DATA DE ENTREGA 19/12/2016 VALOR: 20,0 NOTA:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DATA DE ENTREGA 19/12/2016 VALOR: 20,0 NOTA:"

Transcrição

1 DISCIPLINA: FILOSOFIA PROFESSOR: ENRIQUE MARCATTO DATA DE ENTREGA 19/12/2016 VALOR: 20,0 NOTA: NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 3ª SÉRIE/EM TURMA: Nº: 01. RELAÇÃO DO CONTEÚDO PARA RECUPERAÇÃO a) Ética aristotélica b) Ética helenista: Epicuro e Estoicos c) Ética kantiana d) Ética utilitarista e) Relativismo cultural e relativismo moral f) Teses sobre a liberdade (Determinismo, Sartre, Liberdade Situada, Liberdade de Expressão) g) Espectros políticos (diagrama de Nolan) h) Filosofia política de Platão e Aristóteles i) Questão da justificação do Estado: Contratualistas (Hobbes, Locke, Rousseau) j) Liberalismo moderno (Locke, Smith e crítica de John Ralws) k) Socialismo e Comunismo 02. ORIENTAÇÕES 1. O trabalho contém 05 questões fechadas e 15 questões abertas. Verifique se o seu exemplar está completo. 2. Leia sempre - e atentamente - cada questão antes de responder a ela. 3. Nas questões de múltipla escolha, marque, a caneta, apenas uma alternativa. Não sendo permitidas rasuras. 4. Dê respostas completas às questões discursivas e redija-as utilizando tinta azul ou preta. Evite rasuras, não sendo permitido o uso de corretivo. 5. Sua atividade é um documento, portanto não a entregue com respostas escritas a lápis. 6. LEMBRE-SE DE QUE VOCÊ SERÁ AVALIADO PELO QUE ESCREVEU E NÃO PELO QUE PENSOU EM ESCREVER; ATENTE, POIS, À FORMULAÇÃO DE SUAS RESPOSTAS. 7. Para uma possível revisão, é necessário que todas as instruções acima tenham sido seguidas e que tenha a prova guardada em seu poder. 8. Nas questões abertas, caso a resposta não caiba no espaço oferecido, faça em folha separada, que deverá ser anexada e grampeada a essa atividade. 03. DISTRIBUIÇÃO DOS PONTOS Trabalho Valor: 20 pontos Data de entrega: 19/12/2016 (no dia da prova final de filosofia) Prova Valor: 80 pontos A prova constará de 15 questões, sendo 9 questões discursivas e 6 objetivas.

2 QUESTÃO 01. Sobre a ética da antiguidade, podemos afirmar que: A) Os estoicos defendiam a ataraxia, como base da vida boa. B) É uma ética mais considerada deontológica, pois volta-se para a ação moral. C) Sócrates, Platão e Aristóteles divergiram sobre o papel da razão na determinação do certo e errado. D) Os filósofos epicuristas eram tidos como relativistas, ao contrário de Sócrates, Platão e Aristóteles. E) Aristóteles defendia que a base para a vida boa era a ataraxia (não perturbação da alma) QUESTÃO 02. Considere o seguinte argumento: (i) Diferentes culturas possuem diferentes códigos morais. (ii) Assim, não há verdade objetiva na moralidade. Certo e errado são apenas questões de opinião, e as opiniões variam de cultura para cultura. Podemos avaliar o argumento das diferenças culturais, pelo qual se defende o relativismo cultural, como: A) Falso, pois sua premissa não pode ser verdadeira. B) Válido, pois ambas são proposições verdadeiras. C) Válido, pois se a premissa for verdadeira, é impossível que a conclusão seja falsa. D) Inválido, pois ambas as proposições são falsas. E) Inválido, pois mesmo que a premissa seja verdadeira, é possível que a conclusão não o seja. QUESTÃO 03. A república platônica prevê um estado que não se trata de uma forma de governo aristocrata ou um governo eleito pela maioria. A forma de governo ideal seria aquela onde o poder é confiado aos mais inteligentes, aos filósofos, portanto temos uma sofocracia. Como Platão mesmo afirma "é preciso que os filósofos se tornem reis, ou que os reis se tornem filósofos". Aonde chegar com toda esta discussão? Se Platão afirma que a justiça é a base para todas as virtudes, o sábio é uma pessoa virtuosa, logo o sábio deve por excelência ser alguém justo. Voltando a questão das virtudes, vale lembrar que a alma humana possuí três virtudes: a temperança, a coragem e a sabedoria, sendo a justiça a base dessas três virtudes que seguindo a mesma linha constituirá três almas: a apetitiva, a irascível e racional que culmina numa distribuição harmônica de atividade na alma conforme a razão constituiria seguindo a virtude fundamental: a justiça. Este último argumento é o ponto central de ligação entre os conceitos de sabedoria e justiça (MELCHIORETTO, Albio. Definição do conceito de justiça para Platão. Publicado em

3 Platão, em sua República, analisa primeiramente como se dá a justiça na alma dos indivíduos para depois deriva-la para a ideia de uma polis justa. Com base no que se pode ler no texto acima e no que você estudou acerca da política platônica, a polis justa será a que: A) Adota o regime democrático, distribuindo o poder entre as classes, uma vez que esse regime tende a expressar melhor a sabedoria de seu povo. B) Realiza a distribuição de riquezas entre todas as classes, segundo os critérios racionais. C) Não possui classes, uma vez que não se pode distinguir tipos de almas entre os indivíduos. D) Possui apenas duas classes: a dos governantes e a dos agricultores. E) Será a que coloca a sabedoria (a alma racional, presente nos filósofos) acima da irascibilidade e dos apetites. QUESTÃO 04. Segundo Immanuel Kant, não basta que realizemos ações boas para que estas sejam moralmente boas. O motivo pelo qual ele afirma isso é que: A) Kant acreditava que, para a ação ser moralmente boa, ela precisa ser uma ação desinteressada. B) Kant acreditava que, para a ação ser moralmente boa, nossas ações não deveriam ser realizadas por dever. C) Kant acreditava que, para a ação ser moralmente boa, ela não poderia ter consequências boas. D) Kant acreditava que, para a ação ser moralmente boa, ela deveria estar de acordo com o dever moral cristão. E) Kant acreditava que, para a ação ser moralmente boa, ela deveria ter consequências boas. QUESTÃO 05. Um dos modos de se definir o que é esquerda e direita em filosofia política, é a partir dos eixos (i) liberdade pessoal e (ii) liberdade econômica, conforme defendido pelo cientista político David Nolan. Segundo o gráfico desenvolvido por ele, QUAL a definição para a direita conservadora? A) Pouca liberdade econômica e muita liberdade pessoal. B) Pouca liberdade pessoal e muita liberdade econômica. C) Pouca liberdade pessoal e pouca liberdade econômica. D) Muita liberdade pessoal e muita liberdade econômica. E) Muita liberdade pessoal e média liberdade econômica. QUESTÃO 06. DESCREVA qual é, segundo Aristóteles, o bem supremo para os seres humanos e de que modo se deve agir para obtê-lo.

4 QUESTÃO 07. Segundo filósofos contra o relativismo cultural, não são só os valores que estão na base das diferenças culturais. EXPLIQUE por que James Rachels acreditava nisso. QUESTÃO 08. SINTETIZE a tese da liberdade situada defendida por Karl Marx. QUESTÃO 09. DESCREVA a posição do filósofo alemão Friedrich Nietzsche a respeito de valores morais como a benevolência, a justiça e a prudência. QUESTÃO 10. Jean-Paul Sartre foi um dos mais conhecidos defensores da tese da liberdade radical, afirmando que os homens estão condenados a serem livres. Com base na teoria do filósofo francês, RELACIONE liberdade e responsabilidade.

5 QUESTÃO 11. SINTETIZE a teoria Utilitarista de John Stuart Mill, relacionando sua resposta ao Princípio de Utilidade. QUESTÃO 12. Os filósofos contratualistas, como Thomas Hobbes, John Locke e Jean Jacques Rousseau, buscam justificar o Estado a partir do recurso a uma situação imaginária em que o Estado não existisse, chamada por eles de estado de natureza, que seria substituída pela situação atual, chamada estado civil. DESCREVA a visão de Thomas Hobbes sobre esse tema, dizendo como o filósofo acreditava ser o estado de natureza, o porquê, segundo ele, os homens teriam se associado perante o Estado e quais são as características que o inglês defendia que essa instituição deveria ter. QUESTÃO 13. DESCREVA o funcionamento do procedimento oferecido por Immanuel Kant para determinar se uma ação é moralmente boa ou não.

6 QUESTÃO 14. DESCREVA como, segundo os relativistas culturais, se devem avaliar práticas como, por exemplo, o infanticídio dentro de culturas indígenas. QUESTÃO 15. EXPLIQUE a crítica de John Rawls à chamada teoria da justiça meritocrática liberal. QUESTÃO 16. SINTETIZE o conceito de Adam Smith de mão invisível e EXPLIQUE sua influência na teoria liberal clássica. QUESTÃO 17. Segundo John Locke, DESCREVA quais são os limites aceitáveis para a atuação do Estado.

7 QUESTÃO 18. EXPLIQUE por que Karl Marx critica o Estado. QUESTÃO 19 EXPLIQUE por que, segundo Karl Marx, o comunismo seria uma situação pósrevolucionária. QUESTÃO 20. DESCREVA o argumento epistêmico de John Stuart Mill a favor da liberdade de expressão.

8

DATA: VALOR: 20 pontos NOTA: NOME COMPLETO:

DATA: VALOR: 20 pontos NOTA: NOME COMPLETO: DISCIPLINA: FILOSOFIA PROFESSOR: ENRIQUE MARCATTO DATA: VALOR: 20 pontos NOTA: NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 3ª EM TURMA: Nº: I N S T R U Ç Õ E S 1. Esta atividade contém

Leia mais

DATA: VALOR: 20 PONTOS NOTA: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL NOME COMPLETO:

DATA: VALOR: 20 PONTOS NOTA: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL NOME COMPLETO: DISCIPLINA: FILOSOFIA PROFESSOR: ENRIQUE MARCATTO DATA: VALOR: 20 PONTOS NOTA: NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 1ª EM TURMA: Nº: I N S T R U Ç Õ E S 1. Esta atividade contém

Leia mais

Prova Valor: 80 pontos A prova constará de 20 questões, sendo 15 questões discursivas e 5 objetivas.

Prova Valor: 80 pontos A prova constará de 20 questões, sendo 15 questões discursivas e 5 objetivas. DISCIPLINA: FILOSOFIA PROFESSOR: ENRIQUE MARCATTO DATA DA ENTREGA: 19/12/2016 VALOR: 20,0 NOTA: NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 1ª SÉRIE/EM TURMA: Nº: 01. RELAÇÃO DO CONTEÚDO

Leia mais

Prova Escrita de Filosofia VERSÃO º Ano de Escolaridade. Prova 714/1.ª Fase. Entrelinha 1,5, sem figuras nem imagens, texto alinhado à esquerda

Prova Escrita de Filosofia VERSÃO º Ano de Escolaridade. Prova 714/1.ª Fase. Entrelinha 1,5, sem figuras nem imagens, texto alinhado à esquerda EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Prova 714/1.ª Fase 14 Páginas Entrelinha 1,5, sem figuras nem imagens, texto

Leia mais

DATA: / / 2014 VALOR: 20,0 pontos NOTA: NOME COMPLETO:

DATA: / / 2014 VALOR: 20,0 pontos NOTA: NOME COMPLETO: DISCIPLINA: Física PROFESSORES: Marcus Sant Ana / Fabiano Dias DATA: / / 2014 VALOR: 20,0 pontos NOTA: NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2ª SÉRIE EM TURMA: Nº: I N S T R U Ç

Leia mais

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos.

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Prova 714/1.ª Fase 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30

Leia mais

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: NOME COMPLETO:

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: NOME COMPLETO: DISCIPLINA: FILOSOFIA PROFESSOR: ENRIQUE MARCATTO DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2ª TURMA: Nº: I N S T R U Ç Õ E S 1. Este trabalho contém

Leia mais

DATA: VALOR: 20 PONTOS NOME COMPLETO:

DATA: VALOR: 20 PONTOS NOME COMPLETO: DISCIPLINA: FILOSOFIA PROFESSOR: ENRIQUE MARCATTO DATA: VALOR: 20 PONTOS NOTA: NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2ªEM TURMA: Nº: I N S T R U Ç Õ E S 1. Esta prova contém 05 questões

Leia mais

A ÉTICA NA HISTÓRIA DO PENSAMENTO

A ÉTICA NA HISTÓRIA DO PENSAMENTO SOFISTAS Acreditavam num relativismo moral. O ceticismo dos sofistas os levava a afirmar que, não existindo verdade absoluta, não poderiam existir valores que fossem validos universalmente. A moral variaria

Leia mais

Clóvis de Barros Filho

Clóvis de Barros Filho Clóvis de Barros Filho Sugestão Formação: Doutor em Ciências da Comunicação pela USP (2002) Site: http://www.espacoetica.com.br/ Vídeos Produção acadêmica ÉTICA - Princípio Conjunto de conhecimentos (filosofia)

Leia mais

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana PLANO DE CURSO DISCIPLINA: FILOSOFIA DO DIREITO (CÓD.: ENEX 60110) ETAPA: 2ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos,

Leia mais

DOUTRINAS ÉTICAS FUNDAMENTAIS PROFA. ME. ÉRICA RIOS

DOUTRINAS ÉTICAS FUNDAMENTAIS PROFA. ME. ÉRICA RIOS DOUTRINAS ÉTICAS FUNDAMENTAIS PROFA. ME. ÉRICA RIOS ERICA.CARVALHO@UCSAL.BR Ética e História Como a Ética estuda a moral, ou seja, o comportamento humano, ela varia de acordo com seu objeto ao longo do

Leia mais

PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I CÓD. ENUN º PERÍODO SEMANA CONTEÚDOS/MATÉRIA TIPO DE AULA TEXTOS, FILMES E OUTROS MATERIAIS

PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I CÓD. ENUN º PERÍODO SEMANA CONTEÚDOS/MATÉRIA TIPO DE AULA TEXTOS, FILMES E OUTROS MATERIAIS PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I CÓD. ENUN 60004 1º PERÍODO TOTAL DE ENCONTROS: 20 SEMANAS SEMANA CONTEÚDOS/MATÉRIA TIPO DE AULA TEXTOS, FILMES E OUTROS MATERIAIS 1 UNIDADE I UMA ANÁLISE DA

Leia mais

PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I (CÓD. ENUN60004) PERÍODO: 1 º PERÍODO EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA

PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I (CÓD. ENUN60004) PERÍODO: 1 º PERÍODO EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I (CÓD. ENUN60004) PERÍODO: 1 º PERÍODO TOTAL DE SEMANAS: 20 SEMANAS TOTAL DE ENCONTROS: 20 AULAS Aulas Conteúdos/ Matéria Tipo de aula Textos, filmes e outros

Leia mais

TEORIA DOS VALORES. Quais são os valores que você mais preza? Introdução

TEORIA DOS VALORES. Quais são os valores que você mais preza? Introdução TEORIA DOS VALORES Quais são os valores que você mais preza? Introdução Os filósofos tentaram determinar a boa conduta segundo dois princípios fundamentais: considerando alguns tipos de conduta bons em

Leia mais

22/08/2014. Tema 7: Ética e Filosofia. O Conceito de Ética. Profa. Ma. Mariciane Mores Nunes

22/08/2014. Tema 7: Ética e Filosofia. O Conceito de Ética. Profa. Ma. Mariciane Mores Nunes Tema 7: Ética e Filosofia Profa. Ma. Mariciane Mores Nunes O Conceito de Ética Ética: do grego ethikos. Significa comportamento. Investiga os sistemas morais. Busca fundamentar a moral. Quer explicitar

Leia mais

Teorias éticas. Capítulo 20. GRÉCIA, SÉC. V a.c. PLATÃO ARISTÓTELES

Teorias éticas. Capítulo 20. GRÉCIA, SÉC. V a.c. PLATÃO ARISTÓTELES GRÉCIA, SÉC. V a.c. Reflexões éticas, com um viés político (da pólis) _ > como deve agir o cidadão? Nem todas as pessoas eram consideradas como cidadãos Reflexão metafísica: o que é a virtude? O que é

Leia mais

A POLÍTICA NA HISTÓRIA DO PENSAMENTO

A POLÍTICA NA HISTÓRIA DO PENSAMENTO PLATÃO (428-347 a.c.) Foi o primeiro grande filósofo que elaborou teorias políticas. Na sua obra A República ele explica que o indivíduo possui três almas que correspondem aos princípios: racional, irascível

Leia mais

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Não é permitido o uso de corretor. Deve riscar aquilo que pretende que não seja classificado.

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Não é permitido o uso de corretor. Deve riscar aquilo que pretende que não seja classificado. EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 714/2.ª Fase 7 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Não é permitido o uso de corretor. Deve riscar aquilo que pretende que não seja classificado.

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Não é permitido o uso de corretor. Deve riscar aquilo que pretende que não seja classificado. EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 714/2.ª Fase 7 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

COD FCP de abril Apresentação do programa do curso. 4 de abril Somos livres para agir? Teoria da ação voluntária em Hobbes

COD FCP de abril Apresentação do programa do curso. 4 de abril Somos livres para agir? Teoria da ação voluntária em Hobbes UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO C E N T R O D E F I L O S O F I A E C I Ê N C I A S S O C I A I S I N S T I T U T O D E F I L O S O FI A E C I Ê N C I A S S O C I A I S D E P A R T A M E N T O D

Leia mais

Filosofia Política Clássica

Filosofia Política Clássica Filosofia Política Clássica Antiguidade Clássica - Platão Platão - seres humanos são divididos em três almas ou princípios de atividades: alma desejante que busca a satisfação dos apetites do corpo; alma

Leia mais

Questão 2 Mostre a importância dos partidos políticos no processo de participação democrática brasileira.

Questão 2 Mostre a importância dos partidos políticos no processo de participação democrática brasileira. Disciplina: Sociologia Data: / /2012 Professor(a): Celso Luís Welter Turma: 3º ano Tipo de Atividade: trabalho de recuperação Segmento: EM Valor: 6 pontos Etapa: segunda Nome do(a) aluno(a): Caro(a) Aluno(a),

Leia mais

Vamos começar um jogo da REVISÃO onde asregras sãoasseguinte: Vocês precisarão memorizar as imagens dos filósofos e as frases relacionadas a ela

Vamos começar um jogo da REVISÃO onde asregras sãoasseguinte: Vocês precisarão memorizar as imagens dos filósofos e as frases relacionadas a ela Vamos começar um jogo da REVISÃO onde asregras sãoasseguinte: Vocês precisarão memorizar as imagens dos filósofos e as frases relacionadas a ela Depois as imagens desaparecerão e vocês precisarão lembrar

Leia mais

INTRODUÇÃO À FILOSOFIA MORAL (conclusão)

INTRODUÇÃO À FILOSOFIA MORAL (conclusão) INTRODUÇÃO À FILOSOFIA MORAL (conclusão) 25 DE FEVEREIRO DE 2013 (6ª aula) Sumário da Aula Anterior: Egoísmo ético: definição, pontos fortes e fragilidades. Utilitarismo. O Princípio da Utilidade. Utilitarismo

Leia mais

Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Teste Intermédio de Filosofia Teste Intermédio Filosofia Duração do Teste: 90 minutos 22.02.2011 10.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Utilize apenas caneta ou esferográfica

Leia mais

Filosofia e Política

Filosofia e Política Filosofia e Política Aristóteles e Platão Aristóteles Política deve evitar a injustiça e permitir aos cidadãos serem virtuosos e felizes. Não há cidadania quando o povo não pode acessar as instituições

Leia mais

FILOSOFIA BREVE PANORAMA GERAL FILOSOFIA ANTIGA

FILOSOFIA BREVE PANORAMA GERAL FILOSOFIA ANTIGA FILOSOFIA BREVE PANORAMA GERAL FILOSOFIA ANTIGA SOBRE FILOSOFIA DEFINIÇÃO TRADICIONAL (segundo a perspectiva ocidental) TEOLOGIA CIÊNCIA certezas dúvidas Bertrand Russell (1872-1970) utiliza seus temas

Leia mais

Escola Secundária 2-3 de Clara de Resende COD COD

Escola Secundária 2-3 de Clara de Resende COD COD CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO (Aprovados em Conselho Pedagógico de 27 de outubro de 2015) No caso específico da disciplina de FILOSOFIA, do 10º ano de escolaridade, a avaliação incidirá ao nível do

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º 1 DE GONDOMAR ANO LETIVO de 2014 / 2015

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º 1 DE GONDOMAR ANO LETIVO de 2014 / 2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º 1 DE GONDOMAR ANO LETIVO de 014 / 015 PLANIFICAÇÃO de Filosofia 10º ANO Gestão Temporal do Programa UNIDADE CONTEÚDO LETIVOS I Módulo inicial II A acção humana e os valores 1.

Leia mais

Platão, desiludido com a. escola de filosofia a Academia.

Platão, desiludido com a. escola de filosofia a Academia. Platão era filho da aristocracia ateniense. Foi discípulo de Sócrates. Sua obra reflete o momento caótico pelo qual passou Atenas no decorrer de sua vida A crise da sociedade ateniense está ligada à guerra

Leia mais

NODARI, Paulo César. Sobre ética: Aristóteles, Kant e Levinas. Caxias do Sul: Educs, 2010

NODARI, Paulo César. Sobre ética: Aristóteles, Kant e Levinas. Caxias do Sul: Educs, 2010 NODARI, Paulo César. Sobre ética: Aristóteles, Kant e Levinas. Caxias do Sul: Educs, 2010 12 Daniel José Crocoli * A obra Sobre ética apresenta as diferentes formas de se pensar a dimensão ética, fazendo

Leia mais

Filosofia 10º Ano Ano letivo de 2015/2016 PLANIFICAÇÃO

Filosofia 10º Ano Ano letivo de 2015/2016 PLANIFICAÇÃO I Iniciação à Atividade Filosófica 1. Abordagem introdutória à filosofia e ao filosofar PERCURSOS 10.º ANO Competências a desenvolver/objectivos a concretizar Recursos Estratégias Gestão 1.1. O que é a

Leia mais

EXAME NACIONAL PROVA DE INGRESSO VERSÃO 1

EXAME NACIONAL PROVA DE INGRESSO VERSÃO 1 EXAME NACIONAL PROVA DE INGRESSO 10.º/11.º anos de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março) PROVA 714/11 Págs. Duração da prova: 120 minutos 2007 2.ª FASE PROVA ESCRITA DE FILOSOFIA VERSÃO

Leia mais

Prova Escrita de Filosofia

Prova Escrita de Filosofia EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 714/Época Especial 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

Plano de Recuperação Semestral 1º Semestre 2016

Plano de Recuperação Semestral 1º Semestre 2016 Disciplina: Filosofia e Sociologia Série/Ano: 1º ANO Professores: Adriane e Silvio Objetivo: Proporcionar ao aluno a oportunidade de resgatar os conteúdos trabalhados durante o 1º semestre nos quais apresentou

Leia mais

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos.

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 714/2.ª Fase 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos.

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 714/2.ª Fase 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

Antecedentes Históricos da Administração. Professor Maurício Teixeira

Antecedentes Históricos da Administração. Professor Maurício Teixeira Antecedentes Históricos da Administração Professor Maurício Teixeira Abordagens Mostrar a história Incipiente preocupação com a Administração na antiguidade Influencias da Administração Filosóficas Da

Leia mais

EXAME NACIONAL PROVA DE INGRESSO VERSÃO 2

EXAME NACIONAL PROVA DE INGRESSO VERSÃO 2 EXAME NACIONAL PROVA DE INGRESSO 10.º/11.º anos de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março) PROVA 714/11 Págs. Duração da prova: 120 minutos 2007 2.ª FASE PROVA ESCRITA DE FILOSOFIA VERSÃO

Leia mais

Cotações. Prova Escrita de Filosofia. 10.º Ano de Escolaridade Março de Duração da prova: 90 minutos. 3 Páginas

Cotações. Prova Escrita de Filosofia. 10.º Ano de Escolaridade Março de Duração da prova: 90 minutos. 3 Páginas Prova Escrita de Filosofia Versão A 10.º Ano de Escolaridade Março de 2016 Duração da prova: 90 minutos 3 Páginas Leia atentamente o enunciado Para cada resposta, identifique o grupo e o item. Apresente

Leia mais

Prova Escrita de Filosofia

Prova Escrita de Filosofia EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 714/Época Especial 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

PLANO DE CURSO ÉTICA E CIDADANIA II

PLANO DE CURSO ÉTICA E CIDADANIA II PLANO DE CURSO DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA II (CÓD.: ENUN 60010) ETAPA: 2ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos,

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE FILOSOFIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE FILOSOFIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE FILOSOFIA Nome: Nº 9 a. Série Data: / /2016 Professor: ALESSANDRO Nota: (valor: 1,0) 2º semestre A - Introdução Neste semestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou

Leia mais

AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PLANO DE ENSINO

AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PLANO DE ENSINO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PLANO DE ENSINO 2015-1 Filosofia Módulo C Ementa Módulo 1 Carga Horária: 64 h Discussão sobre as condições de elaboração dos conhecimentos científicos. Entendimento dos

Leia mais

Deficiência Mental: Contribuições de uma perspectiva de justiça centrada nos funcionamentos.

Deficiência Mental: Contribuições de uma perspectiva de justiça centrada nos funcionamentos. Deficiência Mental: Contribuições de uma perspectiva de justiça centrada nos funcionamentos. Alexandre da Silva Costa Estudo que faz uma análise acerca das contribuições da perspectiva de justiça baseada

Leia mais

Planificação Anual - Disciplina Filosofia 10º Ano /2018

Planificação Anual - Disciplina Filosofia 10º Ano /2018 Planificação Anual - Disciplina Filosofia 10º Ano - 2017/2018 OBJECTIVOS GERAIS DO PROGRAMA DE FILOSOFIA 10º ANO Domínio cognitivo - Apropriar-se progressivamente da especificidade da filosofia Reconhecer

Leia mais

A justiça como virtude e instituição social na organização da sociedade grega.

A justiça como virtude e instituição social na organização da sociedade grega. A justiça como virtude e instituição social na organização da sociedade grega. Colégio Cenecista Dr. José ferreira Professor Uilson Fernandes Fevereiro de 2016 A forma como os filósofos clássicos definem

Leia mais

Direitos Humanos: Uma Antologia Retirado de: Direitos Humanos: Uma Antologia Micheline R. Ishay (Organizadora)

Direitos Humanos: Uma Antologia Retirado de: Direitos Humanos: Uma Antologia Micheline R. Ishay (Organizadora) Direitos Humanos: Uma Antologia Retirado de: Direitos Humanos: Uma Antologia Micheline R. Ishay (Organizadora) Parte I Humanismo Religioso e Estoicismo As Origens dos Direitos humanos, da Bíblia à Idade

Leia mais

ÉTICA ARISTOTÉLICA A ÉTICA EM ARISTÓTELES

ÉTICA ARISTOTÉLICA A ÉTICA EM ARISTÓTELES A ÉTICA EM ARISTÓTELES ÉTICA ARISTOTÉLICA - A Ética aristotélica faz parte do saber prático: distingue-se do saber teórico porque seu objetivo não é o conhecimento de uma realidade determinada, mas do

Leia mais

Roteiro de estudos para recuperação trimestral

Roteiro de estudos para recuperação trimestral Roteiro de estudos para recuperação trimestral Disciplina: Professor (a): FILOSOFIA JOSÉ LUCIANO GABEIRL Conteúdo: Referência para estudo: A Filosofia de Aristóteles A Filosofia Helenística Idade Média

Leia mais

Prova Escrita de Filosofia

Prova Escrita de Filosofia EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Filosofia.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 9/0, de de julho Prova 74/Época Especial Critérios de Classificação Páginas 06 Prova 74/E. Especial

Leia mais

Estado: conceito e evolução do Estado moderno. Santana do Livramento

Estado: conceito e evolução do Estado moderno. Santana do Livramento Estado: conceito e evolução do Estado moderno Santana do Livramento Objetivos da Aula Objetivo Geral Estudar o significado do Estado, sua concepção e evolução para os modelos do Estado Moderno, para a

Leia mais

Aula Véspera UFU Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Professor Uilson Fernandes Uberaba 16 Abril de 2015

Aula Véspera UFU Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Professor Uilson Fernandes Uberaba 16 Abril de 2015 Aula Véspera UFU 2015 Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Professor Uilson Fernandes Uberaba 16 Abril de 2015 NORTE DA AVALIAÇÃO O papel da Filosofia é estimular o espírito crítico, portanto, ela não pode

Leia mais

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Na folha de respostas, indique de forma legível a versão da prova (Versão 1 ou Versão 2).

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Na folha de respostas, indique de forma legível a versão da prova (Versão 1 ou Versão 2). EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 9/202, de de julho Prova Escrita de Filosofia.º Ano de Escolaridade Prova 74/2.ª Fase 8 Páginas Duração da Prova: 20 minutos. Tolerância: 0 minutos.

Leia mais

Moral e Direito. Moral e Direito. Filosofia Moral. Moral e Direito 09/03/2014. Do ser ao que deve-ser. Distinção entre Moral e Ética. Moral.

Moral e Direito. Moral e Direito. Filosofia Moral. Moral e Direito 09/03/2014. Do ser ao que deve-ser. Distinção entre Moral e Ética. Moral. Filosofia Moral Ética Do ser ao que deve-ser O homem é uma interseção entre dois mundos: o real e o ideal. Pela liberdade humana, os valores do mundo ideal podem atuar sobre o mundo real. Nicolai Hartmann

Leia mais

Roteiro de Estudo para a Recuperação Semestral SOCIOLOGIA 2º EM

Roteiro de Estudo para a Recuperação Semestral SOCIOLOGIA 2º EM Roteiro de Estudo para a Recuperação Semestral SOCIOLOGIA 2º EM NOME: IMPRIMA AS FOLHAS. RESOLVA AS QUESTÕES DISSERTATIVAS EM FOLHA DE PAPEL ALMAÇO OU FOLHA DE FICHÁRIO; OS TESTES PODERÃO SER RESPONDIDOS

Leia mais

Roteiro de Estudo para a Recuperação Semestral SOCIOLOGIA 3º EM

Roteiro de Estudo para a Recuperação Semestral SOCIOLOGIA 3º EM Roteiro de Estudo para a Recuperação Semestral SOCIOLOGIA 3º EM NOME: IMPRIMA AS FOLHAS. RESOLVA AS QUESTÕES DISSERTATIVAS EM FOLHA DE PAPEL ALMAÇO OU FOLHA DE FICHÁRIO; OS TESTES PODERÃO SER RESPONDIDOS

Leia mais

RACIONALISMO 1- [...] E, tendo percebido que nada há no "penso, logo existo" que me assegure que digo a verdade, exceto que vejo muito claramente que,

RACIONALISMO 1- [...] E, tendo percebido que nada há no penso, logo existo que me assegure que digo a verdade, exceto que vejo muito claramente que, RACIONALISMO 1- [...] E, tendo percebido que nada há no "penso, logo existo" que me assegure que digo a verdade, exceto que vejo muito claramente que, para pensar, é preciso existir, pensei poder tomar

Leia mais

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos.

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Prova 714/2.ª Fase 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30

Leia mais

Segundo Rousseau, o que impediu a permanência do homem no Estado de natureza?

Segundo Rousseau, o que impediu a permanência do homem no Estado de natureza? Segundo Rousseau, o que impediu a permanência do homem no Estado de natureza? O princípio básico da soberania popular, segundo Rousseau, é: a) o poder absoluto b) o poder do suserano c) a vontade de todos

Leia mais

Unidade 2 Ética Antiga

Unidade 2 Ética Antiga Unidade 2 Ética Antiga 1º Bimestre M2 Filosofia E-mail: eu@profpetterson.com Os Sofistas movimento intelectual na Grécia do séc. V (a.n.e.). "sofista" mestre ou sábio - sofia (sabedoria). saber a respeito

Leia mais

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FILOSOFIA MAIO 2017 Prova: 161

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FILOSOFIA MAIO 2017 Prova: 161 INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FILOSOFIA MAIO 2017 Prova: 161 Escrita 10.º e 11.º de Escolaridade (Portaria n.º 207/2008, de 25 de Fevereiro - Cursos Tecnológicos de informática; Contabilidade

Leia mais

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Prova 714/1.ª Fase 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30

Leia mais

Objetividade e diálogo de culturas. A professora M. Clara Gomes

Objetividade e diálogo de culturas. A professora M. Clara Gomes Objetividade e diálogo de culturas A professora M. Clara Gomes A questão dos critérios valorativos levanta o problema da natureza dos juízos morais. O Subjetivismo moral é teoria que defende que os juízos

Leia mais

Informação-Exame Final Nível de Escola para N.E.E. Decreto-Lei n.º 3/2008, de 7 de janeiro Prova de Filosofia 10º e 11.º Anos de Escolaridade Prova 225 2015 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

REVISIONAL DE FILOSOFIA Questões de 1 a 10

REVISIONAL DE FILOSOFIA Questões de 1 a 10 REVISIONAL DE FILOSOFIA Questões de 1 a 10 1) Hobbes assim define a essência da república ou cidade: Uma cidade (...) é uma pessoa cuja vontade, pelo pacto de muitos homens, há de ser recebida como sendo

Leia mais

Próxima aula: Ética IV - O contrato social (ponto 7) Leitura: Rachels, cap Críton de Platão

Próxima aula: Ética IV - O contrato social (ponto 7) Leitura: Rachels, cap Críton de Platão Próxima aula: Ética IV - O contrato social (ponto 7) Leitura: Rachels, cap. 11 + Críton de Platão Perguntas: 1. Para Hobbes os homens são maus no estado de natureza? 2. Como é que a teoria do contrato

Leia mais

O ILUMINISMO SÉCULO XVII - XVIII

O ILUMINISMO SÉCULO XVII - XVIII O ILUMINISMO SÉCULO XVII - XVIII ILUMINISMO: A BUSCA PELA RACIONALIDADE Somente pela razão os homens atingiriam o progresso, em todos os sentidos. A razão permitiria instaurar no mundo uma nova ordem,

Leia mais

ARISTÓTELES e A Política

ARISTÓTELES e A Política ARISTÓTELES e A Política Aristóteles Política (em grego Πολιτικα, em latim Politica), é um texto do filósofo grego Aristóteles de Estagira. É composto por oito livros. Os livros I, II, e III são introdutórios

Leia mais

Filosofia 2016 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

Filosofia 2016 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Filosofia 2016 Prova 161 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO MATEMÁTICA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO ENSINO FUNDAMENTAL ANO: 9º TURMAS: A B C D E ETAPA: 1ª ANO: 2017 PROFESSORA: THAIS ANDRADE E FERNANDO SIMÕES ALUNO(A): Nº: I INTRODUÇÃO Este roteiro tem como objetivo

Leia mais

INFORMAÇÃO-EXAME A NÍVEL DE ESCOLA FILOSOFIA 2017

INFORMAÇÃO-EXAME A NÍVEL DE ESCOLA FILOSOFIA 2017 INFORMAÇÃO-EXAME A NÍVEL DE ESCOLA FILOSOFIA 2017 PROVA 225 Cursos Científicos Humanísticos Artigo 20.º do Decreto- Lei n.º 3 / 2008, de 7 de janeiro 11.º Ano de Escolaridade Duração da Prova: 120 minutos

Leia mais

Disciplina: Filosofia Série: 10 Unidade: Primeira Content Area: Philosophy Grade 10 Quarter I

Disciplina: Filosofia Série: 10 Unidade: Primeira Content Area: Philosophy Grade 10 Quarter I Disciplina: Filosofia Série: 10 Unidade: Primeira Content Area: Philosophy Grade 10 Quarter I 1.1 1.2 1.3 Conhecimento filosófico, religioso, científico e senso comum. Filosofia e lógica. Milagre Grego.

Leia mais

1B Aula 01. O Iluminismo

1B Aula 01. O Iluminismo 1B Aula 01 O Iluminismo O contexto histórico em que surgiu o Iluminismo O Iluminismo foi acima de tudo uma revolução cultural porque propôs uma nova forma de entender a sociedade e significou uma transformação

Leia mais

O. 8. BITTÇ~R EDU~RDO. Curso de Etica Jurídica. É ti c a geral e profissional. 12ª edição, revista, atualizada e modificada ..

O. 8. BITTÇ~R EDU~RDO. Curso de Etica Jurídica. É ti c a geral e profissional. 12ª edição, revista, atualizada e modificada .. EDU~RDO O. 8. BITTÇ~R "" Curso de Etica Jurídica É ti c a geral e profissional 12ª edição, revista, atualizada e modificada.. ~ o asaraiva SUMÁRIO Prefácio... 15 Apresentação... 19 PARTE I-Ética Geral

Leia mais

Sócrates, Sofistas, Platão e Aristóteles (ética) Séc. III e IV a. C

Sócrates, Sofistas, Platão e Aristóteles (ética) Séc. III e IV a. C Sócrates, Sofistas, Platão e Aristóteles (ética) Séc. III e IV a. C Nunca deixou nada escrito Patrono da Filosofia Sh As principais fontes: Platão, Xenofonte e Aristóteles Questões Antropológicas O início

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS- GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA - ICV

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS- GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA - ICV UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS- GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA - ICV RESUMO EXPANDIDO (2009-2010) A ÉTICA NA FORMAÇÃO DOS PEDAGOGOS

Leia mais

Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 CIÊNCIAS ECONÔMICAS

Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 CIÊNCIAS ECONÔMICAS assinatura do(a) candidato(a) Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 Segunda Etapa Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 1 Confira atentamente se

Leia mais

AVALIAÇÃO DISCURSIVA DE SOCIOLOGIA

AVALIAÇÃO DISCURSIVA DE SOCIOLOGIA CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN AVALIAÇÃO DISCURSIVA DE SOCIOLOGIA Primeira Avaliação 2ª Série Ensino Médio Primeiro Período 2016 Assinale com um X se estiver fazendo Progressão Parcial: Aluno(a): Série

Leia mais

Próxima aula: Ética III Kant (ponto 6).

Próxima aula: Ética III Kant (ponto 6). Próxima aula: Ética III Kant (ponto 6). Leitura: Rachels, Cap. 10. Perguntas: 1. Por que é deontológica a ética kantiana? 2. São diferentes as duas versões do imperativo categórico? 3. Qual é a função

Leia mais

Curso TURMA: 2101 e 2102 DATA: Teste: Prova: Trabalho: Formativo: Média:

Curso TURMA: 2101 e 2102 DATA: Teste: Prova: Trabalho: Formativo: Média: EXERCÍCIOS ON LINE 3º BIMESTRE DISCIPLINA: Filosofia PROFESSOR(A): Julio Guedes Curso TURMA: 2101 e 2102 DATA: Teste: Prova: Trabalho: Formativo: Média: NOME: Nº.: Exercício On Line (1) A filosofia atingiu

Leia mais

A filosofia Política. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Professor Uilson Fernandes Uberaba Abril de 2016

A filosofia Política. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Professor Uilson Fernandes Uberaba Abril de 2016 A filosofia Política Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Professor Uilson Fernandes Uberaba Abril de 2016 Os contratualistas Grupo de filósofos que tomaram a política como uma categoria autônoma, ou seja,

Leia mais

Próxima aula: Ética III Kant (ponto 6).

Próxima aula: Ética III Kant (ponto 6). Próxima aula: Ética III Kant (ponto 6). Leitura: Rachels, Cap. 10. Perguntas: 1. É deontológica a ética kantiana? 2. São diferentes as duas versões do imperativo categórico? 3. Qual é a função do sistema

Leia mais

Immanuel Kant. Como é possível o conhecimento? O conhecimento é possível porque o homem possui faculdades que o tornam possíveis".

Immanuel Kant. Como é possível o conhecimento? O conhecimento é possível porque o homem possui faculdades que o tornam possíveis. Immanuel Kant Como é possível o conhecimento? O conhecimento é possível porque o homem possui faculdades que o tornam possíveis". Em Kant, há duas principais fontes de conhecimento no sujeito: A sensibilidade,

Leia mais

REVISÃO PARA NP-1 Disciplina: COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO Prof.: ANDERSON FRANÇA

REVISÃO PARA NP-1 Disciplina: COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO Prof.: ANDERSON FRANÇA Instituto de Saúde Campus Brasília REVISÃO PARA NP-1 Disciplina: COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO Prof.: ANDERSON FRANÇA NOTA Nome do aluno: RA: Turma: Assinatura do aluno: Data da Prova: INSTRUÇÕES 1. Essa avaliação

Leia mais

Virtudes: conceito e classificação

Virtudes: conceito e classificação Virtudes: conceito e classificação Roteiro 6 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo III Os vícios e as virtudes

Leia mais

Programa da Componente Curricular: Tema Leitura obrigatória Data

Programa da Componente Curricular: Tema Leitura obrigatória Data Componente Curricular: Teoria do Estado e Ciência Política Professor Responsável: Hector Cury Soares E-mail: hectorsoares@unipampa.edu.br Programa da Componente Curricular: Observações preliminares: a)

Leia mais

FORMAÇÃO DA MORAL OCIDENTAL -GRÉCIA ANTIGA -

FORMAÇÃO DA MORAL OCIDENTAL -GRÉCIA ANTIGA - FORMAÇÃO DA MORAL OCIDENTAL -GRÉCIA ANTIGA - Prof. Jailson Costa S O F I S T A S Filosofia, ÉTICA, POLÍTICA ética e E desenvolvimento SOCIEDADE humano Sofistas e o relativismo ético Sofistas e o relativismo

Leia mais

Avaliação em filosofia: conteúdos e competências

Avaliação em filosofia: conteúdos e competências Avaliação em filosofia: conteúdos e competências Desidério Murcho Universidade Federal de Ouro Preto desiderio@ifac.ufop.br 1 Immanuel Kant O jovem que completou a sua instrução escolar habituou- se a

Leia mais

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Não é permitido o uso de corretor. Risque aquilo que pretende que não seja classificado.

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Não é permitido o uso de corretor. Risque aquilo que pretende que não seja classificado. Exame Final Nacional de Filosofia Prova 714 Época Especial Ensino Secundário 2017 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos.

Leia mais

Ficha de filosofia. A necessidade de fundamentação da moral Análise comparativa de duas perspectivas filosóficas. Fundamento e critérios da moralidade

Ficha de filosofia. A necessidade de fundamentação da moral Análise comparativa de duas perspectivas filosóficas. Fundamento e critérios da moralidade Ficha de filosofia A necessidade de fundamentação da moral Análise comparativa de duas perspectivas filosóficas Fundamento e critérios da moralidade Ética deontológica Ética consequencialista Respeito

Leia mais

Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. Ficha de Disciplina Ano Lectivo 2010/2011

Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. Ficha de Disciplina Ano Lectivo 2010/2011 (DESCRITOR) Estabelecimento de Ensino Unidade Orgânica Plano de Estudos Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Ciência Política Área Científica Unidade Curricular Equipa Docente Pré-Requisitos

Leia mais

Cap. 2 - O BEM E A FELICIDADE. Ramiro Marques

Cap. 2 - O BEM E A FELICIDADE. Ramiro Marques Cap. 2 - O BEM E A FELICIDADE Ramiro Marques A maior parte das pessoas identificam o bem com a felicidade, mas têm opiniões diferentes sobre o que é a felicidade. Será que viver bem e fazer o bem é a mesma

Leia mais

Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior PAES/ DOCV/PROG/UEMA FILOSOFIA

Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior PAES/ DOCV/PROG/UEMA FILOSOFIA FILOSOFIA 1. Sobre o evento Rock In Rio, o cantor da banda U2, Bono Vox, afirmou o seguinte: O Brasil está no centro do mundo. Esta é uma afirmação sobre a atuação do Brasil no cenário político mundial?

Leia mais

Filosofia e Ética. Professor Ronaldo Coture

Filosofia e Ética. Professor Ronaldo Coture Filosofia e Ética Professor Ronaldo Coture Quais os conceitos da Disciplina de Filosofia e Ética? Compreender os períodos históricos do pensamento humano. Conceituar a teoria axiológica dos valores. Conceituar

Leia mais

Volume 2 Fascículo 2 Filosofia Unidade 3

Volume 2 Fascículo 2 Filosofia Unidade 3 Atividade extra Volume 2 Fascículo 2 Filosofia Unidade 3 Questão 1 A ideia de que, pela Ciência e pela técnica, o homem se converterá em senhor e possuidor da natureza está presente no pensamento do filósofo

Leia mais

FILOSOFIA Objeto de avaliação. Análise e interpretação. Problematização e conceptualização

FILOSOFIA Objeto de avaliação. Análise e interpretação. Problematização e conceptualização Informação-prova FILOSOFIA 2018 Prova 714 11.º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) O presente documento divulga informação relativa à prova de exame final nacional do ensino secundário

Leia mais

FELICIDADE: O BEM QUE TODOS QUEREM. 7º ano - Capítulo 2

FELICIDADE: O BEM QUE TODOS QUEREM. 7º ano - Capítulo 2 FELICIDADE: O BEM QUE TODOS QUEREM 7º ano - Capítulo 2 1 2 Falar de felicidade significa falar sobre a melhor forma de viver; Não faz sentido pensar em uma vida bem vivida que não seja também feliz. Você

Leia mais