos os Associados do Estado, o que faço na pessoa do Conselheiro Decano, João Álfaro Soto. Agradecimentos: Cumpre-me inicialmente agradecer a toda Diretoria Executiva, especialmente ao Teruo, por confiarem no meu trabalho e me darem toda a autonomia necessária para fazer o melhor que fui capaz

Leia mais

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1 Entrevista G1.1 Entrevistado: E1.1 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 51 anos Masculino Cabo-verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias : São Tomé (aos 11 anos) Língua materna:

Leia mais

Vítor Caldeira. Presidente do Tribunal de Contas Europeu

Vítor Caldeira. Presidente do Tribunal de Contas Europeu Os Tribunais de Contas e os desafios do futuro Vítor Caldeira Presidente do Tribunal de Contas Europeu Sessão solene comemorativa dos 160 anos do Tribunal de Contas Lisboa, 13 de Julho de 2009 ECA/09/46

Leia mais

A Secretária de Estado dos Transportes. Ana Paula Vitorino

A Secretária de Estado dos Transportes. Ana Paula Vitorino Intervenção de Sua Excelência, A Ana Paula Vitorino por ocasião da Sessão de encerramento da apresentação dos novos serviços online do IMTT Lisboa, 18 de Dezembro de 2008 (vale a versão lida) 1/14 Senhor

Leia mais

Agência Portuguesa do Ambiente Apresentação Pública dos Resultados do Inquérito sobre Equipamentos de Educação Ambiental para a Sustentabilidade

Agência Portuguesa do Ambiente Apresentação Pública dos Resultados do Inquérito sobre Equipamentos de Educação Ambiental para a Sustentabilidade Agência Portuguesa do Ambiente Apresentação Pública dos Resultados do Inquérito sobre Equipamentos de Educação Ambiental para a Sustentabilidade Jorge Neves, 19/12/2011, Amadora colocar foto da era ENQUADRAMENTO

Leia mais

MENSAGEM DO PRESIDENTE2012

MENSAGEM DO PRESIDENTE2012 1. Pela 12 ª vez relatamos atividades e prestamos contas. Este é dos actos mais nobres de um eleito, mostrar o que fez, como geriu o dinheiro dos cidadãos, dar transparência à governação. Constitui um

Leia mais

«Concurso Jovem Agricultor Português»

«Concurso Jovem Agricultor Português» «Concurso Jovem Agricultor Português» Como já é tradição, desde há muito, que a Caixa não descura a intenção de apoiar e estimular a economia nacional, assim como outras áreas de interesse, mostrando com

Leia mais

Ficha Técnica: Design e Impressão Mediana Global Communication

Ficha Técnica: Design e Impressão Mediana Global Communication Uma Cidade para Todos Ficha Técnica: Design e Impressão Mediana Global Communication Colaboração Nuno Oliveira, coordenador do Serviço de Psicologia do 1º ciclo do Ensino Básico da EMEC - Empresa Municipal

Leia mais

Entrevista com i2s. Luís Paupério. Presidente. www.i2s.pt. (Basada en oporto) Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com i2s. Luís Paupério. Presidente. www.i2s.pt. (Basada en oporto) Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com i2s Luís Paupério Presidente www.i2s.pt (Basada en oporto) Com quality media press para LA VANGUARDIA Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As respostas que aqui figuram

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 24

Transcrição de Entrevista n º 24 Transcrição de Entrevista n º 24 E Entrevistador E24 Entrevistado 24 Sexo Feminino Idade 47 anos Área de Formação Engenharia Sistemas Decisionais E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

visão global do mundo dos negócios

visão global do mundo dos negócios Senhor Primeiro Ministro Senhor Ministro da Saúde Senhor Presidente da AM Senhor Presidente do CA da Lenitudes Senhores Deputados Srs. Embaixadores Srs. Cônsules Senhores Vereadores e Deputados Municipais

Leia mais

AS AUDITORIAS INTERNAS

AS AUDITORIAS INTERNAS AS AUDITORIAS INTERNAS Objectivos Gerais Reconhecer o papel das auditorias internas Objectivos Específicos Reconhecer os diferentes tipos de Auditorias Identificar os intervenientes Auditor e Auditado

Leia mais

Exemplos de Boas Práticas de RSE

Exemplos de Boas Práticas de RSE Exemplos de Boas Práticas de RSE 7.4. Pritchard Englefield Filme sobre a RSE na comunidade Resumo A empresa Pritchard Englefield foi fundada em 1848. Está sediada na City de Londres (Grã-Bretanha). A Pritchard

Leia mais

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hospedes 2º Trimestre 2015

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hospedes 2º Trimestre 2015 FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas e dos Serviços Divisão de Estatísticas do Turismo Av. Amilcar

Leia mais

Esta esperança, este sonho e este legado aos vindouros também tem de ser concretizado no Cartaxo.

Esta esperança, este sonho e este legado aos vindouros também tem de ser concretizado no Cartaxo. Trinta e quatro anos depois do 25 de Abril de 1974, importa comemorar Abril e afirmar os valores da Democracia e da Liberdade. Nada pode motivar ou impedir o livre exercício dos direitos e deveres de cidadania.

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

Newsletter. Águas de Gondomar Uma das melhores empresas para trabalhar em Portugal

Newsletter. Águas de Gondomar Uma das melhores empresas para trabalhar em Portugal info Gondomar Newsletter N.º12 Julho 2011 Semestral Águas de Gondomar Uma das melhores empresas para trabalhar em Portugal A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na revista EXAME,

Leia mais

Questionário de Aferição de Estilos e Ritmos de Aprendizagem em Contexto Virtual. Parte I. Parte II

Questionário de Aferição de Estilos e Ritmos de Aprendizagem em Contexto Virtual. Parte I. Parte II Questionário de Aferição de Estilos e Ritmos de Aprendizagem em Contexto Virtual Instruções para Responder ao Questionário Este questionário tem como objectivo identificar o estilo e ritmo de aprendizagem

Leia mais

ECOXXI Galardão 2013 MODOS DE TRANSPORTE SUAVES EM TORRES VEDRAS

ECOXXI Galardão 2013 MODOS DE TRANSPORTE SUAVES EM TORRES VEDRAS ECOXXI Galardão 2013 MODOS DE TRANSPORTE SUAVES EM TORRES VEDRAS LOCALIZAÇÃO DE TORRES VEDRAS POPULAÇÃO O Município de Torres Vedras localiza-se na costa oeste de Portugal e a sua cidade,torres Vedras,

Leia mais

Preparação de um Plano de Trabalho

Preparação de um Plano de Trabalho Preparação de um Plano de Trabalho Tomando em consideração os limites de tempo e recursos dos implementadores, as ferramentas da série Straight to the Point (Directo ao Ponto), da Pathfinder International,

Leia mais

INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT

INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT TURISMO: TENDÊNCIAS E SOLUÇÕES Exmos. Senhores Conferencistas, Antes de

Leia mais

Sistema de Ensino CNEC

Sistema de Ensino CNEC 1 SUMÁRIO VOLUME 1 "O homem é um pedaço do Universo cheio de vida." Ralph Waldo Emerson Capítulo 1 O Tempo não para 5 Capítulo 2 Você percebendo-se como sujeito histórico 20 Capítulo 3 O Universo que nos

Leia mais

Transcrição de Entrevista nº 5

Transcrição de Entrevista nº 5 Transcrição de Entrevista nº 5 E Entrevistador E5 Entrevistado 5 Sexo Feminino Idade 31 anos Área de Formação Engenharia Electrotécnica e Telecomunicações E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

IAPMEI Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e ao Investimento (Programa Gerir Formação e Consultoria para Pequenas Empresas)

IAPMEI Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e ao Investimento (Programa Gerir Formação e Consultoria para Pequenas Empresas) IAPMEI Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e ao Investimento (Programa Gerir Formação e Consultoria para Pequenas Empresas) APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional Emprego,

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS 1 de 6 - mobilidade humana e OBJECTIVO: Identifica sistemas de administração territorial e respectivos funcionamentos integrados. O Turismo Guião de Exploração Indicadores sobre o turismo em Portugal 27

Leia mais

Senhor Embaixador dos Estados Unidos da América, Exmo. Senhor Presidente do Conselho de Administração da Oeiras International School,

Senhor Embaixador dos Estados Unidos da América, Exmo. Senhor Presidente do Conselho de Administração da Oeiras International School, Senhor Embaixador dos Estados Unidos da América, Excelência, Exmo. Senhor Presidente do Conselho de Administração da Oeiras International School, Exma. Senhora Directora da Oeiras International School,

Leia mais

Procifisc Engenharia e Consultadoria, Lda.

Procifisc Engenharia e Consultadoria, Lda. 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa, com sede em Castelo Branco, é uma empresa criada em 2007 que atua nos domínios da engenharia civil e da arquitetura. Atualmente, é uma empresa

Leia mais

Rekreum Bilbao, Vizcaya, Espanha, www.rekreum.com

Rekreum Bilbao, Vizcaya, Espanha, www.rekreum.com Licenciada em Psicologia e com uma vasta experiência em formação e investigação na área do desenvolvimento de capacidades infantis, Adriana Támez é hoje gestora da. Professora da Universidad Autonoma del

Leia mais

ANEXO III 15-03-2013 RECOLHA DE PERCEPÇÕES INOVAÇÃO E RESPONSABILIDADE SOCIAL

ANEXO III 15-03-2013 RECOLHA DE PERCEPÇÕES INOVAÇÃO E RESPONSABILIDADE SOCIAL ANEXO III RECOLHA DE PERCEPÇÕES INOVAÇÃO E RESPONSABILIDADE SOCIAL -- ÍNDICE ÍNDICE. OBJECTIVOS E ÂMBITO DO ESTUDO. METODOLOGIA. RESUMO. INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL. INOVAÇÃO NOS ÚLTIMOS 6 ANOS 6. APRENDIZAGEM

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

VAMOS PROCURAR A ARQUITETURA 2ª Edição I ESPAÇOS PÚBLICOS

VAMOS PROCURAR A ARQUITETURA 2ª Edição I ESPAÇOS PÚBLICOS VAMOS PROCURAR A ARQUITETURA 2ª Edição I ESPAÇOS PÚBLICOS A Secção Regional do Norte da Ordem dos Arquitectos (OASRN) convida todas as Instituições de Ensino da Região Norte, a participar na 2ª edição

Leia mais

Não deixe de nos contactar ou de nos visitar

Não deixe de nos contactar ou de nos visitar www.microcredito.com.pt ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE DIREITO AO CRÉDITO Partilhe as suas esperanças e sonhos. Outras pessoas podem ajudá-lo a torná-las realidade (Autor desconhecido) Não deixe de nos contactar

Leia mais

Comunicação à 1ª secção

Comunicação à 1ª secção Comunicação à 1ª secção Denomina-se Ordem dos Advogados a associação pública representativa dos licenciados em Direito que, em conformidade com os preceitos deste Estatuto e demais disposições legais aplicáveis,

Leia mais

Em primeiro lugar, gostaria, naturalmente, de agradecer a todos, que se disponibilizaram, para estar presentes nesta cerimónia.

Em primeiro lugar, gostaria, naturalmente, de agradecer a todos, que se disponibilizaram, para estar presentes nesta cerimónia. Cumprimentos a todas as altas individualidades presentes (nomeando cada uma). Caras Colegas, Caros Colegas, Minhas Senhoras, Meus Senhores, Meus Amigos Em primeiro lugar, gostaria, naturalmente, de agradecer

Leia mais

Há 4 anos. 1. Que dificuldades encontra no seu trabalho com os idosos no seu dia-a-dia?

Há 4 anos. 1. Que dificuldades encontra no seu trabalho com os idosos no seu dia-a-dia? Entrevista A13 I Experiência no lar Há quanto tempo trabalha no lar? Há 4 anos. 1 Qual é a sua função no lar? Encarregada de Serviços Gerais. Que tarefas desempenha no seu dia-a-dia? O contacto directo

Leia mais

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com perguntas respondidas pelo presidente Lula Manaus-AM,

Leia mais

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 1 JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 ENTREGADOR DE CARGAS 32 ANOS DE TRABALHO Transportadora Fácil Idade: 53 anos, nascido em Quixadá, Ceará Esposa: Raimunda Cruz de Castro Filhos: Marcílio, Liana e Luciana Durante

Leia mais

Realizou-se dia 24 de Março, na Maia, nas instalações da Sonae Learning Center, a 6ª sessão da CoP, desta vez presencial.

Realizou-se dia 24 de Março, na Maia, nas instalações da Sonae Learning Center, a 6ª sessão da CoP, desta vez presencial. CoP de Gestão do Conhecimento Notas da sessão presencial de 24 de Março de 2014 Realizou-se dia 24 de Março, na Maia, nas instalações da Sonae Learning Center, a 6ª sessão da CoP, desta vez presencial.

Leia mais

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO ÍNDICE 11. PRESSUPOSTO BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO 25 NO ALENTEJO pág. 11.1. Um sistema regional de inovação orientado para a competitividade

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II Capítulo II Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo Dois Como uma nota de $10 me deixou mais rico do que todos os meus amigos Das centenas de estratégias de construção de riqueza que

Leia mais

Entrevista 1.02 - Brenda

Entrevista 1.02 - Brenda Entrevista 1.02 - Brenda (Bloco A - Legitimação da entrevista onde se clarificam os objectivos do estudo, se contextualiza a realização do estudo e participação dos sujeitos e se obtém o seu consentimento)

Leia mais

Fundo de Garantia Automóvel. Fundo de Garantia Automóvel

Fundo de Garantia Automóvel. Fundo de Garantia Automóvel INSTITUTO DE SEGUROS DE PORTUGAL Rigor e Transparência Rigor e Transparência COSTUMAMOS DIZER NO FGA QUE O UTENTE, AINDA QUE NÃO TENHA RAZÃO, É A RAZÃO DA NOSSA EXISTÊNCIA E DIZEMOS TAMBÉM QUE UM PROCESSO

Leia mais

AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A.

AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A. AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A. Empresa especializada na concepção, instalação e manutenção de equipamentos para a indústria hoteleira, restauração e similares. Primeira empresa do sector a nível

Leia mais

DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira

DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional Plurifundos da Região Autónoma da Madeira (POPRAM

Leia mais

Proposta de Lei da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas

Proposta de Lei da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas Fui expulso, mas tenho um filho menor a cargo a viver em Portugal. Podem recusar-me a entrada? Sim. A residência de filhos menores em Portugal é apenas

Leia mais

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Conhece os teus Direitos A caminho da tua Casa de Acolhimento Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E

Leia mais