AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado"

Transcrição

1 AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mês de referência: NOVEMBRO/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas de comercialização de farelo e óleo, em equivalente soja em grão, posto indústria 3. Prêmios Produtos do complexo agroindustrial da soja 4. Preços FOB para farelo, grão e óleo (primeiro embarque) III - Gráficos SOJA / ÓLEO / FARELO 1. Evolução de preços nos últimos três anos CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural ANÁLISE CEPEA Os preços da soja registraram fortes oscilações no correr de novembro, acumulando perdas expressivas nos mercados internos e externos, conforme pesquisas do Cepea. Para o Brasil, as cotações cederam mesmo diante da baixa liquidez tanto para pronta-entrega quanto para os negócios antecipados da nova safra. Vale ressaltar, no entanto, que os preços no Brasil foram praticamente nominais, com produtores brasileiros focados no plantio da nova temporada, que seguiu sem grandes preocupações em quase todas as regiões brasileiras. O Brasil, de modo geral, finalizou novembro com apenas cerca de 5% da soja da temporada 2010/11 para ser comercializada, segundo informações levantadas pelo Cepea junto a colaboradores. Os preços oferecidos por compradores e pedidos por vendedores, no entanto, permaneceram distantes, dificultando os novos fechamentos. Quanto à nova safra, segundo agentes colaboradores do Cepea, aproximadamente 85% da área de soja já havia sido semeada no Brasil até final de novembro. Nas regiões de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná faltavam cerca 5% para ser semeada. No estado de São Paulo, 87% da área já havia sido plantada, em Goiás, cerca de 90% e, no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, 80%.

2 Em concordância com os dados do Cepea, a Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná (Seab/Deral) divulgou, no dia 28, que 98% da área de soja da safra 2011/12 havia sido semeada no estado, com 21% da safra já comprometida. De modo geral, o clima esteve favorável ao cultivo e desenvolvimento das lavouras de soja em praticamente todo o mês na América do Sul. Na Argentina, cerca de 56% da área estimada havia sido cultivada até o final de novembro, com expectativa de safra recorde no país algumas consultorias também esperam produção recorde no Brasil. Diante disso, agentes, especialmente compradores, estiveram cautelosos em negociar novos lotes, tanto no mercado futuro quanto no spot. Em novembro, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (produto transferido para armazéns do porto de Paranaguá) em dólar (moeda prevista nos contratos futuros da BM&FBovespa) caiu expressivos 9%, fechando o mês a US$ 26,43/sc de 60 kg. Em moeda nacional, o Indicador recuou 2,8% e finalizou o mês a R$ 47,82/sc. Quanto à média ponderada das regiões paranaenses, refletida no Indicador CEPEA/ESALQ, finalizou em R$ 44,83/sc, com queda de 1% entre outubro e novembro. Na média das regiões acompanhadas pelo Cepea, as cotações (em reais) no mercado de balcão (ao produtor) recuaram 1,7%. No mercado de lotes (negociações entre empresas), a queda foi de 1,9%. Na BM&FBovespa, o único vencimento em aberto, Maio/12, do contrato com liquidação financeira registrou queda de 6,1% em novembro, fechando a US$ 25,80/sc de 60 kg no dia 30. No mercado de derivados, para o farelo de soja, na média entre as regiões acompanhadas pelo Cepea, os valores caíram 3,6% no acumulado de novembro. Para o óleo de soja, com referência o produto posto na cidade de São Paulo, com 12% de ICMS, houve desvalorização de 6%, finalizando em R$ 2.223,66/t. Na Bolsa de Chicago (CME/CBOT), os contratos futuros da soja caíram em novembro. O contrato Jan/12 da soja em grão fechou a US$ 11,3125/bushel (US$ 24,94/sc de 60 kg) no dia 30, recuo de 6,3% no acumulado de novembro. O contrato Dez/11 do óleo de soja finalizou a US$ 0,4927/lp (US$ 1.086,21/t), queda de 3,7% no mês. Para o farelo de soja, o vencimento Dez/11 caiu 8,1%, indo para US$ 290,4/tonelada curta (US$ 320,11/t) no mesmo período. Em relação aos prêmios brasileiros, para embarque em Mar/12 da soja em grão por Paranaguá, o prêmio ficou em 47 centavos de dólar por bushel para o comprador e 50 para o vendedor no dia 30 de novembro, contra 36 centavos de dólar por bushel para o comprador e 38 centavos de dólar por bushel para o vendedor no dia 31 de outubro. O valor FOB do embarque Mar/12 por Paranaguá foi cotado a US$ 26,24/sc de 60 kg no dia 30, queda de 5,7% no mês. Entre os derivados, o embarque Dez/11 do farelo de soja apresentou queda de 11,7% no acumulado do mês e foi cotado a US$ 322,97/t no dia 30 de novembro. Para o óleo de soja, o embarque Dez/11 para fechou a US$ 1.107,16/t, baixa de 2,3% no mesmo período. Quanto às exportações brasileiras, durante este ano, alguns embarques de soja e derivados foram postergados, especialmente devido a diversos problemas no porto de Paranaguá. Com isso, em novembro, os embarques de soja em grão voltaram a crescer, ao contrário do observado em anos anteriores, levando a recorde de

3 volume exportado no mês. Quanto aos derivados, as quantidades foram as maiores desde nov/05 e, em valor, chegaram a níveis recordes. Dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior (Secex) apontaram que, em novembro, as exportações de soja em grão foram de 1,76 milhão de toneladas, avanço de 24,5% sobre out/11 e de quase cinco vezes sobre nov/10. No ano, o total é de 31,52 milhões de toneladas, um recorde e 9,5% maior que o observado na parcial de Em valores, as exportações de soja em grão renderam US$ 15,63 bilhões, 48,1% a mais que em igual período de 2010 e também recorde para o período. Quanto aos embarques de óleo de soja, no mês de novembro saíram de portos brasileiros 166,1 mil toneladas, expressivos 151,3% acima da quantidade observada em outubro e 37,1% a mais que o observado em nov/10. Neste ano, as exportações somam 1,45 milhão de toneladas, 7,86% acima do acumulado na parcial de 2010 é a maior quantidade para o período desde Em valores, os embarques de nov/11 renderam US$ 187,2 milhões, um recorde para o mês. No ano, o total é US$ 1,77 bilhão, perdendo apenas para a parcial de 2008, de US$ 1,91 bilhão. De farelo de soja, foram embarcadas em novembro 1,2 milhão de toneladas, ficando atrás apenas dos embarques de nov/05, quando se considera apenas o mês de novembro. Em relação a out/11, houve decréscimo de 13,1%, mas o volume superou em 13,6% o de nov/11. No acumulado do ano, as exportações somam 13,38 milhões de toneladas, 4,61% a mais que no mesmo período de 2010, gerando divisas de US$ 5,34 bilhões, um recorde para o período 19,1% acima das de Análise sobre o mercado de milho elaborada pelo Cepea. Equipe: Prof. Dr. Lucilio R. Alves, Ana Amélia Zinsly, Renata Maggian, Debora Kelen Pereira da Silva,Guilherme Martins Corder, Aline Fidelis e Julia B. Alcarde. Contato: II - Séries Estatísticas Cepea 1. Diferenciais de preços (Indicador e praças) SOJA Indicador de preços da soja CEPEA/ESALQ - média mensal: R$ 45,35/sc ou US$ 25,34/sc Diferenciais (em valor) Região/Praça R$ US$ Passo Fundo RS 0,101 0,056 Ijuí RS -0,132-0,074 Sudoeste Paraná 0,627 0,350 Oeste Paraná 0,627 0,350 Norte Paraná 0,923 0,515 Sorriso MT 7,162 3,999

4 Ponta Grossa PR -0,004-0,002 Paranaguá -2,387-1,333 Fonte: Cepea/Esalq Nota: Diferencial = Indicador Região; saca de 60 kg 2. Estimativa do valor das alternativas de comercialização de farelo e óleo, em equivalente soja em grão, posto indústria Derivados (US$/t) Farelo interno externo Óleo interno 443,31 423,82 externo 594,92 575,43 Fonte: Cepea/Esalq Obs: Porto de referência: Paranaguá Bolsa de referência: CBOT Região de referência: Oeste do Paraná Embarque em Jan/12 Grão Externo: US$ 411,73/ tonelada Interprete-se: o maior valor indica a opção mais atrativa de comercialização 3. Prêmios Produtos do complexo agroindustrial da soja Soja Farelo Óleo 64,03 (Dez/11) -3,35 (Dez/11) 0,35 (Dez/11) 44,55 (Mar/12) -0,56 (Jan/12) 0,21 (Jan/12) 33,23 (Abr/12) -1,18 (Fev/12) 0,22 (Fev/12) Elaboração Cepea/Esalq Obs: Porto de referência: Paranaguá Bolsa de referência: CBOT Prêmios sobre contratos Dez/11, Jan/12 e Fev/12 para o farelo e óleo e Dez/11, Mar/12 e Abr/12 para a soja. Unidades: Soja: centavos de dólar por bushel Farelo: dólar por tonelada curta Óleo: centavos de dólar por libra-peso

5 4. Preços FOB para farelo, grão e óleo (primeiro embarque) Soja (US$/saca de 60 Kg) Para embarque em Dez/11 Farelo (US$/t curta) Para embarque em Dez/11 Óleo (US$/t) Para embarque em Dez/11 27,21 325, ,33 Fonte: Cepea/Esalq Obs: Porto de Referência: Paranaguá Bolsa de Referência: CBOT Nota: valores desta tabela foram atualizados em 13/jan/2012. III Gráficos R$/sc 60 kg Evolução do Indicador da SOJA CEPEA/ESALQ - Paraná 30 j f m a m j j a s o n d Valores nominais à vista, média PR. Fonte: Cepea/ Esalq Evolução do preço do ÓLEO DE SOJA CEPEA/ESALQ R$/tonelada j f m a m j j a s o n d Óleo bruto degomado À vista, posto em SP, com 12% de ICMS. Fonte: Cepea/ Esalq

6 R$/tonelada Fonte: Cepea/ Esalq Evolução do preço do FARELO DE SOJA CEPEA/ESALQ Campinas j f m a m j j a s o n d Valores à vista, sem impostos

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: FEVEREIRO/2012 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: AGOSTO/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: ABRIL/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

Fechamento dos Mercados Segunda-feira 07/11/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif.

Fechamento dos Mercados Segunda-feira 07/11/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif. COMPLEXO SOJA CBOT - Soja (U$/Bushel = 27,216) Máx Min NOV 989,25 981,50 7,75 992,00 981,75 JAN 998,50 990,75 7,75 1.001,75 990,00 MAR 1005,50 997,25 8,25 1.007,75 996,25 MAI 1012,25 1004,00 8,25 1.014,25

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: JULHO/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: MARÇO/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

No mês de janeiro houve queda no preço médio em quase todos os estados, com exceção de Goiás.

No mês de janeiro houve queda no preço médio em quase todos os estados, com exceção de Goiás. BOLETIM DO COMPLEXO SOJA 1. Grão: No mês de janeiro houve queda no preço médio em quase todos os estados, com exceção de Goiás. Mesmo com a queda no preço Santa Catarina obteve a maior média de preços

Leia mais

REGIÕES DE MAIOR CONCENTRAÇÃO NA PRODUÇÃO DE SOJA NO BRASIL

REGIÕES DE MAIOR CONCENTRAÇÃO NA PRODUÇÃO DE SOJA NO BRASIL RELATÓRIO DA SAFRA DE SOJA E MILHO REGIÕES DE MAIOR CONCENTRAÇÃO NA PRODUÇÃO DE SOJA NO BRASIL Relatório do USDA traz levantamento das regiões de produção de soja no Brasil, com a concentração da produção

Leia mais

O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO

O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO A cultura da soja apresenta relevante importância para a economia brasileira, sendo responsável por uma significativa parcela na receita cambial do Brasil, destacando-se

Leia mais

ACOMPANHAMENTO DE SAFRA SOJA /2015

ACOMPANHAMENTO DE SAFRA SOJA /2015 ACOMPANHAMENTO DE SAFRA SOJA - 2014/2015 Entre os dias 23 e 26 de março foram visitadas propriedades distribuídas entre dezoito (18) municípios para o acompanhamento da safra de soja 2014/15 e acompanhamento

Leia mais

Fechamento dos Mercados Quinta-feira 13/10/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif.

Fechamento dos Mercados Quinta-feira 13/10/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif. COMPLEXO SOJA CBOT - Soja (U$/Bushel = 27,216) Máx Min NOV 956,25 945,50 10,75 959,50 937,25 JAN 964,75 953,50 11,25 967,50 945,25 MAR 971,00 960,25 10,75 974,00 952,00 MAI 978,00 967,25 10,75 980,50 959,75

Leia mais

1. Evolução dos Indicadores CEPEA/ESALQ dos etanóis anidro e hidratado (valores nominais)

1. Evolução dos Indicadores CEPEA/ESALQ dos etanóis anidro e hidratado (valores nominais) AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: OUTUBRO/2016 CEPEA AÇÚCAR & ETANOL I Análise Conjuntural II Séries Estatísticas 1. Relações de preços mercados interno e internacional (paridade

Leia mais

Os preços médios da soja pago aos produtores familiares pelas cooperativas

Os preços médios da soja pago aos produtores familiares pelas cooperativas Soja Os preços médios da soja pago aos produtores familiares pelas cooperativas apresentaram queda no primeiro mês de 2014, como mostra a Tabela 1. O estado de Minas Gerais foi o único que apresentou variação

Leia mais

SOJA. Queda de 1,21% no preço médio da saca em MS na terceira semana de setembro, a saca está

SOJA. Queda de 1,21% no preço médio da saca em MS na terceira semana de setembro, a saca está SOJA Queda de 1,21% no preço médio da saca em MS na terceira semana de setembro, a saca está cotada em R$ 71,50. No mês, o preço médio da saca acumula leve alta de 0,35%. Quando comparado a setembro do

Leia mais

mostra a Tabela 1. O estado do Rio Grande do Sul não acompanhou o cenário de queda

mostra a Tabela 1. O estado do Rio Grande do Sul não acompanhou o cenário de queda Soja Os preços médios da soja apresentaram pequena queda em fevereiro, como mostra a Tabela 1. O estado do Rio Grande do Sul não acompanhou o cenário de queda e apresentou variação positiva para fevereiro,

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: AGOSTO/2016 CEPEA AÇÚCAR & ETANOL I Análise Conjuntural II Séries Estatísticas 1. Relações de preços mercados interno e internacional (paridade

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: MAIO/2016 CEPEA AÇÚCAR & ETANOL I Análise Conjuntural II Séries Estatísticas 1. Relações de preços mercados interno e internacional (paridade

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: MAIO/2016 CEPEA - PECUÁRIA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de Preços Boi Gordo (SP) 2. Diferenciais de

Leia mais

Expansão industrial e maior oferta de raiz sustentam produção recorde de fécula em 2015

Expansão industrial e maior oferta de raiz sustentam produção recorde de fécula em 2015 Expansão industrial e maior oferta de raiz sustentam produção recorde de fécula em 2015 Quantidade de fécula produzida cresceu 17% e superou 750 mil toneladas em 2015 A produção brasileira de fécula cresceu

Leia mais

FERTILIZANTES E GLIFOSATO SOBEM MAIS DE 30% NA SAFRA 2007/08

FERTILIZANTES E GLIFOSATO SOBEM MAIS DE 30% NA SAFRA 2007/08 Custos Soja FERTILIZANTES E GLIFOSATO SOBEM MAIS DE 30% NA SAFRA 2007/08 Os reajustes de fertilizantes e glifosato da safra 2006/07 para a 2007/08 de soja no Centro-Oeste são históricos, ultrapassando

Leia mais

SOJA Período: 11 a 15/05/ meses mês semana. Períodos anteriores. Paridade Exportação Centro de Referência Unid Efetivo (1)

SOJA Período: 11 a 15/05/ meses mês semana. Períodos anteriores. Paridade Exportação Centro de Referência Unid Efetivo (1) SOJA Período: 11 a 15/05/2015 Centro de Produção Quadro I - PREÇO PAGO AO PRODUTOR (em R$) Unid Períodos anteriores 12 1 1 meses mês semana Média mercado Semana atual Composto atacado Preço Mínimo SORRISO-MT

Leia mais

Associação Brasileira dos Produtores de Soja

Associação Brasileira dos Produtores de Soja Associação Brasileira dos Produtores de Soja 1. PREVISÃO DE SAFRA E DESTINAÇÃO De acordo com o 7 Levantamento de safra 2015/16, publicado em abril pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a área

Leia mais

CEPEA ETANÓIS ANIDRO E HIDRATADO. 1. Evolução dos Indicadores CEPEA/ESALQ dos etanóis anidro e hidratado (valores nominais) I - Análise Conjuntural

CEPEA ETANÓIS ANIDRO E HIDRATADO. 1. Evolução dos Indicadores CEPEA/ESALQ dos etanóis anidro e hidratado (valores nominais) I - Análise Conjuntural AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência:fevereiro/2016 CEPEA - AÇÚCAR & ETANOL I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Relações de preços mercados interno e internacional

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA "LUIZ DE QUEIROZ"

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ O conteúdo deste arquivo foi elaborado pela equipe Cepea no início de março/2008. Neste arquivo: Produtores de Mato Grosso deixam de ganhar até 38% Vendas antecipadas diminuem lucro do produtor Colheita

Leia mais

SOJA MERCADO INTERNO

SOJA MERCADO INTERNO SOJA MERCADO INTERNO O preço médio da saca em MS recuou 0,94% entre 11 e 24 de janeiro e cotada a R$ 65,63, destaque negativo foi para Campo Grande onde a queda chegou a 2,24% com a saca negociada a R$

Leia mais

CONJUNTURA QUINZENAL 01 A 15/02/2016

CONJUNTURA QUINZENAL 01 A 15/02/2016 SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA QUINZENAL 01 A 15/02/2016 ANO 2 Nº14 A colheita avança e começa a derrubar os preços da soja em Mato Grosso. De acordo com dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária

Leia mais

Associação Brasileira dos Produtores de Soja

Associação Brasileira dos Produtores de Soja Associação Brasileira dos Produtores de Soja De acordo com o 5 Levantamento de safra 2015/16, publicado em fevereiro pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a área plantada deve crescer 3,6%

Leia mais

BOLETIM DO MILHO Nº 13

BOLETIM DO MILHO Nº 13 BOLETIM DO MILHO Nº 13 COMERCIALIZAÇÃO O acompanhamento semanal de safras do DERAL indica que foram comercializadas, no Paraná, até o momento, 10,4 milhões de toneladas de milho, o que representa 73% da

Leia mais

Boletim do Complexo soja

Boletim do Complexo soja Boletim do Complexo soja 1. Grão: No mês de fevereiro houve um aumento no preço médio em quase todos os estados, com exceção de Santa Catarina. O estado que obteve a maior média foi o do Paraná R$ 57,31/sc,

Leia mais

TRIGO Período de 27 a 30/07/2015

TRIGO Período de 27 a 30/07/2015 TRIGO Período de 27 a 30/07/205 Tabela I - PREÇO PAGO AO PRODUTOR (em R$/60 kg) Centro de Produção Unid. 2 meses Períodos anteriores mês (*) semana Preço PR 60 kg 34,43 34,35 34,45 34,42 Semana Atual Preço

Leia mais

informe Mercado do Leite Mercado da Carne Comentários Dicas Técnicas Eventos Edição 001 Julho 2016 Em Junho o preço do leite subiu em todos os estados

informe Mercado do Leite Mercado da Carne Comentários Dicas Técnicas Eventos Edição 001 Julho 2016 Em Junho o preço do leite subiu em todos os estados tudo sobre pecuária informe Você está recebendo o Nog Informe 001 o informativo da Nogueira Máquinas Agrícolas que será enviado mensalmente por via eletrônica. Nosso objetivo é mantê-lo informado sobre

Leia mais

BOLETIM CUSTO E PREÇO Balanço Janeiro 2011

BOLETIM CUSTO E PREÇO Balanço Janeiro 2011 BOLETIM CUSTO E PREÇO Balanço Janeiro 2011 ARROZ: Os preços de arroz em casca, cotados na terceira semana de janeiro de 2011, vem apresentando uma notável estabilidade, variando positivamente em 0,3% em

Leia mais

COMPLEXO SOJA. Fechamento dos Mercados Segunda-feira 03/08/15

COMPLEXO SOJA. Fechamento dos Mercados Segunda-feira 03/08/15 COMPLEXO SOJA CBOT - Soja (U$/Bushel = 27,216) Máx Min AGO 977,50 980,75-3,25 983,75 971,50 SET 945,00 953,25-8,25 953,50 939,50 NOV 935,50 940,25-4,75 942,25 926,25 JAN 941,00 945,75-4,75 947,75 931,75

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 23/09/2016 a 29/09/2016 Prof. Dr. Argemiro Luís Brum 1 Jaciele Moreira

Leia mais

Fonte: IMEA

Fonte: IMEA Milhares de toneladas Milho-Análise PREFERÊNCIA SOJA/MILHO: Todo inicio de safra o produtor mato- grossense tem três grandes opções de uso das suas áreas: algodão safra, soja e algodão 2 safra, e o mais

Leia mais

CONJUNTURA ECONÔMICA

CONJUNTURA ECONÔMICA CONJUNTURA ECONÔMICA O principal índice de inflação da economia brasileira, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor- Amplo (IPCA) foi 0,31% em maio, taxa superior ao mês de abril e inferior ao mesmo

Leia mais

Soja Mercado Interno

Soja Mercado Interno Soja Mercado Interno O preço médio da saca em MS avançou 2,96% entre 19 e 26 de setembro. A saca encerrou o período cotada a R$ 60,94. No acumulado do mês a alta foi de 6,21%. Já no comparativo com igual

Leia mais

O preço médio da soja pago aos produtores familiares pelas cooperativas

O preço médio da soja pago aos produtores familiares pelas cooperativas Soja O preço médio da soja pago aos produtores familiares pelas cooperativas apresentaram sinas de recuperação do mercado no mês de junho, como mostra a Tabela 1. O estado do Paraná foi o que apresentou

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 22/05/2015 a 28/05/2015 Prof. Dr. Argemiro Luís Brum 1 Fabiani Schemmer

Leia mais

BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Julho de 2013

BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Julho de 2013 BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Julho de 2013 Milho: O mês de julho foi marcado por preços em baixa no mercado doméstico e poucos negócios. Em Sorriso/MT apresentaram queda de 15,0% em relação ao mês junho, sendo

Leia mais

GIRASSOL Período: Julho de 2012

GIRASSOL Período: Julho de 2012 GIRASSOL Período: Julho de 2012 QUADRO I PREÇOS PAGO AO PRODUTOR (R$ 60/Kg) Centro de Referência Un Período Anteriores Período atual Variação (%) Julho/11 Julho/12 Preços Mínimos (60/Kg) Centro Sul 60

Leia mais

Preço médio da Soja em Mato Grosso do Sul Período de 10/06 á 14/06 - Em R$ por saca de 60 kg.

Preço médio da Soja em Mato Grosso do Sul Período de 10/06 á 14/06 - Em R$ por saca de 60 kg. SOJA» MERCADO INTERNO O período correspondente a segunda semana do mês de junho foi de ajuste nos preços do mercado interno da soja com leve desvalorização. Houve um recuo de 2,66% nos preços praticados

Leia mais

SEAB Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento DERAL - Departamento de Economia Rural. MILHO PARANENSE - SAFRA 2013/14 Novembro de 2013

SEAB Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento DERAL - Departamento de Economia Rural. MILHO PARANENSE - SAFRA 2013/14 Novembro de 2013 MILHO PARANENSE - SAFRA 2013/14 Novembro de 2013 A estimativa para a 1ª safra de milho, temporada 2013/14, aponta uma redução de aproximadamente 180 mil hectares, que representa um decréscimo de 23% em

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise. 25 de fevereiro de 2011 Número: 141. É mesmo

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise. 25 de fevereiro de 2011 Número: 141. É mesmo Milho - Análise É mesmo MILHO COMPROMETIDO EM PLENO PLANTIO: O Imea realizou na semana o primeiro levantamento de comercialização de milho da corrente safra e o volume comprometido alcança 28,8% no mês

Leia mais

Esalq a vista 148,77-0,77 149,54

Esalq a vista 148,77-0,77 149,54 COTAÇÕES AGRÍCOLAS SEMANAL SEMANA: 52 sexta-feira, 23 de dezembro de 216 BOI (contrato 33@) - Em R$/@ Esalq a vista 148,77 -,77 149,54 dez/16 149,59 -,12 149,5 149,99 1 2.59 149,71-39,6 jan/17 149,5 1,1

Leia mais

CONJUNTURA MENSAL MAIO

CONJUNTURA MENSAL MAIO SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA MENSAL MAIO ANO 1 Nº1 O mercado de soja tem observado movimentação de queda em seus preços, decorrente principalmente das evoluções no lado da oferta, tanto em âmbito nacional

Leia mais

Fechamento dos Mercados Sexta-feira 13/10/17 granoeste.com.br (45)

Fechamento dos Mercados Sexta-feira 13/10/17 granoeste.com.br (45) COMPLEXO SOJA CBOT - Soja (U$/Bushel = 27,216) Máx Min NOV 1000,25 992,00 8,25 1003,25 990,25 JAN 1010,25 1002,50 7,75 1013,00 1000,50 MAR 1019,25 1012,00 7,25 1022,25 1010,25 MAI 1.028,00 1.021,25 6,75

Leia mais

Soja. período cotada a R$ 58,41. No comparativo com igual período de 2016 houve recuo de 18,90% no

Soja. período cotada a R$ 58,41. No comparativo com igual período de 2016 houve recuo de 18,90% no Soja Mercado Interno O preço médio da saca em MS avançou 0,60% entre 30/ago e deste ano, encerrando o período cotada a R$ 58,41. No comparativo com igual período de 2016 houve recuo de 18,90% no preço

Leia mais

Tabela 1 - Preço médio da Soja em MS - Período: 02/06 á 06/06 junho de 2014 - Em R$ por saca de 60Kg. Praça 02/jun 03/jun 04/jun 05/jun 06/jun Var.

Tabela 1 - Preço médio da Soja em MS - Período: 02/06 á 06/06 junho de 2014 - Em R$ por saca de 60Kg. Praça 02/jun 03/jun 04/jun 05/jun 06/jun Var. SOJA» MERCADO INTERNO O preço da saca de 6 Kg de soja em grãos experimentou recuo na primeira semana de junho. A cotação média no dia 6/Jun foi de R$ 62,6, valor este 3,12% inferior ao verificado em 2/Jun.

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 20/11/2015 a 26/11/2015 Prof. Dr. Argemiro Luís Brum 1 Jaciele Moreira

Leia mais

CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 30/11/2015

CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 30/11/2015 SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 30/11/2015 ANO 1 Nº9 O ritmo intenso de plantio da soja em Mato Grosso ao longo de todo o mês de novembro contribuiu para que a marca de 95,6% fosse atingida

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise. 03 de fevereiro de 2012 Número: 188. É mesmo

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise. 03 de fevereiro de 2012 Número: 188. É mesmo 1000 t Milho - Análise BOLETIM SEMANAL É mesmo QUEDA BENÉFICA: Após uma semana de grandes oscilações da cotação internacional do milho, a cultura conseguiu mais uma semana de aumento substancial e começa

Leia mais

COMERCIALIZAÇÃO E CÂMBIO

COMERCIALIZAÇÃO E CÂMBIO COMERCIALIZAÇÃO E CÂMBIO: O último levantamento do Imea com relação ao quanto da nova safra já está comprometida, apontou evolução de 7,1% em outubro, 2,5% superior ao mesmo período do ano passado. Mas

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

AGROSAFRA SETEMBRO DE 2015

AGROSAFRA SETEMBRO DE 2015 AGROSAFRA SETEMBRO DE 2015 1. Indicadores da macroeconomia brasileira. 2. Agro-cotações no PR para soja, trigo e milho - anual e mensal. 3. Agro-cotações na CBOT (bolsa de Chicago) para soja, trigo e milho

Leia mais

Soja Análise da Conjuntura Agropecuária MUNDO SAFRA 2014/15

Soja Análise da Conjuntura Agropecuária MUNDO SAFRA 2014/15 Soja Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro de 2014 MUNDO SAFRA 2014/15 Devido ao aumento das cotações nas últimas safras, principalmente na comparação com o milho, o cultivo da soja vem aumentando

Leia mais

Trigo: Evolução dos preços recebidos pelos agricultores no PR e RS (jan/03 a abr/08) jan/07 mai/07. jan/06 set/06. set/05

Trigo: Evolução dos preços recebidos pelos agricultores no PR e RS (jan/03 a abr/08) jan/07 mai/07. jan/06 set/06. set/05 Trigo: Porque os preços estão subindo? Os agricultores brasileiros que ainda possuem trigo para vender estão recebendo atualmente um preço em reais, bem superior aos verificados nesta mesma época em anos

Leia mais

Edição 37 (Março2014)

Edição 37 (Março2014) Edição 37 (Março2014) Cenário Econômico: PIB brasileiro cresce 2,3% em 2013 e chega a R$ 4,8 trilhões A economia brasileira cresceu 0,7% no quarto trimestre de 2013, na comparação com os três meses anteriores,

Leia mais

Soja Mercado Interno

Soja Mercado Interno Soja Mercado Interno O preço médio da saca em MS avançou 3,16% no acumulado de setembro até o dia 19. A saca encerrou o período cotada a R$ 59,19. No comparativo com igual período de 2016 houve recuo de

Leia mais

Mamona Período: janeiro de 2016

Mamona Período: janeiro de 2016 Mamona Período: janeiro de 2016 Quadro I: preço pago ao produtor Centro de Produção UF Unidade 12 meses (a) Média de Mercado 1 mês (b) Mês atual (c) Preço mínimo Var % (c/a) Irecê BA 60kg 78,96 93,13 88,33

Leia mais

Informe UBABEF. Grãos. ANO 1 / NÚMERO 3 11 de NOVEMBRO de 2013

Informe UBABEF. Grãos. ANO 1 / NÚMERO 3 11 de NOVEMBRO de 2013 Informe UBABEF Grãos ANO 1 / NÚMERO 3 11 de NOVEMBRO de 2013 Mil toneladas Exportação Brasileira de Milho Milho: Exportações Mensais (1.000 toneladas) 2012 72.980 2013** 81.007 Exportações Mil ton 4.500

Leia mais

Farelo. Atacado. Ração. Varejo. Países

Farelo. Atacado. Ração. Varejo. Países Estrutura a apresentação AGROEGÓCIO DA SOJA MAURO OSAI TES/ESALQ e PESQUISADOR DO CEPEA Complexo agroindustrial da soja ormação de preço no Panorama mundial Principais produtores Principais exportadores

Leia mais

1- CENÁRIOS DO MERCADO E PREÇOS PARA SOJA, MILHO E TRIGO SAFRA 2014/15.

1- CENÁRIOS DO MERCADO E PREÇOS PARA SOJA, MILHO E TRIGO SAFRA 2014/15. 1- CENÁRIOS DO MERCADO E PREÇOS PARA SOJA, MILHO E TRIGO SAFRA 2014/15. 1.1 - SOJA No caso da soja a produção mundial nas últimas 2 safras aumentou em 17% e a produção prevista para 2014/15 pelo Departamento

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise. 27 de abril de 2012 Número: 200

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise. 27 de abril de 2012 Número: 200 Milhões t Milho - Análise GRANDE OFERTA: Os preços do milho continuam em queda constante, desde quando os principais países produtores do mundo (exceto Argentina) anunciaram aumentar a produção e, em contrapartida,

Leia mais

BOLETIM DO. SUÍNO nº 78 FEVEREIRO

BOLETIM DO. SUÍNO nº 78 FEVEREIRO BOLETIM DO SUÍNO nº 78 FEVEREIRO 2017 O mercado em fevereiro Pela segunda vez na história, o preço do quilo do suíno vivo ultrapassou os cinco reais no correr de fevereiro, na maioria das praças pesquisadas

Leia mais

CUSTOS TRIMESTRAIS GRÃOS MARÇO/17 - ANO 10 - EDIÇÃO 21

CUSTOS TRIMESTRAIS GRÃOS MARÇO/17 - ANO 10 - EDIÇÃO 21 CUSTOS TRIMESTRAIS MARÇO/17 - ANO 10 - EDIÇÃO 21 CUSTOS TRIMESTRAIS MARÇO - 2017 Safra 2016/17 indica margem positiva com soja O preço de nivelamento (valor mínimo para cobrir o custo operacional efetivo

Leia mais

SAFRAS PERSPECTIVAS PARA A SOJA EM 2009

SAFRAS PERSPECTIVAS PARA A SOJA EM 2009 SAFRAS & Mercado PERSPECTIVAS PARA A SOJA EM 2009 1700 1600 1500 1400 SOJA - CBOT X PETRÓLEO - NYMEX 1658,00 Soja 145,45 Petróleo 150 140 130 120 US$ cents/bushel 2008 16-jan 31-jan 14-fev 29-fev 14-mar

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise 29/7 31/7 2/8 4/8 6/8 8/8 10/8 12/8 14/8 16/8 18/8 20/8 22/8 Contratos Negociados (x 1000) Cents US$/bu Soja Análise BOLETIM SEMANAL RELAÇÃO DE ESMAGAMENTO: O esmagamento efetivo de soja em Mato Grosso

Leia mais

CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 31/03/2016

CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 31/03/2016 SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA QUINZENAL 16 A 31/03/2016 ANO 2 Nº17 A colheita praticamente finalizada em Mato Grosso e o recuo do dólar têm contribuído para o movimento de baixa dos preços, mesmo com a

Leia mais

Esalq a vista 150,67-0,02 150,69

Esalq a vista 150,67-0,02 150,69 COTAÇÕES AGRÍCOLAS SEMANAL SEMANA: 43 sexta-feira, 21 de outubro de 216 BOI (contrato 33@) - Em R$/@ Esalq a vista 15,67 -,2 15,69 out/16 15,81 -,76 15,7 151, 263 9.546 151,57-25,8 nov/16 152,2 -,58 151,7

Leia mais

FUNDAMENTOS ECONÔMICOS E TENDÊNCIAS 2017 PAULO MOLINARI. Safras & Mercado Paulo Molinari

FUNDAMENTOS ECONÔMICOS E TENDÊNCIAS 2017 PAULO MOLINARI. Safras & Mercado Paulo Molinari cmasafras11 FUNDAMENTOS ECONÔMICOS E TENDÊNCIAS 2017 PAULO MOLINARI Safras & Mercado Paulo Molinari GRANDES QUESTÕES 2017 Situação econômica - Demanda e câmbio Safras da América do Sul 2017 nos Estados

Leia mais

BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Fevereiro de 2014

BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Fevereiro de 2014 BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Fevereiro de 2014 Milho: Em fevereiro, os preços do milho apresentaram fortes altas no mercado interno, devido, principalmente, às condições climáticas adversas em muitas regiões

Leia mais

17,00 17,00 17,20 17,80 3,5 3,0 2,5 2,0 1,5 1,0 0,5

17,00 17,00 17,20 17,80 3,5 3,0 2,5 2,0 1,5 1,0 0,5 Milhões de Toneladas Milho-Análise DE OLHO NOS ESTADOS UNIDOS: Na primeira semana de outubro, os principais contratos futuros do milho sofreram queda na Bolsa de Chicago. O contrato para dezembro/13 apresentou

Leia mais

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas quarta-feira, 11 de setembro de 2013 CAFÉ CAFÉ Bolsas Venc Ajuste Máx BM&F Mín Variação Venc Ajuste ICE FUTURES Máx Mín Variação SET13 135,85 0,00 0,00-1,65 SET13 112,35 114,60 114,60-1,50

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 24/08/2012 a 30/08/2012 Prof. Dr. Argemiro Luís Brum 1 Emerson Juliano

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica Boletim n.51, Outubro, AGROPECUÁRIA. Análise do segundo trimestre de 2012 e primeiro semestre de 2012

Boletim de Conjuntura Econômica Boletim n.51, Outubro, AGROPECUÁRIA. Análise do segundo trimestre de 2012 e primeiro semestre de 2012 Tonin et al. 37 CONJUNTURA ECONÔMICA Boletim de Conjuntura Econômica Boletim n.51, Outubro, 2012 5 AGROPECUÁRIA Análise do segundo trimestre de 2012 e primeiro semestre de 2012 Julyerme Matheus Tonin Professor

Leia mais

SOJA MERCADO INTERNO

SOJA MERCADO INTERNO SOJA MERCADO INTERNO O preço médio da saca de soja em MS apresentou recuo na primeira quinzena de abril deste ano.a desvalorização da oleaginosa chegou a 4,63% em relação ao dia 01/Abr, o produto está

Leia mais

esta semana, porém as chuvas ininterruptas dificultaram os trabalhos. O descompasso de colheita já chega a 16 pontos

esta semana, porém as chuvas ininterruptas dificultaram os trabalhos. O descompasso de colheita já chega a 16 pontos Soja - Análise CHOVE CHUVA: Meados de fevereiro é um período importante para a colheita de soja, pois espera-se que todos os municípios estejam colhendo de maneira intensa, momento este conhecido por boca

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 12/12/2014 a 18/12/2014 PREZADOS AMIGOS: ESTE É O NOSSO ÚLTIMO BOLETIM

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 10 de fevereiro de 2012 Número: 189

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 10 de fevereiro de 2012 Número: 189 Soja - Análise BOLETIM SEMANAL ALÍVIO DA CHUVARADA: Desde o último levantamento de colheita, 02/02, boas notícias vieram do campo com a diminuição das chuvas, e em algumas regiões, ocorreu até o cessamento

Leia mais

É mesmo R$ 24,00 R$ 22,00 R$ 20,00 R$ 18,00 R$ 16,00 R$ 14,00 R$ 12,00. Fonte: Imea. Milhões

É mesmo R$ 24,00 R$ 22,00 R$ 20,00 R$ 18,00 R$ 16,00 R$ 14,00 R$ 12,00. Fonte: Imea. Milhões Toneladas Milhões BOLETIM SEMANAL Milho - Análise É mesmo POTENTE E PRECOCE: A poucas semanas do encerramento da colheita do milho e praticamente com 5% de estoque da safra 2010/11, as movimentações para

Leia mais

COMERCIALIZAÇÃO A PREÇO BAIXO:

COMERCIALIZAÇÃO A PREÇO BAIXO: R$/sc Soja - Análise BOLETIM SEMANAL COMERCIALIZAÇÃO A PREÇO BAIXO: Independentemente da fase de desenvolvimento em que se encontre a lavoura, a comercialização da safra acompanha todos os estágios. Nesse

Leia mais

BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Agosto de 2012

BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Agosto de 2012 BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Agosto de 2012 Milho: Em Unaí (MG), a elevação registrada na cotação em relação ao mês de julho foi de 17,4%. Desta forma, o valor da saca de 60 quilos de milho passou para R$ 28,20.

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise

BOLETIM SEMANAL. Milho - Análise 3-jan-12 4-jan-12 5-jan-12 6-jan-12 7-jan-12 8-jan-12 9-jan-12 10-jan-12 11-jan-12 12-jan-12 13-jan-12 14-jan-12 15-jan-12 16-jan-12 17-jan-12 18-jan-12 19-jan-12 É mesmo CADÊ A SEMENTE?: O principal insumo

Leia mais

PELA PRIMEIRA VEZ, ARROBA SOBE MAIS QUE CUSTO NO 1º SEMESTRE

PELA PRIMEIRA VEZ, ARROBA SOBE MAIS QUE CUSTO NO 1º SEMESTRE Resumo da evolução dos custos em Junho/08 PELA PRIMEIRA VEZ, ARROBA SOBE MAIS QUE CUSTO NO 1º SEMESTRE Pela primeira vez, a arroba do boi gordo no primeiro semestre do ano teve alta superior ao do Custo

Leia mais

Acompanhamento de Safra Milho-2016

Acompanhamento de Safra Milho-2016 Acompanhamento de Safra Milho-2016 Entre os dias 01 e 04 de agosto foram visitadas propriedades, nos principais municípios produtores do estado, para o acompanhamento do desenvolvimento do milho 2ª safra.

Leia mais

R$ 18,11 R$ 17,

R$ 18,11 R$ 17, Jan/10 Fev/10 Mar/10 Abr/10 Mai/10 Jun/10 Jul/10 Ago/10 Set/10 Jan/11 Fev/11 Mar/11 Abr/11 Mai/11 Jun/11 Jul/11 Ago/11 Set/11 BOLETIM SEMANAL É mesmo MOMENTO ZEN: A ausência de negócios em Mato Grosso,

Leia mais

Acompanhamento de Safra Soja-2016/2017

Acompanhamento de Safra Soja-2016/2017 Acompanhamento de Safra Soja-2016/2017 Na 1ª semana de março foram realizados contatos com empresas de assistência técnica do estado, representantes sindicais e representantes de empresas privadas dos

Leia mais

TRIGO Período de 25 a 29/04/2016

TRIGO Período de 25 a 29/04/2016 TRIGO Período de 25 a 29/04/206 Tabela I - PREÇO PAGO AO PRODUTOR (em R$/60 kg) Centro de Produção Unid. 2 meses Períodos anteriores mês (*) semana Preço PR 60 kg 33,89 40,3 4,45 4,60 Semana Atual Preço

Leia mais

PRODUÇÃO É A MENOR EM 7 ANOS, MAS VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO É O 2º MAIOR DA HISTÓRIA

PRODUÇÃO É A MENOR EM 7 ANOS, MAS VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO É O 2º MAIOR DA HISTÓRIA PRODUÇÃO É A MENOR EM 7 ANOS, MAS VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO É O 2º MAIOR DA HISTÓRIA Dr. Lucilio Rogerio Alves Professor da Esalq/USP; coordenador Mandioca/Cepea Fábio Isaias Felipe Pesquisador Cepea mancepea@usp.br

Leia mais

BOI GORDO (Arroba) BOI GORDO (Arroba)

BOI GORDO (Arroba) BOI GORDO (Arroba) BOI GORDO (Arroba) Segunda-feira Terça- feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira AMARGOSA 95,00 95,00 95,00 95,00 95,00 BARREIRAS 87,00 87,00 87,00 87,00 87,00 FEIRA DE SANTANA 93,00 93,00 93,00 93,00

Leia mais

É mesmo R$ 17,00 R$ 16,50 R$ 15,50 R$ 15,00 R$ 14,50 R$ 14,00

É mesmo R$ 17,00 R$ 16,50 R$ 15,50 R$ 15,00 R$ 14,50 R$ 14,00 Milhões de toneladas BOLETIM SEMANAL Milho - Análise É mesmo A PACIÊNCIA PODE SER UMA VIRTUDE: Os números do último levantamento de comprometimento do milho matogrossense, realizado pelo Imea, apresentaram

Leia mais

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATOGROSSENSES JANEIRO a NOVEMBRO / Balança Comercial

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATOGROSSENSES JANEIRO a NOVEMBRO / Balança Comercial ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATOGROSSENSES JANEIRO a NOVEMBRO - 2010/2009 1- Balança Comercial Mato Grosso registrou até novembro desse ano, um superávit acumulado na Balança Comercial de US$ 6,95 bilhões,

Leia mais

OFERTA SEGUE LIMITADA E PREÇO AO PRODUTOR SOBE QUASE 5 CENTAVOS/LITRO

OFERTA SEGUE LIMITADA E PREÇO AO PRODUTOR SOBE QUASE 5 CENTAVOS/LITRO Uma publicação do CEPEA - ESALQ/USP Ano 22 nº 251 Abril - 2016 Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada - ESALQ/USP OFERTA SEGUE LIMITADA E PREÇO AO PRODUTOR SOBE QUASE 5 CENTAVOS/LITRO Com a captação

Leia mais

Custos menores não resolvem a rentabilidade do trigo

Custos menores não resolvem a rentabilidade do trigo Custos menores não resolvem a rentabilidade do trigo Assim como para o milho safrinha, pelo segundo ano consecutivo, a tomada de decisão de quanto e com que tecnologia plantar o trigo acontece em um momento

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 26 de abril de 2013 Número: 250

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 26 de abril de 2013 Número: 250 Soja - Análise BOLETIM SEMANAL CUSTANDO CARO: Outro fator impulsiona a expectativa do produtor quanto à alta nos preços da soja para esta safra, o custo de produção, que foi pressionado principalmente

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Soja Análise. 25 de Junho de 2010 Número: 108

BOLETIM SEMANAL. Soja Análise. 25 de Junho de 2010 Número: 108 Soja Análise Encerrado o ciclo 2009/10: O mês de junho, que tradicionalmente encerra as safras, encerrou neste ano a maior safra de soja da história de Mato Grosso. Com números recordes de área (6,2 milhões

Leia mais

ELEVAÇÃO DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO NA AGRICULTURA

ELEVAÇÃO DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO NA AGRICULTURA ELEVAÇÃO DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO NA AGRICULTURA Trabalho Elaborado pela Gerência Técnica e Econômica da Ocepar Curitiba, julho de 2008 ELEVAÇÃO DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO I - INTRODUÇÃO: A agricultura brasileira

Leia mais

ACOMPANHAMENTO DE SAFRA MILHO /2015

ACOMPANHAMENTO DE SAFRA MILHO /2015 ACOMPANHAMENTO DE SAFRA MILHO - 2014/2015 Entre os dias 15 e 18 de junho foram visitadas 45 propriedades, distribuídas entre catorze (14) municípios, para o acompanhamento do desenvolvimento do milho 2ª

Leia mais

MANUAL PRÁTICO DA CULTURA DA SOJA 17/06/2015

MANUAL PRÁTICO DA CULTURA DA SOJA 17/06/2015 MANUAL PRÁTICO DA CULTURA DA SOJA 17/06/2015 Índice O panorama do complexo soja O mercado mundial da soja O mercado da soja em Mato Grosso Principais rotas de escoamento da soja no Estado Como se formam

Leia mais