COMPLEXO EDUCACIONAL MILLENIUM LTDA FACULDADE MILLENIUM (FAMIL) PROGRAMA DE PROTEÇÃO DOS DIREITOS DA PESSOA COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMPLEXO EDUCACIONAL MILLENIUM LTDA FACULDADE MILLENIUM (FAMIL) PROGRAMA DE PROTEÇÃO DOS DIREITOS DA PESSOA COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA"

Transcrição

1 COMPLEXO EDUCACIONAL MILLENIUM LTDA FACULDADE MILLENIUM (FAMIL) PROGRAMA DE PROTEÇÃO DOS DIREITOS DA PESSOA COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA Trsina-PI, 2015

2 APRESENTAÇÃO Nos últimos anos, as políticas públicas para a ducação inclusiva no Brasil têm obtido avanços significativos. Para xmplificar ss cnário, po-s citar os divrsos lvantamntos statísticos constituídos plo Cnso/MEC qu informam qu na última década o Brasil aprsntou um crscimnto important nas matriculas da ducação spcial nas classs comuns do nsino rgular. Na avaliação do MEC, o crscimnto das matriculas ultrapassou os 46,8% do total alunos com ficiência m 2007, chgando a 54% no ano % m Estão m classs comuns studants com ficiência, transtornos globais do snvolvimnto altas habilidas ou suprdotação. Estudos apontam para uma tndência da solidificação uma cultura inclusiva, ou sja, a scola para todos, no cnário ducacional brasiliro, xigindo-s a construção um novo rfrncial qu nglob os sistmas rgular spcial nsino. Cint sua rsponsabilida frnt a st cnário, a FAMIL constituiu já na sua gêns, a partir do su primiro PDI para o quinquênio, firms políticas qu já foram colocadas m prática a partir do próprio dimnsionamnto da sua infrastrutura. Porém, há qu s rssaltar qu há nívis procssos inclusão qu vm tr spcial atnção vido as suas caractrísticas singulars. Nss contxto, stacamos a li n , 27 zmbro 2012 qu prvê a protção dos diritos das pssoas com transtorno autista. Partindo-s ssa nova rgulamntação proposta inclusiva, o Conslho Suprior da IES, m diálogo com o CAE Cntro Apoio ao Estudant o su Núclo Atndimnto Psicopdagógico, cntrou-s m rfltir sobr propostas rlacionadas às tndências inclusão no Ensino Suprior, pois, s por um lado houv avanços importants nos procssos inclusivos nos nsinos fundamntal médio, as discussõs a rspito da inclusão pssoas com ncssidas spciais no Ensino Suprior brasiliro ainda são incipints. Enfim, ssas rflxõs nascu st projto implantação voltado spcificamnt para o atndimnto da Li n

3 A Dirção Gral da Faculda FAMIL

4 1. JUSTIFICATIVA Primiramnt, há qu s rssaltar qu o transtorno autista ainda um gênro ncssida spcial qu tm suas propostas discussõs limitadas ao âmbito govrnamntal acadêmico. Nss contxto, as publicaçõs ficam rstritas aos spcialistas da ára psicologia, psiquiatria nuropsiquiatria, ou sja, não dissminando ou sndo passívl implantaçõs programas açõs práticas m nívl inclusão scolar, principalmnt no qu tang ao Ensino Suprior. Além disso, st cnário fraca inclusão das pssoas autistas também stá trminado plo índic staqu no procsso privatização do Ensino Suprior, afinal contas as rgulamntaçõs acrca ss tipo inclusão nascm ssncialmnt há dois anos com a promulgação da Li qu já citamos. Assim, st programa da FAMIL s justifica, principalmnt, m razão da ncssida mrgncial amadurcimnto difusão ssa prática inclusiva qu, até ntão, squr fazia faz part da ralida das IES, principalmnt no âmbito privado Objtivos Objtivo Gral Implantar açõs contínuas pontuais voltadas ao procsso inclusão pssoas com transtorno autista Objtivos Espcíficos Proporcionar ao indivíduo com transtorno autista um ambint univrsitário propício ao su snvolvimnto técnico humanístico; Capacitar colaboradors docnts para o atndimnto atnção aos indivíduos com transtorno autista; Establcr convênios com associaçõs instituiçõs qu prstam cuidados apoio ao indivíduo com transtorno autista; Instituir campanhas intrnas divulgação do transtorno, visando constituir os acadêmicos, colaboradors corpo docnt como snsibilizadors da comunida xtrna no qu concrn as práticas inclusivas para os autistas;

5 Establcr vínculo com spcialistas no transtorno autista, visando ofrtar palstras qu aborm o assunto aos acadêmicos, colaboradors, corpo docnt comunida xtrna. Atnr à população da rgião insrção da FAMIL, su público alvo, com rlaçõs humanizadas no trabalho, cntradas no acolhr, scutar, informar atnr às ncssidas primárias saú psicológica manira satisfatória, bm como ncaminhar acompanhar os usuários aos órgãos públicos assistência social proporcionando assim uma mlhoria da qualida vida. Ofrcr atndimnto saú psicossocial aos mmbros da comunida, ntro das normas vignts no país para Clínicas Escola acordo com as modalidas ofrcidos sgundo as suas possibilidas. Ofrtar palstras campanhas nas áras saú, dirito assistência social para a comunida intrna xtrna da IES. 2. CRONOGRAMA DE AÇÕES EMERGENCIAIS DO PROGRAMA AÇÕES OBJETIVOS Formalização convênios Instituir com no associaçõs autistas RESPONSÁVEIS PERÍODO parcrias CAE Cntro 09/2016 a 01/2017 sntido Atndimnto ao prstar srviços aos Aluno alunos com ss Núclo transtorno Atndimnto Psicopdagógico Promoção Snsibilizar - Clínica Escola 03/2017 Smana bat docnts, Promoção sobr o autismo discnts, Prvnção colaboradors Saú comunida Atndimnto xtrna sobr o Psicossocial FAMIL tma - Núclo

6 Atndimnto Piscopdagógico Constituir matriais D i v u l g a r Núclo 02/2017 divulgação sistmaticamnt o A t n d i m n t o sobr o transtorno tma a partir Psicopdagógico a ncssida pôstrs cartazs inclusão scolar spalhados Stor pla Markting & FAMIL na Clínica Comunicação -Escola Banco dados Tr spcialistas disponívis - Stor Rcursos 11/2016 m spcialistas transtorno autista tma m Trsina- PI para no Humanos FAMIL a - Núclo promoção A t n d i m n t o cursos Psicopdagógico capacitação palstras. Promoção curso Capacitar o corpo Núclo sobr o docnt atndimnto alunos 03/2017 Atndimnto aos técnico-administrat Psicopdagógico com ivo para o Stor Rcursos t r a n s t o r n o s a t n d i m n t o Humanos FAMIL autistas administrativo pdagógico alunos autistas Psquisa compra Disponibilizar na - Bibliotca FAMIL rfrências bibliotca da FAMIL - Núclo bibliográficas sobr livros qu aborm A t n d i m n t o o tma o assunto para qu Psicopdagógico profssors funcionários 01/2017

7 possam dirimir as suas dúvidas manira autônoma 3. SISTEMATIZAÇÃO DO PROGRAMA A fim sistmatizar o atndimnto a Li prscrita nst programa, srão stablcidas as sguints mtas: Ravaliação priódica das açõs st programa plo CAE; Establcimnto rlatórios tanto do atndimnto alunos com transtorno autista quanto do snvolvimnto do nsino-aprndizagm a partir do CAE do Núclo Atndimnto Psicopdagógico; Establcimnto smstral das açõs capacitação constants nst programa; Publicação dos rsultados do programa no sit institucional. 5. MARCO EFETIVO DO PROGRAMA Visando ftivar st programa, l srá ftivado a partir publicação uma portaria do CONSUP trminando-o como anxo a sr constituído sistmaticamnt na IES.

EDUFOR SERVIÇOS EDUCACIONAIS LTDA FACULDADE EDUCACIONAL FORTALEZA EDUFOR NÚCLEO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO

EDUFOR SERVIÇOS EDUCACIONAIS LTDA FACULDADE EDUCACIONAL FORTALEZA EDUFOR NÚCLEO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO EDUFOR SERVIÇOS EDUCACIONAIS LTDA FACULDADE EDUCACIONAL FORTALEZA EDUFOR NÚCLEO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO PROGRAMA DE PROTEÇÃO DOS DIREITOS DA PESSOA COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA Fortaleza-CE,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE ASSISTENTE SOCIAL

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE ASSISTENTE SOCIAL Agência para o Dsnvolvimnto Social Humano Programa d Protção a Crianças Adolscnts Amaçados d Mort do Distrito Fdral PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE ASSISTENTE SOCIAL EDITAL Nº 001/2012

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pgógica (4) (5) Mtas Rorganizar a distribuição dos discnts. Elaborar uma Política d contratação gstão d pssoal Rvisar o Projto Pgógico. Rstruturar

Leia mais

Gestão Ambiental - Gestores Ambientais

Gestão Ambiental - Gestores Ambientais Am bint 9º Fór um amnto n M i o d Sa - Intgração m Políticas Públicas GESTÃO SE FAZ COM CONHECIMENTO E PARTICIPAÇÃO Grir qur dizr administrar, dirigir, mantr dtrminada situação ou procsso sob control m

Leia mais

EDITAL DE TURMA ESPECIAL

EDITAL DE TURMA ESPECIAL Edital N 040 / 06. Cacoal, 8 novmbro 06. EDTAL DE TURMA ESPECAL A Faculda Ciências Biomédicas Cacoal FACMED, no uso suas atribuiçõs lgais, tndo prsnt o disposto no Art. 53, Parágrafos Único do Rgimnto

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Pinheiro Escola Básica e Secundária de Pinheiro

Agrupamento de Escolas de Pinheiro Escola Básica e Secundária de Pinheiro Agrupamnto Escolas Pinhiro Escola Básica Scundária Pinhiro Ano: 7.º Turma: A Disciplina: Formação Cívica Ano Ltivo: 2011/ 2012 PLANIFICAÇÃO DE FORMAÇÃO CÍVICA Dirtora Turma: Mónica Olivira Tmas/contúdos

Leia mais

Vitória, 31 de maio de EDITAL DE SELEÇÃO DE TUTOR DO GRUPO PET PET Engenharia de Computação

Vitória, 31 de maio de EDITAL DE SELEÇÃO DE TUTOR DO GRUPO PET PET Engenharia de Computação UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRO-REITORIA DE GRADUAÇÃO COMITÊ LOCAL DE ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO Av. Frnando Frrari, 54 - Campus Univrsitário Goiabiras 29060-900 Vitória - ES Tlfon: (27)4009-24

Leia mais

EB1/JI ALMADA Nº3. PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES Ano lectivo de 2010/2011

EB1/JI ALMADA Nº3. PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES Ano lectivo de 2010/2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Agrupamnto Vrtical d s D. António da Costa EB1/JI ALMADA Nº3 PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES Ano lctivo d 2010/2011 Objctivos Mês Dia Actividad Rsponsávis Dstinatários Local *Promovr

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL FLUMINENSE

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL FLUMINENSE EDITAL N.º 206, d 27 d Outubro d 2016 RETIFICA EDITAL N.º 162, d 29 d Agosto d 2016 Concurso Público para Provimnto d Cargos da Carrira d Srvidors Técnico- Administrativos m Educação O REITOR SUBSTITUTO

Leia mais

INSTRUÇÕES. Os formadores deverão reunir pelo menos um dos seguintes requisitos:

INSTRUÇÕES. Os formadores deverão reunir pelo menos um dos seguintes requisitos: INSTRUÇÕES Estas instruçõs srvm d orintação para o trino das atividads planadas no projto Europu Uptak_ICT2lifcycl: digital litracy and inclusion to larnrs with disadvantagd background. Dvrão sr usadas

Leia mais

CONCURSO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO

CONCURSO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO CONCURSO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO ÁREA: CIÊNCIAS DA SAÚDE ODONTOLOGIA - RADIOLOGIA ODONTOLÓGICA REGIME: 40hs TITULAÇÃO MÍNIMA PARA O CONCURSO: Graduação m Odontologia, Espcialização m Radiologia Odontológica

Leia mais

Edital de Seleção Programa de Pós-Graduação em Saúde Turma 2016/ 2 o Semestre

Edital de Seleção Programa de Pós-Graduação em Saúde Turma 2016/ 2 o Semestre Edital d Slção Programa d Pós-Graduação m Saúd Turma 2016/ 2 o Smstr O Colgiado do Programa d Pós-Graduação m Saúd (PPgSaúd), ára d concntração Saúd Brasilira, torna público qu starão abrtas as inscriçõs

Leia mais

CARVALHO HOSKEN S/A carvalhohosken.com.br CARVALHO HOSKEN S.A. ENGENHARIA E CONSTRUÇÕES CNPJ: 33.342.023/0001-33

CARVALHO HOSKEN S/A carvalhohosken.com.br CARVALHO HOSKEN S.A. ENGENHARIA E CONSTRUÇÕES CNPJ: 33.342.023/0001-33 Balanço Social Em 31 d dzmbro d 2015 2014 1 - Bas d Cálculo 2015 Valor (Mil rais) 2014 Valor (Mil rais) Rcita líquida (RL) 190.202 292.969 Rsultado opracional (RO) 111.720 (16.955) Rsultado Financiro (29.648)

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO PARA FINS DE CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÃO DE ENSINO E AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS DE EDUCAÇÃO

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR GERÊNCIA DE FORMAÇÃO PERMANENTE TÓPICOS - MÚSICA:

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR GERÊNCIA DE FORMAÇÃO PERMANENTE TÓPICOS - MÚSICA: TÓPICOS - MÚSICA: Ampliação Ampliação do do rprtórios rprtórios artístico artístico culturais; culturais; Coral; Coral; Banda Banda Musical; Musical; Projto Projto boi--mamão; boi--mamão; Projtos Projtos

Leia mais

NE W S. www. s cbf.c o m.b r TOP RANKED EM OPERAÇÕES M&A WORKSHOP NOVA LEI ANTICORRUPÇÃO ANÚNCIO NOVOS SÓCIOS

NE W S. www. s cbf.c o m.b r TOP RANKED EM OPERAÇÕES M&A WORKSHOP NOVA LEI ANTICORRUPÇÃO ANÚNCIO NOVOS SÓCIOS Fvriro 20 14 Caso ocorra rr o d visu aliz ação, a css nossa Vrsão W b ou Vrsão PDF NE W S Souza Cscon é o primiro colocado nos rankings d M&A CONFIRA TOP RANKED EM OPERAÇÕES M&A ANÚNCIO NOVOS SÓCIOS WORKSHOP

Leia mais

CALENDÁRIO SEMANA NACIONAL DE TRÂNSITO 2016 BAURU Eu sou mais um por um trânsito mais seguro.

CALENDÁRIO SEMANA NACIONAL DE TRÂNSITO 2016 BAURU Eu sou mais um por um trânsito mais seguro. 9hs Solnidad d abrtura Trminal Rodoviário d Abrtura soln com autoridads; Bauru Aprsntação cultural Alunos da Praça João Paulo II s/n Escola Municipal d Educação Infantil Stlio Machado Louriro. 16/09 (sxta-

Leia mais

Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade em Software PBQPS - Ciclo 2005. Encontro da Qualidade e Produtividade em Software RECIFE

Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade em Software PBQPS - Ciclo 2005. Encontro da Qualidade e Produtividade em Software RECIFE Programa Brasiliro da Qualida Produtivida m Softwar PBQPS - Ciclo 2005 Encontro da Qualida Produtivida m Softwar RECIFE Data: 26 27 stmbro 2005 Local: Hotl Villa Rica Promoção: Ministério da Ciência Tcnologia

Leia mais

Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 15/16

Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 15/16 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO PEDRO DA COVA Escola Básica d São Pdro da Cova Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 5/6.- Exploração d ambints computacionais Criação d um produto original d forma colaborativa

Leia mais

PRÉ-SELEÇÃO DE ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO PARA O PROGRAMA DE LICENCIATURAS INTERNACIONAIS PLI/UFU

PRÉ-SELEÇÃO DE ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO PARA O PROGRAMA DE LICENCIATURAS INTERNACIONAIS PLI/UFU Univrsidad Fdral d Ubrlândia Pró-ritoria d Graduação - Dirtoria d Ensino Divisão d Licnciaturas Programa d Licnciaturas Intrnacionais Av. João Navs d Ávila, 2121 EDITAL PROGRAD/DIREN/DLICE N. 001/2012

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Silves Sul Biblioteca Escolar. Plano de Actividades da BE para 2012/2013

Agrupamento de Escolas de Silves Sul Biblioteca Escolar. Plano de Actividades da BE para 2012/2013 Agrupamnto Escolas Silvs Sul Plano Actividas da BE para 2012/2013 Domínio Subdomínio Acçõs/Actividas Rsponsávis Instrumntos Avaliação Avaliação / Obsrvaçõs A - Apoio ao Dsnvolvi mnto Curricular A.1 - Articulação

Leia mais

A VARIAÇÃO ENTRE PERDA & PERCA: UM CASO DE MUDANÇA LINGUÍSTICA EM CURSO?

A VARIAÇÃO ENTRE PERDA & PERCA: UM CASO DE MUDANÇA LINGUÍSTICA EM CURSO? A VARIAÇÃO ENTRE PERDA & PERCA: UM CASO DE MUDANÇA LINGUÍSTICA EM CURSO? Luís Augusto Chavs Frir, UNIOESTE 01. Introdução. Esta é uma psquisa introdutória qu foi concrtizada como um studo piloto d campo,

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: CURRÍCULO DE PEDAGOGIA, FORMAÇÃO,EDUCAÇÃO INFANTIL, IDENTIDADE PROFISSIONAL

PALAVRAS-CHAVE: CURRÍCULO DE PEDAGOGIA, FORMAÇÃO,EDUCAÇÃO INFANTIL, IDENTIDADE PROFISSIONAL Govrno do Estado do Rio Grand do Nort Scrtariado d Estado da Educação Cultura - SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Pró-Ritoria d Psquisa Pós-Graduação PROPEG Dpartamnto d Psquisa

Leia mais

PLANO DE CURSO ADMINISTRAÇÃO I (CÓD. ENEX 60154) ETAPA: 3ª TOTAL DE ENCONTROS:

PLANO DE CURSO ADMINISTRAÇÃO I (CÓD. ENEX 60154) ETAPA: 3ª TOTAL DE ENCONTROS: PLANO DE CURSO DISCIPLINA: ADMINISTRAÇÃO I (CÓD. ENEX 60154) ETAPA: 3ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Smana Contúdos/ Matéria Catgorias/ Qustõs Tipo d aula Habilids Comptências Txtos, films outros matriais

Leia mais

2010/2011 Ensino Nocturno

2010/2011 Ensino Nocturno Escola Scundária d Flguiras PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES 2010/2011 Ensino Nocturno Calndarização Ao longo do ano lctivo Ao longo do ano lctivo Ao longo do ano lctivo Ao longo do ano lctivo Ao longo do ano

Leia mais

Circular Normativa. Assunto: Síndroma Respiratória Aguda - Plano de Contingência. Referenciação Hospitalar

Circular Normativa. Assunto: Síndroma Respiratória Aguda - Plano de Contingência. Referenciação Hospitalar Ministério da Saúd Dircção-Gral da Saúd Circular Normativa Assunto: Síndroma Rspiratória Aguda - Plano d Contingência. Rfrnciação Hospitalar Nº 7/DT Data: 6/5/2003 Para: Todos os Hospitais Cntros d Saúd

Leia mais

Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul Escola-sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul. Educação Pré-Escolar CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul Escola-sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul. Educação Pré-Escolar CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Agrupamnto d Escolas d S. Pdro do Sul - 161780 Escola-sd: Escola Scundária d S. Pdro do Sul Ano Ltivo: 2016/2017 Educação Pré-Escolar CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Conform prconizado nas novas Orintaçõs Curriculars

Leia mais

Plano de Atividades BE 2012/2013

Plano de Atividades BE 2012/2013 A. Apoio do dsnvolvimnto curricular A.1 Articulação curricular da BE com as struturas d coordnação ducativa suprvisão pdagógica os docnts A.2 Promoção das litracias da informação tcnológica digital Indicadors

Leia mais

MUNICÍPIO DE ENGENHEIRO NAVARRO MG CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS EDITAL 1/2015 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO DOS CARGOS

MUNICÍPIO DE ENGENHEIRO NAVARRO MG CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS EDITAL 1/2015 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO DOS CARGOS DISTRIBUIÇÃO DAS DO CONCURSO TOTAIS: Total das vagas ofrcidas no Concurso Público. GERAIS: Vagas d ampla concorrência. PD: Vaga dstinada à pssoa com dficiência (subitm 3.2 do Edital). LEI(S) CÓDIGO 1 873/2009

Leia mais

Melhoria contínua da qualidade do ensino

Melhoria contínua da qualidade do ensino 1. OBJETIVO Est procdimnto visa normalizar as ativis snvolvis no âmbito mlhoria contínua quali do nsino dos cursos ministrados na Escola Naval (EN). 2. CAMPO DE APLICAÇÃO O prsnt procdimnto é aplicávl

Leia mais

Residência para coletivos na Casa do Povo. Cole tivo

Residência para coletivos na Casa do Povo. Cole tivo Rsidência para coltivos na Casa do Povo Chamada abrta tativo - Rsidência para coltivos na Casa do Povo Há mais d 60 anos, a Casa do Povo atua como lugar d mmória cntro cultural m sintonia com o pnsamnto

Leia mais

DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL. Problematização e Desafios SEGUNDO BLOCO TEMÁTICO

DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL. Problematização e Desafios SEGUNDO BLOCO TEMÁTICO MAPA MENTAL DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL Problmatização Dsafios SEGUNDO BLOCO TEMÁTICO s Dsafios do Dsnvolvimnto, com Sustntabilid Ambintal 2 Dsnvolvimnto Sustntávl - Problmatização dsafios - 1 3

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOCAIUVA MG

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOCAIUVA MG CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE S EFETIVOS ESPECIFICAÇÃO DOS S DISTRIBUIÇÃO DAS TOTAIS: Total das vagas ofrcidas no Concurso Público. GERAIS: Vagas d ampla concorrência. PD: Vaga dstinada à pssoa com

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR de ORIGEM: Pedagogia Licenciatura Compartilhada Noturno Estrutura Curricular 1 (Parecer CONSUNI-CONSEPE n 2.

ESTRUTURA CURRICULAR de ORIGEM: Pedagogia Licenciatura Compartilhada Noturno Estrutura Curricular 1 (Parecer CONSUNI-CONSEPE n 2. Conslho Univrsitário - CONSUNI Câmara d Ensino Curso d Graduação m Pdagogia da UNIPLAC Quadro d Equivalência para Fins d Aprovitamnto d Estudos ntr duas Estruturas Curriculars Disciplinars ESTRUTURA CURRICULAR

Leia mais

Prova Escrita de Matemática A 12. o Ano de Escolaridade Prova 635/Versões 1 e 2

Prova Escrita de Matemática A 12. o Ano de Escolaridade Prova 635/Versões 1 e 2 Eam Nacional d 0 (. a fas) Prova Escrita d Matmática. o no d Escolaridad Prova 3/Vrsõs GRUPO I Itns Vrsão Vrsão. (C) (). () (C) 3. () (C). (D) (). (C) (). () () 7. () (D) 8. (C) (D) Justificaçõs:. P( )

Leia mais

ANEXO 1. CURSO: Licenciatura em Pedagogia UERJ

ANEXO 1. CURSO: Licenciatura em Pedagogia UERJ ANEXO 1 CURSO: Licnciatura m Pdagogia UERJ SELEÇÃO DE DOCENTES DISCIPLINAS / FUNÇÕES - PROGRAMAS / ATIVIDADES - PERFIS DOS CANDIDATOS - NÚMEROS DE VAGAS DISCIPLINA/FUNÇÃO PROGRAMA/ATIVIDADES Coordnador

Leia mais

O ensino de ELE em ambiente hospitalar

O ensino de ELE em ambiente hospitalar O nsino d ELE m ambint hospitalar Fabiana Aparcida d Mlo Olivira Graacc IOP Unifsp; Unicid A utopia é ssncial para fazr política, para agrgar pssoas m torno d grands idais mancipadors, qu pmancm como pano

Leia mais

Reflexões sobre a formação inicial e continuada de professores de espanhol no Brasil. Katia Aparecida da Silva Oliveira - UNIFAL

Reflexões sobre a formação inicial e continuada de professores de espanhol no Brasil. Katia Aparecida da Silva Oliveira - UNIFAL Rflxõs sobr a formação inicial continuada d profssors d spanhol no Brasil Katia Aparcida da Silva Olivira - UNIFAL Dsd a promulgação da li 11.161/2005, qu trata da obrigatoridad do nsino da língua spanhola

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO(*)

PARECER HOMOLOGADO(*) PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Dspacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União d 17/07/2003 (*) Portaria/MEC nº 1.883, publicada no Diário Oficial da União d 17/07/2003 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE PROMOÇÃO, PROTEÇÃO E DEFESA DO DIREITO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES À CONVIVÊNCIA FAMILIAR E COMUNITÁRIA

PLANO MUNICIPAL DE PROMOÇÃO, PROTEÇÃO E DEFESA DO DIREITO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES À CONVIVÊNCIA FAMILIAR E COMUNITÁRIA PLANO MUNICIPAL DE PROMOÇÃO, PROTEÇÃO E DEFESA DO DIREITO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES À CONVIVÊNCIA FAMILIAR E COMUNITÁRIA LIMEIRA SP 2014 Prfito Limira SP Paulo Czar Junquira Hadich EXPEDIENTE Vic-Prfito

Leia mais

Projetos de um forno elétrico de resistência

Projetos de um forno elétrico de resistência Projtos d um forno létrico d rsistência A potência para um dtrminado forno dpnd do volum da câmara sua tmpratura, spssura condutividad térmica do isolamnto do tmpo para alcançar ssa tmpratura. Um método

Leia mais

Em cada ciclo, o sistema retorna ao estado inicial: U = 0. Então, quantidade de energia W, cedida, por trabalho, à vizinhança, pode ser escrita:

Em cada ciclo, o sistema retorna ao estado inicial: U = 0. Então, quantidade de energia W, cedida, por trabalho, à vizinhança, pode ser escrita: Máquinas Térmicas Para qu um dado sistma raliz um procsso cíclico no qual rtira crta quantidad d nrgia, por calor, d um rsrvatório térmico cd, por trabalho, outra quantidad d nrgia à vizinhança, são ncssários

Leia mais

NR-33 SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS

NR-33 SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS Sgurança Saúd do Trabalho ao su alcanc! NR-33 SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS PREVENÇÃO Esta é a palavra do dia. TODOS OS DIAS! PRECAUÇÃO: Ato ou fito d prvnir ou d s prvnir; A ação

Leia mais

NOTA SOBRE INDETERMINAÇÕES

NOTA SOBRE INDETERMINAÇÕES NOTA SOBRE INDETERMINAÇÕES HÉLIO BERNARDO LOPES Rsumo. Em domínios divrsos da Matmática, como por igual nas suas aplicaçõs, surgm com alguma frquência indtrminaçõs, d tipos divrsos, no cálculo d its, sja

Leia mais

Florianópolis, 09 de abril de 1998. PORTARIA Nº 0173/GR/98.

Florianópolis, 09 de abril de 1998. PORTARIA Nº 0173/GR/98. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR PORTARIAS Florianópolis, 09 d abril d 1998 PORTARIA Nº 0173/GR/98 O Ritor da Univrsidad Fdral d Santa Catarina, no uso d suas atribuiçõs statutárias

Leia mais

Campo elétrico. Antes de estudar o capítulo PARTE I

Campo elétrico. Antes de estudar o capítulo PARTE I PART I Unidad A 2 Capítulo Sçõs: 21 Concito d 22 d cargas puntiforms 2 uniform Ants d studar o capítulo Vja nsta tabla os tmas principais do capítulo marqu um X na coluna qu mlhor traduz o qu você pnsa

Leia mais

1. TITULO DO PROJETO INTEGRAÇÃO UNIVERSITÁRIA: REALIZANDO INTERVIVÊNCIAS ENTRE UNIVERSIDADE E ESCOLAS DO ENSINO MÉDIO

1. TITULO DO PROJETO INTEGRAÇÃO UNIVERSITÁRIA: REALIZANDO INTERVIVÊNCIAS ENTRE UNIVERSIDADE E ESCOLAS DO ENSINO MÉDIO 1. TITULO DO PROJETO INTEGRAÇÃO UNIVERSITÁRIA: REALIZANDO INTERVIVÊNCIAS ENTRE UNIVERSIDADE E ESCOLAS DO ENSINO MÉDIO 2. JUSTIFICATIVA O prsnt projto caractriza-s como uma proposta d xprimntação da aprndizagm

Leia mais

Planejamento de capacidade

Planejamento de capacidade Administração da Produção Opraçõs II Planjamnto d capacidad Planjamnto d capacidad Planjamnto d capacidad é uma atividad crítica dsnvolvida parallamnt ao planjamnto d matriais a) Capacidad insuficint lva

Leia mais

Apresentação Institucional e Estratégia. Março de 2015

Apresentação Institucional e Estratégia. Março de 2015 Aprsntação Institucional Estratégia Março 2015 História História A Dot.Lib é uma mprsa brasilira dicada à dissminação da informação cintífica através do acsso onlin a livros digitais, priódicos ltrônicos

Leia mais

Edital de seleção de candidatos para o Doutorado em Matemática para o Período 2015.2

Edital de seleção de candidatos para o Doutorado em Matemática para o Período 2015.2 ] Univrsidad Fdral da Paraíba Cntro d Ciências Exatas da Naturza Dpartamnto d Matmática Univrsidad Fdral d Campina Grand Cntro d Ciências Tcnologia Unidad Acadêmica d Matmática Programa Associado d Pós-Graduação

Leia mais

e e e e e e e e e e e e e e e

e e e e e e e e e e e e e e e DESCRIÇÃO DO PROJETO A Voz das Avós das Quatro Dirçõs do Planta Em outubro d 2011, Brasília srá palco d um ncontro qu irá valorizar a divrsidad cultural spiritual do Brasil do mundo: a Voz das Avós das

Leia mais

INEC ESPECIALIZAÇÃO EM : GERÊNCIA CONTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITORIA TURMA III. Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 de Outubro.

INEC ESPECIALIZAÇÃO EM : GERÊNCIA CONTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITORIA TURMA III. Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 de Outubro. INEC AUDITRIA Prof. CLAUDECIR PATN ESPECIALIZAÇÃ EM : GERÊNCIA CNTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITRIA TURMA III 1 Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 utubro. CNTRLE - Concitos; - Auditoria Control Intrno; - Importância

Leia mais

- SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN

- SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Govrno do Estado do Rio Grand do Nort Scrtariado d Estado da Educação Cultura - SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Pró-Ritoria d Psquisa Pós-Graduação PROPEG Dpartamnto d Psquisa

Leia mais

3. Geometria Analítica Plana

3. Geometria Analítica Plana MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E ESTATÍSITICA APOSTILA DE GEOMETRIA ANALÍTICA PLANA PROF VINICIUS 3 Gomtria Analítica Plana 31 Vtors no plano Intuitivamnt,

Leia mais

Cursos Profissionais Ano Letivo 2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL SOCIOLOGIA (2º ano de formação)

Cursos Profissionais Ano Letivo 2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL SOCIOLOGIA (2º ano de formação) GRUPO DE ECONOMIA E CONTABILIDADE Cursos Profissionais Ano Ltivo 2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL SOCIOLOGIA (2º ano d formação) Página 1 d 5 Módulo 1 Dscobrindo a Sociologia Aulas Prvistas (45 m.):35 Data

Leia mais

Estudantes de enfermagem e Enfermeiro Supervisor. Autores: Ana Fonseca Anjos Frade Céu Marques Manuel Lopes M. José Bule

Estudantes de enfermagem e Enfermeiro Supervisor. Autores: Ana Fonseca Anjos Frade Céu Marques Manuel Lopes M. José Bule Estudants d nfrmagm Enfrmiro Suprvisor Autors: Ana Fonsca Anjos Frad Céu Marqus Manul Lops M. José Bul Estudants d nfrmagm Enfrmiro Suprvisor PROBLEMÁTICA A Suprvisão procsso m qu uma pssoa xprint bm informada,

Leia mais

Contabilidade por Fundos Aplicada às Entidades Sem Fins Lucrativos

Contabilidade por Fundos Aplicada às Entidades Sem Fins Lucrativos Contabilidad por Fundos Aplicada às Entidads Sm Fins Lucrativos Paulo Arnaldo Olak Diogo Toldo do Nascimnto Rsumo: Est studo insr-s no campo das ntidads privadas sm fins lucrativos (Trciro Stor) privilgia

Leia mais

PROJETO CONFECÇÃO DE SACOLAS E CAIXAS ARTESANAIS. Rua Hibiscos nº 86 Bairro Regina Belo Horizonte MG (031)33853893 85214283 valeriamelo@pop.com.

PROJETO CONFECÇÃO DE SACOLAS E CAIXAS ARTESANAIS. Rua Hibiscos nº 86 Bairro Regina Belo Horizonte MG (031)33853893 85214283 valeriamelo@pop.com. PROJETO CONFECÇÃO DE SACOLAS E CAIAS ARTESANAIS Valéria Ribiro Salgado Mlo E.E.Dr. Amaro Nvs Barrto Rua Hibiscos nº 86 Bairro Rgina Blo Horizont MG (031)33853893 85214283 valriamlo@pop.com.br A E.E. Dr.

Leia mais

2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO

2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO 1. ÁREA DO CONHECIMENTO CIÊNCIAS HUMANAS: PSICOLOGIA 2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO 3. JUSTIFICATIVA: Prspctivas no Mrcado Amazonns: A cidad d Manaus possui

Leia mais

A LICENCIATURA EM ESPANHOL NA REDE FEDERAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA: NOVOS ESPAÇOS DE FORMAÇÃO DOCENTE

A LICENCIATURA EM ESPANHOL NA REDE FEDERAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA: NOVOS ESPAÇOS DE FORMAÇÃO DOCENTE Congrsso Intrnacional d Profssors d Línguas Oficiais do MERCOSUL A LICENCIATURA EM ESPANHOL NA REDE FEDERAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA: NOVOS ESPAÇOS DE FORMAÇÃO DOCENTE Antonio Frrira da Silva

Leia mais

Gestão de Saúde Empresarial

Gestão de Saúde Empresarial Gstão Saú Emprsarial Uma parcria indispnsávl para a sua tranquilida As soluçõs m Gstão Saú Emprsarial do Imtp foram criadas sob mdida para garantir a saú do su capital humano. Imtp tornou-s rfrência m

Leia mais

Implantação do Espanhol como Língua Estrangeira em Dourados MS. Angela Karina Manfio UEMS Ione Vier Dalinghaus UEMS. 1. Para início de conversa

Implantação do Espanhol como Língua Estrangeira em Dourados MS. Angela Karina Manfio UEMS Ione Vier Dalinghaus UEMS. 1. Para início de conversa Implantação do Espanhol como Língua Estrangira m Dourados MS Angla Karina Manfio UEMS Ion Vir Dalinghaus UEMS 1. Para início d convrsa Est trabalho prtnd suscitar uma rflxão sobr situaçõs obsrvadas na

Leia mais

FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO

FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO CRONOGRAMA ÍNDICE FASES DATAS APURAMENTOS LOCAL 4 alunos por scola 1. Introdução...2 1ª fas Escolas 2ª fas Distrital Até 11 d Janiro 1 ou 2 d Fvriro 2 do sxo fminino

Leia mais

- SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN

- SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Govrno do Estado do Rio Grand do Nort Scrtariado d Estado da Educação Cultura - SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Pró-Ritoria d Psquisa Pós-Graduação PROPEG Dpartamnto d Psquisa

Leia mais

Planificação de Ciências Naturais. 9.ºAno. Alterações climáticas

Planificação de Ciências Naturais. 9.ºAno. Alterações climáticas Planificação d Ciências Naturais 9.ºAno Altraçõs climáticas Inês Hnriqus Sandra Mnds Tma: Biosfra Aula n.º: 1 Duração: 90 minutos Introdução à unid Altraçõs climáticas. Biosfra, concito importância. Dgração

Leia mais

ANÁLISE DO DESEMPENHO DOS CURSOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DO ESTADO DE MINAS GERAIS NO ENADE/2006

ANÁLISE DO DESEMPENHO DOS CURSOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DO ESTADO DE MINAS GERAIS NO ENADE/2006 ANÁLISE DO DESEMPENHO DOS CURSOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DO ESTADO DE MINAS GERAIS NO ENADE/2006 Nálbia d Araújo Santos Mstr m Controladoria Contabilidad Doutoranda m Controladoria Contabilidad - Bolsista

Leia mais

2 Mbps (2.048 kbps) Telepac/Sapo, Clixgest/Novis e TV Cabo; 512 kbps Cabovisão e OniTelecom. 128 kbps Telepac/Sapo, TV Cabo, Cabovisão e OniTelecom.

2 Mbps (2.048 kbps) Telepac/Sapo, Clixgest/Novis e TV Cabo; 512 kbps Cabovisão e OniTelecom. 128 kbps Telepac/Sapo, TV Cabo, Cabovisão e OniTelecom. 4 CONCLUSÕES Os Indicadors d Rndimnto avaliados nst studo, têm como objctivo a mdição d parâmtros numa situação d acsso a uma qualqur ára na Intrnt. A anális dsts indicadors, nomadamnt Vlocidads d Download

Leia mais

Qual é o lugar do espanhol nas escolas de ensino médio de Minas Gerais?

Qual é o lugar do espanhol nas escolas de ensino médio de Minas Gerais? Introdução I CIPLOM Congrsso Intrnacional d Profssors d Línguas Oficiais do MERCOSUL I Encontro Intrnacional d Associaçõs d Profssors d Línguas Oficiais do MERCOSUL Qual é o lugar do spanhol nas scolas

Leia mais

Caros padrinhos, amigos & parceiros,

Caros padrinhos, amigos & parceiros, Caros padrinhos, amigos & parciros, Contato Est ano 2011 foi um ano muitas conquistas muitos rsultados significativos. Além trmos consguido chgar a final um prêmio nacional, o prêmio Itaú Unicf 2011, passamos

Leia mais

Adriano Pedreira Cattai

Adriano Pedreira Cattai Adriano Pdrira Cattai apcattai@ahoocombr Univrsidad Fdral da Bahia UFBA, MAT A01, 006 3 Suprfíci Cilíndrica 31 Introdução Dfinição d Suprfíci Podmos obtr suprfícis não somnt por mio d uma quação do tipo

Leia mais

/ :;7 1 6 < =>6? < 7 A 7 B 5 = CED? = DE:F= 6 < 5 G? DIHJ? KLD M 7FD? :>? A 6? D P

/ :;7 1 6 < =>6? < 7 A 7 B 5 = CED? = DE:F= 6 < 5 G? DIHJ? KLD M 7FD? :>? A 6? D P 26 a Aula 20065 AMIV 26 Exponncial d matrizs smlhants Proposição 26 S A SJS ntão Dmonstração Tmos A SJS A % SJS SJS SJ % S ond A, S J são matrizs n n ", (com dt S 0), # S $ S, dond ; A & SJ % S SJS SJ

Leia mais

2 Arte Londrina 3. de abril ao dia 07 de julho de Divisão de Artes Plásticas Casa de Cultura UEL Londrina

2 Arte Londrina 3. de abril ao dia 07 de julho de Divisão de Artes Plásticas Casa de Cultura UEL Londrina 2 Art Londrina 3 d abril ao dia 07 d julho d 2014. Divisão d Arts Plásticas Casa d Cultura UEL Londrina 2.4 O dossiê digital dv contr m páginas squnciais numradas: a) Ficha d inscrição prnchida, assinada

Leia mais

QUALIDADE DA ENERGIA ELÉTRICA

QUALIDADE DA ENERGIA ELÉTRICA SODAGEM IDUSTRIAL A 6 úmro Julho d 6 www.fito.com.br EDIÇÃO ESPECIAL EERGIA E A IDÚSTRIA O TOCATIS % principalmnt létrica m su procsso qu o do aumnto da tarifa custo total da produção foi alto. 99% principalmnt

Leia mais

A prova tem como referência o Programa de PRÁTICAS DE CONTABILIDADE E GESTÃO do 12º Ano de Escolaridade.

A prova tem como referência o Programa de PRÁTICAS DE CONTABILIDADE E GESTÃO do 12º Ano de Escolaridade. Informação - Prova Equivalência à Frquência Práticas Contabilida Gstão Prova Equivalência à Frquência Práticas Contabilida Gstão Duração da prova: 120 minutos / 24.06.2013 12º Ano Escolarida Curso Tcnológico

Leia mais

A energia cinética de um corpo de massa m, que se desloca com velocidade de módulo v num dado referencial, é:

A energia cinética de um corpo de massa m, que se desloca com velocidade de módulo v num dado referencial, é: nrgia no MHS Para studar a nrgia mcânica do oscilador harmônico vamos tomar, como xmplo, o sistma corpo-mola. A nrgia cinética do sistma stá no corpo d massa m. A mola não tm nrgia cinética porqu é uma

Leia mais

TERMOS ADITIVOS AOS CONTRATOS FIRMADOS EM 2012

TERMOS ADITIVOS AOS CONTRATOS FIRMADOS EM 2012 TRMOS ADITIVOS AOS CONTRATOS FIRMADOS M 2012 ORDM CRONOLÓGICA PRIMIRO TRMO ADITIVO Nº DO CONTRATO 08/2012 PRSTAÇÃO D SRVIÇOS D DSNVOLVIMNTO IMPLANTAÇÃO D PROGRAMAS PRVNTIVOS OBJTO DO CONTRATO OCUPACIONAIS

Leia mais

VAGAS SUJEITAS A ALTERAÇÃO!!!!!!!

VAGAS SUJEITAS A ALTERAÇÃO!!!!!!! A Casa do Trabalhador Antonio Cabça Filho, vm através dst informar qu: A partir dsta data starmos ncaminhando para informação divulgação, os agndamntos dos procssos d slção ntrvista. Nss sntido, pdimos

Leia mais

EDITAL/NÚCLEO EAD Nº 03/2011

EDITAL/NÚCLEO EAD Nº 03/2011 Estado d Goiás Scrtaria d Ciência Tcnologia Gabint d Gstão d Capacitação Formação Tcnológica Cntro d d Anápolis Cntro d Sbastião d Siquira EDITAL/NÚCLEO EAD Nº 03/20 Procsso Sltivo d Profssor Formador

Leia mais

O RECONHECIMENTO DA IMPORTÂNCIA DOS LIVROS DIDÁTICOS NO CAMPO DA EDUCAÇÃO

O RECONHECIMENTO DA IMPORTÂNCIA DOS LIVROS DIDÁTICOS NO CAMPO DA EDUCAÇÃO ISSN 1809-0362 O RECONHECIMENTO DA IMPORTÂNCIA DOS LIVROS DIDÁTICOS NO CAMPO DA EDUCAÇÃO Maria Luiza Cintra dos Santos Crquira * Lizian Martins ** * Graduada m Licnciatura m Ciências Biológicas plo Cntro

Leia mais

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação Fundação de Apoio a Escola Técnica

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação Fundação de Apoio a Escola Técnica PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS PARA INGRESSO NO CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO NA FORMA DE ORGANIZAÇÃO: SUBSEQUENTE AO ENSINO MÉDIO NA ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE TEATRO MARTINS PENA. EDITAL 2016.1-07 O

Leia mais

PROJETO DE EDUCAÇÃO AFETIVO - SEXUAL E REPRODUTIVA

PROJETO DE EDUCAÇÃO AFETIVO - SEXUAL E REPRODUTIVA PROJETO DE EDUCAÇÃO AFETIVO - SEXUAL E REPRODUTIVA Tma: Sxualidad rlaçõs intrpssoais 1º Ano- EB1/JI DE VELAS Turma 2 Formas d Rcursos Atividads Objtivos Contúdos organização/ (humanos (por disciplina)

Leia mais

Vantagens e Desvantagens do método de ABP

Vantagens e Desvantagens do método de ABP Vantagns Dsvantagns do método d ABP TÓPICO VANTAGEM AUTOR DESVANTAGEM AUTOR - Dsnvolvhabilidads atituds, como Ribiro - Dificuldads dos alunos individualistas, Ribiro comunicação oral, scrita trabalho m

Leia mais

MANUAL DE APOSENTADORIA E ABONO PERMANÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS IPSG

MANUAL DE APOSENTADORIA E ABONO PERMANÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS IPSG MANUAL DE APOSENTADORIA E ABONO PERMANÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS IPSG SUMÁRIO PARTE I BENEFÍCIO DE APOSENTADORIA 1 - NOÇÕES SOBRE O BENEFÍCIO PREVIDENCIÁRIO

Leia mais

DISCIPLINA: A LOUCURA NA TELA ANO: 2011 CARGA HORÁRIA TOTAL: 48 horas

DISCIPLINA: A LOUCURA NA TELA ANO: 2011 CARGA HORÁRIA TOTAL: 48 horas SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE DISCIPLINA DE NÚCLEO LIVRE DISCIPLINA: A LOUCURA NA TELA ANO: 2011 CARGA HORÁRIA TOTAL: 48 horas CARGA HORÁRIA

Leia mais

Universidade Anhanguera-Uniderp Pró-Reitoria de Graduação. Curso: PSICOLOGIA PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

Universidade Anhanguera-Uniderp Pró-Reitoria de Graduação. Curso: PSICOLOGIA PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Univrsidad Anhangura-Unidrp Pró-Ritoria d Graduação 4 Curso: PSICOLOGIA PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Disciplina ou Módulo: Estágio m Psicologia Organizacional. Séri/Smstr: Príodo Ltivo: 2011. Turno:

Leia mais

Dicionário Escolar de Matemática

Dicionário Escolar de Matemática Dicionário Escolar Matmática Rcbido m 29.04.2015. Aprovado m 05.05. 2015 Avaliado plo sistma doubl blind rviw Maria Rgina Alfrdo Plazza marginapla@hotmail.com EE Diva Figuirdo da Silvira - Paraguaçu Paulista

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2014 EDITAL DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES E DE RETIFICAÇÃO

CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2014 EDITAL DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES E DE RETIFICAÇÃO CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2014 EDITAL DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES E DE RETIFICAÇÃO O Município d Duartina, Estado d São Paulo, no uso d suas atribuiçõs lgais, torna público o Edital d Prorrogação das Inscriçõs,

Leia mais

1º SIMULADO DE 2015 Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio

1º SIMULADO DE 2015 Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio 1 Ministério da Educação Scrtaria d Educação Profissional Tcnológica Instituto Fdral d Educação, Ciência Tcnologia do Nort d Minas Grais Campus Januária 1º SIMULADO DE 2015 Técnicos Intgrados ao Ensino

Leia mais

Alunos dos 1 anos participam de concurso de exposições sobre Inovação e Sustentabilidade na Agropecuária

Alunos dos 1 anos participam de concurso de exposições sobre Inovação e Sustentabilidade na Agropecuária Alunos dos 1 anos participam concurso xposiçõs sobr Inovação Sustntabilida na Agropcuária Na última trçafira, 23 junho, as turmas Curso 1 anos Técnico do m Agropcuária participaram do concurso xposiçõs

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO Estatística I - Licenciatura em MAEG 2º Ano PADEF Junho 2005 Parte teórica Prova Nome: Nº

INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO Estatística I - Licenciatura em MAEG 2º Ano PADEF Junho 2005 Parte teórica Prova Nome: Nº Estatística I - Licnciatura m MAEG º Ano PADEF Junho 5 Part tórica Prova 753519 Nom: Nº 1. Prguntas d rsposta fchada ( valors) Para cada afirmação, assinal s sta é Vrdadira (V) ou Falsa (F). Uma rsposta

Leia mais

17 3. Problemática e hipóteses levantadas. 19 4. Objetivos geral e específicos. 20 5. Breve histórico do Projeto Quebra Anzol.

17 3. Problemática e hipóteses levantadas. 19 4. Objetivos geral e específicos. 20 5. Breve histórico do Projeto Quebra Anzol. Sumario Introdução 13 13 1. Aprsntação gral. 2. Justificativa rlvância do tma d psquisa. 17 3. Problmática hipótss lvantadas. 19 4. Objtivos gral spcíficos. 20 5. Brv histórico do Projto Qubra Anzol. 20

Leia mais

Objetivos Gerais - Competências Conteúdos Recursos e Estratégias Calendarização Avaliação. - Características naturais dos Açores e Portugal

Objetivos Gerais - Competências Conteúdos Recursos e Estratégias Calendarização Avaliação. - Características naturais dos Açores e Portugal ANO LETIVO 2015.2016 PLANIFICAÇÃO DE MÉDIO PRAZO MEIO FÍSICO E SOCIAL - OPORTUNIDADE II Dpartamnto: Ciências Sociais Humanas Ára Curricular: MFS Docnt: Liliana Andrad 1º Príodo 39 2º Príodo 33 3º Príodo

Leia mais

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ALÉM PARAÍBA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO NAIR FORTES ABU-MERHY TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO DO PARQUE TECNOLÓGICO 2011-2013 Tcnologia d Informação - FEAP 1 - Rlação

Leia mais

Centro e Bacia do Itacorubi: A Rota da Educação SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE FLORIANÓPOLIS

Centro e Bacia do Itacorubi: A Rota da Educação SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE FLORIANÓPOLIS PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS Cntro Bacia do Itacorubi: A Rota da Educação SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE FLORIANÓPOLIS Crch Irmão Clso, no bairro Agronômica PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS

Leia mais

Período/Série: 5ª a 8ª série Turno: ( ) Matutino ( ) Vespertino ( x ) Noturno

Período/Série: 5ª a 8ª série Turno: ( ) Matutino ( ) Vespertino ( x ) Noturno Pág. 1 Caractrização Curso: PROEJA-FIC ( Curso d Formação Inicial Continuada m Alimntação Intgrado ao Ensino Fundamntal na Modalidad d EJA) Ano/Smstr ltivo: 2011 Príodo/Séri: 5ª a 8ª séri Turno: ( ) Matutino

Leia mais

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Inovação

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Inovação Pró-Ritoria d Pós-Graduação, Psquisa Inovação A Pró-Ritoria d Pós-Graduação, Psquisa Inovação a Coordnação do Programa d Pós-Graduação m Saúd (PPgSaúd), ára d concntração Saúd Brasilira, tornam público

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.6

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.6 QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.6 Curso: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Discipli: Qualida Softwar Profa. : Kátia Lops Silva Slis adpatados do Prof. Ricardo Almida Falbo Tópicos Espciais Qualida Softwar 007/ Dpartamnto

Leia mais

Curso de Graduação em Medicina

Curso de Graduação em Medicina Curso d Graduação m Mdicina Justificativa O prcntual d idosos na população mundial vm crscndo d modo significativo nos últimos 50 anos. Est fato dcorr da associação d progrssiva rdução dos indicadors d

Leia mais

O que é o New Moves? O New Moves é um programa com aulas de educação física, nutrição e suporte social só para meninas!

O que é o New Moves? O New Moves é um programa com aulas de educação física, nutrição e suporte social só para meninas! O qu é o Nw Movs? O Nw Movs é um programa com aulas d ducação física, nutrição suport social só para mninas! Est é o primiro d uma séri d folhtos qu você vai rcbr do programa Nw Movs qu: F F Vai ajudar

Leia mais