INVESTIMENTOS CONSERVADORES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INVESTIMENTOS CONSERVADORES"

Transcrição

1 OS 4 INVESTIMENTOS CONSERVADORES QUE RENDEM MAIS QUE A POUPANÇA 2 Edição

2 Olá, Investidor. Esse projeto foi criado por Bruno Lacerda e Rafael Cabral para te ajudar a alcançar mais rapidamente seus objetivos financeiros. Neste e-book, você terá conteúdo para te ajudar a investir melhor, ou seja, te ajudar a sair da Caderneta de Poupança! Falaremos apenas sobre investimentos conservadores e que apresentem uma rentabilidade superior a Poupança. Tesouro Direto será um deles, mas também falaremos do CDB, LCI e Fundos DI. Boa leitura e bons investimentos! Curta nossa página! 2

3 Para ter certeza de que você está com a edição mais atualizada do e-book, acesse o site abaixo e baixe gratuitamente a última edição. investimentos-conservadores/ Periodicamente revisamos o e-book para inserir mais conteúdo e atualizar as simulações com os dados mais atuais da economia! Aproveite! 3

4 Antes de começarmos eu gostaria que você refletisse sobre algumas questões. Não prossiga na leitura deste livro antes de pensar sobre estas perguntas: è Já parou para pensar se o dinheiro que você está se esforçando para juntar está tendo uma boa rentabilidade? è Quais são os seus objetivos para o dinheiro poupado? è Estes objetivos exigem tempos de poupança diferentes? Ex: Faculdade do Filho = resgate depois de 10 anos; Entrada na minha casa = resgate depois de 3 anos; Viagem dos sonhos = resgate depois de 6 meses; Aposentadoria = resgate depois de 30 anos. è Já pensou que objetivos diferentes exigem tipos de investimentos diferentes? è Será que o tipo de investimento errado para um determinado objetivo pode te levar a perdas? è O seu gerente do banco realmente está preocupado em oferecer o melhor investimento para VOCÊ? è Já parou para pensar como o seu gerente de banco é remunerado? Ele vai te indicar o produto que é melhor para VOCÊ ou o com a maior comissão para ele? 4

5 Vou apresentar a você 4 tipos de investimentos conservadores que, se bem escolhidos, não exigirão muito tempo para controle ou tomadas de decisão e maximizarão o seu retorno em comparação a Caderneta de Poupança. Tomados os cuidados descritos a seguir, o investimento nestes produtos pode ser muito simples e você garantirá que sua carteira sempre tenha rentabilidade positiva. Começo o livro falando da conhecida Poupança, instrumento comum de investimento de nós brasileiros, mas, que nem sempre é a melhor escolha (na verdade, somente em raros momentos se mostra a melhor opção). Os outros quatro investimentos são: Fundos DI, as LFT s, os CDB s e as LCI s. 5

6 Todos os quatro últimos podem render mais que a Poupança desde que você tome certos cuidados antes de investir. Por exemplo, atenção às taxas cobradas, taxa de juros e tempo até o resgate. Se você está preocupado imaginando que tudo isso é muito complexo e vai tomar muito tempo do seu dia, não se preocupe! Neste livro vou resumir de forma simples e clara os principais pontos que você precisa saber para realizar a pesquisa e escolher o melhor investimento para o seu dinheiro. Depois da pesquisa inicial feita (nada mais que umas visitas a sites e contato com seu gerente do banco) o tempo necessário para acompanhamento dos investimentos será muito pequeno. Caso reste alguma dúvida, não exite em perguntar! Vamos aos candidatos! 6

7 ÍNDICE CADERNETA DE POUPANÇA...8 FUNDOS DI...14 LETRAS FINANCEIRAS DO TESOURO (LFT)...20 CERTIFICADO DE DEPÓSITO BANCÁRIO (CDB)...26 LETRA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO (LCI)...35

8 1 CADERNETA DE POUPANÇA

9 CADERNETA DE POUPANÇA O que é? Investimento tradicional presente em praticamente todos os bancos. o investidor empresta seu dinheiro para o banco e recebe de volta juros por esse empréstimo. O dinheiro que você coloca na Poupança, os bancos destinam a maior parte a financiar o mercado imobiliário. Ou seja, financia imóveis para os clientes do banco e recebe os juros pagos por eles. Liquidez A liquidez da Poupança é diária e o dinheiro fica disponível no momento que o correntista o solicita. Não há necessidade de esperar nenhum tempo para o dinheiro ser compensado. Taxas envolvidas Não há nenhuma taxa envolvida no investimento na Caderneta de Poupança. Imposto de renda Não apresenta imposto de renda. 9

10 Risco O risco do investimento na Caderneta de Poupança é considerado baixo. CADERNETA DE POUPANÇA A Poupança é um investimento que não sofre risco de oscilações de mercado, ou seja, você não tem como ter rentabilidade negativa (prejuízo) investindo nela. O risco que a Poupança tem, é o risco de quebra do banco que você depositou seu dinheiro. Porém, O Fundo Garantidor de Crédito (FGC), entidade privada e sem fins lucrativos formada pelos bancos para garantir os depósitos dos correntistas, no caso da quebra de uma instituição financeira, fornece uma garantia. O FGC garante depósitos de até R$ ,00, por CPF e por instituição financeira. Ou seja, se o seu banco quebrar e você tiver investidos menos de 250 mil reais, o FGC irá devolver todo o seu dinheiro. Existe certa burocracia para que isso ocorra, porém, no final você irá receber. Outro ponto importante, é que o FGC também garante o dinheiro que está na sua conta corrente do banco. 10

11 CADERNETA DE POUPANÇA Rentabilidade A rentabilidade da Poupança Nova, como da Poupança Velha, é dada pela soma de 2 fatores: 1. Remuneração básica - é dada pela Taxa Referencial (TR). O valor mensal desta pode ser acompanhado no site net/tr_mensal.htm 2. Remuneração adicional - é que difere a Nova Poupança da Velha. A Nova segue a seguinte regra: a. 0,5% ao mês, enquanto a meta da taxa Selic ao ano for superior a 8,5%. b. 70% da meta da taxa Selic, mensalizada, enquanto a meta da taxa Selic for inferior a 8,5% ao ano. O valor da meta da taxa Selic pode ser encontrado no canto direito superior do site do Banco Central (http://www.bcb.gov.br/) A Poupança Velha não possui a opção b apresentada acima. A sua rentabilidade mensal, independente da meta da taxa Selic, é TR + 0,5% ao mês (ou TR + 6,17% ao ano). São consideradas aplicações na Poupança Nova todos os depósitos efetuados após 04/05/

12 CADERNETA DE POUPANÇA Veja uma comparação entre as duas na tabela abaixo. As rentabilidades estão apresentadas em termos anuais. Perceba como a rentabilidade da Poupança nova é menor que a da Poupança velha nos casos em que a meta da taxa Selic é menor que 8,5% aa. Uma informação importante é a respeito do aniversário da Poupança. Você pode resgatar o dinheiro investido a qualquer momento, porém, caso resgate antes de completar 30 dias (data do aniversário) você perderá toda a rentabilidade do mês vigente. Explicando melhor, a rentabilidade da Poupança não é diária, ela só ocorre uma vez por mês, se você tirar o dinheiro antes desse dia vai perdê-la. 12

13 CADERNETA DE POUPANÇA Cuidados Se possível não resgatar o dinheiro antes da data de aniversário para evitar a perda da rentabilidade do mês vigente. Caso vá realizar um saque da sua Poupança e você possua a Poupança Nova e a Velha, dê preferência a sacar a Nova, pois, a Velha possui uma rentabilidade maior no caso de uma queda da taxa Selic. Para fazer valer a sua garantia do FGC, não investir em uma mesma instituição financeira (banco/corretora) um montante maior que 250 mil reais. Principais indicações è Dinheiro para emergências (para ser sacado a qualquer momento), no caso de você não possuir a opção de investir num fundo DI com baixas taxas de administração; è Investimentos de curtíssimo prazo, no mesmo caso do item acima; è Investimento em caso de taxas de juros (CDI) muito baixas. Observar tabelas de rentabilidade de cada uma das opções a fim de avaliar de acordo com a taxa de juros atual qual está valendo mais a pena. 13

14 11 FUNDOS DI

15 1 FUNDOS DI O que é? Você entregará o seu dinheiro para o administrador do fundo e ele utilizará o dinheiro para comprar títulos do governo (basicamente LFTs). Ele vai no mercado com o dinheiro investido e compra os títulos. Com os títulos em mãos ele calcula a valorização das cotas e passa a rentabilidade para os cotistas (investidores). A desvantagem é que para fazer esse trabalho o administrador (banco) cobra uma taxa de administração. Liquidez Você pode vender as cotas do seu fundo DI em qualquer dia útil (dias e horários para aplicação e resgate podem ser observados no prospecto do fundo). Alguns fundos vão depositar o seu dinheiro na sua conta no mesmo dia, outros podem precisar de 1 ou 2 dias. É importante verificar essas condições antes de investir (informações contidas no prospecto) 15

16 1 FUNDOS DI Taxas envolvidas Taxa de administração - Essa taxa é expressa em termos anuais e pode variar de 0,3% a 2,5% ao ano dependendo do banco e do investimento mínimo do fundo (informações no prospecto do fundo). O banco quando apresenta a rentabilidade do fundo já desconta essa taxa, ou seja, primeiro você paga ao banco e o que sobra da rentabilidade é seu. Imposto de renda O imposto de renda dos Fundos DI segue a tabela regressiva. A alíquota do imposto de renda a ser pago depende do tempo que o dinheiro ficou parado no Fundo DI. Quanto maior o tempo parado, menor o imposto a ser pago. O Governo dá esse incentivo fiscal (imposto menor) para estimularar as pessoas a pouparem dinheiro para o longo prazo. 16

17 1 FUNDOS DI Lembrando que o imposto é aplicado sobre o lucro obtido na aplicação, não sobre o principal (dinheiro investido). Risco O risco de investimento em Fundos DI é considerado Baixo, desde que você busque fundos de uma grande entidade financeira, um grande banco. O investimento em fundos DI nunca fica negativo, você não tem como ter rentabilidade negativa nesse tipo de fundo. Porém, como fundos não possuem a garantia do FGC, é importante que você invista em um fundo de uma grande instituição, minimizando o risco de uma possível quebra do banco. Rentabilidade A rentabilidade dos Fundos DI, comparada com a da Poupança, é apresentada na tabela da próxima página. Para essa simulação, considerei o valor da taxa de juros em 11% ao ano e o valor da TR (para o cálculo do rendimento da Poupança) 0,61% ao ano, essa foi a média da TR nos últimos 5 anos. As rentabilidades da tabela estão calculadas em termos anuais. 17

18 1 FUNDOS DI Uma vantagem extra sobre a Poupança é que os fundos DI não tem data de aniversário. Diferente da Poupança, você pode fazer o seu resgate em qualquer dia, sem perder nenhuma rentabilidade. Cuidados Escolher um fundo que possua a menor taxa de administração possível. Dependendo dessa taxa e da taxa de juros da economia (Selic) pode ser mais vantajoso manter seu dinheiro na Poupança. Manter o dinheiro investido pelo maior tempo possível, para que o imposto de renda seja reduzido e seu rendimento maximizado. 18

19 1 FUNDOS DI Principais indicações è Dinheiro para emergências (para ser sacado a qualquer momento), no caso de você ter acesso a um fundo que te ofereça uma taxa de administração competitiva na comparação de rentabilidade com a Poupança. Considerar também o valor da taxa de juros e imposto de renda; è Investimentos de curtíssimo prazo, no mesmo caso do item acima; è Investimento para prazos mais longos no caso de não ter acesso ao Tesouro Direto; è Indicado para pessoas que não lidam bem com o problema da liquidez, nos fundos DI o dinheiro sempre está pronto para ser sacado sem nenhum ônus e muitos fundos depositam o dinheiro na conta do correntista no mesmo dia do resgate. 19

20 12 LETRAS FINANCEIRAS DO TESOURO (LFT)

21 2 LFT O que é? As LFTs são títulos públicos que podem ser comprados através do Tesouro Direto. Estes títulos são empréstimos que você estará fazendo para o governo brasileiro. O governo utiliza esse dinheiro para viabilizar os investimentos em educação, saúde, infraestrutura e etc. Existem outros títulos como: LTN, NTNB, NTNF, dentre outros. Porém, o único indicado como um investimento de baixo risco para o curto prazo é a LFT. Pois, assim como a Poupança, a sua rentabilidade nunca fica negativa. Liquidez A LFT apresenta uma rentabilidade atrelada à taxa Selic. Quanto maior esta taxa, maior o retorno do investidor. Como o retorno é calculado diariamente, você pode vender o título a qualquer momento sem ter o risco de prejuízo. A limitação de liquidez é que os títulos no Tesouro Direto só podem ser vendidos às quartas-feiras. A compra pode ser efetuada a qualquer momento, mas a venda só em um dia da semana. 21

22 2 LFT Taxas envolvidas Os títulos públicos tem 2 possíveis taxas envolvidas: A primeira é a taxa de serviço do Agente de Custódia, essa taxa é cobrada pelos bancos/corretoras para realizar a intermediaçao entre você e seus títulos. Porém, existem bancos/corretoras que não cobram essa taxa. Dê prioridade a estes! Antes de escolher o seu agente consulte as taxas cobradas por ele. No site do Tesouro Direto existe um ranking dos agentes de custódia de acordo com as taxas cobradas. Confira o ranking no seguinte link: consulta_ranking.asp A segunda taxa é a de custódia, esta é paga à BM&FBOVESPA e não depende do banco/corretora que você utiliza. Podemos compará-la (grosso modo) a taxa de administração que os bancos cobram nos fundos de investimento. Esta taxa tem valor fixo de 0,3% ao ano. 22

23 2 Imposto de renda O imposto de renda dos Títulos Públicos segue a tabela regressiva. LFT Portanto, quanto maior o tempo de investimento, menor o imposto de renda e maior a rentabilidade do investimento. Risco O risco do investimento nas LFTs é considerado baixo. Os títulos públicos não possuem a garantia do FGC, porém, possuem a garantia do seu valor integral pelo Tesouro Nacional. 23

24 2 LFT Rentabilidade A rentabilidade das LFTs comparada com a Caderneta de Poupança pode ser observada na tabela abaixo. Nesta tabela eu vario o valor da taxa Selic para descobrirmos a que valores desta taxa, a LFT se mostra mais vantajosa que a Poupança. Foi considerado para o cálculo a TR igual a 0,61% ao ano. As rentabilidades na tabela estão calculadas em termos anuais. Perceba que para um valor da taxa de juros da economia superior a 9,5% ao ano, para qualquer período de investimento a LFT rende mais que a poupança. O valor da taxa Selic pode ser consultado no canto direito superior do site do Banco Central (http://www.bcb.gov.br/). Uma vantagem das LFTs sobre a caderneta de poupança é que por sua rentabilidade ser diária não há data de aniversário. Você não perde nenhum rendimento sacando o dinheiro em qualquer dia que você quiser. 24

25 2 LFT Cuidados Atenção ao valor da taxa Selic, pois, as rentabilidades variam com esta taxa. Quanto maior a taxa, maior a rentabilidade. Manter o maior tempo possível a posse do título para reduzir o imposto de renda a pagar e maximizar a rentabilidade. Principais indicações è Para poupanças que não possuem um objetivo definido, costuma ser uma opção muito atraente. Possui taxas muito baixas e seu dinheiro não fica preso, podendo ser resgatado em qualquer quarta-feira do mês. Ou seja, o maior prazo que você pode precisar esperar para resgatar é de 7 dias. Tempo muito pequeno. è Indicado para investidores que possuem pouco capital inicial e não conseguem negociar boas taxas de CDB ou LCI com seus bancos. 25

26 13 CERTIFICADO DE DEPÓSITO BANCÁRIO (CDB)

27 3 CDB O que é? Quando você investe em um CDB, o que você está fazendo é emprestar dinheiro para o banco. O banco usa esse dinheiro para emprestá-lo a outros correntistas, ou a outros bancos, e parte dos juros que ele recebe com esse empréstimo ele repassa para você. Quando você contrata um CDB (contratar é o verbo normalmente utilizado, mas é o mesmo que investir) é acordada a taxa que você será remunerado. Essa taxa é expressa em função do CDI. Ex: 90% do CDI. O CDI possui um valor muito parecido com a taxa Selic, podemos considerar que é igual em nossas análises. Alguns bancos atrelam taxas melhores a um tempo maior de investimento. Ex: se você investir por 1, ano 90% do CDI, mas se manter por 2 anos a taxa sobe para 95% do CDI. Outra variável que afeta o valor das taxas contratadas é a quantia investida. Quanto mais dinheiro você aplica maior a porcentagem do CDI é oferecida. Algumas instituições financeiras exigem que você deixe seu dinheiro parado até terminar o prazo do contrato, outras permitem que você saque o dinheiro no meio do caminho sem perder rentabilidade. Procure optar por instituições que não prendam o seu dinheiro, caso você precise dele poderá sacar sem problemas ou perdas. 27

28 3 CDB Os bancos grandes dificilmente pagam taxas de 100% ou maiores, além de costumarem exigir grandes quantias para conseguir chegar perto dos 100% do CDI (valores como 200 ou 500 mil reais de investimento). Já em bancos médios, é possível conseguir taxas superiores a 100% do CDI com quantias relativamente baixas, como 10 mil reais. Liquidez A liquidez do CDB depende do acordo que você faz com o seu banco. Existem CDBs que permitem resgate a qualquer momento (esses são considerados com alta liquidez). Porém, existem bancos que só permitem o resgate do dinheiro no vencimento do CDB ou em datas específicas (estes são considerados com baixa liquidez). É importante observar a liquidez do CDB antes de fechar negócio. Pois, fechando um contrato com possibilidade de resgate apenas no vencimento, se você precisar do dinheiro antes do término do contrato, não poderá retirá-lo. O dinheiro estará preso. Vale ressaltar que os CDBs com baixa liquidez costumam possuir retornos bem mais atraentes. Justamente por você não ter a possibilidade de retirar o dinheiro antes do tempo definido pelo banco. Você pode aproveitar esse retorno mais atraente, desde que se planeje para tal. 28

29 3 CDB Taxas envolvidas No CDB não há cobrança de taxas pelos bancos. Imposto de renda O imposto de renda do CDB segue a tabela regressiva. Portanto, quanto maior o tempo de investimento, menor o imposto de renda e maior a rentabilidade do CDB. 29

30 3 CDB Risco O risco de um CDB é considerado baixo. Os CDBs encontrados nos bancos de varejo são em sua quase totalidade pós-fixados (retorno é uma porcentagem do CDI) para esses casos o investimento nunca fica negativo, não apresentando risco de mercado. Um risco possível, seria a quebra do banco que você emprestou o dinheiro. Ainda mais provável para o caso de bancos pequenos (que entregam rentabilidades maiores). Porém, da mesma forma que para a poupança o FGC garante o seu investimento. Lembrando que os 250 mil reais de cobertura são por instituição financeira. Se você tiver 100 mil na poupança e 200 mil em CDB em um mesmo banco, 50 mil desse dinheiro estará descoberto. 30

31 3 CDB Rentabilidade A rentabilidade do CDB é dada como uma porcentagem do CDI. Nas tabelas abaixo temos a comparação entre a Caderneta de Poupança e 3 opções de CDBs de bancos com taxas distintas (83%, 90% e 95% do CDI). Mostro nesse ponto 3 tabelas para que você possa perceber a influência da taxa de retorno acordada na competitividade da rentabilidade. As rentabilidades estão calculadas em termos anuais. Primeiro a tabela do CDB com taxa de 83% do CDI. Perceba que para uma taxa tão baixa como 83% do CDI, o CDB só ganha da poupança com uma taxa Selic maior que 10% ao ano. 31

32 3 Agora o CDB com taxa de 90% do CDI. Com esta taxa, o CDB já fica competitivo a partir de 9% ao ano da taxa Selic. CDB Por fim o CDB com taxa de 95% do CDI. Nesse caso, a partir de 8,5% já começa a valer a pena investir no CDB, desde que o prazo do investimento seja superior a 2 anos. 32

33 3 CDB Perceba que, tanto a taxa de juros quanto o valor da taxa de retorno acordada com o seu banco influenciam muito o retorno do seu investimento. A taxa acordada com o banco pode ser a diferença entre o CDB render mais ou menos que a Caderneta de Poupança. Repare que devido ao efeito da tabela regressiva de imposto de renda, quanto maior o tempo de aplicação mais competitiva é a rentabilidade. Cuidados Atenção ao valor da taxa de retorno oferecida pelo seu banco. Caso a porcentagem do CDI seja muito baixa o seu CDB pode estar rendendo menos que a Poupança. Outro ponto importante é em relação a liquidez do CDB. Verifique quais são as condições de resgate, para comparar com a Poupança. O ideal é um CDB que te permita resgatar seu dinheiro a qualquer momento. Porém, caso você consiga se planejar e deixar o dinheiro preso por um tempo, receberá um retorno maior por isso. Procure não manter investimento maior que 250 mil reais num mesmo banco para evitar que parte do seu dinheiro fique descoberto, sem a proteção do FGC no caso de uma quebra da instituição financeira. 33

34 3 CDB Principais indicações è Indicado para investidores que conseguem negociar taxas atraentes com seus bancos. è Indicado para investidores que tem condição de fazer um investimento inicial mais alto e/ou podem deixar o dinheiro preso por mais tempo (investimento com prazos mais longos). Dessa forma, é possível negociar taxas mais atraentes com os bancos; è Investimento atraente para poupanças planejadas (com prazo definido). 34

35 14 LETRA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO (LCI)

36 4 LCI O que é? A LCI é um título emitido pelos bancos a fim de obter recursos para financiamento imobiliário. Simplificando, você empresta seu dinheiro para o banco e este repassa, como empréstimo, para os clientes interessados em comprar imóveis. Estes títulos são muito parecidos com o CDB, porém, com a grande vantagem de serem isentos de imposto de renda. Com a isenção do imposto de renda, uma LCI que pague 80% do CDI já é mais rentável que um CDB que pague 93% do CDI, mesmo considerando um prazo de investimento muito longo. A desvantagem desses títulos é que hoje em dia, nos bancos grandes, eles ainda não estão disponíveis para os pequenos investidores. O valor mínimo a ser investido costuma partir de 30 mil, podendo chegar a mais de 1 milhão de reais. Bancos menores costumam oferecer valores de investimento inicial mais baixos, tornando acessível esse investimento para o pequeno investidor. 36

37 4 LCI Liquidez Da mesma forma que no CDB, você deve ter atenção aos critérios de resgate da LCI. Rentabilidades mais altas e valores de investimento mínimo mais baixos são oferecidos para os títulos que não permitem resgate antes do vencimento. É necessário perguntar ao seu gerente como ocorre o resgate e contratar um investimento adequado ao seu planejamento e necessidade. Taxas envolvidas As LCIs da mesma forma que o CDB não possuem taxas. Imposto de renda Estes títulos são isentos de imposto de renda para qualquer período de aplicação. Risco O risco das LCI s é considerado baixo. Como no CDB, as LCI não fica negativa e possui cobertura do FGC. 37

38 4 LCI Rentabilidade A rentabilidade das LCIs é dada como uma porcentagem do CDI. Nas tabelas abaixo temos a comparação entre a Poupança Velha (que rende mais que a Nova) e 3 títulos com taxas diferentes (70%, 80% e 90% do CDI). É apresentado o retorno dos 3 títulos para diversos valores de taxas de juros. As rentabilidades estão calculadas em termos anuais. Perceba o quanto a taxa de retorno acordada com o banco pode influenciar a sua rentabilidade. Para uma taxa de 90% do CDI a LCI só perde para a Poupança Velha no caso de uma taxa de juros inferior a 7,75% ao ano. Para você ter ideia de quanto esse valor de 7,75% é baixo, nos últimos 15 anos (180 meses) a taxa de juros só ficou inferior a esse valor durante 8 meses. Consulte o histórico da taxa Selic em 38

39 4 LCI Lembro que para a poupança Nova a rentabilidade com a taxa de juros em 7,75% seria de 6,43% (70% do CDI + TR) e dessa forma a LCI seria vencedora. Um ponto importante, é que como a LCI é isenta de imposto de renda a rentabilidade não depende do tempo de aplicação. Depende apenas da taxa de retorno acordada e da taxa de juros da economia (Selic). Cuidados Os mesmos cuidados com o CDB devem ser tomados. Principais indicações è Investidores que conseguem negociar taxas atraentes com seu banco tem esse veículo como sendo a melhor opção dentre as 5 citadas nesse livro. è Indicado para investidores que tem condição de fazer um investimento inicial mais alto e/ou podem deixar o dinheiro preso por mais tempo (investimento com prazos mais longos). Dessa forma, é possível negociar taxas mais atraentes com os bancos; è Investimento muito atraente para poupanças planejadas (com prazo definido). 39

40 TEXTO Espero que esse conteúdo tenha te ajudado a entender um pouco mais sobre investimentos!! Qualquer dúvida, nos envie um Curta nossa página! 40

PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE TESOURO DIRETO 4ª EDIÇÃO

PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE TESOURO DIRETO 4ª EDIÇÃO AS 10 PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE TESOURO DIRETO 4ª EDIÇÃO Olá, Investidor. Esse projeto foi criado por Bruno Lacerda e Rafael Cabral para te ajudar a alcançar mais rapidamente seus objetivos financeiros.

Leia mais

Semana Nacional de Educação Financeira Tema. Opções de investimentos em um cenário de juros em elevação

Semana Nacional de Educação Financeira Tema. Opções de investimentos em um cenário de juros em elevação Tema Opções de investimentos em um cenário de juros em elevação Apresentação JOCELI DA SILVA SILVA Analista Administrativo/Gestão Pública Lotado na Assessoria de Coordenação 3ª CCR Especialização UNB Clube

Leia mais

Estudo sobre Investimentos World One Julho 2014

Estudo sobre Investimentos World One Julho 2014 Introdução, perguntas e respostas que vão te ajudar a conseguir dialogar com clientes que tenham dúvidas sobre os investimentos que estão fazendo, ou alguma outra pessoa que realmente entenda do mercado

Leia mais

Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012

Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012 Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012 Analistas indicam quais cuidados tomar no mercado financeiro em 2012 e quais investimentos oferecem menor probabilidade

Leia mais

Poupança, CDB ou Tesouro Direto? Veja vantagens de cada investimento

Poupança, CDB ou Tesouro Direto? Veja vantagens de cada investimento Poupança, CDB ou Tesouro Direto? Veja vantagens de cada investimento A poupança é mais popular, mas rendimento perde da inflação. Saiba como funciona cada uma dos três formas de guardar seu dinheiro. Karina

Leia mais

REALIZAÇÃO: PARCERIA:

REALIZAÇÃO: PARCERIA: REALIZAÇÃO: PARCERIA: Com esta palestra, você descobrirá como a educação financeira pode ajudar você na melhoria de sua qualidade de vida e dicas sobre planejamento financeiro e previdência privada. Somos

Leia mais

Para quem tem até R$ 30 mil para investir, poupança se mantém mais rentável que fundos DI

Para quem tem até R$ 30 mil para investir, poupança se mantém mais rentável que fundos DI Para quem tem até R$ 30 mil para investir, poupança se mantém mais rentável que fundos DI Vinicius Neder Publicado: 6/05/12-22h42 RIO - Acabou a vida fácil para o pequeno investidor. O governo mudou a

Leia mais

Investtop www.investtop.com.br

Investtop www.investtop.com.br 1 Conteúdo Introdução... 4 CDB... 6 O que é CDB?...6 Liquidez...6 Tributação...6 Riscos...7 Dicas...7 Vantagens...7 Letra de Crédito do Imobiliário (LCI)... 9 O que é LCI?...9 Liquidez...9 Tributação...9

Leia mais

Aprenda a fazer uma pequena quantia de sua renda crescer

Aprenda a fazer uma pequena quantia de sua renda crescer Veículo: Diário do Comércio Data: 24/10/15 Aprenda a fazer uma pequena quantia de sua renda crescer Para obter um retorno próximo (ou superior) aos 14,25% da Selic, o investidor deve descobrir o prazo

Leia mais

Com tendência de alta do juro, renda fixa volta a brilhar nas carteiras

Com tendência de alta do juro, renda fixa volta a brilhar nas carteiras Veículo: Estadão Data: 26.11.13 Com tendência de alta do juro, renda fixa volta a brilhar nas carteiras Veja qual produto é mais adequado ao seu bolso: até R$ 10 mil, de R$ 10 mil a R$ 100 mil e acima

Leia mais

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar.

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. FUNDO REFERENCIADO DI Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. Para tal, investem no mínimo 80% em títulos públicos federais

Leia mais

Alterações na Poupança

Alterações na Poupança PRODUTOS E SERVIÇOS FINANCEIROS INVESTIMENTOS POUPANÇA A conta de poupança foi criada para estimular a economia popular e permite a aplicação de pequenos valores que passam a gerar rendimentos mensalmente.

Leia mais

E-book de Fundos de Investimento

E-book de Fundos de Investimento E-book de Fundos de Investimento O QUE SÃO FUNDOS DE INVESTIMENTO? Fundo de investimento é uma aplicação financeira que funciona como se fosse um condomínio, onde as pessoas somam recursos para investir

Leia mais

Renda fixa e Tesouro Direto

Renda fixa e Tesouro Direto Renda fixa e Tesouro Direto Classificação de investimentos Collor CDB Renda fixa Caderneta de poupança Fundos DI Imóveis Renda variável Ações Liquidez Liquidez Liquidez Segurança Segurança Segurança Rentabilidade

Leia mais

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

Tesouro Direto. Rentabilidade Segurança Comodidade Diversidade Baixo risco

Tesouro Direto. Rentabilidade Segurança Comodidade Diversidade Baixo risco Tesouro Direto Rentabilidade Segurança Comodidade Diversidade Baixo risco TesouroDireto.indd 1 2/21/11 3:30 PM 1Conheça o Tesouro Direto Criado pelo Tesouro Nacional em 2002, em parceria com a BM&FBOVESPA,

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA COMPRA DE TÍTULOS NO TESOURO DIRETO

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA COMPRA DE TÍTULOS NO TESOURO DIRETO ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA COMPRA DE TÍTULOS NO TESOURO DIRETO Um título público consiste, de maneira simplificada, um empréstimo ao governo federal, ou seja, o governo fica com uma dívida com o comprador

Leia mais

Nosso presente é cuidar do seu futuro

Nosso presente é cuidar do seu futuro Nosso presente é cuidar do seu futuro Quem quer ser um milionário? Investimento Mensal - R$ 1.000,00 R$ 1.200.000,00 Evolução Patrimonial R$ 1.000.000,00 R$ 800.000,00 R$ 600.000,00 R$ 400.000,00 R$ 200.000,00

Leia mais

ONDE ESTAMOS? Mais de 40 mil clientes. 110 escritórios pelas principais cidades do Brasil. Mais de 600 Agentes Autônomos de Investimentos.

ONDE ESTAMOS? Mais de 40 mil clientes. 110 escritórios pelas principais cidades do Brasil. Mais de 600 Agentes Autônomos de Investimentos. ONDE ESTAMOS? Mais de 40 mil clientes. 110 escritórios pelas principais cidades do Brasil. Mais de 600 Agentes Autônomos de Investimentos. RENDA FIXA? Fuja do seu banco! Novembro 2013 COMO FUNCIONA A RENDA

Leia mais

RENDA FIXA? Fuja do seu banco!

RENDA FIXA? Fuja do seu banco! RENDA FIXA? Fuja do seu banco! Janeiro 2014 COMO FUNCIONA A RENDA FIXA? COMO INVESTIR EM RENDA FIXA! COMO FUNCIONA A RENDA FIXA? Renda Fixa = Emprestar Dinheiro Tipos de Investimentos em Renda Fixa: CDB

Leia mais

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

Banco do Brasil - Cartilha de CDB CDB

Banco do Brasil - Cartilha de CDB CDB CDB O que é?... 2 Pré ou pós-fixado... 2 CDI... 3 Indicação... 3 Taxa de administração... 3 Segurança... 3 Modalidades de CDB... 4 Valor mínimo... 5 Rentabilidade... 4 Prazos... 5 Vencimento... 6 Final

Leia mais

Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar

Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar Os fundos de previdência privada, sejam fechados ou abertos, têm características próprias e vantagens tributárias em relação aos investimentos

Leia mais

O mercado monetário. Mercado Financeiro - Prof. Marco Arbex. Os mercados financeiros são subdivididos em quatro categorias (ASSAF NETO, 2012):

O mercado monetário. Mercado Financeiro - Prof. Marco Arbex. Os mercados financeiros são subdivididos em quatro categorias (ASSAF NETO, 2012): O mercado monetário Prof. Marco A. Arbex marco.arbex@live.estacio.br Blog: www.marcoarbex.wordpress.com Os mercados financeiros são subdivididos em quatro categorias (ASSAF NETO, 2012): Mercado Atuação

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.3- CDB / RDB

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.3- CDB / RDB Conhecimentos Bancários Item 2.1.3- CDB / RDB Conhecimentos Bancários Item 2.1.3- CDB / RDB CDB Certificado de Depósito Bancário São títulos nominativos emitidos pelos bancos e vendidos ao público como

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.2- Caderneta de Poupança

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.2- Caderneta de Poupança Conhecimentos Bancários Item 2.1.2- Caderneta de Poupança Conhecimentos Bancários Item 2.1.2- Caderneta de Poupança DAV Custo ZERO (IF) Não há remuneração Cliente Superavitário RENTABILIDADE Conhecimentos

Leia mais

Banco do Brasil - Cartilha de Fundos de Investimento Fundos de Investimento

Banco do Brasil - Cartilha de Fundos de Investimento Fundos de Investimento Fundos de Investimento O que é?...2 Tipos de Fundos...2 Fundos de curto prazo...2 Fundos renda fixa...2 Fundos referenciados DI...2 Fundos multimercado...3 Fundos de ações...3 Fundos da dívida externa...3

Leia mais

André Proite. Novembro de 2012

André Proite. Novembro de 2012 Tesouro Direto André Proite Rio de Janeiro, Novembro de 2012 Princípios da Gestão da Dívida Visão Geral do Programa Vantagens do Tesouro Direto Entendendo o que altera o preço Simulador do Tesouro Direto

Leia mais

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R 8 DICAS ESSENCIAIS PARA ESCOLHER SUA CORRETORA W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R Aviso Importante O autor não tem nenhum vínculo com as pessoas, instituições financeiras e produtos, citados, utilizando-os

Leia mais

Cartilha de Poupança

Cartilha de Poupança Cartilha depoupança Poupança O que é?... 2 Segurança... 2 Modalidades de poupança do BB... 3 Reajuste Monetário... 4 Juros... 4 Imposto de renda... 4 Valor mínimo... 5 Abertura... 5 Aniversário da poupança...

Leia mais

Conceitos básicos; Liquidez Inflação Rentabilidade Juros Risco

Conceitos básicos; Liquidez Inflação Rentabilidade Juros Risco QUEM SOMOS 2 Conceitos básicos; 3 Liquidez Inflação Rentabilidade Juros Risco Liquidez: Capacidade de transformar um ativo em dinheiro. Ex. Se você tem um carro ou uma casa e precisa vendê-lo, quanto tempo

Leia mais

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

Entenda a tributação dos fundos de previdência privada O Pequeno Investidor 04/11/2013

Entenda a tributação dos fundos de previdência privada O Pequeno Investidor 04/11/2013 Entenda a tributação dos fundos de previdência privada O Pequeno Investidor 04/11/2013 Antes de decidir aplicar seu dinheiro em fundos de previdência privada, é preciso entender que é uma aplicação que

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Gestão Financeira Prof. Marcelo Cruz Fundos de Investimento 3 Uma modalide de aplicação financeira Decisão de Investimento 1 Vídeo: CVM Um fundo de investimento é um condomínio que reúne recursos de um

Leia mais

Juros Simples. www.siteadministravel.com.br

Juros Simples. www.siteadministravel.com.br Juros Simples Juros simples é o acréscimo percentual que normalmente é cobrado quando uma dívida não foi pago na data do vencimento. Financiamento de casa própria A casa própria é o sonho de muitas famílias,

Leia mais

[CONFIDENCIAL] Tesouro Direto. Títulos Públicos

[CONFIDENCIAL] Tesouro Direto. Títulos Públicos 1 Tesouro Direto Títulos Públicos Títulos Públicos Os títulos públicos possuem a finalidade primordial de captar recursos para o financiamento da dívida pública. Comprando títulos públicos, você emprestará

Leia mais

Jonatam Cesar Gebing. Tesouro Direto. Passo a passo do Investimento. Versão 1.0

Jonatam Cesar Gebing. Tesouro Direto. Passo a passo do Investimento. Versão 1.0 Jonatam Cesar Gebing Tesouro Direto Passo a passo do Investimento Versão 1.0 Índice Índice 2 Sobre o autor 3 O Tesouro Direto 4 1.1 O que é? 4 1.2 O que são Títulos Públicos? 5 1.3 O que é o grau de investimento?

Leia mais

renda fixa Certificado de Depósito Bancário

renda fixa Certificado de Depósito Bancário renda fixa Certificado de Depósito Bancário Certificado de Depósito Bancário Rentabilidade e proteção em um único investimento O produto Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um título de renda fixa,

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.5- LCI Letra de Crédito Imobiliário

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.5- LCI Letra de Crédito Imobiliário Conhecimentos Bancários Item 2.1.5- LCI Letra de Crédito Imobiliário Conhecimentos Bancários Item 2.1.5- LCI Letra de Crédito Imobiliário Letra de Crédito Imobiliário (LCI) é um título de renda fixa emitido

Leia mais

Ministério da Fazenda

Ministério da Fazenda Ministério da Fazenda Belo Horizonte, outubro de 2006 Visão Geral do Programa Vantagens do Tesouro Direto Entendendo o que altera o preço Calculadora do Tesouro Direto O que é Tesouro Direto? Em 07 de

Leia mais

Perguntas realizadas na apresentação do Fundo Garantidor de Crédito

Perguntas realizadas na apresentação do Fundo Garantidor de Crédito Perguntas realizadas na apresentação do Fundo Garantidor de Crédito - O que significa DPEG? - O que é DPGE 1 e 2? Quais suas finalidades? Qual a diferença para o FGC? DPGEs são títulos de renda fixa representativos

Leia mais

Perfis de Investimento

Perfis de Investimento Perfis de Investimento Manual Perfis de Investimento Manual Perfis de Investimento Índice Objetivo... 3 Introdução... 3 Falando sobre sua escolha e seu plano... 3 Perfis de Investimento... 5 Principais

Leia mais

Neste e-book vamos esclarecer melhor como é feita essa transição financeira, quais os melhores investimentos para a aposentadoria, como você deve administrar os demais gastos, onde é possível cortar despesas

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.4- Fundos de Investimentos 2ª parte:

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.4- Fundos de Investimentos 2ª parte: Conhecimentos Bancários Item 2.1.4- Fundos de Investimentos 2ª parte: Conhecimentos Bancários Item 2.1.4- Fundos de Investimentos: São condomínios, que reúnem aplicações de vários indivíduos para investimento

Leia mais

03 Passos para o Seu Dinheiro da Poupança

03 Passos para o Seu Dinheiro da Poupança 03 Passos para o Seu Dinheiro da Poupança Render 5 Vezes Mais por Leandro Sierra Índice Apresentação...03 Introdução... 04 Passo 1...05 Passo 2... 08 Educação Financeira para a Segurança do seu Investimento...

Leia mais

Tesouro Direto. Segurança, Rentabilidade, Praticidade, Diversidade e Baixo Risco!

Tesouro Direto. Segurança, Rentabilidade, Praticidade, Diversidade e Baixo Risco! Tesouro Direto Segurança, Rentabilidade, Praticidade, Diversidade e Baixo Risco! Escolha a melhor instituição para você Ela ajuda em cada etapa antes de seu primeiro investimento e está sempre ao seu lado,

Leia mais

Como investir no Tesouro Direto Compra e venda de títulos públicos pode ser feita online, pelo próprio investidor

Como investir no Tesouro Direto Compra e venda de títulos públicos pode ser feita online, pelo próprio investidor UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO, ATUÁRIA E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO Análise de Investimentos Prof. Isidro LEITURA COMPLEMENTAR # 19 Como investir no

Leia mais

Tesouro Direto. Florianópolis. Renato Andrade

Tesouro Direto. Florianópolis. Renato Andrade Tesouro Direto Florianópolis Renato Andrade Visão Geral Vantagens Comprando Tributação e Vendendo Títulos Comprando e Vendendo Títulos Entendendo o que altera o preço Simulador do Tesouro Direto Perfil

Leia mais

Perguntas e Respostas Alteração no rendimento da caderneta de poupança. 1) Por que o governo decidiu mudar as regras da caderneta de poupança?

Perguntas e Respostas Alteração no rendimento da caderneta de poupança. 1) Por que o governo decidiu mudar as regras da caderneta de poupança? Perguntas e Respostas Alteração no rendimento da caderneta de poupança Novas regras 1) Por que o governo decidiu mudar as regras da caderneta de poupança? Por ter parte de sua remuneração (chamada de adicional)

Leia mais

Cálculo da Rentabilidade dos Títulos Públicos ofertados no Tesouro Direto

Cálculo da Rentabilidade dos Títulos Públicos ofertados no Tesouro Direto Cálculo da Rentabilidade dos Títulos Públicos ofertados no Tesouro Direto LFT A LFT é um título pós-fixado, cuja rentabilidade segue a variação da taxa SELIC, a taxa de juros básica da economia. Sua remuneração

Leia mais

Guia de Declaração de IR 2014- Investimentos

Guia de Declaração de IR 2014- Investimentos Guia de Declaração de IR 2014- Investimentos BRASIL Guia de Declaração IR 2014- Investimentos O dia 30/04/2014 é último dia para entrega da declaração anual do Imposto de Renda 2014 e com o objetivo de

Leia mais

Guia de Declaração IR 2014. Investimentos. Março de 2014. Brasil

Guia de Declaração IR 2014. Investimentos. Março de 2014. Brasil Guia de Declaração IR 2014 Investimentos Março de 2014 Brasil Guia de Declaração IR 2014 - Investimentos O prazo de entrega da declaração anual do Imposto de Renda 2014 tem início no dia 6 de março e o

Leia mais

Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20

Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20 Solange Honorato Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20 Módulo VI CPA10 Demais produtos de Investimentos Pg 70 De 8 a 13 Questões na prova (15% a 25%) Demais produtos de

Leia mais

SOBRE O AUTOR. Leonardo Rocha é formado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

SOBRE O AUTOR. Leonardo Rocha é formado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). SOBRE O AUTOR Leonardo Rocha é formado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Iniciou seu aprendizado em 2007, quando começou a estudar sobre o mercado financeiro.

Leia mais

ANÁLISE 2 APLICAÇÕES FINANCEIRAS EM 7 ANOS: QUEM GANHOU E QUEM PERDEU?

ANÁLISE 2 APLICAÇÕES FINANCEIRAS EM 7 ANOS: QUEM GANHOU E QUEM PERDEU? ANÁLISE 2 APLICAÇÕES FINANCEIRAS EM 7 ANOS: QUEM GANHOU E QUEM PERDEU? Toda decisão de aplicação financeira está ligada ao nível de risco que se deseja assumir, frente a uma expectativa de retorno futuro.

Leia mais

Plano de Contribuição Definida

Plano de Contribuição Definida Plano de Contribuição Definida Gerdau Previdência CONHEÇA A PREVIDÊNCIA REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Oferecido pelo setor privado, com adesão facultativa, tem a finalidade de proporcionar uma proteção

Leia mais

Financiamento de automóveis: Investimento ou gasto dispendioso? *

Financiamento de automóveis: Investimento ou gasto dispendioso? * Financiamento de automóveis: Investimento ou gasto dispendioso? * Com a queda da taxa básica de juros, a economia brasileira observa uma aceleração do crédito como nunca antes vista. Os juros em baixa

Leia mais

Luiz Maia (UFRPE), luiz_maia@yahoo.com Recife, 19 de agosto de 203

Luiz Maia (UFRPE), luiz_maia@yahoo.com Recife, 19 de agosto de 203 A influência da inflação e dos juros na poupança e em outras aplicações de renda fixa Luiz Maia (UFRPE), luiz_maia@yahoo.com Recife, 19 de agosto de 203 Roteiro O que é... e o que não é Renda Fixa (flashback!)

Leia mais

Especialistas ensinam como é possível arcar com as despesas escolares da criança sem causar grandes estragos no orçamento

Especialistas ensinam como é possível arcar com as despesas escolares da criança sem causar grandes estragos no orçamento Veículo: Bebê.com.br Data: 03/02/10 Poupe pelo futuro do seu filho Especialistas ensinam como é possível arcar com as despesas escolares da criança sem causar grandes estragos no orçamento Assim que a

Leia mais

10 perguntas sobre aplicações financeiras e a Declaração do Imposto de Renda. Sicredi Investimentos

10 perguntas sobre aplicações financeiras e a Declaração do Imposto de Renda. Sicredi Investimentos 10 perguntas sobre aplicações financeiras e a Declaração do Imposto de Renda. Sicredi Investimentos A cada ano, surgem dúvidas, por parte dos investidores, de como declarar à Receita Federal os rendimentos

Leia mais

Guia Declaração Imposto de Renda 2013. Investimentos. Março de 2013. Brasil

Guia Declaração Imposto de Renda 2013. Investimentos. Março de 2013. Brasil Guia Declaração Imposto de Renda 2013 Investimentos Março de 2013 Brasil Guia de Declaração IR 2013 -Investimentos 2 O dia 30/04/2013 é último dia para entrega da declaração anual do Imposto de Renda 2013

Leia mais

10 perguntas sobre aplicações financeiras e a Declaração do Imposto de Renda.

10 perguntas sobre aplicações financeiras e a Declaração do Imposto de Renda. 10. Como devo declarar minhas aplicações em Fundos de Investimentos em ações? A tributação é do tipo exclusiva de fonte e, por isso, os rendimentos devem ser informados na ficha Rendimentos Sujeitos à

Leia mais

Prof. Cid Roberto. Spread. Operações passivas. Operações ativas. Operações acessórias. Conhecimentos Bancários e Atualidades do Mercado Financeiro

Prof. Cid Roberto. Spread. Operações passivas. Operações ativas. Operações acessórias. Conhecimentos Bancários e Atualidades do Mercado Financeiro Conhecimentos Bancários e Atualidades do Mercado Financeiro Mercado Financeiro Prof. Cid Roberto Grupo Conhecimentos Bancários no Google http://goo.gl/gbkij Comunidade Conhecimentos Bancários (orkut) http://goo.gl/4a6y7

Leia mais

ONDE INVESTIR SEU DINHEIRO. O Guia Absolutamente Completo

ONDE INVESTIR SEU DINHEIRO. O Guia Absolutamente Completo ONDE INVESTIR SEU DINHEIRO O Guia Absolutamente Completo Onde Investir Seu Dinheiro O Guia Absolutamente Completo Geralmente não costumo sugerir carteiras de investimento por dois motivos: (1) Não gosto

Leia mais

Matemática Financeira

Matemática Financeira Matemática Financeira Aula 02 Juros Simples, Descontos Simples e Juros Compostos Prof.Dr. Edmilson J.T. Manganote Juros Simples Fórmula do Juros Simples e Montante S P 1 i n Taxas Equivalentes i i 1 2

Leia mais

Tesouro Direto. Brasília, Setembro de 2011

Tesouro Direto. Brasília, Setembro de 2011 Tesouro Direto Brasília, Setembro de 2011 Princípios da Gestão da Dívida Visão Geral do Programa Vantagens do Tesouro Direto Entendendo o que altera o preço Simulador do Tesouro Direto Perfil do Investidor

Leia mais

Investimentos. Inteligentes. Roberta e Bruno Omeltech

Investimentos. Inteligentes. Roberta e Bruno Omeltech Investimentos Inteligentes Roberta e Bruno Omeltech station centro de treinamentos (11) 3704-4377 contato@stationct.com.br !!!! ROBERTA OMELTECH DIRETORA COMERCIAL OMELTECH DESENVOLVIMENTO Empresa de Educação

Leia mais

Aplicação de recursos

Aplicação de recursos Aplicação de recursos São 3 os pilares de qualquer investimento Segurança Liquidez Rentabilidade Volatilidade - mede o risco que um fundo ou um título apresenta - maior a volatilidade, maior o risco; Aplicação

Leia mais

SONHOS AÇÕES. Planejando suas conquistas passo a passo

SONHOS AÇÕES. Planejando suas conquistas passo a passo SONHOS AÇÕES Planejando suas conquistas passo a passo Todo mundo tem um sonho, que pode ser uma viagem, a compra do primeiro imóvel, tranquilidade na aposentadoria ou garantir os estudos dos filhos, por

Leia mais

12 perguntas. que você precisa fazer para o seu cliente.

12 perguntas. que você precisa fazer para o seu cliente. 12 perguntas que você precisa fazer para o seu cliente. Introdução Neste final de ano, a Icatu Seguros quer convidar a todos para uma reflexão sobre decisões aparentemente simples, mas que nem sempre são

Leia mais

Cálculo da Rentabilidade dos Títulos Públicos ofertados no Tesouro Direto. Tesouro Selic (LFT)

Cálculo da Rentabilidade dos Títulos Públicos ofertados no Tesouro Direto. Tesouro Selic (LFT) Cálculo da Rentabilidade dos Títulos Públicos ofertados no Tesouro Direto Tesouro Selic (LFT) O Tesouro Selic (LFT) é um título pós fixado, cuja rentabilidade segue a variação da taxa SELIC, a taxa básica

Leia mais

Material Explicativo sobre Títulos Públicos

Material Explicativo sobre Títulos Públicos Material Explicativo sobre 1. Definições Gerais Os são emitidos pelo Tesouro Nacional, servindo como um instrumento de captação do Governo Federal para execução e financiamento de suas dívidas internas,

Leia mais

Riscos nas aplicações financeiras e os Fundos de Investimentos

Riscos nas aplicações financeiras e os Fundos de Investimentos Riscos nas aplicações financeiras e os Fundos de Investimentos A premissa básica em investimentos afirma que não há retorno sem risco. A busca por um ganho em rentabilidade é sempre acompanhada por uma

Leia mais

Veja na tabela a seguir as performances de cada aplicação em setembro e no acumulado do ano. Desempenho em setembro. Ibovespa 4,84% -17,96% 30/09/2013

Veja na tabela a seguir as performances de cada aplicação em setembro e no acumulado do ano. Desempenho em setembro. Ibovespa 4,84% -17,96% 30/09/2013 Veículo: Exame.com Os melhores e os piores investimentos de setembro Ibovespa fecha o mês com a maior alta, seguido pelos fundos de ações small caps; na renda fixa, a LTN, título do Tesouro prefixado,

Leia mais

CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATEMATICA FINANCEIRA JUROS SIMPLES

CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATEMATICA FINANCEIRA JUROS SIMPLES DEFINIÇÕES: CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATEMATICA FINANCEIRA JUROS SIMPLES Taxa de juros: o juro é determinado através de um coeficiente referido a um dado intervalo de tempo. Ele corresponde à remuneração da

Leia mais

$ $ ETF EXCHANGE TRADED FUND $ $

$ $ ETF EXCHANGE TRADED FUND $ $ ETF EXCHANGE TRADED FUND Investimento para quem busca a possibilidade de melhores retornos, através de uma carteira diversificada e com menor custo. Confira porque os fundos de índices são a nova opção

Leia mais

Nesta primeira edição, saiba o que são e como funcionam os CDBs

Nesta primeira edição, saiba o que são e como funcionam os CDBs SAIA DA POUPANÇA COM ALTERNATIVAS NA RENDA FIXA Nesta primeira edição, saiba o que são e como funcionam os CDBs Quando o assunto é investimentos, o cenário atual desperta cautela. Diante da sequência de

Leia mais

DEFINITIVO. Investimentos para iniciantes. Gisele Alves. www.seuguiadeinvestimentos.com.br. 2ª edição. 2014 São Paulo SP, Brasil

DEFINITIVO. Investimentos para iniciantes. Gisele Alves. www.seuguiadeinvestimentos.com.br. 2ª edição. 2014 São Paulo SP, Brasil GUI A DEFINITIVO Investimentos para iniciantes 2ª edição. 2014 São Paulo SP, Brasil Gisele Alves gisele@seuguiadeinvestimentos.com.br Informações Legais Se você gostou do conteúdo do livro e quer dividi-lo

Leia mais

Guia Declaração. Investimentos. Março de 2012. Brasil

Guia Declaração. Investimentos. Março de 2012. Brasil 1 Guia Declaração Imposto de Renda 2012 Investimentos Março de 2012 Brasil Guia de Declaração IR 2012 - Investimentos 2 O dia 30/04/2012 é ultimo dia para entrega da declaração anual do Imposto de Renda

Leia mais

Módulo 11 Corretora de Seguros

Módulo 11 Corretora de Seguros Módulo 11 Corretora de Seguros São pessoas físicas ou jurídicas, que se dedicam a angariar e promover contratos entre as Sociedades Seguradoras e seus clientes. A habilitação e o registro do corretor se

Leia mais

Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento

Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Prof. William Eid Junior Professor Titular Coordenador do GV CEF Centro de Estudos em Finanças Escola

Leia mais

Módulo 1 // Poupar dinheiro. Profissional: mais de 18 anos

Módulo 1 // Poupar dinheiro. Profissional: mais de 18 anos Módulo 1 // Poupar dinheiro Profissional: mais de 18 anos módulo 1 // BATE-BOLA FINANCEIRO Bate-bola Financeiro é um jogo interativo desenvolvido para transmitir aos estudantes questões importantes sobre

Leia mais

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 3: Gerenciamento de dívidas

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 3: Gerenciamento de dívidas Educação Financeira Crédito Consignado Módulo 3: Gerenciamento de dívidas Objetivo Auxiliar no gerenciamento de dívidas e de como quitá-las, conscientizando as pessoas da importância em diminui-las e de

Leia mais

ENTENDENDO COMO FUNCIONA A RENDA FIXA. Renda Fixa Plano B 124,0 % 10,0 % Renda Fixa Plano C 110,0 % 9,1 % Selic 71,0 % 6,5 %

ENTENDENDO COMO FUNCIONA A RENDA FIXA. Renda Fixa Plano B 124,0 % 10,0 % Renda Fixa Plano C 110,0 % 9,1 % Selic 71,0 % 6,5 % ENTENDENDO COMO FUNCIONA A RENDA FIXA A partir de 2005 foi iniciado um processo de alongamento dos prazos das carteiras de renda fixa da PSS, que propiciou bons ganhos por oito anos seguidos até o final

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA - ADMINISTRAÇÃO

MATEMÁTICA FINANCEIRA - ADMINISTRAÇÃO MATEMÁTICA FINANCEIRA - ADMINISTRAÇÃO DESCONTO 1) Determinar o desconto por fora sofrido por uma letra de R$ 5.000,00 à taxa de 5% aa, descontada 5 anos antes de seu vencimento. Resp: R$ 1.250,00 2) Uma

Leia mais

NOSSA HISTÓRIA. Em Parceria com:

NOSSA HISTÓRIA. Em Parceria com: Em Parceria com: NOSSA HISTÓRIA A UM INVESTIMENTOS S/A Corretora de Títulos e Valores Mobiliários é uma instituição financeira independente e atua no mercado financeiro há 40 anos. Em 2008 iniciou um processo

Leia mais

TÍTULO: DE POUPADOR A INVESTIDOR DESPERTANDO O GÊNIO FINANCEIRO DE INVESTIDORES CONSERVADORES

TÍTULO: DE POUPADOR A INVESTIDOR DESPERTANDO O GÊNIO FINANCEIRO DE INVESTIDORES CONSERVADORES TÍTULO: DE POUPADOR A INVESTIDOR DESPERTANDO O GÊNIO FINANCEIRO DE INVESTIDORES CONSERVADORES CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: CIÊNCIAS CONTÁBEIS INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES SOBRE VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL)

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES SOBRE VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES SOBRE VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) Melhor método para avaliar investimentos 16 perguntas importantes 16 respostas que todos os executivos devem saber Francisco Cavalcante(f_c_a@uol.com.br)

Leia mais

Renda Fixa. Letra de Crédito Imobiliário

Renda Fixa. Letra de Crédito Imobiliário Renda Fixa Letra de Crédito Imobiliário Letra de Crédito Imobiliário Uma alternativa para diversificação de carteira de investimento O produto Letra de Crédito Imobiliário () é um título de crédito, lastreado

Leia mais

Princípios de Investimento

Princípios de Investimento Princípios de Investimento Rentabilidade Rentabilidade é o grau de rendimento proporcionado por um investimento pela valorização do capital ao longo do tempo. Liquidez Liquidez é a rapidez com que se consegue

Leia mais

Versão atualizada em março de 2011

Versão atualizada em março de 2011 Versão atualizada em março de 2011 Apresentação Ativo, rentabilidade, renda fixa, perfil de investimento... Se você tem o hábito de se informar sobre como anda o dinheiro investido no seu plano previdenciário,

Leia mais

DISCIPLINA: MERCADO FINANCEIRO E DE CAPITAIS PROFESSOR: GILBERTO DE CASTRO TIMOTHEO APOSTILA: 6 ASSUNTO PRINCIPAL: Administração da dívida Pública

DISCIPLINA: MERCADO FINANCEIRO E DE CAPITAIS PROFESSOR: GILBERTO DE CASTRO TIMOTHEO APOSTILA: 6 ASSUNTO PRINCIPAL: Administração da dívida Pública 1 Mercado Secundário de Open Market 2 Operações de Overnight 3 Tesouro Direto 1 Mercado Secundário de Open market É um mercado secundário onde são negociados os títulos federais emitidos anteriormente

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS

PERGUNTAS E RESPOSTAS MOMENTO ECONÔMICO Os investimentos dos Fundos de Pensão, e o PRhosper não é diferente, têm por objetivo a formação de capital para uso previdenciário, portanto, de longo prazo. Exatamente por essa razão,

Leia mais

Marcos Puglisi de Assumpção 10. PLANOS DE PREVIDÊNCIA

Marcos Puglisi de Assumpção 10. PLANOS DE PREVIDÊNCIA Marcos Puglisi de Assumpção 10. 2010 Uma das maiores preocupações de um indivíduo é como ele vai passar o final de sua vida quando a fase de acumulação de capital cessar. É preciso fazer, o quanto antes,

Leia mais

Planejamento Financeiro

Planejamento Financeiro Maio 2009 ... O Brasil é onde mais pessoas se preocupam com o futuro e onde menos se faz poupança Pesquisa realizada em 12 países, pelo Principal Financial Group (03/2004) ... Famílias se endividam mais

Leia mais

Mitos e Verdades para não mexer em seus investimentos

Mitos e Verdades para não mexer em seus investimentos Mitos e Verdades para não mexer em seus investimentos Mudar é sempre um desafio para as pessoas. É da natureza humana temer qualquer coisa que esteja fora da zona de conforto. Crianças assistem dezenas

Leia mais

Planejamento Financeiro

Planejamento Financeiro Planejamento Financeiro I Curso Planejamento e Educação Financeira Uma parceria Órama e Dinheirama. Planejamento Financeiro Por Sandra Blanco Consultora de Investimentos da Órama, mais de anos de mercado,

Leia mais

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO Por que ler este livro? Você já escutou histórias de pessoas que ganharam muito dinheiro investindo, seja em imóveis ou na Bolsa de Valores? Após ter escutado todas essas

Leia mais

PERFIL DO INVESTIDOR. Uma das principais vantagens do Tesouro Direto é a possibilidade do investidor

PERFIL DO INVESTIDOR. Uma das principais vantagens do Tesouro Direto é a possibilidade do investidor PERFIL DO INVESTIDOR Uma das principais vantagens do Tesouro Direto é a possibilidade do investidor montar sua carteira de acordo com os seus objetivos, adequando prazos de vencimento e indexadores às

Leia mais