O CONCEITO DE TERRITÓRIO COMO CATEGORIA DE ANÁLISE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O CONCEITO DE TERRITÓRIO COMO CATEGORIA DE ANÁLISE"

Transcrição

1 O CONCEITO DE TERRITÓRIO COMO CATEGORIA DE ANÁLISE (Autor) Tiago Roberto Alves Teixeira Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão (Orientadora) Áurea Andrade Viana de Andrade Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão - Introdução O presente ensaio traz uma breve consideração sobre a importância do conceito de território como categoria de análise das dinâmicas espaciais, pesquisa que vem sendo realizada juntamente com o grupo de pesquisa GERA - Estudos Regionais: Geo-Histórico, Sócio-cultural, Econômico, Educacional e Ambiental da Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão. O conceito de território tem sido discutido e desenvolvido por meio de diferentes abordagens onde cada autor vai definir sua linha de pesquisa conforme seus métodos e concepções de interpretação da realidade. Nesta pesquisa, em razão dos novos arranjos espaciais gerados pelos avanços técnicos-científicos-informacionais, onde as relações passam a ser mais complexas, intensas e abrangentes, o conceito de território vai ser discutido por meio das relações de poder entre indivíduos, grupos de indivíduos e instituições (Raffestin, 1993), materiais e imateriais (Saquet, 2007), relações enraizadas no trabalho, as quais formam os territórios. Desta formas são as relações de poder, por meio de diferentes atores, que se apropriando do espaço vão formar os territórios, imprimindo nestes suas características relacionais de acordo com seus objetivos, que podem ter influencias de ordem econômica, política, cultural e até mesmo do meio natural. Partindo desta premissa que a realidade local é fruto destas relações, pode se afirmar que a analise territorial ao abordar diretamente os atores e suas relações, estuda quais são as causas dos problemas ou da realidade local, caracterizando um tipo de estudo que pesquisa as raízes dos problemas e posteriormente suas. Vale ressaltar que o conceito será abordado dentro das dimensões econômica, política, cultural e natural (Saquet 2007), tendo como objetivo final demonstrar a importância 1

2 desta categoria para a realização de analises empíricas, assim como instigar discussões neste sentido. OBJETIVOS Este presente trabalho tem como objetivo uma reflexão teórica sobre o conceito de território buscando trazer uma breve consideração sobre a importância do conceito como categoria de análise das dinâmicas espaciais. Impossível seria esgotar o assunto, portanto buscar-se-á uma discussão de cunho teórico, analisando o assunto de maneira sucinta. METODOLOGIA Para fomentar este ensaio, buscamos analises do conceito de território nas perspectivas, especialmente de Raffestin (1993, 2009), de Haesbaert (1997, 2004, 2006), Saquet (2007), Souza (2001), Sposito (2004), bem como teses e artigos que tratam da questão. Buscou-se também analisar diversos estudos empíricos, os quais utilizaram como categoria de análise, o conceito de território, com o objetivo de pesquisar os resultados obtidos. RESULTADOS PRELIMINARES Vemos uma crescente discussão sobre o conceito de território e realmente a discussão é interessante, prende a atenção de qualquer leitor, isto, face a uma discussão a qual o leitor pode se ver dentro das relações de poder que formam o território, como uma parte ativa do grande jogo da vida, porém infelizmente muitos geógrafos tem se perdido sobre qual seria a razão ou motivo pelo qual tanto se discute o conceito. Deve-se ressaltar que os conceitos dentro da geografia se fazem extremamente importantes e seus papéis empíricos devem também ser ressaltados, pois é nesta etapa que se percebe até que ponto a discussão realmente tem sentido, poder de ação, e pode ser aplicado como um instrumento de leitura da realidade. Raffestin (1993) afirma que a produção do território se dá pelas relações de produção, conseqüentemente as relações de poder, do Estado ao individuo, através de malhas, nós e redes como podemos ver na seguinte citação: 2

3 [...] um espaço onde se projetou um trabalho, seja energia e informação, e que, por conseqüência, revela relações marcadas pelo poder. (...) o território se apóia no espaço, mas não é o espaço. É uma produção a partir do espaço. Ora, a produção, por causa de todas as relações que envolve, se inscreve num campo de poder [...] (RAFFESTIN, 1993[1980], p.144). Raffestin ao discorrer sobre o assunto vai definir poder como uma combinação de energia e informação (Raffestin, 1993, p.55), onde energia pode se transformar em informação, isto é em saber, e a informação pode permitir que se libere energia, portanto poder (informação e energia) está relacionado com trabalho, capacidade de transformar a natureza e as relações sociais. Desta maneira Raffestin (1993) chega à conclusão que poder se enraíza no trabalho (Raffestin, 1993, p.56). Desta maneira o território seria as relações de poder que se dão em um determinado espaço, as quais ocorrem em redes, em uma troca constante de energia e informação, isto é, por meio do trabalho, trabalho relacionado a qualquer energia empregado com um determinado conhecimento, em todos os níveis de relações. Outra importante contribuição é a de Saquet (2007) que conclui ser o território uma abordagem simbólica-cultural, histórica, multiescalar, na relação economia-política-cultura-natureza, dentro da relação territorialização-desterritorialização-reterritorialização, (i) material, relacional, ideário, uno e múltiplo. Saquet (2007) em sua analise teórica sobre o conceito discute a importância de, em um estudo empírico territorial, abordar as dimensões: econômica, política e cultural não deixando de lado a dimensão natural no processo de apropriação do espaço por meio das relações de poder, como se pode ver: Por essa abordagem e concepção (i) material, uma dimensão fundamental e quase negligenciada em estudos territoriais ou tratada comumente como base física, é a natureza exterior ao homem. Assim merece atenção sem a pretensão, evidente, de esgotar a temática. Nos processos territoriais, as dimensões da E-P-C-N estão sempre presentes, de uma forma ou outra. Talvez, possamos avançar a partir do exposto, sobretudo a partir da possibilidade de se considerar, na natureza do território, a natureza. (Saquet, 2007, p.172). 3

4 Em uma analise territorial não se deve ter uma fragmentação das relações, pois as dimensões (E-P-C-N) destas relações estão interligadas entre si, assim buscando facilitar o trabalho para que nenhum aspecto importante seja ignorado busca-se ter em mente esta separação, porém muitos trabalhos realizados acabam perdendo o caráter geográfico holístico dos fenômenos. Vale ressaltar que muitos têm perdido o foco do estudo conceitual do território, não sendo o território em si, mas sim as relações de poder que vão formá-lo, pois são as relações de poder que vão territorializar espaços imprimindo nestes uma determinada territorialidade conforme suas características e objetivos, portanto a análise deve estar centrada nos atores locais e suas relações. Saquet (2007) define territorialidade como as relações diárias momentâneas, entre os homens e a natureza orgânica e inorgânica, necessários para a sobrevivência, é o acontecer de todas as atividades no cotidiano produzindo o território. Assim pode se concluir que as relações sociedade-espaco-tempo são caracterizadas pelos poderes que agem no espaço e entre si, sendo estas relações diferenciadas em um mesmo espaço e tempo, portanto os múltiplos e variáveis territórios são frutos dos diferentes relações de poder, por meio das ações e apropriações de diversos indivíduos, grupos de indivíduos e instituições. Desta maneira os territórios possuem diferenças de acordo com os grupos de poderes que agem neste espaço e estampam suas características e objetividades, moldando o espaço conforme suas relações, que ocorrem nas dimensões já apontadas anteriormente (E-P-C-N). Podemos então afirmar que a abordagem se dá inicialmente na origem dos problemas, pois é a partir destas relações que teremos as causas das condições materiais e sociais. Na análise empírica, ao abordarmos as diferentes dimensões acima citadas, podemos perceber quais são os aspectos mais frágeis e carentes de mudança, seja o político, econômico, cultural e/ou natural facilitando ações direcionadas à real solução da problemática. CONCLUSÃO 4

5 Por meio desta discussão pode-se perceber a importância do conceito de território para a geografia, como um importante instrumento de leitura das dinâmicas existentes no espaço. Para tal conclui-se que há uma grande importância em enfocar nos estudos empíricos territoriais as relações de poder, existentes entre indivíduos, grupos e instituições, as quais vão territorializar os espaços conforme os objetivos dos atores, dentro das perspectivas econômica, política, cultural e natural. Ao abordarmos os atores e suas relações consegui-se, de maneira mais clara e objetiva, identificar os fatores que vão caracterizar a realidade local, de acordo com seus interesses, que podem estar relacionados às dimensões: econômica, política, cultural e natural. BIBLIOGRAFIA: ANDRADE, Manuel Correia. A questão do território no Brasil. São Paulo: Hucitec; Recife: IPESPE, FOUCAULT, M. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Edições Graal, HAESBAERT, Rogério. O mito da desterritorialização: do fim dos territórios à multi-territorialidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, HAESBAERT, Rogério. Des-territorialização e identidade: a rede gaúcha no nordeste. Niterói: EdUFF, HAESBAERT, Rogério. Da Desterritorialização a Mutiterritorialidade. Anais do X Encontro de Geógrafos da América Latina 20 a 26 de março de 2005 Universidade de São Paulo. HAESBAERT, Rogério. Territórios Alternativos. São Paulo: Contexto, HAESBAERT, Rogério. Des-caminhos e perspectivas do Território. In: RIBAS, A. D.; SPOSITO, E. S.; SAQUET, M. A. Território e Desenvolvimento: Diferentes abordagens. Francisco Beltrão:Unioeste, HARVEY, David. A Produção do Espaço Capitalista. São Paulo: Annablume,

6 HARVEY, David. A condição pós-moderna. Uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. São Paulo: Loyola, 1994 RAFFESTIN, Claude. Por uma Geografia do Poder. França. São Paulo: Ática, SANTANA, Mario Rubens Costa. Caráter territorial urbano das redes. Diálogos & Ciência, revista da rede de ensino FTC. Ano v, n. 11, set SAQUET, Marcos Aurélio. Abordagens e Concepções de Território. São Paulo: Expressão Popular, SAQUET, Marcos Aurélio. Os tempos e os territórios da colonização Italiana. Porto Alegre/RS: EST Edições, 2003 (2001). SAQUET, Marcos Aurélio. O território: diferentes interpretações na literatura italiana. In: RIBAS, A. D.; SPOSITO, E. S.; SAQUET, M. A. Território e Desenvolvimento: diferentes abordagens. Francisco Beltrão: Unioeste, SOUZA, Marcelo José Lopes de. O território: sobre espaço e poder. Autonomia e desenvolvimento. In CASTRO, I. E. de; GOMES, P. C. da C.; CORRÊA, R. L. (Orgs.). Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001, p SPOSITO, Eliseu Savério. Sobre o conceito de território: um exercício metodológico para a leitura da formação territorial do sudoeste do Paraná. In: RIBAS, A. D.; SPOSITO, E. S.; SAQUET, M. A. Território e Desenvolvimento: diferentes abordagens. Francisco Beltrão: Unioeste, HAESBAERT, Rogério. O mito da desterritorialização: do fim dos territórios à multi-territorialidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil,

7 HAESBAERT, Rogério. Des-territorialização e identidade: a rede gaúcha no nordeste. Niterói: EdUFF, HAESBAERT, Rogério. Da Desterritorialização a Mutiterritorialidade. Anais do X Encontro de Geógrafos da América Latina 20 a 26 de março de 2005 Universidade de São Paulo. HAESBAERT, Rogério. Territórios Alternativos. São Paulo: Contexto, HAESBAERT, Rogério. Des-caminhos e perspectivas do Território. In: RIBAS, A. D.; SPOSITO, E. S.; SAQUET, M. A. Território e Desenvolvimento: Diferentes abordagens. Francisco Beltrão:Unioeste, HARVEY, David. A Produção do Espaço Capitalista. São Paulo: Annablume, HARVEY, David. A condição pós-moderna. Uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. São Paulo: Loyola, 1994 RAFFESTIN, Claude. Por uma Geografia do Poder. França. São Paulo: Ática, SANTANA, Mario Rubens Costa. Caráter territorial urbano das redes. Diálogos & Ciência, revista da rede de ensino FTC. Ano v, n. 11, set SAQUET, Marcos Aurélio. Abordagens e Concepções de Território. São Paulo: Expressão Popular, SAQUET, Marcos Aurélio. Os tempos e os territórios da colonização Italiana. Porto Alegre/RS: EST Edições, 2003 (2001). 7

8 SAQUET, Marcos Aurélio. O território: diferentes interpretações na literatura italiana. In: RIBAS, A. D.; SPOSITO, E. S.; SAQUET, M. A. Território e Desenvolvimento: diferentes abordagens. Francisco Beltrão: Unioeste, SOUZA, Marcelo José Lopes de. O território: sobre espaço e poder. Autonomia e desenvolvimento. In CASTRO, I. E. de; GOMES, P. C. da C.; CORRÊA, R. L. (Orgs.). Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001, p SPOSITO, Eliseu Savério. Sobre o conceito de território: um exercício metodológico para a leitura da formação territorial do sudoeste do Paraná. In: RIBAS, A. D.; SPOSITO, E. S.; SAQUET, M. A. Território e Desenvolvimento: diferentes abordagens. Francisco Beltrão: Unioeste,

Aula 4 CONCEITO DE TERRITÓRIO. Cecilia Maria Pereira Martins. METAS Apresentar diferentes abordagens do conceito de território

Aula 4 CONCEITO DE TERRITÓRIO. Cecilia Maria Pereira Martins. METAS Apresentar diferentes abordagens do conceito de território Aula 4 CONCEITO DE TERRITÓRIO METAS Apresentar diferentes abordagens do conceito de território OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: Distinguir as variadas abordagens de território. Cecilia Maria

Leia mais

Camponeses de Viñales - conflito entre a produção do tabaco e o turismo

Camponeses de Viñales - conflito entre a produção do tabaco e o turismo Desenvolvimento Regional e Territorial Camponeses de Viñales - conflito entre a produção do tabaco e o turismo Nair Glória Massoquim 1 Ana Paula Colavite 2 Resumo: O recorte espacial da pesquisa é o município

Leia mais

Valter do Carmo Cruz. DEGEO/PPGEO/UFF

Valter do Carmo Cruz. DEGEO/PPGEO/UFF Valter do Carmo Cruz. DEGEO/PPGEO/UFF I- Localizações, situações e posições: nosso lugar de enunciação II- Sobre os usos do conceito de território: território como categoria de análise e como categoria

Leia mais

Edson Batista da Silva

Edson Batista da Silva RESENHA SAQUET, Marcos Aurélio. Abordagens e concepções de território. São Paulo: Expressão popular, 2007. Edson Batista da Silva Graduado em Geografia pela Universidade Estadual de Goiás UnU Cora Coralina

Leia mais

COMPREENSÕES DOS CONCEITOS DE ESPAÇO E TERRITÓRIO DENTRO DE UMA ABORDAGEM ESPAÇO-TEMPORAL. Eixo temático: TERRITÓRIOS E TERRITORIALIDADES FRONTEIRIÇAS

COMPREENSÕES DOS CONCEITOS DE ESPAÇO E TERRITÓRIO DENTRO DE UMA ABORDAGEM ESPAÇO-TEMPORAL. Eixo temático: TERRITÓRIOS E TERRITORIALIDADES FRONTEIRIÇAS COMPREENSÕES DOS CONCEITOS DE ESPAÇO E TERRITÓRIO DENTRO DE UMA ABORDAGEM ESPAÇO-TEMPORAL Mariangela Richart 1 Joice Aparecida Antonello Abrão 2 Eixo temático: TERRITÓRIOS E TERRITORIALIDADES FRONTEIRIÇAS

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ GEOGRAFIA PROSEL/ PRISE 1ª ETAPA EIXO TEMÁTICO I MUNDO 1. ESPAÇO MUNDIAL

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ GEOGRAFIA PROSEL/ PRISE 1ª ETAPA EIXO TEMÁTICO I MUNDO 1. ESPAÇO MUNDIAL UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ GEOGRAFIA PROSEL/ PRISE 1ª ETAPA EIXO TEMÁTICO I MUNDO 1. ESPAÇO MUNDIAL COMPETÊNCIAS HABILIDADES CONTEÚDOS 1. A reestruturação do espaço mundial:modos de 1. Entender a reestruturação

Leia mais

Universidade Federal do Pará Processo Seletivo Especial Conteúdo de Geografia 1. ESPAÇO MUNDIAL

Universidade Federal do Pará Processo Seletivo Especial Conteúdo de Geografia 1. ESPAÇO MUNDIAL Universidade Federal do Pará Processo Seletivo Especial 4-2011 Conteúdo de Geografia 1. ESPAÇO MUNDIAL EIXO TEMÁTICO I MUNDO COMPETÊNCIAS HABILIDADES CONTEÚDOS 1. Entender a reestruturação do espaço mundial

Leia mais

Campus de Presidente Prudente PROGRAMA DE ENSINO. Área de Concentração PRODUÇÃO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO

Campus de Presidente Prudente PROGRAMA DE ENSINO. Área de Concentração PRODUÇÃO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO PROGRAMA DE ENSINO Disciplina Código A escala geográfica na análise espacial Semestre Ano Letivo 2 2015 Área de Concentração PRODUÇÃO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO Curso: MESTRADO (x) Número de créditos: 4 Número

Leia mais

O PROCESSO DE DESTERRITORIALIZAÇÃO DA FEIRA DO ACARI EM QUEIMADAS-PB: CONTRIBUIÇÕES CONCEITUAIS PARA OS ANOS INICIAIS DO ENSINO DE GEOGRAFIA

O PROCESSO DE DESTERRITORIALIZAÇÃO DA FEIRA DO ACARI EM QUEIMADAS-PB: CONTRIBUIÇÕES CONCEITUAIS PARA OS ANOS INICIAIS DO ENSINO DE GEOGRAFIA O PROCESSO DE DESTERRITORIALIZAÇÃO DA FEIRA DO ACARI EM QUEIMADAS-PB: CONTRIBUIÇÕES CONCEITUAIS PARA OS ANOS INICIAIS DO ENSINO DE GEOGRAFIA Maria José Peres do Nascimento - UEPB mjnascimento09@gmail.com

Leia mais

REFLEXÃO SOBRE O ENSINO DE GEOGRAFIA: A IMPORTÂNCIA E AS DIFICULDADES DE ENSINAR GEOGRAFIA

REFLEXÃO SOBRE O ENSINO DE GEOGRAFIA: A IMPORTÂNCIA E AS DIFICULDADES DE ENSINAR GEOGRAFIA REFLEXÃO SOBRE O ENSINO DE GEOGRAFIA: A IMPORTÂNCIA E AS DIFICULDADES DE ENSINAR GEOGRAFIA OLIVEIRA, Divino José Lemes de 1 ; CHAGAS, Frank Luiz Rosa 2 ; ALVES, Washington Silva 3 Universidade Estadual

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina GEO435 Geografia e Planejamento Urbano no Brasil

Programa Analítico de Disciplina GEO435 Geografia e Planejamento Urbano no Brasil 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Geografia - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Número de créditos: 5 Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal 3 2

Leia mais

SOCIEDADE E PRÁXIS ESPACIAL: A CONSTRUÇÃO DAS BASES METODOLÓGICAS PARA A COMPREENSÃO DA EXCLUSÃO CIBERESPACIAL NO MUNICÍPIO DE ALFENAS-MG

SOCIEDADE E PRÁXIS ESPACIAL: A CONSTRUÇÃO DAS BASES METODOLÓGICAS PARA A COMPREENSÃO DA EXCLUSÃO CIBERESPACIAL NO MUNICÍPIO DE ALFENAS-MG 456 SOCIEDADE E PRÁXIS ESPACIAL: A CONSTRUÇÃO DAS BASES METODOLÓGICAS PARA A COMPREENSÃO DA EXCLUSÃO CIBERESPACIAL NO MUNICÍPIO DE ALFENAS-MG Fabio Ferreira Ramos¹ geofabioramos@gmail.com Geografia-Licenciatura

Leia mais

TERRITÓRIO, POLÍTICA E ELEIÇÃO NO ESTADO DO TOCANTINS: ANÁLISE DOS RESULTADOS ELEITORAIS MUNICIPAIS DE 1996 À 2012.

TERRITÓRIO, POLÍTICA E ELEIÇÃO NO ESTADO DO TOCANTINS: ANÁLISE DOS RESULTADOS ELEITORAIS MUNICIPAIS DE 1996 À 2012. TERRITÓRIO, POLÍTICA E ELEIÇÃO NO ESTADO DO TOCANTINS: ANÁLISE DOS RESULTADOS ELEITORAIS MUNICIPAIS DE 1996 À 2012. Nome do Aluno: Robson Francisco Barros dos Santos; Nome do Orientado: Prof. Jean Carlos

Leia mais

O PAPEL DAS INTERAÇÕES PROFESSOR-ALUNO NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA

O PAPEL DAS INTERAÇÕES PROFESSOR-ALUNO NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA O PAPEL DAS INTERAÇÕES PROFESSOR-ALUNO NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA Autor: Almir Lando Gomes da Silva (1); Co-autor: Antonio Fabio do Nascimento Torres (2); Coautor: Francisco Jucivanio

Leia mais

Disciplina de Mestrado: Geografia das Relações Internacionais

Disciplina de Mestrado: Geografia das Relações Internacionais Federal University of Roraima, Brazil From the SelectedWorks of Elói Martins Senhoras Winter January 1, 2011 Disciplina de Mestrado: Geografia das Relações Internacionais Prof. Dr. Eloi Martins Senhoras

Leia mais

PROGRAMA. Conteúdo, bibliografia obrigatória para leitura e exercícios de casa (por aula).

PROGRAMA. Conteúdo, bibliografia obrigatória para leitura e exercícios de casa (por aula). Curso de Mestrado Profissional em Turismo Disciplina: 301281 - Turismo, Território e Região 30h/a 2 Créditos - Optativa Profa. Dra. Marília Steinberger Assistente; Karen Basso Semestre: 2º/2009 PROGRAMA

Leia mais

CIBERESPAÇO E O ENSINO: ANÁLISE DAS REDES SOCIAIS NO ENSINO FUNDAMENTAL II NA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR VIANA

CIBERESPAÇO E O ENSINO: ANÁLISE DAS REDES SOCIAIS NO ENSINO FUNDAMENTAL II NA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR VIANA 203 CIBERESPAÇO E O ENSINO: ANÁLISE DAS REDES SOCIAIS NO ENSINO FUNDAMENTAL II NA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR VIANA INTRODUÇÃO ¹ Elias Barbosa de Lima filho ² Dr. Flamarion Dutra Alves ¹ eliasbarbosalima141@gmail.com

Leia mais

Revista Geográfica de América Central ISSN: X Universidad Nacional Costa Rica

Revista Geográfica de América Central ISSN: X Universidad Nacional Costa Rica Revista Geográfica de América Central ISSN: 1011-484X revgeo@una.cr Universidad Nacional Costa Rica Saquet, Marcos Aurelio; Cichoski, Pâmela CONCEPÇÕES DE GEOGRAFIA, ESPAÇO E TERRITÓRIO NOS ANAIS DO IV

Leia mais

Palavras Chave: segunda residência; produção do espaço urbano; dinâmica imobiliária; Santos SP; segregação socioespacial 2. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

Palavras Chave: segunda residência; produção do espaço urbano; dinâmica imobiliária; Santos SP; segregação socioespacial 2. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA INSTITUCIONAL/IFSP PROJETO DE PESQUISA TÍTULO DO PROJETO: O turismo de segunda residência na Baixada Santista e a dinâmica imobiliária em Santos - SP Área do Conhecimento (Tabela do CNPq): 6. 1 3. 0 0.

Leia mais

OLIVEIRA, Francisco de. Elegia Para uma Re(li)gião. Sudene, Nordeste. Planejamento e conflitos de classe. 5. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

OLIVEIRA, Francisco de. Elegia Para uma Re(li)gião. Sudene, Nordeste. Planejamento e conflitos de classe. 5. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987. OLIVEIRA, Francisco de. Elegia Para uma Re(li)gião. Sudene, Nordeste. Planejamento e conflitos de classe. 5. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987. Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Estadual

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA EDUCAÇÃO FAED PLANO DE ENSINO. Geografia - Bacharelado

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA EDUCAÇÃO FAED PLANO DE ENSINO. Geografia - Bacharelado UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA EDUCAÇÃO FAED PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: Departamento de Ciências Humanas ANO/SEMESTRE: 2016.2 CURSO: FASE: 5ª Geografia

Leia mais

problemática da região e da regionalização, voltadas principalmente para a compreensão das heterogeneidades sociais, econômicas e culturais, promovend

problemática da região e da regionalização, voltadas principalmente para a compreensão das heterogeneidades sociais, econômicas e culturais, promovend Região e regionalização, novas configurações, novos conceitos: uma proposta de reformulação da regionalização do Estado do Pará. Clay Anderson Nunes Chagas 1 claychagas@hotmail.com Este trabalho tem por

Leia mais

META Estudar as categorias geográfi cas que contribuem para a análise e estudo da atividade turística.

META Estudar as categorias geográfi cas que contribuem para a análise e estudo da atividade turística. CATEGORIAS DE ANÁLISE APLICADAS AO TURISMO Aula 3 META Estudar as categorias geográfi cas que contribuem para a análise e estudo da atividade turística. OBJETIVOS Ao fi nal desta aula, o aluno deverá:

Leia mais

Disciplina de Mestrado: Geografia das Relações Internacionais

Disciplina de Mestrado: Geografia das Relações Internacionais Federal University of Roraima, Brazil From the SelectedWorks of Elói Martins Senhoras Winter January 1, 2011 Disciplina de Mestrado: Geografia das Relações Internacionais Prof. Dr. Eloi Martins Senhoras

Leia mais

A OCUPAÇÃO DO ENTORNO DA RODOVIA BELÉM-BRASÍLIA NO PERÍMETRO URBANO DE ARAGUAÍNA-TO.

A OCUPAÇÃO DO ENTORNO DA RODOVIA BELÉM-BRASÍLIA NO PERÍMETRO URBANO DE ARAGUAÍNA-TO. A OCUPAÇÃO DO ENTORNO DA RODOVIA BELÉM-BRASÍLIA NO PERÍMETRO URBANO DE ARAGUAÍNA-TO. Reges Sodré da Luz Silva Dias¹ Eliseu Pereira de Brito² Aluno do curso de geografia campus universitário de Araguaína

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO ESTUDO DA PAISAGEM NO ENSINO DA GEOGRAFIA

A IMPORTÂNCIA DO ESTUDO DA PAISAGEM NO ENSINO DA GEOGRAFIA A IMPORTÂNCIA DO ESTUDO DA PAISAGEM NO ENSINO DA GEOGRAFIA Autora: Alcione Pereira da Silva Universidade Federal do Maranhão Alcione.1980@hotmail.com.br Co-autora: Aldaene Ferreira Silva Universidade Federal

Leia mais

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINAS

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINAS Ministério da Educação e do Desporto Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINAS 1 2 Curso Geografia Código: 35 3 4 Modalidade(s): Licenciatura / Bacharelado

Leia mais

DO ESPAÇO AO TERRITÓRIO

DO ESPAÇO AO TERRITÓRIO DO ESPAÇO AO TERRITÓRIO Pollyanna Mirando Cardamone 1 Gleice Simone Vieira De Souza Gomes 2 Weslen Manari Gomes 3 RESUMO: Por muito tempo conceitos, como o de espaço, ficaram sem uma definição objetiva

Leia mais

TRADIÇÃO E MODERNIDADE: A MULTITERRITORIALIDADE DO POVO XUCURÚ-KARIRÍ

TRADIÇÃO E MODERNIDADE: A MULTITERRITORIALIDADE DO POVO XUCURÚ-KARIRÍ TRADIÇÃO E MODERNIDADE: A MULTITERRITORIALIDADE DO POVO XUCURÚ-KARIRÍ CAETANO LUCAS BORGES FRANCO 1 e EVÂNIO DOS SANTOS BRANQUINHO 2 caecaldas@hotmail.com, evanio.branquinho@unifal-mg.edu.br 1 Graduando

Leia mais

RESENHA DA OBRA: REDES E CIDADES: NOVAS POSSIBILIDADES DE CONHECIMENTO E PESQUISA

RESENHA DA OBRA: REDES E CIDADES: NOVAS POSSIBILIDADES DE CONHECIMENTO E PESQUISA RESENHA DA OBRA: REDES E CIDADES: NOVAS POSSIBILIDADES DE CONHECIMENTO E PESQUISA Amli Paula Martins de Miranda 1 Resumo Esta resenha crítica apresenta a obra de Eliseu Savério Sposito intitulada Redes

Leia mais

Realizado de 25 a 31 de julho de Porto Alegre - RS, ISBN

Realizado de 25 a 31 de julho de Porto Alegre - RS, ISBN Gilmar dos Santos Soares Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho Campus Presidente Prudente FCT - Faculdade de Ciências e Tecnologia gilmarsantos.soares@gmail.com Aspectos da urbanização no

Leia mais

Boletim Gaúcho de Geografia

Boletim Gaúcho de Geografia http://seer.ufrgs.br/bgg RESENHA DE GOMES, PAULO CÉSAR DA COSTA. A CONDIÇÃO URBANA: ENSAIOS DE GEOPOLÍTICA DA CIDADE. RIO DE JANEIRO: BERTRAND BRASIL. 2002, 304 P. Boletim Gaúcho de Geografia, 32: 155-157,

Leia mais

TRAJETÓRIAS DE ESCOLARIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NO ENSINO MÉDIO DO RIO DE JANEIRO

TRAJETÓRIAS DE ESCOLARIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NO ENSINO MÉDIO DO RIO DE JANEIRO GT18 Educação de Pessoas Jovens e Adultas Pôster 124 TRAJETÓRIAS DE ESCOLARIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NO ENSINO MÉDIO DO RIO DE JANEIRO Marcelo André de Souza - UFF Resumo Esta pesquisa visa refletir sobre

Leia mais

Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC Centro de Ciências Humanas e da Educação FAED PLANO DE ENSINO

Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC Centro de Ciências Humanas e da Educação FAED PLANO DE ENSINO Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC Centro de Ciências Humanas e da Educação FAED PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: Departamento de Geografia ANO/SEMESTRE: 2014.2 CURSO: Geografia FASE: 6ª DISCIPLINA:

Leia mais

TERRITÓRIO E FRONTEIRA: COLONIZAÇÃO E RELIGIOSIDADE NO OESTE DO PARANÁ ( ) Eixo temático: TERRITÓRIOS E TERRITORIALIDADES FRONTEIRIÇAS

TERRITÓRIO E FRONTEIRA: COLONIZAÇÃO E RELIGIOSIDADE NO OESTE DO PARANÁ ( ) Eixo temático: TERRITÓRIOS E TERRITORIALIDADES FRONTEIRIÇAS TERRITÓRIO E FRONTEIRA: COLONIZAÇÃO E RELIGIOSIDADE NO OESTE DO PARANÁ (1940-1960) Ademir Luis Kinzler 1 Tarcísio Vanderlinde 2 Eixo temático: TERRITÓRIOS E TERRITORIALIDADES FRONTEIRIÇAS RESUMO: Território

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH SEM CH TOTAL SEM/ANO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH SEM CH TOTAL SEM/ANO CÓDIGO UNIDADE 042 CÓD. CURSO CURSO 42501 COMUNICAÇÃO SOCIAL HAB: JORNALISMO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH SEM CH TOTAL SEM/ANO 250.3102.3 GEOGRAFIA HUMANA E ECONÔMICA PROFESSOR (A) OBJETIVOS 1ª 02 34

Leia mais

Territorialidades associativas e cooperativas dos pequenos produtores rurais de corumbataí do sul pr

Territorialidades associativas e cooperativas dos pequenos produtores rurais de corumbataí do sul pr Desenvolvimento Regional e Territorial Territorialidades associativas e cooperativas dos pequenos produtores rurais de corumbataí do sul pr Aurea Andrade Viana de Andrade 1 Resumo: A pesquisa trata da

Leia mais

1. Enfoques teórico-metodológicos de la Geografía

1. Enfoques teórico-metodológicos de la Geografía 1. Enfoques teórico-metodológicos de la Geografía QUESTÕES TEORICO-METODOLÓGICAS DA GEOGRAFIA AGRÁRIA BRASILEIRA: A DINÂMICA TERRITORIALIZAÇÃO-DESTERRITORIALIZAÇÃO-RETERRITORIALIZAÇÃO NAS REVISTAS AGRÁRIA

Leia mais

Territórios e Regionalização. Professor Diego Alves de Oliveira

Territórios e Regionalização. Professor Diego Alves de Oliveira Territórios e Regionalização Professor Diego Alves de Oliveira Conceitos de território Pode ser associado a vários elementos: Biológicos: área dominada por uma espécie animal; Sociais: área vivida por

Leia mais

Caderno Prudentino de Geografia, Presidente Prudente, n.35, v.2, p , ago./dez RESENHA

Caderno Prudentino de Geografia, Presidente Prudente, n.35, v.2, p , ago./dez RESENHA RESENHA Jéssica Oliveira Barbosa Graduanda em Geografia da Faculdade de Ciências Integradas do Pontal da Universidade Federal de Uberlândia - UFU. Rua Vinte, 1600, Tupã, CEP: 38.304-402, Ituiutaba-MG.

Leia mais

MOVIMENTOS SOCIOTERRITORIAIS E ESPACIALIZAÇÃO DA LUTA PELA TERRA

MOVIMENTOS SOCIOTERRITORIAIS E ESPACIALIZAÇÃO DA LUTA PELA TERRA MOVIMENTOS SOCIOTERRITORIAIS E ESPACIALIZAÇÃO DA LUTA PELA TERRA Bernardo Mançano Fernandes Universidade Estadual Paulista, Pesquisador do CNPq - bmf@prudente.unesp.br Introdução Neste texto, apresentamos

Leia mais

PROCESSO SELETIVO GEOGRAFIA

PROCESSO SELETIVO GEOGRAFIA PROCESSO SELETIVO GEOGRAFIA EIXO TEMÁTICO: O MUNDO 1 O ESPAÇO MUNDIAL CONTEÚDOS COMPETÊNCIAS HABILIDADES Compreender o espaço geográfico como resultante das interações históricas entre sociedade e natureza

Leia mais

FRONTEIRAS POLÍTICAS: A CONSTRUÇÃO DE UMA IDENTIDADE POLÍTICA NA AMÉRICA DO SUL

FRONTEIRAS POLÍTICAS: A CONSTRUÇÃO DE UMA IDENTIDADE POLÍTICA NA AMÉRICA DO SUL FRONTEIRAS POLÍTICAS: A CONSTRUÇÃO DE UMA IDENTIDADE POLÍTICA NA AMÉRICA DO SUL Jacqueline Cristina da Silva 1 RESUMO: As mudanças políticas observadas no mundo hoje remetem a questionamentos sobre o acesso

Leia mais

VALORIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO RURAL POR MEIO DO TURISMO RURAL

VALORIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO RURAL POR MEIO DO TURISMO RURAL VALORIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO RURAL POR MEIO DO TURISMO RURAL Introdução 53 CUNHA, Luiz Alexandre Gonçalves Cunha 1. KLOSTER, Silvana Kloster 2 ; MIRANDA, Everton Miranda 3 ; O turismo rural está inteiramente

Leia mais

Anexo II Resolução nº 133/2003-CEPE

Anexo II Resolução nº 133/2003-CEPE 1 Anexo II Resolução nº 133/2003-CEPE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2008 Programa: Pós-Graduação Stricto Sensu em

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Filosofia e Ciências Humanas Departamento de Ciências Geográficas

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Filosofia e Ciências Humanas Departamento de Ciências Geográficas SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Filosofia e Ciências Humanas Departamento de Ciências Geográficas CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 42,

Leia mais

ESPAÇO E TERRITÓRIO: BREVES CONSIDERAÇÕES [1]

ESPAÇO E TERRITÓRIO: BREVES CONSIDERAÇÕES [1] INTRODUÇÃO Boletim DATALUTA n. 108 Artigo do mês: dezembro de 2016. ISSN 2177-4463 ESPAÇO E TERRITÓRIO: BREVES CONSIDERAÇÕES [1] Maria Clyvia Martins dos Santos Mestranda do Programa de Pós-Graduação em

Leia mais

Anais XVI Encontro Nacional dos Geógrafos Crise, práxis e autonomia: espaços de resistência e de esperanças Oficinas

Anais XVI Encontro Nacional dos Geógrafos Crise, práxis e autonomia: espaços de resistência e de esperanças Oficinas MÉTODOS DE PESQUISA SOCIAL APLICADOS À GEOGRAFIA HUMANA PROPOSTA DE OFICINA PARA O XVI ENG Lucas Manassi Panitz Geógrafo, Mestrando em Geografia pela UFRGS. AGB Seção Porto Alegre. E-mail: lucaspanitz@gmail.com

Leia mais

Geografia - 6º AO 9º ANO

Geografia - 6º AO 9º ANO 5ª Série / 6º Ano Eixos norteadores Temas Conteúdo Habilidades Competências A Geografia como uma - Definição de Geografia - Noções de tempo e -Compreender processos - Identificar diferentes formas de representação

Leia mais

Palavras-chave: teatro de rua; território; ressignificação.

Palavras-chave: teatro de rua; território; ressignificação. TEIXEIRA, Adailtom Alves. Teatro de rua e território: entrelaçamentos. Mestre em Artes pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" UNESP. Professor de Teatro na

Leia mais

Disciplina de Mestrado: Geografia de Relações Internacionais

Disciplina de Mestrado: Geografia de Relações Internacionais Federal University of Roraima, Brazil From the SelectedWorks of Elói Martins Senhoras Winter January 1, 2011 Disciplina de Mestrado: Geografia de Relações Internacionais Prof. Dr. Eloi Martins Senhoras

Leia mais

1. CONTEXTUALIZANDO NOSSO OBJETO DE PESQUISA

1. CONTEXTUALIZANDO NOSSO OBJETO DE PESQUISA 2 DO RIO AO ASFALTO: O TERRITÓRIO VIVIDO DOS ADOLESCENTES EM CUMPRIMENTO DE MEDIDA SOCIOEDUCATIVA DE INTERNAÇÃO NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM. Pâmela Costa da Silva Universidade Federal do Pará /UFPA

Leia mais

A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE GEOGRAFIA E OS CONCEITOS GEOGRÁFICOS

A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE GEOGRAFIA E OS CONCEITOS GEOGRÁFICOS A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE GEOGRAFIA E OS CONCEITOS GEOGRÁFICOS Mugiany Oliveira Brito Portela Professora DGH/ UFPI e-mail: mugiany@yahoo.com.br Doutoranda em Geografia/IESA-UFG/orientadora Prof.ªDrª

Leia mais

O PAPEL DAS CONDIÇÕES GEOGRÁFICAS NA CIDADE: CONSIDERAÇÕES INICIAIS

O PAPEL DAS CONDIÇÕES GEOGRÁFICAS NA CIDADE: CONSIDERAÇÕES INICIAIS O PAPEL DAS CONDIÇÕES GEOGRÁFICAS NA CIDADE: CONSIDERAÇÕES INICIAIS Gustavo Ferreira de Azevedo (Graduando em Geografia/ Bolsista FAPERJ/Uerj) Este trabalho é o resultado de uma pesquisa em andamento onde

Leia mais

DE UMA REGIÃO DE FRONTEIRA AOS TERRITÓRIOS COMERCIAIS: UMA LEITURA ACERCA DE CIUDAD DEL ESTE (PY)

DE UMA REGIÃO DE FRONTEIRA AOS TERRITÓRIOS COMERCIAIS: UMA LEITURA ACERCA DE CIUDAD DEL ESTE (PY) DE UMA REGIÃO DE FRONTEIRA AOS TERRITÓRIOS COMERCIAIS: UMA LEITURA ACERCA DE CIUDAD DEL ESTE (PY) Shaiane Carla Gaboardi 1 Sian Carlos Alegre 2 RESUMO O sistema capitalista perpetua a constante necessidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CAMPUS JATAÍ

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CAMPUS JATAÍ UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CAMPUS JATAÍ 1 - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Geografia Departamento/Setor: Geografia Disciplina: Geografia e Sociedade Código: Ano: 2012 Distribuição De Carga Horária Carga

Leia mais

A construção do espaço pósmoderno. Professor Thiago Espindula - Geografia

A construção do espaço pósmoderno. Professor Thiago Espindula - Geografia A construção do espaço pósmoderno Professor Thiago Espindula - Geografia Objetivo Apresentar o homem pós-moderno, suas relações sociais e com o território. Apresentar alguns aspectos dos tempos contemporâneos,

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Produção Industrial Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Curso Técnico em Móveis FORMA/GRAU: ( X )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA CÂMPUS ITAPORANGA CURSO TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES (INTEGRADO)

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA CÂMPUS ITAPORANGA CURSO TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES (INTEGRADO) INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA CÂMPUS ITAPORANGA CURSO TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES (INTEGRADO) DADOS DA COMPONENTE CURRICULAR Nome da Disciplina: GEOGRAFIA I Curso: Técnico Integrado

Leia mais

TERRITÓRIO, IDENTIDADE E MOVIMENTO

TERRITÓRIO, IDENTIDADE E MOVIMENTO TERRITÓRIO, IDENTIDADE E MOVIMENTO Márcio Emanuel Dantas Estevam RESUMO: O objetivo deste artigo é demonstrar a diversidade de analises que podem ser feitas à cerca da temática territorial, considerando

Leia mais

Dinâmicas territoriais da Imperial Irmandade de Nossa Senhora da Glória do Outeiro.

Dinâmicas territoriais da Imperial Irmandade de Nossa Senhora da Glória do Outeiro. Alex Rodrigues de Oliveira Universidade do Estado do Rio de Janeiro alexroliveira.geo@gmail.com Dinâmicas territoriais da Imperial Irmandade de Nossa Senhora da Glória do Outeiro. RESUMO O presente artigo

Leia mais

A DEMOCRATIZAÇÃO DA GESTÃO ESCOLAR BRASILEIRA: AÇÃO GESTOR DEMOCRÁTICO DENTRO DA ESCOLA

A DEMOCRATIZAÇÃO DA GESTÃO ESCOLAR BRASILEIRA: AÇÃO GESTOR DEMOCRÁTICO DENTRO DA ESCOLA A DEMOCRATIZAÇÃO DA GESTÃO ESCOLAR BRASILEIRA: AÇÃO GESTOR DEMOCRÁTICO DENTRO DA ESCOLA EIXO: 2 - Políticas de Gestão e de Avaliação SOUZA, Rosa Arlene Prasser de 1 JESUS, Eliana Claudino de 2 RESUMO Este

Leia mais

COORDENADOR DO PROJETO / CURSO ASSINATURA

COORDENADOR DO PROJETO / CURSO ASSINATURA DE DISCIPLINA Políticas educacionais na contemporaneidade C. HORÁRIA CRÉDITOS D I S T R I B U I Ç Ã O D E C A R G A H O R Á R I A TOTAL A educação escolar como setor de atuação do Estado. Sistemas de ensino,

Leia mais

Pâmela Cichoski 1. Marcos Aurelio Saquet 2

Pâmela Cichoski 1. Marcos Aurelio Saquet 2 Concepções de Geografia, espaço e território nos Anais do IV Seminário Estadual de Estudos Territoriais e II Seminário Nacional sobre Múltiplas Territorialidades Pâmela Cichoski 1 Marcos Aurelio Saquet

Leia mais

David Augusto Santos. I O Livro didático da escola

David Augusto Santos. I O Livro didático da escola Do conceito de cidade do livro didático para uma leitura das territorialidades da cidade de São Caetano do Sul: análise de uma experiência no ensino médio. David Augusto Santos Diversos são os debates

Leia mais

Representação de áreas de riscos socioambientais: geomorfologia e ensino

Representação de áreas de riscos socioambientais: geomorfologia e ensino II Congresso Internacional de Riscos VI Encontro Nacional de Ricos Coimbra, 22 a 25 de Maio de 2010 Representação de áreas de riscos socioambientais: geomorfologia e ensino Universidade Federal de Viçosa

Leia mais

Aula9 ESPAÇO, TERRITÓRIO, LUGAR E PAISAGEM NA CIÊNCIA GEOGRÁFICA. Rosana de Oliveira Santos Batista

Aula9 ESPAÇO, TERRITÓRIO, LUGAR E PAISAGEM NA CIÊNCIA GEOGRÁFICA. Rosana de Oliveira Santos Batista Aula9 ESPAÇO, TERRITÓRIO, LUGAR E PAISAGEM NA CIÊNCIA GEOGRÁFICA META Compreender as categorias analíticas da geografia espaço, lugar e paisagem. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: distinguir

Leia mais

ELABORAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA

ELABORAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA 1. POR QUE ESCREVER UMA MONOGRAFIA? - Quem conclui um curso universitário deve dominar o estudo e organização de um assunto de forma diferenciada de quem não tem formação

Leia mais

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO CÓDIGO: EDU260 DISCIPLINA: ENSINO DA GEOGRAFIA CARGA HORÁRIA: 90h EMENTA: Geografia: conceitos

Leia mais

OS TERRITÓRIOS DA PESCA: O USO DOS RECURSOS NATURAIS E AS FORMAS IDENTITÁRIAS DOS PESCADORES ARTESANAIS DO ENTORNO DO RIO DO SAL/SE

OS TERRITÓRIOS DA PESCA: O USO DOS RECURSOS NATURAIS E AS FORMAS IDENTITÁRIAS DOS PESCADORES ARTESANAIS DO ENTORNO DO RIO DO SAL/SE OS TERRITÓRIOS DA PESCA: O USO DOS RECURSOS NATURAIS E AS FORMAS IDENTITÁRIAS DOS PESCADORES ARTESANAIS DO ENTORNO DO RIO DO SAL/SE Ronilse Pereira de Aquino Torres - geo_ufs@yahoo.com.br Mestranda em

Leia mais

Boletim Gaúcho de Geografia

Boletim Gaúcho de Geografia http://seer.ufrgs.br/bgg RESENHA DE SPOSITO, MARIA ENCARNAÇÃO BELTRÃO E WHITACKER, ARTHUR MAGON (ORGS.). CIDADE E CAMPO: RELAÇÕES E CONTRADIÇÕES ENTRE URBANO E RURAL. 1ª ED. SÃO PAULO: EXPRESSÃO POPULAR,

Leia mais

TÍTULO: 100% PERIFERIA - O SUJEITO PERIFÉRICO: UM OBJETO DE ESTUDO DA PSICOLOGIA SOCIAL?

TÍTULO: 100% PERIFERIA - O SUJEITO PERIFÉRICO: UM OBJETO DE ESTUDO DA PSICOLOGIA SOCIAL? TÍTULO: 100% PERIFERIA - O SUJEITO PERIFÉRICO: UM OBJETO DE ESTUDO DA PSICOLOGIA SOCIAL? CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PSICOLOGIA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI

Leia mais

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINAS

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINAS Ministério da Educação e do Desporto Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINAS 1 2 Curso Geografia Código: 35 3 4 Modalidade(s): Licenciatura/Bacharelado

Leia mais

ESPACIALIDADE DOS TORCEDORES DE FUTEBOL NA CIDADE DE PONTA GROSSA

ESPACIALIDADE DOS TORCEDORES DE FUTEBOL NA CIDADE DE PONTA GROSSA ESPACIALIDADE DOS TORCEDORES DE FUTEBOL NA CIDADE DE PONTA GROSSA Anderson Carlos das Neves Fernando Michelis Sidney Cacure Tavares Taffarel Storerr Giovanetti Resumo: Neste artigo procura-se fazer uma

Leia mais

KARL JENSEN E OS MOVIMENTOS SOCIAIS

KARL JENSEN E OS MOVIMENTOS SOCIAIS KARL JENSEN E OS MOVIMENTOS SOCIAIS Nildo Viana Sociólogo, Filósofo, Professor da Faculdade de Ciências Sociais e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Goiás, Doutor em

Leia mais

A coleção Português Linguagens e os gêneros discursivos nas propostas de produção textual

A coleção Português Linguagens e os gêneros discursivos nas propostas de produção textual A coleção Português Linguagens e os gêneros discursivos nas propostas de produção textual Marly de Fátima Monitor de Oliveira Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Unesp Araraquara e-mail:

Leia mais

TERRITÓRIO, IDENTIDADE E TERRITORIALIDADES EM ASSENTAMENTOS RURAIS

TERRITÓRIO, IDENTIDADE E TERRITORIALIDADES EM ASSENTAMENTOS RURAIS TERRITÓRIO, IDENTIDADE E TERRITORIALIDADES EM ASSENTAMENTOS RURAIS Benizário Corrêa de Souza Junior Mestrando do Programa de Pós-graduação em Geografia - NPGEO/UFS Membro do Grupo de Pesquisa Sociedade

Leia mais

OFICINAS PEDAGOGICAS: COMO FORMA DE AUXILIO NO APRENDIZADO DOS EDUCANDOS NAS AULAS DE GEOGRAFIA

OFICINAS PEDAGOGICAS: COMO FORMA DE AUXILIO NO APRENDIZADO DOS EDUCANDOS NAS AULAS DE GEOGRAFIA OFICINAS PEDAGOGICAS: COMO FORMA DE AUXILIO NO APRENDIZADO DOS EDUCANDOS NAS AULAS DE GEOGRAFIA Angeline Batista da Cruz Universidade Estadual da Paraíba pibidcruz@bol.com.br Clara Mayara de Almeida Vasconcelos

Leia mais

ATLAS MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES: A SITUACÃO DO ENSINO DE CARTOGRAFIA

ATLAS MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES: A SITUACÃO DO ENSINO DE CARTOGRAFIA ATLAS MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES: A SITUACÃO DO ENSINO DE CARTOGRAFIA INTRODUÇÃO Rafael Lopes Barreto IFF Instituto Federal Fluminense Barretorl@hotmail.com Maurício Nunes Lamonica Prof. Ms. do

Leia mais

Revisitando o conceito de território para compreender a formação territorial de Serra do Ramalho-BA

Revisitando o conceito de território para compreender a formação territorial de Serra do Ramalho-BA Revisitando o conceito de território para compreender a formação territorial de Serra do Ramalho-BA Edna de Souza Costa 1 Licenciando em Geografia pela Universidade do Estado da Bahia- UNEB E-mail: ednastar1@hotmail.com

Leia mais

A DINÂMICA DA FRONTEIRA AGRÍCOLA CAPITALISTA NA AMAZÔNIA THE DYNAMICS OF THE CAPITALIST AGRICULTURAL FRONTIER IN THE AMAZON

A DINÂMICA DA FRONTEIRA AGRÍCOLA CAPITALISTA NA AMAZÔNIA THE DYNAMICS OF THE CAPITALIST AGRICULTURAL FRONTIER IN THE AMAZON A DINÂMICA DA FRONTEIRA AGRÍCOLA CAPITALISTA NA AMAZÔNIA THE DYNAMICS OF THE CAPITALIST AGRICULTURAL FRONTIER IN THE AMAZON Eduardo Margarit 1 Francisco José Avelino Júnior 2 RESUMO: A fronteira agrícola

Leia mais

POLÍTICA HABITACIONAL NO MUNICÍPIO DE ANGÉLICA MS: PAPÉIS URBANOS E REPRODUÇÃO SOCIAL

POLÍTICA HABITACIONAL NO MUNICÍPIO DE ANGÉLICA MS: PAPÉIS URBANOS E REPRODUÇÃO SOCIAL POLÍTICA HABITACIONAL NO MUNICÍPIO DE ANGÉLICA MS: PAPÉIS URBANOS E REPRODUÇÃO SOCIAL Wéliton Carlos dos Santos 1, Mara Lúcia Falconi da Hora Bernardelli 2 1 Estudante do Curso de Geografia - UEMS, Unidade

Leia mais

AS BRIGAS ENTRE GRUPOS DE JOVENS EM JUIZ DE FORA: A VISÃO DA MÍDIA E A QUESTÃO TERRITORIAL

AS BRIGAS ENTRE GRUPOS DE JOVENS EM JUIZ DE FORA: A VISÃO DA MÍDIA E A QUESTÃO TERRITORIAL AS BRIGAS ENTRE GRUPOS DE JOVENS EM JUIZ DE FORA: A VISÃO DA MÍDIA E A QUESTÃO TERRITORIAL FERREIRA, Kátia Oliveira Bolsista de Apoio UFJF katiaoferreira@hotmail.com SOUZA, Uziel Amorim de Bolsista BIC

Leia mais

QUESTÕES TERRITORIAIS E IDENTITÁRIAS: CONSTRUÇÃO DE USINAS HIDRELÉTRICAS E POPULAÇÕES RIBEIRINHAS

QUESTÕES TERRITORIAIS E IDENTITÁRIAS: CONSTRUÇÃO DE USINAS HIDRELÉTRICAS E POPULAÇÕES RIBEIRINHAS QUESTÕES TERRITORIAIS E IDENTITÁRIAS: CONSTRUÇÃO DE USINAS HIDRELÉTRICAS E POPULAÇÕES RIBEIRINHAS Lara Cristina Freitas Rosa¹ Núcleo de Estudos e Pesquisas Socioambientais (NEPSA) Universidade Federal

Leia mais

O homem é mais ou menos cidadão, dependendo do lugar onde vive. Milton Santos

O homem é mais ou menos cidadão, dependendo do lugar onde vive. Milton Santos O homem é mais ou menos cidadão, dependendo do lugar onde vive. Milton Santos XIV ENCONTRO NACIONAL DO CONGEMAS TERRITÓRIO E PARTICIPAÇÃO POPULAR: Iraci de Andrade Iraci_andrade@hotmail.com PUC-RS Fortaleza,

Leia mais

A organização territorial do sudoeste paranaense a partir da inserção dos migrantes

A organização territorial do sudoeste paranaense a partir da inserção dos migrantes A organização territorial do sudoeste paranaense a partir da inserção dos migrantes Michele Briskievicz 1 Resumo Este artigo apresenta resultados parciais de pesquisas realizadas no Mestrado em Geografia

Leia mais

Referências Bibliográficas

Referências Bibliográficas Referências Bibliográficas ANNA, Darléa F. A influência do primeiro damismos no Governo do Estado do Rio de Janeiro no período de 1995 a 1999. Revista Augustus. Rio de Janeiro. Nov 2009. BOLAFFI, Gabriel.

Leia mais

MODELOS DE PLANEJAMENTO E GESTÃO DE TERRITÓRIOS TURÍSTICOS. Prof. Dr. Marcos Aurélio Tarlombani da Silveira

MODELOS DE PLANEJAMENTO E GESTÃO DE TERRITÓRIOS TURÍSTICOS. Prof. Dr. Marcos Aurélio Tarlombani da Silveira MODELOS DE PLANEJAMENTO E GESTÃO DE TERRITÓRIOS TURÍSTICOS Prof. Dr. Marcos Aurélio Tarlombani da Silveira 1 Estratégico OS MODELOS DE PLANEJAMENTO Sem caráter vinculativo, de conteúdo flexível; une objetivos

Leia mais

A IDENTIDADE TERRITORIAL DOS MIGRANTES GAÚCHOS NO PARANÁ. Eije: Población, género e identidade

A IDENTIDADE TERRITORIAL DOS MIGRANTES GAÚCHOS NO PARANÁ. Eije: Población, género e identidade A IDENTIDADE TERRITORIAL DOS MIGRANTES GAÚCHOS NO PARANÁ Eije: Población, género e identidade Tatiana Colasante Doutoranda do Programa da Pós Graduação em Geografia da Universidade Estadual Paulista Campus

Leia mais

Igor Martins Medeiros Robaina Professor Substituto na UFF e na UERJ / INTRODUÇÃO

Igor Martins Medeiros Robaina Professor Substituto na UFF e na UERJ / INTRODUÇÃO TERRITORIALIDADES DA SOBREVIVENCIA: DOS PROCESSOS DE DESTERRITORIALIZACOES IMPOSTAS AS NOVAS RETERRITORIALIZACOES POSSIVEIS NOS ESPACOS PUBLICOS: O CASO DAS POPULACOES DE RUA NA AREA CENTRAL DA CIDADE

Leia mais

A AGRICULTURA CAMPONESA NO MUNICÍPIO DE PLANALTO (PR)

A AGRICULTURA CAMPONESA NO MUNICÍPIO DE PLANALTO (PR) A AGRICULTURA CAMPONESA NO MUNICÍPIO DE PLANALTO (PR) Daniela Damo UNIOESTE Francisco Beltrão danielazd@yahoo.com.br Marcos Aurelio Saquet UNIOESTE Francisco Beltrão saquetmarcos@hotmail.com Introdução

Leia mais

A VIOLÊNCIA COMO UMA CONSEQUENCIA DA PRODUÇÃO DO ESPAÇO CAPITALISTA: UM ESTUDO DE CASO DO BAIRRO DE PEIXINHOS EM OLINDA - PE

A VIOLÊNCIA COMO UMA CONSEQUENCIA DA PRODUÇÃO DO ESPAÇO CAPITALISTA: UM ESTUDO DE CASO DO BAIRRO DE PEIXINHOS EM OLINDA - PE A VIOLÊNCIA COMO UMA CONSEQUENCIA DA PRODUÇÃO DO ESPAÇO CAPITALISTA: UM ESTUDO DE CASO DO BAIRRO DE PEIXINHOS EM OLINDA - PE Lourival Luiz dos Santos Junior ¹ ² ³ Francisco Tavares de Melo ¹ ² ³ Thiago

Leia mais

Conflitos na pesca artesanal em São Francisco do Paraguaçu Bahia

Conflitos na pesca artesanal em São Francisco do Paraguaçu Bahia Conflitos na pesca artesanal em São Francisco do Paraguaçu Bahia Ednizia Ribeiro Araújo Kuhn Universidade Federal da Bahia ednizia@yahoo.com.br Guiomar Inez Germani Universidade Federal da Bahia guiomar@ufba.br

Leia mais

Pontos de Cultura. BARBOSA, Frederico; CALABRE, Lia. (Org.). Pontos de Cultura: olhares sobre o Programa Cultura Viva. Brasília: Ipea, 2011.

Pontos de Cultura. BARBOSA, Frederico; CALABRE, Lia. (Org.). Pontos de Cultura: olhares sobre o Programa Cultura Viva. Brasília: Ipea, 2011. Pontos de Cultura Deborah Rebello Lima 1 BARBOSA, Frederico; CALABRE, Lia. (Org.). Pontos de Cultura: olhares sobre o Programa Cultura Viva. Brasília: Ipea, 2011. O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada

Leia mais

A AÇÃO DO ESTADO E DO MERCADO IMOBILIÁRIO NO PROCESSO DE SEGREGAÇÃO SOCIOESPACIAL EM ILHA COMPRIDA - SP

A AÇÃO DO ESTADO E DO MERCADO IMOBILIÁRIO NO PROCESSO DE SEGREGAÇÃO SOCIOESPACIAL EM ILHA COMPRIDA - SP A AÇÃO DO ESTADO E DO MERCADO IMOBILIÁRIO NO PROCESSO DE SEGREGAÇÃO SOCIOESPACIAL EM ILHA COMPRIDA - SP NASCIMENTO, R. S. Departamento de Geografia - IGCE, Universidade Estadual Paulista Júlio De Mesquita

Leia mais

Sendo assim, a cultura foi bastante importante para a fixação humana em um lugar.

Sendo assim, a cultura foi bastante importante para a fixação humana em um lugar. MOVIMENTOS SOCIAIS ANARQUISTAS NA CIDADE URBANA EM LUTA CONTRA O AUMENTO DA TARIFA DE ÔNIBUS DE GOIÂNIA(GO) NO CURSO DE GEOGRAFIA DA UEG/CCSEH Rogério de Oliveira Silva rogerio3108@hotmail.com, Graduando

Leia mais

GEOGRAFIA DAS (MICRO)TERRITORIALIZAÇÕES CULTURAIS NAS PRAÇAS DO CENTRO URBANO DE MANAUS 1

GEOGRAFIA DAS (MICRO)TERRITORIALIZAÇÕES CULTURAIS NAS PRAÇAS DO CENTRO URBANO DE MANAUS 1 GEOGRAFIA DAS (MICRO)TERRITORIALIZAÇÕES CULTURAIS NAS PRAÇAS DO CENTRO URBANO DE MANAUS 1 Diana Ayla Silva da Costa UFAM/FAPEAM/Graduanda de Geografia Av. Padre A.C.Martins, 171, Sto. Antônio, 69029-130

Leia mais

Transformações socioeconômicas e gestão territorial: o caso do município de Boa Esperança PR

Transformações socioeconômicas e gestão territorial: o caso do município de Boa Esperança PR Planejamento e Gestão do Território Transformações socioeconômicas e gestão territorial: o caso do município de Boa Esperança PR Tatiane Teonila da Silva 1 Fábio Rodrigues da Costa 2 Resumo: A pesquisa

Leia mais

GEOGRAFIA. COORDENADOR Eduardo José Pereira Maia

GEOGRAFIA. COORDENADOR Eduardo José Pereira Maia GEOGRAFIA COORDENADOR Eduardo José Pereira Maia eduardomaia@ufv.br 314 Currículos dos Cursos do CCH UFV Currículo do Curso de Geografia Bacharelado ATUAÇÃO O profissional de Geografia deve ter um perfil

Leia mais

Dispositivos infocomunicacionais em saúde Infocommunicative Devices in Health or health area

Dispositivos infocomunicacionais em saúde Infocommunicative Devices in Health or health area DOI: 10.1590/1807-57622014.0383 Dispositivos infocomunicacionais em saúde Infocommunicative Devices in Health or health area Criação Regina Marteleto (a) Helena Maria Scherlowski Leal David (b) Mariana

Leia mais