A seguir demonstraremos os passos a serem seguidos para uma seleção adequada e que atenda as expectativas dos investidores:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A seguir demonstraremos os passos a serem seguidos para uma seleção adequada e que atenda as expectativas dos investidores:"

Transcrição

1 Como escolher um Fundo de Investimento (Suitability) Tão importante quanto conhecer os Fundos de Investimento oferecidos é conhecer o seu perfil de investimento. Feito isso, você poderá selecionar corretamente uma cesta de Fundos de Investimento de acordo com seus objetivos, horizonte de investimento e expectativa de rentabilidade. Cabe ao distribuidor de Fundos e às instituições intermediárias o dever de verificar a adequação da recomendação de investimento aos investidores (suitability test ou análise do perfil do investidor - API). As regras de suitability (adequabilidade) estão centradas na busca da medida de risco que se entende apropriada a cada tipo de investidor. Essa medida de risco é resultante das características pessoais do investidor (decorrentes do seu grau de experiência e entendimento financeiro, real ou presumido) e também dos atributos do conjunto de ativos financeiros a ele ofertado, razão pela qual a adequação será avaliada também à luz do grau de diversificação da carteira de investimentos específica de cada investidor. A seguir demonstraremos os passos a serem seguidos para uma seleção adequada e que atenda as expectativas dos investidores: 1 Passo - Defina o objetivo do investimento 2 Passo - Estabeleça um horizonte para cada um dos objetivos. perder? 3 Passo - Descubra a tolerância do investidor ao risco. Quanto está disposto a

2 4 Passo Defina o perfil do investidor 5 Passo Escolha os Fundos mais adequados ao objetivo e perfil do investidor 6 Passo Reavaliação do Portifólio de Fundos 1 Passo - Defina o objetivo do investimento É importante decidir como o capital investido será utilizado no futuro, pois essa decisão será determinante na hora de escolher o Fundo de Investimento. Por isso, tente listar os seus objetivos e decidir o quanto será aplicado para atender a cada um. Caso existam mais objetivos que a capacidade de poupança, tente eleger os mais importantes. Os objetivos de investimento podem ser listados em termos mais específicos, como, por exemplo, compra de uma casa, ou mais gerais, como, por exemplo, formação de poupança para utilização futura. Porém, especificá-los melhor pode ajudar na hora de escolher o investimento mais adequado, principalmente se a cada um estiver associado a uma estimativa de valor Objetivo de Investimento Compra de carro: normalmente o tempo de acumulação de recursos tendo em vista a compra ou a troca de um automóvel é inferior a dois anos. Desta forma, a melhor indicação é de Fundos Curto Prazo, Referenciados DI ou de Renda Fixa que permitirão a acumulação de recursos no curto prazo sem que seja necessário correr maiores riscos. Compra de Imóvel: neste caso, como provavelmente necessita-se de um montante de investimento elevado e de um tempo de aplicação longo, é mais sensato escolher um Fundo de Investimento de longo prazo, onde é provável obter uma rentabilidade mais significativa com menor risco. Porém, é necessário cuidado redobrado devido ao montante aplicado ser significativo e, por outro, pelo fato da expectativa de resgate estar distante no tempo, o que faz com que seja necessário o constante

3 acompanhamento da aplicação e sua permanente reavaliação para verificar a necessidade de mudança, caso ocorram alterações no cenário utilizado para definir a aplicação inicial. Caso você contraia um financiamento para a aquisição do imóvel atrelado a TR ou a índices de preço como o IGPM ou IGPDI são indicados Fundos que possuam a mesma característica possibilitando que o montante da dívida e o montante de recursos investidos tenham o mesmo indexador. Planejando uma viagem: supondo que, neste exemplo, o valor aplicado tenha que ser resgatado em três meses. Neste caso, faz mais sentido escolher uma aplicação de curto prazo e baixo risco, pois, além do resgate ter que ser feito em breve, qualquer perda pode causar grande dano, uma vez que não há tempo suficiente para sua recuperação. Por outro lado, se a viagem for para o exterior e o prazo for entre um ou dois anos, uma boa sugestão é que o cliente invista em Fundos cambiais, pois todas as despesas bem como a passagem estarão vinculadas a flutuação do dólar americano. Com isso, você conseguirá assegurar a quantia necessária para realizar o seu objetivo. Poupança para pagamento de faculdade: se a formação do investimento começar desde cedo (nascimento da criança), até que ela complete a idade para ingressar na faculdade, haverá um tempo mais que razoável para acumulação. Com isso, Fundos Multimercados agressivos e Fundos de Ações poderão fazer parte da composição da carteira do investidor uma vez que estes Fundos tendem a buscar retornos mais altos no longo prazo, isso desde que o cliente aceite risco equivalente. Formação de poupança para utilização futura: neste exemplo, pelo fato do objetivo não estar claramente determinado (definindo quando e onde será utilizada a quantia investida), o mais indicado pode ser a diversificação das aplicações. Com essa estratégia, o investidor poderá escolher aplicações de diferentes riscos, rentabilidades e prazos, permitindo que tenha sempre quantias disponíveis para eventuais gastos, ao mesmo tempo em que maximiza o lucro, além de poder compensar as perdas em uma aplicação com os ganhos em outra. Obter renda futura (aposentadoria): o investimento visando a acumulação de recursos para a geração de renda futura dependerá do tempo necessário para que a aposentadoria ocorra. Caso este tempo seja longo (Ex: superior a 10 anos) podem ser indicados investimentos de maior risco como Fundos de Ações, Balanceados e Multimercados. A medida que se aproximar a data de aposentadoria é recomendável a migração de recursos para Fundos mais conservadores que deverão compor grande parte da reserva acumulada durante o período. Investindo em busca de melhores retornos: com a redução das taxas de juros de mercado, o investidor deverá cada vez mais estar atendo às oportunidades oferecidas pelo mercado para obter retornos mais satisfatórios. A diversificação para Fundos de Ações deve ser, por exemplo, constantemente monitorada e reavaliada. É importante que o investidor tenha a exata noção da parcela de seus recursos que deverá ser destinada a investimentos de maior risco como Fundos com alavancagem tendo em vista a possibilidade de ocorrência de perdas. Migrando de Renda Fixa para Renda Variável: neste caso, para os investidores que nunca investiram em renda variável é recomendável a alocação inicial de uma pequena parcela dos recursos em Fundos de Ações. Quando o mesmo passar a se sentir mais confortável com as oscilações de mercado e com o nível de risco desses Fundos será possível recomendar uma alocação maior. Outra alternativa são os Fundos Balanceados ou Fundos Multimercados com Renda Variável. Participando do Mercado de Ações com garantia do principal investido: neste caso é recomendada ao investidor a busca de Fundos de Capital Garantido ou Principal Protegido que busquem preservar em determinado período o principal investido mesmo que os mercados de ações apresentem retornos negativos. Não existe o melhor investimento, mas sim o investimento mais adequado para atingir seus objetivos. Por fim, lembre-se que, seja no curto ou longo prazo, os investimentos se destinam a financiar os seus planos para o futuro e, conseqüentemente, terão que ser modificados ou adaptados, à medida que tanto os planos quanto o contexto (político, econômico, etc.) forem mudando. Por isso, para ter certeza de que os objetivos serão realmente atingidos, acompanhe sempre o desempenho das aplicações, e procure manterse permanentemente informado e, de tempos em tempos, reavalie as decisões de investimento para ver se continuam coerentes em relação aos seus planos e ao ambiente que o cerca.

4 2 Passo - Estabeleça um horizonte para cada um dos objetivos. O horizonte de aplicação é também um fator decisivo na hora de definir o investimento mais apropriado, pois o tempo que o valor ficará aplicado poderá influenciar na rentabilidade e até na tributação. Portanto, além de especificar seus objetivos, associando a cada um deles o valor correspondente, é necessário estimar o tempo desejado para resgatar o investimento. Normalmente quanto mais longo o prazo de aplicação, maior será a expectativa de rentabilidade. O investidor também poderá dispor de parcelas de recursos com horizontes diferentes, resultantes de suas necessidades de caixa estimadas. Por isso, na hora de investir, é importante considerar essas necessidades de caixa, lembrando que: 1. as necessidades mais imediatas (de curto prazo) provavelmente têm menor tolerância a perdas; 2. as necessidades mais imediatas (de curto prazo) estão sujeitas à tributação do IOF e a uma incidência de IR maior; 3. para os prazos maiores cresce a aplicabilidade de alternativas com maior risco, conforme a aversão ao risco do investidor e 4. a diversificação é importante para indicar Fundos para cada horizonte de investimento. Defina quais são os projetos de curto, médio e longo prazo. Objetivo de Investimento Compra de carro Compra de Imóvel Planejando uma viagem Poupança para pagamento de faculdade: Formação de poupança para utilização futura: Obter renda futura (aposentadoria): Investindo em busca de melhores retornos Migrando de Renda Fixa para Renda Variável Participando do Mercado de Ações com garantia do principal investido Prazo Curto Curto ou (exterior) ou Atenção com a tributação dos Fundos de Investimento 3 Passo - Descubra a sua tolerância ao risco. Quanto está disposto a perder? Na hora de investir em um Fundo de Investimento tenha sempre em mente que, em regra, quanto maior a expectativa de rentabilidade, maior o risco de perder a quantia aplicada. A aversão ao risco significa que você terá pouca tolerância a perdas, mesmo que as mesmas sejam mínimas ou restritas a um período de tempo pequeno. Investidores muito conservadores não querem perder nada, normalmente se sentem mais seguros em Fundos Referenciados DI e de Renda Fixa e ficam mais satisfeitos com retornos pouco voláteis mesmo que no longo prazo sejam inferiores a investimentos de maior risco. Investidores menos conservadores, por outro lado, podem ser atraídos por retornos passados que muito provavelmente não se repetirão no futuro. É necessário compreender todos os riscos envolvidos para que você não seja surpreendido em momentos de alta volatilidade de mercado.

5 Tipo de Fundo Perfil Risco Curto Prazo, Referenciado DI, Renda Fixa e Capital Protegido Conservador Baixo Cambiais, Dívida Externa, Multimercado, Balanceados e Renda Fixa Crédito Privado Moderado Fundos Alavancados e Ações Agressivo Alto Dicas Importantes: Antes de escolher um Fundo, compare a expectativa de rentabilidade do Fundo de Investimento com a média do mercado ou com outros Fundos de perfis distintos. Evite aplicar a parte essencial de seu patrimônio em Fundos de Investimentos de alto risco 4 Passo Defina o perfil do investidor O quarto passo para a escolha adequada de Fundos de Investimento é a identificação do seu perfil de investidor. A partir das informações obtidas com relação ao objetivo e horizonte de investimento e da aferição da tolerância a risco do investidor é possível descobrir agora qual dos perfis abaixo melhor reflete a propensão a riscos de seu cliente. Perfil do Investidor Conservador Moderado Agressivo Descrição São aqueles cuja tolerância a desvalorizações e/ou perdas seja próxima de zero - devem optar por investimentos cujos riscos sejam menores e mais facilmente entendidos. Privilegiam a segurança e fazem todo o possível para diminuir o risco de perdas, aceitando eventualmente até uma rentabilidade menor. São aqueles que toleram observar alguma desvalorização em seus investimentos, embora não admitam ter que aportar novos recursos. Desejam incrementar um pouco a sua rentabilidade e diversificar seus investimentos. Devem manter parte de seus recursos em investimentos de perfil conservador e o restante em investimentos que não mantenham posições alavancadas. Procuram um equilíbrio entre segurança e rentabilidade e estão dispostos a correr certo risco para que o seu dinheiro renda um pouco mais do que as aplicações mais seguras. São aqueles que estão dispostos a assumir maiores riscos em troca de rentabilidade mais elevada, tolerando observar a desvalorização temporária dos investimentos e até, em alguns casos, ter que aportar mais recursos para pagar eventuais prejuízos. Privilegiam a rentabilidade e são capazes de assumir grandes riscos para que seu investimento renda o máximo possível. Fundos mais indicados Para este perfil de investidor grande parte dos recursos deverá estar alocada em Fundos de Curto Prazo, Referenciados DI (maior percentual) e de Renda Fixa. Seus recursos estarão alocados em Fundos conservadores (Curto Prazo, Referenciado DI e Renda Fixa Pré) e também em Fundos Renda Fixa Multi-Índices, Renda Fixa Crédito, Cambiais, Dívida Externa, Multimercados, Balanceados, de Principal Protegido e mesmo de Ações. A proporção entre esses investimentos será dada em função das particularidades do cliente (horizontes de investimentos, tolerância à desvalorização e necessidades especiais) Seus recursos podem estar alocados em qualquer tipo de Fundo, dependendo das condições de mercado e das particularidades do cliente. Este é o tipo de cliente que pode se interessar ativamente por produtos com risco de crédito altos, risco de ações e/ou com alavancagem. Lembre-se de que esses perfis não são completos e apenas dão um direcionamento geral de composição de investimentos.

6 Assim, podemos ter um investidor conservador que aplique um pequeno percentual de seus recursos em um Fundo indexado ao Ibovespa e outro, agressivo, que não invista nada em ações (embora comprometa boa parcela em Fundos de Renda Fixa Alavancados). 5 Passo Escolha os Fundos mais adequados ao seu objetivo e perfil de investidor O quinto passo é identificar e entender os produtos mais adequados para atender às suas expectativas. Lembre-se de que o domínio dos conceitos e das características de cada Fundo é importante. Para escolher o Fundo mais adequado, não considere apenas a rentabilidade histórica, mas também o seu nível de risco e a política de investimento da carteira. Objetivo de Investimento Horizonte Perfil Tipo de Fundo Compra de carro Curto Curto Prazo, Referenciado DI e Renda Fixa Compra de Imóvel Planejando uma viagem Poupança para pagamento de faculdade Formação de poupança para utilização futura Obter renda futura (aposentadoria) Investindo em busca de melhores retornos Migrando de Renda Fixa para Renda Variável Participando do Mercado de Ações com garantia do principal investido Curto ou Curto ou Conservador, Moderado ou Agressivo Referenciado DI e Renda Fixa e Renda Fixa com índice de preços Renda Fixa ou Cambiais (viagem ao exterior) Referenciado DI e Renda Fixa e Multimercado Renda Fixa, Multimercado, Balanceado e Ações Renda Fixa e Ações, dependendo do prazo para a aposentadoria Ações, Balanceados e Multimercados com renda variável, Fundos com alavancagem e Fundos de Crédito Privado Ações, Balanceados e Multimercados com renda variável. Principal Garantido O que é importante? 1. Entender a diferença entre os tipos de Fundos identificados como mais adequados às suas necessidades e os motivos que levaram a essa sugestão de carteira; 2. Obter o desempenho dos produtos (histórico de rentabilidades mensais e dos últimos doze meses), tomando o cuidado de observar que rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura; 3. Quando houver diferenças de rentabilidade entre os Fundos investidos atentar para a taxa de administração, eventuais diferenças na política de investimento e o período analisado; 4. Ler o regulamento e o prospecto do Fundo e esclarecer dúvidas sempre que necessário. Por fim, ressaltamos que, independentemente do perfil do investidor, deve-se buscar diversificar os investimentos. O conceito de diversificação recomenda que o investidor deve, na medida do possível, evitar concentrar seus recursos em um único tipo de investimento. Cuidado com as restrições de composições de cestas de Fundos em virtude da exigência de valores mínimos de aplicação em cada um deles. Deve-se, portanto, buscar uma composição de investimentos diversificada em função de cada objetivo e horizonte de investimento, da expectativa de rentabilidade, do volume de recursos a ser investido e dos riscos que está disposto a correr.

7 Lembre-se sempre que, qualquer que seja o Fundo de Investimento escolhido, é preciso ter sempre em mente estas afirmações: 1. Aplicações em valores mobiliários sempre tem risco de perda do capital investido. 2. Se a quantia a ser investida é parte essencial do seu patrimônio, não arrisque e diversifique seus investimentos. 3. A alocação correta deve ocorrer de acordo com o prazo que você irá precisar do recurso (curto e longo prazo), pois movimentações desnecessárias para mudança do portfólio geram custos e tributação que poderiam ser evitados. 4. O acompanhamento periódico da rentabilidade é fundamental, lembrando sempre que investimentos em Fundos de longo prazo tendem a trazer melhor retorno, mas poderão gerar oscilações ao longo do período. 6 Passo Reavaliação do Portifólio de Fundos Além da escolha dos Fundos de Investimentos mais adequados é importante que se façam reavaliações periódicas dos investimentos tendo em vista: 1. Alterações de mercado (juros, câmbio, preço das ações, etc.) 2. Alterações no perfil do investidor 3. Constituição de novos Fundos de Investimento. 4. Redefinição de metas e objetivos Siga os seguintes conselhos uma vez que seu dinheiro esteja num Fundo de Investimento: 1. A não ser que sejam investimentos de Curto Prazo e de baixo risco o ideal é sempre deixar seus investimentos amadurecerem. 2. Não se desespere caso um determinado investimento não tenha atendido a sua expectativa de retorno. Pesquise e investigue e evite tomar decisões precipitadas. A orientação de que em mercado de Renda Variável deve-se investir na baixa e resgatar na alta, muitas vezes não é seguida pelos investidores. Usualmente as pessoas entram quando o mercado está super aquecido. Em outras palavras, as pessoas entram quando a Renda Variável está super valorizada. No momento de uma queda, alguns investidores resgatam seus recursos com prejuízo. Além disso, mantenha-se calmo com as flutuações negativas nas suas aplicações em Renda Variável porque nesse tipo de investimento são normais. Informe-se constantemente sobre a situação do mercado. 3. Lembre-se das suas metas e dos seus motivos para investir. Se você se mantém fiel a sua estratégia, você vai chegar lá. Reconheça o tempo de que vai precisar para alcançar essas metas. 4. Verificar o prazo de carência antes de resgatar. Lembre-se da carência do Fundo. Na maioria dos Fundos com carência, se você decide sair antes do aniversário do Fundo você perde a rentabilidade do período. Imagine que você tem um Fundo com aniversário a cada 30 dias. Se você decide resgatar um dia antes do aniversário, você perde a rentabilidade dos últimos 29 dias. Para que isto não aconteça, é importante que você conheça o regulamento dos Fundos nos quais você investe e converse com o gerente antes de solicitar resgates. 5. Verificar IR e o IOF incidentes sobre os resgates. Na maioria dos Fundos (exceto os Fundos de ações que possui IR sobre no resgate das cotas à alíquota de 15% sobre o rendimento), ao efetuar a solicitação de resgate haverá a incidência de IR sobre o rendimento auferido com base em alíquotas decrescentes conforme o prazo do investimento. Essas alíquotas podem variar de 22,5% a 20% em Fundos classificados como de Curto Prazo para fins fiscais e de 22,50% a 15% em Fundos classificados como de Prazo para fins fiscais. Quanto maior o prazo de investimento menor será a alíquota de IR incidente o que em muitos casos beneficia a manutenção de recursos em determinados Fundos, principalmente se a contagem de dias para a mudança de alíquota estiver próxima. Converse com o seu gerente e consulte o prospecto dos Fundos para verificar as alíquotas. No caso do IOF este poderá

8 penalizar sensivelmente o retorno dos investimentos caso esses sejam resgatados em prazo inferior a 30 dias da data de aplicação. Apesar de grande parte da poupança nacional estar hoje investida em Fundos também é necessário avaliar os outros produtos de investimento detidos pelos investidores. Aplicações em Poupança, CDBs, debêntures, e previdência devem ser levadas em consideração para um adequado balanceamento dos recursos.

Perfil de investimentos

Perfil de investimentos Perfil de investimentos O Fundo de Pensão OABPrev-SP é uma entidade comprometida com a satisfação dos participantes, respeitando seus direitos e sempre buscando soluções que atendam aos seus interesses.

Leia mais

DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA

DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA GUIA PARA A ESCOLHA DO PERFIL DE INVESTIMENTO DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA Caro Participante: Preparamos para você um guia contendo conceitos básicos sobre investimentos, feito para ajudá-lo a escolher

Leia mais

E-book de Fundos de Investimento

E-book de Fundos de Investimento E-book de Fundos de Investimento O QUE SÃO FUNDOS DE INVESTIMENTO? Fundo de investimento é uma aplicação financeira que funciona como se fosse um condomínio, onde as pessoas somam recursos para investir

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Gestão Financeira Prof. Marcelo Cruz Fundos de Investimento 3 Uma modalide de aplicação financeira Decisão de Investimento 1 Vídeo: CVM Um fundo de investimento é um condomínio que reúne recursos de um

Leia mais

Perfis de Investimento PrevMais

Perfis de Investimento PrevMais Cartilha Perfis de Investimento PrevMais [1] Objetivo Geral O regulamento do PREVMAIS prevê exclusivamente para o Benefício de Renda Programada a possibilidade de os participantes optarem por perfis de

Leia mais

Regulamento - Perfil de Investimentos

Regulamento - Perfil de Investimentos Regulamento - Perfil de Investimentos 1. Do Objeto Este documento estabelece as normas gerais aplicáveis ao Programa de Perfil de Investimentos (Multiportfólio) da CargillPrev. O programa constitui-se

Leia mais

CARTILHA PERFIS DE INVESTIMENTOS

CARTILHA PERFIS DE INVESTIMENTOS CARTILHA PERFIS DE INVESTIMENTOS OBJETIVO GERAL O PrevMais prevê para o Benefício de Renda Programada a possibilidade de que os participantes optem por perfis de investimento, em épocas préestabelecidas,

Leia mais

Princípios de Investimento

Princípios de Investimento Princípios de Investimento Rentabilidade Rentabilidade é o grau de rendimento proporcionado por um investimento pela valorização do capital ao longo do tempo. Liquidez Liquidez é a rapidez com que se consegue

Leia mais

Termos e Condições para opção pelos Novos Perfis de Investimentos

Termos e Condições para opção pelos Novos Perfis de Investimentos Termos e Condições para opção pelos Novos Perfis de Investimentos Conforme aprovado pelo Conselho Deliberativo em reunião realizada em 4 de abril de 2011 a São Bernardo implementará em 1º de julho de 2011

Leia mais

Fundos de Investimentos

Fundos de Investimentos Fundos de Investimentos 1 O que e um fundo de investimentos? Um fundo de investimentos concentra em uma unica entidade juridica, varios investidores com o mesmo objetivo e que compartilham a mesma estrategia

Leia mais

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar.

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. FUNDO REFERENCIADO DI Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. Para tal, investem no mínimo 80% em títulos públicos federais

Leia mais

Investimento para Mulheres

Investimento para Mulheres Investimento para Mulheres Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência de mercado. Cem

Leia mais

Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento

Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Prof. William Eid Junior Professor Titular Coordenador do GV CEF Centro de Estudos em Finanças Escola

Leia mais

Como funcionam os fundos de investimentos

Como funcionam os fundos de investimentos Como funcionam os fundos de investimentos Fundos de Investimentos: são como condomínios, que reúnem recursos financeiros de um grupo de investidores, chamados de cotistas, e realizam operações no mercado

Leia mais

Banco do Brasil - Cartilha de Fundos de Investimento Fundos de Investimento

Banco do Brasil - Cartilha de Fundos de Investimento Fundos de Investimento Fundos de Investimento O que é?...2 Tipos de Fundos...2 Fundos de curto prazo...2 Fundos renda fixa...2 Fundos referenciados DI...2 Fundos multimercado...3 Fundos de ações...3 Fundos da dívida externa...3

Leia mais

CARTILHA PERFIS DE INVESTIMENTO VALIA FAÇA A SUA ESCOLHA. VALIA FIX VALIA MIX 20 VALIA MIX 35

CARTILHA PERFIS DE INVESTIMENTO VALIA FAÇA A SUA ESCOLHA. VALIA FIX VALIA MIX 20 VALIA MIX 35 CARTILHA PERFIS DE INVESTIMENTO VALIA VALIA FIX VALIA MIX 20 VALIA MIX 35 O melhor perfi l de investimento é o que mais se parece com você. FAÇA A SUA ESCOLHA. A Valia está disponibilizando três perfis

Leia mais

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

PERFIL DE INVESTIMENTOS PERFIL DE INVESTIMENTO

PERFIL DE INVESTIMENTOS PERFIL DE INVESTIMENTO PERFIL DE INVESTIMENTOS O QUE É? É a opção dada ao participante para que indique os percentuais de seu saldo que devem ser alocados em Renda Fixa e em Renda Variável (ações), de acordo com a sua aptidão

Leia mais

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

Finanças O Cristão e o Dinheiro

Finanças O Cristão e o Dinheiro ! " ### 2 4 8 8 # # Poupança Renda Fixa Risco e potencial de ganho/perda DI Previdência Imóveis CDB Fundos multimercados Ouro Fundos alavancados Fundos cambiais Fiex Derivativos (Ações) # 9 & 8 : :!, )

Leia mais

Curso Preparatório CPA20

Curso Preparatório CPA20 Página 1 de 9 Você acessou como Flávio Pereira Lemos - (Sair) Curso Preparatório CPA20 Início Ambiente ) CPA20_130111_1_1 ) Questionários ) Passo 2: Simulado Módulo II ) Revisão da tentativa 1 Iniciado

Leia mais

Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar

Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar Os fundos de previdência privada, sejam fechados ou abertos, têm características próprias e vantagens tributárias em relação aos investimentos

Leia mais

HSBC Strategy S&P Diversifique seus investimentos com ativos internacionais

HSBC Strategy S&P Diversifique seus investimentos com ativos internacionais HSBC Strategy S&P Diversifique seus investimentos com ativos internacionais HSBC Strategy S&P Diversifique seus investimentos com ativos internacionais Avaliando oportunidades de sucesso através de um

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GRADUAL IGB-30 FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GRADUAL IGB-30 FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GRADUAL IGB-30 FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ: Nº 18.048.590/0001-98 Informações referentes a setembro de 2014 Esta lâmina contém um resumo das informações

Leia mais

Curso Preparatório CPA20

Curso Preparatório CPA20 Página 1 de 8 Você acessou como Flávio Pereira Lemos - (Sair) Curso Preparatório CPA20 Início Ambiente ) CPA20_130111_1_1 ) Questionários ) Passo 2: Simulado Módulo IV ) Revisão da tentativa 3 Iniciado

Leia mais

GESTOR DA CARTEIRA DE INVESTIMENTO

GESTOR DA CARTEIRA DE INVESTIMENTO O QUE É? No Brasil um fundo de investimento possui a sua organização jurídica na forma de um condomínio de investidores, portanto o fundo de investimento possui um registro na Receita Federal (CNPJ) pois

Leia mais

Plano de Previdência Complementar. mudança

Plano de Previdência Complementar. mudança Plano de Previdência Complementar Outubro é o mês da mudança Em outubro, você poderá mudar o perfil do seu Plano de Previdência Complementar para o que mais combina com você. Não esqueça: Esse é um momento

Leia mais

Escolha o seu e comece a construir o futuro que você quer ter

Escolha o seu e comece a construir o futuro que você quer ter Escolha o seu e comece a construir o futuro que você quer ter Valia Fix, Valia Mix 20, Valia Mix 35 e Valia Ativo Mix 40 Quatro perfis de investimento. Um futuro cheio de escolhas. Para que seu plano de

Leia mais

Sumário. A função do Resumo Explicativo 3. Bem-vindo ao Plano de Benefícios Raiz 4. Contribuições do Participante 6. Contribuições da Patrocinadora 7

Sumário. A função do Resumo Explicativo 3. Bem-vindo ao Plano de Benefícios Raiz 4. Contribuições do Participante 6. Contribuições da Patrocinadora 7 Sumário A função do 3 Bem-vindo ao Plano de Benefícios Raiz 4 Contribuições do Participante 6 Contribuições da Patrocinadora 7 Controle de Contas 8 Investimento dos Recursos 9 Benefícios 10 Em caso de

Leia mais

Curso CPA-10 Certificação ANBID Módulo 4 - Princípios de Investimento

Curso CPA-10 Certificação ANBID Módulo 4 - Princípios de Investimento Pág: 1/18 Curso CPA-10 Certificação ANBID Módulo 4 - Princípios de Investimento Pág: 2/18 Módulo 4 - Princípios de Investimento Neste módulo são apresentados os principais fatores para a análise de investimentos,

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O FI MM SMART NOVA GERACAO 13.896.109/0001-09 Informações referentes a Março de 2013

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O FI MM SMART NOVA GERACAO 13.896.109/0001-09 Informações referentes a Março de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o HSBC FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO SMART. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.4- Fundos de Investimentos 2ª parte:

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.4- Fundos de Investimentos 2ª parte: Conhecimentos Bancários Item 2.1.4- Fundos de Investimentos 2ª parte: Conhecimentos Bancários Item 2.1.4- Fundos de Investimentos: São condomínios, que reúnem aplicações de vários indivíduos para investimento

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FI MM LONGO PRAZO HEDGE X 11.089.560/0001-80 Informações referentes a Fevereiro de 2013

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FI MM LONGO PRAZO HEDGE X 11.089.560/0001-80 Informações referentes a Fevereiro de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o HSBC FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento do fundo,

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFA II AÇÕES - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES DA PETROBRAS CNPJ: 03.919.927/0001-18

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFA II AÇÕES - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES DA PETROBRAS CNPJ: 03.919.927/0001-18 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFA II AÇÕES - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES DA PETROBRAS Informações referentes à Dezembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre

Leia mais

1. PÚBLICO-ALVO: O fundo é destinado a investidores em geral que pretendam buscar investimentos com rentabilidade superior ao CDI.

1. PÚBLICO-ALVO: O fundo é destinado a investidores em geral que pretendam buscar investimentos com rentabilidade superior ao CDI. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS HEDGE CLASSIQUE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO LONGO PRAZO CNPJ/MF: Informações referentes a Dezembro de 2014 Esta lâmina contém um resumo das informações

Leia mais

Política de Suitability

Política de Suitability Política de Suitability Outubro 2015 1. OBJETIVO O objetivo da Política de Suitability ( Política ) é estabelecer procedimentos formais que possibilitem verificar a adequação do investimento realizado

Leia mais

Estrutura do Plano de Benefícios Agilent

Estrutura do Plano de Benefícios Agilent Plano de Benefícios Agilent 1 Objetivo da HP Prev Proporcionar aos seus participantes a oportunidade de contribuir para a HP Prev e, juntamente com as contribuições da patrocinadora, formar uma renda mensal

Leia mais

CARTILHA PLANO CELPOS CD

CARTILHA PLANO CELPOS CD CARTILHA PLANO CELPOS CD ORIGINAL PLUS O QUE É O PLANO CELPOS CD? O Plano Misto I de Benefícios CELPOS CD é um plano de previdência complementar cujo benefício de aposentadoria programada é calculado de

Leia mais

Riscos nas aplicações financeiras e os Fundos de Investimentos

Riscos nas aplicações financeiras e os Fundos de Investimentos Riscos nas aplicações financeiras e os Fundos de Investimentos A premissa básica em investimentos afirma que não há retorno sem risco. A busca por um ganho em rentabilidade é sempre acompanhada por uma

Leia mais

FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES E FUNDOS MULTIMERCADO

FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES E FUNDOS MULTIMERCADO I Curso de Férias do Grupo de Estudos de Direito Empresarial - Direito UFMG EM AÇÕES E FUNDOS MULTIMERCADO Fernanda Valle Versiani Mestranda em Direito Empresarial pela Universidade Federal de Minas Gerais,

Leia mais

Perfis de Investimento

Perfis de Investimento Perfis de Investimento Manual Perfis de Investimento Manual Perfis de Investimento Índice Objetivo... 3 Introdução... 3 Falando sobre sua escolha e seu plano... 3 Perfis de Investimento... 5 Principais

Leia mais

PERFIS DE INVESTIMENTOS

PERFIS DE INVESTIMENTOS PERFIS DE INVESTIMENTOS MARCÃO, RITA! - SENTEM AQUI! ESTE É O CARLOS, NOSSO NOVO COLEGA BEMVINDO! TUDO BEM? ESTOU FALANDO PRO CARLOS DA IMPORTÂNCIA DE UMA APOSENTADORIA PROGRAMADA. É CARLOS, VOCÊ ESTÁ

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O K1 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTOS MULTIMERCADO

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O K1 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTOS MULTIMERCADO LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O K1 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTOS MULTIMERCADO Informações referentes a Outubro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC CAMBIAL DOLAR 02.294.024/0001-26 Informações referentes a Abril de 2013

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC CAMBIAL DOLAR 02.294.024/0001-26 Informações referentes a Abril de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o HSBC FUNDO DE INVESTIMENTO CAMBIAL LONGO PRAZO. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GRADIUS HEDGE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ: Nº 10.446.951/0001-42

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GRADIUS HEDGE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ: Nº 10.446.951/0001-42 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GRADIUS HEDGE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ: Nº Informações referentes à Abril de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o

Leia mais

-de-meia. prepara novidades. Plano PAI-CD. dez. para o. Perfil de investidor: qual é o seu? Espelho, espelho meu REVISTA. Fundação Itaúsa Industrial

-de-meia. prepara novidades. Plano PAI-CD. dez. para o. Perfil de investidor: qual é o seu? Espelho, espelho meu REVISTA. Fundação Itaúsa Industrial dez 2013 é P REVISTA Fundação Itaúsa Industrial -de-meia Fundação Itaúsa Industrial prepara novidades para o Plano PAI-CD EDITORIAL Saindo do forno E N T R E V I S TA Perfil de investidor: qual é o seu?

Leia mais

Transferência da administração de recursos e alocação de ativos para profissionais especializados;

Transferência da administração de recursos e alocação de ativos para profissionais especializados; Guia de Fundos de Investimento A CMA desenvolveu o Guia de Fundos de Investimento para você que quer se familiarizar com os princípios básicos do mercado financeiro, ou que tem interesse em aprofundar

Leia mais

Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV

Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV INVESTIMENTOS Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV Uma questão de suma importância para a consolidação e perenidade de um Fundo de Pensão é a sua saúde financeira, que garante

Leia mais

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

Aplicação de recursos

Aplicação de recursos Aplicação de recursos São 3 os pilares de qualquer investimento Segurança Liquidez Rentabilidade Volatilidade - mede o risco que um fundo ou um título apresenta - maior a volatilidade, maior o risco; Aplicação

Leia mais

Plano de Contribuição Definida

Plano de Contribuição Definida Plano de Contribuição Definida Gerdau Previdência CONHEÇA A PREVIDÊNCIA REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Oferecido pelo setor privado, com adesão facultativa, tem a finalidade de proporcionar uma proteção

Leia mais

INVESTIMENTOS CONSERVADORES

INVESTIMENTOS CONSERVADORES OS 4 INVESTIMENTOS CONSERVADORES QUE RENDEM MAIS QUE A POUPANÇA 2 Edição Olá, Investidor. Esse projeto foi criado por Bruno Lacerda e Rafael Cabral para te ajudar a alcançar mais rapidamente seus objetivos

Leia mais

Perfis de Investimento. GEBSA Prev

Perfis de Investimento. GEBSA Prev Perfis de Investimento GEBSA Prev 2 GEBSA-PREV INTRODUÇÃO Esta cartilha reúne as principais informações relacionadas aos Perfis de Investimento da GEBSA PREV e vai lhe ajudar a identificar alguns aspectos

Leia mais

PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI

PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI UVERGS PREVI A União dos Vereadores do Estado do Rio Grande do Sul visa sempre cuidar do futuro de seus associados Por conta disso, está lançando um Programa de Benefícios

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS RF FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS RF FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CNPJ/MF: Informações referentes a Julho de 2014 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o BNP PARIBAS RF FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA.

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O QUELUZ TRADER FIM 09.052.643/0001-53. Informações referentes a Agosto de 2015

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O QUELUZ TRADER FIM 09.052.643/0001-53. Informações referentes a Agosto de 2015 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O QUELUZ TRADER FIM 09.052.643/0001-53 Informações referentes a Agosto de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o QUELUZ TRADER FUNDO

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O APOENA MACRO DOLAR FICFIM 18.391.163/0001-08. Informações referentes a Setembro de 2015

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O APOENA MACRO DOLAR FICFIM 18.391.163/0001-08. Informações referentes a Setembro de 2015 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O APOENA MACRO DOLAR FICFIM 18.391.163/0001-08 Informações referentes a Setembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o APOENA MACRO

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CNPJ: Informações referentes a Setembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o As informações completas sobre esse fundo podem

Leia mais

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo. Sumitomo Mitsui Platinum Plus FIC de FI Ref. DI Crédito Privado Longo Prazo CNPJ: 00.827.

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo. Sumitomo Mitsui Platinum Plus FIC de FI Ref. DI Crédito Privado Longo Prazo CNPJ: 00.827. Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo Informações referentes a setembro de 2015. Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o SUMITOMO MITSUI PLATINUM PLUS FIC DE FI REF DI

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CLIC FUNDO DE INVEST. EM ACOES

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CLIC FUNDO DE INVEST. EM ACOES LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CNPJ: Informações referentes a Novembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o As informações completas sobre esse fundo podem

Leia mais

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R 8 PASSOS PARA INVESTIR EM AÇÕES SEM SER UM ESPECIALISTA W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R Aviso Importante O autor não tem nenhum vínculo com as pessoas, instituições financeiras e produtos, citados,

Leia mais

Manual Perfis de Investimentos

Manual Perfis de Investimentos Manual Perfis de Investimentos 2015 Manual de Perfis de Investimentos Índice Perfi s de Investimentos Avonprev... 4 Por que existem os Perfi s de Investimentos... 5 O que são Perfi s de Investimentos...

Leia mais

Movimentações entre aplicações financeiras sem CPMF

Movimentações entre aplicações financeiras sem CPMF Movimentações entre aplicações financeiras sem CPMF A Conta Investimento foi instituída pela Lei 10.892, que entrou em vigor em 01/10/2004. Trata-se de uma conta corrente de depósitos para investimento

Leia mais

Rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV no 1º Trimestre de 2014

Rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV no 1º Trimestre de 2014 Investimentos Rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV no 1º Trimestre de 2014 Como forma de manter os Participantes informados sobre a evolução do seu Plano no que diz respeito à rentabilidade dos

Leia mais

Objetivos e Riscos. ...todo investimento envolve uma probabilidade de insucesso, variando apenas o grau de risco.

Objetivos e Riscos. ...todo investimento envolve uma probabilidade de insucesso, variando apenas o grau de risco. Objetivos e Riscos Antes de investir é necessário ter em mente que há risco em qualquer investimento. O mercado financeiro pode lhe ajudar a multiplicar a sua poupança (não necessariamente a conta de poupança,

Leia mais

Recupere a saúde financeira e. garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015

Recupere a saúde financeira e. garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015 Recupere a saúde financeira e garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015 Objetivo geral Disseminar conhecimento financeiro e previdenciário dentro e fora da SP-PREVCOM buscando contribuir

Leia mais

PERFIS DE INVESTIMENTO

PERFIS DE INVESTIMENTO PERFIS DE INVESTIMENTO Índice 3 Apresentação 3 Como funciona a ELETROS? 4 Como são os investimentos em renda variável? 5 Como são os investimentos em renda fixa? 6 Como são os investimentos nos demais

Leia mais

SONHOS AÇÕES. Planejando suas conquistas passo a passo

SONHOS AÇÕES. Planejando suas conquistas passo a passo SONHOS AÇÕES Planejando suas conquistas passo a passo Todo mundo tem um sonho, que pode ser uma viagem, a compra do primeiro imóvel, tranquilidade na aposentadoria ou garantir os estudos dos filhos, por

Leia mais

10 perguntas sobre aplicações financeiras e a Declaração do Imposto de Renda. Sicredi Investimentos

10 perguntas sobre aplicações financeiras e a Declaração do Imposto de Renda. Sicredi Investimentos 10 perguntas sobre aplicações financeiras e a Declaração do Imposto de Renda. Sicredi Investimentos A cada ano, surgem dúvidas, por parte dos investidores, de como declarar à Receita Federal os rendimentos

Leia mais

R isk O ffice PGBL E VGBL RANKING DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO

R isk O ffice PGBL E VGBL RANKING DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO PGBL E VGBL RANKING DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO ELABORADO PELO RISK OFFICE EM JULHO DE 2005 Este relatório apresenta os resultados do trabalho realizado pelo Risk Office ("Relatório Risk Office"), em consonância

Leia mais

Para quem tem até R$ 30 mil para investir, poupança se mantém mais rentável que fundos DI

Para quem tem até R$ 30 mil para investir, poupança se mantém mais rentável que fundos DI Para quem tem até R$ 30 mil para investir, poupança se mantém mais rentável que fundos DI Vinicius Neder Publicado: 6/05/12-22h42 RIO - Acabou a vida fácil para o pequeno investidor. O governo mudou a

Leia mais

Demonstrações Financeiras HSBC Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Curto Prazo II CNPJ: 04.823.561/0001-41

Demonstrações Financeiras HSBC Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Curto Prazo II CNPJ: 04.823.561/0001-41 Demonstrações Financeiras HSBC Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento (Administrado pelo HSBC Bank Brasil S.A. - Banco Múltiplo - 31 de março de 2011 e 2010 com relatório dos auditores

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O VIDA FELIZ FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 07.660.310/0001-81 OUTUBRO/2015

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O VIDA FELIZ FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 07.660.310/0001-81 OUTUBRO/2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o Vida Feliz Fundo de Investimento em Ações. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento do fundo,

Leia mais

Versão atualizada em março de 2011

Versão atualizada em março de 2011 Versão atualizada em março de 2011 Apresentação Ativo, rentabilidade, renda fixa, perfil de investimento... Se você tem o hábito de se informar sobre como anda o dinheiro investido no seu plano previdenciário,

Leia mais

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO Por que ler este livro? Você já escutou histórias de pessoas que ganharam muito dinheiro investindo, seja em imóveis ou na Bolsa de Valores? Após ter escutado todas essas

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O VITÓRIA RÉGIA FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ: 05.384.841/0001-63. Informações referentes à MAIO de 2014

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O VITÓRIA RÉGIA FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ: 05.384.841/0001-63. Informações referentes à MAIO de 2014 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O Informações referentes à MAIO de 2014 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o VITÓRIA RÉGIA FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES. As informações

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ZENITH FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ: 04.787.

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ZENITH FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ: 04.787. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ZENITH FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES Informações referentes à Julho de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

Restrições de Investimento:.

Restrições de Investimento:. Página 1 de 7 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O FIC DE FIS EM AÇÕES BRB AÇÕES 500 31.937.303/0001-69 Informações referentes a 11/2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre

Leia mais

Relatório AWM Investimentos no atual cenário de juros

Relatório AWM Investimentos no atual cenário de juros Mudança nas características dos investimentos no Brasil A mudança estrutural que o Brasil está vivenciando diante da forte queda de juros, afetou diretamente os investimentos da população. Conforme abordado

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS MASTER CRÉDITO FI RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO LONGO PRAZO

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS MASTER CRÉDITO FI RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO LONGO PRAZO LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CNPJ/MF: Informações referentes a Setembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o BNP PARIBAS MASTER CRÉDITO FI RENDA FIXA CRÉDITO

Leia mais

a) mercados de derivativos, tais como, exemplificativamente, índices de ações, índices de preços, câmbio (moedas), juros;

a) mercados de derivativos, tais como, exemplificativamente, índices de ações, índices de preços, câmbio (moedas), juros; CREDIT SUISSE HEDGINGGRIFFO 1. Públicoalvo LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS dezembro/2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o CSHG EQUITY HEDGE LEVANTE FUNDO DE INVESTIMENTO

Leia mais

Cartilha. Perfis de Investimento. FUNDAÇÃO previdenciária IBM

Cartilha. Perfis de Investimento. FUNDAÇÃO previdenciária IBM Cartilha Perfis de Investimento FUNDAÇÃO previdenciária IBM 2015 Índice A escolha do seu Perfil de Investimento...4 O que é um Perfil de investimento?...5 Opções de Investimento...6 Perfis de Investimento

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC DI SOLIDARIEDADE 04.520.220/0001-05 Informações referentes a Abril de 2013

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC DI SOLIDARIEDADE 04.520.220/0001-05 Informações referentes a Abril de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o HSBC FICFI REFERENCIADO DI LONGO PRAZO. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento do fundo,

Leia mais

plano Taesaprev Editada em fevereiro de 2012

plano Taesaprev Editada em fevereiro de 2012 plano Taesaprev Editada em fevereiro de 2012 Apresentação Ativo, rentabilidade, renda fixa, perfil de investimento... Se você tem o hábito de se informar sobre como anda o dinheiro investido no seu plano

Leia mais

10 perguntas sobre aplicações financeiras e a Declaração do Imposto de Renda.

10 perguntas sobre aplicações financeiras e a Declaração do Imposto de Renda. 10. Como devo declarar minhas aplicações em Fundos de Investimentos em ações? A tributação é do tipo exclusiva de fonte e, por isso, os rendimentos devem ser informados na ficha Rendimentos Sujeitos à

Leia mais

F.Q.S. DI - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de

F.Q.S. DI - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de F.Q.S. DI - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento Financeiro Demonstrações financeiras em 31 de março de 2004 e de 2003 e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes

Leia mais

Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012

Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012 Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012 Analistas indicam quais cuidados tomar no mercado financeiro em 2012 e quais investimentos oferecem menor probabilidade

Leia mais

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI FIC DE FIM BTG PACTUAL HIGH YIELD CNPJ: 07.442.466/0001-96

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI FIC DE FIM BTG PACTUAL HIGH YIELD CNPJ: 07.442.466/0001-96 Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI FIC DE FIM BTG PACTUAL HIGH YIELD Informações referentes a setembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FI MM LP EQUITY HEDGE 09.241.809/0001-80 Informações referentes a Fevereiro de 2013

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FI MM LP EQUITY HEDGE 09.241.809/0001-80 Informações referentes a Fevereiro de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o HSBC FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO LONGO PRAZO EQUITY H. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e

Leia mais

CARTILHA Previdência. Complementar REGIMES TRIBUTÁRIOS

CARTILHA Previdência. Complementar REGIMES TRIBUTÁRIOS CARTILHA Previdência Complementar REGIMES TRIBUTÁRIOS Índice 1. Os planos de Previdência Complementar e os Regimes Tributários... Pág. 3 2. Tratamento tributário básico... Pág. 4 3. Características próprias

Leia mais

Financiamento de automóveis: Investimento ou gasto dispendioso? *

Financiamento de automóveis: Investimento ou gasto dispendioso? * Financiamento de automóveis: Investimento ou gasto dispendioso? * Com a queda da taxa básica de juros, a economia brasileira observa uma aceleração do crédito como nunca antes vista. Os juros em baixa

Leia mais

APRESENTAÇÃO PERFIL DE INVESTIMENTOS CARGILLPREV

APRESENTAÇÃO PERFIL DE INVESTIMENTOS CARGILLPREV APRESENTAÇÃO PERFIL DE INVESTIMENTOS CARGILLPREV 1) Voce escolhe se quer investir as suas contribuições em Renda Variável Ao iniciar a contribuição ao Plano de Previdência da CargillPrev (Planos Cargill

Leia mais

Plano TELOS Contribuição Variável - I

Plano TELOS Contribuição Variável - I Plano TELOS Contribuição Variável - I A sua empresa QUER INVESTIR NO SEU FUTURO, E VOCÊ? A sua empresa sempre acreditou na importância de oferecer um elenco de benefícios que pudesse proporcionar a seus

Leia mais

Consulta Pública de Lâmina de Fundo. Consulta Pública de Lâmina de Fundo

Consulta Pública de Lâmina de Fundo. Consulta Pública de Lâmina de Fundo 1 de 6 11/06/2015 10:39 Consulta Pública de Lâmina de Fundo Atenção: Estas informações tem por base os documentos enviados à CVM pelas Instituições Administradoras dos Fundos de Investimento e são de exclusiva

Leia mais

Período São Bernardo SB Zero SB 20 SB 40 CDI. Janeiro 0,92% 1,05% -0,29% -1,71% 0,93% Fevereiro 0,81% 0,74% 1,93% 3,23% 0,82%

Período São Bernardo SB Zero SB 20 SB 40 CDI. Janeiro 0,92% 1,05% -0,29% -1,71% 0,93% Fevereiro 0,81% 0,74% 1,93% 3,23% 0,82% Rentabilidade da Renda Fixa em 2015 Desde o mês de junho deste ano as carteiras de investimentos financeiros que compõem os perfis de investimentos da São Bernardo têm sofrido forte flutuação de rentabilidade,não

Leia mais

Prazos e Riscos de Mercado

Prazos e Riscos de Mercado Prazos e Riscos de Mercado A Pilla Corretora oferece aos seus clientes uma gama completa de produtos e serviços financeiros. Nossa equipe de profissionais está qualificada para atender e explicar tudo

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Fundo de Investimento é uma comunhão de recursos, constituída sob a forma de condomínio que reúne recursos de vários investidores para aplicar em uma carteira diversificada de ativos financeiros. Ao aplicarem

Leia mais

Cotas de Fundos de Investimento em Ações FIA

Cotas de Fundos de Investimento em Ações FIA Renda Variável Cotas de Fundos de Investimento em Ações FIA Cotas de Fundos de Investimento em Ações - FIA Mais uma alternativa na diversificação da carteira de investimento em ações O produto O Fundo

Leia mais

Lembramos que quanto mais transparentes forem as respostas, mais facilmente identificaremos seus objetivos de investimento.

Lembramos que quanto mais transparentes forem as respostas, mais facilmente identificaremos seus objetivos de investimento. São Paulo, de de 20 Nome: Perfil de Risco: Conta Cliente: Prezado Cliente, Atendendo as melhores práticas de mercado, apresentamos abaixo 13 questões, que nos permitirão compreender melhor o seu perfil

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CNPJ: Informações referentes a Setembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o As informações completas sobre esse fundo podem

Leia mais