CADEIAS PRODUTIVAS PARANAENSES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CADEIAS PRODUTIVAS PARANAENSES"

Transcrição

1 CADEIAS PRODUTIVAS PARANAENSES APRESENTADO POR SETOR DE ALIMENTOS E BEBIDAS

2 O Setor de Alimentos e Bebidas no Paraná EMPRESAS EMPREGOS EMPRESAS EMPREGOS R$ 32,71 BILHÕES EM SALÁRIOS R$ 3,12 BILHÕES EM SALÁRIOS R$ 414,6 BILHÕES EM VENDAS IND. R$ 39,11 BILHÕES EM VENDAS IND. R$ 161,77 BILHÕES EM VTI R$ 14,43 BILHÕES EM VTI 8,6% 10,9% 9,5% 9,4% 8,9% Fonte: RAIS/MTE 2013, PIA/IBGE 2011 Elaboração: Agência Paraná de Desenvolvimento - APD Participação no Setor Nacional

3 Setor de Alimentos e Bebidas: Produção e Distribuição Empregos e Estabelecimentos Maringá empregos 180 estabelecimentos Londrina empregos 163 estabelecimentos Toledo empregos 77 estabelecimentos Cascavel empregos 108 estabelecimentos Ponta Grossa empregos 69 estabelecimentos Source: RAIS/MTE Elaborated by: Parana Development Agency APD Curitiba empregos 404 estabelecimentos

4 CADEIA PRODUTIVA ALIMENTOS DE ORIGEM ANIMAL Máquinas e equipamentos Insumos Nutrição animal Saúde animal Biotecnologia Matriz genética, Incubação, Sêmen, Embriões, Alevinos e afins Produção Produção Bovinos, Leiteira, Pescados, Aves e Suínos Transformação Indústrias Processadas, Frigoríficos, Abatedouros, Cooperativas de: Aves, Suínos, Bovinos e Pesca Laticínios e Cooperativas de Lácteos Mercado Mercado Interno Pequeno e Médio Varejo Atacadista Grande Varejo Granja de Ovos Mercado Externo Embalagens, Logística e Serviços Subprodutos para a Indústria de: fertilizante, química, cosméticos, móveis, bebidas, ração, filtros, laboratórios, alimentação, farmacêutica, laticínios, curtumes, vestuário, chocolates, panificio, etc. Source: IBGE/FIEP, Elaborated by: Parana Development Agency - APD

5 CADEIRA PRODUTIVA ALIMENTOS E BEBIDAS: ALIMENTOS DE ORIGEM VEGETAL = CAFÉ INSUMOS PRODUÇÃO EXPORTAÇÃO Indústrias Externas Produtores Rurais Exportador de Café Verde Atacado Externo Consumidor Externo Insumos Cooperativas Indústria de Café Solúvel MERCADO TRANSFORMAÇÃO Indústria de Torrefação e Moagem Atacado Interno Consumidor Interno Embalagens, Logística e Serviços Source: IBGE/FIEP, Elaborated by: Parana Development Agency - APD

6 CADEIA PRODUTIVA ALIMENTOS E BEBIDAS: ALIMENTOS DE ORIGEM VEGETAL = TRIGO Máquinas e Equipamentos insumos PRODUÇÃO TRANSFORMAÇÃO MERCADO DEFENSIVOS AGRÍCOLAS, ADUBOS, SEMENTES E OUTROS INSUMOS PRODUÇÃO DE TRIGO IMPORTAÇÃO Moinhos RAÇÃO ANIMAL, BISCOITO, MASSAS E PANIFICAÇÃO Varejo (inclusive Padarias) IMPORTAÇÃO DE TRIGO Atacado IMPORTAÇÃO DE FARINHA DE TRIGO Embalagens, Logística e Serviços Source: IBGE/FIEP, Elaborated by: Parana Development Agency - APD

7 CADEIA PRODUTIVA ALIMENTOS E BEBIDAS = BEBIDAS Máquinas e equipamentos INSUMOS TRANSFORMAÇÃO MERCADO Insumos Primários: Água, Cevada, Trigo, Lúpulo, Uva, Canade-açúcar, outros AGUARDENTES e OUTRAS BREBIDAS DESTILADAS GRANDE VAREJO Insumos Elaborados: Concentrados, Xaropes, Extratos, Essências, Conservantes, Edulcorantes, Açúcar, Gás Carbônico, Malte, Outros PRODUÇÃO VINHOS CERVEJAS e CHOPES REFRIGERANTES e OUTRAS BEBIDAS NÃO ALCOÓLICAS ÁGUAS ENVASADAS CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO PEQUENO E MÉDIO VAREJO MERCADO EXTERNO EXTRAÇÃO: ERVA MATE - ÁGUA MINERAL ERVATEIRAS Embalagens, Logística e Serviços Source: IBGE/FIEP, Elaborated by: Parana Development Agency - APD

8 Indústrias de Alimentos e Bebidas no Paraná COMPANY CITY PRODUCT OPENING YEAR COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV - AMBEV F. CURITIBANA PRODUTOS ALIMENTÍCIOS ARAPONGAS S/A - PRODASA Almirante Tamandaré Arapongas SoA drinks Candy, biscuits 06/ /1989 MOINHO ARAPONGAS S/A Arapongas Wheat flour, corn meal 09/1975 PINDUCA INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA LTDA Araruna Cassava flour 09/1966 YOKI ALIMENTOS S/A Cambará Grains, spices 02/1995 EMPRESA DE ÁGUAS OURO FINO LTDA - ÁGUAS OURO FINO Campo Largo Mineral water 09/1968 KAEFER AGRO INDUSTRIAL LTDA - GLOBOAVES Cascavel Frozen poultry (whole and cuts) 03/1985 COOPAVEL COOPERATIVA AGROINDUSTRIAL VAPZA ALIMENTOS S/A Cascavel Castro Poultry Vapor- cooked and vacuum- packed food 12/ /1996 Source: Cadastro da Indústria 2013/FIEP Elaborated by: Parana Development Agency APD

9 Indústrias de Alimentos e Bebidas no Paraná COMPANY CITY PRODUCT SPAIPA S/A INDÚSTRIA BRASILEIRA DE BEBIDAS - COCA- COLA Curihba SoA drinks OPENING YEAR 05/1995 ADRAM S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO Faxinal Cornflour and leaven 08/1987 LATICINIOS LATCO LTDA Francisco Beltrão UHT milk, UHT chocolate drink 08/1985 PILÃO AMIDOS LTDA Guaíra cassava starch, cournflour 11/1995 COOPERATIVA AGRÁRIA AGROINDUSTRIAL Guarapuava Wheat flour 05/1988 SEARA ALIMENTOS S/A Lapa Poultry slaughter 11/2010 DAGRANJA AGROINDUSTRIAL LTDA Lapa Poultry cuts and products 02/1995 LÍDER ALIMENTOS DO BRASIL S/A Lobato UHT milk, milk products 02/1994 COOPERATIVA AGROPECUÁRIA DE LONDRINA LTDA - CATIVA Londrina Milk, milk drinks 09/1966 Source: Cadastro da Indústria 2013/FIEP Elaborated by: Parana Development Agency APD

10 Indústrias de Alimentos e Bebidas no Paraná COMPANY CITY PRODUCT FRIGORÍFICO ARGUS LTDA. São José dos Pinhais Beef, beef products JULIATTO E FOGIATTO LTDA. São José dos Pinhais Sausages, bacon OPENING YEAR MOINHO GLOBO ALIMENTOS S/A Sertanópolis Wheat flour, ready bake pasta 05/1972 Toledo Cassava starch and flour 06/2000 ZADIMEL INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS LTDA ALIMENTOS ZAELI LTDA Umuarama Rice, cereals 12/1978 INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE CARNES FRIGOSANTOS LTDA. Campo Magro Sausages and similar 09/1980 FRANGOS PIONEIRO INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS LTDA Joaquim Távora Sausages, bacon 09/2003 FRIMESA COOPERATIVA CENTRAL Medianeira Sausages, ham 05/1980 VALE FÉRTIL INDÚSTRIAS ALIMENTÍCIAS LTDA São José dos Pinhais Olives, olive oil 10/1991 Source: Cadastro da Indústria 2013/FIEP Elaborated by: Parana Development Agency APD

11 Indústrias de Alimentos e Bebidas no Paraná COMPANY CITY PRODUCT OPENING YEAR Maringá PALMALI INDUSTRIAL DE ALIMENTOS LTDA - FRIGOPALMAS Sausages and similar, bovine leather COCAMAR COOPERATIVA AGROINDUSTRIAL Maringá Mayonnese, catchup, mustard and fruit juices POLI- NUTRI ALIMENTOS LTDA Maringá Swine and bovine products JBS S/A FRIBOI Maringá Beef COOPERATIVA AGROINDUSTRIAL LAR Matelândia Poultry NINFA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS LTDA Medianeira Biscuits, ready make pasta 07/ / / / / /1979 AMAFIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS LTDA CIA. IGUAÇU DE CAFÉ SOLÚVEL FRIGORIFICO ASTRA DO PARANA LTDA Cianorte Cornélio Procópio Cruzeiro do Oeste Tapioc and cassava flour 06/1974 Soluble coffee 08/1967 Beef 02/2007 Source: Cadastro da Indústria 2013/FIEP Elaborated by: Parana Development Agency APD

12 Indústrias de Alimentos e Bebidas no Paraná COMPANY CITY PRODUCT OPENING YEAR CONFEPAR AGRO- INDUSTRIAL COOPERATIVA CENTRAL Londrina Powdered milk, UHT milk 12/1982 PASTIFÍCIO SELMI S/A Londrina Pasta, wheat flour 02/2004 CIA. CACIQUE DE CAFÉ SOLÚVEL Londrina Soluble coffee, coffee extract 12/1965 FAVILLE INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS LTDA Marechal Cândido Rondon Biscuits 06/1997 LIGHTSWEET INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS LTDA - LOWÇÚCAR Marialva Sweetener, desserts 04/1990 LOUIS DREYFUS COMMODITIES BRASIL S/A ITAMARATY INDÚSTRIA E COMÉRCIO S/A NUTRIMENTAL S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS Ponta Grossa Soy oil, soy products 12/1996 Coffee, cookies with filling 10/1971 Rolândia São José dos Pinhais Flours, cereal bars 08/1968 Source: Cadastro da Indústria 2013/FIEP Elaborated by: Parana Development Agency APD

13 Indústrias de Alimentos e Bebidas no Paraná COMPANY CITY PRODUCT OPENING YEAR INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE FÉCULA OLINDA LTDA Nova Londrina Cassava starch 02/1982 COPAGRA COOPERATIVA AGROINDUSTRIAL DO NOROESTE PARANAENSE Nova Londrina Cassava starch 01/1974 C. VALE COOPERATIVA AGROINDUSTRIAL Palohna Poultry cuts 05/1996 CERVEJARIAS KAISER BRASIL S/A Ponta Grossa Beers, draught beers 01/1994 SADIA S/A Ponta Grossa Pasta, pizza, poultry cuts 12/2000 CARGILL AGRÍCOLA S/A Ponta Grossa Oils, soy bran 09/1971 BUNGE ALIMENTOS S/A Ponta Grossa Soy oil, soy bran 12/1997 Source: Cadastro da Indústria 2013/FIEP Elaborated by: Parana Development Agency APD

14 OBRIGADA POR SEU TEMPO Agência Paraná de Desenvolvimento Curitiba, Paraná, Brasil Adalberto Netto Presidente Tel:

CADEIAS PRODUTIVAS PARANAENSES

CADEIAS PRODUTIVAS PARANAENSES CADEIAS PRODUTIVAS PARANAENSES SETOR DE MINERAIS NÃO METÁLICOS O Setor de Minerais Não Metálicos no Paraná 27.102 EMPRESAS 451.568 EMPREGOS 2.452 EMPRESAS 30.898 EMPREGOS R$ 8,56 BILHÕES EM SALÁRIOS R$

Leia mais

Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não

Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. CNAE DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não especificados anteriormente 0116-4/99 Cultivo de outras

Leia mais

CADEIAS PRODUTIVAS PARANAENSES

CADEIAS PRODUTIVAS PARANAENSES CADEIAS PRODUTIVAS PARANAENSES SETOR MOVELEIRO O Setor Moveleiro no Paraná 20.145 EMPRESAS 279.558 EMPREGOS 2.716 EMPRESAS 42.286 EMPREGOS R$ 3,85 BILHÕES EM SALÁRIOS R$ 564,64 MILHÕES EM SALÁRIOS R$ 24,83

Leia mais

CADEIAS PRODUTIVAS PARANAENSES

CADEIAS PRODUTIVAS PARANAENSES CADEIAS PRODUTIVAS PARANAENSES SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL O Setor de Construção Civil no Paraná 208.537 EMPRESAS 3.015.373 EMPREGOS 18.947 EMPRESAS 161.211 EMPREGOS R$ 49,86 BILHÕES EM SALÁRIOS R$ 2,12

Leia mais

RESOLUÇÃO SMAC nº 577 de 02 de dezembro de 2014*

RESOLUÇÃO SMAC nº 577 de 02 de dezembro de 2014* RESOLUÇÃO SMAC nº 577 de 02 de dezembro de 2014* Estabelece parâmetros para o Licenciamento Ambiental das atividades de comércio atacadista e de confecção e fabricação de produtos têxteis. O SECRETÁRIO

Leia mais

CADEIAS PRODUTIVAS Análise Cadeia Produtiva do Café

CADEIAS PRODUTIVAS Análise Cadeia Produtiva do Café CADEIAS PRODUTIVAS Análise Cadeia Produtiva do Café Introdução A cadeia produtiva do café envolve três ramos principais de atividade: a produção do grão de café (arábica ou robusta), o café torrado e moído

Leia mais

APÊNDICE XXVII. CRÉDITO ADMITIDO (% sobre a Base de Cálculo) 1% UNIDADE DA FEDERAÇÃO DE ORIGEM ITEM MERCADORIA BENEFÍCIO

APÊNDICE XXVII. CRÉDITO ADMITIDO (% sobre a Base de Cálculo) 1% UNIDADE DA FEDERAÇÃO DE ORIGEM ITEM MERCADORIA BENEFÍCIO APÊNDICE XXVII MERCADORIAS ORIUNDAS DE OUTRAS UNIDADES DA FEDERAÇÃO BENEFICIADAS COM INCENTIVO OU FAVOR FISCAL OU FINANCEIRO-FISCAL EM DESACORDO COM A LEI COMPLEMENTAR Nº 24/75 UNIDADE DA FEDERAÇÃO DE

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Eduardo Pereira Nunes Elisio Contini Apresentação à Diretoria da ABAG 13 de setembro de 2000 - São Paulo O PROBLEMA Controvérsias sobre contribuição

Leia mais

Brasil Plantas o establecimientos para la fabricación de productos intermedios

Brasil Plantas o establecimientos para la fabricación de productos intermedios PAÍS SECCIÓN Brasil Plantas o establecimientos para la fabricación de productos intermedios En vigor desde 09/07/2015 Fecha de publicación 09/07/2015 00062 Lista en vigor 1 BRF S. A. Concordia Santa Catarina

Leia mais

Alimentos e bebidas. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

Alimentos e bebidas. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção Alimentos e bebidas SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Higiene Aplicada à Manipulação de Alimentos Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento

Leia mais

PAÍS SECCIÓN. Brasil Carne de aves de corral y lagomorfos. En vigor desde 03/09/2015 Fecha de publicación 21/08/2015.

PAÍS SECCIÓN. Brasil Carne de aves de corral y lagomorfos. En vigor desde 03/09/2015 Fecha de publicación 21/08/2015. PAÍS SECCIÓN Brasil Carne de aves de corral y lagomorfos En vigor desde 03/09/2015 Fecha de publicación 21/08/2015 00111 Lista en vigor 1 BRF S. A. Concordia Santa Catarina 18 BRF S. A. Dourados Mato Grosso

Leia mais

Principais exportações para São Tomé e Príncipe de produtos agrícolas, florestais e das pescas (média 2004-2008)

Principais exportações para São Tomé e Príncipe de produtos agrícolas, florestais e das pescas (média 2004-2008) Principais exportações para São Tomé e Príncipe de produtos agrícolas, florestais e das pescas (média 2004-2008) 3 500 3 336 3 000 valores em milhares de euros 2 500 2 000 1 500 1 000 1 367 1 279 727 500

Leia mais

ALIMENTOS DE ORIGEM ANIMAL. 1. Introdução

ALIMENTOS DE ORIGEM ANIMAL. 1. Introdução ALIMENTOS DE ORIGEM ANIMAL 1. Introdução A cadeia de alimentos de origem animal tem importante representação industrial no Brasil e no Paraná, bem como, tradição e respeito em nível internacional. Devido

Leia mais

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO Agropecuária É o termo utilizado para designar as atividades da agricultura e da pecuária A agropecuária é uma das atividades mais antigas econômicas

Leia mais

A Indústria de Alimentação

A Indústria de Alimentação A Indústria de Alimentação 61 A indústria brasileira de alimentação está inserida na cadeia do agronegócio e representa parte significativa do PIB. O texto aponta as características do setor, seu desempenho

Leia mais

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE ALIMENTOS OUTUBRO DE 2015 PRODUTOS INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NO BRASIL 2012 EXPORTAÇÕES US$ 43 Bilhões (23%) 23% Ásia 22% União Europeia FATURAMENTO

Leia mais

A JBS. A JBS tem seu capital listado na BM&FBovespa desde 2007. Perfil

A JBS. A JBS tem seu capital listado na BM&FBovespa desde 2007. Perfil Perfil GRI G4-3 G4-5 G4-7 S.A. é uma empresa de alimentos com 61 anos de tradição e líder global no processamento de proteína animal. Operando em mais de 20 países, a companhia atende uma base de mais

Leia mais

Principais exportações para o Brasil de produtos agrícolas, florestais e das pescas (média 2004-2008)

Principais exportações para o Brasil de produtos agrícolas, florestais e das pescas (média 2004-2008) Principais exportações para o Brasil de produtos agrícolas, florestais e das pescas (média 2004-2008) 70 000 62 207 60 000 valores em milhares de euros 50 000 40 000 30 000 20 000 21 786 17 825 8 620 10

Leia mais

Sumário. 2. Informações Econômico-Financeiras

Sumário. 2. Informações Econômico-Financeiras Sumário Página 1. Identificação Razão Social... 01 Endereço Administração Central... 01 Informações Jurídicas... 01 Associação em Órgão de Classe... 01 Atividades...01 Área de Atuação... 01 Administração...

Leia mais

CURITIBA E REGIÃO SUPERMERCADISTAS. Colombo SUPERMERCADO ZONTA SUP. OVERSUPER 1. 1 Paranaguá SUP. SIÃO LTDA 1. Matinhos PIEGEL PÃES E CONVENIENCIAS

CURITIBA E REGIÃO SUPERMERCADISTAS. Colombo SUPERMERCADO ZONTA SUP. OVERSUPER 1. 1 Paranaguá SUP. SIÃO LTDA 1. Matinhos PIEGEL PÃES E CONVENIENCIAS CAMPANHA DE OLHO NA VALIDADE CURITIBA E REGIÃO SUPERMERCADISTAS LOJAS CIDADES SUP. CONDOR Campo Largo Lapa SUP. TISSI 3 SUP. OVERSUPER Colombo SUPERMERCADO ZONTA MINI MERCADO CIVIS (Sup. Compre Bem) Almirante

Leia mais

QUÍMICA, FARMACÊUTICA E MATERIAL PLÁSTICO

QUÍMICA, FARMACÊUTICA E MATERIAL PLÁSTICO QUÍMICA, FARMACÊUTICA E MATERIAL PLÁSTICO SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para

Leia mais

HSM Management Update nº21 - Junho 2005

HSM Management Update nº21 - Junho 2005 O café colombiano e as frutas chilenas têm um marketing muito melhor que o dos concorrentes brasileiros. Mas a situação está melhorando em nosso País. Marcos Fava Neves e Matheus Alberto Cônsoli, especialistas

Leia mais

PANIFICAÇÃO. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

PANIFICAÇÃO. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção PANIFICAÇÃO SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Higiene Aplicada à Manipulação de Alimentos Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento

Leia mais

Título: Desempenho de um conjunto motor gerador ciclo diesel utilizando os principais tipos de biodiesel processados na Região Oeste do Paraná

Título: Desempenho de um conjunto motor gerador ciclo diesel utilizando os principais tipos de biodiesel processados na Região Oeste do Paraná Título: Desempenho de um conjunto motor gerador ciclo diesel utilizando os principais tipos de biodiesel processados na Região Oeste do Paraná Autores: Marcelo José da Silva 1, Samuel Nelson Melegari de

Leia mais

Liderança de Mercado. US$ 2769,1 milhões 1. 9,7% - 8ª do PR e a 12ª do Agronegócio. 2,7% de incremento - 8ª do segmento

Liderança de Mercado. US$ 2769,1 milhões 1. 9,7% - 8ª do PR e a 12ª do Agronegócio. 2,7% de incremento - 8ª do segmento DESTAQUES DA REVISTA EXAME JULHO 2010 RANKING GERAL 1000 RANKING SETORIAL SIGLA UF Segmento Cooperativas Rentabilidade retorno de investimento obtido no ano Liderança de Liquidez Corrente (reais realizáveis

Leia mais

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul Comportamento do emprego formal na Indústria em Mato Grosso do Sul O emprego formal na Indústria sul-mato-grossense encerrou mais um mês com redução liquida de postos de trabalho. Em maio, o conjunto das

Leia mais

QUADRO DO SETOR ALIMENTAR EM SANTA CATARINA 1. PANORAMA DO SETOR DE ALIMENTOS EM SANTA CATARINA

QUADRO DO SETOR ALIMENTAR EM SANTA CATARINA 1. PANORAMA DO SETOR DE ALIMENTOS EM SANTA CATARINA Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina (Órgão reconhecido pelo Governo Italiano Decreto Mise29/7/2009) Tel.: +55 48 3027 2710 / Fax: +55 48 3222 2898 www.brasileitalia.com.br info@brasileitalia.com.br

Leia mais

MÓVEIS E MADEIRA. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

MÓVEIS E MADEIRA. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção MÓVEIS E MADEIRA SENAI - AMPÉRE Montagem de Móveis SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias

Leia mais

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Organização Internacional do Café - OIC Londres, 21 de setembro de 2010. O Sistema Agroindustrial do Café no Brasil - Overview 1 Cafés

Leia mais

- 300. Saldo BC Importações Importações s/gás Exportações

- 300. Saldo BC Importações Importações s/gás Exportações Carta de Conjuntura nº2 Dezembro de 2015 Setor Externo As cotações do dólar recuaram em relação aos últimos meses, chegando a taxa média em novembro a ficar em R$ 3,77, cerca de 2,77% abaixo da taxa média

Leia mais

1. 1. DISTRIBUIÇÃO GOGRÁFICA DOS IMÓVIS Almirante Tamandaré 6/6/2006 25493/04 2. Altônia 22/1/2014 7785/12 3. Alto Paraná 22/7/2013 837/2012 4. Alto Piquiri 30/1/2016 8515/2013 5. Andirá 11/12/2010 675/2010

Leia mais

Diligências nas Comarcas do Interior do Paraná Relação de Subseções Subseção Banco Agencia C/C Salas Telefone

Diligências nas Comarcas do Interior do Paraná Relação de Subseções Subseção Banco Agencia C/C Salas Telefone Diligências nas Comarcas do Interior do Paraná Relação de Subseções Subseção Banco Agencia C/C Salas Telefone APUCARANA Banco do Brasil 0355-7 10.653-4 Sede (43) 3422-3020 Fórum de Apucarana (43) 3422-3675

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014. Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014. Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JANEIRO Exportações Apesar do bom crescimento de Produtos Alimentícios e Máquinas e Equipamentos,

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

SETOR DE ALIMENTOS: estabelecimentos e empregos formais no Rio de Janeiro

SETOR DE ALIMENTOS: estabelecimentos e empregos formais no Rio de Janeiro NOTA CONJUNTURAL SETOR DE ALIMENTOS: estabelecimentos e empregos formais no Rio de Janeiro OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, DEZEMBRO DE 2012 18 2012 PANORAMA GERAL

Leia mais

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de Desempenho da Agroindústria No fechamento do primeiro semestre de 2005, a agroindústria registrou crescimento de 0,3%, taxa bastante inferior à assinalada pela média da indústria brasileira (5,0%) no mesmo

Leia mais

Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013.

Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013. Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013. Senhor(a) Procurador(a) de Justiça Senhor(a) Promotor(a) de Justiça Senhor (a) Servidor (a) Tem o presente a finalidade de apresentar-lhe,

Leia mais

Comunicado CAT n 36, De 29-07-2004

Comunicado CAT n 36, De 29-07-2004 Comunicado CAT n 36, De 29-07-2004 (DOE de 30-07-2004; Rep 31-07-2004) Esclarece sobre a impossibilidade de aproveitamento dos créditos de ICMS provenientes de operações ou prestações amparadas por benefícios

Leia mais

NOME DA EMPRESA CONVENIADA

NOME DA EMPRESA CONVENIADA SIGLA A.YOSHII ACADEMIA OFF ACES ACEPF ACIL ADAMA ADVISE BRASIL AFUS - SEARA ÁGILI AGRO 100 (BUSSADORI) ALL SUL APCEF-PR APETIT ARATEL ARIAN ASPEN ATLAS ATOS BELAGRÍCOLA BIG FRANGO BIOSYN TECNOLOGIA e

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES - 2011

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES - 2011 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES - 2011 Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 747 CEP 80.510-040 Curitiba PR - Fone (41) 3221-7504 Internet: http://www.claspar.pr.gov.br e.mail: claspar@claspar.pr.gov.br APRESENTAÇÃO

Leia mais

PARANÁ DESTAQUES ECONÔMICOS*

PARANÁ DESTAQUES ECONÔMICOS* PARANÁ DESTAQUES ECONÔMICOS* Guilherme Amorim** Aline Matsushita, Flávia Tamioso Marvulo e Maria Laura Simões Saker*** AGROINDÚSTRIA Grupo InVivo compra 50% da Vitagri A maior central de cooperativas da

Leia mais

Perfil Econômico Municipal

Perfil Econômico Municipal indústria Extração de carvão mineral Extração de petróleo e gás natural Extração de minerais metálicos Extração de minerais não-metálicos Fabricação de alimentos e bebidas Fabricação de produtos do fumo

Leia mais

Região Zona da Mata. Regional Agosto 2013

Região Zona da Mata. Regional Agosto 2013 O mapa mostra a divisão do estado de Minas Gerais para fins de planejamento. A região de planejamento Zona da Mata engloba a Fiemg Regional Zona da Mata. Região Zona da Mata GLOSSÁRIO Setores que fazem

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Conceito de Agronegócio e a atuação do Imea 2 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 2.1 Agronegócio Soja 2.2 Agronegócio Milho 2.3 Agronegócio Algodão

Leia mais

- 1000 maiores - Vendas ordem por receita líquida

- 1000 maiores - Vendas ordem por receita líquida - 1000 maiores - Vendas ordem por receita líquida 39ª Coperçucar Agropecuário 54ª Coamo Agropecuário 91ª Aurora Alimentos Agropecuário 120ª C.Vale Agropecuário 182ª Central Nacional Unimed Saúde 193ª LAR

Leia mais

As Interações entre os Agentes da Cadeia Produtiva da Pecuária de Corte no Brasil: implicações para a sustentabilidade Dr. Guilherme Cunha Malafaia

As Interações entre os Agentes da Cadeia Produtiva da Pecuária de Corte no Brasil: implicações para a sustentabilidade Dr. Guilherme Cunha Malafaia As Interações entre os Agentes da Cadeia Produtiva da Pecuária de Corte no Brasil: implicações para a sustentabilidade Dr. Guilherme Cunha Malafaia Embrapa Gado de Corte Estrutura da Apresentação A Estrutura

Leia mais

Programa para Implementação de Sistema de Logística Reversa de Embalagens Plásticas Usadas de Óleos Lubrificantes para o Comerciante Atacadista

Programa para Implementação de Sistema de Logística Reversa de Embalagens Plásticas Usadas de Óleos Lubrificantes para o Comerciante Atacadista Programa para Implementação de Sistema de Logística Reversa de Embalagens Plásticas Usadas de Óleos Lubrificantes para o Comerciante Atacadista 1 . A Lei Federal nº 12.305/10 - instituiu a PNRS e a responsabilidade

Leia mais

Cerâmicas e Olarias. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

Cerâmicas e Olarias. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção Cerâmicas e Olarias SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias e Porteiros

Leia mais

Descrição CNAE FABRICACAO DE OLEOS VEGETAIS REFINADOS, EXCETO OLEO DE MILHO 1/4/2010

Descrição CNAE FABRICACAO DE OLEOS VEGETAIS REFINADOS, EXCETO OLEO DE MILHO 1/4/2010 Descrição CNAE Início da obrigatoriedade 0722701 EXTRACAO DE MINERIO DE ESTANHO 1/4/2010 0722702 BENEFICIAMENTO DE MINÉRIO DE ESTANHO 1/4/2010 1011201 FRIGORIFICO - ABATE DE BOVINOS 1/4/2010 1011202 FRIGORÍFICO

Leia mais

BRASIL. Francisca Peixoto

BRASIL. Francisca Peixoto BRASIL Francisca Peixoto INTRODUÇÃO BRASIL Um dos principais fornecedores de alimentos e matériasprimas do mundo Dotação única em recursos naturais Política agropecuária alinhada com estratégia nacional

Leia mais

Gomas de mascar com ou sem açúcar. Bebidas prontas à base de mate ou chá. Preparações em pó para a elaboração de bebidas

Gomas de mascar com ou sem açúcar. Bebidas prontas à base de mate ou chá. Preparações em pó para a elaboração de bebidas Abrangência: operações interestaduais entre contribuintes situados em São Paulo e contribuintes situados em Sergipe. Produto: alimentícios. Conteúdo: relação de Margem de Valor Agregado. Base Legal: Protocolo

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer Técnico n.o 06064/2006/RJ COGAM/SEAE/MF Rio de Janeiro, 09 de fevereiro de 2006 Referência: Ofício n 394/2006/SDE/GAB de 30 de janeiro

Leia mais

Exemplos de Projetos

Exemplos de Projetos Trigo na visão da Nestlé, com base no Mercado Consumidor Exemplos de Projetos FORUM NACIONAL DO TRIGO Chapecó, 07 Maio 2014 Eng Agr. Olivier Marchand 1 NESTLÉ 2 NOSSA MISSÃO Ser reconhecidos como lideres

Leia mais

Projetos de pesquisa em rede: Rede Aquabrasil REPIMAR

Projetos de pesquisa em rede: Rede Aquabrasil REPIMAR UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE AGROINDÚSTRIA, ALIMENTOS E NUTRIÇÃO Projetos de pesquisa em rede: Rede Aquabrasil REPIMAR Juliana Antunes Galvão

Leia mais

INTEGRAÇÃO CONTRATUAL

INTEGRAÇÃO CONTRATUAL INTEGRAÇÃO CONTRATUAL Uma Estratégia de Acesso ao Mercado Internacional Pedro Viana Borges Esp. Pol. Públicas P e Gestão Governamental Internacionalização de Cooperativas Integração Regional no Mercosul

Leia mais

Objetivo: Produtos que tiveram maior crescimento no mercado francês entre 2013/2014

Objetivo: Produtos que tiveram maior crescimento no mercado francês entre 2013/2014 Objetivo: Produtos que tiveram maior crescimento no mercado francês entre 2013/2014 PRODUTOS Jan-Jun 2013 Jan-Jun 2014 Crescimento 2013/2014 Outras frutas de casca rija e outras sementes, preparadas ou

Leia mais

Governo do Estado de Minas Gerais Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Exportaminas

Governo do Estado de Minas Gerais Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Exportaminas NOTA TÉCNICA MERCOSUL* - Agronegócio, Eletrônica e TIC e Biotecnologia 2010-2014 * Mercado Comum do Sul, composto pela República Federativa do Brasil, República da Argentina, República do Paraguai, República

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DO ESPORTE - PARANÁ ESPORTE - JUSTIÇA DESPORTIVA 54º JOGOS ABERTOS DO PARANÁ FASE FINAL - TOLEDO

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DO ESPORTE - PARANÁ ESPORTE - JUSTIÇA DESPORTIVA 54º JOGOS ABERTOS DO PARANÁ FASE FINAL - TOLEDO GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DO ESPORTE - PARANÁ ESPORTE - JUSTIÇA DESPORTIVA 54º JOGOS ABERTOS DO PARANÁ FASE FINAL - TOLEDO TERMO DE DECISÃO O TRIBUNAL ESPECIAL DE JUSTIÇA DESPORTIVA, por ocasião

Leia mais

Tabela de Correspondência CNAE-Fiscal 1.1 x CNAE 2.0 e subclasses

Tabela de Correspondência CNAE-Fiscal 1.1 x CNAE 2.0 e subclasses Tabela de Correspondência A A A A 01 01 01 01 01 CNAE-Fiscal 1.1 (versão atual) CNAE 2.0 e subclasses (D.O.U. 05/09/2006) código código AGRICULTURA, PECUÁRIA, SILVICULTURA E EXPLORAÇÃO FLORESTAL AGRICULTURA,

Leia mais

APARELHOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E TELECOMUNICAÇÃO

APARELHOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E TELECOMUNICAÇÃO APARELHOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E TELECOMUNICAÇÃO SENAI - AMPÉRE auxiliar administrativo e de produção industrial SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS

Leia mais

Subsídios para construção dos critérios de priorização RELAÇÃO DAS COMARCAS POR ENTRÂNCIA E POR ORDEM ALFABÉTICA. Hab./Promotor Defasagem Apoio

Subsídios para construção dos critérios de priorização RELAÇÃO DAS COMARCAS POR ENTRÂNCIA E POR ORDEM ALFABÉTICA. Hab./Promotor Defasagem Apoio Subsídios para construção dos critérios de priorização RELAÇÃO DAS POR ENTRÂNCIA E POR ORDEM ALFABÉTICA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA Membros jurídico 1 ALMIRANTE TAMANDARE 2 3 40.377 2 2 2 2 ARAUCARIA

Leia mais

ESTABELECIMENTOS HOSPITALARES

ESTABELECIMENTOS HOSPITALARES ESTABELECIMENTOS HOSPITALARES UF MUNICIPIO CNES NOME APUCARANA 2439263 HNSG HOSPITAL OVIDENCIA MATERNO INFANTIL APUCARANA 2439360 HNSG HOSPITAL DA OVIDENCIA ARAPONGAS 2576198 IRMANDADE SANTA CASA DE ARAPONGAS

Leia mais

Alimento: como produzir para atender as necesidades

Alimento: como produzir para atender as necesidades Alimento: como produzir para atender as necesidades Sílvio Isopo Porto Brasília (DF), junho de 2011 Fatores Críticos para Agricultura 1. Crescente demanda dos países emergentes 2. Utilização de produtos

Leia mais

Governo do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP

Governo do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP Governo do Brasil Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP Integração Contratual para Acesso a Mercado Rodolfo Osorio de Oliveira Coordenador

Leia mais

ANEXO VIII - TAXA DE FISCALIZAÇÃO SANITÁRIA TFS

ANEXO VIII - TAXA DE FISCALIZAÇÃO SANITÁRIA TFS ANEXO VIII - TAXA DE FISCALIZAÇÃO SANITÁRIA TFS 11 INDÚSTRIA DE ALIMENTOS 111 MAIOR RISCO EPIDEMIOLÓGICO R$ 11101 conservas de produtos de origem vegetal 200 11102 doces/produtos confeitarias (creme) 200

Leia mais

TABELA DE MUNICÍPIOS COM PARTICIPAÇÃO NO ÍNDICE AMBIENTAL VALORES REPASSADOS NO EXERCÍCIO DE 2000

TABELA DE MUNICÍPIOS COM PARTICIPAÇÃO NO ÍNDICE AMBIENTAL VALORES REPASSADOS NO EXERCÍCIO DE 2000 VALORES REPASSADOS NO EXERCÍCIO DE 2000 Esta tabela identifica os Municípios com participação no Índice Ambiental relativo às informações do ano base de 1998, que compôs o cálculo do Índice de Participação

Leia mais

ANEXO IX TABELA DE RECEITA Nº IX VIGILÂNCIA SANITÁRIA. ATACADISTA DE ALIMENTOS / FABRICAS E INDUSTRIA DE ALIMENTOS Atividades.

ANEXO IX TABELA DE RECEITA Nº IX VIGILÂNCIA SANITÁRIA. ATACADISTA DE ALIMENTOS / FABRICAS E INDUSTRIA DE ALIMENTOS Atividades. ANEXO IX TABELA DE RECEITA Nº IX VIGILÂNCIA SANITÁRIA ATACADISTA DE ALIMENTOS / FABRICAS E INDUSTRIA DE ALIMENTOS Armazém Distribuidora de Água e Alimentos (Atacadista) Distribuidora e Deposito de Bebidas

Leia mais

Guilherme Augusto Vieira,MV,MSc

Guilherme Augusto Vieira,MV,MSc Guilherme Augusto Vieira,MV,MSc Doutorando História das Ciências UFBA,UEFS ABA QUALYAGRO PEC NORDESTE 2013 Guilherme Augusto Vieira gavet@uol.com.br Agronegócio Contexto Pessoal Início trabalhos com Agronegócio

Leia mais

Entenda o IC AGRO. Sobre o Índice de Confiança do Agronegócio (IC Agro)

Entenda o IC AGRO. Sobre o Índice de Confiança do Agronegócio (IC Agro) Metodologia Entenda o IC AGRO O Índice de Confiança do Agronegócio (IC Agro) apresenta informações sobre a percepção econômica do Brasil e do agronegócio por produtores agropecuários, cooperativas e indústrias

Leia mais

Desafios do Mercado de Alimentos e Bebidas Orgânicas. Fabio Ramos Novembro 2008

Desafios do Mercado de Alimentos e Bebidas Orgânicas. Fabio Ramos Novembro 2008 Desafios do Mercado de Alimentos e Bebidas Orgânicas Fabio Ramos Novembro 2008 Fundada em 1982 com a missão de prestar serviços de consultoria agropecuária, agroindustrial e desenvolvimento rural no Brasil

Leia mais

Por que o Agronegócio é o Negócio do Brasil?

Por que o Agronegócio é o Negócio do Brasil? Por que o Agronegócio é o Negócio do Brasil? Prof. Samuel Ribeiro Giordano, Dr.Sc. Coordenador de Projetos do Pensa Programa de Agronegócios da Universidade de São Paulo-Brasil srgiorda@usp.br www.fia.com.br/pensa

Leia mais

Cesta básica volta a subir em Novembro

Cesta básica volta a subir em Novembro Piracicaba, 03 de dezembro de 2014. Cesta básica volta a subir em Novembro Os preços médios mensais da Cesta Básica de Piracicaba ICB - ESALQ/FEALQ, calculado pela EJEA, têm oscilado nos últimos meses

Leia mais

AGROINDÚSTRIA. O BNDES e a Agroindústria em 1998 BNDES. ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 1 Gerência Setorial 1 INTRODUÇÃO 1.

AGROINDÚSTRIA. O BNDES e a Agroindústria em 1998 BNDES. ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 1 Gerência Setorial 1 INTRODUÇÃO 1. AGROINDÚSTRIA BNDES FINAME BNDESPAR ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 1 Gerência Setorial 1 O BNDES e a Agroindústria em 1998 INTRODUÇÃO Este informe apresenta os principais dados sobre os desembolsos do BNDES

Leia mais

SITUAÇÃO DO MERCADO DE TRABALHO PARA O ENGENHEIRO DE ALIMENTOS NO BRASIL E NO RIO GRANDE DO SUL

SITUAÇÃO DO MERCADO DE TRABALHO PARA O ENGENHEIRO DE ALIMENTOS NO BRASIL E NO RIO GRANDE DO SUL SITUAÇÃO DO MERCADO DE TRABALHO PARA O ENGENHEIRO DE ALIMENTOS NO BRASIL E NO RIO GRANDE DO SUL Christian Oliveira Reinehr reinehr@upf.br Luciane Maria Colla lmcolla@upf.br Universidade de Passo Fundo,

Leia mais

Nota Técnica. Relação de Estabelecimentos Autuados por excederem o limite estabelecido na legislação, para absorção de água em carcaças de aves.

Nota Técnica. Relação de Estabelecimentos Autuados por excederem o limite estabelecido na legislação, para absorção de água em carcaças de aves. Nota Técnica Relação de Estabelecimentos Autuados por excederem o limite estabelecido na legislação, para absorção de água em carcaças de aves. Considerando-se o que estabelece o Artigo nº 895 do Regulamento

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL ANÁLISE DA CONJUNTURA AGROPECUÁRIA SAFRA 2011/12

ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL ANÁLISE DA CONJUNTURA AGROPECUÁRIA SAFRA 2011/12 ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL ANÁLISE DA CONJUNTURA AGROPECUÁRIA SAFRA 2011/12 MANDIOCULTURA Economista Methodio Groxko Outubro de 2011 ASPECTOS

Leia mais

COMUNICADO CAT Nº 36, de 29-07-2004

COMUNICADO CAT Nº 36, de 29-07-2004 Página 1 de 10 Portal do Governo Cidadão.SP Investimentos.SP Destaques Home Institucional Serviços Legislação Prestando Contas Municípios e Parcerias Notícias Download Fale Conosco Índices : Legislação

Leia mais

ATIVIDADES REALIZADAS PELO PROCON-PR E PELOS PROCONS INTEGRADOS AO SISTEMA ESTADUAL EM 2012

ATIVIDADES REALIZADAS PELO PROCON-PR E PELOS PROCONS INTEGRADOS AO SISTEMA ESTADUAL EM 2012 ATIVIDADES REALIZADAS PELO PROCON-PR E PELOS PROCONS INTEGRADOS AO SISTEMA ESTADUAL EM 2012 Com o objetivo de implementar e executar a política estadual de proteção, orientação, defesa e educação do consumidor,

Leia mais

Vantagens do Intercâmbio Comercial Agrícola com Manitoba

Vantagens do Intercâmbio Comercial Agrícola com Manitoba Vantagens do Intercâmbio Comercial Agrícola com Manitoba Pessoas de confiança, qualificadas e empenhadas em produzir produtos de qualidade que satisfaçam ou excedam as normas internacionais. Fornecimento

Leia mais

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007 ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES / 2007 1- Balança Comercial Mato Grosso continua tendo superávit na Balança Comercial registrando em 2007 um expressivo saldo de US$ 4,38 bilhões valor que representa

Leia mais

Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária

Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária Outubro de 2012. MUNDO O milho é o cereal mais produzido no mundo. De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a produção média do

Leia mais

INTEGRAÇÃO NA CADEIA PRODUTIVA COM USO DE

INTEGRAÇÃO NA CADEIA PRODUTIVA COM USO DE Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo - SDC Departamento de Cooperativismo e Associativismo - DENACOOP INTEGRAÇÃO NA CADEIA PRODUTIVA COM USO DE CONSÓRCIO Raul de Oliveira Fontoura

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED EDITAL N.º 166/2012-GS/SEED O Diretor-Geral da Secretaria de Estado da Educação, no uso das atribuições que lhe confere a Resolução n.º 334/2011 SEED/GS, de 14/02/2011, resolve TORNAR PÚBLICO o presente

Leia mais

CONVÊNIOS ESTÁGIO CAV/UDESC AGRO AMAZONIA PRODUTOS AGROPECUÁRIOS LTDA ÁGUIA FLORESTAL INDÚSTRIA DE MADEIRAS LTDA

CONVÊNIOS ESTÁGIO CAV/UDESC AGRO AMAZONIA PRODUTOS AGROPECUÁRIOS LTDA ÁGUIA FLORESTAL INDÚSTRIA DE MADEIRAS LTDA CONVÊNIOS ESTÁGIO CAV/UDESC Nº CONVÊNIO CPA CONVENIADA DOE - DATA INÍCIO VIGÊNCIA AD'ORO S/A 28/26/13 27/06/2018 AGÊNCIA REGULADORA DE SERVIÇO DE SANEAMENTO BÁSICO DO ESTADO DE SC AGRO AMAZONIA PRODUTOS

Leia mais

Uma história de sucesso. Sistema cooperativo. Industrialização. Mercado

Uma história de sucesso. Sistema cooperativo. Industrialização. Mercado Uma história de sucesso Desde a fundação, em 1977, a Frimesa sempre procurou oferecer o melhor aos consumidores. Ao longo do tempo a empresa avançou na industrialização de carne suína e leite, diversificando

Leia mais

PAPEL E CELULOSE. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

PAPEL E CELULOSE. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção PAPEL E CELULOSE SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias e Porteiros Desenvolvendo

Leia mais

Engloba 4,3 milhões de unidades produtivas (84%); 14 milhões de pessoas ocupadas (74%trabalhadores rurais); Ocupa 80,25 milhões de ha (25% da área

Engloba 4,3 milhões de unidades produtivas (84%); 14 milhões de pessoas ocupadas (74%trabalhadores rurais); Ocupa 80,25 milhões de ha (25% da área Engloba 4,3 milhões de unidades produtivas (84%); 14 milhões de pessoas ocupadas (74%trabalhadores rurais); Ocupa 80,25 milhões de ha (25% da área total ocupada por estabelecimentos rurais) Produz 70%

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013. Componente Curricular: Processamento de alimentos de origem vegetal

Plano de Trabalho Docente 2013. Componente Curricular: Processamento de alimentos de origem vegetal Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Dr Francisco Nogueira de Lima Código: 059 Município: Casa Branca Eixo Tecnológico: Produção Alimentícia Habilitação Profissional: Técnico em Alimentos

Leia mais

SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 04/2013 Atualizado em 28/06/2013

SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 04/2013 Atualizado em 28/06/2013 Governo do Estado do Paraná (SESA) Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 04/2013 Atualizado em 28/06/2013 Mortes por gripe estão ligadas a doenças crônicas

Leia mais

Tel/Fax 55 11 30573030. E-mail nettrading@nettrading.com.br. Av. São Gabriel, 180 3ºandar. 01435-000 São Paulo SP Brasil. www.nettrading.com.

Tel/Fax 55 11 30573030. E-mail nettrading@nettrading.com.br. Av. São Gabriel, 180 3ºandar. 01435-000 São Paulo SP Brasil. www.nettrading.com. Tel/Fax 55 11 30573030 E-mail nettrading@nettrading.com.br Av. São Gabriel, 180 3ºandar 01435-000 São Paulo SP Brasil www.nettrading.com.br IMPORTAÇÃO A Net Trading Serviços Ltda atua em comércio exterior,

Leia mais

CONJUNTURA DE SAFRAS, OU MAIS DO MESMO: EXPANSÃO DA FRONTEIRA AGRÍCOLA COM SOJA EM 2015/16

CONJUNTURA DE SAFRAS, OU MAIS DO MESMO: EXPANSÃO DA FRONTEIRA AGRÍCOLA COM SOJA EM 2015/16 CONJUNTURA DE SAFRAS, OU MAIS DO MESMO: EXPANSÃO DA FRONTEIRA AGRÍCOLA COM SOJA EM 2015/16 A Companhia Nacional do Abastecimento (Conab), divulgou recentemente sua primeira estimativa para a safra brasileira

Leia mais

Economia Paranaense: estrutura produtiva e desempenho recente

Economia Paranaense: estrutura produtiva e desempenho recente Economia Paranaense: estrutura produtiva e desempenho recente Tabela 1 Produto interno bruto Paraná e Brasil Variação real anual % Anos PIB Paraná Brasil Participação (%) PR/Brasil 2003 4,5 1,2 6,4 2004

Leia mais

Potencialidades e desafios do AGRONEGÓCIO PARANAENSE

Potencialidades e desafios do AGRONEGÓCIO PARANAENSE Potencialidades e desafios do AGRONEGÓCIO PARANAENSE NORBERTO ANACLETO ORTIGARA SECRETÁRIO DE ESTADO JOSÉ TARCISO FIALHO ASSESSOR TÉCNICO 03/09/2012 Principal Estado Agrícola do BRASIL 2,3% do território

Leia mais

PARANÁ CONTINUA SENDO O MAIOR PRODUTOR DE GRÃOS

PARANÁ CONTINUA SENDO O MAIOR PRODUTOR DE GRÃOS SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL D E R A L PARANÁ CONTINUA SENDO O MAIOR PRODUTOR DE GRÃOS 20/03/06 O levantamento de campo realizado pelo DERAL, no

Leia mais

SETOR MOVELEIRO NO PARANÁ

SETOR MOVELEIRO NO PARANÁ SETOR MOVELEIRO 3.672 20.145 COMPANIES EMPRESAS 365 2.716 COMPANIES EMPRESAS 279.558 EMPREGOS 42.286 EMPREGOS R$ 6,08 3,85 BILLION BILHÕES IN EM SALARIES SALÁRIOS R$ 451,67 564,64 BILLION MILHÕES IN EM

Leia mais

RESUMO DOS CONCURSOS PÚBLICOS REALIZADOS

RESUMO DOS CONCURSOS PÚBLICOS REALIZADOS RESUMO DOS CONCURSOS PÚBLICOS REALIZADOS Advogado CARGO ÓRGÃO DATA INSCRITOS CLASSIFICADOS Câmara Municipal de Ponta Grossa Abril/95 43 10 Advogado Prefeitura Municipal Ponta Grossa Maio/92 29 10 Agente

Leia mais

Medicina Veterinária: Gestão de Carreira e Perspectivas de Mercado

Medicina Veterinária: Gestão de Carreira e Perspectivas de Mercado Conselho Regional de Medicina Veterinária do RS Medicina Veterinária: ria: Gestão de Carreira e Perspectivas de Mercado Conselho Regional de Medicina Veterinária do RS BOA TARDE! Conselho Regional de Medicina

Leia mais

LOGÍSTICA REVERSA CENTRAL DE VALORIZAÇÃO DE MATERIAIS RECICLÁVEIS SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE BEBIDAS DO ESTADO DO PARANÁ PRESIDENTE NILO CINI JUNIOR

LOGÍSTICA REVERSA CENTRAL DE VALORIZAÇÃO DE MATERIAIS RECICLÁVEIS SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE BEBIDAS DO ESTADO DO PARANÁ PRESIDENTE NILO CINI JUNIOR LOGÍSTICA REVERSA CENTRAL DE VALORIZAÇÃO DE MATERIAIS RECICLÁVEIS SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE BEBIDAS DO ESTADO DO PARANÁ PRESIDENTE NILO CINI JUNIOR Leis PGRS - PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO)

MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO) MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO) Ingressantes a partir de 2015 1º SEMESTRE HORAS 2º SEMESTRE HORAS Introdução à Engenharia Agronômica 60 Metodologia Científica 60 Álgebra Linear 60 Desenho

Leia mais

PANORAMA DA INDÚSTRIA METAL-MECÂNICA NO PARANÁ

PANORAMA DA INDÚSTRIA METAL-MECÂNICA NO PARANÁ PANORAMA DA INDÚSTRIA METAL-MECÂNICA NO PARANÁ 1. Estrutura 1.1. O Paraná no Brasil A indústria de Metal-Mecânica do Paraná é a quinta maior do País em número de empregados (111.484 ou 6,72%) segundo dados

Leia mais