1) (Faap SP) A combustão completa do metanol pode ser representada pela equação não-balanceada:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1) (Faap SP) A combustão completa do metanol pode ser representada pela equação não-balanceada:"

Transcrição

1 1) (Faap SP) A combustão completa do metanol pode ser representada pela equação não-balanceada: CH 3 OH (l) + O 2(g) CO 2(g) + H 2 O (l) Quando se utilizam 5,0 mols de metanol nessa reação, quantos mols de CO 2 são produzidos? a) 1,0 b) 2,5 c) 5,0 d) 7,5 e)10 2) (U. Católica de Salvador-BA) Na reação de óxido de alumínio com ácido sulfúrico forma-se sulfato de alumínio, Al 2 (SO 4 ) 3. Para se obterem 3 mais desse sulfato, quantos mols do ácido são necessários? a) 3 b) 6 c) 9 d)12 e) 15 3) (F. Dom Bosco-DF) Dada a equação química não-balanceada: Na 2 CO 3 + HCl NaCl + CO 2 + H 2 O Que massa de carbonato de sódio deve ser empregada para se obter 14,625g de cloreto de sódio? a) 6,62 g b) 26,50 g c) 13,25 g d) 10,37 g e) 20,75 g 4) (Unimep-SP) O cromo é obtido por aluminotermia, usando o óxido de cromo (III) (Cr 2 O 3 ), proveniente do minério cromita (FeO. Cr 2 O 3 ) Cr 2 O Al 2 Cr + Al 2 O 3 A massa de cromo obtida a partir de uma tonelada de óxido de cromo (III) será aproximadamente igual a: (Dados: MA do Cr = 52, MA do O = 16, MA do Al = 27.) a) 684,21 kg d) 275,76 kg b) 177,63 kg e) 127,87 kg c) 485,34 kg 5) (UFPA) A combustão total de álcoois (reação com o O 2 ) apresenta como produtos água e gás carbônico (CO 2 ). Ao queimarmos 30 g de propanol-2, obteremos uma quantidade de gás carbônico, em gramas, igual a: (Dado: Propanol-2 = C 3 H 8 O.) a) 22 b) 66 c) 9 d) 63 e) 44 6) (ITA-SP) Certa massa de nitrato de cobre (Cu(NO 3 ) 2 ) foi calcinada em ambiente aberto até restar um resíduo com massa constante, que é sólido e preto. Formaram-se dois produtos gasosos, conforme a equação química. 2 Cu(NO 3 ) 2(s) 2 CuO (s) + 4 NO 2(g) + O 2(g) A massa do NO 2 formado na reação de decomposição é igual a 18,4 g. Qual é o valor que mais se aproxima da massa inicial do nitrato de cobre? a) 9,4 g b) 37,5 g c) 57,5 g d) 123 g e) 246 g 7) (Unimep-SP) Na reação de amônia (NH 3 ) com oxigênio (O 2 ) para formar óxido nítrico (NO) e água, qual a massa de óxido nítrico formada a partir de 40,0 gramas de NH 3, havendo quantidade suficiente de oxigênio? Dados: Massas atômicas: N = 14, H = 1,0 = 16. a) 37,50 g b) 70,60 g c) 25,00 g d) 18,50 g e) 50,50 g 8) (ITA-SP) Em qual dos processos de aquecimento, na presença de ar, representados pelas equações químicas abaixo e supostos completos, ter-se-á a maior perda de massa para cada grama do respectivo reagente no estado sólido? a) CaCO 3(s) CaO (s) + CO 2(g) b) CaC 2 O 4(s) + 1/2 O 2(g) CaO (s) + 2 CO 2(g)

2 c) Ca(HCO 3 ) 2(s) CaO (s) + 2 CO 2(g) + H 2 O (g) d) MgCO 3(s) MgO (s) + CO 2(g) e) MgC 2 O 4(s) + 1/2 O 2(g) MgO(s) + 2 CO 2(g) 9) (CESGRANRIO) Uma indústria de garrafas fabrica unidades por dia e produz o vidro pela fusão de areia (SiO 2 ), calcário (CaCO 3 ) e barrilha (Na 2 CO 3 ). A composição do vidro é variável, mas podemos considerar a reação abaixo como representativa do processo: 6 SiO 2 + CaCO 3 + Na 2 CO 3 Na 2 O. CaO. 6 SiO CO 2 vidro A partir dessa reação, a quantidade aproximada de areia necessária para a produção diária, sabendo-se que cada garrafa pesa 400 g, é: a) 6, kg d) 3, kg b) 4, kg e) 1, kg c) 3, kg (Dados: Si = 28; O = 16; Na = 23; Ca = 40; C = 12) 10) (UGF-RJ, adaptado) Uma cervejaria produz 10 milhões de latas de cerveja por mês. As latas são de alumínio e a metalúrgica que as fabrica utiliza 70% de alumínio reciclado. Considerando-se que o alumínio é produzido segundo a reação 2 Al 2 O 3 Al + 3 O 2, com 100% de rendimento, e que cada lata tem 18g de Al, a quantidade de Al2O3 necessária para atender à produção mensal da cervejaria é: a) 340 t b) 304 t c) 102 t d) 54 t e) 27 t 11) (Cesgranrio) Um funileiro usa um maçarico de acetileno para soldar uma panela. O gás acetileno é obtido na hora, através da seguinte reação química: CaC H 2 O Ca(OH) 2 + C 2 H 2 Qual a massa aproximada de carbureto de cálcio (CaC 2 ) que será necessária para obter 12,31 L de acetileno (C 2 H 2 ) a 1 atm e 27ºC? a) 64g d) 32 g b) 16 g e) 6,4g c) 3,2g 12) (U. F. Fluminense-RJ) O propano, C 3 H 8, um gás utilizado como combustível, reage com o O 2 segundo a reação: C 3 H 8(g) + 5 O 2(g) 3 CO 2(g) + 4 H 2 O (g) Logo o volume de CO 2 obtido, nas CNTP, a partir da combustão de 0,20 mol de C 3 H 8 será, aproximadamente: a) 4,80 L b) 6,72 L c) 13,43 L d) 14,92 L e) 14,60 L 13) (PUC/Campinas-SP) Combustível e importante reagente na obtenção de amônia e compostos orgânicos suturados, o hidrogênio pode ser obtido pela reação. NaH (s) + H 2 O (l) NaOH (aq) + H 2(g) Quantos litros do gás, nas condições ambientes, podem ser obtidos pela hidrólise de 60,0 g de hidreto de sódio? (Dados: Volume molar, nas condições ambientes = 24,5 L/mol; massa molar do NaH = 24 g/mol.) a) 61,2 b) 49,0 c) 44,8 d) 36,8 e) 33,6

3 14) (ITA-SP) Considere a queima completa de vapores das quatro seguintes substâncias: metano (CH 4 ), etano (C 2 H 6 ), metanol (CH 3 OH) e etanol (C 2 H 5 OH). Os volumes de ar necessário para a queima de 1 litro de cada um desses vapores, todos à mesma pressão e temperatura, são, respectivamente, V 1, V 2, V 3 e V 4. Assinale a alternativa que apresenta a comparação correta entre os volumes de ar utilizado na combustão. Observação: Na queima completa de cada uma das quatro substâncias, os produtos obtidos serão sempre CO 2 e H 2 O. a) V 2 > V 4 > V 1 > V 3 d) V 4 > V 3 > V 2 > V 1 b) V 2 > V 1 > V 4 > V 3 e) V 4 = V 2 > V 3 = V 1 c) V 4 > V 2 > V 3 > V 1 15) (UFMG) Amônia e cloreto de hidrogênio reagem formando cloreto de amônio, de acordo com a equação: NH 3(g) + HCl (g) NH 4 Cl (s) Todas as afirmativas seguintes sobre essa reação estão corretas, exceto: a) O número de moléculas de reagentes é igual ao número de íons do produto. b) O volume ocupado pelo produto corresponde, nas mesmas condições de temperatura e pressão, à metade daquele ocupado pelos reagentes. c) Um litro de amônia reage estequiometricamente, nas mesmas condições de pressão e temperatura, com l litro de cloreto de hidrogênio para formar cloreto de amônio sólido. d) Um mol de amônia reage com 1 mol de cloreto de hidrogênio para formar 1 mol de cloreto de amônio. e) 170 g de amônia reagem com 365 g de cloreto de hidrogênio para formar 535 g de cloreto de amônio. 16) (ITA-SP) Oxigênio foi obtido pela decomposição térmica do clorato de potássio (KClO 3 ). Recolheramse 40,0 cm 3 de gás sobre água a 27ºC e pressão de 0,60 atm. Nessa temperatura a pressão de vapor da água é 0,03 atm. Não leve em conta a quantidade de oxigênio dissolvida e responda: Qual das afirmações abaixo, relacionadas à experiência, está errada? a) A equação química de decomposição térmica do clorato de potássio é 2 KClO 3 2 KCl + 3 O 2. b) A massa de clorato de potássio decomposta é 7,6 x 10-2 g. c) O volume parcial do oxigênio é 38 cm 3, nas condições em que esse gás foi recolhido. d) A pressão parcial do oxigênio é 0,63 atm, nas condições em que esse gás foi recolhido. e) A pressão de vapor da água e a solubilidade do oxigênio na água dependem de temperatura. 17) (UFRS) A reação completa entre 5,0 g de gás carbônico e 8,0 g de hidróxido de sódio, segundo a equação: CO NaOH Na 2 CO 3 + H 2 O produz colocado em excesso. g de carbonato de sódio, restando g do reagente Os números que preenchem corretamente as lacunas são, respectivamente: a) 10,6 e 0,6 d) 10,0 e 3,0 b) 12,0 e 1,0 e) 8,3 e 0,6 c) 5,8 e 4,0 18) (Vunesp) Considere a reação em fase gasosa: N H 2 NH 3 Fazendo-se reagir 4 L de N 2 com 9 L de H 2 em condições de pressão e temperatura constantes, pode-se afirmar que: a) os reagentes estão em quantidades estequiométricas. b) o N 2 está em excesso. c) após o término da reação, os regentes serão totalmente convertidos em amônia. d) a reação se processa com aumento do volume total. e) após o término da reação, serão formados 8 L de NH3.

4 19) (UFES) 0,26 mol de átomos de ferro reage com 0,40 mol de átomos de oxigênio para formar o óxido de ferro (III). O elemento químico em excesso e a quantidade que restou são, respectivamente: a) ferro: 0,24 mol de átomos. b) oxigênio: 0,04 mol de átomos. c) ferro: 0,04 mol de átomos, d) oxigênio: 0,01 mol de átomos. e) oxigênio: 0,08 mol de átomos. 20) (FuvestSP) Qual a quantidade máxima de carbonato de cálcio que pode ser preparada a partir da mistura de 2 mols de carbonato de sódio e 3 mols de cloreto de cálcio? Dado: Massa de um mol de carbonato de cálcio = 100 g. a) 100 g b) 200 g c) 300 g d) 400 g e) 500 g 21) (ITA-SP) Num recipiente inerte, hermeticamente fechado, existem disponíveis 100 g de ferro, 100 g de água e 100 g de oxigênio. Supondo que ocorra a reação, representada por: 2Fe + 3 H 2 O + 3/2 O 2 2 Fe(OH) 3 e que a reação prossiga até o consumo completo do(s) reagente(s) minoritário(s), podemos prever que irá(rão) sobrar. a) Fe e H 2 O b) Fe e O 2 c) H 2 O e O 2 d) apenas Fe e) apenas H 2 O 22) (F. Objetivo-SP) O perborato de sódio, NaBO 3 (mo1 = 82 g), pode ser obtido pela reação do bórax, Na 2 B 4 O 7 (mol = 202 g), com soda cáustica, NaOH (mol = 40 g) e peróxido de hidrogênio, H 2 O 2 (mol = 34 g), conforme a equação: Na 2 B 4 O 7 + 2NaOH + 4H 2 O 2 4NaBO 3 + 5H 2 O Em uma preparação, 20,2 g de Na 2 B 4 O 7, foram tratados com 10,0 g de NaOH e 15,0 g de H 2 O 2. A máxima quantidade de NaBO 3 que pode ser obtida nessa preparação é: a) 36,2 g b) 41,0 g c) 32,8 g d) 1 8,1 g e) 82,0 g 23) Calcule e massa de CaCO 3 com 80% de pureza, necessária para produzir 11,2 L de CO 2 nas CNTP, no processo: CaCO 3 CaO + CO 2 (Massas atômicas: Ca = 40, C = 12, O = 16) a) 125 g. d) 50 g. b) 80 g. e) 62,5 g. c) 40 g. 24) (UFRS-mod,) O gás hilariante (N 2 O) pode ser obtido pela decomposição térmica do nitrato de amônio (NH 4 NO 3 ). Se, de 4,0 g do sal, obtivermos 2,0 g do gás hilariante, podemos prever que a pureza do sal é da ordem de: NH 4 NO 3 N 2 O + 2 H 2 O a) 100% b) 90% c) 75% d) 50% e) 20%

5 25) (FMU-FIAM-SP) O número de toneladas de H 2 SO 4 que poderia ser produzido por dia, através de um processo que usa 3,2 toneladas por dia de SO 2, com uma eficiência de conversão de 70%, é aproximadamente: (Massas molares: SO 2 = 64 g mol -1 ; H 2 SO 4 = 98 g mol -1 ) SO 2 + 1/2 O 2 + H 2 O H 2 SO 4 a) 4,9 t/dia. b) 49 t/dia. c) 3,4 t/dia. d) 34 t/dia. e) 9,8 t/dia. 26) (UFRS) Uma indústria produz CO 2 a partir da sacarose, de acordo com a equação: C 12 H 22 O 11 + H 2 O 4 C 2 H 5 OH + 4 CO 2 A partir de 171 toneladas da sacarose e considerando um rendimento de 80%, o volume de CO 2 (em m 3 ) obtido nas CNTP será aproximadamente: (Massa molar: C 12 H 22 O 11 = 342 g mol -1 ) a) 7, b) 7, c) 3, d) 3, e) 1, ) (Cesgranrio-RJ) Num processo de obtenção de ferro a partir da hematita (Fe 2 O 3 ), considere a equação não-balanceada: Fe 2 O 3 + C Fe + CO Utilizando 4,8 toneladas de minério e admitindo um rendimento de 80% na reação, a quantidade de ferro produzida será de: (Massas atômicas: C = 12, O = 16, Fe = 56) a) kg. d) kg. b) t. e) t. c) t. 28) (UFES) A equação 2 NaCl + MnO H 2 SO 4 Na 2 SO 4 + MnSO 4 + Cl H 2 O representa a reação que se passa para obtermos o cloro. Considerando que a mesma teve um rendimento de 85%, que foi realizada à temperatura de 27ºC e a uma pressão de 1,5 atm, e que utilizamos 500 g de sal, o volume de cloro obtido, em litros, é: a) 59,6 d) 280,5 b) 82,5 e) 1.650,0 c) 119,2 29) (FEI-SP) O cobre é um metal encontrado na natureza em diferentes minerais. Sua obtenção pode ocorrer pela reação da calcosita (Cu 2 S) com a cuprita (Cu 2 O): Cu 2 S (s) + 2 Cu 2 O (s) 6 Cu (s) + SO 2(g) Numa reação com 60% de rendimento, a massa de cobre obtida a partir de 200 g de calcosita com 20,5% de impureza e cuprita suficiente é: a) 58,9 g b) 98,2 g c) 228,6 g d) 381,0 g e) 405,0 g 30) (USEC-SP) 12,25 g de ácido fosfórico com 80% de purezas são totalmente neutralizados por hidróxido de sódio numa reação que apresenta rendimento de 90%. A massa de sal obtida nessa reação foi de: a) 14,76 g. b) 164,00 g. c) 10,00 g. d) 16,40 g. e) 9,80 g.

6 31) (FEI-SP) O clorato de potássio pode ser decomposta termicamente pela equação: 2 KClO 3(g) 2 KCl (s) + 3 O 2(g) A decomposição total de 9,8 g de KClO 3 impurificado por KCl produz 2,016 L de O 2 medidos nas condições normais de temperatura e pressão. Dados: Massas atômicas (u): K = 39, Cl = 35,5, O = 16. Assinale a alternativa falsa. a) A pureza desse clorato é 75%. b) A massa de KCl resultante é 6,92 g. c) A massa de O 2 produzida é 2,88 g. d) O nº de mol de KCl resultante é 0,06. e) O rendimento da reação é 100%. 32) As equações mostram a obtenção do clorato de sódio (NaClO 3 ) a partir do dióxido de manganês (MnO 2 ): MnO HCl MnCl 2 + 2H 2 O + Cl 2 3 Cl NaOH NaClO NaCl + 3 H 2 O Calcule a massa de MnO 2, necessária à obtenção de 21,3 g de clorato de sódio. a) 52,2 g d) 17,4 g b) 104,4 g e) 34,8 g c) 27,9 g 33) Certa massas de ferro 4 oxidada a óxido férrico; a seguir, este último reage com ácido sulfúrico produzindo 80 g de sulfato férrico. Qual a massa inicial do ferro? 2 Fe + 3 O 2 Fe 2 O 3 Fe2O H 2 SO 4 Fe 2 (SO 4 ) H 2 O a) 224 g b) 22,4 g c) 112 g d) 11,2 g e) 44,8 g 34) Observe o processo abaixo: MnO 2 + 4HCl MnCl 2 + Cl 2 + 2H 2 O 3Cl 2 + 6NaOH 5NaCl + NaClO 3 + 3H 2 O 2NaClO 3 2NaCl + 3O 2 Calcule a massa de pirolusita (MnO 2 ) necessária para produzir 0,672 L de O 2 nas CNTP. (Dados: Mn = 55 u; O = 16 u; volume molar do O 2 nas CNTP = 22,4 L/mol) a) 7,5g b) 6,4g c) 5,2 g d) 4,8 g e) 3,7g 35) Calcule a massa de pirita (FeS 2 ) necessária à produção de 490 t de H 2 SO 4 no seguinte processo industrial: 4FeS O 2 2Fe 2 O 3 + 8SO 2 2SO 2 + O 2 2SO 3 SO 3 + H 2 O H 2 SO 4 (Dados: Fe = 56 u; S = 32 u; H = 1 u; O = 16 u) a) 600 t b) 300 t c) 150 t d) 75 t e) 50 t GABARITO 01 C 08 E 15 B 22 C 29 C 02 C 09 D 16 D 23 E 30 A 03 C 10 C 17 A 24 B 31 C 04 A 11 D 18 B 25 C 32 B 05 B 12 C 19 D 26 C 33 A 06 B 13 A 20 B 27 A 34 B 07 B 14 A 21 C 28 A 35 C

Professor Marcus Ennes. -Estequiometria

Professor Marcus Ennes. -Estequiometria Professor Marcus Ennes -Estequiometria - RELAÇÕES FUNDAMENTAIS RAZÃO E PROPORÇÃO 1) Um formigueiro é composto por 2.000 formigas. Cada formiga consome por dia, 1.500 moléculas de glicose (C 6 H 12 O 6

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA. Lista IV complementar. 1. A combustão completa do metanol pode ser representada pela equação nãobalanceada:

ESTEQUIOMETRIA. Lista IV complementar. 1. A combustão completa do metanol pode ser representada pela equação nãobalanceada: 1. A combustão completa do metanol pode ser representada pela equação nãobalanceada: CH 3 OH (l) + O 2(g) = CO 2(g) + H 2 O (l) (A) 1,0 mol (B) 1,5 mols (C) 2,0 mols (D) 2,5 mols (E) 3,0 mols Quando se

Leia mais

SOS QUÍMICA - O SITE DO PROFESSOR SAUL SANTANA. QUESTÕES

SOS QUÍMICA - O SITE DO PROFESSOR SAUL SANTANA. QUESTÕES SOS QUÍMICA - O SITE DO PROFESSOR SAUL SANTANA. QUESTÕES EXERCÍCIOS = CÁLCULO ESTEQUIOMETRICO. 1. (UFAC) A massa molecular do composto Na2SO4. 3 H2O é: (Dados: H = I u, O = u, Na = 23 u e S = 32 u.) a)

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA. Estudo das reações. Descrevendo uma reação química. Indicadores de uma reação química:

ESTEQUIOMETRIA. Estudo das reações. Descrevendo uma reação química. Indicadores de uma reação química: ESTEQUIOMETRIA Estudo das reações Indicadores de uma reação química: Produção de um gás Liberação ou absorção de calor Formação de um precipitado Mudança de cor 3 Descrevendo uma reação química Reagentes

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA. Estudo das reações. Indicadores de uma reação química:

ESTEQUIOMETRIA. Estudo das reações. Indicadores de uma reação química: ESTEQUIOMETRIA Estudo das reações Indicadores de uma reação química: Produção de um gás Liberação ou absorção de calor Formação de um precipitado Mudança de cor 3 Descrevendo uma reação química Reagentes

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA. Estudo das reações. Descrevendo uma reação química. Indicadores de uma reação química:

ESTEQUIOMETRIA. Estudo das reações. Descrevendo uma reação química. Indicadores de uma reação química: ESTEQUIOMETRIA Estudo das reações Indicadores de uma reação química: Produção de um gás Liberação ou absorção de calor Formação de um precipitado Mudança de cor 3 Descrevendo uma reação química Representação

Leia mais

1ª Série do Ensino Médio

1ª Série do Ensino Médio 1ª Série do Ensino Médio 16. Considere as equações abaixo: I. H 2 + Cl 2 2 HCl II. Zn + H 2 SO 4 ZnSO 4 + H 2 III. HNO 3 + KOH KNO 3 + H 2 O IV. KClO 3 KCl + O 2 As quatro equações representam, nesta ordem,

Leia mais

AULA 10 ESTEQUIOMETRIA

AULA 10 ESTEQUIOMETRIA AULA 10 ESTEQUIOMETRIA Cálculo estequiométrico ou estequiometria é o cálculo de quantidades de substâncias que interagem, pode ser do reagente consumido ou do produto formado. Baseia-se nas proporções

Leia mais

Estequiometria. Priscila Milani

Estequiometria. Priscila Milani Estequiometria Priscila Milani Cálculo de massa para amostras impuras: Reagentes impuros, principalmente em reações industriais, ou porque eles são mais baratos ou porque eles já são encontrados na Natureza

Leia mais

Material 4: Estequiometria EQUAÇÕES QUÍMICAS REAGENTES PRODUTOS. Sódio + Água hidróxido de sódio + Hidrogênio

Material 4: Estequiometria EQUAÇÕES QUÍMICAS REAGENTES PRODUTOS. Sódio + Água hidróxido de sódio + Hidrogênio EQUAÇÕES QUÍMICAS REAÇÃO QUÍMICA: É o processo de uma mudança química (Átkins). Este processo é representado por meio de uma EQUAÇÃO QUÌMICA. As EQUAÇÕES QUÍMICAS são representadas por: REAGENTES PRODUTOS

Leia mais

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: QUÍMICA EXERCÍCIOS EXTRAS 2º TRIMESTRE 2016

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: QUÍMICA EXERCÍCIOS EXTRAS 2º TRIMESTRE 2016 INSTITUTO GEREMARIO DANTAS Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Fone: (21) 21087900 Rio de Janeiro RJ www.igd.com.br Aluno(a): 1º Ano: C11 Nº Professor: Lúcia Nascimento COMPONENTE CURRICULAR:

Leia mais

Como fonte, pode ser usado o livro texto, livros didáticos de química e textos de química.

Como fonte, pode ser usado o livro texto, livros didáticos de química e textos de química. Aluno (a): Disciplina QUÍMICA Curso Professor ESINO MÉDIO GUILHERME ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO Série 2ª Série Número: 1 - Conteúdo: Gases Lei do gás ideal Misturas Gasosas Relações estequiométricas

Leia mais

Lista de exercícios extras: Casos Especiais de Cálculo Estequiométrico.

Lista de exercícios extras: Casos Especiais de Cálculo Estequiométrico. DISCIPLINA PROFESSOR QUÍMICA REVISADA DATA (rubrica) ROSEMARIE 03 2017 NOME Nº ANO TURMA ENSINO 2º MÉDIO Lista de exercícios extras: Casos Especiais de Cálculo Estequiométrico. 01. (Ufrj) A diferença de

Leia mais

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 29 ESTEQUIOMETRIA: EXCESSO E LIMITANTE

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 29 ESTEQUIOMETRIA: EXCESSO E LIMITANTE QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 29 ESTEQUIOMETRIA: EXCESSO E LIMITANTE Como pode cair no enem (UFF) O cloreto de alumínio é um reagente muito utilizado em processos industriais que pode ser obtido por meio da

Leia mais

CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO

CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO PROFESSOR: VINÍCIUS DANTAS CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO 01. (UCSal) 10 gramas de uma substância X reagem com 120 gramas de uma substância Y, produzindo 3 mols de uma substância Z e uma substância W. Sendo a

Leia mais

QUÍMICA MÓDULO 20 CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO. Professor Edson Cruz

QUÍMICA MÓDULO 20 CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO. Professor Edson Cruz QUÍMICA Professor Edson Cruz MÓDULO 20 CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO INTRODUÇÃO Agora que já sabemos os pré-requisitos para o entendimento do cálculo estequiométrico, podemos defini-lo como "o método matemático

Leia mais

Cálculos envolvendo reações

Cálculos envolvendo reações Cálculos envolvendo reações Cálculo Estequiométrico Estuda as relações que ocorrem entre as quantidades de substâncias que participam de uma transformação química No cálculo estequiométrico são comparados

Leia mais

1. A fermentação é um processo químico complexo do fabrico de vinho no qual a glucose é convertida em etanol e dióxido de carbono:

1. A fermentação é um processo químico complexo do fabrico de vinho no qual a glucose é convertida em etanol e dióxido de carbono: EB: QUÍMICA GERAL/ EQB: QUÍMICA GERAL I Capítulo 4. Reacções químicas II Ficha de exercícios 1. A fermentação é um processo químico complexo do fabrico de vinho no qual a glucose é convertida em etanol

Leia mais

Atividade complementar. Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos

Atividade complementar. Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos Atividade complementar Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos Esta atividade tem como objetivo complementar e aprofundar os estudos sobre as transformações químicas,

Leia mais

O processo B é químico. Ocorre uma recombinação entre os átomos, formando novas substâncias químicas. Há ocorrência de reação química.

O processo B é químico. Ocorre uma recombinação entre os átomos, formando novas substâncias químicas. Há ocorrência de reação química. 01 O processo A é físico. Não há transformação das espécies químicas apresentadas, ou seja, é um processo de mistura sem que haja a ocorrência de reação química. O processo B é químico. Ocorre uma recombinação

Leia mais

Gabarito de Química Frente 2

Gabarito de Química Frente 2 Gabarito de Química Frente 2 Módulo 05 01. E Calculo do nox: 1) HNO 3 1 + X + 3 x (- 2) = 0 X= + 5 +1 2 X 2) HNO 2 1 + Y + 2 x (- 2) = 0 Y= + 3 +1 Y 2 3) NH 3 Z + 3 x (+1) = 0 Z = - 3 Z 02.A +1 Para calcular

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA - 3C13 - Profª

ESTEQUIOMETRIA - 3C13 - Profª ESTEQUIOMETRIA - 3C13 - Profª Estequiometria é a parte da Química que estuda as proporções dos elementos que se combinam ou que reagem. MASSA ATÔMICA (u) É a massa do átomo medida em unidades de massa

Leia mais

Prof. Rafa - Química Cálculo Estequiométrico

Prof. Rafa - Química Cálculo Estequiométrico Prof. Rafa - Química Cálculo Estequiométrico Lista de exercícios 01. (UFBA) Hidreto de sódio reage com água, dando hidrogênio, segundo a reação: NaH + H 2 O NaOH + H 2 Para obter 10 mols de H 2, são necessários

Leia mais

FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A FEVEREIRO 2012

FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A FEVEREIRO 2012 FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A FEVEREIRO 2012 APSA Nº14 11º Ano de Escolaridade 1. Qual a massa de hidróxido de sódio necessária para reagir completamente com 49,05 g de ácido sulfúrico de acordo

Leia mais

29/03/ TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS PROVA 1 GABARITO - prova tipo A

29/03/ TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS PROVA 1 GABARITO - prova tipo A 29/03/2016 - TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS PROVA 1 GABARITO - prova tipo A Texto para as questões 1 a 10: O permanganato de potássio (KMnO 4 ) é um forte agente oxidante. Em laboratório, pode ser empregado para

Leia mais

QUÍMICA 2 PROF EMANUELE CASOS PARTICULARES DE CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO

QUÍMICA 2 PROF EMANUELE CASOS PARTICULARES DE CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO QUÍMICA 2 PROF EMANUELE 4.2.2 - CASOS PARTICULARES DE CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO A) QUANDO APARECEM REAÇÕES CONSECUTIVAS Consideremos, como exemplo, a fabricação industrial do ácido sulfúrico a partir do

Leia mais

Atividade de Autoavaliação Recuperação 2 os anos Rodrigo ago/09

Atividade de Autoavaliação Recuperação 2 os anos Rodrigo ago/09 Química Atividade de Autoavaliação Recuperação 2 os anos Rodrigo ago/09 Re Resolução 1. O carbeto de cálcio CaC 2 (s) (massa molar = 64 g mol 1 ), também conhecido como carbureto, pode ser obtido aquecendo-se

Leia mais

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 28 ESTEQUIOMETRIA: PUREZA

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 28 ESTEQUIOMETRIA: PUREZA QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 28 ESTEQUIOMETRIA: PUREZA Fixação 1) (ENEM) Em setembro de 1998, cerca de 10.000 toneladas de ácido sulfúrico (H 2 SO 4 ) foram derramadas pelo navio Bahamas no litoral do Rio

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA Folha 01 João Roberto Mazzei

ESTEQUIOMETRIA Folha 01 João Roberto Mazzei 01. (UFC 2009) O principal componente da cal, importante produto industrial fabricado no Ceará, é o óxido de cálcio (CaO). A produção de CaO se processa de acordo com a seguinte reação química: CaCO 3(s)

Leia mais

3ª Série / Vestibular. As equações (I) e (II), acima, representam reações que podem ocorrer na formação do H 2SO 4. É correto afirmar que, na reação:

3ª Série / Vestibular. As equações (I) e (II), acima, representam reações que podem ocorrer na formação do H 2SO 4. É correto afirmar que, na reação: 3ª Série / Vestibular 01. I _ 2SO 2(g) + O 2(g) 2SO 3(g) II _ SO 3(g) + H 2O(l) H 2SO 4(ag) As equações (I) e (II), acima, representam reações que podem ocorrer na formação do H 2SO 4. É correto afirmar

Leia mais

02)Numa reação endotérmica, há [1] de calor, a entalpia final (produtos) é [2] que a entalpia inicial (reagentes) e a

02)Numa reação endotérmica, há [1] de calor, a entalpia final (produtos) é [2] que a entalpia inicial (reagentes) e a 01)Numa reação exotérmica, há [1] de calor, a entalpia final (produtos) é [2] que a entalpia inicial (reagentes) e a variação de entalpia é [3] que zero. Completa-se corretamente essa frase substituindo-se

Leia mais

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 30 ESTEQUIOMETRIA: REAÇÕES CONSECUTIVAS

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 30 ESTEQUIOMETRIA: REAÇÕES CONSECUTIVAS QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 30 ESTEQUIOMETRIA: REAÇÕES CONSECUTIVAS Como pode cair no enem Um dos efeitos da chamada chuva ácida causada pelo SO 2(g) lançado na atmosfera, é a transformação do mármore, CaCO

Leia mais

Lista de Exercícios - Professor facebook.com/profrodrigoartuso. Grandezas Químicas e Estequiometria

Lista de Exercícios - Professor facebook.com/profrodrigoartuso. Grandezas Químicas e Estequiometria Grandezas Químicas e Estequiometria Criando base 1 - Em 100 gramas de alumínio, quantos átomos deste elemento estão presentes? Dados: M(Al) = 27 g/mol 1 mol = 6,02 x 10 23 átomos a) 3,7 x 10 23 b) 27 x

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA (Conceitos básicos) QUÍMICA A 1415 ESTEQUIOMETRIA

ESTEQUIOMETRIA (Conceitos básicos) QUÍMICA A 1415 ESTEQUIOMETRIA ESTEQUIOMETRIA Estequiometria é a parte da Química que estuda as proporções dos elementos que se combinam ou que reagem. MASSA ATÓMICA (u) É a massa do átomo medida em unidades de massa atómica (u). A

Leia mais

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: QUÍMICA EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARCIAL 2016

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: QUÍMICA EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARCIAL 2016 INSTITUTO GEREMARIO DANTAS Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Fone: (21) 21087900 Rio de Janeiro RJ www.igd.com.br Aluno(a): 1º Ano: C11 Nº Professora: Lúcia Nascimento COMPONENTE CURRICULAR:

Leia mais

DEPARTAMENTO DE QUÍMICA DISCIPLINA: QUÍMICA BÁSICA

DEPARTAMENTO DE QUÍMICA DISCIPLINA: QUÍMICA BÁSICA Campus de Lhanguene, Av. de Moçambique, km 1, Maputo, C.P.: 4040, Te.l: +258 824010820, Fax: +258 21401082, DEPARTAMENTO DE QUÍMICA DISCIPLINA: QUÍMICA BÁSICA Docentes: Prof. Doutor José Antonio. P. de

Leia mais

(a) Calcule a percentagem de urânio na carnotita. (b) Que massa de urânio pode ser obtida a partir de 1350 g de carnotita.

(a) Calcule a percentagem de urânio na carnotita. (b) Que massa de urânio pode ser obtida a partir de 1350 g de carnotita. Cálculos com fórmulas e equações químicas 3. 3.1 A análise de uma pequena amostra de Pb 3 (PO 4 ) 2 apresentou a quantidade de 0,100 g de chumbo. Responda os itens abaixo usando estes dados e as massas

Leia mais

12 GAB. 1 1 o DIA PASES 1 a ETAPA TRIÊNIO QUÍMICA QUESTÕES DE 21 A 30

12 GAB. 1 1 o DIA PASES 1 a ETAPA TRIÊNIO QUÍMICA QUESTÕES DE 21 A 30 12 GAB. 1 1 o DIA PASES 1 a ETAPA TRIÊNIO 2005-2007 QUÍMICA QUESTÕES DE 21 A 30 21. A hemoglobina das células vermelhas do sangue contém o complexo de ferro com uma porfirina. Sabendo que um indivíduo

Leia mais

PROVA DE QUÍMICA. Tendo em vista as propriedades coligativas dessas soluções, é CORRETO afirmar

PROVA DE QUÍMICA. Tendo em vista as propriedades coligativas dessas soluções, é CORRETO afirmar 17 PROVA DE QUÍMICA Q U E S T Ã O 2 6 Z e X são elementos químicos que apresentam respectivamente 2 e 6 elétrons no nível de valência. A fórmula química resultante da combinação entre átomos dos elementos

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS: TRANSFORMAÇÕES FÍSICAS E QUÍMICAS PROPRIEDADES FÍSICAS E QUÍMICAS ALGARISMOS SIGNIFICATIVOS ESTEQUIOMETRIA

LISTA DE EXERCÍCIOS: TRANSFORMAÇÕES FÍSICAS E QUÍMICAS PROPRIEDADES FÍSICAS E QUÍMICAS ALGARISMOS SIGNIFICATIVOS ESTEQUIOMETRIA UNIVERSIDADE FEDERAL D ESTAD D RI DE JANEIR (UNIRI) INSTITUT DE BICIÊNCIAS DEP. DE CIÊNCIAS NATURAIS DISCIPLINA: QUÍMICA GERAL E INRGÂNICA 2/2015 PRFª.: CLAUDIA JRGE D NASCIMENT LISTA DE EXERCÍCIS: MATÉRIA

Leia mais

Química Oxi-Redução Balanceamento de Equações Fácil [20 Questões]

Química Oxi-Redução Balanceamento de Equações Fácil [20 Questões] Química Oxi-Redução Balanceamento de Equações Fácil [20 Questões] 01 - (UFPR) Das equações abaixo, qual(quais) está(estão) balanceada(s) corretamente? I. NH 3 + HCl NH 4 Cl II. BaCl 2 + H 2 SO 4 HCl +

Leia mais

Qui. Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira)

Qui. Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira) Semana 15 Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. 23

Leia mais

O que você deve saber sobre

O que você deve saber sobre O que você deve saber sobre Podemos conhecer as grandezas que regem a quantificação dos fenômenos químicos identificando o comportamento da massa, do número de partículas e do volume de diferentes substâncias.

Leia mais

NOX EXERCÍCIOS QUÍMICA PROF- LEONARDO. 01)Quais são os números de oxidação do iodo nas substâncias l 2, Nal, NalO 4 e Al I 3?

NOX EXERCÍCIOS QUÍMICA PROF- LEONARDO. 01)Quais são os números de oxidação do iodo nas substâncias l 2, Nal, NalO 4 e Al I 3? NOX EXERCÍCIOS QUÍMICA PROF- LEONARDO 01)Quais são os números de oxidação do iodo nas substâncias l 2, Nal, NalO 4 e Al I 3? 02. O número de oxidação do manganês no permanganato de potássio (KMnO4) é:

Leia mais

IX OSEQUIM - Olimpíada Sergipana de Química 2ª Etapa - Modalidade B

IX OSEQUIM - Olimpíada Sergipana de Química 2ª Etapa - Modalidade B Bom dia aluno! Está é a prova da segunda etapa da IX OSEQUIM, Olimpíada Sergipana de Química, modalidade B, para alunos que se encontram cursando o 2º. Ano do ensino médio em 2015. Confira se a sua prova

Leia mais

Estequiometria I. Estequiometria I Monitor: Gabriel dos Passos 10/04/2014. Material de apoio para Monitoria

Estequiometria I. Estequiometria I Monitor: Gabriel dos Passos 10/04/2014. Material de apoio para Monitoria 1. (UFSM-RS) O ácido fosfórico, usado em refrigerantes do tipo cola e possível causador da osteoporose, pode ser formado a partir da equação não-balanceada: Ca3(PO4)2 + H2SO4 ----> H3PO4 + CaSO4 Partindo-se

Leia mais

Professora Talita Marcília Lista de Exercícios Cálculo Estequiométrico

Professora Talita Marcília Lista de Exercícios Cálculo Estequiométrico 1) (UNISA-SP - adaptada) Na combustão de 4L de etano (C 2 H 6 ), o volume de oxigênio (medido em CNTP) consumido será: a) 7L b) 14L c) 3,5L d) 22,4L e) 44,8L Equação e balanceamento 2) (ENEM) Atualmente,

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA Reagente em excesso e reagente limitante

ESTEQUIOMETRIA Reagente em excesso e reagente limitante Reagente em excesso e reagente limitante Ao estudarmos as reações, nós as enchergamos como ideais, ou seja, achamos que todos os reagentes reagem completamente, exatamente como descrito nas equações químicas.

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA. 1. Introdução

ESTEQUIOMETRIA. 1. Introdução ESTEQUIOMETRIA 1. Introdução A palavra estequiometria vem do grego stoikheion (elemento) e metriā (medida). A estequiometria baseia-se na Lei da Conservação das Massas e na Lei das Proporções Definidas

Leia mais

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 17 REAÇÕES QUÍMICAS DE SÍNTESE E ANÁLISE

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 17 REAÇÕES QUÍMICAS DE SÍNTESE E ANÁLISE QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 17 REAÇÕES QUÍMICAS DE SÍNTESE E ANÁLISE Como pode cair no enem (ENEM) Os oceanos absorvem aproximadamente um terço das emissões de CO 2 procedentes de atividades humanas, como

Leia mais

Atividades de Estequiometria, Rendimento e Pureza

Atividades de Estequiometria, Rendimento e Pureza DISCIPLINA: Química DATA: 12/04/2017 Atividades de Estequiometria, Rendimento e Pureza 01 A combustão da gasolina e do óleo diesel libera quantidades elevadas de poluentes para a atmosfera. Para minimizar

Leia mais

2. Funções Inorgânicas Substâncias químicas que compõem a Terra e que são essenciais para o organismo (minerais).

2. Funções Inorgânicas Substâncias químicas que compõem a Terra e que são essenciais para o organismo (minerais). 1. Funções orgânicas 2. Funções Inorgânicas Substâncias químicas que compõem a Terra e que são essenciais para o organismo (minerais). Eletrólitos e Não Eletrólitos Eletrólitos são substâncias que, em

Leia mais

Estequiometria. 1. Em termos de partículas

Estequiometria. 1. Em termos de partículas Estequiometria A estequiometria trata das quantidades relativas de reagentes e produtos em uma reação química, a partir de uma equação química balanceada. A palavra estequiometria tem origem grega e significa

Leia mais

Projeto de Recuperação Final - 1ª Série (EM)

Projeto de Recuperação Final - 1ª Série (EM) Projeto de Recuperação Final - 1ª Série (EM) QUÍMICA MATÉRIA A SER ESTUDADA VOLUME CAPÍTULO ASSUNTO 5 15 Funções inorgânicas: identificação e nomenclatura de ácidos e bases 5 16 Funções inorgânicas- sais:

Leia mais

Cálculo Estequiométrico Rodrigo Bandeira

Cálculo Estequiométrico Rodrigo Bandeira Rodrigo Bandeira Balanceamento de Reações Quantidade de cada elemento antes de depois da seta devem ser iguais Coeficientes Estequiométricos 1 N 2 (g) + 3 H 2 (g) 2 NH 3 (g) H 2 NH 3 N 2 H 2 NH 3 H 2 Exemplos:

Leia mais

QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS

QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS Os cálculos estequiométricos correspondem aos cálculos de massa, de quantidade de matéria e em alguns casos, de volumes das substâncias envolvidas

Leia mais

L E I S D A S R E A Ç Õ E S Q U Í M I C A S PROF. AGAMENON ROBERTO < 2011 >

L E I S D A S R E A Ç Õ E S Q U Í M I C A S PROF. AGAMENON ROBERTO < 2011 > L E I S D A S R E A Ç Õ E S Q U Í M I C A S PROF. AGAMENON ROBERTO < 2011 > Prof. Agamenon Roberto LEIS DAS REAÇÕES QUÍMICAS www.agamenonquimica.com 2 LEIS DAS REAÇÕES QUÍMICAS Um trabalho muito complicado

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA Folha 02 João Roberto Mazzei

ESTEQUIOMETRIA Folha 02 João Roberto Mazzei 01. (CFT MG 2008) Cada mililitro de um medicamento antiácido contém 0,06 g de hidróxido de alumínio. A massa de ácido clorídrico do suco gástrico que é neutralizada pela ingestão de 26 ml desse medicamento

Leia mais

Ocorrência de reações

Ocorrência de reações Ocorrência de reações Dados: Força de ácidos e bases Classificação dos hidrácidos mais conhecidos: Regra prática para a classificação dos oxiácidos Determine a diferença (D) entre a quantidade de átomos

Leia mais

ISOLADO DE QUÍMICA ABSOLUTO VESTIBULARES - Prof.: Mazzei. Módulo Assunto: Cálculos Estequiométricos

ISOLADO DE QUÍMICA ABSOLUTO VESTIBULARES - Prof.: Mazzei. Módulo Assunto: Cálculos Estequiométricos 01. (ENEM 2010) Todos os organismos necessitam de água e grande parte deles vive em rios, lagos e oceanos. Os processos biológicos, como respiração e fotossíntese, exercem profunda influência na química

Leia mais

A equação fornecida, quando trabalhada como oxi-redução fica como mostrado abaixo.

A equação fornecida, quando trabalhada como oxi-redução fica como mostrado abaixo. 01. Item D A equação fornecida, quando trabalhada como oxi-redução fica como mostrado abaixo. Fe 2 O 3 (s) + C (s) + O 2 (g) Fe (s) + CO 2 + energia +3 0 0 0 +4 2 Redução1 Redução2 Oxidação I Correto.

Leia mais

Funções inorgânicas : Sais e Óxidos

Funções inorgânicas : Sais e Óxidos Funções inorgânicas : Sais e Óxidos Sais Bicarbonato de sódio (NaHCO 3 ) Utilizado em antiácidos Carbonato de cálcio (CaCO 3 ) Encontrado no mármore, no calcário, nas cascas de ovos etc Sulfato de cálcio

Leia mais

QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 06 SOLUÇÕES: MISTURAS - PARTE 2

QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 06 SOLUÇÕES: MISTURAS - PARTE 2 QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 06 SOLUÇÕES: MISTURAS - PARTE 2 Fixação 1) 60 ml de uma solução 0,75 mol/l de NaOH neutralizam 30 ml de uma solução de ácido sulfúrico. A molaridade do ácido é: m a) 0,65 d) 0,75

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Conteúdo: Cálculos químicos Estudo dos gases Recuperação do 4 Bimestre disciplina Química 1ºano Lista de exercícios 1-1,0 mol de glicose (C 6 H 12 O 6 ) corresponde

Leia mais

SOLUBILIDADE. 1) A curva de solubilidade do K2Cr2O7 é: a) Qual é a solubilidade do K2Cr2O7 em água a 30 ºC? 20 G de K 2Cr 2O 7 /100 g DE H 20

SOLUBILIDADE. 1) A curva de solubilidade do K2Cr2O7 é: a) Qual é a solubilidade do K2Cr2O7 em água a 30 ºC? 20 G de K 2Cr 2O 7 /100 g DE H 20 DISCIPLINA PROFESSOR QUÍMICA REVISADA DATA (rubrica) CLÁUDIA 2016 NOME Nº ANO TURMA ENSINO 3º MÉDIO SOLUBILIDADE 1) A curva de solubilidade do K2Cr2O7 é: a) Qual é a solubilidade do K2Cr2O7 em água a 30

Leia mais

COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR

COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR ASSESSORIA TÉCNICA Processo Avaliativo Recuperação - 3º Bimestre/2015 Disciplina: QUÍMICA 3ª série EM A/B Nome do aluno Nº Turma A Recuperação deve ser entregue no dia 08/09/2015.

Leia mais

Educadora: Cristina Tatiane Disciplina: Química Data: /12/2012 Estudante: 1ª Série

Educadora: Cristina Tatiane Disciplina: Química Data: /12/2012 Estudante: 1ª Série Educadora: Cristina Tatiane Disciplina: Química Data: /12/2012 Estudante: 1ª Série Questão 1 Faça as devidas conversões, pedidas a seguir: a) 500 g para Kg f) 298K para ºC b) 300 g para mg g) 850 cm 3

Leia mais

com o oxigênio, formando o trióxido de enxofre (SO 3 ), e deste com a água, resultando no H 2

com o oxigênio, formando o trióxido de enxofre (SO 3 ), e deste com a água, resultando no H 2 11 Em 2004 iniciou-se, no Brasil, a exploração de uma importante jazida de minério de cobre. Nestes minérios, o metal é normalmente encontrado na forma de sulfetos, como o CuS, e para sua obtenção o minério

Leia mais

QUÍMICA LIGAÇÕES QUÍMICAS PROF. SAUL SANTANA

QUÍMICA LIGAÇÕES QUÍMICAS PROF. SAUL SANTANA QUÍMICA LIGAÇÕES QUÍMICAS PROF. SAUL SANTANA Ligação Química O conceito de configuração eletrônica e o desenvolvimento da Tabela Periódica permitiu aos químicos uma base lógica para explicar a formação

Leia mais

Pb 2e Pb E 0,13 v. Ag 2e Ag E +0,80 v. Zn 2e Zn E 0,76 v. Al 3e Al E 1,06 v. Mg 2e Mg E 2,4 v. Cu 2e Cu E +0,34 v

Pb 2e Pb E 0,13 v. Ag 2e Ag E +0,80 v. Zn 2e Zn E 0,76 v. Al 3e Al E 1,06 v. Mg 2e Mg E 2,4 v. Cu 2e Cu E +0,34 v QUÍMICA 1ª QUESTÃO Umas das reações possíveis para obtenção do anidrido sulfúrico é a oxidação do anidrido sulfuroso por um agente oxidante forte em meio aquoso ácido, como segue a reação. Anidrido sulfuroso

Leia mais

QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA

QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA - 1998 QUESTÃO 01 Uma mistura de hidrogênio, H 2 (g), e oxigênio, O 2 (g), reage, num recipiente hermeticamente fechado, em alta temperatura e em presença de um catalisador, produzindo

Leia mais

3) Dadas as equações: I CuCl 2 + H 2 SO 4

3) Dadas as equações: I CuCl 2 + H 2 SO 4 1) Observe as reações I e II abaixo: I NH 3 + HCl NH 4 Cl II 2HgO aquecimento 2Hg + O 2 Podemos afirmar que I e II são, respectivamente, reações de: a) síntese e análise b) simples troca e síntese c) dupla

Leia mais

Cálculo Estequiométrico

Cálculo Estequiométrico Cálculo Estequiométrico 1. (UFPE-PE) Um pedaço de ferro pesando 5,60 gramas sofreu corrosão quando exposto ao ar úmido por um período prolongado. A camada de ferrugem formada foi removida e pesada, tendo

Leia mais

EXPERIÊNCIA 4 REAÇÕES E EQUAÇÕES QUÍMICAS

EXPERIÊNCIA 4 REAÇÕES E EQUAÇÕES QUÍMICAS CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT Departamento de Ciências Básicas e Sociais - DCBS Disciplina Química Experimental QEX Prof. Sivaldo Leite Correia EXPERIÊNCIA 4 REAÇÕES E EQUAÇÕES QUÍMICAS 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Estequiometria Folha 05 Prof.: João Roberto Mazzei

Estequiometria Folha 05 Prof.: João Roberto Mazzei 01- (UERJ 2005) A combustão completa do gás metano, feita em presença de ar, a temperatura e pressão constantes, pode ser representada pela seguinte equação química não balanceada: CH (g) + O (g) ë CO

Leia mais

3ª série EM - Lista de Questões para a EXAME FINAL - QUÍMICA

3ª série EM - Lista de Questões para a EXAME FINAL - QUÍMICA 3ª série EM - Lista de Questões para a EXAME FINAL - QUÍMICA 01. Qual o número de atômico e de nêutrons de certo átomo X que possui 24 prótons e número de massa 52? 02. O número de elétrons do cátion X

Leia mais

Química Oxi-Redução Balanceamento de Equações Difícil [10 Questões]

Química Oxi-Redução Balanceamento de Equações Difícil [10 Questões] Química Oxi-Redução Balanceamento de Equações Difícil [10 Questões] 01 - (UNIFESP SP) Substâncias orgânicas, quando despejadas em sistemas aquáticos, podem sofrer diferentes reações em função, principalmente,

Leia mais

Cálculos Estequiométricos

Cálculos Estequiométricos Cálculos Estequiométricos LEIS PONDERAIS São todas relacionadas à massa. Lei de Lavoisier: As massas dos reagentes envolvidos em uma reação são sempre iguais às massas dos produtos obtidos. Ex. H 2(g)

Leia mais

OSASCO-COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR

OSASCO-COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR OSASCO-COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR ASSESSORIA TÉCNICA Processo Avaliativo 1º Bimestre/2015 Disciplinas: Química 2ª série EM Nome do aluno Nº Turma A lista de exercícios abaixo, consta de 33 questões diversas,

Leia mais

TERMOQUÍMICA EXERCÍCIOS PARA TREINO

TERMOQUÍMICA EXERCÍCIOS PARA TREINO TERMOQUÍMICA EXERCÍCIOS PARA TREINO 1 - Considere a seguinte reação termoquímica: 2NO(g) + O 2 (g) 2NO 2 (g) H = -13,5 kcal / mol de NO e assinale a alternativa falsa. a) A reação é exotérmica. b) São

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Conteúdo: Pilhas e baterias Eletrólise Recuperação do 4 Bimestre disciplina Química 2ºano Lista de exercícios 1- Na pilha Al/ Al 3+ // Cu 2+ / Cu é correto afirmar

Leia mais

COMPOSTOS INORGÂNICOS Profº Jaison Mattei

COMPOSTOS INORGÂNICOS Profº Jaison Mattei COMPOSTOS INORGÂNICOS Profº Jaison Mattei Ácidos (teoria de Arrhenius) Ácidos são substâncias moleculares que, ao serem dissolvidas em água se dissociam, originando o íon hidrônio (H 3 O + ). Exemplos:

Leia mais

NOME: ANO: 2º ENSINO: MÉDIO TURMA: DATA: / / PROF(ª).: Luciano Raposo Freitas EXERCÍCIOS TERMOQUÍMICA QUÍMICA II (2º BIM)

NOME: ANO: 2º ENSINO: MÉDIO TURMA: DATA: / / PROF(ª).: Luciano Raposo Freitas EXERCÍCIOS TERMOQUÍMICA QUÍMICA II (2º BIM) NOME: ANO: 2º ENSINO: MÉDIO TURMA: DATA: / / PROF(ª).: Luciano Raposo Freitas EXERCÍCIOS TERMOQUÍMICA QUÍMICA II (2º BIM) 1. Nos motores de explosão existentes hoje em dia utiliza-se uma mistura de gasolina

Leia mais

Estequiometria deriva do grego STOICHEON, que significa a medida dos elementos químicos.

Estequiometria deriva do grego STOICHEON, que significa a medida dos elementos químicos. Estequiometria: Estequiometria deriva do grego STOICHEON, que significa...... a medida dos elementos químicos. Em outras palavras, é o cálculo das quantidades de reagentes e/ou produtos das reações químicas

Leia mais

Química Analítica I Tratamento dos dados analíticos Soluções analíticas

Química Analítica I Tratamento dos dados analíticos Soluções analíticas Química Analítica I Tratamento dos dados analíticos Soluções analíticas Profª Simone Noremberg Kunz 2 Mol Medidas em química analítica É a quantidade de uma espécie química que contém 6,02x10 23 partículas

Leia mais

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 16 RELAÇÕES QUÍMICAS: INTRODUÇÃO

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 16 RELAÇÕES QUÍMICAS: INTRODUÇÃO QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 16 RELAÇÕES QUÍMICAS: INTRODUÇÃO REAGENTES PRODUTOS Como pode cair no enem (UNIRIO) I) Zn + 2AgNO 3 2Ag + Zn(NO 3 ) 2 II) (NH 4 ) 2 Cr 2 O 7 N 2 + Cr 2 O 3 + 4H 2 O III) 2Mg +

Leia mais

Com base nesses dados, calcule: a) Concentração em g/l. b) Título em massa.

Com base nesses dados, calcule: a) Concentração em g/l. b) Título em massa. ALUNO(a): Nº: SÉRIE: ª TURMA: UNIDADE: VV JC JP PC DATA: / /06 Obs.: Esta lista deve ser entregue apenas ao professor no dia da aula de Recuperação Valor: 5,0. Uma solução contendo 4 g de cloreto de sódio

Leia mais

QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 4ª aula /

QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 4ª aula / QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 4ª aula / 2016-2 Prof. Mauricio X. Coutrim (disponível em: http://professor.ufop.br/mcoutrim) REAÇÃO EM SOLUÇÃO AQUOSA São reações envolvendo compostos iônicos

Leia mais

Exercícios: Cálculo estequiométrico

Exercícios: Cálculo estequiométrico Química Ficha 4 2 os anos Rodrigo fev/12 Nome: Nº: Turma: Exercícios: Cálculo estequiométrico 1. O carbeto de silício, SiC, é conhecido como carborundo. É uma substância muito dura, usada como abrasivo,

Leia mais

Balanceamento de equações

Balanceamento de equações Balanceamento de equações Química Geral Prof. Edson Nossol Uberlândia, 26/08/2016 Equações químicas Lavoisier: a massa é conservada em uma reação química. Equações químicas: descrições de reações químicas.

Leia mais

1.1. A partir de 10 mol de ácido nítrico qual é a massa de nitrato de amónio que se obtém?

1.1. A partir de 10 mol de ácido nítrico qual é a massa de nitrato de amónio que se obtém? Escola Secundária de Lagoa Física e Química A 11º Ano Turma A Paula Melo Silva Ficha de Trabalho 5 Cálculos estequiométricos 1. O ácido nítrico é uma das mais importantes substâncias inorgânicas industriais.

Leia mais

QUÍMICA Exercícios de revisão resolvidos

QUÍMICA Exercícios de revisão resolvidos 9. (ENEM 2013) A produção de aço envolve o aquecimento do minério de ferro, junto com carvão (carbono) e ar atmosférico em uma série de reações de oxirredução. O produto é chamado de ferro-gusa e contém

Leia mais

Existem mais de uma centena de átomos conhecidos e a combinação entre esses, formam as milhões e milhões de substâncias.

Existem mais de uma centena de átomos conhecidos e a combinação entre esses, formam as milhões e milhões de substâncias. Símbolos e fórmulas químicas Figura 1 Representação de moléculas de água Fonte: Fundação Bradesco CONTEÚDOS Representação de elementos químicos símbolos Representação de substâncias químicas fórmulas Substâncias

Leia mais

Qui. Allan Rodrigues Gabriel Pereira (Renan Micha)

Qui. Allan Rodrigues Gabriel Pereira (Renan Micha) Semana 10 Allan Rodrigues Gabriel Pereira (Renan Micha) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

Leia mais

A nomenclatura dos sais é feita escrevendo-se o nome do ânion, a palavra de e o nome do cátion: (nome do ânion) de (nome do cátion)

A nomenclatura dos sais é feita escrevendo-se o nome do ânion, a palavra de e o nome do cátion: (nome do ânion) de (nome do cátion) QUÍMICA GERAL - AULA 6 - SAIS E ÓXIDOS DATA: 18/09/2015 PROF. ANA - SAIS NEUTRALIZAÇÃO TOTAL Quando misturamos uma solução aquosa de HCl e uma solução aquosa de NaOH ocorre uma reação entre os íons H +

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO P/ Avaliação 01/06

EXERCÍCIOS DE REVISÃO P/ Avaliação 01/06 Tema do Ano: Eu e o outro construindo um mundo mais solidário Projeto Interdisciplinar da 2 a Série do Ensino Médio: Segunda metade do século XX e início do século XXI: movimentos, conflitos e desenvolvimento.

Leia mais

Em meio aquoso sofrem dissociação liberando íons na água, o que torna o meio condutor de corrente elétrica.

Em meio aquoso sofrem dissociação liberando íons na água, o que torna o meio condutor de corrente elétrica. Aula 7 Funções Inorgânicas (sais e óxidos) Sal Os sais são compostos que possuem um cátion qualquer (só não pode ser exclusivamente o H +, senão será um ácido) e um ânion qualquer(só não pode ser exclusivamente

Leia mais

2º Trimestre Trabalho de Recuperação Data: 15/09/17 Ensino Médio 3º ano classe: A_B_C Profª Danusa Nome: nº

2º Trimestre Trabalho de Recuperação Data: 15/09/17 Ensino Médio 3º ano classe: A_B_C Profª Danusa Nome: nº 2º Trimestre Trabalho de Recuperação Data: 15/09/17 Ensino Médio 3º ano classe: A_B_C Profª Danusa Nome: nº Conteúdo: Cálculo estequiométrico avançado e oxidorredução *Entregar todos os exercícios resolvidos

Leia mais

Fuvest 2009 (Questão 1 a 8)

Fuvest 2009 (Questão 1 a 8) (Questão 1 a 8) 1. Água pode ser eletrolisada com a finalidade de se demonstrar sua composição. A figura representa uma aparelhagem em que foi feita a eletrólise da água, usando eletrodos inertes de platina.

Leia mais