Fechamento dos Mercados Quinta-feira 13/10/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fechamento dos Mercados Quinta-feira 13/10/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif."

Transcrição

1 COMPLEXO SOJA CBOT - Soja (U$/Bushel = 27,216) Máx Min NOV 956,25 945,50 10,75 959,50 937,25 JAN 964,75 953,50 11,25 967,50 945,25 MAR 971,00 960,25 10,75 974,00 952,00 MAI 978,00 967,25 10,75 980,50 959,75 JUL 984,25 973,00 11,25 986,75 965,25 AGO 983,75 972,25 11,50 984,00 966,00 SET 972,50 962,00 10,50 958,00 955,75 CBOT - Farelo (U$ / T o n C urta = 907,18Kg) OUT 299,80 294,50 5,30 DEZ 302,30 296,50 5,80 JAN 303,80 297,80 6,00 MAR 305,40 299,60 5,80 MAI 307,40 301,60 5,80 JUL 309,10 303,40 5,70 AGO 309,20 303,50 5,70 SET 308,80 303,20 5,60 CBOT - Óleo ( C e nts / Lib-P e s o ) OUT 33,16 33,14 0,02 DEZ 33,38 33,34 0,04 JAN 33,66 33,63 0,03 MAR 33,91 33,88 0,03 MAI 34,08 34,06 0,02 JUL 34,26 34,23 0,03 AGO 34,29 34,28 0,01 SET 34,26 34,27-0,01 BM&F - Míni de Soja CME NOV 21,08 21,03 0,05 JAN 21,26 21,20 0,06 MAR 21,40 21,34 0,06 MAI 21,56 21,49 0,07 JUL 21,69 21,62 0,07 Prêmios Paranaguá Venda Compra SPOT FEV/ MAR/ ABR/ MAI/ JUL/ Prêmios SPOT Venda Compra SANTOS RIO GRANDE SÃO FRANCISCO CBOT: soja se recupera e fecha em alta Os preços da soja fecharam com alta considerável nos futuros de Chicago nesta quinta-feira. Uma forte movimentação de compras técnicas foi observada a partir do momento em que o mercado caiu abaixo de U$ 9,40 por bushel, ainda pela manhã. Previsão de chuvas em áreas de colheita do Meio Oeste também motivaram compras, assim com o anúncio de novas exportações pelo sistema de divulgação diária. Na sessão anterior (feriado no Brasil), os preços cederam 8 cents por bushel nos principais vencimentos em função do impacto negativo causado pelo relatório de oferta e demanda de outubro. As atenções ainda continuam centradas na colheita norte-americana que está em torno de 50% concluída - com foco nas condições do tempo. Também no Brasil, o clima, com chuvas mais adequadas no Sul e parte do Centro-Oeste e irregularidades mais sérias ao Norte, também entra definitivamente no radar. Fechamentos: novembro a U$ 9,5625, alta de 10,75 cents/bu e janeiro a U$ 9,6475, ganhos de 11,25 cents/bu. Relatório O relatório de oferta e demanda de outubro foi decisivo para confirmar que os EUA estão colhendo a maior safra da história. Com a colheita já realizada em cerca de metade da área, o USDA, podendo, a esta altura, falar mais de realidade do que de projeções, ajustou a safra para 116,18 milhões de tons, ante 114,33 milhões de tons previstas em setembro e 106,86 milhões de tons colhidas no ano passado. O mercado aguardava um número desta magnitude em razão dos relatos sobre boa produtividade que deve alcançar 57,6 sacas por hectare, ante 53,8 sacas por hectare colhidas em As exportações foram majoradas em pouco mais de 1,0 Milhão de tons, para 55,11 milhões de tons. Em razão do expressivo aumento da produção, os estoques se tornam mais robustos. Na avaliação do governo, passam de 9,95 milhões de tons de setembro para 10,74 milhões de tons agora. Na última estação osestoques finais ficaram em 5,36 milhões de tons.

2 COMPLEXO SOJA As importações da China seguem avaliadas em 86 milhões de tons, contra 82,5 milhões de tons da temporada anterior. Para o Brasil, o USDA elevou a estimativa de produção em 1,0 milhão de tons, para 102 milhões de tons. A última colheita foi de 96,5 milhões de tons. A Argentina segue com projeção de 57 milhões de tons, ante 56,8 milhões de tons do último ciclo. (Veja mais números na última página deste boletim). China Dados da Administração Alfandegária da China informa que, entre janeiro e setembro, o país importou 61,19 milhões de tons MT de soja, alta de 2,6% em relação ao mesmo período do ano passado. Deste montante, segundo a Secretaria de Comércio Exterior, o Brasil contribuiu com 37,04 milhões de tons, queda de 2% no comparativo com o mesmo período de O Brasil é mais participativo no comércio internacional da oleaginosa no primeiro semestre do ano e os EUA, no segundo. Mercado interno Os negócios continuam bastante lentos e com baixo interesse de parte dos produtores. Indicações de compra no oeste entre R$ 74,00 e R$ 76,00 por saca, dependendo do prazo de pagamento e do local de embarque. Em Paranaguá, indicações entre R$ 76,50 e R$ 78,00 por saca.

3 MILHO CBOT - Milho (U$/Bushel =25,401 Kg) DEZ 349,50 337,00 12,50 MAR 359,50 347,00 12,50 MAI 366,00 353,75 12,25 JUL 372,50 360,50 12,00 SET 379,50 367,75 11,75 DEZ 388,25 377,25 11,00 BM&F - Milho (R$/Saca 60 Kg) NOV 43,39 43,39 0,00 JAN 43,59 43,59 0,00 MAR 40,75 40,75 0,00 MAI 37,10 37,10 0,00 SET 33,80 33,80 0,00 CBOT As cotações do milho encerrou o pregão desta quinta feira (13), em forte alta na Bolsa de Mercadorias de Chicago. O mercado foi sustentado pelos números do relatório de oferta e demanda, divulgado pelo USDA ontem, quarta feira (12). O USDA estimou a safra norte-americana 2016/17, em 382,48 MT, ante 83,38 MT, estimado no relatório do mês de setembro/16. Na safra 2015/16, a produção dos EUA foi de 345,49 MT. A expectativa do mercado quanto à produção era de 382,03 MT. Quanto aos estoques finais de passagem o USDA reduziu de 60,55 para 58,94 MT, o mercado esperava 60,00 MT. Quanto a safra mundial o USDA reduziu a produção de 1.026,61 para 1.025,69 bilhão de toneladas. E os estoques finais de passagem fora revisto de 219,46 para 216,81 milhões de toneladas. Veja estes e outros números do relatório no quadro em anexo. A posição dezembro/16 encerrou o pregão, cotada a US$ 3,4950 por bushel e a posição março/17, cotada a US$ 3,5950 por bushel, ambas com alta de 12,50 centavos de dólar em relação ao fechamento anterior. Mercado regional com preços firmes. Porém, com poucos negócios de lotes disponíveis. Os preços no oeste do Paraná giraram entre R$ 38,00/39,00 por saca, dependendo da localização do lote e do prazo de pagamento e na faixa de R$ 40,00/41,00 por saca, no sudoeste do estado, posto fábrica, dependendo do local de entrega e do prazo de pagamento. Em Paranaguá, indicação de preços entre R$ 34,00/35,00 por saca. OUTROS CAFÉ Arábica BM&F (R$/Saca 60 Kg) DEZ 182,20 180,60 1,60 MAR 186,75 184,15 2,60 SET 192,80 190,25 2,55 DEZ 198,95 196,50 2,45 BM&F - Dólar Futuro MAX MIN Ultimo NOV 3,2345 3,1920 3,1980 DEZ 3,2645 3,2250 3,2645 BOI BM&F (R$/arroba) OUT 151,93 151,85 0,08 NOV 153,86 153,78 0,08 DEZ 154,79 154,70 0,09 JAN 155,83 155,74 0,09 MAI 148,54 148,45 0,09 OUT 157,89 157,78 0,11 Dólar Comercial Compra Venda 13-out 3,1800 3, out 3,1990 3,2010 TRIGO CBOT (U$/Bushel = 27,216 Kg) DEZ 416,00 396,75 19,25 MAR 434,75 416,50 18,25 MAI 448,50 430,00 18,50 JUL 460,25 442,00 18,25 SET 474,50 457,25 17,25 PETRÓLEO (US$/Barril = 159 litros) ULT 50,44 ANT

4 USDA Oferta e Demanda OUTUBRO 2016 Principais Números g r a n o e s t e. c o m. b r S O J A - EUA Área Plantada (milhões/ha): 33,71 33,71 33,47 33,47 33,87 33,87 Área Colhida (milhões/ha): 33,43 33,43 33,1 33,1 33,59 33,59 33,63 Produtividade (SC/ha) 53,24 53,24 53,80 53,80 56,71 57,61 57,61 EUA - PRODUÇÃO 106,88 106,88 106,93 106,86 114,33 116,18 116,40 EUA - EXPORTAÇÃO 50,14 50,14 52,80 52,69 54,02 55,11 EUA - ESMAGAMENTO 50,98 50,98 51,71 51,34 53,07 53,07 EUA - IMPORTAÇÃO 0,9 0,9 0,68 0,64 0,82 0,82 EUA - ÓLEO P/BIODIESEL 2,28 2,28 2,49 2,54 2,70 2,70 EUA - ESTOQUE FINAL 5,19 5,19 5,32 5,36 9,95 10,74 11,29 S O J A - M U N D O MUNDO - PRODUÇÃO 319,78 319,78 312,97 313,01 330,43 333,22 MUNDO - ESTOQUE FINAL 78,46 78,56 72,90 75,45 72,9 72,17 77,36 73,1 BRASIL - PRODUÇÃO 97,20 97,20 96,50 96,50 101,00 102,00 BRASIL - EXPORTAÇÃO 50,61 50,61 55,50 54,38 58,40 58,40 ARGENTINA - PRODUÇÃO 61,40 61,40 56,80 56,80 57,00 57,00 CHINA - IMPORTAÇÃO 78,35 78,35 82,50 82,50 86,00 86,00 UE - IMPORTAÇÃO 13,42 13,42 13,70 14,20 13,00 13,00 FARELO DE SOJA EUA - PRODUÇÃO 40,88 40,88 40,77 40,54 41,98 41,98 EUA - EXPORTAÇÃO 11,89 11,89 10,71 10,75 11,16 11,16 BRASIL - PRODUÇÃO 31,30 31,30 31,50 30,88 31,35 31,35 BRASIL - EXPORTAÇÃO 14,39 14,39 15,60 15,41 15,80 15,80 ARGENTINA - PRODUÇÃO 30,93 30,93 33,82 33,22 34,35 34,35 ARGENTINA - EXPORTAÇÃO 28,58 28,58 31,60 30,60 32,80 32,80 U.E. IMPORTAÇÃO 19,16 19,16 20,40 19,90 21,15 21,15 T R I G O EUA - PRODUÇÃO 55,15 55,15 55,84 56,12 63,16 62,86 EUA - ESTOQUE FINAL 20,48 20,48 26,71 26,55 29,93 30,98 31,33 MUNDO - PRODUÇÃO 727,87 728,25 734,80 735,02 744,85 744,44 MUNDO - ESTOQUE FINAL 215,80 216,08 240,89 239,66 241,0 249,07 248,37 250,2 BRASIL - PRODUÇÃO 6,00 6,00 5,54 5,54 6,00 6,34 BRASIL - IMPORTAÇÃO 5,37 5,37 6,20 6,75 5,80 6, Rua Voluntários da Pátria, 1415 Sala 101 Centro Cascavel/PR CEP:

5 USDA Oferta e Demanda OUTUBRO 2016 Principais Números g r a n o e s t e. c o m. b r M I L H O - EUA Área Plantada (milhões/ha): 36,67 36,67 35,61 35,61 38,10 38,25 Área Colhida (milhões/ha): 33,63 33,63 32,66 32,66 35,05 35,13 35,13 Produtividade (SC/ha) 178,88 178,88 176,16 176,16 182,44 181,39 181,40 EUA - PRODUÇÃO 361,09 361,09 345,49 345,49 383,38 382,48 382,03 EUA - EXPORTAÇÃO 47,42 47,42 48,64 48,2 55,25 56,52 EUA -ESMAG. ETANOL 132,09 132,09 132,09 132,24 134,0 134,0 EUA - ESTOQUE FINAL 43,97 43,97 43,58 44,14 60,55 58,94 60,00 M I L H O - M U N D O MUNDO - PRODUÇÃO 1013, ,37 959,03 959, , ,69 MUNDO - EXPORTAÇÃO 141,74 141,74 119,17 119,46 139,83 143,79 MUNDO - ESTOQUE FINAL 208,31 208,92 209,25 210,05 209,1 219,46 216,81 219,10 BRASIL - PRODUÇÃO 85,00 85,00 67,00 67,00 82,50 83,50 BRASIL - EXPORTAÇÃO 34,46 34,46 16,00 16,50 24,50 25,50 ARGENTINA - PRODUÇÃO 28,70 28,70 28,00 28,00 36,50 36,50 ARGENTINA - EXPORTAÇÃO 18,90 18,90 19,50 19,50 24,00 25, Rua Voluntários da Pátria, 1415 Sala 101 Centro Cascavel/PR CEP:

Fechamento dos Mercados Segunda-feira 07/11/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif.

Fechamento dos Mercados Segunda-feira 07/11/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif. COMPLEXO SOJA CBOT - Soja (U$/Bushel = 27,216) Máx Min NOV 989,25 981,50 7,75 992,00 981,75 JAN 998,50 990,75 7,75 1.001,75 990,00 MAR 1005,50 997,25 8,25 1.007,75 996,25 MAI 1012,25 1004,00 8,25 1.014,25

Leia mais

COMPLEXO SOJA. Fechamento dos Mercados Segunda-feira 03/08/15

COMPLEXO SOJA. Fechamento dos Mercados Segunda-feira 03/08/15 COMPLEXO SOJA CBOT - Soja (U$/Bushel = 27,216) Máx Min AGO 977,50 980,75-3,25 983,75 971,50 SET 945,00 953,25-8,25 953,50 939,50 NOV 935,50 940,25-4,75 942,25 926,25 JAN 941,00 945,75-4,75 947,75 931,75

Leia mais

REGIÕES DE MAIOR CONCENTRAÇÃO NA PRODUÇÃO DE SOJA NO BRASIL

REGIÕES DE MAIOR CONCENTRAÇÃO NA PRODUÇÃO DE SOJA NO BRASIL RELATÓRIO DA SAFRA DE SOJA E MILHO REGIÕES DE MAIOR CONCENTRAÇÃO NA PRODUÇÃO DE SOJA NO BRASIL Relatório do USDA traz levantamento das regiões de produção de soja no Brasil, com a concentração da produção

Leia mais

Associação Brasileira dos Produtores de Soja

Associação Brasileira dos Produtores de Soja Associação Brasileira dos Produtores de Soja 1. PREVISÃO DE SAFRA E DESTINAÇÃO De acordo com o 7 Levantamento de safra 2015/16, publicado em abril pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a área

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

SOJA Período: 11 a 15/05/ meses mês semana. Períodos anteriores. Paridade Exportação Centro de Referência Unid Efetivo (1)

SOJA Período: 11 a 15/05/ meses mês semana. Períodos anteriores. Paridade Exportação Centro de Referência Unid Efetivo (1) SOJA Período: 11 a 15/05/2015 Centro de Produção Quadro I - PREÇO PAGO AO PRODUTOR (em R$) Unid Períodos anteriores 12 1 1 meses mês semana Média mercado Semana atual Composto atacado Preço Mínimo SORRISO-MT

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: FEVEREIRO/2012 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

CONJUNTURA MENSAL MAIO

CONJUNTURA MENSAL MAIO SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA MENSAL MAIO ANO 1 Nº1 O mercado de soja tem observado movimentação de queda em seus preços, decorrente principalmente das evoluções no lado da oferta, tanto em âmbito nacional

Leia mais

Associação Brasileira dos Produtores de Soja

Associação Brasileira dos Produtores de Soja Associação Brasileira dos Produtores de Soja De acordo com o 5 Levantamento de safra 2015/16, publicado em fevereiro pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a área plantada deve crescer 3,6%

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

TRIGO Período de 27 a 30/07/2015

TRIGO Período de 27 a 30/07/2015 TRIGO Período de 27 a 30/07/205 Tabela I - PREÇO PAGO AO PRODUTOR (em R$/60 kg) Centro de Produção Unid. 2 meses Períodos anteriores mês (*) semana Preço PR 60 kg 34,43 34,35 34,45 34,42 Semana Atual Preço

Leia mais

Esalq a vista 148,77-0,77 149,54

Esalq a vista 148,77-0,77 149,54 COTAÇÕES AGRÍCOLAS SEMANAL SEMANA: 52 sexta-feira, 23 de dezembro de 216 BOI (contrato 33@) - Em R$/@ Esalq a vista 148,77 -,77 149,54 dez/16 149,59 -,12 149,5 149,99 1 2.59 149,71-39,6 jan/17 149,5 1,1

Leia mais

CONJUNTURA QUINZENAL 01 A 15/02/2016

CONJUNTURA QUINZENAL 01 A 15/02/2016 SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA QUINZENAL 01 A 15/02/2016 ANO 2 Nº14 A colheita avança e começa a derrubar os preços da soja em Mato Grosso. De acordo com dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária

Leia mais

PANORAMAS DE MERCADO DE GRÃOS: MILHO E SOJA FLAVIO ANTUNES CONSULTOR EM GERENCIAMENTO DE RISCOS. Bebedouro, 21 de junho de 2017

PANORAMAS DE MERCADO DE GRÃOS: MILHO E SOJA FLAVIO ANTUNES CONSULTOR EM GERENCIAMENTO DE RISCOS. Bebedouro, 21 de junho de 2017 PANORAMAS DE MERCADO DE GRÃOS: MILHO E SOJA FLAVIO ANTUNES CONSULTOR EM GERENCIAMENTO DE RISCOS Bebedouro, 21 de junho de 2017 Disclaimer A INTL FCStone não é responsável por qualquer redistribuição deste

Leia mais

1- CENÁRIOS DO MERCADO E PREÇOS PARA SOJA, MILHO E TRIGO SAFRA 2014/15.

1- CENÁRIOS DO MERCADO E PREÇOS PARA SOJA, MILHO E TRIGO SAFRA 2014/15. 1- CENÁRIOS DO MERCADO E PREÇOS PARA SOJA, MILHO E TRIGO SAFRA 2014/15. 1.1 - SOJA No caso da soja a produção mundial nas últimas 2 safras aumentou em 17% e a produção prevista para 2014/15 pelo Departamento

Leia mais

Esalq a vista 150,67-0,02 150,69

Esalq a vista 150,67-0,02 150,69 COTAÇÕES AGRÍCOLAS SEMANAL SEMANA: 43 sexta-feira, 21 de outubro de 216 BOI (contrato 33@) - Em R$/@ Esalq a vista 15,67 -,2 15,69 out/16 15,81 -,76 15,7 151, 263 9.546 151,57-25,8 nov/16 152,2 -,58 151,7

Leia mais

CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 30/11/2015

CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 30/11/2015 SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 30/11/2015 ANO 1 Nº9 O ritmo intenso de plantio da soja em Mato Grosso ao longo de todo o mês de novembro contribuiu para que a marca de 95,6% fosse atingida

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA "LUIZ DE QUEIROZ"

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ O conteúdo deste arquivo foi elaborado pela equipe Cepea no início de março/2008. Neste arquivo: Produtores de Mato Grosso deixam de ganhar até 38% Vendas antecipadas diminuem lucro do produtor Colheita

Leia mais

SOJA. Queda de 1,21% no preço médio da saca em MS na terceira semana de setembro, a saca está

SOJA. Queda de 1,21% no preço médio da saca em MS na terceira semana de setembro, a saca está SOJA Queda de 1,21% no preço médio da saca em MS na terceira semana de setembro, a saca está cotada em R$ 71,50. No mês, o preço médio da saca acumula leve alta de 0,35%. Quando comparado a setembro do

Leia mais

BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Agosto de 2012

BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Agosto de 2012 BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Agosto de 2012 Milho: Em Unaí (MG), a elevação registrada na cotação em relação ao mês de julho foi de 17,4%. Desta forma, o valor da saca de 60 quilos de milho passou para R$ 28,20.

Leia mais

ACOMPANHAMENTO DE SAFRA SOJA /2015

ACOMPANHAMENTO DE SAFRA SOJA /2015 ACOMPANHAMENTO DE SAFRA SOJA - 2014/2015 Entre os dias 23 e 26 de março foram visitadas propriedades distribuídas entre dezoito (18) municípios para o acompanhamento da safra de soja 2014/15 e acompanhamento

Leia mais

Soja Análise da Conjuntura Agropecuária MUNDO SAFRA 2014/15

Soja Análise da Conjuntura Agropecuária MUNDO SAFRA 2014/15 Soja Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro de 2014 MUNDO SAFRA 2014/15 Devido ao aumento das cotações nas últimas safras, principalmente na comparação com o milho, o cultivo da soja vem aumentando

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

Cenários Agrícolas 15/16 e 16/17

Cenários Agrícolas 15/16 e 16/17 Cenários Agrícolas 15/16 e 16/17 Soja Milho Trigo André Pessôa 11 de Novembro de 2015 Soja Soja/Mundo Oferta e Demanda (mmt) GAP 320 Produção Consumo 222 211 260 264 239 252 22 13 259 240 268 283 262 276

Leia mais

ENTENDENDO O MERCADO DO MILHO 01/07/2015

ENTENDENDO O MERCADO DO MILHO 01/07/2015 ENTENDENDO O MERCADO DO MILHO 01/07/2015 Índice O panorama do milho O mercado mundial do milho O mercado do milho em Mato Grosso Principais rotas de escoamento do milho no Estado Como se formam os preços

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MILHO NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MILHO NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MILHO NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

mostra a Tabela 1. O estado do Rio Grande do Sul não acompanhou o cenário de queda

mostra a Tabela 1. O estado do Rio Grande do Sul não acompanhou o cenário de queda Soja Os preços médios da soja apresentaram pequena queda em fevereiro, como mostra a Tabela 1. O estado do Rio Grande do Sul não acompanhou o cenário de queda e apresentou variação positiva para fevereiro,

Leia mais

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas CAFÉ CAFÉ Bolsas BM&F ICE FUTURES Contrato Fechamento Máxima Mínimo Variação Fechamento Máxima Mínimo Variação set/13 144,80 145,70 141,10 3,75 121,05 121,50 117,85 3,15 dez/13 148,50

Leia mais

14,75 14,50 14,25 14,00 13,75 13,50 13,25 13,00 12, fev

14,75 14,50 14,25 14,00 13,75 13,50 13,25 13,00 12, fev 11-fev 13-fev 15-fev 17-fev 19-fev 21-fev 23-fev 25-fev 27-fev 1-mar 3-mar 5-mar 7-mar 9-mar 11-mar Soja - Análise BOLETIM SEMANAL METADE DA ÁREA AINDA ESTA PARA SER COLHIDA: Em 10 de março Mato Grosso

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 01 de novembro de 2012 Número: 227

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 01 de novembro de 2012 Número: 227 5/10 7/10 9/10 11/10 13/10 15/10 17/10 19/10 21/10 23/10 25/10 27/10 29/10 31/10 Soja - Análise BOLETIM SEMANAL SUSPENSE DAS CHUVAS: A ausência de precipitação por mais de uma semana fez com que alguns

Leia mais

esta semana, porém as chuvas ininterruptas dificultaram os trabalhos. O descompasso de colheita já chega a 16 pontos

esta semana, porém as chuvas ininterruptas dificultaram os trabalhos. O descompasso de colheita já chega a 16 pontos Soja - Análise CHOVE CHUVA: Meados de fevereiro é um período importante para a colheita de soja, pois espera-se que todos os municípios estejam colhendo de maneira intensa, momento este conhecido por boca

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise. 17 de agosto de 2012 Número: 216

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise. 17 de agosto de 2012 Número: 216 Milho - Análise PESO DA TECNOLOGIA: O valor dos insumos no mês de julho para o plantio do milho 2ª safra 2012/13 tomou rumo contrário ao esperado e reduziu. Adquirindo os insumos para o plantio de milho

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise. 27 de abril de 2012 Número: 200

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise. 27 de abril de 2012 Número: 200 Milhões t Milho - Análise GRANDE OFERTA: Os preços do milho continuam em queda constante, desde quando os principais países produtores do mundo (exceto Argentina) anunciaram aumentar a produção e, em contrapartida,

Leia mais

UM ANO 4, 10EM JANEIRO UM ANO US$ US$ OUTUBRO 27/10/2016 PERSPECTIVAS PARA O MERCADO DE SOJA E MILHO EM 2016/17

UM ANO 4, 10EM JANEIRO UM ANO US$ US$ OUTUBRO 27/10/2016 PERSPECTIVAS PARA O MERCADO DE SOJA E MILHO EM 2016/17 PERSPECTIVAS PARA O MERCADO DE SOJA E MILHO EM 2016/17 FERNANDO MURARO JR. Engenheiro agrônomo e analista de mercado da AgRural Commodities Agrícolas SINDIADUBOS CURITIBA (PR), 27/out/16 US$ R$ UM ANO

Leia mais

Farelo. Atacado. Ração. Varejo. Países

Farelo. Atacado. Ração. Varejo. Países Estrutura a apresentação AGROEGÓCIO DA SOJA MAURO OSAI TES/ESALQ e PESQUISADOR DO CEPEA Complexo agroindustrial da soja ormação de preço no Panorama mundial Principais produtores Principais exportadores

Leia mais

O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO

O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO A cultura da soja apresenta relevante importância para a economia brasileira, sendo responsável por uma significativa parcela na receita cambial do Brasil, destacando-se

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise. 03 de fevereiro de 2012 Número: 188. É mesmo

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise. 03 de fevereiro de 2012 Número: 188. É mesmo 1000 t Milho - Análise BOLETIM SEMANAL É mesmo QUEDA BENÉFICA: Após uma semana de grandes oscilações da cotação internacional do milho, a cultura conseguiu mais uma semana de aumento substancial e começa

Leia mais

Trigo: Evolução dos preços recebidos pelos agricultores no PR e RS (jan/03 a abr/08) jan/07 mai/07. jan/06 set/06. set/05

Trigo: Evolução dos preços recebidos pelos agricultores no PR e RS (jan/03 a abr/08) jan/07 mai/07. jan/06 set/06. set/05 Trigo: Porque os preços estão subindo? Os agricultores brasileiros que ainda possuem trigo para vender estão recebendo atualmente um preço em reais, bem superior aos verificados nesta mesma época em anos

Leia mais

CONJUNTURA ECONÔMICA

CONJUNTURA ECONÔMICA CONJUNTURA ECONÔMICA O mês de março de 2015 foi marcado pelo anúncio dos principais resultados da economia de 2014 e deste início de 2015. Dentre eles destacaramse o PIB, taxa de desemprego nas principais

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 23/09/2016 a 29/09/2016 Prof. Dr. Argemiro Luís Brum 1 Jaciele Moreira

Leia mais

MANUAL PRÁTICO DA CULTURA DA SOJA 17/06/2015

MANUAL PRÁTICO DA CULTURA DA SOJA 17/06/2015 MANUAL PRÁTICO DA CULTURA DA SOJA 17/06/2015 Índice O panorama do complexo soja O mercado mundial da soja O mercado da soja em Mato Grosso Principais rotas de escoamento da soja no Estado Como se formam

Leia mais

ALGODÃO TENDÊNCIAS PARA O MERCADO

ALGODÃO TENDÊNCIAS PARA O MERCADO ALGODÃO TENDÊNCIAS PARA O MERCADO Analista de Mercado Élcio A. Bento elcio@safras.com.br ALGODÃO CIF SÃO PAULO R$/@ Preço Mínimo R$ 44,6/@ ALGODÃO CIF SÃO PAULO R$/2 Jul A FORMAÇÃO DE PREÇOS NO MERCADO

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: JULHO/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

SOJA MERCADO INTERNO

SOJA MERCADO INTERNO SOJA MERCADO INTERNO O preço médio da saca em MS recuou 0,94% entre 11 e 24 de janeiro e cotada a R$ 65,63, destaque negativo foi para Campo Grande onde a queda chegou a 2,24% com a saca negociada a R$

Leia mais

Informe UBABEF. Grãos. ANO 1 / NÚMERO 3 11 de NOVEMBRO de 2013

Informe UBABEF. Grãos. ANO 1 / NÚMERO 3 11 de NOVEMBRO de 2013 Informe UBABEF Grãos ANO 1 / NÚMERO 3 11 de NOVEMBRO de 2013 Mil toneladas Exportação Brasileira de Milho Milho: Exportações Mensais (1.000 toneladas) 2012 72.980 2013** 81.007 Exportações Mil ton 4.500

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise 3-jan-12 4-jan-12 5-jan-12 6-jan-12 7-jan-12 8-jan-12 9-jan-12 10-jan-12 11-jan-12 12-jan-12 13-jan-12 14-jan-12 15-jan-12 16-jan-12 17-jan-12 18-jan-12 19-jan-12 É mesmo CADÊ A SEMENTE?: O principal insumo

Leia mais

LSPA. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. Dezembro de Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no ano civil

LSPA. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. Dezembro de Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no ano civil Diretoria de Pesquisas Coordenação de Agropecuária Gerência de Agricultura LSPA Dezembro de 2013 Levantamento Sistemático da Produção Agrícola Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas

Leia mais

Perspec8vas para a agropecuária brasileira para os próximos cinco anos

Perspec8vas para a agropecuária brasileira para os próximos cinco anos www.imea.com.br Perspec8vas para a agropecuária brasileira para os próximos cinco anos Daniel Latorraca Superintendente Agenda Visão da cadeia de grãos nos últimos 10 anos Visão da pecuária nos últimos

Leia mais

CENÁRIO DO TRIGO PARA O BRASIL

CENÁRIO DO TRIGO PARA O BRASIL CENÁRIO DO TRIGO PARA O BRASIL EDSON CSIPAI BUNGE ALIMENTOS S.A. 25-10-2010 A importância do TRIGO no CUSTO dos negócios... Moinho de Trigo 80% Indústria de Macarrão 85% A formação do preço do trigo...

Leia mais

É mesmo 22,58. dez/10. abr/11. jun/11. fev/11. Fonte: Secex

É mesmo 22,58. dez/10. abr/11. jun/11. fev/11. Fonte: Secex ago/08 out/08 dez/08 fev/09 abr/09 jun/09 ago/09 out/09 dez/09 fev/10 abr/10 jun/10 ago/10 out/10 dez/10 fev/11 abr/11 jun/11 Milho - Análise BOLETIM SEMANAL É mesmo SEMENTE SALGADA: O preço da semente

Leia mais

Tabela 1 - Preço médio da Soja em MS - Período: 02/06 á 06/06 junho de 2014 - Em R$ por saca de 60Kg. Praça 02/jun 03/jun 04/jun 05/jun 06/jun Var.

Tabela 1 - Preço médio da Soja em MS - Período: 02/06 á 06/06 junho de 2014 - Em R$ por saca de 60Kg. Praça 02/jun 03/jun 04/jun 05/jun 06/jun Var. SOJA» MERCADO INTERNO O preço da saca de 6 Kg de soja em grãos experimentou recuo na primeira semana de junho. A cotação média no dia 6/Jun foi de R$ 62,6, valor este 3,12% inferior ao verificado em 2/Jun.

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ALGODÃO DEZEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ALGODÃO DEZEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ALGODÃO DEZEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

3,8 milhões de hectares de lavouras ruins nos EUA

3,8 milhões de hectares de lavouras ruins nos EUA BOLSA DE CHICAGO 3,8 milhões de hectares de lavouras ruins nos EUA Chuvas diminuíram nesta semana, mas ainda acumularam grandes volumes em pontos já muitos úmidos do Meio-Oeste 3 EUA Lavouras De Soja Ruins

Leia mais

Mamona Período: janeiro de 2016

Mamona Período: janeiro de 2016 Mamona Período: janeiro de 2016 Quadro I: preço pago ao produtor Centro de Produção UF Unidade 12 meses (a) Média de Mercado 1 mês (b) Mês atual (c) Preço mínimo Var % (c/a) Irecê BA 60kg 78,96 93,13 88,33

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 20/11/2015 a 26/11/2015 Prof. Dr. Argemiro Luís Brum 1 Jaciele Moreira

Leia mais

COMERCIALIZAÇÃO E CÂMBIO

COMERCIALIZAÇÃO E CÂMBIO COMERCIALIZAÇÃO E CÂMBIO: O último levantamento do Imea com relação ao quanto da nova safra já está comprometida, apontou evolução de 7,1% em outubro, 2,5% superior ao mesmo período do ano passado. Mas

Leia mais

GIRASSOL Período: Julho de 2012

GIRASSOL Período: Julho de 2012 GIRASSOL Período: Julho de 2012 QUADRO I PREÇOS PAGO AO PRODUTOR (R$ 60/Kg) Centro de Referência Un Período Anteriores Período atual Variação (%) Julho/11 Julho/12 Preços Mínimos (60/Kg) Centro Sul 60

Leia mais

Resumo Quinzenal do Biodiesel

Resumo Quinzenal do Biodiesel Tel: (21) 3547-1539 / (21) 9565-0444 Resumo Quinzenal do Biodiesel 16/06 à 30/06/11 Este relatório é confidencial e de uso exclusivo do destinatário, e não pode ser enviado ou compartilhado com terceiros

Leia mais

Telefone: Chicago +1 (312) Brasil +55 (21) Skype: phdbrasil ** Relatório da manhã - AGR BRASIL**

Telefone: Chicago +1 (312) Brasil +55 (21) Skype: phdbrasil   ** Relatório da manhã - AGR BRASIL** ** Relatório da manhã - AGR BRASIL** ** Cotações 11:30hs CHICAGO**: SOJA Março baixa de 7 pontos à $9,74; MILHO Março baixa de 3 pontos à $3,82 e TRIGO Março opera em baixa de 1 centavo à $5,24 ** DÓLAR:

Leia mais

03/10/2014. Roteiro da Apresentação FINANCEIRIZAÇÃO DO MERCADO ANÁLISE TÉCNICA E DE CICLOS OFERTA E DEMANDA

03/10/2014. Roteiro da Apresentação FINANCEIRIZAÇÃO DO MERCADO ANÁLISE TÉCNICA E DE CICLOS OFERTA E DEMANDA OS MERCADOS DE SOJA, MILHO E TRIGO EM 2015 FERNANDO MURARO JR. Engenheiro agrônomo e analista de mercado da AgRural Commodities Agrícolas OCEPAR Curitiba (PR), 02/out/14 www.agrural.com.br A INFORMAÇÃO

Leia mais

17,00 17,00 17,20 17,80 3,5 3,0 2,5 2,0 1,5 1,0 0,5

17,00 17,00 17,20 17,80 3,5 3,0 2,5 2,0 1,5 1,0 0,5 Milhões de Toneladas Milho-Análise DE OLHO NOS ESTADOS UNIDOS: Na primeira semana de outubro, os principais contratos futuros do milho sofreram queda na Bolsa de Chicago. O contrato para dezembro/13 apresentou

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica Boletim n.51, Outubro, AGROPECUÁRIA. Análise do segundo trimestre de 2012 e primeiro semestre de 2012

Boletim de Conjuntura Econômica Boletim n.51, Outubro, AGROPECUÁRIA. Análise do segundo trimestre de 2012 e primeiro semestre de 2012 Tonin et al. 37 CONJUNTURA ECONÔMICA Boletim de Conjuntura Econômica Boletim n.51, Outubro, 2012 5 AGROPECUÁRIA Análise do segundo trimestre de 2012 e primeiro semestre de 2012 Julyerme Matheus Tonin Professor

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: ABRIL/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 12/12/2014 a 18/12/2014 PREZADOS AMIGOS: ESTE É O NOSSO ÚLTIMO BOLETIM

Leia mais

Grãos CBOT. 31 de março de 2014

Grãos CBOT. 31 de março de 2014 Comentários de Encerramento de Mercado Grãos CBOT 31 de março de 2014 Milho Os aguardados relatórios de estoques trimestrais e de área plantada revelaram algumas surpresas modestas hoje, com os futuros

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 10 de fevereiro de 2012 Número: 189

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 10 de fevereiro de 2012 Número: 189 Soja - Análise BOLETIM SEMANAL ALÍVIO DA CHUVARADA: Desde o último levantamento de colheita, 02/02, boas notícias vieram do campo com a diminuição das chuvas, e em algumas regiões, ocorreu até o cessamento

Leia mais

CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 31/03/2016

CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 31/03/2016 SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 31/03/2016 ANO 2 Nº17 A colheita praticamente finalizada em Mato Grosso e o recuo do dólar têm contribuído para o movimento de baixa dos preços, mesmo com a

Leia mais

R$ 41,60 R$ 40,90. Fonte: Imea

R$ 41,60 R$ 40,90. Fonte: Imea Soja - Análise BOLETIM SEMANAL PROCESSAMENTO DE SOJA: A indústria brasileira perde competitividade para outros países devido à alta carga tributária no óleo e farelo de soja, também por questões de logística,

Leia mais

R$ 24,20 R$ 22,20 R$ 21,

R$ 24,20 R$ 22,20 R$ 21, Milho - Análise CHEGANDO AO FIM: Com 80,1% da área de milho 2ª safra colhida torna-se mais evidente que a safra 11/12 será a maior da história, elevando o Brasil como salvador do mercado internacional,

Leia mais

BOLETIM DO MILHO Nº 13

BOLETIM DO MILHO Nº 13 BOLETIM DO MILHO Nº 13 COMERCIALIZAÇÃO O acompanhamento semanal de safras do DERAL indica que foram comercializadas, no Paraná, até o momento, 10,4 milhões de toneladas de milho, o que representa 73% da

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 24/05/2013 a 30/05/2013 Prof. Dr. Argemiro Luís Brum 1 Prof. Ms.

Leia mais

SOJA MERCADO INTERNO

SOJA MERCADO INTERNO SOJA MERCADO INTERNO O preço médio da saca de soja em MS apresentou recuo na primeira quinzena de abril deste ano.a desvalorização da oleaginosa chegou a 4,63% em relação ao dia 01/Abr, o produto está

Leia mais

SEAB Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento DERAL - Departamento de Economia Rural. MILHO PARANENSE - SAFRA 2013/14 Novembro de 2013

SEAB Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento DERAL - Departamento de Economia Rural. MILHO PARANENSE - SAFRA 2013/14 Novembro de 2013 MILHO PARANENSE - SAFRA 2013/14 Novembro de 2013 A estimativa para a 1ª safra de milho, temporada 2013/14, aponta uma redução de aproximadamente 180 mil hectares, que representa um decréscimo de 23% em

Leia mais

Os preços médios da soja pago aos produtores familiares pelas cooperativas

Os preços médios da soja pago aos produtores familiares pelas cooperativas Soja Os preços médios da soja pago aos produtores familiares pelas cooperativas apresentaram queda no primeiro mês de 2014, como mostra a Tabela 1. O estado de Minas Gerais foi o único que apresentou variação

Leia mais

Soja-Comercialização Safra 2011/12 e Cenario 2012/13. NILVA CLARO COSTA nilva.claro@conab.gov.br

Soja-Comercialização Safra 2011/12 e Cenario 2012/13. NILVA CLARO COSTA nilva.claro@conab.gov.br Soja-Comercialização Safra 2011/12 e Cenario 2012/13 NILVA CLARO COSTA nilva.claro@conab.gov.br Comercialização Safra-2011/12 60,00 55,00 50,00 45,00 40,00 35,00 30,00 25,00 20,00 S oja Grã o P re ços

Leia mais

BOLETIM SEMANAL R$60,75 R$59,17 R$58,00

BOLETIM SEMANAL R$60,75 R$59,17 R$58,00 28/4 30/4 2/5 4/5 6/5 8/5 10/5 12/5 14/5 16/5 18/5 20/5 22/5 Contratos Negociados (x 1000) BOLETIM SEMANAL Soja Análise GASTOS ELEVADOS: Na última semana o Imea divulgou a estimativa para o custo de produção

Leia mais

Mamona Período: janeiro de 2015

Mamona Período: janeiro de 2015 Mamona Período: janeiro de 2015 Quadro I: preço pago ao produtor Centro de Produção UF Unidade 12 meses (a) Média de Mercado 1 mês (b) Mês atual (c) Preço mínimo Var % (c/a) Irecê BA 60kg 96,02 79,16 76,18

Leia mais

Redução na produção mundial e brasileira e aumento no consumo trazem preços maiores aos agricultores

Redução na produção mundial e brasileira e aumento no consumo trazem preços maiores aos agricultores Redução na produção mundial e brasileira e aumento no consumo trazem preços maiores aos agricultores Safra mundial menor em 2007/08 Na safra 2007/08, o mundo deve colheu apenas 118,86 milhões de sacas

Leia mais

CONSIDERAÇÕES FINAIS

CONSIDERAÇÕES FINAIS RESUMO Resumo de tudo o que é relevante para o mercado de soja Click para mais info Dados de projeções da USDA para o mundo Click para mais info BRASIL Dados de projeções da CONAB para o Brasil Click para

Leia mais

Gerenciamento de risco no agronegócio Ivan Wedekin

Gerenciamento de risco no agronegócio Ivan Wedekin Gerenciamento de risco no agronegócio Ivan Wedekin Junho de 2008 Assim caminha a humanidade 1. O consumidor é o grande beneficiário da inovação tecnológica no agronegócio. 2. Mais integração e adensamento

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise. 25 de fevereiro de 2011 Número: 141. É mesmo

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise. 25 de fevereiro de 2011 Número: 141. É mesmo Milho - Análise É mesmo MILHO COMPROMETIDO EM PLENO PLANTIO: O Imea realizou na semana o primeiro levantamento de comercialização de milho da corrente safra e o volume comprometido alcança 28,8% no mês

Leia mais

Série histórica dos estoques mundiais Arroz 2005/ / / / / /2011

Série histórica dos estoques mundiais Arroz 2005/ / / / / /2011 BOLETIM CUSTO E PREÇO Balanço Fevereiro 2011 ARROZ: Os preços de arroz em casca mostram-se praticamente estáveis no mês de fevereiro. Na terceira semana do mês, as cotações na Região Sul aumentaram, em

Leia mais

INFORMATIVO AGRÍCOLA

INFORMATIVO AGRÍCOLA INFORMATIVO AGRÍCOLA JUN 2013 113/ Ano 03 Destaques: 1 Treinamento Técnico Comercial da Unifertil Conjuntural Agropecuário do RS Fonte: Emater-RS Trigo: O plantio da safra 2013 teve importante impulso

Leia mais

8 de agosto de 2014/ nº 315

8 de agosto de 2014/ nº 315 mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 mai/14 jun/14 jul/14 Milhões de toneladas 8 de agosto de 2014/ nº 315 Vendas atualizadas: Na última semana os dados de comercialização da soja em Mato Grosso tiveram seus números

Leia mais

Boletim do Complexo soja

Boletim do Complexo soja Boletim do Complexo soja 1. Grão: No mês de fevereiro houve um aumento no preço médio em quase todos os estados, com exceção de Santa Catarina. O estado que obteve a maior média foi o do Paraná R$ 57,31/sc,

Leia mais

virtude plantio dos do plantio. pouco mais chuvas Estado realizados. na região. CENTRO SUL: com nos meses (US$/bs) pontos de oscilações, visto

virtude plantio dos do plantio. pouco mais chuvas Estado realizados. na região. CENTRO SUL: com nos meses (US$/bs) pontos de oscilações, visto BOLETIM SEMANAL COM O PÉ DIREITO: A primeira semana de trabalhos no campo foi benéfica para o plantio da oleaginosa, isso em virtude da intensificação das chuvas. O clima foi tão benéfico que até municípios

Leia mais

Cenários de Soja e Milho para 2013. Novembro 2012

Cenários de Soja e Milho para 2013. Novembro 2012 Cenários de Soja e Milho para 2013 Novembro 2012 Milho milhões t. Milho / EUA - Produção Expectativa inicial (Pré-Plantio) 376 282 268 331 307 333 316 314 (104) 272 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11

Leia mais

FLÁVIO ROBERTO DE FRANÇA JUNIOR

FLÁVIO ROBERTO DE FRANÇA JUNIOR FLÁVIO ROBERTO DE FRANÇA JUNIOR ECONOMISTA PELA UNIVERSIDDE FEDERAL DO PARANÁ ESPECIALIZAÇÃO EM MERCADOS FUTUROS PELA UFPR ATUA HÁ 22 ANOS EM ANÁLISE AGROECONÔMICA ANALISTA SENIOR E ESPECIALISTA EM SOJA

Leia mais

MILHO: MERCADO E PERSPECTIVAS FUTURAS. Carlos Cogo

MILHO: MERCADO E PERSPECTIVAS FUTURAS. Carlos Cogo MILHO: MERCADO E PERSPECTIVAS FUTURAS Carlos Cogo CENÁRIOS PARA A ECONOMIA MUNDIAL Saída dos EUA da Parceria Transpacífica (TPP) compõem a parceria Japão, Canadá, México, Austrália, Vietnã, Malásia, Peru,

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 22/05/2015 a 28/05/2015 Prof. Dr. Argemiro Luís Brum 1 Fabiani Schemmer

Leia mais

16 de setembro de 2016/ nº 421

16 de setembro de 2016/ nº 421 Milhões de toneladas 43,6 43,6 43,6 59,7 55,8 52,3 59,7 56,2 53,1 58,4 56,5 54,0 103,0 105,6 103,0 110,5 101,0 114,3 16 de setembro de 2016/ nº 421 Novos dados: Nesta semana o Imea divulgou novos números

Leia mais

Balanço 2016 Perspectivas Cana-de-açúcar

Balanço 2016 Perspectivas Cana-de-açúcar Cana-de-açúcar 85 86 Balanço 2016 Perspectivas 2017 Perspectivas 2017 DÉFICIT NA PRODUÇÃO MUNDIAL DE AÇÚCAR, AUMENTO DA DEMANDA E QUEDA NOS ESTOQUES MANTERÃO TENDÊNCIA DE PREÇOS ALTOS A perspectiva é de

Leia mais

14,25 14,00 13,75 13,50 13,25 13,00 12,75 12, fev

14,25 14,00 13,75 13,50 13,25 13,00 12,75 12, fev 25-fev 27-fev 1-mar 3-mar 5-mar 7-mar 9-mar 11-mar 13-mar 15-mar 17-mar 19-mar 21-mar 23-mar 25-mar Soja - Análise BOLETIM SEMANAL NO COMPASSO DA COMERCIALIZAÇÃO: Mato Grosso comercializou até o dia 24

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: MARÇO/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 26 de abril de 2013 Número: 250

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 26 de abril de 2013 Número: 250 Soja - Análise BOLETIM SEMANAL CUSTANDO CARO: Outro fator impulsiona a expectativa do produtor quanto à alta nos preços da soja para esta safra, o custo de produção, que foi pressionado principalmente

Leia mais

MERCADO DE GRÃOS, FARELOS E ANIMAIS DE REPOSIÇÃO EM MATO GROSSO

MERCADO DE GRÃOS, FARELOS E ANIMAIS DE REPOSIÇÃO EM MATO GROSSO MERCADO DE GRÃOS, FARELOS E ANIMAIS DE REPOSIÇÃO EM MATO GROSSO Abril/2013 1 Custo total do confinamento 0,02 65% é o custo com a aquisição do animal 3,85 9,07 0,96 1. MANEJO SANITÁRIO E REPRODUTIVO 2.

Leia mais

Importações no período acumulado de janeiro até dezembro de 2015.

Importações no período acumulado de janeiro até dezembro de 2015. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de dezembro de 2015. Total das exportações do Rio Grande

Leia mais

Acompanhamento de Safra Milho-2016

Acompanhamento de Safra Milho-2016 Acompanhamento de Safra Milho-2016 Entre os dias 01 e 04 de agosto foram visitadas propriedades, nos principais municípios produtores do estado, para o acompanhamento do desenvolvimento do milho 2ª safra.

Leia mais

:: ACOMPANHAMENTO DE SAFRA - SOJA /2016

:: ACOMPANHAMENTO DE SAFRA - SOJA /2016 :: ACOMPANHAMENTO DE SAFRA - SOJA - 2015/2016 Entre os dias 14 e 17 de março, foram realizadas entrevistas em propriedades dos principais municípios produtores de soja do estado, com objetivo de obter

Leia mais

TRIGO Período de 03 a 07/08/2015

TRIGO Período de 03 a 07/08/2015 TRIGO Período de 03 a 07/08/205 Tabela I - PREÇO PAGO AO PRODUTOR (em R$/60 kg) Centro de Produção Unid. 2 meses Períodos anteriores mês (*) semana Preço PR 60 kg 34,43 34,35 34,42 34,30 Semana Atual Preço

Leia mais