GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO"

Transcrição

1 GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO PARA FINS DE CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÃO DE ENSINO E AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NIVEL MÉDIO NA MODALIDADE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA I. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. INSTITUIÇÃO DE ENSINO: 1.1 Dnominação: 1.1 Mantndora: 1.2 Ato d criação da instituição d nsino: 1.3 Endrço da instituição d nsino: 1.4 Dirção da instituição: 2. POLO(S) DE APOIO PRESENCIAL 2.1 Dnominação(õs)/Endrço(s): 2.2 Coordnação do(s) polo(s): 3. CURSO: 3.1 Dnominação: 3.2 Assunto: 3.3 Procsso nº / / 3.4 Coordnação do curso: II - COMISSÃO VERIFICADORA 1. Ato constitutivo da Comissão Vrificadora: 2. Componnts: 3. Data d conclusão da avaliação:

2 III DIMENSÕES AVALIADAS DIMENSÃO 1 ORGANIZAÇÃO DIDÁTICO-PEDAGÓGICA 1.1 Projto Pdagógico do Curso (PPC) Itns do PPC Númro d vagas a srm ofrcidas Bibliografia spcífica complmntar Vidografia Audiografia Mtodologia: Sistmas d comunicação para a intração ntr profssors, tutors studants: Atividads d acolhimnto Mios d comunicação para intração ntr profssors, tutors studants Modlo d tutoria, nas formas prsncial a distância, spcificando a rlação numérica ntr profssors/tutors studants Quantificação do númro d profssors/hora disponívis para os atndimntos rquridos plos alunos Atividads prsnciais obrigatórias Sistma d orintação acompanhamnto pdagógico Matrial didático instrucional: Matrial didático imprsso, audiovisual, para intrnt outros Guia Gral do Curso Guia do Estudant Atividads práticas stágio: Atividads práticas Estágio Profissional Suprvisionado Avaliação: Avaliação do procsso nsino aprndizagm Avaliação institucional intrna Outros Prvisto Sim Não Não s aplica 1.2 Acssibilidad pdagógica Acsso pdagógico para pssoas com ncssidads ducacionais spciais Há acsso pdagógico para pssoas com ncssidads ducacionais spciais Sim Não 1.3 Corência ntr PPC/modlo d EAD Corência ntr o PPC o modlo d ducação a distância Sim Não Existência d corência ntr o PPC o modlo d ducação a distância CONSIDERAÇÕES SOBRE A DIMENSÃO 1 DIMENSÃO 2 EQUIPE PROFISSIONAL MULTIDISCIPLINAR 2.1 Corpo técnico-administrativo Nom Função Formação Tmpo d xpriência m EAD 2

3 Salas para 2.2 Profssors Nom Função Formação Tmpo d xpriência m EAD 2.3 Tutors Nom Função Formação Tmpo d xpriência m EAD 2.4 Formação continuada da quip multidisciplinar Plano d Formação Continuada Plano d Formação Continuada da quip profissional multidisciplinar spcífico para atuação m EAD Prvisto Sim Não CONSIDERAÇÕES SOBRE A DIMENSÃO 2 DIMENSÃO 3 INFRAESTRUTURA 3.1 SEDE Instalaçõs físicas Espcificação Dirção Coordnação do curso Docnts/ tutors Atividads prsnciais Apoio técnico tcnológico Scrtaria Auditório Instalaçõs Quantidad Uso Confr com a dscrição dos srviços d suport infrastrutura Exclusivo Compartilhado sim não 3

4 sanitárias para o sxo masculino, fminino para pssoas com mobilidad rduzida Laboratório d informática Laboratório spcífico (d nsino) Bibliotca Outros Mobiliário, quipamntos, rcursos tcnológicos didático-pdagógicos, por ambint (Vr Anxo Único) Espcificação Quantidad Uso Confr com a dscrição dos srviços d suport infrastrutura Exclusivo Compartilhado Sim Não quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos Dirção Coordnação do curso Sala para docnts tutors quipamntos Sala spcífica para as atividads prsnciais obrigatórias 4

5 b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos Sala d apoio técnico tcnológico quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos Scrtaria quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos Auditório quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos Laboratório d informática a)mobiliário/ quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos Laboratório spcífico (d nsino) quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos 5

6 Salas para quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos Bibliotca quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos Outros ambints Considraçõs sobr a infrastrutura da sd 3.2 POLO(S) DE APOIO PRESENCIAL Instalaçõs físicas Espaços físicos do polo: (idntificar o polo) Coordnação do polo Docnts/ tutors Atividads prsnciais obrigatórias Apoio técnico tcnológico Auditório Instalaçõs sanitárias para o sxo masculino, fminino pssoas com dficiência ou mobilidad rduzida Laboratório d informática Laboratório spcífico (d nsino) Bibliotca Outros Quantidad Uso Confr com a dscrição dos srviços d suport infrastrutura Exclusivo Compartilhado sim não Mobiliário, quipamntos, rcursos tcnológicos didático-pdagógicos, por ambint (Vr Anxo Único) 6

7 Espcificação Quantidad Uso Confr com a dscrição dos srviços d suport infrastrutura Exclusivo Compartilhado Sim Não Coordnação do Polo quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos Sala para docnts tutors quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos Sala spcífica para as atividads prsnciais obrigatórias Sala d apoio técnico tcnológico Auditório 7

8 quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos quipamntos b) rcursos didáticopdagógicos tcnológicos Laboratório d informática Laboratório spcífico (d nsino) Bibliotca Outros ambints Considraçõs sobr a infrastrutura do polo d apoio prsncial CONSIDERAÇÕES SOBRE A DIMENSÃO 3 DIMENSÃO 4 REQUISITOS LEGAIS Lgislação normas Explicitação Sim Não Dirtrizs Curriculars Nacionais (DCN) Corência dos contúdos curriculars com as DCN O PPC stá cornt com as Dirtrizs Curriculars Nacionais para a organização o funcionamnto do curso? O currículo aprsnta corência com as Não s aplica 8

9 Rfrnciais d Qualidad para Cursos d Educação a Distância, dfinidos plo MEC. Carga horária mínima (EJA Rsolução nº 1/2000 Parcr nº 11/2000, Dlibração CEE/MS 9090/2009) Carga horária mínima - Catálogo Nacional dos Cursos Técnicos (Portaria n 870/2008, Rsolução CNE/CEB n 3/2008 Dlibração CEE/MS nº 9195/2009) Dnominação dos Cursos Técnicos (Portaria Normativa n 870/2008). Estágio Profissional Suprvisionado (Li nº /2008; Dlibração CEE/MS nº 7860/2005) Trabalho d Conclusão d Curso (TCC) Condiçõs d acssibilidad para pssoas com dficiência ou mobilidad rduzida (Dcrto n 5.296/2004) Condiçõs para as atividads prsnciais obrigatórias (Dcrto n 5.622/2005, Dlibração CEE/MS nº 9000/2009) Ralização d atividads prsnciais obrigatórias (Dcrto n 5.622/2005, Dlibração CEE/MS nº 9000/2009). Laboratórios spcíficos (d nsino), quando for o caso. Rsponsabilidad plo polo d apoio prsncial (Dcrto n 5.622/2005; Dlibração CEE/MS nº 9000/2009) Dirtrizs Curriculars Nacionais? O PPC aprsnta corência com os Rfrnciais d Qualidad para Cursos d Educação a Distância? O curso prvê carga horária igual ou suprior ao prvisto na lgislação? Excluída a carga horária do stágio profissional suprvisionado do Trabalho d Conclusão d Curso (TCC), caso sts stjam prvistos, o curso possui carga horária igual ou suprior ao prvisto no Catálogo Nacional dos Cursos Técnicos d nívl médio? A dnominação do curso stá adquada ao Catálogo Nacional dos Cursos Técnicos d nívl médio? Está prvisto no PPC, com carga horária adquada, a ofrta d Estágio Profissional Suprvisionado, com rspctivo plano d ralização? Há prvisão d TCC, com critérios, procdimntos mcanismos d avaliação? A instituição d nsino aprsnta condiçõs d acssibilidad para pssoas com dficiência ou mobilidad rduzida? Há condiçõs qu garantam a ralização d atividads prsnciais obrigatórias no curso? Há prvisão d ralização d atividads prsnciais obrigatórias no curso? Os laboratórios possum infrastrutura srviços spcializados para a ralização das aulas práticas atndm às dmandas do curso? a) O polo d apoio prsncial é mantido pla instituição convniada rsponsávl m imóvl próprio ou alugado, com 9

10 Convênios, parcrias acordos clbrados com outras instituiçõs nacionais /ou intrnacionais qu sjam ncssários à xcução dos cursos d EAD. garantia das condiçõs d funcionamnto durant o príodo do curso prvisto? b) O polo d apoio prsncial é mantido pla mantndora da instituição d nsino? A instituição d nsino comprova a totalidad das informaçõs quanto a convênios, parcrias acordos, mdiant aprsntação d todos os instrumntos rlativos, dvidamnt assinados plos proponnts nos quais constm as obrigaçõs mútuas rlativas ao objto d vinculação institucional? CONSIDERAÇÕES SOBRE A DIMENSÃO 4 RELATÓRIO CIRCUNSTANCIADO DE AVALIAÇÃO ANEXO ÚNICO DO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO PARA FINS DE CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÃO DE ENSINO E AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NIVEL MÉDIO NA MODALIDADE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA a) Rlação d mobiliário/quipamntos Aparlho d ar-condicionado Armário Arquivo Bbdouro Cadira Cartira Msa Vntilador Outros b) Rlação d rcursos didático-pdagógicos tcnológicos Acrvo da bibliotca virtual Acrvo bibliográfico imprsso Antnas digitais Antnas analógicas Aparlho d TV Aparlho d DVD Aparlho d fax Conxão discada à intrnt Conxão banda larga à intrnt Conxão via rádio GESAC Conxão via satélit à intrnt Dcodificadors d sinais d satélit rspctivos sistmas Datashow Editora ou gráfica Equipamntos para tlconfrência Equipamntos para vidoconfrência Equipamntos para wbconfrência Filmadora Gravador 10

11 Imprssora Linhas tlfônicas Linhas tlfônicas 0800 Matrial imprsso a) apostilas b) livros c) outros Matrial audiovisual a) CD-Rom b) vídos c) áudios d) outros Matrial para wb a) páginas para wb b) outros Microcomputadors Microcomputadors com acsso a intrnt No brack Quadro-vrd Quadro-branco Rádio rcptor Rtroprojtor Scannr Sit/Portal com rcursos d gração hospdagm d páginas d cursos wb ou ambint virtual d aprndizagm Tla para projção Outros Comissão Espcial Vra d Fátima Paula Antuns Conslhira-Rlatora Conslhira Kátia Maria Alvs Mdiros Alda Maria Lops Arlt Alvs Hodgson Cândida Dolíria Diniz Santiago Carmn Lúcia Tixira Edir Aparcida d Azvdo Ros Ln Arakaki Damascno Colaboradoras Mais Rodrigus Sá Giacomli Maria Cristina L. Paniago Lops Maysa d Olivira Brum Buno Instrumnto d Avaliação aprovado pla Dlibração CEE/MS nº 9580, d 23/08/

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pgógica (4) (5) Mtas Rorganizar a distribuição dos discnts. Elaborar uma Política d contratação gstão d pssoal Rvisar o Projto Pgógico. Rstruturar

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dezembro/2010

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dezembro/2010 [Digit txto] 1 IDENTIFICAÇÃO RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dzmbro/2010 Programa: Opraçõs Coltivas Contrato CAIXA nº: 0233.389.09/2007 Ação/Modalidad: Construção d unidad habitacional

Leia mais

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ALÉM PARAÍBA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO NAIR FORTES ABU-MERHY TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO DO PARQUE TECNOLÓGICO 2011-2013 Tcnologia d Informação - FEAP 1 - Rlação

Leia mais

Anexo 2 Projetos identificados no Plano de Desenvolvimento Institucional

Anexo 2 Projetos identificados no Plano de Desenvolvimento Institucional Plano Dirtor d Tcnologia da Informação 2012-2013 88 Anxo 2 Projtos idntificados no Plano d Dsnvolvimnto Institucional Cód Projto/Programa (Ncssidad) 1 Espaço Cinma I II Equipar salas com datashow, room

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO(*)

PARECER HOMOLOGADO(*) PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Dspacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União d 17/07/2003 (*) Portaria/MEC nº 1.883, publicada no Diário Oficial da União d 17/07/2003 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA EDITAL Nº 14/2011 PRAC SELEÇÃO PÚBLICA A Pró-Ritoria Acadêmica da Univrsidad Católica d Plotas torna pública a abrtura d SELEÇÃO DOCENTE, como sgu:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG. PEDAGOGIA A DISTÂNCIA Síntese do Projeto Político Pedagógico PERFIL DO PROFISSIONAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG. PEDAGOGIA A DISTÂNCIA Síntese do Projeto Político Pedagógico PERFIL DO PROFISSIONAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Univrsidad Fdral d Alfnas. UNIFAL-MG Rua Gabril Montiro da Silva, 700 Alfnas / MG - CEP 37130-000 Fon: (35) 3299-1000. Fax: (35) 3299-1063 PEDAGOGIA A DISTÂNCIA Sínts do Projto Político

Leia mais

Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16

Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO PEDRO DA COVA Escola Básica d São Pdro da Cova Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16 1.- A Informação, o conhcimnto o mundo das tcnologias A volução das tcnologias d informação

Leia mais

ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO. Marcelo Sucena

ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO. Marcelo Sucena ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO Marclo Sucna http://www.sucna.ng.br msucna@cntral.rj.gov.br / marclo@sucna.ng.br ABR/2008 MÓDULO 1 A VISÃO SISTÊMICA DO TRANSPORTE s A anális dos subsistmas sus componnts é tão

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: CURRÍCULO DE PEDAGOGIA, FORMAÇÃO,EDUCAÇÃO INFANTIL, IDENTIDADE PROFISSIONAL

PALAVRAS-CHAVE: CURRÍCULO DE PEDAGOGIA, FORMAÇÃO,EDUCAÇÃO INFANTIL, IDENTIDADE PROFISSIONAL Govrno do Estado do Rio Grand do Nort Scrtariado d Estado da Educação Cultura - SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Pró-Ritoria d Psquisa Pós-Graduação PROPEG Dpartamnto d Psquisa

Leia mais

Florianópolis, 09 de abril de 1998. PORTARIA Nº 0173/GR/98.

Florianópolis, 09 de abril de 1998. PORTARIA Nº 0173/GR/98. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR PORTARIAS Florianópolis, 09 d abril d 1998 PORTARIA Nº 0173/GR/98 O Ritor da Univrsidad Fdral d Santa Catarina, no uso d suas atribuiçõs statutárias

Leia mais

ÁREAS DE INTERVENÇÂO E OPERACIONALIZAÇÃO

ÁREAS DE INTERVENÇÂO E OPERACIONALIZAÇÃO RESULTADOS Avaliação Intrna da Escola PROJETO DE MELHORIA DA ESCOLA ÁREAS DE INTERVENÇÂO E OPERACIONALIZAÇÃO Articulação ntr o Quadro d Rfrência da IGEC o Procsso d Autoavaliação da Escola Do mí nio s

Leia mais

PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Versão: 27/08/2014 Atualizado em: 27/08/2014

PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Versão: 27/08/2014 Atualizado em: 27/08/2014 F i n a l i d a d O r i n t a r o u s u á r i o p a r a q u s t o b t PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Vrsão: 27/08/2014 Atualizado m: 27/08/2014

Leia mais

INSTRUÇÕES. Os formadores deverão reunir pelo menos um dos seguintes requisitos:

INSTRUÇÕES. Os formadores deverão reunir pelo menos um dos seguintes requisitos: INSTRUÇÕES Estas instruçõs srvm d orintação para o trino das atividads planadas no projto Europu Uptak_ICT2lifcycl: digital litracy and inclusion to larnrs with disadvantagd background. Dvrão sr usadas

Leia mais

14 ISSN 1677-7042. Nº 96, quarta-feira, 21 de maio de 2008. ANEXO Portaria MEC n o - 608, DE 20 DE MAIO DE 2008. PORTARIA N o - .

14 ISSN 1677-7042. Nº 96, quarta-feira, 21 de maio de 2008. ANEXO Portaria MEC n o - 608, DE 20 DE MAIO DE 2008. PORTARIA N o - . 4 ISSN 677-7042 Nº 96, quarta-fira, 2 d maio d 2008 608, DE 20 DE MAIO DE 2008 O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso d suas atribuiçõs lgais tndo m vista o disposto na Portaria MP n o 450,

Leia mais

SINTEC-SP - CEETEPS - CREA-SP

SINTEC-SP - CEETEPS - CREA-SP SINTEC-SP - CEETEPS - CREA-SP 2008 PROJETO EDUCAÇÃO CONTINUADA EMPREENDEDORISMO 2 Sumário. Introdução 3 2. Justificativa 3 3. Objtivos 5 4. Coordnação do Curso 5 5. Formação dos Coordnadors 5 6. Caractrísticas

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância - Dresead Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Leia mais

MUNICÍPIO DE SANTIAGO DO CACÉM MAPA DE PESSOAL - 2013 ANEXO I Caracterização do posto de trabalho. Página 1 de 77

MUNICÍPIO DE SANTIAGO DO CACÉM MAPA DE PESSOAL - 2013 ANEXO I Caracterização do posto de trabalho. Página 1 de 77 MAPA DE PESSOAL - 203 Caractrização do posto d trabalho Gabint d Apoio à Prsidência. Carrira - Assistnt Técnico Contúdo funcional Dscrição da função GAP - AT0 Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação Nº 155, sxta-fira, 14 d agosto d 2015 1 ISSN 1677-7042 13 c) Cartira d idntidad d strangiro ou Visto d Prmanência xpdido pla Polícia Fdral dntro da validad (cópia d) Atstado d Saúd Ocupacional (ASO), mitido

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR de ORIGEM: Pedagogia Licenciatura Compartilhada Noturno Estrutura Curricular 1 (Parecer CONSUNI-CONSEPE n 2.

ESTRUTURA CURRICULAR de ORIGEM: Pedagogia Licenciatura Compartilhada Noturno Estrutura Curricular 1 (Parecer CONSUNI-CONSEPE n 2. Conslho Univrsitário - CONSUNI Câmara d Ensino Curso d Graduação m Pdagogia da UNIPLAC Quadro d Equivalência para Fins d Aprovitamnto d Estudos ntr duas Estruturas Curriculars Disciplinars ESTRUTURA CURRICULAR

Leia mais

PLANO DE ENSINO. DISCIPLINA: Topografia Básica e Planimetria CÓDIGO: AG-43 TURMA: 2013

PLANO DE ENSINO. DISCIPLINA: Topografia Básica e Planimetria CÓDIGO: AG-43 TURMA: 2013 PLANO DE ENSINO CURSO: Agronomia MODALIDADE: Prsncial DISCIPLINA: Topografia Básica Planimtria CÓDIGO: AG-43 TURMA: 2013 ANO/SEMESTRE/ANO: 2014/4º FASE/SÉRIE: 4º sm. CARGA HORÁRIA: 04 horas (smanal) /

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014 EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014 REVALIDAÇÃO DE DIPLOMAS E CERTIFICADOS DE CURSOS TÉCNICOS E TECNOLÓGICOS ESTRANGEIROS DE ENSINO, PELO INSITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA- IFB. 1. DA ABERTURA 1.1

Leia mais

Melhoria contínua da qualidade do ensino

Melhoria contínua da qualidade do ensino 1. OBJETIVO Est procdimnto visa normalizar as ativis snvolvis no âmbito mlhoria contínua quali do nsino dos cursos ministrados na Escola Naval (EN). 2. CAMPO DE APLICAÇÃO O prsnt procdimnto é aplicávl

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Prsidnt da Rpública Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Planjamnto, Orçamnto Gstão Paulo Brnardo Silva INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Prsidnt Eduardo Prira Nuns Dirtor-Excutivo

Leia mais

EDITAL/NÚCLEO EAD Nº 03/2011

EDITAL/NÚCLEO EAD Nº 03/2011 Estado d Goiás Scrtaria d Ciência Tcnologia Gabint d Gstão d Capacitação Formação Tcnológica Cntro d d Anápolis Cntro d Sbastião d Siquira EDITAL/NÚCLEO EAD Nº 03/20 Procsso Sltivo d Profssor Formador

Leia mais

EDITAL N.º 001/2015 EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE OFICINEIROS 2015 SECRETARIA MUNICIPAL DE JUSTIÇA SOCIAL E SEGURANÇA

EDITAL N.º 001/2015 EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE OFICINEIROS 2015 SECRETARIA MUNICIPAL DE JUSTIÇA SOCIAL E SEGURANÇA EDITAL N.º 001/2015 EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE OFICINEIROS 2015 SECRETARIA MUNICIPAL DE JUSTIÇA SOCIAL E SEGURANÇA PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA 1. Disposiçõs Grais A Protção Social Espcial

Leia mais

Implantação do Espanhol como Língua Estrangeira em Dourados MS. Angela Karina Manfio UEMS Ione Vier Dalinghaus UEMS. 1. Para início de conversa

Implantação do Espanhol como Língua Estrangeira em Dourados MS. Angela Karina Manfio UEMS Ione Vier Dalinghaus UEMS. 1. Para início de conversa Implantação do Espanhol como Língua Estrangira m Dourados MS Angla Karina Manfio UEMS Ion Vir Dalinghaus UEMS 1. Para início d convrsa Est trabalho prtnd suscitar uma rflxão sobr situaçõs obsrvadas na

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CENTRO DE EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MESTRADO EM EDUCAÇÃO BRASILEIRA EDITAL 2006

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CENTRO DE EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MESTRADO EM EDUCAÇÃO BRASILEIRA EDITAL 2006 UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CENTRO DE EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MESTRADO EM EDUCAÇÃO BRASILEIRA EDITAL 2006 A Coordnação do MESTRADO EM EDUCAÇÃO BRASILEIRA torna

Leia mais

Empreendedorismo e Empregabilidade PE04/V01

Empreendedorismo e Empregabilidade PE04/V01 1 APROVAÇÃO DO DOCUMENTO Rsponsávl plo Procsso Validação Função Nom Razão para a nova vrsão Coord. CTCO José Pirs dos Ris Não - vrsão inicial Pró-Prsidnt para a Qualidad João Lal Aprovação Prsidnt IPBja

Leia mais

SIC 56/07. Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007.

SIC 56/07. Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007. SIC 56/07 Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007. 1. DIRETRIZES PARA A ELABORAÇÃO, PELO INEP, DOS INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO PARA O CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR E SEUS PÓLOS DE APOIO

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação UF: DF Superior. ASSUNTO: Diretrizes para a elaboração, pelo INEP,

Leia mais

MANUAL DE APOSENTADORIA E ABONO PERMANÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS IPSG

MANUAL DE APOSENTADORIA E ABONO PERMANÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS IPSG MANUAL DE APOSENTADORIA E ABONO PERMANÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS IPSG SUMÁRIO PARTE I BENEFÍCIO DE APOSENTADORIA 1 - NOÇÕES SOBRE O BENEFÍCIO PREVIDENCIÁRIO

Leia mais

A Implantação da Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais do Brasil (INDE)

A Implantação da Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais do Brasil (INDE) A Implantação da Infrastrutura Nacional d Dados Espaciais do Brasil (INDE) GEO SUMMIT LATIN AMERICA 2009 23 Julho 2009 São Paulo - SP 1 Tmário I - Infrastruturas d Dados Espaciais: Concitos II - Açõs da

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS SELEÇÃO PÚBLICA DE PROFESSOR/A, TUTOR/A E INSTRUTOR/A DA ESCOLA DE CONSELHOS EDITAL Nº 10 DE 04 DE AGOSTO DE 2015

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS SELEÇÃO PÚBLICA DE PROFESSOR/A, TUTOR/A E INSTRUTOR/A DA ESCOLA DE CONSELHOS EDITAL Nº 10 DE 04 DE AGOSTO DE 2015 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS SELEÇÃO PÚBLICA DE PROFESSOR/A, TUTOR/A E INSTRUTOR/A DA ESCOLA DE CONSELHOS EDITAL Nº 10 DE 04 DE AGOSTO DE 2015 A Fundação Univrsidad do Tocantins UNITINS torna público

Leia mais

EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da UNIP

EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da UNIP E D I T A L A b r t u r a i n s c O Programa r d Pós-Graduação m Engnharia d Produção, m nívl d Mstrado Doutorado, i comunica a abrtura d inscriçõs para a slção d candidatos, para o prnchimnto ç d vagas

Leia mais

PROJETO CONFECÇÃO DE SACOLAS E CAIXAS ARTESANAIS. Rua Hibiscos nº 86 Bairro Regina Belo Horizonte MG (031)33853893 85214283 valeriamelo@pop.com.

PROJETO CONFECÇÃO DE SACOLAS E CAIXAS ARTESANAIS. Rua Hibiscos nº 86 Bairro Regina Belo Horizonte MG (031)33853893 85214283 valeriamelo@pop.com. PROJETO CONFECÇÃO DE SACOLAS E CAIAS ARTESANAIS Valéria Ribiro Salgado Mlo E.E.Dr. Amaro Nvs Barrto Rua Hibiscos nº 86 Bairro Rgina Blo Horizont MG (031)33853893 85214283 valriamlo@pop.com.br A E.E. Dr.

Leia mais

Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 15/16

Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 15/16 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO PEDRO DA COVA Escola Básica d São Pdro da Cova Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 5/6.- Exploração d ambints computacionais Criação d um produto original d forma colaborativa

Leia mais

Edital de seleção de candidatos para o Doutorado em Matemática para o Período 2015.2

Edital de seleção de candidatos para o Doutorado em Matemática para o Período 2015.2 ] Univrsidad Fdral da Paraíba Cntro d Ciências Exatas da Naturza Dpartamnto d Matmática Univrsidad Fdral d Campina Grand Cntro d Ciências Tcnologia Unidad Acadêmica d Matmática Programa Associado d Pós-Graduação

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano d Trabalho Docnt 2014 Ensino Técnico Etc Etc: PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 0136 Município: TUPÃ Ára d conhcimnto: INFRAESTRUTURA Componnt Curricular: PLANEJAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL - PCC

Leia mais

PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO DA UNIDADE

PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO DA UNIDADE Campus d Ilha Soltira PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO DA UNIDADE Aos dz (10) dias do mês d stmbro (09) do ano d dois mil doz (2012), na Sala d Runiõs da Congrgação, as parts abaio nomadas tomaram ciência do

Leia mais

Planificação das Actividades Eixo I PROPORCIONAR AOS IDOSOS MELHOR QUALIDADE DE VIDA INCLUINDO MEDIDAS DE COMBATE À POBREZA E EXCLUSÃO SOCIAL

Planificação das Actividades Eixo I PROPORCIONAR AOS IDOSOS MELHOR QUALIDADE DE VIDA INCLUINDO MEDIDAS DE COMBATE À POBREZA E EXCLUSÃO SOCIAL PLANO DE ACÇÃO O Plano acção é um documnto anual ond s idntificam os projctos intrvnçõs prvistas para cada ano, dvidamnt nquadradas nas stratégias dfinidas m Plano d Dsnvolvimnto Social. No sgundo PDS,

Leia mais

ANEXO III CATÁLOGO DE DESCRIÇÃO DE CARGOS

ANEXO III CATÁLOGO DE DESCRIÇÃO DE CARGOS ANEXO III CATÁLOGO DE S Tndo m vista a ncssidad do Plano d Cargos, Carriras Salários - PCCS prvr os cargos xistnts dntro do CREA- TO, aprsnta st Catálogo d Dscrição d Cargos quais srão as atribuiçõs qu

Leia mais

A LICENCIATURA EM ESPANHOL NA REDE FEDERAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA: NOVOS ESPAÇOS DE FORMAÇÃO DOCENTE

A LICENCIATURA EM ESPANHOL NA REDE FEDERAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA: NOVOS ESPAÇOS DE FORMAÇÃO DOCENTE Congrsso Intrnacional d Profssors d Línguas Oficiais do MERCOSUL A LICENCIATURA EM ESPANHOL NA REDE FEDERAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA: NOVOS ESPAÇOS DE FORMAÇÃO DOCENTE Antonio Frrira da Silva

Leia mais

ALTERAÇÃO Nº 8 tudo até 31 de Agosto de 2007. Diplomas alterados

ALTERAÇÃO Nº 8 tudo até 31 de Agosto de 2007. Diplomas alterados ALTERAÇÃO Nº 8 tudo até 31 d Agosto d 2007 Diplomas altrados CAPÍTULO I Disposiçõs grais Administração local autárquica (A) Municípios Frgusias Dcrto-Li n.º 17/2007, d 22 d Janiro, qu criou o rgim xcpcional

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2014 EDITAL DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES E DE RETIFICAÇÃO

CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2014 EDITAL DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES E DE RETIFICAÇÃO CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2014 EDITAL DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES E DE RETIFICAÇÃO O Município d Duartina, Estado d São Paulo, no uso d suas atribuiçõs lgais, torna público o Edital d Prorrogação das Inscriçõs,

Leia mais

Denominação do Curso: Curso de graduação em Engenharia Química. Titulação conferida: Bacharel em Engenharia Química

Denominação do Curso: Curso de graduação em Engenharia Química. Titulação conferida: Bacharel em Engenharia Química 1. IDENTIFICAÇÃO Dnominação do Curso: Curso d graduação m Engnharia Química Modalidad ofrcida: Bacharlado Titulação confrida: Bacharl m Engnharia Química Ano d início d funcionamnto do Curso: 1965 Duração

Leia mais

PROJETO DE PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE

PROJETO DE PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE PROJETO DE PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE VIGÊNCIA 2013 /17 ÍNDICE: 1. EQUIPA DE TRABALHO... 3 1. Comptência da Coordnadora do Projto d Promoção Educação para a Saúd (PES)... 4 2. Comptência da Equipa

Leia mais

NR-35 TRABALHO EM ALTURA

NR-35 TRABALHO EM ALTURA Sgurança Saúd do Trabalho ao su alcanc! NR-35 TRABALHO EM ALTURA PREVENÇÃO Esta é a palavra do dia. TODOS OS DIAS! PRECAUÇÃO: Ato ou fito d prvnir ou d s prvnir; A ação d vitar ou diminuir os riscos através

Leia mais

Protocolo n.º 11/001894

Protocolo n.º 11/001894 O SESI/PR Srviço Social da Indústria, adiant dsignado simplsmnt SESI/PR, com sd na Rua Cândido d Abru, nº. 200, nsta Capital, torna público o prsnt rgulamnto d crdnciamnto para laboração do documnto bas

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Prsidnt da Rpública Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Planjamnto, Orçamnto Gstão Paulo Brnardo Silva INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Prsidnt Eduardo Prira Nuns Dirtor-Excutivo

Leia mais

Experimente. espacoprofessor.pt. espacoprofessor.pt. Manual. Manual. e-manual. e-manual

Experimente. espacoprofessor.pt. espacoprofessor.pt. Manual. Manual. e-manual. e-manual Química Química A A Química 0. ano Química 0. ano Manual Manual Cadrno Laboratório + Guia Cadrno dd Laboratório + Guia dodo (ofrta aluno) (ofrta ao ao aluno) À Prova Exam À Prova dd Exam Cadrno Atividads

Leia mais

EDITAL N 013/FMP/2015 - PROCESSO SELETIVO

EDITAL N 013/FMP/2015 - PROCESSO SELETIVO ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE PALHOÇA FACULDADE MUNICIPAL DE PALHOÇA Rua João Prira dos Santos, n 375 Pont do Imaruim Palhoça / SC CEP: 88130-475 Fon: (48) 33410616 - CNPJ: 07.933.452/0001-75

Leia mais

2 Mbps (2.048 kbps) Telepac/Sapo, Clixgest/Novis e TV Cabo; 512 kbps Cabovisão e OniTelecom. 128 kbps Telepac/Sapo, TV Cabo, Cabovisão e OniTelecom.

2 Mbps (2.048 kbps) Telepac/Sapo, Clixgest/Novis e TV Cabo; 512 kbps Cabovisão e OniTelecom. 128 kbps Telepac/Sapo, TV Cabo, Cabovisão e OniTelecom. 4 CONCLUSÕES Os Indicadors d Rndimnto avaliados nst studo, têm como objctivo a mdição d parâmtros numa situação d acsso a uma qualqur ára na Intrnt. A anális dsts indicadors, nomadamnt Vlocidads d Download

Leia mais

Revista Brasileira de Agroecologia Rev. Bras. de Agroecologia. 9(2): 3-14 (2014) ISSN: 1980-9735. Panorama dos cursos de agroecologia no Brasil

Revista Brasileira de Agroecologia Rev. Bras. de Agroecologia. 9(2): 3-14 (2014) ISSN: 1980-9735. Panorama dos cursos de agroecologia no Brasil Rvista Brasilira d Agrocologia ISSN: 1980-9735 Panorama dos cursos d agrocologia no Brasil Panorama of agrocology courss in Brazil BALLA, João Vitor Quintas1; MASSUKADO, Luciana Miyoko2; PIMENTEL, Vania

Leia mais

Apresentação Institucional e Estratégia. Março de 2015

Apresentação Institucional e Estratégia. Março de 2015 Aprsntação Institucional Estratégia Março 2015 História História A Dot.Lib é uma mprsa brasilira dicada à dissminação da informação cintífica através do acsso onlin a livros digitais, priódicos ltrônicos

Leia mais

Residência para coletivos na Casa do Povo. Cole tivo

Residência para coletivos na Casa do Povo. Cole tivo Rsidência para coltivos na Casa do Povo Chamada abrta tativo - Rsidência para coltivos na Casa do Povo Há mais d 60 anos, a Casa do Povo atua como lugar d mmória cntro cultural m sintonia com o pnsamnto

Leia mais

Atualizado em, 28/02/2012 Páginas:27, 28 e 41. Página 1 de 43

Atualizado em, 28/02/2012 Páginas:27, 28 e 41. Página 1 de 43 Atualizado m, 28/02/2012 Páginas:27, 28 41. Página 1 d 43 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS-UFT SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA PARA O CARGO DE PROFESSOR TEMPORÁRIO 2012.2 EDITAL Nº 022, DE 27 DE

Leia mais

Quadro 1 - Das Especificações dos Empregos Públicos, Especialidades e Outros Dados: ESCOLARIDADE/ REQUISITOS. - Ensino Fundamental*

Quadro 1 - Das Especificações dos Empregos Públicos, Especialidades e Outros Dados: ESCOLARIDADE/ REQUISITOS. - Ensino Fundamental* PROCESSO SELETIVO PÚBLICO SIMPLIFICADO PARA PROVIMENTO DE EMPREGOS PÚBLICOS PARA O SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA SAMU 192 - CISTRI MACRORREGIÃO TRIÂNGULO DO NORTE - EDITAL Nº 001, DE 20/11/2015

Leia mais

2015-2016. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º Ciclo

2015-2016. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º Ciclo 2015-2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º Ciclo Stmbro 2015 Est documnto prtnd dar a conhcr a todos os intrvnints no procsso ducativo os critérios d avaliação, rsptivas prcntagns, a qu os alunos do Agrupamnto

Leia mais

Nenhum. Caracterização. Pré-requisitos. Ementa. Objetivos. Descrição do conteúdo

Nenhum. Caracterização. Pré-requisitos. Ementa. Objetivos. Descrição do conteúdo Instituto Fdral d Goiás Dpartamnto d Áras Acadêmicas 1 Plano d Ensino da Disciplina Sociologia da ducação Pág. 1 Caractrização Curso: Licnciatura m História Ano/Smstr ltivo: 2010/2 Príodo/Séri: 2 Turno:

Leia mais

RETIFICAÇÃO II - EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 011/2013

RETIFICAÇÃO II - EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 011/2013 Fundo Municipal S cr Saú ta- Comissão RETIFICAÇÃO II - EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 011/2013 OBJETO: Contratação Emprsa Espcializada m Prstação Srviço Solução Imprssão Dpartamntal (Outsourcing Imprssão)

Leia mais

Manual do Usuário KP1510

Manual do Usuário KP1510 Manual do Usuário KP1510 Kypass Tcnologia Ltda. www.kypass.com.br 2 ÍNDICE 1. Primiros passos... 4 1.1 Considraçõs iniciais... 4 1.2 Espcificaçõs técnicas... 5 1.3 Utilização do snsor biométrico... 6 1.4

Leia mais

Vitória, 31 de maio de EDITAL DE SELEÇÃO DE TUTOR DO GRUPO PET PET Engenharia de Computação

Vitória, 31 de maio de EDITAL DE SELEÇÃO DE TUTOR DO GRUPO PET PET Engenharia de Computação UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRO-REITORIA DE GRADUAÇÃO COMITÊ LOCAL DE ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO Av. Frnando Frrari, 54 - Campus Univrsitário Goiabiras 29060-900 Vitória - ES Tlfon: (27)4009-24

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR GERÊNCIA DE FORMAÇÃO PERMANENTE TÓPICOS - LETRAS / INGLÊS. Formação.

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR GERÊNCIA DE FORMAÇÃO PERMANENTE TÓPICOS - LETRAS / INGLÊS. Formação. TÓPICOS - LETRAS / INGLÊS Projtos Projtos /contraturno /contraturno para para crianças crianças 0 0 a a 5 5 anos anos TÓPICOS - OCEANOGRAFIA / / Projtos Projtos Planjamnto Planjamnto / / TÓPICIOS - ANTROPOLOGIA

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO CEDRO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 001/2015

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO CEDRO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 001/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 001/2015 ABRE INSCRIÇÕES E BAIXA NORMAS PARA O PROCESSO SELETIVODE PROFESSORES HABILITADOS, PROFESSORES NÃO HABILITADOS, PROFESSORES COM MAGISTERIO, AUXILIAR DE SERVIÇOS

Leia mais

COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS

COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS 48 ISSN 1677-7069 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO DO SUL EXTRATO DE CONTRATO Nº 195/2013 - UASG 154054 Nº Procsso: 23104006021201307. PREGÃO SRP Nº 124/2013. Contratant: FUNDACAO UNIVER- SIDADE

Leia mais

RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 015/2013 REGISTRO DE PREÇOS

RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 015/2013 REGISTRO DE PREÇOS Fundo Municipal Sd cr Saúd ta- Comissão ria dprmannt Sa d RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 015/2013 REGISTRO DE PREÇOS OBJETO: Aquisição d Kit HIV Hpatit (Rgistro d Prços). RETIFICA-SE através

Leia mais

MODELO. Professor, UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Preenchimento do FORMULÁRIO ELETRÔNICO de avaliação

MODELO. Professor, UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Preenchimento do FORMULÁRIO ELETRÔNICO de avaliação Professor, Apresentamos um modelo do Formulário Eletrônico a ser preenchido pelo coordenador do curso durante o processo de autorização ou reconhecimento de cursos. Colocamos na última coluna sugestão

Leia mais

com efeitos financeiros a contar da competência julho/2004. JORGE SOLLA O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições,

com efeitos financeiros a contar da competência julho/2004. JORGE SOLLA O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, RESOLUÇÃO-RE PORTARIA PORTARIA PORTARIA Nº 135, quinta-fira, 15 d julho d 2004 1 81 FABRICANTE : OLYMPUS LATIN AMERICA CO. - ESTADOS UNIDOS BML-1Q.A/B;

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE GRAVATAÍ

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE GRAVATAÍ ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE GRAVATAÍ EDITAL Nº 01-B/2008 CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2008 MUNICÍPIO DE GRAVATAÍ O Prfito Municipal d Gravataí, no uso d suas atribuiçõs lgais, faz sabr, por mio

Leia mais

14 ISSN 1677-7069. Ministério da Cultura. Nº 185, quinta-feira, 25 de setembro de 2014 SECRETARIA EXECUTIVA

14 ISSN 1677-7069. Ministério da Cultura. Nº 185, quinta-feira, 25 de setembro de 2014 SECRETARIA EXECUTIVA 14 ISSN 1677-7069 Nº 185, quinta-fira, 25 d stmbro d 2014. Ministério da Cultura SECRETARIA EXECUTIVA EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 1/2014 A SECRETÁRIA-EXECUTIVA, SUBSTITUTA, DO MI- NISTÉRIO DA CULTURA,

Leia mais

EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016

EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016 EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016 O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA, no uso d suas atribuiçõs lgais statutárias, torna público st Edital

Leia mais

Edital nº 01/2015. Processo Seletivo Simplificado

Edital nº 01/2015. Processo Seletivo Simplificado SECRETARIA MUNICIPAL DO TRABALHO E PROMOÇÃO SOCIAL-SEMUTS Rua: João Rodrigus, nº 1183, Bairro: Uirapuru, Altamira/PA Fon: (93) 3515-2306 Email: scrtariasmutsrvicosocial@outlook.com Edital nº 01/2015 Procsso

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Edital n.º 1005

PROCESSO SELETIVO Edital n.º 1005 PROCESSO SELETIVO Edital n.º 1005 A ITAIPU Binacional, no uso d suas atribuiçõs lgais, mdiant as condiçõs stipuladas nst Edital m sus Anxos. Torna Público A abrtura d inscriçõs para a ralização do Procsso

Leia mais

A prova tem como referência o Programa de PRÁTICAS DE CONTABILIDADE E GESTÃO do 12º Ano de Escolaridade.

A prova tem como referência o Programa de PRÁTICAS DE CONTABILIDADE E GESTÃO do 12º Ano de Escolaridade. Informação - Prova Equivalência à Frquência Práticas Contabilida Gstão Prova Equivalência à Frquência Práticas Contabilida Gstão Duração da prova: 120 minutos / 24.06.2013 12º Ano Escolarida Curso Tcnológico

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Candidatura Electrónica

MANUAL DE INSTRUÇÕES Candidatura Electrónica Concurso Anual d Educadors d Infância d Profssors dos Ensinos Básico Scundário Dircção d Srviços d Rcrutamnto d Pssoal Docnt MANUAL DE INSTRUÇÕES Candidatura Elctrónica Concurso d Contratação LSVLD, Contratados

Leia mais

OS RECURSOS TECNOLÓGICOS PARA A ÁREA DE LETRAS: UM LEVANTAMENTO DE SOFTWARES EDUCATIVOS

OS RECURSOS TECNOLÓGICOS PARA A ÁREA DE LETRAS: UM LEVANTAMENTO DE SOFTWARES EDUCATIVOS Encontro Intrnacional d Produção Cintífica Csumar 23 a 26 d outubro d 2007 OS RECURSOS TECNOLÓGICOS PARA A ÁREA DE LETRAS: UM LEVANTAMENTO DE SOFTWARES EDUCATIVOS Adriana Carla d Souza Maldonado 1 ; Ludhiana

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional EDITAL 06/2015 REVALIDAÇÃO/PROGRAD

Ministério da Educação Universidade Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional EDITAL 06/2015 REVALIDAÇÃO/PROGRAD 1 Ministério da Educação Univrsidad Fdral do Paraná Pró-Ritoria d Graduação Educação Profissional EDITAL 06/2015 REVALIDAÇÃO/PROGRAD A Pró-Ritoria d Graduação Educação Profissional (PROGRAD) torna públicas

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS-UFT SELEÇÃO PÚBLICA EDITAL Nº 52, DE 30 DE JULHO DE 2013 A FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS UFT, nst ato rprsntada plo su ritor, Márcio Silvira, dsignado

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL

EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO N o 001 - EMBRATEL 1. APLICAÇÃO Est Plano d Srviço ofrc ao usuário do Srviço d Tlfonia Fixa Comutada, a possibilidad d

Leia mais

Tabela de Tarifas. Pessoa Física. Divulgada em 01/08/2013 Vigência a partir de: 01/09/2013. sicoobes.com.br

Tabela de Tarifas. Pessoa Física. Divulgada em 01/08/2013 Vigência a partir de: 01/09/2013. sicoobes.com.br Tabla d Tarifas Pssoa Física Divulgada m 01/08/013 Vigência a partir d: 01/09/013 Rlação dos srviços tarifados rspctivos valors vignts. Os valors máximos foram stablcidos pla Cooprativa, obsrvada a rsolução

Leia mais

Reflexões sobre a formação inicial e continuada de professores de espanhol no Brasil. Katia Aparecida da Silva Oliveira - UNIFAL

Reflexões sobre a formação inicial e continuada de professores de espanhol no Brasil. Katia Aparecida da Silva Oliveira - UNIFAL Rflxõs sobr a formação inicial continuada d profssors d spanhol no Brasil Katia Aparcida da Silva Olivira - UNIFAL Dsd a promulgação da li 11.161/2005, qu trata da obrigatoridad do nsino da língua spanhola

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CONTENDA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CONTENDA 0 - NCARGOS SPCIAIS - PPA 2014 / 2017 PAGAMNTO D AMORTIZACAO, JUROS OUTROS NCARGOS DCORRNTS D MPRSTIMOS FINANCIAMNTOS DA DIVIDA PUBLICA OUTROS NCARGOS SPCIAIS QU CONSTITUM OBRIGAÇÕS NA ADMINISTRACAO PUBLICA

Leia mais

Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade em Software PBQPS - Ciclo 2005. Encontro da Qualidade e Produtividade em Software RECIFE

Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade em Software PBQPS - Ciclo 2005. Encontro da Qualidade e Produtividade em Software RECIFE Programa Brasiliro da Qualida Produtivida m Softwar PBQPS - Ciclo 2005 Encontro da Qualida Produtivida m Softwar RECIFE Data: 26 27 stmbro 2005 Local: Hotl Villa Rica Promoção: Ministério da Ciência Tcnologia

Leia mais

Ministério do Planejamento,Orçamento e Gestão. Ministério do Trabalho e Emprego

Ministério do Planejamento,Orçamento e Gestão. Ministério do Trabalho e Emprego 54 ISSN 677-7042 Nº 25, trça-fira, 2 d julho d 203. Ministério do Planjamnto,Orçamnto Gstão SECRETARIA DE ORÇAMENTO FEDERAL 64, DE o - DE JULHO DE 203 A SECRETÁRIA DE ORÇAMENTO FEDERAL, tndo m vista o

Leia mais

Alunos dos 1 anos participam de concurso de exposições sobre Inovação e Sustentabilidade na Agropecuária

Alunos dos 1 anos participam de concurso de exposições sobre Inovação e Sustentabilidade na Agropecuária Alunos dos 1 anos participam concurso xposiçõs sobr Inovação Sustntabilida na Agropcuária Na última trçafira, 23 junho, as turmas Curso 1 anos Técnico do m Agropcuária participaram do concurso xposiçõs

Leia mais

Informativo de Cursos 1º semestre de 2013

Informativo de Cursos 1º semestre de 2013 Informativo d s 1º smstr d 2013 Escolas SENAI - - Automação Automobilística Caldiraria Construção Civil Rstauração Dsnho Eltroltrônica Logística Manutnção Mcânica Mtalmcânica Mtalurgia Rfrigração Climatização

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.6

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.6 QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.6 Curso: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Discipli: Qualida Softwar Profa. : Kátia Lops Silva Slis adpatados do Prof. Ricardo Almida Falbo Tópicos Espciais Qualida Softwar 007/ Dpartamnto

Leia mais

S is tem a de G es tã o da Qua lida de. S egura n ça do T ra ba lho

S is tem a de G es tã o da Qua lida de. S egura n ça do T ra ba lho S is tm a d G s tã o da Qua lida d S gura n ça do T ra ba lho G s tã o da Qua lida d I n t r n a ti o n a l O r g a n i za ti o n fo r S ta n d a r d i za ti o n (I S O ) Organização Normalização. Intrnacional

Leia mais

EDITAL Nº 52/Unoesc/2012

EDITAL Nº 52/Unoesc/2012 EDITAL Nº 52/Unosc/2012 Dispõ sobr procsso d slção xtrna d Profssors para atuarm como cnts Univrsid Ost d Santa Catarina - Unosc, Unid d Chapcó. A Univrsid Ost d Santa Catarina Unosc, pssoa jurídica d

Leia mais

A Certificação de Qualidade na Área dos Seguros. Sandra Santos - ADQ-Ok! TeleSeguro Certificação de Qualidade na Área de Seguros

A Certificação de Qualidade na Área dos Seguros. Sandra Santos - ADQ-Ok! TeleSeguro Certificação de Qualidade na Área de Seguros A Crtificação d Qualidad na Ára d Sgur Importância da difrnciação pla Qualidad do Srviço/ Produto Principal Canal Canal d d Distribuição Tlfon Intrnt Má Má imagm d d Call Call Cntrs Dificuldad m m difrnciar

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

UNOESC CHAPECÓ AVISO PÚBLICO Nº 10/UNOESC-R/2013

UNOESC CHAPECÓ AVISO PÚBLICO Nº 10/UNOESC-R/2013 UNOESC CHAPECÓ AVISO PÚBLICO 10/UNOESC-R/23 O Ritor da Univrsidad do Ost d Santa Catarina Unosc Chapcó SC, ntidad ducacional, criada pla Li Municipal nº 545/68 struturada d dirito privado, sm fins lucrativos,

Leia mais

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA ESQUEMA PRÁTICO ) Prazo Máximo Duração do Inquérito 2) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça 3) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça quando stivr m causa a criminalidad rfrida nas al.ªs i) a m) do

Leia mais

PRODUTOS GERDAU PARA PAREDES DE CONCRETO

PRODUTOS GERDAU PARA PAREDES DE CONCRETO PRODUTOS GERDAU PARA PAREDES DE CONCRETO SISTEMA CONSTRUTIVO PAREDES DE CONCRETO NBR60 PAREDES DE CONCRETO Sistma construtivo m qu as lajs as pards são moldadas m conjunto, formando um lmnto monolítico.

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação Bacharelados, Licenciaturas e Cursos Superiores de Tecnologia (presencial e a distância)

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação Bacharelados, Licenciaturas e Cursos Superiores de Tecnologia (presencial e a distância) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

Atividades desenvolvidas pela secretaria da Agricultura Fomento Agropecuário e Meio Ambiente durante o ano de 2009.

Atividades desenvolvidas pela secretaria da Agricultura Fomento Agropecuário e Meio Ambiente durante o ano de 2009. Ativis snvolvis pla scrtaria Agricultura Fomnto Agropcuário Mio Ambint durant o ano 2009. Locação um imóvl: Com a locação do novo spaço para funcionamnto Scrtaria Agricultura, EPAGRI microbacia, o spaço

Leia mais